NOVIDADES
Atividades Recentes
A LUZ DAS TREVAS
Arco 02
Ano 26 DG
Verão
Meses se passaram desde a missão de investigação ao Castelo da Lua, no País do Vento, que culminou na Batalha da Lua Minguante. Soramaru, o cientista responsável pelos experimentos, morreu em combate, assim como outros ninjas do lado da aliança. Após a missão ser bem-sucedida, mas carregando tantas mortes, Karma, o líder da missão, ficou responsável por relatar às nações o máximo de informações sobre a organização por trás dos crimes agora que estava com o selo enfraquecido e com isso ele revelou o verdadeiro nome dela: Bōryokudan. Ainda não tendo como fornecer mais detalhes, pois o selo se manteve, e precisando de mais pistas antes de investir novamente em uma missão, Karma saiu em missão em nome das Quatro Nações para encontrar o paradeiro dos demais membros da organização — e sua primeira desconfiança recaiu sobre Kumo.

O mundo, no entanto, mudou nestes últimos meses. Os Filhos das Nuvens concluíram a missão de extermínio aos antigos ninjas da vila e implementaram um novo sistema político em Kumo ao se proclamarem o Shōgun sobre as ordens não de um pai, mas do Tennō; e assim ela se manteve mais fechada do que nunca. Em Konoha a situação ficou complicada após a morte de Chokorabu ao que parece estar levando a vila ao estado de uma guerra civil envolvendo dois clãs como pivôs. Suna tem visto uma movimentação popular contra a atual liderança da vila após o fracasso em trazer a glória prometida ao país. Já em Kiri a troca de Mizukage e a morte de ninjas importantes desestabilizaram a política interna e externa da vila. E em Iwa cada dia mais a Resistência vai se tornando popular entre os civis que estão cansados demais da fraqueza do poderio militar ninja. Quem está se aproveitando destes pequenos caos parece ser as famílias do submundo, cada vez mais presentes e usando o exílio de inúmeros criminosos para Kayabuki como forma de recrutar um exército cada vez maior.

E distante dos olhares mundanos o líder da Bōryokudan, Gyangu-sama, se incomoda com os passos de Karma.
... clique aqui para saber mais informações
SHION
SHION#7417
Shion é o fundador do RPG Akatsuki, tendo ingressado no projeto em 2010. Em 2015, ele se afastou da administração para focar em marketing e finanças, mas retornou em 2019 para reassumir a liderança da equipe, com foco na gestão de staff, criação de eventos e marketing. Em 2023, Shion encerrou sua participação nos arcos, mas continua trabalhando no desenvolvimento de sistemas e no marketing do RPG. Sua frase inspiradora é "Meu objetivo não é agradar os outros, mas fazer o meu trabalho bem feito", refletindo sua abordagem profissional e comprometimento em manter a qualidade do projeto.
Angell
ANGELL#3815
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Indra
INDRA#6662
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Wolf
Wolf#9564
Wolf é jogador do NRPGA desde fevereiro de 2020, tendo encontrado o fórum por meio de amigos, afastando-se em dezembro do mesmo ano, mas retornando em janeiro de 2022. É jogador de RPG desde 2012, embora seu primeiro fórum tenha sido o Akatsuki. Atua como moderador desde a passagem anterior, se dedicando as funções até se tornar administrador em outubro de 2022. Fora do RPG cursa a faculdade de Direito, quase em sua conclusão, bem como tem grande interesse por futebol, sendo um flamenguista doente.
Mako
gogunnn#6051
Mako é membro do Naruto RPG Akatsuki desde meados de 2012. Seu interesse por um ambiente de diversão e melhorias ao sistema o levou a ser membro da Staff pouco tempo depois. É o responsável pela criação do sistema em vigor desde 2016, tendo trabalhado na manutenção dele até 2021, quando precisou de uma breve pausa por questões pessoais. Dois anos depois, Mako volta ao Naruto RPG Akatsuki como Game Master, retornando a posição de Desenvolvedor de Sistema. E ainda mantém uma carreira como escritor de ficção e editor de livros fora do RPG, além de ser bacharel em psicologia. Seu maior objetivo como GM é criar um ambiente saudável e um jogo cada vez mais divertido para o público.
Akeido
Akeido#1291
Aliquam lacinia ligula nec elit cursus, sit amet maximus libero ultricies. Cras ut ipsum finibus quam fringilla finibus. Etiam quis tellus dolor. Morbi efficitur pulvinar erat quis consectetur. Ut auctor, quam id rutrum lobortis, lorem augue iaculis turpis, nec consectetur enim nisl eu magna. Sed magna dui, sollicitudin quis consequat ac, faucibus sed mauris. Donec eleifend, nisl a eleifend dignissim, ipsum urna viverra leo, sed pulvinar justo ex vitae enim. Donec posuere sollicitudin velit eu vulputate.
Havilliard
Havilliard#3423
Aliquam lacinia ligula nec elit cursus, sit amet maximus libero ultricies. Cras ut ipsum finibus quam fringilla finibus. Etiam quis tellus dolor. Morbi efficitur pulvinar erat quis consectetur. Ut auctor, quam id rutrum lobortis, lorem augue iaculis turpis, nec consectetur enim nisl eu magna. Sed magna dui, sollicitudin quis consequat ac, faucibus sed mauris. Donec eleifend, nisl a eleifend dignissim, ipsum urna viverra leo, sed pulvinar justo ex vitae enim. Donec posuere sollicitudin velit eu vulputate.
HALL DA FAMA
TOP Premiums
Torne-se um Premium!
1º Lugar
Starfox
2º Lugar
Senju Inazuma
3º Lugar
Raves
1º Lugar
Senju Inazuma
2º Lugar
Starfox
3º Lugar
Summer
Os membros mais ativos do mês
Angell
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
379 Mensagens - 25%
Shion
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
239 Mensagens - 16%
Starfox
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
183 Mensagens - 12%
Senju Inazuma
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
140 Mensagens - 9%
Raves
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
114 Mensagens - 8%
Summer
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
110 Mensagens - 7%
Zero
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
100 Mensagens - 7%
Nan
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
89 Mensagens - 6%
Inoue
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
84 Mensagens - 6%
Kira
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
66 Mensagens - 4%

Os membros mais ativos da semana
Shion
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
70 Mensagens - 21%
Angell
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
61 Mensagens - 19%
Summer
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
36 Mensagens - 11%
Keel Lorenz
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
34 Mensagens - 10%
Raves
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
34 Mensagens - 10%
Gyoku
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
23 Mensagens - 7%
Senju Inazuma
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
21 Mensagens - 6%
Nan
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
18 Mensagens - 6%
Sevenbelo
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
17 Mensagens - 5%
Txyannis
[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_lcap[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Voting_bar[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada Vote_rcap 
12 Mensagens - 4%


Convidado
Convidado


Paz Ameaçada
Arredores de Iwa

Em um momento de paz, o jovem Akage se encontrava em sua residência, até que recebeu uma mensagem através de um pombo correio. O jovem recebeu as instruções necessárias para uma missão de nivel B, onde foi escolhido a dedo. Agora com o passe livre para sair da vila, dependerá do jovem chunnin o sucesso desta missão.

Instruções: Só sair da vila pelo portão e ai a gente vê o que faz.  

Mensagem do Pombo: 'Um Nukenin (Ninja Renegado) de nossa vila assassinou o Daimayô de um país vizinho, e agora o país vizinho pede pela cabeça do Nukenin ou eles proclamarão guerra. Sua missão é encontrar, matar e trazer o cadáver desse Nukenin para nossa vila para que posterior mente seja entregue aos conselheiros do país vizinho, porém tome cuidado pois esse Nukenin anteriormente era um ninja de elite.'


Última edição por Shijima em Sáb 28 Jan - 20:16, editado 1 vez(es)
Anonymous
Convidado
Convidado
Quando foi a última vez que tive o prazer de fazer uma missão? Fazia tanto tempo que acabei por negligenciar até demais a vida com a qual eu estava tão acostumado. A mensagem que me fora entregue naquela manhã era tudo que eu precisava para retornar aos afazeres diários, de maneira que não tardei em sair. Desci as estradas que levavam até os distritos mais baixos da vila e galguei até meu objetivo, carregando tudo que me era necessário. O fim da primavera se aproximava, o que fazia o calor tornar-se presente devido a iminente chegada do verão. Mas não era problema, minhas roupas eram adequadas para a situação: um colete padrão de Kumogakure e um traje fino, apto para climas quentes. Nos portões, esperei alguns momentos antes de partir: a chegada de um time para me auxiliar não seria surpresa, afinal.

Akage: 500/1040


Considerações:
Itens:
Anonymous
Convidado
Convidado


Paz Ameaçada
Arredores de Iwa

Uma kunoichi loira, que possuía olhos azuis como o céu, se aproximou lentamente de Akage. — É você que foi selecionado para a missão também? — Indagou. O jeito despreocupado e relaxado da moça, não condiziam com sua bela aparência. — Enfim, nosso destino é o Pais da Geada, levara um tempo até chegarmos la, por isso, eu trouxe um carroceiro conosco. — Explicou, a jovem moça. Logo ela virou-se pro lado e adentrou na parte de trás da carroça. — Bom... entre, não temos muito tempo. — Convidou, a bela kunoichi.


Instruções: Só entrar na carroça, ai vocês irão ser levados para o começo do Pais da Geada, aproveita esse tempo pra fazer um rpzin com a NPC, que depois as tretas vão começar.


Última edição por Shijima em Sáb 28 Jan - 20:16, editado 1 vez(es)
Anonymous
Convidado
Convidado
Meu julgamento se provou correto ao notar a presença súbita de uma kunoichi até então desconhecida, os cabelos loiros e os olhos azuis eram uma característica bem peculiar para se encontrar naquela vila, bem, eu não era alguém que podia comentar sobre, afinal cabelos vermelhos eram incomuns em qualquer lugar do mundo. Olhei a garota se aproximar de mim de maneira despretensiosa, carregando consigo um semblante de alguém que não tinha nada a perder na vida. Ela me indagou sobre o que eu estava fazendo ali, o que me levou a responder amigavelmente.

— Sim, sou eu. Imagino que você seja a minha aliada?

Depois da pergunta, veio a resposta, seguida de mais instruções. A jovem mulher não parecia passar dos dezessete anos, mas a fluidez que suas palavras tinham me fizeram ponderar se ela estava acostumada em ser mandada para missões em grupo como aquela. Não me atrevi a recusar seu pedido e subi às pressas na carruagem que estava destinada a nos levar até Shimo no Kuni, como ela havia chamado. Notei que havia de antemão a presença de um poncho escuro na parte de trás do veículo, talvez pelas óbvias condições climáticas que teria o lugar que estávamos prestes a visitar. Sem enrolações, os cavalos começaram a caminhar, puxando o vagão que levava eu, a kunoichi e o condutor. Tentei, na medida do possível, manter uma conversa agradável com a minha mais nova conhecida. Perguntei seu nome, seus gostos, o que fazia e no que era boa, apresentando-me de maneira cortês para não aparentar uma pessoa bárbara; se ela me trataria de maneira semelhante, me era um mistério. A viagem perduraria por algum momento, de modo que o único passatempo que teríamos seria nos conhecer melhor, a necessidade de cooperação sempre se mostrava presente naqueles tipos de situação.

Akage: 500/1040


Considerações:
Itens:
Anonymous
Convidado
Convidado


Paz Ameaçada
País da Geada

— Meu nome é Kin. — Falou a moça no inicio da conversa.

[...]

Após uma longa conversa e trocas de informações, Akage e Kin chegaram ao seu destino, Shimo no Kuni. Apesar de não estar nevando, toda a superfície do local estava coberto de cristais de gelo, inclusive as folhagens e flora em geral. O carroceiro ficou esperando na entrada do País, enquanto os ninjas de Kumogakure continuaram a adentrar a 'floresta congelada'.

— Aqui realmente é um ótimo esconderijo para o desertor. — Disse, Kin. Quando menos esperavam, dois ninjas surgiram das sombras das arvores e os encurralaram. Não dava para ver o rosto deles, mas ambos possuíam uma kunai em mãos. A kunoichi e o jovem Uzumaki ficaram de costas um para o outro, cuidando assim da retaguarda. — Você cuida desse a sua frente e eu cuido daqui... — Quando tais palavras foram proferidas, a batalha havia iniciado. O ninja mascarado correu em direção a Akage, desferindo um chute com a perna esquerda na altura da cabeça, logo em seguida largando no chão uma bomba de luz, que explodiu quase instantaneamente. Em meio a explosão de luz, uma Kunai fora disparada a queima roupa em direção a perna esquerda de Akage, será que ele será capaz de dar conta deste ataque surpresa?

Instruções: Agora é só lutar contra esses Nuke ai. Ele tem velocidade três, força também três. Não considerei as distâncias, tu que considera ai, mas ele ta perto o suficiente pro chute dele te alcançar.


Última edição por Shijima em Sáb 28 Jan - 20:16, editado 1 vez(es)
Anonymous
Convidado
Convidado
Fiquei aliviado por saber que Kin, a garota com que eu teria que trabalhar, tinha uma personalidade agradável, ao que pude ver ela tinha uma conduta responsável quando se tratava de assuntos daquele tipo. A baixa temperatura começou a perturbar desde metade do caminho. No caminho, notei que era possível ver pequenos flocos de gelo caindo do céu, transformando a estrada, outrora feita de rocha pura, em um campo níveo que eu não estava acostumado a ver, mesmo depois de várias missões. A imigração de um país para outro não demorou muito para ter seu fim, com exceção da mudança gritante de um ecossistema para outro, mal fomos capazes de reparar que havíamos chegado até o momento em que fomos avisados.

Estendi a mão para abrir caminho para minha aliada, gentilmente sinalizando para que ela descesse primeiro: "as damas primeiros" era o que eu queria dizer. O cavalheirismo havia se perdido naqueles tempos sombrios, cabia a mim retomá-lo aos nossos costumes. A sensação de pisar na neve pela primeira vez levou calafrios ao meu corpo, da ponta dos pés até os fios de cabelo. O vento gelado daquelas terras contrastava com o clima ameno da vila da Nuvem que, mesmo ficando praticamente nas nuvens, tinha uma primavera bastante calorosa em certos dias, não pude evitar de pensar no quão enrascado eu estaria; não fosse o manto que havia sido preparado para mim eu provavelmente morreria de hipotermia no meio daquela missão. O carroceiro nos contava que ficaria ali até voltarmos, assim, partimos para explorar o lugar em busca de nosso objetivo.

A floresta congelada ocupava um enorme caminho, manchando o horizonte com um branco que incomodava a visão de quem a encarasse por muito tempo, indo até onde os olhos não podiam mais enxergar. Kin comentou sobre a probabilidade da própria floresta ser o esconderijo do renegado que caçávamos, mas ponderei na possibilidade de que a situação não seria tão conveniente para nosso lado quanto ela pensava que seria. Percebi que minhas dúvidas haviam sinalizado o perigo; as duas figuras que antes não estavam ali saltaram para cima de nós logo depois. Anônimos, trajavam um manto negro que era facilmente perceptível naquele ambiente, provavelmente eram especializados em emboscada graças a maneira que puderam permanecer indetectáveis até então. A garota orquestrou um plano de ação imediato; cada um cobriria as costas do outro. Em resposta ao combate, saquei a pequena espada em minhas costas e mantive-me em posição de combate.

Um dos mascarados era tão lento em comparação a mim que não era tão impossível assim contra-atacar seu ataque. Ele disparou cegamente em minha direção em uma velocidade absurda para os padrões de, digamos, um Genin. Sua perna ergueu-se buscando acertar o lado esquerdo de minha cabeça, mas os reflexos que eu havia aprimorado desde o começo de minha vida não podiam ser subestimados. Abaixei rapidamente para esquivar do ataque simplório do inimigo, quase que imediatamente levando minha perna contra aquela que o mantinha ainda em pé. A rasteira, efetuada praticamente momentos antes do inimigo poder se recuperar do golpe, abriria caminho para que eu o rendesse no chão, ameaçando-o com a arma que estava agora estava em minha mão esquerda, enquanto a direita era usada para impedir movimentos bruscos. Eu não era tolo de deixar com que ele tivesse oportunidade para reagir, a força exercida naquele chute era consideravelmente alta para que eu pudesse perceber parte de suas capacidades físicas somente com aquilo. Se necessário, acabaria com ele, ainda teríamos o outro para interrogar.

Akage: 500/1040


Considerações:
Itens:
Anonymous
Convidado
Convidado


Paz Ameaçada
País da Geada

O jovem Akage conseguiu imobilizar completamente o movimento de um dos indivíduos. Pareceu fácil para o garoto, ele quase não exerceu muito esforço, a diferença de habilidades era mais do que clara. O caso da garota dourada era o mesmo, suas habilidades eram muito acima da média, aqueles ninjas renegados jamais conseguiriam encostar um dedo nela.

[...]

Após um consenso, ambos os inimigos estavam amarrados e desmascarados, nenhum deles era o verdadeiro fugitivo. Agora com ambos imobilizados, o interrogatório estava prestes a começar. — Akage-kun, eu não tenho nenhuma habilidade com interrogatório... boa sorte, use os métodos que precisar. — Disse, a jovem com um sorriso no rosto.

Instruções: Só interrogar eles agora.
Anonymous
Convidado
Convidado
Da adversidade encontramos a solução para o problema no combate. Com a vitória sobre os mascarados, pudemos rendê-los com cordas de aço, deixando-os lado a lado para começar o interrogatório. Eles podiam ser simplesmente ladrões locais, mas valia a pena tentar, se fossem comparsas do alvo certamente teriam informações sobre este. Kin instruiu-me a ser o mediador da extração de informações, dizendo que não era apta para tal. Mesmo que ela dissesse isto, a verdade era que eu, igualmente, não tinha experiência com aquelas situações. Sem opções, me aproximei dos presos.

— Me digam para quem trabalham e o que queriam nos atacando, um ataque à luz do dia como este não poderia ser orquestrado apenas esperando qualquer viajante passar por uma floresta congelada. Por mais idiotas que vocês sejam, duvido muito que se arriscariam a entrar em batalha contra ninjas de uma das cinco nações se fossem apenas bandidos. Se não cooperarem... — Levei o dedo até uma ferida no ombro de um dos rapazes e empurrei o dedo para dentro desta, querendo deixar claro que minhas intenções eram genuínas.

Akage: 500/1040


Considerações:
Itens:
Anonymous
Convidado
Convidado


Paz Ameaçada
País da Geada

Um dos renegados tinha medo da morte e o outro não, um deles estava disposto a mentir e o outro a dizer toda a verdade. Dependeria de Akage descobrir qual dos dois falaria a verdade. — O nosso esconderijo é mais a frente... e nós trabalhamos para o desertor da sua vila... — Foram as palavras do homem que fora capturado pelo ninja de cabelos vermelhos. — Realmente trabalhamos para o desertor, mas nosso esconderijo é virando para esquerda, entrando completamente na floresta. — Falou o homem capturado por Kin. Notava-se que o segundo homem tentou bater a cabeça no primeiro homem, isso poderia ser alguma espécie de sinal, ou não.

[...]

Agora os ninjas de kumogakure entravam em um dilema, em quem deviam acreditar, talvez devessem se separar? Eram perguntas, até o momento, sem respostas.

Instruções: Siga a instrução de um dos homens, lembrando que uma delas é uma armadilha e provavelmente, você ou a npc morrerão se forem pra la. Narre você indo até um dos dois locais, eu irei dizer como é o local no próximo post.
Anonymous
Convidado
Convidado
Por mais que suas tentativas de nos ludibriar fossem dignas de no mínimo respeito, era um esforço até então inútil. Eu poderia passar incontáveis minutos tentando discernir quem falava a verdade, tanto pelos hábitos ou pelo nervosismo. Analisar a situação e prever as ações dos inimigos era uma dádiva não muito além das minhas capacidades intelectuais. O suor que escorria pela têmpora do renegado que eu havia capturado; o desentendimento que veio logo em seguida depois dos relatos, fatores que contribuíam para a tarefa de trazer a verdade à tona. Infelizmente, não havia tempo para aquilo.

— É uma pena, mas eu não posso me dar ao luxo de deixar com que seres tão inferiores como vocês oponham-se à mim. — A seriedade em minha voz era tamanha ao ponto de trazer o abalo emocional dos prisioneiros. Fitei-os, com olhos que eram capazes de matar, querendo deixar claro que não estava ali para joguinhos. O silêncio que se mostrou era prova de que o clima pesado até mesmo fora capaz de afetar momentaneamente a loira ao meu lado, que subitamente engoliu em seco. Suspirei. Sem nem ao menos me aprofundar no interrogatório, proferi um único selo de mão, criando uma cortina de fumaça que deu lugar à uma cópia perfeitamente igual, um clone das sombras. Como não sabia exatamente aonde deveria ir, em maior parte pela incerteza de que os homens estavam agindo de maneira genuína, resolvi deixar a patrulha à cargo dele, que poderia me passar informações caso fosse necessário. Assim, ele partiu, seguindo pelo caminho da esquerda como o segundo renegado havia dito, a cautela que apresentava era extremamente necessária para que não fosse pego em nenhuma armadilha. Quanto a nós, não havia nada a fazer senão esperar pela volta — ou não — do nosso informante em meio aos arbustos congelados espalhados pela floresta.

Akage: 500/506

Clone: 506

Considerações:
Itens:

[Missão - B - Archer] Paz Ameaçada XFQcWD9
Kage Bunshin no Jutsu
Rank: B
Descrição: Semelhante à técnica Clone básica, esta técnica cria cópias do usuário. No entanto, estes clones são corpóreos em vez de ilusões. O chakra do usuário é distribuído uniformemente entre cada clone, dando a cada clone uma fração igual do poder geral do usuário. Os clones são capazes de executar técnicas, incluindo a própria Shadow Clone Technique, por conta própria e podem até sangrar, mas geralmente se dispersam após serem atingidos por uma força forte o suficiente. Os clones podem também dispersar por conta própria ou ser dissipados pelo utilizador da técnica.

Com exceção de Madara Uchiha, cujo domínio do Sharingan lhe permitiu contar um clone do original, os clones de sombra não podem ser distinguidos do original com o Sharingan, Byakugan, Rinnegan ou Rinne Sharingan.

Os clones de sombra também parecem ser capazes de pensar por si mesmos e sentir a dor do original até certo ponto, como evidenciado pelos clones de Naruto sentindo dor quando o manto do Nine-Tails despertou enquanto ele e Kakashi estavam lutando contra Deidara. Apesar de serem separados, os clones ainda têm ligações com o original.

Tarefas que requerem grande concentração restringem o número de clones utilizáveis ​​e mudanças na natureza da assinatura do chakra original fará com que o chakra dos clones ressoe de forma semelhante.
Anonymous
Convidado
Convidado


Paz Ameaçada
País da Geada

Akage foi extremamente inteligente, criou uma cópia para passar por um dos caminhos apresentados.

[...]

A cópia avançava sorrateiramente pela floresta congelada e quando se deu conta, estava em uma clareira. Quando o clone deu um passo a frente, uma armadilha fora ativada, milhares de Kunais e objetos perfurantes vieram de todos os lados. Não tinha chance para a defesa, e então ele fora destruído.

Agora, com as informações obtidas pelo ninja de kumo, só restava seguir o verdadeiro caminho.


Instruções: Agora só ir direto, você vai trombar com uma pequena montanha, e logo na frente tem uma entrada para uma caverna. O esconderijo é la, ai você decide o que fazer.
Anonymous
Convidado
Convidado
— Uma armadilha, que tolice. — Quando as memórias do clone fluíram em minha mente, pude me dar conta do que os renegados haviam tramado. Eles me olharam, incrédulos de que eu havia superado suas ideias com uma facilidade assustadora, mas ao mesmo tempo estavam assustados, quiça o medo do que aconteceria quando aquilo chegasse aos ouvidos de seu chefe agora os dominava. Sem mais utilidade, apenas os amarramos em uma árvore que estava perto, seriam levados em custódia após o fim da missão.

Com o caminho decidido, Kin e eu não tínhamos mais duvidas de onde seguir. Pelas árvores, rumamos pelo percurso descrito pelo rapaz de outrora até termos em nossa visão uma pequena montanha. Coberta de neve, seu tamanho era minúsculo se comparado aos da vila da Nuvem, o que não acentuava em nada sua função como um obstáculo. Porém, bem no meio da obstrução, um buraco para os confins de uma caverna se fazia presente, provavelmente levando até o esconderijo do nosso alvo. Por um momento, hesitei, pensando em um plano de ação para caso as coisas viessem a se tornar ruins. — Vamos proceder com cautela, uma caverna é um péssimo lugar para se ter uma luta. — Anunciei minha opinião, esperando a refuta de minha aliada, quem sabe se entraríamos de cabeça naquela gruta ou não.

Akage: 500/1012


Considerações:
Itens:
Anonymous
Convidado
Convidado


Paz Ameaçada
País da Geada

Nenhum dos ninjas de Kumo precisou fazer nada. Lá estava, saindo da caverna, o desertor que matou o Daimayô, seu nome era Kiyoshi. Um semblante calmo e despreocupado, nem parecia que era um assassino que escondia uma grande frieza. — Ora... quem veio me capturar foi justamente você, Kin-chan. — Provocou. Kin tinha uma relação com ele, ambos eram amigos de infância.  — Por que você fez isso?! Seu desgraçado! — Gritou, a jovem moça.

As lagrimas desciam pelo rosto dela, de certa forma ela se sentia culpada pelo seu amigo ter se tornado um criminoso procurado. Por isso, ela implorou para conseguir ir nessa missão junto com Akage.

— Kin-chan, eu não irei lutar com você... eu irei matar primeiro esse carinha que esta com você e depois, irei te convencer a vim pro meu lado. — Disse, Kiyoshi. Quando tais palavras foram proferidas, o desertor avançou em uma velocidade surpreendente para cima de Akage, e com uma rapieira tentou perfurar o coração do ninja de kumo. Após o ataque, sua rapieira balançou rapidamente da esquerda para a direita, fazendo um imenso vórtice de chamas para tentar incinerar Akage.

Enquanto a batalha ocorria, Kin ficou completamente paralisada, deixando seu companheiro cuidar de todo o trabalho sozinho.

[...]


Instruções: Kiyoshi tem velocidade 6 e força 4. A técnica que ele utilizou foi essa: http://naruto.wikia.com/wiki/Cloud-Style_Flame_Beheading
Boa sorte na defesa.
Anonymous
Convidado
Convidado
A audácia de aparecer em nossa frente apesar de estar encurralado, não pude deixar de achar que estávamos sendo subestimados. A figura que emergiu das sombras não mostrava nenhum sinal de hesitação, ao invés disso, esboçava um sorriso ao encarar friamente seus perseguidores, de fato, o assassino que buscávamos até então. Eu não sabia seu nome nem seus motivos, apenas os crimes que havia cometido, o porquê de ter sido sentenciado a morte: o assassinato de um Daimyo de um país vizinho. Não era de meu feitio ponderar sobre questões tão aprofundadas como a moralidade de uma missão, para mim, eram trabalhos que não passavam de degraus para minha ascensão até a liderança, eu simplesmente precisava vencer.

Encarei de volta o homem. Ele não aparentava passar dos vinte anos de idade, seu físico bem definido contrastava e muito com sua aparência jovem, os músculos espalhados pelo corpo eram notáveis até mesmo a distância. A espada em sua cintura, uma rapieira, denunciava a possível proficiência no combate corpo-a-corpo, o que me fez ser cauteloso com relação a distância que nos separava. Eu esperava ao máximo poder ser o primeiro a atacar, mas os eventos subsequentes eram capazes até mesmo de surpreender a mim. Com mínimas palavras, minha aliada foi reduzida a uma pilha de lágrimas diante daquela ameaça, ademais, era óbvio que havia alguma relação entre os dois, apesar de nem ao menos ter ideia de qual fosse. Me lembrei por um instante de nossa conversa na carroça que havia nos trazido até ali, e como Kin havia dito como aquela missão era importante para si, um fardo que era responsabilidade dela. Abaixei a cabeça por um momento, xingando baixo a minha inabilidade em notar a situação até então.

Mas não era hora de se culpar. A própria garota tinha em seu rosto uma vontade inabalável; deixando de lado sua motivação, ela sabia o que tinha que fazer. Felizmente, eu estava a seu lado, e faria o que estivesse em meu alcance para dar um final feliz para aquela história. Por outro lado, eu não maturo o suficiente para deixar a arrogância daquele Nukenin sair impune. Um clima desagradável tomou conta do campo de batalha, momentos antes de qualquer movimento ser feito, o vento frio do bosque congelado trazia uma tensão agoniante, mas eu tinha certeza de que a luta terminaria segundos após começar. Vi o alvo desembainhar a espada que trazia consigo e logo em seguida desaparecer em uma investida veloz, tão rápido como um raio. Se estivesse disposto a ter uma luta duradoura, certamente estaria em perigo, mesmo podendo acompanhar seus movimentos ligeiros graças aos meus reflexos treinados. Mas tudo acabaria ali, ele não iria me ferir, na verdade, era mais correto dizer que nem ao menos me alcançaria.

— Aqueles que se opõem a mim não têm o direito de me menosprezar, portanto, saiba o seu lugar. Isto é uma ordem. — Eu disse, da maneira mais fria que eu podia. Era uma frase de efeito conveniente de se dizer quando se tinha a ponta de uma espada à alguns centímetros de seu peito. Desviei meu corpo para o lado esquerdo, paralelo ao braço que empunhava a rapieira, apontando a minha arma para o pescoço do renegado. A garota, ainda paralisada, estava próxima a mim. Eu precisaria que ela ao menos desarmasse o conhecido, ao menos para que pudéssemos decidir o que fazer com ele.

Akage: 500/1012


Considerações:
Itens:

Kanashibari no Jutsu
Rank: D
Descrição: Uma técnica que restringe fisicamente um oponente, como se o oponente tivesse sido amarrado em cabos de aço invisíveis. Debilita a vítima por um curto período de tempo, o que permite que o usuário possa golpear novamente, ou tomar o alvo em custódia. Este é um ninjutsu D-rank onde a intensidade vai variar muito de acordo com o nível do usuário e sua habilidade. A técnica também pode ser lançada em todos os alvos de uma vez, dependendo da habilidade do usuário.
Anonymous
Convidado
Convidado


Paz Ameaçada
País da Geada

A rapieira rasgava cada parte do ar, as correntes de vento, que a lâmina criava no ar, eram visíveis até mesmo a olho nu, porém foi parada no último instante. Kiyoshi fora paralisado pelo ninja de Kumogakure. Era uma técnica simples, mas que foi efetiva para a defesa. Por algum motivo, as pernas de Kiyoshi estavam tremulas durante a corrida, ele parecia estar com algum tipo de problema. O jovem de cabelos vermelhos não tinha ideia de sua sorte, já que se as pernas do inimigo estivessem em seu estado cem por cento, a rapieira já teria perfurado seu coração antes mesmo de uma possível reação.

As lagrimas que outrora desciam pelo rosta da garota viraram pequenos brilhos em seu rosto. Ver uma garota como aquela chorar, poderia fazer qualquer homem se entregar aos seus encantos. Kin carregava um enorme fardo em suas costas, que não poderia ser entregado a mais ninguém, ela teria que terminar tudo ali. — Por que? Você fez isso comigo?!! — Gritou, a garota.

Tudo que percorreu o local depois do grito da garota foi um doloroso silêncio. É claro que há muitas situações em que o silêncio é bem-vindo. Para um cara que trabalha com uma britadeira na rua, o silêncio é um bálsamo. Para a professora de uma creche, o silêncio é um presente. Para os seguranças de shows de música, o silêncio é um grande prêmio. Mesmo no amor, quando a relação é sólida e madura, o silêncio a dois não incomoda, pois é o silêncio da paz. O único silêncio que perturba é aquele que fala. E fala alto.


[...]

Kin amarrou o desertor com algumas cordas metálicas que ela carregava, aquilo impediria qualquer tentativa de fuga. Todos estavam ainda em completo silêncio. A garota estava determinada a entregar seu amigo para a vila. Agora tudo estava pronto para eles partirem.

Instruções: GG. Agora é só você ir até o carroceiro etc, da uma narradinha entregando o cara e já era.
Anonymous
Convidado
Convidado
O silêncio perpetuou por toda a viagem de volta. Não havia motivo para contrariar o fim que aquela missão havia tido, Kin escolhera aquele caminho de bom grado e sabia as consequências que viriam por tê-lo feito, as lágrimas que escorriam de seu rosto não eram nada mais que a prova de sua determinação. Eu não tinha o direito de consolá-la, a situação desagradável era inevitável, para os dois ali, a única saída era encarar a realidade que trouxe-os até ali. Assim, de volta à carroça, nos distanciamos do País da Geada, dando fim a nossa missão.

No fim, entregamos o alvo para as autoridades da vila da Nuvem, crédulos de que eles fariam o que teria que ser feito, cientes de que não seria um destino feliz. Olhei, penoso, para a jovem garota que ainda estava devastada. Meu braço, agora em seu ombro, apertava-o de maneira carinhosa, tentando dar-lhe um conforto que não poderia ser encontrado. — A pior coisa que você pode fazer é acreditar que está errada. Se você conseguir se perdoar, pode seguir em frente sem ressentimento algum. Então pode me culpar, culpe-me por aquilo também, perdoe tudo, menos a mim por fazê-la ir até lá junto comigo. — Minhas palavras talvez não fizessem sentido, mas carregavam ao mesmo tempo uma verdade irrefutável, ela era a única pessoa que poderia se compensar. Naquele dia, o céu estrelado não era tão belo como outrora.

Akage: 500/1012


Considerações:
Itens:
Anonymous
Convidado
Convidado
Missão Concluida,
Alvo foi preso e tudo ocorreu bem.
Máximo da recompensa.
Anonymous
Conteúdo patrocinado
Design visual (Estrutura, Imagens e Vídeos) por Dorian Havilliard. Códigos por Akeido