:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Sunagakure no Sato :: Arredores
12 Anos Online
A Noite Mais Escura
Arco 03
Ano 14 DG
Outono
Diante da queda de Moira O'Deorain e a morte de Chisaki Overhaul, todos os olhos dos ninjas presentes em Kiri se voltaram para o Capuz Vermelho, que se revelou uma cópia exata do lendário Sarutobi Shion. Graças a Hyuuga Angell, o mercenário foi capturado, levando a prisão junto com Moira. Tudo aquilo favoreceu um entendimento entre as vilas que lutaram entre si em Oto, fazendo com que eles voltassem a neutralidade. Enquanto Iwa e Suna elegem novos Kages, em Konoha, Sarutobi Kaden se prepara para passar o seu cargo para um ninja mais jovem, ao mesmo tempo em que um novo Senhor Feudal assume em Kumo e o Daimyou de Kiri tenta impedir os ataques dos opositores de Jyu. Com a revelação de Chisaki Overhaul sobre a HYDRA, as ações da empresa acabam sofrendo uma grande queda, gerando indícios de uma enorme crise nas grandes nações. Diante do caos, diversos vilarejos pequenos são varridos do mapa quando uma onda de assassinatos em massa se inicia, ao mesmo tempo em que um grupo de fieis ao Jashinismo começa a se erguer, trazendo uma mensagem de esperança para os corações afligidos pelo sofrimento.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Oblivion
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
XXXXX
Futuramente teremos.
Discord#1234
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[História] Zeitgeist - Publicado 2/6/2019, 13:09

Relembrando a primeira mensagem :



01/30

Era uma manhã fria, típica do inverno de Kumogakure. Não passavam de seis horas e os pássaros rondavam o céu nublado da vila da nuvem, trazendo-lhe um ar de tristeza típico da estação gelada. As brisas gélidas chicoteavam os rostos dos que se aventuravam rua a fora, mas Nero não teria outra escolha.

Ainda cedo, sete horas, um rapaz batia à porta do Uchiha, entregando-lhe uma mensagem e saindo tão rápido quanto aparecera. Era um Genin, todo empacotado de roupas para lhe proteger do frio intenso, talvez Nero quisesse fazer o mesmo. Seria uma escolha esperta. Mas o fato é de que a mensagem que lhe era entregue o convocava para uma missão, entregando de cara um ponto de partida e um horário: nove horas, portão de Kumogakure, homem de manto preto. Haviam duas horas restantes para o rapaz se preparar.

Narrador:

Skull & Beer
Genin
Skull & Beer
Vilarejo Atual

Re: [História] Zeitgeist - Publicado 12/6/2019, 10:59


Narrador: Zero_0

Caravana

@Zeitgeist

Garoto fazia grande plano ou algo parecia com isso, decidia atacar caravana mesmo sendo so necessário somente para-la provavelmente ele queria causar alguma confusão, usando novamente paralisia tomava conta de novo garoto toma controle mais logo via garota se aproximar rapidamente, usando algo que todos se contorciam de dor:

— Você louco? — Ela parava os animais de tração fazendo carroças.

Algo estava acontecendo na mente daqueles homens, a garota fazia com que carroças corressem sem direção saindo dela logo após:

— Você queria explodir uma carroça cheia de matérias de escavação, aquela coisa devia ter mais explosivos que você vai usar na vida toda.

Enquanto isso os homens começavam a sangrar por orelhas e nariz estrebuchando até que pararam, mais a garota não era diferente aparentemente tinha usado muito poder para prendê-los em algum tipo de jutsu forte bastante para matá-los sem tocar neles:

— Ajude juntar corpos num lugar só

Assim corpos estivem no mesmo lugar a garota abriria chão para enterra-los de vez, também fazia que marca das carroças fugitivas sumissem para que rastreamento delas fosse mais difícil...


Considerações:
Post 15/20

_______________________

[História] Zeitgeist - Página 2 789e0fc5dd4eb4bd8dab8250ccf4dcaf

Zeitgeist
Zeitgeist
Vilarejo Atual
[História] Zeitgeist - Página 2 789e0fc5dd4eb4bd8dab8250ccf4dcaf

Re: [História] Zeitgeist - Publicado 12/6/2019, 12:20

A movimentação de Chrollo levava-o até os inimigos, que mais uma vez eram paralisados por um de seus ninjutsus; entretanto o mesmo fora interrompido pela presença da Chinoike, um tanto quanto irritada com o plano do jovem. Demonstrando certa insatisfação a mesma disse fatos que poderiam comprometer o sucesso da missão e até mesmo a vida de ambos. O Uchiha fechou os olhos respirando fundo e levando a mão direita a cintura, pegou um cigarro em seu maço colocando em sua boca. -- Não havia pensado nisso. -- Disse como forma de se desculpar, apesar de não usar propriamente palavras que distinguiam tal pedido de um simples reconhecimento de que havia ignorado tal possibilidade. Em seguida ele pegou seu isqueiro e acendeu o cigarro, guardando o isqueiro na cintura novamente.

O que o surpreendeu fora a forma como os homens reagiram após a chegada da Chinoike. Seus órgão sensíveis começavam a sangrar, devido alguma espécie de jutsu. Chrollo observou tal reação enquanto tragava seu cigarro, porém não expressou qualquer emoção diante da situação. A Chinoike então abriu um buraco na areia, na intenção de enterrar os corpos daqueles homens. O jovem se aproximou dos corpos, pegando-os e os jogando dentro da vala, logo em seguida ajudando a mulher a jogar a areia sobre eles. Em seguida a jovem se aproximou dos cavalos que conduziam as carroças, e através da leitura de seu chakra, Chrollo fora capaz de distinguir o uso de um genjutsu para faze-lo partir em fuga. Aparentemente ela era uma usuária assídua de técnicas ilusórias e isso poderia ser útil para o interrogatório dos culpados pela traição de ambos.

O casal de olhos peculiares continuou sua jornada rumo ao local de escavação, onde o templo seria retirado de suas ruinas. Caminharam por algum tempo, até que avistaram um pequeno grupo de viajantes, dessa vez a pé. Eles estavam separados em quatro grupos de duas pessoas, oque facilitaria o abate dos mesmos. A Chinoike sinalizou para que o avanço ocorresse e assim Chrollo o fez. Ambos se separaram na intenção de aumentar a possibilidade de sucesso durante a execução. O Uchiha manteve certa distancia do grupo por algum tempo, para assim não ser visto. Se aproximou agachado e de súbito fincou a kunai que estava em sua mão direita no pescoço de um dos homens, a mesma kunai imediatamente fora arrancada da garganta do homem e lançada em direção a cabeça de seu companheiro, visando finalizar o primeiro grupo.

A partir dali, a discrição não seria algo totalmente necessário, pelo menos não no momento. O olho do Uchiha varreu toda situação, localizando o grupo mais próximo, avançando contra eles indiscriminadamente. Apesar do ataque não possuir caráter surpresa, Chrollo simplesmente utilizou do Kanashibari novamente, paralisando os dois homens a sua frente e em seguida saltando sobre seus corpos. Em seguida seguiu para o terceiro grupo, de uma pequena distancia lançou duas shurikens na altura do peito dos homens, utilizando apenas uma das mãos para move-las. Através de seus olhos pode antecipar a movimentação dos inimigos, redirecionando as shurikens para suas atuais posições. Porém, as shurikens eram nada mais do que distrações. Enquanto eram manipuladas, Chrollo aproveitava para se aproximar, soltando os cabos de aço no momento em que se aproximasse o suficiente. Graças a falta de coordenação motora no braço esquerdo, ele era obrigado a improvisar modos de lutar com apenas uma mão. Quando se aproximasse, saltaria sobre o homem mais próximo, utilizando o segundo homem como apoio para se movimentar de volta ao primeiro homem, cortando seu pescoço. No momento em que saltasse, o Kanashibari seria lançado novamente, porém dessa vez não pouparia a vida daquele grupo. Após a execução do primeiro homem, se aproximaria do segundo homem, que provavelmente teria caído, ceifando sua vida através de um corte na garganta.

Apesar de serem seis corpos, Chrollo tinha uma força colossal que o possibilitou leva-los junto a si até a Chinoike. A mesma já teria terminado seu trabalho e apenas esperava o Uchiha para seguirem em frente. O Uchiha abriu um buraco no solo, um tanto quanto insatisfeito com o trabalho, jogando os corpos ali dentro, um em cima do outro. -- Além de ser o assassino desses homens, me tornei o coveiro. -- Murmurou dando um sorriso um tanto quanto sarcástico para si mesmo.

Depois dali bastava seguirem viagem para o local. As minas não deveriam estar muito longes dali, era oque o Uchiha tinha como palpite. Até aquele ponto as coisas haviam se saído bem; pelo menos o suficiente para estarem vivos. A chegada no local marcado poderia ser uma armadilha, mas com os acontecidos, Chrollo começava a descartar a ideia. Quem em sã consciência daria a localização final de seus planos e ainda por cima deixaria seus subornados a mercê das pessoas que querem sabota-lo? Lhe parecia ilógico demais para ser verdade. Entretanto, nenhuma possibilidade, por menos real que pareça, deveria ser descartada. Já havia se dado ao luxo de ignorar possíveis explosões exacerbadas anteriormente e deixar que um novo erro ocorresse era manter-se na falha.




1040 HP
885 CH

ST: 02/05

Considerações:

Bolsa de armas:

_______________________

Skull & Beer
Genin
Skull & Beer
Vilarejo Atual

Re: [História] Zeitgeist - Publicado 12/6/2019, 17:01


Narrador: Zero_0

A Escavação

@Zeitgeist

— Acostumasse com isso já vi coisas piores — Garota falava em relação ao trabalho que estava tendo — Lembre-se do que está em jogo

Logo viam grande mina, o problema agora era que ela estava mais cheia do que tinham imaginado, muitos ali não eram bandidos e sim pessoas comuns trabalhadores contratos, sem conta que de onde ele estava não tinha como localizar o seu alvo:

— Vendo daqui maior parte dos trabalhadores e de homens tenho ideia — Ela via que tinha alguns homens em acampamento o dos trabalhadores provavelmente — Numero de guardas e menor ali talvez consiga se infiltrar por ali, e se disfarçar de trabalhador e fazer análise do local achar aquele homem, mais tome cuidado, tente não explodir tudo — Ela falava com cara sarcástica e sorriso de como salvei sua vida — Vo esperar aqui mesmo quando achar ele volte e veremos o que podemos fazer.

A outros acampamentos por perto, um combate ali além de ser loucura poderia matar pessoas inocente, mais era necessário ver melhor local da escavação



Considerações:
Post 16/20

_______________________

[História] Zeitgeist - Página 2 789e0fc5dd4eb4bd8dab8250ccf4dcaf

Zeitgeist
Zeitgeist
Vilarejo Atual
[História] Zeitgeist - Página 2 789e0fc5dd4eb4bd8dab8250ccf4dcaf

Re: [História] Zeitgeist - Publicado 12/6/2019, 19:25

Durante o caminho até as minas, Chrollo já sentia certo desconforto quanto ao clima árido do deserto. Apesar do calor vindo do sol ser contido por suas vestes e a época do ano fazerem o clima se tornar mais agradável, o ar que respiravam ainda sim era seco, muito diferente do oxigênio presente em kumogakure; úmido e frio, mesmo em épocas quentes do ano. Com certeza isso se dava pela diferença de vegetação e principalmente de altitude, entretanto era algo que já começava a incomodar o rapaz. Já havia cerca de uma semana em que a "missão" havia se iniciado, e o rumo tomado durante ela haviam se desvirtuado totalmente do objetivo principal; porém não era algo que deveria ser maquinado naquele momento.

O caminho se estendeu até as minas, dessa vez sem nenhum tipo de dificuldade durante o trajeto. Quando a escavação apareceu no alcance de visão do casal, ambos pararam para observar oque ocorria. Através de uma verificação rápida era possível perceber a presença de trabalhadores comuns, assim como mercenários. Chrollo logo chegou a conclusão de que o líder da escavação estava usando mão de obra comum para executar a escavação, e os mercenários eram responsáveis pela segurança do local. Porém a presença de pessoas inocentes era um problema a se enfrentar, apesar da sua vontade infame de finalizar aquele mal entendido e dar um fim a todos os problemas, Chrollo não via ali a necessidade de sacrificar vidas inocentes. Apesar de ser individualista quanto aos seus objetivos, era realista e se opunha a necessidade do caos desnecessário.

O Uchiha ouvia atentamente as coordenadas estratégicas passadas pela Chinoike, dando um suspiro que continha uma leve gargalhada embutida quando percebeu os sarcasmos em suas palavras e a forma com que ela o olhou. Porém tal clima tranquilo não durou muito tempo. Chrollo então se afastou da Chinoike, após um simples acenar de cabeça que significava positivo, deixando sua mochila com a mesma. O Uchiha deu uma grande volta ao longe da escavação, se aproximando pela parte de trás da barraca dos trabalhadores, onde a quantidade de guardas era quase que nula. Havia observado as vestes utilizadas pelos homens e algumas feições características. Apesar de cada um ter um tipo diferente de rosto, Chrollo uniu alguns padrões de roupas e rugas faciais que via para executar um Henge no jutsu sem que fosse visto.

A partir dali pode transitar entre os homens de maneira mais tranquila, segurando uma prancheta que havia recolhido na tenda por onde havia se infiltrado. Adentrou a multidão de pessoas, observando detalhadamente oque ali acontecia. Por um bom tempo apenas caminhou, em certos momentos se aproximando das escavações e observando-as atentamente, como se estivesse anotando alguma coisa em sua prancheta. Apesar de seu braço esquerdo não estar totalmente curado, fazia o esforço para move-lo e assim segurar a prancheta com a mão esquerda; além de manter a calma para que suas feições de dor não transparecessem aos outros. Quando sentia as pontadas de dor, simplesmente colocava a mão direita sobre o rosto, limpando o suor, como se estivesse reclamando do calor.

Chrollo manteve a calma por toda situação, até que viu uma certa aglomeração de mercenários um pouco mais afrente. Estes estavam inquietos, ainda mais que os outros, e pareciam proteger alguma coisa por ali. O Uchiha não utilizava seus olhos durante a infiltração, para evitar quaisquer falha em sua transformação, porém se aproximou na tentativa de ver mais de perto. O número de guardas era grande, porém, Chrollo não tinha de enfrenta-los no momento, apenas localizar seu alvo. O mesmo colocou a prancheta próximo ao rosto, com certa dificuldade sendo escondida, e fingiu estar anotando algumas coisas enquanto andava. Em seguida trombou levemente com um dos guardas, como se estivesse distraído. O movimento do guarda abriu uma leve fresta na muralha feita, que de relance fez Chrollo ver o seu contratante sentado no centro da aglomeração. Chrollo manteve o disfarce, fingindo certo desconforto e vergonha, pedindo desculpas enquanto se curvava ao guarda, que apenas o ignorou fazendo um movimento com as mãos para que ele saísse dali.

Aquela parte da tarefa havia sido completa, restava agora a captura do homem. Voltou até a tenda onde estavam os trabalhadores e foi para sua parte de trás, dando uma desculpa a poucos homens que ali estavam. -- Ahh, esse calor é infernal, preciso mijar. -- Disse indo para parte de trás da tenda. Certa parte de si achou engraçado a situação, já que realmente estava irritado com o calor e a vontade de urinar era realmente real. Urinou atrás da tenda, ainda em meio a transformação e logo em seguida saiu do local rapidamente.

Desfez o Henge no Jutsu apenas no momento em que chegou novamente próximo a Chinoike, o mesmo se abaixou ao seu lado para então manter a discrição e em seguida lhe deu as informações. -- Demorei um pouco pois tive que me manter discreto, mas no fim consegui localiza-lo. A quantidade de mercenários ao redor dele é grande, e até mesmo patrulhas estão o rondeando. -- Parou um momento colocando a mão sobre o braço esquerdo, que doía por causa dos movimentos feitos sem levar em conta a dor. Deu um leve suspiro e continuou. -- Me parece que há uma certa inquietação com a maioria deles, não consegui identificar o motivo. -- Discursou, mantendo-se calado logo em seguida.

Chrollo então se sentou no chão, colocando novamente as mãos sobre o ombro esquerdo, desta vez dando uma leve praguejada quanto a dor. -- Droga! -- Murmurou, em seguida pegou um cigarro na cintura e o acendeu, dessa vez utilizando apenas a mão direita. Pelo fato de estar de dia, a luz do isqueiro não seria um problema para manter a discrição e a distancia entre eles e o acampamento impossibilitava a visão da fumaça. Deu alguns tragos, sem muita pressa e em seguida olhou para Mari. -- Então? Tem um plano? -- Perguntou seriamente. De certo modo esperava que ela tivesse um, porém, sua mente já tentava criar alguma maneira de capturar o homem sem mata-lo; mas a maioria dos seus pensamentos envolviam simplesmente uma chacina sem precedentes.

 
1040 HP
885 CH

ST: 01/05

Considerações:

Bolsa de armas:

_______________________

Skull & Beer
Genin
Skull & Beer
Vilarejo Atual

Re: [História] Zeitgeist - Publicado 12/6/2019, 22:17


Narrador: Zero_0

Encruzilhada

@Zeitgeist

Depois de achar seu alvo era uma missão impossível até mesmo para grande grupo de shinobis, sem conta que matar inocentes sem necessidades:

— Droga isso está bem pior que poderíamos prever — A garota parava por um instante — Olhe aprece que grande grupo está saindo — Ela se esforçava para tentar ver algo mais daquela distancia não tinha como — Droga agora isso parece que um grupo grande de homens está saindo maior que normal, esperava que eles se dispersassem mais não nessa quantidade

O garoto não estava entendendo mais logo percebia que um grupo, a chance do homem que perseguiam estar entre ele era grande:

— Agora temos poucas opções, ou nos separamos um fica para continuar vigiando a mina, e outro vai atrás dos que saíram ou ambos ficamos aqui torcendo para que homem ainda esteja no acampamento, e nós aproveitamos da saída dessa quantidade de guardas para pegá-lo — Ela mordias os lábios mostrando preocupação — Mais se ele estiver no grupo que saiu ele poderia sumir do mapa nesse meio tempo — Ela se levantava — Não gosto do que vou dizer mais seria melhor nos separássemos, o que deixaria meu destino em suas mãos, mais o seu nas minhas....



Considerações:
Post 17/20

_______________________

[História] Zeitgeist - Página 2 789e0fc5dd4eb4bd8dab8250ccf4dcaf

Zeitgeist
Zeitgeist
Vilarejo Atual
[História] Zeitgeist - Página 2 789e0fc5dd4eb4bd8dab8250ccf4dcaf

Re: [História] Zeitgeist - Publicado 12/6/2019, 22:54

O rapaz Uchiha estava sentado mesmo após terminar de fumar o seu cigarro, a espera de uma decisão da Chinoike. A mesma parecia preocupada com a situação, provavelmente ela havia tido uma vida um tanto quanto diferente da de Chrollo, que não se importava em ser chamado de criminoso, desde que não fosse julgado injustamente. O rapaz demonstrava uma paciência invejável durante toda a situação; apesar da sua grande determinação em finalizar toda aquela besteira, o mesmo não demonstrava sinais de ansiedade o preocupação.

Logo algo fez a conversa tomar outro rumo. A jovem avisava o rapaz sobre uma movimentação nas minas, dizendo que um grande grupo havia se dispersado em outra direção. O rapaz se agachou ao lado da garota, tentando observar dali a movimentação, porém não podia ver muitos detalhes da situação. Um momento de silencio fora o bastante para a Chinoike procurar uma decisão em voz alta, demonstrando certa preocupação com o decorrer de tudo aquilo. Ela pensou alto por alguns instantes, enquanto Chrollo apenas a observava de canto de olho, mas logo em seguida se levantou, tomando uma decisão fixa.

Chrollo abaixou a cabeça por um instante, após ouvir as palavras da jovem, e em seguida retirou o capuz que estava sobre sua cabeça. Ainda abaixado ele levantou o rosto para olhar nos olhos da garota e confirmou sua decisão diante a situação. -- Achei que essa fosse a questão, desde o começo... -- Disse, sem conseguir conter um certo sorriso, um tanto quanto carismático. Apesar de Chrollo odiar a traição, ele percebeu certa diferença entre ele e a jovem. A aversão dela era conectada ao medo, não que a considerasse fraca por isso, afinal, todos temos fraquezas; porém diferente de Chrollo, sua aversão a traição era conectada ao próprio ódio. Dois sentimentos um tanto quanto diferentes.

Talvez por isso Chrollo tenha ficado tão tranquilo quanto a presença da garota, pois não via a traição como real ameaça, mas sim como uma revelação necessária. Talvez a garota pensasse o mesmo, porém como reagiam diante da desconfiança parecia um pouco diferente. O Uchiha a vida inteira havia criado barreiras para se defender de traidores e mesmo que essas barreiras fossem transpostas, ele tinha certeza de que conseguiria lidar com a traição mais uma vez. Isso porque o primeiro motivo que o levou a frieza, fora o pior motivo possível; a traição daquelas pessoas que amava. Já a Chinoike, parecia ter sofrido de um trauma da qual ela nunca imaginara; então sua desconfiança era unicamente criada pelo medo de confiar novamente e ser traída; diferente do Uchiha que não se importava com a traição em si, mas sim com o julgamento dos traidores. Eram valores um tanto quanto diferentes, porém de uma mesma coisa.

Chrollo então por um momento percebeu que havia simpatizado pela jovem pelo fato de já ter se sentido assim e talvez pudesse compreender seus sentimentos quanto aquela situação. A busca por justiça os unia naquele momento. Desde o inicio ele sabia a necessidade de tal confiança para que o trabalho desse certo, apesar de nunca ter comentado, aquilo era apenas uma de suas barreiras, quase impossíveis de serem transpostas. Apesar disso, Chrollo sabia que pessoas que tendem a desconfiar dos outros, geralmente são as mais leais que se pode encontrar. As vezes a desconfiança pode se tornar uma quebra de laços irreparável, se mal usada; quando se desconfia daqueles que deveríamos confiar realmente. Porém, as vezes a desconfiança, se torna indicativo do medo de um laço não ser tão real do que parece e isso acontece a maior parte das vezes com as pessoas que se entregam demais em seus relacionamentos. Talvez Chrollo fosse uma união de ambos os casos.

Porém uma coisa era certa, a sinceridade de seu sorriso era real, apesar de não ter certeza se aquele laço que estava se criando era. Nem ao menos ele entendia o porque de ter sorrido, porém uma certa felicidade veio ao peito ao pensar que desde o começo soube que o momento de decifrar a jovem chegaria. Poucas vezes aquele sorriso havia aparecido; nem mesmo nos momentâneos dias em que passava as noites bebendo com mulheres desconhecidas. A maioria dos sorrisos que dava nos bares era momentâneo e vinham de coisas que nem ele mesmo sabia explicar; talvez fosse o álcool. Porém aquele sorriso em si era uma espécie de visão, uma espécie de motivação para ele mesmo e até mesmo para a jovem, mostrando que a confiança só se é um problema quando realmente se preocupamos em sermos confiáveis ou não. Para pessoas de bom coração, a lealdade não passa de um hábito da qual é impossível se livrar sem motivos fortes o suficiente.

Chrollo então voltou seus olhos para as minas, dessa vez com seriedade; e após alguns segundos fez a pergunta final para a decisão. -- Então, você vai ou eu vou? -- Questionou, sem ao menos tirar os olhos dos homens que se dispersavam. A sensação de felicidade havia passado rapidamente, pois um clarão de lucidez o fez lembrar o porquê de tal momento ocorrer, oque para ele parecia injusto com a jovem e até consigo mesmo.

1040 HP
885 CH

ST: 01/05

Considerações:

Bolsa de armas:

_______________________

Skull & Beer
Genin
Skull & Beer
Vilarejo Atual

Re: [História] Zeitgeist - Publicado 13/6/2019, 11:04


Narrador: Zero_0

Encruzilhada

@Zeitgeist

— Eu fico e vou entrar dento do acampamento — Ela mostrava pedaço de papel com escrituras estranhas — Tenho isso caso de emergência posso me mover para local marcado, você irá atrás do grupo boa sorte — Sorria como sentisse aliviada em começar a tentar a confiar em alguém mesmo que fosse de forma torta.
Já ia em direção acampamento, se movendo rapidamente para acampamento.

Em quanto isso dentro do acampamento
— Tem certeza que eles vão cair na armadilha

— Como patinhos numa lagoa basta esperar eles vão para caminhos oposto e pegaremos um de cada vez

O homem que alvo do casal de olhos misteriosos falava com alguém muito misterioso esperando que dois caíssem na sua teia...



Considerações:
Post 18/20

_______________________

[História] Zeitgeist - Página 2 789e0fc5dd4eb4bd8dab8250ccf4dcaf

Zeitgeist
Zeitgeist
Vilarejo Atual
[História] Zeitgeist - Página 2 789e0fc5dd4eb4bd8dab8250ccf4dcaf

Re: [História] Zeitgeist - Publicado 13/6/2019, 14:14

Zeitgeist escreveu:
A decisão havia sido tomada. Bastava a partir dali designarem a tarefa de cada um durante a finalização do trabalho. Chrollo sabia a importância daquele momento, e até tinha uma ideia de como fazer aquilo, mas decidiu confiar na estratégia criada pela Chinoike, ouvindo suas palavras. O mesmo acenou positivamente com a cabeça esperando que ela tomasse a iniciativa, e assim ela fez. Quando ela se afastou o mesmo tomou outro rumo, em direção as carroças que se moviam na direção oposta a da Chinoike. Sabia a importância da cautela e do sucesso naquela operação e por isso seria o mais efetivo possível.

Se moveu silenciosamente em direção a carroça, abaixado e com o capuz sobre a cabeça para que não fosse visto, se aproximou pela parte de trás da carroça, na intenção de criar uma brecha para um ataque surpresa. Seus olhos apresentavam a coloração avermelhada de sua linhagem sanguínea, cor essa que já estava se tornando comum em momentos como aquele. Ele se aproximou lentamente, porém pode sentir uma espécie de incomodo espiritual em seu fluxo de chakra. O rapaz era considerado um gênio em todos os aspectos e acima de tudo, tinha uma calma invejável para determinadas situações, essa calma sempre fora seu alicerce para o entendimento de ilusões que o pegassem, e naquele momento ela fora indispensável. O jovem foi capaz de identificar uma agitação característica de Genjutsus em seu corpo, uma agitação que só ocorria em casos de ilusões estarem afetando a mente de determinado individuo. Aquilo o levou a uma conclusão imediata da situação. Não sabia quando, nem como, havia caído em tal armadilha, porém soube através da leitura de chakra próprio que havia ocorrido. Fechou os olhos por um instante, agitando o chakra bruscamente, na intenção de quebrar o padrão de agitação criado pela ilusão. Tal efeito era baseado no jutsu de libertação, nomeado Kai. Um jutsu básico utilizado para cancelar genjutsus que afetam a mente e o corpo das vitimas.

O rapaz então finalmente se viu livre de tal ilusão, porém quando finalmente esteve de volta a "realidade", percebeu que já era tarde demais. O mesmo estava preso em uma espécie de barreira, capaz de pressionar seu corpo com força, para baixo. Além disso, Chrollo pode sentir seu chakra diminuindo lentamente, como se estivesse sendo sugado. Naquele momento percebeu que não estava lidando com mercenários comuns. Talvez o homem, líder do bando, tivesse se preparado melhor dessa vez, contratando shinobis de alto nível para fazer sua proteção. A partir dali, ele não poderia se dar ao luxo de utilizar estratégias simples de batalha. Tudo dependeria de sua habilidade em raciocinar e improvisar diante da situação e aquela, com certeza era a situação mais drástica.

O Uchiha tentou utilizar sua força física para se mover, mas apesar de conseguir se levantar vagamente, seu corpo ainda continuava a ser pressionado e ter sua energia vital sugada por aquela prisão de chakra. Fora quando um sentimento misto de fúria e ódio tomou sua mente. Mais uma vez criado pela incapacidade de reagir diante de determinada situação. Se viu fragilizado e por isso sentiu-se fraco, mais uma vez. Aquilo o tirava do sério. O rapaz não percebeu, mas esse sentimento lhe trouxe a ultima evolução do sharingan em sua forma básica, o nível três. Três virgulas, tomoes, se formaram em seus olhos, dando-lhe uma capacidade ainda maior de perceber tudo ao seu redor.

Naquele instante, em um momento de vislumbre e lucidez, pode sentir o tempo parar mais uma vez, porém aquilo ocorria apenas em sua mente. Apesar da angustia que sentia, soube que era o único momento que teria para pensar em como escapar, caso contrário, estaria perdido. Por um momento pensou que a ajuda chegaria, mas não podia depender disso e sabia muito bem. O mesmo observou a barreira e pode perceber uma espécie de falha na mesma. O local onde a barreira de dividia possuía uma espécie de abertura, onde o chakra parecia não passar e Chrollo podia perceber isso através de seus olhos, capazes de ver o próprio chakra em sua forma original. Ele então teria que fazer o esforço para sair dali.

O rapaz se moveu utilizando toda sua força física em direção a abertura e em um momento de, digamos, desespero, jogou seu corpo pela fresta na intenção de se libertar daquela prisão. Se conseguisse, estaria livre para continuar a missão, porém sabia que os inimigos já estavam cientes de sua presença a partir dali e isso seria um obstáculo a se enfrentar. Além de seu braço esquerdo danificado, suas reservas de chakra haviam sido sugadas então ele deveria lutar utilizando o chakra de maneira mais maneirada possível, evitando usos desnecessário. A forma como iria prosseguir aquela tarefa diria se sobreviveria ou não, porém morrer, para ele, não era uma opção. A vida daquela mulher estava em suas mãos e apesar de não conhece-la, tinha uma divida a pagar por tê-la atrapalhado e ainda sim ter sido salvo por ela.

Chrollo se reergueu, observando tudo ao seu redor. O inimigo sabia sua localização, esperava agora saber se eles viriam até ele ou esperariam sua chegada.
1040 HP
885 CH

ST: 02/05

Considerações:

Bolsa de armas:

_______________________

Skull & Beer
Genin
Skull & Beer
Vilarejo Atual

Re: [História] Zeitgeist - Publicado 13/6/2019, 15:16


Narrador: Zero_0

Encruzilhada

@Zeitgeist

A fúria definitiva do clã uchiha aparecia por alguns instantes o garoto lembrava uma besta para quem vi o de fora, fazendo homens perderem controle abrindo brecha para garoto escapar, aparentemente aqueles homens estavam grandes problemas, eles em maior número, mais agora garoto tinha atingido seu grau mais forte para situação, e usar aquele jutsu deixou usuários de Chakra esgotados era técnica poderosa. Mais homens tinha sua missão ia direção a ele atacando com suas espadas e machados, sua missão não era trazer garoto vivo mais sim somente seu corpo, a intenção de matar era forte suficiente para ser sentida no campo, cerca de dez homens o cercavam tentando atacar um após outro.

Mais talvez mesmo essa tensão no ar não faria garoto recuar agora era de sua resposta aquele ataque covarde, tinha que resolver isso rápido para voltar para acampamento e ver como garota estava....




Considerações:
Post 19/20

_______________________

[História] Zeitgeist - Página 2 789e0fc5dd4eb4bd8dab8250ccf4dcaf

Zeitgeist
Zeitgeist
Vilarejo Atual
[História] Zeitgeist - Página 2 789e0fc5dd4eb4bd8dab8250ccf4dcaf

Re: [História] Zeitgeist - Publicado 13/6/2019, 15:49

A libertação de Chrollo finalmente ocorria após um grande esforço que o Uchiha fazia para sair daquela prisão. Porém a luta ainda não havia sido finalizada. Seus olhos varriam o local vendo a aproximação de uma grande quantidade de pessoas. Três dos quatro homens que utilizaram a técnica anterior caiam diante do cansaço, porém uma dezena de homens cercavam Chrollo na intenção de ataca-lo.

O rapaz pode sentir na pele a intenção assassina coletiva que aquele grupo exalava, apesar disso o mesmo manteve a calma. Algo que havia lidado grande parte da sua vida era essa intenção e ao invés de se acuar diante da situação, o rapaz se manteve ereto e assim como eles, exalou toda sua intenção assassina com um olhar penetrante que percorria a face de cada um dos homens.

Não demorou muito os homens avançaram em sua direção. A velocidade dos mesmos não chegava a ser grande e além disso, os olhos do rapaz podiam ler facilmente a movimentação dos homens. O grande problema ali era a desigualdade numérica. Chrollo era apenas um, enquanto haviam dezenas de homens. Apesar disso, o rapaz não se acuou. Quando percebeu a movimentação dos homens utilizou seus olhos para fazer a leitura dos movimentos, e através de esquivas simples, retirava seu corpo do alcance dos ataques passando por entre os homens com facilidade, os fazendo se enroscar com os próprios companheiros.

Entretanto, seria loucura continuar a batalha daquela maneira, Chrollo deveria contra-atacar para dar um fim naquilo e finalmente voltar até o acampamento localizado nas minas, para encontrar a Chinoike. O jovem se afastou alguns metros, sacando uma kunai em sua mão direita, esperando mais uma vez a aproximação dos homens. A velocidade do rapaz era claramente superior, oque lhe ajudava a criar uma abertura, além disso, o mesmo conseguia fazer uma leitura dos próximos movimentos dos homens, que se moviam desajeitadamente. Provavelmente eles não tinham destreza o suficiente para manipular tais armas, oque fora um alivio para o rapaz.

Novamente o mesmo esquivou daquele numero maçante de ataques de uma maneira acrobática, movimentava seu corpo por entre as frestas deixadas pelos homens, passando entre eles com facilidade e graciosidade. Porém dessa vez, o mesmo não demonstrou quaisquer misericórdia. A cada esquiva, um golpe era executado visando a carótida dos homens, de modo geral a garganta, já que Chrollo nunca teve uma ideia anatômica do órgão da qual atingia, tudo que sabia era que o corte na garganta era o melhor método de execução e o mais rápido.

Mesmo sob a chuva de ataques, o rapaz conseguia desviar com graciosidade dos movimentos inimigos, sacrificando-lhes a vida pelo seu objetivo. A sua própria vida. Os homens, diferente de Chrollo, não demonstravam visão estratégica, atacando-o indiscriminadamente. Essa era mais uma coisa que lhe dava vantagem. O jovem utilizava do avanço cego dos homens para deixa-los golpear e assim esquivar, aproveitando da abertura do ataque para executa-los.

Não demorou muito e todos estavam caídos no chão, pintando a areia ao redor com o sangue de seus corpos. Chrollo estava sujo de sangue, até mesmo o rosto, porém aquilo não o incomodava naquele momento. Apesar da respiração do jovem estar um pouco ofegante, devido a movimentação constante, o rapaz havia conseguido se livrar da pequena multidão de inimigos e a partir dali ele poderia voltar ao acampamento em busca da Chinoike; e assim o fez.

Deixou os corpos dos inimigos ali mesmo, sob o sol escaldante do deserto, enquanto seguia em direção ao acampamento. Não tinha pressa, pois de certo modo, confiava que a missão já havia chegado ao fim. Quando chegou ao acampamento, percebeu que já não havia mais ninguém naquele lugar; oque lhe dera uma sensação de estranheza e desconfiança, apesar disso, continuou a procurar pela mulher.

Quando finalmente a encontrou, ela estava em pé, em frente o homem que agora se ajoelhava diante dela, fraco. Porém apesar de sua fraqueza em um momento de fúria ele avançou em direção a Chrollo, apesar de ser inútil. O homem estava debilitado e mesmo que matasse o rapaz naquele momento, não havia escapatória para ele. Talvez fosse uma espécie de chilique em busca de atenção. Um chute com a sola do pé fora desferido por Chrollo, direção ao peito do homem, enquanto ele se levantava, fazendo-o cair deitado novamente. O rapaz se aproximou do mesmo, colocando suas mãos em seu rosto e olhando em seus olhos, com um sorriso um tanto quanto psicótico. -- Você tem sorte que ela precisa de você. Se fosse por mim... -- Ele pausou por alguns segundos, se abaixando ao lado do homem e cortando levemente o braço esquerdo do homem, como uma espécie de vingança pelo seu braço esquerdo. -- Você morreria aqui mesmo. -- Concluiu, se levantando logo em seguida.

Agora bastava a dupla levar o homem para Kumogakure, onde deveria ser interrogado para revelar as informações necessárias para inocentar o casal. Na realidade, apenas a Chinoike tinha esse intuito, Chrollo realmente tinha vontade de findar a vida daquele homem; porém tinha uma divida com a mulher, e não queria atrapalha-la mais uma vez. O rapaz se virou começando a andar e em seguida parou a alguns metros de onde estava. Pegou um cigarro no maço de sua cintura e o acendeu, utilizando apenas sua mão esquerda. Sentia que estava na hora de voltar para Kumogakure.

1040 HP
885 CH

ST: 03/05

Considerações:

Bolsa de armas:

_______________________

Skull & Beer
Genin
Skull & Beer
Vilarejo Atual

Re: [História] Zeitgeist - Publicado 13/6/2019, 16:23


Narrador: Zero_0

Fim

@Zeitgeist

O homem sua fúria ter planos frustados ia em direção garoto que agora desvia daquela homem que nem poderia ser chamado de shinobi em poucos movimentos garoto colocava ele no chão, ao mesmo tempo se perguntando como alguém como ele tinha chegado naquele nível. Mais isso so mostrava que ele era um aproveitador, mais gora varias coisas vinham mente do garoto, para quem aquele homem trabalhava o que eles estavam procurando agora ferido entre suas mãos. Mais ele tinha que retorna para Konoha.

Mais quando viu a garota se levantava acordando do seu sono provavelmente estava presa em alguma técnica ao olhar situação sabia que tinha tudo acabado lagrimas vinham ao seu olhos, por que era sinal que o que acontecia ela estava perto do fim ela corria em diração garoto dando abraço ela so presisa nesse momento de tranquilidade de alguém para compartilhar o momento em meio ao seu choro balbuciava “obrigada”. Depois disso ela posso em silencio mais com sorriso de felicidade.

Viagens duria pelo menos um dia mais valia a pena cada passo que dava em direção vila...




Considerações:
Post 20/20

_______________________

[História] Zeitgeist - Página 2 789e0fc5dd4eb4bd8dab8250ccf4dcaf

Zeitgeist
Zeitgeist
Vilarejo Atual
[História] Zeitgeist - Página 2 789e0fc5dd4eb4bd8dab8250ccf4dcaf

Re: [História] Zeitgeist - Publicado 13/6/2019, 16:35

O homem havia sido finalmente capturado, e com um único golpe do rapaz tomava-se a lona, caindo no chão. Chrollo então fumara seu cigarro, porém fora surpreendido com um abraço da jovem Chinoike que demonstrava lagrimas em seu rosto e uma alegria incomparável. De primeira o rapaz não soube como reagir, já que o abraço da garota fora forte o suficiente para fazer seu braço esquerdo doer novamente. Porém até mesmo o Uchiha não conseguiu conter a frieza de suas ações naquele momento. Ele deixou o cigarro cair, abraçando de volta a Chinoike. Em seguida ele a olhou nos olhos, limpando-lhe as lagrimas que escorriam, apesar do sorriso que ela esboçava. -- Vamos, temos um longo caminho pela frente. -- Disse ele sorrindo. Logo em seguida foi até o homem que não parecia não conseguir respirar normalmente. Chrollo deu-lhe um golpe no pescoço, fazendo-o desmaiar e em seguida o colocou no ombro direito, seguindo caminho.

A viagem durou cerca de um dia e durante toda ela a jovem pareceu estar feliz por voltar a sua vila natal, apesar de não falar nada a respeito. Quando chegaram a Kumo, foram parados por um ANBU, provavelmente pelo corpo sendo carregado e pela "fugitiva" que acompanhava o Uchiha. Chrollo tomava a frente na situação, mas Chinoike fez questão de explicar. Logo o ANBU disse que eles teriam que acompanha-lo até a prisão, onde as informações seriam averiguadas. Apesar de relutante, Chrollo fez o necessário, após um murmuro para si mesmo. -- Puta que pariu, ninguém acredita em ninguém nessa merda. -- Disse olhando para o lado, mas a Chinoike o puxou para que começasse a andar.

Ficaram cerca de quatro dias na prisão, até que a conclusão veio. Conclusão essa que já era esperada. Os ANBU's pediram perdão pelo ocorrido, principalmente pelo tratamento dado a Chinoike e parabenizaram a dupla pelo trabalho. Mari fora um tanto quanto educada, enquanto Chrollo simplesmente fingiu não ouvir se levantando em seguida e indo para casa.

1040 HP
885 CH

ST: 02/05

Considerações:

Bolsa de armas:

_______________________

Skull & Beer
Genin
Skull & Beer
Vilarejo Atual

Re: [História] Zeitgeist - Publicado 13/6/2019, 16:38

[História] Zeitgeist - Página 2 13f4093020fc96ba87eae8221d071af7--vinyl-designs-chuck-norris-approved

_______________________

Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [História] Zeitgeist - Publicado

Resposta Rápida

Área para respostas curtas

Página 2 de 2 Anterior  1, 2