NOVIDADES
Atividades Recentes
A LUZ DAS TREVAS
Arco 02
Ano 25 DG
Primavera
Meses se passaram desde a missão de investigação ao Castelo da Lua, no País do Vento, que culminou na Batalha da Lua Minguante. Soramaru, o cientista responsável pelos experimentos, morreu em combate, assim como outros ninjas do lado da aliança. Após a missão ser bem-sucedida, mas carregando tantas mortes, Karma, o líder da missão, ficou responsável por relatar às nações o máximo de informações sobre a organização por trás dos crimes agora que estava com o selo enfraquecido e com isso ele revelou o verdadeiro nome dela: Bōryokudan. Ainda não tendo como fornecer mais detalhes, pois o selo se manteve, e precisando de mais pistas antes de investir novamente em uma missão, Karma saiu em missão em nome das Quatro Nações para encontrar o paradeiro dos demais membros da organização — e sua primeira desconfiança recaiu sobre Kumo.

O mundo, no entanto, mudou nestes últimos meses. Os Filhos das Nuvens concluíram a missão de extermínio aos antigos ninjas da vila e implementaram um novo sistema político em Kumo ao se proclamarem o Shōgun sobre as ordens não de um pai, mas do Tennō; e assim ela se manteve mais fechada do que nunca. Em Konoha a situação ficou complicada após a morte de Chokorabu ao que parece estar levando a vila ao estado de uma guerra civil envolvendo dois clãs como pivôs. Suna tem visto uma movimentação popular contra a atual liderança da vila após o fracasso em trazer a glória prometida ao país. Já em Kiri a troca de Mizukage e a morte de ninjas importantes desestabilizaram a política interna e externa da vila. E em Iwa cada dia mais a Resistência vai se tornando popular entre os civis que estão cansados demais da fraqueza do poderio militar ninja. Quem está se aproveitando destes pequenos caos parece ser as famílias do submundo, cada vez mais presentes e usando o exílio de inúmeros criminosos para Kayabuki como forma de recrutar um exército cada vez maior.

E distante dos olhares mundanos o líder da Bōryokudan, Gyangu-sama, se incomoda com os passos de Karma.
... clique aqui para saber mais informações
SHION
SHION#7417
Shion é o fundador do RPG Akatsuki, tendo ingressado no projeto em 2010. Em 2015, ele se afastou da administração para focar em marketing e finanças, mas retornou em 2019 para reassumir a liderança da equipe, com foco na gestão de staff, criação de eventos e marketing. Em 2023, Shion encerrou sua participação nos arcos, mas continua trabalhando no desenvolvimento de sistemas e no marketing do RPG. Sua frase inspiradora é "Meu objetivo não é agradar os outros, mas fazer o meu trabalho bem feito", refletindo sua abordagem profissional e comprometimento em manter a qualidade do projeto.
Angell
ANGELL#3815
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Indra
INDRA#6662
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Wolf
Wolf#9564
Wolf é jogador do NRPGA desde fevereiro de 2020, tendo encontrado o fórum por meio de amigos, afastando-se em dezembro do mesmo ano, mas retornando em janeiro de 2022. É jogador de RPG desde 2012, embora seu primeiro fórum tenha sido o Akatsuki. Atua como moderador desde a passagem anterior, se dedicando as funções até se tornar administrador em outubro de 2022. Fora do RPG cursa a faculdade de Direito, quase em sua conclusão, bem como tem grande interesse por futebol, sendo um flamenguista doente.
Mako
gogunnn#6051
Mako é membro do Naruto RPG Akatsuki desde meados de 2012. Seu interesse por um ambiente de diversão e melhorias ao sistema o levou a ser membro da Staff pouco tempo depois. É o responsável pela criação do sistema em vigor desde 2016, tendo trabalhado na manutenção dele até 2021, quando precisou de uma breve pausa por questões pessoais. Dois anos depois, Mako volta ao Naruto RPG Akatsuki como Game Master, retornando a posição de Desenvolvedor de Sistema. E ainda mantém uma carreira como escritor de ficção e editor de livros fora do RPG, além de ser bacharel em psicologia. Seu maior objetivo como GM é criar um ambiente saudável e um jogo cada vez mais divertido para o público.
Akeido
Akeido#1291
Aliquam lacinia ligula nec elit cursus, sit amet maximus libero ultricies. Cras ut ipsum finibus quam fringilla finibus. Etiam quis tellus dolor. Morbi efficitur pulvinar erat quis consectetur. Ut auctor, quam id rutrum lobortis, lorem augue iaculis turpis, nec consectetur enim nisl eu magna. Sed magna dui, sollicitudin quis consequat ac, faucibus sed mauris. Donec eleifend, nisl a eleifend dignissim, ipsum urna viverra leo, sed pulvinar justo ex vitae enim. Donec posuere sollicitudin velit eu vulputate.
Havilliard
Havilliard#3423
Aliquam lacinia ligula nec elit cursus, sit amet maximus libero ultricies. Cras ut ipsum finibus quam fringilla finibus. Etiam quis tellus dolor. Morbi efficitur pulvinar erat quis consectetur. Ut auctor, quam id rutrum lobortis, lorem augue iaculis turpis, nec consectetur enim nisl eu magna. Sed magna dui, sollicitudin quis consequat ac, faucibus sed mauris. Donec eleifend, nisl a eleifend dignissim, ipsum urna viverra leo, sed pulvinar justo ex vitae enim. Donec posuere sollicitudin velit eu vulputate.
HALL DA FAMA
TOP Premiums
Torne-se um Premium!
1º Lugar
Summer
2º Lugar
Folklore
3º Lugar
KEEL LORENZ
1º Lugar
Senju Inazuma
2º Lugar
Starfox
3º Lugar
Summer
Os membros mais ativos do mês
Angell
 missões rank D, por INDRA. Vote_lcap missões rank D, por INDRA. Voting_bar missões rank D, por INDRA. Vote_rcap 
318 Mensagens - 26%
Starfox
 missões rank D, por INDRA. Vote_lcap missões rank D, por INDRA. Voting_bar missões rank D, por INDRA. Vote_rcap 
172 Mensagens - 14%
Shion
 missões rank D, por INDRA. Vote_lcap missões rank D, por INDRA. Voting_bar missões rank D, por INDRA. Vote_rcap 
163 Mensagens - 13%
Senju Inazuma
 missões rank D, por INDRA. Vote_lcap missões rank D, por INDRA. Voting_bar missões rank D, por INDRA. Vote_rcap 
119 Mensagens - 10%
Zero
 missões rank D, por INDRA. Vote_lcap missões rank D, por INDRA. Voting_bar missões rank D, por INDRA. Vote_rcap 
91 Mensagens - 7%
Raves
 missões rank D, por INDRA. Vote_lcap missões rank D, por INDRA. Voting_bar missões rank D, por INDRA. Vote_rcap 
80 Mensagens - 7%
Inoue
 missões rank D, por INDRA. Vote_lcap missões rank D, por INDRA. Voting_bar missões rank D, por INDRA. Vote_rcap 
79 Mensagens - 6%
Summer
 missões rank D, por INDRA. Vote_lcap missões rank D, por INDRA. Voting_bar missões rank D, por INDRA. Vote_rcap 
73 Mensagens - 6%
Nan
 missões rank D, por INDRA. Vote_lcap missões rank D, por INDRA. Voting_bar missões rank D, por INDRA. Vote_rcap 
71 Mensagens - 6%
Kira
 missões rank D, por INDRA. Vote_lcap missões rank D, por INDRA. Voting_bar missões rank D, por INDRA. Vote_rcap 
56 Mensagens - 5%

Os membros mais ativos da semana
Shion
 missões rank D, por INDRA. Vote_lcap missões rank D, por INDRA. Voting_bar missões rank D, por INDRA. Vote_rcap 
4 Mensagens - 36%
Raves
 missões rank D, por INDRA. Vote_lcap missões rank D, por INDRA. Voting_bar missões rank D, por INDRA. Vote_rcap 
3 Mensagens - 27%
Sevenbelo
 missões rank D, por INDRA. Vote_lcap missões rank D, por INDRA. Voting_bar missões rank D, por INDRA. Vote_rcap 
2 Mensagens - 18%
Fugaku
 missões rank D, por INDRA. Vote_lcap missões rank D, por INDRA. Voting_bar missões rank D, por INDRA. Vote_rcap 
1 Mensagem - 9%
Inoue
 missões rank D, por INDRA. Vote_lcap missões rank D, por INDRA. Voting_bar missões rank D, por INDRA. Vote_rcap 
1 Mensagem - 9%


Kaden
Jōnin
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10

Missão escreveu:
Patrulha Externa
Descrição:
Agora que você já possui uma certa experiência, sua missão é fazer uma patrulha aos arredores da Vila. Lembre-se que mesmo assim deve evitar combates e pedir reforços! Não banque o héroi (ainda!).


KOBAYASHI INDRA

    Indra acordou cedo, sabendo que teria um longo dia pela frente. Levantou preguiçosamente, arrastando-se até o banheiro, onde foi tirando o pijama e acabou por se afundar na banheira, sentindo o corpo quente esfriar rapidamente, causando um leve choque térmico que o fez despertar com um grito.

    “Que maneira desgradável de acordar... Mas o que tem de agradável nessa vida, hm?”, pensou com tristeza, fechando os olhos devagar e olhando para cima, ficando somente com a cabeça de fora da banheira. “Ainda vai demorar tanto para eu finalmente me tornar um shinobi verdadeiramente forte... Que merda.

    Vinte minutos depois, Indra já estava de banho tomado e de barriga cheia. Sua mãe já tinha saído para trabalhar, então ele não tinha que avisar para ela para onde estava indo. Apesar disso, deixou um bilhete para ela, informando que faria uma missão. Depois de escrever em um pergaminho o que tinha para dizer, Indra saiu de casa, todo equipado e arrumado para a missão.

    A caminhada do jovem Gennin até o posto dos Chuunins demorou quinze minutos. Ele andava  de forma que pudesse se distanciar de tudo e de todos, evitando contato com outras pessoas e até mesmo olhar na cara daqueles que olhavam para ele. Não gostava de ir para as ruas, mesmo que soubesse que era necessário para as suas missões e treinamentos ninjas. Em um mundo perfeito, Indra conseguiria aprender jutsus com uma máquina acoplada na cabeça. Mas como o mundo não era como ele sonhava, só lhe restava se dirigir ao posto Chuunin, onde dois ninjas estavam lhe esperando. Indra conhecia os dois da Academia, e ambos desdenharam do fato do garoto introvertido ainda ser Gennin.

    - Ora ora, Indra-chan! – disse Kizumi, o valentão da sua turma. – Ainda não se tornou Chuunin? Isso que dá, passar o dia todo em casa, com medo do mundo. – o seu amigo riu de Indra, assim como ele o fez.

    A reação de Indra foi imediata: o nervosismo começou a bater, fazendo o seu corpo tremer, enquanto sensações ruins do passado voltavam a sua mente junto com as más lembranças. Demorou um bocado para que Indra conseguisse se recompor, respirando sete vezes enquanto os seus ex-colegas de turma curtiam coma sua cara, fazendo piadas e enrolando para lhe darem um comunicador.

    - Só me dê o comunicador e eu lhes digo o momento em que devem atacar. – sussurrou Indra, esticando a mão canhota para os dois. Kizumi logo colocou o comunicador na mão do garoto com força, fazendo com que o garoto colocasse o aparelho em seu ouvido e o microfone próximo do seu rosto. – Fiquem alertas. – foi só o que Indra pediu, se afastando dos dois.

    Deu um salto e caiu em cima do telhado, sendo ovacionado, de forma irônica, pelos dois ex-colegas. Correu pelas casas, tentando esquecer tudo aquilo e fazendo uma certa força para não saltar do edifício mais alto da vila e cair de cabeça no chão. Respirou fundo mais uma vez e iniciou a sua missão da maneira correta, olhando tudo o que via pela frente e tentando observar para se certificar de que nada ruim estava acontecendo.

    Passou uma hora mais ou menos patrulhando os arredores da vila, como foi solicitado no pergaminho que tinha recebido no dia anterior, mas não tinha encontrado nada de anormal. O máximo que tinha visto de atividade suspeita foi dois velhos bêbados brigando por causa de um jogo de cartas, algo que não valia a pena chamar shinobis de nível Chuunin para resolver. Indra apenas se limitou a olhar de longe, evitando ficar perto da aglomeração de curiosos que se formou perto dos dois velhos. Obviamente que nenhum deles queria separar a briga, afinal ela parecia estar divertida, por isso Indra se dirigiu para longe.

    Foi só quando chegou na parte Norte da vila, que Indra percebeu que havia uma movimentação suspeita. Saindo dos muros da vila, ele caiu com os dois pés em cima de um galho, não se importando com o impacto, precisando se apoiar no tronco da árvore para não se desequilibrar e cair. Não se importava com a morte, mas no susto, acabou encontrando o seu apoio. Ali, em meio as árvores, o jovem de madeixas negras se agachou e ficou observando três homens e uma moça. Eles estavam carregando um saco que tinha um emblema de cifrão nele.

    “Será que esses desgraçados estão roubando a vila?”, se questionou o garoto. Ele ficou mais alguns minutos observando, percebendo que eles não se movimentavam ou não faziam nenhum contato por comunicador, deduzindo que os quatro ladrões estavam esperando por alguém.

    Indra percebeu que tinha que agir rapidamente:

    - Kizumi... – sussurrou, não usando nenhum sufixo respeitoso, afinal não tinha nenhuma consideração por ele. – Quatro ladrões na parte noroeste da vila, no lado de fora. Estão com um saco de dinheiro, parados a cinco minutos. Aparentemente estão aguardando por instruções. Não vejo-os usando nenhuma bandana, mas parecem ser ladrões comuns. – deu todos os detalhes que conseguiu perceber. Levou a mão até a sua pequena espada, com os dedos coçando para ir lá e resolver aquilo da sua maneira. – Será que eu posso...?

    - Negativo! Saia daí imediatamente. Marque o local em que esteve e vá embora! – assim que Kizumi lhe deu a ordem, o mau-humor de Indra surgiu imediatamente. Odiava ter que seguir ordens de idiotas como aqueles, odiava não poder libertar os seus instintos assassinos... Mas sabia que a vida shinobi era assim.

    Mesmo assim, o garoto obedeceu o superior idiota. Fez uma marca no tronco da árvore com uma kunai e antes que fosse percebido pelos ladrões, foi embora, saltando entre os galhos. Iria continuar a sua patrulha pela vila, tendo a certeza de que não encontraria absolutamente nada, e que se caso estivesse errado, mesmo assim não poderia resolver coisa alguma.

    Sentia-se inútil.


Considerações:
Kaden
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73475-fp-sarutobi-kaden
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73468-gestao-sarutobi-kaden
Kaden
Jōnin
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10

Missão escreveu:
Floricultura da Vila
Descrição:
 A garota que cuida da floricultura agora é uma Kunoichi (ninja) médica muito atarefada, sua missão é cuidar da Floricultura enquanto ela está fora! Se tem alergias a flores, use uma máscara!


KOBAYASHI INDRA

    Era a última missão que gostaria de fazer. Se pudesse, Indra negaria aquela mensagem e passaria o dia inteiro em casa deitado em sua cama e se martirizando, mas como ninja, tinha muitos deveres a cumprir. Se os seus superiores pudessem entender o quanto ele odiava estar perto de outras pessoas... Provavelmente eles não se importariam e diriam alguma frase motivacional que Indra diria que era escrota, do tipo “O dever de um ninja está acima dos sentimentos”.

    De qualquer forma, ele se preparou para o que seria um “dia de cão”, ou melhor, um dia florido. Mas logo após ter feito as suas higienes pessoais e ter se alimentado bem o bastante para não passar fome durante todo o dia, Indra foi para a floricultura, onde teria que trabalhar com a kunoichi que era responsável pelo ambiente... Ou teria que simplesmente trabalhar por ela. Em todo o caso, só iria descobrir quando chegasse na floricultura.

    E foi lá, quando botou o primeiro pé na loja, que descobriu que a kunoichi estava a vinte minutos lhe esperando, para que finalmente pudesse sair e resolver os seus problemas pessoais, que nada tinham a ver com a floricultura. Quando ela jogou o avental em sua cabeça e lhe disse que teria que tomar conta da loja e mantê-la limpa, Indra sentiu-se como um idiota que teria que ficar trabalhando, enquanto a moça ia fazer qualquer outra coisa, que poderia ser resolver um problema de conta ou simplesmente se encontrar com alguma pessoa.

    - As vezes eu odeio ser um ninja de rank tão baixo... - lamentou o shinobi, que entrou na loja, ajeitou o avental no corpo e foi direto para a bancada, onde ficou com os dois braços escorados ali, apoiando a sua cabeça e observando o movimento quase que inexistente na loja. Nos primeiros trinta e cinco minutos, ninguém entrou ali, o que deixava Indra cada vez mais entediado.

    “Com certeza essa garota foi fazer saliências por aí, e quer que eu fique aqui fazendo as coisas para ela, como um idiota”, pensou de mau-humor. Não sabia nem ao menos o que estava pensando, mas a raiva e a falta do que fazer de bom perturbava os seus pensamentos.

    Depois de uns momentos, a primeira cliente entrou. Era uma senhora na faixa dos sessenta anos que queria decorar o vaso que tinha ganho, e queria comprar uma flor. O problema era que Indra não entendia nada de flores, por isso não podia nem sequer ajudar a senhora, que logo perguntou pela moça que tomava conta da floricultura.

    - Desculpe, mas ela não se encontra por aqui. Disse que foi resolver algumas coisas. - foi só o que o garoto respondeu, mantendo-se escorado na mesa. Do mais, disse que ela poderia ficar a vontade para escolher alguma flor, e ele veria o preço na tabela que tinha debaixo da mesa. Depois que escolheu e pagou pela flor, a velha saiu resmungando, prometendo que faria uma reclamação contra o garoto, pelo simples fato dele não saber responder as perguntas dela.

    - Tudo bem... - ele resmungou assim que a senhora saiu. - Velha arrogante do caralho. - falou baixinho para ninguém ouvir, o que não era muito difícil.

    E esse foi o dia de Indra na floricultura. Quando não tinha o que fazer, ele simplesmente varria o ambiente, mantendo-o tão limpo que não haveria nenhum rastro de poeira. Depois ele reorganizava o que os clientes deixavam desorganizado, desejando bater em cada pessoa que entrou na floricultura e bagunçou as coisas com os vasos que arrumava. Após fazer o que devia, Indra voltava para trás do balcão, onde ficava observando as pessoas passarem, desejando estar bem longe delas.

    Quando a kunoichi da floricultura finalmente chegou, lá pelas três da tarde, Indra entregou o avental para ela e foi embora sem nem lhe dizer “Tchau”. Sabia que a sua missão tinha sido cumprida, mas que as pessoas não o veriam com bons olhos depois de ter atendido quase todos os clientes com um toque de desprezo e como se eles fossem monstros a serem combatidos. Era capaz de nunca mais ser chamado para uma missão que envolvesse ajudar outras pessoas.


Considerações:
Kaden
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73475-fp-sarutobi-kaden
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73468-gestao-sarutobi-kaden
Convidado
Convidado
@Aprovadas, as duas, concedendo 15K cada.
Anonymous
Kaden
Jōnin
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10

Missão escreveu:
Reformas da Vila
Descrição:
Desde o último ataque, a vila está sendo reconstruída, e você como um jovem ninja deve colaborar! Sua missão é pintar muros e cercas por toda a vila!


KOBAYASHI INDRA

    Pela primeira vez, Indra estava empolgado com alguma missão. O motivo era óbvio: ele não teria que ficar auxiliando ninguém em específico, e passaria quase todo o tempo sozinho. Não tinha coisa melhor para o garoto do que fazer as coisas de maneira sossegada. Queria poder ficar mais tempo na cama, mas se ele se atrasasse demais, acabariam dando a tarefa (e a recompensa) para outro Gennin recém saído da Academia.

    Foi por isso que Indra se arrumou e foi para a bendita missão. Para a sua felicidade, ele não teria que passar no Posto Chuunin e encarar os garotos idiotas que viviam zoando com a cara dele, e sim entrar na loja de tintas e mostrar o pergaminho que tinha recebido de um pássaro no dia anterior, informando que ele estava ali para pegar as latas e pintar algumas casas que tinham sido reconstruídas após uma invasão de uma vila inimiga.

    Chegando na loja e mostrando o pergaminho para o atendente, ele lhe deu dois baldes de tinta e colocou todos os equipamentos necessários em uma mochila. Indra colocou a mochila nas costas (e guardou o pergaminho lá dentro), e carregou os dois baldes consigo. Ele tomou cuidado com os baldes, pois mesmo que eles estivessem bem fechados, qualquer empurrão poderia fazer com que as latas caíssem.

    Indra recebeu instruções de pintar toda a casa que tivesse um X pintado de vermelho, o que ele acabou descobrindo que tinham dezenas de casas com esse mesmo símbolo na vila. A sua cabeça praticamente girou quando ele percebeu que provavelmente passaria o dia inteiro fazendo pinturas nos muros e cercas das casas konohenses, deixando-o com dor de cabeça só de imaginar o esforço que teria que fazer. O pior de tudo teria que avisar para os donos da casa que estava para pintar seus muros.

    “Eu pensei que seria uma missão simples, mas agora eles querem que eu pinte casas e interaja com as pessoas? Acho que me enganei: essa missão vai ser um saco.”

    E para Indra, foi tudo o que ele pensava: os moradores mais idosos insistiam em lhe contar histórias nas quais ele não estava nenhum pouco interessado em ouvir, enquanto que alguns outros, mesmo não tão idosos, queriam lhe dar sugestões de como ele deveria fazer o seu trabalho, ou as donas de casa que reclamavam que a cor que ele tinha levado para pintar a casa não combinava com as outras casas, o que despertava em Indra o desejo de pegar o balde e jogar em cima da cabeça de todos eles, com tinta e tudo. Mas o garoto acabou se controlando, pensando no dinheiro que receberia no final da missão, e o que poderia comprar com ele.

    Em oito horas, Indra pintou pelo menos 10 casas, fazendo da forma mais simples possível, mas de maneira que ficasse bem arrumada. Não comeu quase nada, teve que voltar na loja de tintas várias vezes e encarar o dono mau-humorado, que já não queria mais lhe dar mais tintas, tendo que discutir com ele algumas vezes. Mas no final das contas, ele conseguiu terminar o seu serviço, apesar de que pensou que se voltasse na loja de tintas, mesmo que fosse para comprar uma lata ou qualquer coisa do tipo, o dono tentaria mata-lo.

    No final do dia, Indra estava exausto e todo sujo de tinta, mas com a sensação de dever cumprido. Ao chegar em casa, sua mãe notou como ele estava e riu, ficando feliz pelo filho estar assumindo suas responsabilidades como ninja. Quando Indra estava indo para o banheiro para relaxar, sua mãe lhe disse:

    - Acho que essa casa tá precisando de uma pintura.


Considerações:
Kaden
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73475-fp-sarutobi-kaden
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73468-gestao-sarutobi-kaden
Convidado
Convidado
Kaden
Jōnin
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10

Missão escreveu:
Minas Subterrâneas - O Resgate
Descrição:
Você sente um tremor e de repente, uma das minas desabou! Você deverá procurar e resgatar os trabalhadores que não conseguiram sair! Haja rápido e com cautela!


KOBAYASHI INDRA

    O tremor foi ouvido e sentido por Indra enquanto ele voltava de uma loja de doces. A sacola em suas mãos caiu no chão e derrubou tudo que ele tinha comprado. Seria o sinal de uma grande invasão shinobi? Pelo que sabia sobre o passado da vila, isso não seria incomum. As pessoas ao seu redor paravam para olhar para todos os cantos e procurar por sinais de uma explosão, ficando inquietos. Seria o momento de sair dali e procurar por shinobis de alto nível, ou encarar uma peleja até a morte contra  ninjas mais fortes e se tornar um “Ninja Morto em Combate”?

    Resolveu não bancar o valente, mas ao mesmo tempo escalou um poste rapidamente, até chegar no ponto mais alto, reparando que não era uma invasão, e sim uma explosão que acontecia ao Norte da vila. Sabia que havia uma mina próxima dali, e que a qualquer momento as coisas poderiam ficar feias. E ficou quando um pelotão de Chuunins e Gennins passou ao seu redor.

    Chuunin: Você! – apontou um Chuunin para Indra. A mina está prestes a desabar! Venha conosco imediatamente! Essa é uma missão Rank D! – aquelas palavras não animaram muito Indra, que cruzou os braços, mas logo seguiu o grupo.

    “Esses caras devem achar que eu não tenho qualquer outra coisa melhor para fazer, não é?”, pensou em tom de desprezo.

    O grupo não demorou muito para chegar, auxiliando todos aqueles que já tinham saído. O Chuunin responsável por todos acabou dividindo o grupo em dois: aqueles que iriam ajudar todos o que tinham conseguido escapar, e o grupo que entraria nas minas para encontrar os que ainda estavam presos. Indra fazia todas as orações possíveis para não cair no segundo grupo, mas na sua mente, ele tinha muitas dívidas com Deus.

    Chuunin: Você vai com o segundo grupo, garoto! Só saia de lá quando todos estiverem vivos e a salvo. – apontou o Chuunin, quase o coagindo a entrar na mina.

    - Ok... - foi só o que Indra respondeu, sem muito humor. As vezes ele odiava a hierarquia. – Por que ele não entra lá e faz isso? Idiota... – mentalizou.

    Entrar na mina lhe causava um pouco de pânico, principalmente sabendo que ela poderia desabar a qualquer momento. Não tinha muito o que fazer, apenas começou a correr pelo local junto com os outros, percebendo que eles começavam a se dividir para conseguirem achar os trabalhadores presos. Ele também tinha o trabalho de memorizar por onde tinha vindo, para que pudesse guiar os que encontrasse pelo caminho.

    Indra virou na primeira a esquerda, depois virou na direita, e novamente, esquerda. Acabou encontrando dois trabalhadores: um, menos ferido, carregava o outro que estava com o braço sangrando. O que estava em melhor condições relatou que o amigo acabou caiu de uma grande altura, e que não estava muito bem. Outros três vieram atrás, mas só estavam perdidos.

    - Conseguem andar mais depressa? - todos eles responderam que sim. - Vou guiar vocês até a saída. Venham comigo. - sussurrou, correndo com eles, enquanto tentava se lembrar por onde tinha vindo. O teto ameaçava desabar aos poucos, deixando todo mundo agitado. - Eu sei que é uma merda, mas não podem parar de jeito nenhum, ouviram? - avisou.

    Não demorou muito para Indra se lembrar para onde deveriam ir, correndo e indicando o caminho para todos. Ele não ia muito rápido para acabar não deixando ninguém para trás, sempre olhando para os trabalhadores, para conferir se nenhum deles acabava ficando no chão. Acabou tendo que ajudar um deles, carregando-o em seus ombros fracos. Em um minuto, ele finalmente levou todos para o lado externo na mina, vendo que não faltava mais ninguém.

    - Estão todos aqui. Pelo menos todos que eu consegui achar. - avisou Indra ao Chuunin-líder, não querendo saber de elogios. Virou de costas e foi embora, pois queria ter certeza de que as coisas que ele tinha comprado ainda estavam no mesmo lugar onde lee tinha deixado.

    Só que não estavam.


Considerações:
Kaden
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73475-fp-sarutobi-kaden
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73468-gestao-sarutobi-kaden
Kaden
Jōnin
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10

Missão escreveu:
Bibioteca da Vila
Descrição:
A faxina se estende aqui também, só não vale ficar lendo os pergaminhos ao invés de limpar!


KOBAYASHI INDRA

    Acordou bem cedo para fazer aquela missão, mas não estava tão empolgado como na vez em que achou que trabalharia sozinho, mas no final das contas teve um monte de ajuda que ele não chegou a pedir. Tomou o seu café, se arrumou o mais rápido possível e saiu pulando de casa em casa, com um objetivo em mente.

    Indra chegou até um pouco mais cedo do que deveria para realizar o seu trabalho na biblioteca da vila. Queria saber se poderia ler alguns livros antes de começar a faxina por todo o local, mas a resposta que ouviu da recepcionista foi um belo e sonoro “NÃO”, deixando-o de mau-humor.

    “Essas porras nos tratam como se fossemos serviçais... Não demonstram nenhum respeito...”, pensou Indra. Cruzou os braços e foi fazer o que deveria, afinal não era pago para ficar batendo boca com recepcionistas e bibliotecários. Quando tivesse tempo, iria comprar vários livros... Em qualquer outra biblioteca que não fosse aquela, mesmo que fosse em outra vila.

    Com a vassoura na mão, ele começou a varrer o chão empoeirado da biblioteca, que parecia não ser varrida a um bom tempo, assim como o quarto de Indra. Só que como aquela missão iria ficar na sua ficha, ele cuidava de fazer tudo direitinho, por isso ele se atinha aos mínimos detalhes, sempre observando para ver se não deixava alguma poeira sobrando.

    Em meia-hora, ele limpou todo o primeiro andar da biblioteca, mas não tocou nas estantes e nem nos livros, pois ali exigiria outro tipo de limpeza. Queria limpar tudo antes que a biblioteca fosse aberta para os leitores, afinal eles mais atrapalhariam do que outra coisa. Felizmente, foi possível varrer todo o chão e jogar a poeira no lixo antes da biblioteca abrir, ficando aliviado por não ter que encarar os leitores por muito tempo.

    Depois que varreu o chão, Indra foi limpar as estantes, tomando cuidado para não deixar a pilha de pergaminhos sair do lugar. Pegou um pano na despensa e foi limpar cada uma delas, começando pelo primeiro andar. Aproveitava para ajeitar os livros nos lugares corretos, visto que quem pegou para ler e depois colocou de volta não fez um bom serviço.

    - Gentinha mal-educada do cacete. Não conseguem nem ao menos responder uma porra de mensagem. - reclamou, como sempre fazia. Precisava trabalhar a sua falta de interação com as pessoas, ou acabaria sendo o ninja mais odiado de Konoha, sem nem mesmo precisar virar um Nukenin para isso.

    Indra passou o resto do serviço calado, ou acabaria dizendo alguma coisa que prejudicaria o seu trabalho. Depois de limpar bem as estantes dos dois andares, ele organizou bem os livros, para que pudesse ir embora logo. Ele ainda pegou os livros que foram deixados nas mesas pelos leitores do dia anterior, perguntando para a recepcionista onde deveria guardar cada livro.

    Para finalizar, ele varreu as outras dependências da biblioteca, como banheiro, a área de recepção e até mesmo o lado de fora do local, querendo deixar o lugar tão limpo que nunca mais lhe pediriam para voltar lá para limpar nada. Passou até mesmo um pano nas mesas e nas cadeiras, já sentindo o corpo doer de tanto esforço físico. Seria mais fácil entrar em uma batalha contra um Gennin mais experiente do que ficar limpando imóvel.

    No final do serviço, ele se sentou para descansar, mas logo lembrou que nem isso poderia fazer, por isso decidiu guardar tudo o que tinha usado para fazer a bendita faxina no seu devido lugar e ir para casa, onde aí sim poderia descansar.


Considerações:
Kaden
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73475-fp-sarutobi-kaden
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73468-gestao-sarutobi-kaden
Convidado
Convidado
Aprovado ambas, Recompensa máxima para as duas
Anonymous
Kaden
Jōnin
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10

Missão escreveu:
Calçamento das Ruas
Descrição:
Algumas ruas estão sem calçamento, estão somente no barro, ajude alguns trabalhadores na estrada ao norte da vila.


KOBAYASHI INDRA

    Ser chamado para uma missão naquele dia era um alívio. Pela primeira vez em muito tempo, Indra estava com vontade de sair de casa, tudo porque o clima estava começando a ficar cada vez mais quente, o que aumentava o calor em seu quarto, não deixando ele dormir direito. A primavera estava indo embora, trazendo o verão com ela, sendo a pior época do mundo para Indra, que tinha nascido no inverno.

    Mas ao abandonar a sua preguiça rotineira, ele se designou para a missão que tinha sido incumbido no dia anterior, que era ajudar no calçamento de umas ruas de um pequeno bairro da vila. Recentemente, ele tinha começado um tratamento solitário para superar o seu medo que tinha das pessoas, e ele já tinha conseguido alguns bons resultados, o que lhe dava mais confiança para aquela missão.

    Indra acabou chegando na hora certa para começar a ajudar: os homens já começavam a preparar o cimento, o terreno que seria asfaltado e entre outras as coisas que o garoto não conseguia compreender.

    - Olá, meu nome é Kobayashi Indra, e eu vim ajuda-los no serviço hoje. - avisou aos homens, só para constar que, aparentemente, eles não precisavam de nenhuma ajuda com a mão de obra, ou... Não queriam a ajuda DELE. – “Provavelmente eles acham que eu sou magrinho demais para pegar no serviço pesado. Mas com esses bracinhos que eu tenho, não tenho muita moral...”, pensou, ficando meio frustrado de não poder ajudar como deveria.

    O garoto ficou ali parado por uns dois minutos, ficando perto da mesa onde vários papéis estavam colocados ali. O homem responsável por guiar a obra não parecia ser um empreiteiro muito estudado, sabendo fazer obras apenas pela experiência própria, mas não tendo noções de cálculo. Foi então que Indra finalmente percebeu onde poderia ter alguma utilidade.

    - Olhem, eu era um dos melhores alunos de cálculo na Academia. Se quiser, eu... - o homem ficou animado com a possibilidade de não precisar fazer contas tão complexas.

    Em poucos minutos, Indra já tinha calculado quanto de material eles precisariam em cada rua, baseando-se no comprimento e largura de cada uma delas, já que tinha todas as informações disponíveis e muito bem medidas. Sabia quanto de cimento, tinta e quanto dos outros materiais seriam precisos, quanto tempo demoraria para tudo ficar pronto, usando no cálculo o número de pessoas disponíveis. Os homens ali ficaram impressionados.

    Mas Indra não se limitou a ficar só olhando para eles: ajudou no que pode na hora de botar a mão na massa: carregou baldes, encheu-as de água, carregou sacos de terra nas costas (apesar da dor que começou a sentir nos ombros), saiu da obra para ir buscar alguns materiais não tão pesados, já que seria mais rápido com ele buscando do que um civil.

    No final do dia, eles tinham asfaltado uma rua inteira, e já estavam planejando a próxima no dia seguinte. Todos estavam exaustos, incluindo Indra, mas todos estavam felizes por terem terminado tudo no tempo mais hábil, e principalmente, ficavam agradecidos pelo garoto estar ali, pois acabaram não desperdiçando material a toa e terminaram uma rua em um menor tempo e com menor esforço.


Considerações:
Kaden
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73475-fp-sarutobi-kaden
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73468-gestao-sarutobi-kaden
Kaden
Jōnin
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10

Missão escreveu:
A Procura
Descrição:
Recentemente um estudante da Acadêmia Ninja sumiu, sua missão é encontrá-lo e trazê-lo de volta a vila.


KOBAYASHI INDRA

    Não era o tipo de tarefa na qual estava acostumado. Daquela vez, não fora a missão que foi até ele, e sim Indra que foi até o posto Chuunin para receber uma missão. Chegando lá, o garoto ficou surpreso (e até um pouco feliz) de saber que não tinha nenhuma missão para ele naquele dia, já que todas as tarefas dos dias já tinham sido designadas para outros Gennins. Quando o seu superior disse que estava livre para ir para casa e descansar, Indra teve que forçar os seus lábios a não mostrar o seu melhor sorriso juvenil.

    - Tudo bem... Obrigado, senhor. - curvou o corpo em um agradecimento formal, virando-se para sair do posto, quando um outro homem com trajes de Chuunin veio correndo com uma fotografia na mão.

    Chuunin 2: Vocês viram esse garoto por aqui? – mostrou a fotografia do menino. Ele estava na Academia a pouco, mas sumiu de repente, dizendo que ia no banheiro. – Indra logo percebeu que se tratava de um professor da Academia Ninja.

    Chuunin 1: Não o vimos não. Mas você deveria voltar ao seu posto imediatamente. Deixe a foto com esse rapaz aí. – o Chuunin atrás da mesa apontou para Indra. - Ele vai encontrar o seu aluno e o levá-lo de volta para a Academia.

    - O QUE?

    Não tinha como Indra sair do posto mais revoltado. Ele chutava até uma pedrinha que estava no chão, de tão revoltado que estava. Viu a foto do garoto na fotografia e teve vontade de rasga-la, voltar para casa e deixar o garoto matar aula, como qualquer garoto sem futuro faria. Mas como tinha sido colocado naquela missão, era o seu dever encontra-lo.

    Foi por isso que ele entrou em todas as lojas de doces que conhecia, imaginando que o rapaz estaria ali, ou que pelo menos teria alguma pista dele pela região. Só que quando mostrava a foto do garoto para os vendedores e para as senhoras, ninguém o tinha visto. Decidiu então procurar em restaurantes que aceitavam crianças, mas acabou tendo o mesmo resultado de outrora.

    Procurou mais uma vez, só que dessa vez saiu perguntando para qualquer pessoa que passava na rua que poderia saber de alguma coisa. Algumas pessoas davam respostas amáveis e preocupadas, outras só agiam como se não fosse problema delas... E realmente não era, apenas do pobre coitado do Indra.

    “Não acredito que esse moleque pela-saco vai ferrar com a minha folga.”, sussurrou, caminhando pela vila, imaginando em quais lugares tinha deixado de procurar. Praças, ruas, lojas de jogos... Não sabia muito bem por onde deveria começar.

    Estava quase perdendo as esperanças de encontra-lo, quando viu que tinha um garoto em frente a uma loja de máscaras, olhando para algumas peças. Indra ficou chocado por ver que tinha sido tão fácil achar o pivete, agradecendo a Deus por ter tido tanta sorte daquela vez. Com raiva, o Gennin foi até o garoto, que era bem mais novo e menor, dando um puxão em sua orelha.

    - OH, MOLEQUE! EU ESTOU PERDENDO A MINHA FOLGA POR SUA CAUSA! - disse, de mau-humor, não se importando com o moleque esperneando na sua mão, pedindo para ser solto. As donas de casa passavam e reprovavam a atitude de Indra, que ia puxando o garoto pela orelha para levá-lo para a Academia, mas o Gennin nunca levara jeito para ser bem educado. - Eu vou te levar para a Academia, seu pivete, e de lá eu vou aproveitar o meu dia tranquilo. Não estou nem aí se você não gosta da Academia.

    E foi assim que Indra acabou levando um matador de aula de volta para a Academia Ninja. Ele ainda teve o problema de ficar se sentindo mal pelas lembranças ruins que tinha do local, mas nada que o abalasse completamente, afinal já estava começando a superar o medo que tinha das pessoas.


Considerações:
Kaden
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73475-fp-sarutobi-kaden
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73468-gestao-sarutobi-kaden
Convidado
Convidado
recompensa máxima, mes do up

@
Anonymous
Kaden
Jōnin
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10

Missão escreveu:
Evento na Academia Ninja
Descrição:
Hoje a academia ninja terá uma aula especial mostrando as habilidades dos ninjas já graduados, sua missão é ir lá, fazer uma palestra e mostrar algumas habilidades para motivar os estudantes.


KOBAYASHI INDRA

    No dia anterior a sua missão, Indra fora chamado pelo diretor da Academia para comparecer ao local, pois devido as suas notas, ele seria convocado para dar algumas dicas para os mais novos, explicando o que queria dele. Não era o tipo de tarefa que o garoto gostaria de receber, ainda mais por ter péssimas lembranças da época da Academia Ninja, mas não iria recusar uma missão daquele nível.

    O garoto acabou por chegar na Academia mais cedo do que planejava, o que o obrigou a ficar esperando sozinho no seu canto, enquanto os alunos iam chegando, um por um. Indra esperou que o professor lhe desse permissão para começar a palestra, caminhando em direção da sala de aula sozinho, mas sendo acompanhado pelos outros alunos a alguns metros dele. Não gostava muito de ter contato com garotos mais novos. Quando todos chegaram e estavam nos seus devidos lugares, Indra respirou fundo e começou a aula.

    - Muito bem, alunos. O diretor disse que vocês estavam tendo dificuldades ao realizarem a técnica Bunshin no Jutsu. Vocês provavelmente não devem estar prestando atenção, mas eu entendo como é. Eu irei explicar mais ou menos como se faz. Vê se aprendem dessa vez - ele se posicionou no centro da sala. - Para criar esse jutsu, vocês devem ter em mente uma imagem perfeita de si próprios e transferir uma parte mínima do seu chakra para ela. Lembrando que esses clones servem unicamente para distrações, pois não podem ser usados para atacar ou defender. Deixa eu mostrar para vocês.

    Indra juntou as mãos e fez um único selo, concentrando chakra pelo corpo e logo criando um clone básico dele mesmo ao seu lado esquerdo. O seu clone não se mexia e nem fazia nenhum movimento, mas foi o suficiente para impressionar os alunos. Não podia negar que ficou feliz ao ver que os mais novos achavam ele o máximo.

    - Muito bem, agora irei responder todas as dúvidas que possuírem sobre Bunshin no Jutsu. - avisou de forma educada, explicando para todos os alunos o que era necessário para eles realizarem a técnica.


Considerações:
Kaden
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73475-fp-sarutobi-kaden
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73468-gestao-sarutobi-kaden
Kaden
Jōnin
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10
 missões rank D, por INDRA. Tumblr10

Missão escreveu:
Flor Púrpura
Descrição:
O Esquadrão Médico de sua vila esta desenvolvendo um novo remédio e precisa de uma flor rara só encontrada em uma montanha muito distante, sua missão é ir buscar essa flor para que a produção do novo medicamento seja iniciada.


KOBAYASHI INDRA

    Depois que saiu da Academia Ninja, Indra foi até o posto Chuunin informar que já tinha cumprido a sua tarefa diária, mas que gostaria de saber se não havia outra missão para realizar, já que ele teria o dia inteiro livre e queria fazer alguma coisa de útil. O Chuunin logo lhe informou sobre o pedido de missão do Esquadrão Médico.

    Indra leu o pergaminho que tinham enviado, com informações o suficiente para ele saber por onde começar. Não queria saber mais do que estava ali no pergaminho, focando apenas no que tinha que fazer para completar mais uma missão. Ele voltou para a sua casa, apenas para pegar uma mochila onde pudesse colocar o seu almoço, uma garrafa de água e recipientes para colocar a flor-púrpura, afinal não poderia vir com elas na mão.

    O garoto se dirigiu então para a montanha cujo lugar era o único que fornecia as tais flores mencionadas no relatório do Esquadrão Médico. A sua viagem acabaria sendo mais curta do que ele imaginava, já que a sua velocidade era alta o bastante para que ele percorresse a maior parte do caminho em um tempo menor.

    Assim que Indra chegou no topo da montanha, ele parou para descansar por alguns segundos, sentando-se em frente as flores. Estava cansado, e o ar ali era rarefeito, por isso ele deveria ir rápido, ou então poderia começar a sentir algumas tonturas, ou coisa pior. Com uma kunai, ele arrancou as flores que precisava, na quantidade exigida pelos ninjas do Esquadrão Médico, colocando tudo no recipiente certo, que tinha levado para colocar as flores.

    - Que missãozinha mais tediosa e cansativa... Deveria ter uma coisa mais enérgica para eu fazer em breve, assim eu espero. - sussurrou, coçando a cabeça e se preparando para voltar para Konoha.

    A viagem de volta foi bem chata, pois já tinha cumprido a sua missão no meio do caminho, o que aumentava a sua ansiedade para ir logo ao local de encontro com o Esquadrão Médico, que era em frente ao Hospital de Konoha. Chegou lá pelo final da tarde, onde um homem com trajes de enfermeiro estava lhe esperando.

    - Aqui estão as encomendas que pediu. Aproveitem bem, pois deu o maior trabalhão subir lá na montanha para pegar. - disse com o mesmo jeito de sempre, não dando a mínima para cordialidades ninjas. Não esperou pelo obrigado, e já foi embora.


Considerações:

_______________________

 missões rank D, por INDRA. Tumblr_pl035uEflG1uocgm5o2_500

Kaden
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73475-fp-sarutobi-kaden
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t73468-gestao-sarutobi-kaden
Convidado
Convidado
Conteúdo patrocinado
Design visual (Estrutura, Imagens e Vídeos) por Dorian Havilliard. Códigos por Akeido