>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Criação de Marionetes] - Arima - 12/7/2019, 12:41

[Criação de Marionetes] - Arima 9kq66Jt

Código:
[quote][center]-[/center]
[justify]
[b]Nome[/b] ([i]Kanji[/i])
[b]Rank:[/b]
[b]Tipo:[/b] (humana ou normal)
[b]Descrição:[/b]
[b]Mecanismo 1:[/b]
[b]Mecanismo 2:[/b]
[b]Mecanismo 3:[/b]
[b]Mecanismo 4:[/b]
[b]Mecanismo 5:[/b][/justify][/quote]
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 12/7/2019, 18:56

.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 13/7/2019, 14:51

[Criação de Marionetes] - Arima VwdXCZv

XXI (Nijūichi, にじゅういち )
Rank: A.
Tipo: Normal.
Descrição: "Nijūichi", literalmente vinte e um, foi a primeira marionete orquestrada por Sasaki após seu desligamento com o orfanato onde foi criado. Na prática do tarô, uma arte perdida e quase extinta no mundo ninja, o número antecessor do vinte e um chama-se "carta de julgamento", determinada por um período de reflexão e auto avaliação. A marionete ter recebido o número posterior à carta do julgamento indica o encerramento de um período de introspecção, entrando para o significado da carta de número vinte e um: Mundo. Representa, portanto, uma nova linha de raciocínio na psique do titereiro. Visualmente, a marionete adorna uma bizarra fisionomia: Em seu material de madeira refinada que imita pele, possui inúmeras "cicatrizes remendadas", tanto em suas pernas quanto em seus braços, peitoral e rosto. Parte delas, entretanto, encontram-se ocultas pelas suas vestes negras, que revolvem em torno de um grande manto com capuz, cuidadosamente costurado para não obstruir seus bizarros e expansivos movimentos. Feita com o intuito de brandir grandes velocidades, possui uma estatura de 160 centímetros, reafirmando sua leveza para manejo e movimentação. Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas. Ainda a respeito da aparência da marionete, ao mesmo passo em que possui feições humanas, sua dualidade é representada, não podendo discernir ao certo se é uma retratação feminina ou masculina. É, sobretudo, de grande importância simbólica para seu criador, sendo a pioneira de uma grande coleção de obras de arte voltadas para os sentimentos daquele que as desenvolveu. Como todas as suas marionetes, XXI carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, na sua nuca, coberta por seus cabelos.
Mecanismo 1: Inúmeras (100) adagas, semelhantes à kunais, alojadas dentro de seu corpo, podendo ser expelidas para fora por sua boca, ombros, coxas e pés em grande velocidade (ilustração), além de possuírem um fio que aceita a entrada de substâncias em forma líquida na totalidade das lâminas;
Mecanismo 2: Um simples sistema de retransmissão de chakra se encontra acoplado no torso da marionete, permitindo que, quando as adagas sejam expelidas, estas se vejam imediatamente acopladas com o chakra do utilizador da marionete;
Mecanismo 3: Possui determinadas costuras estratégicas no topo de seus antebraços, na lateral das pernas e na lateral do torso, sendo estas, na verdade, mudanças aerodinâmicas que propulsam o vento para trás da marionete, assegurando, em viagens retilíneas, um ponto adicional em velocidade;
Mecanismo 4: Seus braços e pernas possuem um dispositivo de encaixe que reage à chakra, permitindo que seu utilizador os destaque e os reinsira na marionete utilizando fios de chakra com naturalidade.
Nota¹: No ato de disparo de uma ou mais adagas, a velocidade dos projéteis é a velocidade da marionete com um ponto adicional de velocidade;
Nota²: As adagas podem ser repostas através da compra de kunais em lojas.

[Criação de Marionetes] - Arima 98WGatu

JAIL (キジマ 式 )
Rank: A.
Tipo: Normal.
Descrição: Nomeado após um personagem literário de um livro de horror folheado por Arima, JAIL (ou Shiki Kijima) possui uma fidedigna e bizarra aparência: possui um formato redondo, corpo e face cobertos de cicatrizes, com vários tecidos de diferentes tonalidades pendendo por toda a extensão de seu corpo para conotar marcas de queimadura  ou pele apodrecida. Usa, acobertando parte de sua bizarra fisionomia, um grande terno escuro e voluptuoso, com uma gravata borboleta escarlate, apresentando também uma perna de pau. Seus traços conotam, todavia, além duma aparência assustadora, vantagem em sua movimentação: Seu formato permite que percorra grandes velocidades, não necessariamente utilizando todos os seus membros, mas simplesmente resvalando pelo solo de acordo com os movimentos que recebe através das linhas de chakra de seu utilizador. Não obstante, os mecanismos instalados na marionete denotam que é completamente voltada para armadilhar uma ou mais vítimas, sendo focada em mobilidade e estratégias de aprisionamento e imobilização, utilizando o fator medo em vítimas desavisadas para aumentar as chances de sucesso em investidas. Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas. Possui cento e oitenta centímetros, e o interior de seu torso um diâmetro de quatro metros quadrados. Como hábito tradicional de Arima, a marionete possui seu símbolo gravado, em tinta preta, na gravata vermelha.
Mecanismo 1: Seu torso (ilustração) se abre, sendo capaz de alojar até duas pessoas de estatura mediana em seu interior, permitindo visibilidade ou não para aquele dentro de seu interior, dependendo dos comandos daquele que a maneja;
Mecanismo 2: Possui um propulsor integrado dentro da perna artificial, quando ativado (num consumo de sessenta pontos de chakra por uso) garante dois pontos adicionais em velocidade retilínea;
Mecanismo 3: No interior de seu torso retrátil, repousam quinze metros de correntes de invejável resistência, que podem ser disparadas e/ou manipuladas por fios de chakra para auxiliar na captura de uma ou mais vítimas;
Mecanismo 4: Alojadas em sua cabeça encontram-se cinco bombas de fumaça, que podem ser disparadas, sem recuo ou demora, com um propulsor integrado na boca que permite que os projéteis viagem até vinte metros antes de detonar, caso seja o comando dado.
-

Última edição por Clairo em 17/7/2019, 18:18, editado 1 vez(es)
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 16/7/2019, 10:14

[Criação de Marionetes] - Arima GsusO5z

Nymeria (椎骨)
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: Nymeria (também conhecida como Mukade Jōrō) é uma marionete que toma a forma de um yōkai listado num livro sobre artes ocultas; a mesma obra dita que a criatura original habitava um poço sagrado que continha a fonte da vida eterna, embora fosse este poço uma mentira que visava atrair vítimas desejosas de tal bênção para que fossem devoradas pela centopeia. Na forma de marionete, Arima teve um cuidado e uma precisão cirúrgica para reproduzir com esmero todas as características físicas que compunham a lenda, indo longe o suficiente para implantar tecidos curtidos que imitavam pele ao longo de toda a extensão da madeira corpulenta de Nymeria, utilizando também material capilar humano para compor seus longos cabelos negros e lisos. A respeito de suas dimensões, desde sua cabeça até o final de seu corpo, possui dez metros, sendo a maior marionete nestes termos a ser feita pelo ninja artesão (ilustração). É comum nesta marionete, assim como em boa parte das outras que desenvolveu, possuir o fator medo em sua composição: Possui um torso, com seu rosto e seis braços, completamente humanos em fisionomia, além das feições femininas marcantes que podem ser utilizadas como uma armadilha contanto que o restante de seu atemorizante e voluptuoso corpo esteja oculto. Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas. Como todas as suas marionetes, Nymeria carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, na sua nuca, coberta por seus cabelos.
Mecanismo 1: Voltada inteiramente para locomoção, a marionete de centopeia, através de seu corpo adaptado, ganha um ponto de velocidade adicional locomovendo-se em terra firme;
Mecanismo 2: Uma vez que possua um corpo de centopeia gigante, Nymeria foi adaptada também para adentrar no solo, podendo rapidamente se soterrar por dez metros sem receber danos;
Mecanismo 3: Possui, na extremidade de seu torso "humano", espaço para que entre ali dentro uma pessoa (ou vítima), sendo seu interior retrátil, capaz de esmagar completamente um alvo numa rápida emboscada;
Mecanismo 4: Quando o mecanismo 3 é utilizado como defesa, porém, aquele que utiliza a marionete poderá dispor de pequenas aberturas ocultas para enxergar o lado de fora, além de um modulador feminino de voz para articular do interior da marionete em questão;
Mecanismo 5: Dentro da parte superior do torso da marionete encontram-se alojados cerca de trinta braços idênticos aos seus seis originais, estes que podem se alongar por até dez metros, controlados pelo utilizador da marionete.
-

Última edição por Clairo em 17/7/2019, 12:45, editado 1 vez(es)
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 16/7/2019, 23:03

tão fazendo aniversário xdddd
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 17/7/2019, 18:01

[Criação de Marionetes] - Arima VDrIE6x

Buggy (バギー)
Rank: S
Tipo: Normal.
Descrição: A marionete Buggy, que também adorna os nomes "Dōke" (palhaço) e "Senryō Dōke" (palhaço estrela), foi composta por Arima ao artisticamente revisitar suas memórias em busca de inspiração artística. Lembrou-se, em determinado momento, de um palhaço, durante sua época de infância; sentado ao lado de sua mãe, a criança que se tornaria um habilidoso titeriteiro observava, com olhos estáticos, os malabarismos e os truques engraçados que o alto, voluptuoso e desengonçado palhaço fazia para a plateia do circo onde se apresentava. Anos mais tarde, reproduzindo suas características com a maior precisão que sua memória permitia, Sasaki adequadamente equipou-a para que fosse tão útil em combate quanto era expressiva como uma peça artística; ao invés de utilizar um tecido curtido para replicar a pele humana, como costumava fazer, o ninja optou por utilizar maquiagem artística, realçando suas expressões de palhaço de circo enquanto o tornava uma bizarra figura em combate. A segunda parte, além da sua estética, que mais agradou Sasaki, contudo, é sua habilidade ímpar que concebeu: Fosse para propósitos ofensivos, defensivos ou utilitários, o corpo da marionete poderia se dividir em várias partes, mas nenhuma delas sairia do controle de seu dono através de seus fios de chakra e da excepcional anatomia interna da marionete, ao longo de seus cento e noventa e dois centímetros. Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas. Como todas as suas marionetes, Buggy carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, em sua testa.
Mecanismo 1: Ao longo da extensão de ambos os seus antebraços, a marionete carrega uma cimitarra, com quinze centímetros de cabo dourado e sessenta de lâmina curva;
Mecanismo 2: A habilidade central da marionete se encontra na sua capacidade de se dividir; isso se julga possível pela anatomia singular de como foi projetada, com seu interior oco ─ com exceção de suas partes essenciais de funcionamento ─ e fácil de se montar ou desmontar, não manualmente, mas unicamente com os fios de chakra, uma vez que apenas estes tem as dimensões necessárias para penetrar na área dos mecanismos de separação da marionete, e apenas seu criador tem o conhecimento de sua exata localização no interior do títere;
Mecanismo 3: Ainda a respeito de sua estrutura interna, Buggy possui um conjunto de finíssimos conductos de metal em suas partes destacáveis, estes que permitem que, quando a marionete se encontra na sua forma separada, todas as suas partes podem ser controladas por poucos fios de chakra, ainda permitindo que Arima mantenha sua intocável precisão ao manejá-las, além de garantir um ponto adicional quando a marionete têm algum membro destacado como parte de seu mecanismo.
-
Mokaccino
Game Master
Mokaccino
Vilarejo Atual
https://www.narutorpgakatsuki.net/t67013-f-mokarzel

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 17/7/2019, 19:55

Antes de começar a avaliação, gostaria de aconselha-lo a nas próximas vezes dar mais detalhes do funcionamento de seus mecanismos e da força dos mesmos. É muito importante que a descrição do mecanismo ofereça a todos que foram ler uma visão muito clara de como tudo funciona e quais os parâmetros de poder do mecanismo. Por exemplo, se a marionete possui braços dentro dela que podem ser realocados para o exterior do corpo... É necessário que você explique como esses braços são projetados para fora, existem aberturas ao longo do casco da marionete para sua saída? E qual sua funcionalidade? Ele atribui dano? Quanto?  

Agora começando a avaliação, irei primeiramente comentar sobre um problema que surgiu em pelo menos duas das três marionetes avaliadas:
Na descrição das três marionetes houve menção a uma configuração da marionete que permitiria que suas articulações não fossem travadas por areia ou outro material. Bom, considero isso um mecanismo, pois acredito que nenhum detalhe estético a respeito da marionete possa lhe conceder funcionalidades. Solicito que crie um mecanismo especifico para essa função das articulações adaptáveis, caso deseje realmente mante-lo nas marionetes.
Outro detalhe é a respeito de pele. Na primeira e terceira marionete, de formas distintas, você procurou fescrever as marionetes como quase humanas, seja por um polimento na madeira ou por pele sintética. Bom... Madeira é madeira e não vai ser confundida com pele e pele sintética é um artificio que considero somente ser possível de criar com conhecimentos tecnológicos ou científicos.
A segunda marionete é revestida por panos e sua descrição é mais simples, menos pretenciosa com relação a isso de convencer os outros a respeito de sua humanidade.
Peço para que deixe a descrição mais simples com relação a isso da superfície da marionete ser esteticamente semelhante a pele, porque em minha opinião seu personagem não possuía artifícios para isso.

XXI (Nijūichi, にじゅういち )

1. As kunais possuem velocidade ou força de lançamento? Qual seria?
60 unidades podem ser carregadas
Máximo de 10 kunais lançadas por turno.
Adicionar nota dizendo que após o lançamento/uso das kunais as mesmas devem ser recuperadas pelo usuario ou repostas por meio de compra na loja de armas.

2. Isso é um sistema que basicamente concede chakra nagashi para todas as armas que forem disparadas. Considero possível, desde que exista um gasto de 05 pontos de chakra para cada arma disparada pela marionete (Regra Nagashi).

3. Estudo de aerodinâmica está mais relacionado a pessoas com conhecimentos tecnológicos. O efeito desejado (buff) é possível, mas a explicação da aquisição desse deve ser além de plausível, possível de ser feita pelo seu personagem.

4. Qual a ideia do dispositivo exatamente? Explique melhor


JAIL (キジマ 式 )

1. Voce que aprisionar alguém dentro da marionete, correto? Se for essa a ideia, solicito que deixe isso mais claro porque nesse caso haverão detalhes que pedirei para serem adicionados, como por exemplo o de como ocorre a captura da pessoa.
Uma pessoa só, se forem duas a marionete enfrentará debuff de velocidade.
O mecanismo, em caso de funcionar como prisão, poderia funcionar como defesa para você também (acredito que tenha tido essa ideia também), mas nesse caso você não poderá controlar outras marionetes de dentro dessa... Para fazer isso seria necessário um mecanismo especifico que te permitisse adentrar a marionete e controlar outras ao mesmo tempo.

2. Entra naquela questão que eu falei sobre sua criação XXI. Voce precisa de conhecimentos tecnológicos para criar coisas como propulsores ou formatos aerodinâmicos. Buff máximo permitido sem evoluir é de um ponto.

3. Resistencia da corrente de rank A (vide regra de resistência de itens). Correntes só aprisionam pessoas com força igual ou inferior a quatro, pessoas mais fortes do que isso poderão se desvencilhar da corrente.

4. “Bomba de fumaça disparada com força quatro podendo alcançar até vinte metros de distância da marionete. Após o uso, é necessário que o usuário reponha o armamento, comprando-o na loja de armas de sua vila.”


Nymeria (椎骨)

Bom, como Kugutsu player, acredito que uma marionete de 20m possa sim ser criada, mas ela sofrerá com o bebuff natural de -1 em velocidade (regra kugutsu). Estarei conversando sobre isso com meus colegas avaliadores para discutir as dimensões máximas de uma marionete, então já aviso que podem haver mudanças nessa avaliação futuramente.

1. Explica melhor como, por favor.

2. Acredito que esteja ok

3. Como funciona a apreensão da presa? Mecanismo de esmagar causa que tipo de lesões ou danos ao alvo preso? Força até 4 pode ser aprisionada sem sentir danos. Força inferior a
4 poderá sofrer com os danos do mecanismo.

4. Eu entendi o que você que fazer, mas vamos organizar melhor isso. Tire o uso “defensivo” do mecanismo 3 e faça um mecanismo no quatro que possibilite a sua entrada dentro da marionete e junto com isso sua capacidade de enxergar e manipular outras marionetes dentro desse mecanismo.
Apesar do modulador de voz ser bem inocente, devo ser justo e recusar pelo uso de tecnologia. Se quiser, pense em formas alternativas de modular a voz... Se fizer sentido dentro desse mesmo mecanismo eu aprovo.

5. Como 30 bracos de dez metros cada cabem dentro de uma marionete com vinta metos? Isso não me parece espacialmente possível. Explique melhor o mecanismo. Os bracos são mantidos dentro da marionete e podem ser colocados para fora a qualquer momento? Eles não possuem força?
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 17/7/2019, 23:11

Tudo certo, não tem quase nada que eu queira contestar na sua avaliação, ficou bem redigida, clara e justa; eu nem sabia que tinha que colocar algumas das especificações que você mencionou, então obrigado por deixar tudo explicitado a respeito das alterações. Minha única dúvida é: existem vários tipos de madeira que são feitas para pele artificial, normalmente utilizado para decorações, etc; eu escrevi que a madeira utilizada é esta. Tem algum problema ou quer que eu mude mesmo assim? Obrigado! Segunda tentativa:

[Criação de Marionetes] - Arima VwdXCZv

XXI (Nijūichi, にじゅういち )
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: "Nijūichi", literalmente vinte e um, foi a primeira marionete orquestrada por Sasaki após seu desligamento com o orfanato onde foi criado. Na prática do tarô, uma arte perdida e quase extinta no mundo ninja, o número antecessor do vinte e um chama-se "carta de julgamento", determinada por um período de reflexão e auto avaliação. A marionete ter recebido o número posterior à carta do julgamento indica o encerramento de um período de introspecção, entrando para o significado da carta de número vinte e um: Mundo. Representa, portanto, uma nova linha de raciocínio na psique do titereiro. Visualmente, a marionete adorna uma bizarra fisionomia: Em seu material de madeira refinada que imita pele, possui inúmeras "cicatrizes remendadas", tanto em suas pernas quanto em seus braços, peitoral e rosto. Parte delas, entretanto, encontram-se ocultas pelas suas vestes negras, que revolvem em torno de um grande manto com capuz, cuidadosamente costurado para não obstruir seus bizarros e expansivos movimentos. Feita com o intuito de brandir grandes velocidades, possui uma estatura de 160 centímetros, reafirmando sua leveza para manejo e movimentação. Ainda a respeito da aparência da marionete, ao mesmo passo em que possui feições humanas, sua dualidade é representada, não podendo discernir ao certo se é uma retratação feminina ou masculina. É, sobretudo, de grande importância simbólica para seu criador, sendo a pioneira de uma grande coleção de obras de arte voltadas para os sentimentos daquele que as desenvolveu. Como todas as suas marionetes, XXI carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, na sua nuca, coberta por seus cabelos.
Mecanismo 1: Inúmeras (60) adagas, semelhantes à kunais, alojadas dentro de seu corpo, podendo ser expelidas para fora por sua boca, ombros, coxas e pés em grande velocidade (ilustração), além de possuírem um fio que aceita a entrada de substâncias em forma líquida na totalidade das lâminas;
Mecanismo 2: Um simples sistema de retransmissão de chakra se encontra acoplado no torso da marionete, permitindo que, quando as adagas sejam expelidas, estas se vejam imediatamente acopladas com o chakra do utilizador da marionete por um custo de 05 pontos de chakra por projétil;
Mecanismo 3: Possui determinadas costuras acidentalmente estratégicas no topo de seus antebraços, na lateral das pernas e na lateral do torso, sendo estas, na verdade, mudanças aerodinâmicas que propulsam o vento para trás da marionete quando em movimento, assegurando, em viagens retilíneas, um ponto adicional em velocidade;
Mecanismo 4: Seus braços e pernas possuem pequenos ganchos internos e ocultos acessíveis unicamente a partir de fios de chakra, permitindo que seu utilizador os destaque e os reinsira na marionete com naturalidade.
Mecanismo 5: Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas.
Nota¹: No ato de disparo de uma ou mais adagas, a velocidade dos projéteis é a velocidade da marionete com um ponto adicional de velocidade;
Nota²: As adagas podem ser repostas através da compra de kunais em lojas;
Nota³: Máximo de dez projéteis a serem expelidos por turno, sendo que, após lançamento/uso das adagas, estas devem ser recuperadas pelo usuário ou substituídas por novas através da compra.

[Criação de Marionetes] - Arima 98WGatu

JAIL (キジマ 式 )
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: Nomeado após um personagem literário de um livro de horror folheado por Arima, JAIL (ou Shiki Kijima) possui uma fidedigna e bizarra aparência: possui um formato redondo, corpo e face cobertos de cicatrizes, com vários tecidos de diferentes tonalidades pendendo por toda a extensão de seu corpo para conotar marcas de queimadura ou pele apodrecida. Usa, acobertando parte de sua bizarra fisionomia, um grande terno escuro e voluptuoso, com uma gravata borboleta escarlate, apresentando também uma perna de pau. Seus traços conotam, todavia, além duma aparência assustadora, vantagem em sua movimentação: Seu formato permite que percorra grandes velocidades, não necessariamente utilizando todos os seus membros, mas simplesmente resvalando pelo solo de acordo com os movimentos que recebe através das linhas de chakra de seu utilizador. Não obstante, os mecanismos instalados na marionete denotam que é completamente voltada para armadilhar uma ou mais vítimas, sendo focada em mobilidade e estratégias de aprisionamento e imobilização, utilizando o fator medo em vítimas desavisadas para aumentar as chances de sucesso em investidas, finalmente aprisionando-as dentro de seu corpo através do uso dos mecanismos que dispõe. Possui cento e oitenta centímetros, e o interior de seu torso um diâmetro de quatro metros quadrados. Como hábito tradicional de Arima, a marionete possui seu símbolo gravado, em tinta preta, na gravata vermelha.
Mecanismo 1: Seu torso (ilustração) se abre, sendo capaz de alojar até duas pessoas (perdendo, neste caso, dois pontos de velocidade) de estatura mediana em seu interior, permitindo visibilidade ou não para aquele dentro de seu interior pela abertura de poros na madeira, dependendo dos comandos daquele que a maneja;
Mecanismo 2: Seu formato peculiar e vantajoso para movimentar-se em solo rígido garante-a um ponto adicional em velocidade retilínea;
Mecanismo 3: No interior de seu torso retrátil, repousam quinze metros de correntes de invejável resistência (rank A), que podem ser disparadas e/ou manipuladas por fios de chakra para auxiliar na captura de uma ou mais vítimas (sendo este mecanismo funcional apenas para aqueles que possuem força igual ou inferior a quatro pontos em Força);
Mecanismo 4: Alojadas em sua cabeça encontram-se cinco bombas de fumaça, que podem ser disparadas, sem recuo ou demora, com um propulsor integrado na boca que permite que os projéteis viagem (com quatro pontos em força) até vinte metros antes de detonar, caso seja o comando dado. O projétil precisa ser reposto através de compras em lojas de equipamentos;
Mecanismo 5: Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas.

[Criação de Marionetes] - Arima GsusO5z

Nymeria (椎骨)
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: Nymeria (também conhecida como Mukade Jōrō) é uma marionete que toma a forma de um yōkai listado num livro sobre artes ocultas; a mesma obra dita que a criatura original habitava um poço sagrado que continha a fonte da vida eterna, embora fosse este poço uma mentira que visava atrair vítimas desejosas de tal bênção para que fossem devoradas pela centopeia. Na forma de marionete, Arima teve um cuidado e uma precisão cirúrgica para reproduzir com esmero todas as características físicas que compunham a lenda, indo longe o suficiente para implantar tecidos curtidos que imitavam pele ao longo de toda a extensão da madeira corpulenta de Nymeria, utilizando também material capilar humano para compor seus longos cabelos negros e lisos. A respeito de suas dimensões, desde sua cabeça até o final de seu corpo, possui vinte metros, sendo a maior marionete nestes termos a ser feita pelo ninja artesão (ilustração). É comum nesta marionete, assim como em boa parte das outras que desenvolveu, possuir o fator medo em sua composição: Possui um torso, com seu rosto e seis braços, completamente humanos em fisionomia, além das feições femininas marcantes que podem ser utilizadas como uma armadilha contanto que o restante de seu atemorizante e voluptuoso corpo esteja oculto. Como todas as suas marionetes, Nymeria carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, na sua nuca, coberta por seus cabelos.
Mecanismo 1: Voltada inteiramente para locomoção, a marionete de centopeia, através de seu corpo adaptado, ganha um ponto de velocidade adicional locomovendo-se em terra firme, uma vez que conte com membros adicionais em seu corpanzil, projetados para movimento em terra firme;
Mecanismo 2: Uma vez que possua um corpo de centopeia gigante, Nymeria foi adaptada também para adentrar no solo, podendo rapidamente se soterrar por dez metros sem receber danos;
Mecanismo 3: Possui, na extremidade de seu torso "humano", espaço para que entre ali uma vítima (com o uso do mecanismo cinco), sendo seu interior retrátil, ao comando de seu mestre enrijecendo rapidamente as paredes de seu corpo, capaz de esmagar/comprimir completamente um alvo numa rápida emboscada (força inferior a quatro pontos recebe dano referente à rank B e rompimento de ossos em contato com a parede, enquanto força superior à quatro é apenas aprisionada);
Mecanismo 4: Ao comando de seu utilizador, o interior da marionete pode também ser utilizado para alojá-lo ali, com uma camada que separa o corpo "humano" do corpo centípede discretamente abrindo-se em duas extremidades diferentes, conferindo-o espaço para os olhos enxergarem e para as mãos beirarem o exterior;
Mecanismo 5: Ao longo de todas as articulações da marionete, pequenas tubulações circulatórias são notadas, permitindo que a movimentação natural da títere crie circulação de vento nestes canos que constantemente limpam suas articulações contra substâncias que outrora obstruiriam-nas.

[Criação de Marionetes] - Arima VDrIE6x

Buggy (バギー)
Rank: S
Tipo: Normal.
Descrição: A marionete Buggy, que também adorna os nomes "Dōke" (palhaço) e "Senryō Dōke" (palhaço estrela), foi composta por Arima ao artisticamente revisitar suas memórias em busca de inspiração artística. Lembrou-se, em determinado momento, de um palhaço, durante sua época de infância; sentado ao lado de sua mãe, a criança que se tornaria um habilidoso titeriteiro observava, com olhos estáticos, os malabarismos e os truques engraçados que o alto, voluptuoso e desengonçado palhaço fazia para a plateia do circo onde se apresentava. Anos mais tarde, reproduzindo suas características com a maior precisão que sua memória permitia, Sasaki adequadamente equipou-a para que fosse tão útil em combate quanto era expressiva como uma peça artística; ao invés de utilizar um tecido curtido para replicar a pele humana, como costumava fazer, o ninja optou por utilizar maquiagem artística, realçando suas expressões de palhaço de circo enquanto o tornava uma bizarra figura em combate. A segunda parte, além da sua estética, que mais agradou Sasaki, contudo, é sua habilidade ímpar que concebeu: Fosse para propósitos ofensivos, defensivos ou utilitários, o corpo da marionete poderia se dividir em várias partes, mas nenhuma delas sairia do controle de seu dono através de seus fios de chakra e da excepcional anatomia interna da marionete, ao longo de seus cento e noventa e dois centímetros. Como todas as suas marionetes, Buggy carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, em sua testa.
Mecanismo 1: Ao longo da extensão de ambos os seus antebraços, a marionete carrega uma cimitarra, com quinze centímetros de cabo dourado e sessenta de lâmina curva;
Mecanismo 2: A habilidade central da marionete se encontra na sua capacidade de se dividir; isso se julga possível pela anatomia singular de como foi projetada, com seu interior oco ─ com exceção de suas partes essenciais de funcionamento ─ e fácil de se montar ou desmontar, não manualmente, mas unicamente com os fios de chakra, uma vez que apenas estes tem as dimensões necessárias para penetrar na área dos mecanismos de separação da marionete, e apenas seu criador tem o conhecimento de sua exata localização no interior do títere;
Mecanismo 3: Ainda a respeito de sua estrutura interna, Buggy possui um conjunto de finíssimos conductos de metal em suas partes destacáveis, estes que permitem que, quando a marionete se encontra na sua forma separada, todas as suas partes podem ser controladas por poucos fios de chakra, ainda permitindo que Arima mantenha sua intocável precisão ao manejá-las, além de garantir um ponto adicional quando a marionete têm algum membro destacado como parte de seu mecanismo;
Mecanismo 4: Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas.
-
Mokaccino
Game Master
Mokaccino
Vilarejo Atual
https://www.narutorpgakatsuki.net/t67013-f-mokarzel

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 18/7/2019, 18:13

Sobre a aparência: Basta não ser muito pretencioso. Madeira pode até procurar dar aspecto de pele, mas basta uma segunda olhada para que alguém perceba algo estranho com o membro e se toque que o material não é realmente pele.
Pode ficar com a descrição da maneira como esta, mas em on game, saiba que as pessoas poderão sim perceber a diferença em algum momento se conseguirem narrar de forma eficiente.

XXI (Nijūichi, にじゅういち )

Mecanismo 3: Não me convenceu da possibilidade desses tecidos induzirem um buff em velocidade.

Mecanismo 4: Mas qual a funcionalidade desses ganchos? O que você pretende fazer com eles?

As adagas possuírem relação com a velocidade da marionete não tem muito nexo. Solicito que coloque força quatro para o disparo.
Apesar defisicamente fazer sentido a possibilidade de você correr e então lançar as armas, concedendo a essas a sua velocidade + a velocidade dos disparos, por questão de balanceamento isso é meio.


JAIL (キジマ 式 )

“Possui cento e oitenta centímetros, e o interior de seu torso um diâmetro de quatro metros quadrados.”

Como algo pode ser redondo, ter um metro e oitenta, mas ao mesmo também possuir em seu interior quatro metros quadrados? (Acho que diâmetro não é nem dado na unidade de metros quadrados).
As vezes a simplicidade é o melhor caminho a ser adotado. Coloque o formato redondo com o diâmetro (em metros) da marionete e fale que o interior dela é quase inteiro oco devido ao mecanismo de aprisionamento e pronto.

Mecanismo 1: Bom, parece que você quer usar isso como forma de defesa apenas, certo? Se quiser aprisionar alguém o mecanismo deve ser especifico de aprisionamento, pois detalhes como a força necessária para a libertação deverão ser adicionados.
Se a intenção for simplesmente a de entrar dentro da marionete, por mim ok.

Mecanismo 2: Não me convenceu. Porque o formato da marionete ofereceria a ele um bônus de velocidade em superfícies solidas? Para mim a explicação é bem insuficiente para o bônus de velocidade.


Nymeria (椎骨)

Mecanismo 1: Adicione nota que em terrenos arenosos, lamacentos e relativamente molhados o buff é cortado.

Mecanismo 3:  “indivíduos com força superior a quatro poderão se livrar da prisão, no entanto, aqueles com forca menor do que quatro sofrerão danos equivalente a uma técnica de Rank B e poderão sofrer com a quebra de alguns ossos devido a pressão aplicada pela parede”

Extremidade onde? Boca? Uma entrada na mão? Extremidade de corpo é uma palavra que remete a alguns membros, então tome cuidado haha. Especifique por onde você captura a presa (somente uma entrada, pfv).

Mecanismo 4: “Ao comando do usuario, a região que divide a marionete em humana e centopeia se abre, revelando um espaço onde o usuario pode adentrar e por meio de espaços estrategicamente projetados, contemplar o exterior da marionete e projetar suas mãos para fora da mesma.”
Assim acho que fica mais claro aonde é o espaço onde você se enfia haha

Nota sobre o debuff natural (-1 velocidade) da marionete devido a sua proporção.

PS: Só estou inclinado a aceitar o mecanismo um porque ele tem um certo debuff que inibe a marionete de possui-lo em terrenos arenosos, lamacentos, relativamente molhados, etc. E porque a marionete já possui um debuff em sua velocidade, mas para as demais eu espero muito boas e plausíveis, se não vai ser difícil eu aceitar o buff.

Avaliar a quarta marionete depois, tem bastante coisa na fila.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 18/7/2019, 21:35


[Criação de Marionetes] - Arima VwdXCZv

XXI (Nijūichi, にじゅういち )
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: "Nijūichi", literalmente vinte e um, foi a primeira marionete orquestrada por Sasaki após seu desligamento com o orfanato onde foi criado. Na prática do tarô, uma arte perdida e quase extinta no mundo ninja, o número antecessor do vinte e um chama-se "carta de julgamento", determinada por um período de reflexão e auto avaliação. A marionete ter recebido o número posterior à carta do julgamento indica o encerramento de um período de introspecção, entrando para o significado da carta de número vinte e um: Mundo. Representa, portanto, uma nova linha de raciocínio na psique do titereiro. Visualmente, a marionete adorna uma bizarra fisionomia: Em seu material de madeira refinada que imita pele, possui inúmeras "cicatrizes remendadas", tanto em suas pernas quanto em seus braços, peitoral e rosto. Parte delas, entretanto, encontram-se ocultas pelas suas vestes negras, que revolvem em torno de um grande manto com capuz, cuidadosamente costurado para não obstruir seus bizarros e expansivos movimentos. Feita com o intuito de brandir grandes velocidades, possui uma estatura de 160 centímetros, reafirmando sua leveza para manejo e movimentação. Ainda a respeito da aparência da marionete, ao mesmo passo em que possui feições humanas, sua dualidade é representada, não podendo discernir ao certo se é uma retratação feminina ou masculina. É, sobretudo, de grande importância simbólica para seu criador, sendo a pioneira de uma grande coleção de obras de arte voltadas para os sentimentos daquele que as desenvolveu. Como todas as suas marionetes, XXI carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, na sua nuca, coberta por seus cabelos.
Mecanismo 1: Inúmeras (60) adagas, semelhantes à kunais, alojadas dentro de seu corpo, podendo ser expelidas para fora por sua boca, ombros, coxas e pés em grande velocidade (ilustração, força 04), além de possuírem um fio que aceita a entrada de substâncias em forma líquida na totalidade das lâminas;
Mecanismo 2: Um simples sistema de retransmissão de chakra se encontra acoplado no torso da marionete, permitindo que, quando as adagas sejam expelidas, estas se vejam imediatamente acopladas com o chakra do utilizador da marionete por um custo de 05 pontos de chakra por projétil;
Mecanismo 3: Possui determinadas costuras acidentalmente estratégicas no topo de seus antebraços, na lateral das pernas e na lateral do torso, sendo estas, na verdade, mudanças aerodinâmicas que propulsam o vento para trás da marionete quando em movimento, assegurando, em viagens retilíneas, um ponto adicional em velocidade, tendo em mente a fácil penetração do ar nos furos ocasionados pelas costuras que propõem um escape para o vento nas partes de trás dos membros;
Mecanismo 4: Seus braços e pernas possuem pequenos ganchos internos e ocultos acessíveis unicamente a partir de fios de chakra, permitindo que seu utilizador os destaque e os reinsira na marionete com naturalidade.
Mecanismo 5: Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas.
Nota¹: No ato de disparo de uma ou mais adagas, a velocidade dos projéteis é a velocidade da marionete com um ponto adicional de velocidade;
Nota²: As adagas podem ser repostas através da compra de kunais em lojas;
Nota³: Máximo de dez projéteis a serem expelidos por turno, sendo que, após lançamento/uso das adagas, estas devem ser recuperadas pelo usuário ou substituídas por novas através da compra.

[Criação de Marionetes] - Arima 98WGatu

JAIL (キジマ 式 )
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: Nomeado após um personagem literário de um livro de horror folheado por Arima, JAIL (ou Shiki Kijima) possui uma fidedigna e bizarra aparência: possui um formato redondo, corpo e face cobertos de cicatrizes, com vários tecidos de diferentes tonalidades pendendo por toda a extensão de seu corpo para conotar marcas de queimadura ou pele apodrecida. Usa, acobertando parte de sua bizarra fisionomia, um grande terno escuro e voluptuoso, com uma gravata borboleta escarlate, apresentando também uma perna de pau. Seus traços conotam, todavia, além duma aparência assustadora, vantagem em sua movimentação: Seu formato permite que percorra grandes velocidades, não necessariamente utilizando todos os seus membros, mas simplesmente resvalando pelo solo de acordo com os movimentos que recebe através das linhas de chakra de seu utilizador. Não obstante, os mecanismos instalados na marionete denotam que é completamente voltada para armadilhar uma ou mais vítimas, sendo focada em mobilidade e estratégias de aprisionamento e imobilização, utilizando o fator medo em vítimas desavisadas para aumentar as chances de sucesso em investidas, finalmente aprisionando-as dentro de seu corpo através do uso dos mecanismos que dispõe. Possui cento e oitenta centímetros, e o interior de seu torso um diâmetro de quatro metros quadrados. Como hábito tradicional de Arima, a marionete possui seu símbolo gravado, em tinta preta, na gravata vermelha.
Mecanismo 1: Seu torso (ilustração) se abre, sendo capaz de alojar até duas pessoas (perdendo, neste caso, dois pontos de velocidade) de estatura mediana em seu interior, permitindo visibilidade ou não para aquele dentro de seu interior pela abertura de poros na madeira, dependendo dos comandos daquele que a maneja (em casos de aprisionamento, requer força igual ou superior à cinco);
Mecanismo 2: Seu formato peculiar e vantajoso para movimentar-se em solo rígido garante-a um ponto adicional em velocidade retilínea, uma vez que seu torso se vê apto a independentemente resvalar sobre o solo ao invés de depender de suas pernas, e sendo esta velocidade mais alta que o de voo padrão para marionetes;
Mecanismo 3: No interior de seu torso retrátil, repousam quinze metros de correntes de invejável resistência (rank A), que podem ser disparadas e/ou manipuladas por fios de chakra para auxiliar na captura de uma ou mais vítimas (sendo este mecanismo funcional apenas para aqueles que possuem força igual ou inferior a quatro pontos em Força);
Mecanismo 4: Alojadas em sua cabeça encontram-se cinco bombas de fumaça, que podem ser disparadas, sem recuo ou demora, com um propulsor integrado na boca que permite que os projéteis viagem (com quatro pontos em força) até vinte metros antes de detonar, caso seja o comando dado. O projétil precisa ser reposto através de compras em lojas de equipamentos;
Mecanismo 5: Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas.

[Criação de Marionetes] - Arima GsusO5z

Nymeria (椎骨)
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: Nymeria (também conhecida como Mukade Jōrō) é uma marionete que toma a forma de um yōkai listado num livro sobre artes ocultas; a mesma obra dita que a criatura original habitava um poço sagrado que continha a fonte da vida eterna, embora fosse este poço uma mentira que visava atrair vítimas desejosas de tal bênção para que fossem devoradas pela centopeia. Na forma de marionete, Arima teve um cuidado e uma precisão cirúrgica para reproduzir com esmero todas as características físicas que compunham a lenda, indo longe o suficiente para implantar tecidos curtidos que imitavam pele ao longo de toda a extensão da madeira corpulenta de Nymeria, utilizando também material capilar humano para compor seus longos cabelos negros e lisos. A respeito de suas dimensões, desde sua cabeça até o final de seu corpo, possui vinte metros, sendo a maior marionete nestes termos a ser feita pelo ninja artesão (ilustração). É comum nesta marionete, assim como em boa parte das outras que desenvolveu, possuir o fator medo em sua composição: Possui um torso, com seu rosto e seis braços, completamente humanos em fisionomia, além das feições femininas marcantes que podem ser utilizadas como uma armadilha contanto que o restante de seu atemorizante e voluptuoso corpo esteja oculto. Como todas as suas marionetes, Nymeria carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, na sua nuca, coberta por seus cabelos.
Mecanismo 1: Voltada inteiramente para locomoção, a marionete de centopeia, através de seu corpo adaptado, ganha um ponto de velocidade adicional locomovendo-se em terra firme, uma vez que conte com membros adicionais em seu corpanzil, projetados para movimento em terra firme (não recebendo este bônus em solos arenosos e lamacentos);
Mecanismo 2: Uma vez que possua um corpo de centopeia gigante, Nymeria foi adaptada também para adentrar no solo, podendo rapidamente se soterrar por dez metros sem receber danos;
Mecanismo 3: Possui, na extremidade de seu torso "humano" (abrindo uma espécie de caixão por dividir a parte frontal de seu núcleo em duas), espaço para que entre ali uma vítima (com o uso do mecanismo cinco), sendo seu interior retrátil, ao comando de seu mestre enrijecendo rapidamente as paredes de seu corpo, capaz de esmagar/comprimir completamente um alvo numa rápida emboscada (força inferior a quatro pontos recebe dano referente à rank B e rompimento de ossos em contato com a parede, enquanto força superior à quatro é apenas aprisionada);
Mecanismo 4: Ao comando do usuário, a região que divide a marionete em humana e centopeia se abre, revelando um espaço onde o usuário pode adentrar e, por meio de espaços estrategicamente projetados, contemplar o exterior da marionete e projetar chakra de suas mãos para fora da mesma;
Mecanismo 5: Ao longo de todas as articulações da marionete, pequenas tubulações circulatórias são notadas, permitindo que a movimentação natural da títere crie circulação de vento nestes canos que constantemente limpam suas articulações contra substâncias que outrora às obstruiriam.

[Criação de Marionetes] - Arima VDrIE6x

Buggy (バギー)
Rank: S
Tipo: Normal.
Descrição: A marionete Buggy, que também adorna os nomes "Dōke" (palhaço) e "Senryō Dōke" (palhaço estrela), foi composta por Arima ao artisticamente revisitar suas memórias em busca de inspiração artística. Lembrou-se, em determinado momento, de um palhaço, durante sua época de infância; sentado ao lado de sua mãe, a criança que se tornaria um habilidoso titeriteiro observava, com olhos estáticos, os malabarismos e os truques engraçados que o alto, voluptuoso e desengonçado palhaço fazia para a plateia do circo onde se apresentava. Anos mais tarde, reproduzindo suas características com a maior precisão que sua memória permitia, Sasaki adequadamente equipou-a para que fosse tão útil em combate quanto era expressiva como uma peça artística; ao invés de utilizar um tecido curtido para replicar a pele humana, como costumava fazer, o ninja optou por utilizar maquiagem artística, realçando suas expressões de palhaço de circo enquanto o tornava uma bizarra figura em combate. A segunda parte, além da sua estética, que mais agradou Sasaki, contudo, é sua habilidade ímpar que concebeu: Fosse para propósitos ofensivos, defensivos ou utilitários, o corpo da marionete poderia se dividir em várias partes, mas nenhuma delas sairia do controle de seu dono através de seus fios de chakra e da excepcional anatomia interna da marionete, ao longo de seus cento e noventa e dois centímetros. Como todas as suas marionetes, Buggy carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, em sua testa.
Mecanismo 1: Ao longo da extensão de ambos os seus antebraços, a marionete carrega uma cimitarra, com quinze centímetros de cabo dourado e sessenta de lâmina curva;
Mecanismo 2: A habilidade central da marionete se encontra na sua capacidade de se dividir; isso se julga possível pela anatomia singular de como foi projetada, com seu interior oco ─ com exceção de suas partes essenciais de funcionamento ─ e fácil de se montar ou desmontar, não manualmente, mas unicamente com os fios de chakra, uma vez que apenas estes tem as dimensões necessárias para penetrar na área dos mecanismos de separação da marionete, e apenas seu criador tem o conhecimento de sua exata localização no interior do títere;
Mecanismo 3: Ainda a respeito de sua estrutura interna, Buggy possui um conjunto de finíssimos conductos de metal em suas partes destacáveis, estes que permitem que, quando a marionete se encontra na sua forma separada, todas as suas partes podem ser controladas por poucos fios de chakra, ainda permitindo que Arima mantenha sua intocável precisão ao manejá-las, além de garantir um ponto adicional quando a marionete têm algum membro destacado como parte de seu mecanismo;
Mecanismo 4: Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 20/7/2019, 13:40

up
-
Mokaccino
Game Master
Mokaccino
Vilarejo Atual
https://www.narutorpgakatsuki.net/t67013-f-mokarzel

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 20/7/2019, 17:54

XXI (Nijūichi, にじゅういち )

Mecanismo 3: Mecanismo negado por mim. Você pode escolher um outro mecanismo ou pedir uma segunda avaliação da marionete para algum de nossos outros avaliadores.

Retire a primeira nota. Se a força de disparo é 4, os projéteis recebem velocidade equivalente a proporcionada pela força.

JAIL (キジマ 式 )
Mecanismo 2: Ok, mas adicione uma nota dizendo que quando tu aciona isso tu não consegue usar outro mecanismo. Como a marionete vai sair rolando em alta velocidade me parece ilógico poder manipular as correntes ou disparar granadas de gás com precisão. Ok?
Se concordar com esse adendo no mecanismo não precisa submeter a marionete para avaliação novamente, apenas adicionar o trecho quando for coloca-la em sua ficha.

Nymeria (椎骨)

Mecanismo 3: "força superior à quatro é apenas aprisionada" isso não condiz com minha ultima avaliação. Favor reler a mesma.

Adicionar essas duas notas:
Nota 1: Por ser considerada uma marionete de grande porte essa marionete recebe um debuff de um ponto em seus movimentos.
Nota 2: Quando se movimenta em baixo da terra, sobre influencia do mecanismo 2, essa marionete não consegue fazer uso de seu primeiro mecanismo.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 20/7/2019, 18:15

[Criação de Marionetes] - Arima VwdXCZv

XXI (Nijūichi, にじゅういち )
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: "Nijūichi", literalmente vinte e um, foi a primeira marionete orquestrada por Sasaki após seu desligamento com o orfanato onde foi criado. Na prática do tarô, uma arte perdida e quase extinta no mundo ninja, o número antecessor do vinte e um chama-se "carta de julgamento", determinada por um período de reflexão e auto avaliação. A marionete ter recebido o número posterior à carta do julgamento indica o encerramento de um período de introspecção, entrando para o significado da carta de número vinte e um: Mundo. Representa, portanto, uma nova linha de raciocínio na psique do titereiro. Visualmente, a marionete adorna uma bizarra fisionomia: Em seu material de madeira refinada que imita pele, possui inúmeras "cicatrizes remendadas", tanto em suas pernas quanto em seus braços, peitoral e rosto. Parte delas, entretanto, encontram-se ocultas pelas suas vestes negras, que revolvem em torno de um grande manto com capuz, cuidadosamente costurado para não obstruir seus bizarros e expansivos movimentos. Feita com o intuito de brandir grandes velocidades, possui uma estatura de 160 centímetros, reafirmando sua leveza para manejo e movimentação. Ainda a respeito da aparência da marionete, ao mesmo passo em que possui feições humanas, sua dualidade é representada, não podendo discernir ao certo se é uma retratação feminina ou masculina. É, sobretudo, de grande importância simbólica para seu criador, sendo a pioneira de uma grande coleção de obras de arte voltadas para os sentimentos daquele que as desenvolveu. Como todas as suas marionetes, XXI carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, na sua nuca, coberta por seus cabelos.
Mecanismo 1: Inúmeras (60) adagas, semelhantes à kunais, alojadas dentro de seu corpo, podendo ser expelidas para fora por sua boca, ombros, coxas e pés em grande velocidade (ilustração, força 05), além de possuírem um fio que aceita a entrada de substâncias em forma líquida na totalidade das lâminas;
Mecanismo 2: Um simples sistema de retransmissão de chakra se encontra acoplado no torso da marionete, permitindo que, quando as adagas sejam expelidas, estas se vejam imediatamente acopladas com o chakra do utilizador da marionete por um custo de 05 pontos de chakra por projétil;
Mecanismo 3: Possui determinadas costuras acidentalmente estratégicas no topo de seus antebraços, na lateral das pernas e na lateral do torso, sendo estas, na verdade, mudanças aerodinâmicas que propulsam o vento para trás da marionete quando em movimento, assegurando, em viagens retilíneas, um ponto adicional em velocidade, tendo em mente a fácil penetração do ar nos furos ocasionados pelas costuras que propõem um escape para o vento nas partes de trás dos membros;
Mecanismo 4: Seus braços e pernas possuem pequenos ganchos internos e ocultos acessíveis unicamente a partir de fios de chakra, permitindo que seu utilizador os destaque e os reinsira na marionete com naturalidade.
Mecanismo 5: Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas.
Nota¹: As adagas podem ser repostas através da compra de kunais em lojas;
Nota²: Máximo de dez projéteis a serem expelidos por turno, sendo que, após lançamento/uso das adagas, estas devem ser recuperadas pelo usuário ou substituídas por novas através da compra.

[Criação de Marionetes] - Arima 98WGatu

JAIL (キジマ 式 )
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: Nomeado após um personagem literário de um livro de horror folheado por Arima, JAIL (ou Shiki Kijima) possui uma fidedigna e bizarra aparência: possui um formato redondo, corpo e face cobertos de cicatrizes, com vários tecidos de diferentes tonalidades pendendo por toda a extensão de seu corpo para conotar marcas de queimadura  ou pele apodrecida. Usa, acobertando parte de sua bizarra fisionomia, um grande terno escuro e voluptuoso, com uma gravata borboleta escarlate, apresentando também uma perna de pau. Seus traços conotam, todavia, além duma aparência assustadora, vantagem em sua movimentação: Seu formato permite que percorra grandes velocidades, não necessariamente utilizando todos os seus membros, mas simplesmente resvalando pelo solo de acordo com os movimentos que recebe através das linhas de chakra de seu utilizador. Não obstante, os mecanismos instalados na marionete denotam que é completamente voltada para armadilhar uma ou mais vítimas, sendo focada em mobilidade e estratégias de aprisionamento e imobilização, utilizando o fator medo em vítimas desavisadas para aumentar as chances de sucesso em investidas, finalmente aprisionando-as dentro de seu corpo através do uso dos mecanismos que dispõe. Possui cento e oitenta centímetros, e o interior de seu torso um diâmetro de quatro metros quadrados. Como hábito tradicional de Arima, a marionete possui seu símbolo gravado, em tinta preta, na gravata vermelha.
Mecanismo 1: Seu torso (ilustração) se abre, sendo capaz de alojar até duas pessoas (perdendo, neste caso, dois pontos de velocidade) de estatura mediana em seu interior, permitindo visibilidade ou não para aquele dentro de seu interior pela abertura de poros na madeira, dependendo dos comandos daquele que a maneja (em casos de aprisionamento, requer força igual ou superior à cinco);
Mecanismo 2: Seu formato peculiar e vantajoso para movimentar-se em solo rígido garante-a um ponto adicional em velocidade retilínea, uma vez que seu torso se vê apto a independentemente resvalar sobre o solo ao invés de depender de suas pernas, e sendo esta velocidade mais alta que o de voo padrão para marionetes;
Mecanismo 3: No interior de seu torso retrátil, repousam quinze metros de correntes de invejável resistência (rank A), que podem ser disparadas e/ou manipuladas por fios de chakra para auxiliar na captura de uma ou mais vítimas (sendo este mecanismo funcional apenas para aqueles que possuem força igual ou inferior a quatro pontos em Força);
Mecanismo 4: Alojadas em sua cabeça encontram-se cinco bombas de fumaça, que podem ser disparadas, sem recuo ou demora, com um propulsor integrado na boca que permite que os projéteis viagem (com quatro pontos em força) até vinte metros antes de detonar, caso seja o comando dado. O projétil precisa ser reposto através de compras em lojas de equipamentos;
Mecanismo 5: Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas.

[Criação de Marionetes] - Arima GsusO5z

Nymeria (椎骨)
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: Nymeria (também conhecida como Mukade Jōrō) é uma marionete que toma a forma de um yōkai listado num livro sobre artes ocultas; a mesma obra dita que a criatura original habitava um poço sagrado que continha a fonte da vida eterna, embora fosse este poço uma mentira que visava atrair vítimas desejosas de tal bênção para que fossem devoradas pela centopeia. Na forma de marionete, Arima teve um cuidado e uma precisão cirúrgica para reproduzir com esmero todas as características físicas que compunham a lenda, indo longe o suficiente para implantar tecidos curtidos que imitavam pele ao longo de toda a extensão da madeira corpulenta de Nymeria, utilizando também material capilar humano para compor seus longos cabelos negros e lisos. A respeito de suas dimensões, desde sua cabeça até o final de seu corpo, possui vinte metros, sendo a maior marionete nestes termos a ser feita pelo ninja artesão (ilustração). É comum nesta marionete, assim como em boa parte das outras que desenvolveu, possuir o fator medo em sua composição: Possui um torso, com seu rosto e seis braços, completamente humanos em fisionomia, além das feições femininas marcantes que podem ser utilizadas como uma armadilha contanto que o restante de seu atemorizante e voluptuoso corpo esteja oculto. Como todas as suas marionetes, Nymeria carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, na sua nuca, coberta por seus cabelos.
Mecanismo 1: Voltada inteiramente para locomoção, a marionete de centopeia, através de seu corpo adaptado, ganha um ponto de velocidade adicional locomovendo-se em terra firme, uma vez que conte com membros adicionais em seu corpanzil, projetados para movimento em terra firme (não recebendo este bônus em solos arenosos e lamacentos);
Mecanismo 2: Uma vez que possua um corpo de centopeia gigante, Nymeria foi adaptada também para adentrar no solo, podendo rapidamente se soterrar por dez metros sem receber danos;
Mecanismo 3: Possui, na extremidade de seu torso "humano" (abrindo uma espécie de caixão por dividir a parte frontal de seu núcleo em duas), espaço para que entre ali uma vítima (com o uso do mecanismo cinco), sendo seu interior retrátil, ao comando de seu mestre enrijecendo rapidamente as paredes de seu corpo, capaz de esmagar/comprimir completamente um alvo numa rápida emboscada (força inferior a quatro pontos recebe dano referente à rank B e rompimento de ossos em contato com a parede, enquanto força superior à quatro é apenas aprisionada);
Mecanismo 4: Ao comando do usuário, a região que divide a marionete em humana e centopeia se abre, revelando um espaço onde o usuário pode adentrar e, por meio de espaços estrategicamente projetados, contemplar o exterior da marionete e projetar chakra de suas mãos para fora da mesma;
Mecanismo 5: Ao longo de todas as articulações da marionete, pequenas tubulações circulatórias são notadas, permitindo que a movimentação natural da títere crie circulação de vento nestes canos que constantemente limpam suas articulações contra substâncias que outrora às obstruiriam.

[Criação de Marionetes] - Arima VDrIE6x

Buggy (バギー)
Rank: S
Tipo: Normal.
Descrição: A marionete Buggy, que também adorna os nomes "Dōke" (palhaço) e "Senryō Dōke" (palhaço estrela), foi composta por Arima ao artisticamente revisitar suas memórias em busca de inspiração artística. Lembrou-se, em determinado momento, de um palhaço, durante sua época de infância; sentado ao lado de sua mãe, a criança que se tornaria um habilidoso titeriteiro observava, com olhos estáticos, os malabarismos e os truques engraçados que o alto, voluptuoso e desengonçado palhaço fazia para a plateia do circo onde se apresentava. Anos mais tarde, reproduzindo suas características com a maior precisão que sua memória permitia, Sasaki adequadamente equipou-a para que fosse tão útil em combate quanto era expressiva como uma peça artística; ao invés de utilizar um tecido curtido para replicar a pele humana, como costumava fazer, o ninja optou por utilizar maquiagem artística, realçando suas expressões de palhaço de circo enquanto o tornava uma bizarra figura em combate. A segunda parte, além da sua estética, que mais agradou Sasaki, contudo, é sua habilidade ímpar que concebeu: Fosse para propósitos ofensivos, defensivos ou utilitários, o corpo da marionete poderia se dividir em várias partes, mas nenhuma delas sairia do controle de seu dono através de seus fios de chakra e da excepcional anatomia interna da marionete, ao longo de seus cento e noventa e dois centímetros. Como todas as suas marionetes, Buggy carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, em sua testa.
Mecanismo 1: Ao longo da extensão de ambos os seus antebraços, a marionete carrega uma cimitarra, com quinze centímetros de cabo dourado e sessenta de lâmina curva;
Mecanismo 2: A habilidade central da marionete se encontra na sua capacidade de se dividir; isso se julga possível pela anatomia singular de como foi projetada, com seu interior oco ─ com exceção de suas partes essenciais de funcionamento ─ e fácil de se montar ou desmontar, não manualmente, mas unicamente com os fios de chakra, uma vez que apenas estes tem as dimensões necessárias para penetrar na área dos mecanismos de separação da marionete, e apenas seu criador tem o conhecimento de sua exata localização no interior do títere;
Mecanismo 3: Ainda a respeito de sua estrutura interna, Buggy possui um conjunto de finíssimos conductos de metal em suas partes destacáveis, estes que permitem que, quando a marionete se encontra na sua forma separada, todas as suas partes podem ser controladas por poucos fios de chakra, ainda permitindo que Arima mantenha sua intocável precisão ao manejá-las, além de garantir um ponto adicional quando a marionete têm algum membro destacado como parte de seu mecanismo;
Mecanismo 4: Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas.


Reavaliação em todas da maneira que estão, por favor; nerfei-as o suficiente, de meu ponto de vista. Obrigado Mokar por me ajudar a fazê-las até aqui. <33
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 21/7/2019, 01:15

XXI (Nijūichi, にじゅういち )

Mecanismo 1: Ok.
Mecanismo 2: Segue regra de Chakra Flow.
Mecanismo 3: Realmente está bem vago. Se colocasse algo como uma pequena aba, algo do tipo, que servisse como impulso e você tivesse Futon, até daria pra avaliar, porque não faz muito sentido ele simplesmente ganhar velocidade por causa desse mecanismo. Se conseguir alterar, ou adquirir o elemento e querer aplicar ele nesse mecanismo, faz as alterações que veremos.
Mecanismo 4: Ok.
Mecanismo 5: Ok.

JAIL (キジマ 式 )

Mecanismo 1: Ok.
Mecanismo 2: Ok, mas adicione uma nota dizendo que quando tu aciona isso tu não consegue usar outro mecanismo. Como a marionete vai sair rolando em alta velocidade me parece ilógico poder manipular as correntes ou disparar granadas de gás com precisão. Ok?
Se concordar com esse adendo no mecanismo não precisa submeter a marionete para avaliação novamente, apenas adicionar o trecho quando for coloca-la em sua ficha. (mesmo ponto de vista do Mokarzel)
Mecanismo 3: Ok.
Mecanismo 4: Ok.
Mecanismo 5: Ok.

Nymeria (椎骨)

Mecanismo 1: Ok.
Mecanismo 2: Ok.
Mecanismo 3: “indivíduos com força superior a quatro poderão se livrar da prisão, no entanto, aqueles com forca menor do que quatro sofrerão danos equivalente a uma técnica de Rank B e poderão sofrer com a quebra de alguns ossos devido a pressão aplicada pela parede”. Realmente, faz mais sentido, porque como estava, era OP demais pra um bicho de madeira.
Mecanismo 4: Ok.
Mecanismo 5: Ok.

Notas adicionais pra adicionar na marionete:
Nota 1 - Por ser considerada uma marionete de grande porte essa marionete recebe um debuff de um ponto em seus movimentos.
Nota 2 - Quando se movimenta em baixo da terra, sobre influencia do mecanismo 2, essa marionete não consegue fazer uso de seu primeiro mecanismo.

Buggy (バギー)

Mecanismo 1: Deixar claro que a Lâmina possui resistência de Rank B, seguindo as regras de resistência e defesa do fórum.
Mecanismo 2: Ok.
Mecanismo 3: Ponto adicional em que atributo? E como esse atributo é ganhado?
Mecanismo 4: Ok.

-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 21/7/2019, 01:39

[Criação de Marionetes] - Arima VwdXCZv

XXI (Nijūichi, にじゅういち )
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: "Nijūichi", literalmente vinte e um, foi a primeira marionete orquestrada por Sasaki após seu desligamento com o orfanato onde foi criado. Na prática do tarô, uma arte perdida e quase extinta no mundo ninja, o número antecessor do vinte e um chama-se "carta de julgamento", determinada por um período de reflexão e auto avaliação. A marionete ter recebido o número posterior à carta do julgamento indica o encerramento de um período de introspecção, entrando para o significado da carta de número vinte e um: Mundo. Representa, portanto, uma nova linha de raciocínio na psique do titereiro. Visualmente, a marionete adorna uma bizarra fisionomia: Em seu material de madeira refinada que imita pele, possui inúmeras "cicatrizes remendadas", tanto em suas pernas quanto em seus braços, peitoral e rosto. Parte delas, entretanto, encontram-se ocultas pelas suas vestes negras, que revolvem em torno de um grande manto com capuz, cuidadosamente costurado para não obstruir seus bizarros e expansivos movimentos. Feita com o intuito de brandir grandes velocidades, possui uma estatura de 160 centímetros, reafirmando sua leveza para manejo e movimentação. Ainda a respeito da aparência da marionete, ao mesmo passo em que possui feições humanas, sua dualidade é representada, não podendo discernir ao certo se é uma retratação feminina ou masculina. É, sobretudo, de grande importância simbólica para seu criador, sendo a pioneira de uma grande coleção de obras de arte voltadas para os sentimentos daquele que as desenvolveu. Como todas as suas marionetes, XXI carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, na sua nuca, coberta por seus cabelos.
Mecanismo 1: Inúmeras (60) adagas, semelhantes à kunais, alojadas dentro de seu corpo, podendo ser expelidas para fora por sua boca, ombros, coxas e pés em grande velocidade (ilustração, força 05), além de possuírem um fio que aceita a entrada de substâncias em forma líquida na totalidade das lâminas;
Mecanismo 2: Um simples sistema de retransmissão de chakra se encontra acoplado no torso da marionete, permitindo que, quando as adagas sejam expelidas, estas se vejam imediatamente acopladas com o chakra do utilizador da marionete por um custo de 05 pontos de chakra por projétil;
Mecanismo 3: A marionete possui uma estrutura leve, sendo utilizado um diferente tipo de madeira em sua constituição, tornando-o leve o suficiente para ganhar um ponto de velocidade em viagens retilíneas ao custo de receber dano físico dobrado enquanto utiliza o bônus em questão;
Mecanismo 4: Seus braços e pernas possuem pequenos ganchos internos e ocultos acessíveis unicamente a partir de fios de chakra, permitindo que seu utilizador os destaque e os reinsira na marionete com naturalidade.
Mecanismo 5: Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas.
Nota¹: As adagas podem ser repostas através da compra de kunais em lojas;
Nota²: Máximo de dez projéteis a serem expelidos por turno, sendo que, após lançamento/uso das adagas, estas devem ser recuperadas pelo usuário ou substituídas por novas através da compra;
Nota³: Mecanismo 2 sujeito à regra do Chakra Flow.

[Criação de Marionetes] - Arima GsusO5z

Nymeria (椎骨)
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: Nymeria (também conhecida como Mukade Jōrō) é uma marionete que toma a forma de um yōkai listado num livro sobre artes ocultas; a mesma obra dita que a criatura original habitava um poço sagrado que continha a fonte da vida eterna, embora fosse este poço uma mentira que visava atrair vítimas desejosas de tal bênção para que fossem devoradas pela centopeia. Na forma de marionete, Arima teve um cuidado e uma precisão cirúrgica para reproduzir com esmero todas as características físicas que compunham a lenda, indo longe o suficiente para implantar tecidos curtidos que imitavam pele ao longo de toda a extensão da madeira corpulenta de Nymeria, utilizando também material capilar humano para compor seus longos cabelos negros e lisos. A respeito de suas dimensões, desde sua cabeça até o final de seu corpo, possui vinte metros, sendo a maior marionete nestes termos a ser feita pelo ninja artesão (ilustração). É comum nesta marionete, assim como em boa parte das outras que desenvolveu, possuir o fator medo em sua composição: Possui um torso, com seu rosto e seis braços, completamente humanos em fisionomia, além das feições femininas marcantes que podem ser utilizadas como uma armadilha contanto que o restante de seu atemorizante e voluptuoso corpo esteja oculto. Como todas as suas marionetes, Nymeria carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, na sua nuca, coberta por seus cabelos.
Mecanismo 1: Voltada inteiramente para locomoção, a marionete de centopeia, através de seu corpo adaptado, ganha um ponto de velocidade adicional locomovendo-se em terra firme, uma vez que conte com membros adicionais em seu corpanzil, projetados para movimento em terra firme;
Mecanismo 2: Uma vez que possua um corpo de centopeia gigante, Nymeria foi adaptada também para adentrar no solo, podendo rapidamente se soterrar por dez metros sem receber danos;
Mecanismo 3: Possui, na extremidade de seu torso "humano" (abrindo uma espécie de caixão por dividir a parte frontal de seu núcleo em duas), espaço para que entre ali uma vítima (com o uso do mecanismo cinco), sendo seu interior retrátil, ao comando de seu mestre enrijecendo rapidamente as paredes de seu corpo, capaz de esmagar/comprimir completamente um alvo numa rápida emboscada (força inferior a quatro pontos recebe dano referente à rank B e rompimento de ossos em contato com a parede, enquanto força superior à quatro pode sair da prisão com apropriada narração);
Mecanismo 4: Ao comando do usuário, a região que divide a marionete em humana e centopeia se abre, revelando um espaço onde o usuário pode adentrar e, por meio de espaços estrategicamente projetados, contemplar o exterior da marionete e projetar chakra de suas mãos para fora da mesma;
Mecanismo 5: Ao longo de todas as articulações da marionete, pequenas tubulações circulatórias são notadas, permitindo que a movimentação natural da títere crie circulação de vento nestes canos que constantemente limpam suas articulações contra substâncias que outrora às obstruiriam.
Nota¹: Por ser uma marionete de grande porte, recebe um ponto a menos em velocidade em todas as instâncias;
Nota²: Quando o mecanismo 2 está sendo ativo (abaixo da terra), a marionete é incapaz de utilizar o primeiro mecanismo.

[Criação de Marionetes] - Arima VDrIE6x

Buggy (バギー)
Rank: S
Tipo: Normal.
Descrição: A marionete Buggy, que também adorna os nomes "Dōke" (palhaço) e "Senryō Dōke" (palhaço estrela), foi composta por Arima ao artisticamente revisitar suas memórias em busca de inspiração artística. Lembrou-se, em determinado momento, de um palhaço, durante sua época de infância; sentado ao lado de sua mãe, a criança que se tornaria um habilidoso titeriteiro observava, com olhos estáticos, os malabarismos e os truques engraçados que o alto, voluptuoso e desengonçado palhaço fazia para a plateia do circo onde se apresentava. Anos mais tarde, reproduzindo suas características com a maior precisão que sua memória permitia, Sasaki adequadamente equipou-a para que fosse tão útil em combate quanto era expressiva como uma peça artística; ao invés de utilizar um tecido curtido para replicar a pele humana, como costumava fazer, o ninja optou por utilizar maquiagem artística, realçando suas expressões de palhaço de circo enquanto o tornava uma bizarra figura em combate. A segunda parte, além da sua estética, que mais agradou Sasaki, contudo, é sua habilidade ímpar que concebeu: Fosse para propósitos ofensivos, defensivos ou utilitários, o corpo da marionete poderia se dividir em várias partes, mas nenhuma delas sairia do controle de seu dono através de seus fios de chakra e da excepcional anatomia interna da marionete, ao longo de seus cento e noventa e dois centímetros. Como todas as suas marionetes, Buggy carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, em sua testa.
Mecanismo 1: Ao longo da extensão de ambos os seus antebraços, a marionete carrega uma cimitarra, com quinze centímetros de cabo dourado e sessenta de lâmina curva;
Mecanismo 2: A habilidade central da marionete se encontra na sua capacidade de se dividir; isso se julga possível pela anatomia singular de como foi projetada, com seu interior oco ─ com exceção de suas partes essenciais de funcionamento ─ e fácil de se montar ou desmontar, não manualmente, mas unicamente com os fios de chakra, uma vez que apenas estes tem as dimensões necessárias para penetrar na área dos mecanismos de separação da marionete, e apenas seu criador tem o conhecimento de sua exata localização no interior do títere;
Mecanismo 3: Ainda a respeito de sua estrutura interna, Buggy possui um conjunto de finíssimos conductos de metal em suas partes destacáveis, estes que permitem que, quando a marionete se encontra na sua forma separada, todas as suas partes podem ser controladas por poucos fios de chakra, ainda permitindo que Arima mantenha sua intocável precisão ao manejá-las, além de garantir um ponto adicional em velocidade quando a marionete têm algum membro destacado como parte de seu mecanismo uma vez que se torne mais leve gradativamente;
Mecanismo 4: Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas.
Nota¹: As lâminas referentes ao mecanismo 1 possuem resistência rank B.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 21/7/2019, 15:34

Se tudo está de acordo com o aval, aprovadas.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 23/10/2019, 13:01

Recriando marionetes, ambas as listadas que já haviam sido aprovadas (e não sofreram mudanças):

[Criação de Marionetes] - Arima VwdXCZv

XXI (Nijūichi, にじゅういち )
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: "Nijūichi", literalmente vinte e um, foi a primeira marionete orquestrada por Sasaki após seu desligamento com o orfanato onde foi criado. Na prática do tarô, uma arte perdida e quase extinta no mundo ninja, o número antecessor do vinte e um chama-se "carta de julgamento", determinada por um período de reflexão e auto avaliação. A marionete ter recebido o número posterior à carta do julgamento indica o encerramento de um período de introspecção, entrando para o significado da carta de número vinte e um: Mundo. Representa, portanto, uma nova linha de raciocínio na psique do titereiro. Visualmente, a marionete adorna uma bizarra fisionomia: Em seu material de madeira refinada que imita pele, possui inúmeras "cicatrizes remendadas", tanto em suas pernas quanto em seus braços, peitoral e rosto. Parte delas, entretanto, encontram-se ocultas pelas suas vestes negras, que revolvem em torno de um grande manto com capuz, cuidadosamente costurado para não obstruir seus bizarros e expansivos movimentos. Feita com o intuito de brandir grandes velocidades, possui uma estatura de 160 centímetros, reafirmando sua leveza para manejo e movimentação. Ainda a respeito da aparência da marionete, ao mesmo passo em que possui feições humanas, sua dualidade é representada, não podendo discernir ao certo se é uma retratação feminina ou masculina. É, sobretudo, de grande importância simbólica para seu criador, sendo a pioneira de uma grande coleção de obras de arte voltadas para os sentimentos daquele que as desenvolveu. Como todas as suas marionetes, XXI carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, na sua nuca, coberta por seus cabelos.
Mecanismo 1: Inúmeras (60) adagas, semelhantes à kunais, alojadas dentro de seu corpo, podendo ser expelidas para fora por sua boca, ombros, coxas e pés em grande velocidade (ilustração, força 05), além de possuírem um fio que aceita a entrada de substâncias em forma líquida na totalidade das lâminas;
Mecanismo 2: Um simples sistema de retransmissão de chakra se encontra acoplado no torso da marionete, permitindo que, quando as adagas sejam expelidas, estas se vejam imediatamente acopladas com o chakra do utilizador da marionete por um custo de 05 pontos de chakra por projétil;
Mecanismo 3: A marionete possui uma estrutura leve, sendo utilizado um diferente tipo de madeira em sua constituição, tornando-o leve o suficiente para ganhar um ponto de velocidade em viagens retilíneas ao custo de receber dano físico dobrado enquanto utiliza o bônus em questão;
Mecanismo 4: Seus braços e pernas possuem pequenos ganchos internos e ocultos acessíveis unicamente a partir de fios de chakra, permitindo que seu utilizador os destaque e os reinsira na marionete com naturalidade.
Mecanismo 5: Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas.
Nota¹: As adagas podem ser repostas através da compra de kunais em lojas;
Nota²: Máximo de dez projéteis a serem expelidos por turno, sendo que, após lançamento/uso das adagas, estas devem ser recuperadas pelo usuário ou substituídas por novas através da compra;
Nota³: Mecanismo 2 sujeito à regra do Chakra Flow.

[Criação de Marionetes] - Arima GsusO5z

Nymeria (椎骨)
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: Nymeria (também conhecida como Mukade Jōrō) é uma marionete que toma a forma de um yōkai listado num livro sobre artes ocultas; a mesma obra dita que a criatura original habitava um poço sagrado que continha a fonte da vida eterna, embora fosse este poço uma mentira que visava atrair vítimas desejosas de tal bênção para que fossem devoradas pela centopeia. Na forma de marionete, Arima teve um cuidado e uma precisão cirúrgica para reproduzir com esmero todas as características físicas que compunham a lenda, indo longe o suficiente para implantar tecidos curtidos que imitavam pele ao longo de toda a extensão da madeira corpulenta de Nymeria, utilizando também material capilar humano para compor seus longos cabelos negros e lisos. A respeito de suas dimensões, desde sua cabeça até o final de seu corpo, possui vinte metros, sendo a maior marionete nestes termos a ser feita pelo ninja artesão (ilustração). É comum nesta marionete, assim como em boa parte das outras que desenvolveu, possuir o fator medo em sua composição: Possui um torso, com seu rosto e seis braços, completamente humanos em fisionomia, além das feições femininas marcantes que podem ser utilizadas como uma armadilha contanto que o restante de seu atemorizante e voluptuoso corpo esteja oculto. Como todas as suas marionetes, Nymeria carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, na sua nuca, coberta por seus cabelos.
Mecanismo 1: Voltada inteiramente para locomoção, a marionete de centopeia, através de seu corpo adaptado, ganha um ponto de velocidade adicional locomovendo-se em terra firme, uma vez que conte com membros adicionais em seu corpanzil, projetados para movimento em terra firme;
Mecanismo 2: Uma vez que possua um corpo de centopeia gigante, Nymeria foi adaptada também para adentrar no solo, podendo rapidamente se soterrar por dez metros sem receber danos;
Mecanismo 3: Possui, na extremidade de seu torso "humano" (abrindo uma espécie de caixão por dividir a parte frontal de seu núcleo em duas), espaço para que entre ali uma vítima (com o uso do mecanismo cinco), sendo seu interior retrátil, ao comando de seu mestre enrijecendo rapidamente as paredes de seu corpo, capaz de esmagar/comprimir completamente um alvo numa rápida emboscada (força inferior a quatro pontos recebe dano referente à rank B e rompimento de ossos em contato com a parede, enquanto força superior à quatro pode sair da prisão com apropriada narração);
Mecanismo 4: Ao comando do usuário, a região que divide a marionete em humana e centopeia se abre, revelando um espaço onde o usuário pode adentrar e, por meio de espaços estrategicamente projetados, contemplar o exterior da marionete e projetar chakra de suas mãos para fora da mesma;
Mecanismo 5: Ao longo de todas as articulações da marionete, pequenas tubulações circulatórias são notadas, permitindo que a movimentação natural da títere crie circulação de vento nestes canos que constantemente limpam suas articulações contra substâncias que outrora às obstruiriam.
Nota¹: Por ser uma marionete de grande porte, recebe um ponto a menos em velocidade em todas as instâncias;
Nota²: Quando o mecanismo 2 está sendo ativo (abaixo da terra), a marionete é incapaz de utilizar o primeiro mecanismo.
-
Tenzou
Genin
Tenzou
Vilarejo Atual
Ícone : Ultrapasse seus limites. Bem aqui. Agora mesmo.

https://www.narutorpgakatsuki.net/t70550-fs-wuqing-the-real-asura https://www.narutorpgakatsuki.net/t69259-gestao-de-ficha-tenzou

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 23/10/2019, 13:13

Aprovado.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 27/10/2019, 00:05

As últimas duas a serem recriadas, ambas já aprovadas anteriormente e inalteradas aqui:

[Criação de Marionetes] - Arima 98WGatu

JAIL (キジマ 式 )
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: Nomeado após um personagem literário de um livro de horror folheado por Arima, JAIL (ou Shiki Kijima) possui uma fidedigna e bizarra aparência: possui um formato redondo, corpo e face cobertos de cicatrizes, com vários tecidos de diferentes tonalidades pendendo por toda a extensão de seu corpo para conotar marcas de queimadura ou pele apodrecida. Usa, acobertando parte de sua bizarra fisionomia, um grande terno escuro e voluptuoso, com uma gravata borboleta escarlate, apresentando também uma perna de pau. Seus traços conotam, todavia, além duma aparência assustadora, vantagem em sua movimentação: Seu formato permite que percorra grandes velocidades, não necessariamente utilizando todos os seus membros, mas simplesmente resvalando pelo solo de acordo com os movimentos que recebe através das linhas de chakra de seu utilizador. Não obstante, os mecanismos instalados na marionete denotam que é completamente voltada para armadilhar uma ou mais vítimas, sendo focada em mobilidade e estratégias de aprisionamento e imobilização, utilizando o fator medo em vítimas desavisadas para aumentar as chances de sucesso em investidas, finalmente aprisionando-as dentro de seu corpo através do uso dos mecanismos que dispõe. Possui cento e oitenta centímetros, e o interior de seu torso um diâmetro de quatro metros quadrados. Como hábito tradicional de Arima, a marionete possui seu símbolo gravado, em tinta preta, na gravata vermelha.
Mecanismo 1: Seu torso (ilustração) se abre, sendo capaz de alojar até duas pessoas (perdendo, neste caso, dois pontos de velocidade) de estatura mediana em seu interior, permitindo visibilidade ou não para aquele dentro de seu interior pela abertura de poros na madeira, dependendo dos comandos daquele que a maneja (em casos de aprisionamento, requer força igual ou superior à cinco);
Mecanismo 2: Seu formato peculiar e vantajoso para movimentar-se em solo rígido garante-a um ponto adicional em velocidade retilínea, uma vez que seu torso se vê apto a independentemente resvalar sobre o solo ao invés de depender de suas pernas, e sendo esta velocidade mais alta que o de voo padrão para marionetes;
Mecanismo 3: No interior de seu torso retrátil, repousam quinze metros de correntes de invejável resistência (rank A), que podem ser disparadas e/ou manipuladas por fios de chakra para auxiliar na captura de uma ou mais vítimas (sendo este mecanismo funcional apenas para aqueles que possuem força igual ou inferior a quatro pontos em Força);
Mecanismo 4: Alojadas em sua cabeça encontram-se cinco bombas de fumaça, que podem ser disparadas, sem recuo ou demora, com um propulsor integrado na boca que permite que os projéteis viagem (com quatro pontos em força) até vinte metros antes de detonar, caso seja o comando dado. O projétil precisa ser reposto através de compras em lojas de equipamentos;
Mecanismo 5: Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas.

[Criação de Marionetes] - Arima VDrIE6x

Buggy (バギー)
Rank: S
Tipo: Normal.
Descrição: A marionete Buggy, que também adorna os nomes "Dōke" (palhaço) e "Senryō Dōke" (palhaço estrela), foi composta por Arima ao artisticamente revisitar suas memórias em busca de inspiração artística. Lembrou-se, em determinado momento, de um palhaço, durante sua época de infância; sentado ao lado de sua mãe, a criança que se tornaria um habilidoso titeriteiro observava, com olhos estáticos, os malabarismos e os truques engraçados que o alto, voluptuoso e desengonçado palhaço fazia para a plateia do circo onde se apresentava. Anos mais tarde, reproduzindo suas características com a maior precisão que sua memória permitia, Sasaki adequadamente equipou-a para que fosse tão útil em combate quanto era expressiva como uma peça artística; ao invés de utilizar um tecido curtido para replicar a pele humana, como costumava fazer, o ninja optou por utilizar maquiagem artística, realçando suas expressões de palhaço de circo enquanto o tornava uma bizarra figura em combate. A segunda parte, além da sua estética, que mais agradou Sasaki, contudo, é sua habilidade ímpar que concebeu: Fosse para propósitos ofensivos, defensivos ou utilitários, o corpo da marionete poderia se dividir em várias partes, mas nenhuma delas sairia do controle de seu dono através de seus fios de chakra e da excepcional anatomia interna da marionete, ao longo de seus cento e noventa e dois centímetros. Como todas as suas marionetes, Buggy carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, em sua testa.
Mecanismo 1: Ao longo da extensão de ambos os seus antebraços, a marionete carrega uma cimitarra, com quinze centímetros de cabo dourado e sessenta de lâmina curva;
Mecanismo 2: A habilidade central da marionete se encontra na sua capacidade de se dividir; isso se julga possível pela anatomia singular de como foi projetada, com seu interior oco ─ com exceção de suas partes essenciais de funcionamento ─ e fácil de se montar ou desmontar, não manualmente, mas unicamente com os fios de chakra, uma vez que apenas estes tem as dimensões necessárias para penetrar na área dos mecanismos de separação da marionete, e apenas seu criador tem o conhecimento de sua exata localização no interior do títere;
Mecanismo 3: Ainda a respeito de sua estrutura interna, Buggy possui um conjunto de finíssimos conductos de metal em suas partes destacáveis, estes que permitem que, quando a marionete se encontra na sua forma separada, todas as suas partes podem ser controladas por poucos fios de chakra, ainda permitindo que Arima mantenha sua intocável precisão ao manejá-las, além de garantir um ponto adicional em velocidade quando a marionete têm algum membro destacado como parte de seu mecanismo uma vez que se torne mais leve gradativamente;
Mecanismo 4: Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas.
Nota¹: As lâminas referentes ao mecanismo 1 possuem resistência rank B.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 27/10/2019, 00:29

Ambas da mesma forma que aprovei anteriormente, então aprovadas.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 3/11/2019, 23:49

[Criação de Marionetes] - Arima O63j7Im

Crackerjack (猟師)
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: Crackerjack, também batizado de Mayu (痲ユ), é uma marionete auxiliar que foi desenvolvida por e é pertencente ao marionetista Sasaki Arima; é também conhecida por ser a primeira marionete designada pelo artista desde que o mesmo imergiu em aprofundados estudos acerca de tecnologia. Este fato, por sua vez, reflete-se na singular constituição da títere, assim como também em seus peculiares mecanismos que compõem o seu funcionamento e que possuem uma inteligência criativa incomparável por trás de sua arquitetura, esta não replicada por nenhum outro marionetista. A respeito de seu conceito, Crackerjack foi idealizado atrás de um personagem literário conhecido por Arima; se tratava, na verdade, de um experiente rastreador que trabalhava como detetive, encarregado da desafiadora tarefa de desmantelar uma organização canibal secretamente estabelecida nos arredores do País do Ferro. Replicando o sucesso do detetive fictício no funcionamento da marionete que incorpora sua vivificação, seu funcionamento gira em torno de dois objetivos concretizados através de seus mecanismos: (1) Apagar os seus próprios rastros e (2) localizar os rastros deixados pelas presas de seu mestre. A respeito de sua aparência, Crackerjack incorpora uma estatura esbelta, sendo portanto alto (aproximadamente duzentos centímetros) e magro; como uma das características artísticas marcantes de seu mestre, a títere possui uma espécie de pele de madeira, que se comporta como pele humana e apresenta uma coloração similar, não assemelhando-a a um humano mas a conferindo uma bizarra aparência cadavérica. Não apresenta cabelos, possui óculos negros que tampam seus supostos olhos e utiliza roupas completamente escuras e justas desde seu torso até seus pés. Como todas as suas marionetes, Mayu carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, na parte de trás de sua cabeça exposta.
Mecanismo 1: Kumori (曇り): Idealizado e criado por Arima, este dispositivo acoplado no núcleo da marionete age como um transformador, recebendo chakra ─ de seu mestre, normalmente ─ e o transfigurando como uma densa nuvem de fumaça negra expelida pela boca de sua portadora, originada pelo complexo sistema de combustão portado pelo dispositivo. Por ser movido à chakra, a nuvem que o mecanismo libera encontra-se inundada com a energia ninja, completamente tolhendo e descontinuando tentativas de rastreio de chakra da maior parte das fontes cogitáveis de o fazer numa área de quarenta e cinco metros, tendo o dispositivo como epicentro;
Mecanismo 2: Junkan (循環): Agindo como o antitético do primeiro mecanismo, este dispositivo, ao invés de dificultar técnicas de rastreamento, busca providenciar uma para seu utilizador: Ao receber uma quantia de chakra anteriormente premeditada, este dispersor de energia no núcleo da marionete utiliza-a quando acumulada para estabelecer uma espécie de "teia" de chakra, que se espalha, através do mecanismo de refração, por quarenta metros, tendo o próprio dispositivo de dispersão como seu epicentro;
Mecanismo 3: Interligado ao mecanismo 1, este, por sua vez, também se encontra interligado com os demais no interior da marionete. Quando utilizado em conjunto com o mecanismo com o qual divide espaço, é capaz de bloquear o condutor do fumo que é utilizado para laurear a coloração negra à fumaça expelida pela marionete. Esta ação, por sua vez, faz com que o chakra ainda seja massivamente expelido, porém de maneira invisível a olhos nus;
Mecanismo 4: Interligado ao mecanismo 2, este, por sua vez, se encontra nas mãos da marionete: com um receptor diretamente conectado aos mecanismos que se encontram em seu núcleo e capaz de sentir o chakra expelido através das pontas de seus dedos, a títere é capaz de interpretar onde a teia de chakra está sendo obstruída, isto é, exercendo contato físico com algo em movimento. Reagindo, portanto, mediante ao contato de chakra, a marionete automaticamente aponta para a direção do ponto de contato: Um dedo significa dez metros ou menos, dois dedos vinte metros e assim por diante de acordo com sua programação;
Mecanismo 5: Mayu é capaz de, ao remover seus óculos protetores, disparar trinta agulhas (senbons, 30 un. por olho) com quatro pontos de força numa direção retilínea, quando assim ordenado.

Nota¹: Se requisita setenta pontos de chakra para ativar o mecanismo um e metade do custo para mantê-lo ativo;
Nota²: Se requisita setenta pontos de chakra para ativar o mecanismo dois e metade do custo para mantê-lo ativo.

[Criação de Marionetes] - Arima 8kbf9CY

Magama (魔鎌)
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: Magama (魔鎌, Foice Demoníaca), ou ainda Maka Albarn (マカ・アルバーン), é uma das marionetes brandidas pelo marionetista Sasaki Arima. Como muitos de seus trabalhos iniciais, Magama provém de um livro a respeito de um grupo de caçadores de demônios; "Maka", uma das caçadoras deste conto, é distinta dos demais por se portar de maneira extrovertida, alegre e animada ─ apesar de sua sombria responsabilidade na obra literária. Contudo, artisticamente atraído pela personagem mais por sua estética do que por sua personalidade, Sasaki removeu alguns de seus traços que remetiam às características sociais da personagem por, em suas palavras, "não serem qualidades artísticas". De forma que, apesar de assemelhar-se a uma figura humana por meio da sua silhueta, estrutura corporal e do material utilizado ─ uma madeira naturalmente colorida e artificialmente escalpelada para que imitasse a pele humana ─, sua face não transmitia emoção alguma. Arremedando a aptidão em combate da marionete, Arima criou-a junto de sua icônica foice: Uma arma grande (dois metros de cabo, um de lâmina) e ameaçadora, cujo poder de corte é refinado pelos conhecimentos tecnológicos de seu mestre, contando com um fio de aço reforçado e que aplica micro rotações no momento do corte, permitindo que corte através de qualquer coisa. Já a respeito de sua mobilidade, a títere esguia conta com propulsores de chakra, pequenos, quase que imperceptíveis, por baixo de sua "pele". Externamente, o grande fantoche adorna cabelos longos, num tom cinza-acastanhado e olhos pintados de verde. A respeito de suas vestes, são similares à de uma estudante colegial, consistindo em uma blusa branca com um suéter de colete amarelo, uma gravata verde com um nó, uma camisa plana vermelha e botas escuras com fivelas brancas que combinam com suas luvas que possuem a mesma cor. Por fim, Maka utiliza uma gabardina preta que termina como uma capa. É dita que, esteticamente, é uma das marionetes preferidas de seu criador. Como todas as suas marionetes, Magama carrega o símbolo idealizado por seu artista em vermelho, na sua nuca, coberta por seus cabelos.
Mecanismo 1: Kokketsu (黒血, Sangue Negro): Quando Arima faz com que seu chakra ressoe com o interior da lâmina de Magama, a grande foice que a marionete carrega sofre uma rápida expansão, recebendo dois metros adicionais e um aumento em seu poder de corte enquanto este dispositivo se encontra ativo (custo equivalente a uma técnica rank B para ativá-lo);
Mecanismo 2: Suishin (推進剤, Propulsor): Com o propósito de intensificar os rápidos ataques que a marionete pode fazer, assim como também para encurtar a distância entre possíveis alvos, pequenos propulsores de vento repousam sobre vários pontos estratégicos da marionete (articulações superiores e inferiores). Desta forma, quando o comando é dado, estes propulsores se abrem como poros sob as vestes da títere, conferindo-a um ponto adicional de velocidade enquanto ativos;
Mecanismo 3: Hansa (反射, Reflexo): Agindo como a última linha de defesa da marionete em situações de combate, dois escudos foram instalados em seus antebraços, estes que podem alardear chakra, que rapidamente se espalha para cobrir um único lado da marionete em sua totalidade (um metro e sessenta de altura, um de largura). Custa o equivalente a uma técnica rank B no momento da ativação, duração única e defende técnicas até rank A;
Mecanismo 4: Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas.

Embasamentos para a criação das marionetes: Qualidade "Tecnólogo (3)", habilidade única "Inventor", seis pontos em Inteligência, qualidade "Perito em Shurikenjutsu (01)" e qualidade "Grande Controle de Chakra (03)".
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 4/11/2019, 00:15

Crackerjack (猟師) escreveu:Mecanismo 1: Kumori (曇り) - Mano, isso ta quebrado as fuck, e não sei se seria possível fazer isso sem que tu tenha um kanchi, já que pra ela ter esse mecanismo, teria que vir de algo sobre você, ou um transplante de DNA e etc.

Mecanismo 2: Junkan (循環) - Não entendi muito bem o que ela faz. Tu faz essa "teia" para aumentar o chakra e dificultar o rastreio alheio?

Mecanismo 3 - Depende do primeiro, então, fico nulo por enquanto.

Mecanismo 4 - Bacana, se for isso mesmo que entendi do Mecanismo 2. Mas, ainda acho necessário algum tipo de rastreio implantado na marionete.

Mecanismo 5 - Ok

Magama (魔鎌) escreveu:Mecanismo 1: Kokketsu (黒血, Sangue Negro) - Ok.

Mecanismo 2: Suishin (推進剤, Propulsor) - Ok.

Mecanismo 3: Hansa (反射, Reflexo) - Pra defender Rank A tem que seguir o mesmo rank pra custo e etc.

Mecanismo 4 - Ok.

Muito bem elaboradas de fato. Entretanto, ficou a parada sobre o kanchi, que ao meu ver, seria necessário tu possuir tal habilidade pra implementar nas marionetes isso. Pode tentar explicar de outra forma ou mudar o mecanismo, ou se preferir, um segundo aval nesses mecanismos. Mas pode falar comigo numa boa aqui pra debatermos junto.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 4/11/2019, 00:24

Obrigado pela avaliação. A respeito do mecanismo 1, na verdade é tipo um Jamming Jutsu, sabe? Não é muito difícil bloquear a ação de sensores (já que o próprio Kirigakure consegue bloquear leituras de chakra). Contanto, creio que a substituição do dispositivo 5 seja o suficiente pra isso agora. A respeito do mecanismo 2, substituí o mecanismo 5 por um dispositivo tecnológico que permitiria tornar a marionete sensível ao chakra. Desta forma, consegue detectar perturbações mais facilmente. Veja se está bom:

[Criação de Marionetes] - Arima O63j7Im

Crackerjack (猟師)
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: Crackerjack, também batizado de Mayu (痲ユ), é uma marionete auxiliar que foi desenvolvida por e é pertencente ao marionetista Sasaki Arima; é também conhecida por ser a primeira marionete designada pelo artista desde que o mesmo imergiu em aprofundados estudos acerca de tecnologia. Este fato, por sua vez, reflete-se na singular constituição da títere, assim como também em seus peculiares mecanismos que compõem o seu funcionamento e que possuem uma inteligência criativa incomparável por trás de sua arquitetura, esta não replicada por nenhum outro marionetista. A respeito de seu conceito, Crackerjack foi idealizado atrás de um personagem literário conhecido por Arima; se tratava, na verdade, de um experiente rastreador que trabalhava como detetive, encarregado da desafiadora tarefa de desmantelar uma organização canibal secretamente estabelecida nos arredores do País do Ferro. Replicando o sucesso do detetive fictício no funcionamento da marionete que incorpora sua vivificação, seu funcionamento gira em torno de dois objetivos concretizados através de seus mecanismos: (1) Apagar os seus próprios rastros e (2) localizar os rastros deixados pelas presas de seu mestre. A respeito de sua aparência, Crackerjack incorpora uma estatura esbelta, sendo portanto alto (aproximadamente duzentos centímetros) e magro; como uma das características artísticas marcantes de seu mestre, a títere possui uma espécie de pele de madeira, que se comporta como pele humana e apresenta uma coloração similar, não assemelhando-a a um humano mas a conferindo uma bizarra aparência cadavérica. Não apresenta cabelos, possui óculos negros que tampam seus supostos olhos e utiliza roupas completamente escuras e justas desde seu torso até seus pés. Como todas as suas marionetes, Mayu carrega o símbolo desenvolvido por seu artista em vermelho, na parte de trás de sua cabeça exposta.
Mecanismo 1: Kumori (曇り): Idealizado e criado por Arima, este dispositivo acoplado no núcleo da marionete age como um transformador, recebendo chakra ─ de seu mestre, normalmente ─ e o transfigurando como uma densa nuvem de fumaça negra expelida pela boca de sua portadora, originada pelo complexo sistema de combustão portado pelo dispositivo. Por ser movido à chakra, a nuvem que o mecanismo libera encontra-se inundada com a energia ninja, completamente tolhendo e descontinuando tentativas de rastreio de chakra da maior parte das fontes cogitáveis de o fazer numa área de quarenta e cinco metros, tendo o dispositivo como epicentro;
Mecanismo 2: Junkan (循環): Agindo como o antitético do primeiro mecanismo, este dispositivo, ao invés de dificultar técnicas de rastreamento, busca providenciar uma para seu utilizador: Ao receber uma quantia de chakra anteriormente premeditada, este dispersor de energia no núcleo da marionete utiliza-a quando acumulada para estabelecer uma espécie de "teia" de chakra, que se espalha, através do mecanismo de refração, por quarenta metros, tendo o próprio dispositivo de dispersão como seu epicentro;
Mecanismo 3: Interligado ao mecanismo 1, este, por sua vez, também se encontra interligado com os demais no interior da marionete. Quando utilizado em conjunto com o mecanismo com o qual divide espaço, é capaz de bloquear o condutor do fumo que é utilizado para laurear a coloração negra à fumaça expelida pela marionete. Esta ação, por sua vez, faz com que o chakra ainda seja massivamente expelido, porém de maneira invisível a olhos nus;
Mecanismo 4: Interligado ao mecanismo 2, este, por sua vez, se encontra nas mãos da marionete: com um receptor diretamente conectado aos mecanismos que se encontram em seu núcleo e capaz de sentir o chakra expelido através das pontas de seus dedos, a títere é capaz de interpretar onde a teia de chakra está sendo obstruída, isto é, exercendo contato físico com algo em movimento. Reagindo, portanto, mediante ao contato de chakra, a marionete automaticamente aponta para a direção do ponto de contato: Um dedo significa dez metros ou menos, dois dedos vinte metros e assim por diante de acordo com sua programação;
Mecanismo 5: A fim de tornar possível o funcionamento pleno dos dispositivos 1 e 2, a marionete recebe, em seu núcleo, no tórax, um dispositivo que a torna sensível à outras manifestações de chakra que não sejam a primeira leitura que este dispositivo receber. Proveniente disto, ações como espalhar chakra (mecanismo 1) e receber interferências externas de chakra (mecanismo 2) tornam-se fáceis para o fantoche.

Nota¹: Se requisita setenta pontos de chakra para ativar o mecanismo um e metade do custo para mantê-lo ativo;
Nota²: Se requisita setenta pontos de chakra para ativar o mecanismo dois e metade do custo para mantê-lo ativo.

Apenas realizei a mudança solicitada nesta:

[Criação de Marionetes] - Arima 8kbf9CY

Magama (魔鎌)
Rank: S.
Tipo: Normal.
Descrição: Magama (魔鎌, Foice Demoníaca), ou ainda Maka Albarn (マカ・アルバーン), é uma das marionetes brandidas pelo marionetista Sasaki Arima. Como muitos de seus trabalhos iniciais, Magama provém de um livro a respeito de um grupo de caçadores de demônios; "Maka", uma das caçadoras deste conto, é distinta dos demais por se portar de maneira extrovertida, alegre e animada ─ apesar de sua sombria responsabilidade na obra literária. Contudo, artisticamente atraído pela personagem mais por sua estética do que por sua personalidade, Sasaki removeu alguns de seus traços que remetiam às características sociais da personagem por, em suas palavras, "não serem qualidades artísticas". De forma que, apesar de assemelhar-se a uma figura humana por meio da sua silhueta, estrutura corporal e do material utilizado ─ uma madeira naturalmente colorida e artificialmente escalpelada para que imitasse a pele humana ─, sua face não transmitia emoção alguma. Arremedando a aptidão em combate da marionete, Arima criou-a junto de sua icônica foice: Uma arma grande (dois metros de cabo, um de lâmina) e ameaçadora, cujo poder de corte é refinado pelos conhecimentos tecnológicos de seu mestre, contando com um fio de aço reforçado e que aplica micro rotações no momento do corte, permitindo que corte através de qualquer coisa. Já a respeito de sua mobilidade, a títere esguia conta com propulsores de chakra, pequenos, quase que imperceptíveis, por baixo de sua "pele". Externamente, o grande fantoche adorna cabelos longos, num tom cinza-acastanhado e olhos pintados de verde. A respeito de suas vestes, são similares à de uma estudante colegial, consistindo em uma blusa branca com um suéter de colete amarelo, uma gravata verde com um nó, uma camisa plana vermelha e botas escuras com fivelas brancas que combinam com suas luvas que possuem a mesma cor. Por fim, Maka utiliza uma gabardina preta que termina como uma capa. É dita que, esteticamente, é uma das marionetes preferidas de seu criador. Como todas as suas marionetes, Magama carrega o símbolo idealizado por seu artista em vermelho, na sua nuca, coberta por seus cabelos.
Mecanismo 1: Kokketsu (黒血, Sangue Negro): Quando Arima faz com que seu chakra ressoe com o interior da lâmina de Magama, a grande foice que a marionete carrega sofre uma rápida expansão, recebendo dois metros adicionais e um aumento em seu poder de corte enquanto este dispositivo se encontra ativo (custo equivalente a uma técnica rank B para ativá-lo);
Mecanismo 2: Suishin (推進剤, Propulsor): Com o propósito de intensificar os rápidos ataques que a marionete pode fazer, assim como também para encurtar a distância entre possíveis alvos, pequenos propulsores de vento repousam sobre vários pontos estratégicos da marionete (articulações superiores e inferiores). Desta forma, quando o comando é dado, estes propulsores se abrem como poros sob as vestes da títere, conferindo-a um ponto adicional de velocidade enquanto ativos;
Mecanismo 3: Hansa (反射, Reflexo): Agindo como a última linha de defesa da marionete em situações de combate, dois escudos foram instalados em seus antebraços, estes que podem alardear chakra, que rapidamente se espalha para cobrir um único lado da marionete em sua totalidade (um metro e sessenta de altura, um de largura). Custa o equivalente a uma técnica rank A no momento da ativação, é de duração única e defende técnicas equivalentes ao seu custo;
Mecanismo 4: Como boa parte das marionetes designadas por Arima, possui tubos de infiltração em determinadas áreas de seu corpo que imitam poros, para que o ar circule pelo interior da marionete impedindo que suas articulações sejam obstruídas.
-
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima - 5/11/2019, 09:13

Marionete 2 Ok

Referente aos dois primeiros Mecanismos da Crackerjack, deixa o primeiro com 40 e o segundo com 35, e considere aprovado.
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Criação de Marionetes] - Arima -

-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.