:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Iwagakure no Sato :: Centro da vila
12 Anos Online
Alvorecer
Arco 04
Ano 16 DG
Inverno
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Doroy
Genin
Doroy
Vilarejo Atual
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! - Publicado Sab 31 Out - 0:00

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 7c9a9d9285037e1ca987d43ed43f95a7

Amaldiçoado!

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 0vEiQQK


Fazia alguns dias que havia terminado minha última missão, derrotar aquele incendiário tinha sido uma tarefa demasiadamente fácil e isso não me deixava parar de pensar no quanto eu havia evoluído desde que havia me graduado. 

Além disso, tantas coisas haviam acontecido nesse meio tempo... Um meteoro havia caído no centro da vila, eu havia conhecido Akira e realizado minhas primeiras missões, havia realizado contrato com os falcões e ultimamente tinha sido convocado para entrar em um time com o próprio Tsuchikage. Pensava em todas essas coisas enquanto caminhava pelas vielas escuras da vila da pedra.

A noite era bela e o céu estava limpo, iluminado pela lua e enfeitado pelas estrelas no céu. Aquela visão era tão linda que não pude me permitir ficar em casa naquela noite. Peguei meu casaco, e agora lá estava eu, andando sem um rumo definido, aproveitando somente a minha própria companhia. Pensava nas minhas próprias inseguranças, será que eu acompanharia Akira? Bahko? será que era capaz o suficiente para estar em um time com o Tsuchikage? Ou "Os tuschikages". Mas nesse momento, aconteceu algo que jogou todas as minhas preocupações no lixo, de repente, nada mais importava.

Em uma esquina estava parado Fuyuki encostando em um muro. Sua expressão parecia cansada, a respiração estava pesada e ele parecia não estar prestando muita atenção em qualquer coisa que acontecia aos seus arredores.

- Fuyuki?... - Disse quase que involuntariamente.

Por que eu havia o chamado? O que exatamente eu diria?

Nesse momento, seu rosto se virou rapidamente e sua expressão mudou. Parecia descontraído, mas era óbvio que sua expressão era forçada.

- Yoroy? - Um sorriso feio surgiu em sua face. - Tudo bem? - Disse se distanciando do muro com a mão esquerda ao lado do pescoço.

"Tudo bem"? Não sabia nem por onde começar a falar com ele, mas agora que já o tinha chamado não havia volta. Estava com o coração tão acelerado de ter encontrado com meu ex-colega de quarto que nem parei para pensar no momento acerca do porque ele estar tão estranho. Sua feição era precária, e o que ele poderia estar fazendo naquele lugar sozinho, encostado em uma parede, e claramente desgastado?

Yoroy ; Fuyuki


Chakra: 575/575
Vida: 400/400
Cansaço: 00/05
Meiton: Kyūketsukō: 00/03
Aparência:
Considerações:
Equipamento:
Jutsus Usados:
Yoroy:


_______________________

Ficha - Banco - G.F - C.H
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Doroy
Genin
Doroy
Vilarejo Atual
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Re: [Capítulo-Solo] Amaldiçoado! - Publicado Sab 31 Out - 8:30

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 7c9a9d9285037e1ca987d43ed43f95a7

Amaldiçoado!

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 0vEiQQK


Ambos ficamos calados por um tempo, a expressão de Fuyuki se tornou pensativa, como se ponderasse sobre algo.

- Você deve me odiar, né? - Perguntou ele com outro sorriso feio.

Eu permaneci em silêncio, não sabia como responder àquela pergunta. Eu amava Fuyuki, ele era tudo para mim, mas havia me abandonado, teria esse amor se transformado em ódio? Eu não saberia dizer. Tanto havia acontecido na minha vida últimamente que, sinceramente, Fuyuki não havia tido tanto espaço assim na minha mente. Percebendo que o silêncio se estendera por tempo demais, falei qualquer coisa que me veio à cabeça.

- Não, não te odeio... -

- Ótimo... Haha... Sempre soube que você era bonzinho demais pra odiar alguém. - Sua mão estava sempre no pescoço, como se houvesse um machucado lá. - Eu quero... Pagar pelo meu erro... - Disse com um tom de culpa tanto na voz quanto na face. - Que tal se nós nos encontrarmos de novo por esse horário quem sabe... Depois de amanhã? -

Não sabia se aquilo era uma boa ideia. Será que Fuyuki merecia me ter de volta em sua vida? Era isso que ele estava tentando fazer? Minha mente estava cheia de incertezas quanto a isso, mas minha boca mais uma vez exalou as palavras de modo independente.

- Pode ser... - Disse me arrependendo logo em seguida.

- Ótimo... nos vemos depois de amanhã... - 

Em seguida, Fuyuki se virou e começou a andar para longe. Seu andar estava estranho, ele mancava e seu corpo pendia para os lados, como se ele estivesse muito enfraquecido. Porém, como disse, não era nisso que minha mente estava focada. Fuyuki... O que será que ele estava fazendo? Será que se arrependeu?

Querendo evitar mais surpresas, virei-me e comecei minha caminhada até minha casa. Demorei para pegar no sono essa noite, minha mente estava cheia de pensamentos que não conseguia me livrar.

Yoroy ; Fuyuki


Chakra: 575/575
Vida: 400/400
Cansaço: 00/05
Meiton: Kyūketsukō: 00/03
Aparência:
Considerações:
Equipamento:
Jutsus Usados:
Yoroy:


_______________________

Ficha - Banco - G.F - C.H
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Doroy
Genin
Doroy
Vilarejo Atual
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Re: [Capítulo-Solo] Amaldiçoado! - Publicado Sab 31 Out - 16:36

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! Tenor

Amaldiçoado!

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 0vEiQQK


Acordei no outro dia bastante pensativo, afinal, aquela noite passada havia sido bem estranha. Me levantei da cama e fui me vestir. Tomei café da manha e escovei os dentes. Tinha notado que a comida estava acabando, ou seja, precisaria seguir até o mercado pra comprar mais. É nessas horas que agradecia por minha vida estar tão agitada, como estava fazendo muitas missões o dinheiro estava em dia, uma coisa a menos pra mem preocupar.

Sendo assim, fechei a casa e sai em direção ao mercado, pronto pra comprar do bom e do melhor. A caminhada até lá demorava alguns minutos, mas esses minutos pareceram uma eternidade enquanto permanecia preso em meus pensamentos. Talvez eu tivesse esse dia inteiro ainda justamente para mudar de ideia sobre tudo aquilo. Não era uma boa ideia, ele me abandonou, e nem teve coragem de dizer na minha cara que estava indo embora, que tipo de pessoa deixava somente um bilhete? Contudo, também me lembrei do dia em que aquela pedra gigante recaiu sobre o centro da vila. Um pouco antes do impacto eu estava em casa, pronto pra comer um grande banquete, tinha muitos motivos para estar feliz, mas minha mente só pensava em uma coisa: Fuyuki.

Nesse momento, esbarrei em uma pessoa sem querer e caí de lado no chão.

- Meu deus, mil perdões! - Ouvi uma voz um pouco nervosa. - Eu te machuquei? -

Quando me recuperei, dei de cara com um braço estendido em minha frente, me convidando a segurá-lo e me levantar. Aceitei a ajuda e me levantei, batendo de leve em minhas roupas para tirar o pó que ficou preso após eu cair no chão.

- Ta tudo bem? - A pessoa me perguntou de novo. Olhando agora, vi que era um homem que aparentava ter por volta de seus 20 anos, seu cabelo era branco e seus olhos do azul mais claro que já vi.

- Estou bem sim, não precisa se preocupar comigo. - Tentei acalmá-lo.
- Certeza? Você parecia um pouco pra baixo, amigo. -
- Não é nada demais, são só... Problemas com um amigo. -
- Entendo... Eu adoraria poder te ajudar... - O homem estendeu sua mão. - Inclusive, me chamo Kaorima. -

Retribuí o gesto apertando a mão dele 

- Prazer, me chamo Yoroy. -

Yoroy ; Kaorima


Chakra: 575/575
Vida: 400/400
Cansaço: 00/05
Meiton: Kyūketsukō: 00/03
Aparência:
Considerações:
Equipamento:
Jutsus Usados:
Yoroy:


_______________________

Ficha - Banco - G.F - C.H
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Doroy
Genin
Doroy
Vilarejo Atual
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Re: [Capítulo-Solo] Amaldiçoado! - Publicado Sab 31 Out - 20:43

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! Q3FGiom

Amaldiçoado!

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 0vEiQQK


Era uma situação inusitada para se formar uma nova amizade, mas de algum modo nossa conversa foi parar em ele me acompanhando até o mercado para que conversássemos no caminho. Falamos, rimos e nos divertimos um com o outro, Kaorima era um cara muito engraçado e gentil, o caminho até o mercado foi bastante agradável ao seu lado. Quando chegamos no destino, ele me ajudou a procurar pelos produtos e colocá-los na cesta. Tendo terminado as compras e estando prontos para sair, ele me disse.

- Está indo pra casa? Imaginei que pudéssemos caminhar um pouco se você quisesse. -

Olhei para as cestas que levava em minha mão com um olhar meio desanimado. Tendo percebido que não seria a coisa mais agradável ir para um passeio com as mão cheias de compras, Kaorima retirou o que disse meio envergonhado.

- Ah... Hahaha! Erro meu, no que estava pensando? Mas... Posso te acompanhar até em casa a e ajudar a levar as compras, se estiver afim podemos passear fazer algo depois. -

Não entendi na hora o porque daquele homem estar sendo tão gentil e sociável comigo daquele jeito, era tudo muito do nada, mas também não vi muitos problemas nisso, sua companhia era agradável e não tinha motivos para recusar.

- Pode ser! - Disse com sorriso no rosto.

Passamos em minha casa, deixamos as compras e saímos para passear pela vila. Conversamos sobre muitas coisas, eu basicamente havia lhe contado tudo sobre mim: Que eu era um ninja, sobre minha família, minha Kekkei Genkai, os novos amigos que havia feito recentemente.

Em contra-partida, ele havia me dito tudo sobre ele também. Kaorima era um carpinteiro, vindo e uma família com condições não muito boas e, o que me surpreendeu muito, não tinha muitos amigos.

- Você é uma pessoa tão legal, tão gentil... Achei que todos iam querer estar perto de você. -
- Haha! A única gentileza que vejo é a sua de dizer isso, mas muito obrigado. - 

Nosso papo continuou por horas e mais horas. Já era final da tarde quando nos encontrávamos sentados em um banco no parque da vila.

- Ei, Yoroy-kun. -
- Oi? -
- A gente contou tanta coisa um pra o outro... Pode me falar desse seu problema com seu amigo? Eu quero te ajudar, de verdade. - 

A essa altura do campeonato eu já confiava suficiente em Kaorima pra lhe confidenciar isso. Então, contei-lhe tudo que tinha pra contar sobre a minha relação com Fuyuki, uma história que começou no dia que perdi tudo, e se estendia até hoje, com sua volta repentina para minha vida.

- Entendi... Ei, Yoroy-kun, vê aquelas crianças? - Apontou para dois garotos que jogavam bola um contra o outro, sua felicidade era evidente para qualquer um que estivesse lá para ver. A visão daqueles dois se divertindo aqueceu um pouco meu coração, eu até já sabia o que ele diria em seguida. - Você quer voltar a ter isso, né? Você quer voltar a se sentir amado por aquela pessoa que você ama tanto. Talvez tenham outros tipos de sentimentos misturados no meio disso tudo, mas o núcleo de todo amor é o companheirismo, é o sorriso, bem como aquelas duas crianças. Eu sei que você pode ter suas dúvidas quanto a isso, mas por algo tão belo quanto o que vocês dois pareciam ter, eu acho que vale a pena arriscar. - 

De algum modo Kaorima conseguiu expressar tudo aquilo que estava preso em meu peito, não pude discordar de uma palavra sequer do que ele disse. Então, lhe dei um abraço e agradeci com as palavras mais sinceras que havia dito em muito tempo.

- Muito obrigado Kaorima-san... -

Depois que me afastei, Kaorima me olhava com um soriso bobo e depois virava seu olhar para o sol poente. 

- Bom... - colocou as mãos detrás da cabeça. - Acho que já tá na minha hora, tenho mais uns trabalhos pra fazer com meu pai na marcenaria. -

- Tudo bem. - Disse tentando evitar ao máximo demonstrar o quão estava descontente com sua partida.

- Até a próxima, Yoroy-kun - Disse acenando com a mão.

- Até, Kaorima-san! - Disse retribuindo o aceno.

Estava bastante contente com aquele dia. Havia acordado cheio de dúvida e com medo, mas agora eu estava voltando para casa leve... Tão leve quanto uma pena, como uma folha de papel. Em minha mente não havia preocupações, somente uma ansiedade, ansiedade para encontrar com meu tão amado amigo depois de tanto e lhe dizer o que queria dizer desde o dia em que ele se foi de minha vida: "Eu te perdoo".

Cheguei em casa e a noite já havia recaído sobre a vila da pedra. Como eu tinha passado o dia andando com Kaorima, estava muito cansado, sendo assim, só tomei meu banho, jantei e escovei os dentes antes de me jogar na cama e dormir, sonhando sonhos maravilhosos.

Yoroy ; Kaorima


Chakra: 575/575
Vida: 400/400
Cansaço: 00/05
Meiton: Kyūketsukō: 00/03
Aparência:
Considerações:
Equipamento:
Jutsus Usados:
Yoroy:


_______________________

Ficha - Banco - G.F - C.H
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Doroy
Genin
Doroy
Vilarejo Atual
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Re: [Capítulo-Solo] Amaldiçoado! - Publicado Dom 1 Nov - 13:56

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! HWgQQfK

Amaldiçoado

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 0vEiQQK


Acordei muito bem no outro dia, não havia muito o que fazer então na maior parte do tempo só fiquei em casa escutando música e esperando para ver se alguma missão chegaria para mim. Bom… Nada de interessante ocorreu, e na maior parte do tempo eu só fiquei pensando no meu encontro com Fuyuki que deveria acontecer no final daquele dia.

O que será que ele diria? Tinha algo para se dizer? Ele pediria desculpas, diria que aquilo era muito do nada para ele. Bom… Eu já tinha decidido que lhe daria uma segunda chance, então meu perdão ele já tinha, independente do que ele dissesse, contanto que não fosse uma besteira muito grande, já seria o suficiente.

Conforme as horas do dias foram passando tentei ocupar minha mente de diversas maneiras: li gibis, escutei música, me exercitei, arrumei minha bolsa de equipamentos ninjas. A ansiedade pelo momento que estava por vir fazia o tempo passar devagar, mas mesmo assim ele passou, e quando o sol começava a se despedir, deixando o céu alaranjado, decidi me arrumar para encontrar com Fuyuki.

Tomei um banho caprichado e demorado. Fiz questão de cheirar muito bem, mas sem exageros. Me perguntei se eu não estava fazendo esforço demais para me apresentar bem para uma pessoa que tinha me abandonado daquele jeito. Ficou claro para mim que eu ainda gostava dele.  Ainda nu, encarei meu próprio reflexo no espelho e senti pena de mim mesmo. Como eu era gado por aquele cara... Infelizmente, o perfume já estava em meu corpo e eu não iria entrar no chuveiro de novo para tirar.

Então, peguei meu casaco de sempre, minha calça rasgada, e esperei mais um pouco para que desse o horário combinado.

Notando que não faltava muito mais tempo. Tranquei a casa e sai. Quando tranquei a porta pelo lado de fora, suspirei em desagrado. Eu estava realmente indo fazer isso…

Yoroy ;


Chakra: 575/575
Vida: 400/400
Cansaço: 00/05
Meiton: Kyūketsukō: 00/03
Aparência:
Considerações:
Equipamento:
Jutsus Usados:
Yoroy:


_______________________

Ficha - Banco - G.F - C.H
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Doroy
Genin
Doroy
Vilarejo Atual
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Re: [Capítulo-Solo] Amaldiçoado! - Publicado Dom 1 Nov - 17:18

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! Tumblr_makx40Vbea1rt8rkzo1_500

Amaldiçoado!

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 0vEiQQK


E então, mais uma vez caminhei sozinho pelas vielas da vila, acompanhado somente de mim mesmo, da lua, e de meus pensamentos. A cada passo que dava, era como se uma nova lembrança de Fuyuki viesse à tona.

Ele estava me contando sobre uma missão que havia realizado, eu estava simplesmente maravilhado com os detalhes.

Ele voltou pra casa com um grande ferimento no braço, eu passei o dia de babá dele, mesmo ele me dizendo a cada hora que estava bem por si mesmo. Eu o recebi com um abraço apertado quando ele finalmente tirou o gesso do braço.

Eu e ele estávamos comendo um grande banquete em comemoração ao fato de eu estar apenas algumas semanas de distância de me graduar na academia, percebi então como eu era feliz, como ele havia mudado tudo em minha vida, como eu o amava. Ele se levantava da cadeira e eu o chamava, sem que ele tivesse ideia eu o beijava, e surpreso, eu percebia que ele retribuía meu gesto.

Eu chegava em casa, pronto para cair nos braços de quem eu mais amava, mas era recebido somente com o frio agonizante da solidão e um pequeno pedaço de papel iluminado pela única luz acesa na casa. Somente uma palavra escrita em sua superfície fora o que tinha sido deixado para que confortar meu coração em pedaços: “Adeus”.

Eu estava na academia, no dia da graduação, percebendo que não havia ninguém lá para me olhar com orgulho, ninguém para olhar nos meus olhos e dizer que eu tinha conseguido, que estava feliz por mim. Eu olhava para todas as outras crianças correndo para os braços de seus familiares e me lembrava daquele monstro que tirou minha própria família de mim, eu também olhava para mim mesmo, e lembrava de meu amor que havia retirado o mais perto que já cheguei a ter uma família de novo. Lembrava que a única pessoa que eu tinha havia ido embora,.

Eu caminhava inseguro sob a luz da lua. Em minha frente eu via Fuyuki e percebia que não estava pronto para nada disso. E então, percebi que isso não era nenhuma memória, não era nada que havia acontecido dois dias antes, Fuyuki estava em minha frente agora, com o mesmo olhar desgastado de dois dias atrás, eu havia chegado ao seu encontro.

- Eae, Yoroy… - Ele disse...

Yoroy ; Fuyuki


Chakra: 575/575
Vida: 400/400
Cansaço: 00/05
Meiton: Kyūketsukō: 00/03
Aparência:
Considerações:
Equipamento:
Jutsus Usados:
Yoroy:


_______________________

Ficha - Banco - G.F - C.H
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Doroy
Genin
Doroy
Vilarejo Atual
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Re: [Capítulo-Solo] Amaldiçoado! - Publicado Dom 1 Nov - 23:50

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 7c9a9d9285037e1ca987d43ed43f95a7

Amaldiçoado!

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 0vEiQQK


- Fuyuki… Oi… - Respondi sem saber muito bem o que lhe dizer.

A distância entre nós dois era bem considerável, não só física quanto emocional. Querendo diminuir ambas ao mesmo tempo, Fuyuki me chamou para perto de si com um gesto de mão.

Demorei um pouco para reagir ao seu chamado, mas um passo atrás do outro, me aproximei dele.

- Continua com o mesmo olhar, hehe … -
- Que olhar? - Perguntei
- Esse olhar inocente, exalando bondade, independente da expressão que esteja fazendo. -

Fiquei um pouco vermelho de ouvir isso de Fuyuki, o jeito que aquele cara conseguia mexer comigo me deixava realmente irritado comigo mesmo.

- Se você realmente acha isso de mim… Por que foi embora? - Perguntei com dificuldade.

O olhar de Fuyuki, que já parecia pra baixo e cansado, se tornou ainda pior. Todo seu misterioso desgaste se misturou com uma pitada de culpa. Ele desviou o olhar de mim, claramente ficou envergonhado com minha constatação. Levou então sua mão até a testa e levantou a cabeça em direção ao céu, mais como se estivesse falando para si mesmo do que para mim.

- Primeiro de tudo, eu sou um idiota… Nasci assim, o que posso fazer? Não é como se fosse minha culpa completamente. Segundo de tudo, eu não soube lidar com aquilo, quer dizer, nós passamos tantos anos vivendo um do lado do outro, e aí tudo mudou muito rápido… E o pior é que eu gostava da maneira como as coisas estavam indo depois que você me beijou… Isso é bem contraditório, é idiota, e dizendo agora em voz alta eu percebo que isso faz ainda menos sentido do que fazia nas várias vezes que repeti isso na minha cabeça. - Fuyuki parou um pouco para respirar, seus olhos mais uma vez se voltavam para mim. - Você tem algo pra falar? -
- Só me diga o que você quer me dizer… - Declarei com uma voz mais frágil do que pretendia.
- Pode me perdoar? - Fuyuki me disse.

Cerrei os punhos e olhei para baixo, eu era mesmo um idiota, e não acreditava que estava fazendo isso, mas me joguei em cima dele e o envolvi em um abraço.

Minha cara estava enterrada em seu peito e só pude sentir seus braços me envolverem de volta.

- Me perdoe… Yoroy… -
- Eu já te perdoei, idiota. -
- Não… Me perdoe… -

E em seguida senti seus dentes entrando em meu pescoço.

Yoroy ;


Chakra: 575/575
Vida: 400/400
Cansaço: 00/05
Meiton: Kyūketsukō: 00/03
Aparência:
Considerações:
Equipamento:
Jutsus Usados:
Yoroy:


_______________________

Ficha - Banco - G.F - C.H
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Doroy
Genin
Doroy
Vilarejo Atual
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Re: [Capítulo-Solo] Amaldiçoado! - Publicado Seg 2 Nov - 7:46

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 7c9a9d9285037e1ca987d43ed43f95a7

Amaldiçoado!

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 0vEiQQK


 Em face daquela dor repentina, empurrei Fuyuki para longe e coloquei a mão no local em que havia sido mordido, constatando que uma boa quantidade de sangue saía do local.

- Fuyuki! O que é isso?! -
- Me desculpe, Yoroy!.... Eu… Eu fui obrigado. -

Nesse momento, meus olhos e os de Fuyuki se arregalaram no mesmo momento. Primeiro, o que senti foi uma palpitação repentina no local da mordida, após isso uma sensação que poderia ser facilmente descrita como a pior dor que já senti em minha vida, e Fuyuki a sentia junto comigo.

- AHHHHHHRG! -
- AHHHHHHRG! -
Berramos juntos.

Eu caí de lado no chão ainda segurando o local da ferida, Fuyuki apoiou-se em um muro, o mesmo em que o havia visto dois dias atrás. E nesse momento percebi, sua expressão, era a mesma de quando eu o havia visto naquele dia, sua posição e local eram o mesmo. Naquela hora... ele estava sentindo o que senti?

- O que você fez… AHHRG! COMIGO? Seu … -
- EU NÃO TIVE ESCOLHA! - Fuyuki gritava desesperado de dor.

A dor era tamanha que minha vista começava a embaçar, e foi nesse momento em que ouvi palmas, e essas palmas se aproximava do local onde nós dois estávamos.

- Explêndido! Ótimo trabalho, quer dizer… Pra um lixo traidor como você. - Escutei dizer uma voz abafada.

A figura misteriosa chegou ao local onde estávamos e andou até minha frente. Mesmo com a visão embaçada pude ver, em minha frente, que usava botas e calças pretas.

- Ei, Yoroy-kun , isso deve tá doendo bastante, né? - Então vi que a figura se agachava. Com as mãos, a figura puxou meu cabelo e me fez olhar em direção ao seu rosto.

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 2d23e3070fff6d3c3d4e6551060c1234

Seja lá quem fosse, usava uma máscara em formato de corvo. No lugar de seus olhos, duas lentes espelhadas refletiam meu rosto, e foi nesse momento em que vi algo que não acreditava estar realmente vendo: o lado direito de meu corpo estava coberto em listras pretas que pareciam se originar do local onde eu havia sido mordido. Meu olho direito estava mudado, a íris que era roxa agora estava amarelada e sem brilho, a esclera, antes branca, agora era negra, destacando ainda mais o amarelo sem vida de minha íris.

- Qu… Quem é você?... O que é… Isso? -
- Hehehe… Pode ficar tranquilo que eu vou te explicar tudo… -


Yoroy ; Fuyuki ; Homem misterioso


Chakra: 575/575
Vida: 360/400
Cansaço: 00/05
Meiton: Kyūketsukō: 00/03
Aparência:
Considerações:
Equipamento:
Jutsus Usados:
Yoroy:


_______________________

Ficha - Banco - G.F - C.H
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Doroy
Genin
Doroy
Vilarejo Atual
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Re: [Capítulo-Solo] Amaldiçoado! - Publicado Seg 2 Nov - 10:04

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 7c9a9d9285037e1ca987d43ed43f95a7

Amaldiçoado!

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 0vEiQQK


E então, repentinamente, a dor pareceu se amenizar bastante. Anda doía bastante, mas não era mais algo insuportável, eu conseguiria prestar atenção nos meus arredores.

- Em consideração à toda dor que sentiu… - A figura soltou minha cabeça agressivamente e se levantou de novo saindo de perto de mim e começando a andar em direção à Fuyuki. - E em consideração à toda dor que ainda vai sentir… Acho justo que você pelo menos saiba a razão disso. - Parou ao lado de Fuyuki. - Esse pedaço de lixo que você está vendo aqui foi mais um de meus experimentos, e um mal sucedido se você me perguntar. -

O homem mascarado também pegou os cabelos de Fuyuki e os puxou para trás, fazendo-o me encarar forçadamente.

- Isso que seu querido amiguinho acabou de implantar em seu corpo é o que nós do meu ramo chamamos de “marca da maldição”. Os sortudos que a obtiverem, e os mais sortudos ainda que conseguirem “sobreviver a ela”, serão recompensados com um grandioso poder... Mas… - O homem se interrompeu por alguns segundos. - Não são todos que tem a sorte de sobreviver a ela, principalmente no seu caso, já que o que acabei de te dar é o selo do céu, um dos mais potentes que há. Mas bem… Eu sou uma pessoa que não gosta de correr riscos, então simplesmente decidi que outra pessoa assumiria esse risco para mim, e parece que você acabou de ganhar na loteria, Yoroy-kun... -

- Para… De enrolar e … Fala de uma vez! - Tentei dizer com a respiração pesada.
- Hahaha! Tenho uma ideia, vamos deixar o pedaço de lixo aqui contar a história. - Tirou uma faca da cintura e a colocou no pescoço de Fuyuki. - Diga. - Comandou.

Fuyuki exitou por um momento, mas vendo que não teria outra escolha, cedeu ao comando do homem misterioso.

- Yoroy, alguns dias atrás esse cara me abordou na rua e implantou essa droga em mim… Eu senti e ainda sinto a mesma dor que você tá sentindo agora… Mas ele disse que aquilo não estava certo, e que a julgar por como as coisas estavam indo eu morreria logo… Mas… Ele disse que podia tirar essa coisa de mim se… Se eu encontrasse alguém especial para ser o novo hospedeiro do selo… Meu tempo tava acabando, Yoroy… De verdade, e foi quando encontrei você… Me desculpa… -
- Tá bom, chega de baboseira de desculpa. - Disse o homem mascarado soltando a cabeça de Fuyuki também agressivamente. - Sabe, seu amigo não exitou antes de me dar todas as informações ao seu respeito, mas não que ele precisasse disso, claro, você é muito tagarela, me disse tudo sobre sua vida ontem, Yoroy-kun. -

Do que ele estava falando? “Ontem”? Mil pensamentos passaram pela minha cabeça, tentando entender sobre o que aquele homem estava falando. E foi então que ele afastou a máscara um pouco para o lado, revelando algumas mechas de cabelo branco, os olhos mais azuis que eu já tinha visto e um sorriso assassino.

- Kaorima?! É você?! -

- HAHAHAHA! -


Yoroy ; Fuyuki ; Homem misterioso


Chakra: 575/575
Vida: 360/400
Cansaço: 00/05
Meiton: Kyūketsukō: 00/03
Aparência:
Considerações:
Equipamento:
Jutsus Usados:
Yoroy:


_______________________

Ficha - Banco - G.F - C.H
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Doroy
Genin
Doroy
Vilarejo Atual
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Re: [Capítulo-Solo] Amaldiçoado! - Publicado Seg 2 Nov - 12:00

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 7c9a9d9285037e1ca987d43ed43f95a7

Amaldiçoado!

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 0vEiQQK


- Kaorima não é meu nome, imbecil. As lendas me chamam de “The Crow”, pra minhas vítimas e subordinados, pode ser só “Crow”, mesmo. -

E então, Crow começou a andar em minha direção apressadamente.

- Esse lixo não deve ter tido coragem pra fazer o serviço quando você apareceu e marcou pra outro dia, pelo menos ele fez a cortesia de me dizer que talvez você amarelasse, então eu tive que intervir e te fazer comparecer, aí está, seu mais novo amigo "KAORIMA" - Sua frase acabou com sua bota indo em direção à minha cara.

O chute que recebi foi tão forte que voltei a cair de lado alguns metros mais para trás.

Meu nariz agora sangrava, e antes mesmo que pudesse me recompor, Crow já estava perto de mim, me agarrando pela gola.

- Seus pais nunca te ensinaram a não confiar em estranhos? Hein, Yoroy-kun? Vou te dar uma colher de açúcar, acho que você nunca teve muito tempo com eles antes que virassem comida! - E então me jogou com tudo em uma lixeira.

Caí com tudo no chão e todo o conteúdo dos sacos de lixo foi despejado em mim. Eu queria fazer algo, queria lutar, mas a cada segundo sentia minhas forças se esvaindo.

De algum modo consegui me levantar, eu sabia que precisava fazer alguma coisa. Pensei em lhe roubar o chakra até desmaiar, mas foi então que uma segunda onda de dor imensurável veio.

- AAAAHHHHHHHHHHHHRG! - Berrei, caindo de joelhos e em seguida com a cara no chão.

Crow se virou e começou a andar em direção à Fuyuki mais uma vez.

- Ei, pedaço de lixo. Eu vou tirar essa merda de você, mas não pense que é só isso. Você foi tão conveniente em me achar um corpo de meiton que acho que vou ficar com você pra mim. -
- Do que que você tá fal… - Mas antes que Fuyuki pudesse terminar sua frase, Crow realizava alguns selo e fazia com que o ninja apagasse.
- Espero que não se importe com isso, Yoroy-kun, vou levar esse cara, mexer um pouco com as memórias dele e depois fazer dele um escravo ou coisa assim. - Crow parou e virou de leve o rosto para se dirigir a mim.
- Caso não tenha ficado claro, Yoroy-kun. Você vai passar por toda a dor e todo o sofrimento necessário para dominar o selo do céu. Mas você vai dominá-lo, eu não tenho dúvidas. E quando isso acontecer eu vou voltar, e tomar seu corpo pra mim. Uma Kekkei genkai como a sua, e o lendário poder do selo do céu, domine tudo isso, Yoroy, torne-se poderoso para mim, essa é a sua missão. - E então Crow agarrava Fuyuki, começando a levá-lo para longe.

Assistindo os dois irem embora, senti uma mistura de emoções indescritível, porém, se fosse para enunciar o sentimento mais intenso naquele momento: seria a raiva.

Raiva por ter sido tão manipulado, raiva por ter confiado em Fuyuki, raiva por ter confiado em Kaorima, raiva porque aquilo não estava acabado, e apartir de agora eu seria um homem amaldiçoado. Não queria deixá-los ir, queria acabar com os dois naquele mesmo instante.

- VOLTEM AQUI!!!! VOLTEEEEEM!!! FUYUKI, SEU TRAIDOR! - A voz que saía de minha boca não era a do querido e gentil Yoroy de sempre, era uma voz raivosa, preenchida de ódio e desprezo, era o despertar de um demônio, o nascer de uma vontade de ferro e fogo, era a ira de um homem gentil.

- PODE NÃO SER HOJE, OU AMANHÃ, MAS UM DIA… EU JURO QUE VOU MATÁ-LOS! OUVIRAM?! OS DOIS, EU VOU MATÁ-LOS!!!! ESSA É UMA PROMESSA QUE EU JURO QUE VOU MANTER! - Dizia assistindo os dois indo cada vez mais para longe enquanto minha visão escurecia e as forças que eu tinha restante se esvaíam de meu corpo.

- Eu vou… Matar… Os… - Tentei dizer uma última vez antes de apagar.

A próxima lembrança que tenho depois disso foi de ter acordado no hospital da vila.

Yoroy ; Fuyuki ; Crow


Chakra: 575/575
Vida: 320/400
Cansaço: 05/05
Meiton: Kyūketsukō: 00/03
Aparência:
Considerações:
Equipamento:
Jutsus Usados:
Yoroy:


_______________________

Ficha - Banco - G.F - C.H
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Doroy
Genin
Doroy
Vilarejo Atual
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! CjdvaXH

Re: [Capítulo-Solo] Amaldiçoado! - Publicado Seg 2 Nov - 13:48

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! F60e71d4913f0f24ba4d7b9cb2077229

Amaldiçoado!

[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! 0vEiQQK


Acordei com um susto, estava recebendo soro e uma enfermeira preenchia alguns papeis ao meu lado.

- Onde estou? - Perguntei com a voz fraca.

A moça se assustou com minha voz e me pediu para esperar, saindo da sala e dizendo que iria chamar a médica.

A médica demorou um pouco pra chegar, foi tempo o suficiente para que outros enfermeiros entrassem e me dessem um pouco de comida.

Tendo comido, senti que tinha recuperado um pouco as forças.

- Obrigado. - Disse aos infermeiros.
- De nada. - Disse um deles - A médica vai te dar mais detalhes sobre sua condição, mas saiba que você está bem, pelo menos em relação aos danos de antes de ontem. -
- Antes de ontem?! Você tá me dizendo que eu passei um dia inteiro em coma?! -
- Sim… Creio que essa marca no seu pescoço seja um pouco grave… -
- Grave?... Pode me trazer um espelho por favor? -

O homem saiu de cena por pouco mais de um minuto e retornou com um espelho de mão. Quando peguei o espelho e o apontei para a base do meu pescoço, vi um símbolo estranho, três tomôes disposto em um formato “triangular”. Maldito Fuyuki e Crow, tinham conseguido o que queriam até agora.

Foi nesse momento então que a médica entrou na sala. Ela andava bem apressadamente e parecia ansiosa para me inteirar sobre os detalhes do que havia acontecido naquela noite.

Escutei atenciosamente enquanto ela me explicava o que era aquela coisa no meu pescoço, também conhecida por Juin.

- Não vai ser um processo fácil e nem rápido, mas nós podemos tirar isso de você. -

Retirei minhas cobertas e encostei os pés no chão, saindo de minha cama com um impulso.

Os enfermeiros presentes no momento deram quase que juntos um passo à frente, esperando que eu fosse cair, mas não, eu estava firme e forte.

- Não precisa doutora. Eu quero ficar com o selo. - Disse me encaminhando para a janela e olhando para a paisagem do lado de fora com o olhar sereno.
- Isso é altamente não recomendável. Se não dominar esse selo, ele vai de consumir vivo! -
- Eu vou dominar esse selo… De um jeito ou de outro. -

Se até o desgraçado do Crow acreditava que eu podia resistir ao selo, não haviam motivos para eu duvidar de mim mesmo.

- Deixe o selo, o transformarei em um poder que servirá como escudo de Iwa um dia. -
- Tudo bem… - A médica disse exitante.

Foi verdade o que eu disse, queria dominar aquele poder para me tornar mais forte e proteger todos, mas não era somente isso. Eu precisava daquele poder queimando forte dentro de mim, pois era ele quem faria Crow voltar, e eu tinha contas a acertar com ele e Fuyuki. Aquele desgraçado com a máscara achava que iria me caçar quando chegasse a hora, mas em meu coração era exatamente o contrário, eu era a caça e ele o caçador. Os dois jogaram uma maldição em mim, e essa fora a maldição que havia jogado neles.

Por onde quer que andássemos, por onde quer que nós nos escondêssemos, os três de nós saberiamos para sempre que eramos homens marcados, em uma disputa até o fim, amaldiçoados.

Yoroy ; Enfermeiro ; Médica


Chakra: 575/575
Vida: 400/400
Cansaço: 00/05
Meiton: Kyūketsukō: 00/03
Aparência:
Considerações:
Equipamento:
Jutsus Usados:
Yoroy:


_______________________

Ficha - Banco - G.F - C.H
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! Dani10

Allen
Genin
Allen
Vilarejo Atual
[Capítulo-Solo] Amaldiçoado! Dani10

Re: [Capítulo-Solo] Amaldiçoado! - Publicado Seg 2 Nov - 15:14

@
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Capítulo-Solo] Amaldiçoado! - Publicado