>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Makkokun
Chūnin
Makkokun
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] - Uchiha Satoshi 9zSthXZ

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73226-fp-hatake-satoshi?nid=2#562635 https://www.narutorpgakatsuki.net/t73229-gf-hatake-satoshi#562646

[Fillers] - Uchiha Satoshi - 24/10/2020, 15:34

Uchiha Satoshi
HP 1100/1100; CH 1350/1350; ST 00/05;



O jovem Uchiha caminhava calmamente pelas ruas da Aldeia do Redemoinho, aproveitando o clima fresco e úmido que o outono proporcionava. A estação da queda das folhas acabara de chegar, mas sua presença já era sentida, a temperatura havia diminuído, o clima estava mais úmido que o normal, e obviamente, as árvores já estavam começando a ficarem vazias.

A maioria das pessoas não gostava muito do outono, consideravam a estação como melancólica, contudo, não Satoshi, ele sempre adorou aquele tipo de clima, gostava de temperaturas mais frias e úmidas, eram suas preferidas, mas naquele ano em específico, o garoto tinha que dar o braço a torcer, o outono realmente estava melancólico, não por causa da estação em si, mas sim pelos acontecimentos recentes, já fazia três dias desde a morte de Satou, três noites que ele não dormia mais graças aos pesadelos, sua mente sempre o acabava levando para o momento da morte de seu professor, era sempre nessas horas que ele acordava assustado no meio da noite. “ Eu espero que pelo menos depois de hoje eu consiga dormir um pouco mais, afina, hoje finalmente eu poderei faze-lo descansar. “ – Pensava, enquanto continuava seu caminho, seu destino não estava muito longe, mais alguns minutos e finalmente chegaria até a polícia do Redemoinho.

Hoje seria o dia em que Satoshi finalmente poderia dar um enterro digno à Satou, desde o ocorrido com o mascarado, o corpo de seu professor ainda estava sendo analisado pela polícia da Aldeia do Redemoinho, que ainda procurava provas sobre os autores daquele crime, contudo, o genin duvidava muito que eles conseguissem descobrir algo, aquele mascarado parecia ser alguém muito poderoso e muito profissional, ele não seria pego tão facilmente, e enquanto isso não acontecia, o que lhe restava era se preparar para o inevitável retorno de seu algoz, mas não sem antes dar um descanso digno ao homem que lhe ensinou tudo o que sabe.

Chegando na delegacia da Aldeia do Redemoinho, Satoshi já fora recebido pelo ninja que o abordou no fatídico dia, o homem já sabia muito bem o motivo dele estar lá. — Você chegou cedo hoje, mas eu imaginei que o faria... o corpo está pronto, assine os papéis no balcão, e depois você será levado até o cemitério. – O ninja do Redemoinho falava, entregando para o garoto de cabelos brancos um punhado de papéis, Satoshi não entendi porque tamanha burocracia para ele enterrar um ente querido, mas não discutiu, na verdade, nem ao menos abriu a boca, simplesmente fez o que lhe fora mandado e seguiu o homem com quem “conversava”.

— Você não é de falar muito, né? Bom, considerando tudo o que aconteceu eu acho que não posso exigir muito. – Era nítido que o ninja estava querendo puxar conversa com o Satoshi, e em qualquer outro dia o garoto estaria mais do que feliz em continuar a conversa, afinal, adorava conhecer novas pessoas, contudo, naquele dia o jovem Uchiha não conseguia ter animação para nada. — Bom, de qualquer jeito, espero que supere isso, finalmente chegamos, eu e aqueles dois funcionários do cemitério iremos te ajudar a enterrá-lo. — Satoshi não entendia o porquê daquele ninja estar lhe ajudando tanto, mas mesmo que não estivesse a fim de falar, o homem que estava prestes a enterrar o havia ensinado também a ter educação, não poderia simplesmente deixar de agradecer pessoas que o estavam ajudando. — Muito obrigado, realmente agradeço. – Falou com a voz baixa, mas olhando fixamente nos olhos do ninja, não sabia o por qual razão, mas sentiu um calafrio na espinha ao direcionar seus olhos para os olhos daquele ninja, um sentimento que já havia sentido antes. “ Isso deve ser coisa da minha cabeça, provavelmente graças a falta de sono. “ – Pensou antes de seguir caminho até o cemitério.

O caminho não fora longo, na verdade a delegacia era até próxima ao cemitério da Aldeia do Redemoinho, contudo, eram necessárias algumas burocracias e também que pessoas carregassem o corpo, normalmente ali eram feitos velórios que atraiam diversos conhecidos e familiares de quem falecesse, mas no caso de Satou, a única pessoa que ele tinha era Satoshi, e vice-versa.

— Bom, agora nós deixaremos você sozinho, mas depois volte a delegacia, quero conversar algo com você. – O ninja falava, e mais uma vez, Satoshi se sentiu desconfortável perante a presença daquele homem, tentava imaginar quem pudesse ser, mas sem sucesso, o garoto simplesmente acenou com a cabeça, observando o ninja e os dois funcionários do cemitério o deixando a sós para que se despedisse uma última vez de Satou.

Primeiramente o garoto acendeu algumas velas, deixou flores e colocou a única foto que possuía de seu professor acima do túmulo, em seguida, se ajoelhou e iniciou uma breve oração, não era alguém religioso, contudo, havia aprendido o que se devia fazer em tais momentos. — Espero que você possa descansar em paz. – Finalizou a oração com essa breve frase, e se levantou, tinha a intenção de tomar o caminho de volta para casa o quanto antes, ainda mais naquele frio, contudo, quando olhou em volta, viu um senhor barbudo sentado em um banco ali perto, o observando fixamente, até mesmo olhou para trás de si procurando mais alguém no local, todavia, ele e o senhor eram as únicas pessoas ali. — O senhor perdeu algo? – Perguntou, um pouco irritado pela situação. — Oh, eu não perdi nada meu jovem, entretanto, você sim, perdeu muito, e se encontrar aquele homem hoje mais tarde, irá perder mais ainda.

No começo o jovem Uchiha não entendeu o que aquele senhor queria dizer, contudo, se lembrou do pedido do ninja de antes, perguntando se eles poderiam se encontrar na delegacia novamente. — O que o senhor quer dizer com isso? Você conhece aquele ninja? – Perguntava, se aproximando do mais velho. — Sim, tanto eu como você conhecemos ele, contudo, a atual aparência dele te enganou, como também enganou todas as pessoas dessa vila, ele é muito inteligente e habilidoso, enquanto você, um garoto atrapalhado que nem ao menos compreende toda a dimensão poder que herdou. – O homem falava, alisando a sua longa barba branca com a mão direita enquanto as palavras saíam de sua boca, ele até mesmo aparentava ter um pequeno sorriso, como se estivesse provocando Satoshi.

— O-o quê? Como você sabe sobre meu poder? E eu não sou atrapalhado não, seu defunto falante! – Falava, irritado com as palavras do mais velho. Normalmente Satoshi não ia bem em conversas com outras pessoas, e quando estava irritado isso piorava ainda mais. — Se você me chama de defunto pela idade, deveria olhar mais para seu umbigo, pois, da maneira que está agora, vai morrer antes deste corpo velho que eu possuo, e a morte não será bonita. – Mais uma vez o mais velho falava de maneira enigmática, mas dando a entender algumas coisas, isso estava deixando Satoshi confuso. — O que você quer dizer com tudo isso? Você vem infernizar a minha vida no meio de um enterro, não tinha um momento melhor, não? – Perguntava, agora já estava na frente do senhor de barba branca, o olhando nos olhos. — Eu admito que aparecer hoje não foi uma escolha muito boa, os mortos devem ser respeitados, mas você mesmo não está respeitando o homem que acabou de enterrar por não enxergar um palmo à sua frente, jovem Uchiha, aquele ninja com quem acabara de falar é o mesmo homem lhe fez mal, e o fez estar aqui hoje, enterrando um ente querido.

Após escutar aquilo, Satoshi não conseguiu evitar de arregalar os olhos, e ao mesmo tempo, sua mente lhe proporcionou flashbacks da fatídica noite que enfrentara o mascarado, principalmente de quando o viu pela primeira vez e sentiu um arrepio passar por toda sua espinha, o mesmo arrepio que sentiu ao conversar com aquele ninja do Redemoinho. — Então foi por isso... eu sabia que tinha algo de errado, mas espera, você ainda não em respondeu, como você sabe tanto de mim?

— Eu estive te observando a um bom tempo, inclusive quando você enfrentou aquele homem, e posso lhe dizer garoto, você está incrivelmente próximo da morte, não só por ser fraco fisicamente, mas também por ser fraco espiritualmente, você, por dentro, também é fraco, nem ao menos consegue manter relações normais com outras pessoas sem parecer um completo idiota. – Ao escutar aquilo, Satoshi se sentiu profundamente ofendido, ele sabia que não era exatamente bom e se relacionar com outros, contudo, ver alguém falando aquilo na sua cara nunca era bom. — Você tem de ficar mais forte garoto, para o seu próprio bem, em lugar algum você está seguro, não da maneira como você está agora. – O mais velho terminava de falar, mais uma vez mexendo em sua barba.

— Eu sei muito bem que eu preciso ficar mais forte, inclusive já estou indo atrás disso, mas algumas coisas são difíceis de mudar, já que você é tão sábio defunto barbudo, me ajude pelo menos com meu problema em falar com as pessoas, afinal, segundo você eu não posso voltar para vila se não morrerei, ah, e como você sabe que eu não morrerei aqui também? Ele não poderia vir nos matar a qualquer momento? – Satoshi perguntava, fazendo uma pergunta em cima da outra, quase que tagarelando, fazia tempo que não agia daquela maneira.

— Não se preocupe, ele não vai colocar os pés aqui, nesse momento ele já deve ter sentido a minha presença... e sobre o seu pedido, eu não posso fazer todo o trabalho para você, mas posso te dar um empurrãozinho, lembre-se das relações mais importantes que você construiu em sua vida, garoto, seus familiares se é que tem algum, e até mesmo o homem que está enterrado ali, com eles você foi capaz de se comportar normalmente, sempre lembre-se desse sentimento, de como você se portava perante eles, e utilize quando falar com qualquer outro. – O mais velho falou, em seguida, puxou sua barba novamente, dando um leve sorriso. — Obviamente que isso é só um conselho, você ainda terá de colocá-lo em prática, mas creio eu que isso vai te ajudar, Uchiha Satoshi. – Após escutar isso, um grande nevoeiro se fez presente no local, ainda mais espesso que o normal, a ponto de que o adolescente nem ao menos conseguisse enxergar o senhor com quem conversava mais. — Meu tempo acabou, garoto, mas nós nos encontraremos de novo, se você não quiser morrer para aquele homem, busque abrigo no relâmpago. – O senhor falava novamente, mas dessa vez, com sua voz sumindo aos poucos, como se estivesse já a metros de distância.

Satoshi, por outro lado, ficou extremamente confuso com a situação, até mesmo ativando seu Sharingan para ver se conseguia enxergar algo, contudo, ele não viu mais nada nem, era como se aquele senhor que estivera conversando até o momento tivesse desaparecido. — É incrível como após eu despertar estes olhos, eu venho encontrando pessoas cada vez mais estranhas... eles devem ser realmente algum tipo de maldição. – Falava consigo mesmo, tomando o caminho para sair do cemitério.

Não sabia o que esperava ele em sua casa, considerando a suspeita de que aquele ninja fosse o homem mascarado, contudo, tinha a impressão de que o velho fizera alguma coisa para protege-lo, e por hora, não teria mais problemas, fazendo com que tivesse um tempo a sós para pensar em tudo o que aconteceu naquele dia. “ Sempre me imaginar falando com os outros da mesma maneira que eu falava com o Satou-sensei? Eu nunca havia pensado nisso, mas talvez dê certo, afinal, inconscientemente eu sempre tratei ele diferente, tanto ele, quanto minha mãe. “ – Pensava o garoto, ponderando sobre o que velho havia falado, a partir daquele momento, apesar da ideia ter vindo de um completo estranho, tanto por não conhecer o homem, como por ele ser realmente estranho, utilizaria ela a partir daquele momento, para tentar se comportar como alguém melhor, mais sociável, e não afastar qualquer pessoa de si nas primeiras palavras que saíssem de sua boca.






Considerações:

Spoiler:

Objetivos/Resumo:

— 1985 Palavras;
— Filler de Status (HP) + Superação do Defeito Falta de Habilidade Social (01)
Atributos:
♦ [05*] Ninjutsu
♦ [00] Taijutsu
♦ [02] Genjutsu
♦ [03] Inteligência
♦ [01] Força
♦ [02] Velocidade
♦ [03] Stamina
♦ [02] Selos

♦ [06] Regeneração
♦ [00] Recuperação
♦ [00] Sensoriamento
♦ [00] Shurikenjutsu
♦ [00] Cura
♦ [00] Absorção
♦ [00] Ninshu
♦ [00] Combate
♦ [00] Ilusão

♦ [24] Totais
♦ [00] Extras
♦ [15] Adquiridos
Qualidades e Defeitos:
QUALIDADES
— Grandes Reservas de Chakra (00)                          
— Habilidade em Ninjutsu (02)
— Grande Controle de Chakra (02)

DEFEITOS
— Código de Honra: Derrota (02)
— Maldição do Ódio (01)
— Amnésia Dissociativa (01) (Anulado com o despertar do Sharingan)
— Ironia (01)
— Falta de Habilidade Social (01)
Invocações:
Jutsus Usados:
Jutsus Preparados:
Armas:
+Hitai-Ate - Braço esquerdo (00)
+Kemuridama x5 (05)
+Hikaridama x3 (03)
+Kunai x5 (05)
+Kibaku Fuda x4 (01)
+Shuriken x4 (04)
+Fios de Aço 20m (02)
-



-
Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
Ícone : [Fillers] - Uchiha Satoshi URkFDZ9

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73424-ficha-yuki-kana https://www.narutorpgakatsuki.net/t72312-gf-oshiro-ayumu

Re: [Fillers] - Uchiha Satoshi - 24/10/2020, 16:26

@Makkokun Aprovado!
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.