:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Sunagakure no Sato :: Arredores
12 Anos Online
Alvorecer
Arco 04
Ano 16 DG
Inverno
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

[Cena - Solo] O deserto chama Avengers-characterthumbnail-shuri_c0584352

Enma
Genin
Enma
Vilarejo Atual
[Cena - Solo] O deserto chama Avengers-characterthumbnail-shuri_c0584352

[Cena - Solo] O deserto chama - Publicado 28/7/2022, 13:29

Naquele dia, como de costume, o sol a pino castigava todos os que se aventuravam a atravessar o deserto árido do País dos Ventos. O vento quente acompanhado pela areia que se desprendia das dunas se chocava contra o rosto da gennin, que, designada a cumprir uma nova missão a mando do vilarejo, seguia pelo deserto em busca de um inseto considerado sagrado pelo seu contratante, e, embora ela não soubesse exatamente onde encontraria o espécime raro, tinha certeza de que o faria. Sua comunicação com os insetos estava se aprimorando, e a simbiose em que vivia com seus kikaichu se intensificava a medida que ela impunha seus comandos sobre seus hospedeiros. Ainda com conhecimentos básicos acerca da manipulação de seus insetos, chegava a hora de colocá-los em prática para galgar em direção a técnicas mais desafiadoras. Vestida de um tecido fino e de trama bem fechada, além de um tagelmust, ela seguia contra um ambiente que desafiaria qualquer um que não fosse filho do deserto e habituado ao calor, que era dilacerante mesmo durante o inverno. Seu destino era uma pirâmide, um antigo santuário onde o raro besouro que buscava costumava ser reverenciado em grandes salões ritualísticos por povos que habitavam o terreno árido do impiedoso deserto. Ao longe, depois de uma caminhada de pouco mais de uma hora, ela avistava no horizonte a silhueta triangular do que parecia ser o local em que faria sua busca, tomando forma a medida que Elza avançava pouco a pouco através da areia.

HP: 225/225 ─ CH: 225/225 ─ ST: 0/3

Considerações:
[Cena - Solo] O deserto chama Avengers-characterthumbnail-shuri_c0584352

Enma
Genin
Enma
Vilarejo Atual
[Cena - Solo] O deserto chama Avengers-characterthumbnail-shuri_c0584352

Re: [Cena - Solo] O deserto chama - Publicado 28/7/2022, 20:43

A paisagem, antes absolutamente inóspita, agora contava com a presença de uma enorme construção típica do deserto. A pirâmide, rodeada por alguns ídolos adorados por um clã renegado de assassinos das areias, tinha em seu ápice um enorme escaravelho que indicava o símbolo de adoração daqueles que se refugiavam em seu interior. A construção, encimada pelo inseto entalhado em arenito, era idêntico a pintura que fora mostrada a ela antes de deixar o vilarejo, e seria um espécime como aquele que seu contratante queria. Seja sorrateira, disseram-na. Vá sem que ninguém perceba sua presença. Apesar da orientação, era difícil penetrar o interior de uma fortaleza em meio ao deserto sem qualquer vigia percebessem sua aproximação. Em meio as dunas do deserto, tudo é exposto. Pelo que sabemos sobre este clã, todos os seus membros, sem exceção, participam de uma cerimônia ritualística no interior do templo, louvando o seu ídolo, uma espécie de... besouro, havia um quê de incredulidade no tom de voz do instrutor que a designara para aquela missão. Continuou. Portanto, você deve chegar a pirâmide durante o pico do meio dia, momento em que todos se recolhem dentro da construção. Isto irá facilitar sua missão. Boa sorte, Elza.
[Cena - Solo] O deserto chama I0YreJY


A passos cuidadosos, ela procurava se manter a uma velocidade constante, para sair antes que os vigias voltassem aos seus postos, lembrando das palavras do superior que passou os detalhes conhecidos a respeito do temido clã que habitava o lugar. De fato, não há nenhum vigia... Parece que eles estavam certos quanto a isso. Sorrateiramente, Elza avançava entre as construções, grandes colunas encabeçadas por pássaros pareciam observá-la. A tensão fazia com que os kikaichu em seu interior entrassem em rebuliço, provocando cócegas. Parem com isso, pensou. Não podemos ser vistos... Nem ouvidos. De fronte a escada que levava ao interior do templo, avançou degrau por degrau cuidadosamente, esperando qualquer armadilha que pudesse estar preparada, e que, para sua sorte, não veio. Poucos minutos mais tarde, ela já estava diante da entrada, por onde um sibilo uivante ecoava corredor adentro, um sem-fim de tochas presas as paredes.

HP: 225/225 ─ CH: 225/225 ─ ST: 0/3

Considerações:
[Cena - Solo] O deserto chama Avengers-characterthumbnail-shuri_c0584352

Enma
Genin
Enma
Vilarejo Atual
[Cena - Solo] O deserto chama Avengers-characterthumbnail-shuri_c0584352

Re: [Cena - Solo] O deserto chama - Publicado 5/8/2022, 00:49

Adentrando o mausoléu do deserto, a brisa soprava gélida através do corredor, mesmo em meio ao calor do País dos Ventos, conhecidos pelas temperaturas assustadoramente elevadas. A menina, utilizando de suas habilidades em manipular insetos, estendeu a mão direita sobre a pedra de arenito já desgastada pelo tempo, próxima de uma brecha grande o suficiente para que a vida que habitasse ali, naquela pequena fenda, pudesse vir a tona. Logo, pouco a pouco pequenos insetos saíram de seus esconderijos na rocha, aproximando-se de sua palma, ainda sobre a parede, agora rodeada por uma forma que se assemelhava a uma teia feita de puro chakra. No seio de sua família era comum que as crianças aprendessem a manipular insetos antes mesmo de andar, o que era absolutamente natural, uma vez que todas elas eram oferecidas como receptáculos de uma espécie distinta de insetos, os kikaichu, com quem ela vivia em simbiose desde o primeiro momento de vida. Além de contar com a cooperação dos insetos que habitavam suas entranhas, ela também era capaz de estabelecer contato com outros que viviam em meio a natureza, em raras ocasiões em que encontrava um opilião ou mesmo outros espécimes de aracnídeos que deixavam suas tocas em meio a areia, refugiando-se do calor intenso. Aquela era uma oportunidade ímpar. Ao sentir o andar rastejante de um verme esbranquiçado que tocava a pele de seu indicador direito, repousado sobre a superfície da parede, ela estabeleceu contato.
—  Mostre-me, hã... Senhor, hm —  pensou —  Senhor verme, qual o caminho até o escaravelho? Digo, o mesmo escaravelho das gravuras sobre as paredes e esculpido lá fora, no topo da pirâmide. Preciso encontrá-lo, e logo. — O tom de sua voz era suave e baixo, o suficiente apenas para ser ouvida pelo inseto com que falava.
— Garota —  fez uma pausa para pigarrear. A voz do pobre inseto era rouca e grave, como a de um velho tabagista de longa data que viviam nas lojas de finos tecidos e tapetes de Suna. — É logo a frente, hã, na verdade — outra pigarra — Na verdade, é um caminho bem simples. Eu conheço esse lugar com a palma da... Bem, como a palma da minha mão, embora eu não tenha uma, mas você entendeu bem o que eu quis dizer. Eu posso levá-la, se me carregar até lá. E prometer que vai me dar uma boa folha de aroeira para roer. Oh, Deus sabe como é cruel viver nessa maldita fresta, sem nada para comer além de areia.
—  Sim, senhor. Mas precisamos ser rápidos. Preciso sair antes que percebam a minha presença.
—  Ah, claro. —  anuiu o verme com a extremidade que poderia ser o equivalente a sua boca (ou o seu ânus? Era difícil dizer, já que vermes e minhocas não tinham sistema digestivo completo.)
Assim, carregando o pequeno rastejante sobre o seu ombro, ela seguiu adiante, em frente, atrás do valioso inseto que buscava ali.


HP: 225/225 ─ CH: 215/225 ─ ST: 0/3

Considerações:
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Cena - Solo] O deserto chama - Publicado