:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Sunagakure no Sato :: Centro da Vila
12 Anos Online
A Noite Mais Escura
Arco 03
Ano 14 DG
Outono
Diante da queda de Moira O'Deorain e a morte de Chisaki Overhaul, todos os olhos dos ninjas presentes em Kiri se voltaram para o Capuz Vermelho, que se revelou uma cópia exata do lendário Sarutobi Shion. Graças a Hyuuga Angell, o mercenário foi capturado, levando a prisão junto com Moira. Tudo aquilo favoreceu um entendimento entre as vilas que lutaram entre si em Oto, fazendo com que eles voltassem a neutralidade. Enquanto Iwa e Suna elegem novos Kages, em Konoha, Sarutobi Kaden se prepara para passar o seu cargo para um ninja mais jovem, ao mesmo tempo em que um novo Senhor Feudal assume em Kumo e o Daimyou de Kiri tenta impedir os ataques dos opositores de Jyu. Com a revelação de Chisaki Overhaul sobre a HYDRA, as ações da empresa acabam sofrendo uma grande queda, gerando indícios de uma enorme crise nas grandes nações. Diante do caos, diversos vilarejos pequenos são varridos do mapa quando uma onda de assassinatos em massa se inicia, ao mesmo tempo em que um grupo de fieis ao Jashinismo começa a se erguer, trazendo uma mensagem de esperança para os corações afligidos pelo sofrimento.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Oblivion
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
XXXXX
Futuramente teremos.
Discord#1234
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

[Capítulo] Insurreição Vermelha - Publicado Sex 13 Maio - 0:09


風の天才

Após o ocorrido com os Descendentes Vermelhos, tendo Serroy sido preso por mim graças a investigação e, claramente, ajuda de Asuna, o caos se instaurou com o decorrer do tempo. Passaram cerca de uma a duas semanas desde que a prisão do velho decrépito foi ordenada. Os murmurinhos podiam ser escutados por qualquer ouvido interessado, os fiéis da seita estavam nas ruas, em cada viela, chorando em suas palavras pela grande falta que o líder deles fazia. Marionetes da fé, nada mais do que isso. Ter conversado pela primeira vez com a sombra da Areia determinava o quão grave era a situação em que fui obrigado a me meter, virando um dos alvos das ações extremistas dos Descendentes Vermelhos.

Por mais que a situação se mostrasse agravar de forma gradativa, o máximo que havia acontecido comigo, ou melhor, com minha casa, foram algumas pedras lançadas da rua, no meio da madrugada, na direção de uma das únicas janelas do pequeno apartamento. O barulho sequer foi suficiente para me acordar aquele dia, mas no dia seguinte minha ira descontou a situação em cerca de quatro maços de dunhill vermelho, sem pena alguma dos pulmões provavelmente já debilitados pelo vício em nicotina. O decorrer dos dias se deu de forma tranquila, sem nenhum outro caso de depredação contra minha propriedade ou até mesmo contra mim.

Altria era o maior alvo dos fanáticos, sendo tema principal das passeatas contra seu governo. Os fiéis a pintavam como um monstro, o que no caso talvez fosse verdade, mas não pelos falsos motivos que eles teimam em apontar. Conseguia ter uma visão de tudo, afinal, boa parte da periferia ou seguia os pensamentos de Serroy, ou não se importavam o suficiente para baterem de frente contra os fiéis que, conforme passava o tempo, aumentava seus números. O barulho do quinto ou sexto protesto me fez acordar durante a tarde, conforme ainda me recuperava dos ferimentos da última missão.
 — Malditos! — gritei fitando a janela quebrada, com resquícios de alguns cacos de vidros sobre o parapeito dela, tentando abafar o som ao colocar o travesseiro de forma dobrada sobre a cabeça. — Se eu soubesse que eles iam fazer tanto barulho por um simples velho sequer tinha aceitado a missão.  — resmunguei, levando a destra até o copo cristalino na beira da cama, vendo o líquido amarelo tamborilar conforme pegava o objeto, dando um único gole, sentindo arder todo o meu âmago.

Hatake Kōga — HP: 1300/1300 l Chakra: 1750/1750 l ST: 0/8

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Re: [Capítulo] Insurreição Vermelha - Publicado Sex 13 Maio - 10:09


風の天才

Me levantei de forma vagarosa, sentindo a preguiça sair do meu corpo de forma gradativa, enquanto me espreguiçava levando ambos os braços pro alto, ainda com o copo em mãos. Olhei pra um lado, depois para outro, buscando encontrar meu maço espalhado por algum lugar do pequeno quarto. Ao revirar o edredom escutei meu vício chocar-se contra o solo amadeirado. Sorri, pegando-o com a destra como se aquele simples objeto fizesse parte de mim. Acessei o interior do maço com a canhota, pegando um único cigarro dos incontáveis ali presentes, pegando o isqueiro metálico com o símbolo da Areia estampado em ambos os lados, riscando-o e fazendo fumo. O primeiro trago foi o mais demorado e quando exteriorizado, fez com que a fumaça acinzentada tomasse conta do ambiente por meros instantes, mas suficiente para aromatizar o cômodo uma vez mais.

Meus passos despreocupados me levaram até a cozinha, buscando por um café já pronto, mas me lembrei a falta que Seiji fazia em não ter voltado de sua missão confidencial.
— Será que ele morreu? — pensamentos como estes rondavam minha mente vez ou outra, quando eu tinha tempo para pensar nesses assuntos, principalmente. A garrafa de café já não estava mais no local de costume, sequer tinha café para ser feito. Viver sozinho tornava-se conforme as semanas passavam, meu pior e mais sincero pesadelo depois das Sombras. Suspirei, pensando em como seria se eu saísse em meio ao caos instaurado dentro da Areia. Por mais que me permitisse andar pelos arredores, vez ou outra ia encontrar Asuna no bar, ou até mesmo ia ao Gabinete de Altria. — E que mal pode acontecer? — disse, observando a geladeira com pouquíssimos alimentos.

Tirei a poeira da veste batendo duas vezes, consecutivamente, tossindo ao sentir um pouco do resquício entrar em minha boca. Dei mais um trago no cigarro, conseguindo sentir a nicotina dançar com meu corpo como se fossemos um casal, nascidos um para o outro.
— Talvez essa seja a minha verdadeira habilidade. — sorri, girando a maçaneta da porta, abrindo-a e sendo abraçado de forma rude pelos raios solares que mesmo à tarde faziam-se presentes.

Só existia um lugar que me acolheria de forma genuína, ou melhor, um lugar não, mas uma pessoa em especial. Andei dois quarteirões, analisando todo o ambiente ao meu redor e o caos causado pelos seguidores de Jashin. Diversos papéis espalhados pelas ruas, como algumas lixeiras pegando fogo, crianças e idosos se escondendo dentro de casas olhando pelas janelas com um semblante claro de preocupação.


Hatake Kōga — HP: 1300/1300 l Chakra: 1750/1750 l ST: 0/8

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Re: [Capítulo] Insurreição Vermelha - Publicado Sex 13 Maio - 13:29


風の天才

Andar por alguns minutos foi suficiente para que eu conseguisse ver a fachada do bar da família de Asuna de longe e apesar da situação nada favorável do vilarejo, alguns ainda teimam em cair bêbados pelas calçadas da Areia de forma vergonhosa. Ignorei todos eles, empurrando a porta para dentro. O estado do bar me chocou um pouco, devo confessar. Arqueei a sobrancelha ao ver as diversas mesas quebradas no meio, como um símbolo circular com um triângulo no centro bem no meio do estabelecimento. O Sangue também fazia-se presente, impregnado nas madeiras enegrecidas do bar. Me aproximei do balcão, buscando pela mulher de fios enegrecidos e olhos esmeraldinos. — Asuna? — perguntei em alto e bom tom, vendo ela de costas. Parecia estar em choque com a situação do local, mas não tardou em se virar com os olhos lacrimejantes. — Koga? — em aparente êxtase, saiu de trás do balcão, me dando um forte e verdadeiro abraço.

Não soube como lidar com aquela situação, muito por conta da minha falta de trato com pessoas, mas me esforcei ao máximo para ajudá-la e entender toda aquela situação.
— O que houve, Asuna? Aquele símbolo… é o mesmo de Serroy. — tentei adivinhar de primeira, dando um leve soco no balcão, mas suficiente para fazer o barulho ecoar pelo ambiente. Ela segurou meu punho após o atrito, mostrando estar tremendo. — Eles piraram… estão atacando tudo e todos que não concordam com a fé deles. Depois do ocorrido, meu pai deixou de frequentar a Catedral, voltando a focar no trabalho e nos afazeres de casa. Estava tudo em paz, mas durou pouquíssimos dias. — o choro tomou conta de sua face e, de forma natural, abracei ela, colocando minha destra sobre a cabeça dela, encostando em meu peito, confortando-a.

O ódio tomou conta do meu corpo na hora, mas precisava entender mais do que somente o ataque dos fiéis, afinal, já era notório. — E o que eles fizeram a vocês, além de quebrarem tudo? — perguntei, sabendo que a situação pouco confortável faria ela chorar mais, de forma inevitável. Apesar de tudo, engoliu o choro, olhando em meus olhos e começou a explicar. — Eles vieram de noite, madrugada, quando estávamos prestes a fechar. Quebraram tudo, bateram em alguns clientes, mas principalmente levaram meu pai e minha mãe pelos cabelos, praticamente. Eles gritavam dizendo que um tal de Messias estava andando sobre as areias. Louvaram o nome de Serroy e de Jashin.— o soluço voltou uma vez mais, atrapalhando o restante das explicações, mas foi suficiente pra mim. Abracei ela uma vez mais a fim de tentar acalmá-la. Só conseguia fazer isso naquele momento.

Hatake Kōga — HP: 1300/1300 l Chakra: 1750/1750 l ST: 0/8

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Re: [Capítulo] Insurreição Vermelha - Publicado Sex 13 Maio - 15:03


風の天才

Ficamos naquela situação por longos minutos até que ela conseguisse se acalmar, ou aparentou, pelo menos. — Isso foi na madrugada de ontem pra hoje? Se sim, tem alguma notícia deles? — as perguntas talvez me fizessem parecer um pouco incisivo, mas precisava entender tudo para tentar ajudá-la. Asuna consentiu de forma positiva com a cabeça para a primeira pergunta e de forma negativa para a segunda. Seus olhos percorreram todo o bar, de um extremo ao outro, analisando todo o prejuízo. Busquei uma cadeira jogada no chão próxima de nós, com a destra, levantando-a e fazendo com que a mulher se sentasse. — Vou tentar procurá-los, talvez alertar outros ninjas para me auxiliarem… não sei, mas vai dar tudo certo, Asuna. Confie em mim. — minhas palavras faziam ela se encher de esperança, conforme eu buscava me ajoelhar, ficando na mesma altura que ela, sentada. Ela devolveu minhas palavras com um sincero sorriso estampado na face, apesar de breve.

Não sabia sequer por onde começar, ou quem fosse o Messias tão comemorado pelos fiéis, mas ao ser abraçado pelo típico frio da noite da Areia, comecei a correr na direção do centro, visando acessar a Catedral. Utilizando minha máxima velocidade, demorei cerca de seis a sete minutos para percorrer metade do caminho, atento a tudo, parando ao ver uma cena repugnante. Uma mulher sendo arrastada pelos cabelos até um beco com pouca iluminação. Dois homens tentaram abusar dela enquanto ela tentava se desvencilhar dos depravados sem qualquer hesito. Sequer pensei duas vezes em agir, me aproximando pelo alto, pulando de telhado em telhado até conseguir acertá-los com uma simples manipulação de vento.

A onda massiva de vento percorreu o caminho até eles de forma rápida e sorrateira, acertando ambos, fazendo-os voar na direção contrária a da mulher. O choque com a parede de concreto foi suficiente para desorientá-los durante alguns segundos e, aproveitando a brecha, pulei do telhado sentido ao solo, flexionando ambos os joelhos, minimizando qualquer efeito colateral do impacto. Meu semblante causou uma paralisia imediata nos dois. Aproveitei para disparar duas simples kunais visando o crânio de ambos, vendo a massa cefálica escorrer sobre o solo.

O choro da mulher me fez cair na real e ao me aproximar dos dois corpos já sem vida, pude ver a semelhança com os fiéis de Jashin. Ambos carregavam um pingente cada, com o mesmo símbolo desenhado no centro do bar de Asuna.


Hatake Kōga — HP: 1300/1300 l Chakra: 1550/1750 l ST: 1/8

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Re: [Capítulo] Insurreição Vermelha - Publicado Sex 13 Maio - 16:34


風の天才

Me aproximei da mulher que se encontrava em choque. Estendi a destra esperando que ela pegasse na minha mão e levantasse. Assim foi. Ela me agradeceu pelo ato de heroísmo, mesmo que aquele fosse meu dever em sua pura e verdadeira essência. Devolvi com um sorriso sem graça, ainda focado nos corpos mortos. Me aproximei deles uma vez mais, retirando as duas kunais cravadas nos dois crânios. A cena podia fazer qualquer um vomitar, mas sequer mexeu comigo. Já estava acostumado com aquele processo. Guardei as kunais banhadas de sangue e massa cefálica no mesmo lugar de outrora; a pequena bolsa ninja.

A despedida se deu sem sequer falar uma palavra, apenas com um gesto de ok. Pelos telhados continuei me movimentando em altíssima velocidade, afinal, precisava chegar na Catedral o quanto antes. A noite me abraçou de uma forma genuína, escondendo minha face graças ao capuz do casaco, conseguindo passar por vários pequenos grupos de fiéis espalhados por todo o vilarejo da Areia. — É como se prender Serroy fosse a fagulha necessária para acender todo esse caos. Maldito seja, velho imundo. — disse aos ventos em baixo tom, quase como um sussurro, conforme fitava todas as famílias que se escondiam em suas casas, observando pelas janelas as passeatas nada pacíficas.

Segui o fogo até ver a colossal construção banhada de ouro em diversas partes. O símbolo do jashinismo, no topo, significava ser o lar dos malditos. Diferente da única vez que estive lá, desta vez, diversos homens encapuzados e possuindo uma túnica preta cada faziam uma espécie de guarda do lado de fora. Sequer conseguia contar seus números, mas sabia que seria impossível entrar na Catedral sem ser visto ou sem evitar qualquer luta.
 — Merda. — pensei nos pais de Asuna conforme continuava observando a Catedral de cima do maior prédio ali.

Fiquei cerca de dez a quinze minutos observando, tentando encontrar alguma brecha no sistema de segurança deles, mas não tive êxito algum e a sensação de impotência me deixava extremamente puto. E, por mais que quisesse salvar a vida dos pais de uma das únicas mulheres que conseguiu dividir minhas atenções. Somente Pan e minha mãe conseguiram.
— Vou ter que ir atrás de ajuda. Centro Militar, talvez? — mantive o mesmo baixo tom, pensando que seria fácil chegar até o Centro Militar, afinal, ficava a não mais que um quilômetro da Catedral. Por mais que parecesse absurdo ir até lá, muito por conta da confusão que nitidamente estava mais centralizada ali e no Gabinete da sombra da Areia, não tinha outra opção senão tentar.  


Hatake Kōga — HP: 1300/1300 l Chakra: 1550/1750 l ST: 2/8

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Re: [Capítulo] Insurreição Vermelha - Publicado Sex 13 Maio - 18:04


風の天才

Vi o grande prédio de longe, buscando um acesso lateral que somente os ninjas da Areia conheciam, ou pelo menos deveria ser assim. A parte da frente encontrava-se interditada, tanto pelos fiéis que tentavam pedir a soltura de Serroy, quanto pelos Genin’s que faziam a segurança do prédio e dos oficiais importantes que ali se mantinham. Alguns fiéis mais exaltados lançavam tomates e algumas outras frutas na direção do cordão que os Genin’s faziam para evitar qualquer chance de passarem e entrarem no Centro Militar. Não consegui segurar o riso frouxo ao ver aquela cena, afinal, ser um ninja iniciante era muito mais fácil na minha época. — Só precisávamos caçar gatos perdidos, flores para um colecionador raro, limpar os muros do portão principal e na pior das hipóteses fazer a segurança de alguma família rica. Isso aí que eles estão precisando suportar é loucura. — disse me identificando para um dos jovens que havia me abordado. — O vilarejo… digo, o país está uma loucura, senhor Koga. Isso é só um detalhe. — o Genin me respondeu e, apesar de já saber disso, agradeci o mesmo conforme ele autorizava a minha entrada.

O prédio parecia mais quieto que o habitual e conforme fui acessando os extensos corredores, pude ver o medo sobre a face de alguns ali. As atendentes ficavam escondidas atrás do balcão principal, como se aquilo fosse suficiente para impedir o ímpeto dos fiéis. Me aproximei de uma delas que se encontrava na ponta. — O senhor Tanaka se encontra? Preciso falar com ele, com urgência. — ela se levantou e me respondeu de forma cordial. — Ele se encontra na sala 5B, segundo andar. O senhor é Koga, certo? Tem livre acesso para ir até ele. Inclusive, o senhor Tanaka acabou de enviar um Genin para procura-lo. — ela me informou o andar, a sala e a estranha procura por mim. Agradeci da mesma forma cordial, inclinando meu corpo por meros segundos. Caminhei vagarosamente, subindo os incontáveis degraus de acesso ao segundo andar.

Fitei todo o salão principal do segundo andar que muito se assemelhava ao primeiro, inclusive pelas pessoas, mas, desta vez, alguns curiosos ficavam se escondendo sobre as cortinas, vira e mexe olhando pelas frestas da janela, tentando observar todo o caos instaurado no lado de fora. Andei na direção da sala 5B, dando duas batidas na porta e entrando, sem sequer esperar.
— Senhor Tanaka? — perguntei, vendo um único homem de costas para a porta, também olhando por uma janela somente sua. Ele se virou rapidamente, com um sorriso de alívio estampado no rosto. — Bem vindo, Koga. Parece que o Genin conseguiu te encontrar rapidamente. — disse ele e, por mais que não tenha sido bem assim, permaneci em silêncio, me aproximando da mesa principal. — Preciso lhe pedir uma ajuda. — vociferei, retirando um cigarro do meu maço de dunhill, acendendo-o. Sabia que ele não se importaria, portanto, sustentei meu vício de forma rápida. — Desde que seja rápido… tenho uma missão urgente para você, preciso te explicar os detalhes urgentemente. — já imaginava qual era a pressa do sujeito e apenas concordei com o balançar de cabeça.  

Hatake Kōga — HP: 1300/1300 l Chakra: 1550/1750 l ST: 1/8

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Re: [Capítulo] Insurreição Vermelha - Publicado Sex 13 Maio - 19:35


風の天才

Puxei a primeira cadeira na minha frente, sentando. Busquei ser breve, apesar de precisar detalhar a situação de Asuna. — Então senhor, na situação em que prendi Serroy, uma das pessoas que me ajudou, se é que posso dizer assim, foi Asuna da família Oshuya. Eles possuem um bar perto de onde eu moro e os pais dela eram seguidores de Jashin, mais especificamente dos Descendentes Vermelhos. — pausei, levando o cigarro à boca uma vez mais, dando um leve trago, segurando o fumo entre os pulmões por meros segundos. — Já não são mais, graças a prisão daquele maldito, mas na madrugada de ontem pra hoje alguns fieis, mais radicais, invadiram o bar e levaram tanto a mãe quanto o pai de Asuna. Além disso, depredaram o local por completo, desenhando sobre o centro do grande salão o símbolo jashinista com tinta vermelha. — minha voz mudou um pouco no começo, mais rouca, graças a força de segurar o fumo dentro de mim. — Não tive êxito em encontrá-los e gostaria de pedir auxílio da Areia para ajudar essa família. — finalizei o pedido, encarando o semblante do senhor Tanaka mudar.

Arqueou a sobrancelha ao escutar minhas palavras, andando vagarosamente até a cadeira à minha frente, atrás da sua mesa.
— Olha, Koga. Estamos passando por uma situação extremamente complicada. Nosso poder político cai a cada dia graças a esses malditos seguidores de Jashin. Serroy parecia ser apenas uma peça, mas devo concordar que ele está sendo uma pedra maior que o sapato da Areia, suficiente para criar sequelas. Talvez tenha sido um erro mandá-lo prender esse homem… — as palavras duras surtiram efeito imediato em mim. Mostrei uma face descontente, principalmente sobre o pensamento raso daquele homem de quem sabe, querer soltar Serroy. — O senhor não está pensando em soltá-lo, está? — por mais que precisasse demonstrar respeito, confrontei-o de imediato. Ele gargalhou, desdenhando. — Se fosse possível, quem sabe. A questão não é soltar ele ou não, mas sim mandar mais ninjas saírem em busca de homens que um dia acreditaram nas falsas palavras de Serroy. Entende que não posso deslocar um grupo pra isso? Eles são seguidores de um mesmo deus, que se resolvam entre si. — queria duvidar das duras palavras do sujeito, mas não pude esconder o ódio que senti naquele momento. O cigarro se partiu em dois pela força que apliquei em ambos os punhos. As cinzas caíram sobre o solo e, algumas, sobre meu sapato.

Hatake Kōga — HP: 1300/1300 l Chakra: 1550/1750 l ST: 0/8

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Re: [Capítulo] Insurreição Vermelha - Publicado Sex 13 Maio - 21:06


風の天才

Levantei da cadeira, visualizando o lado externo do Centro Militar, tendo ampla visão do tumulto sendo criado do lado de fora. — Espero que consiga lidar com a morte de mais duas pessoas, senhor Tanaka. — fui o mais sincero possível e ele me respondeu com um simples sorriso. — Lidar com a culpa é um fardo que carrego assim que assumi esse cargo, jovem Koga. Não espero que você entenda agora, mas um dia vai se lembrar dessa nossa conversa e conseguirá julgar minhas ações de forma mais clara e objetiva. Agora, posso falar sobre sua missão? — dei de ombros, voltando ao meu lugar. O homem esticou o braço a fim de pegar uma pilha de folhas dispostas na ponta da mesa. Folheando algumas, encontrou a que precisava, dando uma breve leitura. — Um grupo mais fanático e radical decidiu ir além, sequestrando Miryo Shiguyata, um garoto de nove anos que descende da família Shiguyata, casa nobre próxima da linhagem do senhor Feudal do Vento. A inteligência de Sunagakure quer a todo custo esconder esse fato, para não alarmar nem potencializar a revolta dos insurgentes, só que ao mesmo tempo precisa encontrar o menino o mais rápido possível, e com vida. Pelo que pudemos apurar, ele foi levado até a Catedral dos Descendentes Vermelhos. — pausou por alguns segundos, ajustando o óculos que teimou em quase cair de seu rosto. — É sua obrigação salvar esse garoto, mantendo ao máximo essa missão em sigilo. Não podemos causar mais confusão do que já temos em todo o vilarejo. Conto com sua descrição e, sobre os homens que sequestraram o garoto, pode lidar com eles do jeito que bem entender e quiser. Um fiel a mais ou um fiel a menos, tanto faz, desde que o garoto fique são e salvo. — não disse nada, apenas sorri ao escutar que poderia lidar com os sequestradores do jeito que eu quisesse, seria suficiente para exteriorizar todo o ódio que senti dentro da sala.

— Posso ir? — perguntei, já levantando da cadeira e colocando a destra sobre a maçaneta metálica. — Farei o possível com relação aos pais da garota, fique tranquilo. Mas não irei por em risco nenhum ponto importante do vilarejo para isso, que fique claro. — o senhor Tanaka possuía uma personalidade forte, mas sempre se mostrou um verdadeiro líder e não foi diferente. Agradeci inclinando meu corpo como forma de respeito, girando a maçaneta e acessando o largo corredor.

Deixar o Centro Militar se deu de forma fácil pelo acesso lateral do prédio, gesticulando com os Genin’s que faziam a proteção da entrada, agradecendo.


Hatake Kōga — HP: 1300/1300 l Chakra: 1550/1750 l ST: 0/8

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Re: [Capítulo] Insurreição Vermelha - Publicado Sex 13 Maio - 22:36


風の天才

Já havia visto a Catedral anteriormente, tendo total ciência do quão complicado seria invadir aquele lugar, principalmente agora, cheia de guardas, afinal, a milícia armada de Serroy continuava agindo pelas ordens dele. Sequer desconfiei em outros fiéis que não estes para terem sequestrado uma criança que sequer tem envolvimento com os acontecidos. A missão, no fim das contas, veio a calhar. Conseguiria procurar os pais de Asuna dentro da Catedral, se ali estivessem, conforme procuraria também o Miryo Shiguyata. E, de quebra, conseguiria pôr um fim em boa parte deles, mas, principalmente no maior local de encontro dos malditos.

Poupei boa parte da minha velocidade no caminho de ida à Catedral, buscando sempre os telhados das casas e prédios para manter a vantagem de altura. Conseguia ver, ao analisar tudo durante o caminho, diversos picos de incêndios sendo controlados por alguns moradores e alguns ninjas também. Não tinha tempo para parar e ajudar, sequer tive vontade. Mantive-me direcionado à Catedral, focado no real objetivo.

Não demorei sequer meia hora para conseguir ver o tamanho colossal da Catedral. Busquei me aproximar pelo flanco esquerdo, fugindo de qualquer olhar treinado que pudesse estar de vigia ali. Utilizei as casas e vielas para esconder minha aproximação e, estando a cerca de quarenta metros do local, sorri.
— Que a vontade de Umbral seja feita. — sussurrei, vendo meu corpo se desfazer em milhares de folhas brancas. As folhas dançaram com o vento, direcionadas às incontáveis janelas da Catedral. Por conta da escuridão da noite, entrar no covil dos malditos tornou- se um objetivo fácil de concluir. Refiz meu corpo já dentro de um quarto vazio, com símbolos desenhados por toda a extremidade das paredes, os mesmos símbolos dos jashinistas.

Estranhos. Pensei, conforme ainda materializava meu corpo. Sequer conseguia escutar barulhos vindos de outros cômodos, que, apesar da Catedral ser gigantesca, o silêncio parecia um tanto quanto estranho. Talvez soubessem da minha presença, semelhante a quando tentei ver os documentos de Serroy. Acendi um cigarro mostrando tamanha preocupação. O fumo fez minha vontade se revitalizar. O sorriso sádico tomou conta de minha face. Não estava ali para poupar nenhum fiel, tão pouco levá-los preso. — Vou colocar um ponto final nisso, de uma vez por todas. — me desfiz uma vez mais em papéis, tomando conta do corredor e consequentemente de todo o andar em que eu estava. Cada extensão de meu corpo, agora transformado em milhares de papéis, vasculhou todos os cômodos do andar.

Hatake Kōga — HP: 1300/1300 l Chakra: 1450/1750 l ST: 1/8

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Re: [Capítulo] Insurreição Vermelha - Publicado Sab 14 Maio - 0:17


風の天才

Acessei o andar de baixo sem muita preocupação se seria visto, afinal, quem não conseguiria ver uma imensidão de papéis voando por toda a Catedral. Alguns fiéis, os mais patéticos, tentavam correr do destino de Umbral mas de nada adiantava. Conforme corriam, mais rápido os papéis conseguiam alcançá-los. Alguns mudavam seus moldes padrões para se assemelhar a shurikens, tão afiados quanto, suficientes para mutilar as presas com extrema facilidade. — Malditos peões. — minha voz percorreu por todo o primeiro andar, por mais que tivesse transmutado meu corpo em papéis.

Boa parte do primeiro andar foi averiguado, faltando apenas alguns cômodos. Os papéis viajaram de forma rápida até eles, passando pelas frestas das portas. Dentro de um deles estavam alguns homens, em sua maioria, mascarados e uma criança chorando, acorrentada e presa no pé de uma cama. Voltei à minha real forma já ao lado da porta, conseguindo escutar os gritos dos homens encapuzados que permaneciam lá dentro, sem entender o que estava acontecendo fora.

Uma simples manipulação do vento ao meu redor foi suficiente para fazer a porta, anteriormente trancada, voar para dentro do cômodo. Consegui ver com perfeição a cena. Antes mesmo que pudesse tentar algo, um dos encapuzados veio na minha direção, com uma espada embebida de uma energia elétrica. Me esquivei, apesar da dificuldade por conta do movimento inesperado do oponente. Ele havia assinado a própria sentença de morte ao se aproximar tanto e, utilizando de mais uma manipulação, criei uma lâmina feita completamente de vento que cintilou ao entrar em contato com o corpo do oponente, fazendo uma quantidade imensurável de sangue jorrar conforme sua cabeça rolava sobre o assoalho enegrecido da Catedral.

Os outros olharam a cena demonstrando um ódio genuíno em suas faces, muito por conta da morte de seu companheiro, mas, na verdade, estavam de frente ao homem que havia prendido Serroy, o profeta deles.
— Verme, verme, verme, verme. — um deles gritou enlouquecidamente, aparentando ter perdido a cabeça só de me ver. Me contive a somente gargalhar, cuspindo no corpo já sem vida. — Sou eu quem vocês querem, não? Aquele que prendeu Serroy e acabou com a falsa fé que ele propagava por aí. Podem vir. — abri ambos os braços quase que suplicando para que eles partissem para cima de mim. — Vamos… sejam homens de verdade. Parem de se esconder nesse tal de Jashin. — gritei uma vez mais, fazendo com que minha gargalhada fosse suficiente para perpetuar o ódio deles.

Hatake Kōga — HP: 1300/1300 l Chakra: 1250/1750 l ST: 2/8

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Re: [Capítulo] Insurreição Vermelha - Publicado Sab 14 Maio - 13:15


風の天才

Os encapuzados ficaram meros segundos me observando, conforme abaixava ambos os braços, voltando para minha postura natural. Um deles ficou no centro da sala enquanto eu ainda permanecia fora dela, no extenso corredor. Abaixou o capuz, mostrando sua face. O mesmo símbolo estampado sobre a testa me fez rir de imediato, mas a postura do homem me fez recuar um pouco. — Falsa fé? Não nos faça rir, Koga. O Messias já está em solo arenoso, abraçando a Areia com sua grandiosidade. Não perdemos nossa fé por causa da prisão de Serroy, muito pelo contrário, você nos ajudou… a como ajudou. — a voz rouca dele me trouxe náuseas de forma instantânea.  — Jashin nos conforta cada dia mais. Nossa fé é inabalável, pobre Koga. Agora, seja bem vindo ao covil dos leões. — seu tom sarcástico deu lugar a uma grande espiral massiva de fogo vinda ao meu encontro. Utilizei do poder de Umbral para criar uma espécie de escudo grande o bastante para fazer com que a rajada fosse contida, se espalhando para a direita e esquerda.

Outros dois homens se aproveitaram do fogo como distração para se aproximarem com velocidade elevada. Pertos o suficiente, os dois realizaram golpes simples como socos e chutes, buscando me atingir. Por mais que fosse um movimento inteligente, eles não contavam com minha facilidade em me transformar em papéis. Conforme os punhos e pernas se aproximavam, desfiz meu corpo uma vez mais de forma quase instantânea graças a grande velocidade da técnica. Aproveitei a brecha que os dois criaram ao sair do cômodo para adentrar, ainda em forma de diversos papéis, passando pelo corpo do homem ao centro, me refazendo atrás dele, próximo a única janela.


— Tolos e seguidores de um falso deus. Esses são vocês, Descendentes Vermelhos. Patéticos. — mostrei meu ódio em forma de fortes palavras, mas que sequer abalavam a fé deles. O do centro se virou, me encarando nos olhos. — Tolos? — riu, estendendo os braços da mesma forma que havia feito anteriormente. Vi de suas mangas incontáveis cobras saírem, vindo em meu encontro com velocidade moderada. Analisando o padrão delas, desviei abaixando de forma rápida, vendo as cobras passarem por mim e voarem pela janela, caindo ao solo do lado de fora da Catedral. Servindo como mais uma forma de distração, o homem sumiu diante dos meus olhos, aparecendo no meu flanco esquerdo realizando um soco, mas suficiente para fazer com que eu voasse metros de distância, batendo as costas contra a parede e sentindo o estômago de imediato. A criança, ao meu lado, tentou ajudar, mesmo estando preso por correntes, levando sua destra até meu braço e me puxando, como se quisesse me levantar. Tive de ignorar a dor momentânea e, utilizando dos papéis que foram usados de forma defensiva, além de soltar mais alguns papéis do meu próprio corpo no processo da técnica. Diversas agulhas foram criadas, similares a senbons, indo tanto na direção do homem a minha, sem sequer encostar no garoto.

Hatake Kōga — HP: 1300/1300 l Chakra: 1000/1750 l ST: 3/8

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Re: [Capítulo] Insurreição Vermelha - Publicado Sab 14 Maio - 18:55


風の天才

O fiel tomou todas as agulhas, sem chance alguma de defesa muito por conta da imprevisibilidade da técnica dos anjos. O garoto arregalou os olhos enegrecidos ao ver, aparentemente pela primeira vez, uma pessoa perder a vida com os próprios globos. Sequer liguei, afinal, o ódio havia consumido meu corpo com todo o poder que carrega consigo. Trata-se de só mais um, mais uma estatística, apenas dos tolos fiéis. Os outros dois permaneciam atordoados com a cena, vendo o que aparentava ser o líder do pequeno grupo parecer diante minha habilidade e, aproveitando da brecha, busquei tentar quebrar a corrente que prendia o garoto ao pé da cama.

Tentei puxar a corrente algumas vezes utilizando o peso do meu corpo para fazê-la romper, mas de nada adiantou. Perdi a janela de oportunidade, escutando os outros dois homens voltarem correndo para dentro do cômodo, me forçando a lutar uma vez mais. Eles não mostraram tanto habilidade quanto o outro e portanto se aproximaram mais uma vez utilizando da baixa velocidade que eles possuíam. Tentaram executar golpes básicos como socos e chutes. Me permiti deixar os golpes acertarem meu corpo, utilizando os braços para interceptar os punhos dos homens como também as pernas para interceptar as caneladas que vinham ao meu encontro.

Me afastei girando para trás, ganhando distância suficiente para moldar uma vez mais o vento ao meu redor. Em forma de uma única lâmina translúcida, com cerca de um metro e meio de comprimento, suficiente para viajar na direção dos dois de forma automática e rápida, visando cortá-los ao meio.

De fato, os dois não passavam de meros peões dos Descendentes Vermelhos e se esse fosse o grupo armado de Serroy, entendia o real motivo dele estar preso. O sangue se misturou ao bege das tábuas de madeira, conforme voltei minhas atenções ao garoto. Manipulei de novo uma boa quantidade de vento, se moldando em mais uma lâmina do elemento, mas desta vez com proporções menores. Fiz um simples gesto movendo a destra, suficiente para que a lâmina viajasse com direção a corrente, quebrando-a no impacto.
— Vamos. — me dirigi a ele pela primeira vez, segurando-o pelo braço e fazendo brotar de minhas costas um par de asas brancas, semelhante às de Minerva.

Saímos pela única janela do cômodo, pairando acima da colossal Catedral. Pude ver no solo, como formigas e insignificantes que são, os fiéis correrem para dentro do local de fé, buscando entender o que havia acontecido. Felizmente, teriam de enterrar mais cinco seguidores de Jashin.



Hatake Kōga — HP: 1150/1300 l Chakra: 800/1750 l ST: 4/8

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Re: [Capítulo] Insurreição Vermelha - Publicado Sab 14 Maio - 20:31


風の天才

Continuamos voando em direção ao Centro Militar do vilarejo, chegando no quarteirão ao lado em cerca de três a quatro minutos graças a grande velocidade obtida pelo Shikigami no Mai ainda ativada, permitindo criar anteriormente as asas. O garoto parecia se divertir com o trajeto, conseguindo ver todo o vilarejo, ou praticamente todo do alto. Sorri conforme observei a face alegre dele. Já no acesso lateral do prédio, pousei, colocando o garoto sobre o solo também, desfazendo as asas e dando fim à utilização do Shikigami, que havia sido a principal habilidade utilizada na empreitada à Catedral.

Me identifiquei, sendo liberado pelo mesmo Genin que fazia a guarda do Centro Militar anteriormente. No hall principal do primeiro andar, pedi para que o garoto esperasse enquanto caminhei na direção do balcão.
— Boa noite. Preciso falar com o senhor Tanaka. — a mesma mulher me atendeu, liberando minha entrada de imediato. Fui na direção do Miryo, fazendo com que ele me seguisse. Acessamos o andar superior pelas incontáveis escadas.

Olhando diretamente para a sala 2B, bati duas vezes com as costas da destra, abrindo a porta em seguida, sem sequer esperar ser liberado. — Senhor Tanaka? — ele já estava me esperando com um sorriso estampado sobre a face, levantando da cadeira e indo diretamente cumprimentar o jovem garoto, afinal, se tratava de uma cria da realeza, ao contrário de mim.
— Você está bem, jovem? — a voz rouca do mais velho percorreu a sala por inteira, sendo respondido por um simples consentir de cabeça. — Que bom. — disse, movendo sua mão sobre os cabelos enegrecidos do garoto. — Vejo que conseguiu mais uma vez, Koga. Parabéns, meus sinceros parabéns. Tenho uma novidade pra você, em troca dos seus serviços, além de mais uma missão para sua conta, obviamente. — ele sinalizou para que eu sentasse na cadeira à frente da mesa. A criança me seguiu. — Os pais de Asuna foram salvos. Encontramos eles perto da periferia, desacordados, mas estão bem guardadas as proporções.— a notícia preencheu meu coração, trazendo uma sensação de calma. Busquei um cigarro, acendendo e realizando fumo, sentindo a nicotina tomar conta de meu corpo.  

Hatake Kōga — HP: 1150/1300 l Chakra: 800/1750 l ST: 5/8

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
[Capítulo] Insurreição Vermelha VNYra6x

Re: [Capítulo] Insurreição Vermelha - Publicado Sab 14 Maio - 22:02


風の天才

Soltei o fumo pouco me importando com a criança. — Posso contar os detalhes da missão? — pedi permissão, diferente de antes ao entrar no cômodo sem ser autorizado. Ele consentiu com a cabeça, buscando uma folha para, quem sabe, escrever as informações que eu fosse passar. — Bom, na verdade não tem muito o que dizer sobre o resgate. Entrei na Catedral por uma das janelas dos últimos andares, utilizando uma de minhas técnicas especiais. Matei aqueles que se puseram em meu caminho, em suma. Achei onde os fiéis estavam mantendo o garoto preso, arrombei a porta e acabei por ter que lidar com cerca de três homens, esses, diferentes dos fiéis comuns. Um deles possuía habilidades notórias, mas, por sorte, inferiores a minha. Matei os três… — pausei brevemente, olhando pro garoto e dando mais um trago no cigarro. — Sem muita dificuldade. Liberei o jovem Miryo das correntes e fugimos, utilizando de mais uma janela. — terminei a explicação mais fácil, apesar de precisar falar sobre um detalhe muito importante e que poderia acalmar os ânimos dos mais exaltados fiéis de Jashin.

Levantei da cadeira, visualizando a ampla janela da sala, olhando a confusão instaurada na frente do Centro Militar.
— Já deu desse alvoroço todo por causa de um velho maldito que mereceu ser preso. Por que você, junto com a nossa líder não mostra ao povo os crimes de Serroy? Além do mais, tive uma ideia durante o resgate. Um dos fiéis, o mais habilidoso, citou algo sobre um tal de Messias. Você provavelmente já escutou sobre, mas eu havia escutado um rumor pelas palavras de Asuna, também. Talvez seja somente um tiro no escuro, mas que tal trazermos um falso Messias para colocarmos panos quentes sobre a situação da Areia e os Descendentes Vermelhos? Nem eles possuem total certeza sobre quem, ou se realmente esse Messias existe. — terminei, expondo minha ideia, talvez um pouco aquém do aceitável, mas que eu tinha certeza de que daria certo.

Foi Tanaka quem levantou dessa vez, colocando a folha que havia escrito sobre os detalhes da missão em uma das incontáveis pilhas espalhadas pela grande sala.
— É uma boa ideia. Já escutamos sim sobre esse falso Messias e, inclusive, pela própria boca do Serroy, ser um garoto. Sei a criança ideal para essa tentativa, Koga. Novamente, sendo muito prestativo. Irei pôr em prática essa ideia, pode ter certeza disso, também acredito que eles cessaram os ataques ao governo do vilarejo assim que souberem sobre o Messias, ou talvez até o verem de perto. — concluiu, acatando minha ideia. Sem ter mais o que tratar com ele, pedi licença, voltando pra casa pelo mesmo caminho de outrora. 

Hatake Kōga — HP: 1150/1300 l Chakra: 800/1750 l ST: 4/8

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
[Capítulo] Insurreição Vermelha TqHE5wX

ItsHalno
Tokubetsu Jonin
ItsHalno
Vilarejo Atual
[Capítulo] Insurreição Vermelha TqHE5wX

Re: [Capítulo] Insurreição Vermelha - Publicado Dom 15 Maio - 14:48

Situação: Parcialmente Aprovado (Veja Considerações)
Considerações: A narração está ótima, e a justificação para a primeira parte do tópico se tornar uma missão próximo ao final é bem plausível, e pode ser considerada, mesmo normalmente se solicitando que a missão sempre seja deixada em plena evidência. Só achei que a aquisição da qualidade Inteligência Avançada ficou meio estranha nessa plot, mas também é plausível, e será aprovada, porém...
14 Posts? Jamais se arredonda pra baixo em posts com o Premium, apenas pra cima, e você não possui o VIP Avançado, que retira mais 1 desses posts de cada missão Rank-A. Sendo assim, ficou faltando 2 posts em uma das missões... Por regra, só posso aprovar UMA das missões, e a outra deve ser desconsiderada por causa desta falta de posts.
Recompensas:
• 1x Missão Rank A
• Qualidade "Inteligência Avançada" (02*)
• 400'000 Ryous

EDIT: Após conversa com a staff, chegamos á um novo consenso para não prejudicar o jogador. Descontar a última recompensa/veredito, utilizar abaixo como vigente:

Situação: Aprovado.
Considerações: A narração está ótima, e a justificação para a primeira parte do tópico se tornar uma missão próximo ao final é bem plausível, e pode ser considerada, mesmo normalmente se solicitando que a missão sempre seja deixada em plena evidência. Só achei que a aquisição da qualidade Inteligência Avançada ficou meio estranha nessa plot, mas também é plausível, e será aprovada.
Recompensas:
• 2x Missões Rank A
• Qualidade "Inteligência Avançada" (02*)
• 800'000 Ryous

_______________________


⬧ Personagem: Nora Kumori
Ficha  ⬧ GestãoBanco  ⬧ Mod AGInventárioCJ

Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Capítulo] Insurreição Vermelha - Publicado