:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Sunagakure no Sato :: Arredores
12 Anos Online
A Noite Mais Escura
Arco 03
Ano 14 DG
Outono
Diante da queda de Moira O'Deorain e a morte de Chisaki Overhaul, todos os olhos dos ninjas presentes em Kiri se voltaram para o Capuz Vermelho, que se revelou uma cópia exata do lendário Sarutobi Shion. Graças a Hyuuga Angell, o mercenário foi capturado, levando a prisão junto com Moira. Tudo aquilo favoreceu um entendimento entre as vilas que lutaram entre si em Oto, fazendo com que eles voltassem a neutralidade. Enquanto Iwa e Suna elegem novos Kages, em Konoha, Sarutobi Kaden se prepara para passar o seu cargo para um ninja mais jovem, ao mesmo tempo em que um novo Senhor Feudal assume em Kumo e o Daimyou de Kiri tenta impedir os ataques dos opositores de Jyu. Com a revelação de Chisaki Overhaul sobre a HYDRA, as ações da empresa acabam sofrendo uma grande queda, gerando indícios de uma enorme crise nas grandes nações. Diante do caos, diversos vilarejos pequenos são varridos do mapa quando uma onda de assassinatos em massa se inicia, ao mesmo tempo em que um grupo de fieis ao Jashinismo começa a se erguer, trazendo uma mensagem de esperança para os corações afligidos pelo sofrimento.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Oblivion
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
XXXXX
Futuramente teremos.
Discord#1234
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

[62 DG] - Sangue guerreiro latente Images10

Julian Kyor
Tokubetsu Jonin
Julian Kyor
Vilarejo Atual
[62 DG] - Sangue guerreiro latente Images10

[62 DG] - Sangue guerreiro latente - Publicado 1/2/2020, 14:48


HP: ❲ 200 • 200 ❳CH: ❲ 475 • 475 ❳ST: ❲ 03 • 03 ❳

Miyamoto Musashi II - song':


Niño ruivo e desconfiado, este retornava dia após dia de suas artimanhas, pregando peças aos moradores, e gerando armadilhas dos mais variados tipos, ultrajantes o suficiente para capturar e zombar do mais inteligente dos civis, apenas com intenção de saciar a fome de entretenimento do reles mortal, de contagem pouca na idade e no tamanho, apesar de alta no raciocínio e na meticulosidade...

Certo dia, alargou-se seu tédio, e enganar aquele povinho não lhe dará mais graça. Almejara ainda mais, algo desafiador e perigoso, e portanto, se lançou na floresta, com seu caderninho de anotações, seu manto sobre os ombros, e uma calça colada e enegrecida, e assim passaria alguns dias se virando com nada, apenas sua inteligência e raciocínio. Observara os relevos distintos, a geografia bem vasta, diferente do subúrbio e do centro da cidade, o ar parecia outro, os climas se misturavam, aos sons peculiares, ao fluxo do tempo e da vida próprios da natureza.

Em pouco tempo, uma bonita loba, de penugens alvas como a neve, e pata machucada, a cambalear e sangrar bastante, comoveu o garoto geralmente insensível. Embora receosa, a fêmea, permitiu o agir cuidadoso do ruivo, que lhe estancou o sangramento, e com poucas ervas que encontrou no caminho, aliviou a dor desta loba. Esta lhe retornou um semblante amistoso, e ganhou uma maçã, e cada um sentando confortavelmente, apreciou tamanha dádiva da natureza, seus frutos deliciosos e carnudos.

O aprendizado vem com a dor e o perigo...

Correndo como nunca antes, um enorme urso, fora de seu período de hibernação, saltou das profundezas da alta vegetação esverdeada e amaderada por todos os cantos. Seu rugido, estremeceu até o determinado niño ruivo, de relance alargou os olhos, sofrendo com o susto e a situação nada favorável.

Normalmente, meninos de terna idade se apavoram, congelam, pensam na morte inevitável, e sucumbem ao medo. Não era o caso. O ruivo, pôs seu cérebro a funcionar, e como liam-se nos livros, avaliou a situação como um todo antes de partir no primeiro passo.

O urso, queria, e só tinha olhos para a fêmea claramente ferida, e assustada. Sem necessitar ser um gênio, percebeu-se que a ferida havia sido provocada por esse ser de 2 metros e meio, cuja força e garras afiadas retiram vidas com facilidade.

Certo, situação avaliada, agora só restava, prever os movimentos do urso e surpreendê-lo, de modo a forçar seu raciocínio simplista e instintivo a derrota.

A inteligência supera a força...

Pedaços de pedras arrancados brutalmente do solo, na imagem de seis garras, alcançam nada mais do que isso, pois o ruivo já a léguas, corria com a loba sobre os braços finos. Fugir de um bichão desses se apresenta mais fácil do que correr de moradores enfurecidos. Porém, o desgaste em carregar um peso quase próximo ao seu, lhe ofegava a ponto, de correr o risco de se f@#$...

Borbulhando, enquanto movia seu corpo, o seu cérebro, pensava em estratégias eficazes contra a besta, que não permitiria um pega-pega por muito tempo. A pouca idade escondia um raciocínio voraz e frio, por conta disso, contrabalanceou a diferença de poder entre criança e urso, subindo em um troco robusto de árvore com auxílio de uma força que lhe surpreendeu.

Saltou, ao se impulsionar em um revelo mais alto, pedregoso, porém, arriscou não alcançar o topo, mas algo explodiu primeiro dentro de si, e depois de seus pés. Ao verificar o rastro do mover, enxergou vestígios azuis logo apagados pelo vento. O que seria isso?

Restou deixar isso pra um outro momento, agora, o furioso urso feito de besta agora a pouco, alcançou as presas, e logo, se inclinou para agarrá-los no alto, porém mesmo com tamanho estatura, isso não era possível, 1x0 pra estratégia do ruivinho, aquilo permitiria portanto ganhar um tempo, para a próxima ação.

Será?

Duas simples patadas, fizeram a árvore balançar tremendo assim como as presas, surpresas pela monstruosa força da fera de pelos marrons, enfurecida a cada segundo, agoniada pela resistência apresentada, fugindo pra lá e pra cá. Em pouquíssimo tempo, a árvore cairia, além do esperado pelo ruivo.

Tenho que fazer isso...

O urso nem sequer percebeu algum momento, a loba lá em cima havia sido amarrada, para não provocar movimentos bruscos e cair nas patas esfomeadas da fera. Já o garoto, não havia nem rastro.

Patadas e mais patadas vinham em sequência alucinante, a árvore balançava em angulações maiores, e rachaduras se expandem. O som toma conta da floresta. Quase em cenário de guerra, ouvia-se rugidos, sons de medo da loba, e barulhos dos golpes assim como o rangido da árvore a perder seu equilíbrio.

Será que o garoto deixou a loba para morrer ali – isca perfeita para sua fuga sem problemas no meio da floresta – e partiu? Os olhos do animal caçador sentiam a proximidade da caça, poucos minutos separariam seu objetivo. Atenção total na loba.

Atenção total na loba, e desatenção total com o cabelo cor de vinho, essa era a estratégia. Calculado o ponto cego, o garoto usou da diligente gravidade, vindo de cima, em salto suicida, altíssima por sinal, a altura daria medo a menos experientes, porém, os telhados das casas sempre fora seu camarote pra ver suas traquinagens ocorrem.

Uivou sob as folhas, e respingou milésimos depois, uma enorme porção de líquido vermelho. O ruivo foi atacado pelo urso? Não, pelo contrário, a queda serviu, friamente, apenas para triplicar a força de um golpe com uma enorme pedra pontiaguda, na altura do crânio da besta-fera, e se contorcendo como um folha sob o vento, o animal, sentiu sua derrocada.

A fera prostrou-se perante o solo, vencida, crânio aberto, e rios de sangue se afastavam do corpo, a preda usada, machada estava do sangue do urso. Caiu em alívio, e respirou fundo, a vitória havia sido conquistada, e a loba salva, aquela talvez havia sido a primeira missão do niño, em prol de alguém.

Esperteza e frieza, suas aliadas inseparáveis...

Cuidadosamente, típico de uma mãe com seu filhote, Musashi II desamarrou-a e desceu trazendo sob os braços a loba, antes em perigo iminente e agora são e salva, a ver o urso prostrado sobre o chão, de crânio aberto e sujeira benéfica à fertilização da natureza. Lambidas da loba indicam um agradecimento sincero do animal indefeso nesse momento.



 


Considerações:





Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [62 DG] - Sangue guerreiro latente - Publicado 1/2/2020, 16:51

Filler de Status Aprovado.