:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Sunagakure no Sato :: Arredores
12 Anos Online
A Noite Mais Escura
Arco 03
Ano 14 DG
Outono
Diante da queda de Moira O'Deorain e a morte de Chisaki Overhaul, todos os olhos dos ninjas presentes em Kiri se voltaram para o Capuz Vermelho, que se revelou uma cópia exata do lendário Sarutobi Shion. Graças a Hyuuga Angell, o mercenário foi capturado, levando a prisão junto com Moira. Tudo aquilo favoreceu um entendimento entre as vilas que lutaram entre si em Oto, fazendo com que eles voltassem a neutralidade. Enquanto Iwa e Suna elegem novos Kages, em Konoha, Sarutobi Kaden se prepara para passar o seu cargo para um ninja mais jovem, ao mesmo tempo em que um novo Senhor Feudal assume em Kumo e o Daimyou de Kiri tenta impedir os ataques dos opositores de Jyu. Com a revelação de Chisaki Overhaul sobre a HYDRA, as ações da empresa acabam sofrendo uma grande queda, gerando indícios de uma enorme crise nas grandes nações. Diante do caos, diversos vilarejos pequenos são varridos do mapa quando uma onda de assassinatos em massa se inicia, ao mesmo tempo em que um grupo de fieis ao Jashinismo começa a se erguer, trazendo uma mensagem de esperança para os corações afligidos pelo sofrimento.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Oblivion
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
XXXXX
Futuramente teremos.
Discord#1234
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

Maldição das sombras. VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
Maldição das sombras. VNYra6x

Maldição das sombras. - Publicado 17/4/2022, 20:57

O líquido negro repleto de cafeína em sua consistência  tamborilava sobre as paredes cristalinas da xícara. Os olhos do prodígio fitavam o horizonte em busca de alívio. Sua face demonstrava não ter conseguido dormir a dias. Os pesadelos voltavam a visitar sua mente todas as noites após sua conturbada graduação. O objetivo principal fora concluído, mas a que custo? Gin era um ninja novo, com um futuro brilhante, que acabou perdendo a vida por um erro de Pan. Apesar de não ter envolvimento direto com o ocorrido, Kōga trouxe para si a culpa daquela morte, de forma inconsciente.

A escuridão abraçou o corpo do jovem aos poucos, como se fosse uma mãe revendo um filho durante longo tempo longes. Moveu a cabeça algumas vezes, da direita pra esquerda e da esquerda pra direita, tentando entender em qual local estava. Com ambas as mãos no rosto, esfregava os olhos, ainda incrédulo de onde estava. — Merda. — a voz estremeceu todos os cantos de onde estava. Novamente, abraçado nos pesadelos que teimavam em persegui-lo desde criança, de tempos em tempos.

As vozes perseguiram seu corpo naquele mar de areia e dunas. As sombras, por sua vez, brincavam com o jovem que mostrava em seu semblante estar completamente perdido, entregue ao medo que tanto teimou em esconder. Correu durante horas dentro do pesadelo, tentando evitar ao máximo o abraço das sombras, de forma totalmente desnecessária. Aquele mundo pertencia a elas e, independente da força de vontade que possui, de nada adiantou. — Me deixem em paz! — o grito que culminou na dispersão das sombras, voltando à si aos poucos. Conseguia escutar uma voz conhecida, que começou baixa e gradativamente aumentou.

Kōga? — Seiji passou alguns segundos chacoalhando o corpo do jovem algumas vezes. Por intercessão do ancião, conseguia fugir das sombras uma vez mais. Mas por quanto tempo? Estava visivelmente suado, espantado com o que havia visto, mostrando pelo próprio semblante que sua determinação havia sido finalmente, quebrada. A xícara estava quebrada e o café esparramado sobre a madeira amarelada do piso. Talvez pelo tempo que não se viam, ou talvez por Seiji ter salvado Kōga do pesadelo, o jovem deu um abraço simples, mas carregado de significado no ancião. — Obrigado. — disse, ainda em choque com o ocorrido. Sem entender muito, o ancião contentou-se em passar a destra sobre os fios acinzentados do jovem, mostrando para ele que não estava sozinho. Não mais.

Hatake Kōga — HP: 500 l Chakra: 750 l ST: 0/5

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
Maldição das sombras. VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
Maldição das sombras. VNYra6x

Re: Maldição das sombras. - Publicado 18/4/2022, 00:07

São as sombras de novo? — a voz protuberante de Seiji ecoou por todo o cômodo do pequeno apartamento, indagando o jovem Hatake que se levantava do chão aos poucos, recolhendo todos os cacos de vidro da xicara recém quebrada. O líquido esparramado na madeira teria de esperar um pouco para ser limpo, enquanto ele voltava as atenções ao ancião. — Sim... elas voltaram e mais intensas do que nunca. — disse com pesar na voz, como se suplicasse em cada palavra pra ser salvo. — Aconteceu muita coisa enquanto você esteve fora. Sou o novo Chūnin da Areia, mas, na missão da graduação um dos ninjas que estava comigo morreu.  Não por culpa minha, mas esse não é o ponto. — dava pra ver a expressão de surpresa de Seiji com a notícia.

Alguns bons segundos de silêncio foram quebrados pelas duras palavras do ancião. — Você não teve opção de salva-lo? — perguntou e, aquelas palavras atingiram a mente de Kōga, como um soco no estômago. — Tive que fazer uma escolha, coroa. Éramos três, a kunoichi que estava comigo e com o falecido Gin acabou utilizando um jutsu estranho. Ela criou, resumidamente, um dragão de fogo pela boca. Mas essa dragão passou do alvo e acabou criando uma explosão. Essa explosão resultou em dois pontos. O primeiro foi o ultimo bandido que se aproveitou disso pra pegar a Pan desprevenida e faze-la de refém. Já o Gin... — abaixou a cabeça ao lembrar do ocorrido, como se estivesse com vergonha. — Ele ficou soterrado por conta das explosões. Eu conseguiria salva-lo, óbvio, mas de forma impulsiva matei o ultimo bandido, ficando sem tempo pra salvar o garoto. — finalizou o ocorrido, buscando os olhos esverdeados do ancião.

Kōga buscou, antes mesmo de Seiji dar seu sermão, buscar o cigarro, saciando seu vício. Um, dois tragos rápidos, fumo no ar e duras palavras em sua direção, uma vez mais. — Se você não se controlar, mortes serão recorrentes na sua vida, garoto. Isso se você não ser sorte de morrer antes que seus amigos ou companheiros de missão. A morte desse garoto... Gin, correto? É sim culpa sua, portanto, só cabe a você saber como lidar com ela. — o ancião se aproximou do jovem Hatake que estava estático, fitando a janela e focado na escuridão da noite. — Mas, se você salvou uma pessoa também, tem lá seu crédito, certo? A vida são feitas de escolha, Kōga. Mais pra frente você vai entender. Agora, precisamos focar nesses pesadelos. Eles tem dito o que? — por mais que viessem palavras de alento, o foco devido deveria ser dado. O silêncio pairou uma vez mais entre os dois.

Hatake Kōga — HP: 500 l Chakra: 750 l ST: 0/5

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
Maldição das sombras. VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
Maldição das sombras. VNYra6x

Re: Maldição das sombras. - Publicado 18/4/2022, 11:35

Kōga suspirou fundo, uma, duas, três vezes, tentando se acalmar ainda mais. Diferente das outras vezes, as sombras pareciam colocá-lo para algo. Pelo menos esse era o sentimento do jovem enquanto Inter nos pesadelos proporcionados a ele. — Não sei explicar o motivo, Seiji, mas parece bem mais intenso do que das outras vezes. Parece que estão se tornando reais… — disse com pesar nas palavras, como se não houvesse uma saída para tudo aquilo. O ancião, em contraparte riu, não debochando da situação mas sim da falta de fé do Hatake. — Nós vamos dar um jeito, garoto. Sempre damos. Mas, precisamos entender mais sobre esses pesadelos, talvez eles signifiquem algo além de só trazer medo e pavor. — o velho se aproximou ainda mais de Kōga, olhando fixamente em seus olhos castanhos. — Meu conselho é que você descanse, vai precisar pra entender melhor o significado disso tudo. E caso as sombras voltem, tente esquecer o medo e foque no entorno da coisa. Preste atenção nas informações ao redor… todo sonho possui um significado e esse não será diferente. É hora de encarar seus demônios… — as palavras de incentivo foram suficientes para fazer com que Kōga tentasse uma vez mais.

Caminhou vagarosamente na direção do quarto, conforme Seiji limpava toda a bagunça de outrora. A cama abraçou o jovem como uma mãe, aquecendo seu corpo. O sono não demorou pra aparecer, mesmo que ainda estivesse receoso com a decisão, não hesitou e aceitou seu destino. Os olhos abriram e fecharam cerca de três ou quatro vezes até se ver novamente naquele maldito mundo. Dessa vez conseguia ver com mais clareza, tentando esquecer um pouco o medo que as sombras carregavam para si mesmo. O local era familiar; sua antiga casa no pequeno vilarejo em que nasceu. As sombras por sua vez evitavam aparecer, como se quisessem mostrar e chamar Kōga. Uma voz, também familiar, ecoava por todo o local reproduzido em sua mente. — Pai? — gritou, com ódio nas palavras. — Você cresceu, pequeno Kōga… mas será que cresceu o suficiente? — a gargalhada do homem fazia com que o jovem ficasse enfurecido e, junto da fúria, incontáveis silhuetas apareciam em seu entorno. Lembrando nas palavras do ancião, se concentrou uma vez mais, reprimindo o ódio por seu pai. As sombras sumiam, conseguindo ver o ambiente uma vez mais, mostrando que o ódio transformava seu sonho em agosto caótico, mas, se conseguisse se controlar, conseguiria entender o real motivo daquilo tudo.

Hatake Kōga — HP: 500 l Chakra: 750 l ST: 0/5

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
Maldição das sombras. VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
Maldição das sombras. VNYra6x

Re: Maldição das sombras. - Publicado 18/4/2022, 14:36

Conseguia ouvir, uma vez mais, a voz de seu pai, carregada de nostalgia. — Vejo que tem aprendido a controlar seu ódio, garoto. É uma pena aquele jovem ter morrido na missão... — a gargalhada podia ser escutada de longe, se fosse o caso, mas só havia os dois ali. O homem se mostrava em uma silhueta sombria, sem face, somente forma, metros a frente do prodígio Hatake, seu próprio fruto. — Não sei se você está pronto para ter essa conversa, mas um dia precisará encarar o passado e entender qual foi o real motivo por trás daquela chacina da qual presenciou ainda tão cedo. — as palavras faziam Kōga sentir um vazio infinito em seu âmago, só de lembrar do passado e em como aquele homem havia matado a sangue frio toda sua família. Sequer teve força para confrontar seu pai, ou qualquer que seja aquilo. Esfregou os olhos algumas vezes, com ambas as mãos, em uma tentativa falha de acordar. Não conseguia suportar tamanho trauma, precisava fumar, beber, ou simplesmente acordar. — Não adianta, pequeno Kōga. Você não vai conseguir escapar de mim, não até eu terminar esse assunto. — ele gargalhava novamente, fazendo com que ecoasse sua voz protuberante.

A sensação de ódio voltava tomar conta do corpo do jovem mas, ao contrário de antes, conseguia controlar ao ponto de que não fosse consumido pelas sombras de novo. — Cala a boca, maldito. Eu vou te matar aqui e no mundo real, pode ter certeza disso. — esbravejou aos quatro cantos, olhando fixamente a silhueta do que um dia foi seu pai. Um sorriso esboçou na face da sombra, desdenhando da ameaça. — Pode tentar, filho... mas terá certeza de que nem hoje, nem nunca conseguirá me deter. Você é fraco, não passa de um garoto ingênuo. Mas a vida Shinobi vai te ensinar, pequeno, e como vai. — a ameaça fora devolvida com palavras carregadas de veneno e, sem sequer esperar, Kōga partiu na direção da sombra, conseguindo diminuir a distância em pouquíssimos metros. Mas, como esperado, as sombras voltaram e antes mesmo da tentativa de soco ser, sequer, uma tentativa, seu corpo foi envolto pelas mesmas sombras, de forma com que fosse impossível realizar qualquer movimento, estando restrito à aquela situação; se contentar com somente escutar o pai. — Como eu disse... impossível. — falou uma vez mais, tocando com a destra no rosto do filho, retirando os fios acinzentados da frente dos olhos castanhos, os mesmos olhos gananciosos do pai.

Hatake Kōga — HP: 500 l Chakra: 750 l ST: 0/5

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
Maldição das sombras. VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
Maldição das sombras. VNYra6x

Re: Maldição das sombras. - Publicado 18/4/2022, 20:29

Ainda inerte, o prodígio dos fios acinzentados só conseguia pensar em como sair daquela situação, em como escapar uma vez mais das sombras. Não conseguia sequer olhar mais de alguns segundos para aquela silhueta mimicando seu pai mas, ao respirar fundo pelo menos cinco vezes, conseguiu controlar o ódio uma vez mais. — Você não vai ganhar... não dessa vez. — exclamou, fitando as sombras serem repelidas de seu corpo, como se funcionassem como um imã ao ódio dele. Estava finalmente solto mas, em contrapartida, era nítido não conseguir atacar aquele homem, não dentro do pesadelo.

Parece que você entendeu. Pois bem, vamos conversar, filho. Sabe o motivo de eu ter atacado sua mãe e irmãos? — o homem indagou o filho, com olhos penetrantes vermelhos, fitando o rosto de Kōga que, por sua vez, se contentou em balançar a cabeça de forma negativa, servindo como uma resposta simples e direta. — Poder, Kōga, por poder. Eu fiz uma escolha e não me arrependo, apesar de tudo. Suas escolhas vão ditar o rumo da sua vida e a minha maior escolha saciou a fome por poder em meu âmago, algo que me incomodava desde que me conhecia por gente. — conforme as palavras dançavam entre os ouvidos do jovem, seu coração acelerava e, consequentemente, mais suspiros vindos em forma de calmaria. — Isso, se mantenha calmo. Infelizmente, a escolha que fiz me trouxe um revés... perdi o controle sobre mim algumas vezes. Algumas não, diversas, pra ser sincero e hoje carrego a culpa de ter matado toda a minha família, menos você. — a silhueta sombria se aproximava uma vez mais de sua cria, estendendo a destra, tocando na face de Kōga. — Não me arrependo, apesar dos pesares e, quando você sentir o gosto do poder tenho total certeza de que não se arrependerá também, assim como eu. Essa é a nossa maldição filho, quer queira ou não. Seu sangue carrega tamanha cobiça, igual o meu um dia carregou. E adivinha... consigo te apresentar o Poder, faze-los serem melhores amigos. Basta querer... você sabe aonde me procurar. Ah, se trouxer o Seiji... bom, ele morrerá assim como sua mãe e irmãos. — junto do fim das palavras, o pesadelo se dissipava, fazendo com que acordasse no seu quarto, suando, assustado, mas com certo esclarecimento sobre todo o significado dos pesadelos.

Antes mesmo de se levantar, buscou pelo maço de dunhill logo ao lado, junto do isqueiro metálico da Areia. Riscou o objeto, com o tabaco entre os dedos da destra e a boca, fazendo fumo, tentando acalmar seu corpo sua mente e tudo mais que precisasse acalmar. O gosto do vício foi suficiente para faze-lo pensar, analisar os riscos e tomar, por fim, uma decisão. Um sorriso sombrio brotou sobre a própria face e, se olhando no espelho, levou a canhota até os fios cinzas bagunçados, arrumando-os. — Que seja. — sussurrou, encarando a própria imagem.

Hatake Kōga — HP: 500 l Chakra: 750 l ST: 0/5

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
Maldição das sombras. VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
Maldição das sombras. VNYra6x

Re: Maldição das sombras. - Publicado 18/4/2022, 23:41

Buscou por Seiji que estava na sala, meditando. Se aproximou o suficiente para sussurrar com o ancião, evitando que qualquer palavra fosse ouvida por ouvidos inapropriados. — Encarei meu medo, Salgueiro, assim como você havia dito. Mas, pra por um fim nas sombras preciso ir encarar meu passado, sozinho. — enquanto dizia, apontava a canhota na direção da cabeça, com o indicador. O Salgueiro olhou na direção do jovem, consentindo com a cabeça e soltando um singelo riso de incentivo à ele. Kōga juntou seus pertences, as armas básicas, a pequena espada herdada, um sobretudo negro e, claro, seu cigarro e isqueiro. Pronto para partir, sequer olhou pra trás, batendo a porta como sinal de que havia saído, sem precisar avisar o ancião.

Andar pelas vielas vazias e escuras da Areia, muito por conta do horário, foi de certa forma fácil. — Preciso sair sem chamar atenção. — sussurrou, olhando a entrada principal, visualizando dois guardas possivelmente encarregados da ronda noturna. Permaneceu encima do telhado de umas das casas próximas, analisando e pensando em como sair sem ser visto até que, por sorte, os dois ninjas deixaram o posto, caminhando até dois quarteirões dali. Foi a oportunidade perfeita e não pensou duas vezes em abraça-la.

Rumar por entre o incansável mar de areia se deu de forma fácil, até. Conhecia muito bem o caminho que estava fazendo, apesar dos longos anos longe do seu destino final. Ficou o caminho inteiro pensando em como seria lidar com aquele homem pela primeira vez depois da chacina que mudou sua vida. Os pensamentos não passavam de incontáveis maneiras de mata-lo, obviamente, cada um mais macabro que o outro.

Cerca de seis horas foram suficientes. O sol já havia se posto no topo do céu e, junto dele, seu calor extremo. Por sorte, o sobretudo servia como uma defesa contra os raios solares, evitando qualquer tipo de insolação além de camuflar seu rosto, evitando ser descoberto por qualquer ninja da Areia que estivesse perdido ali, fazendo sei lá o que.

Uma lágrima escorreu dos olhos de Kōga, suficiente para lembrar do passado ao visualizar o pequeno vilarejo em que nasceu e foi criado. Já não havia mais ninguém vivendo nele, sequer uma alma foi vista do topo daquela duna em que passou minutos observando toda a extremidade do local. Sua antiga casa era o lugar que chamava mais atenção. Localizada exatamente ao centro, a janela quebrada que havia usado para fugir estava lá, assim como os cacos de vidro no solo arenoso. — Sem medo, Kōga. É hora de encarar esse maldito. — gritou, tornando seu foco imediato na casa que outrora foi sua e de sua família.

Hatake Kōga — HP: 500 l Chakra: 750 l ST: 0/5

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
Maldição das sombras. VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
Maldição das sombras. VNYra6x

Re: Maldição das sombras. - Publicado 19/4/2022, 13:28

As vielas exalavam um odor característico, repleto de nostalgia. Conseguia lembrar perfeitamente dos momentos de criança, brincando nos arredores de sua casa com os poucos amigos que havia feito ali. Dos irmãos chorando por não conseguirem jogar bola e da mãe ordenando para que cuidasse dos pequenos e não deixasse com que eles chorassem tanto.

O caminho se deu de forma tortuosa, tentava esquecer todas as lembranças e focar no que realmente importava; achar seu pai, aquele maldito. Se aproximou com cautela da casa, verificando as paredes ainda sólidas, mesmo com o passar dos anos. A mesma janela que havia utilizado para fugir servia como uma ótima abertura para visualizar o que havia dentro mas, sem sorte, não conseguia perceber nada além do sangue que manchou as tábuas de madeira maciça.

Que seja. Sem pensar, agindo por impulso, apoiou as duas mais no parapeito da janela, fazendo seu corpo levantar e, com um movimento rápido, entrou pra dentro da casa. Por mais que não houvesse luz, o sol servia como uma forma natural de conseguir enxergar dentro da casa, mas, antes mesmo que conseguisse perceber a presença dele, uma voz grossa tomou conta do ambiente ao seu redor. — Pelo jeito não esqueceu suas raizes, garoto. — a gargalhada que veio ao término das palavras fez Kōga franzir o cenho, com ódio exalando por todas as partes de seu corpo.

O homem não estava longe, muito pelo contrário, cerca de dez metros separavam os dois, ainda dentro do quarto. A sombra natural escondia parcialmente seu corpo, como também o rosto, sendo difícil identificá-lo, mas a voz característica do amaldiçoado não mentia. Tratava-se dele, Toppin, pai de Kōga e homem que matou toda sua família, exceto o primogênito, por pura e simplesmente poder. O semblante do prodígio, diferente do pesadelo, não exalava medo mas sim uma crueldade natural, possível herança familiar. — E então? Tem mais algumas palavras pra serem ditas antes que eu lhe mate? — de fato, a postura de Kōga era totalmente outra e com tom de ameaça, se dirigia ao pai, olhando fixamente aos olhos brilhantes do sujeito, pronto para atacar.

Hatake Kōga — HP: 500 l Chakra: 750 l ST: 0/5

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
Maldição das sombras. VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
Maldição das sombras. VNYra6x

Re: Maldição das sombras. - Publicado 19/4/2022, 16:31

O homem deu dois passos pra frente, aplaudindo de forma debochada a coragem de seu filho. — Posso estar velho, mas aposto que você não consegue sequer me tocar. — gargalhou ao fim, desdenhando dos poderes de seu filho. De fato, Kōga sabia que não conseguiria sair vivo dali, caso tivesse que lutar, mas pouco se importava com isso. O ódio já havia tomado conta do corpo dele à tempos atrás. — Mas, antes que decida se vai lutar ou fugir, vamos conversar. — disse uma vez mais, retirando o capuz negro sobre sua cabeça. A semelhança física entre os dois era notória, os fios acinzentados, os brincos, o olhar petulante e a busca insaciável por poder. O jovem buscou um cigarro, junto do isqueiro, riscando-o, acendendo o tabaco dando alguns minutos para que Toppin conseguisse  convence-lo.

Enquanto a fumaça começava tomar conta do ambiente, de forma breve, o homem voltava a falar. — Se você veio até mim é pelo simples fato de querer poder, tanto quanto eu quis um dia. Posso te dar esse poder, Kōga, mas com ele vem alguns porém. Essa habilidade me fez perder a cabeça, matar todos que eu amava, matar minha própria família. — conforme dizia, Kōga podia ver a aparência do homem mudar, a pele antes clara tornou-se negra, sua esclera acinzentou de uma forma escura, como também o cabelo cresceu, ficando em um tom azul escuro. Uma espécie de asas aparecia, também. A forma demoníaca chamava total atenção do prodígio Hatake que, mais curioso do que espantado, permaneceu sem reação. — Esse é o verdadeiro poder, meu filho. — gritou, enquanto que partiu na direção do jovem, como um borrão, de tão rápido. Seu movimento foi mais rápido ainda e, por meio de uma mordida, tudo foi decidido.

O corpo de Kōga ressoou de uma forma diferente, formigando da cabeça aos pés. Segundos depois, uma dor agonizante saia da marca da mordida, ressoando para o corpo inteiro. Caiu de joelhos, gritando uma vez só. — Que merda é essa? — vociferou, enquanto via sua visão turva, tentando focar em Toppin. — É o poder fluindo em seu corpo, filho. Em sua forma simples e verdadeira. Essa maldição não é uma escolha, ela faz parte de nossa família à anos. Não pensou que eu deixaria que você escolhesse, certo? —por falta de experiência, de fato, havia caído em uma armadilha do próprio pai, talvez por ter um pouco de fé em seu âmago de que o homem podia ter se arrependido de tudo, estivesse buscando perdão. Por mais que tentasse, sequer conseguiu se mover, apagando ali mesmo, próximo ao local que seus irmãos um dia foram cruelmente assassinados por aquele mesmo homem à sua frente.

Hatake Kōga — HP: 500 l Chakra: 750 l ST: 0/5

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
Maldição das sombras. VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
Maldição das sombras. VNYra6x

Re: Maldição das sombras. - Publicado 19/4/2022, 19:42

Foram necessários dois dias de reabilitação, prostrado em uma cama. Toppin cuidou do filho após ter desmaiado por conta da dor surreal provinda da maldição. Na parte direita do pescoço podia ser visto a marca, três tomoes negros desacatavam-se na pela branca do jovem. Abriu os olhos de súbito, sem entender muito bem o que havia acontecido, mas sentido o corpo latejar de tanto dolorido. — Se levante com calma. — a voz de seu pai ecoou de longe, entre as sombras por falta de luz no quarto. Colocou uma mão no colchão, fazendo força suficiente para que o restante do corpo, do quadril pra cima, levantasse. — O que aconteceu comigo? — indagou, olhando fixamente pra onde o mais velho estava. Com dois passos lentos, saia das sombras, se mostrando uma vez mais. — Lhe concedi poder, não lembra? — o riso frouxo e desdenhado fazia com que Kōga se sentisse irritado mas, sem forças pra revidar, nada pode fazer a não ser entender mais sobre a maldição. — E que tipo de maldição é essa? —  mais uma resposta direta, dessa vez, levando a destra sobre a marca da maldição, sentindo sua pele latejar em um ritmo completamente acelerado, ali.

Esse poder vai te transformar,  Kōga. Você vai entender com o tempo. Se eu te explicar, vai perder a graça. Mas saiba... o motivo de sua mãe estar morta é graças a ela. — Toppin apontou a destra na direção do selo do filho e, pela primeira vez,  Kōga conseguia ver o semblante de pesar ao falar sobre ela. — Eu não tive culpa, por mais que tenha feito tudo aquilo. A maldição me consumiu, fui fraco e deixei com que ela tomasse conta do meu corpo, de meus atos. — retirou, com um gesto simples, um maço de cigarro, como também um isqueiro, acendendo e fazendo fumo. Pelo jeito, os dois partilhavam do mesmo vício. — Sim, comecei a fumar depois do ocorrido... — disse ao perceber seu filho olhando despretensiosamente na direção do cigarro.

As lagrimas dançando no corpo de Kōga podiam ser vistas de longe, caindo sobre o lençol branco da cama. — Nada que você disser vai apagar o que foi feito, Toppin. — demorou alguns segundos para falar aquele nome que prometeu nunca mais citar. — E não é como se eu fosse perdoa-lo, afinal, a única coisa que aprendi com você foi ser firme, independente de tudo. — sorriu, mesmo que as lágrimas continuassem a cair. O sorriso diabólico, além do vício em nicotina era mais uma coisa em comum entre os dois. — Um dia farei com que a alma de minha mãe e irmãos descansem em paz, após mata-lo. E adivinha, você me deu o poder necessário pra isso. — a risada incontrolável ecoou por toda a casa, talvez pudesse ser escutada por todo o pequeno vilarejo fantasma, claro, se houvesse alguém ali. Aos poucos, o jovem Hatake colocou os pés sobre o solo, sentindo ambos formigarem. Um soco na coxa esquerda foi suficiente para despejar toda a frustração. — Diferente de você, eu irie controlar essa maldição. Não vou machucar ninguém importante pra mim e, quando eu tiver forte suficiente, voltarei pra tirar esse seu riso dissimulado. — apontou, por fim, com a destra, realizando uma genuína ameaça.

Toppin riu uma vez mais, voltando as sombras. — Talvez um dia você me faça esse favor, filho. Mas cuidado, além de te ensinar a não perdoar, ensinei que uma promessa deve ser cumprida, sempre. Estarei te esperando, pequeno Kōga. E alias, cuidado com essa maldição. Ela pode ser traiçoeira, as vezes. — e assim sumiu, como um passe de mágicas, ou talvez tenha utilizado sua velocidade extraordinária. No fim das contas, só restava ali Kōga e seus pensamentos sobre tudo o que havia acontecido desde os pesadelos até o encontro com Toppin. Por mais que quisesse, não tinha forças suficientes nem pra se manter de pé, precisando ficar e repousar por mais alguns dias. — Maldito, maldito, maldito. — gritou incontáveis vezes, vendo as gotas de choro cair sobre seu rosto.

Hatake Kōga — HP: 500 l Chakra: 750 l ST: 0/5

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
Maldição das sombras. VNYra6x

Coca
Tokubetsu Jonin
Coca
Vilarejo Atual
Maldição das sombras. VNYra6x

Re: Maldição das sombras. - Publicado 19/4/2022, 22:47

Quatro longos dias até recuperar parcialmente o corpo. Não sentia mais aquelas dores agonizantes, apesar de ser sentir meio estranho, ainda. A marca da maldição queimava o dia inteiro, sem qualquer tipo de trégua, mas Kōga já estava começando a se acostumar, ou melhor, a conviver com aquela maldição imposta por seu pai. bebeu a água no cantil ao lado da cama, recolhendo a bolsa ninja com cuidado para não se esforçar muito. A pequena espada foi colocada no local devido, nas costas, significando que estava pronto para ir embora. Deixar mais uma vez aquele lugar que lhe trouxe bastante felicidade, mas trouxe também a maior e mais importante decisão; fugir.

Viu de costas, uma ultima vez, o pequeno vilarejo em que nasceu, se recordando mais um vez dos momentos felizes que eram engolidos pelo fatídico dia da chacina. — Que seja. — deu de ombros, rumando vagarosamente de volta ao vilarejo da Areia, com seu sobretudo enegrecido afim de evitar a possível insolação daquele inferno de areia. Demorou o dobro de tempo pra voltar, do que pra ir, visivelmente cansado por conta da maldição. Já estava de noite, novamente, e deixando as sombras o abraçarem, rumou frente à entrada principal do vilarejo, um pouco mais pra direita, evitando ser visto ou percebido.

Conseguiu entrar sem ser visto e de frente a porta do pequeno apartamento, entrou, percebendo Seiji sentado na poltrona, com um copo de vidro cheio de whisky. — Oi... — disse, se aproximando e pegando um copo idêntico, enchendo com o mesmo líquido. Deu dois goles enquanto que o Salgueiro permanecia fitando seu rosto e corpo. Talvez ele já soubesse do ocorrido só pelo fato da marca no pescoço, mas não deixaria de conta-lo, não mesmo. — Encontrei com ele, mas você já deve saber disso. — disse, sorrindo, tentando esconder um pouco a marca, usando o sobretudo para isso. Seiji, em contrapartida, levantou da poltrona, levando a destra até o pescoço de Kōga, retirando o pano enegrecido decima da marca. — Vejo que escolheu se tornar igual à ele. É uma pena, criança... jogar seu futuro no lixo em busca de poder. Não te criei pra ser assim, mas já é grande o suficiente para fazer suas escolhas. Só espero que não me mate quando eu estiver dormindo. — as palavras forma duras, mas necessárias. Não tinha o que ser dito ou ser feito. A maldição estava ali, restante a Kōga saber como lidar com o poder adquirido. Se contentou em dar mais uma golada no líquido que tamborilou no copo cristalino, indo até o quarto. Precisava descansar e sabia disso.

Hatake Kōga — HP: 500 l Chakra: 750 l ST: 0/5

Considerações:
Jutsus Utilizados:
Itens:
Maldição das sombras. 9b971f1eeb8bf595dc86a8fb8907e9cc9562d31dr1-540-302_hq

Sr. L
Sr. L
Vilarejo Atual
Maldição das sombras. 9b971f1eeb8bf595dc86a8fb8907e9cc9562d31dr1-540-302_hq

Re: Maldição das sombras. - Publicado 20/4/2022, 18:43

Situação: Aprovado
Considerações: Excelente RP, bem fluido.
Bonificações: Ten no Juin

_______________________

Maldição das sombras. Scre1755
Maldição das sombras. PQZQs16Olá, eu sou o Sr.L.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: Maldição das sombras. - Publicado