:: Área de Mudanças :: Centro de Melhorias :: Treinamentos de Fillers
Alvorecer
Arco 04
Ano 17 DG
Verão
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

[Filler - Troca de Clã] Lembranças Gélidas FwEdX3H

Shizui
Jōnin
Shizui
Vilarejo Atual
[Filler - Troca de Clã] Lembranças Gélidas FwEdX3H

[Filler - Troca de Clã] Lembranças Gélidas - Publicado Qui 20 Jan - 16:06

ONE
DAY AT
A TIME
Minha vista estava meio turva, com uma aparência escurecida diante dos meus olhos. —‌ Você foi fraco, e por isso perdeu todo o seu poder. Você irá morrer aqui, e eu não irei fazer nada. ‌—‌‌ Aquela silhueta negra já tinha sido vista diversas vezes, mas fazia um bom tempo desde que ela não aparecia para mim. —‌ Mas, porque isso? ‌—‌ A mente estava fraca, sem entender o que estava acontecendo ao meu redor. —‌ Você tem certeza que selou esse poder? ‌—‌ A voz era desconhecida, mas estava bem próxima a mim. —‌ Sim, esse idiota não vai nos dar mais trabalho. ‌— Ouvi uma segunda voz, seguida de uma tosse nada saudável por parte dele. —‌ Foi por pouco, o moleque quase nos matou. ‌—‌ ‌Me perguntava sobre o que eles estavam falando, mas então a sombra se esvaiu.

Me senti vazio, mas ao mesmo tempo algo novo estava acontecendo. Uma vasta planície branca, com partículas de gelo caindo sobre mim. Uma silhueta branca, com longos cabelos pálidos e olhos azuis cristalinos apareceram para mim. —‌ Você é um anjo? ‌—‌ Ela sorriu, tão delicadamente que me senti em paz, diferente de quando o ser obscuro aparecia para mim. Sua cabeça balançou negativamente, e logo sua mão tocou minha face gentilmente. —‌ Acorde, meu filho. Acorde. ‌— Aquela voz, a reconhecia imediatamente. —‌ Mãe?! ‌—‌ A silhueta logo desapareceu, deixando-me apenas com aquele sentimento de tranquilidade em conjunto com uma energia gélida percorrendo todo o meu corpo.

Era estranho vê-la daquela forma, tendo em vista que seus longos cabelos eram tão negros quanto o céu à noite. Daquela vez a mais velha estava mais pálida que normalmente, e seus olhos não pareciam ser os que eu via todos os dias. —‌ O que está acontecendo? ‌—‌ Não fazia ideia, mas sentia um poder emanando de mim. —‌ Mas que merda é essa, porque ele está levantando? ‌—‌ A pessoa parecia estar desesperada, mas a outra ao lado subestimou tal fato. —‌ Aquele poder está selado, não se preocupe. ‌— O ninja se arrependeu de suas palavras assim que o ar ao redor de nós começou a ficar gélido, criando até mesmo camadas finas de gelo sobre as diversas folhas do local.

—‌ Tudo isso, sou eu?! ‌—‌ De forma súbita minha mente retomou sua consciência total, enquanto observava minhas mãos levemente pálidas e gélidas. —‌ O que será aquilo? ‌—‌ Não estava entendendo nada do que acontecia, mas não tive mais tempo para analisar a situação. Aquele que havia colocado o selo em mim avançou com uma kunai em mãos, visando me acertar diretamente contra o peito. —‌ Você, pare aí mesmo. ‌—‌ Minha mão seguiu em sua direção, apontando sua palma na direção do homem, que não teve tempo para reagir e logo sentiu todo o seu corpo congelar. —‌ Ah, acho que estou entendendo. ‌—

Voltei a atenção para o homem que restava ali próximo, conseguindo ali perceber os corpos mortos e ensanguentados a minha volta. —‌ Agora eu lembro. ‌—‌ Estava retornando do chuunin shiken, quando um bando de renegados me interceptaram em meio a floresta do país do fogo. A princípio consegui me livrar de boa parte deles, mas um tinha uma habilidade distinta, e conseguiu selar o poder advindo dos Jugo. —‌ Por isso ele foi embora. ‌—‌ Sim, a sombra negra que me atormentava antigamente havia ido embora, pelo fato de ter perdido o meu poder.

No entanto, eles não contavam com outra coisa, assim como eu não esperava por isso. Um novo poder tomou-me por completo. Sentia certa nostalgia com aquilo, mas não conseguia lembrar de onde tinha visto todo aquele poder. —‌ Não importa, você também não sairá daqui. ‌—‌ Falei para o que ainda restava de pé, vendo-o cair sentado com seus olhos desesperados, antes de ter todo o corpo congelado.

—‌ Ah, acabou. ‌—‌ Me senti sem forças, sem controle sobre o corpo. Não tive tempo de pensar nem reagir, e apenas vi meu corpo ir de encontro ao solo. O baque foi amortecido pela neve fofa e branca que cobria o solo, gerada pelo chakra gélido que emanava de mim. —‌ Você conseguiu usar, espero que cuide bem do seu dom. ‌— Aquela mesma pessoa que se parecia com a minha mãe, apareceu diante de mim em meio a minha inconsciência. —‌ Quem é você? ‌—‌ Ela apenas sorriu, e então uma cena se mostrou para mim.

A mulher de longos cabelos negros mexia em um tipo de caixa, enquanto eu olhava pela abertura da porta de seu quarto. A vi esconder o objeto sob sua cama, antes de me perceber e me chamar. Fiquei com medo, mas logo ela me mostrou algo lindo. Em sua palma uma bailarina branca apareceu, rodopiando em seu pé direito enquanto algumas partículas de gelo a rodeavam. —‌ Não diga a ninguém sobre isso, tudo bem? Esse é o poder da mamãe.‌— Era lindo de se ver, e eu fiquei impressionado.

—‌ O que é isso mamãe? ‌—‌ ‌Ela pousou sua mão livre sobre os meus cabelos, e então respondeu. —‌ É um poder passado pela família da mamãe, uma habilidade que não podem saber. Eu sou uma Yuki, mas não diga a ninguém. ‌— Como era uma criança, não entendi direito o porquê de tudo aquilo, mas prometi a ela que não faria. —‌ Pode deixar. ‌—‌ Ela então desfez a bonequinha e depois me abraçou, com força mas sem me machucar. —‌ Se um dia você demonstrar essa habilidade, e ver que a vila é um lugar seguro para você, pode usar esse sobrenome. Tudo bem? ‌— Balancei a cabeça positivamente, e depois fechei os meus olhos.

[...]


Meus olhos se abriram repentinamente, se deparando com o teto branco do hospital da folha. Uma voz conhecida ecoou pelo quarto, chamando por mim. —‌ Que bom que acordou, senhor Shizui. Parece que gosta deste lugar. ‌—‌‌ Aquela era a enfermeira que cuidou de mim quando entrei em coma. Havia um pequeno sorriso em seus lábios, como se ela estivesse aliviada por eu não ter dormido mais do que somente uma semana. —‌ Ah. Ver você do mesmo jeito me diz que não demorei tanto para acordar. ‌—‌ Ela não sabia dizer se aquilo era um elogio ou não, mas ainda assim manteve o sorriso. —‌ Sim sim, que bom que só levou uma semana para acordar dessa vez. Espero que não vire um costume. ‌—‌‌ Eu também esperava por isso, pois era desconfortável.

—‌ Vou chamar o doutor. ‌—‌‌ Ela me deixou sozinho por alguns minutos, dando tempo para pensar no que tinha visto. —‌ Não acredito que esqueci disso. ‌—‌ Minha cabeça doía um pouco, e imaginava o motivo pelo qual tinha guardado muito bem aquela lembrança. —‌ Eu tive tanto medo de que os outros soubessem?! ‌—‌ Sim, não queria que algo acontecesse com a minha mãe. —‌ Eu despertei, e me lembrei disso mãe. ‌—‌ Naquele momento só pensava em uma coisa, honrar o sobrenome daquela que foi a pessoa mais importante para mim.

—‌ Ah, aí está você! ‌—‌ O médico chegou junto da enfermeira, sendo este o mesmo que cuidara de mim anteriormente, também. —‌ Olá doutor, me desculpe pelo trabalho. ‌—‌ Ele acenou de forma negativa, deixando claro que aquilo não era um problema. —‌ Ah, não se preocupe com isso não. Esse é o meu trabalho, eu não me incomodo não. ‌—‌ Suspirei, sentindo-me um tanto aliviado. —‌ Então, nós analisamos detalhadamente sua situação, e percebemos que o motivo de ter ficado nesse estado foi um selamento. O que aconteceu? ‌—‌ Hesitei por alguns instantes, até falar. —‌ Eu não lembro de muita coisa, apenas que encontrei alguns inimigos no meio da floresta e lutei contra eles. No final das contas um deles conseguiu me acertar, e selou todo o poder que eu tinha. ‌—

O homem se manteve calado por alguns segundos, antes de responder. —‌ Entendi, você teve uma conturbação muito forte em seu corpo, e por isso precisou de tempo para se recuperar. Consegue usar um pouco do seu poder? ‌—‌ Balancei a cabeça negativamente, e então olhei para as minhas mãos. —‌ Mas sinceramente, não estou incomodado com isso. Foi algo bom, porque agora sei de algumas coisas do meu passado que havia esquecido. ‌—‌ Talvez ele não tenha entendido muito bem a minha escolha de não procurar uma forma de desfazer aquele selamento, mas aceitou a minha decisão. —‌ Entendi. Está tudo bem. Precisará ficar aqui por mais uns dois dias, para ficar de repouso. Precisamos também ver se não vai sentir nada de ruim até então. ‌—‌ Balancei a cabeça positivamente, aceitando de bom grado o que ele falara.

—‌ Bem, vou te deixar um pouco sozinho para relaxar e pensar no que precisa. ‌—‌ Tanto ele quanto a enfermeira se retiraram, permitindo-me deitar novamente e relembrar dos acontecimentos. Haviam acontecido muitas coisas desde então. O Chuunin Shiken, a descoberta sobre a minha outra família, e até mesmo o que minha mãe era. —‌ Pode deixar, seu sobrenome agora fará parte do meu nome. ‌—‌ Me sentia feliz com aquela situação, e por fim entendia o porquê daquela aparição em meio a dificuldade. Aquela mulher de cabelos brancos, era um tipo de encarnação do meu próprio poder, gerado pela minha mente.

HP: 525/525 | CH: 1175/1175 | ST 0/5

Considerações:

_______________________

Ficha | G.F | Banco | R.D | C.J | C.H | Mod.Ag | Org |  Template

[Filler - Troca de Clã] Lembranças Gélidas 1d0d924d9f269a11ade0a55a3ad7fdd9

Bloodlad
Bloodlad
Vilarejo Atual
[Filler - Troca de Clã] Lembranças Gélidas 1d0d924d9f269a11ade0a55a3ad7fdd9

Re: [Filler - Troca de Clã] Lembranças Gélidas - Publicado Qui 20 Jan - 22:49


Situação: Aprovado
Considerações: Boa mudança. Não esqueça que você está ainda no CS, e só poderá alterar alguma coisa, tanto na GF quanto na sua ficha, assim que sair formalmente do evento.
Recompensa: Troca de clã concluída.