Sobreviventes
Shaka retornou. O inimigo número um da humanidade num passado apagado da existência retornou ainda mais poderoso. Os fantasmas dos heróis que o aprisionaram no passado solicitaram a ajuda de guerreiros poderosos que estivessem dispostos a selá-lo na cadeia do tempo, porém, algo de errado ocorreu. Shaka não só conseguiu escapar dos inimigos como ainda corrompeu os fantasmas e roubou uma das três marcas sagradas do tempo. Enquanto isso, as vilas sofreram ataques massivos de seguidores da religião de Jashin, todos acreditando que Shaka é o verdadeiro deus da morte. Templos foram encontrados nos arredores de cada vilarejo e aos poucos foram derrubados. Mas o inimigo da humanidade não tinha apenas uma carta na manga; Kinarra, um demônio antigo, voltou do além buscando a destruição do mundo, entretanto, ao enfrentar os novos heróis da humanidade, acabou se aliando aos humanos até que Shaka reapareceu e a selou novamente mostrando todo o seu poder. O mundo se encaminha para uma era sombria ou de paz? Só o tempo dirá.
.
.
.
.
.
Últimos assuntos
» Lista & Organização de Aparência
Hoje à(s) 02:02 por C.C.

» Lista & Organização de Vilarejos
Hoje à(s) 02:01 por C.C.

» [ Crônica ] O molde de um verdadeiro guerreiro
Hoje à(s) 01:27 por Mokarzel

» [Área de Criação] Mokarzel
Hoje à(s) 00:27 por Mokarzel

» [FP] Osgllith Kiyotaka
Hoje à(s) 00:27 por oito

» 2) Solicitações de Missões
Hoje à(s) 00:09 por Hyouhaku

» [Casa] Shizui
Hoje à(s) 00:03 por Shizui

» [Treino] Mokarzel
Ontem à(s) 23:38 por oito

» 3) Solicitações de Avaliação
Ontem à(s) 23:35 por oito

» [RP - Solo] Torneio dos Punhos Leves
Ontem à(s) 23:29 por Yoshiru


treino de atributos, selos and ninjutsu

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo


Saxa saiu de sua casa sozinha, apenas com as roupas do corpo e o pensamento de aumentar suas habilidades. Andava com a cabeça baixa, observando o chão enquanto caminhava. Com timidez, às vezes olhava para os transeuntes que passavam ao seu lado, apenas para saber se encaravam sua marca. Aparentava ficar desgostosa com a situação, quando esta realmente ocorria, mas em seu íntimo não dava a mínima para os pensamentos alheios.

Percorreu todo o caminho de sua moradia até a biblioteca da vila rapidamente, era uma rota muito conhecida por ela. O lugar mais visitado em toda sua vida, onde passava a maior parte do tempo, lendo e devaneando. Sentou-se à beira de uma janela, de onde a mesma via o sol escondido entre a montanhas da vila, enterradas nas nuvens do céu.

Nas pequenas mãos era possível notar um livro, o assunto de interesse era sobre a arte comumente conhecida como ninjutsu, uma das formas do chakra. Desejava aumentar seu conhecimento acerca deste, pois sabia que suas próprias habilidades ainda eram porcas neste domínio. O encadernado era grosso, parecia ter em seu conteúdo toda a história de seu assunto. Na realidade, entretanto, Saxa percebeu que o exemplar não passava de ideias antigas e mal compreendidas pelos escritores da época. O ninjutsu de agora estava numa era totalmente diferente, com um poder muito maior do que àqueles mencionados nas linhas de texto que acabara de ler.

Saiu do lugar entristecida, sabia que tinha apenas perdido tempo com uma leitura nada proveitosa. De todo modo, não tinha como voltar no tempo, entendia que deveria descobrir por si mesma uma forma de aumentar suas capacidades. Por esse motivo, viajou da biblioteca até o campo de treinamento mais próximo. Era um bom lugar para se treinar, onde poucos vinham e no qual sentia-se mais confortável de estar, pois tinha paz para fazer suas coisas sem que outros zombassem de sua aparência.

Quando chegou ao local, ficou aliviada dele estar vazio. Sentou-se ali mesmo, no chão e no centro do lugar. Devia praticar um ninjutsu básico para melhorar, sabia ela. Em alguns movimentos de seus dedos, uma cópia sua apareceu à frente de seus olhos, encarava-a de volta. A figura era desprovida de massa, sendo apenas uma simples réplica, um bunshin. Mesmo assim, a garota conseguia ver o seu reflexo e não gostava nada dele. Mas não era de sua marca no rosto que não gostava, mas das mesmas feições que tinha herdado de sua mãe. Isso revoltava-a e a deixava enjoada. Tinha nojo daquela mulher e um ódio por ela que era maior que seu próprio ser.

Esquecendo-se de sua infância, voltou ao treinamento de antes. Praticou diversas vezes o jutsu iniciante afim de romper suas ínfimas capacidades. E conseguiu. Levou algum tempo, mas a garota produziu uma réplica sem nenhum defeito, tirando os seus próprios. Estava claro para ela que tinha conseguido avançar um pouco. Um pé de cada vez subindo essa longa escada, pensou.

O solo que piso, o ar que respiro, os movimentos que meus membros repetem ao mover-me de um lugar ao outro, uma sincronia tão perfeita quanta a partitura de uma música. Tocada sem esforço pelo corpo de uma garota, sem ensaios ou treinos. O simples ato de caminhar denotava que ainda havia esperança. No mundo de sangue, o ódio é o que define seu poder. O caminho a ser escolhido não existe, o destino que lhe traga desde o nascimento, sem escolhas, propenso a seguir o ciclo.

Não hesitei. Meus dedos percorreram o tecido de minhas roupas alisando-as, balançando o pó que antes estava preso nelas. Parada à minha frente estava ela, com um sobretudo negro que lhe escondia o corpo, mas não sua face, que naquele instante me encarava. Seus olhos seguiam os meus, refletiam o 'nada' e o vazio que tinha dentro de si. Lá estava ela, ainda parada em minha frente.

Com um levantar de mãos e um rápido balançar de seus dedos, entendi que deveria segui-la. Tomou o outro lado como caminho, deixando-me olhar sua figura de trás, enquanto suas costas e o longo rabo-de-cavalo pudiam ser vistos agora. Segui-a para o mesmo rumo que sempre tomávamos, como de costume era feito. E como sempre, nenhuma palavra fora dita, nem mesmo quando chegamos ao nosso destino.

Adentramos o velho hospital abandonado, longe de tudo e ainda mais dos campos de treinamento. Mas era ali que ela fazia questão de levar-me todas as semanas, para que aprendesse consigo. Gostaria de pergunta-la o porquê, mas sabia que palavras não eram bem-vindas aos seus ouvidos, que nunca me responderia. Era por meios de cartas e palavras escritas que nos estendíamos, ou como posso dizer, sabia o que devia fazer de acordo com suas ordens.

Em meio àquele lugar, paramos em um dos quartos onde eram colocados os pacientes antigamente, mas que hoje não passava de mais um dos tantos que haviam sido queimados, com uma parede destruída dando visão do cômodo ao lado. Entretanto, uma cama nova podia ser vista ali, alinhada com uma coxa de flores que lembravam a árvore sakura, e ao lado desta estava uma escrivaninha, com uma carta acima de meia dúzia de livros. A mulher me deixou ali enquanto partia, esperando que eu soubesse o que fazer.

Uma única frase estava escrita na carta: Selos de Mãos. Era simples, os livros haviam sido deixados para outro treinamento, um que não envolvia o uso de pesos ou do corpo propriamente dito, mas da velocidade dos movimentos de meus dedos. Todos os livros tinham sido deixados para incitarem em mim alguma sabedoria sobre a prática. Peguei o do topo, guardei a carta e iniciei a leitura, com apenas um lampião de luz para clarear o lugar, que tinha sido ordenado trazer por meio de outra carta que havia recebido dois dias antes de nos encontrarmos, até chegar neste exato momento.

Saxa: Hp: 225/225; Ck: 475/475; Stamina: 0/3.

Considerações:
Aparência.

Treino de atributos focado em Selos e ninjutsu.
Arsenal:
Kunais: 05/05. Shurikens: 05/05. Kibaku Fuuda: 08/02 Hikaridama: 03/03. Fios: 25m/05. Total:20/20(lado direito da cintura).

_______________________

さむらい の みち
I looked the sky, screaming rude words
avatar
Genin
Genin
Ver perfil do usuário

2 db concdido

_______________________

Status | bank | aparencia |Template
私は愛のためにしますが、私が売っているとき、私の愛はお金です。
I do for love, but I'm sold, my love is money.
Akeido 2k18
avatar
Shugonin Jūnishi
Shugonin Jūnishi
Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

resposta rápida

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto RPG Akatsuki (c) 2010 — 2019
Layout por Dorian Havilliard e Akeido.