NOVIDADES
Atividades Recentes
Lua Minguante
Arco 01
Ano 25 DG
Outono
Pouco mais de cinco anos se passaram desde a queda de Kaguya e tudo mudou. Novos líderes foram coroados, novos conflitos nasceram e as chamas da revolução foram ouvidas pelos desertos — e a independência chegou para Sunagakure. Aliados a um novo Senhor Feudal, a nação voltou a se erguer, iniciando melhorias que chamaram atenção de muitas pessoas no mundo inteiro. No entanto, nem tudo é o que parece ser e um mal antigo parece estar à espreita…
... clique aqui para saber mais informações
SHION
SHION#7417
Shion é o fundador do RPG Akatsuki, tendo ingressado no projeto em 2010. Em 2015, ele se afastou da administração para focar em marketing e finanças, mas retornou em 2019 para reassumir a liderança da equipe, com foco na gestão de staff, criação de eventos e marketing. Em 2023, Shion encerrou sua participação nos arcos, mas continua trabalhando no desenvolvimento de sistemas e no marketing do RPG. Sua frase inspiradora é "Meu objetivo não é agradar os outros, mas fazer o meu trabalho bem feito", refletindo sua abordagem profissional e comprometimento em manter a qualidade do projeto.
Angell
ANGELL#3815
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Indra
INDRA#6662
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Wolf
Wolf#9564
Wolf é jogador do NRPGA desde fevereiro de 2020, tendo encontrado o fórum por meio de amigos, afastando-se em dezembro do mesmo ano, mas retornando em janeiro de 2022. É jogador de RPG desde 2012, embora seu primeiro fórum tenha sido o Akatsuki. Atua como moderador desde a passagem anterior, se dedicando as funções até se tornar administrador em outubro de 2022. Fora do RPG cursa a faculdade de Direito, quase em sua conclusão, bem como tem grande interesse por futebol, sendo um flamenguista doente.
Mako
gogunnn#6051
Mako é membro do Naruto RPG Akatsuki desde meados de 2012. Seu interesse por um ambiente de diversão e melhorias ao sistema o levou a ser membro da Staff pouco tempo depois. É o responsável pela criação do sistema em vigor desde 2016, tendo trabalhado na manutenção dele até 2021, quando precisou de uma breve pausa por questões pessoais. Dois anos depois, Mako volta ao Naruto RPG Akatsuki como Game Master, retornando a posição de Desenvolvedor de Sistema. E ainda mantém uma carreira como escritor de ficção e editor de livros fora do RPG, além de ser bacharel em psicologia. Seu maior objetivo como GM é criar um ambiente saudável e um jogo cada vez mais divertido para o público.
Akeido
Akeido#1291
Aliquam lacinia ligula nec elit cursus, sit amet maximus libero ultricies. Cras ut ipsum finibus quam fringilla finibus. Etiam quis tellus dolor. Morbi efficitur pulvinar erat quis consectetur. Ut auctor, quam id rutrum lobortis, lorem augue iaculis turpis, nec consectetur enim nisl eu magna. Sed magna dui, sollicitudin quis consequat ac, faucibus sed mauris. Donec eleifend, nisl a eleifend dignissim, ipsum urna viverra leo, sed pulvinar justo ex vitae enim. Donec posuere sollicitudin velit eu vulputate.
Havilliard
Havilliard#3423
Aliquam lacinia ligula nec elit cursus, sit amet maximus libero ultricies. Cras ut ipsum finibus quam fringilla finibus. Etiam quis tellus dolor. Morbi efficitur pulvinar erat quis consectetur. Ut auctor, quam id rutrum lobortis, lorem augue iaculis turpis, nec consectetur enim nisl eu magna. Sed magna dui, sollicitudin quis consequat ac, faucibus sed mauris. Donec eleifend, nisl a eleifend dignissim, ipsum urna viverra leo, sed pulvinar justo ex vitae enim. Donec posuere sollicitudin velit eu vulputate.
HALL DA FAMA
TOP Premiums
Torne-se um Premium!
1º Lugar
Zero
2º Lugar
Kurt Barlow
3º Lugar
Kira
1º Lugar
Agony
2º Lugar
Kira
3º Lugar
Summer
Os membros mais ativos do mês
Angell
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
83 Mensagens - 34%
Tadashi
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
31 Mensagens - 13%
Kira
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
29 Mensagens - 12%
Zero
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
17 Mensagens - 7%
Chazer
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
17 Mensagens - 7%
Toshinari
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
16 Mensagens - 7%
Gyoku
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
14 Mensagens - 6%
Folklore
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
12 Mensagens - 5%
Nan
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
12 Mensagens - 5%
Sekiro
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
11 Mensagens - 5%

Os membros mais ativos da semana
Angell
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
173 Mensagens - 36%
Shion
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
47 Mensagens - 10%
Kira
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
44 Mensagens - 9%
Agony
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
40 Mensagens - 8%
Summer
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
37 Mensagens - 8%
Tadashi
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
31 Mensagens - 7%
Gyoku
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
28 Mensagens - 6%
Aldan
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
26 Mensagens - 5%
Chazer
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
26 Mensagens - 5%
Inoue
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_lcap[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Voting_bar[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Vote_rcap 
24 Mensagens - 5%


Baldur
Meishu Kazekage
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur
Uzumaki Baldur



Introdução

Após os eventos, os anos que se seguiram foram marcados por uma intensa agitação global. Baldur dedicou seus esforços à consolidação de Sunagakure, tanto no que dizia respeito à vila em si quanto ao seu próprio crescimento pessoal. No entanto, o que o destino lhe reservava permanecia uma incógnita.


Tornando-se a Tempestade: A Jornada de Baldur pelo Labirinto dos Ventos


Os ventos quentes varriam as dunas do deserto de Sunagakure, erguendo pequenas espirais de areia que dançavam sob o sol abrasador. A cada grão de areia que se movia, a história da vila ganhava vida, contando a narrativa de gerações passadas e preparando o terreno para os desafios que o futuro traria. Onde as dunas douradas pareciam se estender até o infinito, erguia-se um mistério há muito tempo contado pelas bocas do deserto. Era um lugar onde os ventos sussurravam enigmas e os grãos de areia escondiam segredos mortais. Conhecido como o Labirinto dos Ventos, esse lugar recluso abrigava um tesouro lendário, mas também impunha desafios insuperáveis a todos que ousavam adentrá-lo. E agora, era o próprio Kazekage de Sunagakure, Baldur, que enfrentaria essa provação.

Com a responsabilidade de liderar sua vila nas costas, Baldur não era alheio ao desafio. Sua determinação e inteligência afiada eram as qualidades que o tornaram o líder indomável que ele era. Ao ser informado sobre o Labirinto dos Ventos e seu tesouro oculto, Baldur percebeu que essa era uma oportunidade de provar a si mesmo e à sua vila que ele estava disposto a enfrentar qualquer obstáculo em busca da glória e do bem de Sunagakure. A vila estava envolta em um sentimento de antecipação enquanto Baldur se preparava para a jornada. Seus companheiros de vila o viam como um exemplo, e sua determinação inspirava a todos a acreditarem que ele superaria os desafios que estavam por vir. Com a sua característica bandana presa firmemente à testa, Baldur se dirigiu para o coração do deserto, onde o Labirinto dos Ventos aguardava.

Antes de partir, Baldur recebeu uma visita inesperada. Era uma família que há muito havia sido dona do tesouro que agora se encontrava escondido no labirinto. Com olhos cheios de tristeza e esperança, eles compartilharam a história da adaga de cristal lapidado, uma herança preciosa que fora saqueada e escondida por um ladrão impiedoso muitos anos atrás. Eles haviam ouvido rumores de que o tesouro estava no Labirinto dos Ventos, e viam em Baldur a última esperança de recuperar o que lhes havia sido tirado injustamente.

Com a história da família ecoando em sua mente, Baldur embarcou em sua jornada com um novo senso de propósito. Ele agora carregava consigo a responsabilidade de trazer de volta não apenas uma adaga valiosa, mas também a honra e a esperança de uma família que havia sofrido uma grande perda. Ele estava determinado a desvendar os segredos do labirinto e recuperar o tesouro que pertencia legítima e moralmente àquela família.

Ao entrar no labirinto, Baldur sentiu imediatamente a intensidade dos ventos que sibilavam ao seu redor. Cada rajada parecia carregar consigo um desafio, uma ilusão que tentava desorientar sua mente. O deserto se tornou um palco de ilusões, onde o que parecia real podia ser apenas uma miragem. Os sentidos de Baldur foram postos à prova, e sua inteligência afiada se tornou sua melhor arma contra as armadilhas enganosas.

Ele avançou com cautela, cada passo calculado enquanto ele sondava o terreno. A areia parecia instável sob seus pés, e o rugido dos ventos crescia a cada momento. As dunas, como ondas petrificadas, pareciam esconder criaturas que espreitavam na escuridão. Baldur sabia que enfrentaria mais do que apenas desafios mentais; ele teria que superar as ameaças reais do deserto.

À medida que ele progredia, Baldur foi confrontado por criaturas que emergiam das sombras. Serpentes de areia, escorpiões gigantes e outras abominações do deserto se lançaram contra ele. Mas Baldur não era apenas um Kazekage, era um mestre das artes ninjas e da manipulação de areia. Ele usou suas habilidades para criar escudos de areia impenetráveis e lançar contra-ataques precisos. Cada batalha era uma demonstração de sua habilidade e coragem, enquanto ele enfrentava as criaturas do deserto com determinação implacável.

Além das criaturas, Baldur teve que enfrentar os próprios labirintos da mente. Ilusões poderosas o atormentavam, retratando cenas de desespero e medo. Mas Baldur não era facilmente enganado. Ele invocou sua força interior, lembrando-se da história da família e de sua missão de restaurar a honra deles. Com isso em mente, ele dissipou as ilusões e avançou, recusando-se a ser quebrado pelas artimanhas do labirinto.

Horas se transformaram em dias enquanto Baldur explorava os recantos sombrios do Labirinto dos Ventos. A cada passo, ele se aproximava do tesouro lendário que tanto intrigava os aventureiros destemidos. No entanto, a parte mais desafiadora ainda estava por vir. Quando finalmente chegou ao coração do labirinto, ele se deparou com uma imponente câmara.

No centro da câmara repousava o tesouro: a reluzente adaga com uma lâmina feita de um cristal raro e lapidado. Baldur sabia que esta era a adaga que a família havia perdido. Sua determinação se intensificou e ele enfrentou a tempestade de areia que protegia o tesouro. Com a adaga em mãos, Baldur sentiu uma mistura de triunfo e alívio. Ele havia superado os desafios do Labirinto dos Ventos, derrotado as ameaças do deserto e enfrentado suas próprias dúvidas internas.

Ao sair do labirinto, Baldur foi saudado por seus companheiros de vila que haviam esperado ansiosamente pelo seu retorno. Seus olhos brilhavam com orgulho enquanto ele apresentava a adaga lendária à vila. Mas Baldur também compartilhou a história da família e como sua jornada estava intrinsecamente ligada a eles. A vila aplaudiu de pé não apenas o resgate do tesouro, mas a restauração da honra e da esperança daquela família.

As palavras de apoio e gratidão ecoaram pelos corredores da vila. Baldur sentia o peso do reconhecimento, não apenas como um Kazekage, mas como alguém que havia feito a diferença na vida de uma família que havia sofrido uma grande perda. Ele sabia que, mesmo nos papéis mais elevados, os líderes devem permanecer conectados às pessoas que eles juraram proteger.

Com o tesouro agora recuperado, Baldur teve a tarefa de devolvê-lo à família. Ele viajou até a aldeia onde a família residia, encontrando-os em meio a uma mistura de esperança e ansiedade. Quando Baldur entregou a adaga de cristal lapidado nas mãos trêmulas dos membros da família, lágrimas de gratidão encheram seus olhos. Eles o abraçaram com gratidão e emocionados, expressando sua admiração por sua coragem e determinação.

O entardecer lançava um tom dourado sobre o deserto enquanto Baldur se despediu da família. Ele observou-os com um sentimento de realização, sabendo que havia cumprido uma missão que transcendia a busca por um tesouro material. Ele havia restaurado a honra deles e devolvido a esperança que havia sido roubada.

Ao retornar a Sunagakure, Baldur foi recebido com celebrações e festividades. O povo da vila se reuniu para saudar seu líder, aquele que havia enfrentado o deserto implacável e emergido triunfante. A história de sua jornada rapidamente se espalhou, inspirando jovens e velhos a abraçar a coragem e a resiliência que Baldur personificava.

Enquanto a noite caía sobre a vila, Baldur refletiu sobre a jornada que o havia conduzido ao Labirinto dos Ventos e de volta à segurança de sua casa. Ele sabia que liderar Sunagakure não era apenas uma questão de política e estratégia, mas também de demonstrar os valores mais profundos e nobres que a vila representava. Ele havia aprendido que a liderança era mais do que poder e prestígio - era sobre empatia, compaixão e a busca pelo que era certo.

O tesouro recuperado permanecia como um símbolo do triunfo sobre os desafios aparentemente insuperáveis. E Baldur carregava consigo algo ainda mais precioso: as lições aprendidas, as vidas tocadas e as memórias feitas ao longo da jornada. Ele havia reafirmado seu compromisso com sua vila e sua responsabilidade como líder.

E assim, com as estrelas cintilando acima e o deserto à sua volta, Baldur olhou para o horizonte com olhos perspicazes que pareciam penetrar além da superfície. Sua jornada no Labirinto dos Ventos havia moldado sua determinação e aprofundado seu entendimento do que significava liderar com coragem e compaixão. E sob o vasto e imenso céu do deserto, ele estava pronto para enfrentar o amanhã com a mesma resiliência e comprometimento que o haviam guiado através do labirinto mortal e de volta à luz da vitória.


Sob a Tempestade Ardente: A Infiltracão de Baldur na Tempestade de Areia


Nas vastidões do deserto que definiam o País do Vento, um sol abrasador pendia alto no céu sem nuvens, derramando sua luz dourada sobre a paisagem. Sob essa luz inclemente, o Kazekage Baldur encontrou-se diante de uma missão de magnitude excepcional. A organização de mercenários conhecida como "Tempestade de Areia" tramava invadir a vila oculta da Areia, ameaçando desestabilizar a paz que Baldur jurara proteger.

Baldur, com sua estatura imponente, cabelos ruivos e olhos perspicazes, internalizou cada detalhe do briefing fornecido pelos serviços de inteligência de sua vila. Ele compreendia que o sucesso da missão dependia de sua astúcia e do uso habilidoso de suas capacidades. Envergando o manto característico de um Kazekage, adornado com o símbolo do vento, ele estava pronto para infiltrar-se nas fileiras dos mercenários cruéis que compunham a Tempestade de Areia.

Baldur era um ninja experiente, tendo enfrentado desafios de envergadura significativa anteriormente. Entretanto, a Tempestade de Areia representava um adversário singular. Era composta por assassinos habilidosos e lutadores exímios, e Baldur sabia que subestimar esses oponentes seria um erro. O sucesso dependia de sua sagacidade, habilidade de enganar e do uso efetivo de suas capacidades ninja.

Recorrendo ao Henge no Jutsu, uma técnica de transformação que permitia alterar sua aparência, Baldur meticulosamente assumiu a forma de um dos mercenários. Com sua aura de Kazekage oculta temporariamente, ele adotou a persona de um membro comum da organização. Seus passos sobre a areia escaldante eram silenciosos e perspicazes enquanto ele se aproximava do acampamento da Tempestade de Areia.

Dentro do acampamento, Baldur fundiu-se perfeitamente com os mercenários, observando suas interações e estudando seus padrões. Cada conversa, cada gesto, tudo era minuciosamente analisado enquanto ele buscava pistas sobre os planos da organização. Não levou muito tempo para discernir a complexidade das operações, a meticulosa coordenação e o desejo insaciável por poder que impulsionavam esses criminosos.

Para cimentar sua posição, Baldur se envolveu em inúmeras missões ao lado dos mercenários para demonstrar suas habilidades serventia para eles. Através dessas conquistas, ele conquistou gradualmente o respeito e a confiança dos mercenários. Sua astúcia também se evidenciou enquanto ajudava a desvendar enigmas do deserto, solidificando ainda mais a imagem de um aliado valioso.

No entanto, à medida que Baldur aprofundava sua infiltração, ele descobria detalhes cada vez mais alarmantes sobre os planos da Tempestade de Areia. Eles planejavam atacar a vila oculta da Areia, empregando táticas de emboscada e subversão para enfraquecer as defesas antes de lançar o ataque principal. Embora sentisse uma urgência em agir, Baldur sabia que o momento certo era crucial.

À medida que o dia do ataque se aproximava, Baldur fez contato com os ninjas de Sunagakure. Ele compartilhou as informações vitais que havia coletado, permitindo que seus aliados preparassem suas defesas e armadilhas estratégicas. Era uma corrida contra o relógio, com o espectro da traição pairando sobre o horizonte.

Finalmente, chegou o dia do confronto. Camuflados pela tempestade de areia que mascarava suas intenções, Baldur liderou os mercenários em direção à vila oculta da Areia. Entretanto, Baldur tinha um plano em mente. Enquanto se aproximavam da entrada da vila, ele sinalizou discretamente para os ninjas de Sunagakure, que empregaram suas habilidades de genjutsu para confundir os mercenários.

O campo de batalha se transformou em um labirinto de ilusões, enquanto os ninjas de Sunagakure manipulavam a mente dos mercenários, distorcendo a realidade à sua volta. A confusão reinante abriu caminho para um contra-ataque surpresa das forças da vila oculta da Areia. A batalha que se desenrolou foi um espetáculo hipnotizante de agilidade, estratégia e habilidade. Baldur usou suas habilidades no taijutsu contra os mercenários, enquanto os ninjas de Sunagakure atacavam por todos os lados. Baldur encontrou-se confrontando o líder da Tempestade de Areia, Aric, um combatente com cicatrizes que contavam histórias de batalhas passadas.

O duelo entre Baldur e Aric foi uma sinfonia de espadas Baldur com a lendária Shibuki. Cada golpe emitia sons e explosões, criando um espetáculo de luz e sombra sob a tempestade de areia. Baldur usou suas habilidades de movimentação do corpo para desorientar Aric, enquanto empregava sua maestria em combate para manter o controle do embate. No clímax da luta, Baldur desarmou Aric e o incapacitou, selando a vitória.

Com a liderança da Tempestade de Areia debilitada e os mercenários rendidos, a resistência organizada desmoronou rapidamente. O plano havia sido frustrado, e os sobreviventes foram obrigados a se render. A vila oculta da Areia emergiu vitoriosa, graças à sagacidade e coragem do Kazekage Baldur, bem como à intervenção magistral dos ninjas de Sunagakure.

Enquanto Baldur observava o deserto tingido de vermelho pela batalha, ele compreendeu que a luta entre o bem e o mal era uma narrativa em constante fluxo. No entanto, ele permanecia firme em sua determinação de proteger sua terra natal, o País do Vento, com tenacidade e dedicação. Com o sol se pondo no horizonte dourado, Baldur permanecia como um símbolo de esperança e segurança, um Kazekage incansável e um defensor destemido da vila oculta da Areia.

Após a batalha, Baldur reuniu-se com os ninjas de Sunagakure para avaliar os resultados e revisar as estratégias empregadas. Eles compartilharam suas experiências, discutiram táticas e relembraram a importância da cooperação. Os ninjas que haviam manipulado os genjutsus receberam elogios por sua atuação precisa, que havia sido vital para o sucesso do plano.

Em um momento de pausa, antes do ataque à vila, Baldur se dirigiu aos ninjas de Sunagakure. Reuniu-os em um círculo, olhando cada um nos olhos, enquanto a areia soprava suavemente ao seu redor. Sua voz, firme e confiante, ecoou pelo deserto. -Meus companheiros de Sunagakure, nossa terra enfrenta um desafio formidável. A Tempestade de Areia não é apenas uma ameaça à nossa vila, mas também à paz e à estabilidade do País do Vento. Juntos, enfrentamos essa tempestade, não apenas com nossas habilidades, mas também com nossa união e determinação.-

Ele fez uma pausa, permitindo que suas palavras se enraizassem nos corações de seus colegas ninjas. O vento sussurrou suavemente, como se estivesse ecoando a mensagem de Baldur. -Nossos inimigos podem ser formidáveis, mas também somos. Somos ninjas de Sunagakure, e nossa história é repleta de superações e vitórias contra todas as probabilidades. Hoje, mais uma vez, provaremos nossa força e coragem. Estamos prontos para proteger nossa vila, nossos entes queridos e nosso lar.- As palavras de Baldur ecoaram entre os ninjas, injetando uma dose renovada de determinação em seus corações. Eles trocaram olhares de respeito e camaradagem, sentindo a confiança que Baldur irradiava. Era um momento de unidade, de lembrar por que eles escolheram seguir o caminho de um ninja.

No momento decisivo, quando Baldur liderou o ataque à vila oculta da Areia, os ninjas de Sunagakure estavam prontos. Seus genjutsus habilmente elaborados enredaram os mercenários, desorientando-os e enfraquecendo sua resistência. O campo de batalha tornou-se uma paisagem de ilusões entrelaçadas e confrontos intensos. Baldur usou sua velocidade para desviar ataques e criar aberturas estratégicas, enquanto os genjutsus dos ninjas de Sunagakure mergulhavam os mercenários em pesadelos perturbadores.

O duelo climático entre Baldur e o líder da Tempestade de Areia, Aric, foi uma manifestação de habilidade e determinação. Cada movimento, cada ataque, era um teste de força e estratégia. Baldur, sempre imprevisível em sua abordagem, desafiava os limites de Aric. No final, Baldur emergiu vitorioso, imobilizando Aric e pondo fim à ameaça. Com os mercenários derrotados e a Tempestade de Areia dissipada, a vila oculta da Areia permaneceu protegida. Baldur olhou ao redor, para a paisagem tingida de vermelho pela batalha, e depois para os rostos exaustos e triunfantes dos ninjas de Sunagakure. Eles haviam enfrentado a adversidade juntos e emergido como um time coeso e corajoso.

Enquanto o sol se punha sobre o horizonte dourado, Baldur sentiu um senso de realização e dever cumprido. A batalha havia sido árdua, mas o País do Vento permanecia em segurança. Ele sabia que novos desafios surgiriam, mas estava confiante de que, com sua liderança e a união dos ninjas de Sunagakure, eles enfrentariam qualquer tempestade que se aproximasse.


Além do Tempo e Espaço: A Jornada de Baldur na Busca pelo Hiraishin no Jutsu


No vasto deserto de Sunagakure, uma terra esculpida pelo sol impiedoso, pelos ventos abrasadores, local das areias cambiantes e das dunas majestosas. Baldur, em meio a todas as suas façanhas durante sua vida shinobi, ansiava por mais um desejo que transcendia os limites do conhecido. E assim, os prenúncios de uma jornada extraordinária começaram a se desenhar. No interior desse deserto inclemente, um eremita enigmático encontrava refúgio em um local isolado, uma paisagem familiar para Baldur. Apenas conhecido como "eremita", sua presença inspirava uma combinação singular de curiosidade e apreensão. A aura de sabedoria que emanava dele parecia ultrapassar as barreiras do próprio tempo, fazendo muitos a especular que ele guardava segredos profundos das artes shinobi.

Movido por uma insaciável sede de aperfeiçoamento, Baldur tomou a decisão de procurar o eremita. Seus passos o levaram além das fronteiras da vila, adentrando as vastidões áridas do deserto. Embora já tivesse explorado essa região inóspita antes, desta vez a jornada tinha um objetivo singular, buscar o conhecimento sobre uma técnica que lhe era desconhecida até então, uma habilidade que tivesse a manipulação do espaço-tempo, o eremita poderia conhecer algo que pudesse o ajudar já que Baldur quando estudou sobre o assunto esteve um o eremita.

O sol estava no seu ápice quando Baldur finalmente alcançou o local remoto onde o eremita residia. O vento quente sussurrava segredos ancestrais enquanto ele se aproximava. A construção modesta que servia de habitação ao eremita estava repleta de pergaminhos antigos e artefatos, cada um contando histórias enigmáticas de um passado velado. -Ah, Baldur!-, ecoou a voz calma e profunda do eremita, como se ele pudesse sondar os pensamentos mais profundos do jovem Kazekage. -Vejo que tua sede de conhecimento te trouxe até aqui.-

Com respeito palpável, Baldur se ajoelhou diante do eremita. -Eremita, a última vez que tive aqui foi quando eu vim em busca do conhecimento sobre o espaço-tempo e agora a mesma vontade de aprender mais sobre me fez voltar ao mais experiente. Teria alguma técnica que eu possa utilizar o meu conhecimento?- Perguntava ao Eremita e o mesmo acenava positivamente com a cabeça levantando e pegando alguns pergaminhos. -Tem sim! Nas pesquisas do meu pai conta-se que ela possibilita o teletransporte instantâneo de coisas e pessoas.- Logo Baldur respondia. -Eu desejo dominar essa técnica para fortalecer minha vila e proteger a todos. Com essa técnica eu conseguiria alcançar meus objetivos.- Um sorriso enigmático curvou os lábios do eremita, expressando uma compreensão que transcendia as palavras. -Tua ambição é notável, Baldur. O nome da técnica é Hiraishin no Jutsu é uma arte muito útil e reservada a poucos escolhidos. No entanto, ao buscar minha orientação, demonstraste uma coragem impressionante.-

Com atenção aguçada, Baldur ouviu enquanto o eremita desvendava os intricados segredos da técnica. O eremita começava a explicar. -O funcionamento do Hiraishin no Jutsu baseia-se na criação de selos de teletransporte em locais específicos. O usuário deve marcar um determinado local com um selo especial, geralmente usando o próprio chakra como base para criar uma espécie de "marca de destino". Posteriormente, o usuário pode ativar a técnica em um momento posterior para se teleportar instantaneamente de volta à marca que foi previamente marcada.- Cada palavra ecoava como um fragmento de uma realidade distante, revelando possibilidades ao alcance daqueles que se dedicam incansavelmente. As horas pareciam diluir-se enquanto Baldur absorvia o conhecimento partilhado pelo eremita.

Imerso na busca pelo domínio do Hiraishin no Jutsu, Baldur dedicou-se incansavelmente ao estudo teórico dos pergaminhos confiados a ele pelo eremita. Com uma atenção meticulosa, ele decifrou as intrincadas inscrições e diagramas, mergulhando na essência da técnica de teletransporte. Cada página revelava segredos entrelaçados de chakra, espaço-tempo e precisão. Os símbolos e selos tornaram-se uma linguagem familiar, enquanto Baldur absorvia os princípios subjacentes da técnica. Cada linha de texto era internalizada, cada ilustração entendida em detalhes minuciosos.

Ao término daquele encontro, Baldur se sentia enriquecido de formas que as palavras não poderiam transmitir. Ele compreendia que sua jornada estava apenas começando e que dominar o Hiraishin no Jutsu representava um desafio monumental. No entanto, sua determinação permanecia inabalável. Sua busca não se tratava apenas de adquirir poder, mas também de forjar um legado para sua vila e as gerações vindouras. Despedir-se do eremita não estava nos planos de Baldur. Ele estava disposto a permanecer, a treinar incansavelmente para dominar a técnica. Enquanto o sol se recolhia no horizonte dourado, pintando o deserto com matizes efêmeros e vibrantes, Baldur sabia que sua verdadeira jornada estava apenas começando. O Kazekage de Sunagakure estava prestes a mergulhar na arte do espaço-tempo a qual ele era especialista, destinado a se tornar um guardião ainda mais intrépido e formidável de sua terra natal.

Os primeiros dias de treinamento revelaram-se árduos para Baldur. Cada tentativa de executar o Hiraishin no Jutsu terminava em fracasso, deixando-o exausto e frustrado. O domínio dessa técnica transcendente exigia uma precisão meticulosa e um entendimento profundo das complexidades do espaço e do tempo. Baldur percebia que enfrentava um desafio único, muito diferente de qualquer outro que já havia enfrentado. No entanto, ele não se deixou abater pelos obstáculos iniciais. Pelo contrário, eles alimentaram sua determinação. Baldur percebeu a necessidade de uma abordagem mais estruturada. Começou a mergulhar nos pergaminhos e manuscritos que o eremita lhe fornecera. Cada símbolo, cada diagrama era minuciosamente estudado, e Baldur se esforçava para assimilar as nuances das técnicas antigas.

Com o passar do tempo, começou a discernir padrões nos erros que cometia. Suas falhas evidenciavam suas fraquezas e as áreas que careciam de aprimoramento. Dividindo o treinamento em etapas menores, Baldur concentrou-se na precisão do chakra e na sincronização dos selos. A paciência tornou-se sua aliada, e ele lentamente começou a observar um progresso tangível. Apesar disso, a jornada estava longe de ser linear. Baldur enfrentou momentos de dúvida e autoquestionamento. As complexidades da técnica pareciam intransponíveis, e ele chegava a questionar sua capacidade de alcançar o sucesso. Nessas horas sombrias, as palavras do eremita ressoavam em sua mente, recordando-o de sua coragem inicial e do potencial que ele via nele.

Entretanto, Baldur não estava sozinho em sua jornada de aprendizado. A memória de suas próprias experiências passadas como shinobi ressoava em sua mente, como um eco das lições que aprendera ao longo do caminho. Suas vitórias conquistadas com esforço, suas derrotas que se transformaram em oportunidades de crescimento, tudo isso o acompanhava enquanto ele se empenhava no treinamento ao lado do eremita. A força dessas lembranças o impulsionava, mesmo que fisicamente estivessem apenas ele e o eremita, seu próprio passado se tornava um guia invisível e poderoso.

À medida que os dias se transformavam em semanas, Baldur testemunhava um progresso real em seus esforços. Seus teletransportes mal sucedidos foram gradativamente cedendo espaço para êxitos ocasionais. Ele aprendeu a direcionar seu chakra com maior eficácia e a sincronizar os selos com precisão meticulosa. Cada vitória, por menor que fosse, era celebrada, alimentando sua determinação de perseverar. A jornada de Baldur estava longe de sua conclusão. Os desafios enfrentados e as dificuldades superadas estavam moldando sua determinação e força interior. O treinamento era intenso e repleto de obstáculos, mas ele estava comprometido a continuar. A determinação, o conhecimento e o apoio daqueles ao seu redor seriam as ferramentas que o auxiliariam em sua incansável busca pela maestria do Hiraishin no Jutsu. Essa busca se tornaria um capítulo inextricável de sua jornada como Kazekage.

À medida que Baldur continuava a se aprofundar nas complexidades do Hiraishin no Jutsu, ele gradualmente começou a perceber progressos tangíveis. O selo de teletransporte que o eremita o instruíra a criar era desafiador, mas, com dedicação incansável, Baldur conseguiu. Os objetos que antes resistiam às suas tentativas de teletransporte agora cediam, desaparecendo e reaparecendo com uma precisão cada vez maior. Cada sucesso era celebrado com uma mistura de satisfação e determinação renovada. A determinação de Baldur era inabalável, e essa obstinação finalmente o conduziu a um momento transcendental. Depois de várias tentativas, ele finalmente conseguiu se teletransportar para o local onde havia deixado uma marca do Hiraishin. O êxito inundou sua mente com uma onda de triunfo, uma recompensa por todo o esforço e dedicação que havia investido. O olhar de Baldur se encontrou com o do eremita, e um sorriso sutil de aprovação curvou os lábios do ancião. -Baldur, você alcançou um marco notável. O Hiraishin no Jutsu é uma técnica que requer não apenas habilidade, mas compreensão profunda. Você demonstrou ambas.-

As palavras do eremita ecoaram na mente de Baldur, e ele se sentiu imensamente grato por ter tido a oportunidade de aprender com alguém tão sábio. Seu sucesso não era apenas uma conquista pessoal, mas também uma prova do poder do treinamento dedicado e da determinação inabalável. Enquanto o sol se despedia no horizonte, Baldur sentiu um novo senso de propósito. O Kazekage, guiado pelas lições do passado e pela sabedoria do eremita, estava pronto para enfrentar o futuro com coragem renovada, determinado a honrar seu título e a proteger sua vila com uma nova habilidade que dominara com resiliência e perseverança.


Harmonia nas Dunas: A Jornada de Autodescoberta de Baldur no Deserto


Nos primeiros raios de sol, quando o deserto ainda estava envolto em um suave véu de frescor, o Kazekage Baldur se encontrava em um local isolado nas proximidades de Sunagakure. As dunas douradas se estendiam até onde a vista alcançava, um cenário que testemunhara incontáveis histórias ao longo dos tempos. No entanto, naquela manhã, uma nova história estava prestes a ser escrita - a história da busca de equilíbrio e superação de Baldur. Com o coração aberto para a jornada de autodescoberta, Baldur iniciou sua rotina matinal de treinamentos. O deserto, conhecido por sua natureza impiedosa, agora serviria como seu professor silencioso. Ele começou com meditação, sentando-se confortavelmente em uma posição de pernas cruzadas sobre uma pequena elevação de areia. Seus olhos fechados, ele mergulhou em um estado de serenidade, deixando para trás as preocupações do mundo e focando apenas na respiração.

A brisa suave do deserto sussurrava palavras de tranquilidade enquanto Baldur explorava os recantos de sua mente. Ele sentia as tensões do dia a dia se dissiparem, substituídas pela quietude interior. A meditação se tornou sua âncora, um refúgio onde ele poderia se reabastecer e recuperar o equilíbrio emocional necessário para liderar sua vila. Após a meditação, Baldur se levantou, esticando os músculos e sentindo a conexão com a terra sob seus pés. Era hora de adentrar outra fase de seu treinamento - a corrida pelo deserto. Com passos firmes e determinação em cada movimento, ele começou a correr pelas dunas ondulantes. A areia sob seus pés era um desafio constante, exigindo que ele adaptasse sua técnica para se mover com eficiência.

As corridas pelo deserto eram mais do que exercícios físicos; eram uma lição em resistência, paciência e força mental. A cada subida íngreme, Baldur se esforçava para manter seu ritmo, lembrando-se das muitas vezes em que precisara liderar sua vila com coragem e tenacidade. Cada passo era uma afirmação de seu compromisso em superar obstáculos e enfrentar desafios de frente. Enquanto o sol atingia seu auge no céu, Baldur continuava suas corridas, alternando entre corridas rápidas e ritmo constante. Cada vez que sua respiração se acelerava e seu corpo clamava por descanso, ele se lembrava de sua determinação e do propósito por trás de seu treinamento. O deserto o desafiava, mas Baldur estava disposto a superar cada desafio, ganhando não apenas força física, mas também uma resiliência inabalável.

Ao final de suas corridas, Baldur retornava ao local onde havia começado. Ele se sentava novamente nas dunas, fechava os olhos e permitia que a exaustão se transformasse em uma sensação de realização. As lições que ele havia aprendido no deserto a importância da calma interior, a capacidade de enfrentar adversidades e a persistência diante do cansaço, eram verdadeiros tesouros que ele levaria consigo. Com o sol começando a se pôr, Baldur olhou para o horizonte, uma mistura de gratidão e satisfação brilhando em seus olhos. Ele sabia que seus treinamentos não eram apenas uma busca por aprimoramento físico, mas uma jornada contínua para se tornar um líder mais forte, compassivo e resiliente. O deserto havia sido seu mentor silencioso, guiando-o em direção a um equilíbrio interno que transcendia as areias e alcançava as profundezas de sua alma.

Enquanto Baldur retornava à vila, ele sabia que, embora o deserto pudesse ser implacável, também continha lições preciosas para aqueles que estavam dispostos a ouvir. Ele estava determinado a continuar sua jornada de crescimento e autodescoberta, inspirando sua vila não apenas através de suas ações como Kazekage, mas também através de sua busca constante por equilíbrio e superação pessoal. Voltando para sua casa, Baldur iria tomar banho para descansar e depois ir para seu gabinete.


Informações:

Considerações Finais:
---------- X ----------

---------- X ----------

[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Hp210 HP: 5300/5300[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur XQKY0 CH: 7265/7265[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur 6b80b9965b1ec4d47c31d7eccf8ce4b0---cone-amarelo-rel--mpago-by-vexels ST: 00/10  |  
CN: 200/600 | CB: 0000/0000 | Sakki: 11/50

[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur 807e5011 Kokuō: [TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Hp210 HP: --/-- | [TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur XQKY0 CH: 3500/3500[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur XQKY0 CJ: 0000

4831 Palavras / 5000Palavras

_______________________

[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur 1280px-Kirigakure_Symbol.svg | [TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Sunagakure_Symbol

Formando
Tenha sua ficha de personagem aprovada.
Um Pequeno Arsenal
Compre/treine três jutsus.
Estudioso
Compre/treine três jutsus.
Primeiros Passos de um Ninja
Conclua sua primeira missão.
Meu Primeiro Ajudante
Obtenha sua primeira invocação.
Eu me Tornei Chūnin
Vença um evento de Exame Chūnin.
Sangue Derramado
Vença seu primeiro PvP.
Falando em Ninjutsu...
Tenha 10 jutsus & complete cinco missões de profissão.
Fazendo História
Conclua uma mini-trama.
Eu Sou a História
Conclua três mini-tramas.
Conhecendo Minhas Aptidões
Adquira uma qualidade treinável.
Um Poder só Meu
Adquira sua primeira Habilidade Secundária.
Explorador de Outras Regiões
Colonize/domine (ou arquitete a colonização/dominação de) um território de nível 1.
Perito
Adquira uma qualidade de perícia (elemental, armamentista, etc.).
Domínio Elemental
Compre/treine um jutsu classificado como "elemental" de rank A ou superior.
Herói da Vila
Proteja sua vila de um ataque e conclua três mini-tramas de sua vila.
Eu Sou Sensei!
Forme uma equipe.
Melhorias ao Meu Arsenal
Realizar um transplante.
Mestre Elemental
Torne-se um mestre elemental.
Conquistando o Mundo
Conclua seu primeiro evento mundial.
Reconhecido por Todos
Chegue aos 100 pontos de fama geral.
Mais que Amigos, Friends!
Forme uma aliança com outro vilarejo.
Hospedeiro
Torne-se um jinchūriki.
Arsenal em Crescimento
Adquira uma arma lendária.
Expansão de Terras
Colonize/domine (ou arquitete a colonização/dominação de) um território de nível 2.
Assim Está Bom
Não resetar totalmente o personagem por um ano real (ou seja, em OFFgame).
Viajante
Visitar todas as Cinco Grandes Nações.
Sobrevivente dos punhos rosados
Proteja Uzushiogakure do Edo Tensei Sakura Uchiha.
Heroísmo
Conclua três eventos principais e/ou paralelos.
Eu Sou Kage!
Tornar-se Meishu Kage.
Baldur
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t74298-fp-uzumaki-baldur
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t74303-gf-uzumaki-baldur
Ku
Moderador
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur OxxAo3l
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur OxxAo3l
[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur FOTK2jY
doneAprovado

_______________________

[TimeSkip - 5 anos] Uzumaki Baldur Scre1755
Olá, Convidado, eu sou o .
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Conheça o Guia Shinobi e aprenda um pouco mais sobre o RPG!
Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
Ku
Ficha de Personagem : http://narutorpgakatsuki.net
Design visual (Estrutura, Imagens e Vídeos) por Dorian Havilliard. Códigos por Akeido