NOVIDADES
Atividades Recentes
A LUZ DAS TREVAS
Arco 02
Ano 26 DG
Verão
Meses se passaram desde a missão de investigação ao Castelo da Lua, no País do Vento, que culminou na Batalha da Lua Minguante. Soramaru, o cientista responsável pelos experimentos, morreu em combate, assim como outros ninjas do lado da aliança. Após a missão ser bem-sucedida, mas carregando tantas mortes, Karma, o líder da missão, ficou responsável por relatar às nações o máximo de informações sobre a organização por trás dos crimes agora que estava com o selo enfraquecido e com isso ele revelou o verdadeiro nome dela: Bōryokudan. Ainda não tendo como fornecer mais detalhes, pois o selo se manteve, e precisando de mais pistas antes de investir novamente em uma missão, Karma saiu em missão em nome das Quatro Nações para encontrar o paradeiro dos demais membros da organização — e sua primeira desconfiança recaiu sobre Kumo.

O mundo, no entanto, mudou nestes últimos meses. Os Filhos das Nuvens concluíram a missão de extermínio aos antigos ninjas da vila e implementaram um novo sistema político em Kumo ao se proclamarem o Shōgun sobre as ordens não de um pai, mas do Tennō; e assim ela se manteve mais fechada do que nunca. Em Konoha a situação ficou complicada após a morte de Chokorabu ao que parece estar levando a vila ao estado de uma guerra civil envolvendo dois clãs como pivôs. Suna tem visto uma movimentação popular contra a atual liderança da vila após o fracasso em trazer a glória prometida ao país. Já em Kiri a troca de Mizukage e a morte de ninjas importantes desestabilizaram a política interna e externa da vila. E em Iwa cada dia mais a Resistência vai se tornando popular entre os civis que estão cansados demais da fraqueza do poderio militar ninja. Quem está se aproveitando destes pequenos caos parece ser as famílias do submundo, cada vez mais presentes e usando o exílio de inúmeros criminosos para Kayabuki como forma de recrutar um exército cada vez maior.

E distante dos olhares mundanos o líder da Bōryokudan, Gyangu-sama, se incomoda com os passos de Karma.
... clique aqui para saber mais informações
SHION
SHION#7417
Shion é o fundador do RPG Akatsuki, tendo ingressado no projeto em 2010. Em 2015, ele se afastou da administração para focar em marketing e finanças, mas retornou em 2019 para reassumir a liderança da equipe, com foco na gestão de staff, criação de eventos e marketing. Em 2023, Shion encerrou sua participação nos arcos, mas continua trabalhando no desenvolvimento de sistemas e no marketing do RPG. Sua frase inspiradora é "Meu objetivo não é agradar os outros, mas fazer o meu trabalho bem feito", refletindo sua abordagem profissional e comprometimento em manter a qualidade do projeto.
Angell
ANGELL#3815
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Indra
INDRA#6662
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Wolf
Wolf#9564
Wolf é jogador do NRPGA desde fevereiro de 2020, tendo encontrado o fórum por meio de amigos, afastando-se em dezembro do mesmo ano, mas retornando em janeiro de 2022. É jogador de RPG desde 2012, embora seu primeiro fórum tenha sido o Akatsuki. Atua como moderador desde a passagem anterior, se dedicando as funções até se tornar administrador em outubro de 2022. Fora do RPG cursa a faculdade de Direito, quase em sua conclusão, bem como tem grande interesse por futebol, sendo um flamenguista doente.
Mako
gogunnn#6051
Mako é membro do Naruto RPG Akatsuki desde meados de 2012. Seu interesse por um ambiente de diversão e melhorias ao sistema o levou a ser membro da Staff pouco tempo depois. É o responsável pela criação do sistema em vigor desde 2016, tendo trabalhado na manutenção dele até 2021, quando precisou de uma breve pausa por questões pessoais. Dois anos depois, Mako volta ao Naruto RPG Akatsuki como Game Master, retornando a posição de Desenvolvedor de Sistema. E ainda mantém uma carreira como escritor de ficção e editor de livros fora do RPG, além de ser bacharel em psicologia. Seu maior objetivo como GM é criar um ambiente saudável e um jogo cada vez mais divertido para o público.
Akeido
Akeido#1291
Aliquam lacinia ligula nec elit cursus, sit amet maximus libero ultricies. Cras ut ipsum finibus quam fringilla finibus. Etiam quis tellus dolor. Morbi efficitur pulvinar erat quis consectetur. Ut auctor, quam id rutrum lobortis, lorem augue iaculis turpis, nec consectetur enim nisl eu magna. Sed magna dui, sollicitudin quis consequat ac, faucibus sed mauris. Donec eleifend, nisl a eleifend dignissim, ipsum urna viverra leo, sed pulvinar justo ex vitae enim. Donec posuere sollicitudin velit eu vulputate.
Havilliard
Havilliard#3423
Aliquam lacinia ligula nec elit cursus, sit amet maximus libero ultricies. Cras ut ipsum finibus quam fringilla finibus. Etiam quis tellus dolor. Morbi efficitur pulvinar erat quis consectetur. Ut auctor, quam id rutrum lobortis, lorem augue iaculis turpis, nec consectetur enim nisl eu magna. Sed magna dui, sollicitudin quis consequat ac, faucibus sed mauris. Donec eleifend, nisl a eleifend dignissim, ipsum urna viverra leo, sed pulvinar justo ex vitae enim. Donec posuere sollicitudin velit eu vulputate.
HALL DA FAMA
TOP Premiums
Torne-se um Premium!
1º Lugar
Starfox
2º Lugar
Senju Inazuma
3º Lugar
Raves
1º Lugar
Senju Inazuma
2º Lugar
Starfox
3º Lugar
Summer
Os membros mais ativos do mês
Angell
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
364 Mensagens - 25%
Shion
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
239 Mensagens - 16%
Starfox
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
183 Mensagens - 12%
Senju Inazuma
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
138 Mensagens - 9%
Raves
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
108 Mensagens - 7%
Summer
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
104 Mensagens - 7%
Zero
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
100 Mensagens - 7%
Nan
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
89 Mensagens - 6%
Inoue
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
84 Mensagens - 6%
Kira
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
64 Mensagens - 4%

Os membros mais ativos da semana
Shion
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
80 Mensagens - 25%
Angell
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
49 Mensagens - 15%
Keel Lorenz
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
36 Mensagens - 11%
Summer
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
33 Mensagens - 10%
Raves
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
32 Mensagens - 10%
Gyoku
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
23 Mensagens - 7%
Senju Inazuma
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
19 Mensagens - 6%
Sevenbelo
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
18 Mensagens - 6%
Nan
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
18 Mensagens - 6%
Yagami
[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_lcap[Cena - Solo] - Salva Vidas Voting_bar[Cena - Solo] - Salva Vidas Vote_rcap 
11 Mensagens - 3%


Haruka
Chūnin
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d

Informações Prévias:

I - Prólogo

Após seu suposto sucesso em seu último treinamento contra Kirin, Saori precisou de tempo para se recuperar. Seu pai tratou os ferimentos mais graves, como uma costela trincada e uma torção no músculo deltoide, mas seu corpo ainda mostrava os sinais da batalha com alguns hematomas espalhados pelo abdome e costas. Certamente ela demoraria um pouco antes de convida-lo para outro treinamento. No fim de tudo ela acabou ganhando a batalha com um dos jutsus do clã de sua mãe, mas nada tão glorioso, sequer causou dano; ainda que usar o Shinranshin no Jutsu fosse uma forma inteligente de tirar vantagem e acabar com a batalha, Saori não estava satisfeita porque no fim das contas não deixou uma marca sequer no corpo de Kirin.

Yumi, sua mãe finalmente havia chegado de sua missão de espionagem e cozinhava o almoço enquanto a filha ajudava com a limpeza da casa, presa em devaneios sobre se tornar uma chunin e conseguir um emprego no hospital da vila, ou poder sair em missões mais divertidas e difíceis que envolvam algo além de procurar animais perdidos ou cuidar dos jardins das senhoras da vila. — Saori, deixa isso e vem me ajudar na cozinha. — Pediu sua mãe. Depois de revirar os olhos e deixar um longo suspiro escapar a garota direcionou-se para a cozinha de casa para ajudar Yumi.

Secando as louças e guardando nos armários a mente da ruiva continuou vagando para seu sonho de se tornar chunin e lhe surgiu a possibilidade de pedir a sua mãe que lhe ensinasse outra técnica do clã, dessa vez uma mais avançada e poderosa, ainda que duvidasse da possibilidade de uma técnica assim no clã de sua mãe.Talvez ela não tivesse nascido para a batalha e devia se contentar com a espionagem. — Mãe, eu estava pensando... — Hesitou por um segundo. — E se você me ensinasse outra técnica? — Perguntou, direta, por fim. Yumi a lançou um olhar confuso e calmo, parecia não entender o pedido tão súbito.  — Filha, se você está pedindo isso por causa de seu último treino... Você vai ficar mais forte, precisa saber disso. — Repousou sua mão sobre o ombro de Saori, tentando consolar a filha. — É que... — Antes que pudesse terminar sua frase a garota foi interrompida pelo barulho da porta de correr batendo no canto do portal. — O pai chegou. — Continuou, mudando completamente o sentido de sua frase. Queria poder lutar, se tornar forte, ir para a linha de frente, virar o tabuleiro uma vez pelo menos.

(...)

Após o almoço, Kagayaki, seu pai, a chamou para continuar seu treino de ninjutsu médico. Antes do último treino de combate Saori estava muito animada em se tornar uma Iryonin e poder ajudar o máximo de pessoas possível, mas agora estava desanimada, pensava em desistir dessa possibilidade também. — Não, pai, deixa pra outro dia. — Respondeu. — O que aconteceu com meu bebê? — Kagayaki se aproximou de Saori e a abraçou. Ele sempre a tratou dessa forma, mas ultimamente ela odiava quando ele o chamava de bebê, talvez fossem os hormônios da adolescência, talvez porque o apelido remetia a fraqueza e isso era algo que ela não queria mais ser. — Eu já disse pra não me chamar assim! — Berrou alto e se desprendeu dos braços do mais velho, correndo para seu quarto, onde se trancou e passou o resto do dia.

__________

HP: 225/225 | Chakra: 325/325Stamina: 0/1

— Falas
"Pensamentos"
— Falas de Outros

Informações:
Haruka
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79975-fp-harumi-hatake#640936
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t78148-gf-haruka#620953
Haruka
Chūnin
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d

Informações Prévias:

II - Outra Vez

Dois dias se passaram e Saori começou a se sentir melhor. Os hematomas quase sumindo, alguns não mais existiam, mas ainda não havia recuperado sua força de vontade para treinar. Começava a trabalha a ideia de desistir de seu sonho de ser uma grande ninja conhecida porque apesar de ter um controle de chakra excepcional e ter sido um grande destaque entre os outros ninjas na academia shinobi de Kumogakure, agora, suas habilidades inatas já não chamavam mais atenção como esperava. Um pouco narcisista, talvez.

Yumi, sua mãe, havia saído em outra de suas longas missões sem previsão para retorno;  já era a terceira em dois meses. O resumo da rotina de Saori era basicamente mercado, casa, casa e mercado. Não fazia nada além de ler, comer, cuidar da casa e dormir; até que seu pai resolveu chama-la para conversar a respeito de sua repentina mudança de habito. — Ok, acho que isso já foi longe demais. — Disse Kagayaki, sério, durante um almoço. Saori levantou os olhos de seu prato para o rosto do de seu pai, mas não se pronunciou. — Você vai me dizer o que está acontecendo com você. — Era a primeira vez que a garota via seu pai tão sério. Normalmente ele tem um semblante de cansado, mas o olhar calmo e amoroso. — Ahn? O que? — O tom de voz da ruiva era de confusão, uma ótima atriz, como se não soubesse exatamente do que seu pai falava. — Você não fala, mal come, não quer me acompanhar, não quer treinar e vai me falar o motivo de tudo isso. — Ele respondeu, sério. — Foi o que? Brigou com o namoradinho? — Insistiu. A cada palavra ele ficava mais sério, mas a voz suavizou ao proferir a última palavra da frase. — Eu não tenho um namoradinho e se um dia eu tiver e brigar com ele não vai ser com você que vou conversar a respeito. — Retrucou a garota ainda mais séria. O assunto a estava irritando mais do que o esperado. — É brincadeira, filha. Conversa comigo, o que aconteceu? — Kagayaki suavizou a expressão, sabendo que se continuasse sendo duro só receberia mais dureza em troca. — Não é nada... Eu vou voltar a treinar hoje. — Hesitou em completar sua frase, mas ela saiu sem que ela quisesse.

A conversa dos dois se estendeu por mais alguns minutos enquanto almoçavam e, assim que acabaram, Kagayaki e Saori saíram de casa em direção a um dos maiores campos de treinamento de Kumogakure. Havia rocas pequenas, grandes, árvores, alguns arbustos e um grande rio cortando toda a paisagem. O frio invernal doía, por isso ambos trajavam capaz pesadas de modo a se manterem aquecidos e protegidos. Ambos haviam feito um combinado durante o almoço: o treinamento iria para a fase final. Saori já tinha uma grande base em conhecimento sobre anatomia e fisiopatologia, possuía seu conhecido excelente controle de chakra, e conhecia a base teórica por trás de diversos ninjutsus médicos, porém seu pai nunca havia a liberado para a execução de nenhum desses até agora. Sem demoras, ambos se sentaram à margem do rio. Kagayaki puxou uma kunai de sua bolsa de quadril e ofereceu uma escolha à filha. — Podemos ferir um desses peixes para que você tente curar, ou podemos ferir a minha mão com um corte superficial. Você escolhe. — Disse com um sorriso fraco. Sabia que era uma escolha difícil para a ruiva. Cortar a mão do próprio pai ou ferir um peixe que nada tinha a ver com a história?


__________

HP: 225/225 | Chakra: 325/325Stamina: 0/1

— Falas
"Pensamentos"
— Falas de Outros

Informações:
Haruka
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79975-fp-harumi-hatake#640936
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t78148-gf-haruka#620953
Haruka
Chūnin
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d

Informações Prévias:

III - Sem desistência

Saori sorriu para Kagayaki e estendeu sua própria mão. — Deixa que eu faço isso. — Deu a entender que ela pescaria um dos peixes ou até cortaria a mão de seu pai, mas não foi bem isso que ela fez. Assim que o mais velho entregou-lhe a kunai, a ruiva pressionou com força a palma de sua mão contra o fio da lâmina. Uma careta de dor, um gemido abafado e o corte estava feito, com o sangue pingando no chão. — O que você fez? Eu disse que daria a minha mão. — O tom de voz do pai era de preocupação, como se dissesse "não estou incentivando minha filha a se auto mutilar". Antes que ele começasse fazer um discurso ou reclamar demais, Saori o interrompeu. — Eu sei. pai. Eu sei, mas eu preciso fazer isso. — Se esforçava para não fazer careta enquanto falava. Queria demonstrar ser forte apesar de ter exagerado um pouco na profundidade do corte em sua palma, que agora estava latejando. — Se você quer assim... Tudo bem. — Disse KAgayaki, por fim.

No momento seguinte, Saori começou concentrar seu chakra na palma de sua mão e tentar usar seus conhecimentos teóricos para dar propriedades curativas a ele ao menos para amenizar o sangramento que seguia sem parar. Logo de cara se deparou com um grande problema: a dor. Estar ferida e tentar infundir chakra era mais difícil do que controla-lo em perfeita saúde e integridade corporal. Começava se arrepender de não ter cortado a mão de seu pai, se o fizesse, concentra-se e ter o controle facilitado de toda sua rede de chakra não seria um problema. Um minuto se passou. Dois. Três e Saori desistiu de fechar o corte. — Vamos fazer assim: eu paro o sangramento e você tenta fechar o ferimento. Pode ser? — Kagayaki sugeriu, parecia preocupado. — Não! Eu preciso fazer isso. — Repetiu, tentando se manter o mais calma possível. No mesmo momento, Saori enfiou a mão dentro do rio para lavar o excesso de sangue e a mancha vermelha logo se dissipou no grande volume de água fluente. Os peixes próximos se afastaram e a ruiva pressionou o ferimento com a outra mão para estancar o sangue de vez. Queria e estava fazendo aquilo sozinha.

— Existe algum caminho mais rápido? Alguma técnica que eu possa usar para conseguir dar propriedades curativas ao chakra comum sem precisar de tanta concentração? — Perguntou enquanto ainda apertava o ferimento em seu palmo. — Necessidade. Esse é o segredo. — Kagayaki resumiu, breve. — Necessidade? — Repetiu a mais nova. — Sim. Se você tentar só porque quer aprender, demorará muito mais para conseguir algum resultado. O que você precisa é de "senso de necessidade". Você deve largar o ideal de "eu quero" e começar a se agarrar no "eu preciso". — Explicou, fazendo aspas entre algumas palavras de sua frase. — A primeira vez que consegui executar um ninjutsu médico, por exemplo, foi quando meu cachorro caiu e quebrou uma pata. Senti que eu precisava cura-lo e isso vai muito além da vontade. — Finalizou. Aquela breve explicação deixou Saori pensativa por alguns segundos, tentando processar tudo, até que conseguiu entender que seu desejo estava corrompido. Depois de seu fracasso no treinamento anterior ela não queria aprender os jutsus porque achava necessário e, sim porque queria mostrar pra todos que era capaz. Assim, sua própria mente a estava bloqueando, impedindo de controlar seu fluxo de chakra. Esse era o provável motivo dela não estar conseguindo realizar nenhum ninjutsu além dos básicos por cerca de uma semana.


__________

HP: 220/225 | Chakra: 325/325Stamina: 0/1

— Falas
"Pensamentos"
— Falas de Outros

Informações:

_______________________

[Cena - Solo] - Salva Vidas HLPGI48
Haruka
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79975-fp-harumi-hatake#640936
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t78148-gf-haruka#620953
Haruka
Chūnin
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d

Informações Prévias:

IV - Palma Mística

Tendo internalizado isso, a garota de cabelos escarlate se levantou de súbito e começou a fazer selos de mãos. Era estranho como uma simples frase podia mudar o rumo de sua vida e aquela lição de seu pai havia desbloqueado algo dentro da garota. Podia sentir seu chakra fluir novamente, sua rede crescer e esticar, preencher e segar à sua vontade enquanto ela fazia os selos necessários para a execução de uma de suas técnicas favoritas. Direcionou e sentiu seu chakra se acumular nas palmas das mãos enquanto as movimentava, o incômodo gerado podia ser do acúmulo de energia ou simplesmente da carne de seu corte se abrindo e fechando ao movimento e, por fim, deixou todo o chakra escapar para a água do rio a seu lado. — Suiton: Suiryūdan no Jutsu! — Exclamou mais alto do que devia. No mesmo segundo, superfície do rio começou a se contorcer e a água subiu de diversos pontos como uma grande torrente, formando um enorme dragão chinês feito de pura água. Olhando bem, podia-se ver até alguns peixes nadando dentro do dragão, que flutuou pela margem e girou ao redor da garota e de seu pai antes de mergulhar na água outra vez. — Yatta! Eu consegui! — Levantou-se do chão com um gritinho de comemoração pouco antes de se jogar em seu pai com um forte abraço de agradecimento. Kagayaki parecia não entender muito bem o que havia acontecido, mas foi contagiado pela felicidade da filha.  — Obrigada, pai! — Continuou eufórica e a mão voltou a sangrar. — Bem, eu não sei se entendi muito bem o motivo de estar me agradecendo, mas... Não há de que. — O moreno respondeu e apertou os braços ao redor do corpo da mais nova.

— É... Eu estava com um bloqueio ha alguns dias e não quis contar nem pra você nem pra mãe, queria lidar sozinha. — Começou a explicação. — Não conseguia infundir chakra nem pros jutsus mais básicos, mas ouvir isso que você me disse agora foi como se uma chave tivesse virado em algum lugar dentro de mim e meu chakra voltou a fluir normalmente. Eu pude sentir! — Colocou a mão sobre o peito ao dizer, foi de onde começou sentir um certo calor logo quando voltou a ter uma percepção melhor de sua rede de chakra. Olha do para a palma de sua mão a ruiva viu que o corte, antes estancado, estava sangrando novamente, e tentou realizar um jutsu de cura novamente. Sem dizer mais nada, Saori uniu ambas as palmas em frente ao corpo, como em oração, e começou a concentrar enviar seu chakra para suas mãos. Quando julgou ser quantidade suficiente, a garota separou as palmas e começou a liberar o chakra aos poucos. A coloração era um azul pálido, havia algo errado. Uma gota de suor escorreu em sua testa, apesar do frio que fazia no inverno em Kumogakure, e a genin se concentrou ainda mais. "Eu preciso. Eu preciso. Eu preciso!" Um largo sorriso se formou em seu rosto quando ela viu a coloração de seu chakra mudar em contato com o ar. Passou do azul para o verde pálido e ela pode sentir o sangue estancar e sua mão coçar, como se alguém estivesse passando com uma pena sobre sua palma, mas era o ferimento de fechando novamente. Em um instante sua mão estava nova em folha.

__________

HP: 225/225 | Chakra: 187/325Stamina: 0/1

— Falas
"Pensamentos"
— Falas de Outros

Informações:
Jutsus Usados:

_______________________

[Cena - Solo] - Salva Vidas HLPGI48
Haruka
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79975-fp-harumi-hatake#640936
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t78148-gf-haruka#620953
Haruka
Chūnin
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d

Informações Prévias:

V - Finalmente

— Eu consegui! Eu finalmente consegui! — Berrou a garota aos pulos de alegria, comemorando a recente vitória por conseguir algo que queria a tanto tempo. Finalmente executou um ninjutsu médico. Precisou de tempo e esforço, e ela ainda não dominava com perfeição, mas era um bom começo dessa nova fase em sua vida. Depois de muito comemorar, Saori continuou a conversar com seu pai sobre o motivo de estar tão fechada e o que estava a bloqueando internamente. Seu treinamento recente contra um de seus colegas de equipe que havia sido um desastre total. Agora, dias depois, encontrava-se livre da sensação de inferioridade, graças às palavras de seu pai.

A jovem genin passou o resto do dia praticando seu controle de chakra e a seu Shosen no Jutsu, até que conseguiu executa-lo com propriedade e sem tanto esforço, então, ao anoitecer, foram para casa. O resto da semana foi resumido neste mesmo treinamento: todos os dias após o almoço, Saori e Kagayaki iam para o campo de treinos onde a garota se feria e se curava diversas vezes sob supervisão de seu pai. Estava, realmente ficando boa naquele jutsu. Ao final do sétimo dia de prática, concluíram juntos que a mais nova havia dominado a técnica com perfeição, isso graças ao seu controle de chakra fora do comum entre os ninjas. — Sem querer que você crie falsas esperanças, mas acho que você já está apta para trabalhar no hospital da vila, que seja como estagiária no setor de pequenos traumas. — Começou Kagayaki em um almoço naquela semana. — Vou me encarregar disso, procurar saber se existe a possibilidade, talvez assim você consiga se aperfeiçoar ainda mais e ter maestria no seu shosen. Claro, ainda precisa aprender mais técnicas e praticas mais. — Concluiu. — O que? É sério? O senhor acha que eu tô apta pra isso? — Perguntou a ruiva completamente eufórica com a suposição. — Bem, eu diria que sim, mas não se anime demais, ainda precisamos da resposta do diretor do hospital. — Respondeu categórico. Kagayaki estava se contendo e tentando manter os pés da filha no chão. A última coisa que queria era causar falsas esperanças na garota.

Após aquele almoço, Kagayaki voltou para o hospital para chegar um de seus pacientes que estava em observação. Um ninja que havia voltado de uma missão de espionagem muito ferido e precisou de uma cirurgia no abdome. Saber disso preocupava Saori quanto a sua mãe que também era uma ninja espiã e estava em uma missão a cerca de dez dias sem dar notícias. "Ela está bem... Sei que está..." A genin repetia tal frase em sua mente repetidas vezes, tentando se forçar a acreditar ou fazer com que "as forças maiores" ouvissem sua afirmação e tornassem aquilo verdade. Em uma semana de realizações, a última coisa que ela queria era receber uma notícia ruim no que diz respeito a vida de sua mãe. — Ela está bem... — Sussurrou para si, apertando um pingente de flor de cerejeira que sua mãe havia lhe presenteado quando ela era criança. — Eu sei que está. — Parou de devanear quando percebeu que seu rosto estava molhado e toda aquela força de vontade desmoronou quando a primeira lágrima caiu no assoalho de madeira da sala de estar. Saori sentiu-se pequena e indefesa quando ouviu a voz de sua mãe soar em sua cabeça, como uma interferência em meio a seus pensamentos.

__________

HP: 225/225 | Chakra: 325/325Stamina: 0/1

— Falas
"Pensamentos"
— Falas de Outros

Informações:
Jutsus Usados:

_______________________

[Cena - Solo] - Salva Vidas HLPGI48
Haruka
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79975-fp-harumi-hatake#640936
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t78148-gf-haruka#620953
Haruka
Chūnin
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d

Informações Prévias:

VI - Pedido de Socorro

— Saori, filha, (suspiro) escute com atenção. — Disse Yumi na cabeça de Saori, que secava as lágrimas do rosto. — Mãe? Aconteceu alguma coisa? — Perguntou a garota, sem entender muito bem o que tinha acontecido. — Você precisa correr para o hospital agora (suspiro) e pedir que uma equipe de apoio seja enviada para o oeste da vila. (suspiro) Fale com o seu pai, ele vai mobilizar todos. Não entrei em contato diretamente com ele (suspiro) porque o hospital está fora do alcance de meu jutsu. Por favor, Saori, se apresse. — Yumi disse tudo sem dar pausas, era como se tivesse pressa para falar, como se seu tempo estivesse se esgotando. Ouvir as palavras de sua mãe deixou a jovem genin mais aflita do que antes estava. Saori sentiu seu coração pesado, caindo como uma grande rocha. O que estava acontecendo? — Mão? Eu preciso de mais detalhes! O que aconteceu? — Perguntou a garota em desespero. Sem resposta. — Mãe? (...) Droga! — Saltou pela janela da sala ainda descalço e iniciou sua corrida direto para o hospital da vila. Os pés descalços queimavam em contato com a superfície fria e rochosa das ruas de Kumo, mas a ruiva não desistia. Algo havia acontecido com sua mãe, algo grave. Correu, em desespero, à sua máxima velocidade, eu direção ao hospital, saltando por entre os edifícios hora ou outra, desviando de civis e outros ninjas e esbarrando em outros, mas sem dar a devida atenção a quem quer que fosse. Precisava chegar ao hospital o quanto antes para ajudar sua mãe com o que quer que fosse.

— Ajuda!! Socorro! — Gritou alto quando passou pelas portas do hospital. Não era lá um ambiente onde isso era comum de acontecer, todos os presentes olhavam para a garota de cabelos absurdamente vermelhos e bagunçados, com os pés roxos devido a corrida no chão gelado e o rosto molhado de lágrimas. — Ajuda!! — Gritou outra vez, antes de ser socorrida por um ninja médico. — Kagayaki! Eu preciso falar om o meu pai! Onde ele está? — Cada palavra parecia cuspida e desesperada, nem ela sabia que conseguia falar tão rápido ou tão alto. — É a filha do Kagayaki! Chamem ele, por favor! — Pediu o ninja que se aproximou para examina-la. — Não, não, eu estou bem! Não precisa me examinar. — Afastou as mãos do médico que tentava a acolher para a sala ao lado.

Dois minutos depois Kagayaki apareceu no saguão onde sua filha esperava em visível desespero. — O que aconteceu, Saori? Eu disse que ainda ia conversar sobre a questão do estág- — Começou a repreender a filha, mas se conteve quando viu a situação em que ela se encontrava. — Filha? Você está bem? — Perguntou mais calmo e visivelmente preocupado. Saori moveu a cabeça, indicando que não estava nada bem. — É a mamãe. Ela precisa de ajuda. Ela me pediu pra avisa que precisa de uma equipe médica com urgência. Ela está a oeste da vila e não está nada bem. — Explicou a garota de uma vez. Kagayaki ficou parado por um segundo tentando assimilar toda a informação antes de se levantar. — Você ouviu? Eu preciso de um esquadrão de três ninjas médicos para resgatar a minha mulher. — Disse o mais velho ao iryonin que tentava ajudar Saori. — Mas, senhor, nossa equipe está desfalcada. Tudo o que temos no hospital hoje são três médicos, a sorte é que estamos com poucos pacientes. — O iryonin de olhos verdes respondeu. — Akihiko, é da minha mulher que estamos falando. — Kagayaki puxou o iryonin pela gola do jaleco e o aproximou de si. O outro ninja era notavelmente menor que o pai de Saori.


__________

HP: 225/225 | Chakra: 325/325Stamina: 1/4

— Falas
"Pensamentos"
— Falas de Outros
— Falas de Outros²

Informações:
Haruka
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79975-fp-harumi-hatake#640936
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t78148-gf-haruka#620953
Haruka
Chūnin
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d

Informações Prévias:

VII - A Missão de Resgate

— Saori, vai pra casa. — Ordenou Kagayaki. — O que? Casa? Eu posso ajudar! — Retrucou a garota. Claro que ela podia ajudar, era uma ninja médica e sensor, com a presença dela seria mil vezes mais fácil de encontrar Yumi na parte oeste do pais da nuvem. — Faça o que eu disse. Calce os pés, pegue o que precisar, te encontro lá em dez minutos. — Continuou ele, sério, olhar para seu rosto arrepiou Saori, sentiu que se forçasse o mínimo ele se partiria com aquela expressão tão rígida. A jovem genin concordou com a cabeça e se virou para sair do hospital enquanto seu pai dava uma ordem a Akihiko. — . Você vem comigo, sua irmã vai segurar as pontas aqui no hospital até nossa volta- — Antes que pudesse terminar de ouvir o restante da ordem, a garota saiu do edifício e correu para casa ainda mais rápido do que antes. Algo em seu interior a impulsionava, ou puxava para frente, como um imã. Sua força de vontade em salvar sua mãe gritava em dentro de seu ser e ela sentia como se fosse explodir. Não se importava com o frio em seus pés, mal podia os sentir, só com a adrenalina correndo em suas veias e o coração pulsando a todo vapor enquanto a ruiva forçava os músculos das pernas ao extremo.

Tão rápida, chegou em casa dentro de cinco minutos. Conseguiu atravessar a vila inteira neste curto espaço tempo. Havia lido sobre a reação de fuga ou luta que uma alta descarga de adrenalina causava no corpo, mas não imaginava que era algo tão drástico. Trocou-se em menos de um minuto, vestindo um quimono leve, mas que cobria seu corpo para aquece-la caso sua mãe estivesse muito longe da vila, tendo ciência de que o país da neve ficava a oeste dali e que lá era a missão de espionagem de sua mãe. Sobre ele, trajou uma capa negra que levava o símbolo de Kumo nas costas e calçou os pés com um sapato ninja fechado, para aquecer seus dedos que começavam ficar brancos devido ao frio intenso.

Em exatos três minutos após sua chegada em casa, Kagayaki, seu pai, entrou pela janela com um salto, acompanhado de Akihiko com uma grande mochila nas costas. "É pra assistência médica", julgou a mais nova dos três. — Pronta? Vamos. — O moreno saiu de casa sem ao menos esperar a resposta da filha. Sem reclamar, Saori saiu atrás do pai e de seu assistente. Talvez aquele não fosse o "esquadrão médico" que sua mãe esperava quando pediu ajuda, mas dava pro gasto. Um médico experiente, um novato e uma iniciante, o trio que mais parecia começo de piada infame passou pelos portões oeste da vila sem ser barrado pelos seguranças que o guardavam. Kagayaki era conhecido e respeitado na vila, provavelmente tinha invocado uma de suas aves e enviado o memorando à assistente da Raikagage para permitir com urgência a saída de três ninjas por aquele portão. Cerca de um quilômetro fora da vila, o mais velho começou: — Saori, eu te trouxe comigo porque, entre nós três, você é a mais capaz para a principal tarefa desa missão: encontrar sua mãe e o esquadrão dela. — Explicou Kagayaki. — O que? Uma genin mais capaz do que eu? Do que o senhor? — Akihiko questionou. — Você não a conhece, Yotsua! — Retrucou o mais velho — Certo! Deixa comigo! — Saori respondeu o pai e ignorou completamente o comentário do outro iryonin.


__________

HP: 225/225 | Chakra: 325/325Stamina: 2/4

— Falas
"Pensamentos"
— Falas de Outros
— Falas de Outros²

Informações:
Haruka
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79975-fp-harumi-hatake#640936
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t78148-gf-haruka#620953
Haruka
Chūnin
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d

Informações Prévias:

VIII - Encontre a Espiã

Sem se demorar, Saori começou a efetuar diversos selos de mãos em frente ao peito, enquanto corria. Pássaro, tigre, cavalo, tigre, cobra, tigre; sempre intercalando um selo diferente com um de tigre, que era o que a garota possuía mais afinidade, por assim dizer. Enquanto realizava os selos de mãos, concentrava seu chakra nos pés para ficar mais rápida, tal como concentrava-se para sentir qualquer sinal de chakra ao seu redor, com uma habilidade "herdada" de sua mãe, mas que precisou de bastante treino para dominar, o Kanchi. Esse era exatamente o motivo pelo qual Kagayaki disse que ela era a mais capaz para encontrar o esquadrão de Yumi, a genin era a única entre os três que dominava a habilidade de sensoriamento. — Existe uma assinatura de chakra muito fraca à uns cem metros à esquerda, mas não é ninguém de nossa vila. — Disse ela, enfatizando a palavra "muito". — Devemos investigar. — Disse Akihiko. — Não. — Kagayaki respondeu com secura. — Mas.. — Tentou explicar-se o mais novo.  —Somos ninjas médicos em uma missão de resgate Yotsua! Foco na missão! Seja quem for essa pessoa, se quiser entrar na vila terá que passar pelos portões. — Explicou o moreno, tentando transparecer calma, mas Saori o conhecia bem e podia dizer: ele estava aflito. — Saori? — Quis saber, mas a ruiva não havia captado mais absolutamente nada. — Nada ainda. — Respondeu concentrada.

Os três ninjas médicos continuaram correndo por alguns minutos, enquanto Saori concentrava-se, de olhos fechados, em encontrar a assinatura de chakra de sua mãe ou de qualquer um dos membros do esquadrão que buscavam. Seu pai lhe servia de olhos enquanto ela se concentrava e a guiava para fora dos obstáculos, como solo irregular ou troncos de árvores no meio de caminho. Quanto mais corriam, mais o solo ficava fofo e o clima frio. Não sentiam frio porque escavam correndo sem para a minutos, mas a mudança climática e geográfica com a proximidade do país da neve era notável. "Precisamos chegar logo ou pode ser tarde demais...", o pensamento aparecia na cabeça da garota de tempos em tempos, ofuscando sua concentração do que era mais importante no momento. Até que, como um estalo, a ruiva sentiu o chakra de sua mãe cerca de quatrocentos metros a noroeste, mata adentro. Nesse momento ela abriu os olhos. — Por aqui! — Exclamou alto e tomou a frente do grupo. Seguiram na direção que Saori havia sentido sua mãe e a encontraram, mas o que viram não foi algo que merecesse comemoração.

Yumi jazia deitada em uma poça de sangue, próxima as raízes de uma árvore grande, extremamente pálida e com as extremidades do corpo cianóticas devido ao frio (ou a quantidade de sangue perdido). Havia cortes profundos espalhados por seu abdome e seios, e alguns ferimentos menores nos braços e pernas. Com certeza havia sido pega em seu disfarce e torturada, antes de ter sido deixada na mata para ser comida por algum animal. Ao ver a cena, as pernas de Saori paralisaram e o mundo pareceu parar. Um zumbido agoniante tomou conta de seus ouvidos e sua cabeça começou a latejar, como se fosse explodir a qualquer momento. Estava entrando em choque, sabia por ter estudado medicina ninja por tanto tempo. "Saori! Saori! Acorda! Não temos tempo pra isso!", ouvia uma voz conhecida e distante dizer. — Saori! — Kagayaki a sacudiu, apertando os dois ombros. — Você precisa se recompor, ou não conseguiremos salva-la. — A voz de seu pai estava embargada. Pedindo a filha pra e recompor quando ele mal se contia.

__________

HP: 225/225 | Chakra: 325/325Stamina: 3/4

— Falas
"Pensamentos"
— Falas de Outros
— Falas de Outros²

Informações:
Técnicas Usadas:

_______________________

[Cena - Solo] - Salva Vidas HLPGI48
Haruka
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79975-fp-harumi-hatake#640936
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t78148-gf-haruka#620953
Haruka
Chūnin
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d

Informações Prévias:

IX - Fica

Foi como acordar de um coma. Saori cambaleou a caminho do corpo desacordado de sua mãe e se ajoelhou sobre as pernas antes de executar o Shosen no Jutsu. Assustou-se quando quatro paredes de pedra se fecharam ao redor dos três ninjas médicos, formando uma espécie de tenda protetora, obra de Akihiko, notou. Kagayaki, por sua vez, encarregou-se de ascender algumas velas e uma fogueira no lado oposto da enfermaria improvisada com um Katon antes de aproximar-se da esposa caída. Sua filha havia sido bem treinada, estava tratando os ferimentos de maior risco antes dos menores. Primeiro, fechou o grande corte em seus seios, e agora se esforçava para curar os cortes no abdome, mas encontrava certa dificuldade devido a quantidade de tecidos. Os seios foram mais fáceis pois são basicamente tecido muscular, adiposo, epitelial e por último a pele; já os ferimentos do abdome haviam atingido alguns órgãos. Ainda que a maioria deles seja composta por músculo liso, a dificuldade que Saori encontrava para a reconstituição dos mesmo era a variedade tecidual.

Kagayaki se juntou à garota e começou auxiliar na cura dos ferimentos no abdome da esposa.  — Ferimentos graves no abdome e caixa torácica, sinais de hipotermia e perda de aproximadamente 2 litros de sangue. — Disse a ruiva, para poupar o tempo de seu pai analisando caso, tentando ser o mais profissional possível. — Precisa de uma transfusão com urgência ou pode ter falência renal. Akihiko! O que trouxe nessa mochila? — Gritou com o garoto de olhos verdes que fechava os ferimentos menores espalhados nos membros inferiores de Yumi. — Equipamento para os primeiros-socorros, Saori-san. — Respondeu ele, prontamente. — Agulha e soro? — Continuou a perguntar enquanto mantinha o Shosen ativo, fechando os ferimentos de sua mãe. Akihiko assentiu. — Certo. Colete meu sangue, vamos fazer a transfusão agora. — Disse, calma e esticou o braço direito para o garoto, mantendo a mão esquerda sobre a barriga de sua mãe para cura-la. — Saori, já chega. — A voz de Kagayaki ressoou fria dentro da "enfermaria". —  Eu te disse: seu papel nessa missão é encontrar sua mãe e seu esquadrão. Seu trabalho ainda não está completo. Vá com o Akihiko e encontre os outros membros. — Continuou, ainda mais frio do que antes. — Não. — Respondeu ela tão ríspida quanto o pai. — Você não está desobedecendo seu pai aqui, Saori, você está indo contra as ordens do chefe do seu esquadrão. Isso pode lhe custar sua bandana. — Alertou.

Após um longo suspiro a garota fechou os olhos e se concentrou. Era difícil concentrar seu chakra para usar o Kanchi enquanto mantinha o Shosen ativo, mas se esforçou. Sentia veias pulsarem em suas têmporas e a cabeça doendo como nunca, mas conseguiu. Três pequenos pontos azuis e flamejantes próximos dali, como fogueiras, os companheiros de sua mãe. — Dois deles estão a trezentos metros ao norte, o outro esta a cento e seis metros ao noroeste. Pronto, meu trabalho está feito. Não me mande ir busca-los, não tenho força física para carregar ninguém. — Disse, por fim, depois de algum tempo. Sem ter o que questionar, Kagayaki sinalizou para Akihiko e ambos saíram. A ruiva prendeu os cabelos em um coque no alto da cabeça, tirou sua capa e jogou sobre as pernas de Yumi para aquece-la antes de voltar ao tratamento. Passados dois minutos, o torso de sua mãe estava completamente curado, mas antes que Saori pudesse comemorar, o coração da mulher começou a falhar, batendo cada vez mais fraco. Ela precisava da transfusão com urgência e nada de seu pai ou Akihiko voltarem.


__________

HP: 225/225 | Chakra: 250/325Stamina: 4/4

— Falas
"Pensamentos"
— Falas de Outros
— Falas de Outros²

Informações:
Técnicas Usadas:
Haruka
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79975-fp-harumi-hatake#640936
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t78148-gf-haruka#620953
Haruka
Chūnin
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d
[Cena - Solo] - Salva Vidas Eca5fe0732cc4ce1620272c4a2d9ce0d

Informações Prévias:

X - Salva Vidas

"Não, não, não, não!" O coração de Yumi batia cada vez mais frado e descompassado devido a sua falta de sangue e a pobre Saori encontrava-se sozinha na tenda, não conseguiria fazer a transfusão sozinha. Estava perante um dilema de vida ou morte. A primeira opção era se manter ali e esperar algum dos outros depois membros de seu esquadrão chegar para ajuda-la, a segunda opção era largar tudo e puncionar o próprio braço, afim de coletar sangue e transfundir nas veias de sua mãe, contudo, deixar de usar o Shosen naquele momento poderia ser fatal para ela. "O que eu faço? O que faço?" Se perguntava, desesperada, as mãos que brilhavam em verde pálido de volta aos seios da mãe na tentativa fracassada de fazer o coração daquela mulher voltar a bombear o sangue normalmente. Ela precisava arriscar. Se não fizesse nada sua mãe morreria em suas mãos de qualquer forma.

Tendo isso em mente, Saori parou a técnica de cura imediatamente. Efetuou alguns selos de mãos o mais rápido que pode enquanto concentrava seu chakra na mão direita. O chakra foi concentrado de modo que formou uma fina lâmina, precisa como um bisturi para incisão e a ruiva cortou o músculo oblíquo do abdome esquerdo de sua mãe com precisão e seguiu com a mão por dentro do corpo da mulher desacordada e cortou seu diafragma para alcançar o coração que, a este ponto, já estava parado. Assim que tocou o coração de sua mãe, o chakra concentrado em sua mão já não era mais comum, e sim, o conhecido com propriedades curativas. Então a ruiva começou a fazer uma massagem cardíaca direta, forçando o coração de Yumi a contrair e relaxar para que o sangue continuasse a pulsar em suas veias. O corpo ela estava completamente curado, com exceção pela incisão feita pela garota no minuto anterior, mas não havia sangramento algum.

Passaram-se alguns minutos e Kagayaki entrou na "enfermaria" acompanhado de Akihiko e os três ninjas do esquadrão de Yumi. Os resgatados foram postos deitados em colchonetes infláveis que estavam na grande mochila do garoto de olhos verdes antes de ambos os médicos ninjas se aproximarem de Saori com olhar de preocupação. — O.. coração dela parou.... — Disse a mais nova com a voz embargada. — Precisamos fazer a transfusão. Agora. — Tentou manter-se firme e estendeu seu braço Akihiko coletar seu sangue, enquanto o esquerdo permanecia dentro do tórax de sua mãe, mantendo-a viva. —  Eu não devia ter te deixado sozinha... — Kagayaki sussurrou, sem ação. Sabia que se a filha parasse a massagem antes da transfusão ele perderia a esposa e ela a mãe. A tensão no ar era palpável. Os membros do esquadrão de Yumi olhando de longe, paralisados com a visão de sua chefe com o corpo aberto e semi-morta; quanto aos três iryonin, esperavam a bolsa se encher com o sangue de Saori, que permanecia no mesmo movimento de contração e relaxamento com o coração de sua mãe nas palma de sua mão.

— Está pronto. — Disse Akihiko, em seguida puncionou a veia mediana do antebraço de Yumi e liberou o sangue O- de  Saori dentro do corpo de Yumi. A testa de Saori estava molhada de suor e seus lábios perderam o tom rosado natural. Estava exausta de ter se esforçado tanto, mas continuava forçando ao limite para salvar a vida de sua mãe, até que, notou, o coração em suas mãos voltou a pulsar por conta própria. Olhando para cima viu que a bolsa de sangue estava abaixo da metade. — Por que as caras tão sérias? — A voz de Yumi soou fraca. Acordou apenas para ver o sorriso fraco de Saori em sua exaustão se formar e logo em seguida adormeceu novamente, os sinais vitais estáveis. Assim, a jovem soltou o órgão que jazia em suas mãos e puxou a mão para fora do corpo, lentamente, de modo que restituía todos os tecidos feridos pelo caminho. Por fim, fechou a incisão e despencou para trás, ofegante.

Não sabia se se sentia aliviada, orgulhosa ou feliz; talvez todos esses sentimentos ao mesmo tempo, mas não conseguiu expressar nenhum deles direito devido ao cansaço que a consumia. Seu corpo escorreu para trás como se fosse líquido e ao longe pode ouvir palmas fracas dos outros integrantes do esquadrão de sua mãe e um "estou tão orgulhoso de você" com a voz de seu pai. Tudo ficou escuro. Quando acordou, estava em uma maca no meio da floresta, sendo carregada por dois membros do esquadrão de Yumi. Olhou para frente e viu que sua mãe estava em outra maca que era levada por seu pai e o terceiro membro de seu esquadrão. Querendo se mostrar forte, saltou no chão. — Como é que ela ta? — Perguntou a um dos ninjas que a carregavam. — Está descansando, viva, graças a você. — Ele respondeu. As palavras ressoaram nos ouvidos a jovem genin por alguns segundos e agora, sim, encheu-se de alegria.

__________

HP: 225/225 | Chakra: 137/325Stamina: 4/4

— Falas
"Pensamentos"
— Falas de Outros
— Falas de Outros²

Informações:
Técnicas Usadas:
Haruka
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t79975-fp-harumi-hatake#640936
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t78148-gf-haruka#620953
Allen
Genin
[Cena - Solo] - Salva Vidas Dani10
[Cena - Solo] - Salva Vidas Dani10
@
Allen
Ficha de Personagem : https://www.narutorpgakatsuki.net/t82195-fp-fuyuki-hyuga#663221
Gestão de Fichas : https://www.narutorpgakatsuki.net/t74030-g-f-allen#626183
Conteúdo patrocinado
Design visual (Estrutura, Imagens e Vídeos) por Dorian Havilliard. Códigos por Akeido