:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Sunagakure no Sato :: Centro da Vila
12 Anos Online
Alvorecer
Arco 04
Ano 16 DG
Inverno
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

[Cena] Remetente Anônimo Tumblr_pm29h67YIi1ugye8so2_400

Kiyomi
Genin
Kiyomi
Vilarejo Atual
[Cena] Remetente Anônimo Tumblr_pm29h67YIi1ugye8so2_400

[Cena] Remetente Anônimo - Publicado 24/5/2020, 19:49


Narrador: Kiyomi

Remetente Anônimo

@Yota

   ㅤJá era tarde da noite e o clima, embora fosse verão era extremamente gélido em Suna, típico de um deserto. Yota estava em sua casa fazendo qualquer coisa que lhe vinha à cabeça no momento; quando, sem esperar, ouvia batidas em sua porta. Eram quatro ou cinco batidas fortes e rápidas, como se tivesse certo desespero por trás daquilo. O garoto iria lá conferir do que se tratava.
   ㅤAssim que abrisse a porta encontraria uma carta com selo, nome de destinatário - ou seja, nome de Yota - e todas as demais informações, porém, o endereço estaria escrito de tinta vermelha destacando-se e havia também sido circulado algumas vezes de maneira apressada. Caso abrisse a carta encontraria um convite para ir ao local. Olhando a sua volta teria simplesmente ninguém.

Considerações:
Post 01/05
[Cena] Remetente Anônimo 1af90fb2c10432540ab3876f9763e50ffed696ee_128

Yota
Genin
Yota
Vilarejo Atual
[Cena] Remetente Anônimo 1af90fb2c10432540ab3876f9763e50ffed696ee_128

Re: [Cena] Remetente Anônimo - Publicado 24/5/2020, 20:06


Cartas para mim?


Havia passado o dia fazendo pequenos afazeres para sua familia, então não percebeu o quão rapido o dia havia passado. Teve que limpar a sala e arrumar algumas das compras que não haviam sido guardados no armazem da casa. Além de ajudar seu avô com seu serviço de construtor pela cidade. Ele não precisava carregar nada e nem seu parente, mas tinha que fiscalizar para ver se tudo estava indo bem. O dia foi bem calmo e padrão para ele, nada muito grande havia ocorrido, e por isso até ficou animado quando já de noite a sua porta bateu bem forte, como se a pessoa quisesse derrubar aquilo. Seus avôs estavam dormindo então depois de se recompor do susto enome que havia levado se levantou na pressa para atender a porta. Estranhamente não havia ninguém. Yota olhou de um lado para o outro para ver se via rastros de quem havia posto a corta e nada viu. Apenas uma carta havia sido posto perto de seu pé. Era estranho como cartas pareciam seguir a vida do garoto.

Pegou a mesma e fechou a porta, já que o frio já havia começado a entrar em sua casa e sabia que se algum de seus avôs acordassem e sentissem mais frio que o normal reclamariam com ele. A carta era para si mesmo então se sentiu a vontade de abri-la esperando que tivesse alguma noticia ruim ou algum tipo de ameaça. Não sabia ninguém que dava noticias boas por meio de cartas, principalmente no meio da noite.

Ao ler o conteudo dela, não pensou duas vezes no que tinha que fazer. O dia havia sido bem tedioso, então estava sedento por algum tipo de novidade. Estava acostumado a andar pela noite fria de Suna, então sabia onde era o endereço marcado na carta, não demorando para chegar até lá.

Considerações:
PAPER WEIGHS LESS THAN FEATHERS

0/2 STA  | 200HP | 300CH
@KIYOMI


[Cena] Remetente Anônimo Tumblr_pm29h67YIi1ugye8so2_400

Kiyomi
Genin
Kiyomi
Vilarejo Atual
[Cena] Remetente Anônimo Tumblr_pm29h67YIi1ugye8so2_400

Re: [Cena] Remetente Anônimo - Publicado 24/5/2020, 20:59


Narrador: Kiyomi

Remetente Anônimo

@Yota

   ㅤO garoto saia de sua casa indo até o local indicado. Chegando lá encontraria uma casa fúnebre com um quintal na frente, algumas árvores secas e uma vegetação rasteira quase que morta. O vento tratava de abrir o portão que dava para o quintal assustador permitindo a sua entrada. Na porta da casa havia um objeto metálico arredondado anexado a madeira que servia de campainha. Yota ousaria em usá-lo, batendo naquela porta.
   ㅤAo primeiro toque alguém abria a porta, como se estivera ansioso lhe esperando. Quem estava lá dentro daquela mansão que parecia abandonada era um homem de jaleco, óculos e cabelos grisalhos bagunçados.
   ㅤ– Ah, é você Yota! Vamos, entre, entre – dizia o homem, empurrando Yota.
   ㅤ– Quer se sentar? – falava o homem, puxando o genin até a mesa de jantar, não dando tempo para que respondesse.
   ㅤ– Gostaria de um chá? Não me lembro se você gostava de chá nas pesquisas que eu fiz – perguntava ao mesmo tempo em que servia uma xícara de chá quente ao jovem e, caso ele aceitasse ou recusasse, anotaria em um bloco que carregava no corpo.
   ㅤO cientista parecia saber tanto sobre Yota, mas Yota não sabia nada sobre ele. Levava alguns segundos até que o homem voltasse para si.
   ㅤ– Ora, onde estou com a cabeça? Esqueci de me apresentar. Me chamo Dr. Heinz Doofenshmirtz. – suspirava um minuto, encarando o ninja – Não, não! Não se apresente, eu já sei tudo sobre você – dizia, cobrindo a voz da sua visita.
   ㅤNaquele momento seu jeito agitado e rápido demais para se acompanhar se centralizava por instantes, abrindo espaço para uma feição séria. – Estou com um experimento ultra-hiper-mega secreto. Ninguém pode saber dele além de mim e de você. Pelo menos não por enquanto. Acredito que eu irei falir alguns vendedores de medicamentos mágicos com meus métodos e... alguém como você que vive rodeado de palavras em pergaminhos e cartas seria perfeito! Aceita? – concluía, esperando uma resposta do jovem.


Considerações:
Post 02/05
[Cena] Remetente Anônimo 1af90fb2c10432540ab3876f9763e50ffed696ee_128

Yota
Genin
Yota
Vilarejo Atual
[Cena] Remetente Anônimo 1af90fb2c10432540ab3876f9763e50ffed696ee_128

Re: [Cena] Remetente Anônimo - Publicado 24/5/2020, 21:41


Amor em Palavras


O local era bem mais sombrio do que pensava que seria. Talvez nunca tivesse ido até lá aquele horario da noite e tem lugares que mudam de aparencia quando não tem a luz forte do sol cobrindo eles. A sua ingenuidade o fez acreditar que era apenas aquilo. Não tinha nada a ter medo indo até lá. Era só uma casa.  Bateu na porta e quando pensou em olhar em volta para observar mais o imovel levou um susto com a pessoa que apareceu imediatamente na sua frente.

O homem parecia um médico, porém não estava tão arrumado quanto um. Talvez tivesse acabado de chegar do hospital e não havia tirado o jaleco. De qualquer forma, Yota não teve muito tempo para reparar em sua aparencia porque foi apressado para dentro da casa. Seguiu apenas as ordens do mesmo se sentando na cadeira e negando com uma das mãos quando foi lhe oferecido chá. Não que não gostasse, mas não estava tão confuso que o primeiro instinto era negar qualquer coisa oferecida por ele. Até onde sabia nem sequer conhecia o mais velho.

Heinz. Ele confirmou o nome em sua cabeça. Aquela experiencia estava acontecendo de uma forma tão incomum que já imaginava como iria contar para seus amigos depois. Não acreditava que tudo estava acontecendo tão depressa daquela maneira.

"Sou-" Ia se apresentar por puro costume, mas novamente foi interrompido. Quando pensou em se apresentar novamente depois que sua fala foi interrompida pelo outro, o rosto dele mudava, se tornando algo mais sério.

Qualquer pessoa acharia toda aquela situação um grande alarme vermelho e iria embora imediatamente, porém Yota achava que se o cara fosse lhe fazer mau já haveria o feito. Não acreditava que tinha nada a temer.

Ao escutar o plano do outro confirmou levemente com a cabeça enquanto tentanva entender o plano dele. Parecia ser algo mais mirabolante do que qualquer coisa, porém a curiosidade de Yota foi mais alta. Depois da forma que o outro agia não tinha certeza se ele era um médico de verdade, então ele poderia ir até o médico. Mas sem nem pensar mais a fundo aceitou participar do experimento.

Considerações:
PAPER WEIGHS LESS THAN FEATHERS

0/2 STA  | 200HP | 300
@KIYOMI


[Cena] Remetente Anônimo Tumblr_pm29h67YIi1ugye8so2_400

Kiyomi
Genin
Kiyomi
Vilarejo Atual
[Cena] Remetente Anônimo Tumblr_pm29h67YIi1ugye8so2_400

Re: [Cena] Remetente Anônimo - Publicado 25/5/2020, 00:48


Narrador: Kiyomi

Remetente Anônimo

@Yota

   ㅤEstava um pouco ansioso, mas após o menor ter aceitado, um sentimento de alívio se estabelecia no cientista. Sua feição séria tratava de ir embora e se tornava de novo no homem que antes havia recebido Yota, dessa vez, apenas um pouco mais cuidadoso - devido exigências do local em que trataria de ir.
   ㅤSaia no mesmo instante da mesa, virando seu corpo e dirigindo-se adentro na casa. Não dizia nada, mas esperava que fosse seguido pelo ninja. Quanto mais adentrava em sua casa, mais escuro ficava, ainda mais pelo motivo de toda a iluminação do local vir de velas em candelabros.
   ㅤ– Você deve está se perguntando sobre mim, não é mesmo...? – olhava de soslaio para trás – Então, minha inspiração surgiu ao acompanha minha filha Mira – dizia como quem contava uma história, ignorando completamente quem era e focando novamente em sua ideia – Quando Setsuno ainda era jovem ela tinha muito dificuldade em ler e de início não entendíamos o porquê – nesse momento puxava um livro em uma das estantes da casa.
   ㅤ– Não é esse – falava enquanto jogava o livro ao chão e puxava outro – Nem esse – no terceiro livro que puxava com sua canhota, abria uma passagem estreita ali. Uma entrada secreta.
   ㅤ– A situação de Lucy me entristecia muito e eu queria fazer algo por ela... – errava o nome de sua suposta filha pela terceira vez – E, voilá!! – tirava um pano de cima de uma maca que formava um ângulo de 60° com o chão.
   ㅤHeinz pegava algumas luvas que ficavam sobre uma bandeja móvel, próximo de um bisturi e outros equipamentos.
   ㅤ– Peço que você fique aqui nessa maca. Tente se sentir o mais confortável possível. Em alguns minutos começará a projetar em sua frente alguns recortes de texto. Tente ler o máximo que puder deles, certo? – completava, sem esperar ouvir a resposta do garoto, quase como se estivesse falando sozinho.
   ㅤO doutor passava por uma porta na lateral esquerda e ia para uma sala com uma janela de vidro que permitia ver sua cobaia. Em sua frente, nos seus lados, basicamente em tudo que não era chão naquela sala haviam painéis e botões. Ele puxava uma alavanca e em um flash uma tela era projetava em frente ao garoto passando em um ritmo deveras acelerado.
   ㅤApós 10 minutos o projetor se desligaria e Heinz perguntaria ao genin o que ele teria entendido dali, esperando que ele falasse que não era tinha absorvido muita informação.



Considerações:
Post 03/05
[Cena] Remetente Anônimo 1af90fb2c10432540ab3876f9763e50ffed696ee_128

Yota
Genin
Yota
Vilarejo Atual
[Cena] Remetente Anônimo 1af90fb2c10432540ab3876f9763e50ffed696ee_128

Re: [Cena] Remetente Anônimo - Publicado 25/5/2020, 02:12


Cartas para mim?


Estava começando a ficar assustado com outro, porém ao ver a feição dele mudar para algo mais suave relaxou um pouco. Yota tinha uma péssima experiência em acreditar nas pessoas, porém aquilo tudo estava saindo um pouco de controle, mas como até agora não havia sofrido nenhum tipo de ataque e não imaginava que estava dentro de alguma ilusão apenas seguiu para ver onde aquilo tudo levaria ele.

Escutava Heinz falando sobre a sua filha, sobre sua inspiração, e tentava entender o que aquilo tinha a ver com ele. Mesmo que Yota lê-se com frequencia não se imaginava ensinando alguém a ler mais rápido ou algo do tipo, porém tentou se focar no que o outro falava.

Negava-se ao máximo julgar o outro como se ele tivesse um parafuso a menos, mas estava ficando um pouco impossível pela forma que ele agia. Escutava novamente falar de sua filha, mas dessa vez com outro nome. Cresceu um questionamento da mente do outro sobre o que estava acontecendo, mas já estava tão imerso na situação que não tinha como simplesmente ir embora.

O lugar parecia bem estranho, porém o doutor estava tão certo que as coisas iriam funcionar do jeito dele que Yota apenas o obedeceu, tentando se colocar confortável na maca. "Acho..." Começou a falar, porém novamente o outro apenas se afastou como se Yota não precisasse falar nada.

Ficou olhando para frente esperando os recortes de texto aparecerem e foi tudo bem mais rápido do que ele imaginava. Não havia conseguido pegar nenhuma informação. Não algo valioso, se lembrava de letras soltas e que provavelmente estavam em negrito, mas não conseguia adivinhar do que se tratava. E aquilo até começou a fazer  a cabeça dele doer levemente.

Aos poucos sentia que estava entendendo, mas imaginava ser seu cérebro continuando palavras que ele achava que estava vendo. Era bem frustrante para ele aquilo tudo.

"Claro que não entendi nada, o que é isso?" Perguntou, perdendo um pouco a cabeça.



Considerações:
PAPER WEIGHS LESS THAN FEATHERS

0/2 STA  | 200HP | 300
@Kiyomi


[Cena] Remetente Anônimo Tumblr_pm29h67YIi1ugye8so2_400

Kiyomi
Genin
Kiyomi
Vilarejo Atual
[Cena] Remetente Anônimo Tumblr_pm29h67YIi1ugye8so2_400

Re: [Cena] Remetente Anônimo - Publicado 25/5/2020, 20:13


Narrador: Kiyomi

Remetente Anônimo

@Yota

   ㅤ Ao ouvir a afirmação que antecedia a pergunta do garoto soltava uma leve gargalhada. O doutor apertaria um botão que ficava envolto por um vidro com dobradiça e, naquele instante algumas cintas automaticamente prendiam os braços e pernas do ninja conforme o doutor se aproximava.
   ㅤ – Por muito tempo procurei a cura da dislexia. Testei diversas vezes em mim mesmo e, veja como eu acabei – falava diminuindo a tonalidade de sua voz. Heinz estendia seus braços, olhando seu próprio corpo com uma feição triste.
   ㅤ – Infelizmente não fui sortudo como você será agora. O experimento deu errado diversas vezes, mas acredito... não... tenho certeza que agora dará certo – expressava aquilo com a mesma seriedade tida quando perguntou para Yota se aceitaria participar de seus projeto. Mesmo não sendo uma pessoa sã, o cientista jamais faria aquilo sem o consentimento inicial do genin e, ainda que da sua forma, teria boas intenções - mesmo que Yota pudesse discordar por um breve momento.
   ㅤ – Acredite em mim. Você me agradecerá depois – ao falar isso, colocava uns fios no corpo de sua cobaia, indo novamente para a sala com a certeza de que o visitante estará imóvel.
   ㅤ Assim, novamente a tela era projetada e uma corrente levemente incômoda, porém não letal, percorreria o corpo do garoto. De início acharia está passando por uma tortura, mas logo entenderia que sua capacidade de ler os textos aumentaria drasticamente. Intensidade 1. Minutos após: intensidade 2. O incômodo iria ao aumentando com o tempo, junto da capacidade de reter aquelas informações. Seus métodos eram os mais estranhos, com certeza, mas a curiosidade seria uma ferramenta para entender até onde aquilo iria.
   ㅤ Enfim, intensidade 3. A projeção iria aumentando de velocidade, mas o garoto conseguiria entender 50% de tudo que se passava ali. “Meu corpo está estragado; minha mente completamente acelerada devido os efeitos colaterais, mas esse garoto não; ele se tornará a obra prima do meu experimento para descobrir a cura contra a ignorância!” Pensava, gesticulando fortemente devido excitação.
   ㅤ Haviam mais duas intensidades. Heinz, embora curioso, demonstrava piedade.
   ㅤ – Acha que aguenta mais, garoto? Me permite entrar para a história?! – dizia, de sua sala, por meio de um microfone e alto-falantes.

Considerações:
Post 04/05


Última edição por Kiyomi em 25/5/2020, 22:15, editado 3 vez(es)
[Cena] Remetente Anônimo 1af90fb2c10432540ab3876f9763e50ffed696ee_128

Yota
Genin
Yota
Vilarejo Atual
[Cena] Remetente Anônimo 1af90fb2c10432540ab3876f9763e50ffed696ee_128

Re: [Cena] Remetente Anônimo - Publicado 25/5/2020, 21:12


Cartas para mim?


Yota devia ter ido embora. Ele havia sentido que poderia dar merda a um tempo atrás, porém um dos seus maiores pecados era quão fácil confiava nas pessoas. E sabia que aquilo iria morder ele de volta em algum momento, só não esperava que fosse a uma situação como aquela. A voz do revelou as suas reais intenções de vilão fazendo com que Yota tentasse se soltar das cintas, mas estava preso. Não sabia o que fazer além de observar o outro falar. A sua voz um pouco distante por causa do vidro, mas ainda audível.

Ele entendeu naquele minuto que não havia filha nenhuma. A sua ingenuidade fazia com que a sua inteligência não conversasse com o resto do seu corpo da forma correta fazendo com que acabasse em situações ridículas como aquelas. Yota não sabia se iria morrer ou seria torturado para sempre. Mesmo que o outro dissesse que iria agradecer depois, ele não conseguia não continuar a se mexer tentando sair, falhamente.

No começo sentiu como se alguém colocasse uma corrente elétrica sobre seu corpo, porém de uma forma lenta como uma massagem que estivesse apenas um pouco desconfortável. O clarão do telão ligando fez com que focasse novamente nas letras, dessa vez, ainda não conseguia lê-las, mas sentia que com a intensidade aumentando podia ler bem mais e mais. Yota odiava aquilo, porém não podia negar as coisas boas que poderiam vir daquela estranha capacidade de leitura que estava obtendo.

O livro não tinha lá uma coisa muito interessante passando, mas conseguia pelo menos entender para ter o julgamento sobre a obra, o que deixava ele um pouco assustado com o que o outro estava fazendo com ele.

"E você vai parar?" Reclamou, mesmo sabendo que queria saber o quão melhor poderia ficar, mas era teimoso o suficiente par negar para si mesmo qe aquilo iria fazer melhoras enormes na sua capacidade de compreensão. Aquilo poderia o ajudar bastante futuramente. "Me dê o seu melhor." Falou, como se estivesse lutando contra aquilo, sendo apenas a sua teimosia falando por si.




Considerações:
PAPER WEIGHS LESS THAN FEATHERS

0/2 STA  | 200HP | 300
@Kiyomi


[Cena] Remetente Anônimo Tumblr_pm29h67YIi1ugye8so2_400

Kiyomi
Genin
Kiyomi
Vilarejo Atual
[Cena] Remetente Anônimo Tumblr_pm29h67YIi1ugye8so2_400

Re: [Cena] Remetente Anônimo - Publicado 25/5/2020, 22:15


Narrador: Kiyomi

Remetente Anônimo

@Yota

   ㅤ – Boa resposta – era o que ouvia, seguido por uma risada, antes da intensidade daquela corrente ser aumentada. Intensidade 4. Daria para ouvir um urro de dor, mas que não perdurava muito. A capacidade de compreensão do menino aumentava ainda mais. Agora, além de ler, conseguiria interpretar, assimilar, fazer deduções e o que mais fosse preciso com aquelas palavras. Era magnífico. Tanto Heinz quanto Yota estariam surpresos com aquilo.
   ㅤ Ainda havia hesitação. O cientista não se importaria em fazer o que fazia consigo para aquele experimento e outros, mas com outra pessoa a coisa era diferente. Ficaria pensativo por alguns segundos, mas logo agiria condizente com seus planos. O corpo do menino estava acostumado com a intensidade de nível 4, conforme o tempo passava, então, possivelmente não iria ocorrer nada de errado com ele no passo seguinte.
   ㅤ Assim, girando uma manivela e apertando alguns botões a intensidade chegaria ao seu ápice. A corrente era dolorosa, de fato. Yota conseguiria agora obter máxima compreensão daquilo. O experimento era um sucesso, mas a dor indescritível. O doutor comemorava em sua cabine, enquanto, agindo fora do calculado, o garoto gritava mais que o comum.
   ㅤ O primeiro dos gritos de dor era suficiente para o cientista tentar desligar seu equipamento (sem êxito) e sair de seu espaço tentando soltando das amarras. Ele não estaria muito ferido e nem era muito grave, mas a intensidade foi suficiente para certificar de desmaia-lo por alguns minutos. – Foi um sucesso, Yota! Parabéns! – eram as últimas palavras que ouvia antes de toda sua visão se tornar penumbra.
   ㅤ Ao abrir os olhos, estaria em sua casa, deitado. Próximo a si estaria a carta que recebeu no início daquela noite, um dos livros da casa aberto (que seria assimilado pelo garoto em um tempo curto, devido seu hábito de leitura e sua nova qualidade) e um papel dobrado com um pedido de desculpas e um pedido que fosse vê-lo se precisasse de algo futuramente.





Considerações:
Post 05/05
[Cena] Remetente Anônimo 1af90fb2c10432540ab3876f9763e50ffed696ee_128

Yota
Genin
Yota
Vilarejo Atual
[Cena] Remetente Anônimo 1af90fb2c10432540ab3876f9763e50ffed696ee_128

Re: [Cena] Remetente Anônimo - Publicado 25/5/2020, 22:50


Cartas para mim?


Arrependeu-se de sua resposta quase que de imediato. A intensidade aumentava bem mais do que ele esperava fazendo com que ele não conseguisse segurar a dor que estava sentindo. Não sabia como descrever ela, parecia que todo seu corpo estava pulsando ao mesmo tempo em uma velocidade que seu coração não parecia aguentar. Como se dois corações estivessem no mesmo corpo.

Porém aos poucos sentia que se adequava àquilo e sentia que a sua leitura naquela velocidade estava até bem clara. Conseguia pensar em alternativas da forma escrita no livro e pensar realmente no que estava sendo descrito não apenas pegando palavras soltas e formando com seu cérebro. Pensava que estava próximo do fim, pois já achava que estava na melhor de suas capacidades, porém Heinz tinha outra coisa em mente.

Daquela vez era impossível de se manter em silencio, a dor era forte e agora não sentia só um segundo coração, mas correntes elétricas reais fritando todo o seu intestino. Não sabia formar palavras pedindo por socorro, pois não conseguia pensar com tanta claridade. Seus olhos desviaram para o texto que agora parecia apenas um livro parado. Conseguia entender perfeitamente. O que diabos Heinz tinha feito com ele? Era a pergunta que se fazia, mas estava tão próximo de perder o controle de si que nem chegou a pensar em alguma resposta.

Escutou ele falar algo de como havia sido um sucesso e pensou em dar o dedo do meio para o outro, mas já tinha perdido a consciência.



Acordou no susto na sua casa. As suas memórias do ocorrido eram vagas, mesmo que ainda sentissem algumas dores no corpo. Mas poderia culpar a forma que havia dormido, pois nem ao menos lembrava ter ido se deitar. A confirmação de que tudo aquilo não era um sonho quando viu um livro com um papel dobrado por cima. Pegou os dois e antes de ver o papel, deu uma olhada no livro para saber do que era e foi rápido em reparar que era só um livro de história. Não sabia que conseguia ler algo tão rápido daquele jeito. No bilhete alguém se desculpava, porém avisava que podia ir visitá-lo caso precisasse de mais alguma coisa. Sentia que a sua nova e melhor capacidade de leitura havia sido por culpa daquela pessoa. Nunca iria agradecer ele por isso, então só pegou o papel e o livro e colocou em um canto. Nunca admitiria que estivesse grato por aquilo.


Considerações:
PAPER WEIGHS LESS THAN FEATHERS

0/2 STA  | 200HP | 300CH
@Kiyomi


[Cena] Remetente Anônimo Tumblr_pm29h67YIi1ugye8so2_400

Kiyomi
Genin
Kiyomi
Vilarejo Atual
[Cena] Remetente Anônimo Tumblr_pm29h67YIi1ugye8so2_400

Re: [Cena] Remetente Anônimo - Publicado 25/5/2020, 22:53

Aprovado.
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Cena] Remetente Anônimo - Publicado