>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Filler] Simplificando as coisas - 26/7/2019, 04:51





Simplificando as coisas

Konai tinha tirado o dia para visitar biblioteca, precisava ter um tempo para estudos também e por isso utilizaria aquele dia para ler sobre os conhecimentos dos arredores da vila, do país da folha e de sua geografia. Se ele realmente quisesse estudar Konoha deveria conhecer todos atalhos para obter vantagem sobre os inimigos em conhecimento geográfico e estratégico. Uma coisa que o garoto leu sobre a vila e o deixou com um certas duvidas foi: Embora geralmente vista como a mais poderosa das aldeias shinobi, Konoha tem desfrutado de muitos anos de relativa paz e estabilidade.
(Konohagakure no Sato; Literalmente significa “Vila Oculta da Folha”) é a vila oculta do País do Fogo. Como a aldeia de um dos Cinco Grandes Países Shinobi, Konoha tem um Kage como seu líder, conhecido como Hokage, dos quais são apenas nomeados ninjas dispostos a trocar sua vida pela segurança da aldeia. A aldeia reside no fundo de uma floresta na base de uma montanha conhecida como Monumento Hokage, ao qual tem os rostos gravados de todos aqueles que ocuparam a residência do Hokage. Konai lia os parágrafos em voz alta talvez incomodando algumas pessoas, mas aquilo era necessário para guardar toda a informação possível. Tinha um mapa da vila também atrás do último pergaminho lido, mostrando detalhadamente as localizações de cada coisa dentro da vila.”

Ao ir a busca do livro seguinte, Konai se deparou com um livro relacionado a selos. O Hyuga logo se interessou e o pegou para ler. O conteúdo incluía os selos básicos, selos especiais e logo seu olhar parou em cima do seguinte título que lhe causava muita curiosidade; selos de uma mão. O garoto não tinha muita agilidade em fazer selos afinal ninjutsu não era totalmente seu forte, mas sempre é bom melhorar suas fraquezas. Ficava pensando em como seria mais fácil se ele pelo menos conseguisse realizar selos com apenas uma mão, isso deixaria sua outra mão livre para que ele pudesse se defender ou até mesmo usar sua arma lendária. Levando em conta todos esses pensamentos, decidiu que o restante do seu dia seria designado a treinar tal habilidade.

Terminou de ler aquele capítulo que explicava todo o processo de aprendizagem daquela habilidade. Guardou os livros no lugar para logo se dirigir ao campo de treinamento. Chegando ao local se deparou com um terreno plano onde haviam muitas arvores e silencio e sem muita demora o ninja cessou seus passos ficou no meio do local observando tudo ao seu redor. O dia estava com uma temperatura muito agradavel, talvez um dos dias mais agradáveis que o Hyuga havia tido em Konoha. O vento que existia no local fazia com que o ninja até sentisse certo frio, mesmo que o garoto fosse um amante de frio ele deixava seu quimono fechado por completo para tentar escapar de um resfriado. "Preguiçoso, você só sai daqui quando conseguir aprendar essa merda" falei em meus  pensamentos e depois soltei uma leve risada por conta da forma que eu mesmo me tratava que era um pouco semelhante ao desgraçado do meu pai.

Moveu as mãos começando a fazer os selos necessários para utilizar suas manipulações de fuuton, criando uma rajada de vento. Ele precisava gravar aqueles movimentos que suas mãos faziam para que pudesse utilizar apenas uma mão enquanto imagina os outros selos na cabeça. Enquanto realizava os selos, se concentrava na posição que suas mãos faziam tentando grava-las, após o último selo ativou o jutsu soltando uma rajada de vento, disparando várias delas direção a uma enorme arvore que estava em sua frente. Ele agora permanecia parado, apenas com uma de suas mãos levantada se concentrando nas posições de suas mãos que tentou gravar anteriormente. Fazia os selos mais lentamente do que o usual, tentando imaginar a posição que segunda mão faria caso estivesse sendo usada.

Não conseguia lembrar o último selo e isso impediu que o jutsu fosse ativado – Você é um preguiçoso mesmo, preste atenção nisso, idiota – o Hyuga sussurrou com ele mesmo após dar um tapa na própria cabeça por conta de sua irritação. Começou a realizar os mesmos selos novamente, porém agora novamente com as duas mãos, voltando a memorizar as posições de suas mãos. Respirava fundo para manter-se concentrado. Quando terminou os selos, não ativou a técnica, apenas separou as mãos para que pudesse fazer os selos novamente, mas sem o gasto de chakra. Foram repetidas essas mesmas etapas quatro vezes, sempre se concentrando em suas mãos. Após repetir os passos pela última vez, fechou os olhos e imaginou como se tivesse olhando para as próprias mãos e que conseguisse enxerga-las.

Começou a realizar os selos novamente enquanto imaginava as próprias mãos ainda de olhos fechados, procurando sempre imaginar suas mãos naquela imensidão preta que era criada por conta de seus olhos fechados enquanto realizava os selos. Assim que passava pelo último selo, voltava a repetir o mesmo processo mais duas vezes e quando terminou o último selo, Konai abriu os olhos e ficou apenas com sua mão esquerda alinhada ao seu peitoral, mantendo a outra abaixada. Começou a fazer os selos com a mão bem devagar, enquanto imaginava os movimentos da outra mão seguindo a outra. Conseguiu completar os selos até o final e agora tentava faze-los mais rápido para que pudesse conseguir ativar a técnica com perfeição.

As primeiras tentativas do garoto foram um fracasso, mas ele continuou tentando até o jutsu ser ativado e então o Hyugasoltou uma descarga de vento que disparou várias rajadas destrutivas de Fuutno, direcionando-as a outra grande arvore –Isso idiota, você conseguiu – comemorou o seu sucesso, finalmente estava pegando o jeito daquela peculiaridade ensinada no livro. Repetiu o mesmo jutsu duas vezes, sempre com sucesso. Tendo  sucesso naquela técnica, passaria para próxima, afinal precisava memorizar todos os selos possíveis para que nunca passa-se vergonha em combate.

As mãos de Konai começaram a se movimentar formando os selos necessários para que o garoto conseguisse conseguisse ativar outro jutsu do estilo Fuuton, fazia os selos enquanto usava a técnica usada no jutsu anterior, sempre se focando nos selos realizados e gravando-os em sua mente. Nesses selos que Konai realizava, tinha apenas um que ele já tinha memorizado totalmente, o Javali, pois teve que realiza-lo na técnica anterior. Repetiu o procedimento o mesmo tanto de vezes iguais as da técnica anterior. Para no final ter sucesso na ativação do jutsu Fuuton usado.

O próximo jutsu que o jovem tentaria seria o kawarimi, pois ele ainda era um selo que ele não tinha tido a oportunidade de gravar em sua memória. A técnica usada foi igual a anterior, porém se concentrou mais no selo Cão, o selo ainda não armazenado. O número de vezes que a técnica foi repetida mais do que da vez anterior, Konai sempre focando sua atenção nos selos com certa dificuldade por conta de sempre perder a atenção por coisas inúteis que aconteciam ao seu redor, como um passarinho cantando ou até mesmo o barulho do vento batendo nas arvores. Na etapa final, Konai enfim realizaria o jutsu apenas com uma mão, tendo sucesso após cinco tentativas. Agora os selos já estavam memorizados em sua mente e aquela qualidade aprendida a ajudaria muito em batalhas.

Após todas conquistas daquele dia, Konai sentia-se muito bem afinal não era sempre que o mesmo tirava a preguiça de seu corpo e usava sua energia para trabalhar em algo que seria útil para sua vida ninja. Com passos calmos Konai retirava-se daquele local, observando novamente toda a geografia do local que por algum motivo o agradava bastante talvez por ser fã de lugares silenciosos e com boa harmonia. Sem demorar muito para voltar ao centro da vila Konai não deixava de levar seus olhos para todas as pessoas que lá estavam exatamente como dizia naquele livro “em paz e estabilidade”, mas na cabeça do Hyuga querendo ou não aquilo era uma grande mentira, pois as pessoas na verdade só se importam com as coisas que estão em sua vista, mas as que não estão parecem nem importar e fingir que os problemas de verdade não existem, Konai por mais que não fosse a pessoa mais inteligente e esforçada no mundo estaria disposto a dar suor e muito empenho em mudar isso e transformar o mundo ninja numa verdadeira balança que é igual para todos os lados. Porém o Hyuga havia se esforçado muito já naquele dia, então deixaria aquela historia de lado e voltaria para sua casa e descansaria talvez por uma noite ou até mesmo um dia inteiro.



Explicações:
1.421 palavras
Adquirir qualidade: Habil em Selos (1)


HP: 700/700 | CH: 750/750 |  | ST: 0/5

Thanks Asami
-
'Schrödinger
'Schrödinger
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] Simplificando as coisas 8e54bf24474c86b68496ba784ed7878a

https://www.narutorpgakatsuki.net/t63640-fp-schrodinger-1-5#456006 https://www.narutorpgakatsuki.net/t62242-g-ficha-schrodinger

Re: [Filler] Simplificando as coisas - 26/7/2019, 13:50

@

_______________________

[Filler] Simplificando as coisas ?imw=512&imh=288&ima=fit&impolicy=Letterbox&imcolor=%23000000&letterbox=true
O sistema me usa e eu uso o sistema.
King Of The Dead - B.B
One Who Has Triumphed Over Adversity
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.