Naruto RPG Akatsuki
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Bem-Vindo
Naruto rpgakatsuki
tópicos recentes
Inverno
O fim da guerra trouxe a paz, junto com a oportunidade das vilas prosperarem e crescerem. O Nascer do Sol se aproxima trazendo uma nova leva de Kages que querem expandir seu território. A primeira reunião dos Senhores Feudais está marcada, onde irão debater o futuro de Otogakure, atual colônia de Kumogakure e palco da última Grande Guerra.
11 DG
ShionFundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
AngeAnge, mais conhecida como Angell, é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
SenkoSenko, também jogador de RPG narrativo desde 2011, conheceu o Akatsuki em 2017, mas começou a jogar para valer em 2020, destacando-se pela sua prestatividade e suas habilidades em design e programação. É responsável por ajudar na criação de novos sistemas e regras além de fazer a manutenção do tema do fórum.
BlueJay#0529
BahkoBahko joga fóruns narrativos desde 2010. Após ficar muito tempo sem jogar, voltou em 2020 onde encontrou o Akatsuki. Desde então, vem auxiliando o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do fórum, é estudante de Engenharia Elétrica.
fransudo#7724
RavesJogador ativo desde 2020, Raves entrou pro Akatsuki RPG e desde então vem contribuindo para o engajamento interno do fórum. Atualmente, é o principal responsável pela organização geral, além da criação, revisão e adequação de regras e sistemas, auxiliando como pode nas demais áreas. Particularmente, é um grande apreciador de enredos e está constantemente pensando no futuro.
Revescream#5421

Ícone
Convidado


Na linguagem vulgar, a respiração é o ato de inalar e exalar o ar através da boca, das cavidades nasais ou pela pele para se processarem as trocas gasosas ao nível dos pulmões. Do ponto de vista da fisiologia, respiração é o processo pelo qual um organismo vivo troca oxigênio e dióxido de carbono com o seu meio ambiente. Do ponto de vista da bioquímica, respiração celular é o processo de conversão das ligações químicas de moléculas ricas em energia que possa ser usada nos processos vitais. De um ponto de vista marcial, contudo, a respiração é uma arma extremamente potente, mas extremamente difícil de dominar também. Muitos praticantes das artes físicas dedicam décadas de suas vidas em práticas marciais que os auxiliam a dominar por completo a respiração. Alguns, chamados de “Bushins”, ou “perseguidores do caminho”, se juntam em tribos isoladas, distantes da sociedade, buscando o pináculo deste “caminho”. Na verdade, muitos desses nômades, até onde eu fiquei sabendo, acabam se separando do restante da tribo em determinado ponto, visto que, de acordo com suas filosofias, cada um persegue o seu próprio “caminho”. Não se sabe ao certo onde a maioria destes reside, além de que estão próximos das montanhas no País do Fogo.

HP [1.025/1.025] | CH [2.225/2.225] | ST [0/7] | Post [01/05]


Considerações:
Iniciando solo a respeito da qualidade "Habilidade em Taijutsu" e da quest "Oxigenação do Paraíso". Redução de palavras proveniente da bonificação do evento "Inverno Branco".
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado


É interessante como tudo em minha vida recente me levava para um único ponto. Aqueles menos céticos acreditariam que é por providência divina, ou algo similar. Contudo, eu me sentia confortável o suficiente acreditando que era mera coincidência – por enquanto, ao menos. Enquanto observava minha iminente estagnação se aproximando, confirmava comigo mesmo que eu não permitiria que ela se aproximasse nem mais um centímetro de mim. Desta maneira, não podendo contar com outras fontes de melhora, deveria me aventurar, temporariamente, para fora da vila. Já era ágil o suficiente, meus reflexos eram mais rápidos ainda, meu corpo se encontrava em boas condições e, ao longo dos últimos anos, havia suprido a existência da minha fraqueza mais recente até então, que era a resistência física e estamina. Não obstante, minhas habilidades com uma lâmina, sempre confiáveis e possivelmente as melhores que se poderia encontrar por estes lados, estava melhor do que nunca.

[...]

Desta maneira, então, decidi que, por melhorar o núcleo de minhas habilidades, provavelmente iria melhorar como um todo. Estava decidido: meu combate corpo-a-corpo seria elevado até o máximo de minhas capacidades também. Controlaria e dominaria por completo todos os seus aspectos, desta maneira reafirmando que estaria em plenas condições e que não iria vacilar quando precisasse depender das minhas mãos e de meus pés.

HP [1.025/1.025] | CH [2.225/2.225] | ST [0/7] | Post [02/05]
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado


As montanhas, em si, não eram tão difíceis de encontrar. A parte desafiadora, na verdade, era realmente chegar às proximidades do local. É dito que, além de muito poderosos estes “Bushin”, paradigmas de poder por si mesmos, eram extremamente hostis com qualquer aventureiro que ousasse colocar seus pés naqueles lados da floresta. Não que eu me importasse, é claro. Caso não quisessem me ensinar plenamente parte de seus poderes, eu iria tomar deles à força; eles descobririam que não eram os donos das montanhas, nem das florestas, e muito menos dos “caminhos” marciais.

Com uma mochila em minhas costas com meus mantimentos essenciais e trajado com indumentárias negras, caminhava através dum pequeno caminho de terra que se prolongava para fora de uma pequena vila subsidiária de Konohagakure, mercante e isolada. Diz-se que ela é o caminho mais fácil para chegar nas montanhas, justamente por esta pequena estrada de terra batida, antiga e abandonada, que tive de localizar. – Não deveria ir para lá, garoto. – Me instou o ancião comerciante, dono da loja principal da pequena vilinha. – Aqueles moradores das montanhas são perigosos. De vez em quando um deles vem para cá, tentando comprovar que estão no limite da luta. – Concluiu. Embora eu assentisse com suas histórias interessantes, tinha certeza de que não ia desistir ali.

HP [1.025/1.025] | CH [2.225/2.225] | ST [0/7] | Post [03/05]
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado


O som de várias folhas resvalando ao meu lado direito chamou-me a atenção. Um breve olhar foi o suficiente para que eu pudesse compreender que deveria me movimentar logo; pulei para o lado, utilizando as palmas de ambas as minhas mãos no chão para me manter em movimento e imediatamente recaindo com meus pés no chão novamente, sendo sucedido em esquivar de uma árvore que caía. Antes que eu pudesse me certificar da origem do “ocorrido”, outras duas acompanharam em queda. Observando uma brecha que se formou entre ambos os troncos em queda, com um pulo girando no ar, passei entre as duas, aterrissando em cima de suas madeiras, desta vez pronto para me movimentar mais uma vez se fosse necessário.

– Você... não pertence aqui. – Foi tudo que pude ouvir antes de ser forçado a me defender. Ele parecia ser imenso naquela fração de segundo, então efetuei uma defesa de xis com meus braços enquanto era jogado para trás, batendo minhas costas em outra árvore. Ainda tonto, desanuviei minha cabeça para vê-lo agora. Era alto, vestido com um manto longo e desgastado, rasgado na parte do torso, revelando um verdadeiro monstro em termos de força física. O que era aquele cara? Seria ele quem eu estava procurando?

HP [1.025/1.025] | CH [2.225/2.225] | ST [1/7] | Post [04/05]
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Convidado


Trocamos vários socos. E depois mais socos ainda, com pontapés e joelhadas. E vários arremessos de mim em árvores. Visivelmente, após apenas alguns segundos de combate, era visível que aquele cara era melhor do que eu. Eu estava me preparando para ir embora, caçando alguma rota alternativa para acessar as montanhas nesta altura. Entretanto, algo inesperado ocorreu que me favoreceu: – Você arrancou meu sangue. Você aprende. – Vociferou o homenzarrão, com sua fala simples através de sua voz extremamente poderosa e desengonçada. Como aprenderia mais tarde, fazer com que eles derramassem uma gota de sangue apenas em combate corpo-a-corpo era o suficiente para que ganhasse respeito dos enigmáticos lutadores andarilhos.

Ele morava em uma cabana. Hou Ken era o seu nome; ao menos foi o que me disse. Ao longo dos dias que se passaram, compartilhei horas de treinamento árduo com o homem de poucas palavras. Ele falava de uma maneira enigmática e entender plenamente o que ele queria dizer era tão difícil que, em certo ponto, julguei ser parte do treinamento. De quaisquer formas, de acordo com meus cálculos, passei cerca de uma semana e meia no local. É impossível ser o suficiente para eu realmente melhorar grandemente, mas aprendi incontáveis táticas e habilidades novas provenientes do ermitão marcial.

HP [1.025/1.025] | CH [2.225/2.225] | ST [2/7] | Post [05/05]
Convidado
Anonymous
Convidado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Redhood'
https://www.narutorpgakatsuki.net/t68971-f-alphonsen-schatten#515080
@

_______________________

[Solo] ─ 空気 Tumblr_p2mus4AmIF1r1j2boo1_500
Redhood'
Redhood'
Tokubetsu Jonin
Vilarejo Atual
[Solo] ─ 空気 Tumblr_ot2ifclOid1rjqt15o2_400

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos