:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Konohagakure no Sato :: Hospital|Laboratório
Alvorecer
Arco 04
Ano 17 DG
Verão
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Sex 16 Set 2022, 18:25

ONE
DAY AT
A TIME
Era uma tarde tranquila para quem estava andando pelas ruas da vila. Havia uma mudança significativa na vida de todos os moradores, e qualquer um que passasse conseguia perceber só de olhar as bancas de alimentos, cheias mais uma vez. Aquilo era de se orgulhar, e também proteger.

Parado diante de uma lojinha de frutas, olhei para a senhora que estava as molhando com todo o cuidado. —‌ Boa tarde minha senhora. ‌—‌ Com um sorriso largo em seus lábios, e uma voz tão doce que mais parecia uma carinhosa vovozinha. —‌ Ah, olá meu filho. Uma ótima tarde, o que deseja? ‌—‌‌

Suas frutas não eram somente bonitas, elas também estavam doces e macias, vi isso em algumas amostras que ela me deu. —‌ Eu vou querer três maçãs, duas peras, aquele cacho de uvas, quatro goiabas e duas mangas por favor. ‌—‌ ‌Ela manteve seu sorriso a todo momento, pegando as frutas que eu pedi já as colocando com todo o cuidado dentro de algumas sacolas.

—‌ Aqui está meu filho, muito obrigado viu. ‌—‌‌ Retribui seu sorriso e entreguei o dinheiro das frutas, voltando a caminhar pelas ruas do vilarejo admirando o céu estrelado. "Poderia permanecer assim, não é mesmo?" Gostava daquela calmaria, mas até quando ela continuaria?

[...]

Acordei bem cedo naquela manhã, com o chão frio gelando as plantas dos pés ao caminhar pelos corredores da residência. Precisei tomar meu café da manhã, ainda pensando em algo a fazer. "Bom, será que vou ter um dia de folga?!" Me pareceu bom, mas depois comecei a pensar que ficar parado era a pior das escolhas na situação em que nos encontrávamos.

Batidas na porta ecoaram pela residência, me alcançando no meio da cozinha enquanto comia uma maçã. —‌ Acredito que não ficarei em casa hoje, ainda bem. ‌—‌ Abri a porta de casa e me deparei com uma ninja de cabelos dourados e olhos azuis cintilantes, com um olhar tão sereno que mais parecia estar meditando. —‌ Em que posso ajudar? ‌—

Ela parecia ser mais jovem que eu, mas também mais inteligente. —‌ Uzumaki Shizui, correto?! ‌—‌‌ Pensei em responder, mas ela continuou o que tinha que falar. —‌ Bom, você está sendo chamado para cobrir um dos nossos ninjas médicos.‌—‌‌ Eu não entendi o porquê, e a jovem tão pouco. —‌ Você tem em torno de meia hora para comparecer ao hospital, até mais. ‌—‌‌ Fiquei sozinho na frente da porta tão rápido quanto apareci diante dela, ainda confuso.

Tudo aquilo não ficou mais estranho porque meu olho esteve tampado o tempo todo por um tapa olho. Certamente ela faria alguma cara feia ao perceber a mudança estranha de cor de um olho para outro. Bom, ainda não entendia o que tinha em mãos.

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Sex 16 Set 2022, 23:52

ONE
DAY AT
A TIME
Terminei o café da manhã que havia começado a tomar, e pouco depois preparei minha bolsa de armas que estava sobre a mesa de centro da sala de estar. Até o momento não entendi o motivo de ser chamado para um serviço que eu nunca havia me aproximado, mas comecei a ter curiosidade sobre o funcionamento da parte médica da vila. ”Bom, está tudo pronto.” Bolsa arrumada, louça limpa e talheres guardados. —‌ Vamos ao serviço. ‌—‌ O novo olho permaneceu tampado durante todo o tempo, não tendo a necessidade de ser usado é claro.

Haviam se passado cerca de quinze minutos apenas, desde a aparição daquela jovem ninja médica diante da minha porta. Não me preocupei com o tempo pois já estava diante do hospital, observando o vai e vem de pessoas por ali, mesmo que bem pouco. ”Acho que seria interessante aprender um pouco mais, posso usar isso quando tiver meu time.” Ter um ninja médico em times se tornou algo comum a tanto tempo que eu nem mesmo sabia quando, uma forma de aumentar a taxa de sobrevivência em missões, desde as mais perigosas até as mais comuns.

Era claro, a vida de um ninja era muito arriscada, a missão mais simples podia se tornar a mais perigosa em questão de instantes, apenas com escolhar. —‌ Ola, me chamaram para vir ajudar no hospital hoje. ‌—‌ Entrado na recepção, fui direto até o balcão de atendimento onde haviam algumas enfermeiras à disposição. —‌ Olá senhor, me diga o seu nome. ‌—‌‌  

A garota que me atendeu demonstrou uma simpatia comum aos moradores da folha. Pegou um punhado de folhas juntas com uma caneta em mãos, olhando diretamente para mim enquanto aguardava pela resposta. —‌ Uzumaki Shizui. ‌—‌ Seus olhos passearam pelas diversas páginas, até parar e se deparar com o meu nome. —‌ Ah sim, aqui está. A senhorita Shimizu lhe espera na sala dela, siga o corredor e vire a segunda esquerda, entre nesse outro corredor e vá até a quinta porta a direita. Lá é a sala dela. ‌—‌ Desenhei um pequeno mapa na minha cabeça ao ouvir aquelas instruções, vendo que andar pelo hospital podia ser uma aventura.

Dei algumas leves batidas na porta, após andar pelos corredores brancos e limpos daquele lugar. —‌ Entre. ‌— A porta estava aberta, a abri assim que a voz feminina me permitiu fazer isso. —‌ Ola, me chamaram até aqui. ‌—‌ Com as mãos atrás do corpo e o olhar, do olho direito é claro, voltados para a mulher que se mantinha sentada em sua cadeira, aguardei por sua resposta.

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Sab 17 Set 2022, 05:19

ONE
DAY AT
A TIME
Seus olhos continuaram a vasculhar alguns papéis que estavam sobre sua mesa, mesmo após minha chegada. Me apresentei é claro, mas pareceu que ela não tinha ouvido ou não havia prestado a atenção. —‌ Bom, você é Uzumaki Shizui, correto? ‌—‌ Sua voz era doce, mas ao mesmo tempo transmitia certa autoridade no tom que usava para se dirigir a mim. —‌ Sim, sou eu mesmo. ‌—‌ Ainda sem olhar para mim, mantendo sua atenção nos papéis em sua mão, continuou. —‌ Que bom que não se atrasou, temos um pequeno problema em nossas mãos. ‌—‌ Quando ela mencionou problema tudo o que veio a mente foi, proteção.

Bom, qual outro motivo para chamarem um ninja que não tinha nenhuma experiência na parte médica, para auxiliar uma doutora? —‌ E em que vou poder ajudar? ‌—‌ Vi um suspiro escapar de seus lábios, seguindo de um olhar preocupado assim que ela baixou os papéis e voltou sua atenção para mim. —‌ O problema é que tiveram que trazer um ex ninja ferido para o hospital. Acontece que ele é um renegado, estava na prisão, mas devido a uma briga interna ele foi ferido. Precisamos de uma ajuda, pois ele é perigoso. ‌—‌ Aquilo estava um pouco estranho, mas decidi me manter quieto até o momento.

Estava me perguntando, calado, como um ninja tão perigoso havia sofrido tais ferimentos? Será que quem tinha feito aquilo, era ainda mais forte que esse que estava ali? —‌ Tivemos que manter esse problema em sigilo, não é bom as pessoas saberem que há um bandido perigoso neste hospital. Te chamamos com o pretexto de nos auxiliar justamente por essa questão, descrição. Você se tornou famoso dentro da vila, então por isso decidi lhe chamar. ‌—‌ Aquilo fazia muito mais sentido do que alguém leigo ser chamado para ajudar no hospital, só porque sim.

—‌ Entendo bem. Posso ajudar, não se preocupe. Só gostaria de mais informações sobre esse bandido, para ter noção de como posso agir caso seja preciso. ‌—‌ Ela pegou alguns papéis que estavam com ela e me entregou. —‌ Aqui está. Esse homem tem um poder incomum de absorver chakra alheio com tamanha facilidade. Isso não é a única coisa que ele consegue fazer, ele também usa essa energia tomada de seu inimigo para lançar contra ele mesmo. ‌—‌ Havia entendido o porquê daquele homem ser tão perigoso. —‌ Sua Kekkei Genkai se chama Meiton. Ainda não sabemos ao certo como funciona, apenas sabemos a base. O limite dele, bem, digamos que ele derrotou um esquadrão de ninjas Jounin inteiro. ‌—

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Sab 17 Set 2022, 09:21

ONE
DAY AT
A TIME
A explicação da mulher me deixou curioso, e ao mesmo tempo preocupado. As habilidades daquele bandido realmente eram poderosas, mas porque levá-lo diretamente para o hospital e não tratá-lo na própria prisão. —‌ Se ele se soltar teremos problemas bem grandes, justamente por estarmos dentro da vila. ‌—‌ Havia algo muito estranho, mas fiquei quieto. —‌ Sim, por isso mesmo temos você e alguns ninjas para proteger. ‌—

—‌ Está certo, podemos começar? ‌—‌ Ela balançou a cabeça positivamente, voltando a colocar os papéis sobre a mesa. —‌ Pronto, vamos. ‌—‌ Ela seguiu na frente para fora da sala, me levando para o fundo do hospital onde não havia ninguém. —‌ Este lugar está sendo reformado, por causa disso o trouxemos para cá. ‌—‌ Uma jogada inteligente, mas que não garantia a segurança.

—‌ Tivemos que colocá-lo no porão, ninguém tem acesso, apenas o pessoal autorizado. Você também está permitido, mas tome cuidado. ‌—‌ Começamos a descer uma escadaria mais extensa, caminhando pelo breu até chegarmos a uma sala ampla.

Haviam diversos aparelhos espalhados pelo local. Logo no centro estava a maca, com o paciente sendo tratado por dois ninjas médicos. —‌ Ele chegou. ‌—‌ Os dois olharam para mim, retirando as luvas de látex que usavam para fazer uma operação. —‌ Agora é comigo, podem ir. ‌—‌ Ambos se retiraram com a permissão da médica, nos deixando sozinhos.

A mulher lavou suas mãos e depois colocou luvas brancas, as mesmas que os outros dois estavam usando assim que chegamos. —‌ O que acha de aproveitar e aprender um pouco? ‌—‌ Foi uma proposta bem interessante, que aceitei de primeira. Já estava mesmo curioso para saber como funcionava, então porque não aprender enquanto estava trabalhando?

Me aproximei da maçã junto a ela, me colocando ao lado oposto ao que ela havia se posicionado. —‌ Como funciona? ‌—‌ Ela começou a tocar o corpo do homem, que estava com aparelhos presos em seu corpo e um respirador em seu rosto. —‌ Está vendo todos os ferimentos? Então, usamos nosso chakra para curar. É um tipo de Chakra mais brando, com propriedades curativas. A parte mais grave aqueles dois já resolveram, operaram a parte interna, agora vou apenas curar os ferimentos externos. ‌—‌ Mantive meus olhos no nukennin, vendo a médica estender suas mãos sobre um dos ferimentos mais profundos, tornando o chakra que liberava, verde.

Conforme ela passava sua mão sobre o ferimento ele se fechava, mesmo que de forma mais lenta. Aquilo realmente era impressionante, e me deixou ainda mais curioso. —‌ Você precisa transformar a própria da sua energia, semelhante a quando você muda a propriedade para usar jutsus elementais. ‌—‌ Era uma explicação básica, mas que fazia bastante sentido.

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Dom 18 Set 2022, 12:23

ONE
DAY AT
A TIME
Ouvi a explicação da mulher, a vendo fechar mais algumas feridas do corpo inimigo. Olhei para as minhas mãos, analisando bem a situação enquanto sentia meu fluxo de chakra percorrer todo o meu corpo de forma mais suave.  —‌ Como posso aprender isso na prática? ‌—‌ A médica não olhou para mim, pois estava focada demais no que estava fazendo. —‌ Bom, vou trazer para você um peixe, você irá treinar através dele. ‌—‌ Realmente não entendi bem o que ela quis dizer com aquilo, nem como daria para treinar aquele tipo de coisa, com um peixe.

Esperei, sentado em um banco posicionando mais no canto da sala, com os olhos fechados começando a sentir vontade de dormir. —‌ Pronto, venha até aqui. ‌—‌ Não havia percebido a sua retirada, e fiquei surpreso ao vê-la diante de uma outra mesa com um grande pergaminho e um peixe mediano sobre ele. —‌ Para que isso? ‌—‌ Olhei para o animal que estava sobre a mesa, me perguntando o que deveria fazer.

—‌ Você irá usar esse peixe no seu treinamento. Com uma kunai você precisa abrir uma pequena ferida, depois disso vai canalizar seu chakra sobre o ferimento e terá que usá-lo para curá-lo. ‌—‌ Bom, ali que eu entendi o porquê do peixe. —‌ Para que serve esse pergaminho? ‌—‌ Ela mostrou as escrituras que estavam sobre sua superfície, com um símbolo circular no centro onde estava posicionado o peixe. —‌ Como você irá começar agora, esse pergaminho vai te ajudar a transformar a propriedade do seu chakra. ‌—‌ Entendi ali o porquê daquele pergaminho, e depois me posicionei onde a médica estava.

Ela levou as minhas mãos até a ferida do peixe, pedindo para eu respirar fundo e me concentrar. Minha energia deveria ser canalizada não somente no peixe, mas também no pergaminho, pois ele quem transformaria o meu chakra. —‌ Agora tente. Perceba a sensação gerada na hora da transformação do seu chakra, após isso você tente fazer sem precisar canalizar a energia no pergaminho. ‌—‌ Pareceu ser simples, mas sabia que nem tudo o que parecia era de verdade.

Respirei fundo e comecei a canalizar minha energia sobre a ferida do peixe, a estendendo por toda a superfície do grande pergaminho aberto, tornando o fluxo de chakra o mais sereno possível. —‌ Isso, continue assim. ‌—‌ Com os olhos fechados, continuei com o que estava fazendo, sentindo um leve formigamento nas palmas das mãos.

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Dom 18 Set 2022, 17:44

ONE
DAY AT
A TIME
O chakra que usei no peixe e no pergaminho tomou uma coloração esverdeada, afetando o ferimento que havia feito com a lâmina da kunai. Quando abri meus olhos percebi que apenas uma parte do ferimento tinha sido curado. —‌ O que aconteceu? ‌—‌ ‌A energia que liberei se dispersou, findado pela falta de concentração. —‌ Você perdeu sua concentração, isso fez a técnica se dissipar do nada. Precisa relaxar mais, mantendo a concentração por mais tempo. ‌—‌ Respirei fundo, voltando a colocar a mão sobre a ferida do peixe.

—‌ Eu vou precisar ver o paciente, continue tentando. ‌—‌ A mulher se afastou, deixando-me sozinho com aquele peixe sobre o pergaminho. Respirei fundo, retomando a concentração que havia perdido. A energia voltou a ser liberada, percorrendo o corpo do peixe até tomar toda a superfície do pergaminho que estava mais abaixo. Senti mais uma vez aquele formigamento percorrendo a minha palma, mas continuei de olhos fechados mantendo a concentração.

Meu fluxo de chakra estava sereno, assim como a minha respiração. As batidas do coração se mantinham lentas, me permitindo ficar relaxado. Permaneci daquela forma por mais alguns instantes, abrindo os olhos para ver o resultado da minha segunda tentativa. —‌ Consegui. ‌—‌ O ferimento enfim havia se fechado por completo, mas a cicatriz não ficou tão bonita de se ver. O peixe voltou a se debater sobre o pergaminho, demonstrando estar vivo.

A mulher novamente voltou até ali, abrindo um pequeno sorriso ao perceber que eu tinha conseguido. —‌ Muito bom, você está aprendendo. Tente novamente, mas agora sem o pergaminho. Você se lembra da sensação quando seu chakra mudou, correto? ‌—‌ Balancei a cabeça positivamente, a vendo puxar o pergaminho debaixo do, o deixando apenas sobre a maçã de ferro. —‌ Pronto, agora pode voltar. Aquele ali já está melhor, mas estou o mantendo inconsciente. ‌—‌ Era bem melhor deixá-lo assim, havia o risco dele tentar fazer algo contra nós.

Respirei fundo, passando os olhos pela maca do nukkenin, o vendo deitado sobre ele. —‌ Está tudo bem então, vou continuar. ‌—‌ Peguei a kunai novamente e passei a lâmina sobre a cicatriz da ferida anterior, abrindo o mesmo ferimento de antes. Eu realmente esperava que ao usar meu chakra, a ferida se fechasse ao ponto de não aparecer uma cicatriz. Não tinha certeza se conseguiria, mas procurei relaxar para continuar o treinamento. A mulher, por outro lado, parou do outro lado da maca de ferro, observando o que eu faria.

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Dom 18 Set 2022, 21:52

ONE
DAY AT
A TIME
Me senti um pouco incomodado com tanta observação, mas parei e respirei antes de voltar. —‌ Ok, vamos lá. ‌—‌ Entrelacei meus dedos e os estalei a frente do corpo, pousando as mãos sobre o peixe machucado que agora não se encontrava mais sobre o tal pergaminho. —‌ Eu só preciso me lembrar daquela sensação. ‌—‌ Respirei fundo, deixando minha energia fluir através de todo o meu corpo indo direto até as mãos. De lá começava a liberar, fazendo com que tal energia percorresse a lateral do animal, cobrindo a ferida por completo.

Não demorei a sentir o formigamento de antes. Embora o sentisse, a sensação estava bem mais fraca do que quando estava usando o pergaminho de auxílio. Para mim, não era um bom sinal. Abri os olhos para analisar o que estava acontecendo, vendo apenas uma pequena parte da ferida se fechar, com meu chakra em uma tonalidade verde, mas muito clara. —‌ É mais difícil do que imaginei. ‌—‌ Ela sorriu, acenando levemente com a cabeça. —‌ Sim, mas você está se saindo muito bem. Agora é questão de prática. Torne seu chakra mais intenso na hora de efetuar a transformação. ‌—

A médica fez uma pequena transformação. Colocou suas mãos sobre o peixe e liberou sua energia, tornando seu chakra verde. O tom era exatamente igual ao meu, um verde bem claro que indicava que não havia poder de cura o suficiente naquela habilidade. Seu efeito foi o mesmo que o meu, apenas uma pequena parte do ferimento foi fechado, algo tão pequeno que não podia chamar de cura. —‌ Agora olha quando você intensifica seu chakra. ‌—‌ O verde claro se tornou um verde mais escuro, com um poder curativo bem maior do que anteriormente.

A ferida se fechou em questão de instantes quando ela fez aquilo, me deixando mais uma vez bastante impressionado. —‌ Viu o que disse? Quando intensifica, é isso o que acontece. ‌—‌ Sim, com aquela demonstração eu realmente entendi o que precisava fazer para chegar ao ponto que tanto queria. —‌ Quem sabe aprendendo, você entra para nosso esquadrão de médicos. ‌—‌ Uma proposta e tanto, mas meu lugar era nas linhas de frente, um lugar necessário para proteger todos da vila. —‌ Infelizmente meu lugar é lá fora, lutando para nossa proteção. Um dia, quem sabe. ‌—‌ Sim, uma hora talvez poderia me tornar um médico, ou algo semelhante. Só não agora. —‌ Mas, obrigado pelo convite, e obrigado também pela explicação. Está me ajudando bastante. ‌—‌ Sim, mesmo que eu estivesse em serviço naquele momento.

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Seg 19 Set 2022, 09:21

ONE
DAY AT
A TIME
Minha respiração se aprofundou mais uma vez, me permitindo concentrar mais uma vez. Todo o fluxo de chakra que percorria meu corpo permanecia calmo, assim como minha respiração. Estava calmo, relaxado e bem concentrado. Tinha ideia do que deveria fazer, e agora eu só precisava treinar na prática. "Vamos lá."

Com a lâmina da kunai, abri um novo ferimento. O anterior tinha sido fechado pela médica, que demonstrou na prática como deveria fazer. Larguei a arma sobre a maca de metal e deixei minha energia percorrer pelo corpo, tomando ambas as mãos de uma vez só. Elas pousaram sobre o ferimento, o envolvendo com meu chakra.

Imaginei a mesma sensação de antes, das mãos formigando por alguns instantes, e foi dessa forma que mudei a propriedade da energia que emanava pelas mãos. "Ainda não é o bastante." Respirei fundo e pensei na explicação da mulher sobre intensificar meu chakra. "Ok, vamos ver o que acontece."

Meus olhos se fecharam e minhas mãos começaram a formigar ainda mais forte, enquanto também comecei a sentir o chakra mais intenso em minhas mãos. Apenas uma pequena parte do ferimento havia sido fechado. Abri meus olhos para perceber o efeito sobre a ferida, e vi que metade do ferimento havia se fechado antes deu perder a concentração e dissipar a energia em minhas mãos.

Ainda assim, metade da ferida tinha se fechado, mostrando que a teoria mostrada pela médica estava completamente correta. —‌ Agora sim, tô conseguindo. ‌—‌ Suspirei aliviado, ao perceber que estava indo pelo caminho certo. —‌ Muito bem, está pegando o jeito. Agora precisa manter a técnica, sem dissipá-la antes do tempo. ‌—‌ Ela estava certa, eu precisava me concentrar mais para conseguir manter aquela habilidade.

—‌ Sim, não é tão simples quanto imaginei. Mas agora entendi como deve ser feito, gravei na mente a sensação da técnica mais forte. ‌—‌ Suspirava, sentindo um certo alívio por saber que estava aprendendo. Aquelas habilidades em combate me tornariam mais fortes, mais útil para que nenhum companheiro de combate viesse a morrer diante de mim.

—‌ Você aprende rápido, isso é muito bom. Já já você será um ótimo ninja médico, vai poder ajudar seus companheiros na linha de frente. ‌—‌ Essa era a minha intenção, já tinha perdido amigos demais nesse mundo ninja, e eu poderia ter ajudado se tivesse essa habilidade. —‌ Ótimo, sinto que vou conseguir logo logo mesmo, não posso demorar muito para aprender isso, sinto que algo ruim está se aproximando de nós. Temos que estar preparados para o pior. ‌—‌ ‌

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Seg 19 Set 2022, 13:32

ONE
DAY AT
A TIME
A mulher abriu um pequeno sorriso ao ouvir minhas palavras, colocando as mãos para trás do corpo enquanto olhava para mim. —‌ Você está certo, precisamos estar preparados para o pior. Bom, agora que você entendeu o funcionamento da habilidade, você deve tentar curar ferimentos múltiplos. ‌—‌ Me atentei a todas as suas palavras, a observando se aproximar do peixe mais uma vez. Ela pegou a kunai que estava sobre a maca, e fez mais dois cortes sobre a lateral do animal. —‌ Pronto, agora canalize seu chakra pela lateral inteira desse peixe, aí tente usar sua habilidade na mesma intensidade de antes. Procure manter sua concentração, para não desfazer a técnica. ‌—

Falar era a parte mais simples, ainda mais explicar como deveria ser feito. A pior parte era a prática, que demorava muito mais para ser concluída. —‌ Entendido, farei isso. ‌—‌ Ela acenou positivamente com a cabeça, olhando para a porta de entrada do lugar. —‌ Ótimo, só um instante, tenho que falar com uma pessoa. ‌—‌ Ela se afastou, mantendo seus braços atrás das costas indo de encontro a entrada. Olhei de relance, vendo um homem de máscara parado a sua espera. Não fiquei olhando por muito tempo, para que não pensassem que estava bisbilhotando. Por se tratar de um anbu imaginei que fosse algo rotineiro, como um relatório informando a situação na parte externa do hospital.

Não tinha certeza de quanto tempo havia se passado desde o início daquela missão, mas sabia que tinha se passado bastante. Minhas mãos voltaram a se encher de Chakra, pousadas sobre a lateral da criatura que estava sobre aquela mesa metálica. "Primeiro, canalizar o chakra nos ferimentos." Devido ao controle que tinha sobre aquela energia, não foi tão complicado fazer aquilo. A parte mais complexa foi transformar toda a energia em chakra curativo.

Levei alguns minutos, levando em conta que estava liberando o chakra sobre uma região bem maior do que antes. Respirava fundo à medida que fazia tão ação, vendo a tonalidade azul se tornar verde. Começou com um tom mais claro, se tornando mais escuro à medida que eu intensificava todo o chakra. Tentava manter minha concentração durante a maior parte do tempo, pelo menos até as feridas estarem completamente fechadas.

Enquanto estava tentando curar o animal, a mulher continuava a conversar com o anbu. Eu não prestei atenção naquilo, precisava ficar no que eu estava fazendo totalmente, para não perder o controle do chakra curativo.

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Seg 19 Set 2022, 17:53

ONE
DAY AT
A TIME
Claramente não foi tão simples, em alguns momentos da minha tentativa meu chakra se tornava meio instável, dando sinais de que iria se dissipar diante das minhas mãos. Nesses momentos precisei relaxar respirando fundo, mantendo a calma enquanto observava o efeito. Quase consegui curar o peixe por completo, mas chegou uma hora que não consegui manter mais a habilidade.

O suor já escorria por todo o corpo, demonstrando o desgaste que estava tendo apesar da minha grande resistência. Precisei parar alguns minutos para descansar, e foi nesse meio que a médica retornou com uma garrafa de água. —‌ Fique tranquilo, você está indo muito bem. Tome aqui, você precisa descansar por um tempo enquanto se hidrata. ‌—‌ A minha vontade de continuar estava alta, mas eu realmente necessitava parar. —‌ Obrigado. ‌—

Bebi um pouco de água, e então pensei na aparição do Anbu. —‌ Está tudo bem? ‌—‌ Ela se mostrou um pouco surpresa, como alguém que é pego descuidadamente fazendo algo que não deveria. —‌ Como assim? ‌—‌ Ela até se fez de desentendida, mas não tinha como esconderijo. —‌ Você sabe, o anbu que apareceu aqui a pouco tempo. ‌—‌ Ela soltou um pequeno suspiro, demonstrando que havia sido pega de surpresa.

Ela se falou por alguns segundos, entendendo que não tinha mais como esconder. —‌ Então você o viu. Não precisa se preocupar, ele apenas veio relatar a situação da missão. ‌—‌ Pelo olhar dela, a situação não devia estar indo tão bem. —‌ Estamos com algum problema? ‌—‌ Ela deu de ombros, apontando novamente para o peixe sobre a mesa. —‌ Tudo bem, falta pouco para eu terminar. ‌—‌ Entendi bem o que ela queria dizer, mas ainda me mantive um pouco preocupado.

Retornei para as tentativas, mais descansado e devidamente hidratado. Entendi onde havia errado, e foi desse ponto que parti. Fiz mais algumas feridas sobre o peixe, me preparando logo em seguida para continuar o treinamento. "Vamos lá."

Entre mais algumas tentativas, erros e acertos, comecei a me cansar novamente. Haviam se passado algumas horas desde o início de todo o treinamento, e já tinha aprendido toda a teoria e estava dominando a prática.

Não levou tanto tempo para isso acontecer, nem uma hora para terminar todo o treinamento de uma vez. A médica não esteve ao meu lado, ficou parada próxima a maca de ferro onde o inimigo se encontrava. Pensei em me aproximar dela para falar que tinha terminado, mas parei um pouco para relaxar.

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Ter 20 Set 2022, 08:58

ONE
DAY AT
A TIME
Ao passar dos minutos comecei a relaxar, com o corpo menos cansado. Me levantei de onde estava sentado, caminhando pouco depois até a médica que ainda estava do lado do ninja renegado. —‌ Como ele está? ‌—‌ Ao me ouvir, puxou um banco até seu lado para que eu pudesse me sentar. —‌ Está estável, não parece que irá acordar tão cedo. Mas ainda assim precisamos nos manter atentos, pois não sabemos ao certo qual a resistência dele quanto ao medicamento. ‌—‌ Dadas as suas palavras, a verdade é que o homem poderia acordar a qualquer instante. Não somente isso, é claro, ele poderia nos atacar dentro do porão do hospital.

—‌ Bem, acredito que não precisamos nos preocupar, correto? ‌—‌ Ela suspirou mais vez, e dessa ela não pode negar. —‌ Na verdade não é bem assim, tivemos uma notícia de que os capangas dele descobriram de alguma forma que ele veio até aqui. Isso não é bom, porque há o risco de tentarem resgatá-lo. ‌—‌ ‌Aquela era a notícia que eu não desejava ouvir. Já era de se esperar, é claro, mas não pensei que aquele homem fosse tão importante. —‌ Eles seriam ousados o bastante de entrar aqui para isso? ‌—‌ ‌Ela deu de ombros, como se realmente não soubesse a resposta correta.

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Ter 20 Set 2022, 13:27

ONE
DAY AT
A TIME
Suspirei ao observar aquilo, percebendo que talvez a situação ficasse complicada para nós. —‌ Entendi, então temos que redobrar a nossa atenção. ‌—‌ ‌Ela acenou sua cabeça positivamente, demonstrando certa preocupação. —‌ Eu estou aqui, vou te ajudar no que for. ‌—‌ ‌Abri um pequeno sorriso, tentando passar toda a confiança que sentia com aquilo. Acreditava que minha força seria o bastante para combater aquele homem caso fosse preciso.

Se passaram alguns minutos, quando um outro anbu apareceu na entrada do porão. —‌ Minha senhora… ‌—‌‌ Ele chamou a mulher, que logo se levantou e foi até o mascarado. Não ouvi o que eles estavam conversando, certamente sussurravam um para o outro me deixando ainda mais preocupado. "Algo está acontecendo, porque não querem me contar?" Estava desconfiado de que algo ruim estava acontecendo, uma coisa tão problemática que estavam tentando esconder a todo custo.

Fingi que não tinha os observando conversar, olhando para o homem sobre a maca que começou a se mover. Lógico que não deu sinais de que iria acordar, mas ver aquilo deixava claro que o remédio, aos poucos, estava perdendo seu efeito de deixá-lo inconsciente. Pensei em falar para a mulher, mas não seria bom parar sua conversa para apenas informar que o homem havia se mexido.

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Ter 20 Set 2022, 17:55

ONE
DAY AT
A TIME
A conversa entre os dois perdurou por mais alguns minutos, enquanto fiquei sozinho ao lado do renegado. Não tinha mais nada a fazer, a não ser esperar. Algo iria acontecer? Não tinha ideia, mas mesmo assim continuei atento.

Me ajeitei ao ver que a médica havia se afastado do ninja de máscara, o qual se manteve de pé com os braços atrás do corpo enquanto nós olhava. —‌ Aconteceu alguma coisa? ‌—‌ Ela se manteve calada por alguns segundos, até quebrar o silêncio com sua voz doce. —‌ Estão tentando resolver um problema. ‌—‌ Ela não falou o que era, mas se sentou ao meu lado com um olhar ainda mais preocupado.

—‌ Se quiser eu posso tentar ajudar. ‌—‌ Ela balançou sua cabeça negativamente, me fazendo entender que eu não teria utilidade fora dali. —‌ Tudo bem, ficarei aqui então. ‌—‌ Ela abriu um pequeno sorriso, demonstrando certa gratidão pelo meu ato.

Não entendi bem aquela mulher, mas mesmo assim segui sua vontade. Naquele momento percebi que não tinha perguntado por seu nome. —‌ Aliás, como você se chama? ‌—‌ Ela olhou para mim, como se realmente eu tivesse feito uma pergunta indevida. —‌ Não nós apresentamos devidamente, não é mesmo. Me chamo Lira. ‌—‌ Estendi minha mão para ela, recebendo seu cumprimento. —‌ Sou Shizui, mas pode me chamar de Shi. ‌—

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Ter 20 Set 2022, 21:56

ONE
DAY AT
A TIME
A mulher abriu um novo sorriso, apertando minha mão enquanto olhava bem nos meus olhos. —‌ Agora sim, devidamente apresentados. ‌—‌ Ela não deixou de soltar um pequeno sorriso, meio sem graça como se fossemos amigos. A tensão do momento foi deixada de lado com o início daquele diálogo, o que por um lado foi muito bom. —‌ Quero agradecer por ter me ensinado. Provavelmente não fui seu melhor aluno, mas dominei essa habilidade. ‌—‌ Para mim, ela com certeza tivera alunos mais habilidosos que eu, mas me senti feliz por ter conseguido.

—‌ Que nada, você foi um dos melhores. Agora é continuar praticando, para cada vez mais se tornar forte nessa área. ‌—‌ Ela levantou o polegar para mim, fazendo um leve sinal de positivo. —‌ Você é muito simpática, sabia? ‌—‌ Deixei um pequeno sorriso escapar, olhando para seu rosto, que começou a corar.

Ela desviou o olhar por alguns instantes, até se assustar com a movimentação abrupta do renegado. Também me assustei com aquilo, chegando a me levantar do banco já puxando uma kunai. —‌ Ele está acordando. ‌—‌ Lira se levantou e foi direto até a gaveta com o medicamento, e o pegou. Havia apenas um frasco, o que seria o bastante para deixar uma pessoa dormindo por quase um dia inteiro. Suas mãos estavam tremendo, e na tentativa de colocar o líquido dentro da seringa, ela o deixou cair. —‌ Droga. ‌—‌ ‌Ela pareceu desesperada, voltando seu olhar para mim. —‌ Eu vou pegar mais, não se preocupe. ‌—‌ ‌

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Qua 21 Set 2022, 08:49

ONE
DAY AT
A TIME
Sinalizei para ela não se preocupar e ficar sentada, pois eu mesmo iria pegar o medicamento para ela. —‌ Deixa comigo, eu vou lá. O Anbu já está aqui, ele vai te proteger caso aconteça alguma coisa. ‌—‌ Ela pareceu meio incomodada com a ideia, mas aceitou. —‌ Só me diga o nome do remédio. ‌—‌ Ela me falou qual o nome, e então fui até o homem de máscara.

Parei diante dele, um pouco preocupado com o bem estar da médica. —‌ Cuide dela, por favor. ‌—‌ Ele balançou sua cabeça de forma positiva, recebendo o meu pedido de bom grado. —‌ Muito obrigado, não vou demorar. ‌—‌ Passei por ele e subi as escadas correndo, alcançando o térreo em questão de segundos.

Não havia ninguém ali, justamente por estar na parte dos fundos do hospital, onde estava em obra. Precisei correr um pouco mais até encontrar uma enfermeira. —‌ Por favor, estamos precisando de anestesia. ‌—‌ Falei para ela em seguida qual o nome do medicamento, e por sorte ela não estranhou o pedido. —‌ É para a doutora Lira? ‌—‌‌ Balancei a cabeça positivamente, a seguindo pouco depois. —‌ Eu te vi seguir com ela, soubemos que você veio ajudá-la. Bom, aqui está. ‌—‌‌ Paramos na sala de medicamentos, onde ela me deu o que eu precisava.

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Qua 21 Set 2022, 12:53

ONE
DAY AT
A TIME
Estava saindo da da sala de medicamentos quando me deparei com um grupo de quatro Anbus entrando pela porta da frente do hospital. Claramente algo estava acontecendo, e não somente eu percebi isso. Todos se assustaram ao vê-los entrando, e eu tratei de avançar até os fundos do hospital novamente. Não sabia se tinham me visto, mas desci as escadas com uma sensação ruim tomando meu peito.

Parei no pé da escadaria já vendo a situação complicada que havia se formado. —‌ O que pensa que está fazendo? ‌—‌ O anbu que protegia a médica estava caído no chão desacordado, enquanto a mulher era feita de refém pelo renegado que acordou. Ele segurava uma kunai contra seu pescoço, e ficou irritado ao me ver chegando. —‌ Nem ouse se aproximar de mim, ou ela morre. ‌—‌‌ Seu olhar e seu tom deixaram claro que ele não estava brincando.

Parei e respirei fundo, tentando me controlar diante daquela situação. —‌ Está tudo bem, solte ela e se entregue. ‌—‌ Ele não tinha intenção alguma de me ajudar, tanto que pressionou um pouco mais a lâmina contra o pescoço da médica, fazendo um filete de sangue escorrer por sua pele. —‌ Tudo bem, tudo bem. ‌—

A situação ficou cada vez pior. O grupo de Anbus que eu tinha avistado antes parou ao meu lado, se preparando para atacar o inimigo com a mulher ainda em sua posse. —‌ Esperem, é arriscado demais. ‌—‌ Eles se contiveram, e ficaram parados ali mesmo.

—‌ Isso mesmo, fiquem quietinhos aí ou ela morre. ‌—‌‌ Ele abriu um sorriso malicioso, enquanto nós tivemos que nos manter parados. —‌ Vai ficar tudo bem. ‌—‌ ‌Estaba certo disso. Utilizei de uma técnica de paralisia para que ele não conseguisse fazer nada contra a médica. Como o kanashibari não tinha como ser visto simplesmente por olho nu, o que era mais efetivo naquele momento. —‌ Agora, vão. ‌—‌ ‌

Os homens não esperaram nem um segundo após ouvir minhas palavras, mesmo que eu não fosse parte de tal grupo. Era nítido que algo estava acontecendo, e eles entendiam que um companheiro de equipe de alta patente teria como fazer algo.

Estavam prestes a atingir o renegado quando um grande buraco se formou na parede, logo atrás do inimigo e da médica. Isso nos pegou de surpresa, fazendo até mesmo com que os outros parassem imediatamente seus movimentos. O renegado, por sua vez, conseguiu desfazer minha técnica com facilidade, olhando rapidamente para trás.

Não vi, mas ele sorriu ao ver que se tratavam de seus capangas. Alguns vestiam jalecos brancos, como se realmente fizessem parte do corpo médico da vila. Até mesmo bandanas da folha eles tinham. —‌ Não pode ser, traidores? ‌—‌ Meu sangue começou a ferver, e aos poucos precisei conter meus movimentos. Estava diante de uma situação complicada demais para tomar decisões precipitadas, podendo causar a morte da mulher que tinha sido tomada como refém.

HP: 2050/2050 | CH: 4565/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Qua 21 Set 2022, 22:14

ONE
DAY AT
A TIME
Minha respiração se aprofundou, obrigando-me a relaxar enquanto eu observava a situação. Era necessário ficar calmo, mesmo que fosse bastante difícil, pois um passo em falso Lira poderia morrer nas mãos daquele homem. Os pensamentos passaram rapidamente pela minha mente, com diversas ideias de como tirá-la dali, mas basicamente todas resultavam em algum ferimento, uma boa parte até mesmo em sua morte. ”O que posso fazer?” Estava com as mãos atadas, assim como os demais ninjas que estavam presentes.

Os shinobis traidores, ou pelo menos era isso que passava na minha mente ao vê-los de jaleco, se posicionaram um pouco mais atrás do homem, deixando a passagem do buraco que fizeram, livre para que ele pudesse fugir. —‌ Nem pensem em fazer qualquer movimento. ‌—‌‌ O sorriso maldoso continuou estampado em seu rosto, enquanto me sentia impotente perante aquele problema.

Não cheguei a conclusão alguma, naquele instante acabei dando um passo à frente ao vê-lo adentrar no buraco feito na parede. Aquela simples ação fez com que uma enorme parede de terra se erguesse diante de nós, entre os Anbus e os inimigos impedindo nossa passagem. —‌ Não! ‌—‌ Não consegui me manter parado ao ver aquilo. Usei uma kunai para tentar quebrar aquela parede, mas de nada adiantava. Nem mesmo lascas de pedra eram retiradas da estrutura. —‌ Por favor, vão atrás deles por fora, eu vou tentar derrubar isso aqui sem destruir o hospital. ‌—‌ Todos avançaram escada acima, enquanto permaneci ali.

As mãos tocaram a parede gélida, buscando um tipo de fraqueza na mesma, sem encontrar nada. ”Vamos ver se isso aqui consegue me ajudar.” A bandana voltou a sua posição normal, diretamente no meu pescoço após puxá-la com as mãos. ”Nossa!” Não era tão simples controlar o poder daquele doujutsu, ainda mais a dor que ele me gerava ao utilizá-lo. Ainda assim era preciso, mesmo que isso me fizesse mal por ora.

A visão começou a se focar quando meu chakra se misturou ao olho. Comecei a me concentrar em um ponto em específico, quando passei a ver através da parede criada pelo inimigo. ”Entendi, a parede não é tão grossa assim. Senti um certo alívio, mas não era o bastante. ”Talvez isso seja o bastante.” Afastei-me com um salto, parando a cerca de dois metros do jutsu doton.

Minha mão se estendeu em sua direção, recebendo um pouco do meu chakra que logo se transformou em elemento. Um grande braço de vento se formou em meu braço, criada no tamanho que coubesse dentro daquela sala sem esbarrar em nada além de tocar a parede de doton. Os dedos seriam pressionados contra a tal parede, tentando furá-la com aquela técnica.

O poder da minha habilidade não foi o suficiente para abrir uma passagem naquela estrutura, me obrigando a injetar um pouco mais de chakra elemental sobre todo o braço para deixá-lo mais forte. As pontas dos dedos, por outro lado, tomaram uma forma mais pontiaguda. Isso se dava para que conseguisse perfurar aquela parede de terra, facilitando a abertura da passagem que precisava.

HP: 2035/2050 | CH: 4470/4575 | ST 1/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Sex 23 Set 2022, 13:56

ONE
DAY AT
A TIME
Diante da abertura que fiz com a mão de vento veio o outro lado do porão. A técnica foi desfeita, me permitindo passar pela passagem. Me deparei com o outro lado do local completamente vazio, sem vestígios de algum ninja escondido. O chakra que ainda se misturava ao tenseigan o fazia observar bem aquela região. —‌ Droga, vou ter que correr atrás deles. ‌—‌ Me senti irritado com aquela situação, mas não dei mais passo algum devido ao novo olho.

O poderoso doujutsu voltou a pulsar em meu rosto, gerando dores incômodas que me impediram de avançar na busca dos inimigos. Fiquei parado por alguns instantes, tentando conter aquela dor, percebendo que ficar parado não seria a minha melhor decisão. —‌ Dane-se, vou assim mesmo. ‌—‌ Mesmo que aquela dor me acompanhasse, segui pelo mesmo buraco que os ninjas inimigos fizeram para entrar naquele local.

Eu realmente não esperava, mas a dor por um momento parou e ampliou o meu ângulo de visão. Graças a isso pude ver logo na entrada do buraco, dois ninjas parados à espera de alguém que passasse por ali. "Entendi, então já esperavam." Estava claro que eles tinham se organizado para conseguir salvar aquele homem.

Pensei um pouco mais, decidindo me esconder através da invisibilidade proporcionada por uma das minhas técnicas de Ninjutsu. Somente assim eu avançaria para fora do buraco, saltando e avançando em alta velocidade. Ao saltar para fora me virei na direção dos inimigos, puxando uma grande quantidade de ar.

Em meio ao ar liberei toda aquela energia eólica reunida em meu interior, lançando contra os ninjas uma forte rajada de ar. Logo após isso, usando a visão disponibilizada pelo tenseigan, lançaria duas lanças de ar contra cada um, usando das minhas manipulações. Não esperei pela reação deles ao primeiro ataque, mas também não confiava plenamente que conseguiria lidar com ambos tão facilmente.

Eu realmente peguei os dois de surpresa com a primeira investida. Ambos os ninjas foram lançados contra algumas árvores, os deixando meio desorientados. Já no segundo ataque, esse não foi completamente efetivo como eu desejava. Apenas um deles foi atingido pela lança de ar, enquanto o outro se revestiu de doton conseguindo dissipar meu ataque e assim, se manter vivo. O outro, por assim dizer, estava caído no chão cheio de sangue escorrendo pelo seu corpo.

—‌ Onde você está seu desgracado? ‌—‌‌ Ele não parecia conseguir me ver nem me sentir, mas até onde ele se manteria a salvo dos meus ataques? —‌ Você vai conseguir sobreviver por mais tempo? ‌—‌ Ao falar eu já estava entregando a minha posição, mas assim que parei de falar já me lancei para cima do galho da árvore que estava próximo de mim. —‌ Filho da mãe, você não vai passar daqui! ‌—‌‌ O homem realmente estava furioso, mas ele conseguiria me deter?

HP: 2035/2050 | CH: 4357/4575 | ST 2/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Sex 23 Set 2022, 20:21

ONE
DAY AT
A TIME
Fiquei sobre aquela árvore por mais alguns instantes, observando a reação do homem que estava a cerca de cinco metros de distância de onde eu me encontrava. —‌ Aparece maldito, ou vou destruir essa floresta até te matar. ‌—‌‌ Seu tom soou bastante confiante e convincente, mas até onde ele estava falando a verdade? Não sabia ao certo qual era o poder dele, mas vi quando ele usou uma defesa para fortalecer seu corpo e evitar minha lança de vento. ”Doton? Pode ser fuuton também.” Talvez até fosse suiton. Enfim, naquele momento não tinha como saber.

Quanto mais o tempo passava, pior o inimigo ficava. Chegou um momento que ele se cansou de esperar e levou suas mãos até o chão. Atentei-me bem em sua movimentação, mas percebi o quão perigoso era quando as árvores a sua frente começaram a afundar no solo. A que eu estava apoiado simplesmente começou a cair para o lado, me levando junto com ela. ”Ah droga, ele usa doton!” Aquela luta realmente não seria tão simples quanto eu imaginava, mas não me dei por vencido.

Para me livrar daquela queda, e do afogamento dentro da lama, precisei me lançar para um ponto atrás do ninja renegado. Tive que impulsionar meu corpo com toda a força e velocidade que tinha até pousar a dois metros de onde o homem estava, sem que ele soubesse a minha posição atual. ”Deixaram alguém que não tem uma forma de sentir o chakra alheio.” Diferente do meu caso, que tinha como.

Suas mãos continuaram contra o chão, com suas costas indefesas e sua guarda baixa. Claro, foi isso o que imaginei ao vê-lo naquela posição. Pensei em aproveitar e por isso avancei contra ele, levando a minha mão até a frente do corpo já criando um braço de vento que se estendia a alguns metros diante de mim. —‌ Mas que droga! ‌—‌‌ Eu o atingi em cheio, isso foi claro, mas não consegui feri-lo. Seu corpo foi arremessado contra a lama que ele mesmo tinha criado, mas diferente do que aconteceu com as árvores, ele não afundou. ”Sério isso?” Realmente, aquilo não me pareceu nada bom.

Como a mão de vento ainda estava em meu braço, ele pode ver a minha posição naquele exato momento, e foi quando ele criou um grande dragão de lama que veio na minha direção com uma imensa força e velocidade. Como o jutsu de vento já estava na minha frente, foi o bastante para conseguir aparar o primeiro impacto. Mesmo assim notei que aquela garra se quebrava à medida que o dragão continuava colocando força contra ela. Foi exatamente por isso que usei minha manipulação para cobrir toda aquela garra, a deixando ainda mais forte e por sua vez, destruindo todo o dragão. —‌ Obrigado por me mostrar onde você está. ‌—‌‌ Ele ainda conseguia ver minha técnica em atividade, e teve a certeza da minha posição graças ao seu ataque com o dragão.

HP: 2035/2050 | CH: 4470/4575 | ST 3/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Sab 24 Set 2022, 11:02

ONE
DAY AT
A TIME
Não estava em uma posição tão favorável naquele instante, diante de um inimigo que já sabia onde eu me encontrava. O jutsu que estava em atividade foi desfeito, mas mesmo assim ele lançou um um golem de pedra contra mim. Ele era grande, mas aparentemente não tão poderoso quanto o dragão que tinha lançado contra mim. ”Droga!” Sua velocidade era alta, ao ponto de me impedir de agir por minha própria velocidade. Tive que pensar muito rápido, e agir ainda mais enquanto ele ainda corria contra mim.

Utilizando do ar ao meu redor, criei um arco de vento com uma flecha engatada nele, reforçado com uma das minhas manipulações. Assim que o grande ser de terra chegou a um metro de mim eu disparei a flecha contra seu peito, contendo todo o meu poder naquele momento. ”Consegui?” Quando a leve nuvem de poeira se desfez, um buraco enorme em seu peito apareceu. O Golem estava parado, enquanto o inimigo atrás dele bravejava de fúria por ver que eu tinha conseguido sobrepuja-lo.

A criatura de terra se desfez em questão de segundos, levando consigo a flecha disparada. Eu realmente não acreditei que aquele ser conseguira aparar todo o meu dano, mas então entendi que aquele inimigo não era tão fraco assim. ”Ficar aqui não é uma boa ideia.” Saltei sobre a árvore que estava logo atrás de mim, saltando mais uma vez para a que estava ao lado dela, e assim mais uma vez para outra que estava ao seu lado. Fiquei duas árvores à esquerda da que saltei primeiro, me reposicionando perante a batalha.

O homem, que ainda estava em estado de fúria, criou um novo dragão para avançar contra a posição que me encontrava anteriormente, mas ele percebeu que eu já não estava ali. Seu jutsu apenas se chocou contra o solo, gerando um barulho alto que ecoou por alguns metros dali. —‌ Ahhh, até quando vai ficar se escondendo, covarde? ‌—‌‌ Não podia negar que esse tipo de coisa era bem chato, se fosse comigo eu também estaria bastante revoltado com a situação e com a outra pessoa, mas não era o caso.

Embora tivesse um alto poder destrutivo, não conseguia ultrapassar todo o poder defensivo daquele inimigo. Tinha que pensar em algo ainda melhor, ou tornar meus jutsus ainda mais poderosos. Algo simples? Não, mas aquela era uma luta de vida ou morte, onde quem superasse seus limites conseguiria sair vitorioso. Para mim, quem perderia aquele combate seria aquele homem, e não eu. Meu objetivo era maior do que o dele, e o usava como um impulsionador para não perder.

”Ok, dessa vez vou usar tudo o que eu tenho nesse golpe.” Tinha uma ideia do que poderia fazer para conseguir ultrapassar toda aquela defesa, mas não era certo que realmente conseguiria. Se tratava apenas de uma ideia, algo que sentia estar certo. O olho esquerdo ainda dava sinais de vida, pulsando em meu rosto. Diferente de antes, a dor havia diminuído, e agora ele estava me ajudando a saber a posição exata daquele homem.

HP: 2035/2050 | CH: 4395/4575 | ST 4/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Dom 25 Set 2022, 10:31

ONE
DAY AT
A TIME
O cansaço era tão grande que desativei tudo o que eu estava usando, até mesmo o Tenseigan. Fechei o olho esquerdo enquanto puxava uma kunai de dentro da bolsa de armas, tendo a noção de que não conseguiria continuar a luta por muito mais tempo caso seguisse naquele ritmo de combate. ”Ok, vou distrair ele um pouco antes que eu volte com tudo.” Não estava mais invisível, mas ele também não conseguia me ver já que me encontrava escondido atrás da árvore onde estava apoiado.

Preparei a arma que havia pego com um papel bomba, o bastante para criar uma leve distração contra aquele homem. Estava prestes a agir quando um dos Anbus chegou e parou ao meu lado. —‌ Você está bem? ‌—‌ Ele conseguia ver em meu rosto o quanto estava cansado, mas mesmo assim balancei a cabeça positivamente. —‌ Deseja ajuda? ‌—‌ Claramente eu precisava. Sinalizei para ele se aproximar um pouco mais, mesmo já estando falando baixo em meio a conversa.

—‌ Eu preciso de alguns minutos para descansar, pode distrair ele por enquanto? ‌—‌ Ele sinalizou que sim, me falando algo importante antes de continuar. —‌ Já estão indo atrás dos outros, então não se preocupe por enquanto. Aliás, me fale um pouco sobre esse homem. ‌—‌ A primeira coisa é que ele não era tão fraco quanto imaginei. —‌ Ele é um poderoso usuário de Doton, tome cuidado principalmente com o pantano de lama dele. ‌—‌ Para mim, aquela era a parte mais perigosa com que me deparei durante o nosso combate. —‌ Obrigado, agora é comigo, descanse um pouco. ‌—

O homem deixou seu corpo despencar de cima da árvore, mas sua queda foi tão suave que até mesmo me impressionei. Dava para ver uma leve corrente de ar o envolvendo ao se lançar para baixo, mas nunca tinha visto aquela técnica. ”Provavelmente é uma criação dele.” Me perguntei se ele me ensinaria futuramente, mas provavelmente não.

Ele se colocou de frente para o homem, ficando a cerca de três metros de distância já lhe chamando a atenção. —‌ Acredito que está com dificuldade, não é mesmo? ‌—‌ Eu não tinha percebido por ele estar de máscara, mas o Anbu estava com seu byakugan ativo em seu rosto. —‌ Aquele covarde desistiu de lutar e fugiu? Hahahahahah! ‌—‌‌ Ele gargalhou, mas foi calado assim que o ninja de Konoha balançou sua mão contra ele.

Não deu para ver tudo tão completamente, mas vi quando uma forte ventania foi lançada contra o ninja inimigo. Ele até criou um golem de pedra, mas diferente de todo o meu esforço, sua técnica foi desfeita assim que foi criada. ”Que poder é esse?” Fazia sentido aquele homem ser da Anbu, mas seu controle sobre o elemento futon era ainda mais poderoso que o meu.

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 3/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Dom 25 Set 2022, 16:24

ONE
DAY AT
A TIME
Permaneci atento ao combate, principalmente nas ações do ninja da folha que se mostrou extremamente habilidoso no mesmo elemento que eu possuía. ”Como ele consegue fazer isso?” Procurei uma resposta, mas até o momento não consegui obtê-la durante o combate. O inimigo percebeu que aquele combate seria mais complicado do que o que estava tendo comigo, e eu também notei isso. Talvez observar também fosse uma boa forma de aprender a controlar o meu próprio elemento.

—‌ Eu vou dizer um pouco sobre o porquê de estar tendo toda essa dificuldade. ‌—‌ Me perguntei por um instante o motivo dele fazer aquilo, mas então entendi que talvez fosse uma forma deu aprender o mesmo que ele sabia. —‌ Eu sou mestre no meu elemento, além de ter muitas outras habilidades. Acontece, que você não chega aos meus pés. ‌—‌ Entender que ele era mestre em seu elemento me abriu os olhos, eu tinha que conseguir alcançar esse mesmo nível de poder. —‌ Meu elemento é mais poderoso que o seu, sua densidade é superior, tão intenso que nem mesmo seu Doton é capaz de deter, é por isso que consigo sobrepuja-lo. ‌—

A cada palavra que o homem dizia eu entendia mais. Era necessário tornar meu chakra mais intenso, mais poderoso, se eu quisesse deixá-lo mais poderoso. O que ele dizia fazia muito sentido, e entendi o que deveria fazer para conseguir tornar meu principal elemento em algo tão poderoso que não haveriam formas de alguém impedi-lo. ”Muito obrigado meu amigo.” Ele era um ninja da folha, claro que eu o considerava como um amigo. O que eu não sabia é que eu realmente o conhecia, esse era o motivo dele estar ali.

A batalha continuou, e o inimigo não entendeu o porquê daquele homem estar lhe dizendo tudo aquilo. Ele considerou que o Anbu estava brincando com ele, debochando do seu poder. Devido a isso ele criou dois dragões feitos de lama, lançando um após o outro contra o shinobi da folha. —‌ Você é pior do que aquele covarde, vou te mostrar no que sua arrogância irá levar. ‌—‌‌ O primeiro dragão avançou tão rápido, que não consegui acompanhá-lo muito bem. O Anbu, por outro lado, apenas balançou sua mão na direção do jutsu, lançando contra ele uma rajada poderosa de vento.

As folhas de todas as árvores balançaram abruptamente pela ventania que ele criou, e o choque entre sua técnica e do ninja renegado fez com que a lama se espalhasse por todo o lugar. ”Uau.” O inimigo ao ver aquilo sentiu um misto de pavor e raiva, vendo que talvez sua morte viesse pelas mãos daquele homem que estava a sua frente. O segundo dragão, que foi logo em seguida, ainda recebeu parte do ataque que destruiu o dragão anterior, mas continuou avançando. O Anbu, por sua vez, balançou sua outra mão, criando uma rajada de vento ainda mais poderosa que a anterior.

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 1/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Dom 25 Set 2022, 22:24

ONE
DAY AT
A TIME
A ventania foi muito mais forte do que a lançada antes, fazendo dessa vez as árvores balançarem de um lado para o outro, parecendo que iriam sair do chão com raízes e tudo. Por não estar no ângulo de ataque do jutsu, eu apenas observei a cena de onde me encontrava. O primeiro dragão de lama lançado pelo inimigo já tinha aberto um caminho por entre as árvores, me permitindo ver melhor a situação do combate. Foi com isso que vi o segundo dragão avançando, mais fraco pelo acerto da ventania anterior. Com o novo ataque do Anbu, o dragão não teve nem tempo de continuar avançando.

O choque entre ambas as técnicas, mais uma vez, espalhou lama para todos os cantos. Claramente a situação não estava tão boa para o lado inimigo, e vi isso quando a ventania não se dissipou ao acertar o jutsu de terra do nukennin. ”Agora sim.” Se eu pudesse olhar para o rosto do renegado, poderia ver uma mistura de surpresa e medo ao se deparar com alguém bem mais habilidoso que ele mesmo. Ele havia perdido um aliado logo no início, mas até a chegada do Anbu ele pensava que teria chances de vencer. Com tudo aquilo, percebeu que não seria bem assim.

A ventania o atingiu em cheio, o arremessando cerca de cinco metros para trás contra uma árvore próxima que estava caída devido ao pantano de lama. O Anbu se manteve parado, colocando suas mãos atrás do corpo enquanto observava o outro. —‌ Miserável, como pode? ‌—‌ Ele sentia certa dificuldade em se locomover, graças ao forte impacto do seu corpo contra a árvore.

—‌ Você invade nossa vila, abre um buraco no porão do hospital, leva uma das nossas como refém, e acha que vai sair livre? ‌—‌‌ Seu tom de voz soou extremamente séria e sombria, deixando claro o quanto ele estava irritado com aquela situação. —‌ Você terá sorte de eu não te matar aqui e agora, já que está sendo bem difícil me segurar. ‌—‌‌ O renegado não foi o único que ficou surpreso ao ouvir que aquele homem estava se segurando, também fiquei surpreso ao ouvi-lo falar aquilo.

Depois de demonstrar tamanho poder, saber que ele conseguiria fazer muito mais do que já fizera me deu até um calafrio. ”Ainda bem que ele está do nosso lado.” De fato, pois não tinha mais tanta certeza se conseguiria dar conta de uma pessoa tão forte quanto aquela. Bom, já tinha lidado com situações bem complicadas até então, mas até onde eu conseguiria ir? Sabia que meus limites eram altos, mais do que se podia imaginar, mas eu realmente não fazia ideia do quão poderoso eu conseguiria me tornar. Vendo aquele homem da folha lutando, o usava como um exemplo a se seguir. Decidi então alcançar o mesmo patamar de poder que ele havia demonstrado, levantando então no galho em que me encontrava para me preparar para o que viria a seguir.

HP: 2050/2050 | CH: 4575/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe  FwEdX3H

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado Ontem à(s) 19:05

ONE
DAY AT
A TIME
O Anbu de Konoha percebeu a minha movimentação, e foi logo cruzando os braços enquanto o nukennin tentava se levantar após o forte impacto contra a árvore caída. —‌ Então, consegue se levantar ou prefere desistir da luta e se entregar? ‌—‌ Enquanto o homem dizia aquelas palavras, eu saltava da árvore em que me encontrava indo direto para a outra que ficava logo a frente. —‌ Quem você pensa que é? ‌—‌‌ Saltei para mais uma árvore, ouvindo todo o diálogo. Havia entendido qual era a intenção do ninja da folha, e seguia seu plano com o Tenseigan já liberado.

—‌ Eu estou lhe dando uma escolha, ou você se entrega ou sua morte pode vir a galope. ‌—‌ O anbu de fato estava dando uma escolha para o inimigo, mas ele realmente não estava muito interessado em aceitar. —‌ Eu vou é te matar. ‌—‌‌ O ninja inimigo se levantou, ainda meio zonzo pelo golpe de antes. —‌ Quero que você morra. ‌—‌‌ Sem esperar o homem criou uma estaca de pedra e o arremessou contra o outro ninja do fogo. —‌ Segure essa! ‌—‌‌ A estaca era veloz, mas parrou quando o ninja da folha liberou um poderoso sopro contra ela.

A estaca de terra permaneceu parada por alguns segundos, antes de ser completamente despedaçada pela barreira de ar gerada pelo simples sopro daquele ninja. —‌ Está entendendo? Você não vai conseguir me vencer. ‌—‌ ‌Assim que ele falou isso o inimigo entrou em fúria, criando cerca de cinco estacas de terra. —‌ Você verá que não. ‌—‌‌ Todas foram disparadas ao mesmo tempo, tendo um único alvo a atingir.

Eu já estava em um bom alcance, com um bom espaço para atacar aquele ninja que se mostrou ser poderoso. ”Ok, como foi que ele fe mesmo?” Puxei uma grande quantidade de ar para dentro dos pulmões, lembrando das palavras ditas pelo ninja aliado enquanto estava lutando, e eu descansando. ”Isso, preciso intensificar o meu chakra e assim o liberar. Tudo após transformar sua natureza. De fato parecia ser bem fácil, e aos poucos minha energia se misturava a todo o ar que já tinha reunido.

As estacas criadas pelo renegado avançaram com grande velocidade contra o Anbu, mas ele não esperava que eu ainda estivesse por ali para aproveitar de sua falta de atenção para atacá-lo. Não demorei a liberar uma forte rajada de vento na direção do inimigo, vendo algumas árvores se entortarem dada a força posta naquele simples jutsus. Era uma técnica de rank C, mas ao utilizar a teoria do Anbu consegui colocar uma força ainda maior naquela técnica. ”Consegui!” Era nítido que aquele habilidade estava com sua potência elevada. ”Quero ver conseguir deter isso.” Se tratava de um ataque surpresa, vindo de sua lateral, não havia um meio dele conseguir deter algo que não percebia assim de primeira.

HP: 2035/2050 | CH: 4532/4575 | ST 0/7

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Crônica - Solo] Da Cura a Catástrofe - Publicado