:: Área de Mudanças :: Centro de Melhorias :: Treinamentos de Fillers
O Dia Mais Claro
Arco 02
Ano 13 DG
Verão
Com o fim da guerra em Oto, o mundo estava se reajustando uma vez mais. Embora se vendo como inimigas, as Cinco Grandes Nações se reergueram novamente, cada uma à sua maneira. Suna e Iwa ainda se mantinham sem Kages, e em cada uma um conselho de alto nível foi formado. Em Kumo, Kagaya focou em deixar seus ninjas mais poderosos e passou a exigir deles ainda mais comprometimento em batalha. Kaden, mesmo emocionado com a difícil vitória, levou novas esperanças à sua vila, Konoha, e, aliviado pela renúncia de Kamata ao posto de Senhor Feudal, via na nova Senhora do Fogo uma forma de deixar tudo que aconteceu em Oto enterrado em Oto, para que todos seguissem em frente, para o futuro. Em Kiri, Jyu apresentou um novo investimento, e, agora, a vila investia na área cientifica, trabalhando com engenharia genética e mecânica; um jovem engenheiro, Moira O'Deorain, lançava um produto que alavancaria Kiri e todo o mundo ninja, sua nova criação: “Vita”. Ao mesmo tempo, saindo das sombras, a organização privada HYDRA se apresentava ao mundo, investindo pesado em tecnologia e criações para torná-lo um lugar melhor.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Oblivion
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Salvatore
Salvatore é parte da comunidade de RPG narrativo desde meados de 2013. Conheceu o Akatsuki nessa época, mas começou a fazer parte como jogador ativamente em 2021, sempre com muita dedicação e compromisso com o fórum. Hoje, atua no fórum como narrador e administrador, focado nas partes administrativas do ON. Fora do fórum se considera um amante de futebol, adora cozinhar pratos exóticos e é estudante de Engenharia Civil.
Salvatore#1234
Sr. L
Sr.L apelido recebido pelos players do fórum, devido ao seu sobrenome Sinhorelli, joga em fóruns narrativos desde 2010. Encontrou o Akatsuki no final de 2020, mas manteve-se ativo no início de 2021. Desde então se empenhou como player e se sentiu na obrigação de ajudar os demais e hoje auxilia o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do forum, trabalha e possui formações acadêmicas, voltadas a área de gestão de pessoas.
Sinhorelli#1549

[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi Dcv6ZKC

Shin Fuyuki
Tokubetsu Jonin
Shin Fuyuki
Vilarejo Atual
[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi Dcv6ZKC

[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi - Publicado 28/6/2021, 15:38

Ano 1

Kazumi sentiu a primeira centelha de seu acordar atingir o rosto, mas relutou em abrir os olhos para não perder o conforto de um bom cochilo, talvez alguns minutos a mais não interferissem em suas atividades diárias, contudo, sua coluna o alertou sobre uma dor incômoda abaixo de si. Ele se aninhou, mudou de posição, tentou levantar um pouco, mas quando percebeu, já estava desperto apesar de suas pálpebras fechadas. Ao abrir os olhos, se deparou com um campo de treinamento um pouco afastado da cidade, e ao lado de si, viu seu primo, Satoshi, dormindo serenamente.


Kazumi sentiu-se estranho, uma sensação vazia tomou conta dele, como se estivesse faltando algo. Parecia ser uma emoção inofensiva, mas ao mesmo tempo importante, e mesmo quando ele a afastava, aquela sensação o invadia novamente e depois ia embora, como se penetrasse seu cérebro por diversão. Já havia dias que ele se sentia deste jeito, como se tivesse deixado uma lâmpada acesa e não conseguisse lembrar, felizmente, o tempo costumava curar esse mal-estar.

- Que cara péssima.

Satoshi havia acordado, estava observando o rosto de seu primo, como sempre seu semblante de despreocupação estava presente, característica essa quase sempre oposta a de Kazumi.

- O que está fazendo aqui?

Satoshi levantou do chão, sua roupa estava manchada com a poeira da terra.

- Vim lhe avisar que a guerra acabou oficialmente, mas você se cansou tanto em seu treinamento que acabou dormindo no meio da noite. Acredito que sua mãe esteja voltando agora que está tudo bem.

Kazumi levantou-se do chão imediatamente, ver sua mãe novamente depois de tanto tempo, finalmente ela estaria consigo, seu coração batia forte, a sensação de esquecer algo nem o preocupava mais, ela enfim retornara para ficar consigo.

- Onde ela está?

O rosto de Satoshi contagiou-se com a felicidade do primo, um sorriso brotou no canto de seu rosto.

- Está chegando nesta semana, vamos recebê-la assim que voltar. Mas agora, devemos nos ater ao seu treinamento. Parece que ainda possui dificuldades com o Taijutsu.

Os pais de Kazumi viviam em uma guerra velada, quando pequeno, durante sua fase de amadurecimento corporal, a alimentação inadequada de Kazumi aliado a negligência de seus pais quanto ao próprio filho fez com que o pobre Genin, na época estudante da academia, entrasse em um processo de anemia aguda. Para ajudar o filho, os pais de Kazumi resolveram dar uma trégua à guerra familiar.

Provavelmente os anos de enfrentamento à doença foram também os mais amorosos na vida de Kazumi, seus pais se esforçaram muito durante sua recuperação, e até mesmo melhoraram o relacionamento deles, investiram bastante para que o filho conseguisse recuperar suas capacidades físicas, e com o tempo, o garoto voltou a andar. Mas esse amor e cuidado tiveram uma sequela cruel, pois hoje o Genin possui limitações físicas difíceis de serem superadas, e que ainda atrapalham o seu desenvolvimento como Shinobi de Kirigakure.

- Eu não estou muito afim de fazer nada hoje, sabe? É dia de festa, a guerra acabou, deveria ir para casa e esperar minha mãe.

Satoshi o repreendeu com o olhar, ele se dirigiu a uma sacola que repousava em cima de uma árvore e a pegou, de dentro, tirou uma marmita e jogou para Kazumi.

- Como ninja, seu dever principal é estar em forma. A alimentação e a fisioterapia vão ser exercícios básicos que você deverá manter pelo resto de sua vida, quer que seu corpo pare de funcionar no meio de uma batalha?

Kazumi sentia mesmo medo daquilo, por muito tempo ele precisou se concentrar em afiar a mente a fim de superar sua condição física, e talvez por bênção dos deuses, ele foi agraciado com um ótimo controle de chakra, bem como uma inteligência grandiosa, contudo a falta de competência muscular o assustava. Ser incapaz de lutar o básico o deixava inseguro. 

- Certo, vamos fazer esses exercícios.

Ele abriu a marmita e dentro dela pode ver um café da manhã pronto, era Furikake de Salmão, basicamente arroz e salmão em uma tigela. Kazumi agradeceu a refeição e comeu o conteúdo da tigela com certo desespero.

- Aprenda a comer direito, você nem mastiga, o tempo não vai passar mais rápido por causa de sua indisciplina. Lembre-se, coma uma proteína com carboidratos regularmente durante a manhã, precisa comer muita carne se quiser melhorar sua musculatura, peixe é ótimo para isso, além de trazer muita saúde...

Kazumi reclamava com o olhar, mas diminuiu um pouco o ritmo. Satoshi continuava incessantemente falando sobre como a alimentação é importante para o desenvolvimento de um shinobi, quando ele começava a discursar era quase impossível fazê-lo parar de falar.

Após o café da manhã, Kazumi iniciou seus alongamentos diários. Devido ao seu problema físico, ele era obrigado todas as manhãs a fazer alongamentos que melhoravam o desempenho de seus músculos frágeis, assim ele poderia facilitar sua movimentação e diminuir a possibilidade de uma distensão muscular. Ele iniciava sempre pelas partes superiores, alongando seu pescoço, ombros, braços, tórax, pernas e finalmente os pés.

- Ótimo trabalho, agora vamos seguir com algumas corridas ao redor do lago.

Disse seu primo, Satoshi. Juntos eles iniciaram o cooper ao redor do lago local, uma atividade muito básica para a maioria dos garotos de sua idade, mas para Kazumi era um pouco torturante, e ficava cada vez pior a cada passada. Logo de início ele era capaz de sentir seus músculos doerem e reclamarem da atividade física, devido ao excesso de energia usado para correr, rapidamente, seus pulmões pediam mais ar, o que ocasionava no fim da atividade.

- A intenção dos exercícios aeróbicos é fazer com que você seja capaz de controlar adequadamente sua respiração. Concentrem-se na quantidade de ar que entra em seus pulmões, inspire pelo nariz, expire pela boca, contraia o ar para o fundo de sua barriga, encha seus pulmões quase que completamente...

Fazer tudo o que Satoshi dizia de uma vez já era difícil para um shinobi comum, para um genin com fraqueza muscular grave então, era ainda pior. Ao término da atividade física, Kazumi se jogou no chão.

 - Eu estou completamente exausto.

Satoshi riu, ele nem parecia estar cansado.

- Vai demorar, mas você vai se acostumar.

Por ser um usuário fiel de Taijutsu, Satoshi era um espadachim muito habilidoso, ele já tinha se graduado como Chunin e agora almejava mostrar serviço e alcançar uma posição mais alta, a de Jonin. Por outro lado, para Kazumi era muito difícil acreditar que tinha finalmente passado na academia, afinal, quase falhou em todos os testes físicos. Eles eram shinobis opostos, com habilidades opostas, mas possuíam uma amizade inabalável.

- Kazumi-kun, preciso lhe contar algo antes que você saiba por outra pessoa.

Os olhos de Kazumi se concentraram em seu primo, o semblante que viu era de preocupação.

 - Aconteceu algo?

Por alguns segundos os olhos de Satoshi se desviaram, como se ele relutasse em prosseguir com sua fala.

- Estão havendo alguns rumores sobre sua graduação. Você deveria tirar isso a limpo.

A alegria que Kazumi sentira durante a corrida e a informação de que sua mãe logo chegaria começou a se esvair, dando lugar a ansiedade de saber o que Satoshi ia dizer.

- Eu ouvi um dos professores da academia falar para seu pai alguns dados da sua graduação, ele disse que devido sua possível inabilidade em taijutsu e a constante fraqueza muscular, você possivelmente não participará do exame Chunin deste ano.

Kazumi sentiu o pesar da notícia, demorou para que ele fosse aprovado a Genin, agora também não poderá participar da primeira tentativa de graduação para Chunin.

 - Não é novidade isso, quase não cheguei a Genin. Meu pai ao menos intercedeu por mim?

Os olhos de Satoshi pesaram ainda mais.

- Não… Pelo contrário, ele concordou. E disse que você só poderia participar do exame caso fosse capaz de dominar o básico das três escolas ninjas, antes disso ele iria lhe proibir.

Dominar o básico das três escolas ninjas, isso significava que para tentar a graduação, Kazumi precisaria não só ter conhecimento em Ninjutsu e Genjutsu, como ainda conseguir realizar Taijutsu, mesmo com sua limitação muscular.

 - Mas como farei isso? É impossível, eu não sou capaz de realizar Taijutsu…

O desespero começou a tomar conta de Kazumi, o que ele faria?

- Seu pai está pensando em seu bem Kazumi, mesmo que possa não parecer. Eu também não acho uma boa ideia deixar você se graduar sem saber até onde seu corpo é capaz de ir… Foi por isso que eu apoiei ele.

Ouvir aquelas palavras foi como receber uma estocada de um espadão no próprio peito, agora fazia sentido o motivo deste treinamento, bem como a presença de Satoshi no início da manhã, ao lado de Kazumi. Ele se sentiu culpado por apoiar o boicote da graduação do Genin e veio aproveitar os últimos momentos de cumplicidade antes que o mesmo descobrisse por seu pai sobre os planos de congelar sua graduação.

Kazumi se virou, pondo sua barriga contra o chão empoeirado e frio, parecia estar morto, seus pulmões ainda não haviam se regulado. Lentamente, ele começou uma série de flexões.

- Kazumi-kun, você não pode se esforçar tanto…

Kazumi simplesmente continuou com a série, as lágrimas lavavam o chão.

 - Obrigado pela preocupação... ahn... Satoshi-neesan... ahn... mas eu preciso treinar muito agora... ahn... poderia se retirar?

Satoshi hesitou, mas saiu sem falar mais nada, ele esperou o momento em que o Genin caísse no chão, já o conhecia, sabia de suas limitações, ele olhou para trás, seus músculos estavam prontos para ajudá-lo… Mas nada. Kazumi continuava a série de flexões, uma após a outra, determinado e focado. Aquela visão encheu o coração de Satoshi com a mais pura felicidade, talvez ele conseguisse se superar agora.


Considerações:
- Meu objetivo neste primeiro post é pedir o ajuste do defeito "Fraqueza Muscular", caso este post não seja suficiente estarei relizando uma séria de treinamentos físicos nos meus próximos posts.
- Peço perdão logo de inicio por qualquer situação, eu estou bem enferrujado e confesso que algumas vezes tenho medo de fazer algo que esteja fora das regras do fórum. Agora mesmo eu não faço ideia se gasto stamina ou não, caso algo precise ser revisto, agradeço a ajuda. 
- Foram usadas 1655 palavras neste post.
Luma
Genin
Luma
Vilarejo Atual

Re: [Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi - Publicado 29/6/2021, 00:19

Situação: Aprovado
Considerações: Simplesmente perfeito. Tanto a narração quando o desenvolvimento casaram de maneira excelente com o objetivo proposto. Continue nesse rumo que com certeza vai longe.
Minha dica é que participe de nosso Discord e retire suas dúvidas rápidas por lá, pois nesse tópico em especifico realmente não era necessário postar os Status, mas, caso fosse, você teria que refazer todo o plot, e isso seria um pecado -q
Ademais, meus parabéns ^.^
Recompensas: Defeito "Fraqueza Muscular" ajustado. Permissão para distribuir até 2 pontos em Taijutsu e, assim, usar técnicas até rank-C.

_______________________

xxxx

[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi Dcv6ZKC

Shin Fuyuki
Tokubetsu Jonin
Shin Fuyuki
Vilarejo Atual
[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi Dcv6ZKC

Re: [Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi - Publicado 29/6/2021, 21:38

Ano 2


- Acorde Kazumi, está na hora do seu treinamento.

Os olhos de Kazumi abriam preguiçosamente, ser arrancado da cama de forma tão abrupta no meio da madrugada era incômodo, insensível e principalmente, constrangedor, já que ele dormia de cueca nas noites quentes. A sua frente viu sua mãe, pronta para uma nova missão, ao que parece.


[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi Veronica-thorn-157999


Após o término da guerra, Himiko Yamanaka estava de volta à vila de Kirigakure, e como de costume, sua postura quanto a vida de seu filho, Kazumi Yamanaka, era sólida e determinante. O Genin era exposto a uma série de treinamentos diários incessantes, tanto nas artes do clã Yamanaka quanto nas habilidades shinobi, além disso, seus treinos físicos se tornaram mais rigorosos, a fim de que ele superasse as suas limitações musculares.

- Eu estou quase pelado, poderia me dar licença para eu me trocar?

Ela deu uma risada irônica, seu rosto quase abandonara a faceta séria para absorver o humor da situação, mas antes disso, voltou a seu estado normal.

- Já lutei em uma guerra e vi seu pai nu, tudo na mesma vida. Nada mais é capaz de me traumatizar. Vou esperar do lado de fora, pegue suas coisas e não demore.

Kazumi não foi capaz de segurar a gargalhada enquanto sua mãe saia pela porta do quarto, a forma séria e única com a qual ela era capaz de fazer piadas simplesmente o pegava de surpresa. Ele levantou para se vestir, escovou os dentes e sacou sua bolsa de armamentos, em poucos minutos estava em contato com a madrugada, do lado de fora.

No ano passado, antes da volta de sua mãe, o pai de Kazumi, Ryotaro Watanabe, um político “exemplar” de Kirigakure, convenceu os superiores da vila a não recomendarem seu filho ao Exame Chunin até que ele se mostrasse capaz de realizar ao menos o básico de cada uma das três escolas ninja. Himiko não recebeu bem essa notícia e prometeu que apoiaria a carreira de seu filho independente das artimanhas do pai, desde então, Kazumi treina regularmente para melhorar suas habilidades.

- Por qual motivo a senhora minha mãe me fez levantar tão cedo?

Himiko, que esperava ao lado de fora da casa, o respondeu.

- Vi uma possibilidade de lhe ensinar uma das técnicas mais essenciais para Shinobi, principalmente quando esse shinobi é um ninja sensor.

Os olhos de Kazumi brilharam, aprender com uma Jonin experiente como a sua mãe não era uma vantagem que todos possuíam. Kazumi a seguiu. Eles atravessaram a cidade pelos telhados, correndo constantemente, somente uma quantidade mínima de pessoas eram vistas do lado de fora das casas. À medida que avançavam, Kazumi foi capaz de ver um mercadinho aberto, havia policiais à frente do local, bem como um casal de idosos com semblantes abalados que olhavam fixamente para dentro do estabelecimento.
A chegada da mãe de Kazumi alertou a todos, o policial que parecia estar no comando reagiu imediatamente.

- Mandaram um shinobi de nível Jonin para um caso de roubo a Kombinis*! Peço perdão pelo incômodo Senhorita, não precisa se preocupar com algo tão pequeno., farei uma queixa imediatamente.

O policial musculoso gritava desesperadamente ordens para seus subordinados, tentando descobrir quem havia cometido tal erro. Era possível ver uma veia saltada pulsando em sua testa, algumas gotas de suor caíam pelo seu rosto, marcas de tensão. Parece que o caso não era tão fácil de ser resolvido.

- Não há nada com o que se preocupar, Senhor. Sou muito bem casada, infelizmente, portanto me chamo de Himiko-san.

Kazumi riu internamente, a forma como sua mãe era transparente quanto ao estado de seu casamento era tão triste que se tornava cômico. Ao contrário do Oficial de polícia, ele e sua mãe haviam visto a aliança que o homem ostentava em sua mão de compromisso.

- Peguei esta missão por vontade própria, parece que não é a primeira vez que estão roubando lojinhas de conveniência nesta região da cidade. Resolvi cuidar do caso eu mesma, juntamente com meu filho, um Genin.

Himiko pegou Kazumi pela gola de seu blusão e o colocou na frente de si, expondo-o como se fosse o filhote de uma leoa segurado pelo pescoço.

- Estou ensinando a ele o básico sobre caçar malfeitores.

- Prazer em conhecê-lo, Senhor.

Disse Kazumi amigavelmente, seu rosto tentava esconder a vergonha de ser apresentado de forma inadequada. O oficial, por outro lado, pareceu ficar mais aliviado, provavelmente  tanto pelo fato de não precisar interrogar seus próprios subordinados, como também por saber que as chances de resolver o caso eram altas quando uma Jonin experiente estava pronta para ajudar.

- Venha Kazumi, vamos olhar a cena do crime.

Kazumi e Himiko entraram na Kombini, logo de cara perceberam que tudo parecia estar no lugar onde deveria, não tinha praticamente nenhum objeto que parecia estar fora do lugar. Kazumi reparou que no lugar onde ficava a caixa registradora haviam algumas coisas em desordem, como chicletes no chão, algumas tigelas de ramen pronto, pertences pessoais que provavelmente são dos donos do estabelecimento, fora algumas manchas de pó branco e vidro. Kazumi reparou ao passar que na porta do local não havia nenhuma marca de arrombamento.

- Eles entraram pela porta de frente?

Perguntou Kazumi ao oficial que os seguiu.

- Sim, a vítima disse que foi rendida na frente do local. Ela está em choque, desde então estamos tentando acalmá-la para que possa dar um depoimento decente.

A mãe de Kazumi, Himiko, esquadrinhou o estabelecimento com os olhos, procurando pistas que levassem aos bandidos.

- Tudo parece estar em ordem, apesar dessa bagunça no caixa, o que acha Kazumi?

Se alguém se aproximasse da cabeça de Kazumi, poderia ouvir as engrenagens metafóricas dele funcionando, processando pouco a pouco cada informação que seus olhos pescavam. Desde pequeno, Kazumi era considerado um aluno inteligente, e lógica era um de seus fortes, ele se sentia confortável com a atmosfera misteriosa de um caso a ser resolvido, gostaria de se sentir assim no campo de batalha.

- Acho que eles não são arruaceiros. Sabiam o que queriam e foram direto ao local onde ficava o dinheiro.

Sua mãe lhe fez um sinal com os olhos, eles diziam “Você está indo bem, continue.”E Kazumi continuou.

- Eles sabiam como o estabelecimento funcionava, provavelmente observaram a rotina do lugar antes de realizar o assalto. Talvez como clientes ou entregadores.

Sua mãe lhe apoiou mais uma vez.

- Significa que provavelmente uma das vítimas possa ter entrado em contato direto com o responsável.

Os olhos de Kazumi se abriram, um detalhe que ele havia deixado passar foi sutilmente corrigido por sua mãe. Como ele sabia que se tratava de mais de um criminoso? Em nenhum momento ele havia encontrado pistas que apontassem para este quesito, estava tirando conclusões precipitadas, era melhor se acalmar.

Ele respirou profundamente, como fazia nos treinos físicos, deixou o ar afogar sua tensão, então voltou para a investigação. Ele resolveu olhar a caixa registradora, estava vazia, não parecia ter sido arrombada.

- Quem mantém dinheiro em uma caixa registradora após o horário comercial?

O oficial o respondeu quase que imediatamente, ele parecia ansioso para mostrar serviço.

- A vítima disse algo sobre manter somente o fundo de caixa para o próximo dia. Como nunca houve qualquer ocorrência anteriormente, ele não via perigo.

A caixa registradora era feita de ferro, estava soldada em um grande balcão de pedra e metal, para Kazumi isso significava que só existiam duas formas de roubá-la, arrombando a fechadura ou a abrindo com uma chave. Ele analisou a área onde o operador de caixa ficava, logo ao chão ele viu vários rastros de pés e uma pegada perfeita.

- Acho que encontrei mais uma pista.

A mãe de Kazumi observava, o oficial também, eles analisaram a pegada. Haviam várias manchas e marcas no chão formadas por um pó branco e vidro quebrado. Kazumi se aproximou, olhou embaixo do balcão e acabou por ver um adesivo escrito sal colando um conjunto de vidros quebrados.

- Parece que o assaltante forçou a entrada da vítima abruptamente, talvez soubesse que os oficiais viriam rápido.

- Já presenciamos esse mesmo assalto acontecer algumas vezes. Por isso meus homens estavam de guarda, esse é o quarto assalto executado da mesma forma.

Aquilo era uma informação de ouro, Kazumi até mesmo se espantou com a falta de tato do oficial em deixar aquela informação para trás.

- Nunca acharam o responsável?

- Apesar das semelhanças, ele sempre cria uma situação na calada da noite para fazer os comerciantes abrirem o comércio, depois rende eles e leva tudo de valor.

Kazumi percebeu que existia um certo padrão nas atividades, o assaltante atraia o dono do estabelecimento, esperava uma oportunidade e depois o rendia. O Genin voltou-se para as marcas de sandália no chão novamente, poucas delas estavam com formato analisável, mas encontrou uma legível.

- Vejam, essa marca é de tamanho 40.

Himiko olhou mais de perto.

- Significa que o dono dessa pegada tem em média 1,75 de altura.

Kazumi olhou espantado para sua mãe.

- Como sabe disso?

Ela deu uma leve risada.

- A estrutura do pé geralmente é compatível com o tamanho do corpo, você só precisa calcular a média, dá para imaginar um homem de 1,85 calçando 40? Só ocorreria em caso de má formação óssea, deveria estudar mais a anatomia humana, vou adicionar nos seus estudos diários.

Kazumi ainda não havia entendido muito a questão das proporções, mas sua mãe tinha experiência, então aceitou seu conselho de bom grado.

- Seja como for, essa pode não ser necessariamente a pegada do assaltante, talvez seja da vítima.

Após mais algum tempo de análise, um subordinado e três pessoas entram no mercado. Eram os dois idosos que estavam na frente, o rosto deles transparecia medo e insegurança, características comuns em pessoas que acabaram de ser roubadas, porém a terceira mulher Kazumi ainda não tinha visto.

- Com licença, essas são as vítimas do assalto, Kazuro, Jinora e Paki, são também as únicas testemunhas do caso. Kazuro não estava em condições de falar claramente o que houve, mas agora está estável.

Todos se apresentaram devidamente. Kazumi percebeu que pela média de sua mãe, Kazuro se encaixava perfeitamente na descrição física de um homem com 1,75 de altura calçando 40. Após uma leve conversa, a vítima contou os fatos ocorridos.

- Minha amiga, Paki, correu até minha casa para avisar que havia uma loja soltando fumaça, e que provavelmente era a minha, eu vim correndo enquanto ela e minha esposa foram pedir ajuda às autoridades. Assim que cheguei, abri a loja, mas só vi muita fumaça e nenhum fogo, então um homem prendeu minhas mãos por trás e disse que se eu não lhe desse dinheiro, ele me furaria com uma Kunai e correria.

Kazumi começou a achar estranho, fora o cheiro de fumaça, não havia nenhuma evidência de fogo no local do crime.

- Eu entrei com ele, o levei até o caixa, planejava entregar a ele o dinheirinho que tinha na caixa registradora. De repente ele enlouqueceu, saiu correndo com o dinheiro inteiro, os policiais chegaram alguns segundos depois, tudo parecia uma zona na minha cabeça, cai no chão e derrubei o saleiro, quase me cortei.

Kazumi ficou intrigado com um detalhe interessante no depoimento da vítima. As marcas eram dos policiais tentando ajudar a vítima, quando ela se pôs de pé e começou a andar para fora, deve ter deixado as pegadas.

- O senhor tem certeza que demorou tão pouco tempo para os policiais chegarem?

Foi o subordinado que estava cuidando de Kazuro-san quem respondeu.

- Quando chegamos, ele estava no chão, mas completamente consciente, contudo, a fumaça não nos deixou ver muito mais, tivemos que abrir todas as portas para que ela saísse.

Kazumi percebeu ainda mais uma coisa.

- Kazuro-san, existe outra porta que não seja a da frente neste estabelecimento?

Confusamente, Kazuro respondeu:

- Só as que dão para os fundos, é onde guardo o lixo até que o pessoal venha recolher. Fica por ali, atrás da prateleira de ferro com produtos de limpeza.

Kazumi conseguia ver, era uma porta pequena escondida timidamente atrás de uma prateleira entupida de produtos. Ele avançou até a porta, todos olhavam para ele. Sua intuição gritava forte, pois muito dificilmente o culpado do crime conseguiria passar pelos policiais sem que eles percebessem, então ele se escondeu no único lugar possível, naquele quarto.

Assim que entrou, Kazumi viu o interruptor ao lado da porta, ele ligou. Dentro do quarto não havia nada além de algumas prateleiras sem uso, uma garrafa de ferro no chão e alguns panos para limpeza, do outro lado da sala ele viu a porta que ia para os fundos da conveniência.

Kazumi se aproximou da garrafa, parecia ser um objeto que destoava de toda aquela cena, ela era resistente e feita completamente de ferro, seu formato era de uma cabaça, tentou olhar o que tinha dentro mas estava muito escuro, cheirou seu conteúdo e sentiu um forte cheiro de fertilizante e… açúcar?

O Oficial pediu permissão para observá-la, Kazumi lhe entregou o objeto.

- É uma bomba de fumaça caseira, alguns fertilizantes podem ser cozidos com açúcar para criar uma pasta inflamável, ao entrar em contato com o fogo, a reação produz grandes concentrações de fumaça.

Aquilo explicava como o assaltante simulou o incêndio e como fugiu, ele correu para o lugar de origem da fumaça a fim de se esconder dos policiais. Kazumi olhou ao redor, tentando encontrar por onde aquela cabaça poderia ter entrado. Acima das prateleiras com produtos de limpeza, o Genin viu um vitrô aberto, era a única saída de ar do local, com exceção da porta dos fundos.

- Ele jogou pelo vitrô, por isso a fumaça se espalhou pelo estabelecimento todo, como era a única saída de ar aberta no local, ela ficou presa e se acumulou.

Sabendo disso, Kazumi avançou, olhando se havia algum tipo de armadilha no local, ele observou a porta de trás, e assim como imaginou, ela estava arrombada, prova de que o assaltante tinha saído por ali. O genin avançou por ela, pronto para dar um fim naquilo.

Do lado de fora, Kazumi viu uma área aberta, porém não havia saída para rua nem conexões que levassem a cidade, era somente um grande quintal aberto com algumas coisas velhas, como cadeiras, prateleiras, estantes quebradas e algum lixo. Mas a coisa que mais lhe chamou atenção foi um grande reservatório de lixo com a tampa fechada bem aos fundos do local. O único esconderijo possível. Kazumi fez os selos e disse quase que de forma inaudível.

- Kaichi no jutsu.

Ele se concentrou naquele local, e verdadeiramente sentiu o chakra de alguém dentro do contêiner de lixo. Suas suspeitas estavam corretas.

- Oficial.

Disse ele, chamando a atenção do superior e apontando para o contêiner. Vagarosamente, o Oficial e seu subordinado se aproximaram do objeto, quando abriram a tampa, viram, um homem ali, deitado entre o lixo, abraçado a uma bolsa de dinheiro.

- Você está preso em flagrante por tentativa de assalto e ameaça!

Disse o Oficial de forma vitoriosa.

*****************************************************************************************************

Após a captura do prisioneiro, Kazumi e sua mãe voltaram para casa. O genin estava feliz com seu desempenho, os Oficiais agradeceram pela ajuda, aparentemente o assaltante se tratava de um farsante que se vestia de vistoriador para observar os estabelecimentos e roubá-los depois. Isso explicava a forma como ele conhecia a parte interna do mercado.

- Você foi muito bem Kazumi, bom trabalho, eu nem esperava tanto, mas parece que é um talento natural, não é mesmo?

Kazumi ficou um pouco vermelho.

- Foi bem mais fácil do que parece, ele não era tão esperto assim. A senhora chegou a imaginar que ele estivesse ali?

Himiko deu uma leve risada, não respondeu nada, mas algo fez Kazumi acreditar que ela já sabia onde o assaltante havia se escondido desde o início, contudo resolveu usar isso como teste para ver até onde as habilidades de seu filho poderiam ir.

- Você pode ser um ótimo investigador um dia, sabia? Deveria pensar nisso.

Kazumi sorriu grande com a ideia. Bem… Quem sabe? Ele poderia mesmo.

HP, Chakra e Stamina:
HP: 250
CH: 250
ST: 2/2

Jutsus Usados:
Kanchi no Jutsu
Descrição: A técnica de detecção permite que o sensor tipo shinobi para detectar e rastrear alvos através de suas assinaturas de chakra. A gama de esta técnica varia entre os sensores.

Considerações:
- Usei 2754 palavras neste post
- Estou pedindo a qualidade de "Rastreador" (500 palavras), +1 Atributo em Inteligência (500 palavras) e +300 pontos de estado status (1500 palavras), se possível e conforme as regras.
-Gostaria de pedir a meu avaliador dicas para melhorar o visual do meu post se possível, peço desculpas por antecedência a qualquer possível dificuldade na leitura. 
- Kombini é o nome usado para lojas de conveniência no Japão.
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi - Publicado 29/6/2021, 23:39

Situação: Aprovado
Considerações: Dá pra treinar os status sim e aprovo considerando a grande missão que você fez. No entanto, tente deixar o RP mais relacionado à presença destes no futuro.
Quanto à visualização, imagino que queira saber de um template, segue um link com alguns lugares onde você pode arranjar:
https://www.narutorpgakatsuki.net/t75385-sites-de-templates
Além disso, se a intenção é facilitar a leitura, saiba que os objetivos precisam estar delimitados nesse Time-skip, ou seja, é importante que o narrador saiba onde termina "Estou adquirindo Rastreador" e começa "Estou adquirindo status". Não precisa interromper a narrativa para isso, apenas sinalizar com algo como "---" ou "[...]" na linha onde começa o novo objetivo e segue o RP normalmente. Isso é pra evitar que você, por exemplo, fale "Quero 2 missões Rank D: Enfrentar o Esqueleto e Ajudar os Ursinhos Carinhosos." Gaste 890 palavras enfrentando o esqueleto e só 110 com os ursinhos.

No mais, parabéns. Você é muito bom de escrita, tudo foi muito interessante.

Edit: Importante lembrar que você tem direito a 6 treinamentos de Databook na sua ficha, apenas. E seus status são limitados pela graduação.
Recompensas: Qualidade: Rastreador; +300 status; +1 Inteligência.
[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi Dcv6ZKC

Shin Fuyuki
Tokubetsu Jonin
Shin Fuyuki
Vilarejo Atual
[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi Dcv6ZKC

Re: [Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi - Publicado 2/7/2021, 14:12

A Escolha de Kazumi

HP: 425 CH: 325 ST: 0/1
Era muito raro ver o sol brilhar tão forte em Kirigakure, provavelmente devido à neblina que cercava a vila. Kazumi achava muito contraditório um jovem gostar tanto de sol e viver em um dos locais mais gelados e escondidos do mundo. Para aproveitar aquele dia tão grandioso ele resolveu sair e espairecer, colocou os fones de ouvido e, como de costume, se pôs a dançar pelos telhados da vida, aproveitando aquela energia solar que revigora suas forças.

Kazumi absorveu o ar puro, fez exercícios diários, se alongou e voltou para casa. Ao chegar, deparou-se com o grito de seu pai a lhe chamar. Ao adentrar aa cozinha, uma cena cômica pode ser vista.

[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi 3623661_orig


O pai de Kazumi, Ryotaro Watanabe, segurava duas bananas pela metade enquanto berrava sobre a irresponsabilidade do filho.

- O QUE NÓS CONVERSAMOS, KAZUMIIIIIIII!?

O Genin entrou na cozinha serenamente, os gritos de seu pai já não o incomodavam faz tempo, ele aprendeu que de nada adianta se estressar com sua personalidade intragável.

- O que nós conversamos, Pai?

Ryotaro batia na mesa com as bananas, seus olhos esbugalharam-se, as veias do pescoço saltaram para fora, o peito descia e subia constantemente devido às grandes lufadas de ar que ele absorvia pela boca suja, parecia que finalmente o homem bateria as botas, mas no fim, ele somente gritou.

- AHHHHHHHHHHHHH, PARA SER UM NINJA, VOCÊ TEM QUE SER UM MÉDICO PRIMEIRO, SENÃO, NADA DE NINJA PARA VOCÊ.

Sim, verdadeiramente exista um histórico dessa conversa. O pai de Kazumi, desde a doença do filho, se tornou protetor demais. Ele acredita que não demorará muito para que outra guerra, ou outras guerras, explodam no mundo, e por esta razão, não apoia nem um pouco a ideia de que seu único e amado filho saia da vila para arriscar a vida. Essa conversa já se estende por cinco longos anos, e sempre que Kazumi está perto do teste de graduação, seu pai inventa uma nova forma de segurá-lo ao seu lado.

Atualmente, Kazumi está investindo em duas frentes para seu futuro, de um lado ele continua um genin da vila, mas do outro, ele iniciou estudos médicos a fim de talvez tornar-se um médico da vila, sem aplicação ninja. Amanhã, ele terá que realizar uma prova para mostrar seus conhecimentos anatômicos. Contudo, devido a sua grande inteligência, o genin não está preocupado com o resultado.

- Já estudei para a prova, além disso, ainda tenho um dia inteiro para me preparar e relembrar de tudo. Relaxe pai, você está muito velho para ficar se estressando com assuntos resolvidos, vai infartar se continuar assim.

Kazumi saiu do local, deixando seu velho e cansado pai ainda mais furioso que o comum. Foi ao seu quarto fazer uma revisão antes da prova que se seguiria.

Pelas próximas horas ele decorou processos biológicos importantes, relembrou o nome dos ossos no corpo humano, estudou os sistemas corporais e tentou adivinhar quais perguntas seriam mais importantes e provavelmente estariam na prova. Mesmo quando descansava ele ficava criando questionários e resumos mentais, o tempo parecia não passar devido a tédio de estudar tanta coisa sozinho.

- Hey, o que está fazendo?

[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi 260px-YatoNoragami

Satoshi, o primo de Kazumi, apareceu de supetão na janela do Genin, o tempo nublado atrás de si indicava que o pôr do sol estava sendo ofuscado pelas nuvens carregadas. Desde que Satoshi apoiou o pai de Kazumi no boicote a seu exame chunnin o clima entre eles era tenso e desagradável.

- Estudando, não precisa ser um gênio para ver isso.

Satoshi ignorou a resposta mal criada.

- Esse tipo de estudo é um porre. E também não é a sua cara.

Kazumi revirou os olhos, estava sentado no meio de várias folhas e pastas com os mais diversos tipos de tema quanto a biologia humana. Ele passava os olhos de uma folha para a outra procurando o tema que havia perdido graças a intromissão de seu primo impertinente. De repente, um vulto passou a sua frente e arrancou as folhas da mão de Kazumi.

- Olha só, respiração celular, organelas, mitocôndrias, membrana celular de camada dupla fosfolipídica. Você está apostando alto em citologia, não é não?

O rosto de Kazumi ficou vermelho de raiva, não bastasse ser obrigado a estudar toda aquela baboseira, ele ainda precisava ser atrapalhado por seu primo estabanado e traidor, alí já era tortura demais.

- Eu tenho uma prova amanhã, se eu conseguir tirar uma boa pontuação posso avançar os estudos e recuperar o tempo perdido.

Os olhos de Yato refletiram sua preocupação.

- Tempo perdido de que?

Kazumi não respondeu, mas nem precisava, ele já estava afastado da sua vida ninja de qualquer forma.

- Espera, você vai deixar de ser ninja?

O genin ficou algum tempo sem falar nada, somente olhando seu primo. Seu silêncio por si era uma resposta.

- Eu não acredito, você sempre quis ser um ninja, achei que isso aqui fosse para uma especialização, sei lá. Não dá para acreditar.

Kazumi nunca tinha visto as coisas daquele jeito, ele amava ser um ninja, mas de uns tempos para cá, é perceptível a forma como ele tem se distanciado do próprio caminho ninja. Agora estava ali, à frente do seu ex-herói, o primo prodígio que costumava lhe inspirar, sendo julgando com o olhar.

- Já faz 5 anos Satoshi-neesan, quando comecei você estava quase avançando de cargo, hoje é um Jonin, e enquanto a mim? Continuo como genin. Talvez seja hora de investir meu futuro em algo mais concreto. Mais possível para mim.

Um silêncio arrasador se instituiu no local, ninguém se olhava, o clima de decepção entre ambos era palpável. Kazumi fingiu continuar estudando qualquer coisa por ali enquanto Satoshi olhava tristemente para a folha que havia roubado.

- Bem, vou deixar você estudar, seja como for, se um dia quiser conversar ou sei lá, só me chamar.

- Ok.

Satoshi deixou as folhas para trás e saiu pela janela, enquanto saia, Kazumi sentiu um vento vazio bater contra seu rosto. Era a tristeza.

[...]


Aquela prova estava destruindo os nervos de Kazumi, a dificuldade era o de menos, o problema era juntar o conteúdo de um ano inteiro em uma prova. Nomes de ossos, reprodução celular, ligações neurais, nutrição. Tudo parecia se embaralhar a cada segundo, fora que as questões não estavam ordenadas por tema, o que atrapalhava bastante o seu raciocínio.

A sala estava completamente calada, somente o barulho das canetas rabiscando o papel podia ser ouvido, às vezes era possível ouvir outros alunos suspirando. Por alguns instantes a conversa que Kazumi teve com seu primo lhe veio à memória, será que ele estava fazendo o correto para sua vida? Desistir agora após tanto tempo? Mas quanto ao seu futuro? Como seria?

A sensação de insegurança dividia lugar com as informações das questões da prova. Eu deveria continuar? Devo me levantar e sair? E se eu perder aqui também? E se eu perder como ninja?

Uma pressão começou a cair sobre Kazumi, era como se ele estivesse condenado a uma vida onde não pudesse fazer escolhas próprias, seja por medo ou por obrigação.

De repente, seus olhos pousaram no kanji que ficava em sua clavícula direita, lá ele leu o conceito que já algum tempo tinha gravado na pele: “Liberdade”. De que vale a vida se não for para encontrar a felicidade? E o que é felicidade se não a busca por nós mesmos? Eram palavras de Satoshi. Kazumi sorriu.

- Vou passar nessa prova, mas serei eu quem ditará meu destino. Sinto muito Pai.

Kazumi bateu ambas as mãos sobre cada lado de suas bochechas com extrema força, sentiu o sangue correr pelo seu rosto e a vermelhidão de sua pele queimar em resposta a seu ato insensato. Quando se recuperou, tinha tomado uma decisão.

Considerações:
- O Post deu um total de 1283 palavras.
- Gostaria de pedir a vantagem "Conhecimento Anatômico" e superação do defeito Claustrofobia, se for possível.
- Na ficha do meu personagem, eu mostrei que a claustrofobia dele se aplicava não só a situações físicas como também psicológicas, devido ao fato dele odiar se sentir impotente ou sem opções diante de alguma situação. A intenção deste post foi retratar isso e dar o desenvolvimento inicial de uma forma com a qual futuramente ele irá lhe dar com esse medo, contudo não sei até onde essa superação pode ser aceita, visto que o defeito se trata do problema psicológico relacionado literalmente a locais pequenos e apertados, por isso, se não for possível superar o defeito, está tudo bem. (Se puder compensar as 500 outras palavras em outra coisa, como status, seria muito bom, caso não, tudo bem também.)
- Como pode ser visto, tentei um novo template para ajudar na visualização (Luma que me indicou o site), qualquer desconforto ou problema a ser pontuado eu agradeço, para que assim nos próximos posts eu possa tornar a leitura mais confortável para meus avaliadores.


thanks, ♛ and ▲
[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi Ba3293b0d1e3d0e8dff4a8030bec76a2

Revouv
Tokubetsu Jonin
Revouv
Vilarejo Atual
[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi Ba3293b0d1e3d0e8dff4a8030bec76a2

Re: [Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi - Publicado 2/7/2021, 22:38

Situação: Aprovado.
Considerações: Você QUASE mamou, porque por um momento eu achei que você havia pedido pela qualidade Conhecimentos Científicos, que são dois pontos, o que invalidaria seu treinamento. Desculpe pela minha incapacidade de ler palavras na língua portuguesa. Muito bem desenvolvido e redigido. Pretty Good~
Recompensas: Qualidade Conhecimentos Anatômicos e Superação do Defeito Fobia (Claustrofobia).

_______________________


Yukikitsune Kaonashi


FICHA  |  GF  |  BANCO
[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi Dcv6ZKC

Shin Fuyuki
Tokubetsu Jonin
Shin Fuyuki
Vilarejo Atual
[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi Dcv6ZKC

Re: [Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi - Publicado 3/7/2021, 23:51

A batalha entre parentes.

HP: 450 CH: 350 ST: 1/1
O ar frio de Kirigakure batia contra o rosto de Kazumi à medida que ele corria pelas rochas dos rios e encostas. As pernas do genin reclamavam por causa da dor, grandes lufadas de ar entravam e saiam de seus pulmões, controlar a respiração era muito difícil, principalmente quando não havia forma de saber se o inimigo estava ou não atrás de si.

- Se eu usar o Kanchi posso acabar revelando mais facilmente a minha posição, mas não usar me deixa no escuro quanto a localização deles. Não posso parar de correr!

Neste fim de semana, a mãe de Kazumi propôs um treinamento intensivo na forma de pega-pega, com a intenção de fortalecer a força e velocidade dos participantes em uma estimulante caçada. Kazumi era a presa e ela, ao lado de Satoshi, eram os caçadores. Já fazia mais de duas horas que essa “brincadeira” havia começado e sempre que Kazumi presumia estar seguro, seus parentes o forçavam a continuar correndo.

- Nesse ritmo vou me cansar demais, preciso dar um jeito de revidar antes que perca todas as minhas forças. Tenho que analisar meus inimigos, mas não posso parar de me mover.

Antes que pudesse finalizar o pensamento, Kazumi teve um vislumbre de um tronco caindo em cima de si. Ele desviou no último instante com um pulo largo para trás, sentiu o vento passar pelo seu corpo antes do tronco cair no chão.

- Eles puseram armadilhas no campo de treino. Como se já não estivesse ruim o suficiente.

O jogo funcionava da seguinte forma, os caçadores deveriam procurar a presa e capturá-la, caso conseguissem eles ganhavam. Para a presa se salvar, ela precisava chegar até a área segura e agarrar uma bandeira, que ficava no início do campo de treino, tendo que para isso passar pelos caçadores. Kazumi sabia que quanto mais ele se distancia-se da zona inicial, mais longe estaria do objetivo que salvaria sua vida.

Existiam dois fatores de extrema periculosidade em seu caminho, o primeiro era a habilidade sensora de sua mãe, que o encontraria bem mais rápido se ele ousasse moldar seu próprio chakra, o segundo era a velocidade de Satoshi, que era muito superior à de Kazumi.

- Se eu quiser passar por eles, preciso imobilizar Satoshi por algum tempo.

Kazumi continuou a correr, dessa vez tentava se concentrar nas possíveis armadilhas ao seu redor, estava completamente paranoico e acreditava fielmente que sua mãe estava lhe monitorando com o Kanchi. Aquela sensação de estar preso e sem opções começou a correr pelo seu corpo novamente, mas Kazumi se concentrou para não falhar.

- Preciso usar tudo que meu corpo tem a oferecer na hora certa.

Ele resolveu arriscar, usou o Kanchi, queria ver se seus caçadores estavam perto, e felizmente fez isso ,pois assim foi capaz de identificar que Satoshi estava acima de si, preparando um bote.

- Te peguei!

Satoshi desceu de um galho com suas duas espadas cortando todos os obstáculos, Kazumi reagiu jogando seu corpo para trás e caindo em um monte de pedras, mas desviando dos golpes de Satoshi.

- Essa foi por pouco.

- Ainda não acabou.

Satoshi avançou, ele se movimentava rapidamente, suas lâminas brilhavam a cada brandir, parecia um samurai dançarino. Kazumi se movia sempre para trás, tentando se afastar de seu primo sanguinário e manter certa distância de suas espadas.

- Não vai ganhar só fugindo, primo.

Ele estava certo, Kazumi precisava revidar de alguma forma, mas não havia como pensar tendo que se concentrar nas espadas de Satoshi, somente acompanhar os movimentos de pés e mãos do primo exigia sua total concentração, fora que seus músculos reclamavam a cada passada. Satoshi e Kazumi lutavam no rio, cada vez que Satoshi avançava brandindo suas lâminas, o Yamanaka recuava ainda mais, porém, o grande problema era que Kazumi se encontrava em uma situação complicada, de um lado estava sendo pressionado por Satoshi, do outro, tinha somente o rio.

- Você está ficando sem opções, amigo.

- Pior que é verdade.

Kazumi se balançou para trás, fingiu que estava caindo no rio, instintivamente Satoshi avançou para segura-lo, ele largou uma das espadas e agarrou no braço do primo, foi então que o genin puxou o braço de Satoshi e acertou um chute na sua canela, o recém formado Jonin tentou não se desequilibrar, mas o limo das pedras o fez tropeçar e cair no rio, sendo levado pela forte correnteza.

- SACANAGEM EM? EU JURO QUE VOU TE PEGAR.

Kazumi sorriu em vitória, passar tanto tempo recuando e desviando das espadas de seu primo parece ter aprimorado um pouco sua velocidade de reação.

- Um caçador já foi, falta mais um.

O Genin seguiu para o local onde estava a bandeira da vitória. Sua mãe deveria estar guardando o local de início para diminuir as chances de seu filho ganhar, por isso ela não apareceu no raio do seu Kanchi. Passar pela Jonin seria ainda mais difícil.

- Não tenho opção, agora estou entre ambos os caçadores, logo Satoshi irá se recuperar e voltar a me perseguir, eu preciso chegar a bandeira o mais rápido possível dentro desta brecha de tempo.

Kazumi avançou até a área onde sua mãe estava, tinha que vencer, iria correr o mais rápido possível até a bandeira, daria tudo de si. Ele identificou duas armadilhas no caminho, usou sua velocidade para passar por elas, como as tinha percebido antes mesmo de acionarem sequer precisou se preocupar. Agora estava muito próximo, já conseguia reconhecer o lugar, ele usou Kanchi mais uma vez, não viu sua mãe, estava limpo, ele iria chegar.

- EU VOU TE PEGAAAAAAAR.

Satoshi estava atrás de si, seus olhos estavam vermelhos de ódio e ele avançava como um monstro na intenção de pegar Kazumi. O Genin começou a correr desesperadamente, usou toda a sua força, respirou fundo e concentrou sua energia em avançar o mais rápido possível, por algum tempo conseguiu manter a distância de Satoshi, suas pernas doíam, ele avançou até a bandeira, quando ia pegar…

Seu corpo paralisou.

Dentro de sua cabeça, sua mãe falou consigo.

- Achou mesmo que eu ia te deixar chegar assim tão fácil? Que inexperiência

Kazumi bufou com raiva.

- Foi por pouco, maldito Shitenshin no Jutsu.

De repente tudo se abalou, com a mãe de Kazumi ainda tomando posse de seu corpo, Satoshi jogou-se contra eles, fazendo ambos caírem e rolarem no chão.

- Vou te destruir seu maldito!

A mão de Kazumi rapidamente fez um selo.

- Kai!

Kazumi conseguiu sentir seu corpo voltar a seu controle enquanto os socos de Satoshi surravam seu rosto. Quando o primo parou de bater, se deparou com uma cena terrível.

A mão de Kazumi pousara na bandeira da vitória.

- Eu venci, imbecil.

Todos ficaram chocados, mas apesar da sorte, Kazumi estava muito feliz.

Considerações:
- Esse onepost deu um total de 1283 palavras.
- Gostaria de pedir 2 pontos em velocidade. Atualmente treinei 3 atributos, faltando três para completar o limite de treinos.
- Peço desculpas pela falta de desenvolvimento, poderia ter ficado melhor, mas eu fiz isso em uma hora, correndo de verdade, prometo melhorar.

Jutsus Usados:
Kanchi no Jutsu
Descrição: A técnica de detecção permite que o sensor tipo shinobi para detectar e rastrear alvos através de suas assinaturas de chakra. A gama de esta técnica varia entre os sensores.


thanks, ♛ and ▲

_______________________



[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi Icon_111

Bako
Bako
Vilarejo Atual
[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi Icon_111

Re: [Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi - Publicado 5/7/2021, 03:59

Situação: Aprovado
Considerações: -x-
Recompensas: 2 pontos de velocidade

_______________________

[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi Scre1755
[Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi Assina10Olá, eu sou o Bahko.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Filler - Time Skip] Yamanaka Kazumi - Publicado

Resposta Rápida

Área para respostas curtas