:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Sunagakure no Sato :: Campo de Treinamento
Alvorecer
Arco 04
Ano 16 DG
Inverno
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

fire blacksmith

Zireael
Chūnin
Zireael
Vilarejo Atual
fire blacksmith

[T] — conatus - Publicado 7/12/2021, 18:44


Arco I, capítulo I, parte III — Conatus

Por vezes, me lembrava de quando meu pai se foi. A sua fisionomia doente, as roupas largas em seu corpo, a voz rouca e quase inaudível, o rosto pálido, os olhos vazios, e os cabelos negros desgrenhados. Tudo isso continuava em minha mente, martelando meus pensamentos dia após dia como uma sina cruel. Me lembrava de suas últimas palavras, o pronunciamento de um reles sonho, um ideal que ele não havia conseguido efetivar em vida. A tristeza em seu corpo emanava como uma aura, um sopro frio de aceitação sob a luz do luar, martirizado por tudo que ele já havia feito até então. Naquele momento, lembro claramente do que havia dito, a promessa que, a partir daquele momento, eu carregaria por toda a minha vida. Já que você não conseguiu, eu serei um herói da justiça por você. Eu era uma criança, mas já entendia que aquele seria o caminho correto a se tomar, ainda que estivesse afogado em hipocrisia. Não era certo carregar o fardo de salvar os muitos ou salvar os poucos, mas sim, carregar o fardo de salvar ambos. Um herói precisa salvar pessoas, e por isso, eu precisava ficar mais forte.

Caminhei pelas ruas do vilarejo sozinho, passos rápidos que alastravam profundas pegadas no chão coberto por areia. O sol já estava no poente, e a noite estava prestes a cair, e sendo assim, precisava terminar logo o que eu havia de fazer. Cessei meu andar quando finalmente alcancei meu destino: um grande galpão de estrutura metálica, totalmente vedado e com sons altos ressoando de seu interior. Achegado ao local, adentrei sem cerimônias ao empurrar a pequena porta de correr e atravessar o vão que dava acesso àquela academia. De longe, já conseguia ver as muitas pessoas carregando anilhas de um lado para o outro, enquanto outros urravam ao erguerem os densos halteres de ferro. Em uma diligente contagem, cerca de vinte e cinco ou trinta pessoas treinavam naquele momento, um horário de pico, eu diria. Contudo, não me importei e, imediatamente, segui para um canto vazio da academia. Tomei posse de alguns pesos que estavam livres e comecei, por fim, o meu treinamento.

De início, utilizei dos halteres de quinze quilos para fazer um exercício simples, mas eficaz. Em movimentos lentos, comecei a erguê-los em cima de minha cabeça, e depois descendo-os até a linha do pescoço, sustentando o movimento com o ombro e com a retração das escápulas. Novamente, ergui e depois desci, seguindo esta mesma dinâmica por doze repetições. Larguei os pesos no chão, fazendo um grande barulho e, depois de um minuto, tomei novamente os halteres, repetindo o mesmo processo em mais uma série de doze movimentos e, depois de outro período de descanso, uma última série de quinze. No final, meus ombros, braços e peitoral já pareciam levemente doloridos, e minha respiração já se encontrava ofegante. Saí daquele espaço e fui em direção à barra, prendendo em suas extremidades algumas anilhas para que completasse, no total, oitenta quilos.

Senti no banco e dei início ao movimento de supinação. Na primeira série, comecei com doze repetições, e na segunda em diante reduzi para dez e, logo, para oito. Na quarta série de movimentos meus braços já não sustentavam o peso da barra, e precisei retirar algumas anilhas, totalizando cinquenta quilos. Então, terminei com repetições curtas em movimento explosivo, indo até a falha muscular. Levantei do assento e limpei o suor que escorria de minha testa, e segui para a finalização de meu treinamento. Por algum milagre divino, as polias encontravam-se vazias em meio ao caos de fim de tarde. Aproximei-me da antiga aparelhagem e peguei duas manoplas de ferro que estavam no chão, prendendo-as no alto com as roldanas. Aumentei o peso para cinquenta quilos e, iniciei o cross-over, executando movimentos amplos e controlados. Na primeira série, já conseguia sentir meu peitoral desgastado, mas ainda não era o suficiente. Após quinze repetições, fiz uma série de doze, depois outra de dez e, por fim, uma até a falha, onde eu urrava de dor e não conseguia completar o movimento com eficiência. Bufando, sentei no chão para descansar e esperei por longos minutos até que finalmente eu estivesse recuperado. Então, assim que me senti confortável, me levantei e saí, retornando para casa.

Considerações:
Descrições:

HP: 275/275 CH: 525/525 ST: 1/4
[T] — conatus TqHE5wX

ItsHalno
Tokubetsu Jonin
ItsHalno
Vilarejo Atual
[T] — conatus TqHE5wX

Re: [T] — conatus - Publicado 7/12/2021, 21:58

Situação: Aprovado
Considerações: Boa narração, tudo ok.
Recompensa: 1 Ponto em Força

Resposta Rápida

Área para respostas curtas