:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Sunagakure no Sato :: Arredores
12 Anos Online
O Nascer do Sol
Arco 01
Ano 12 DG
Inverno
Após a cisão que uniu o mundo, a separação de espólios pós-guerra pareceu muito promissora, mas mais para uns do que para outros. Kumo tomou como parte de seu território uma terra pequena que para muitos não tinha nada, mas, após uma investigação minuciosa feita por ninjas enviados pelo próprio Daimyou do Fogo, foi descoberta a vantagem que Kumo tinha em mãos: estavam em posse, ainda com vitalidade, do corpo de Hashirama Senju, este que foi considerado o maior shinobi em sua época. O Fogo começou uma campanha pessoal para descobrir mais sobre isso, o que acabou culminando em uma grande reunião entre os Senhores Feudais. Mas, no fim, sem nenhum acordo que fosse bom para todos os lados, uma declaração de Guerra Mundial foi feita, e o campo de batalha escolhido foi Otogakure. Forças do mundo inteiro estão agora marchando para Oto para travar aquela batalha que pode destruir toda a paz que foi conquistada há 10 anos.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Oblivion
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Salvatore
Salvatore é parte da comunidade de RPG narrativo desde meados de 2013. Conheceu o Akatsuki nessa época, mas começou a fazer parte como jogador ativamente em 2021, sempre com muita dedicação e compromisso com o fórum. Hoje, atua no fórum como narrador e administrador, focado nas partes administrativas do ON. Fora do fórum se considera um amante de futebol, adora cozinhar pratos exóticos e é estudante de Engenharia Civil.
Salvatore#1234
Sr. L
Sr.L apelido recebido pelos players do fórum, devido ao seu sobrenome Sinhorelli, joga em fóruns narrativos desde 2010. Encontrou o Akatsuki no final de 2020, mas manteve-se ativo no início de 2021. Desde então se empenhou como player e se sentiu na obrigação de ajudar os demais e hoje auxilia o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do forum, trabalha e possui formações acadêmicas, voltadas a área de gestão de pessoas.
Sinhorelli#1549

[Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! W1d991V

LastJoke
Tokubetsu Jonin
LastJoke
Vilarejo Atual
[Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! W1d991V

[Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! - Publicado Ter 7 Jul 2020 - 23:01

Durante o Inverno


Após enfim superar o frio da noite, os primeiros raios de sol surgiam no longínquo horizonte, superando os picos das montanhas e espantando a friagem para longe. Se durante a noite, no inverno, as temperaturas no deserto chegavam a zero graus, ou mesmo temperaturas negativas, durante o dia o calor retornava a vila. Não da mesma forma que no ve-rão, mas algo bem mais suportável do que o frio cortante do ar noturno.

E logo pela manhã, antes que o clima tivesse a chance de esquentar um pouco mais, junto aos primeiros raios de sol, um pássaro mensageiro bastante corajoso e bravo cortava os céus e seguia até a janela de Kirameki. Ele bateria na janela com seu bico de tom amarelado, até chamar a atenção do jovem shinobi. Então entregaria um pequenino pergaminho com sua patinha e em seguida voaria para longe. De volta para seu poleiro e o conforto de seu lar.

Enquanto a Topazu, ao desenrolar o pergaminho, leria a seguinte mensagem:

Missão Rank C escreveu:
Expedição de Mineradores
Descrição: Um grupo expedicionário de mineradores quer explorar a região montanhosa de nosso país, porém há relatos de bandidos e alguns ninjas renegados saqueando qualquer um que passe por ali. Sua missão é proteger o grupo de mineradores, até que eles investiguem os minerais e pedras preciosas existentes na região. Caso seja confirmado a presença desses minerais, nossa vila irá expulsar e impedir qualquer ataque ao campo de mineração.

No fim do pequeno resumo sobre sua missão, estaria escrito para encontrar os mineradores no portão Leste da vila, por onde a expedição teria inicio. E dizia para seguir até lá o mais depressa possível, pois seus contratantes já o aguardavam impacientes para poderem dar início a viagem!




—X—




OFF: Narre o que decidiu fazer.

Considerações:
1. Dúvidas? Críticas? Reclamações? Só chamar no Discord ou mandar MP.
2. Não irei tentar estender a trama além do necessário, mas o sucesso e a conclusão dependem de você.
3. Posto todos os dias à tarde ou durante a madrugada.


1
Doces ou Travessuras?

_______________________

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! - Publicado Qua 8 Jul 2020 - 14:55



Topazu Kirameki


HP:800 | CH:650 | ST: 0/5 | Velocidade: 10m/s

Topazu desfrutava do luxo de ter um teto sobre sua cabeça e roupas para combater o rigoroso frio de Sunagakure, mas estes não conseguiam o proteger dos pensamentos obsessivos em sua cabeça. Mesmo se passado oito anos dos eventos que trariam a morte de seu pai, o jovem constantemente sofria com pesadelos que lhe atrapalhavam o sono. Um dia, porém, fora acordado mais cedo que o normal, por barulhos em sua janela.

“Mais uma noite, e mais uma vez minhas preces não me ajudaram”. Já havia tentado tudo quanto era ritual para afastar as memórias, mas nada era o bastante. “O que eu estou fazendo de errado?”. Seu foco, porém, mudara para os contínuos barulhos de sua janela, que não pareciam comuns . Após se levantar e retornar ao seu funcionamento normal, decidira abrir a janela para investigar tal incomodo, quando descobre ser de uma ave bicando seu vidro, por algum motivo até então estranho.
-Oi amiguinho, perdeu a direção do ninho? – Sua admiração por animais, junto ao fato de ter acabado de acordar, fizeram-no perguntar, mesmo sabendo que o pássaro não responderia. Não teria tempo para apreciar o visitante penífero, pois este deixou sua encomenda e rapidamente partira.
Levou pouco tempo para decifrar que a carta havia sido enviada pelo quartel general da vila. Topazu já havia expressado, aos seus superiores, seu interesse em realizar missões, estando apenas esperando a resposta dos mesmos. Sua dedução acertara em cheio, logo abrindo o envelope por completo, para ler as especificações de sua primeira tarefa shinobi. Mesmo que não parecesse claro para alguém de fora, o garoto estava extremamente animado, e sua animação crescera no momento que entendeu o objetivo de sua missão.

“Parece que os espíritos finalmente vão me dar as respostas que preciso, já que vou ter a chance de pergunta-los pessoalmente.”. Os Kirameki acreditavam na existência de espíritos protetores em gemas preciosas, e costumavam ser especialistas na área de extração de tais materiais, antes de sua dissolução. Topazu lembrou da época que ajudava seus pais nas minas de minérios da região, e memórias boas lhe apareceram por um momento, seguido por um sentimento motivador. “Não só vou fazer a minha primeira missão, como vou ter a oportunidade de prestar homenagem aos meus guardiões, algo que não fazia há um tempo.”

Enrolou novamente o pergaminho, guardou-o em sua bolsa, e foi logo fazer seus preparativos. Levaria o que achara necessário, caso fossem interceptados por malfeitores: kunais e shurikens para atacar precisamente seus alvos, bombas de fumaça e de luz para realizar escapatórias estratégicas, e papéis bomba para dispersar grandes grupos. Assim que terminasse, desceria as escadas para cumprimentar a sua tia, tomaria um café rápido e partiria para o portão leste.
Chegando ao local, iria procurar o seu grupo por entre as pessoas, que possivelmente estariam usando aparatos de escavação. Caso achasse o possível grupo, se encaminharia a eles para se apresentar:

-Bom dia, os senhores são do grupo da expedição? Se for o caso, prazer. Me chamo Topazu Kirameki, e serei seu guarda costas na missão. - Seria educadamente direto, pois esperava que seus contratantes estivessem com pressa de começar a viagem.


Considerações:

Jutsus (00):
Equipamento:
+ 20 Kibaku Fuuda
+ 5 Kunai
+ 5 Shuriken
+ 3 Kemuridama
+ 2 Hikaridama
+ Pergaminho da missão

[Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! W1d991V

LastJoke
Tokubetsu Jonin
LastJoke
Vilarejo Atual
[Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! W1d991V

Re: [Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! - Publicado Qua 8 Jul 2020 - 23:54

Trabalho Honesto


Foi bastante fácil localizar seus contratantes. Se tratavam de dez homens parrudos, com camisetas apertadas e calças largas amarradas com cordas na cintura. Todos calçavam botas com bicos de metal, com capacetes duros dotados de uma conveniente lanterna. A carroça dos mineradores tinha tudo o que eles iriam precisar: Pás, enxadas, picaretas e sacos de estopa, para que pudessem trazer o que aquela viagem lhes rendesse de volta para a vila. Tão logo o genin chegou, todos o saudaram com sorrisos e cordialidade, de forma que mesmo sendo homens endurecidos pelo trabalho pesado, mostravam não deixar o bom humor e a educação de lado nunca.

Rapidamente colocaram os cavalos para andar e seguiram viagem. Caso Topazu perguntasse, eles não teriam o menor pudor em soterrar em uma imensidão de histórias dos mais diversos tipos sobre suas aventuras nas montanhas, e, mais especificamente, nas cavernas. Contando todo o tipo de lorota, mentiras e abobrinhas. Mas nada além de coisas divertidas ao extremo.

Após duas horas de viagem, chegaram ao local da escavação. Eles orientaram o menino a ficar ali, do lado de fora, e guardar tanto a carroça quanto os cavalos, que foram colocados para pastar na grama próxima, presos a uma estaca de madeira. Todos os dez mineradores adentraram a caverna, um de cada vez, formando uma longa linha viva, assim permitindo que ninguém estivesse muito distante em momento algum. Em pouco tempo o trabalho pesado teve início.

Eles eram bastante eficientes, de forma que ao meio dia metade da carroça já estava cheia de pedras preciosas esverdeadas.

Pararam para almoçar e dividiram o que tinham com o genin. O jovem Kirameki teve a chance de experimentar um pouco da carne seca e pão duro com chá morno doce demais que os homens tanto gostavam. Durante a refeição, eles contaram mais histórias animadas e divertidas.

No fim da tarde, cerca de duas horas antes do pôr do sol, eles finalmente deram o dia por encerrado. A carroça já estava praticamente cheia, e todos estavam exaustos, então apenas lhe restavam retornar para a vila e dar aquela missão por encerrada.

Contudo, no momento em que terminaram de guardar as ferramentas e prender os cavalos à carroça, os bandidos surgiram.

Eram vinte homens armados com espadas longas. Os mineradores e Topazu se viram completamente cercados, sem saída, exceto pela entrada da caverna, que era um beco sem saída, no fim das contas.

Os ladrões usavam tecidos para ocultar parcialmente seus rostos, até acima do nariz, exibindo apenas os olhos famintos pelas riquezas contidas na carroça dos mineiros. O líder do grupo, um homem mais alto e forte, mas semelhantemente trajado, deu um passo à frente. Ele empunhava uma espada gigante de lâmina mais grossa.

— Deixem as pedras e podem ir. Se tentarem resistir, mataremos a todos. - Anunciou com uma voz cheia de riso, confiante em sua vantagem numérica.

Os mineradores mais próximos colocaram a mão sobre o ombro de Topazu, como se querendo desencorajá-lo a reagir. Eram muitos inimigos. Eles não viam chances de vitória. A dor no coração dos homens era palpável, já que haviam trabalhado muito duro pelos frutos daquela empreitada. Mas, o que mais poderiam fazer? Sem armas e cansados como estavam? E não lhes parecia justo colocar toda a responsabilidade sobre o genin, não contra tantos inimigos.

Aos olhos dos trabalhadores, apenas lhes restava desistir.




—X—




OFF: Narre o que decidiu fazer.

Considerações:
1. Dúvidas? Críticas? Reclamações? Só chamar no Discord ou mandar MP.
2. Não irei tentar estender a trama além do necessário, mas o sucesso e a conclusão dependem de você.
3. Posto todos os dias à tarde ou durante a madrugada.


2
Doces ou Travessuras?

_______________________

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! - Publicado Qui 9 Jul 2020 - 16:52



Topazu Kirameki


HP:800 | CH:650 | ST: 1/5 | Velocidade: 10m/s

A cordialidade de seus contratantes foi uma surpresa que aceitou de bom grado, ficando mais motivado para a missão do que já estava. Assim que começaram a viagem, se colocou em prontidão para possíveis bandidos que pudessem intercepta-los, porém o caminho se mostrara seguro, e o garoto ficou um pouco mais tranquilo. “Parece que os espíritos estão nos protegendo, mas é melhor não baixar tanto a minha guarda.”.
Ao mesmo tempo que fazia a escolta, também se interessou por conversar com os mineiros, e adorou ouvir as histórias de suas outras expedições. Alguns lugares citados já eram de conhecimento de Topazu, da época que praticava o ofício com o seu pai, mas de outros ele não fazia ideia da existência, deixando clara a vasta experiência dos veteranos. “Ainda há muitos segredos que o subsolo esconde, e muitas relíquias a serem descobertas.”.

Assim como esperava, o local da escavação não lhe era familiar, a não ser pelas características semelhantes presente em todas as cavernas. Ao chegarem, foi instruído para ficar do lado de fora da entrada e assim fez, sabendo ser a melhor posição para alertar os outros, caso necessário. Antes que ficasse em prontidão, se preparou caso algum combate fosse acontecer: Pegou duas kunais e cobriu seus cabos com dois papéis explosivos, guardando-as no cós da calça para fácil acesso.
Quando os primeiros lotes de gemas foram depositados na carroça, os olhos de Topazu brilharam, encantado com a beleza das pedras. Fazia muito tempo que não via tantos minérios em um único lugar, e se sentiu mal por não conseguir praticar os exercícios do culto, já que a vida ninja tomara todo o seu tempo. “Talvez os espíritos queiram algo a mais de mim, e por isso não estão dispostos a me ajudar com os meus pesadelos. Será que eu nunca fui encarregado de ser um ninja? Será que eu devo voltar as minas e largar essa vida? Não...Devo estar entendendo errado.” Antes dos pensamentos o consumirem, foi convidado a almoçar com seus contratantes, e conseguiu voltar sua cabeça ao lugar.

Ao fim da tarde o seu trabalho parecia chegar ao fim, e o garoto começara a acreditar que nenhum evento indesejado ia ocorrer, se deixando ser enganado. Enquanto ajudava os trabalhadores com as carroças, um grupo de malfeitores finalmente se mostrara, aproveitando-se do cansaço de suas vítimas após o trabalho. “Repugnantes, já esperavam o momento certo para atacar.”. Se manteve calmo e analisou os oponentes: 20 homens, nenhum sinal de serem shinobis, e um líder empunhando uma lâmina enorme.
Ouviu-o dizer seus objetivos, que obviamente eram as pedras recém extraídas. “Como se eu fosse deixar esses vermes encostarem um dedo nessas obras de arte da natureza”. Antes de completar o plano que montava em sua cabeça, foi interrompido pelos mineradores, tentando o convencer de não reagir. Eles, porém, não contavam com a enorme motivação de Topazu, que nem por um momento pensou na hipótese de falhar a missão. Virou para os contratantes e, tentando se manter discreto, deu a eles uma ordem enigmática:
- Quando eu girar, se protejam e fechem os olhos.

Assim, o genin tentaria seguir estas ações: Calmamente daria três passos à frente com os olhos fechados e a cabeça baixa, para dar a ilusão de rendição. Esperaria alguns segundos, para garantir a atenção de todos os meliantes, e faria uma manobra giratória ainda com os olhos fechados. Na manobra atacaria uma de suas bombas de luz no chão, com a mão esquerda, e pegaria uma kunai explosiva, com a mão direita.
Assim que a bomba de luz explodisse, abriria os olhos e arremessaria a kunai explosiva, já infundida com chakra, nos bandidos mais próximos às carroças. Esperava incapacitar pelo menos alguns deles com a explosão, e assim abrir caminho para os mineiros montarem nos animais e fugirem com as pedras.
-Vão na frente, eu vou segurá-los e encontro vocês no caminho!
Por último, usaria uma bomba de fumaça entre eles e os bandidos para encobrir a fuga, e esperava que todos os inimigos fossem atrás dele, preparando-se para iniciar a segunda parte de seu plano.


Considerações:

Itens utilizados:
2 Kunais
2 Kibaku Fuda
1 Hikaridama
1 Kemuridama

*Não sei ao certo como funciona o sistema de fatiga, mas já coloquei 1 ponto no contador de st por essas ações. Me avise se estiver errado.
Jutsus (00):
Equipamento:
+ 18 Kibaku Fuda
+ 3 Kunai
+ 1 Kunai (revestida com 1 Kibaku Fuda)
+ 5 Shuriken
+ 2 Kemuridama
+ 1 Hikaridama
+ Pergaminho da missão

[Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! W1d991V

LastJoke
Tokubetsu Jonin
LastJoke
Vilarejo Atual
[Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! W1d991V

Re: [Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! - Publicado Qui 9 Jul 2020 - 23:55

Heroísmo


O plano do jovem Kirameki era bastante simples em teoria, mas se mostrou extremamente efetivo quando posto em prática. Quando a bomba de luz explodiu entre seus pés, não foram poucos os grunhidos vindos dos inimigos, dizendo que estavam cegos. E, infelizmente, nem todos os mineiros foram espertos ou atentos o bastante para se protegerem, também sendo afetados pelo ataque de luz. Em seguida as kunais com selos explosivos voaram, causando ainda mais caos e destruição entre os inimigos, eliminando bons dez homens com os dois ataques combinados, uma verdadeira destruição em massa!

Aproveitando o caminho livre, os mineradores mais próximos logo trataram de agarrar seus companheiros, saltar na carroça e partir galopando para longe, confiando que o genin seria capaz de cumprir com sua palavra, e cuidar dos inimigos que tentavam lhes fazer mal. E assim, partiram, em segurança temporária. Enquanto isso, os bandidos finalmente recuperavam a visão, e viam o cenário ao seu redor. Da carroça com as gemas preciosas e os mineradores, nenhum sinal, a não ser o som já distante de cascos batendo contra a rocha dura. Vários dos bandidos já caídos, mortos ou inconscientes no solo ao redor, sangue e pedaços de carne chamuscada com cheiro de porco assado.

Lívido de raiva e frustração, o líder do grupo urrou, erguendo a espada na direção de Topazu.

— MATEM-NO! NÃO OS DEIXEM ESCAPAR!

E os nove restantes cercaram o garoto e avançaram de todas as direções, tentando empalar o menino com estocadas de espadas sem qualquer piedade. Mirando seu tronco, pernas e até mesmo sua cabeça, visando acabar com sua vida de uma vez, sem dar chances de ele fugir para qualquer direção que fosse.




—X—




OFF: Narre o que decidiu fazer.

Considerações:
1. Dúvidas? Críticas? Reclamações? Só chamar no Discord ou mandar MP.
2. Não irei tentar estender a trama além do necessário, mas o sucesso e a conclusão dependem de você.
3. Posto todos os dias à tarde ou durante a madrugada.


3
Doces ou Travessuras?

_______________________

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! - Publicado Sex 10 Jul 2020 - 18:33



Topazu Kirameki


HP:800 | CH:650 | ST: 1/5 | Velocidade: 10m/s

Topazu ficara impressionado com quão efetivo foi o ataque, pois não esperava que as kunais “recheadas” fossem causar tanto estrago. Com a metade dos inimigos no chão, o caminho para a vitória era mais curto. “Talvez eu nem precise me dar o trabalho de continuar o plano, posso enfrenta-los aqui mesmo.”. Se já estava confiante, esta aumentara dez vezes mais, ao ponto de conseguir demonstrar um sorriso de canto de boca, em um rosto que quase nunca saía da expressão neutra.

No nosso mundo, porém, as coisas nem sempre acontecem como esperamos, e facilmente podemos perder o controle da situação. Assim que retirou mais duas kunais da bolsa, e se preparou para arremessa-las, sua visão começou a escurecer repentinamente, e se deixou derrubar as armas no chão. “Não...Agora não”. Como se estivesse prestes a cair em uma armadilha, o garoto fez mais acrobacias para se distanciar dos inimigos, tentando pular por cima deles assim que estivessem perto.
Ele sabia o que ia acontecer, pois já passara por essa situação antes, então fechou os olhos e colocou as mãos no rosto, em uma tentativa fútil de controlar os seus pensamentos. “Protetores, por que me abandonam?”. Suplicou pela proteção de qualquer espirito que acompanhasse ele, mas não teve seus desejos realizados. Assim que a escuridão tomou conta de sua visão, as memórias da morte de seu pai vieram à tona, como se acontecesse naquele exato momento, detalhe por detalhe.

A expedição levou o garoto de volta à sua infância, fazendo-o lembrar dos momentos bons que tivera com sua família, mas aquela era a hora dele se lembrar dos momentos ruins também, e eles não iam ir embora tão cedo. Quando terminou de lembrar de Okina desintegrando seu pai e sua vila, e depois quando passara um bom tempo desabrigado com a tia e outros, voltou ainda mais ao passado, recordando do assassinato de sua mãe.
Não era possível lembrar de tudo, por conta da sua idade naquela época, mas conseguia ver em sua cabeça a cauda do enorme Shukaku esmagando sua progenitora. Não houve nem um único minuto para conseguir se proteger, foi morta como uma formiga, de maneira totalmente humilhante. “Eu...Preciso....Sair daqui”. Nos poucos segundos que Topazu tinha consciência, se afastou ainda mais dos seus adversários, por fim parando um pouco depois da entrada da caverna.

“Como os espíritos deixaram isso acontecer? Por que logo eles?”. Além de perder o movimento das pernas, perdia aos poucos sua fé, e por consequência o seu motivo de lutar. O que seus pais poderiam ter feito de errado para acabarem daquele jeito? Se fazia perguntas e mais perguntas, até que sua cabeça não era nada além de dúvidas. Nem o mais poderoso genjutsu já criado poderia causa-lo tamanha dor, e logo esquecera que estava em plena batalha, focando agora em conseguir responder as infinitas dúvidas que lhe apareciam.


Considerações:

*Turno para ativar os efeitos da desvantagem "ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO (3)"
**Na narração anterior eu disse ter usado apenas uma das kunais, mas eu especifiquei errado nos itens utilizados, então vamos continuar como se eu tivesse usado as duas mesmo.

Itens utilizados (Deixados cair no chão):
2 Kunais
Jutsus (00):
Equipamento:
+ 18 Kibaku Fuda
+ 1 Kunai
+ 5 Shuriken
+ 2 Kemuridama
+ 1 Hikaridama
+ Pergaminho da missão

[Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! W1d991V

LastJoke
Tokubetsu Jonin
LastJoke
Vilarejo Atual
[Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! W1d991V

Re: [Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! - Publicado Sex 10 Jul 2020 - 22:57

Lembranças


Os ataques de espada passaram a um fio de cabelo de cortar as pernas do menino e causar-lhe muita dor, mas Topazu foi capaz de desviar com destreza, mesmo que aquele não fosse um dos melhores momentos para ele. Diante da fraqueza subitamente demonstrada pelo genin, os inimigos abriram sorrisos largos sob suas máscaras de tecido solto. Então se aproximaram feito lobos para abater sua presa. Os homens estavam cautelosos, pois sabiam que a velocidade de Kirameki era superior a deles individualmente, então formaram um círculo frouxo ao redor do garoto e desenvolveram uma nova estratégia: Ataque coordenado em partes.

Enquanto cinco dos inimigos avançava de todas as direções para tentar empalar o shinobi com suas espadas mais uma vez, os outro quatro permaneceram mais atrás, para o caso de Topazu conseguir saltar e esquivar mais uma vez, assim estariam prontos para atacar o menino em pleno ar, eliminando por completo qualquer rota de fuga possível. Era realmente repugnante como aqueles bandidos não tinham quaisquer escrúpulos em fazer o que fosse necessário para acabar com a vida de alguém tão jovem, mas no fim eram apenas criminosos e Kirameki já havia ferido e matado muitos de seus companheiros, o que tornava as coisas compreensíveis.

Além disso, o líder do grupo observava de perto com sua espada de tamanho anormal em mãos, e ao que tudo indicava, qualquer um que recuasse antes que eles tivessem eliminado o garoto, seriam as primeiras vítimas da fúria do chefe do bando. Mais uma vez os inimigos avançaram visando estocadas contra o tronco e pernas de Topazu. Mas, dessa vez, parte deles ficou para trás, a fim de impedir que o garoto usasse da mesma esquiva que usou no ataque anterior.




—X—




OFF: Narre o que decidiu fazer.

Considerações:
1. Dúvidas? Críticas? Reclamações? Só chamar no Discord ou mandar MP.
2. Não irei tentar estender a trama além do necessário, mas o sucesso e a conclusão dependem de você.
3. Posto todos os dias à tarde ou durante a madrugada.


4
Doces ou Travessuras?

_______________________

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! - Publicado Sab 11 Jul 2020 - 12:37



Topazu Kirameki


HP:800 | CH:630/650 | ST: 2/5 | Velocidade: 10m/s

Como se estivesse preso por correntes nas suas pernas e braços, Topazu perdia as esperanças de escapar de seus próprios pensamentos, ele sentia não ter mais forças para lutar. “Está decidido, tudo acaba aqui e agora.” “Você nem começou o seu novo trabalho, e já está cansado?”. A voz misteriosa parecia sair de outra pessoa, mas tinha o som de sua própria. “Quem é você?”. Perguntou, ainda com os olhos fechados, e a voz se esquivou da questão. ”O seu teste começa agora garoto, nossa proteção não vem de graça.”
Seria aquilo verdade? Os espíritos finalmente iriam se mostrar ao jovem, depois de tanto esforço e suplica? Talvez ao entrar na caverna, ele também encurtou a linha de comunicação com os protetores, e estes conseguiriam o alcançar. “Espere, por que eles me chamaram com minha própria voz?" Antes de conseguir terminar o seu raciocínio, havia finalmente recoberto sua consciência por completo, e não estava mais preso às memórias do passado.

Ao abrir os olhos, usou do pouco tempo que ainda tinha para analisar a situação, e instintivamente sacou sua última kunai em mãos. Todos eles estavam dentro da mina, perto o suficiente da entrada para que o sol iluminasse bem, então teria que reformular seu antigo plano. “Eu não vou conseguir ir mais fundo na caverna para usar o escuro como vantagem, essa batalha vai ter que acontecer aqui mesmo.”. Para variar, poderia se aproveitar do seu conhecimento de terreno, e logo pensara em outra estratégia.
Deveria primeiro se preocupar com os cinco bandidos vindo em sua direção, e não poderia repetir seu movimento anterior pois já estariam preparados. Ao invés de esperar eles chegarem em você, sua determinação redescoberta levaria Topazu a tentar ataques mais ousados, indo direto a um dos inimigos com sua kunai. Para não deixar nenhuma fresta para contra-ataques, iria aumentar sua velocidade com o Shunshin no Jutsu, tentando pular e apoiar seus pés no tronco de um dos inimigos que tentaria atacar suas pernas.
Ao mesmo tempo que tentaria perfurar o peito dele, iria usar sua outra mão para pegar mais um papel bomba, e usaria do corpo do inimigo para pular e alcançar o teto da caverna. Lá em cima, tentaria implantar o papel bomba furtivamente em alguma superfície, já preparado com chakra para explodir com o selo de mão da cobra, e arremessaria sua última kunai em direção ao lider, enquanto estivesse caindo. Não queria acerta-lo com a arma, então angulou o ataque para perto do rosto, onde ele poderia desviar facilmente e fazer com que a kunai saísse da caverna.

Assim, seu último truque seria preparar sua técnica de substituição, para trocar de lugar com aquela kunai quando fosse necessário. Se tudo desse certo, estaria em um local seguro para poder ativar a explosão, e causar um soterramento na caverna e marcar a cova de seus adversários. Quando estivesse no chão novamente, tentaria correr em direção do líder com sua velocidade normal, fazendo no caminho os selos necessários para realizar o jutsu, e se deixaria ser atingido por qualquer ataque que ele realizasse.


Considerações:

Itens utilizados:
1 Kunai
1 Kibaku Fuuda
Jutsus (02):
Shunshin no Jutsu
Rank: D
Descrição: O Shumshin no Jutsu é uma técnica de movimento de alta velocidade, permitindo que um ninja possa se mover de curta para longas distâncias a uma velocidade quase indetectável. Para um observador, ele aparece como se o usuário tiver teletransportado. Uma bomba de fumaça é ocasionalmente usada para disfarçar os movimentos do usuário. É realizado o uso do chakra temporariamente para revitalizar o corpo para se mover em velocidades extremas. A quantidade de chakra necessária depende da distância total e elevação entre o utilizador e o destino pretendido. Tem havido alguma confusão em algumas traduções entre este e o Jikuukan Ninjutsu, mas estes são de fato diferentes técnicas, esta técnica não é teletransporte e sim apenas um movimento extremamente rápido.

Kawarimi no Jutsu
Rank: E
Selos: Carneiro, Javali, Touro, Cachorro e Cobra.
Descrição: Com esta técnica, os usuários substituem o seu próprio corpo com algum outro objeto, geralmente com um bloco de madeira no momento de um ataque. Isso cria uma ilusão de ótica, fazendo com que o inimigo ache que o ataque foi bem sucedido. A partir disso, o usuário pode usar o lapso de atenção do inimigo para atacar ou fugir do campo de batalha. Etiquetas de explosivos podem ser anexados à substituição de uma surpresa adicionado. É um ninjutsu básico mesmo ensinado na Academia, mas é uma arte útil que pode ser aplicada em várias situações.
Equipamento:
+ 17 Kibaku Fuuda
+ 5 Shuriken
+ 2 Kemuridama
+ 1 Hikaridama
+ Pergaminho da missão

[Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! W1d991V

LastJoke
Tokubetsu Jonin
LastJoke
Vilarejo Atual
[Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! W1d991V

Re: [Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! - Publicado Seg 13 Jul 2020 - 23:54

Azar ou Sorte?


O líder deu as costas para a caverna, ao ver seus homens cercar o moleque metido a shinobi. E foi quando tudo aconteceu, em um piscar de olhos. O jovem genin que apenas alguns instantes atrás parecia estar apavorado, mal sendo capaz de se defender propriamente dos ataques, subitamente avançou na direção dos ladrões, os surpreendendo imensamente com sua inesperada mudança de atitude. O primeiro bandido morreu com os olhos arregalados, sem sequer pronunciar uma palavra, em seguida Topazu saltou usando o corpo do seu inimigo como plataforma e plantou o papel bomba, e em seguida fez alguns selos para preparar um kawarimi, logo antes de lançar uma kunai na direção do líder do grupo.

De maneira surpreendente, todos os bandidos se viraram, acompanhando o caminho da kunai, mas antes que qualquer um deles pensasse em avisar o líder, ou sequer se mover, a arma atingiu o alvo em cheio, e o homem robusto e assustador caiu feito uma árvore podre. Morto. Topazu caiu entre os inimigos, os quais se entreolharam e vendo tantos corpos de seus aliados mortos ao seu redor, assim como o próprio líder que tanto os oprimia, sairam correndo.

Instantes mais tarde Kirameki estava sozinho e pode seguir viagem.

Ao chegar de volta em Suna, o garoto veria os mineradores nos portões da vila, falando com os guardas com gestos desesperados, o quais apenas se acalmaram quando eles finalmente avistaram a figura do rapaz se aproximando. Então todos os trabalhadores correram para abraçar e agradecer ao corajoso genin, alguns até chorando, enquanto davam vivas e comemoravam o valente guarda-costas que tiveram durante aquela missão. E eles fizeram Topazu prometer que iria acompanhá-los novamente no futuro, quando eles fossem escavar aquela ou outras minas de pedras preciosas.

No fim, felizmente, tudo pareceu terminar bem.




—X—




OFF: @Missão Rank C concluída com Sucesso! Pode pedir atualização direto na GF e no Banco! (Recompensas máximas) Parabéns, excelente narração e interpretação das características do personagem. Nesse último post, houve apenas um errinho no uso do Kawarimi, que exige preparação em um turno anterior para ser ativado posteriormente. Fora, isso, foi tudo tranquilo. Espero que tenha curtido, pois gostei bastante de narrar para ti! xD

Considerações:
1. Dúvidas? Críticas? Reclamações? Só chamar no Discord ou mandar MP.
2. Não irei tentar estender a trama além do necessário, mas o sucesso e a conclusão dependem de você.
3. Posto todos os dias à tarde ou durante a madrugada.


5
Doces ou Travessuras?

_______________________

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! - Publicado Ter 14 Jul 2020 - 1:29



Topazu Kirameki


HP:800 | CH:630/650 | ST: 2/5 | Velocidade: 10m/s

Talvez no calor do momento havia previsto errado a trajetória da kunai, ou esperou demais dos reflexos de seu oponente, mas a lâmina acabaria encravada na cabeça do antes orgulhoso líder do grupo de bandidos. Parou no meio seu movimento quando percebera o ocorrido, e ficou impressionado por um segundo pela “sorte” que teve, mas ainda não baixara a guarda ao restante dos inimigos. Estes, porém, ficaram chocados com os feitos do garoto, e fugiram do campo de batalha, horrorizados.
Finalmente a luta havia acabado, e conseguiria finalmente descansar do instinto de caçador, pois não havia mais motivo para matar. Quando terminou de processar todos os acontecimentos, levou um tempo para avaliar a arena da luta, e não podia deixar de se sentir mal pelas almas perdidas ali. Não importava serem de seus inimigos, que com certeza teriam feito coisas piores a ele e os trabalhadores, não se acostumara por completo com a responsabilidade de tirar uma vida. “Se estes foram os desejos dos espíritos, que assim seja. Espero que suas almas encontrem um lugar melhor.”

Seria perigoso deixar os resquícios da batalha ali, pois não saberia se os mineiros voltariam a explorar o local, então fez uma verdadeira limpeza em seus arredores: Juntou todos os corpos perto da entrada, cobrindo com suas vestes os danos mais repulsivos, e pegou as duas kunais que deixara cair no chão para usar em outras batalhas. Por último, iria retirar o papel explosivo do teto da caverna, e aproveitaria para ativa-lo em uma parte do chão fora da mina, tentando cavar com a explosão uma cova mais digna.
Deixaria os corpos que coubessem ali, pois não tinha os materiais para cavar túmulos melhores, e faria uma benção por alguns minutos, pedindo com que os espíritos guiassem suas almas para a próxima existência. Após terminar todo o trabalho, seguiria pela estrada de encontro aos seus contratantes, que Topazu esperava não terem se metido em outros perigos. Continuou a viagem até chegar aos portões da vila, preocupado por não ter encontrado os homens no caminho, mas pôde relaxar ao avistar todos juntos ali, são e salvos.

A missão foi um completo sucesso, e com certeza sua primeira experiência shinobi ficaria guardada em sua memória. Antes de receber os agradecimentos dos mineradores, Topazu bateu seu olhar na carroça cheia de gemas, motivo de ter começado a lutar, e viu como um clarão a imagem de seus pais sentados ali, com expressões de orgulho em seus rostos. Os homens não o deram tempo de pensar sobre aquilo, pois estavam todos radiantes com sua chegada, e faziam questão de agradecer o garoto.
-Não precisam agradecer, todos os ninjas são treinados para passar por isso, e temos deveres a seguir. Além do mais, eu também estou muito contente que vocês estão bem.- O garoto deixou seu rosto mudar de expressão mais uma vez, agora dando um agradável sorriso, para mostrar sua felicidade. Após as suplicas dos mineradores para que fosse novamente seu guarda-costas no futuro, não pôde negar o pedido.
-Eu só queria deixar claro uma coisa.-Se moveu até a carroça para encostar em umas das pedras-Enquanto vocês continuarem com seu trabalho duro, os bons espíritos serão melhores guardiões que qualquer ninja sonharia ser, e vocês estarão sempre acompanhados de poderosos amigos.

Após receber seu pagamento e se despedir de suas novas amizades, Topazu não poderia deixar de pensar em todos os acontecimentos na caverna, e pensara quais próximos testes os guardiões iriam exigir. “Se é pela minha proteção e de minha família, nenhum preço é muito alto”. Então seguiu para casa, onde descansaria antes de seu próximo destino


Considerações:

*Obrigado! Eu AMEI a sua narração também, e espero que possamos fazer outras missões/cenas <3

Itens recuperados:
2 kunais
Jutsus (00):
Equipamento:
+ 17 Kibaku Fuuda
+ 5 Shuriken
+ 2 Kunais
+ 2 Kemuridama
+ 1 Hikaridama
+ Pergaminho da missão

Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Missão Rank C] Entre Pás e Espadas! - Publicado

Resposta Rápida

Área para respostas curtas