:: Área de Mudanças :: Centro de Melhorias :: Treinamentos de Fillers
Alvorecer
Arco 04
Ano 17 DG
Verão
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Filler - Troca de Vilarejo] - Canto do Beija-flor - Publicado 1/7/2021, 14:04



Megumi Fushiguro —

1200 1200 1200
1825 1825 1825
00 05 05




O ninja de Konoha estava de malas feitas, pronto para ir visitar o túmulo de seu namorado. Não sabia como a família dele o receberia, mas caso não gostassem dele, poderia perguntar a Naomi sobre um bom lugar para se hospedar. Restava ir requisitar no gabinete do Kage a permissão para fazer tal visita. No entanto, as palavras que Kentaro falou para ele em seu último encontro, o faziam pensar e repensar sobre seu futuro.
- Ir e não voltar, né? He. – Balbuciava sozinho o shinobi.
Foi então que o rapaz pensou em uma razão pela qual seria permitido a ele sair do país e o que ele pensava ser uma fraqueza, acabou se tornando uma utilidade: Megumi era um shinobi de patente média, que havia lutado contra Suishu, mas não era um Kyūseishu. Dessa forma, sua mudança para Iwagakure poderia ser considerada um reforço enviado pelo País do Fogo, ao País da Terra. Era um auxílio poderoso que seria enviado do Hokage para a Tsuchikage, como sinal de boa fé, mas que não possuindo besta de cauda ou representando os heróis da humanidade, não colocava em risco a integridade militar da aldeia e a soberania do país.
Foi pensando dessa forma que Megumi redigiu um pedido formal, escrito, para levar ao Gabinete do Hokage, apresentando a proposta.
A carta era sincera, falando tanto sobre as implicações diplomáticas da transferência, como sobre as motivações pessoais do shinobi.
Desde o fim da guerra, Megumi não parecia pertencer, não se sentia necessário. No entanto, no caso de Iwa, talvez ele fosse ser alguém relevante, uma vez que a Vila da Pedra foi o lugar onde o Yamanaka de Oto colocou seu plano em prática, gerando uma guerra lendária.
Conhecendo a ninja que curaria o mundo durante os conflitos e lutando a seu lado, Megumi tinha boas chances de ser uma ajuda relevante.
Ao ser recebido no gabinete, a proposta do shinobi foi inicialmente recusada. Mesmo que Megumi pudesse ser enviado como reforço e quisesse visitar o túmulo de seu namorado, ele poderia fazer tudo isso sob a bandeira do país do fogo. Foi então que o shinobi redigiu uma carta ao gabinete da Tsuchikage. Nesta ele revelava suas intenções de mudança, mas incapacidade de alteração permanente, falava sobre seu namorado que faleceu residindo na aldeia e pedia pelo menos notícias sobre seus sogros. Após algum tempo a carta retornou.
O pergaminho revelava informações com um gosto agridoce. Aparentemente o Daimyou da Terra gostou da ideia e buscaria realizar negociações com relação a essa movimentação, no entanto, o próprio Fushiguro deveria encontrar formas de adquirir sua cidadania na aldeia, isto é, deveria ter família em Iwagakure. Quanto aos seus sogros, não estavam muito bem. Todos os custos do tratamento de Okabe, as múltiplas mudanças entre aldeias, isso havia acabado de tornar a situação financeira da família Rintaro uma confusão. Após algum tempo, o pai de Okabe adoecera, precisando de cuidados em casa que por muito pouco estava sendo capaz de bancar.
Munido dessas informações, Megumi ainda não iria ao gabinete do Kage, pois poderia parecer afrontosa sua atitude de enviar uma carta ao gabinete de Naomi e essa não era a intenção. Consequentemente, ele esperou até que um subalterno do Daimyou do Fogo redigisse uma carta, quando as negociações se completassem. Após algum tempo, Megumi seria “comprado” do País do Fogo, caso tudo desse certo e o deu. O shinobi seria exportado para o País da Terra, pois ocorreu um pedido do soberano da terra, envolvendo um reforço permanente como sinalização de boas relações entre os povos. Não era uma aliança de fato, tampouco era uma garantia de que os países se dariam bem, mas era uma de várias ações simbólicas que ocorriam a todo momento, postergando agressões em meio ao jogo político. Visto que Megumi já havia se prontificado a ir e agora possuindo uma justificativa a mais, que seria o tratamento de seu sogro, sua transferência foi tolerada pela liderança da vila, que permitiu a viagem, muito embora este não fosse ter quais auxílios envolvendo-a.
De malas prontas, restava então ao Tokubetsu Jounnin partir em direção ao País da Terra.
Passando pelos portões sua viagem começava com uma última missão para o País do Fogo, missão esta que não lhe resultaria em quaisquer bonificações, para todos os fins e efeitos era um presente de despedida para Konoha e envolvia lidar com imigrantes ilegais, que tentando partir de Uzushiogakure para o País da Terra, passavam pelas fronteiras do Fogo sem permissão. O ninja explorava as matar de seu país, usando de sua experiência e inteligência para rastrear aos poucos esses indivíduos.
Após encontrar rastros, resquícios de acampamentos, o ninja percebia o problema em que essas pessoas se meteram. Sem receber as notícias de que Kusagakure havia sido colonizada, eles seguiam em linha reta naquela direção e logo encontrariam com os ninjas que guardavam o local. Isso resolveria o problema, mas o shinobi não queria deixar a situação ser resolvidas por outros na sua despedida, principalmente temendo que isso pudesse causar problemas futuros envolvendo sua cidadania. Além disso, como é uma situação que envolve os dois países envolvidos, seria um problema caso ninjas desavisados dessem cabo do grupo.
Em uma manhã seguindo pela mata, o shinobi finalmente notava as formações geográficas mudando. Não sabia muito sobre geografia, sentia que estava chegando perto do País da Terra, ao se deparar com vários desfiladeiros e rios, mas as florestas cheias de bambu eram inesperadas. A realidade é que o ninja estava na região da aldeia de Kusagakure no Sato, mas ele não tinha se dado conta disso. Foi quando encontrou uma criança próxima a uma das grandes quedas rochosas.
- “Me ajudem! Por favor!” – O infante em perigo estava de costas para pedra e de frente para uma queda que o levaria para a morte certa. Como ele havia parado ali era um mistério. Foi se aproximando do garoto que ele entendeu, uma vez que este tentou bater no ninja com um taco de madeira.
- Eita! – Soltou reativamente o ninja, ao desviar do golpe. Estando tão perto foi que Megumi notou que no braço do garoto havia uma corda e alguém o puxava para cima das rochas. Logo, uma armadilha envolvendo a derrubada de diversas rochas se tornava um problema. Aparentemente o grupo de pessoas de Uzushio tentavam matar o Hyuuga, que apenas saltava de uma rocha para outra com grande agilidade.
Utilizando dessa manobra foi que o ninja chegou ao topo do desfiladeiro e viu o garoto e outras 15 pessoas lá em cima, todas sujas, queimadas do Sol e com roupas simples.
- “O ninja vai nos matar! Corram!” – Gritavam pessoas desesperadas, entre homens, mulheres, idosos e crianças, os rapazes eram os mais agressivos, que tentavam lutar com o shinobi para comprar tempo para os demais. Não foi difícil para o jovem Megumi esquivar dos ataques dos civis sem treinamento e notar que tudo que estavam fazendo era por desespero. Foi depois de derrotar a todos que notaram que ele não mataria ninguém.
- Eu fui mandado para lidar com a situação, mas eu mesmo estou indo para a Vila da Pedra. Não querem me contar o que aconteceu?
Foi então que Megumi entendeu o contexto.



Essas pessoas de Uzushiogakure tinham problemas com a vizinhança, por serem originários de  Kumo, como refletia a cor de suas peles. Embora não conhecesse os lugares em questão, era fácil entender o contexto. Com a derrota dos tiranos que tomavam conta da aldeia, apesar de as coisas teoricamente “melhorarem” o fato é que a proteção em relação às ameaças locais titubeou nesse momento e essas pessoas se viram forçadas a fugir. O País do Fogo negou passagem, pois o prejuízo a Uzu serviria como uma vantagem militar. Não era interesse do Daimyou ajudar aquelas pessoas. Em razão disso, todos passaram a fronteira ilegalmente.

Megumi lembrava-se de sua madrasta, que foi do País da Água para Konoha sozinha, após a morte de seu pai. Ouvir a história de como essas pessoas se esconderam por meses em meio à floresta e o medo que tiveram de morrer tão perto do País da Terra, fazia o homem imaginar pelo que sua madrasta passou para deixá-lo em segurança nos braços de seu clã.
Foi quando o ninja se prontificou a ajudar os imigrantes na travessia, evitando shinobis no caminho.
Utilizando de sua inteligência, evitava aldeias observando os sinais de estadia humana. O ninja sozinho buscava água e conseguia comida para as quinze pessoas durante toda a travessia.
Disseram que Megumi deveria lidar com o problema, foi assim que ele decidiu lidar.

Cruzando a fronteira com o País da Terra, todos comemoraram, tocando músicas com instrumentos de corda e dançando de forma alegre. Seus costumes eram peculiares e interessantes ao Tokubetsu, do ritmo festeiro, às comidas que preparavam. Diante da fogueira do último acampamento, Megumi se sentia feliz por estar com aquelas pessoas, enquanto trocava histórias e experiências com essas pessoas.
Após uma longa jornada, o ninja ajudava até a última pessoa a subir as montanhas que cercavam o lugar tão difícil de encontrar. Chegava acompanhado dos 15 aos portões Iwa. Sendo abordado pelos guardas imediatamente:
- “Alto lá. Quem são vocês! Digam qual assunto têm a tratar com a vila?”
Todos ficaram nervosos por um instante, mas Fushiguro se virou gesticulando com a mão para que acalmassem seus ânimos.
- Diga a Naomi-san, que Megumi Fushiguro chegou à aldeia e traz consigo...
O que se tornariam aquelas pessoas para Megumi? Talvez...


Considerações:

[Filler - Troca de Vilarejo] - Canto do Beija-flor Icon_111

Bako
Bako
Vilarejo Atual
[Filler - Troca de Vilarejo] - Canto do Beija-flor Icon_111

Re: [Filler - Troca de Vilarejo] - Canto do Beija-flor - Publicado 1/7/2021, 15:10

Situação: Aprovado
Considerações: -x-
Recompensas: Completas

_______________________

[Filler - Troca de Vilarejo] - Canto do Beija-flor Scre1755
[Filler - Troca de Vilarejo] - Canto do Beija-flor Assina10Olá, eu sou o Bahko.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!