:: Área de Mudanças :: Centro de Melhorias :: Treinamentos de Fillers
Alvorecer
Arco 04
Ano 17 DG
Verão
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

[Fillers] - Uchiha Satoshi 9zSthXZ

Makkokun
Chūnin
Makkokun
Vilarejo Atual
[Fillers] - Uchiha Satoshi 9zSthXZ

[Fillers] - Uchiha Satoshi - Publicado Sab 24 Out - 14:34

Uchiha Satoshi
HP 1100/1100; CH 1350/1350; ST 00/05;



O jovem Uchiha caminhava calmamente pelas ruas da Aldeia do Redemoinho, aproveitando o clima fresco e úmido que o outono proporcionava. A estação da queda das folhas acabara de chegar, mas sua presença já era sentida, a temperatura havia diminuído, o clima estava mais úmido que o normal, e obviamente, as árvores já estavam começando a ficarem vazias.

A maioria das pessoas não gostava muito do outono, consideravam a estação como melancólica, contudo, não Satoshi, ele sempre adorou aquele tipo de clima, gostava de temperaturas mais frias e úmidas, eram suas preferidas, mas naquele ano em específico, o garoto tinha que dar o braço a torcer, o outono realmente estava melancólico, não por causa da estação em si, mas sim pelos acontecimentos recentes, já fazia três dias desde a morte de Satou, três noites que ele não dormia mais graças aos pesadelos, sua mente sempre o acabava levando para o momento da morte de seu professor, era sempre nessas horas que ele acordava assustado no meio da noite. “ Eu espero que pelo menos depois de hoje eu consiga dormir um pouco mais, afina, hoje finalmente eu poderei faze-lo descansar. “ – Pensava, enquanto continuava seu caminho, seu destino não estava muito longe, mais alguns minutos e finalmente chegaria até a polícia do Redemoinho.

Hoje seria o dia em que Satoshi finalmente poderia dar um enterro digno à Satou, desde o ocorrido com o mascarado, o corpo de seu professor ainda estava sendo analisado pela polícia da Aldeia do Redemoinho, que ainda procurava provas sobre os autores daquele crime, contudo, o genin duvidava muito que eles conseguissem descobrir algo, aquele mascarado parecia ser alguém muito poderoso e muito profissional, ele não seria pego tão facilmente, e enquanto isso não acontecia, o que lhe restava era se preparar para o inevitável retorno de seu algoz, mas não sem antes dar um descanso digno ao homem que lhe ensinou tudo o que sabe.

Chegando na delegacia da Aldeia do Redemoinho, Satoshi já fora recebido pelo ninja que o abordou no fatídico dia, o homem já sabia muito bem o motivo dele estar lá. — Você chegou cedo hoje, mas eu imaginei que o faria... o corpo está pronto, assine os papéis no balcão, e depois você será levado até o cemitério. – O ninja do Redemoinho falava, entregando para o garoto de cabelos brancos um punhado de papéis, Satoshi não entendi porque tamanha burocracia para ele enterrar um ente querido, mas não discutiu, na verdade, nem ao menos abriu a boca, simplesmente fez o que lhe fora mandado e seguiu o homem com quem “conversava”.

— Você não é de falar muito, né? Bom, considerando tudo o que aconteceu eu acho que não posso exigir muito. – Era nítido que o ninja estava querendo puxar conversa com o Satoshi, e em qualquer outro dia o garoto estaria mais do que feliz em continuar a conversa, afinal, adorava conhecer novas pessoas, contudo, naquele dia o jovem Uchiha não conseguia ter animação para nada. — Bom, de qualquer jeito, espero que supere isso, finalmente chegamos, eu e aqueles dois funcionários do cemitério iremos te ajudar a enterrá-lo. — Satoshi não entendia o porquê daquele ninja estar lhe ajudando tanto, mas mesmo que não estivesse a fim de falar, o homem que estava prestes a enterrar o havia ensinado também a ter educação, não poderia simplesmente deixar de agradecer pessoas que o estavam ajudando. — Muito obrigado, realmente agradeço. – Falou com a voz baixa, mas olhando fixamente nos olhos do ninja, não sabia o por qual razão, mas sentiu um calafrio na espinha ao direcionar seus olhos para os olhos daquele ninja, um sentimento que já havia sentido antes. “ Isso deve ser coisa da minha cabeça, provavelmente graças a falta de sono. “ – Pensou antes de seguir caminho até o cemitério.

O caminho não fora longo, na verdade a delegacia era até próxima ao cemitério da Aldeia do Redemoinho, contudo, eram necessárias algumas burocracias e também que pessoas carregassem o corpo, normalmente ali eram feitos velórios que atraiam diversos conhecidos e familiares de quem falecesse, mas no caso de Satou, a única pessoa que ele tinha era Satoshi, e vice-versa.

— Bom, agora nós deixaremos você sozinho, mas depois volte a delegacia, quero conversar algo com você. – O ninja falava, e mais uma vez, Satoshi se sentiu desconfortável perante a presença daquele homem, tentava imaginar quem pudesse ser, mas sem sucesso, o garoto simplesmente acenou com a cabeça, observando o ninja e os dois funcionários do cemitério o deixando a sós para que se despedisse uma última vez de Satou.

Primeiramente o garoto acendeu algumas velas, deixou flores e colocou a única foto que possuía de seu professor acima do túmulo, em seguida, se ajoelhou e iniciou uma breve oração, não era alguém religioso, contudo, havia aprendido o que se devia fazer em tais momentos. — Espero que você possa descansar em paz. – Finalizou a oração com essa breve frase, e se levantou, tinha a intenção de tomar o caminho de volta para casa o quanto antes, ainda mais naquele frio, contudo, quando olhou em volta, viu um senhor barbudo sentado em um banco ali perto, o observando fixamente, até mesmo olhou para trás de si procurando mais alguém no local, todavia, ele e o senhor eram as únicas pessoas ali. — O senhor perdeu algo? – Perguntou, um pouco irritado pela situação. — Oh, eu não perdi nada meu jovem, entretanto, você sim, perdeu muito, e se encontrar aquele homem hoje mais tarde, irá perder mais ainda.

No começo o jovem Uchiha não entendeu o que aquele senhor queria dizer, contudo, se lembrou do pedido do ninja de antes, perguntando se eles poderiam se encontrar na delegacia novamente. — O que o senhor quer dizer com isso? Você conhece aquele ninja? – Perguntava, se aproximando do mais velho. — Sim, tanto eu como você conhecemos ele, contudo, a atual aparência dele te enganou, como também enganou todas as pessoas dessa vila, ele é muito inteligente e habilidoso, enquanto você, um garoto atrapalhado que nem ao menos compreende toda a dimensão poder que herdou. – O homem falava, alisando a sua longa barba branca com a mão direita enquanto as palavras saíam de sua boca, ele até mesmo aparentava ter um pequeno sorriso, como se estivesse provocando Satoshi.

— O-o quê? Como você sabe sobre meu poder? E eu não sou atrapalhado não, seu defunto falante! – Falava, irritado com as palavras do mais velho. Normalmente Satoshi não ia bem em conversas com outras pessoas, e quando estava irritado isso piorava ainda mais. — Se você me chama de defunto pela idade, deveria olhar mais para seu umbigo, pois, da maneira que está agora, vai morrer antes deste corpo velho que eu possuo, e a morte não será bonita. – Mais uma vez o mais velho falava de maneira enigmática, mas dando a entender algumas coisas, isso estava deixando Satoshi confuso. — O que você quer dizer com tudo isso? Você vem infernizar a minha vida no meio de um enterro, não tinha um momento melhor, não? – Perguntava, agora já estava na frente do senhor de barba branca, o olhando nos olhos. — Eu admito que aparecer hoje não foi uma escolha muito boa, os mortos devem ser respeitados, mas você mesmo não está respeitando o homem que acabou de enterrar por não enxergar um palmo à sua frente, jovem Uchiha, aquele ninja com quem acabara de falar é o mesmo homem lhe fez mal, e o fez estar aqui hoje, enterrando um ente querido.

Após escutar aquilo, Satoshi não conseguiu evitar de arregalar os olhos, e ao mesmo tempo, sua mente lhe proporcionou flashbacks da fatídica noite que enfrentara o mascarado, principalmente de quando o viu pela primeira vez e sentiu um arrepio passar por toda sua espinha, o mesmo arrepio que sentiu ao conversar com aquele ninja do Redemoinho. — Então foi por isso... eu sabia que tinha algo de errado, mas espera, você ainda não em respondeu, como você sabe tanto de mim?

— Eu estive te observando a um bom tempo, inclusive quando você enfrentou aquele homem, e posso lhe dizer garoto, você está incrivelmente próximo da morte, não só por ser fraco fisicamente, mas também por ser fraco espiritualmente, você, por dentro, também é fraco, nem ao menos consegue manter relações normais com outras pessoas sem parecer um completo idiota. – Ao escutar aquilo, Satoshi se sentiu profundamente ofendido, ele sabia que não era exatamente bom e se relacionar com outros, contudo, ver alguém falando aquilo na sua cara nunca era bom. — Você tem de ficar mais forte garoto, para o seu próprio bem, em lugar algum você está seguro, não da maneira como você está agora. – O mais velho terminava de falar, mais uma vez mexendo em sua barba.

— Eu sei muito bem que eu preciso ficar mais forte, inclusive já estou indo atrás disso, mas algumas coisas são difíceis de mudar, já que você é tão sábio defunto barbudo, me ajude pelo menos com meu problema em falar com as pessoas, afinal, segundo você eu não posso voltar para vila se não morrerei, ah, e como você sabe que eu não morrerei aqui também? Ele não poderia vir nos matar a qualquer momento? – Satoshi perguntava, fazendo uma pergunta em cima da outra, quase que tagarelando, fazia tempo que não agia daquela maneira.

— Não se preocupe, ele não vai colocar os pés aqui, nesse momento ele já deve ter sentido a minha presença... e sobre o seu pedido, eu não posso fazer todo o trabalho para você, mas posso te dar um empurrãozinho, lembre-se das relações mais importantes que você construiu em sua vida, garoto, seus familiares se é que tem algum, e até mesmo o homem que está enterrado ali, com eles você foi capaz de se comportar normalmente, sempre lembre-se desse sentimento, de como você se portava perante eles, e utilize quando falar com qualquer outro. – O mais velho falou, em seguida, puxou sua barba novamente, dando um leve sorriso. — Obviamente que isso é só um conselho, você ainda terá de colocá-lo em prática, mas creio eu que isso vai te ajudar, Uchiha Satoshi. – Após escutar isso, um grande nevoeiro se fez presente no local, ainda mais espesso que o normal, a ponto de que o adolescente nem ao menos conseguisse enxergar o senhor com quem conversava mais. — Meu tempo acabou, garoto, mas nós nos encontraremos de novo, se você não quiser morrer para aquele homem, busque abrigo no relâmpago. – O senhor falava novamente, mas dessa vez, com sua voz sumindo aos poucos, como se estivesse já a metros de distância.

Satoshi, por outro lado, ficou extremamente confuso com a situação, até mesmo ativando seu Sharingan para ver se conseguia enxergar algo, contudo, ele não viu mais nada nem, era como se aquele senhor que estivera conversando até o momento tivesse desaparecido. — É incrível como após eu despertar estes olhos, eu venho encontrando pessoas cada vez mais estranhas... eles devem ser realmente algum tipo de maldição. – Falava consigo mesmo, tomando o caminho para sair do cemitério.

Não sabia o que esperava ele em sua casa, considerando a suspeita de que aquele ninja fosse o homem mascarado, contudo, tinha a impressão de que o velho fizera alguma coisa para protege-lo, e por hora, não teria mais problemas, fazendo com que tivesse um tempo a sós para pensar em tudo o que aconteceu naquele dia. “ Sempre me imaginar falando com os outros da mesma maneira que eu falava com o Satou-sensei? Eu nunca havia pensado nisso, mas talvez dê certo, afinal, inconscientemente eu sempre tratei ele diferente, tanto ele, quanto minha mãe. “ – Pensava o garoto, ponderando sobre o que velho havia falado, a partir daquele momento, apesar da ideia ter vindo de um completo estranho, tanto por não conhecer o homem, como por ele ser realmente estranho, utilizaria ela a partir daquele momento, para tentar se comportar como alguém melhor, mais sociável, e não afastar qualquer pessoa de si nas primeiras palavras que saíssem de sua boca.






Considerações:

Spoiler:
-



[Fillers] - Uchiha Satoshi URkFDZ9

Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
[Fillers] - Uchiha Satoshi URkFDZ9

Re: [Fillers] - Uchiha Satoshi - Publicado Sab 24 Out - 15:26

@Makkokun Aprovado!