>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Primavera

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[TREINAMENTO] Ares rarefeitos. - 20/11/2019, 17:46


[TREINAMENTO] Ares rarefeitos. Original

Vestimenta; Palavras: 907; O.B.J.: 2 pontos em Inteligência + 2 pontos distribuíveis. (Boost ativado.)

O telhado do galpão era de eternite e desde o último temporal sempre que amanhecia o sol entrava pela fresta milimetricamente calculada pelo tempo e chocava-se contra o meu rosto, deitado sobre as molas desgastadas do colchão amarelado e sujo. "Tenho que lembrar de cobrir esta merda." Mas infelizmente os horários que antes tinha vago agora eram ocupados pelo serviço prestado à junta militar da aldeia em missões que me faziam preferir voltar aos furtos na feira. As costas de minha mão destra coçou os olhos apertados de sono. "Preciso de um relógio." o dorso levemente erguido possibilitava que o pescoço girasse em torno de seu próprio eixo, com os olhos buscando a normalidade do local. Quando se vive naquela situação todo dia é uma surpresa diferente ao acordar e checar se minhas coisas estavam em seu devido lugar havia se tornado hábito antes mesmo de Kazuya mudar-se para lá. Levantei, movendo-me contra toda a preguiça que ainda insistia em me manter naquele ato inerte e sem muita pressa rumei até a gigantesca porta de correr do galpão. Um estrondo. A luz que vinha de fora iluminou a imensidão antes abraçada pelo breu do interior. Meus olhos entreabertos forçavam a vista contra o sol que surgia em meios a diversas nuvens. Inspirar aquele ar típico somente nas terras altivas de Kumo trazia conforto logo pela manhã. O cigarro de ervas enroladas de forma justa no papel de arroz já estava em meus lábios quando o acendi.

A fumaça mirou o céu e meus olhos o som que veio da lateral do galpão. Ali era minha moradia e se tinha algo que me deixava de certa forma injuriado era receber visitas na minha redondeza. -Ah! Shouta, é você. Meu peitoral livre de camisa apanhava o sol daquele horário. O homem que dobrou a esquina do flanco era alto, sua barriga protuberante visivelmente rígida; colares em esferas de madeira caíam sobre seu pescoço assim como os longos cabelos negros extremamente sujos que desciam apenas pela lateral da sua cabeça, deixando plano e liso o cume de seu crânio. Suas feições maltratas aproximaram-se de mim. -Olá T., não queria ter te acordado. Shouta era um dos vários moradores de rua que me conheciam. Compartilhávamos comida, ele me doava alguma de suas reciclagens para decorar o galpão; era um sábio andarilho de Kumo que vivia em suma de seu artesanato, seu tempo áureo de jovem e aventuras perigosas pelas vielas já havia passado. -Sem problemas irmão. Como andam as coisas por aí? Ele parou ao meu lado apanhando o baseado que era oferecido à ele. Suspirou. -Difíceis, T. Mas fiquei sabendo que passou no seu exame genin, talvez com um de nós lá dentro as coisas mudem. Aquele brutamontes era um idealizador profundo da revolução. Acreditava que a minoria tinha que utilizar dos métodos convencionais para reter o sistema e só então muda-lo; em cima disso já havíamos tido horas de conversa. -Não tenha dúvida Shouta. Apesar de que ainda não faço coisas tão úteis, mas pelo menos auxiliei no calçamento das ruas aqui da região norte, algo que fazia tempo que nossa periferia estava necessitando. Ele olhava o asfalto recente que se estendia aos seus pés. Apanhei o enrolado de suas mãos. -E esses muros aqui eu mesmo que pintei. Agora voltado para a parede do galpão e de braços abertos enquanto o baseado em meus lábios carburava fumaça como uma locomotiva em alta velocidade. A felicidade em minha fala era genuína. Ele sorriu em compaixão; era um grande homem. -Só não se esqueça T., fazer as coisas perto da sua casa, próximo a você, com o tempo pode se tornar egoísmo. Aquilo caiu sobre mim como um choque. "Hm! Ele tem razão. Passei tanto tempo preocupado com as melhorias que a casta superior fazia apenas para si e na primeira oportunidade que tive, usei quase toda a tinta para pintar apenas a minha área." A simplicidade e profundida com que Shouta se manifestava era grandiosa, trazia uma sobriedade sobre minhas ideias que somente um homem com sua jornada era capaz. -A propósito, dê uma lida. Juntei alguns ryous para fazer essas cópias de algumas coisas que escrevi. Apanhei das mãos de Shouta um maço grosso de folhas, não podia imaginar quantas noites revirando lixo ele não ficou até arranjar dinheiro suficiente para aquilo. Após adentrar o galpão e deixar os papéis sobre a cama voltei até ele com alguns pães em uma sacola. -Hey! Pegue, eu tenho mais alguns que Kuhn me deu. É melhor que ter que caminhar até o centro para conseguir comida.

"É Shouta, você tem talento." Deitado sobre a cama, após arrasta-la daquele ataque irritante dos raios solares pelo vão do telhado, lia o manuscrito impresso. Shouta havia discorrido sobre questões sociais ali; como era viver na nossa situação, sofrer o preconceito de não ter um teto adequado sobre a cabeça nem uma comida digna no prato. Era como um manifesto, um grito de socorro da nossa classe. Acendi a metade apagada do baseado, aquela leitura me envolveu. "Os que não vendem seu orgulho por esmola vendem seu caráter para o crime." Frases como aquela ecoavam em minha mente, me remetiam à meses atrás e a situação onde estava antes de encontrar com Kuhn. Kazuya e eu havíamos sido salvos da injúria da sociedade por um homem que acreditou em nós, ler aquela escritura fazia com que eu alimentasse o mesmo sentimento dentro de mim.

CH: 200/200; HP: 200/200; ST: 0/2

considerações:
NPCs: Shouta - click

-

Habilidade em Ninjutsu: Diversos personagens apresentam desde o começo de suas atividades shinobis uma enorme facilidade em um determinado estilo, estes por sua vez aprendem com mais facilidade e também desenvolvem seus poderes mais rapidamente.
Inteligência Avançada: Alguns personagens são considerados verdadeiros gênios em seus respectivos campos, mas somente aqueles com cérebros anormais podem ser realmente chamados assim. Eles possuem uma inteligência avantajada perante os outros e por isso conseguem realizar feitos incríveis usando somente a mente.
Inteligência Matemática: Alguns personagens apresentam um tipo específico de inteligência, como a matemática, esta permite-o calcular com exatidão qualquer informação como distâncias, alturas, entre outros. Pode-se calcular tudo, inclusive probabilidades de ação com perfeição.

Aparência: Doung - Anime: GANGSTA.

Itens e afins:

Bolsa Ninja(20/20)
Kunai: 10x
Kibakus Fuudas: 10x

[TREINAMENTO] Ares rarefeitos. 98f9cb4be4675a9edc7adf12517d7615
Kusanagi no Tsurugi (Uchiha Sasuke) [Presa à cintura]
Rank: S
Descrição: O chokutō Sasuke Uchiha referido como uma espada de Kusanagi foi sua arma pessoal em toda a parte da Parte II. Tinha uma bainha preta e um punho combinado, e era um tamanho maior do que um chokutō normal. Não tinha nenhuma das especialidades naturais como o que Orochimaru exerce, como a extensão da lâmina e a capacidade de cortar quase qualquer coisa, os quais são atributos naturais do Kusanagi, mas foi repetidamente demonstrado ser muito durável e capaz Para cortar vários materiais. Sasuke poderia expandir o poder da sua espada, canalizando seu chakra relâmpago para a lâmina com fluxo de chakra, o que aumentaria sua nitidez muito através de vibrações de alta freqüência, além de aumentar sua faixa de corte. Isso permitiria a Sasuke cortar quase qualquer coisa, além de adormecer o alvo que foi perfurado por esta lâmina relâmpago.
-
Allen
Genin
Allen
Vilarejo Atual
Ícone : [TREINAMENTO] Ares rarefeitos. Dani10

https://www.narutorpgakatsuki.net/t75072-ficha-allen-5-0#584612 https://www.narutorpgakatsuki.net/t74030-g-f-allen

Re: [TREINAMENTO] Ares rarefeitos. - 20/11/2019, 20:17

@
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.