>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Verão
Últimos assuntos

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Filler de Troca de Clã] Recomeço - em 28/9/2020, 14:59


—— Recomeço

A primeira noite de domingo de cada estação era sempre destinada à um longo jantar em família entre Keiji e Sarutobi Jirou. Nessas noites, a dupla relembrava acontecimentos do passado e tentavam reunir quaisquer informações sobre o paradeiro da mãe desaparecida. Eram noites de risadas, todavia, o ar triste e melancólico pela falta que a mulher fazia em suas vidas nunca deixava o local. Naquela noite em especial uma outra pessoa se fazia presente na casa. Era Sarutobi Koutarou, seu avô paterno.

Koutarou era um homem simples, porém, de uma energia contagiante. Estava no auge de seus 70 anos e um pouco acima do peso. Nada que atrapalhasse sua disposição. Inclusive, era comum ver o sorridente velho com uma roupa esportiva vermelha a correr pela vila. Sempre o acompanhando, havia um grande gato caramelo, tão velho quanto ele.

— Ah, você? — Apontou para o velho, surpreso. — Não era para ele estar aqui hoje, velhote. — Direcionou a fala agora à Jirou. — Hoje é...

— Nossa, é assim que você recebe seu avô, Keiji? Vem aqui. — O velho, que estava sentado à mesa da cozinha se levantou e passou um de seus braços sobre o pescoço de Keiji, forçando-o para baixo. Enquanto com a outra mão bagunçava todo o cabelo do jovem. — Já falei para cortar esse seu cabelo, nunca gostei do fato do seu pai deixa-lo assim. Enfim, é justamente por hoje ser a reunião de vocês que estou aqui. Seu pai me contou algumas coisas que aconteceram recentemente... Mas, vamos nos sentar antes.

Se tinha uma coisa que Jirou aprendeu com o desaparecimento da esposa foi cozinhar. Esse, durante todo esse período, era seu único e mais animador passatempo. No momento em que Keiji e Koutarou sentaram-se à mesa, o homem já estava levando o prato até eles. Apresentou, então, um belo salmão grelhado com uma coloração que contrastava perfeitamente com a porção de arroz branco e um molho de maracujá. Enquanto o Sarutobi da segunda geração da família sorria satisfeito, os outros dois salivavam ansiosos pela primeira mordida.

— Aaaaaah isso está maravilhoso... Akane poderia ter desaparecido antes, enquanto você ainda morava comigo. — Disse o velho, sem escolher muito bem as palavras corretas. O chunin, sentado logo a sua frente, encarou-o com um olhar fulminante. Todavia, conteve-se. — Então, Keiji fiquei sabendo que você fez o teste com os macacos e seu macaco foi o Twelves, não é? — Ele gargalhou. — Gosto daquele macaco. Já pedi para ele ser meu mascote umas 10 vezes, mas ele sempre recusou. Enfim, você falhou. Tem um motivo para isso, porém, não fique achando que você é fraco ou que está sujando o nome do nosso clã.

— Até agora não sei explicar o que aconteceu, creio que nem o senhor entenderia se eu tentasse detalhar tudo. — O rosto do jovem corava a cada mordida no salmão.

O Sarutobi mais velho começou a revirar suas vestes à procura de algo, até que encontrou alguns papeis cortados em forma de quadrados de pequenas dimensões. Koutarou segurou um dos papeis entre dois dedos e instantes depois o papel queimou.

— Seu pai também me disse que você possui Doton como Natureza Elemental que você demonstrou na última luta que tiveram, certo? Agora uma pergunta, antes você utilizava algum outro elemento?

— Eu achava que eu tinha Katon como natureza, igual o velhote e todos vocês. Mas, nunca fui capaz de usar. Apesar de ter aprendido algumas coisas na teoria.

—  Pegue este papel. — Entregou um deles ao jovem. — Esses são papeis especiais que reagem ao nosso chakra. Deixando seu chakra fluir por ele, ele terá uma reação. Essa reação irá dizer qual elemento você possui. Se amassar, Raiton. Se queimar, Katon. Se molhar, Suiton. Se desintegrar, Doton. Esse último já sabemos que você possui, queremos saber se tem outro.

Keiji recebeu o papel das mãos de seu avô e parou tudo o que estava fazendo. Concentrou-se em deixar seu chakra fluir por ele. Em poucos segundos, o papel se encharcou com água.

— Como eu suspeitava... Que tristeza! — Jirou se intrometeu na conversa, esboçando uma expressão infeliz. — Nem isso você puxou de mim. Lembra que eu te disse que você se parecia mais do que imaginava com sua mãe? Não era só características físicas e comportamentais, tem isso também.

— O que você quer dizer? — Confuso.

— Apesar de ter o sobrenome Sarutobi, sua mãe não é alguém originalmente do clã. Ela adotou o nosso sobrenome depois de nos casarmos. Parece que os traços do clã ao qual ela pertence estão muito mais fortemente presente em você do que o meu.

— Sua mãe pertencia a um clã chamado Senju. É um clã bem antigo e de um peso tão grande quanto o nosso. Para ser mais sincero, creio que o peso desse sobrenome seja ainda maior. Não me surpreende você ter recebido esses traços ao invés dos traços de seu pai. O fato é que, você não é um Sarutobi. Por isso você não conseguiu estabelecer a relação que foi solicitada com os macacos. Por isso você não possuí afinidade com o elemento Katon. Que são característica mais evidentes em Sarutobis. Mas, como eu disse antes, você não deve se lamentar por isso. Muito pelo contrário. Não tenho dúvidas que você será tão forte quanto seria se fosse um Sarutobi. — Koutarou intercalava o momento de fala com Jirou.

— Conheci sua mãe em uma missão fora da vila quando eu ainda era um mero chunin. Ela não pertencia a vila, mas estava passando um tempo aqui com o time dela por alguns motivos específicos que não vêm ao caso. Essa missão durou cerca de um mês e nos aproximamos muito durante esse período. Inclusive, em pouco tempo e sem sequer nos conhecermos, conseguimos fazer um trabalho em equipe incrível. Parecia que éramos companheiros de time a anos, porém, no fim, ela uma ligação maior que essa. Só fomos descobrir isso anos mais tarde. — A sensação de tristeza nas falas do Sarutobi era impactante, ainda mais pelos litros de lágrimas expelidas pelos seus olhos. — Enfim, durante essa missão eu conheci um pouco mais da história de sua mãe e o quanto ela era infeliz em relação ao local onde ela morava e principalmente por conta da sua relação com a família. Tanto que é assim que a missão terminou, eu a convidei para vir morar com a gente e sem precisar pensar muito ela aceitou de imediato. Depois disso, você já sabe o que aconteceu. A gente se casou, você nasceu e assim chegamos até onde estamos hoje... — Deu uma longa pausa. — Sem ela.

— Por que vocês nunca me contaram isso? Será que ela não foi atrás da antiga família dela? — Keiji esboçava uma mistura de sentimentos entre alívio e raiva. Alívio por conhecer um pouco melhor sua mãe. Raiva por nunca terem lhe contado nada.

— Eu duvido muito. Seus avôs maternos estão mortos. Sua mãe só os viu duas vezes depois que deixou a vila natal. A primeira assim que nos casamos e fomos contar a eles. Obviamente, seu avô quase me matou aquele dia. E a segunda quando soube da morte deles e foi ao enterro... Então não acho que ela voltaria para lá.

— Entendo... — O garoto se calou por um longo tempo.

— Sua mãe vive em você, Keiji. Por esse motivo, nem eu e nem seu pai somos mais capazes de te ensinar a maioria das coisas que sabemos. Então, você terá que aprender sozinho até que encontre alguém com habilidades o suficiente para te repassar tudo ou que encontre Akane. Tenho certeza que ela está viva. — O velho terminou de comer nesse exato momento, levantou-se e deixou seus sucessores a sós.

O silêncio permaneceu no cômodo por alguns minutos, até que o jovem decidiu deixar o local e dar uma volta pela vila. Afinal, foram tantas informações de uma só vez que a mente do chunin estava a milhão. Sua vida daquela noite em diante passaria por uma reviravolta que ele nunca imaginou acontecer. Tudo o que havia aprendido até aquele momento, talvez, não lhe serviria de mais nada. Teria que recomeçar. Recomeçar sem saber por onde dar o primeiro passo. Talvez, pela primeira vez em sua vida ele sentiu um medo. Um medo de não ser capaz de avançar. Um medo de falhar. Um medo de nunca encontrar sua mãe. Precisava, naquele resto de noite, tomar a decisão mais importante de sua vida: seguir em frente ou desistir de tudo?

Keiji revirou os bolsos de sua calça e encontrou uma moeda dourada com duas faces distintas. “Se cair cara, eu sigo em frente e enfrento tudo mais uma vez. Se cair coroa, eu desisto de tudo aqui.” — Pensou. Talvez a maneira mais infantil de decidir seu futuro? Sim. Mas, foi o que ele fez. Jogou a moeda para o céu e olhou fixamente para ela. Pareceu durar uma eternidade, mas ela enfim caiu. Deu três voltas ao redor do ponto de impacto, correu um pouquinho para a direita e parou. O resultado? Cara. Keiji sorriu, caminhando até ela e colocando-a novamente em seus bolsos.

Seria isso sua sorte ou seu azar? Bem, ele só iria saber nos próximos capítulos. Agora como um Senju.


HP: 1350 | 1350
CH: 1800 | 1800
ST: 00 | 06


OPEN:
+ Palavras: 1519.
+ Considerações: Algumas coisas que foram levadas em consideração para o desenvolvimento do filler: Treino: Doton + Quest: Falha + Item
+ Modificações de Status: -
+ Objetivos: Filler para mudar de clã (Mínimo 1500 palavras)

Jutsus/Técnicas:

Databook:
+ 06 Ninjutsu (+200 pontos a mais de força em ninjutsus)
+ 01 Taijutsu
+ 00 Genjutsu
+ 04  Inteligência (armadilhas colocadas/percebidas: 2 a cada 3 turnos)
+ 02 Força (precisão & alcance: 12m & 12m/s; danos adicionais/reduzidos: +20HP/-10HP)
+ 03 Velocidade (14 m/s)
+ 04 Stamina (6 posts)
+ 03 Selos de mãos (6 selos/s)

Qualidades & Defeitos:
Qualidades
+ Habilidade em Ninjutsu (Acréscimo de 1 Ponto em Ninjutsu & redução de dez pontos de chakra em qualquer ninjutsu que utilize chakra puro)
+ Grande Controle de Chakra (Redução de todos os consumos de Chakra em 25%; arredonda-se em números quebrados para o maior valor)
+ Sensor

Defeitos
- Código de Honra: Guerreiro (nunca recusa uma luta)
- Tique: Estalar o pescoço (precisam realizar o tique escolhido uma vez a cada dois turnos e isso atrapalha outras ações, tirando inclusive a concentração)
- Jogador (tornam tudo um jogo infantil, ou seja, se possuírem dois caminhos, eles jogam dados para decidir; se tiver dois alvos, eles jogam moedas para decidir; nunca levam nada a sério e isso pode irritar os outros.)

Bolsa de Armas
+ Kunai (10)
+ Kibaku Fuuda (12 un)
+ Fios de Aço (10 m)
+ Kemuridama (5)

Aparência
-
Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler de Troca de Clã] Recomeço URkFDZ9

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73424-ficha-yuki-kana https://www.narutorpgakatsuki.net/t72312-gf-oshiro-ayumu

Re: [Filler de Troca de Clã] Recomeço - em 28/9/2020, 18:26

@Gabz Filler aprovado!
-


Edição de Natal por Loola e Senko.