Naruto RPG
Akatsuki
A doce melodia dos ventos atravessando o deserto não era mais querida por absolutamente ninguém. Ele sabia muito bem disso, por mais que odiasse o fato. Concordava que sua vila estava morta há muitos anos, entendia que seu povo sofrera, e, mesmo assim, não entendia como. Parecia um absurdo sem precedentes como uma vila tão renomada como Sunagakure no Sato, organizador do primeiro Chunin Shiken mundial desde a formação das novas nações, havia sido destruída, afundada nos seus próprios desertos, graças a uma única entidade chamada Okina. Mas isso aconteceu. Muitas pessoas inocentes morreram, muitas fugiram, e os vastos desertos dentro de Kaze no Kuni tornaram-se morada de aldeias e mercenários, todos tentando sobreviver na jornada. Muitos ficavam nos arredores com esperança do retorno da gloriosa Sunagakure no Sato, outros porque não eram aceitos em outros lugares e, alguns ainda não tentavam, pois tinham idosos e doentes consigo. Um verdadeiro caos. A economia despencou; começaram os gastos com população, poucos impostos recebidos e mais gastos com mercenários contra outros mercenários. Acreditava que a iniciativa destrutiva de Okina não visava aquelas consequências, mas eram reais e ele precisava enfrentá-las.
Ano: 66DG
Estação: Inverno
Episódio: OFF.
~~~
01 / 06 Neste mês de Junho estaremos no nosso Mês do UP! Tudo em dobro: ryous, status, atributos, missões. Aproveitem esse período para fortalecer seus personagens e chegar até aonde almejam. Mais informações de como funciona neste link.

11 / 04 Tem alguma dúvida pequena que deseja retirar rapidamente? Utilize nosso tópico de dúvidas rápidas clicando aqui.

01 / 04 Olá, é sua primeira vez aqui? Caso a resposta seja sim desejo-lhe boas-vindas. Sugiro que antes de iniciar sua jogatina confira nossas regras e tutoriais e quando se sentir pronto lance sua ficha em inscrições. Nesse mês estamos com uma promoção exclusiva para novos jogadores, um pequeno pacote que concedem algumas vantagens no inicio de sua jornada dentro do RPG, confira clicando aqui.
.
.
.
Últimos assuntos


[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador

[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 13/5/2019, 18:01


Narrador: Hyouhaku

Tudo que está quebrado pode ser reforjado

JOGADORES PARTICIPANTES DO RP @Exile

 
Kumogakure no Sato, 18:22, Bar.

A Kaguya descansava num bar, comendo algo durante a noite como sua janta, não havia muito o que fazer, havia voltado a pouco tempo de uma grande missão importante, na qual exigiu muito de seu potencial, seu companheiro de equipe demonstrou ser um grande lutador, e era evidente que não apenas isso lhe auxiliava no cumprimento da missão, o próprio possuía artefatos confiáveis, técnicas próprias e anos de experiência no campo que foram desenvolvidas no calor da batalha. Enquanto a experiência podia se dizer que tinha, considerando o cargo elevado, e técnicas aos poucos moldava as suas no mundo, que artefatos portava de grande valor?

Uma conversa ao fundo chamava a atenção da Kunoichi, conversavam a respeito de uma lenda que há muito havia escutado, ainda na academia ninja, na qual um de seus colegas falou como trabalho de histórias urbanas, a respeito de uma arma portada por um Nukennin, uma poderosa espada que divagavam histórias de onde residia, mas que era certeiro estar em Kumogakure, o lar das lâminas. O homem mencionava que havia visto a mesma nas montanhas, logo entre os limites do País do Raio, enquanto perambulava para ir mijar perto de uma cordilheira, avistou um viajante com uma carroça, os ventos fortes do verão levantaram o pano, deixando exposta a lâmina. Os outros bêbados duvidavam, questionando se não era uma miragem de tanta bebida, e como diabos sabia que se tratava daquela espada, e a resposta dele por mais insana que soasse, tinha um tom de verdade;

"Pois a espada é viva, e eu sentia a vida dela. E aquele que a recuperou? O pupilo a levava. O mestre controlava os raios, e o discípulo os ventos, e foi com um corte, um mero corte, que um homem parou a ventania das montanhas!"

Continuaram a conversar e rir, caso desejasse poderia escutar mais a conversa, terminar seu prato e simplesmente sair, ignorar aquilo tudo. Ficava ao cargo da mesma o que fazer.

Considerações:
Introdução, tem 2 posts pra trabalhar sem desenvolver nada, mas no próximo já vou começar o obter a arma. Lembrando, é necessário 200 palavras para garantir sua vaga, indiferente do necessário para cumprir aqui, mas devo postar em menos de 24h a continuação.


Obter arma lendária: 00/05 — 200 Palavras
Superar egocentrismo: 00/08 — 200 Palavras

Somatória total de palavras mínimas neste post: 0
Post 1/10
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 13/5/2019, 23:11










Kaguya Natsumi




“Você quer ser excelente? Realmente excelente no que faz? Então seja excelente todos os dias, em todas as partes da sua vida. É assim que os maiores fazem isso.” – isso era que a mãe de Natsumi disse a ela quando era uma simples genin. A menina não entendia muito bem naquela época, ela pensava (ou ainda pensa) que era a melhor das kunoichi de Kumogakure, sempre achando que nunca seria superada. Havia alguns dias que ela voltara de uma missão de nível extremamente difícil, voltava com alguns danos físicos mas superava-os facilmente, mas algo em sua mente martelava sua cabeça a cada segundo: ela não era a maior, ela não era a mais forte. Ver Yato, o Rokudaime Raikage, mostrando do que era capaz, percebia que seu nível era baixo, aquilo era como uma espada atravessando seu coração. Seu ego era atingido, tentou mostrar superioridade, mas ainda era fraca. A missão foi bem-sucedida, mas ela saia com um gosto de derrota, era uma mulher abalada por sentir a sua inferioridade, e que, por ser abaixo, não podia representar a Ordem devidamente… E isso era o que mais machucava ela.

Alguns dias de descanso foi o suficiente para ela voltar a ativa na vila. Primeiro, foi atrás de algo que relutou em fazer quando era menor: ir a biblioteca. Conheceu a história de sua vila além de saber sobre outras que existiam pelo mundo, fora uma noite proveitosa. Dias se passaram e, num começo de noite tranquilo na sua aldeia, decidia ir para um bar comer, mudar a rotina era algo necessário, principalmente para ela que sentia-se muito travada no que fazer.

Entrara com uma cara fechada no estabelecimento, coisa comum da Kaguya. Escolhia uma mesa mais ao centro do local, e ali sentava na cadeira, a espera de alguém lhe atender. Não demorara muito para um homem vir se aproximar. — Boa noite, moça, o que vai querer? — disse com educação. Natsumi movia sua cabeça para saber as bebidas que tinham ali. — Quero um copo de saquê, mas um mais fraco, talvez 5 ou 7%, se possível. — solicitou. — É pra já. — respondeu o garçom anotando no seu papel e logo saiu de perto dela.

Andar sozinha por aí lhe dava vantagens, entre elas ouvir o que pessoas alheias dizem sem se preocupar com os arredores. Um grupo de homens conversavam a poucos metros dela, ou melhor dizendo, gritavam, bêbados. Normalmente a jōnin ignoraria, mas as falas deles tinham palavras que chamavam a atenção: uma poderosa espada, de uma lenda urbana, perambulando pelo País do Trovão. Os homens ficavam sérios por um momento, onde um deles meio que recitava o que via e ouvia pelas redondezas. Um pupilo que portava a espada de seu mestre, ele controlava os ventos e seu professor os raios. O saquê chegava a sua mesa, junto com um prato de comida. A jōnin começava a comer pensando naquilo que tinha ouvido, se era verdade ou meramente uma lenda. — E se eu conseguir essa espada, poderei ficar mais forte. — pensava. Comia depressa, podia fazer mal a ela, mas ao terminar de comer logo se levantou e foi para a mesa daqueles que tinham soltado todo o rumor. — Boa noite rapazes, vocês poderiam me dizer aonde está esse tal pupilo que vocês, sem querer, falaram para quase todo o bar? Já deixo avisado, já enfrentei pessoas com tamanho dez vezes maior que o de vocês, então a recusa é uma opção a ser descartada. — aproximou deles, a espada em sua bainha tinia enquanto falava. Seu egocentrismo era evidente para todos da mesa, era uma arma para conseguir a informação. Sorria com uma falsa simpatia, por fim.

Natsumi; 1875 2250 00/08

Considerações:
— Começando o RP, yay. 612 palavras.

Atributos usados:
Velocidade: --.
Força: --.
Selos: --.
Armas:
Kusanagi no Tsurugi (Uchiha Sasuke) (AG) — 10 espaços
Rank: S
Descrição: O chokutō Sasuke Uchiha referido como uma espada de Kusanagi foi sua arma pessoal em toda a parte da Parte II. Tinha uma bainha preta e um punho combinado, e era um tamanho maior do que um chokutō normal. Não tinha nenhuma das especialidades naturais como o que Orochimaru exerce, como a extensão da lâmina e a capacidade de cortar quase qualquer coisa, os quais são atributos naturais do Kusanagi, mas foi repetidamente demonstrado ser muito durável e capaz para cortar vários materiais. Sasuke poderia expandir o poder da sua espada, canalizando seu chakra relâmpago para a lâmina com fluxo de chakra, o que aumentaria sua nitidez muito através de vibrações de alta frequência, além de aumentar sua faixa de corte. Isso permitiria a Sasuke cortar quase qualquer coisa, além de adormecer o alvo que foi perfurado por esta lâmina relâmpago.
Aparência:
A personagem tem 3 peças de roupas:
Traje de Batalha
Casual 1
Casual 2

O que estiver em negrito é a roupa que está sendo utilizada.
Jutsus Utilizados:

_______________________

"Even if there's a small chance, we owe this to everyone who's not in this room to try"
[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador 03682610

Fama : 22
Exile
Jōnin
https://www.narutorpgakatsuki.net/t66833-f-the-order-kaguya-natsumi#491375 https://www.narutorpgakatsuki.net/t59736-c-t-natsumi#409350

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 14/5/2019, 20:08


Narrador: Hyouhaku

Tudo que está quebrado pode ser reforjado

JOGADORES PARTICIPANTES DO RP @Exile

 
Kumogakure no Sato, 18:22, Bar.

Sua abordagem era um tanto agressiva, porém a jovem subestimava o poder do álcool, inconsequência era algo conhecido como um dos efeitos mais comuns; Brigar contra alguém evidentemente superior, ligar para a ex e encarar dragões. Os bêbados que, não teriam problema algum de dividir histórias, se enfureceram com a ameaça, se erguendo, quase, todos juntos para responder a loira.

— Se enfrentou problema é seu, nós somos o quê? Três? Não pera, quatro, é, quatro!
Porém o bêbado que contava a história intervinha, por terceiros motivos — Ei, ei, a moça bonita aprecia um homem culto, não- não fiquem com inveja. Eu não tenho muito o que falar não moça, roupa azul, cabelo longo... só posso te dizer onde vi ele, é na encruzilhada com Noxus, indo em direção da cidade. Estranho até, não tem nada lá... mas deve ser um bom lugar pra se esconder, huh?

Os demais resmungavam e mandavam ele calar a boca, puxando-o de leve pela roupa enquanto ele se soltava, agora a Kaguya já havia um destino e rosto.


Considerações:
Introdução, tem 2 posts pra trabalhar sem desenvolver nada, mas no próximo já vou começar o obter a arma. Lembrando, é necessário 200 palavras para garantir sua vaga, indiferente do necessário para cumprir aqui, mas devo postar em menos de 24h a continuação.


Obter arma lendária: 01/05 — 200 Palavras
Superar egocentrismo: 00/08 — 200 Palavras

Somatória total de palavras mínimas neste post: 200
Post 02/10
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 15/5/2019, 14:58










Kaguya Natsumi




 Com certeza a abordagem da Kaguya foi exagerada, e ela tinha ciência disso, precisava-se impôr logo para não ter a chance de ser diminuída ou até mesmo ignorada pelos homens que soltavam o verbo sobre a arma que lhe trouxe curiosidade. O grupo levantou quase todos de uma vez, o som deles chamavam a atenção de todos ali, comum início de uma briga de bar que muita gente adora ver, e também se afastar. Natsumi sentiu nada, nem mesmo deu um passo atrás. Continuou encarando aquele que lhe disse palavras de ameaça, mostrando que estavam em maior número. — Quatro? Para mim são quatro bebês ameaçando um adulto. — respondia diretamente a ele, com todo seu egocentrismo, estava sentindo a confiança voltar depois dos últimos dias. A briga poderia começar ali, se não fosse outro deles interromper. Apaziguou a situação com uma piada, a forma com que elogiava a jōnin não era bem-vista por ela, somente a fez mudar a sua feição para algo como raiva com curiosidade, sabia que tinha mais por vir. Contava tudo o que sabia para ela, deixando ela mais calma e satisfeita. Roupa azul e cabelo longo. O local? Um lugar que nunca ouvira falar, Noxus. — Noxus…? — ela realmente não sabia onde era, mesmo tendo lido dois mapas. — Finalmente um homem que sabe as coisas. Obrigado pela informação. — sarcasticamente agradecia, com um sorriso no mesmo tipo. O clima do bar voltava a normalidade, a kunoichi voltava a sua mesa, a fome já tinha passado, junto com sua sede, não havia mais o porquê de estar ali, tinha algo melhor para fazer. Pagou o que pediu e voltava a sua casa.

O andar dela para sua residência era rápido, parecia estar… feliz por saber daquilo. Era uma oportunidade de ficar mais forte, um passo mais perto dos maiores. A vontade era quase evidente em seu rosto. Entrou rapidamente em casa e foi para o quarto, a velocidade da mulher assustava seus pais. — Ei, pensei que você ia jantar fora hoje. — disse sua mulher que estava lendo um livro. — É, eu comi, mas apareceu uma coisa interessante. — respondeu enquanto vestia seu traje, agitada. — O quê? — curiosa sua mãe estava em sua porta. — Uma lenda de uma espada que controla raios. — respondeu depressa. A mãe dela fez uma cara de decepção. — Você vai acreditar nisso? Desde criança não acreditava nessas coisas, por que acreditar agora? — falou a ela. — Não sei, sinto que é verdade. — disse à sua mãe com um tom de esperança. Ficando sozinha, Natsumi terminava de se arrumar. Sua espada ficava ao seu lado esquerdo da cintura, embainhada. Foi até a porta de casa e a abriu, mas olhou para trás antes, para sua mãe que ali estava sentada, um pouco descrente com as atitudes de sua filha, a sua filha deu um sorriso para ela, diferente das outras vezes, verdadeiro. — Estou indo. — avisou. Ela não respondia, claramente duvidando que aquilo daria certo. Natsumi percebeu e falou nada somente saindo de casa depois de fechar a porta.

A jornada de Natsumi iniciara, os cabelos loiros naquela noite não brilhavam, balançavam com a velocidade que seguia em direção a região dita pelo homem do bar. A tal encruzilhada era seu destino e assim seguiria. Aquele que portava a espada seria o homem que lhe daria o poder da lâmina dita na lenda.

Ao chegar no local, procuraria aos arredores, investigaria o caminho atrás de pegadas ou algo que remetesse as palavras ditas horas antes.

Natsumi; 1875 2250 00/08

Considerações:
— 500+ palavras no post.

Atributos usados:
Velocidade: --.
Força: --.
Selos: --.
Armas:
Kusanagi no Tsurugi (Uchiha Sasuke) (AG) — 10 espaços
Rank: S
Descrição: O chokutō Sasuke Uchiha referido como uma espada de Kusanagi foi sua arma pessoal em toda a parte da Parte II. Tinha uma bainha preta e um punho combinado, e era um tamanho maior do que um chokutō normal. Não tinha nenhuma das especialidades naturais como o que Orochimaru exerce, como a extensão da lâmina e a capacidade de cortar quase qualquer coisa, os quais são atributos naturais do Kusanagi, mas foi repetidamente demonstrado ser muito durável e capaz para cortar vários materiais. Sasuke poderia expandir o poder da sua espada, canalizando seu chakra relâmpago para a lâmina com fluxo de chakra, o que aumentaria sua nitidez muito através de vibrações de alta frequência, além de aumentar sua faixa de corte. Isso permitiria a Sasuke cortar quase qualquer coisa, além de adormecer o alvo que foi perfurado por esta lâmina relâmpago.
Aparência:
A personagem tem 3 peças de roupas:
Traje de Batalha
Casual 1
Casual 2

O que estiver em negrito é a roupa que está sendo utilizada.
Jutsus Utilizados:

_______________________

"Even if there's a small chance, we owe this to everyone who's not in this room to try"
[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador 03682610

Fama : 22
Exile
Jōnin
https://www.narutorpgakatsuki.net/t66833-f-the-order-kaguya-natsumi#491375 https://www.narutorpgakatsuki.net/t59736-c-t-natsumi#409350

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 16/5/2019, 18:36


Narrador: Hyouhaku

Tudo que está quebrado pode ser reforjado

JOGADORES PARTICIPANTES DO RP @Exile

 
Limites de Kumogakure no Sato, 21:28.

Após se aprontar e iniciar sua viagem, o vento lhe fazia companhia mais do que nada, constantes brisar jogando seus cachos dourados ao vento enquanto trajava a rota até o local desconhecido, considerando não saber de onde se tratava, era um tanto difícil saber para onde ir. Porém as direções gerais podiam ser seguidas, chegou próxima de um desfiladeiro, onde do topo tinha uma vista árida, nada há diversos quilômetros enquanto encarava o breu da noite, a lua tampada por entre nuvens densas deixava-a numa sensação de absoluta solidão, não possuía grandes habilidades em rastreamento, e pela escuridão se tornava impossível conseguir algo, andando sem rumo por entre a noite fria, começaria a se questionar por ter sido tão impulsiva? Uma estória de bêbados, e era só. Se deixou levar pelo momento, viajou algumas horas atoa, na busca de uma lenda, num último olhar relutante antes de desistir, um brilho ao fundo rapidamente se extinguía, contudo era certo que algo havia chamado sua atenção. Poderia ser simplesmente um animal que emitiu luz, dando esperanças falsas para uma garota sozinha, ou poderia ser o vilarejo de Noxus.


Caso seguisse na direção mencionada, em vinte minutos enxergaria um local construído apenas de pedras negras, casas com pontas longas e pouca luminosidade, pra não se dizer nenhuma. Eles estavam dentro de um buraco entre os relevos e montanhas, tendo uma proteção natural dos paredões a sua volta, e sem emitir luz, não arriscavam ser atacados por animais ou forasteiros.

[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador CxYFzve
Similar a isto, porém numa escala extremamente menor, pois se trata de um pequeno vilarejo, e sem o buraco de abismo no meio, simplesmente casas.

[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador WhynotNoxus
Similares aos prédios no fundo, mas pequenos, como casas.


Considerações:
Adicionei esse turno passado como superar egocentrismo pra ter 1 post sobrando caso precise, como tu cumpriu o mínimo anyway não muda nada.

Descrevi até tua chegada na cidade, como tu vai agir e reagir é por tua conta, idem como planeja buscar a informação da espada, caso vá perguntar e não só ficar buscando.


Obter arma lendária: 02/05 — 200 Palavras
Superar egocentrismo: 02/08 — 200 Palavras

Somatória total de palavras mínimas neste post: 400
Post 03/10
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 17/5/2019, 13:06










Kaguya Natsumi




Somente com seus instintos e vontade de ter aquela lendária arma, Natsumi rumava na direção inesperada atrás de uma cidade chamada Noxus, nunca tinha ouvido falar antes. Os ventos dos arredores do País do Trovão junto com a noite nublada traziam frio, mistério e dúvidas para a jōnin que estava num processo de transformação, mas que nem ela sabia disso. Acreditar em rumores nunca foi do feitio da Kaguya, como disse sua mãe antes de sair de casa, mas naquela vez era algo que poderia ser verdade, porém a cada passo vago, sem respostas, ela começava a mudar de ideia. Pulos pelas montanhas, passos pelas árvores, sem quaisquer meios de auxílio visual, ela se sentia uma idiota cada vez mais. A tal encruzilhada nunca chegava, o seu corpo cansava e a sua mente lhe dizia que fora enganada por meros bêbados num bar. Aquilo poderia lhe deixar com raiva, mas queria continuar, mais alguns minutos seguia, passava horas, até que parou de vez. — Devia ter escutado minha mãe. — disse a si mesma, um pouco arrependida, chutando algumas pedras que tinham pelo caminho. Respirou fundo olhando para o nada, para o obscurecido. Prestes a voltar, percebia algo inusitado, uma luz se apagando. Curiosa, primeiro pensou que seria um animal, mas desconhecia alguma espécie que faria aquilo, emitir luminosidade. Perseguiu aquela luz com esperança, parecia ser o destino a ajudando a seguir em frente. O caminho longo lhe concedeu o que desejava: resposta. Ao pé de paredão, se deslumbrou com uma enorme cidadela escondida dentro de um buraco. Sorriu com confiança. — Sabia! — exclamou enquanto, com um pulo, desceu até o meio da cidade.

Aquela só podia ser a dita cuja Noxus, e ao olhar mais de perto, saberia o porquê dela nunca ser mencionada num mapa, estava escondida esse tempo todo, sem emitir nenhuma luz perceptível. As casas diferenciadas e obscuras transmitiam um ar de perigo, algo como magia negra, algo proibido, mas que não assustava a jōnin. Talvez sua roupa fosse destoante do resto dos moradores, com certeza seria notada, por isso uma batalha não seria uma surpresa para ela. Andaria até o centro da cidade, olharia cada canto que conseguia, veria lojas que lhe trouxessem interesse. A busca pela espada e pelo homem começaria com cuidado, mas também estar ali seria um exercício de reconhecimento, ver pessoas novas que um dia poderiam ser úteis para ela. Procuraria por uma loja de armas, um local que seria comum do homem procurado, caso quisesse vender a arma. A primeira que encontrasse adentraria, calma, e observaria seus cantos, talvez a espada já tivesse sido vendida. Mesmo não encontrando o seu desejado item, conversaria com o vendedor. — Olá! Queria saber uma coisa. Algum viajante, com cabelos longos e roupa azul, passou por aqui? Estou a procura dele. — falaria de forma calma para quem estivesse ali.

Natsumi; 1875 2250 00/08

Considerações:
— 471 palavras.

@Hyouhaku

Atributos usados:
Velocidade: --.
Força: --.
Selos: --.
Armas:
Kusanagi no Tsurugi (Uchiha Sasuke) (AG) — 10 espaços
Rank: S
Descrição: O chokutō Sasuke Uchiha referido como uma espada de Kusanagi foi sua arma pessoal em toda a parte da Parte II. Tinha uma bainha preta e um punho combinado, e era um tamanho maior do que um chokutō normal. Não tinha nenhuma das especialidades naturais como o que Orochimaru exerce, como a extensão da lâmina e a capacidade de cortar quase qualquer coisa, os quais são atributos naturais do Kusanagi, mas foi repetidamente demonstrado ser muito durável e capaz para cortar vários materiais. Sasuke poderia expandir o poder da sua espada, canalizando seu chakra relâmpago para a lâmina com fluxo de chakra, o que aumentaria sua nitidez muito através de vibrações de alta frequência, além de aumentar sua faixa de corte. Isso permitiria a Sasuke cortar quase qualquer coisa, além de adormecer o alvo que foi perfurado por esta lâmina relâmpago.
Aparência:
A personagem tem 3 peças de roupas:
Traje de Batalha
Casual 1
Casual 2

O que estiver em negrito é a roupa que está sendo utilizada.
Jutsus Utilizados:

_______________________

"Even if there's a small chance, we owe this to everyone who's not in this room to try"
[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador 03682610

Fama : 22
Exile
Jōnin
https://www.narutorpgakatsuki.net/t66833-f-the-order-kaguya-natsumi#491375 https://www.narutorpgakatsuki.net/t59736-c-t-natsumi#409350

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 19/5/2019, 01:38


Narrador: Hyouhaku

Tudo que está quebrado pode ser reforjado

JOGADORES PARTICIPANTES DO RP @Exile

 
Noxus, 21:47.

A calada da noite em Noxus era quase como outro mundo, não haviam lojas abertas, movimentação geral nas pessoas da rua, o calçamento de pedricíta, era algo desconhecido para a Kaguya, porém perceptível ao olho diferente de qualquer chão, possuía uma certa elasticidade, como se fosse de borracha, mas tentar tensionar ou empurrar resultava em algo mais sólido que aço, sua coloração extremamente escura dava as vezes uma ideia de buraco, como se a qualquer momento o chão não estaria mais lá, e seguiria caindo num abismo.

Perambulou pela cidade em busca de algo, mas não deu sorte de encontrar parcialmente nada aberto, contudo uma taberna continuava com luz, talvez fosse aquela de relance que conseguiu enxergar, caso adentrasse na mesma, perceberia a construção inortodoxa do lugar, muito cumprida e pouco larga, diversas mesas deixando uma única rota no centro para se passar, um teto alto e quase nenhuma clientela.

[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador Maxresdefault

Um homem atrás do balcão na ponta mais distante avistava a loira adentrando, e esboçava um sorriso que podia ser visto a metros, abanando em direção da mesma se erguia, saindo da postura que estava, provavelmente não esperava cliente algum naquele horário, quem dirá uma bela moça.

[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador Gragas-oktoberfest
— Howdy miss! Não imaginava algum turista por aqui, haha! E então, fome, sede? Temos ótimas bebidas e comidas.

(1) Informação — Ei, ei, não podemos falar de negócios, ou melhor, boatos, de barriga vazia, podemos?
(2) Comidas -1.000 RY — Ah, agora sim! Pode escolher o que deseja, cervejas, vinhos, pães e bolos, carne assada, temos muita variedade! / Auto sucess
(3) Sedução 40% Sucesso
(4) Extorsão 60% sucesso
(5) Criatividade x% sucesso

Rota 1 é obrigatória tomar, vide tua postagem passada, Depois pode optar por umas das demais, ou várias caso deseje tentar de tudo um pouco pra ver se algo cola.


Considerações:
Post bem claro, ele sabe o que você quer, e sabe muito mais, pode obter algumas boas informações dele depois de ter sucesso na interação, fica a teu bel prazer obter mais ou menos.

Dependendo do desenrolar da missão, tais informações extras podem ser úteis, então se sacie caso deseje de info geral.


Obter arma lendária: 03/05 — 200 Palavras
Superar egocentrismo: 03/08 — 200 Palavras

Somatória total de palavras mínimas neste post: 400
Post 04/10
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 19/5/2019, 12:21










Kaguya Natsumi




A busca incessante de Kaguya Natsumi pelas ruas de Noxus atrás do homem que possuía a espada de seu interesse continuava. A mulher olhava para todo o canto, tanto para conhecer como para descobrir algo. Pela hora da noite, era normal ver estabelecimentos fechados, a pouca luminosidade das casas e prédios, junto com o calçamento da rua traziam um quase breu no ambiente.
Como alguém pinta a rua totalmente de preto? Não dá pra ver quase nada. — perguntou-se enquanto andava, mas esqueceu que a cidade era assim para se esconder completamente, então a pintura era daquela forma para se camuflar, principalmente a noite.
Procurando por alguma loja de armas, nada encontrou, sua caminhada lhe deixava a mercê da sorte, assim como foi desde que saiu de Kumogakure. Kaguya Natsumi, mesmo sendo uma jōnin, agiu de forma imprudente se retirando da sua aldeia em busca de uma lenda, um rumor. Isso começava a pesar nela de novo enquanto via-se sem saída naquele lugar obscuro.
Dentre vários lugares fechados e sem luz, ainda havia um que suas portas ainda estavam abertas, uma taverna. “Por que não?” pensou a kunoichi enquanto aproximava-se do lugar. Entrou de forma calma, observando todos os cantos que podia, julgava a baixa qualidade da estrutura, mas não podia reclamar, a cidade inteira era daquela forma, ou quase. Poucas pessoas estavam lá, uma ou duas sentadas nas mesas, e um atrás do balcão, este que fizera a primeira abordagem com um grande sorriso em seu rosto.
Howdy miss! Não imaginava algum turista por aqui, haha! E então, fome, sede? Temos ótimas bebidas e comidas.
Natsumi gostava da forma com que ele falou, trazia alegria para um lugar triste e misterioso que era Noxus, mas ela estava ali com um único propósito, a qual era questionou ao dono do bar.
Ei, ei, não podemos falar de negócios, ou melhor, boatos, de barriga vazia, podemos?
As palavras do ruivo fizeram a loira abrir um sorriso, tocou num ponto onde ambos poderiam sair ganhando ali, além de ser bem-humorado.
Entendi qual é a sua, gostei. Tem um cardápio para ver suas ótimas bebidas e comidas? — a Kaguya analogava com a primeira fala do homem, com um sorriso aberto. Assim ela colocava uma quantia de dinheiro no balcão, a frente dele.
Ah, agora sim! Pode escolher o que deseja, cervejas, vinhos, pães e bolos, carne assada, temos muita variedade!
Me vê um copo de suco de qualquer fruta, sem açúcar. — pediu a ele. Assim que ele saísse, começaria a olhar ao redor, procurando algo, mas de forma discreta.  

Natsumi; 1875 2250 00/08

Considerações:
— 400+ palavras.

@Hyouhaku

Atributos usados:
Velocidade: --.
Força: --.
Selos: --.
Armas:
Kusanagi no Tsurugi (Uchiha Sasuke) (AG) — 10 espaços
Rank: S
Descrição: O chokutō Sasuke Uchiha referido como uma espada de Kusanagi foi sua arma pessoal em toda a parte da Parte II. Tinha uma bainha preta e um punho combinado, e era um tamanho maior do que um chokutō normal. Não tinha nenhuma das especialidades naturais como o que Orochimaru exerce, como a extensão da lâmina e a capacidade de cortar quase qualquer coisa, os quais são atributos naturais do Kusanagi, mas foi repetidamente demonstrado ser muito durável e capaz para cortar vários materiais. Sasuke poderia expandir o poder da sua espada, canalizando seu chakra relâmpago para a lâmina com fluxo de chakra, o que aumentaria sua nitidez muito através de vibrações de alta frequência, além de aumentar sua faixa de corte. Isso permitiria a Sasuke cortar quase qualquer coisa, além de adormecer o alvo que foi perfurado por esta lâmina relâmpago.
Aparência:
A personagem tem 3 peças de roupas:
Traje de Batalha
Casual 1
Casual 2

O que estiver em negrito é a roupa que está sendo utilizada.
Jutsus Utilizados:

_______________________

"Even if there's a small chance, we owe this to everyone who's not in this room to try"
[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador 03682610

Fama : 22
Exile
Jōnin
https://www.narutorpgakatsuki.net/t66833-f-the-order-kaguya-natsumi#491375 https://www.narutorpgakatsuki.net/t59736-c-t-natsumi#409350

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 20/5/2019, 14:57


Narrador: Hyouhaku

Tudo que está quebrado pode ser reforjado

JOGADORES PARTICIPANTES DO RP @Exile

 
Noxus, 21:49.


[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador Gragas-oktoberfest
— Heh heh, agora sim! Saindo pra já; — Rapidamente o homem serviu um copo de uma jarra de coloração laranja, presumidamente o suco era de laranja, porém ao provar, o cítrico possuía algumas diferenças, era um tanto mais suave, como se houvesse... hortelã. De qualquer forma, era uma sensação boa cada golada que desse. — Todo viajante que passa nós sabemos, e certamente ninguém assim passou por Noxus. Contudo, sei de quem você se refere, ele é conhecido por andar nas redondezas. O nome dele é Yone, ninguém sabe onde o encontrar... ao menos ninguém me contou, heh heh! Mas se alguém pode lhe dar a resposta, é o T!

Ele parou por um momento, pegando um pedaço de queijo e enrolando num pano, empurrando-o sobre o balcão em direção da loira — Saindo desta taberna, indo diretamente ao ponto norte, existe uma caverna antes da subida para sair, ela é bem baixinha, mas é lá que ele costuma ficar. Pelo preço que me pagou, isso deve ajudar.

O homem juntava as moedas, com um sorriso contente esperando satisfeito que a mulher terminasse sua bebida antes de partir, caso não o fizesse, perguntaria se não estava de seu agrado, do contrário não diria nada.


Olhando envolta não havia muito, algumas pessoas jogavam carta num canto, mas era evidente que era um jogo diferente, se existia a informação de onde Yone estava, na boca de apostas era um bom lugar para tentar, o tal T também deveria saber, alguns outros meios deviam estar disponíveis, caso a jovem se esforçasse.



Se indo até a mesa dos jogadores, encontraria um senhor e uma mulher conversando enquanto carteavam sem qualquer compromisso aparentemente, mas uma boa quantidade de dinheiro sentava no centro.

[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador Swain-classic
— Ora, ora... parece que estou em uma enrascada.

[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador Leblanc-classic
— Um tanto difícil de acreditar, acho que está fazendo show para nossa expectadora.



Contudo, se decidisse ir até o norte de Noxus, com um pouco de esforço perambulando pelos limites conseguiria achar o buraco, e não caverna. Se questionaria se aquele era mesmo o lugar certo, deveria entrar praticamente de quatro, porém logo pondo a cabeça perceberia que o lugar se alargava em menos de dois metros a frente, podendo andar em pé com a cabeça abaixada, algumas tochas iluminavam o interior, mas principalmente um cheiro marcante e forte invadia as narinas da Kaguya, o cheiro em questão não era nada prazeroso.

[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador Twitch-classic
— Quem invade meu recinto?! Não farei pacto algum, já disse, não sou uma mera invocação! Agora, esse cheiro... o que você tem ai! — Uma figura um tanto bizarra aparecia, sentada em um trono de madeira, um rato que falava portando óculos, então aquele, ou melhor, aquilo era o T.?


Se simplesmente perambulasse pela cidade em busca de informações, apenas um lugar se encontrava aberto, e um rapaz muito marrento abordaria a loira.

[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador Draven-classic
— Ei gracinha, nunca te vi por essas bandas, he he he.




Considerações:

Criei 2 cenários possíveis, 1 mais difícil e interativo, 1 mais direto e fácil.
Idem pode buscar informação nas ruas, ai eu desenvolvo bem rápido um novo cenário como tu pretender achar, mas não tem nada aberto além de um lugar muito suspeito, onde tá o Draven, tu pode criar um quarto caminho, mas imagino que o Draven vai estar nele anyway.

Obter arma lendária: 04/05 — 200 Palavras
Superar egocentrismo: 04/08 — 200 Palavras

Somatória total de palavras mínimas neste post: 400
Post 05/10
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 23/5/2019, 11:02










Kaguya Natsumi




Não demorara muito para que Natsumi recebesse seu pedido, realmente o ruivo dono da taverna era rápido em serviço, um ponto para ele. Veio com uma jarra de um suco de coloração laranja, a mulher presumia ser suco da fruta laranja, mas ao provar de um copo deste, sentia um sabor um tanto diferenciado, algo adicionado a ele que fazia ficar mais saboroso. A jōnin soltava um “Hmm...” involuntariamente e, quando percebeu, sorria para o homem que fez aquela bebida.

Muito boa, você tem talento. — dava uma risada leve logo em seguida.

Continuava a tomar o seu suco, com um pouco mais de liberdade ela observava os arredores do bar, a procura de algo ou alguém que viera a ser útil naquele momento, mas parecia que o próprio dono já era o suficiente para ela. Voltou-se a ela novamente, contando o que a Natsumi queria ouvir: uma informação útil. Nome do homem com a espada? Yone. Nunca apareceu em Noxus, mas alguém sabia onde encontrá-lo, de nome T.

T? — perguntou a ele com curiosidade. Enquanto a pergunta era feita, o ruivo trazia um pedaço de queijo e deixava para ela, ela ficava um pouco confusa, não havia pedido aquilo e não tinha vontade e comer.

A dúvida era parcialmente sanada com a localização deste tal T, uma caverna próxima a saída da cidade. As informações eram bem gravadas por ela. Raciocinava sobre o porquê do queijo, mas nada fazia sentido para ela, enquanto pensava, terminava seu suco por completo.

Obrigada pelo suco… e por isso também. — mostrava o queijo para o homem que mais a ajudou naquela cidade, ela seguia para a saída.

O caminho era um pouco longo, por isso a Kaguya poderia ver os rostos que ali estavam, uma mesa de jogadores era o que chamava a atenção da loira ali. Jogavam cartas e outras coisas, valendo dinheiro, é claro. Onde há dinheiro, pode haver algo “a mais”, concluía a ninja, claro que esse “a mais” seria mais alguma informação sobre Yone ou a espada. Aproximava-se dos jogadores com calma, e ficava ali sem demonstrar nada, somente observava os jogos e as palavras que poderiam dizer, e talvez algo útil delas. Um casal dentre as mesas se destacavam, um homem velho de cabelos longos e brancos, com um sobretudo vermelho enegrecido, e uma mulher com roupas extravagantes e maquiagem arroxeada, jogavam calmamente entre si, e de praxe, havia dinheiro entre eles, muito dinheiro. Prestava mais atenção neles, eram destoantes do resto do público ali. Tentava não ser percebida, mas parecia que falhava, a reclamação do homem sobre estar sem saída no jogo era seguida de uma indagação, talvez até uma brincadeira, da mulher dizendo que fizera de propósito para chamar a atenção da “expectadora”, que, com certeza, se tratava de Natsumi. A partir disso não havia mais o que se esconder ou fingir ser, a jōnin andava até a mesa deles, mas sem nenhuma agressividade excessiva.

A expectadora aqui gostou do jogo de vocês, mas o jeito que vocês são não me trazem a sensação que são meros jogadores, acho que vocês sabem de algo de que estou procurando… Podem me ajudar? — ela falava com segurança, confiança e um pouco de força, não queria se mostrar fraca, mas também não muito agressiva, havia também um tom de humor.

Natsumi; 1875 2250 00/08

Considerações:
— 400+ palavras.

@Hyouhaku

Atributos usados:
Velocidade: --.
Força: --.
Selos: --.
Armas:
Kusanagi no Tsurugi (Uchiha Sasuke) (AG) — 10 espaços
Rank: S
Descrição: O chokutō Sasuke Uchiha referido como uma espada de Kusanagi foi sua arma pessoal em toda a parte da Parte II. Tinha uma bainha preta e um punho combinado, e era um tamanho maior do que um chokutō normal. Não tinha nenhuma das especialidades naturais como o que Orochimaru exerce, como a extensão da lâmina e a capacidade de cortar quase qualquer coisa, os quais são atributos naturais do Kusanagi, mas foi repetidamente demonstrado ser muito durável e capaz para cortar vários materiais. Sasuke poderia expandir o poder da sua espada, canalizando seu chakra relâmpago para a lâmina com fluxo de chakra, o que aumentaria sua nitidez muito através de vibrações de alta frequência, além de aumentar sua faixa de corte. Isso permitiria a Sasuke cortar quase qualquer coisa, além de adormecer o alvo que foi perfurado por esta lâmina relâmpago.
Aparência:
A personagem tem 3 peças de roupas:
Traje de Batalha
Casual 1
Casual 2

O que estiver em negrito é a roupa que está sendo utilizada.
Jutsus Utilizados:

_______________________

"Even if there's a small chance, we owe this to everyone who's not in this room to try"
[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador 03682610

Fama : 22
Exile
Jōnin
https://www.narutorpgakatsuki.net/t66833-f-the-order-kaguya-natsumi#491375 https://www.narutorpgakatsuki.net/t59736-c-t-natsumi#409350

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 23/5/2019, 23:04


Narrador: Hyouhaku

Tudo que está quebrado pode ser reforjado

JOGADORES PARTICIPANTES DO RP @Exile

 
Noxus, Mesa de Apostas 21:51.



[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador Swain-classic
— Ha ha... estamos jogando mocinha, mas caso queira algo, imagino que deseje obter do mesmo modo?

[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador Leblanc-classic
— Ambos sabemos que eu venci, não me importo de iniciar um novo jogo com a garotinha, ou você quer ter as honras?

O velho dava de ombros, e então a mulher maquiada tomava a frente para jogar, embaralhava rapidamente as cartas e distribuída cinco delas para cada um.
— É um jogo bem simples, duas cartas do mesmo número são pares, três são trios, pares ganham de trios, e assim vai. Uma escada de 1 a 5 vale mais pontos que um trio, mas não 4 ou 5 iguais, uma escada de 2 a 6 vale mais que quatro iguais, não cinco. Dois pares ou trios são decididos pelo valor das cartas, dois pares 2 vs dois pares 5, o 5 ganha. As cartas aqui embaralhadas vão somente de 1 até 6, e este é o jogo. Varia de sorte pra habilidade de saber quando manter a mão e quando girar ela.

— Se você quer encontrar o que buscava no balcão, podemos lhe dar. Mas se falhar, queremos uma pergunta livre de volta. Para ser justo, lhe daremos duas chances, uma contra cada. — Disse o homem.

As carta então eram embaralhadas, na mão da Kaguya residia (1) dois, (2) 1, (1) 6 e (1) 5. O que ela faria?





Considerações:

Espero que você tenha jogado The Witcher pq n sei explicar direito o jogo. É tipo Poker, mas era pra ser com dados, como fui burro adaptei pra cartas. É só egocentrismo aqui, exatamente pelo fato de q vc travou a busca, 200 palavras bastam.

Obter arma lendária: 04/05 — 200 Palavras
Superar egocentrismo: 05/08 — 200 Palavras

Somatória total de palavras mínimas neste post: 200
Post 06/10
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 25/5/2019, 18:12










Kaguya Natsumi




Natsumi não poderia esperar menos dos dois que ela havia abordado, eram jogadores, e a melhor forma de conseguir algo deles era entrando nos seus jogos. O convite era feito pelo velho e, com um sorriso confiante por parte da kunoichi de Kumo, ela aceitava.

Tudo bem, jogarei com vocês. — proferiu enquanto observava os dois, esperando alguma movimentação deles para o começo do jogo.

A mulher era a que ia jogar com a Kaguya, o velho não se importava. A loira ajeitava-se numa cadeira enquanto olhava as cartas e via a extravagante mulher explicando o que deveria ser feito ali.

Um jogo envolvendo pares, trios e escadas. A explicação era um pouco complicada, mas a jōnin conseguia compreender como que funcionava tudo aquilo, era uma novidade, então erros poderiam ser mais do que comuns naquela primeira vez. As cartas eram embaralhadas e entregues cinco para cada um. Na mão de Natsumi estavam as seguintes cartas: um número 2, dois número 1, um número 5 e um número 6. Ela tinha que escolher entre manter o que tinha ou descartar. Ela olhara para os outros dois tentando tirar algo deles, ver o que talvez eles tinham na mão, se era algo bom ou ruim. A loira tinha duas chances. Lembrava-se das regras ditas pela mulher e assim decidia sua jogada:

Giro. — proferiu.

Natsumi; 1875 2250 00/08

Considerações:
— 200+ palavras.

Well, preciso explicar o porquê fiz isso?

@Hyouhaku

Atributos usados:
Velocidade: --.
Força: --.
Selos: --.
Armas:
Kusanagi no Tsurugi (Uchiha Sasuke) (AG) — 10 espaços
Rank: S
Descrição: O chokutō Sasuke Uchiha referido como uma espada de Kusanagi foi sua arma pessoal em toda a parte da Parte II. Tinha uma bainha preta e um punho combinado, e era um tamanho maior do que um chokutō normal. Não tinha nenhuma das especialidades naturais como o que Orochimaru exerce, como a extensão da lâmina e a capacidade de cortar quase qualquer coisa, os quais são atributos naturais do Kusanagi, mas foi repetidamente demonstrado ser muito durável e capaz para cortar vários materiais. Sasuke poderia expandir o poder da sua espada, canalizando seu chakra relâmpago para a lâmina com fluxo de chakra, o que aumentaria sua nitidez muito através de vibrações de alta frequência, além de aumentar sua faixa de corte. Isso permitiria a Sasuke cortar quase qualquer coisa, além de adormecer o alvo que foi perfurado por esta lâmina relâmpago.
Aparência:
A personagem tem 3 peças de roupas:
Traje de Batalha
Casual 1
Casual 2

O que estiver em negrito é a roupa que está sendo utilizada.
Jutsus Utilizados:

_______________________

"Even if there's a small chance, we owe this to everyone who's not in this room to try"
[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador 03682610

Fama : 22
Exile
Jōnin
https://www.narutorpgakatsuki.net/t66833-f-the-order-kaguya-natsumi#491375 https://www.narutorpgakatsuki.net/t59736-c-t-natsumi#409350

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 27/5/2019, 01:51


Narrador: Hyouhaku

Tudo que está quebrado pode ser reforjado

JOGADORES PARTICIPANTES DO RP @Exile

 
Noxus, Mesa de Apostas 21:53.

Com extrema confiança, a Kaguya simplesmente girava todas cartas em mãos, arriscando no desconhecido com obstinação, as cartas que pegava resultavam em dois pares de 5 e 6, sua adversária trocava apenas uma carta, possuindo um trio de quatros.  Por puro instinto, a garota conseguiu incrivelmente na primeira mão derrotar sua adversária, que não demonstrou surpresa, felicidade ou tristeza, apenas sorriu calmamente enquanto erguia o cenho.


[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador Leblanc-classic
— Seria uma confiança excessiva em si mesma ou apenas inexperiência que levou a este resultado? De toda forma, a espada do exilado é o que buscas, correto? Ione pode ser encontrado a tinta minutos após o salgueiro, costuma viver em uma caverna entre duas montanhas. O salgueiro é fácil enxergar, uma das únicas árvores nas redondezas acima de Noxus que pode ser vista de longe, de tronco escuro.


O velho apenas dava risadas vendo sua parceira derrotada, logo ambos voltavam para seus jogos, ignorando a presença da mesma, dado o fato que ela obteve o que queria, não havia necessidade de se estender ali.


Caso fosse até o local explicado, enxergando a árvore e seguindo reto, daria de frente com uma cadeia montanhosa, contornando a mesma ou passando por cima, no meio teria uma queda, e descendo até lá conseguiria identificar onde ficava a entrada para a caverna.

[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador 92d6da2b9b94400801b0cb4faab203dfad621221

O ambiente era escuro, e não conseguia identificar direito onde estava o homem, mas o caminho linear dentro daquele local úmido só poderia levar até ele, visto que não existia nenhuma intersecção a vista, uma pequena concentração de água escorria pelo centro do solo lentamente, algum riacho devia correr por entre aquele canyon, o barulho das gotas constantemente batendo no solo e ecoando pela região era a única coisa que a loira conseguia escutar.








Considerações:

Rodei dado e você conseguiu bater a mão dela de primeira, eu ia dar 2 chances. Anyway, 200 palavras de novo, narre indo até lá, pensa no trajeto sei lá, entra na caverna e começa a busca pelo Ione, 200 palavras servem.

Obter arma lendária: 04/05 — 200 Palavras
Superar egocentrismo: 06/08 — 200 Palavras

Somatória total de palavras mínimas neste post: 200
Post 07/10
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 27/5/2019, 22:20










Kaguya Natsumi




Jogar um jogo na qual havia acabado de aprender e de repente saber que sua jogada a levou para uma vitória rápida pode ser considerado sorte ou uma genialidade por parte da jōnin de Kumogakure? A sua decisão a levara para uma nova mão de cartas sendo dois pares, um de 5 e outro de 6, naquele momento seu olho abria com o que havia obtido, e a mulher a sua frente trocara somente uma de suas cartas, acabando por mostrar e ver que havia sido derrotada por Natsumi de uma forma um tanto quanto inesperada, era tão confiante quanto a loira (e tinha motivo, com certeza jogava mais do que a ninja). A pergunta deveras provocante para a mulher dos cabelos claros fizera a Kaguya abrir um sorriso irônico.

Talvez eu tenha um dom para o carteado. Quem sabe na próxima você ganhe… quem sabe. — falava em tom de brincadeira, mas, ainda assim, tentava tomar alguma superioridade, mesmo sabendo que seu movimento estava iluminado com sorte.

Não demorara muito para ela continuar a falar, dessa vez uma informação mais útil, sobre a espada. Uma localização era o que ela mais desejava, e obteve.

Obrigada, lembrarei de vocês. — disse com o mesmo sorriso, mas dessa vez era genuíno o agradecimento. Tudo isso enquanto se levantava e dirigia-se para a saída do bar.

O bar não era de todo ruim, conseguiu coisas que queria e conhecia pessoas… diferentes. A busca pelo tal Yone continuava, agora nas ruas de Noxus. As instruções daquela extravagante mulher eram seguidas pela kunoichi, procurara pelo ponto de referência, o sabugueiro, e então passaria por todos os obstáculos até chegar a entrada.

Não foi difícil achar a caverna dita por ela, a informação era correta, o que fez Natsumi sorrir fechado para si mesma.

Finalmente.

Adentrou naquela caverna sem pestanejar. A falta de luminosidade era um empecilho para ela, não saber direito onde estava pisando sempre é uma merda. Uma pequena quantidade de água direcionava o caminho por onde Natsumi deveria ir, não era confiável, mas era o único guia. Em uma tentativa de criar algum tipo de luz, a loira colocou o seu dedo indicador direito nessa água e aplicou chakra elemental de raio nela, visando que a energia seguisse o caminho e também criasse uma luz. Se fosse efetivo, seguiria pelo caminho iluminado. Se não, procuraria por alguma forma de deixar as coisas mais fáceis, seja algum objeto luminoso ou até mesmo algo que chamasse a atenção de Yone para fora.

Natsumi; 1875 2225 00/08

Considerações:
— 200+ palavras. Creio que tá bem explicativo sobre o que inventei de fazer. Minha Kusanagi permanece na cintura a direita.

@Hyouhaku

Atributos usados:
Velocidade: --.
Força: --.
Selos: --.
Armas:
Kusanagi no Tsurugi (Uchiha Sasuke) (AG) — 10 espaços
Rank: S
Descrição: O chokutō Sasuke Uchiha referido como uma espada de Kusanagi foi sua arma pessoal em toda a parte da Parte II. Tinha uma bainha preta e um punho combinado, e era um tamanho maior do que um chokutō normal. Não tinha nenhuma das especialidades naturais como o que Orochimaru exerce, como a extensão da lâmina e a capacidade de cortar quase qualquer coisa, os quais são atributos naturais do Kusanagi, mas foi repetidamente demonstrado ser muito durável e capaz para cortar vários materiais. Sasuke poderia expandir o poder da sua espada, canalizando seu chakra relâmpago para a lâmina com fluxo de chakra, o que aumentaria sua nitidez muito através de vibrações de alta frequência, além de aumentar sua faixa de corte. Isso permitiria a Sasuke cortar quase qualquer coisa, além de adormecer o alvo que foi perfurado por esta lâmina relâmpago.
Aparência:
A personagem tem 3 peças de roupas:
Traje de Batalha
Casual 1
Casual 2

O que estiver em negrito é a roupa que está sendo utilizada.
Jutsus Utilizados:
Raiton — Manipulação
Descrição: Raiton (雷遁, Raiton; TV Brasileira "Estilo Relâmpago") é uma das cinco áreas elementares básicas de transformação da natureza que permite ao usuário gerar relâmpagos aumentando as vibrações de alta frequência do chakra, permitindo dano perfurante e movimento rápido. A eletricidade paralisa o alvo para assim deixá-lo sem poder se mexer e vulnerável a um golpe final. Mesmo sendo incomum, relâmpago pode ser fundido a armas laminadas numa maneira parecida com o Vento pelo fluxo de chakra, aumentando poder perfurante através das vibrações, com o efeito adicional de causar entorpecimento. Quando a técnica é lançada do corpo, e com isso não precisando de contato físico, não é tão rápida como o relâmpago natural. Em vez disso, devido ao controle que o usuário deve exercer sobre ela, o relâmpago é muito mais lento, dando ao inimigo tempo para reagir. O Raiton é comum para os ninjas em Kumogakure.

_______________________

"Even if there's a small chance, we owe this to everyone who's not in this room to try"
[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador 03682610

Fama : 22
Exile
Jōnin
https://www.narutorpgakatsuki.net/t66833-f-the-order-kaguya-natsumi#491375 https://www.narutorpgakatsuki.net/t59736-c-t-natsumi#409350

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 28/5/2019, 17:26


Narrador: Hyouhaku

Tudo que está quebrado pode ser reforjado

JOGADORES PARTICIPANTES DO RP @Exile

 
Fronteiras de Kumogakure, Montanha Escondida. 22:21.


Já faziam algumas horas de caminhada para a Kaguya, que ainda não sentia qualquer tipo de fome, o suco havia sido mais que o suficiente para lhe satisfazer, contudo ainda carregava consigo aquele pedaço de queijo, sem motivo algum mais aparente. Usou o riacho como guia, crendo que ele seria a resposta, induziu uma corrente elétrica na água a fazendo brilhar e mostrar o caminho, devia repetir o movimento de vez em vez, dado que a corrente elétrica rapidamente se desfazia, e após alguns metros andados perdia a trilha.

Por sorte e sem qualquer problema, chegou numa área mais iluminada, um pouco da lua atravessava algumas fendas que deixavam visível a poeira caindo das mesmas, acima de si somente Deus e o pó. Olhando ao fundo, ou melhor, escutando, perceberia uma cachoeira, uma água corrente forte, um tanto estranho. Se seguindo o som, finalmente encontraria tanto quem buscava, quanto luz em abundância, uma lamparina iluminava a parede da caverna, e uma grande parte da mesma ausente no teto deixava o luar cuidar do resto, esse buraco em questão era onde metade da água caía, e pelo reflexo da luz na água, criava diversas figuras nas paredes, reluzentes pela luz da água, como um arco-íris uni-color e desregular, pintando o ambiente.


[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador 916042B5B88701CF4663BC953CF87EC89A092392
— Quem é você? Na realidade, isso não importa muito, a real questão é o que você busca aqui? — A voz vinha do nada, e ao mesmo tempo de todos lugares, mesmo com luz não conseguia encontrar o proferidor de tais palavras, a caverna ecoava deixando impossível de localizar pelo som onde estava seu adversário. — Imagino que seja o mesmo que todos outros... — Falava, deixando no ar uma espera, permitindo que a garota respondesse o que acreditava ser a resposta. A morte. — Complementava logo após a resposta dela.






Considerações:

'Cê tem que dar um jeito de achar ele, ou convencer ele que tu é digna, ou sei lá, no momento tu não sabe absolutamente nada, então ou ache ele somehow, ou continue conversando pra obter mais info.

Obter arma lendária: 04/05 — 200 Palavras
Superar egocentrismo: 07/08 — 200 Palavras

Somatória total de palavras mínimas neste post: 200
Post 08/10
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 28/5/2019, 23:08










Kaguya Natsumi




Muitos perguntariam o porquê da Natsumi estar a procura de uma lenda urbana dita em um bar de Kumogakure, ela acreditou no que foi dito e correu atrás daquilo. Noxus existia, o tal portador da espada existia, a espada poderia existir, e esse era o que mais a Kaguya esperava. A sua ideia dava certo, mas por pouco tempo. A água canalizava a eletricidade, mas não durava muito e se apagava, então ela tinha que ir fazendo mais e mais vezes. Mais algumas incisões de chakra e ela seguia o caminho, mas chegara a hora que aquele filete de água desaparecia. Sem luz praticamente, seguia a frente sem qualquer medo.

A sorte estava ao seu lado, e em alguns metros e um clarão a agraciava em alguns espaços, provindos da Lua. Ainda não podia se ver muito, mas a busca seguiria por conta dum som de água forte, uma cachoeira. O som a guiava até a própria cachoeira, onde, já se aproximando dela, podia-se ver traços de luz, que fizeram a jōnin seguir mais rápido.

Deparou então com uma caverna, iluminada por uma lamparina e pelo luar, com uma pequena quantidade de água criando um arco-íris em contato com a luza. O cenário todo era desconexo, figuras formadas aleatoriamente trazia o mistério do lugar. A mulher permanecia na sua entrada, até que algo acontece.

Uma voz, vinda de um lugar que não dava para saber sua origem. Perguntava o nome da ninja, mas logo mudava para o que realmente importava ali, sabia que a Kaguya estava ali por causa da espada, mas a menina não o respondia e ele completava que as outras pessoas estavam atrás da morte.

Morte? Não quero lutar com você, ao menos eu não pretendo fazer isso — pausou a espera de uma resposta, que não veio — Sim, eu vim por causa da espada. Sabe… eu já passei por muita coisa em minha vida, matei bandidos, sequestradores, enfrentei até mesmo um ser negro gigantesco que ameaçava todo um país. Tudo isso por uma causa que eu acreditava, e ainda acredito. As primeiras vezes eu saía completamente gloriosa, mas chega uma hora que você enxerga que não é tudo isso, que não é sequer relevante, e quando essa hora chega… você não consegue fazer o que acredita do mesmo jeito, você se sente… fraco, como se aquilo não fosse mais tão glamoroso quanto antes, como se não fosse tão importante. — ela deu alguns passos para dentro da caverna — Eu sei que você não é uma pessoa má, consigo sentir isso. Alguém com uma espada como essa, dita que silencia as montanhas, escondido numa caverna? Se fosse alguém de má índole já teria usado para dominar uma vila ou duas e ser um tirano, mas não, você está a protegendo, em nome do seu mestre. Não o conheci, mas também sei que ele não era mau. Durante toda essa jornada que tive atrás da espada somente ouvi que ele era um exilado e você o pupilo, ele dominando os raios e você os ventos. A espada não é para você, porque talvez não há o domínio do elemento raio, como eu tenho. Seu mestre, com certeza, deixou essa espada com você porque sabia que outra pessoa poderia empunhar ela em seu poder total. Eu preciso dela, estou lutando contra o Caos no mundo desde que era uma garota, e nesse momento, mais do que tudo, vejo nesse artefato a chance de conseguir virar o jogo contra os seres que trazem o pior à sociedade. Eu devo, a todas as pessoas que sofrem todos os dias, uma resposta. Preciso desta lâmina para derrotar de uma vez por todas o Caos. — mais uma vez dava uma pausa. — O que posso fazer para te mostrar que posso tê-la?

Natsumi; 1875 2175 00/08

Considerações:
— 200+ palavras.

@Hyouhaku

Atributos usados:
Velocidade: --.
Força: --.
Selos: --.
Armas:
Kusanagi no Tsurugi (Uchiha Sasuke) (AG) — 10 espaços
Rank: S
Descrição: O chokutō Sasuke Uchiha referido como uma espada de Kusanagi foi sua arma pessoal em toda a parte da Parte II. Tinha uma bainha preta e um punho combinado, e era um tamanho maior do que um chokutō normal. Não tinha nenhuma das especialidades naturais como o que Orochimaru exerce, como a extensão da lâmina e a capacidade de cortar quase qualquer coisa, os quais são atributos naturais do Kusanagi, mas foi repetidamente demonstrado ser muito durável e capaz para cortar vários materiais. Sasuke poderia expandir o poder da sua espada, canalizando seu chakra relâmpago para a lâmina com fluxo de chakra, o que aumentaria sua nitidez muito através de vibrações de alta frequência, além de aumentar sua faixa de corte. Isso permitiria a Sasuke cortar quase qualquer coisa, além de adormecer o alvo que foi perfurado por esta lâmina relâmpago.
Aparência:
A personagem tem 3 peças de roupas:
Traje de Batalha
Casual 1
Casual 2

O que estiver em negrito é a roupa que está sendo utilizada.
Jutsus Utilizados:
Raiton — Manipulação
Descrição: Raiton (雷遁, Raiton; TV Brasileira "Estilo Relâmpago") é uma das cinco áreas elementares básicas de transformação da natureza que permite ao usuário gerar relâmpagos aumentando as vibrações de alta frequência do chakra, permitindo dano perfurante e movimento rápido. A eletricidade paralisa o alvo para assim deixá-lo sem poder se mexer e vulnerável a um golpe final. Mesmo sendo incomum, relâmpago pode ser fundido a armas laminadas numa maneira parecida com o Vento pelo fluxo de chakra, aumentando poder perfurante através das vibrações, com o efeito adicional de causar entorpecimento. Quando a técnica é lançada do corpo, e com isso não precisando de contato físico, não é tão rápida como o relâmpago natural. Em vez disso, devido ao controle que o usuário deve exercer sobre ela, o relâmpago é muito mais lento, dando ao inimigo tempo para reagir. O Raiton é comum para os ninjas em Kumogakure.

_______________________

"Even if there's a small chance, we owe this to everyone who's not in this room to try"
[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador 03682610

Fama : 22
Exile
Jōnin
https://www.narutorpgakatsuki.net/t66833-f-the-order-kaguya-natsumi#491375 https://www.narutorpgakatsuki.net/t59736-c-t-natsumi#409350

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 30/5/2019, 14:10


Narrador: Hyouhaku

Tudo que está quebrado pode ser reforjado

JOGADORES PARTICIPANTES DO RP @Exile

 
Fronteiras de Kumogakure, Montanha Escondida. 22:33.

Durante as palavras da Kaguya, as paredes que refletiam as partículas de luz do luar pela cachoeira começavam a se agitar, cada palavra formava uma imagem diferente nos paredões, era algo de fundo, não muito relevante, mas que acontecia de maneira constante, modificando não só as posições, como tonalidades de cor e ângulos gerais, no fim de seu discurso, contudo, elas se alinharam, ou melhor, se montaram. Similar a um quebra cabeça, a parede daquela caverna formava um mosaico de âmbito religioso, com as tonalidades gradualmente modificando, sem desordem, sem confusão alguma. Era uma imagem pacífica, limpa, e vívida.

[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador 916042B5B88701CF4663BC953CF87EC89A092392
— Durante suas palavras você evoluiu como pessoa... estranho. Davam-lhe como alguém que buscaria a força, e mesmo assim, surpreendeu-os. Porém há algo que me deixou curioso — Pausou sua fala, e finalmente surgiu perante a luz do luar, atravessando a água que fluía sem se molhar, o vento em sua volta o protegia como um manto — Se precisa dela para parar seu inimigo, significa que não és digna. Uma espada é nada mais que um canalizador de seus poderes, não eles.

O rapaz portava uma katana simples em sua cintura, com um punhal unicamente diferenciado, sendo todo o resto comum, e em suas costas uma grande espada, retirou-a e jogou em direção da Kaguya, cravando-a no chão a sua frente. — Defenda-se! Exclamou, e rapidamente sacou sua lâmina, cortando três vezes o ar, lançou rajadas de vento em direção a Kaguya, que durante o trajeto se colidiam, criando um vórtex extremamente rápido.

Considerações:

Justu Rank A + 2 Velocidade (1 Fuuton e 1 EDL)
Imagine um Rasenshuriken, sem o rasengan, ou o tornado do Yasuo horizontal.




Obter arma lendária: 04/05 — 200 Palavras
Superar egocentrismo: 08/08 — 200 Palavras

Somatória total de palavras mínimas neste post: 200
Post 09/10
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 30/5/2019, 22:38










Kaguya Natsumi




 As palavras da ninja de alguma forma atingiam as misteriosas paredes da caverna, a sua voz fazia as estranhas pedras se moverem de forma anormal, como se elas se moldassem conforme a mulher demonstrava sua personalidade e objetivos. As cores evoluíam, as posições eram trocadas e tudo aquilo também modificava a forma como a luz refletia no terreno e as coisas que Natsumi via modificavam-se. Tudo que acontecia finalizava-se em um ambiente tranquilo, limpo e reluzente.

A voz de outrora, de Yone, novamente aparecia. Contando a sua quebra de expectativas para a chegada da Kaguya, o que a deixou curiosa, ele sabia que a jōnin estava vindo para cá. Pausou sua fala quando apareceu diante dela, roupas um pouco extravagantes, como as da maioria do pessoal de Noxus, parecia mais um caubói, mas isso não lhe deixava menos perigoso, a loira ainda o levava a sério, muito a sério.

Ai está você…

O rumo da conversa mudava, seus passos em direção a Natsumi mostravam a ela como era mestre dos ventos, a água que chocava contra ele não o atingia, parecia ter uma espécie de manto, assim como a Kaguya tinha seu Raiton no Yoroi. As palavras dele não eram nada animadoras, a dependência de uma arma para lutar contra o Caos era um problema e não a solução. Dignidade não era uma qualidade ali para Natsumi.

Em um movimento ligeiro, lançou uma espada de suas costas, cravando na frente de Natsumi, que observou o que seria aquilo, uma lâmina totalmente enegrecida fincada no chão. Antes mesmo dela pensar em pegar, ele exclamara para defender-se, e assim faria. Seu corpo canalizava o chakra elemental de raio por todo o seu corpo, criando-se uma camada branca translúcida por volta de seu corpo, era maior criação, o Raiton Muon Chakura Modo. Feixes de vento vinham rapidamente em sua direção conforme Yone fazia seus movimentos, a Kaguya, ao mesmo tempo que formava seu manto, utilizaria de sua linhagem avançada para criar uma espécie de par de luvas de ossos, afiadas na ponta de seus dedos. As lâminas se juntavam e vinham em direção a ela, não tinha muito o que fazer senão bater de frente com elas e mostrar que era forte o suficiente. O tornado de vento vertical aproximava-se, porém Natsumi daria um passo a frente, e com as duas mãos juntas, apararia o tornado e logo em seguida tentaria dividi-lo em dois, indo cada pedaço para um lado.

Com o movimento dando certo, Natsumi abriria um sorriso de confiança para ele.

Não disse que só tinha raios ao meu lado. — brincaria com ele e pararia.

A jōnin não queria machucá-lo, tudo aquilo era desnecessário, o que ela queria era se mostrar digna da espada para ele.

Isso é o suficiente para você?

Natsumi; 1875 2175 01/08

Considerações:
— 200+ palavras.

@Hyouhaku

Atributos usados:
Velocidade: --.
Força: --.
Selos: --.
Armas:
Kusanagi no Tsurugi (Uchiha Sasuke) (AG) — 10 espaços
Rank: S
Descrição: O chokutō Sasuke Uchiha referido como uma espada de Kusanagi foi sua arma pessoal em toda a parte da Parte II. Tinha uma bainha preta e um punho combinado, e era um tamanho maior do que um chokutō normal. Não tinha nenhuma das especialidades naturais como o que Orochimaru exerce, como a extensão da lâmina e a capacidade de cortar quase qualquer coisa, os quais são atributos naturais do Kusanagi, mas foi repetidamente demonstrado ser muito durável e capaz para cortar vários materiais. Sasuke poderia expandir o poder da sua espada, canalizando seu chakra relâmpago para a lâmina com fluxo de chakra, o que aumentaria sua nitidez muito através de vibrações de alta frequência, além de aumentar sua faixa de corte. Isso permitiria a Sasuke cortar quase qualquer coisa, além de adormecer o alvo que foi perfurado por esta lâmina relâmpago.
Aparência:
A personagem tem 3 peças de roupas:
Traje de Batalha
Casual 1
Casual 2

O que estiver em negrito é a roupa que está sendo utilizada.
Jutsus Utilizados:
Raiton Muon Chakura Mōdo
Requerimentos: Perícia Elemental: Raiton; Bom Controle de Chakra; Raiton no Yoroi & Muon no Ken.
Descrição: Treinando o estilo de luta em que deixa os movimentos silenciosos, o Muon no Ken, a kunoichi da Nuvem percebia que o modo que a técnica age era semelhante a habilidade do manto de raios, Raiton no Yoroi. A conclusão desta percepção foi o aprimoramento do Raiton Chakura Mōdo onde o manto da habilidade única se funde com o manto do estilo de luta enquanto são formados ao mesmo tempo, formando um camada de chakra esbranquiçada por todo seu corpo, quase transparente, mas ainda visível em curta distância. Os raios da habilidade original ficam menos recorrentes durante o uso, porém as mudanças físicas continuam da mesma forma, juntamente com os cabelos se levantando. O principal desta fusão é o total silêncio que Natsumi tem ao usar esta forma, inclusive os sons do manto de raios são silenciados e também o som de ativação. Todos os movimentos da Kaguya enquanto nesse modo precisam de um ponto acima em velocidade para serem desviados, devido a imprevisibilidade concedida pela falta de som. Os custos, duração e bonificações seguem iguais ao Raiton no Yoroi.

Seigi no Tsume (正義の爪)
Tipo: Hijutsu
Rank: S
Selos: Nenhum
Alcance: Curto (poucos centímetros)
Duração: Stamina do usuário.
Requerimentos: Shikotsumyaku & Bom Controle de Chakra
Descrição: Seigi no Tsume (Justice's Claws, 正義の爪) é uma técnica exclusiva para os membros do clã Kaguya ou aqueles que detém o poder de controlar ossos de seu corpo. O jutsu consiste em manipular os ossos de seus braços em direção às ambas as mãos, externamente as cobrem formando uma espécie de luvas para as mãos do usuário. Os dedos ficam pontudos e afiados, aumentando a letalidade natural de golpes com as mãos (um ponto adicional em força), principalmente com intenção de cortar (leia-se, cortes médios). Pela formação ser justa, não interfere na capacidade do usuário em criar selos. A camada de ossos oferece ainda resistência a armas básicas, tornando-se uma forma de defesa rápida e ágil para quem usar. Gasta-se 50 (cinquenta) de chakra para manter as luvas, com duração a base da stamina de quem usar. Referência: imagem.

_______________________

"Even if there's a small chance, we owe this to everyone who's not in this room to try"
[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador 03682610

Fama : 22
Exile
Jōnin
https://www.narutorpgakatsuki.net/t66833-f-the-order-kaguya-natsumi#491375 https://www.narutorpgakatsuki.net/t59736-c-t-natsumi#409350

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 31/5/2019, 02:30


Narrador: Hyouhaku

Tudo que está quebrado pode ser reforjado

JOGADORES PARTICIPANTES DO RP @Exile

 
Fronteiras de Kumogakure, Montanha Escondida. 22:33.

[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador 916042B5B88701CF4663BC953CF87EC89A092392
— Hah. Realmente, parece digna e suas palavras trazem verdade, acredito que seja hora de finalmente largar este fardo. As estrelas me mostraram que estava na hora... o destino nunca falha, e o seu é grandioso, por favor, não me prove errado. — Disse, virando-se e desaparecendo na cachoeira, um semblante cabisbaixo afingia o homem, como alguém que sabe de uma tristeza eminente. Mas não parecia ser relacionado com ela, nem com a espada. De toda forma, antes de desaparecer entre as águas, proferiu mais uma palavra — Bōmei no Ha, não a deixe cair nas mãos erradas.

Dado isto, a Kaguya estava livre para traçar o caminho de volta até Kumogakure, ou dormir em Noxus antes de partir.

Considerações:


the end.



Obter arma lendária: 05/05 — 200 Palavras
Superar egocentrismo: 08/08 — 200 Palavras

Somatória total de palavras mínimas neste post: 200
Post 10/10
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 31/5/2019, 10:36










Kaguya Natsumi




O tornado fora dividido em duas partes, as mãos da Kaguya, protegidas por sua linhagem avançada, estavam intactas. Seu corpo estava em êxtase por conta do seu manto de raios, mas depois do primeiro ataque do Yone, nada aconteceu. Ele simplesmente parou. Natsumi ficou olhando para ele esperando uma resposta. Tudo cessou, a poeira abaixou. A jōnin saiu da sua posição de batalha. Ela respirava fundo para recuperar a respiração mais calma, dada toda a adrenalina de poucos minutos atrás.

“Hah. Realmente, parece digna e suas palavras trazem verdade, acredito que seja hora de finalmente largar este fardo. As estrelas me mostraram que estava na hora… o destino nunca falha, e o seu é grandioso, por favor, não me prove errado.”

Suas palavras eram calmas, mas tinham um teor de alívio com tristeza, carregar a marca de seu mestre devia ser um trabalho difícil. Natsumi aproximou mais da espada fincada no chão e pegou com sua destra. Na mesma hora sentia algo diferente, parecia que se ligava com a lâmina, via chakra. Aquela espada de fio estranho e cores diferentes chamava pela energia de Natsumi, pela afinidade de seu corpo. Sentia que seu chakra Raiton tinha uma extensão.

Isso é… formidável. Não irei te decepcionar, Yone. Irá ouvir mais de mim no futuro.

Dito isso, ele desaparecia com suas últimas palavras: Bomei no Ha, não a deixe cair em mãos erradas. A resposta da kunoichi de Kumo foi somente assentir positivamente com a cabeça.

Sua busca fora completa, a espada era real e Natsumi conseguia obtê-la. Restava somente voltar para casa, mesmo sendo tarde da noite. Retornava seu caminho e saia da caverna, chegando novamente na cidade de Noxus.

Voltarei aqui um dia, Noxus. — virou-se e começava sua volta para sua vila natal, Kumogakure.

Durante o caminho, ela se habituava com a espada, a observava e a sentia. Em um pensamento rápido, decidiu aplicar chakra nela, para ver se era que nem sua outra espada, que criava um pequeno manto em sua volta. Para sua surpresa, o chakra elemental não se manifestou externamente, mas sim internamente. Sua cor mudava um pouco, para algo mais verde-água. Curiosa ficou, e então continuava aplicar mais chakra. A lâmina reagia cada vez mais, com a cor mais clara crescendo e crescendo. O processo durou até ela ficar totalmente verde-água, onde não conseguia fazer mais nada. Ideias vinham em sua cabeça, mas o momento não era de testar, e sim voltar para sua casa.

Uma hora e poucos minutos depois, passava pelos portões de Kumo. Os guardas estavam lá olhando a chegada da jōnin. Ela mostrou a espada para eles.

Um bêbado me disse que essa espada não existia, que era uma lenda urbana por aí, mas olha só, achei! — abria um sorriso para eles, e então sumia dali, indo para sua casa.

Em um silêncio, ia para seu quarto, e então dormia…

Natsumi; 1875 1875 300 01/08

Considerações:
— 200+ palavras.

@Hyouhaku
Armas:
Kusanagi no Tsurugi (Uchiha Sasuke) (AG) — 10 espaços
Rank: S
Descrição: O chokutō Sasuke Uchiha referido como uma espada de Kusanagi foi sua arma pessoal em toda a parte da Parte II. Tinha uma bainha preta e um punho combinado, e era um tamanho maior do que um chokutō normal. Não tinha nenhuma das especialidades naturais como o que Orochimaru exerce, como a extensão da lâmina e a capacidade de cortar quase qualquer coisa, os quais são atributos naturais do Kusanagi, mas foi repetidamente demonstrado ser muito durável e capaz para cortar vários materiais. Sasuke poderia expandir o poder da sua espada, canalizando seu chakra relâmpago para a lâmina com fluxo de chakra, o que aumentaria sua nitidez muito através de vibrações de alta frequência, além de aumentar sua faixa de corte. Isso permitiria a Sasuke cortar quase qualquer coisa, além de adormecer o alvo que foi perfurado por esta lâmina relâmpago.
Aparência:
A personagem tem 3 peças de roupas:
Traje de Batalha
Casual 1
Casual 2

O que estiver em negrito é a roupa que está sendo utilizada.
Jutsus Utilizados:

_______________________

"Even if there's a small chance, we owe this to everyone who's not in this room to try"
[Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador 03682610

Fama : 22
Exile
Jōnin
https://www.narutorpgakatsuki.net/t66833-f-the-order-kaguya-natsumi#491375 https://www.narutorpgakatsuki.net/t59736-c-t-natsumi#409350

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador em 31/5/2019, 15:11

Defeito Egocentrismo superado
Arma obtida
@Aprovado
Convidado
Anonymous
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Capítulo — Exile] A espada reflete o seu portador

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo



Você não pode responder aos tópicos neste fórum