:: Área de Mudanças :: Centro de Melhorias :: Treinamentos de Fillers
Alvorecer
Arco 04
Ano 17 DG
Verão
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

filler de desenvolvimento: SLEPT SO LONG. AbJ7Aji

Oblivion
Chūnin
Oblivion
Vilarejo Atual
filler de desenvolvimento: SLEPT SO LONG. AbJ7Aji

filler de desenvolvimento: SLEPT SO LONG. - Publicado 23/9/2022, 20:08

NATHANIEL GREY, THE SHADOW MONARCH ── GREY ICHIZOKU;  1xO3 ─── SLEPT SO LONG
CH: 85O/95O ▵ HP: 1OOO/1OOO ▵ FOR: OO/O2 ▵ VEL: OO/O3 ▵ ST: O1/O5

Eu? Ficou maluco!? ― questionou Nathaniel no momento em que Ryuuzaki apontou para ele. Fazia anos que não cantava em um palco, e sempre era em lugares menores. Para quem sonhava em ser artista quando era mais novo, aquele sonho tinha morrido há muito tempo, dando lugar a um desejo genuíno por vingança. Mas Ryuuzaki tinha outros planos. ― O garoto é um grande cantor, muito melhor do que esse Zé Bunda drogado. Ele vai ser capaz de fazer um grande espetáculo. ― afirmou, olhando para a banda, que olhava diretamente para Nathaniel, que nem ao menos sabia o que dizer. Takafumi nem ligava para quem iria cantar, só queria garantir que as coisas saíssem do seu jeito. ― Eu estou cagando e andando pra quem vai cantar, eu só quero uma banda no palco daqui a três dias. Quem vai cantar, é problema de vocês. Se virem, ou então podem acabar como o idiota lá no banheiro. Só estou dizendo... ― avisou, saindo andando para fora da casa. Começou então uma discussão generalizada ali dentro, onde todo mundo batia boca com todo mundo, até que Ryuuzaki deu um berro.

Olhem só, ninguém gosta da situação como ela está agora, mas é o que é. Talvez tenha sido a melhor coisa que nos aconteceu, pois a banda terá a oportunidade de fazer um grande show, e nós poderemos avançar em nosso propósito. Tudo vai depender da boa vontade do Elfo em salvar as nossas peles. Então, o que me diz? ― de repente, todo mundo olhou para Nathaniel. ― Mas eu nem sei as letras da música. ― argumentou, mas Ryuuzaki não deixou que ele escapasse. ― Bom, você tem três dias para aprender. Tenho certeza que vão se dar bem. B.A, River e a Muda, vamos desovar esse presunto em algum lugar. ― disse, indo pegar o corpo do ex-vocalista da banda junto com os outros três, enquanto Nathaniel ficava olhando para os lados, sem saber o que fazer. ― É... A banda de vocês tem um nome? ― perguntou, fazendo a tecladista levar a mão ao rosto. ― Estamos mortos. ― disse o guitarrista.

Toda aquela situação era um grande desastre: a parte mais difícil era contar como aquele garoto tinha morrido para a sua família, mas isso não era da alçada de Nathaniel. Tudo o que ele precisava fazer era aprender as músicas daquela banda e tocar de uma forma que fosse impactante para o público. E depois de três dias ensaiando dia e noite, parecia que ele já era daquela banda por muito tempo. Suas habilidades artísticas eram impressionantes, e ele tinha uma voz incrivelmente potente, fazendo que todos os membros da banda passaram a simpatizar com Nathaniel de uma forma que eles nunca simpatizaram com Keigo, o antigo vocalista. Nathaniel não sabia ainda qual era o tamanho do desafio que iria enfrentar, mas não queria fazer feio, por isso se preparou fisica e mentalmente.

[...] O show estava marcado em um antigo templo budista abandonado um pouco distante de Konoha, nos limites da vila, mas que tinha sido "reformado" para aquele show. Diversos jovens de Konoha e das colônias da vila foram para o local, onde as bandas iriam se apresentar. Era uma competição, algo que não interessava muito a Nate, onde cada um poderia apresentar uma música. Quando chegou junto com a sua "gangue", Nathaniel pode ouvir algumas bandas se apresentando de longe, achando que os caras tinham mais aparência do que talento realmente. ― Eu tenho uma teoria que os melhores artistas acabaram morrendo no Arrebatamento. O nível de hoje em dia está muito baixo. ― dizia Nathaniel para os outros, quando Ryuuzaki colocou a mão em seu ombro. ― Bom, hoje você poderá se tornar o maior artista de todos, mesmo que por uma noite. Vamos, a sua banda está te esperando. ― o puxou para levá-lo para o local de preparação das bandas, enquanto B.A, Kimiko e River se olhavam, todos se questionando se aquilo iria funcionar realmente.

O que Nathaniel não sabia era que os seus pais adotivos estariam lá, acompanhados de Rachel, que estava extremamente animada para ver o irmão cantar. Abraham estaria lá com alguns outros policiais, fazendo a proteção do local, e também para cuidar de alguns assuntos pessoais. Mas Naomi também estaria lá com a sua amiga, que tinha combinado com dois rapazes de irem ao show. Ele não sabia de nada disso, mas Ryuuzaki, de uma certa forma, sabia bem, mas decidira não revelar nada para o garoto. Nate e o grupo estavam em um camarim com janela, enquanto o Grey ficava olhando para a Lua. Ryuuzaki logo chegou no lugar, caminhando até o jovem. Sabia muito bem que palavras bonitas não surtiriam nenhum efeito na mente do garoto, mas sabia bem que tinha um lado sombrio dentro dele que podia ser ativado com as palavras certas.

Eu sei que quer ficar em silêncio, enquanto se concentra para o grande show, e sei que está bem nervoso com isso. Tudo o que precisa fazer é deixar o Nate Zé Bunda dormir, e libertar aquele cara fodão que está dentro de você. Eu sei que ele está aí em algum lugar... Pense em tudo o que você já sofreu, e que o show de hoje pode nos trazer muitas vantagens. ― ele deu duas batidas nas costas do rapaz, lhe desejando boa sorte e o deixando sozinho. Nathaniel ficou ali parado, imaginando se fazer tudo aquilo lhe traria alguma sorte. De repente, o Grey virou para a banda e os chamou. ― Escutem bem. Se vamos fazer isso, temos que dar tudo de nós dentro do palco. Sem erros. Vamos libertar as nossas almas nesta noite, ainda que por cinco minutos. Estão prontos? ― perguntou, mostrando-se confiante.


[...] A banda era anunciada. Todo mundo que estava ali esperava para ver o que seria a última banda. ― A edição desse ano está uma merda, não é, gente? ― perguntou a amiga de Naomi, que não sabia o que dizer. O rapaz que a acompanhava perguntava o que ela estava sentindo, mas ela não dizia nada. De repente, a banda começou a tocar num ritmo melódico, sombrio, que capturava a atenção de todos. O público se preparava para vaiar a banda antes dela começar, quando os efeitos pitorescos pegaram todos de surpresa, gerando vários aplausos. A banda começou a tocar num ritmo mais rápido, quando algumas pessoas viram alguém se aproximando do alto. ― MÃE, OLHA O NATE! ― Rachel gritou, apontando para cima, vendo o irmão planando no ar, descendo até o palco, usando de um ninjutsu criado por ele, usando um sobretudo preto, caminhando até o microfone, o puxando para si. ― O Elfo tem estilo. ― B.A comentou perto da gangue.

Nathaniel começou a cantar com uma voz baixa, sombria e carregada das emoções mais dolorosas que carregava dentro de si, caminhando pelo palco e encarando o público como se estivesse diante de todos que lhe fizeram mal a vida toda. Alguns se assustavam, outros se impressionavam, mas era inegável que ele atraiu a atenção de todos. ― Walking, waiting, alone without a care. Hoping and hating with things I can't bare. Did you think it's cool to walk right up to take my life and fuck it up? Well, did you, well, did you? ― ele caminhava de um lado para o outro, tirando o sobretudo, levando algumas garotas na parte da frente ao delírio. -―  I see hell in your eyes! Taken in by surprise! Touching you makes me feel alive! Touching you makes me die inside! ― a sua voz surpreendia e cativava a todos, mas a forma como ele sentia a música e se movia no palco despertava algo no público, algo que não tinha sido sentido a noite toda.

Walking, waiting, alone without a care. Hoping and hating with things I can't bare. Did you think it's cool to walk right up to take my life and fuck it up? Well, did you, well, did you? I HATE YOOOOOOOOOOOOU! ― Nathaniel não sabia, mas aquela parte fazia com que a alma de alguém sumisse naquele instante, ficando paralisada diante da sua voz, diante da sua ira ao cantar aquelas palavras.

Naomi ficava em choque vendo Nathaniel tão imponente no palco, não prestando atenção em mais nada ao seu redor. Abraham mal podia acreditar no que estava vendo. Ele odiava ver Nathaniel tendo qualquer destaque positivo, ficando ainda mais irritado por saber que a sua família estava no festival. Rachel e Elleanor estavam orgulhosas do rapaz, enquanto Solomon mantinha uma expressão neutra no rosto. Enquanto isso, Ryuuzaki tinha um grande sorriso no rosto, orgulhoso por ter resolvido toda a situação. ― Kimiko dizerr que Elfo cantarr muito bem! ― River traduziu os sinais feitos com as mãos pela garota de madeixa azulada. ― Deviam agradecer o que ele fez por nós. Se ele não tivesse no palco hoje, tudo o que planejamos iria pro ralo. Agora vêem se parem de tratá-lo como um Zé Bunda qualquer. Ele é um de nós agora. ― aconselhou, cruzando os braços e vendo Nathaniel levar o público dali ao delírio.

I've slept so long without you, ut's tearing me apart till how to get this far playing games with fist held cards. I've killed a million pity souls, but I can kill you! I've slept so long without you... ― ele cantou, até que então veio o refrão, levando o público a erguer as mãos para cima, fazendo o sinal de chifre, enquanto ele cantava como se estivesse possuído pela música, como se ela fosse a letra da sua vida. ― I see hell in your eyes! Taken in by surprise! Touching you makes me feel alive! Touching you makes me die inside! ― e então, um show pirotécnico final, e Nathaniel ergueu os braços e mirou o rosto para o céu, como um verdadeiro rockstar, levando a muitos aplausos e gritos. Naomi virou-se e saiu andando para fora do show, seguida pela amiga e os rapazes que acompanhavam. Rachel dava vários pulinhos, quase chorando de orgulho. Ryuuzaki dava um sorriso, batendo palmas. Abraham rangeu os dentes, cruzando os braços.

Informações Gerais: