:: Área de Mudanças :: Centro de Melhorias :: Treinamentos de Fillers
O Dia Mais Claro
Arco 02
Ano 13 DG
Verão
Com o fim da guerra em Oto, o mundo estava se reajustando uma vez mais. Embora se vendo como inimigas, as Cinco Grandes Nações se reergueram novamente, cada uma à sua maneira. Suna e Iwa ainda se mantinham sem Kages, e em cada uma um conselho de alto nível foi formado. Em Kumo, Kagaya focou em deixar seus ninjas mais poderosos e passou a exigir deles ainda mais comprometimento em batalha. Kaden, mesmo emocionado com a difícil vitória, levou novas esperanças à sua vila, Konoha, e, aliviado pela renúncia de Kamata ao posto de Senhor Feudal, via na nova Senhora do Fogo uma forma de deixar tudo que aconteceu em Oto enterrado em Oto, para que todos seguissem em frente, para o futuro. Em Kiri, Jyu apresentou um novo investimento, e, agora, a vila investia na área cientifica, trabalhando com engenharia genética e mecânica; um jovem engenheiro, Moira O'Deorain, lançava um produto que alavancaria Kiri e todo o mundo ninja, sua nova criação: “Vita”. Ao mesmo tempo, saindo das sombras, a organização privada HYDRA se apresentava ao mundo, investindo pesado em tecnologia e criações para torná-lo um lugar melhor.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Oblivion
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Salvatore
Salvatore é parte da comunidade de RPG narrativo desde meados de 2013. Conheceu o Akatsuki nessa época, mas começou a fazer parte como jogador ativamente em 2021, sempre com muita dedicação e compromisso com o fórum. Hoje, atua no fórum como narrador e administrador, focado nas partes administrativas do ON. Fora do fórum se considera um amante de futebol, adora cozinhar pratos exóticos e é estudante de Engenharia Civil.
Salvatore#1234
Sr. L
Sr.L apelido recebido pelos players do fórum, devido ao seu sobrenome Sinhorelli, joga em fóruns narrativos desde 2010. Encontrou o Akatsuki no final de 2020, mas manteve-se ativo no início de 2021. Desde então se empenhou como player e se sentiu na obrigação de ajudar os demais e hoje auxilia o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do forum, trabalha e possui formações acadêmicas, voltadas a área de gestão de pessoas.
Sinhorelli#1549

[Troca de Clã/Historia] – Reborn 88b497604717d0e363a721be2d9c5373

Luna
Jōnin
Luna
Vilarejo Atual
[Troca de Clã/Historia] – Reborn 88b497604717d0e363a721be2d9c5373

[Troca de Clã/Historia] – Reborn - Publicado 21/12/2021, 02:41





[Troca de Clã/Historia] – Reborn Abc-nsfw--toji-fushiguro-22353993-230520211934

O Conto a seguir narra a história de Fushiguro Akira, ex-shinobi de Kumogakure no Sato. Sua história, assim como a de tantos outros, começa tão baixo quanto se é possível. Fruto de um casamento por interesses, crescido em uma família sem amor e repleta de dívidas, Akira conheceu a fome e a dor da perda antes mesmo de sequer saber o que era um shinobi.

Tudo nesta história começou quando Fushiguro Aokoji, o até então patriarca do pequeno, esquecido e miserável clã da Nuvem, arranjou um casamento com Saburaui Muzuni, a única filha de um comerciante naval. Afundado em dívidas de apostas, Aokoji esperava receber a herança da esposa assim que seu pai, um homem já velho e doente, enfim morresse. Nem que, para isso, ele próprio ajudasse o velho a ir dessa para melhor.

O destino, então, resolveu pregar uma peça – como gosta tanto de fazer na vida dos mortais. Como se seu karma tivesse se voltado contra ele, certa noite, pouco tempo após o nascimento de seu filho, uma tempestade varreu os mares do País do Relâmpago até o País das Águas. A frota comercial dos Saburaui, composta por três cargueiros repletos de ferramentas ninjas e especiarias dos longínquas terras da Névoa, desapareceu completamente. Não só os navios, como também o velho Saburaui foram engolidos pelas ondas, indo habitar no fundo do oceano.

Acontece que as pessoas para quem o velho devia – incluindo as despesas, investimentos e promessas da última viagem, que não foram nada baratas – não eram do tipo que aceitavam sair no prejuízo apenas porque a maré mudou. Não, aqueles eram homens do pior tipo que se poderia encontrar no País do Relâmpago. Um sindicato, como se declaravam. Uma máfia, no fim das contas.
Com o velho indo dormir com os peixes, eles se voltaram para a filha dele, e, por conseguinte, seu mais novo marido. Assim, o clã Fushiguro herdou não o dinheiro, mas sim todas as dívidas do comerciante.

Sem opções, sendo ameaçado constantemente pela Máfia do Porto – a trupe que comandava o submundo do crime organizado na maior parte do Relâmpago naquela época –, Aokoji foi obrigado a triplicar sua rotina de missões como shinobi. O desgaste físico e mental o levou para as bebidas, como tão frequentemente acontece aos homens, o que minou ainda mais sua condição – incluindo, é claro, a financeira. Até que um dia, finalmente, o mais azarado dos homens foi morto em combate, após tentar realizar uma missão de Rank-A completamente embriagado.
Há quem diga que foi um suicídio premeditado, e poucos discordam.

Muzuni nunca foi feliz em seu casamento. Desde o primeiro segundo odiou Aokoji, com quem fora forçada a se casar. Ter um filho dele foi algo completamente repulsivo para ela, odiando a criança com a mesma intensidade que ao pai desta. Se recusou terminantemente a cuidar dela, deixando o bebê aos cuidados de uma senhora de idade, vizinha da família. Quando o seu pai morreu, isto apenas agravou o estado da mulher, que já vinha definhando com o tempo pela mesma doença que assolava o velho. Duas vezes a Máfia do Porto invadiu a casa da família para levar seus bens, como "pagamento" pelas dívidas herdadas.
Já, talvez, perdendo a sanidade, nas duas vezes a mulher tentou fazer com que levassem a criança ao invés da prataria.

Quando Aokoji morreu vizinhos alegam ter ouvido Muzuni cantando alegremente pelo jardim de casa. Mera fofoca, talvez, já que poucos dias após isso a mulher sequer podia se levantar da cama.
Restava, então, apenas a pequena criança. Aquele que verdadeiramente importa nesta nossa história.

Akira nasceu no clã Fushiguro (o que, como já devem ter notado, era uma sentença de má sorte e infelicidade que desafiavam toda e qualquer medida do possível), se é que dê para se chamar de clã tal família. Nunca conheceu seu avô paterno, tios, ou qualquer outro parente. Seu nascimento foi nublado por tragédias sem fim, lhe dando de presente uma infância sem qualquer resquício de amor fraternal.

Sua relação com seu pai sempre fora, para todos os aspectos, inexistente. Aokoji aparecia em casa duas vezes ao mês, se tivesse sorte ou achasse o caminho de volta. É provável que em meio ao caos que se formou em sua vida o homem sequer se lembrava de ter um filho. E com sua mãe cada vez mais perdendo a sanidade, cada ação de sua família teve como resultante o amadurecimento prematuro da criança. Aos seis anos já não usava essa palavra para se referir a si mesmo, e aos oito a necessidade por dinheiro fez com que se tornasse um genin.

Dinheiro, o ponto chave de toda a questão. Seria o dinheiro o grande vilão, ou o verdadeiro protagonista deste conto? Não há sequer uma passagem da vida de Akira que não foi ditado pelas pequenas moedas de ryos. A Máfia do Porto constantemente ameaçava sua família para que pagassem as taxas absurdas que eles alegavam ser as dívidas do avô materno de Akira, ainda que este não recebesse qualquer comprovação sobre. E, como se não fosse o bastante, sua mãe era cada vez mais tomada pela doença.

Havia, porém, um tratamento. Sim, aquela era uma doença totalmente curável para a medicina daquela época, através de um tratamento extremamente (e fatalmente para o rumo desta história) caro. A cura, portanto, estava acessível apenas aos mais ricos do País do Relâmpago. Não que isto tenha, é claro, desanimado o jovem Fushiguro. Sua ascensão como Shinobi foi marcada pela luta incessante por ryos, se afundando cada vez mais dentro de missões em nome da vila.
Estas que, é claro, mal davam para bancar as contas domésticas.

Mas, por mais que batalhasse e levasse seu corpo ao limite, ainda não era o suficiente. A vila não pagava o suficiente. Então, como era de se prever, Muzuni, sua mãe, enfim desfaleceu por completo.
Akira não conseguiu o dinheiro que precisava para o tratamento.
Mas, talvez, se não fosse constantemente extorquido pela Máfia, tivesse ao menos sido capaz de dar inicio ao tratamento.
Talvez se a vila tivesse voltado seu olhar para ele quando precisou. Ou se talvez se antigos colegas de equipe tivessem prestado atenção e percebido o que se passava com o jovem.
Então, talvez, ele ainda fosse um shinobi de Kumogakure.

A desolação pela perda da mãe, a quem ele sempre procurou cuidar mesmo recebendo dela apenas o desprezo, levou Akira a se voltar totalmente contra seu antigo lar. A decisão por abandonar Kumogakure estava enviesada em seus novos ideias puramente individualistas: Akira queria dinheiro e independência, duas coisas que jamais teria enquanto vivesse dentro da Nuvem.

Ele não tinha um clã de renome, não detinha um sobrenome famoso ou sequer conhecido dentro da Nuvem. Também não havia nascido com nenhuma Kekkei Genkai, nenhuma linhagem sanguínea ou herança genética que lhe conferisse habilidades incríveis e/ou exóticas.
Tudo que ele tinha era uma motivação, um objetivo, e a mente prodigiosa para ir atrás dele.

Pois, sim, Akira pôde desde o inicio de seu treinamento ser chamado de prodígio. Um gênio, como alguns preferiam chamar. Rapidamente suprimiu sua falta de habilidades naturais com extremo esforço e assiduidade, levando seu físico a atingir níveis excepcionais. Lutando como uma fera indomável, conforme os anos se passavam foi derrubando um por um seus adversários. Sempre se aperfeiçoando, sempre se aprimorando, ao ponto de se igualar – e, por que não, superar – muitos daqueles que nasceram privilegiados.


Por que está me contando isso?! — O homem preso a cadeira tentou, inutilmente, mais um vez se libertar.

Akira contornou a sala para chegar até ele, desviando dos corpos que haviam no chão, ainda balançando o martelo em sua mão. Seu rosto estava manchado de vermelho, assim como suas roupas, e havia sangue seco cobrindo seu cabelo. Nenhuma gota, entretanto, era dele.
O nukenin desferiu outra martelado no joelho esquerdo do homem, arrancando deste um novo berro de dor.

Preciso mesmo dizer? Você é escória. Máfia do Porto — cuspiu no chão. — São muito corajosos para ameaçar mulheres doentes e crianças.

Outra martelada. E outra. E mais outra. Ele só parou quando a perna se soltou pro completo, caindo ao chão. A esse ponto, os gritos já haviam se tornado indistintos.

Se t-tudo is-sso é verdade, já f-fazem mais de dez anos! — Choramingou. — Nem eu nem ninguém aqui somos daquela época!

Seja o que for que ele esperava, o sorriso maníaco no rosto do agressor com certeza não era o esperado, a julgar pela maneira como se encolheu. Akira se agachou na frente do homem, deixando seus rostos na mesma altura, mantendo o sorriso nos lábios.

Eu sei — afirmou, sem qualquer sinal de blefe. — Eu só estou aqui pelo dinheiro que vão me pagar pelas cabeças de vocês.

SO quê?! — Indagou em exclamação. — Dinheiro?

Achei que tivesse deixado isso bem claro — golpeou o homem no coração. — Eu não me importo com quem você é, seus status, sua idade ou pelo que me contrataram. Tudo que importa é que eu seja pago no fim.

---------•---------

HP: 1.250/1.250 | CH: 2.125/2.125 | ST 00/07

Informações:

Estilo de Luta:

Jutsus:

Equipamentos:

Bolsa de Armas 1:

+ Kibaku Fuda 6
+ Hikaridama x1
+ Makibishi x20

Bolsa de Armas 2:

• 05 Makimono (P)
Raijin no Ken
Rank: A
Habilidades: Poderá cortar técnicas até rank-A uma vez por turno e terá consumo de 50 pontos de chakra para ativar.
Descrição: Essa espada era propriedade de Tobirama Senju. Foi roubado de Konohagakure por Idate Morino porque Aoi Rokushō lhe disse que poderia se tornar um chūnin se conseguisse pegar a espada. Aoi então pegou a espada para si mesmo até que foi destruído pelos esforços combinados da Equipe 7. A lâmina brilhava de cor amarela e aparentemente era infundida com energia elétrica pura, daí o seu nome. A lâmina era incomum naquilo, embora parecesse se retrair ou emanar do punho ou travessas como um sabre de luz (e produzir o mesmo som), aparentemente era sólido e sujeito a estressar e a ser quebrado quando era aplicada força suficiente. As forças necessárias foram extraordinárias, no entanto, como uma fraqueza na lâmina teve que ser criada primeiro com um ataque sustentado do Chidori de Sasuke Uchiha, um ataque extremamente poderoso baseado em relâmpagos em si e, em seguida, para quebrar a espada precisasse ser atingido Com Rasengan de Naruto Uzumaki no ponto fraco exato que foi criado. Antes disso, a espada poderia cortar facilmente Chidori e Rasengan sem prejudicar.
Atributos:

Primários
Ninjutsu: 06*
Genjutsu: 01
Taijutsu: 01
Inteligência: 05
Força: 01
Velocidade: 04
Stamina: 05
Selos de Mão: 03

Secundários
Regeneração: 00
Recuperação: 01
Sensoriamento: 00
Shurikenjutsu 00
Cura: 00
Absorção: 04
Ninshu: 10
Combate: 00
Ilusão: 00
Benção:

Chakra Ōtsutsuki (AG Tempestade de Neve)
Todos os personagens com essa bênção recobram 100HP e 150CH no início de cada turno automaticamente, acumulando esses valores com os dos atributos secundários "regeneração" e "recuperação" de suas fichas. Podem desenvolver o Ōdachinagi de acordo com as regras. Todos os jutsus até rank-B recebem o dobro de força (para dano e defesa). O item tem duração de 30 dias a partir do momento da entrega do pacote.
Cálculos :

Observações:

Objetivo: Troca de Clã e História, através dos itens:
Troca* de Clã
Valor: 50 Akatsuki Golds.
Limite: 1x a cada 120 dias.
Descrição: Com este item, o jogador poderá trocar ou retirar o Clã/Kekkei Genkai/Habilidade Inicial do personagem. No entanto, isso dependerá também de um Filler de, no mínimo, 1500 palavras, explicando de modo plausível como ocorreu a mudança. No entanto, só se pode utilizar o item uma vez a cada quatro meses (reais), e a cada novo uso (para um mesmo personagem), deve-se adicionar +500 palavras ao Filler de Troca de Clã.
E
Mudança* de História do Personagem
Valor: 25 Akatsuki Golds.
Descrição: Com este item, o jogador poderá mudar toda a história do personagem após realizar um Filler de, no mínimo, 750 palavras, explicando essa mudança. Caso este item seja utilizado junto de uma Troca de Clã, apenas o Filler de Troca de Clã precisará ser feito, mas ele deverá conter uma narrativa mais bem elaborada, capaz de interligar as mudanças de Clã/Kekkei Genkai/Habilidade Inicial com as de história. Este item é válido somente para a ficha escolhida e só pode ser utilizado uma vez.

As mudanças seguem o informe no tópico de Modificadores da AG Shop, conforme pode ser lido a seguir:
*A utilização deste item modifica não apenas o próprio personagem, como também a forma com que os demais (personagens e NPCs) por todo o mundo do Naruto RPG Akatsuki o enxergavam antes e passam a enxergá-lo depois das trocas pretendidas. Ou seja, nenhuma mudança acontece de uma hora para outra, mesmo com esses itens; são características que sempre acompanharam os personagens, como se as fichas tivessem sido criadas e utilizadas ao longo de todo o jogo do usuário com elas.


SUGAR
[Troca de Clã/Historia] – Reborn 5db45e10

Salvatore
Administrador
Salvatore
Vilarejo Atual
[Troca de Clã/Historia] – Reborn 5db45e10

Re: [Troca de Clã/Historia] – Reborn - Publicado 21/12/2021, 13:06

Situação: Aprovado.
Considerações: ~
Recompensas: Troca de clã: Shoton -> Sem clã & Troca de história.

_______________________

[Troca de Clã/Historia] – Reborn Scre1755
[Troca de Clã/Historia] – Reborn LZZ8WLxOlá, Convidado, eu sou o Salvatore.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!

Resposta Rápida

Área para respostas curtas