:: Área de Mudanças :: Centro de Melhorias :: Treinamentos de Fillers
Alvorecer
Arco 04
Ano 17 DG
Verão
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

[Filler] Hoki Hira - Egoísmo. C28a66cac71eafff8beef336d435c7b34db1d0ea_hq

SaevonNuke
Genin
SaevonNuke
Vilarejo Atual
[Filler] Hoki Hira - Egoísmo. C28a66cac71eafff8beef336d435c7b34db1d0ea_hq

[Filler] Hoki Hira - Egoísmo. - Publicado Sab 18 Abr - 21:41

Filler:

[Filler] Hoki Hira - Egoísmo. E653f5f2b28067b4d36fb537f2679ee4

    Depois de estudar tanto eu finalmente aprendi Ninjutsu médico, e com isso o avançado jutsu de cura do meu clã que é passado de geração em geração. Eu já sabia teoricamente como o Jutsu era feito, mas não tinha conhecimento e habilidade, ainda, para aplicá-lo.

Com isso, mesmo não sendo um médico profissionalmente, às vezes eu era chamado pelo Hospital da vila para auxiliar, e aceitava super disposto. Ficar ativo era necessário para cuidar da minha depressão. Eu tinha que ficar constantemente fazendo algo, vendo pessoas, para minha mente, mesmo desejando superar a morte e virar imortal, não acabar enveredando pelo pior dos caminhos.

Acabei tendo que fazer diversas operações mais simples, por não poder realizar as mais complicadas ainda por não ser um médico oficialmente. Agia como um enfermeiro super capacitado. Sempre acertava a dose dos remédios, mesmo sem medidores, sempre fazia diagnósticos precisos, às vezes até orientava sobre erros médicos. Eu começava a mostrar meu talento que intimidava minha família. As pessoas só não se surpreendiam muito pela minha idade. O que elas não entendiam era: por que com essa idade e meus conhecimentos eu ainda não era médico, mas ninguém tinha coragem de manifestar abertamente essa dúvida, julgavam inapropriado.

No hospital me chamavam de “Enfermeiro Médico”, pelo menos os pacientes que eu tinha tratado em pós-operatório ou nos leitos do hospital. Por diversas vezes curei pacientes utilizando de Ninjutsu médico, como procedimento de pós-operatório. Geralmente fazia isso enquanto dormiam e com as cortinas fechadas, vai que eu não poderia fazer aquilo também por não ser, formalmente, médico ainda. Mas curar os pacientes era prioridade.

Cada vez que eles se curavam era uma dor para mim. Sim, é importante que os pacientes se curem, mas eu amava tanto cuidar deles, tanto me devotar a eles. Dava um pouco mais sentido para minha vida, parecia a época em que eu tratava Hana. Com o tempo fui aprendendo a lidar com isso, com as idas e vindas dos pacientes.

Meus colegas me chamavam de “work-holic” por que eu sempre estava trabalhando, auxiliando um paciente, um médico, outro enfermeiro, um legista, um fisioterapeuta. Ficavam impressionados com minha dedicação e minha “moral”. Mal sabiam eles que não era questão de moral, eu tinha que me ocupar para aguentar ficar vivo. Eu tinha que tratar os outros para sentir que era útil, que minha vida tinha algum propósito. Além disso, jamais poderia deixar que ferimentos impedissem outros ninjas de alcançarem seus sonhos, igual minha família me atrapalhou com os meus.

Conheci uma vez uma bela Kunoichi, ela era a mulher mais bonita que vi na minha vida, até mais que Hana. Ela estava intensamente ferida por causa de combates, seu nome era Sasha. Foi levada imediatamente à UTI e ficou 8 horas em operações. Ela tinha sofrido inúmeras perfurações em seus órgãos, além de ter tido as duas pernas quebradas e a garganta ferida. Nos leitos de pós-operatório administrei diariamente os remédios, e ela sempre sorria para mim, que menina sorridente. Não podia falar por causa de seus ferimentos, mas mesmo assim insistia em agradecer com suas expressões faciais. Diariamente eu a tratava, tratava de suas pernas com Ninjutsu médico, acelerando a recuperação. Quando pontos se abriam eu imediatamente estava à disposição para ajudá-la. Além de manter normalmente todas as tarefas no Hospital.

Continuou em recuperação por quase um mês, e isso a frustrava muito, era visível. Ela chorava frequentemente, à noite, quando achava que não tinha ninguém olhando. Talvez ela tivesse perdido algum(a) companheiro, ou só estivesse frustrada por ter parado de trabalhar.

Depois que sua garganta melhorou ela começou a falar, sempre agradecia quando eu a tratava. Sempre elogiava como o dia estava bonito ou como gostava do canto dos passarinhos. Ela era realmente a pessoa mais encantadora que já conheci na minha vida. Infelizmente, de certo modo, ela se curaria e jamais nos veríamos na vida.

Ela se curou e foi embora. Tentei voltar à rotina normalmente, mas não consegui, estava apaixonado. O problema era, não sabia se conseguiria a encontrar, não sei o que falaria se o fizesse, e além disso, tinha que trabalhar, ser útil.

Um dia quando eu estava andando na vila, próximo a uma churrascaria, alguém me chamou ao longe. Era ela, em toda sua beleza e positividade. Ela estava comendo sozinha, e me chamou para acompanhá-la. O fiz e comi churrasco junto dela. Perguntei, em dado momento, por que ela chorava toda noite. Primeiro ficou surpresa, não sabia que eu estava lá, depois ela disse que perdeu o namorado durante um combate com ninjas renegados. Aquilo parecia a afligir muito, por isso mudei rapidamente e completamente de assunto. Na hora de ir embora falei que devíamos fazer aquilo mais e combinamos de tentar, sempre, no fim de semana nos encontrarmos. Todo fim de semana íamos lá e comíamos churrasco. Nunca revelei minha paixão, afinal: ser rejeitado doeria muito, e ela tinha acabado de perder o namorado, dificilmente eu teria sucesso, e perguntar poderia doer ainda mais.

Com o tempo ficou mais difícil de nos encontrarmos, por suas grandes atuações ela tinha se graduado como Tokubetsu Jonin e ficou muito ocupada, constantemente me dando o bolo.

Em uma das poucas vezes que ainda nos encontrávamos ela me contou levemente que tinha um namorado. Em sua forma leve e alegre de falar e agir ela me contou isso, não deveria ter percebido minha paixão, e se percebeu pensou que era melhor falar de forma leve e descontraída. Com isso fomos nos distanciando cada vez mais. Cada vez ela ia encontrar o namorado em vez de me encontrar. E depois de um tempo, cortou contato comigo totalmente. Um dia, enquanto eu passava pela mesma churrascaria em que nos encontrávamos, eu a vi. Fui cumprimentá-la, mas ela já estava acompanhada do namorado. Ela me cumprimentou e logo voltou a conversar com ele, me ignorando completamente.

- Você o conhece? – o namorado perguntou.

- Ele é só um cara que cuidou de mim no hospital, é um Genin de 20 anos. – ela disse e os dois começaram a rir, enquanto eu estava ao longe observando (já tendo me afastado depois dela me ignorar).

A decepção foi tremenda, percebi que ela me usava assim como eu fazia com os outros, ao tratá-los. Eu era só uma distração para a morte de seu último namorado. E, provavelmente, esse cara estava usando e sendo usado por ela. No fim das contas, todo ser humano é egoísta, até eu. Não deveria por um momento ter confiado na alegria e positividade demonstrada por ela. Seres humanos são falsos e sociais, nada mais que isso. Depois disso nunca mais busquei encontrá-la e me distanciei daquela churrascaria.



Informações Gerais:
Ficha "Hoki Hīrā"/Gestão de Ficha
[Filler] Hoki Hira - Egoísmo. Tumblr10

Kaden
Jōnin
Kaden
Vilarejo Atual
[Filler] Hoki Hira - Egoísmo. Tumblr10

Re: [Filler] Hoki Hira - Egoísmo. - Publicado Dom 19 Abr - 3:45


_______________________

[Filler] Hoki Hira - Egoísmo. Tumblr_pl035uEflG1uocgm5o2_500