NOVIDADES
Atividades Recentes
A LUZ DAS TREVAS
Arco 02
Ano 26 DG
Verão
Meses se passaram desde a missão de investigação ao Castelo da Lua, no País do Vento, que culminou na Batalha da Lua Minguante. Soramaru, o cientista responsável pelos experimentos, morreu em combate, assim como outros ninjas do lado da aliança. Após a missão ser bem-sucedida, mas carregando tantas mortes, Karma, o líder da missão, ficou responsável por relatar às nações o máximo de informações sobre a organização por trás dos crimes agora que estava com o selo enfraquecido e com isso ele revelou o verdadeiro nome dela: Bōryokudan. Ainda não tendo como fornecer mais detalhes, pois o selo se manteve, e precisando de mais pistas antes de investir novamente em uma missão, Karma saiu em missão em nome das Quatro Nações para encontrar o paradeiro dos demais membros da organização — e sua primeira desconfiança recaiu sobre Kumo.

O mundo, no entanto, mudou nestes últimos meses. Os Filhos das Nuvens concluíram a missão de extermínio aos antigos ninjas da vila e implementaram um novo sistema político em Kumo ao se proclamarem o Shōgun sobre as ordens não de um pai, mas do Tennō; e assim ela se manteve mais fechada do que nunca. Em Konoha a situação ficou complicada após a morte de Chokorabu ao que parece estar levando a vila ao estado de uma guerra civil envolvendo dois clãs como pivôs. Suna tem visto uma movimentação popular contra a atual liderança da vila após o fracasso em trazer a glória prometida ao país. Já em Kiri a troca de Mizukage e a morte de ninjas importantes desestabilizaram a política interna e externa da vila. E em Iwa cada dia mais a Resistência vai se tornando popular entre os civis que estão cansados demais da fraqueza do poderio militar ninja. Quem está se aproveitando destes pequenos caos parece ser as famílias do submundo, cada vez mais presentes e usando o exílio de inúmeros criminosos para Kayabuki como forma de recrutar um exército cada vez maior.

E distante dos olhares mundanos o líder da Bōryokudan, Gyangu-sama, se incomoda com os passos de Karma.
... clique aqui para saber mais informações
SHION
SHION#7417
Shion é o fundador do RPG Akatsuki, tendo ingressado no projeto em 2010. Em 2015, ele se afastou da administração para focar em marketing e finanças, mas retornou em 2019 para reassumir a liderança da equipe, com foco na gestão de staff, criação de eventos e marketing. Em 2023, Shion encerrou sua participação nos arcos, mas continua trabalhando no desenvolvimento de sistemas e no marketing do RPG. Sua frase inspiradora é "Meu objetivo não é agradar os outros, mas fazer o meu trabalho bem feito", refletindo sua abordagem profissional e comprometimento em manter a qualidade do projeto.
Angell
ANGELL#3815
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Indra
INDRA#6662
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Wolf
Wolf#9564
Wolf é jogador do NRPGA desde fevereiro de 2020, tendo encontrado o fórum por meio de amigos, afastando-se em dezembro do mesmo ano, mas retornando em janeiro de 2022. É jogador de RPG desde 2012, embora seu primeiro fórum tenha sido o Akatsuki. Atua como moderador desde a passagem anterior, se dedicando as funções até se tornar administrador em outubro de 2022. Fora do RPG cursa a faculdade de Direito, quase em sua conclusão, bem como tem grande interesse por futebol, sendo um flamenguista doente.
Mako
gogunnn#6051
Mako é membro do Naruto RPG Akatsuki desde meados de 2012. Seu interesse por um ambiente de diversão e melhorias ao sistema o levou a ser membro da Staff pouco tempo depois. É o responsável pela criação do sistema em vigor desde 2016, tendo trabalhado na manutenção dele até 2021, quando precisou de uma breve pausa por questões pessoais. Dois anos depois, Mako volta ao Naruto RPG Akatsuki como Game Master, retornando a posição de Desenvolvedor de Sistema. E ainda mantém uma carreira como escritor de ficção e editor de livros fora do RPG, além de ser bacharel em psicologia. Seu maior objetivo como GM é criar um ambiente saudável e um jogo cada vez mais divertido para o público.
Akeido
Akeido#1291
Aliquam lacinia ligula nec elit cursus, sit amet maximus libero ultricies. Cras ut ipsum finibus quam fringilla finibus. Etiam quis tellus dolor. Morbi efficitur pulvinar erat quis consectetur. Ut auctor, quam id rutrum lobortis, lorem augue iaculis turpis, nec consectetur enim nisl eu magna. Sed magna dui, sollicitudin quis consequat ac, faucibus sed mauris. Donec eleifend, nisl a eleifend dignissim, ipsum urna viverra leo, sed pulvinar justo ex vitae enim. Donec posuere sollicitudin velit eu vulputate.
Havilliard
Havilliard#3423
Aliquam lacinia ligula nec elit cursus, sit amet maximus libero ultricies. Cras ut ipsum finibus quam fringilla finibus. Etiam quis tellus dolor. Morbi efficitur pulvinar erat quis consectetur. Ut auctor, quam id rutrum lobortis, lorem augue iaculis turpis, nec consectetur enim nisl eu magna. Sed magna dui, sollicitudin quis consequat ac, faucibus sed mauris. Donec eleifend, nisl a eleifend dignissim, ipsum urna viverra leo, sed pulvinar justo ex vitae enim. Donec posuere sollicitudin velit eu vulputate.
HALL DA FAMA
TOP Premiums
Torne-se um Premium!
1º Lugar
Starfox
2º Lugar
Senju Inazuma
3º Lugar
Raves
1º Lugar
Starfox
2º Lugar
Tensai
3º Lugar
Zireael
Os membros mais ativos do mês
Angell
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
732 Mensagens - 42%
Starfox
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
192 Mensagens - 11%
Zireael
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
156 Mensagens - 9%
Kurt Barlow
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
114 Mensagens - 6%
Sevenbelo
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
103 Mensagens - 6%
Tensai
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
101 Mensagens - 6%
Zero
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
100 Mensagens - 6%
Shion
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
98 Mensagens - 6%
Kaguya
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
81 Mensagens - 5%
Nan
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
78 Mensagens - 4%

Os membros mais ativos da semana
Angell
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
18 Mensagens - 37%
Kurt Barlow
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
5 Mensagens - 10%
Keel Lorenz
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
5 Mensagens - 10%
Sly
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
5 Mensagens - 10%
Coca
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
4 Mensagens - 8%
Raves
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
3 Mensagens - 6%
sinhorelli
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
3 Mensagens - 6%
Shion
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
2 Mensagens - 4%
Summer
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
2 Mensagens - 4%
Zero
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_lcap[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Voting_bar[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Vote_rcap 
2 Mensagens - 4%


Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Sekiro
Yōnin
Relembrando a primeira mensagem :

Névoa SangrentaKirigakure no Sato  

O Névoa Sangrenta é estrategicamente localizado nas proximidades do cais de Kirigakure no Sato e possui uma fachada externa com vitrais protegidos por grades de madeira, dando uma aparência refinada ao estabelecimento. Com apenas três andares, sendo dois deles superiores, o local aparenta ser comum à primeira vista.

Entretanto, ao adentrar as portas de carvalho, os clientes rapidamente percebem que o interior do recinto é diferente. A mobília é clássica e remete a tempos antigos, com uma atmosfera de um passado recente. As paredes são tingidas em um tom esverdeado intenso, iluminadas por candelabros e lanternas antigas, que refletem seu brilho nos valiosos quadros finos dispostos simetricamente pelo ambiente.

Os clientes são acomodados em dois tipos distintos de mesas, baseadas em aspectos culturais do País da Água. A maioria delas são mesas discretas, intercaladas por divisórias de madeira, oferecendo privacidade para conversas sem interrupções. Há também algumas mesas redondas, utilizadas em ocasiões festivas ou para maior interação entre os presentes.

Para clientes com status mais elevado, há um terceiro andar disponível, acessível através das escadarias localizadas nos fundos da cozinha. Nesse andar, encontra-se uma área nobre, um restaurante alternativo esculpido em madeira de alta qualidade. Nesse local, o ambiente é diferente, com assentos separados dispostos em uma espécie de arquibancada, com vista para uma enorme mesa redonda capaz de acomodar pelo menos cinquenta convidados.

Inicialmente, pode ser difícil compreender as motivações por trás dessa arquitetura, mas a medida que as personalidades da noite adentram o recinto ou os ânimos se exaltam entre os participantes, as cadeiras são afastadas e um candelabro colossal se eleva até o ponto mais alto da sala. A mesa solitária se torna o palco da principal atração do Névoa Sangrenta: lutas clandestinas.

Os vitoriosos são determinados por nocaute ou caso sejam derrubados da "arena", enquanto os demais candidatos ocupam os assentos superiores e assistem ao evento como um entretenimento bárbaro. Não há muitas regras em relação aos danos causados, e qualquer acidente é considerado uma mera fatalidade. Às vezes, os garçons convidam clientes dos andares superiores, oferecendo vales gratuitos e outras regalias em favor dos vitoriosos, atendendo aos desejos mais obscuros da classe alta do vilarejo.

Apesar do caráter original do restaurante, quaisquer denúncias são prontamente desconsideradas. Quando algum inspetor é acionado, as cadeiras são rapidamente recolocadas em seus lugares e as atividades vigentes são interrompidas. Ou, em último caso, a gerência alega que não pode se responsabilizar caso os clientes acabem discutindo. Apesar de suas peculiaridades, o Névoa Sangrenta sempre cumpre o que promete.



Locais:

Regras
— Nos dois andares principais, o tópico é destinado a interações livres;

— Jogadores que estiverem no local e não responderem em um prazo de até 72 horas, serão considerados como se houvessem deixado o tópico;

— Os dois primeiros andares são de livre acesso a todos os jogadores. O terceiro andar, onde ocorrem as lutas clandestinas, é exclusivo a ninjas de patente Tokubetsu Jōnin e superiores;

— Ainda sobre o terceiro andar, é permitida a realização de combates amigáveis entre os jogadores, bem como apostas entre os mesmos ou os espectadores;

— Aqueles que possivelmente destruírem o local durante um combate, deverão pagar uma bagatela de 10.000.000 RY ao Banco de Kirigakure, ou sofrerão penalidades maiores pela administração do vilarejo.

TEMPLATE POR AKEIDO
Sangue em Einchenwald
Proteja Einchenwald do insano Kenpachi
Viajante
Visitar todas as Cinco Grandes Nações.
Protagonista
Destaque-se em um evento mundial.
Expansão de Terras
Colonize/domine (ou arquitete a colonização/dominação de) um território de nível 2.
Aceito por Todos
Como Meishu Kage, chegue aos 100 pontos de fama política
Heroísmo
Conclua três eventos principais e/ou paralelos.
Golpe Final
Dê o "último golpe" em um NPC adversário durante um evento
Arsenal em Crescimento
Adquira uma arma lendária.
Hospedeiro
Torne-se um jinchūriki.
Mais que Amigos, Friends!
Forme uma aliança com outro vilarejo.
Herói da Vila
Proteja sua vila de um ataque e/ou conclua três mini-tramas arquitetadas por seu Kage.
Planejamento Tático
Colonize/domine (ou arquitete a colonização/dominação de) três territórios de nível 1.
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Eu Tenho um Sensei!
Entre para um time.
A União Faz a Força
Tenha cinco tópicos diferentes de interação (incluindo uma missão) com seu time.
Disputas Podem Ser Saudáveis
Tenha três tópicos de interações de rivalidade com um membro de seu time.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Meu Primeiro Evento Paralelo
Conclua seu primeiro evento paralelo.
Fazendo História
Conclua uma mini-trama.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Explorador de Outras Regiões
Colonize/domine (ou arquitete a colonização/dominação de) um território de nível 1.
Perito
Adquira uma qualidade de perícia (elemental, armamentista, etc.).
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Melhorias ao Meu Arsenal
Receba um transplante ou realize-o em seu próprio personagem.
Conhecendo Outros Reinos
Visite o Continente Perdido.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Conquistando o Mundo
Conclua seu primeiro evento mundial.
Reconhecido por Todos
Chegue aos 100 pontos de fama geral.
Forças Especiais
Obtenha uma graduação especial.
Eu Sou Kage!
Torne-se Meishu Kage.
Assim Está Bom
Não resete totalmente o personagem por um ano real (ou seja, em OFFgame).
Boletos e Mais Boletos...
Alcance o nível máximo em sua profissão.
Sekiro
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t77696-f-yohma-uchiha#613905
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t77700-gf-yohma-uchiha#613977

Sekiro
Yōnin

Roleplay.

O semblante cansado e fora do padrão habitual, expunha o tédio do indivíduo que agora depositava a garrafa d’água sobre a mesa. Como outrora, a atenção do albino continuava centrada no teto da ambientação, embora ainda visualizasse o local vez ou outra. Consequentemente, pôde notar a entrada de outros shinobis no estabelecimento, ainda que não reconhecíveis. Seu tempo como Quarta Sombra da Névoa havia terminado há meia década e, apesar de envolvido na recente nomeação de Nezuko, detestava as burocracias. Portanto, deixaria para conhecê-los mais adequadamente no campo de batalha, quando a oportunidade surgisse.  

Por mais que divagando em seus pensamentos, Yohma fora capaz de escutar os termos trazidos pela famigerada kunoichi da armadura negra, denotando que ela não continha a mesma recepção que o próprio. — Quando dei prosseguimento ao projeto de construção, quis trazer um sentimento de conforto para quem estivesse aqui. Entretanto, lá no terceiro andar que as coisas são mais interessantes. — respondeu sem fitá-la, com os orbes fechados e ocultos pelos óculos-escuros. Antes que pudesse dar continuidade a sua fala, logo escutou a voz de Nezuko, mais uma vez rompendo o silêncio e se juntando à mesa.

Eu diria que sim, caso tivesse direito a mais tempo ocioso. Estou até pensando em puxar umas férias de, sei lá, uns dez meses. Coloque Altria para me substituir nas questões diplomáticas, ela será uma boa representante. — murmurou, portando um sorriso no canto dos lábios, conforme se reposicionava para expressar um falso interesse no assunto.

Por fim, pôde notar a chegada da ruiva, acompanhada de uma garrafa de alguma bebida ao qual simploriamente reagiu com uma careta. A mesma fora substituída, no entanto, por uma expressão de alívio ao perceber que sua esposa parecia bem e sem maiores sequelas após o transplante de células. — É a mesa dos aposentados. — comentou, enfim.    


Leia as considerações:
HP: 4200/4200 — CH: 10300/10300 — ST: 00/11 — CN: 000/600 — Gyūki: 5000/5000
Sangue em Einchenwald
Proteja Einchenwald do insano Kenpachi
Viajante
Visitar todas as Cinco Grandes Nações.
Protagonista
Destaque-se em um evento mundial.
Expansão de Terras
Colonize/domine (ou arquitete a colonização/dominação de) um território de nível 2.
Aceito por Todos
Como Meishu Kage, chegue aos 100 pontos de fama política
Heroísmo
Conclua três eventos principais e/ou paralelos.
Golpe Final
Dê o "último golpe" em um NPC adversário durante um evento
Arsenal em Crescimento
Adquira uma arma lendária.
Hospedeiro
Torne-se um jinchūriki.
Mais que Amigos, Friends!
Forme uma aliança com outro vilarejo.
Herói da Vila
Proteja sua vila de um ataque e/ou conclua três mini-tramas arquitetadas por seu Kage.
Planejamento Tático
Colonize/domine (ou arquitete a colonização/dominação de) três territórios de nível 1.
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Eu Tenho um Sensei!
Entre para um time.
A União Faz a Força
Tenha cinco tópicos diferentes de interação (incluindo uma missão) com seu time.
Disputas Podem Ser Saudáveis
Tenha três tópicos de interações de rivalidade com um membro de seu time.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Meu Primeiro Evento Paralelo
Conclua seu primeiro evento paralelo.
Fazendo História
Conclua uma mini-trama.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Explorador de Outras Regiões
Colonize/domine (ou arquitete a colonização/dominação de) um território de nível 1.
Perito
Adquira uma qualidade de perícia (elemental, armamentista, etc.).
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Melhorias ao Meu Arsenal
Receba um transplante ou realize-o em seu próprio personagem.
Conhecendo Outros Reinos
Visite o Continente Perdido.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Conquistando o Mundo
Conclua seu primeiro evento mundial.
Reconhecido por Todos
Chegue aos 100 pontos de fama geral.
Forças Especiais
Obtenha uma graduação especial.
Eu Sou Kage!
Torne-se Meishu Kage.
Assim Está Bom
Não resete totalmente o personagem por um ano real (ou seja, em OFFgame).
Boletos e Mais Boletos...
Alcance o nível máximo em sua profissão.
Sekiro
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t77696-f-yohma-uchiha#613905
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t77700-gf-yohma-uchiha#613977
Sum
Genin
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 OIP
~

O grande numero de personalidades importantes ali poderia ser amedrontador, até mesmo a sombra da vila se encontrava ali, a Mizukage em pessoa, além de inúmeros outros nomes conhecidos. No entanto a pessoa que roubou momentaneamente a atenção de Sum foi uma ruiva, essa que lhe roubou a bebida e proibiu o garçom de servir qualquer coisa alcoólica para ele -Claro, dê álcool aos idosos e deixem os jovens com sede.- Falou em um tom alto e firma, no entanto não queria irritar a moça, afinal a fama de "Mão de Deus" era para pouco -Brincadeira.- Zombou com um sorriso largo, e irônico no rosto.

Foi quando ele apareceu, a única pessoa ali que era conhecida pelo Õtsutsuki, Naritoshi Hõzuki -NARITOSHIIII.- Exclamou alto assim que viu seu conhecido, se aproximando do mesmo com braços abertos, pronto para receber o mesmo em seus braços, isso é, se o mesmo assim desejasse. Após este encontro puxaria conversa com seu parceiro -Então, como vai Naritoshi Hõzuki? Como pode ver eu estou ótimo, maravilhoso como sempre. Completei muitas missões desde que nos vimos, estou cada vez mais forte e bonito, não acha?- Era dificil não falar sobre si mesmo, ao menos era para o gennin, seu ego só era menor que seu poder, isso era o que ele imaginava.

HP: 325/325
CK: 600/600
ST: 0/5
Sakki: 01/50
EO: 000/100


  • Palavras: 215
  • Aparência:[1].
  • Obs: Post rápido, tenho que sair.


Considerações:

_______________________

Sum
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t85922-fp-sum-otsutsuki
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t85924-gf-sum#705046
Hazuray
Chūnin
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 B3b7af7247cb53bdf3eb4ac98d249300
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 B3b7af7247cb53bdf3eb4ac98d249300
Role Play Livre


Crowley Aburame

Genin & Tenente de Kirigakure
Fama: 03 Positiva | 00 Negativa | 03 Total
2.275/2.275 4.625/4.625 000/600
04/50 00/08
600/600

Com a chegada de mais pessoas uniformizadas, incluindo seus protetores de testa, Crowley percebeu que se tratava de um bar que atrai ninjas. Ainda estava na dúvida se isso era algum ponto positivo ou não, pois não desejava manter o profissionalismo dentro de um local feito para beber e descansar. O comentário do ninja que sentou ao seu lado o fez perceber que não eram apenas ninjas comuns que estavam no local, ajeitou sua postura no banco em frente ao balcão e respondeu ao comentário: — Não imaginei que essas pessoas frequentam mesmo esse bar. Conhaque? Você não acha que uma bebida refrescante combina mais?

Crowley estava indo para o seu segundo gole de cerveja, estava realmente deliciosa e refrescante, mas não contava com a chegada da autoridade máxima do vilarejo para acabar com o seu prazer. “É a Caçadora de Cabeças?”, pensou. A Mizukage afastou a bebida de sua frente, um comportamento bastante irritante — Com todo respeito, senhora Mizukage. Mas se tenho idade para usar armas e caçar bandidos pelo vilarejo, não acha que já tenho idade para beber? — esperou para saber qual seria a reação da Mizukage, no entanto, achou que seria melhor deixar de lado a sua vontade de tomar uma cerveja gelada enquanto ela estivesse por perto. O tenente Aburame estava prestes a lamentar sua má sorte quando outra figura importante apareceu, fazendo algo semelhante ao ninja do bar, que também ficou sem o seu conhaque, compartilhando sua dor.

— Muito bem! Me vê uma bebida bem gelada e sem álcool. Na conta da senhora Mizukage, por gentileza. — disse ao garçom. Fez o pedido em tom de desafio, pois duvidou que haveria qualquer outro tipo de bebida que não fosse alcoólica em um bar. Não demorou muito até que o homem voltasse com um copo com água, gelo e limão. “Nem mesmo uma limonada normal esses caras conseguem fazer aqui? Esse bar é realmente horrível!”, pensou. Tomou sua água com limão, observando o ambiente para ter certeza que estava no lugar certo.

Considerações:
Inventário:
Habilidades e Jutsus:

_______________________



[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Imagem26[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Imagem25[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Imagem27[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Imagem29
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Sou Mais Técnico
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Fazendo História
Conclua uma mini-trama.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Perito
Adquira uma qualidade de perícia (elemental, armamentista, etc.).
Eu Sou Sensei!
Forme uma equipe ou seja designado para ser sensei de uma equipe.
Esse É o Meu Jeito Ninja!
Adquira sua primeira Habilidade Única.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Eu Tenho um Sensei!
Entre para um time.
Eu me Tornei Chūnin
Vença um evento de Exame Chūnin.
Vencendo Adversidades
Supere um defeito adquirido.
Sangue Derramado
Vença seu primeiro PvP.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Conquistando o Mundo
Conclua seu primeiro evento mundial.
Arsenal em Crescimento
Adquira uma arma lendária.
Posso Fazer Isso o Dia Todo
Seja a linha de defesa (tanque) do grupo durante um evento mundial.
Eu Sou Kage!
Torne-se Meishu Kage.
Hazuray
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t85420-ficha-crowley-aburame
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t80924-gf-ray
Naritoshi
Chūnin
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Xq4VeLG
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Xq4VeLG

HP: 675/675 — CH: 675/675 — ST: 0/5 — SAKKI: 04/50

[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 WPIBVBP

Assembleia
Parte II

Quanto mais figuras emblemáticas surgiam, mais eu me afundava naquela poltrona. Tenho que sair daqui, decido, tenho que sair imediatamente. A sensação de incompatibilidade só aumentava enquanto eu estava ali, com os pés balançando para fora do assento claramente idealizado para um adulto.

A chegada da senhora Nezuko me surpreende. A líder política de todo o vilarejo, fora de seu uniforme habitual, casualmente tirando bebida da mão de criança. Lembro da única vez que a vi, logo após a missão em Suna quando o Time 2 foi formado — evento que parecia ter sido eras atrás. Depois, a imponente Mão de Deus chega com sua presença escarlate, o que faz sentido já que o Yondaime também está logo ali. Curiosamente, aquela assembleia de alcunhas famosas estava deixando de ser tão assustadora — era quase um sonho febril ver todo mundo fora de serviço, jogando conversa fora e congregando. Talvez sejamos sim feitos da mesma matéria, afinal.

Mas aí vem aquele que me faz duvidar disso. Meus olhos seguiram Sum desde que entrou no bar; assisti todo seu imbróglio sobre o direito de se alcoolizar — ele realmente chamou a elite de Kiri de idosos? Parte de mim até desejou que ele não me notasse, pois era fascinante analisar como se comportava socialmente. Já fico satisfeito assim, minto pra mim mesmo, só te olhando de longe.

E é claro que ele me nota, desfazendo toda a furtividade que eu tentei manter. Um grito alto que anuncia minha presença como uma sirene de guerra — devo ter afundado uns bons centímetros no estofado da poltrona tentando sumir, sem sucesso.

O-oi, Sum digo. Ele me puxa para um abraço e eu morro. Ao menos um pouquinho. O súbito contato faz minha cabeça girar; sentindo seu cheiro de perto, seus músculos me envolvendo, a maciez da textura de seu tecido. Não é de linho, concluo. Eu já suspeitava que a família dele tinha boas condições, e aquela textura comprovava. Tem cheiro bom. Estou de olhos fechados absorvendo migalhas daquele universo inalcançável quando decido acordar. Q-que bom, f-fazer missões sempre é importante gaguejo a afirmação óbvia, me afastando e tentando pôr a rotação do planeta de volta aos eixos. V-você está... ótimo é só o que tenho coragem de dizer. Eu acabei de enfiar a cara no seu abdômen. Ele estava bem no quesito de força, sim, mas eu não saberia conjugar os verbos necessários para dizê-lo. Muito menos sobre sua beleza.

A presença do Ōtsutsuki fazia minha garganta secar com mais velocidade que o habitual. Logo, meu vício cobraria seu preço. Decido então me aproximar do balcão, antes convidando Sum para que me acompanhasse — por favor, aceite, ou eu não conseguirei fazer isso sozinho. Estou próximo do corajoso rapaz que ousou endividar a Mizukage quando, timidamente, peço:

U-uma água, p-por favor. Minhas mãos titubeiam a patética e escassa bolsinha de ryōs. Q-quanto é?

Isso, Naritoshi, me motivo. Ninguém vai te julgar.


Turno(s): 02/--
Total: 02/--
Tópico(s) anterior(es):
Palavras: 452/200
Vício: 02/03
Objetivo(s): RP livre
Resumo:
Intervalo:
Modificador(es):

narrativa:
considerações:

Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Eu Tenho um Sensei!
Entre para um time.
Falando em Genjutsu...
Tenha cinco jutsus classificados como "genjutsu" de rank B ou superior.
Meu Primeiro Evento Paralelo
Conclua seu primeiro evento paralelo.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Perito
Adquira uma qualidade de perícia (elemental, armamentista, etc.).
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
A União Faz a Força
Tenha cinco tópicos diferentes de interação (incluindo uma missão) com seu time.
Conhecendo Minhas Aptidões
Adquira uma qualidade treinável.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Eu me Tornei Chūnin
Vença um evento de Exame Chūnin.
Fazendo História
Conclua uma mini-trama.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Naritoshi
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t85033-ficha-naritoshi-hozuki#694809
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t85034-gf-naritoshi-hozuki#694814
Myrddin
Jōnin
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 HuYeNoD
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 HuYeNoD

[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 FZEq9Dd
~

Por mais que admirasse a arquitetura local, não podia deixar de prestar atenção nas palavras de Yohma, principalmente acerca do terceiro andar, onde as coisas eram “interessantes”. A curiosidade da loira despertou quase que imediatamente, mas a mesma deixaria para ir conhecer o local em outro momento uma vez que rostos conhecidos adentraram o estabelecimento. —— Temo que terei de conhecer o terceiro andar num momento mais oportuno, então. —— Respondeu, e logo cumprimentou a líder da névoa, Nezuko, ao passo em que seu copo d’água também chegava. Dito isto, a Pendragon não perdeu tempo para saciar a sede que sentia – um erro, uma vez que ao ouvir a fala do líder dos Uchihas acerca de deixá-la com as responsabilidades diplomáticas esta acabou por se engasgar com o líquido que acabara de ingerir.

—— Agradeço a confiança mas passo. Deixo isso em mãos mais capazes, como as de Mei. —— Constatou, fitando a mulher que acabara de chegar à mesa com um sorriso nos lábios. —— Dias e noites cheias, eu diria. —— Falou, e pôs o copo em seu devido lugar, abrindo espaço para a mulher se sentar ao seu lado. Ainda sim, a loira não pôde deixar de notar as expressões de Yohma, além da fala deste. —— Aposentados E perigosos. —— Complementou, rindo.

Vida: 3045/3045
Chakra: 7525/7525
Kyūbi: 5500/5500
Estamina: 00/11

Considerações:
Técnicas:
Habilidades:
Itens:

_______________________

[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 4sh18xd
Sobrevivente do punho dourado
Proteja Kumo do Edo Tensei Naruto Uzumaki.
Myrddin
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t86882-f-setanta#713119
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t77017-g-f-myrd
Coca
Espadachim da Névoa
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 UzrFfWC
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 UzrFfWC

[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 1FLukUw
-
O último trago no cigarro se sucedeu após a chegada da atual Sombra do vilarejo, assim como a presença de mais uma pessoa famosa; Mei. Rekken conseguia se lembrar exatamente de como a ruiva era forte, principalmente após presenciar as habilidades dela no campo de batalha, contra Naruto Uzumaki e Sakura.

O Nara suspirou firme vendo as duas mulheres retirarem as bebidas de outros garotos que estavam no balcão, enquanto aproveitava para dar o último gole em sua cerveja. Fitou brevemente a reação dos dois garotos, escutando as respostas deles, observando também para onde as duas haviam se direcionado. A mesa de Yohma e Altria ganhou duas novas integrantes e o poder que aquele pequeno lugar no canto da Névoa Sangrenta exalava era quase que palpável. Rekken evitou de ficar encarando aquele ponto em específico, voltando a observar seu entorno, percebendo a mudança brusca no ambiente. A diversão deu lugar para o silêncio, onde todos, ou quase todos os presentes dentro do bar ficaram encarando os ninjas mais famosos da Névoa, não fosse por um ou outro morador do vilarejo conversando.

Poucos minutos depois, um mascarado entrou no bar, carregando consigo um pergaminho e foi em direção ao Nara, que permanecia sentado em uma das incontáveis banquetas dispostas ao lado do balcão. — Uma missão de urgência, Rekken. Boa sorte! — disse quando se aproximou o suficiente. O Nara segurou o pergaminho e, mostrando pressa, começou a ler o conteúdo do pergaminho.

Tendo noção do que se tratava e vendo que o Anbu entregou outros pergaminhos dentro do bar, imaginando que, pelo teor da missão, os ninjas mais fortes da aldeia também seriam convocados, direcionou-se à mesa onde Altria estava, retirando uma de suas kunais dentro da hip-pouch enquanto diminuía a distância até a mesa. — Parece que iremos lutar juntos mais uma vez. — direcionou a fala a loira Uchiha, entregando a ela sua kunai com a marcação especial do Hiraishin. — Ela possui uma marcação especial… assim talvez eu consiga te ajudar no campo de batalha. Inclusive, se não se importar, deixe-me lhe marcar com a fórmula do Hiraishin. — pediu e, caso a loira aceite, tentará tocar na parte que ela disponibilizar para a marcação, deixando que seu chakra se associe à pele dela, formando a fórmula de seu teletransporte. — Bom… irei até os portões do vilarejo. Espero que Emiya também tenha sido convocado, vai ser divertido participar de mais uma missão com vocês. — finalizou, cumprimentando todos os outros na mesa com um simples gesto com a cabeça, começando a caminhar para fora do bar, em direção ao portão principal do vilarejo.

HP: 2475/2475 | CH: 6560/6575 | ST: 00/08 | Pétalas: 3000un/3000un | Sakki: 32/50

Considerações:
Armamentos:
Usados:
Talentos, Especialidade e Atributos:

_______________________

Sobrevivente do punho dourado
Proteja Kumo do Edo Tensei Naruto Uzumaki.
Coca
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t82176-fp-rekken-sarutobi#663014
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t77277-gf-coca
Hazuray
Chūnin
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 B3b7af7247cb53bdf3eb4ac98d249300
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 B3b7af7247cb53bdf3eb4ac98d249300
Saída do Bar


Crowley Aburame

Genin & Tenente de Kirigakure
Fama: 03 Positiva | 00 Negativa | 03 Total
2.275/2.275 4.625/4.625 000/600
04/50 00/08
600/600

A única coisa que poderia melhorar aquela situação era a chegada de uma missão de verdade, Crowley estava tomando sua água com limão quando o mascarado chegou trazendo um pergaminho que parecia ser entregue para todos os ninjas no bar. O tenente Aburame pegou o documento sem fazer muitas perguntas, afinal, parecia que todos estavam em uma situação parecida. “Droga! Será que acham que sou um ninja poderoso por ter entrado nesse bar? Eu não vou perder a oportunidade de participar de um negócio desses”, pensou. O ninja olhou para os garotos, aqueles mais novos que também teriam recebido um pergaminho. Temia que algum deles mencionasse algo sobre não estar pronto ou coisa do tipo, isso poderia colocar ele mesmo em uma possível situação da qual não desejava. Então, em sua tentativa de evitar esse tipo de complicação, se adiantou para garantir que eles o acompanhasse.

— Isso vai ser interessante, não acham? Aliás, me chamo Crowley Aburame. Será um prazer trabalhar ao lado de vocês — disse para Naritoshi e Sum, mesmo que ainda não soubesse o nome dos dois ninjas de mesma patente. — É melhor nos apressarmos, toda grande aventura começa nos portões do vilarejo. Tenho certeza que todos vão para lá!

Crowley deixou o lugar no balcão com o pergaminho na bolsa, estava com vontade de fazer uma leitura detalhada do documento, mas achou melhor fazer no lado de fora do bar. Então, caminhou para fora do estabelecimento, rumo aos portões do vilarejo.

Considerações:
Inventário:
Habilidades e Jutsus:

_______________________



[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Imagem26[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Imagem25[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Imagem27[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Imagem29
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Sou Mais Técnico
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Fazendo História
Conclua uma mini-trama.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Perito
Adquira uma qualidade de perícia (elemental, armamentista, etc.).
Eu Sou Sensei!
Forme uma equipe ou seja designado para ser sensei de uma equipe.
Esse É o Meu Jeito Ninja!
Adquira sua primeira Habilidade Única.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Eu Tenho um Sensei!
Entre para um time.
Eu me Tornei Chūnin
Vença um evento de Exame Chūnin.
Vencendo Adversidades
Supere um defeito adquirido.
Sangue Derramado
Vença seu primeiro PvP.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Conquistando o Mundo
Conclua seu primeiro evento mundial.
Arsenal em Crescimento
Adquira uma arma lendária.
Posso Fazer Isso o Dia Todo
Seja a linha de defesa (tanque) do grupo durante um evento mundial.
Eu Sou Kage!
Torne-se Meishu Kage.
Hazuray
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t85420-ficha-crowley-aburame
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t80924-gf-ray
Naritoshi
Chūnin
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Xq4VeLG
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Xq4VeLG

HP: 675/675 — CH: 675/675 — ST: 0/5 — SAKKI: 04/50

[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 WPIBVBP

Assembleia
Parte III

Quais são as chances? Contemplo o pergaminho em minha mão, mal terminado de tomar um gole d'água. Os nomes mais emblemáticos da aldeia em um lugar só, e absolutamente todos convocados para a mesma missão. É uma guerra, concluo, com o terror fazendo uma revolução no meu estômago. Só pode ser. Sinto que estou pisando em falso — minha mão esquerda tateia o braço de Sum, na inconsciência, enquanto começo a ler as instruções.

I-isso é... balbucio ao terminar de ler. Suna de novo. Não posso evitar de pensar no Rei Vampiro, na carnificina do deserto em Oasis... Karma, o nome me salta aos olhos. A presença do homem do olho púrpura evidenciava a conexão entre tudo. A junção entre vilarejos também era suficiente para atingir meu nervosismo. Sum chamo, percebendo que estou apertando seu braço e tremendo. Sum repito, olhando-o nos olhos. Inclino a cabeça para o alto, ao pé de seu ouvido, para que apenas ele possa me ouvir. O que sai é um sussurro contido: Tenho medo.

Não quero parecer frágil. Não ali, com toda a elite recebendo a mesma missão. Não posso. Mas percebo, inevitavelmente, que minha insegurança me persegue desde a última visita ao País do Vento. Não, ordeno. Você consegue. Respiro fundo. A depender da resposta de Sum, eu faria o máximo para me recompor. Sem gaguejar.

Prazer, Crowley. Sou Naritoshi Hōzuki Enfim dou atenção ao rapaz confiante que interagia conosco. Seu par de orbes douradas me lembrava de Sum, mas brilhavam com mais intensidade. Decido, na hora, que é aquela atitude despojada que devo tomar como inspiração. Será uma honra trabalhar juntos. Nos vemos lá, pode ter certeza.

Se houvesse uma fração de oportunidade de falar privadamente com Sum, eu ergueria minha mão próxima ao seu rosto, fazendo um sinal para que se abaixasse e me ouvisse melhor.

Antes de irmos... Suspiraria. Depois, continuaria a murmurar. No portão... quero falar com você.

Enfim, era hora de partir. Idealmente acompanhado de Sum, eu partiria de minha primeira estadia no Névoa Sangrenta rumo ao portão de Kirigakure sem certeza de nada.

A água estava ótima, pelo menos.


Turno(s): 03/03
Total: 03/03
Tópico(s) anterior(es):
Palavras: 357/200
Vício: 03/03
Objetivo(s): RP livre
Resumo:
Intervalo:
Modificador(es):

narrativa:
considerações:

Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Eu Tenho um Sensei!
Entre para um time.
Falando em Genjutsu...
Tenha cinco jutsus classificados como "genjutsu" de rank B ou superior.
Meu Primeiro Evento Paralelo
Conclua seu primeiro evento paralelo.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Perito
Adquira uma qualidade de perícia (elemental, armamentista, etc.).
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
A União Faz a Força
Tenha cinco tópicos diferentes de interação (incluindo uma missão) com seu time.
Conhecendo Minhas Aptidões
Adquira uma qualidade treinável.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Eu me Tornei Chūnin
Vença um evento de Exame Chūnin.
Fazendo História
Conclua uma mini-trama.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Naritoshi
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t85033-ficha-naritoshi-hozuki#694809
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t85034-gf-naritoshi-hozuki#694814
Sum
Genin
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 OIP
~

No momento em que os pergaminhos começaram a chegar todos os grandes ninjas ali, e até mesmo os de menor calibre como Sum começaram a se mover. Era difícil imaginar que tipo de missão iria requisitar tantos nomes de peso, tanto poder poderia começar uma guerra. Instintivamente o jovem Õtsutsuki sorriu, dessa vez no entanto não era falso, seu sorriso carregava a esperança de que  uma missão tão importante, traria grandes recompensas. Ao ver os ninjas se movendo ele se preparou para fazer o mesmo, ouvindo as apresentações de Crowley Aburame e Naritoshi Hõzuki, este que Sum já conhecia muito bem -Õtsutsuki Sum, será bom ver novas habilidades, e um prazer trabalhar com vocês.- Exclamou e se levantou, mesmo não tendo ingerido nenhuma bebida sua ida até aquele local acabou sendo mais produtiva do que o imaginado, afinal, tinha visto nomes de peso e recebido um importante missão.

No entanto antes que pudesse deixar o estabelecimento, o jovem Hõzuki lhe impediu, falando sobre conversarem no portão. O assunto deveria ser importante, afinal Naritoshi não era muito "ativo", seu ato de chamar o albino para uma conversa mostrava uma evolução interessante de sua personalidade -Claro, estou ansioso pela conversa.- Anunciou outra vez com um belo sorriso no rosto, desta vez novamente falso, não sabia muito bem interagir com outros seres, mas fingia o máximo que conseguia. Após tanto acontecimentos o jovem Õtsutsuki deixou o bar em direção a sua casa, precisava se preparar para a missão, e então, partir rumo ao seu destino.

HP: 325/325
CK: 600/600
ST: 0/5
Sakki: 01/50
EO: 000/100


  • Palavras: 252
  • Aparência:[1].
  • Obs: ~


Considerações:

_______________________

Sum
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t85922-fp-sum-otsutsuki
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t85924-gf-sum#705046
Myrddin
Jōnin
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 HuYeNoD
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 HuYeNoD

[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 FZEq9Dd
~

Apesar do som ambiente e das conversas de fundo, Altria não pôde deixar de reparar na súbita aparição de um anbu no restaurante, buscando às pressas os ninjas presentes que estavam ali. Rekken fora o primeiro a ser abordado, e em seguida, os ninjas mais próximos destes, direcionando-se até a mesa a Uchiha estava junto dos demais colossos de Kirigakure. A Kiri-nin fora abordada da mesma forma que os demais ninjas, sendo alertada de uma missão urgente, além da entrega de um papiro.

Às pressas, abriu o mesmo e leu seu conteúdo, enquanto ainda estava na mesa junto dos demais. Quando viu do local que se tratava, memórias antigas vieram à mente, pela segunda vez, num curto espaço de tempo. A Uchiha suspirou, ficou imersa em pensamentos, e apesar de saber como Suna havia crescido graças à Kirigakure, também sabia que a mesma havia declarado independência do vilarejo, e por isso, não tinha tantas notícias de lá quanto gostaria. Uma voz conhecida a tirou do pequeno lapso, e era Rekken, alertando-na sobre a possibilidade de lutarem juntos novamente, além de suas novas habilidades.

—— Sim, mais uma vez. —— O respondeu, um tanto cabisbaixa, e pegou o item do rapaz. A Kunai detinha um selo de uma técnica já conhecida pela mulher, o Hiraishin. Após pegar o item e guardá-lo em sua hip-pouch, estendeu a destra e retirou a luva da armadura, deixando o homem marcar a palma de sua mão. Em sequência, o homem se despediu de todos na mesa e partiu. —— Temo que guerras nos convoquem mais uma vez. Os vejo nos portões; com sua licença. —— Exprimiu e levantou-se, deixando a mesa e os que estavam nela para trás, indo em direção aos portões da névoa.

Vida: 3045/3045
Chakra: 7525/7525
Kyūbi: 5500/5500
Estamina: 00/11

Considerações:
Técnicas:
Habilidades:
Itens:

_______________________

[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 4sh18xd
Sobrevivente do punho dourado
Proteja Kumo do Edo Tensei Naruto Uzumaki.
Myrddin
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t86882-f-setanta#713119
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t77017-g-f-myrd
Sekiro
Yōnin

Roleplay.

A conversa teve sua breve continuidade, embora as palavras ressoassem quase que exclusivamente pelos lábios de Altria. O líder do clã Uchiha assentiu acerca da constatação sobre a aposentadoria e periculosidade, terminando de beber sua água calmamente. Os orbes concentraram-se no estabelecimento, tentando acompanhar o que tanto animava os presentes, mas não encontrou nada que lhe chamasse tanta atenção. Assim, limitou-se a apoiar o rosto sobre uma das palmas, após um ninja chegar e entregar-lhe um papiro, o que aparentemente também era de interesse dos outros.

Yohma não leu seu conteúdo de imediato, uma vez que um rapaz se aproximou da mesa. Parecia alguém que já conhecia aquela que antes falava, e lhe entregava uma kunai com a marcação do Hiraishin. O Uchiha já conhecia aquela habilidade e vez ou outra reconhecia um usuário da mesma técnica, entretanto, não teceu comentários. Finalmente levantou-se da mesa, deixando um pequeno bolo de notas sobre ela e, então, virou-se à Mei e Nezuko. — Creio que algo importante está para acontecer, vou descobrir o que é. — mencionou, logo quedando a cabeça lateralmente. — E fica por minha conta. — concluiu sua fala, desviando os orbes exclusivamente à Ogosho; quase como em um convite para que ela o seguisse.

Sem nada a acrescentar, caminhou em saída do estabelecimento, com o documento em mãos, conforme lia o que era relatado pelo mesmo e compreendia a agitação dos demais.  


Leia as considerações:
HP: 4200/4200 — CH: 10300/10300 — ST: 00/11 — CN: 000/600 — Gyūki: 5000/5000
Sangue em Einchenwald
Proteja Einchenwald do insano Kenpachi
Viajante
Visitar todas as Cinco Grandes Nações.
Protagonista
Destaque-se em um evento mundial.
Expansão de Terras
Colonize/domine (ou arquitete a colonização/dominação de) um território de nível 2.
Aceito por Todos
Como Meishu Kage, chegue aos 100 pontos de fama política
Heroísmo
Conclua três eventos principais e/ou paralelos.
Golpe Final
Dê o "último golpe" em um NPC adversário durante um evento
Arsenal em Crescimento
Adquira uma arma lendária.
Hospedeiro
Torne-se um jinchūriki.
Mais que Amigos, Friends!
Forme uma aliança com outro vilarejo.
Herói da Vila
Proteja sua vila de um ataque e/ou conclua três mini-tramas arquitetadas por seu Kage.
Planejamento Tático
Colonize/domine (ou arquitete a colonização/dominação de) três territórios de nível 1.
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Eu Tenho um Sensei!
Entre para um time.
A União Faz a Força
Tenha cinco tópicos diferentes de interação (incluindo uma missão) com seu time.
Disputas Podem Ser Saudáveis
Tenha três tópicos de interações de rivalidade com um membro de seu time.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Meu Primeiro Evento Paralelo
Conclua seu primeiro evento paralelo.
Fazendo História
Conclua uma mini-trama.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Explorador de Outras Regiões
Colonize/domine (ou arquitete a colonização/dominação de) um território de nível 1.
Perito
Adquira uma qualidade de perícia (elemental, armamentista, etc.).
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Melhorias ao Meu Arsenal
Receba um transplante ou realize-o em seu próprio personagem.
Conhecendo Outros Reinos
Visite o Continente Perdido.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Conquistando o Mundo
Conclua seu primeiro evento mundial.
Reconhecido por Todos
Chegue aos 100 pontos de fama geral.
Forças Especiais
Obtenha uma graduação especial.
Eu Sou Kage!
Torne-se Meishu Kage.
Assim Está Bom
Não resete totalmente o personagem por um ano real (ou seja, em OFFgame).
Boletos e Mais Boletos...
Alcance o nível máximo em sua profissão.
Sekiro
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t77696-f-yohma-uchiha#613905
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t77700-gf-yohma-uchiha#613977
Jokerzinha
Kojin Mizukage
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 SiKFNZx
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 SiKFNZx
RP

HP: 4300/4300 | CH: 7800/7800 | CM: 000/300
ST: 00/11 | Sakki:20/50 | Saiken: 4000/4000
Pouco tempo depois que Nezuko sentou perto de Yohma, Mei se juntou ao grupo. “Mas todo mundo decidiu vir aqui hoje?”, ela se perguntava enquanto terminava de tomar o primeiro copo de sua bebida para logo em seguida voltar a encher o copo novamente.

– Não só hoje, mas todos os meus dias são cheios – respondeu – Yohma diz que vai tirar 10 meses de férias, acho que só 1 já era o suficiente para mim – completou e voltou a tomar mais um gole da bebida.

Repentinamente, alguns dos homens mascarados da Anbu se aproximou da mesa e cada um entregou um pergaminho para os shinobis presentes na mesa. “Logo hoje que eu estava tirando uma folga…”, pensou enquanto pegava o pergaminho, no fundo ela sabia que algo importante estava acontecendo, do contrário eles não estariam ali.

A Godaime colocou o copo com o restante da bebida em cima da mesa para que ambas as mãos ficassem livres para abrir o pergaminho e quando a mesma o fez, rapidamente seus olhos percorreram as palavras escritas no mesmo. “Investigação no Castelo da Lua no País do Vento. Pelo visto talvez iremos descobrir quem esteve por trás do ataque no evento”, ela pensava enquanto lia. Ela deu prosseguimento a leitura, absorvendo todas as informações e achando até um mapa.

– Parece que nossa noite de descanso acabou – falou enquanto voltava a fechar o pergaminho e logo em seguida tomando o restante da bebida em seu copo – deveríamos nos encontrar aqui mais vezes – ao terminar de falar, a Hyuga já se encontrava de pé guardando seu pergaminho em sua bolsa de armas – imagino que todos receberam a mesma mensagem que eu… então vamos andando, não temos tempo a perder – Após terminar de falar, Nezuko andou em direção a saída do bar, indo em direção ao porto da vila.

informações:
Vencendo Adversidades
Supere um defeito adquirido.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Explorador de Outras Regiões
Colonize/domine (ou arquitete a colonização/dominação de) um território de nível 1.
Perito
Adquira uma qualidade de perícia (elemental, armamentista, etc.).
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Eu Sou Sensei!
Forme uma equipe ou seja designado para ser sensei de uma equipe.
Boletos e Mais Boletos...
Alcance o nível máximo em sua profissão.
Melhorias ao Meu Arsenal
Receba um transplante ou realize-o em seu próprio personagem.
Esse É o Meu Jeito Ninja!
Adquira sua primeira Habilidade Única.
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Eu Tenho um Sensei!
Entre para um time.
Sou Mais Técnico
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Falando em Taijutsu...
Tenha cinco jutsus classificados como "taijutsu" de rank B ou superior.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Herói da Vila
Proteja sua vila de um ataque e/ou conclua três mini-tramas arquitetadas por seu Kage.
Conquistando o Mundo
Conclua seu primeiro evento mundial.
Arsenal em Crescimento
Adquira uma arma lendária.
Assim Está Bom
Não resete totalmente o personagem por um ano real (ou seja, em OFFgame).
Jokerzinha
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t78494-fp-nezuko-hyuuga
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t78502-gf-nezuko-hyuuga
Luna
Meishu Mizukage
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 3026d08ad16326db2dc9f1fc16d558d6
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 3026d08ad16326db2dc9f1fc16d558d6


天と地の間"Esse mundo é todo meu"

Mei riu dos comentários de Yohma e Altria, seu humor talvez levemente influenciado pela bebida, que logo se esgotava. O calor do ambiente, misturado aos aromas de tempero que vinham da cozinha, criavam um clima que apaziguava as preocupações da ruiva – ao menos, momentaneamente. A companhia também tinha sua parcela de mérito, principalmente após o longo dia de trabalho.

Enquanto a conversa seguia, Mei observava, com atenção, a entrada discreta dos ninjas mascarados da AnBu, cada um entregando pergaminhos a diversos shinobis presentes. O murmúrio de conversas diminuía à medida que a notícia se espalhava, e a atmosfera antes descontraída tornava-se impregnada com uma tensão sutil. Seu sorriso gradualmente desvanecendo, à medida em que tomava ciência do que estaria ocorrendo. Ao receber sua cópia do pergaminho, apenas um sorriso blasé enfeitava o canto dos lábios da Uchiha. — Vita brevis, ars longa — murmurou a ruiva, ainda encarando o documento lacrado. Não precisava abrir de imediato para supor, pela amplitude da convocação, que não era um convite para uma festa de aniversário. Não demorou para que um jovem se aproximasse da mesa – Rekken, do Clã Nara, se ela se recordava bem, novamente graças a Academia – e trocasse algumas palavras com a Leoa do Deserto. Ela respondeu a despedida geral dele com um aceno usando a caneca de cerveja, que agora tinha seu último gole finalmente esvaziado. — Claro. Na próxima, na conta da Mizukage — ela brincou, em resposta ao comentário de Nezuko. — Nos vemos em breve, imagino — completou, ficando em pé e se espreguiçando para afastar a preguiça e o sono. Com um novo sorriso, acenou uma despedida, imitando uma curta continência ao aproximar dois dedos da esta e afastar, então se virou para seguir com Yohma para fora do estabelecimento.  No caminho, finalmente abriu o pergaminho, imitando o gesto do companheiro, e passou os olhos pelo conteúdo da mensagem. “Castelo da Lua”, lia. “País do Vento”.
Suspirou.
Seria uma longa jornada.



---------  ❁  ---------

HP: 3.700/3.700 | CH: 8.550/8.550 | ST 00/10
Samehada: 500/500 | Shukaku: 750/1.500 | CN: 000/600
Areia: 2.180/3.000 | Tinta: 1.505  | Sakki: 31



Informações:


_______________________

I could show you incredible things

Busquem comer cimento
GFFichaMod-Ag
Sangue em Einchenwald
Proteja Einchenwald do insano Kenpachi
Herói da Vila
Proteja sua vila de um ataque e/ou conclua três mini-tramas arquitetadas por seu Kage.
Eu Sou Kage!
Torne-se Meishu Kage.
Conquistando o Mundo
Conclua seu primeiro evento mundial.
Reconhecido por Todos
Chegue aos 100 pontos de fama geral.
Hospedeiro
Torne-se um jinchūriki.
Golpe Final
Dê o "último golpe" em um NPC adversário durante um evento
Guardião da Vida
Salve um aliado da morte durante um evento mundial.
Protagonista
Destaque-se em um evento mundial.
Eu Sou Inevitável
Seja uma grande fonte de dano do grupo durante um evento mundial.
Eu Sou Sensei!
Forme uma equipe ou seja designado para ser sensei de uma equipe.
Boletos e Mais Boletos...
Alcance o nível máximo em sua profissão.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Melhorias ao Meu Arsenal
Receba um transplante ou realize-o em seu próprio personagem.
Luna
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t77699-fp-mei-ogosho#613975
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t75448-gf-luna#589545
Mere
Heroína
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 AnitaPereira681.128.790535
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 AnitaPereira681.128.790535



★ Sakki: 00/50 ★
★ ST: 00/07 ★
★ Noite/Outono ★





★ Elegie ★
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 LXTWoxd
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 ?imw=512&&ima=fit&impolicy=Letterbox&imcolor=%23000000&letterbox=false
Capítulo 7 ★ Fulgor! ★
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Tumblr_mo7md5VLk21r922azo1_500
Allannia Grey

A brisa fresca da maresia de outono balançava suavemente as madeixas dos cabelos que caíam como cascata por seus ombros, num dos raros dias em que decidia mantê-lo em sua forma natural. Embora a faceta do anfíbio adornando sua cabeça proporcione pouco deste vislumbre, era evidente nos fios sobressalentes quão lisos e bem-cuidados eles eram. Os lábios estava rosados, ansiosos pelas bebidas famosas servida no estabelecimento centenário diante de si. Gostava de pensar neste como o mais afortunado dos empreendimentos de Kirigakure, seja pelo cais que facilitava a entrada das mais finas e dispendiosas iguarias disponíveis no globo, ou em razão da sofisticação inerente de sua estrutura. Simpatizava com os moldes arquitetônicos dispostos no recinto, mas era somente uma forma de atrair a clientela, logo percebeu, sobretudo os mais jovens. Não se frustrou com a estratégia escancarada de seduzir forasteiros, aquilo era o de menos, pois sabia dos entraves neste tipo de política. Ela estava enfezada com a proposta desagradável de resgatar as origens clássicas da locação, favorecendo um público-alvo majoritariamente em meia-idade, sendo composto principalmente por tais de sexo masculino, percebendo na forma como a mobília estava disposta ou no aparato ultrapassado disponibilizado para os visitantes.

Allannia franziu o cenho, se sentindo incomodada pelo odor do ambiente, embora surpreendida com o gosto artístico apurado do proprietário, reconhecendo de vista algumas obras dispostas nas paredes esverdeadas. “Pelo menos a palheta de cores por aqui não é de todo ruim”, concluiu, levando o indicador ao lábio inferior, pensativa. Ela faria diferente de tantas formas que sequer sabia por onde começar, mas não estava disposta o bastante para introduzir seus jargões de moda, tampouco disponibilizar uma consultoria gratuita para uma gerência despreocupada com o progresso. “Não há problema algum em ser afeiçoado à vanguarda, mas pelo menos tenham direcionamento. Se vocês pretendem algo assim, imagino que...”, estava prestes a iniciar um monólogo mental, quando um dos funcionários do estabelecimento se prostrou diante de si, esboçando um ligeiro sorriso de canto.

Allannia-sama, é uma honra recebê-la no Névoa Sangrenta. Imagino que seja a sua primeira vez, certo? Caso queira me acompanhar, conduzi-la-ei para o nosso terceiro andar. Talvez seja mais adequado para alguém de sua classe. — Allannia inclinou a cabeça para o lado, incapaz de fazer qualquer coisa além de fingir um sorriso amarelo. — Bem, devo apresentá-la nosso cardápio? Já reservou alguma mesa em específico? No que posso ajudar esta noite? — a cabeça titubeante não captava de maneira apropriada o fraseado do sujeito, limitando-se a acenar e percorrer a silhueta dele com os olhos. “Ele fala demais, mesmo sendo do típico que agrada o suficiente calado”, constatou, e com isso, liberou um suspiro pesaroso — Allannia-sama?

Agradeço pela hospitalidade, mas acho que estar rodeada por pobres, comuns e gente quebrada faz bem para a minha autoestima. Sempre é bom estar ao lado dos mais necessitados, e relembrar quão importantes eles são para mim — “Afinal, sem eles eu me sentiria ainda pior por ser tão patética. Há quem seja pior, e isso me conforta”, quis dizer, mas as palavras sempre engasgavam em sua garganta. Eram os males de preservar uma reputação perfeita. — Aceitarei o cardápio, contudo, mas não sou muito de comer, se é que me entende. Mostre-me tudo que houver para beber, e se houver de fazer uma reserva, que seja das bebidas mais caras deste belíssimo lugar. — “Você fede a mijo”, percebeu, mas suspeitava que a brisa havia carregado os odores de um pescador cuja índole duvidosa era tão evidente quanto sua calvície, projetada numa coroa perfeita no topo da cabeça — Sequer precisarei de uma mesa, ficarei numa dessa banquetas. — Finalizou, apontando com a cabeça para um dos assentos mais vazios do andar. Prontamente, volveu os quadris em direção ao móvel, e aguardou pacientemente pelo garçom.

Após alguns minutos, ele retornaria com um cardápio caprichado, quase um documento, possuindo uma listagem estranhamente longa e rebuscada de cada bebida que poderia ser servida no recinto. Allannia suspeitou se tratar de uma espécie de registro de estoque, ou algo similar, sendo provável se tratar de um agrado em razão de sua posição no vilarejo. “Sempre me esqueço que para o mundo, eu sou uma heroína. Que belo tipo eu me tornei”, a mera menção ao termo, por mais que mentalizada, a fez abrir um sorriso sarcástico que perdurou em sua faceta por alguns instantes. O sujeito jovem que a atendia, embora bem apessoado, era tolo demais para compreender que ela era indigna de um tratamento tão bom. Quedou a cabeça para trás, alongou os braços e se lançou para frente de sua baqueta, organizando os quadris numa preparação de sua noite empolgante.

Descobri que não quero nada chique hoje, estava enganada. Traga rum e muito hidromel, hoje quero adoçar minha noite — A Grey piscou, e mesmo sem entender muito bem o que ela quis dizer, ele se dirigiu às pressas para o balcão, informando prontamente para um barman pouco solícito e preguiçoso, inclinado no canto e fumando de seu cachimbo, o seu pedido. — Que homem idiota, não compreende nada direito. Sequer me deixa pedir a minha própria bebida, será que pensa que sou alguma princesa? — Sussurrou, mas num tom audível o bastante para atingir os ouvidos vizinhos, mas não era como se bêbados pudessem discernir o que alguém como ela teria a dizer. Haviam outras coisas mais pertinentes que eles gostariam de observar. “Como os belos quadros, principalmente as peças que estavam atrás de mim, de certo”, zombou mentalmente, e revirou os olhos em sua troça.

Patéticos, mil vezes patéticos. Humanos são tão patéticos.

Mas eu amo isso! — Exclamou, deslumbrada com a cor e a forma do hidromel em sua caneca. Sequer percebeu como ele chegou, mas foi evidente quando partiu, descendo por sua garganta em uma queda voraz quando virou o recipiente de uma só vez. Até o bartender coçou a barba e se surpreendeu com o gesto, mas numa gargalhada, preparou uma nova dose, e o movimento fora repetido, novamente, até que chegasse numa sequência de três em menos de um minuto.

Você bebe bastante para uma moça tão pequena, madame. Espero que não coloque tudo isso pra fora tão rápido quanto coloca pra dentro.

Cala a boca, e enche essa porra. — Allannia já sabia que manter a farsa era inútil naquele ponto; ela já não precisava mais mentir.

E era por isso que ela amava tanto aquilo.





[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 648ca18acfedb54d289c07a7ceff4c7e66db1584

HIT POINTS
HP: 2475/2475


HP Base: 1850
Stamina: 625 (5 pontos)
Extras: None
HP Total: 2475


CHAKRA
CH: 9525/9525


CH Base: 200
Stamina: 625
Extra: 8450
CH Total: 9525


CÉLULAS
Nanabi: 2250/2250



Equipamentos
Armamentos


Limite da Regra de Força (05/170)
★ 1x Pingente do Uchiha (0)
★ 1x Saciador de Vício (0)
★ 1x Cat Noir (1) >> Armazenada na bolsa
★ Seigi no Shō (0)
★ Tiara de Chifres (0)
★ Coroa de Suna (0)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion : Peça um (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça dois (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça três (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça quatro (1)







Considerações
★ Narração ★:
”★ Arsenal & Diversos ★”:
”★ Vestimentas ★”:




emme
Sangue em Einchenwald
Proteja Einchenwald do insano Kenpachi
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Sangue Derramado
Vença seu primeiro PvP.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Meu Primeiro Evento Paralelo
Conclua seu primeiro evento paralelo.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Vencendo Adversidades
Supere um defeito adquirido.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Conhecendo Outros Reinos
Visite o Continente Perdido.
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Eu Sou Sensei!
Forme uma equipe ou seja designado para ser sensei de uma equipe.
Boletos e Mais Boletos...
Alcance o nível máximo em sua profissão.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Conquistando o Mundo
Conclua seu primeiro evento mundial.
Mais que Amigos, Friends!
Forme uma aliança com outro vilarejo.
Guardião da Vida
Salve um aliado da morte durante um evento mundial.
O(a) Doutor(a) Chegou!
Seja o suporte (curandeiro, sensor, etc.) do grupo durante um evento mundial.
Heroísmo
Conclua três eventos principais e/ou paralelos.
Eu Sou Kage!
Torne-se Meishu Kage.
Assim Está Bom
Não resete totalmente o personagem por um ano real (ou seja, em OFFgame).
Mere
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79206-fp-allannia-grey#631999
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79210-gf-allannia-grey
Summer
Jōnin
something in the way...
something in the way...
Maeda



HP: 1150/1150 • CH: 6300/6300 • ST: 00/08

"Invictus"




Havia se passado pouco mais de uma semana desde que um conhecido, este não tão  próximo, mencionou de forma casual o dito estabelecimento. Um comentário aparentemente insignificante, lançado ao vento em meio a uma conversa trivial. Normalmente, uma simples observação desse tipo não seria o suficiente para me fazer desviar dos meus afazeres cotidianos em busca de entretenimento no vilarejo. No entanto, o modo como ele delineou a atmosfera envolvente do estabelecimento, destacando os detalhes pitorescos e a atmosfera acolhedora, foi tão bem elaborado que despertou em mim uma irresistível vontade de experimentar aquele ambiente por mim mesmo. Diante disso, decidi reservar algumas horas do meu dia, dedicadas unicamente ao meu deleite pessoal. Eu precisava de uma descontraída depois de dias tão intensos como os anteriores. Apesar de a descrição do local sugerir que minhas vestes habituais de combate não seriam as mais apropriadas para a ocasião, encontrei-me diante de poucas alternativas viáveis em meu guarda-roupa. Como um shinobi em ascensão, minha atenção havia sido predominantemente direcionada para o aprimoramento do meu arsenal e habilidades, deixando em segundo plano a questão do vestuário. Talvez, em retrospecto, essa negligência em relação ao meu guarda-roupa tenha sido resultado de minha imersão total nas responsabilidades e desafios que surgiam a cada nova incumbência. A busca pela excelência como shinobi consumia a maior parte do meu tempo e energia, deixando pouco espaço para preocupações como a escolha adequada de trajes. Contudo, ao refletir sobre essa realidade, percebi que talvez tenha me esquecido momentaneamente de que minha identidade não se resumia apenas à de um shinobi. A visita ao restaurante Névoa Sangrenta seria um lembrete oportuno de que, além de minhas habilidades no campo de batalha, havia outras facetas igualmente importantes da minha existência que mereciam atenção e cuidado.

Meus passos me levaram da área externa para o interior do estabelecimento em questão de segundos, impulsionados por uma injeção súbita de curiosidade. Ao cruzar a porta, deparei-me já no primeiro instante com um ambiente acolhedor que parecia encapsular toda a fama que o precedia. Uma sensação reconfortante de familiaridade me envolveu, enquanto meu olhar percorria as paredes adornadas com decoração rústica e a iluminação suave que criava uma atmosfera íntima e convidativa. Meu foco foi atraído inicialmente para o balcão do bar, onde alguns bancos vazios estavam dispostos. No entanto, à medida que me aproximava do balcão, fui interrompido por um olhar inquisitivo do bartender, que secava uma grande caneca de chopp. Sua pergunta cortante ecoou no ar, desafiando minha presença ali —— Ei, garoto. Você tem idade para ficar tão perto das bebidas? —— Um misto de frustração e constrangimento tomou conta de mim. Embora fosse verdade que eu ainda não tinha a idade legal para desfrutar dos paredes alcoólicos, não esperava ser confrontado tão diretamente logo nos primeiros segundos de minha chegada ao restaurante. Com rapidez, busquei uma resposta que mascarasse minha vergonha e a irritação que borbulhava em meu íntimo —— Se você for bom de verdade vai conseguir me servir algo que eu possa beber sem que o esquadrão especial apareça e te mande devolta pra colônia de onde você imigrou ilegalmente —— Enquanto falava, minha mão direita coçava nervosamente atrás da nuca, e um sorriso sutil se formava em meus lábios, tentando dissipar o desconforto da situação com uma leve dose de humor.

O indivíduo diante de mim oscilava entre o espanto e o entusiasmo, suas feições exibindo um misto de incredulidade e interesse enquanto eu proferia minha resposta. Com um gesto acolhedor, ele indicou uma das banquetas próximas ao balcão, sugerindo que eu tomasse assento. Entretanto, enquanto me preparava para obedecer, movendo-me em direção à cadeira, meus olhos azuis foram capturados por uma figura que instantaneamente prendeu minha atenção. Ao lado do balcão, como se emergisse de um sonho, estava a criatura mais bela e formosa que já tinha visto até então. Seus cabelos prateados caíam em ondas sedosas sobre os ombros, refletindo a luz ambiente com um brilho celestial. As orelhas pontiagudas que adornavam sua cabeça acrescentavam um ar de mistério e encanto à sua aura. Por um momento, fiquei completamente hipnotizado por sua presença, incapaz de desviar o olhar ou prosseguir com o movimento de me sentar. Pensei comigo mesmo em quão baixas eram minhas chances, na casa dos dezesseis, com a própria personificação da beleza na terra, Allania. Permaneci ali, absorto na contemplação dessa visão deslumbrante, até ser trazido de volta à realidade pelo barman, que bateu com firmeza no balcão e proferiu a palavra —— Switchel —— com um tom de autoridade, interrompendo meus devaneios e me convidando a experimentar a bebida. Acomodei-me na banqueta e peguei a garrafa, levando-a aos lábios de forma desajeitada enquanto meus olhos buscavam novamente a figura de Allania. Se eu tivesse escolha, não desviaria o olhar dela por um instante sequer. Tão absorvido estava por sua presença que mal consegui prestar atenção ao sabor penetrante da bebida que acabara de provar. Era evidente que se tratava de uma mistura de água, gengibre, mel e vinagre de maçã, mas minha mente estava ocupada demais com a imagem encantadora que tinha diante de mim para me concentrar em qualquer outra coisa.


Considerações:

Usados:
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Perito
Adquira uma qualidade de perícia (elemental, armamentista, etc.).
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Falando em Taijutsu...
Tenha cinco jutsus classificados como "taijutsu" de rank B ou superior.
Falando em Bukijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "bukijutsu" de rank B ou superior.
Falando em Fūinjutsu...
Tenha um jutsu classificado como "fūinjutsu" de rank B ou superior.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Conhecendo Minhas Aptidões
Adquira uma qualidade treinável.
Fazendo História
Conclua uma mini-trama.
Esse É o Meu Jeito Ninja!
Adquira sua primeira Habilidade Única.
Hospedeiro
Torne-se um jinchūriki.
Summer
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t86402-maeda
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t86403-gf-summer
Mere
Heroína
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 AnitaPereira681.128.790535
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 AnitaPereira681.128.790535



★ Sakki: 00/50 ★
★ ST: 00/07 ★
★ Noite/Outono ★





★ Elegie ★
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 LXTWoxd
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 ?imw=512&&ima=fit&impolicy=Letterbox&imcolor=%23000000&letterbox=false
Capítulo 7 ★ Fulgor! ★
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Tumblr_mo7md5VLk21r922azo1_500
Allannia Grey

Allannia olhou de soslaio, numa espreitadela por cima do ombro, para um dos recém-chegados no estabelecimento. Não saberia dizer se havia estado alí por mais tempo, ou quando exatamente haveria de tê-lo feito, mas era evidente que a idade supostamente não era compatível com o local, a julgar pelo tom de voz e sua postura. A Grey não perceberia muitos detalhes da silhueta em um primeiro momento, exceto pelo fato deste ser somente um quarto de palmo mais alto que ela, e se tratar de um shinobi a julgar pelas vestes utilizadas. “Mais uma das vítimas deste mundo injusto. Ele não passa de pouco mais do que uma criança, e ainda sim já foi enviado para a guerra. Será que ele sente prazer ou orgulho nisso?”, questionou-se, mas não deu muita importância, saboreando o líquido ambarado e adocicado de sua caneca. Os olhos se fecharam num misto de prazer e incômodo, sentindo a bebida nos primeiros indícios de embriaguez. Ela já não lembrava mais quantas doses haviam descido, tampouco se importaria em beber o triplo de quanto fosse, mas um constrangimento genuíno atravessou seu corpo quando percebeu que não seria um bom exemplo para o mais jovem caso fosse notada.

”Mas será que realmente importava?”

Brincou com os restos de seu hidromel, movendo a destra de tal modo que o líquido rotacionava perfeitamente no interior do recipiente. O diálogo dos dois sujeitos findou-se numa conclusão que normalmente seria vista com um ar cômico pela elfa, se não fosse a falta de compostura do indivíduo imberbe. Somente direcionava-lhe olhares de través, tão discreta quanto poderia ser, e em todas as tentativas de contato visual sustentavam a mesma sugestão, baseada em puro achismo ou talvez uma espécie de sentimento de identificação involuntário: seja lá quem ele fosse, era bastante juvenil.

Isso chega a ser fofo.

Era impossível levá-lo completamente a sério, e a julgar pela reação do bartender, o desfecho teria sido suficientemente satisfatório. “Não há razões para censurar o garoto por querer um pouco de diversão”, esboçou um sorriso como resposta a si própria, gesticulando brevemente que a bebida fosse substituída. Por alguma razão, aquilo apenas a deixava com mais sede. Muita sede, o suficiente para desejar permanecer no recinto pelo restante da noite. Ou, pelo menos, até acabar apagando por completo após exceder o limite de seu organismo, como de praxe. O silêncio perdurou no balcão por um mensura de tempo que pareceu uma eternidade em sua psiquê, açoitado pelos olhares indiscretos que sentia em sua direção. Novamente, de esguelha, fitou o rapaz que contemplava sua silhueta com espanto e deslumbre. A natureza narcisista portada fora afagada, como se toda a atenção fosse capaz de tocá-la diretamente, envolvendo o seu âmago num deleite quase sem-fim. Mesmo consciente da provável diferença entre a idade de ambos, era impossível não se divertir com a situação, mesmo que somente por uma fagulha desta centelha. Como um fulgor.

Assustou-se com a sequência proferida pelo sujeito mais velho, recepcionando com um drink o cliente obstinado, cujo qual interrompeu todo fluxo de atenção exagerada desferida de imediato. Ele sentou logo em seguida, nem tão rápido, e nem tão devagar, pelo menos em seu julgamento. Estava nem tão perto, e nem tão longe, em termos práticos. Nada parecia uma certeza naquela circunstância, exceto no quão ele parecia obcecado pela forma como sequer disfarçava os olhares que vinham em sua direção. “Será que ele gostou do meu moletom de sapa? Não o censuraria por isso, particularmente eu me sinto mais gostosa nele do que alguém julgaria normal”, os seus devaneios eram como um chicote, perpetrando a cabeça e alimentando a imaginação fértil da prateada. As bochechas coraram, e a canhota tocou brevemente as madeixas prateadas, num movimento involuntário incentivado por sua timidez. Ela ainda era boba demais, e jamais teria prosseguido com aquilo, se não fosse o álcool fazendo efeito em sua mente.

Ultrapassou as barreiras de sua timidez através do álcool, encurtando razoavelmente a distância entre si e o rapaz, e levando consigo a caneca recém-abastecida. Provavelmente estariam lado a lado, caso conseguisse, sendo finalmente capaz de vê-lo de maneira apropriada. Ele não era particularmente atraente aos seus olhos, mas poucos homens eram capazes de fazê-lo de qualquer forma. Nada nele despertava desejo na Grey, mas os olhos eram chamativos o bastante, e os cabelos pareciam bem-cuidados. Não parecia muito perfumado, pelo menos não naquela distância, e o cheiro entre ambos provavelmente se dariam pelo incenso floral impregnado na vestimenta esverdeada utilizada, e em seus fios prateados. Embora fosse um odor convidativo, naquele ponto, ela já exalava um forte odor alcoólico de seus lábios. O hidromel era doce, gentil ao paladar, e para os que sentiam o tom marcante em suas narinas, transmitia mais uma sensação calorosa do que algo desagradável. Ainda sim, no mais tardar, estaria embriagada com toda certeza, e os olhos azulados que ela portava, tal como os dele, se encontrariam diretamente pela primeira vez. Permaneceu em silêncio, talvez para testá-lo, ou continuar provocando um pouco mais. Ela gostava de saborear toda atenção, mesmo que deixasse as bochechas vermelhas, ou forçasse o coração a bater fora do compasso. Mas naquele momento, o rosa de suas bochechas já pertenciam mais à bebida do que qualquer outra coisa.

Se beber tão aos poucos, não vai ficar bêbado nem tão cedo. — Allannia interromperia o silêncio, considerando que ele também não o fizesse, deslizando o conteúdo de seu recipiente de uma só vez pela garganta, dando somente uma pequena pausa por estar ligeiramente menos intolerante do que as primeiras vezes. A canhota fora erguida um pouco para cima, enquanto a destra sustentava o saciador de vício com diligência. — Tente assim, dessa vez. Tenho certeza que vai se divertir mais. Não precisa ter medo, a bebida não vai te matar, mas talvez o que vem depois dela o faça. — sorriu-lhe, de uma forma tão doce quanto o líquido ambarado consumido, ou talvez ainda mais, a julgar pela forma como os lábios pareciam se projetar num arco perfeito — Mas não é como se não fôssemos morrer de qualquer forma, fazemos o que fazemos para isso. Você deve saber quem sou, mas não sei quem tu és. Como se chama? — Allannia fazia longos rodeios antes de falar, e gesticulava com a caneca em mãos a todo instante. Normalmente era elegante e ponderada, mas pouco podia fazer para manter a compostura quando algumas doses eram absorvidas pelo corpo.

A noite estava apenas começando, parecia-lhe.



[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 648ca18acfedb54d289c07a7ceff4c7e66db1584

HIT POINTS
HP: 2475/2475


HP Base: 1850
Stamina: 625 (5 pontos)
Extras: None
HP Total: 2475


CHAKRA
CH: 9525/9525


CH Base: 200
Stamina: 625
Vantagem: 400
Extra: 8450
CH Total: 9675


CÉLULAS
Nanabi: 2250/2250



Equipamentos
Armamentos


Limite da Regra de Força (05/170)
★ 1x Pingente do Uchiha (0)
★ 1x Saciador de Vício (0)
★ 1x Cat Noir (1) >> Armazenada na bolsa
★ Seigi no Shō (0)
★ Tiara de Chifres (0)
★ Coroa de Suna (0)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion : Peça um (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça dois (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça três (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça quatro (1)







Considerações
★ Narração ★:
”★ Arsenal & Diversos ★”:
”★ Vestimentas ★”:




emme
Sangue em Einchenwald
Proteja Einchenwald do insano Kenpachi
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Sangue Derramado
Vença seu primeiro PvP.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Meu Primeiro Evento Paralelo
Conclua seu primeiro evento paralelo.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Vencendo Adversidades
Supere um defeito adquirido.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Conhecendo Outros Reinos
Visite o Continente Perdido.
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Eu Sou Sensei!
Forme uma equipe ou seja designado para ser sensei de uma equipe.
Boletos e Mais Boletos...
Alcance o nível máximo em sua profissão.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Conquistando o Mundo
Conclua seu primeiro evento mundial.
Mais que Amigos, Friends!
Forme uma aliança com outro vilarejo.
Guardião da Vida
Salve um aliado da morte durante um evento mundial.
O(a) Doutor(a) Chegou!
Seja o suporte (curandeiro, sensor, etc.) do grupo durante um evento mundial.
Heroísmo
Conclua três eventos principais e/ou paralelos.
Eu Sou Kage!
Torne-se Meishu Kage.
Assim Está Bom
Não resete totalmente o personagem por um ano real (ou seja, em OFFgame).
Mere
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79206-fp-allannia-grey#631999
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79210-gf-allannia-grey
Summer
Jōnin
something in the way...
something in the way...
Maeda



HP: 1150/1150 • CH: 6300/6300 • ST: 00/08

"Invictus"




Nunca antes senti tão intensamente o peso da minha juventude. Naquele momento singular, não foi o fecho do barman que me trouxe frustração, mas sim a imensa lacuna que se abria entre mim e Allania. Estávamos tão próximos, separados apenas por alguns passos, e ainda assim tão distantes. Eu ansiava por estar ao lado dela, poder expressar-me e tentar transmitir, com meu humano e consequentemente limitado vocabulário, o quão sublime e divina era sua presença naquele ambiente insalubre. Contudo, a diferença de idade entre nós, tão evidente pra mim naquele instante, era uma barreira que vi como intransponível. Eu precisava respeitar a posição de destaque de Allania na sociedade, o que significava não apenas abster-me de beber, mas também de dar o primeiro passo em sua direção. Enquanto refletia sobre essas questões, meus pensamentos se acalmaram momentaneamente, apenas para serem novamente agitados pelo simples gesto de Allania acariciando delicadamente seus cabelos prateados. Foi um gesto singelo, quase despretensioso, mas foi o suficiente para abalar minhas certezas e deixar-me atordoado diante da profundidade de meus sentimentos. O que significava tudo isso? Numa confusão interna, meu coração parecia bater tão forte que seus ecos poderiam ser ouvidos nos andares superiores. Parei bruscamente de beber, incapaz de continuar, como se um nó se formasse em minha garganta. Allania notou minha hesitação? Seus olhos se encontraram com os meus? Uma onda de incerteza e confusão me envolveu, deixando-me sem rumo. Em meio ao caos que se instalara em minha mente, Allania aproximou-se e tomou lugar ao meu lado. Seu perfume envolvente rivalizava com sua beleza, enquanto o aroma do álcool em sua respiração não era capaz de diminuir a doçura que exalava. Talvez, se eu fosse mais determinado, teria desviado o olhar e evitado o constrangimento. Contudo, estava completamente cativado, imobilizado pela sua presença. Lutei para controlar minha expressão, evitando parecer assustado ou deslocado. Se nossos olhares se cruzassem, procuraria transmitir a calma que tanto desejava, seguindo minha convicção de que devo agir conforme meus desejos, aceitando o curso natural dos acontecimentos.

Ajustei-me na banqueta e, com a mão direita, levei novamente a garrafa aos lábios, agora conseguindo completar o gesto. Sabia que ela se dirigiria a mim, uma consequência inevitável de minhas ações e, até certo ponto, algo que desejava. Allania quebrou o silêncio com uma observação leve e perspicaz, provocando um riso discreto que me trouxe um alívio bem-vindo. O ambiente pareceu mais acolhedor de repente, como se me envolvesse em seus braços reconfortantes. Sorri discretamente com os lábios comprimidos enquanto a observava. Ela parecia ser gentil à sua maneira, talvez percebendo minha hesitação e me concedendo a graça de sua companhia para me fazer sentir mais à vontade. No entanto, eu não podia permitir que nossa primeira interação deixasse a impressão de que eu era um garoto assustado e deslocado. Não era esse o caso. Em resposta ao seu comentário, entrei na brincadeira com um tom saudável, dizendo —— Se eu tomasse de veneno o dobro do álcool que tem na minha bebida, não ficaria nem tonto! —— Era uma verdade, afinal, aquele Switchel não continha uma única gota de álcool. Embora minha curiosidade sobre o que aconteceria depois de beber a mistura tenha surgido, optei por não expressá-la para evitar parecer rude ou mal-intencionado. Allania, por sua vez, demonstrava uma elegância impressionante ao indagar sobre minha identidade. Era evidente que eu sabia quem ela era, enquanto ela provavelmente não tinha a menor ideia de quem eu fosse. Coloquei a garrafa de volta no balcão, dedicando toda minha atenção à sua presença encantadora. Então, respondi —— Me chamo Maeda e sim, é impossível não reconhecer você, ainda que seja a primeira vez que eu a tenha visto pessoalmente. Na verdade, se cabe um comentário, acredito que a fama sobre sua beleza não seja proporcional. De qualquer forma precisamos concordar que não existem palavras suficientes pra descrever você —— Surpreendi-me com a fluidez de minhas próprias palavras diante de Allania. Não tinha ideia de como ela reagiria; afinal, seria compreensível se ela se sentisse incomodada com minha ousadia.

Considerações:

Usados:
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Perito
Adquira uma qualidade de perícia (elemental, armamentista, etc.).
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Falando em Taijutsu...
Tenha cinco jutsus classificados como "taijutsu" de rank B ou superior.
Falando em Bukijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "bukijutsu" de rank B ou superior.
Falando em Fūinjutsu...
Tenha um jutsu classificado como "fūinjutsu" de rank B ou superior.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Conhecendo Minhas Aptidões
Adquira uma qualidade treinável.
Fazendo História
Conclua uma mini-trama.
Esse É o Meu Jeito Ninja!
Adquira sua primeira Habilidade Única.
Hospedeiro
Torne-se um jinchūriki.
Summer
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t86402-maeda
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t86403-gf-summer
Mere
Heroína
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 AnitaPereira681.128.790535
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 AnitaPereira681.128.790535



★ Sakki: 00/50 ★
★ ST: 00/07 ★
★ Noite/Outono ★





★ Elegie ★
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 LXTWoxd
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 ?imw=512&&ima=fit&impolicy=Letterbox&imcolor=%23000000&letterbox=false
Capítulo 7 ★ Fulgor! ★
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Tumblr_mo7md5VLk21r922azo1_500
Allannia Grey

A atmosfera do local estava carregada por uma tensão inexplicável, mas era surpreendente para a Grey os gestos de resistência conjecturados pelo mais novo, opondo-se justamente à falta de articulação da própria. Ela precisava sempre de recursos externos ou bastante convicção para batalhar contra os instintos que a restringiam, sendo o motivo principal, além de sua condição intrínseca, pelo qual ela sempre fora tida como incapaz ou menos eficiente do que se esperaria em sua idade. Se não fosse a reputação que havia construído outrora durante suas missões globais, ou alguns poucos feitos pertinentes em sua carreira, sequer seria considerada pelos jovens ou civis como digna de nota. No passado, fora desprezada e levada ao ostracismo, recebendo nada mais que alguns poucos olhares de estranheza em razão das orelhas distintas, ou ocasionalmente de desejo e perversão de alguns poucos que ignoravam os defeitos e focavam no corpo curvilíneo que possuía. O propósito era sempre um termo secundário, e numa conclusão simples, ela era recordada somente pelo que aparentava ser capaz de oferecer.

Mas o passado haveria de ser somente uma manchas em seu presente, pois o futuro era o único interesse.

Mergulhar naqueles olhos azul-escuros era reconfortante por notar uma inocência genuína nestes, embora pinceladas por desejo e uma calmaria simulada, mas reconhecendo o quão difícil era se manter deste modo quando tantas sensações buscavam desestabilizar o espírito, tornava a circunstância ainda mais digna de nota. Considerou o jovem corajoso e determinado, fiel aos seus propósitos e convicto, justamente por saber, através das próprias experiência, quão difícil era se conter numa ocasião similar. Comparado com a silhueta que permaneceu estática há pouco tempo atrás, Allannia admirou-se com sua atitude. “Quando ele age desta forma, até que passa a ser um pouco mais bonito”, diria a si mesma, embora incapaz de discernir se era em razão do álcool ou somente por mera identificação com o rapaz. Se havia algo que ela gostava mais do que qualquer outra coisa, era de si mesma, e enxergar os próprios traços em alguém era quase como uma forma de subversão. Seduzia sem envolver; provocava sem encostar e afastava sem reprimir. Era como o fluxo da natureza, embora convertido nas normas da civilização. Mas sempre haveriam de ser opostos, pois ela pertencia ao berço de prata, e ela, ao berço escuro dos homens. Eram parecidos ao seu modo, e diferentes em tudo que fosse tangível.

Poupe-se de análises tão rasas quanto sua essência, se quiser encontrar o fundo, precisa mergulhar para mais longe do que seus olhos são capazes de enxergar. A luz não atravessa os recantos mais trevosos da alma.

Apoiou-se no balcão a partir dos cotovelos, segurando a própria face com a canhota, enquanto o observava. Surpreendida pelo tom descontraído de sua resposta, sorriu genuinamente para o senso de humor deste, tal como sua inocência explicitada nos trejeitos da locução. “Tolo, eu havia feito um convite”, respondeu mentalmente a inquietação de sua destra, deslizando o dedo indicador pela caneca, visivelmente entretida. Esperava que ele fosse entediante, como todos os outros, mas embora houvessem traços previsíveis em sua personalidade aparente, havia espaço para versatilidade neste. “Se ele for algum tipo de manipulador ou galanteador, eu diria que é o melhor que já encontrei em fingir para si mesmo. Mas tenho minhas dúvidas quanto a isso, por mais divertido que pudesse ser”, a mente em seus estágios progressistas de embriaguez passava a simular cenários e adentrar mais a fundo o mundo das ideias. Os olhos recaíram nos lábios do mais jovem, ouvindo atentamente a sua apresentação e elaborando um flerte tão ousado quanto caricato, incapaz de discernir ele de uma piada. Seu sorriso se tornou um pouco mais sutil, e inclinou o pescoço mais um pouco, como se quisesse ver através do rapaz e analisar quantos indivíduos haviam por perto naquele momento.

Ele é tão sincero que me faz querer acreditar no real, mas o que ele pensaria se soubesse que sou uma mentirosa?

Sempre ironizava os que se atreviam a tentar enxergar uma descrição apropriada para si, sempre achando mais louvável os que pensavam em traços supérfluos, tal como a aparência elogiada pelo moreno. Maeda pareceu genuinamente convicto em suas palavras, mas era difícil engolir cada uma delas quando se havia consciência do quão deturpados eram tais valores. Ela era incapaz de compreender genuinamente a atratividade física, pois seu libido sexual era bastante restrito naquele sentido, mas por se considerar mais relevante, atraente ou poderosa do que realmente era, por vezes achava excitante vê-los tão afundados em desejo. Tão excitante quanto desanimador. Era uma sensação viciante, mas ao mesmo tempo repulsiva, de uma forma que somente alguém tão narcisista haveria de entender. Imaginar as mãos gentis dele tocando-a era quase como uma tortura, mas ao mesmo tempo, ainda persistia fantasiando, como se todas as suas provocações sendo correspondidas culminassem em uma recompensa. Mesmo que nunca houvesse de ter sido reclamada, e apenas se divertisse brincando com sentimentos, sensações e sonhos, ela era incapaz de parar. Parecia um fardo de sua espécie, ou pelo menos, o dela.

Como se fosse uma penitência infernal atribuída de seu berço.

Não saberia dizer.

Agora.

Maeda, huh. Não vejo esse nome com frequência, fico me perguntando qual seria o significado. O meu vem de uma flor, dizia minha mãe, uma que se apoia em outras para que possam crescer saudáveis. Não me recordo muito sobre a história, mas hoje eu acho bastante irônico. Queria vê-las um dia, mas não sou uma botânica, diferentemente dela. — Allannia expôs superficialmente uma das partes mais íntimas de suas relações, sentindo o amor em seus lábios ao recordar da mãe que a abandonara quando decidiu se tornar uma kunoichi em tenra idade. Era uma lacuna que jamais haveria de ser preenchida, mesmo que um dia elas se encontrassem novamente. Pareceu ter ignorado os elogios num primeiro momento, mas dando margem somente para selecionar melhor suas palavras e alimentar a centelha acendida pelo jovem, favorecendo qualquer possibilidade de pegá-lo desprevenido em sua tentativa, ela continuou. — Eu sou uma tecelã, e meu ofício é tornar as pessoas mais belas do que realmente são. Ouvir isso de você, comigo vestida desse jeito, me deixa lisonjeada. Rapaz gentil, eu diria. Não imaginei que gostasse de sapas.— quase permitiu que algumas palavras inadequadas passassem por seus lábios, mas o cuidado arquitetado era quase um contraste para o álcool que começava a fazer efeito, e sequer mobilizava a si mesma para cessar a bebedeira, gesticulando novamente para que a caneca fosse preenchida novamente, e ficassem um pouco mais a sós por instantes quando o bartender saiu para cumprir a solicitação — O que você mais gostou de ver até então? Se as orelhas são realmente pontudas? Ou se meu cabelo realmente parece ser feito de prata? — a destra, solitária com a partida da caneca, acariciou a orelha oposta, partindo das madeixas próximas, proferindo a sentença e suas sequências num sussurro ardiloso — Ou será que foram meus olhos, que parecem um pouco com os seus? — a mesma mão deslizou pela face, passando pelo nariz e descendo até a boca — Aqui? — perdurou um pouco na região, antes de deslizar pelo pescoço, e terminar na ponta do zíper — Porque todo o resto você ainda não foi capaz de ver, então não teria como descrever. — ameaçou deslizar o dedo para baixo, pressionando ligeiramente a região, mas logo a mão retornou para sua posição original momentos antes do sujeito retornar com sua caneca.

Os lábios colaram no recipiente, saboreando o conteúdo vagarosamente desta vez. Aguardava por uma resposta, caso realmente viesse, e sentia a cabeça pesar cada vez mais. As bochechas estavam coradas, embora não soubesse se fora pelo que havia dito, ou pelo deleite que era provar de sua bebida favorita. Não saberia dizer, mas a resposta para as próprias perguntas era o que menos a interessava. Ela queria ouvi-lo, conhecê-lo e testá-lo, até que ele fosse capaz de finalmente cansar sua mente perversa, ou satisfazer suas necessidades vis e calculadas.

Se ele soubesse que eu quem sou o seu veneno, ele ainda sim me beberia?






[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 648ca18acfedb54d289c07a7ceff4c7e66db1584

HIT POINTS
HP: 2475/2475


HP Base: 1850
Stamina: 625 (5 pontos)
Extras: None
HP Total: 2475


CHAKRA
CH: 9525/9525


CH Base: 200
Stamina: 625
Vantagem: 400
Extra: 8450
CH Total: 9675


CÉLULAS
Nanabi: 2250/2250



Equipamentos
Armamentos


Limite da Regra de Força (05/170)
★ 1x Pingente do Uchiha (0)
★ 1x Saciador de Vício (0)
★ 1x Cat Noir (1) >> Armazenada na bolsa
★ Seigi no Shō (0)
★ Tiara de Chifres (0)
★ Coroa de Suna (0)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion : Peça um (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça dois (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça três (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça quatro (1)







Considerações
★ Narração ★:
”★ Arsenal & Diversos ★”:
”★ Vestimentas ★”:




emme
Sangue em Einchenwald
Proteja Einchenwald do insano Kenpachi
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Sangue Derramado
Vença seu primeiro PvP.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Meu Primeiro Evento Paralelo
Conclua seu primeiro evento paralelo.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Vencendo Adversidades
Supere um defeito adquirido.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Conhecendo Outros Reinos
Visite o Continente Perdido.
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Eu Sou Sensei!
Forme uma equipe ou seja designado para ser sensei de uma equipe.
Boletos e Mais Boletos...
Alcance o nível máximo em sua profissão.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Conquistando o Mundo
Conclua seu primeiro evento mundial.
Mais que Amigos, Friends!
Forme uma aliança com outro vilarejo.
Guardião da Vida
Salve um aliado da morte durante um evento mundial.
O(a) Doutor(a) Chegou!
Seja o suporte (curandeiro, sensor, etc.) do grupo durante um evento mundial.
Heroísmo
Conclua três eventos principais e/ou paralelos.
Eu Sou Kage!
Torne-se Meishu Kage.
Assim Está Bom
Não resete totalmente o personagem por um ano real (ou seja, em OFFgame).
Mere
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79206-fp-allannia-grey#631999
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79210-gf-allannia-grey
Summer
Jōnin
something in the way...
something in the way...
Maeda



HP: 1150/1150 • CH: 6300/6300 • ST: 00/08

"Invictus"





Cada detalhe de Allania capturava minha atenção, desde os elegantes cotovelos escondidos sob suas vestes até a maneira como seu corpo se apoiava no balcão. Eu não pude deixar de sentir uma pontada de inveja da própria madeira, por ter o privilégio de tocá-la, enquanto eu me mantinha distante. No entanto, não valia a pena perder tempo conjecturando sobre o que poderia ser. Eu estava feliz com o progresso que havia feito naquele momento, mesmo que o futuro permanecesse incerto e relativamente inalcançável, e só pudesse ser desejado com fervor. Enquanto isso, Allania parecia estar se divertindo, embora sua verdadeira intenção permanecesse um mistério para mim. Talvez fosse apenas o efeito do álcool, ou talvez fosse um genuíno interesse em desfrutar da companhia alheia. Por mais que eu relutasse em admitir, a possibilidade de ela estar ali à procura de alguém para admirá-la obsessivamente, como eu, não estava fora de cogitação. Afinal, era difícil resistir ao seu encanto. Eu diria impossível. Eu jamais a vi como alguém superficial, contente com meros elogios. Sabia que ela merecia mais do que palavras vazias, e eu mesmo tinha mais a oferecer. Se estivesse disposta a embarcar comigo, eu estaria ao seu lado, pronto para ir além do óbvio e explorar as profundezas do que a vida tinha a oferecer. Cada sílaba de sua voz ressoou em meus ouvidos, carregando consigo um peso e uma expressividade que não pude ignorar. Eu me esforcei para captar cada nuance de sua mensagem, não deixando escapar nenhum detalhe. Era minha vez de responder, e assim o fiz —— Meu pai foi quem escolheu meu nome. Pelo menos é o que minha mãe me conta. Segundo ela, desconhece o significado por trás dele, e sinceramente, nas poucas vezes que vi meu pai antes de seu desaparecimento, nunca perguntei ——  Encerrei minha resposta, deixando um breve silêncio pairar no ar enquanto ponderava sobre as palavras que acabara de compartilhar.

Refleti sobre suas palavras. O nome dela derivava de uma flor, o que fazia todo sentido. Decidi não abordar esse assunto naquele momento, senti que já havia ido longe demais com meu último comentário, embora ela parecesse receptiva a mais conversa. Sua próximo fala me pegou de surpresa. Eu não era versado em trajes e vestimentas, mas também não podia admitir meu completo foco apenas em roupas funcionais para meu trabalho como shinobi. — Para ser sincero, Allania, se posso chamá-la assim — disse, apontando para meu traje atual — Não sou exatamente um expert em moda, como pode ver. Não deve ser comum encontrar alguém vestido assim por aqui — Sorri de leve, sentindo-me um pouco tímido — Entretanto, devo admitir que, dentre todos os "sapas" que já vi, nenhum se compara ao que você está usando — Ponderei por um instante antes de continuar, mas já era tarde para voltar atrás — Não que eu acredite que você precise vestir  qualquer coisa para se destacar entre nós, meros mortais. — Acreditava que meu último comentário encerraria nossa conversa, mas estava enganado. Ela continuava a me provocar, de uma maneira peculiar.

Então, ela levantou outra questão, e mais uma vez precisei responder rapidamente, mas não de qualquer maneira — Na verdade, eu estava pensando em como o azul dos seus olhos lembra o tom do mar no litoral, especialmente no início do dia quando o sol nasce — eu era genuíno. A tonalidade azul de seus olhos me transmitia uma sensação de tranquilidade que contrastava com o tumulto em meu peito por estar diante de Allania. Inclinei-me ligeiramente para a frente, aproximando-me dela com reverência e encarando-a de olhos espremidos — Mas acredito que seu azul é ainda mais profundo que o meu — Concluí, recuando em seguida e tomando um gole da minha bebida antes de repousá-la novamente no balcão. Ela continuou, e deixou claro dessa vez que estávamos num jogo perigoso. Ora pra mim, por permanecer na dúvida da veracidade de suas palavras, ora pra ela, por me dar brechas o suficientes pra eventualmente seduzi-la de fato — Você tem razão. Ainda não fui capaz — retruquei. Nunca antes me invejei tanto de uma mão. Como queria que fosse eu a percorrer tão delicadamente o corpo de Allania.  Observei enquanto ela tomava outro gole de sua caneca, e uma pontada de inveja surgia ao imaginar aquele objeto tocando seus lábios. Era estranho como, em tão pouco tempo, minha admiração por uma figura importante para a Névoa se transformara em uma paixão tão intensa. Eu tinha de tornar aquele diálogo uma mão dupla e não deixar que se tornasse uma entrevista maçante  — Me diga — dei outro gole na bebida, deixando uma pequena pausa discorrer — Acha que tem algo em mim que possa te entreter pelo resto da noite ou sou só mais algumas doses dessa caneca?
Considerações:

Usados:
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Perito
Adquira uma qualidade de perícia (elemental, armamentista, etc.).
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Falando em Taijutsu...
Tenha cinco jutsus classificados como "taijutsu" de rank B ou superior.
Falando em Bukijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "bukijutsu" de rank B ou superior.
Falando em Fūinjutsu...
Tenha um jutsu classificado como "fūinjutsu" de rank B ou superior.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Conhecendo Minhas Aptidões
Adquira uma qualidade treinável.
Fazendo História
Conclua uma mini-trama.
Esse É o Meu Jeito Ninja!
Adquira sua primeira Habilidade Única.
Hospedeiro
Torne-se um jinchūriki.
Summer
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t86402-maeda
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t86403-gf-summer
Mere
Heroína
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 AnitaPereira681.128.790535
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 AnitaPereira681.128.790535



★ Sakki: 00/50 ★
★ ST: 01/07 ★
★ Noite/Outono ★





★ Elegie ★
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 LXTWoxd
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 ?imw=512&&ima=fit&impolicy=Letterbox&imcolor=%23000000&letterbox=false
Capítulo 7 ★ Fulgor! ★
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Tumblr_mo7md5VLk21r922azo1_500
Allannia Grey

Maeda aparentava ser um indivíduo fácil de lidar, e a forma como ele conduzia o diálogo apontou justamente para uma vertente confortável, pelo menos no presente momento de sua reflexão, ponderando tanto nela que se passou tempo o bastante para ser um esboço de um momento que se perdeu em sua memória. Allannia estava entretida, ouvindo atentamente suas palavras, e notando nele, mesmo que pouco a pouco, alguns traços de coragem. Se sentiu atingida diretamente pelo relato do rapaz, desfazendo o sorriso travesso em seus lábios quase que de imediato. Recordar de uma presença paterna era uma mácula em sua psiquê, mas naquele contexto, preferia afastar quaisquer menções ao homem que a teria abandonado quando ainda estava no ventre de sua mãe. Diferindo do moreno, jamais havia conhecido o semblante do progenitor, e após tanto tempo acostumada com sua ausência, a sua preferência despontava para que o assunto fosse esquecido. Agradeceu-lhe mentalmente, afastando todas as mágoas com um gole de sua caneca.

É como se o destino estivesse tentando me tocar.

Se haviam dúvidas quanto ao futuro daquele diálogo, ela poderia se considerar satisfeita após a sequência desferida por ele, iniciando numa afirmação óbvia acerca do descuidado deste com as próprias vestimentas, e finalizando num flerte tão objetivo quanto o fulgor dos próprios olhos ao ouvi-lo. Ambos estavam se deixando levar, numa dança assíncrona e cômica, em que uma parte desajeitada buscava impressionar uma artista rítmica profissional com movimentos improvisados e apáticos. “Isso apenas torna as coisas melhores. Isso sequer teria graça se fosse meticulosamente articulado, a farsa seria óbvia demais”, pensou consigo mesma, incapaz de conter a gargalhada subsequente. Contudo, se não fosse pelo complemento que viria como uma espécie de último trunfo naquela investida, não o teria levado a sério. Os lábios róseos projetaram um sorriso travesso, e com as bochechas coradas, a caneca pousou no balcão com gentileza. “Maeda-kun, querido Maeda-kun...”, a mente titubeante repetida continuamente, como se quisesse afogar alguma coisa em seus recantos mais obscuros.

Não tente brincar com o meu fogo, ou terei de queimá-lo.

Allannia se sentia culpada, não pelas coisas que havia feito, ou faria em seguida, mas por tudo que jamais teria se atrevido a tentar. O tempo castigava uma mulher como ela, e ela apenas estava na flor da idade. No fundo, por baixo do negrume de sua alma, além dos limites de sua psiquê, no que toca a essência mais fundamental dela, ainda era uma jovem. Forçada a envelhecer, inapta a amadurecer e serva dos caprichos de seu ser. Não haviam espaços para externalizar os mesmos desejos de um adolescente inconsequente, mesmo que quisesse. Suas amarras éticas rejeitavam as suas fantasia. Os códigos sociais reprimiam as palavras engasgadas em sua garganta. Mas o corpo, era uma traição sem fim. Ele brincava com qualquer que fosse a sua ideia de certo ou errado, e se fazia valer de toda a confiança cultivada ao longo dos anos ao fazer florescer a sensação que subia por seu corpo. Mas era mesmo o corpo? Ela se questionava, e mesmo sem dizer isso a si mesma, a pele reafirmava ao se arrepiar com a proximidade entre ambos. Quase prendeu a respiração ao sentir a respiração dele, mesmo que não estivessem tão próximos. Os lábios pareciam estar mais secos por um momento, involuntariamente permitindo que fossem umedecidos. Apenas se sentiu sossegada quando se distanciaram novamente, sentindo como resposta uma miscelânea entre alívio e saudade. Saudade?

Ela queria mais.

Mas ao mesmo tempo...

Você deveria saber que se for acender uma fogueira, precisa ter cuidado para não acabar perdendo a própria mão.

A afirmação era intrigante, quando analisada com seriedade. De fato, os olhos de Allannia eram profundos, tal como o mar do litoral. Capazes de arrastar tudo para dentro de si, amassando com suas ondas, e deslizando por suas formas. Eram olhos de ressaca, inesquecíveis e cruéis, que viam somente um espelho cujo destino era a perdição. E, se não bastasse, eram oblíquos e dissimulados, tragando a esperança numa promessa de sedução. A Grey possuía um rosto cruel, sem dúvidas. Sejam os olhos, seu nariz, ouvidos e até mesmo a boca, eram todos usados para o mal, ou, através destes, obter alguma vantagem. Entretida pela colocação assertiva, mesmo que por parte dele fosse em um sentido sensual, quase se perdeu nos pensamentos. A pausa deixada entre ambos, num silêncio estranhamente sustentado pelas batidas do coração, fora enfim interrompida numa última colocação, uma tentativa de trazê-la de volta à realidade. “Pois isso eu posso controlar, em teoria”, rebateu o próprio pensamento, levando a destra aos cabelos prateados mais uma vez. Focada no mais jovem, fora pega desprevenida pela carta branca deixada de forma perceptível nos lábios deste.

Uma armadilha tão mal montada que sequer há mérito em cair nela.

Mas por qual motivo não quereria?

A armadilha sou eu, afinal.

Se você fosse tão desinteressante assim, Maeda-kun — uma breve pausa antecedeu o movimento súbito em que tentou se aproximar diretamente dele, com o intuito de levar os lábios à orelha direita deste — Não tiraria eles da minha caneca para tocá-lo assim. — e tencionou mordiscar-lhe a região inferior da cartilagem, deslizando de forma atrevida, e breve, a sua língua pela região.

O movimento fora o mais rápido que pudesse, abusando de sua velocidade máxima (22m/s) para a conclusão do ato, caso a abertura fosse dada. Se ele recuasse por qualquer momento que fosse, seja ele numa contração ou movimento involuntário, sequer flexionaria o corpo para frente. Mas caso fosse mesmo de seu feitio, a Grey faria a ação com o intuito de evitar os olhares de terceiros, aproveitando-se de uma desatenção do bartender, o sujeito que estava mais próximo de ambos naquele momento. Se faria valer do suposto consentimento no ato, e além do mais, justificando sua conduta, pelos efeitos da bebida que facilitavam na conjectura de seus pecados. Após tal, retornaria para a sua posição inicial, embora encurtando um pouco mais a distância, discretamente. “Isso foi bom, deu um frio na espinha...”, constatou, esboçando um sorriso travesso.

Mas ela rejeitava.

Ela odiava.

Mesmo assim...

Ela queria se divertir um pouco.

Mas eu não pretendo usá-lo, não me entenda mal. — “Não seria o bastante”, dispensou o pensamento intrusivo, iniciando num sussurro. — Não quero vê-lo como um entretenimento, e nem pense assim de si mesmo, Maeda-kun. — “Minha mãe me ensinou que não faz bem brincar com a comida”, o toque discreto em sua destra alvejou a mão mais próxima do moreno, numa tentativa de tranquilizá-lo através do toque físico. As mãos da elfa eram gentis, e macias, como seda, e seriam capazes de perceber, caso fosse assim o caso, o contraste das falanges ásperas e endurecidas do rapaz, como se fossem feitas de carvalho. — A sua boca é a única coisa que pedirei essa noite, e todo o resto, quero que me dê por livre e espontânea vontade. — Os olhos da prateada cintilaram, e a boca rósea, provocativa e devassa, parecia convidá-lo para um mergulho no mar profundo de pecado que ela poderia proporcionar. Se realmente ela quisesse. Mas não era sobre isso que estava comentando naquela sentença. — Você é bom de conversa, eu adoraria ouvir mais coisas sobre você. Conhecê-lo melhor, ficar mais próxima... — Allannia mordiscou ligeiramente o lábio inferior, portando um sorriso capcioso que enfeitava harmonicamente o semblante da kunoichi, tão jovial quanto seu parceiro de bebida, mas um açoite mordaz disfarçado somente pelas bochechas rosadas que concediam um ar angelical para ela. Por vezes inocente, outras, nefasta e impregnada pela volúpia. — Mas talvez nós estejamos no lugar errado para tudo isso, eu sinto falta de um pouco de privacidade. Sabe como as coisas são, eu ficarei falada no vilarejo se eu, justo a donzela mais doce de Kirigakure, for vista com um rapaz tão belo e gentil. Seria inevitável que pensassem coisas, não? — Fez um biquinho, manhosa, tentando dissuadi-lo da situação. — Não quero que nossa noite seja resumida somente em bebedeira, como todas as outras. Eu te achei tão...

Ele
é
tão
...


Interessante... — Finalizou, num tom distinto, pois as lacunas abertas em suas técnicas de dominação psicológica eram baseadas somente em truques sujos e manias tendenciosas.

Ela não manipulava, apenas atraía, num convite repleto de sonhos e ilusões.






[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 648ca18acfedb54d289c07a7ceff4c7e66db1584

HIT POINTS
HP: 2475/2475


HP Base: 1850
Stamina: 625 (5 pontos)
Extras: None
HP Total: 2475


CHAKRA
CH: 9525/9525


CH Base: 200
Stamina: 625
Vantagem: 400
Extra: 8450
CH Total: 9675


CÉLULAS
Nanabi: 2250/2250



Equipamentos
Armamentos


Limite da Regra de Força (05/170)
★ 1x Pingente do Uchiha (0)
★ 1x Saciador de Vício (0)
★ 1x Cat Noir (1) >> Armazenada na bolsa
★ Seigi no Shō (0)
★ Tiara de Chifres (0)
★ Coroa de Suna (0)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion : Peça um (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça dois (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça três (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça quatro (1)







Considerações
★ Narração ★:
”★ Arsenal & Diversos ★”:
”★ Vestimentas ★”:




emme
Sangue em Einchenwald
Proteja Einchenwald do insano Kenpachi
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Sangue Derramado
Vença seu primeiro PvP.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Meu Primeiro Evento Paralelo
Conclua seu primeiro evento paralelo.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Vencendo Adversidades
Supere um defeito adquirido.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Conhecendo Outros Reinos
Visite o Continente Perdido.
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Eu Sou Sensei!
Forme uma equipe ou seja designado para ser sensei de uma equipe.
Boletos e Mais Boletos...
Alcance o nível máximo em sua profissão.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Conquistando o Mundo
Conclua seu primeiro evento mundial.
Mais que Amigos, Friends!
Forme uma aliança com outro vilarejo.
Guardião da Vida
Salve um aliado da morte durante um evento mundial.
O(a) Doutor(a) Chegou!
Seja o suporte (curandeiro, sensor, etc.) do grupo durante um evento mundial.
Heroísmo
Conclua três eventos principais e/ou paralelos.
Eu Sou Kage!
Torne-se Meishu Kage.
Assim Está Bom
Não resete totalmente o personagem por um ano real (ou seja, em OFFgame).
Mere
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79206-fp-allannia-grey#631999
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79210-gf-allannia-grey
Summer
Jōnin
something in the way...
something in the way...
Maeda



HP: 1150/1150 • CH: 6300/6300 • ST: 00/08

"Invictus"




Nem mesmo se eu tivesse sido agraciado com a calmaria e resiliência de mil monges montanheses eu conseguiria encontrar meios de resistir a Allannia e seu fascínio. Cada fibra do meu corpo parecia pulsar no mais caprichoso desejo de desvendar os segredos guardados naquela que à minha frente se assentava. Minha bebida já havia se extinguido completamente do recipiente e a necessidade de manter meus lábios úmidos se tornava cada vez mais urgente. Mas não queria outra bebida; queria os lábios de Allannia. Não conseguia me distrair de seus detalhes e acompanhei de perto as suas reações quase que imperceptíveis de tão discretas que elas eram. Nunca fui detentor de uma capacidade analítica muito precisa ou mesmo dominador de técnicas de leitura corporal refinadas, mas algo me levava a pensar a respeito da possibilidade de Allannia estar lutando internamente, talvez tanto quanto eu estava. Não. Eu não era nenhum tipo de sujeito mesquinho capaz de se enxergar como alguém tão irresistível ao ponto de causar o menor efeito em uma mulher como Allannia. Mas se fosse o que ela procurava, eu poderia me tornar.

A resposta de Allannia veio de forma pausada, como se cada palavra fosse uma nota em uma sinfonia cuidadosamente composta. De forma abrupta, ela se aproximou, e pude sentir o calor de sua presença radiando em minha pele, enquanto seu rosto se aproximava do meu, criando um cenário íntimo e eletrizante. Seus lábios roçaram suavemente em meu ouvido, e sua voz, leve como um sussurro, inundou meus sentidos. Cada palavra era como uma carícia, envolvendo-me em uma teia de desejo e excitação. Fechei os olhos para absorver plenamente a experiência, permitindo-me mergulhar na atmosfera carregada de tensão que nos envolvia. O ambiente ao nosso redor desapareceu, e por um momento éramos apenas nós dois, imersos em nossa própria realidade. Pude sentir o aroma de seu perfume outra vez, que deleite. Cada detalhe ao nosso redor parecia ganhar vida própria, como se estivessem testemunhando o momento único que compartilhávamos.

O toque suave de sua pele contra a minha enviou um arrepio pelo meu corpo, enquanto suas palavras ecoavam em minha mente, deixando-me ansioso. O tempo parecia desacelerar, prolongando o momento e tornando-o eterno em sua intensidade. A mordida suave na cartilagem de minha orelha foi apenas o prelúdio de uma experiência que desafiaria qualquer definição anterior de prazer e êxtase. Cada movimento de Allannia era uma obra de arte em si mesma, e eu era o privilegiado espectador dessa performance arrebatadora. Enquanto sua língua percorria delicadamente a região, senti uma onda de calor e eletricidade percorrer meu corpo, como se cada célula estivesse acordando para a sensação inebriante que era estar tão próximo dela. Cada fio de cabelo parecia arrepiar-se em resposta ao seu toque, como se reconhecessem a presença divina que tinha diante de mim. Minha vida pareceu ser dividida em duas eras distintas: o antes de Allannia e o depois dela. Ela se tornara meu ponto zero, o marco a partir do qual tudo ganhava um novo significado e uma nova intensidade.

Allania recuou, dando-me um breve momento para recobrar o fôlego e reunir o que restava da minha compostura. Mas mesmo com os olhos fechados, sua presença continuava a ecoar em minha mente, como uma melodia envolvente que se recusava a desvanecer. Quando finalmente tive a coragem de abrir os olhos, encontrei os dela, brilhando com uma intensidade que parecia desafiar todas as leis naturais. Ainda atordoado pelos efeitos dos seus gestos, não pude deixar de notar a madeixa rebelde que caía sobre meu olho direito, como se fosse um lembrete constante da tumultuada tempestade que acabara de passar. Eu queria mover a mão para afastá-la, mas parecia que meu corpo havia se tornado uma extensão dos caprichos de Allania, incapaz de agir por vontade própria. Quando ela falou novamente, suas palavras trouxeram um misto de alívio e nervosismo, um suspiro suave escapou dos meus lábios enquanto eu deixava escapar um sorriso discreto. Seu toque sobre minha mão foi como um bálsamo para minha alma atribulada, uma sensação de calma e conforto que eu não sabia que precisava.

Com uma delicadeza quase reverencial, minha mão começou a explorar cada centímetro da pele dela, traçando suavemente o contorno de seus dedos e subindo pelo antebraço. Meus olhos permaneciam fixos nos dela, como se estivessem buscando desvendar os segredos mais profundos daquela mulher enigmática diante de mim. Não quis interromper suas falas e me mantive absorto em seus detalhes até que tornou-se meu momento — Não existe um lugar para o qual você queira me levar que eu não vá — Indaguei com segurança, recobrada com esmero. Aquilo era bem verdade, afinal, conseguia me imaginar facilmente descendo até os confins do inferno se isso fosse fazer Allannia feliz — Acredite em mim quando digo que eu facilmente a seguiria para a morte certa agora mesmo. Não me tome como irracional, apenas faria qualquer coisa para satisfazê-la — Minha canhota seguraria seu pulso antes de movimentar meus dedos para que se entrelaçassem com os seus — E inclusive, não tem que pedir nada, basta que me permita — Inclinei suavemente meu rosto para a esquerda, fitando-a nos olhos enquanto me aproximei sutilmente de seu rosto outra vez. Se as palavras de Allannia fossem sinceras e ela tivesse real intenção de fazê-lo, talvez aquele fosse o momento. Talvez, entretanto, optasse por nós preservar naquele primeiro momento. Existia um forte indicativo de que aquele era só o começo de nossa relação, seja ela qual fosse.


Considerações:

Usados:
[/b]
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Perito
Adquira uma qualidade de perícia (elemental, armamentista, etc.).
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Falando em Taijutsu...
Tenha cinco jutsus classificados como "taijutsu" de rank B ou superior.
Falando em Bukijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "bukijutsu" de rank B ou superior.
Falando em Fūinjutsu...
Tenha um jutsu classificado como "fūinjutsu" de rank B ou superior.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Conhecendo Minhas Aptidões
Adquira uma qualidade treinável.
Fazendo História
Conclua uma mini-trama.
Esse É o Meu Jeito Ninja!
Adquira sua primeira Habilidade Única.
Hospedeiro
Torne-se um jinchūriki.
Summer
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t86402-maeda
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t86403-gf-summer
Mere
Heroína
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 AnitaPereira681.128.790535
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 AnitaPereira681.128.790535



★ Sakki: 00/50 ★
★ ST: 00/07 ★
★ Noite/Outono ★





★ Elegie ★
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 LXTWoxd
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 ?imw=512&&ima=fit&impolicy=Letterbox&imcolor=%23000000&letterbox=false
Capítulo 7 ★ Fulgor! ★
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Tumblr_mo7md5VLk21r922azo1_500
Allannia Grey

Era indescritível. A gargalhada ecoava em sua cabeça, rebatendo as batidas do coração, descompassadas numa frenesi vertiginosa. Seus lábios estavam sedentos. Os olhos deliravam com os lamentos Mas o corpo queimava. E a mente... brilhava. Brilhava? Era o mesmo fulgor que a carregava numa valsa predestinada a desgraça. Quedou a cabeça para o lado, sentindo o corpo pesar como se houvesse sido amassado. O sangue que fluía em suas veias havia derretido, e jazia num delírio de mais pura êxtase. Como sempre, era igual todas as outras vezes. Não sentia tanto tédio quanto poderia ter sentido. “Não é como se fosse ser ruim”, a visão por vezes ficava turva, afetada pelo álcool e pelo desejo lancinante. Deseja? Allannia perguntou aos recantos absolutos da sua alma, enquanto os pomos despontava e a pele se arrepiava pelo toque. “Ela queria vê-los”, o vislumbre do semblante deste era prejudicado pelas orbes enclausuradas, e quase que imediatamente, ela perceberia... “Ele deve estar com tanto tesão. O rosto tão vermelho... A respiração tão ofegante. Eu percebo agora, mais do que das outras vezes... Não sinto desejo algum”, mas mesmo assim, ela ainda estava excitada. Obcecada. O prazer era mesmo indescritível.

Como não se sentir assim sendo tão gostosa dessa forma?

São eles que dizem isso, afinal.
Não é como se fizesse por mal.
Se bastasse repetir no espelho.
Jamais precisaria de um coelho.

Ela não podia apreciar o próprio deslumbre com os próprios olhos, e portanto, roubava das orbes alheias o reflexo refletido nelas. Gostava de como eles pareciam arder quando era vista com tanta volúpia, e mais ainda quando percorriam todo o seu corpo, deslizando pelas curvas que tanto amava. Não poderia vê-las de outra forma, se não fosse assim. Precisava de espelhos. Espelhos cristalinos. Espelhos na água. Espelhos da alma. Ninguém poderia censurá-la por ter suas preferências, embora fosse um pensamento tão vil e deturpado que faria qualquer um vomitar no prato que sequer comeram. “Mas eles queriam, e queriam tanto, mas não podem fazer nada além de se imaginar despejando.”, o sabor de bílis subia em sua garganta, e a sua imaginação fértil apenas fazia o suco gástrico esquentar ainda mais. Precisou de autocontrole para evitar lançar o ácido quente na direção do pobre rapaz, se discretamente, somente levou as mãos aos lábios, deslizando o indicador por eles. Parecia uma provocação. E em seu refino, talvez um gesto involuntário. Mas era o que tornava as coisas ainda melhores. “Se eu vomitasse em seus pés, era bem provável que achasse ser um orgasmo”, zombou, e as risadas ecoaram. Tantas risadas. Eram todas suas.

Sua obsessão te torna tão submisso a mim.

Apreciou o deslumbre da derrota deste, os lábios róseos úmidos e preparados para o abate. “Mas será que sou mesmo tão misericordiosa assim?”, a língua deslizou provocante, aproveitando-se dos olhos fechados deste durante o intervalo que antecedia os atos principais, como se estivesse visualizando uma presa vulnerável em seu alcance. “Mamãe, você disse que eu não deveria brincar com a comida...”, e por isso ela sabia, mesmo com fome e sedenta, prestes a vê-lo delirar de todas as formas possíveis e imagináveis... “Ele não é comida, mãe, então eu posso brincar o tanto quanto eu quiser. Eu não comeria uma comida tão barata. Do que adianta parecer gostoso, se eu não puder fazer alguém invejar minha vitória? Saciar-se somente faz sentido aos famintos”

Mas eu não preciso sentir fome, pois me alimento de todos os seus sonhos, desejos e ambições. Todos são a mesma coisa no final, mas do que importa? Eu quero tudo. Você vai me dar tudo. Até quebrar. Até eu me cansar. Até eu dizer a você quanto você vale para mim.

Nada.
Nada.
Mil vezes nada.

Ela se viu no espelho dele mais uma vez, finalmente, e aceitou sua oferta. Os olhos dela refletiam o mesmo desejo, vendo a própria silhueta reluzindo tão engradecida no campo de visão do rapaz, podia notar quão seduzido ele estava. Era como se ele estivesse vendo uma realização pessoal, um troféu quase inatingível. No pedestal em que ela fora posta, não precisaria ser tão boa quanto realmente era, ela sabia. Não precisaria ser tão forte quanto eles eram, nem ter todas glórias que eles possuíam e tampouco a beleza sobrenatural que eles exibiam. Não era a melhor para todos, nem a primeira opção das multidões e daqueles que ela desejava. Mas para Maeda-kun, ela era a única. Allannia era a melhor das ninfas. Uma deusa que havia descido aos céus para oferecer a salvação para a alma mortal de um pecador. Eram as palavras que ele haviam dito, de certo modo. Eram as opiniões que cada centímetro do corpo dele confessava. Ele era seu, mas que ela não fosse dele. A forma como ele a tocava arrepiava cada milímetro de seu corpo, forçando a dentição a morder involuntariamente os lábios, evitando deixar o gemido escapar das barreiras rosadas tão cobiçadas.

Se você virá para qualquer lugar que eu for, venha para o inferno comigo, pois é pra lá que eu irei quando essa chama que arde em mim se apagar, para que eu seja cozinhada num mar de chamas sem fim. Não há fim mais excitante.

Allannia, sem dizer mais nada, pôs o indicador nos lábios do moreno, interrompendo o avanço de volúpia iniciado. A falange se moveu horizontalmente, e então desceu ao seu queixo, subindo subitamente com força o bastante para tencionar erguer o rosto arqueado novamente. “Não consigo ver a mim mesma muito bem com ele abaixado”, zombou, embora não fossem as palagras corretas para a circunstância. Então, a Grey se ergueu, gesticulando ara que uma das garrafas armazenadas fossem concedidas pelo bartender, selecionando um dos vinhos mais caros da adega. Naquele primeiro momento, pagou sua conta, e a de Maeda, deixando a quantia exata e com uma gorjeta robusta como prêmio. O dedo utilizado outrora se moveu aos lábios ao vislumbrar o semblante do mais velho, como se estivesse esclarecendo suas intenções. “Não quero precisar esclarecer alguns rumores desagradáveis”, mentalizou, vendo o sujeito assentir com um sorriso zombeteiro que mesclava malícia e desprezo, “Ele achou o meu corpo é tão sedutor. Isso te causa inveja?”, rebateu a troça em sua psiquê, mas notou a embriaguez despedaçando a lucidez e movimentos, cambaleando ao tentar se manter de pé. As formas marcavam no moletom esmeraldino dela ao se abaixar, alvejando novamente o lóbulo de Maeda, embora desta vez distanciando o toque, dizendo-lhe num tom de divertimento:

Se você colocou um valor tão baixo na tua alma, permito que me venda ela. Eu aceito. — Allannia sorriu-lhe, com palavras doces como o mel, mas tão vazias. Ela enfatizava propositadamente a conotação possessiva de sua frase. A tensão sexual parecia ter sido substituída por algo completamente distinto que sequer saberia descrever. Mas ele poderia fazê-lo, afinal, parecia pertencer a ela, daquele momento e adiante, e se não fosse, aquela provavelmente era última chance dele de tentar evitá-la. Tentar renegar. Lutar. Vencer. Ou mergulhar de uma vez na imensidão obscura da alma portada por uma diaba desprovida de misericórdia. — Mas não se acomode, farei o seu coração parar. — Cedeu-lhe um riso agridoce, propositadamente deixando a respiração quente tocar o semblante dele, momentos antes de se afastar, deixando o toque nunca consumado se desfazer no ar num promessa que sussurrava luxúria e ilusão. — Se mesmo assim quiser me acompanhar, Maeda-kun, me siga. — A Grey virou as costas, mantendo a garrafa na canhota e a destra gesticulando, apontando para a porta.

E então diga o que realmente quer de mim.

Allannia moveu os quadris vagarosamente em direção à saída, com dificuldades em manter a postura, mas sendo eficiente no propósito de ocultar sua fragilidade. Afinal, não havia nada de frágil nela, no final das contas. Era uma kunoichi que treinava constantemente a musculatura, embora os corpo delgado e curvilíneo oculte o quão tonificada ela era. A única parte onde isso era visível, contudo, não era disponível aos olhos, e apenas era capaz de ser vista superficialmente através das vestes. Convidativa e simétrica, era o destino de muitos olhares e o subproduto da imaginação fértil de muitos, mas somente uma ambição se dependesse da elfa. Não buscou olhares naquela ocasião em específico, mesmo quando passou do lado dos poucos transeuntes que desperdiçavam seu tempo em um horário tão avançado. Embora normalmente aja para provocá-los, a mente se perguntava quanto sua nova vítima, e se a teia projetada por seus lábios haviam amarrado bem o suficiente o corpo juvenil dele.

Jovem, vigoroso e bastante submisso.

Ele é do jeitinho que me apetece. Um escravo ideal, longe de ser perfeito, mas disposto a tudo por mim.

Ele realmente iria tão longe por mim? O tipo dele tende a dar para trás um pouco rápido. — Disse num sussurro quase inaudível, passando pela entrada e pondo o olhar sobre o ombro com o intuito de vislumbrar se estaria sendo seguida. A depender do resultado, os caminhos seriam distintos, mas os fins, sempre idênticos.








[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 648ca18acfedb54d289c07a7ceff4c7e66db1584

HIT POINTS
HP: 2475/2475


HP Base: 1850
Stamina: 625 (5 pontos)
Extras: None
HP Total: 2475


CHAKRA
CH: 9525/9525


CH Base: 200
Stamina: 625
Vantagem: 400
Extra: 8450
CH Total: 9675


CÉLULAS
Nanabi: 2250/2250



Equipamentos
Armamentos


Limite da Regra de Força (05/170)
★ 1x Pingente do Uchiha (0)
★ 1x Saciador de Vício (0)
★ 1x Cat Noir (1) >> Armazenada na bolsa
★ Seigi no Shō (0)
★ Tiara de Chifres (0)
★ Coroa de Suna (0)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion : Peça um (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça dois (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça três (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça quatro (1)







Considerações
★ Narração ★:
”★ Arsenal & Diversos ★”:
”★ Vestimentas ★”:




emme
Sangue em Einchenwald
Proteja Einchenwald do insano Kenpachi
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Sangue Derramado
Vença seu primeiro PvP.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Meu Primeiro Evento Paralelo
Conclua seu primeiro evento paralelo.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Vencendo Adversidades
Supere um defeito adquirido.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Conhecendo Outros Reinos
Visite o Continente Perdido.
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Eu Sou Sensei!
Forme uma equipe ou seja designado para ser sensei de uma equipe.
Boletos e Mais Boletos...
Alcance o nível máximo em sua profissão.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Conquistando o Mundo
Conclua seu primeiro evento mundial.
Mais que Amigos, Friends!
Forme uma aliança com outro vilarejo.
Guardião da Vida
Salve um aliado da morte durante um evento mundial.
O(a) Doutor(a) Chegou!
Seja o suporte (curandeiro, sensor, etc.) do grupo durante um evento mundial.
Heroísmo
Conclua três eventos principais e/ou paralelos.
Eu Sou Kage!
Torne-se Meishu Kage.
Assim Está Bom
Não resete totalmente o personagem por um ano real (ou seja, em OFFgame).
Mere
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79206-fp-allannia-grey#631999
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79210-gf-allannia-grey
Summer
Jōnin
something in the way...
something in the way...
Maeda



HP: 1150/1150 • CH: 6300/6300 • ST: 00/08

"Invictus"




Já havia de ter provado de pratos variados e incríveis, sabores indescritíveis que por vezes me fizeram achar que não havia nada melhor em nenhum outro cardápio. Ainda assim, era constantemente surpreendido com novas iguarias sempre que resolvia provar algo diferente. O que eu mais queria saber o gosto naquele momento, entretanto, não poderia ser comparado nem mesmo ao mais farto banquete real, adornado com a mais pura prataria. Eram em verdade os lábios, tão aparentemente macios, de Allannia. O mero ato de imaginar a sensação de fazê-lo já me levava a crer com veemência que aquele seria o ápice de minha vida, não importando quão mais longe eu pudesse chegar. Como se aquele milésimo de segundo se alongasse por séculos, perdi-me em meus pensamentos acerca não apenas do estava pra acontecer, mas num vislumbre ilusórios do que poderia vir daquele momento entre mim e Allannia. Em nenhum momento, nem nos meus devaneios mais otimistas, poderia conceber uma interação tão profunda como aquela. À beira de saborear seus lábios, me deparei com o inimaginável. O toque que senti em meus lábios não correspondeu exatamente à textura que imaginei. Apesar de macio e suave, agradável e levemente instigante, o que percebi em minha boca era, na verdade, o indicador de Allannia, interrompendo minha tentativa. Uma onda de frustração e vergonha se abateu sobre mim, revelando minha confiança excessiva nos momentos finais e, contrariando os ensinamentos de um shinobi, falhei em me preparar para o pior cenário.

Com a características gentileza abrupta que notei em Allannia, senti seu dedo erguer meu rosto. A madeixa ante a gravidade resultante de meu rosto arqueado tornou à lateral de meu rosto. Estava vendo-a claramente de outra vez. Minhas bochechas permaneciam ligeiramente coradas pela vergonha de segundos atrás. Pude ver perfeitamente o momento em que ela sinalizou, agora de pés diante de mim, para que o barman deixasse sobre o balcão uma garrafa de vinho, e ele o fez, recebendo na sequência o seu pagamento abarrotado. Estava claro, pelo conjunto da obra que eu assistia, que a sobriedade de Allannia estava pouco a pouco sucumbindo ante o álcool contido nas tantas canecas que entornou. Minhas mãos foram de encontro à sua cintura rapidamente, única e inteiramente intencionadas em sustenta-la, respeitosamente, de modo que não a permitisse cair no chão. Nossos olhos se encontraram outra vez e eu percebi que ainda não havia me acostumado com aquilo perfeitamente. Meu coração que já estava quase estabilizando seus batimentos outra vez mais tornou a rufar como tambores de carnaval; o que contrastou com a frase de Allannia sobre fazer meu coração parar — Ele é seu pra fazer o que lhe aprouver — Retruquei firme. Eu de forma alguma recusaria seu convite, como antes já havia afirmado, todavia passei a me portar mais como seu devoto ao vê-la lutar minimamente para manter-se de pé sem cambalear. Eu não podia cruzar àquela linha e de certa forma me aproveitar do efeito da bebida.

Levantei-me junto dela e o barulho das placas de minha armadura se fizeram ouvir. Segui com passos firmes em sua retaguarda, observando com olhar afiado as expressões daqueles que ainda insistiam em permanecer no bar, como se os avisasse para manterem-se vigilantes quanto aos olhares que pudessem lançar contra aquela a quem momentos antes prometi minha devoção. Estava decidido sobre o que faria a respeito de Allannia e seu estado atual. Não tive dificuldade para tal, afinal, existiam apenas as opções do certo e o errado naquela situação. Buscaria permanecer na mesma velocidade da heroína, mantendo uma distância de cerca de dois metros para que, como ela havia mencionado antes, os nossos conterrâneos não enchessem suas bocas com comentários maldosos que eventualmente difamassem a sua imagem. Minhas mãos nos bolsos de minha calça. Meus olhos firmes nas costas da Grey.
Considerações:

Usados:
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Perito
Adquira uma qualidade de perícia (elemental, armamentista, etc.).
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Falando em Taijutsu...
Tenha cinco jutsus classificados como "taijutsu" de rank B ou superior.
Falando em Bukijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "bukijutsu" de rank B ou superior.
Falando em Fūinjutsu...
Tenha um jutsu classificado como "fūinjutsu" de rank B ou superior.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Conhecendo Minhas Aptidões
Adquira uma qualidade treinável.
Fazendo História
Conclua uma mini-trama.
Esse É o Meu Jeito Ninja!
Adquira sua primeira Habilidade Única.
Hospedeiro
Torne-se um jinchūriki.
Summer
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t86402-maeda
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t86403-gf-summer
Summer
Jōnin
something in the way...
something in the way...
Maeda



HP: 1750/1750 • CH: 6900/6900 • ST: 00/06
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Img_9519

"Oh, Death… Become my blade, once more”



Enfrentar a minha crescente monotonia como se fosse uma sentença indesejada não fazia parte dos meus planos. Estar, de certa forma, perturbado com o excesso de tempo livre não significava que a ideia de aventurar-me na neve em busca de tarefas com alguma compensação me seduzia. Porém, a perspectiva de passar todos os dias enclausurado nos confins do meu lar também não me apetecia. Foi então, já avançado o dia, próximo ao culminar do meio dele, que decidi romper a inércia e sair. Não vi razão para revestir-me da armadura, mas a sensação de levar minha espada comigo, segura e firme em minhas costas, oferecia um conforto familiar, um lembrete silencioso de minha identidade e das responsabilidades que eu possuía. Era um equilíbrio entre a prontidão para o que viesse e a liberdade de simplesmente ser, sem as amarras do meu ofício a definir cada passo. Ao deslizar a porta que marcava a fronteira entre o calor de minha casa e o frio intenso do inverno na Aldeia da Névoa, uma lufada de ar gelado invadiu meus pulmões, um choque refrescante que me despertou para a realidade da estação. Imediatamente, senti a ausência de camadas mais robustas de roupa — uma camisa mais pesada ou um casaco que realmente enfrentasse aquele frio teriam sido escolhas acertadas. Apesar disso, a sensação térmica não foi suficiente para desencorajar meus planos. Havia uma determinação em mim, um desejo de sair e revisitar o restaurante maltrapilho no coração do vilarejo, onde, por um capricho do destino, Allannia cruzou meu caminho anteriormente. Aparentemente eu senti sua falta.

Enquanto avançava pelas ruas e vielas cobertas de neve em direção ao restaurante, cada passo cuidadosamente calculado, numa vã tentativa de evitar que a neve se acumulasse em minhas sandálias. Apesar dos esforços, ao chegar em frente ao Névoa Sangrenta, percebi que não havia sido bem-sucedido. Frustrado, sacudi as sandálias vigorosamente, tentando livrar-me do frio incômodo que a neve entre os dedos causava. Foi nesse instante, bem à porta do restaurante, que uma conversa casual entre dois transeuntes capturou minha atenção. O nome do meu clã flutuou até mim, carregado pelo ar frio, parte de um diálogo que eles compartilhavam ao deixar o estabelecimento. Minha curiosidade foi imediatamente aguçada; o teor da conversa, algo relacionado a uma notícia recente, era o suficiente para desviar momentaneamente meu foco. Sem hesitar, adentrei o Névoa Sangrenta, a curiosidade fazendo meus passos apressarem-se até o balcão. Minha abordagem ao barman foi direta, talvez até um pouco brusca, reflexo da ansiedade e do interesse despertado pelo que ouvira — O jornal, por favor! — minha voz soou firme, muito diferente da última vez que estivéramos face a face. A necessidade de entender o contexto em que o nome do meu clã havia sido mencionado era premente, impulsionada não só pela surpresa, mas pela súbita urgência de estar a par de quaisquer notícias que nos envolvessem.

Assim que o jornal foi colocado em minhas mãos, desdobrei-o imediatamente, caminhando em direção a uma das poltronas de couro esverdeado estrategicamente posicionadas no ambiente. Escolhi um lugar afastado tanto da porta quanto do balcão, um canto que me oferecia uma certa privacidade enquanto eu mergulhava nas páginas do jornal, de costas para o restante do estabelecimento. Confortavelmente instalado, minha expressão transparecia uma mistura de dúvida e irritação à medida que os olhos percorriam as linhas impressas. Nomes conhecidos saltavam das páginas, acompanhados de relatos de confrontos recentes, acontecimentos significativos que, por alguma razão, haviam escapado à minha atenção até aquele momento. A leitura evocava uma sensação desconfortável, uma espécie de autocrítica pela aparente negligência com que eu havia tratado os eventos ao meu redor. Cada palavra, cada citação de feitos e ocorrências, era como um lembrete da rápida sucessão de eventos no mundo dos shinobi, um mundo onde a indiferença podia custar caro. O desconforto crescia com a percepção de que, enquanto batalhas eram travadas e destinos eram moldados, eu havia permanecido alheio, perdido em minhas próprias reflexões e preocupações triviais. A realidade delineada nas páginas do jornal era mais sombria do que eu poderia ter antecipado. A trama que se desenrolava era repleta de tragédias e reviravoltas, marcada pela queda de heróis e, mais pessoalmente, pelo falecimento de um membro do clã Senju. A morte da sombra do fogo, Chokorabu, apenas adicionava uma camada a mais de gravidade à situação, esclarecendo a atmosfera de urgência e tensão que havia capturado minha atenção desde o princípio.

Meu coração batia mais rápido, um reflexo do impacto emocional ao ler sobre os acontecimentos que envolviam diretamente minha família. A descrição de como as terras sob o até então domínio dos Senju da Folha tornaram-se cobiçadas e disputadas na sequência da morte do líder da vila era perturbadora. Embora as terras e suas histórias pudessem, a princípio, parecer distantes para mim, a narrativa trazia um peso, um sentimento de conexão e pertencimento que me surpreendeu. A ideia de viajar até a Folha e oferecer meu apoio aos remanescentes do clã Senju brotou como uma resposta instintiva, um desejo de agir, de fazer a diferença. Contudo, a notícia subsequente sobre a queda da antiga sombra da névoa em batalha pintou um quadro de vulnerabilidade também para minha própria nação. Esse contexto tornava a decisão de intervir em outra vila não apenas complexa, mas potencialmente imprudente. Confrontado com essa encruzilhada, percebi que a omissão não poderia mais ser uma opção para mim. A necessidade de agir, de garantir para a estabilidade da minha própria aldeia, tornou-se evidente. Já havia passado tempo demais à margem, observando o desenrolar dos eventos sem me engajar verdadeiramente. Baixei o jornal sobre a mesa, meu pedido ao barman refletindo um desejo de algo que trouxesse uma breve doçura a esse momento de gravidade — Um refrigerante —, pedi, tentando encontrar no sabor do próximo gole uma espécie de consolo, um respiro antes de tomar as próximas atitudes que se faziam necessárias.


Considerações:
Usados:
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Perito
Adquira uma qualidade de perícia (elemental, armamentista, etc.).
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Falando em Taijutsu...
Tenha cinco jutsus classificados como "taijutsu" de rank B ou superior.
Falando em Bukijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "bukijutsu" de rank B ou superior.
Falando em Fūinjutsu...
Tenha um jutsu classificado como "fūinjutsu" de rank B ou superior.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Conhecendo Minhas Aptidões
Adquira uma qualidade treinável.
Fazendo História
Conclua uma mini-trama.
Esse É o Meu Jeito Ninja!
Adquira sua primeira Habilidade Única.
Hospedeiro
Torne-se um jinchūriki.
Summer
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t86402-maeda
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t86403-gf-summer
Mere
Heroína
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 AnitaPereira681.128.790535
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 AnitaPereira681.128.790535



★ Sakki: 00/50 ★
★ ST: 00/07 ★
★ Tarde/Inverno ★





★ The Entertainer ★
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 LXTWoxd
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 ?imw=512&&ima=fit&impolicy=Letterbox&imcolor=%23000000&letterbox=false
Capítulo 0 ★ A jornada da louca! ★
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Tumblr_mo7md5VLk21r922azo1_500
Allannia Grey

Allannia acabará de lamentar a chegada do “Dia de Seu Nome”, marcando há pouco tempo o início do inverno rígido de Kirigakure. O moletom de anfíbia não era de muita serventia nessas horas, mas ao menos minimizava, em sua psiquê, as ondas de calafrios percorrendo o seu corpo. Estava acostumada com a passagem típica de tempo, sendo apreciado pelo contato íntimo com as chamas para a sobrevivência. Adorava observar as lareiras crepitando ou acender inúmeras velas para aquecer o quarto com uma atmosfera morna. Naquele fim de tarde, em específico, visou ao menos fingir comemorar a data marcante, como típico para maioria das pessoas. Ela não nutria muita simpatia com a ideia de estar envelhecendo, mas o corpo jovial se recusava a concordar, mais até que ela própria. Sorriu, ironizando a situação. “Serei sempre uma eterna donzela para os olhos do povo. Isso deveria me confortar ou preocupar?”, indagou-se, mas no fundo ela não achava a ideia de todo ruim. As recompensas eram mais baixas, a carreira dificultosa e a possibilidade de relacionamentos um pouco mais remotas, entretanto, em todos os cenários, preferia ser assim.

Assim que adentrou o Névoa Sangrenta, notou um movimento que outrora parecia estar apático, começar a se acentuar. As noites eram dolorosas no inverno gélido do vilarejo, portanto, não se surpreendia com os corpos se juntando perto de quaisquer fontes de fogo e as banquetas ligeiramente mais próximas do que o normal. Ignorou maioria dos transeuntes, embora não muito longe, tenha esboçado um sorriso bobo ao vislumbrar um rosto conhecido, fazendo cintilar os olhos azulados. Allannia não quis fazer nenhuma travessura com o jovem naquele instante, notando o quão concentrado ele estava em ler as notícias frescas. Sabia que as novidades eram bombásticas, mas os murmúrios nunca alcançavam seus ouvidos de tão longe. “Apesar de grandes, meus adereços não são úteis quanto poderiam”, suspirou, aproveitando-se dos devaneios para aceitar o jornal quando fora ofertado.

Tomou um gole de hidromel, saboreando o líquido que descia da caneca com voracidade. Seguidamente, leu, e se debruçou nos fatos descritos. Alguns eram irônicos, como a chamada peculiar vinda de Iwagakure sobre uma suposta resistência, quanto os Filhos da Nuvem, que pareciam mais uma trupe de pantomimeiros estrangeiros. Suna era desinteressante, julgando a nação perjura e merecedora de uma retaliação por insubordinação. “Pelo que me recordo, eles pertenciam a nós, e isso é sabido, não?”, recordava-se de Yohma Uchiha colocando o povo do deserto nas rédeas da civilidade antes de retornarem novamente aos seus velhos hábitos. Povo decadente. Quase desistiu de continuar a leitura, quando os olhos percorreram, quase incrédulos, nas atualizações ocorridas em Konoha e Kirigakure. “Asas negras, palavras escuras”, recordava de ter ouvido o fraseado alguma vez, e a mácula da jornada shinobi tomou conta daqueles que apreciava. Sentiu a morte de Altria, uma das suas inspirações na infância, e do lendário Jyu Viole Grace, um nome conhecido por qualquer um no planeta há mais tempo do que ela e a mãe tinham de vida.

Mas as lágrimas rolaram espontaneamente quando soube que os Deuses haviam carregado Chokorabu Makudaneru também, e o luto de imediato acometeu sua silhueta inteira. A caneca caiu de suas mãos tão sonoramente que pôde perceber os olhos vindo em sua direção, assim como o semblante, aterrorizado, havia perdido todo o brilho portado outrora. Allannia não se sentia assim com tanta frequência, e detestava quando o fazia. Sequer lembrava de ter chorado, sendo o ato tão raro em seus dias que se surpreendeu com a facilidade em fazê-lo. Era para ser um dia feliz. Ou, pelo menos, algo a ser considerado. “Por que há de ser assim?”, admirava a coragem do finado Hokage, conquistando feitos ainda em baixa patente contra oponentes mais fortes do que ele próprio. Se ele era tão capaz, não fazia sentido ele morrer enquanto ela, uma covarde, permanecia gozando do dom da vida. Chorou copiosamente, como se de seus olhos pudessem fluir oceanos inteiros. Tão salgados quanto. Os lábios róseos bebiam de sua frustração como se fossem dependentes disso, e as mãos, trêmulas, rejeitavam a dura realidade. Havia regredido todo o progresso feito em vida. “Como poderei olhar a cara da Mei assim? Eu prometi...”, desprezou a si própria por não ser tão capaz de controlar os sentimentos. A única coisa que deveria pertencer somente a ela, estavam apoiadas em uma coisa tão frágil, como se fossem protegidos por vidro. Ela sentia muito, e muito, e muito.

E isso era tão injusto.




[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 648ca18acfedb54d289c07a7ceff4c7e66db1584

HIT POINTS
HP: 2475/2475


HP Base: 1850
Stamina: 625 (5 pontos)
Extras: None
HP Total: 2475


CHAKRA
CH: 9525/9525


CH Base: 200
Stamina: 625
Vantagem: 400
Extra: 8450
CH Total: 9675


CÉLULAS
Nanabi: 2250/2250



Equipamentos
Armamentos


Limite da Regra de Força (05/170)
★ 1x Pingente do Uchiha (0)
★ 1x Saciador de Vício (0)
★ 1x Cat Noir (1) >> Armazenada na bolsa
★ Seigi no Shō (0)
★ Tiara de Chifres (0)
★ Coroa de Suna (0)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion : Peça um (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça dois (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça três (1)
★ Vibrant Summer Froggy D’Fashion: Peça quatro (1)







Considerações
★ Narração ★:
”★ Arsenal & Diversos ★”:
”★ Vestimentas ★”:




emme
Sangue em Einchenwald
Proteja Einchenwald do insano Kenpachi
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Sangue Derramado
Vença seu primeiro PvP.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Meu Primeiro Evento Paralelo
Conclua seu primeiro evento paralelo.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Vencendo Adversidades
Supere um defeito adquirido.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Conhecendo Outros Reinos
Visite o Continente Perdido.
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Eu Sou Sensei!
Forme uma equipe ou seja designado para ser sensei de uma equipe.
Boletos e Mais Boletos...
Alcance o nível máximo em sua profissão.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Conquistando o Mundo
Conclua seu primeiro evento mundial.
Mais que Amigos, Friends!
Forme uma aliança com outro vilarejo.
Guardião da Vida
Salve um aliado da morte durante um evento mundial.
O(a) Doutor(a) Chegou!
Seja o suporte (curandeiro, sensor, etc.) do grupo durante um evento mundial.
Heroísmo
Conclua três eventos principais e/ou paralelos.
Eu Sou Kage!
Torne-se Meishu Kage.
Assim Está Bom
Não resete totalmente o personagem por um ano real (ou seja, em OFFgame).
Mere
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79206-fp-allannia-grey#631999
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79210-gf-allannia-grey
Summer
Jōnin
something in the way...
something in the way...
Maeda



HP: 1750/1750 • CH: 6900/6900 • ST: 00/06
[Local] Névoa Sangrenta.  - Página 2 Img_9519

"Oh, Death… Become my blade, once more”



O barman colocou diante de mim um copo cheio de um líquido escuro e efervescente, adornado com uma quantidade generosa de gelo, um gesto que transbordava cortesia. Eu, por minha vez, ofereci um simples aceno em agradecimento, minha mente já distante daquela pequena interação. Uma inquietação persistente me acompanhava, fazendo-me questionar quanto tempo mais essa sensação de desconforto me assolaria. A vontade de deixar aquele lugar se tornou quase palpável, um reflexo imediato do turbilhão de emoções provocadas pela leitura do jornal. O legado dos Senju parecia estar se esvaindo, uma sombra do que foi após a meia década desde a grande vitória da humanidade. Nunca imaginei que, na sequência de tal triunfo, nos depararíamos com desafios tão imensos ou que enfrentaríamos perdas tão significativas. Enquanto saboreava a bebida à minha frente, permiti-me um momento de reflexão sobre a precária situação que parecia envolver o clã Senju, agora ameaçado por interesses alheios em terras que há pouco tempo estavam sob nosso domínio. Chozen, Chokorabu… e agora isso. Quais outras adversidades ainda estariam por vir contra a linhagem à qual eu pertenço? Apesar da distância física e emocional que havia permitido se instaurar entre mim e os assuntos do clã, reconheci que a passividade não era mais uma opção. A preservação da soberania e da herança dos Senju clamava por ação, mesmo que eu estivesse sozinho nesse empenho. Meus antepassados, cujas histórias e sacrifícios moldaram o que o clã representava, mereciam esse esforço.

Após mais um gole, ergui-me da poltrona, o dinheiro sendo extraído do bolso direito sem que dedicasse muita atenção para conferir o valor; a preocupação com as cifras parecia trivial diante do turbilhão de pensamentos que me ocupavam. As notícias que havia absorvido no jornal ainda ressoavam, com os dilemas enfrentados pelo clã Senju na Folha ganhando destaque em minha mente preocupada. Para mim, a prioridade sempre foi clara: meu clã vinha em primeiro lugar, com exceção talvez apenas da minha mãe. Nem mesmo a lealdade à Névoa conseguia sobrepor-se ao laço de sangue que me unia à minha linhagem, um fato que, agora percebia, podia não ter sido tão evidente para os outros quanto a mim, possivelmente obscurecido pela minha inclinação ao pacifismo. A paz sempre foi meu objetivo supremo, porém, reconheço que, em certas circunstâncias, não hesitaria se a guerra fosse o caminho para alcançá-la. Minha ingenuidade em alguns momentos nunca foi motivo de vergonha; pelo contrário, considerava meu perdão uma de minhas maiores virtudes. Sabia que tal postura poderia ser interpretada como fraqueza aos olhos de outrem, mas, em minha visão, era justamente o que me elevava. Não me considerava arrogante por pensar assim; ao contrário, via uma nobreza nessa capacidade de perdoar. Contudo, seria um equívoco dos meus adversários interpretar minha ingenuidade como falta de firmeza ou personalidade. Por trás da predisposição ao perdão e à paz, existia uma resolução inabalável, uma prontidão para defender aquilo que é mais caro para mim, seja a honra do meu clã, seja o bem-estar daqueles que amo.

Em mencionar o amor, uma força invisível guiou meu olhar na direção de Allannia, que, para minha surpresa, estava ali no Névoa Sangrenta. Diferente do habitual, seus olhos transbordavam lágrimas enquanto ela se perdia nas páginas do que percebi se tratar do jornal. Por um breve momento, a dúvida me assaltou: teria minha turbulência emocional na chegada me cegado a ponto de não notar sua presença? Rapidamente afastei essa possibilidade. Se Allannia estivesse em meu campo de visão desde o início, certamente a teria percebido. Observando-a mais atentamente, percebi a angústia que a envolvia, uma aflição que, intuitivamente, associei às trágicas perdas recentes do vilarejo. Talvez ela tivesse laços com os que havíamos perdido. A luta interna era palpável; parte de mim ansiava por envolvê-la em um abraço consolador, oferecer-lhe um ombro e palavras de conforto. No entanto, eu também estava processando meus próprios sentimentos e dilemas, consciente de que qualquer gesto impetuoso poderia ser uma invasão indesejada no seu momento de dor. Respeito e admiração por Allannia me guiavam, impedindo-me de agir impulsivamente, mesmo que cada fibra do meu ser desejasse fazê-lo. A memória de nossos últimos momentos juntos reforçava a necessidade de ser cauteloso, de honrar os sentimentos mútuos com consideração e delicadeza. Com o coração pesado, aproximei-me silenciosamente, detendo-me ao seu lado. Um suspiro profundo antecedeu o gesto de tocar seu ombro, uma forma de comunicação tácita que carregava em si uma profundidade de sentimentos e intenções não expressas verbalmente — Vamos honrar o sacrifício e a memória deles — disse eu, com uma voz suave que buscava transmitir tanto apoio quanto respeito pelas emoções que ela vivenciava. Sem insistir em um contato mais prolongado ou íntimo, segui em direção à saída, deixando que a brevidade do momento falasse por si.


Considerações:
Usados:
Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Falando em Nintaijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "nintaijutsu" de rank B ou superior.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Superando Minhas Fraquezas
Supere um defeito inato.
Perito
Adquira uma qualidade de perícia (elemental, armamentista, etc.).
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank B ou superior.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Falando em Taijutsu...
Tenha cinco jutsus classificados como "taijutsu" de rank B ou superior.
Falando em Bukijutsu...
Tenha um jutsu classificado como "bukijutsu" de rank B ou superior.
Falando em Fūinjutsu...
Tenha um jutsu classificado como "fūinjutsu" de rank B ou superior.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Conhecendo Minhas Aptidões
Adquira uma qualidade treinável.
Fazendo História
Conclua uma mini-trama.
Esse É o Meu Jeito Ninja!
Adquira sua primeira Habilidade Única.
Hospedeiro
Torne-se um jinchūriki.
Summer
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t86402-maeda
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t86403-gf-summer
Conteúdo patrocinado
Design visual (Estrutura, Imagens e Vídeos) por Dorian Havilliard. Códigos por Akeido