:: Área de Mudanças :: Centro de Melhorias :: Treinamentos de Fillers
Alvorecer
Arco 04
Ano 17 DG
Verão
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

[Filler — Troca de Clã] Um pouco de verdade. VNYra6x

Coca
Jōnin
Coca
Vilarejo Atual
[Filler — Troca de Clã] Um pouco de verdade. VNYra6x

[Filler — Troca de Clã] Um pouco de verdade. - Publicado Sex 1 Jul 2022 - 18:07


風の天才

A lua vermelha continuava a acompanhar meus passos temerosos por entre as vielas enegrecidas da Areia. Tive de ficar no vilarejo para cuidar dele, com a saída repentina de Altria e demais ninjas após o comunicado que passou em toda a televisão do país, talvez do mundo. Não tive a oportunidade de ir, felizmente.

Com a saída de Altria, os cultistas tentaram aumentar ainda mais a rebelião, porém, comigo no comando e com o assistente da líder, fomos impiedosos com seguidores do falso deus. Reduzimos eles a nada, ou quase nada. Aqueles que sobraram, os mais pacíficos, ficaram reclusos no templo orando dia e noite.

Não me restava muito trabalho. O mundo ninja estava um caos. Poucas missões, apenas algumas destinadas à dentro do vilarejo mesmo, como realizar algumas rondas mais incisivas na periferia. Outras, mais básicas, eram destinadas a Genins e, para mim, só restava aguardar por boas notícias ou, quem sabe, liderar o vilarejo em uma possível morte prematura de Altria.

Só me restava voltar para casa. Asuna estava ocupada, Pan realizando uma ronda noturna e eu? Cansado, estava trabalhando a alguns dias seguidos, sem conseguir dormir sequer cinco horas em cerca de três ou quatro dias. Assim, voltava para casa com um sorriso, apesar do cansaço, estampado sobre minha face. Seiji finalmente havia retornado, após meses fora em uma missão secreta.

Abrir a maçaneta metálica vagarosamente. Observei, com a porta aberta, o velho Salgueiro sentado em sua poltrona, com uma xícara de café na destra e um livro na canhota. A sensação de nostalgia aquecia meu corpo cansado. Ele me fitou com um sorriso no rosto. Devolvi com outro. Apesar de ser um homem sério e de poucos amigos, não conseguia evitar. O velhote fazia falta em vários aspectos na minha vida.

Ele gesticulou para que eu me aproximasse e sentasse na outra poltrona do lado dele. Por mais cansado que eu estivesse, não podia dormir sabendo que precisávamos colocar a conversa em dia. Tinha coisas que eu queria perguntar ao homem, outras que provavelmente ele queria saber, entretanto, algo que apareceu em minhas habilidades uns cinco dias antes precisava ser contestado e nada melhor que Seiji para me explicar.

Esteve por onde, velhote? — Fitei brevemente uma outra xícara de café disposta sobre a pequena mesa de madeira disposta à frente. Dei um forte gole, enquanto acessava o maço de dunhill com a outra mão e acendia o cigarro. O contraste da cafeína com a calmaria que a nicotina me trazia era relaxante. Poderia ficar horas ali, parado, apenas observando uma parte da periferia pela grande janela.

Estive por aí, vagando, pequeno Kōga. — A rouquidão, seguida de uma gargalhada era nostálgica. — Brincadeira… fui em uma missão especial pro vilarejo. Esses fiéis que se denominam jashinistas tem causado grandes estragos em todo o país, até no mundo. Pensei que você seria selecionado para ir enfrentar o causador disso tudo, mas fico feliz por vê-lo aqui, à salvo. — Conseguia sentir o pesar dele sobre eu não ter ido matar o Pastor. Também queria, óbvio, mas ficar no vilarejo e cuidar dele enquanto Altria estava fora talvez fosse ainda mais importante. Afinal, lidar com um pastor não seria tão difícil, seria? Sorri.

É, mas talvez ficar em Suna tenha sua relevância. E então, o que conta de novidade? — Não hesitava em perguntar, apesar de saber que ele não iria me responder adequadamente e manteria todo o mistério que o cerca. Porém, foi na fala dele que me surpreendi.

Bom… não fui somente em nome de Suna a combater os jashinistas. Passei pelo nosso vilarejo natal. Precisava analisar alguns documentos, ver coisas que deixei para trás. Descobri algo importante sobre sua linhagem, garoto. — Estranhei ele ser tão transparente. Dito isso, foquei no que ele tinha a dizer, sem interrompê-lo. — Sua mãe possuía uma linhagem rara, sabia? Algo sobre manipular gelo. E seu pai felizmente não fazia parte de nenhuma linhagem conhecida, ou seja, ele não era um Hatake propriamente dito. Só se aproveitou do sobrenome com maior influência dentro do vilarejo para causar tudo o que causou tanto em sua vida quanto na minha. — Recuei um pouco, não posso mentir, mas talvez fizesse sentido com a nova habilidade que tomou conta de meu corpo dias antes.

Sem querer te interromper, Seiji, mas esses dias eu consegui criar flocos de gelo em Suna. Imaginei ser culpa dessa anomalia temporal, mas agora com essa sua explicação… tem certeza disso? — Balancei a cabeça tentando recobrar a consciência e prestar atenção no Seiji.

Sim, garoto. As palavras, principalmente aquelas gravadas na história, não mentem. E se você conseguiu criar gelo, em Suna, isso não serve para aumentar ainda mais esse fato? Não podemos esquecer que mesmo com essa lua de sangue, nosso vilarejo, ou melhor, nosso país, ainda é um dos mais quentes, se não o mais, do mundo. Eu só não entendo bem os motivos de sua mãe ter escondido isso de você, ou melhor, de nós. — A dúvida dele era a mesma que a minha. Por quais motivos aquela mulher gentil iria esconder algo tão simples?

Ainda assim… — ele continuou com as explicações enquanto dei mais um trago no cigarro e mais um gole no café. — Pelo que eu andei estudando e procurando de informações sobre essa linhagem denominada de Hyouton, pertencente ao clã Yuki, pude constatar que seus ancestrais eram caçados por criminosos que ansiavam por uma habilidade parecida com a deles; criar gelo a partir do nada, apenas mexendo com a temperatura do ambiente. — Franzi o cenho em decorrência da explicação dele. Apesar de não entender os motivos de minha mãe, talvez fosse necessário esconder as origens dela, com medo de alguma represália.

Um silêncio perdurou por alguns minutos, conforme eu analisava o lado de fora. O frio característico da noite da Areia seria suficiente para que eu pudesse testar. Sorrindo, me virei de volta ao Salgueiro. Ele já entendia o que eu pretendia fazer, mas, mesmo assim, resolvi pedir ajuda.

Vou tentar. Tem alguma dica? — Perguntei, suspirando e tentando exteriorizar um pouco do meu chakra no ambiente. Seiji se manteve calado, com um simples balançar de cabeça de forma negativa. Dei de ombros, me aproximando da janela e sentindo a temperatura cair um pouco, por mais leve e indiferente que fosse. Poderia ser somente uma sensação, ou de fato eu havia conseguido baixar a temperatura com somente meu chakra atuando sobre o ambiente. Seiji também sentiu, pude ver por sua expressão corporal, levando as mãos a ambos os braços, como se tentasse aquecer os membros.

Refiz o mesmo movimento com o chakra, exteriorizando dessa vez uma quantidade ainda maior, significativa, apesar de não ser muito relevante. A temperatura diminuiu mais ainda. Senti a brisa gélida abraçar meu corpo conforme meus pelos se eriçaram por conta do frio atípico, até mesmo pra noite gélida da Areia. Fitei os olhos de Seiji que demonstravam certa surpresa ao ver o avanço com minha verdadeira habilidade sanguínea?

Deixei pra lá, voltando a poltrona e pegando mais um cigarro para aquecer meu corpo.

É, talvez você tenha razão. Mas é tudo muito estranho, ainda… — Nisso, dei um breve soco com o punho cerrado sobre a banqueta de madeira mais a minha direita. — Só queria que ela estivesse viva para sanar minhas dúvidas. — Seiji soltou um riso amarelado. Sabia que minha mãe fazia falta, não só por somente ela conseguir me ajudar e tirar todas as dúvidas sobre os Yuki, mas também por ela conseguir me ajudar em outros âmbitos.

O que aconteceu, aconteceu, jovem. Sobrevivemos sem ela, sem sua família e sem a minha. Somos sobreviventes e por mais que ter ela aqui lhe ajudasse a descobrir os caminhos com maior facilidade, talvez isso mostre que você realmente merece estar aonde chegou. Afinal, é o mais novo Jounin da Areia, não? — Eu tinha até esquecido de contar esse pequeno detalhe a ele.

Sim, como soube? — Mantive a discrição, mas por dentro estava quase explodindo por conseguir contar isso a ele. — Digamos que a própria Altria me deu esse cargo após eu mostrar algumas habilidades à ela. Ela possui algumas habilidades interessantes. Não consegui sobrepujar uma defesa circular, praticamente impenetrável, mas tive total controle da nossa batalha e isso foi suficiente para que ela me promovesse. Mas, com isso, veio um fator indesejado: me tornar guarda costas dela. — Ele riu quando mostrei o descontentamento ao falar de ser um guarda costas da líder.

Acho que você vai conseguir aprender bastante com ela, Kōga. Porém, não se esqueça de seus objetivos pessoais. Quero ver você se tornar um homem forte, amado por vários, temido por aqueles que mereçam carregar esse sentimento. Afinal, aqueles que sobrevivem ao inferno, desde novos, se não forem respeitados, precisam ser temidos. Seja como for. — Consenti com a cabeça. Entendia perfeitamente as palavras do mais velho e ele realmente tinha razão. Preferi não comentar sobre a Cabala, ou talvez sobre as intenções de Altria em reaver as colônias fronteiriças. Conhecendo Seiji, era óbvio que ele não iria aprovar o plano.

Levantei da poltrona, jogando a bituca do cigarro pela janela e colocando a xícara de café sobre a mesa de madeira. — Preciso descansar, faz uns dias que não consigo dormir direito. Nos vemos depois, Seiji. — Avisei, caminhando vagarosamente na direção de meu corpo visando um longo descanso.  

HP: 1300/1300 CH: 2625/2625 ST:0/8 CJ: 300/300

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
[Filler — Troca de Clã] Um pouco de verdade. 1d0d924d9f269a11ade0a55a3ad7fdd9

Bloodlad
Bloodlad
Vilarejo Atual
[Filler — Troca de Clã] Um pouco de verdade. 1d0d924d9f269a11ade0a55a3ad7fdd9

Re: [Filler — Troca de Clã] Um pouco de verdade. - Publicado Sex 1 Jul 2022 - 23:35


Situação: Aprovado
Considerações:
Recompensa: Troca de clã concluída.