NOVIDADES
Atividades Recentes
Eclipse
Arco 05
Ano 18 DG
Verão
Quando a Hydra desfez o selo da Lua, que era guardado pelos olhos de Uchiha Sasuke, um fragmento dela não foi a única coisa que caiu na Terra: uma criatura que representava a vontade de Kaguya também retornou. Conhecido tempos atrás como Kuro Zetsu, mas esquecido pelas novas gerações, ele novamente se misturou com o chakra, tornando-se quase indetectável. Desde que escapou, ele veio cumprindo seu papel de vigiar e guiar o mundo ninja a seu retorno.

Após certo período analisando a líder da antiga organização Hydra, Azshara, ele soube que ela poderia ser útil e se manifestou diante dela, mostrando sua forma gosmenta. Em meio à explicação mais detalhada dele sobre Kaguya e seu povo, Azshara confirmou sua teoria: se ela consumisse o fruto da árvore divina, ganharia a chance que tanto queria de restaurar seu corpo a um estado antigo. Porém, parte do processo exigia trazer Kaguya de volta, e, para isso, seria necessário romper um último selo. E, com Uzumaki Naruto morto há décadas, só restava utilizar a portadora de cabelos vermelhos do selo do Sol, Grey Katsura, que havia retornado ao mundo conhecido em uma missão secreta em busca de alguém.

Enquanto isso, o mundo ninja se organizava. Dessa vez, sem um inimigo em comum para unirem forças, as nações voltaram a trabalhar com um só foco: fortalecerem a si próprias. Kiri se expandiu ainda mais, tornando-se a maior nação shinobi; logo atrás, em um ritmo acelerado, vinha Iwa, com sua nova gestão; em seguida, Kumo, também de nova gestão; por último, Konoha ainda juntava os cacos de duas grandes feridas provocadas pela perda de dois nomes fortes, a liderança da vila focava em uma nova gestão e uma forma de, assim, retomar sua potência entre os grandes vilarejos ninja. Por outro lado, Suna infelizmente encerrava seu recrutamento militar: a vila não conseguiu acompanhar o ritmo de crescimento do mundo shinobi e focou apenas em seu comércio de especiarias.
... clique aqui para saber mais informações
SHION
SHION#7417
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Angell
ANGELL#3815
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Indra
INDRA#6662
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Candy
SraCandyCandy#9368
Candy é jogadora de RPG's desde 2015, encontrando o RPG em Fevereiro de 2022, enquanto navegava pela internet tirando dúvidas sobre Naruto. Apaixonou-se pelo modelo de RPG narrativo em seguida, e segue jogando desde então. Entrou para a equipe em novembro do mesmo ano, atuando como moderadora hoje se especializou ao atendimento ao publico. Fora das telinhas é estudante de Medicina e torcedora do Vasco da Gama, assim como possui uma afeição enorme em beber e frequentar festas (me convide).
Wolf
Wolf#9564
Wolf é jogador do NRPGA desde fevereiro de 2020, tendo encontrado o fórum por meio de amigos, afastando-se em dezembro do mesmo ano, mas retornando em janeiro de 2022. É jogador de RPG desde 2012, embora seu primeiro fórum tenha sido o Akatsuki. Atua como moderador desde a passagem anterior, se dedicando as funções até se tornar administrador em outubro de 2022. Fora do RPG cursa a faculdade de Direito, quase em sua conclusão, bem como tem grande interesse por futebol, sendo um flamenguista doente.
Mako
gogunnn#6051
Mako é membro do Naruto RPG Akatsuki desde meados de 2012. Entre idas e vindas, contribuiu com a criação do sistema do RPG em atual vigor, participando ativamente durante os anos seguintes na manutenção dele. Após um breve período fora, está de volta trabalhando diretamente no sistema de regras, criando novas, reconstruindo velhas e readaptando-as a uma nova realidade. Fora daqui, é escritor com obras publicadas de forma independente e tradicionais.
HALL DA FAMA
TOP APOIADORES
Torne-se um Apoiador!

Skywalker
Nukenin A
[RP] — Luz e Escuridão. D08b07ef0bf98b6b11ca607569f49e1d839f756b
Caçador de ImortaisLight and Darkness
— Vazio, era o que achavam que eu era. Pensavam que nada além de maldade existia além desta casca mortal, mas estavam enganados. Eram tolos por não conseguirem compreender - O Dom do conhecimento era reservado somente aos agraciados. E com toda certeza, aquele quem liderou Kumo durante anos, Uzumaki Kazuha, era um dos que tinha consigo a essência de um verdadeiro homem. Após firmar a aliança com Kumogakure e ganhar livre acesso ao vilarejo, convidei o Ex-Raikage para um encontro casual em um bar de alto padrão nas proximidades do centro da vila, a qual cheguei rapidamente com uso do Hiraishin, após a deixa em Kirigakure. Era um bar conhecido pela sua estrutura magnificente e os adornos luxuosos. Uma mera bebida poderia custar dezenas de milhares de ryous, mas para nós, não deveria ser tão caro. Passei despercebido, reservando uma mesa ao fundo, onde me sentaria e pediria por duas garrafas de Delirium, considerada uma das melhores bebidas já fabricadas na história.

Estava calmo, e paciente. Não escondia a minha aparência - Havia somente deixado os ternos militares para trás, e vestia-me com um casaco de pele negro, além de não portar nenhuma arma e muito menos o visor de meu olho direito. Os cabelos estavam com gel e jogados para trás, apesar de manterem sua coloração completamente alva. Caso Kazuha comparecesse ao meu convite, lhe cederia a segunda cadeira para que pudesse sentar-se à mesa.

— "Uzumaki Kazuha...Herói de Kumogakure." — Ditaria, em sua chegada. — "Quem poderia dizer que nós, completos opostos, sentaríamos juntos na mesma mesa. Não é irônico, Raikage?" — Finalizaria, com um leve sorriso.

( Vestimentas/Aparência de Senki no momento )
[RP] — Luz e Escuridão. Dong_zhuo_as_anu

Informações:
HP:
1850/1850

Chakra:
3900/3900

Cansaço:
00/07

Palavras
280

 






_______________________

[RP] — Luz e Escuridão. E61d9053d0ce1422ba25de28b0cd7fa2464294b3
"I Just live to Fall."

FP | R.D. | CJ | Banco | GF
| MOD AG | Inventário AG || [História] — Blood Moon
Skywalker
https://www.narutorpgakatsuki.net/t77727-fp-senki-youjomaru#614275
SirSalvatore
Superior a Kage
[RP] — Luz e Escuridão. 42AtZ2x


RP




HP: 4400/4400 | CH: 6500/6500 | CN: 000/400 | Nanabi: 4500/4500 | ST: 00/14




O inverno do País do Relâmpago pode ser bem cruel às vezes. Por mais que Kazuha Uzumaki gostasse tipicamente das baixas temperaturas, depois de certo ponto seu corpo começava a apresentar os efeitos negativos do frio. Dadas as poucas preocupações militares recentes, as vestimentas do Terceiro Raikage eram um pouco mais confortáveis e luxuosas do que os tradicionais mantos que vestia enquanto Sombra. Calças negras, mas largas, acompanhadas de uma camisa da mesma cor e de um sobretudo ébano com ornamentos dourados na parte frontal, finalizado com um símbolo do clã Uzumaki também dourado na parte de trás.

A ramificação Uzumaki que vivia em Kumo se preparava para almoçar naquele momento da tarde. Kazuha gostava de momentos familiares, e desfrutava ao máximo dos prazeres que sua nova posição - de não-líder - o conferia. Diversas programações com filho e esposa, confraternizações com parentes mais distantes, espaço de leitura para crescimento pessoal, tudo corria muito bem. Em meio ao sossego de sua nova vida, um convite no mínimo inusitado bateu à porta do herói. Senki Youjomaru, talvez o mais famoso nukenin de que se tinha notícias atualmente, o convidava para um bar. A mistura do tédio causado pela escassez de aventuras recentes e da curiosidade pelo surpreendente convite fizeram com que o albino nem hesitasse antes de se lançar rumo ao encontro.

Chegando no bar, questionaria aos funcionários sobre a localização do homem, dúvida essa que não demoraria a ser sanada, já que a fama do demônio o precedia. Após notar a presença do shinobi ao fundo, Kazuha se dirigiria até lá e se sentaria na segunda cadeira, reservada para si. Após um cumprimento com a cabeça, gesto comum para o branco, ele continuaria a conversa após as primeiras falas do vilão. — Senki Youjomaru. De todos os convites que eu poderia ter recebido, devo admitir que o seu é o mais inusitado. — retribuiria o breve sorriso na direção do outro, enquanto usava a destra para solicitar a presença de um garçom. — A que devo seu convite hoje? Decidiu ver o mundo da perspectiva do herói? — questionou, curioso. A hipótese era improvável, mas quem sabe ele estivesse disposto a trocar de lado. Aguardaria então a resposta, solicitando um suco de laranja ao funcionário quando o mesmo viesse anotar o pedido.



CONSIDERAÇÕES:


Emme

_______________________


[RP] — Luz e Escuridão. Pngwin11
SirSalvatore
https://www.narutorpgakatsuki.net/t77842-fp-kazuha-uzumaki https://www.narutorpgakatsuki.net/t75224-gf-shiso-senju
Skywalker
Nukenin A
[RP] — Luz e Escuridão. D08b07ef0bf98b6b11ca607569f49e1d839f756b
Caçador de ImortaisLight and Darkness
— A Chegada do Uzumaki fora sutil; E mesmo que mantivesse a simplicidade em seus trajes, era impossível não percebê-lo na grandiosa multidão. O homem de cabelos alvos sentara-se à mesa, respondendo as palavras que por mim foram proferidas. Porém, eu não havia encarado a retórica como irônica: Pelo contrário, ele estava correto. Eu realmente tinha interesse em enxergar a perspectiva de outras pessoas quanto ao mundo que, em conjunto, habitamos. Mas, acima de tudo, meu objetivo central ali era ganhar um novo aliado - E talvez, até mesmo, um amigo. Mantive o semblante risonho em meu rosto, enchendo minha taça de vidro até pouco mais da metade com Tequilla, e a ingerindo, pouco a pouco, antes de responder ao antigo líder do relâmpago.

— "Recentemente, firmei uma aliança com Kumogakure. Encontrei-me com Kinji, e nós chegamos a um bom acordo. É um garoto jovem, mas toma boas decisões. Só o fato de eu ter feito isso já levanta a hipótese de que talvez eu não seja mais o sanguinário insano de anos atrás, não é?" — Dei uma leve risada, seguida de um breve suspiro. — "Eu nunca fui um vilão, mas eles me pintaram como se eu fosse o mal encarnado. Eu que, em Amegakure, fui proclamado como o novo Arauto de Jashin. Isto era mais do que o suficiente para me enxergarem como o mal supremo deste mundo, mas eu realmente nunca me importei com isso. Eu não mato por diversão, tampouco por dinheiro, poder ou fama. São apenas os ossos do ofício, assim como vocês o fazem durante suas empreitadas shinobi. O meu único propósito é guiar a Ordem Jashinista e manter a paz, seja ela por meio do sangue ou não. E talvez este seja um dos principais motivos pra eu ter vindo até aqui encontrar-lhe, Kazuha. Você é um homem legendário, não é? Visto como o símbolo da ordem de Kumogakure. Sempre me interessou sua maneira de governar. Eu queria saber mais sobre você. Eu passei anos recluso no País da Neve, e muito deste mundo agora é desconhecido para mim. Poderia me dizer a sua versão da história, Raikage? ...Afinal, nós somos os heróis de nossas próprias histórias, não é?" — Finalizei.

Na sequência, ofereceria a segunda - e lacrada - garrafa de Tequilla ao Raikage, caso ele se sentisse disposto a provar da bebida. Caso recusasse, no entanto, a manteria ali. Eu estava realmente intrigado, pois não fazia ideia de como uma vila shinobi verdadeiramente funcionava. Eu não sabia muito da história dos últimos anos desde Amegakure, então ouvir o outro lado...Pela primeira vez, se tornou uma necessidade.

Informações:
HP:
1850/1850

Chakra:
3900/3900

Cansaço:
00/07

Palavras
439

 






_______________________

[RP] — Luz e Escuridão. E61d9053d0ce1422ba25de28b0cd7fa2464294b3
"I Just live to Fall."

FP | R.D. | CJ | Banco | GF
| MOD AG | Inventário AG || [História] — Blood Moon
Skywalker
https://www.narutorpgakatsuki.net/t77727-fp-senki-youjomaru#614275
SirSalvatore
Superior a Kage
[RP] — Luz e Escuridão. 42AtZ2x


RP




HP: 4400/4400 | CH: 6500/6500 | CN: 000/400 | Nanabi: 4500/4500 | ST: 00/14




Enquanto aguardava o suco da fruta, ouviu atentamente as palavras do nukenin em redenção. — Acordo com Kinji, hein. Parece que ele não demorou a aprender como jogar esse jogo melhor do que eu. — matutou paralelamente aos dizeres de Senki. — Sim, eu confio no discernimentos do Yondaime. Não tive tempo para treiná-lo como gostaria, mas ele tem se saído muito bem. — respondeu prontamente ao primeiro questionamento do convidante sem hesitação. Kazuha realmente confiava no pupilo.

— Não vou lhe enganar, Youjomaru, não guardo amores pela causa Jashinista. Você estava em Amegakure, viu o que eu vi, sei que entende os meus motivos. — começou as palavras com um pequeno tom de desabafo, mas que não se sustentaria por muito tempo. — Mas como nunca te presenciei fazendo atos hediondos, acho justo te dar uma oportunidades de falar mais sobre a sua… — a pequena hesitação antes da próxima palavra deixava claro um ar de dúvida sobre o que os seguidores de Jashin achavam sobre si mesmos. Seita? Religião? Grupo? Senki responderia melhor. — …religião?

Uma curta interrupção do garçom interrompeu por alguns instantes a conversa, interrupção prolongada por um sutil gole do Uzumaki em sua bebida. — Se sua intenção é a paz, veio ao lugar certo para falar sobre. Talvez eu não seja como outros heróis que você possa ter conhecido ao longo de sua existência, já que eu acredito sim que a morte é um artifício válido para a manutenção da paz. — relatou sério, dessa vez lançando o olhar acinzentado na direção do outro shinobi. — Hoje eu sou, sim, o principal símbolo de ordem do País do Relâmpago. — sorriu enquanto deixava a modéstia de lado. Ainda que a fama nunca tivesse sido seu principal objetivo, reconhecimento nunca era demais. — Mas eu comecei de baixo, como a maioria. E para entender minha maneira de conduzir a vila, preciso de contar um pouquinho da minha história. — por fim, antes de iniciar o conto, aceitaria um pouco da bebida alcoólica de Senki.

— Tudo começa na guerra contra o maldito Yamanaka. Eu era uma criança, doze anos se não me falha a memória. — bebiscou a tequila ao falar da idade. — Eu tive boas notas na academia, era promissor. Meu pai, Genji, era um ninja importante da Nuvem e tinha boas expectativas para comigo. Mas a guerra, Senki, destrói as pessoas. A guerra me destruiu. — bebeu novamente. Dessa vez, mais. — Eu nunca tinha ceifado uma vida até então, carregava esse código de honra comigo. Mas a guerra levou essa nobreza junto com dez anos da minha vida, anos nos quais eu tive que lutar contra os piores inimigos de um homem: os pensamentos ruins. — na maior parte do diálogo os olhos do Sandaime buscavam escapar do vilão, passeando pelo ambiente, mas encontrando-o de vez em quando. — Ao reencontrar meu caminho shinobi, eu já sabia pelo que lutar. Eu sempre lutei por um mundo onde a guerra não exista e, caso isso seja impossível, que pelo menos os despreparados não precisem fazer parte dela. Levanto minha voz, empunho minha espada e lanço minhas correntes não só por mim, mas sim para que milhares de vidas possam seguir seu curso sem conhecer a devastação da guerra. — encerrou a breve explicação sobre os motivos para que a paz guiasse suas ações e seu governo. Mas continuava curioso sobre as motivações do nukenin.

— Agora você sabe porquê a paz é o meu norte. Os motivos pelos quais eu abri mão de muitas coisas para evitar conflitos, e arrisquei minha vida para resolvê-los de maneira rápida. Mas e você, Youjomaru? O que Jashin significa para você? Qual a razão da sua reclusão no País da Neve? Como se tornou o herói da sua própria história? — terminou o questionamento mantendo um tom de voz amigável e curioso. Nunca tinha se sentado com alguém como ele, talvez fosse a única oportunidade de entender a mente de um homem tão distante.



CONSIDERAÇÕES:


Emme

_______________________


[RP] — Luz e Escuridão. Pngwin11
SirSalvatore
https://www.narutorpgakatsuki.net/t77842-fp-kazuha-uzumaki https://www.narutorpgakatsuki.net/t75224-gf-shiso-senju
Skywalker
Nukenin A
[RP] — Luz e Escuridão. D08b07ef0bf98b6b11ca607569f49e1d839f756b
Caçador de ImortaisLight and Darkness
— As palavras do Sandaime me surpreenderam. Ele dizer que a morte era, de fato, um artifício válido para a paz me fez arquear uma das sobrancelhas. Mesmo sendo considerado um herói e grande símbolo da ordem não apenas do Relâmpago, mas como do mundo ninja em geral, o mesmo manter tal ideal de maneira firma indicava que possuía um espírito forte. Eu cheguei até aqui pensando que Kazuha abominasse tais métodos, mas vendo que não, penso que aceitá-los pode ter sido um grande responsável pela estabilidade durante seu mandato. Eu pensava da mesma forma: Não há vitórias sem sacrifícios, e não há sacrifício grande o suficiente para se alcançar a glória. É assim que este mundo foi moldado, não é? Peões. Lutando por figuras políticas, como peças no tabuleiro. Agradeço por ter me libertado destas correntes o quanto antes. Mas não pensava o mesmo quanto ao uzumaki: Como membro da vila, ele com certeza prestava obediência aos malditos Senhores Feudais. Era uma pena, pois, acima de tudo, eu prezava a liberdade.

— "Parece que você e eu somos similares nesse ponto, Kazuha. Eu não mato por diversão, e não aprecio a carnificina - Bom, ao menos, não mais. Eu apenas faço o que é necessário para a minha sobrevivência e a de meus seguidores. Estamos em uma missão, vivendo no exílio distante; Mas se a vontade de Jashin deve ser cumprida, a farei sem hesitar. E quem tentar interferir, julgado por ele também hei de ser." — Ditei, dando uma breve pausa. — "O Jashinismo não é somente uma religião, é um caminho espiritual, da alma. Um estilo de vida. Uma vez que você adere aos ensinamentos do Senhor, não mais poderá deixá-los. Não nos compare como uma seita. O impostor - O Pastor, em Amegakure, não era nada além de um vigarista maldito que teve o que mereceu. Não espalhamos o caos e muito menos a desgraça. Isto é parte da perversão do Pastor, mas aqueles que são verdadeiramente filhos de Jashin seguem os princípios de ordem, mesmo que ela venha através do sangue. E como seu Arauto, eu não posso me desvirtuar, jamais, deste caminho que escolhi." — Finalizei.

Eu sabia que tais palavras pudessem soar confusas ao até mesmo desconfortáveis aos ouvidos de um alguém que não teve uma boa impressão do Jashinismo, e esperava a mesma reação vinda de Kazuha, mas não era de se surpreender. São poucos os capazes de aceitar o jashinismo, mas me confortava com aqueles que já o aceitaram. Quanto aos demais, cabiam somente a eles seguir a vontade do senhor. Era um caminho obscuro, mas não maligno. Sombrio - Talvez até mesmo blasfemo, mas jamais maligno. Não era a vontade de Jashin espalhar o mal, mas os teus servos deveriam fazer o necessário para espalhar teu nome e garantir a sobrevivência do culto neste plano terreno.

Na sequência, me mantive em silêncio, ouvindo as palavras de Kazuha quanto a sua história. Começava desde a primeira guerra contra o Yamanaka em Otogakure no Sato, há mais de uma década atrás. Na época, o homem possuía doze anos; Eu deveria ter somente uns quatro. Não imaginava que o Uzumaki viesse a ser tão mais velho do que eu, mas era uma boa maneira de medir a sua experiência e sabedoria. Revelava que até o momento, sua mão jamais havia sido coberto com sangue. Era estranho, ao menos para mim. Eu cresci com a morte, e me acostumei com ela. Era impossível imaginar um ambiente com paz em minha mente. Eu não conseguia compreender o que uma pessoa sentia ao matar alguém pela primeira vez. Medo? Arrependimento? Felicidade? Raiva? Não conseguia discernir. Era um sentimento estranho. Ao voltar suas palavras a mim, me dava o direito de resposta. Estava curioso para saber a minha história. E eu não tinha o que esconder.

— "Bom, eu não imaginava que fosse fosse oito anos mais velho do que eu, então creio que eu não tenha tanta experiência quanto ti. De qualquer forma...É estranho, para mim, ver alguém se destruindo por causa da morte. Eu cresci com ela, sabe? Nos subúrbios mais miseráveis de Sunagakure. Abandonado pelo meu pai, e vendo minha mãe sucumbir lentamente para a Lepra. Aos quatro anos, eu já estava sozinho. Todos os dias, vários eram assassinados a sangue frio e brutalmente naquele lugar. Não me assustava, eu me acostumei como cheiro da morte e o gosto de sangue. E era impossível para mim não ter crescido um monstro por causa disso. Eu me tornei um criminoso notório aos dez anos, ao lado de alguns bons amigos que não vão mais voltar. Formamos uma gangue; A Black Dragon, e fazíamos de tudo por uns aos outros. Durou dois anos. Até que fomos enganados por uma gangue rival, e levados para uma armadilha. Lá...Bom, na primeira vez que você me viu, deve ter notado as várias faixas que enrolava em meu corpo, não é? Não deixava sequer um único espaço visível." — Dei uma breve pausa, aproximando as mãos do queixo, e baixando os olhares. Aquela era a única memória da qual eu sentia pesar. Uma memória maldita, a qual eu jamais poderia esquecer. — "Eles incendiaram tudo. Eu fui queimado vivo junto com todas as pessoas que eu conheci. Todos os meus amigos. A minha namorada, o meu mestre. Todos eles se transformaram em pilhas de corpos carbonizados. Eu não sei como sobrevivi. Minha carne estava preta. Meu corpo estava decaindo vivo. Quando eu utilizava aquelas faixas, se eu as retirasse, você pensaria que eu era um zumbi. Ossos e órgãos expostos. Aquilo não era vida, e por isso eu me enchi de ódio, raiva. Eu era um demônio. Eu matei centenas de pessoas. Sem piedade, sem remorso. Eu só queria destruir tudo sem pensar duas vezes e morrer junto com este mundo. Mas quando eu encontre Jashin, as coisas começaram a mudar. Meu irmão mais velho era uma cadelinha de meu pai, e pensou que poderia usar o jashinismo contra mim. Foi seu maior erro. Eu destruí a Yakuza em Sunagakure, destruí os Anjos da Morte em Uzushiogakure. Todas essas organizações...Eu matei até crianças. Animais, insetos, pessoas...Tudo era tão importante para mim quanto uma pilha de cinzas. É isso que acontece quando você cresce no inferno, Kazuha. Você nunca vai entender, é difícil até de imaginar esse ambiente, não é? Esses lugares são fábricas de monstros. Mas ao encontrar Jashin...Asa coisas mudaram, eu me tornei outra pessoa. Meus olhos se abriram. Em Amegakure, eu fui escolhido como Arauto de Jashin, a dedo. meu mundo virou de cabeça para baixo. No País da Neve eu passei dois anos em isolamento para me encontrar de verdade. Conexão espiritual. Foi assim que eu me tornei quem sou hoje. Minhas feridas se fecharam, e eu carregado o legado de Jashin comigo. Eu poderia dizer que foi uma redenção, mas eu não mudei muito desde aquela época. A questão é que agora eu consigo me controlar. Meu pai enviou meu irmão para me matar, e eu fui obrigado a ceifar a vida dele. Você sabe da minha habilidade de convocar os mortos, não é? Foi dada a mim por Jashin. Enquanto os outors são imortais, eu conquistei a morte. E meu irmão está entre os cadáveres que servem a mim. O inferno continua...Ele só etá mais...Tolerável. Porque agora eu tenho um objetivo. Eu tenho seguidores, e pessoas que acreditam em mim e em Jashin. Eu as lidero, e assim devo continuar. Como um líder; Inabalável, assim como você. Mas o inferno vai continuar a me perseguir até o último dia de minha existência medíocre. É simplesmente assim que o mundo funciona. Existem pessoas que simplesmente...Nascem amaldiçoadas." — Finalizei, com notável pesar e tristeza em minha voz.


Informações:
HP:
1850/1850

Chakra:
3900/3900

Cansaço:
00/07

Palavras
1300

 






_______________________

[RP] — Luz e Escuridão. E61d9053d0ce1422ba25de28b0cd7fa2464294b3
"I Just live to Fall."

FP | R.D. | CJ | Banco | GF
| MOD AG | Inventário AG || [História] — Blood Moon
Skywalker
https://www.narutorpgakatsuki.net/t77727-fp-senki-youjomaru#614275
Skywalker
Nukenin A
[RP] — Luz e Escuridão. D08b07ef0bf98b6b11ca607569f49e1d839f756b
Caçador de ImortaisLight and Darkness
— Parece que eu havia me esquecido de algo importante. O relógio dourado em eu pulso esquerdo apitava - E ao olhar para ele, via que a contagem regressiva do cronômetro posto no mesmo havia se encerrado. Enfim, havia chegado o dia. Infelizmente, teria de encerrar aquela conversa mais cedo do que o esperado, mas há momentos que simplesmente não podem ser ignorados. De maneira quase instintiva, realizava os selos para o Edo Tensei, convocando um caixão de madeira logo atrás de mim com a finalização da conjuração da técnica. A porta do construto emadeirado baixava, e um corpo de pele rachada deixava o objeto fúnebre, pondo sua mão destra sobre meu ombro de mesmo lado.

— "Peço perdão, Raikage. Parece que há algo acontecendo, é de extrema importância. Não se preocupe, eu retornarei aqui, e em breve. Este é o Edo Tensei, técnica da reencarnação do mundo dos mortos. Quando houver tempo, lhe explicarei melhor sobre ela. Mas, até lá, adeus." — Finalizei.

Então, um breve brilho dourado piscara dos olhos do ressurgido, e, de repente, havíamos desaparecido. Com seu Hiraishin, o líder reanimado da Yakuza vos teleportava até os domínios de Konohagakure no Sato. Estava na hora de apresentar o verdadeiro Jashinismo a este mundo.
Mesmo que o preço por ele fosse em sangue.

Informações:
HP:
1850/1850

Chakra:
3500/3900

Cansaço:
00/07

Palavras
280

 






_______________________

[RP] — Luz e Escuridão. E61d9053d0ce1422ba25de28b0cd7fa2464294b3
"I Just live to Fall."

FP | R.D. | CJ | Banco | GF
| MOD AG | Inventário AG || [História] — Blood Moon
Skywalker
https://www.narutorpgakatsuki.net/t77727-fp-senki-youjomaru#614275
SirSalvatore
Superior a Kage
[RP] — Luz e Escuridão. 42AtZ2x


RP




HP: 4400/4400 | CH: 6500/6500 | CN: 000/400 | Nanabi: 4500/4500 | ST: 00/14




Seja lá qual fosse o motivo, o renegado alegava precisar partir da presença do albino de maneira súbita, antes mesmo que esse pudesse responder as últimas palavras do estrangeiro. Kazuha observava atentamente a utilização das habilidades de Senki, questionando a si mesmo os motivos de uma saída tão ríspida e brusca do outro. De toda forma, apenas seguiria seus movimentos normalmente. Deixaria de lado a bebida alcoólica, se levantaria, e caminharia de volta na direção do centro da vila da Nuvem, pensando na nova casa que gostaria de alugar. — Preciso de algo maior que a anterior, grande o suficiente para comportar essa nova fase da minha vida e bonita o suficiente para impressionar os visitantes. — projetou enquanto se levantava e ainda rumava o lado de fora do estabelecimento.

Já do lado de fora, o Uzumaki sentia uma pequena pontada no estômago. Era improvável que tivesse alguma relação com a presença de Chōmei ali, já que a besta não se comunicava com frequência e raramente incomodava, provavelmente fruto de sua personalidade amigável demonstrada até então. Apesar da ausência de problemas maiores, o Terceiro Raikage queria se aproximar mais de sua besta e poder descobrir a real extensão das habilidades que ela poderia conferir. Pensando nisso, seu caminho entrou em confronto com o inicial. Correr com o treinamento de Jinchūriki era a melhor opção? Ou deixar acontecer naturalmente? — Talvez eu só devesse voltar e tomar mais um pouco de bebida. — planejou de maneira irônica, remetendo às muitas coisas que tinha para fazer. Por fim, apenas seguiu para o centro da vila.



CONSIDERAÇÕES:


Emme

_______________________


[RP] — Luz e Escuridão. Pngwin11
SirSalvatore
https://www.narutorpgakatsuki.net/t77842-fp-kazuha-uzumaki https://www.narutorpgakatsuki.net/t75224-gf-shiso-senju
Conteúdo patrocinado
Layout desenvolvido por Akeido e Dorian Havilliard