Os Imortais
Okina conseguiu destruir Sunagakure, tornando o vilarejo um só com as suas origens, as areias profundas do deserto. O mesmo aconteceu em Kirigakure no Sato, onde a entidade afundou a vila no oceano que o cercava. Porém, ao tentar acabar com Konoha, a inimiga da humanidade falhou sendo impedida pelos novos salvadores do mundo. Abençoados por Hagoromo, os ninjas Mako e Mordred conseguiram selar a adversária criando uma segunda lua pairando sobre o planeta. Passadas algumas semanas, uma seita antiga se reuniu procurando o local onde poderiam ressuscitar Jashin, um deus antigo. Liderados por uma mulher capaz de ouvir a voz do deus, os seguidores subiram a Cordilheira dos Deuses e encontraram uma rocha cheia de selamentos frágeis e acabaram assim liberando um novo inimigo que se diz ter muitos nomes: Kami-sama, Jashin-sama e Shaka-sama. A nova divindade absorveu os poderes da lua onde Okina foi selada e transformou-se totalmente, porém, uma quantidade estranha de chakra vazou e espalhou-se no planeta inteiro.O novo inimigo da humanidade marcou três vilarejos: Konoha, Iwa e Kumo. Mas quais são seus verdadeiros planos? E quem é a pessoa que despertou depois de muitos anos?
.
.
.
.
.
Últimos assuntos
» [Capítulo] O dragão que voa mais rápido - Chronostasis
Hoje à(s) 11:26 por Tenshin

» [Ato] Zero absoluto - Hayato Amil
Hoje à(s) 11:08 por Tenshin

» [F] Hatake Shindora
Hoje à(s) 11:07 por Shiloh

» [Smith] Rize
Hoje à(s) 11:01 por Shiloh

» [W.O] CHAMADO ESPECIAL DE JUÍZES
Hoje à(s) 10:56 por Kuroku

» 4) Troca de Narrador
Hoje à(s) 10:38 por Kuroku

» [M.F] Yoshiru
Hoje à(s) 10:34 por Yoshiru

» [Roleplay] Vagando em Konohagakure
Hoje à(s) 10:29 por Harumi Kimura

» [My Favorite Sin]
Hoje à(s) 10:27 por Dito

» [MF] CHI LONG QUA
Hoje à(s) 10:13 por Yukino'


[Treinos] O Esqueleto

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Treinos] O Esqueleto - em Qua 27 Jun - 12:57



"Meu nome é Eren Kaguya. Eu odeio um monte de coisas. O que eu tenho não é um sonho, porque eu vou torná-lo uma realidade. Vou restaurar meu clã, e matar um certo alguém."



Ainda era Verão em Iwagakure no Sato. A Vila Oculta do País da Pedra, que detinha a força militar de elite daquela nação e concentrava ali o conhecimento shinobi era assolada por um sol causticante. O tempo corria em uma velocidade pouco apreciável, lento, mas fugaz, quase como se o dia obtivesse o dobro de duração naquele tempo e três vezes menos produção. Camponeses que tratavam determinadas culturas mais resistentes, perfuravam o solo pedregoso e seco do País da Pedra para sementar o caminho para a colheita de Outono que se seguiria alguns meses depois.

Naquela terra o campo precisava não só ser arado com equipamentos resistentes de metal bem afiado, mas precisavam também de adubo em excesso para conseguir torná-la mais solo e menos rocha. Fazia parte do ofício, da vida dura, com as mãos cheias de calos, os camponeses trabalhavam banhados de suor para gerar alimentos para todo aquele enorme País.

Em Iwagakure os alimentos chegavam e poucos se preocupavam com a origem, com a segurança daqueles que a produziam. Camponeses e civis eram vistos como inferiores pelos orgulhosos ninjas, mas era difícil não pensar daquele jeito depois que se vislumbrasse o tamanho do poder dos ninjas mais poderosos. Todos os observavam, todos queriam ser como eles. As lendas shinobi, os ninjas famosos, perpetuavam a cultura das Vilas Ocultas, sendo os maiores produtores de publicidade.

A jovem Eren, que não havia nascido em Iwa, mas em uma cidade qualquer do País da Pedra, estava sentada sobre um telhado, oculta do sol por uma enorme placa de uma loja de armamentos. O letreiro com as gigantescas palavras sobre ela era sua defesa em relação ao forte sol que se colocava sobre o céu pouco após o meio dia. A menina decidida a não desperdiçar seu dia totalmente em meras observações ou contemplação, seguiu sobre o telhado e o quão rápido quanto pôde, se dirigiu através dos telhados em alta velocidade, se misturando em becos, vielas, e até mesmo adentrando casas vazias. Pouco pudor tinha em relação a sua movimentação, mas sempre atenta a seus arredores, uma atenção que havia desenvolvido no dia que vira sua família morrer.

Seguiu ao campo de treinamento de Iwa. Misturada a multidão e em seguida, se separando e seguindo para o campo o mais rápido que podia. Buscava também trabalhar parte de sua resistência física, correndo e se movendo mesmo sob o sol quente, suportando o suor e demais empecilhos derivados daquele que podia ser um obstáculo. As ruas pareciam não ser o suficiente e a jovem Kaguya seguia para o campo de treinamento, onde teria maior espaço para efetuar seus treinos.

Seguiria por um atalho conhecido por ela, se embrenhando em meio as rochas e adentrando uma caverna. A galeria que seguia dentro da rocha não era muito conhecida, visto que a maioria dos shinobis gostavam de treinar do lado mais aberto, o espaço que Eren utilizava ficava dentro das rochas. Muitas entradas e saídas podiam ser utilizadas e o complexo de túneis formava um vigoroso labirinto. A kunoichi desceu pelas galerias de rocha, seguindo em direção ao interior da montanha.

Ao chegar no seu destino, pôde verificar toda a aglomeração de rocha, estalactites e estalagmites que se espalhavam como costelas no interior do corpo de um dragão morto. Lá dentro, a menina iniciou um período de meditação que visava aumentar a percepção acerca de seu próprio corpo. Assim, poderia efetuar treinamentos mais eficazes, já que conheceria melhor sua própria disposição no espaço. A mutação genética que ela carregava dependia muito dessa percepção e manipulação corporal. Poucos ninjas poderiam lidar com a quantidade de inteligência espacial e cinética necessária para desenvolver as habilidades corretamente, mas a maior parte deles se enfraqueceria se tivesse que lidar com tamanhas transformações.

A jovem kunoichi então iniciou seu treinamento de controle de chakra e execução de jutsus. Por ser abaixo da terra, aquele terreno era mais vantajoso para efetuar treinamentos, pois era isolado, mais silencioso e também, possuía uma temperatura mais baixa do que o mormaço habitual de Iwa. A jovem estava determinada em aumentar a qualidade de seus ataques e para isso, precisava melhorar na execução de ninjutsus.

"Eu gosto daqui pela paz. Mas sou uma lutadora. Apenas a guerra irá me satisfazer e apenas o combate pode me dar aquilo que anseio a tantos anos. A vingança.", pensava consigo mesma. "Um dos meus defeitos são os selos de mão. Isso se dá ao pouco treinamento que tive disso na Academia por chegar mais atrasada a turma do que meus outros companheiros. Preciso melhorar", seus pensamentos prosseguiam.

Ela então começou a executar cada um dos selos individualmente. Os selos do Pássaro, Javali, Cão, Dragão, Boi e Tigre. Executou esses e então passou a realizá-los diversas vezes em diversas combinações. Aprendia então a controlar e executar mais rapidamente as combinações. Também trabalhava a quantidade de chakra e a forma como o chakra era combinado com os selos, assim obtendo melhor conhecimento. Os selos da Cobra, Rato, Macaco, Cavalo, Coelho e Carneiro se seguiam a esses. Cada um com sua sequência, executando múltiplas vezes cada um deles. Podia sentir que alguns tinham especialidades e podiam melhorar determinadas sequências de fluxo. Javali era um dos selos que mais movia com o fluxo de chakra, mesmo embora a garota não fosse a melhor das kunoichis com tal habilidade, podia relacionar aquilo com técnicas de andar sobre a água ou sobre as rochas, tal qual outras técnicas de distribuição de energia que era comum e que envolvia tal selo.

Tendo executado todos os treinamentos de selo. Seguiu de volta para sua casa ao anoitecer, usando da escuridão para se manter oculta.



HP: (200 • 200) CH: (200 • 200) ST: (02 • 02)


Considerações:


Treino realizado para obtenção de 2 pontos em databook de Selos de Mão. Podendo obter +2 devido ao Mês do UP.


Jutsus usados:




_______________________

avatar
Nukenin C
Nukenin C
Ver perfil do usuário
Re: [Treinos] O Esqueleto - em Sab 14 Jul - 22:47



"Meu nome é Eren Kaguya. Eu odeio um monte de coisas. O que eu tenho não é um sonho, porque eu vou torná-lo uma realidade. Vou restaurar meu clã, e matar um certo alguém."



Era mais um dia em Iwa. Mais um dia em que Eren passava naquele lugar que havia se tornado seu lar. Involuntariamente, resultado de suas habilidades ninjas descobertas quando ela já era um criança bem educada em um lugar diferente. Um passado de sangue e fogo regava a memória dela, mas muito tempo havia se passado desde então. Não convinha a Eren que vivesse sua vida atrás de situações que a fariam se tornar pior e não melhor do que era. O sofrimento e a dor que passara nas mãos dos criminosos que caçaram sua família seria devidamente retribuído, no tempo adequado.

O Outono em Iwagakure não era o mesmo que em outro lugares. Seu clima era seco, incomodava as narinas e ao mesmo tempo, também lançava sobre os homens um sopro gélido que era característico daquela região. As pedras e largas montanhas capturavam a umidade e as nuvens, como muralhas de rocha podiam fazer com exércitos, assim faziam as montanhas com os ventos. Por conta disso, uma hidratação extra era necessária para ficar razoavelmente confortável naquela região. Um preço pequeno a se cobrar na verdade, considerando as dificuldades que inimigos podiam experimentar em situações hostis.

- Bom dia, senhor Ishigawa. - disse a garota ao vendedor de uma barraca de ramen durante a manhã. Não estava afim de preparar seu café da manhã e o ramen parecia mais capaz de encher sua barriga naquele dia.

Não era mal educada, a pequena jovem Kaguya, mas era bastante reservada e tomara sua refeição e se retirara apenas após uma breve vênia. Dificilmente ela trocava muitas palavras com os desconhecidos que ali vendiam suas mercadorias, mas tendo passado por aquele lugar, se dirigiu então para o lado o Campo de Treinamento da vila.

Sempre fora uma garota desconfiada, por conta disso, adentrara vielas e becos em busca de uma fuga bem feita. Não queria de maneira alguma se permitir ser encontrada ou capturada pelos inimigos de sua família, que enquanto não estivessem mortos, não podia considerar seguro qualquer lugar que fosse.

"É assim que é a vida. Apenas o poder pode nos manter seguros." pensava consigo a menina "Um mundo cercado de terror, refém dos malfeitores, é esse o ambiente em que vivemos. Quem mudará isso?", os seus pensamentos eram sempre profundos e dessa maneira, bastante agressivos no que concernia a ordem cosmológica. Bem e mal eram lados de uma mesma moeda para ela, mas tudo podia ser voltado a uma espécie de equilíbrio e era óbvio que tal equilibrio era inexistente no mundo atual.

Uma vez chegando ao campo de treinamento, encontrara com um outro gennin que a ajudava nos treinamentos. Era um rapaz chamado Hino, bastante habilidoso com o taijutsu e que desafiava os limites da jovem Kaguya com suas técnicas, uma vez que ela tinha um foco muito forte no Ninjutsu. A garota estava ainda não estava satisfeita com seus resultados e a proposta do rapaz para um treinamento cairia bem.

- Vamos correr hoje, Hino? - sugeriu a menina e o rapaz retrucou.

- Não prefere um treinamento de força? - ele parecia mais animado a superar Eren de mais de uma forma.

- Não, corrida hoje. Não estou a fim de voltar com hematomas pra casa. - dizia ela com um sorriso.

- Não que isso não vá acontecer, mas tudo bem. - o rapaz respondeu e então demarcou um ponto de partido para a corrida. - Por que não seguimos e voltamos até ao totem? - dizia ele se referindo a um totem de pedra que ficava a pouco mais de um quilometro de lá.

- Vamos então - disse a menina, disposta a iniciar a corrida o quanto antes.

Quando a partida foi dada, ela acelerou o máximo que pôde, se aproveitando de suas capacidades como ninja para superar o adversário temporário. Focara seu chakra nas pernas, usando sua energia para propagar-se para frente. Sua Kekkei Genkai não podia ajudá-la muito naquilo, uma vez que ela era focada em luta corporal e transformação em coisas sólidas, era difícil ter vantagem em lutas. Fazia o que era possível para superar o rapaz, acelerando o passo e buscando passadas mais largas para aumentar a amplitude da corrida.

Contudo, Hino era mais forte nesse aspecto e continuava a correr em imensa velocidade, buscando de alguma forma obter a vantagem na velocidade. Eren não duvidava que ele podia realizar aquilo, mas estava disposta a vencer de qualquer momento com base em sua velocidade. Fazia o que era possível para conseguir avançar naquele aspecto e conforme o tempo passava até o grande totem, maior era sua velocidade.

Seus músculos nas pernas doíam, tanto na coxa quanto na panturrilha, ambos pareciam arder em tormenta forçados pelo cérebro a elevar seus limites.

"Preciso me tornar mais rápida.", ela pensava e quase exclamava como formava de motivação. "Preciso me tornar mais forte", a dedicação era a marca de um bom shinobi e ela sabia disso, ela conhecia isso, ela precisava alcançar aquilo.


Fez o que era possível até que alcançou rapidamente o lugar que lhe era previsto. Alcançou o grande totem em primeiro lugar, escorregando em seguida e caindo. Ralou os braços e as pernas, quase se ferindo mais gravemente, mas estava contente pelo resultado. Superara Hino, que ficara para trás e ofegava. Contudo, logo viu o rapaz seguir em disparada novamente na direção oposta e se lembrou que a corrida era de ida e volta. Lamentou-se por aquilo, sabia que não podia mais se levantar. Deitou ali em meio a poeira, observando o céu de Iwa sobre sua cabeça. O outono era muito bonito ali. O suor que descia por sua cabeça foi resfriado pelo vento gélido.


"Eu sou mais forte", pensou ela consigo, antes de fechar os olhos e recomeçar a corrida.










HP: (200 • 200) CH: (200 • 200) ST: (02 • 02)


Considerações:


Treino realizado para obtenção de 2 pontos em databook em Velocidade. Podendo obter +2 devido ao Mês do UP.


Jutsus usados:




_______________________

avatar
Nukenin C
Nukenin C
Ver perfil do usuário
Re: [Treinos] O Esqueleto - em Ter 31 Jul - 22:57



"Meu nome é Eren Kaguya. Eu odeio um monte de coisas. O que eu tenho não é um sonho, porque eu vou torná-lo uma realidade. Vou restaurar meu clã, e matar um certo alguém."




Eren havia entregado a si mesmo uma responsabilidade além do comum. Sua vivência carregada de angústia e ódio a havia enchido com uma inigualável forma de força de vontade, ao mesmo tempo que uma perversa selvageria que ameaçava sua própria vida. Ela tinha total consciência de que era o mal oculto dentro dela que a tornava mais poderosa, mais capaz e superior ao seus companheiros de clã e de vila. Contudo, isso tinha um preço alto. Para saciar essa raiva, ela precisava se tornar cada vez mais poderoso, de forma a aniquilar e destruir inimigos que se colocassem em seu caminho.

Ela havia se equipado prontamente para sair de casa, vestida com roupas leves de treino, ela prendeu seus dois tornozelos com pesadas bolsas contendo cimento e chumbo. Os braços também haviam sido carregados com o peso, tanto nos pulsos quanto nos bíceps. Seu dorso foi enrolado também com alguns sacos carregados de areia, para garantir que todo o peso extra estaria bem equilibrado em relação ao todo com sua coluna. Cada um dos membros com um peso extremamente avantajado, que dificultaria a movimentação de um humano comum ao extremo. Contudo, estava acostumada com o treino pesado e assim que alcançou o campo de treinamento, se colocou a correr.

Suas pernas se colocaram em movimento, enquanto ela transferia chakra de seu corpo para elas, de forma que pudesse de alguma maneira compensar o peso e trabalhar mais os músculos com eles reforçados pela energia vital de seu corpo. Seu movimento foi veloz, conforme ela corria pelo campo aberto, sua aceleração aumentava, resistindo duramente ao peso. Ela então se aproximou de uma pedra e saltou sobre ela, sendo obrigado a usar uma imensa força para propulsiona-lo para cima. Sentiu dores nos músculos da panturrilha, da coxa e da lombar, mas não havia tempo para ceder a meras dores. A corrida continuou, enquanto ela se esforçava ao máximo para contornar pedras, vencer subidas mais íngremes e elevar ainda mais sua resistência e velocidade.

"Há apenas um caminho e ele só é revelado aos mais fortes. Os demais, não seguem caminhos, giram em círculos e por isso merecem a aniquilação", pensou consigo mesmo, reforçando ainda mais sua mente com determinação. "A dor é um sinal de que a fraqueza ainda está presente. A força reduz a dor, a resistência nulifica seus efeitos, o poder a subjuga para aplicar aos outros. Quando mais dor eu sinto, mais motivado eu fico, pois é a dor o farol para que eu alcance o poder absoluto. "

Ela continuou sua rápida movimentação, dessa vez, juntou as mãos e concentrou ainda mais o chakra nos pés, fazendo-os emitir uma energia única, propagada através da sola para o chão, aumentando ainda mais sua sustentação, mas o mais importante, dando a ela a capacidade de andar sobre a água. Um lago estava diante dela e assim que pisou sobre a superfície fluida e flexível, sentiu a mudança em sua aceleração, uma vez que a água dispersava a energia mecânica de maneira mais eficiente, ela obtinha menos impulso. Para compensar, ela aumentou ainda mais a energia que saía de seus pés e sua velocidade cresceu, conforme seu chakra tornava a água abaixo dela ainda mais estável.

Com a grande corrida realizada, ela começava a sentir os primeiros sinais de cansaço pulmonar atacar seus órgãos. O ar parecia para ela como um veneno pulsante e ácido, queimando suas narinas e vias respiratórias, lutando para entrar e sair dos pulmões e velocidades sobrehumanas para restaurar a força do corpo. O seu sangue fluiu pelo rosto, deixando-o vermelho e sentiu sua cabeça doer devido ao imenso esforço. Quando ela finalmente parou, os pesos em seus tornozelos, braços e dorso pareciam estar duas vezes mais pesados e seus músculos começavam um processo de fadiga.

Aquele circuito a havia custado caro no dia seguinte, com muitas dores oriundas do acúmulo de ácido lático entre as fibras musculares, que indicava ao corpo a necessidade de descanso ao mesmo tempo que buscava uma solução para o incrível esforço se tornar menos necessário. A Kaguya fez daquilo um hábito comum, sendo que a cada dois dias, realizava o mesmo circuito pelo menos uma vez por dia, aumentando a quantidade de peso nas bolsas amarradas em seu corpo de maneira a entregar a ela resultados ainda maiores e mais significativos. Meses de treinamento usando aquele circuito, tornaram-na relativamente mais forte e durável, mas também, a tornaram mais previsível, visto que sempre acabava seguindo o mesmo padrão de treinamento ao longo do dia, condição necessária para um desenvolvimento constante no campo que abrangia a musculatura e resistência cardio-pulmonar, mas que para um ninja podia ser uma armadilha, visto que a previsibilidade era sempre um convite a causalidade de um confronto.

O treinamento físico e muscular era acrescido todos os dias pelo carregamento de pesadas massas de pedra, as vezes aparados de ferro, troncos e qualquer outra maneira de desenvolver maior força. A resistência dos músculos era trabalhada intensamente por meio de exercícios de calistenia que eram alongados para longos minutos para cada grupo de músculos. Tamanho enfoque físico fazia parte de sua natureza e ela se sentia a vontade com a exaustão, até entendendo ela como uma espécie de recompensa para feitos de tremendo esforço e desenvolvimento. Era também a natureza do Clã Kaguya se tornar mais forte e mais feroz, mesmo as custas da própria vida ou da própria saúde. Para cada novo dia em que forçava seus limites, mais sua raiva se ampliava, como se expandisse sua influência de acordo com o dano que podia causar. Eren sabia que o ódio era uma doença sem cura, mas podia ser usado para se tornar um atributo de imenso poder.


Aquele era seu momento, para se tornar mais forte e capaz.


HP: (200 • 200) CH: (200 • 200) ST: (02 • 02)


Considerações:


Treino realizado para obtenção de 2 pontos em databook em Stamina. Podendo obter +2 devido ao Mês do UP.


Jutsus usados:




_______________________

avatar
Nukenin C
Nukenin C
Ver perfil do usuário
Re: [Treinos] O Esqueleto - em Ter 31 Jul - 23:09

@aprovados

_______________________


" Neste mundo, onde quer que exista luz, existem também sombras.
Enquanto o conceito de vencedores existir, precisam também existir derrotados.
O desejo egoísta de proteger a paz causa guerras e o ódio nasce para proteger o amor. "
avatar
Tokubetsu Jonin
Tokubetsu Jonin
Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

resposta rápida

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto RPG Akatsuki (c) 2010 — 2018
Layout por Dorian Havilliard e Akeido.