NOVIDADES
Atividades Recentes
A LUZ DAS TREVAS
Arco 02
Ano 25 DG
Primavera
Meses se passaram desde a missão de investigação ao Castelo da Lua, no País do Vento, que culminou na Batalha da Lua Minguante. Soramaru, o cientista responsável pelos experimentos, morreu em combate, assim como outros ninjas do lado da aliança. Após a missão ser bem-sucedida, mas carregando tantas mortes, Karma, o líder da missão, ficou responsável por relatar às nações o máximo de informações sobre a organização por trás dos crimes agora que estava com o selo enfraquecido e com isso ele revelou o verdadeiro nome dela: Bōryokudan. Ainda não tendo como fornecer mais detalhes, pois o selo se manteve, e precisando de mais pistas antes de investir novamente em uma missão, Karma saiu em missão em nome das Quatro Nações para encontrar o paradeiro dos demais membros da organização — e sua primeira desconfiança recaiu sobre Kumo.

O mundo, no entanto, mudou nestes últimos meses. Os Filhos das Nuvens concluíram a missão de extermínio aos antigos ninjas da vila e implementaram um novo sistema político em Kumo ao se proclamarem o Shōgun sobre as ordens não de um pai, mas do Tennō; e assim ela se manteve mais fechada do que nunca. Em Konoha a situação ficou complicada após a morte de Chokorabu ao que parece estar levando a vila ao estado de uma guerra civil envolvendo dois clãs como pivôs. Suna tem visto uma movimentação popular contra a atual liderança da vila após o fracasso em trazer a glória prometida ao país. Já em Kiri a troca de Mizukage e a morte de ninjas importantes desestabilizaram a política interna e externa da vila. E em Iwa cada dia mais a Resistência vai se tornando popular entre os civis que estão cansados demais da fraqueza do poderio militar ninja. Quem está se aproveitando destes pequenos caos parece ser as famílias do submundo, cada vez mais presentes e usando o exílio de inúmeros criminosos para Kayabuki como forma de recrutar um exército cada vez maior.

E distante dos olhares mundanos o líder da Bōryokudan, Gyangu-sama, se incomoda com os passos de Karma.
... clique aqui para saber mais informações
SHION
SHION#7417
Shion é o fundador do RPG Akatsuki, tendo ingressado no projeto em 2010. Em 2015, ele se afastou da administração para focar em marketing e finanças, mas retornou em 2019 para reassumir a liderança da equipe, com foco na gestão de staff, criação de eventos e marketing. Em 2023, Shion encerrou sua participação nos arcos, mas continua trabalhando no desenvolvimento de sistemas e no marketing do RPG. Sua frase inspiradora é "Meu objetivo não é agradar os outros, mas fazer o meu trabalho bem feito", refletindo sua abordagem profissional e comprometimento em manter a qualidade do projeto.
Angell
ANGELL#3815
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Indra
INDRA#6662
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Wolf
Wolf#9564
Wolf é jogador do NRPGA desde fevereiro de 2020, tendo encontrado o fórum por meio de amigos, afastando-se em dezembro do mesmo ano, mas retornando em janeiro de 2022. É jogador de RPG desde 2012, embora seu primeiro fórum tenha sido o Akatsuki. Atua como moderador desde a passagem anterior, se dedicando as funções até se tornar administrador em outubro de 2022. Fora do RPG cursa a faculdade de Direito, quase em sua conclusão, bem como tem grande interesse por futebol, sendo um flamenguista doente.
Mako
gogunnn#6051
Mako é membro do Naruto RPG Akatsuki desde meados de 2012. Seu interesse por um ambiente de diversão e melhorias ao sistema o levou a ser membro da Staff pouco tempo depois. É o responsável pela criação do sistema em vigor desde 2016, tendo trabalhado na manutenção dele até 2021, quando precisou de uma breve pausa por questões pessoais. Dois anos depois, Mako volta ao Naruto RPG Akatsuki como Game Master, retornando a posição de Desenvolvedor de Sistema. E ainda mantém uma carreira como escritor de ficção e editor de livros fora do RPG, além de ser bacharel em psicologia. Seu maior objetivo como GM é criar um ambiente saudável e um jogo cada vez mais divertido para o público.
Akeido
Akeido#1291
Aliquam lacinia ligula nec elit cursus, sit amet maximus libero ultricies. Cras ut ipsum finibus quam fringilla finibus. Etiam quis tellus dolor. Morbi efficitur pulvinar erat quis consectetur. Ut auctor, quam id rutrum lobortis, lorem augue iaculis turpis, nec consectetur enim nisl eu magna. Sed magna dui, sollicitudin quis consequat ac, faucibus sed mauris. Donec eleifend, nisl a eleifend dignissim, ipsum urna viverra leo, sed pulvinar justo ex vitae enim. Donec posuere sollicitudin velit eu vulputate.
Havilliard
Havilliard#3423
Aliquam lacinia ligula nec elit cursus, sit amet maximus libero ultricies. Cras ut ipsum finibus quam fringilla finibus. Etiam quis tellus dolor. Morbi efficitur pulvinar erat quis consectetur. Ut auctor, quam id rutrum lobortis, lorem augue iaculis turpis, nec consectetur enim nisl eu magna. Sed magna dui, sollicitudin quis consequat ac, faucibus sed mauris. Donec eleifend, nisl a eleifend dignissim, ipsum urna viverra leo, sed pulvinar justo ex vitae enim. Donec posuere sollicitudin velit eu vulputate.
HALL DA FAMA
TOP Premiums
Torne-se um Premium!
1º Lugar
Summer
2º Lugar
Folklore
3º Lugar
KEEL LORENZ
1º Lugar
SENJU INAZUMA
2º Lugar
KURT BARLOW
3º Lugar
SEKIRO
Os membros mais ativos do mês
Angell
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
864 Mensagens - 41%
Shion
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
292 Mensagens - 14%
Summer
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
172 Mensagens - 8%
Folklore
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
158 Mensagens - 8%
Nan
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
110 Mensagens - 5%
Keel Lorenz
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
110 Mensagens - 5%
Raves
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
102 Mensagens - 5%
Chazer
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
99 Mensagens - 5%
Kurt Barlow
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
96 Mensagens - 5%
sinhorelli
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
89 Mensagens - 4%

Os membros mais ativos da semana
Angell
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
68 Mensagens - 32%
Shion
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
42 Mensagens - 20%
Senju Inazuma
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
27 Mensagens - 13%
Takashin
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
22 Mensagens - 10%
Starfox
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
12 Mensagens - 6%
Mako
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
11 Mensagens - 5%
Oblivion
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
9 Mensagens - 4%
Raves
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
9 Mensagens - 4%
Folklore
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
6 Mensagens - 3%
Rei
SUBJUGANDO A BESTA. Vote_lcapSUBJUGANDO A BESTA. Voting_barSUBJUGANDO A BESTA. Vote_rcap 
6 Mensagens - 3%


staz blood
Nukenin A
SUBJUGANDO A BESTA. Eru143
SUBJUGANDO A BESTA. Eru143


HP: 1175/1175 - CH: 1500/1500 - ST: 00/07 - CJ: 400/400



SUBJUGANDO A BESTA
PARTE 01


INTRODUÇÃO:



SUBJUGANDO A BESTA. F7839a179a6ec4b4fdbe80a19779eb48


ㅤㅤCom clamor, os céus choravam numa arrebatadora tormenta, levando os pecados da humanidade para o fundo do oceano. O dilúvio parecia-se mais como um presságio, um prelúdio de algo maior, algo pior... Debaixo das lágrimas e acima do vilarejo, Eru, acompanhava os desavisados, que não se prepararam para a tempestade, procurando por abrigo debaixo de marquises. O garoto havia pressentido a chuva, eles não? Não, pelo visto.

ㅤㅤTinha sua atenção voltada para uma casa, com uma espessa porta de madeira impedindo a visão de seu interior. Pela informação, é ali. Descobriria em breve, se manter debaixo da chuva não era uma opção. Estava na área mais remota da urbe naquele momento, conseguindo ver o mar do País da Água de qualquer ponto que olhasse. Àquela parte não era populosa, mas ainda mantinha sua imponência, com belas casas e ruas organizadas. Agora, porém tudo era inundado pelo céu.

ㅤㅤQuando se pôs frente ao portão, imediatamente percebeu que não estava trancado. Estranhou, mas prosseguiu, rumando para dentro. A torrente violenta e seus trovões o veriam pela última vez antes que ele fechasse a tranca.

ㅤㅤNada viu, senão quadros e artefatos decorativos pelas paredes, juntos a uma sensação estranha subindo por suas mangas e escorregando em suas veias. Sensação de mistério. Não era de seu feitio se assustar ou abalar-se com medos infundados, porém, já havendo vivido situações... digamos, irresolutas, ele não poderia se dar ao luxo de baixar a guarda.

ㅤㅤQuando assumiu que o recinto estava vazio, iniciou a busca por lugares recônditos, sótãos, aberturas falsas, saídas secretas, cofres, qualquer coisa que pudesse ser usada para esconder armas e pergaminhos. As notas e observações da missão diziam que ele era bom em se esconder e esconder coisas. Me lembro bem de ter lido isso.

ㅤㅤEncontrou o que procurava apalpando os pés sobre a mobília da sala. Abaixo do tapete, uma fresta fina e bem escondida chamou sua atenção. Vamos ver o que tem lá embaixo... Puxou-a para cima, e nenhum barulho foi ouvido. Alguém anda envernizando isso aqui. Uma escadaria estreita, e rente a parede, o levaria para o que parecia ser o andar inferior da casa. Sabia. Não possuía lanternas, então redobrou sua atenção quando avançou para o ventre da casa.

ㅤㅤA escuridão logo se transformaria em penumbra, com algumas velas postas em castiçais pela parede. Um cheiro de incenso tomou o ar, alastrando-se por todo o corredor. Conheço este cheiro. O odor vinha da porta a qual ele estava se dirigindo. Se houvesse alguém ali, aparentemente não havia-o percebido.

SUBJUGANDO A BESTA. Fgdfgdfgfdgdf

ㅤㅤFechou o punho em volta da maçaneta e forçou-a com ímpeto. Para sua sorte estava aberta. Para seu azar estava aberta. Assustou-se ao ver a cena, sentido-se indiscreto e inconveniente logo em seguida.

ㅤㅤAquele era um local sacro, construído para rezas silenciosas e intimistas. Sentiu-se pior quando notou que uma mulher se prostrava frente a  uma estátua de Shiva, enquanto fazia suas preces. Ela não se importou com a indelicadeza dele, contudo. Tardou mais alguns segundos, e então, o indagou.

ㅤㅤ– Uma velha, não pode nem mesmo rezar em paz? – Ele conhecia aquela voz. Não pode ser... Muitos flashs de memórias retornando para ele. Lembranças que ele lutava para esquecer... A marca no peitoral queimou levemente.
ㅤㅤ– Você... como...? O que você quer?
ㅤㅤ– Conversar, filho. Há coisas para te contar e muitas outras para fazer. – Quatro meses haviam se passado desde o encontro dele com os asseclas de Kala. Quatro longos meses.
ㅤㅤ– Você... não estava lá quando os ninjas de Kiri chegaram no esconderijo... eu, procurei por você.
ㅤㅤ– Não... nem eu, nem Merki, nem o priorado. Isso não deveria mais choca-lo à essa altura. – Fez uma pausa, se aproximando dele lentamente. –Testemunhou minhas palavras se concretizarem, estou certa? – Ele se recordava de algumas.
ㅤㅤ– Você disse que haveria uma inundação... Sabia que Kiri entraria lá. Sabia que eles invadiriam o lugar, por quê não avisou a todos então?
ㅤㅤ– Avisei.
ㅤㅤ– Mas muitos foram pegos. Mais de trinta cultistas foram capturados e interrogados. Seus cultistas.
ㅤㅤ– E nenhum deles disse nada, creio... – Estava certa. Ela finalmente levantou, pesarosa.

SUBJUGANDO A BESTA. Ogami

ㅤㅤ– A maioria eram loucos, não falavam nada que fizesse sentido. Eu acompanhei os interrogadores durante o processo. Os que mais pareciam lúcidos, morderam a própria língua para não falarem. Um, inclusive conseguiu cometer suicídio em uma das selas, sufocando-se com a própria saliva...tudo isso para não delatar.
ㅤㅤ– Nós os chamamos de beatos. Vivem para Kala. Preferem a morte a revelarem algum de nossos segredos. – Ela abriu os olhos. Observou-o debaixo à cima. – Você está diferente desde a última vez. Mais forte... A marca lhe fez bem.
ㅤㅤ– Cala a boca! Não sabe o que passei para controlar essa coisa. – Levou a destra ao peito, amassando-a contra o sobretudo. Enraiveceu-se.
ㅤㅤ– Eu posso ajuda-lo a fazer muito mais do que isso. Posso torna-la sua. – Seus verbetes eram lentos, mas havia uma sagacidade em sua forma de falar.
ㅤㅤ– Não quero nada de você. Você e aqueles vermes... só quero me livrar disso.
ㅤㅤ– Não pode. O fato de estar vivo e com o selo intacto mostra que você é o Jarro Santo. Era você que estávamos procurando o tempo todo. Era você que Kala, sempre quis. – Viu-o sacar a espada. Ele apontou Osso na direção da longeva, com a ponta da lâmina a alguns centímetros da idosa.

SUBJUGANDO A BESTA. 024_1


ㅤㅤ– POSSO PARTI-LA. POSSO MATA-LA, AQUI E AGORA! – Era muito incomum vê-lo daquela maneira, colérico e impulsivo. A vetusta, porém, sabia que aquela atitude era causadas pela marca e seus efeitos. Ela tinha o conhecimento, e pior... tinha a convicção de que ele, inequivocamente, era quem procurava. Era a figura que buscava.
ㅤㅤ– Pode, mas não irá. Nem eu nem você morreremos. Não aqui. Não hoje. – Não tinha nenhum temor dele. A tensão foi quebrada por uma voz masculina, grave e frígida, vinda do corredor, e logo mais cruzando a porta e pisando no solo sagrado.


NOTAS:

@mm

_______________________



SUBJUGANDO A BESTA. Eru43

I hate to let you go, but if I don't
Then we both know
I'll bury us both, fed to the night
As ghosts




staz blood
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t76571-fp-kaguya-eru#602580
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t76622-gf-kaguya-eru#603330
staz blood
Nukenin A
SUBJUGANDO A BESTA. Eru143
SUBJUGANDO A BESTA. Eru143


HP: 1175/1175 - CH: 1500/1500 - ST: 00/07 - CJ: 400/400



SUBJUGANDO A BESTA
PARTE 02

SUBJUGANDO A BESTA. 19_3

ㅤㅤ– Algum problema, Avó? – Três figuras se fizeram presentes no local sacro. Shiva, observava a todos, silenciosa. Eru, virou-se para trás assustado, não havia percebido a chegada de nenhum deles. Droga.
ㅤㅤ– Não. Nada que não tivesse que acontecer. – Sempre resoluta e firme em suas colocações.
ㅤㅤ– É esse ai? Esse é o escolhido por Kala? – A silhueta central fez pouco do Kaguya. – Não parece muita coisa.
ㅤㅤ– Sim... Ele recebeu o Gaia. Recebeu o Selo de Gaia e está aqui, de pé, apontando uma espada para uma velhinha. Tem como não ser?Selo de Gaia...? Então a coisa em seu peitoral possuía um nome. Ele redirecionou a lâmina para o trio, que em contrapartida também puseram as mãos nos pomos de suas espadas.
ㅤㅤ– Então este é o nome dessa coisa? Vocês me dirão como me livro disso. – Exprimiu, em tom ameaçador. O do meio riu, sarcástico e curioso.
ㅤㅤ– Não dá para tirar. A não ser... que você morra. – Ele engoliu seco. Morrer?A marca é permanente, não há formas de retira-la, exceto se o portador morrer. – Proferiu, rindo. Não pode ser... Recusava-se em acreditar.
ㅤㅤ– Estão me dizendo que viverei o resto da minha vida com esta dor? Isto é insano. Não posso e não vou acreditar nisto. Andem, digam, como me livro dessa coisa?
ㅤㅤ– A dor... Bom, é possível que suma.Suma? Parecia bom demais para ser verdade. Receou.
ㅤㅤ– Como? Como faço para faze-la desaparecer?
ㅤㅤ– Vó, explica para ele, a senhora sabe as palavras melhor do que eu. – A velha uniu os braços, de forma que suas mangas se ataram, escondendo as mãos enrugadas.
ㅤㅤ– É preciso que haja o primeiro despertar. – Começou. – Já houve a marcação, e você sobreviveu a ela, agora seu corpo precisa se adaptar um pouco mais. – Um som de comprimidos emanou por debaixo de seu quimono. Era um frasco cheio deles. A grisalha retirou apenas um único e fez a oferta. – Para esta etapa, um é suficiente.
ㅤㅤ– Não vou engolir isso.
ㅤㅤ– Você desconfiou de mim da última vez, e viu o que aconteceu. Se quiséssemos mata-lo, você já estaria morto. Temos planos maiores para você. Maiores. – O olhar vago e turvo da velha conseguia encontrar a alma de Eru com facilidade. Planos...? Não confiava naquelas pessoas. Protelou o máximo que pôde, mas a simples ideia de poder, quiçá, parar com a dor era tentadora. Preciso tentar...

ㅤㅤMuitos outros minutos se passaram até que fizesse sua decisão. É isso então.

ㅤㅤ– Me dê. – Estendeu o palmo na direção da pilula. Ela entregou. – O que vai acontecer depois que eu toma-la?

SUBJUGANDO A BESTA. 05_1

ㅤㅤ– Isto é um Seishigan. É uma droga criada para estimular o corpo. Ela acelera alguns processos e cria outros, na intenção de adaptar o organismo a novos experimentos e modificações. – Explicou, enquanto ele inspecionava com suspeita. – Você só irá tomar um, logo, os efeitos colaterais não passarão de alguns delírios e visões, causados pela tentativa do cérebro de interpretar os efeitos estimulados pela comprimido. Normalmente, um humano comum morreria com a ingestão destas coisas, mas você não. Você aguentou a marca... Aguentará o Seishigan, também. – Ainda desconfiado, hesitou novamente em ingerir a droga. Não tenho escolha. Não tinha, de fato.

ㅤㅤEngoliu, muito a contragosto, mas fez. Poucos segundos depois as coisas à sua volta começaram a se distorcer, se movimentando sozinhas, assumindo formas inconcebíveis. Suas pálpebras pesaram, ficando contra ele. Não posso desmaiar... Era tarde.

ㅤㅤSeu corpo caiu, escorado no altar de Shiva, sendo observado pelos olhos da deusa e abraçado por seus vários braços.

SUBJUGANDO A BESTA. 12

ㅤㅤ– Acha que irá acordar? – O líder do terceto perguntou à decrepita.
ㅤㅤ– Se sobreviver já é muito. – Seu comparsa o respondeu.
ㅤㅤ– Ele precisa. Ele irá. Quando ele despertar, vocês sabem o que fazer. – Ela disse, saindo a passos morosos da pequena casa de reza.
@mm

_______________________



SUBJUGANDO A BESTA. Eru43

I hate to let you go, but if I don't
Then we both know
I'll bury us both, fed to the night
As ghosts




staz blood
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t76571-fp-kaguya-eru#602580
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t76622-gf-kaguya-eru#603330
staz blood
Nukenin A
SUBJUGANDO A BESTA. Eru143
SUBJUGANDO A BESTA. Eru143


HP: 1175/1175 - CH: 1500/1500 - ST: 00/07 - CJ: 400/400



SUBJUGANDO A BESTA
PARTE 03

Adendo:



SUBJUGANDO A BESTA. 7dab0371c03e1b9d5a37e23c37bde02e


ㅤㅤO tombo ao chão não havia sido apenas físico. Sua consciência também entrou em queda livre. A mente vagueou, nadando por entre memórias e eventos, levando-o para o fundo, o mais fundo que podia, num lugar onde ele não se lembrava, um lugar que preferiu esquecer...

[...]

ㅤㅤO som do tapa foi alto, alto suficiente para assustar o irmão, que arregalou os olhos assistindo àquela cena. A mãe o repreendeu com fúria quando ele perguntou pelo pai. "Seu pai é um homem morto, para mim e para essa família. Não fale nem pergunte mais sobre ele", se lembrava de ouvi-la dizer.

ㅤㅤTinha seis anos na época, e era uma criança curiosa, mas que aos poucos foi se reprimindo. Dizem que todos nascem com individualidades e excentricidades únicas, mas que a sociedade, o meio e a família tentam a todo custo apagar esses dons. Com Eru, funcionou. A criança estimulada  e entusiasmada morreu as poucos, até que deu seu último suspiro quando completou dez.

ㅤㅤCom dez anos, ele pesava apenas trinta e um quilos, tendo um metro e cinquenta dois de estatura, fato causado pelo descaso de sua mãe para com ele. Ela não fazia questão de alimenta-lo, e sendo uma criança, naturalmente ele também não se importava em comer. Não é atoa que vivia adoecendo, sempre gripado ou resfriado.

ㅤㅤEm contraste, o irmão era bem tratado, sempre recebendo os mimos e cuidados maternos. Muito disso se valia por ter sido o primogênito, o primeiro gêmeo a sair do ventre. A ele restou apenas sair depois. Ela tinha certeza que ele era especial. Um messias, talvez. Não consigo me lembrar quando esta crença surgiu, mas lembro que foi a nossa ruína... a falência de nossa família. Minha primeira morte.

ㅤㅤA segunda ocorreu não muito depois, com o falecimento repentino do irmão. A doença, até hoje desconhecida, ceifou o garoto no auge de sua infância. Ele já possuía a habilidade com os ossos desde aquele tempo, e era bom com ela. Muito bom.

ㅤㅤ– Você é melhor do que aquele vermezinho mimado. – O Outro, decidiu participar da introspecção. Sempre ardiloso, vil e traiçoeiro.
ㅤㅤ– Não fale do meu irmão, tentador. Não foi culpa dele. Não foi culpa nossa.
ㅤㅤ– Ele se aproveitou de todo carinho e atenção que Myrela, dava a ele. Como não tem culpa?
ㅤㅤ– Não fale este nome. – Havia deletado-o da cabeça. Myrela... o nome dela... era um belo nome.
ㅤㅤ– Você ficou triste e melancólico depois desse acontecimento ou teve outro motivo? – Foi possível notar o tom sarcástico.
ㅤㅤ– Não enche. Volte para o limbo, que é o seu lugar, desgraçado.

ㅤㅤO silêncio subsequente comprovou que o inimigo havia partido, porém seus dardos envenenados permaneceram, intoxicando os pensamentos de Eru. Eu me tornei triste depois ou antes? Não tinha como responder. Não tinha. Sou triste...?

ㅤㅤUm mergulho de cabeça e quando emergiu estava numa banheira de madeira. Esse dia... Encheu-se de lágrimas quando se deu conta. Do outro lado, o irmão tagarelava sobre como gostaria de se tornar um herói, de salvar as pessoas, de se tornar importante...

ㅤㅤ– Acha que nosso pai está vivo?
ㅤㅤ– Esta doido? Mamãe mataria você se te ouvisse falando sobre isso. – Lembrou-se da dolorosa bofetada.
ㅤㅤ– Ela não está em casa. Hein, o que você acha?
ㅤㅤ– Acho... acho que não. Se estivesse, ele já teria aparecido.
ㅤㅤ– Pois eu discordo. – Jogou água em Eru. – Acho que ele não gostava mais da mamãe e então partiu, mas continua vivo.
ㅤㅤ– Gostaria que ele estivesse aqui?
ㅤㅤ– É claro, você não?Talvez...
ㅤㅤ– Gostaria sim. – Optou por concordar. Sentiu um súbito enjoo subindo pelo corpo e obstruindo a garganta. O irmão logo notou.
ㅤㅤ– Ta tudo bem? – Perguntou, o olhando assustado.
ㅤㅤ– Acho que..nã- – Fez ânsia de vômito. O irmão o ergue para fora e o colocou nas costas.

SUBJUGANDO A BESTA. D1e850edbd23bb7fb96b759e1a149343

ㅤㅤ– Segura um pouco. – Ao mesmo tempo que corria, também achava graça. Um balde aliviou Eru, que regurgitou todo o almoço. – Comeu demais, né?
ㅤㅤ– Achei que aguentaria. – Quando terminou, ambos riram exageradamente da situação. A mãe retornou para casa. Perdeu a visão assim que a viu, como uma bolha de sabão estourando.

ㅤㅤFoi importante para ele ter revivido tal momento. Conseguiu um sorriso, pequeno, mas genuíno, daqueles que não conseguia a muito tempo. Era bom... Essa época foi boa, apesar de tudo. Ainda sentia a consciência navegando por águas profundas. As vezes como um salto no escuro, outras como um mergulho.

ㅤㅤFoi de cabeça mais uma vez...

Notas:

@mm

_______________________



SUBJUGANDO A BESTA. Eru43

I hate to let you go, but if I don't
Then we both know
I'll bury us both, fed to the night
As ghosts




staz blood
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t76571-fp-kaguya-eru#602580
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t76622-gf-kaguya-eru#603330
staz blood
Nukenin A
SUBJUGANDO A BESTA. Eru143
SUBJUGANDO A BESTA. Eru143


HP: 1175/1175 - CH: 1500/1500 - ST: 00/07 - CJ: 400/400



SUBJUGANDO A BESTA
PARTE 04

SUBJUGANDO A BESTA. 1e8ce76bf7a3856073a5f52d636f5517

ㅤㅤIsso de novo não... Àquela cena sempre partia seu coração. O sangue escorrendo do corpo do irmão, caído, desfalecendo... perdendo todo o brilho que uma vez tivera. Ver a luz escapando de seu igual foi traumático, a ponto de esquecer quase tudo sobre este fato. Não quero reviver isso de novo... Sua psique expulsou aquela lembrança, mas ela estava retornando para ele. Tinha algo muito importante nela.

ㅤㅤEle ajoelhou, próximo ao corpo esmorecido e quase desfalecido. Seu semelhante chorava. Chorava muito.

ㅤㅤ– Por quê? Por quê comigo? – Não teve como resistir. As lágrimas caíram dos seus olhos como uma correnteza.
ㅤㅤ– Vai ficar tudo bem, irmão. Calma.Era tudo o que eu tinha para dizer naquela hora. A mãe já havia sido chamada.
ㅤㅤ– Se... se eu virar uma estrela do céu, você continua nosso objetivo? – Ele não se lembrava desta parte. Deletei tudo desse dia dos meus pensamentos. Tudo isso para mim é novo.Você se torna um herói... desses que salvam as vilas, desses  que são famosos, sabe? Não deixa isso morrer não... – Os olhos cheios de lágrimas revelavam a tristeza daquele instante. Antes que sua vitalidade começasse a vacilar, se lembrou de ouvir... – Meu sonho... agora, é nosso sonho. Fica com você, para você carregar ele. Me promete, irmão? – Eru, segurou em sua mão, firme. Passou toda a força que tinha naquele aperto. Por favor, não vá. Fica... fica aqui.
ㅤㅤ– Prometo. Eu prometo, irmão. – Foi com um sorriso satisfeito no rosto, que os dois trocaram os últimos olhares. O último olhar dele, ainda com vida. Myrela, caiu as prantos ao vislumbrar a tragédia. Eru, afastou-se, observando de longe a lástima de sua progenitora.
ㅤㅤ– Meu filho... meu pequeno...Não. Não. Não. NÃO. – O desespero subjugou-a. Em meio aos prantos da mãe, seu semelhante deixou este mundo, tendo a cabeça debruçada sobre os braços dela. Por algum motivo, ele perdeu o fio da visão. Ela, porém, não havia acabado ali. O que veio depois disso não é mais importante. Eu já superei. Está encerrado.

ㅤㅤAs palavras ditas reverberaram por sua mente. Ele queria que eu realizasse o sonho dele...? Então é isso... Foi por isso que me batizei Eru. Eru... este nome é tudo. Era o nome dele, afinal de contas. Agora, é meu. Só meu... Eu entendi... Me culpei por tanto tempo. Me privei de sentimentos que não devia, e na verdade tudo o que eu precisava fazer era permitir que eles viessem até a mim. Obrigado irmão... obrigado por ter me concedido a paz. Paz de consciência... paz de espirito. Vejo o que preciso fazer, claro e límpido como o céu... tenho algo a realizar. Por nós... por mim... por nós...

ㅤㅤTeve a sensação de elevar-se, e acordou de sobressalto, assustado e perdido. Balançou a cabeça procurando se encontrar.

SUBJUGANDO A BESTA. Atumblr_1e8b91cc01a226f6ab785f9067146515_38deeba5_2048

ㅤㅤSentia-se desorientado, mas estranhamente bem. Por quanto tempo apaguei? Tinha-no trazido para o quarto, aparentemente. Quando se levantou da cama, as três figuras que o viram cair, estavam lá, de pé à sua frente, vendo-o ascender.

ㅤㅤ– Bem que a velha disse... – O líder constatou abismado. – Como se sente, garoto?
ㅤㅤ– Bem... é estranho. Me sinto muito bem.
ㅤㅤ– Sabe que... era para você estar morto agora, não é?Morto...? Ninguém iria mata-lo.
ㅤㅤ– Estou vivo, não vê? – Ora, era possível captar uma mudança de tonalidade em sua fala. Tinha uma firmeza diferente da costumaz, como se agora tivesse total certeza do que fazer. O trio se posicionou defronte a ele, e abaixaram-se.
ㅤㅤ– Você é nosso líder agora. Líder...?Juramos que se você acordasse, nós o seguiríamos. Nós acreditávamos que você fosse o escolhido, de fato... Agora, temos certeza. – Proferiu, com o rosto virado para o solo. – Suas orientações são nossas ordens agora. – Estranhamente, ele aceitou aquilo. Esse é nosso plano, irmão...?
ㅤㅤ– Onde está a velha?
ㅤㅤ– Irá aparecer, em breve. Não temos poder para com ela, como já deve ter percebido... Ela teve que resolver alguns outros assuntos, mas pediu para que você permanecesse na casa.Mesmo...?
ㅤㅤ– Hum... – Seu semblante revelava uma grandiosa lucidez. O corpo estava mais forte, mas era sua mente a responsável por àquela clareza de percepção. Sei o que fazer...? Sim, acho que sei. Fitou todo o perímetro do quarto e se atentou a uma bolsa de mão, com papéis dentro. – O que é isso? O que tem dentro?
ㅤㅤ– Enquanto você apagou, nós pegamos o bandido que você estava atrás. Ele fugiu, mas recuperamos os documentos.Então já estavam esperando que eu acordasse... Apanhou a alforje e cruzou-a no corpo.
ㅤㅤ– Vou ficar com isso, então. – Levantou-se, ficando de costas para os três, a um metro da porta.
ㅤㅤ– O-o que esta fazendo?

SUBJUGANDO A BESTA. 025_8

ㅤㅤ– Qual é o seu nome?
ㅤㅤ– Sertre.
ㅤㅤ– Sertre. Estou saindo, Sertre, não está vendo?
ㅤㅤ– Por favor, ela pediu para que você esperasse aqui. – Estabeleceu contato com Eru, colocando levemente a destra no ombro do Kaguya, na tentativa de impedi-lo de deixar o âmbito. Os olhos dele, primeiro encontraram os olhos de Sertre, depois se fixaram em sua katana.
ㅤㅤ– Essas espadas, vocês as usam? – O terceto se entreolhou.
ㅤㅤ– S-sim, usamos. Por quê?
ㅤㅤ– Vamos lá fora, está muito abafado aqui dentro.
ㅤㅤ– C-com essa chuva? Ficou louco?
ㅤㅤ– Um pouco, talvez. Venham. Achei que minhas orientações eram ordens agora, o que aconteceu? – Extremamente contrariados, seguiram-no até o externo.

Notas:

@mm


Última edição por staz blood em Qui 20 Jan - 18:13, editado 2 vez(es)

_______________________



SUBJUGANDO A BESTA. Eru43

I hate to let you go, but if I don't
Then we both know
I'll bury us both, fed to the night
As ghosts




staz blood
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t76571-fp-kaguya-eru#602580
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t76622-gf-kaguya-eru#603330
staz blood
Nukenin A
SUBJUGANDO A BESTA. Eru143
SUBJUGANDO A BESTA. Eru143


HP: 1175/1175 - CH: 1500/1500 - ST: 00/07 - CJ: 400/400



SUBJUGANDO A BESTA
PARTE FINAL


ㅤㅤA fúria da natureza ainda castigava Kirigakure, ele, porém, não se importava. Uma onda de vigor tomava-o violentamente. A dor realmente desapareceu, já não sinto mais o selo queimar. Até aquele momento, tudo o que a velha bruxa havia profetizado tinha se cumprido. Maldita. Quais  são seus interesses...? Andou, sendo seguido pelos três até o centro da ruela, fronte à casa.

ㅤㅤEstava deserta, com três centímetros de água acumulada acima do concreto. Aqui está bom. Pôs a mão no cabo de Osso, puxando a espada e a apoiando-a no ombro direito.

SUBJUGANDO A BESTA. Tumblr_32a47bf57cb31422577ef7e36fedc5c9_d9cc542b_1280

ㅤㅤ– Lutem comigo. Quero experimenta algo. – Mais uma vez trocaram olhares. Eles, possivelmente, sabiam o que o garoto queria testar.
ㅤㅤ– Não vamos pegar leve. Nós não somos espadachins comuns. – Tinha seriedade em suas palavras.
ㅤㅤ– Eu espero que não.

ㅤㅤAs extremidades das três lâminas afrontavam a extremidade de Osso, que manteve-se ousada, mesmo assim. A primeira colisão ergueu ondas e produziu ondulações no pequeno lago que havia se formado na rua. Muitos giros e choques de espada ocorreram. Eles realmente eram excelentes esgrimistas, de modo que vinte minutos se passaram sem que nenhum dos quatro sofressem quaisquer arranhões. Apenas as katanas recebiam e defendiam golpes.

ㅤㅤ– Nós sabemos o que você quer. – Sertre, jogou para ele. Sabem...? Anda, use-a. Queremos testemunhar também.
ㅤㅤ– Não fale como se me conhecesse. Não conhece. – Avançou de novo. De novo, e de novo.

ㅤㅤO combate de armas brancas tornou a pausar, devido a mais um empate. Eru, não conseguia finaliza-los, e eles muito menos. Se continuar desse jeito, não acabará nunca. Sertre, não era conhecido por ser um homem paciente, e decidiu ele mesmo elevar o nível do duelo.

ㅤㅤ– Bom, vou ter que te forçar a usar, então. Não gosto de ser subestimado, Eru-Sama, espero que entenda. Sama...? Esses caras realmente nutrem algum respeito por mim?

ㅤㅤPigmentos arredondadas pintaram a pele de Sertre, queimando de inicio e depois se tornando negras e vistosas. Parecidas com as que apareceram em mim daquela vez... O nível de poder do homem, aumentou exponencialmente após aquilo, e, quando Eru, recebeu o primeiro impacto, pôde ter a prova empírica disso.

ㅤㅤCom um soco - que foi defendido pelo Kaguya - Sertre, conseguiu arremessar o chunin contra o muro da residência às suas costas. Seu corpo destruiu parte da parede, fazendo com que o laço que atava suas madeixas se soltasse, e uma nuvem de fumaça emergisse. Forte... Legal.

ㅤㅤ– Saren, vá pela direita. Dritch, pela esquerda. – Sertre, deu as ordens. – Vamos, Eru-Sama, não nos subestime.

ㅤㅤNão sabia conscientemente como fazer aquilo, mas sentia seu ser ansiando por tal coisa. Aquilo era poder. Sem que percebesse, as marcas começaram a percorrer sua derme. Agora, não queimavam mais. É isso... Com elas, um desejo sanguinolento e assassino veio acompanhado. O terceto com toda certeza sentiu aquela densidade de chakra que insurgiu do interior do Kaguya. Contudo, não conseguiram parar suas investidas, de modo que suas espadas continuaram a vir na direção de Eru, para abate-lo.

ㅤㅤSimultâneo foi o ataque. Simultânea foi a defesa. Uma massa espaçada de ossos expôs-se de todas suas doze clavículas, interceptando as três katanas, e prendendo-os rente ao corpo de Eru.

SUBJUGANDO A BESTA. Tumblr_4eeb3afbb1939e738d82520712002411_b29ad3e5_1280

ㅤㅤTrês pares de olhos olhavam para aquilo apavorados. Ordenou que seus ossos crescessem, e com isso, vários cortes superficiais e não letais foram emitidos na pele dos adversários. Havia contido o instinto assassino. Não serei dominado por essa coisa. Sou maior do que isso. Sou maior do que ela. Os soltou, para que fossem direto ao solo. O sangue deles era arrastado pelo dilúvio em direção aos esgotos. Eru, mostrou-se tão superior, que até mesmo foi capaz de ordenar que o selo amaldiçoado se retivesse, e este o obedeceu.

ㅤㅤSem nada dizer, só virou-se e andou, distanciando-se deles.

ㅤㅤ– O-onde, onde você vai...? – Sertre, com dificuldade perguntou.
ㅤㅤ– Tenho mais o que fazer, Sertre. Desculpe.
ㅤㅤ– E-Eru-Sama... Eles virão atrás de você. Kala, mandará os Anunnakis. Você precisa ter cuidado.Anunnakis...?
ㅤㅤ– Estarei preparado, se vierem. – Não tinha ideia de quem eram, mas... Não tenho mais medo.
ㅤㅤ– Eles são perigosos. Farão de tudo para dar a Kala, o que ele quer, e ele quer você, Eru. Por favor, me escute.
ㅤㅤ– Diga a bruxa, que voltarei. Apenas porque ainda preciso de algumas respostas, e só ela pode me dar. Ela, provavelmente sabe que voltarei.Ainda tem q me dizer qual a ligação dela com a minha infância. Ela era a velha que morava ao lado de nossa cabana? Vou faze-la falar da próxima vez...E, antes que me esqueça, não me confundam com um de vocês. Não sou. Acha que me esqueci do que os asseclas de Kala faziam naquele covil? Vocês são vermes. Todos, sem exceção.
ㅤㅤ– Era sobre isso que ela queria falar com você... – Ele disse, titubeante. – Ela ia te contar... – Não teve forças para dar continuidade.
ㅤㅤ– Outro dia, quem sabe. Hoje, estou indo embora. Estou saturado desta situação. Preciso pensar. – Sertre, observou a silhueta dele sumir em meio a tormenta, e nada mais...

FIM.

NOTAS:
Jutsus/Técnicas Utilizados:

@mm

_______________________



SUBJUGANDO A BESTA. Eru43

I hate to let you go, but if I don't
Then we both know
I'll bury us both, fed to the night
As ghosts




staz blood
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t76571-fp-kaguya-eru#602580
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t76622-gf-kaguya-eru#603330
Agony
Chūnin
SUBJUGANDO A BESTA. Makoto%2Bshishio%2Bof%2Brurouni%2Bkenshin
SUBJUGANDO A BESTA. Makoto%2Bshishio%2Bof%2Brurouni%2Bkenshin
@Aprovado.

Narração excelente.

_______________________

SUBJUGANDO A BESTA. Makoto-shishio-in-full-battle-gear-da4mkcdjlik2w2or
"I Just live to Fall."

FP | CJ | Banco | GF
| MOD AG | Inventário AG || [História] — Blood Moon
Agony
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t77727-fp-senki-youjomaru#614275
Conteúdo patrocinado
Design visual (Estrutura, Imagens e Vídeos) por Dorian Havilliard. Códigos por Akeido