:: Área de Mudanças :: Centro de Melhorias :: Treinamentos de Fillers
Alvorecer
Arco 04
Ano 17 DG
Verão
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

[Filler - Status] Um monumento ao que se foi Edahn_10

levitico10
Tokubetsu Jonin
levitico10
Vilarejo Atual
[Filler - Status] Um monumento ao que se foi Edahn_10

[Filler - Status] Um monumento ao que se foi - Publicado Qui 13 Maio - 23:44


Um monumento ao que se foi
F I L L E R

Ran andava pelo acampamento erguido no meio de Iwa. Em alguns momentos parecia surrealmente familiar. Os lugares por onde passava lhe lembravam sua vizinhança, lhe lembravam o que via quando corria no inicio da manhã. Parecia que ali as pessoas apenas estavam começando seu dia, logo sairiam e seguiriam suas vidas. Essa ilusão nunca durava muito. Fossem escombros na rua, plantas mortas pelo abandono ou mesmo a visão da barreira, que bloqueava o avanço inimigo e a literal chuva de sangue.

Andava sem rumo pra esfriar a cabeça, mas andava. Não corria como estava acostumado a fazer, dolorosamente ciente de que o espaço que tinha era pouco. Havia um véu que separava o silêncio e os gritos, que separava o alívio e o sangue, e tomava um esforço consciente pra não se aproximar dele. A natureza do lugar onde estava dominava seus pensamentos. Era uma bolha no meio de um campo de batalha. Um campo de batalha no que um dia fora uma vila, um centro urbano desenvolvido, cheio de pessoas, cheio de vida. Vidas tão reais e tão complexas quanto a sua, mas que agora haviam se apagado. Sonhos, ambições, relacionamentos, tudo se fora num mar de sangue e agora ele era parte do esforço para derrotar o inimigo que tinha feito de tudo isso pó.

Mais uma vez se questionava se havia realmente um lugar pra ele ali. Se não era um erro que estivesse onde estava. Não mais ocupava sua mente o que a guerra poderia fazer com ele. Ainda se preocupava, mas o que mais lhe passava pela cabeça era o quão inadequado era que estivesse ali no lugar de outra pessoa. Havia tantos mais qualificados que nasceram e morreram em Iwa. Tantos cujas vidas foram perdidas, e cujas capacidades fariam um bem maior à humanidade sendo preservadas que a sua.

O peso de estar vivo naquele lugar era maior que na primeira fronte. Ante a destruição desmedida tudo que via era a morte, o fim. Via o horror do que seus inimigos estavam dispostos a fazer e além do pesar surgia a determinação de impedi-los. Aqui, rodeado de muitos prédios quase intocados ele via pela primeira vez a vida perdida. Andava por ruas vazias, as vezes adentrava prédios desabitados, e lá sentia mover-se ao seu redor o silêncio da falta. A ausência de algo se fazia presente naquele vazio. Podia apenas imaginar como eram as pessoas que ali viviam, como era a sua rotina, o que desejavam da vida... e tentava a todo custo se privar de imaginar como estariam quando o fim chegara, quando demônios destruíam tudo ao seu redor até enfim clamarem a própria vida. Teria sido uma última perda, não estar mais neste mundo, ou um alívio, não ter que conviver com que havia sido perdido, não ter que viver uma vida sem os que se foram? Esperava nunca ter que descobrir.

Chorou. Chorou pela primeira vez desde que entrara naquela situação. Ali, no meio de uma casa cujos ocupantes provavelmente nunca mais veriam o sol, Ran se deixou finalmente sentir o que estava em seu peito a tanto tempo. A perda ao redor dele não era sua, mas era grande o suficiente pra que se fizesse presente mesmo que nunca tivesse conhecido em vida ninguém ali. O vento soprava por uma janela quebrada na sala. Uma fina camada de pó se estabeleceu sobre tudo e ele pôde ver o lugar que suas lágrimas caiam pelas marcas que deixavam no chão. Ainda sentindo as lágrimas escorrerem sobre o rosto, ele se dirigiu a janela. Tentou fechá-la, mas estava quebrada. Uma de suas dobradiças havia sido danificada e não poderia mais se sustentar no lugar. Virou-se para contemplar o lugar e viu numa pequena mesa de centro um porta-retratos, que jazia caído sobre a mesma. Aproximou-se e levantou-o com cuidado, temendo que um toque descuidado a reduzisse a nada. Observou a foto nele, uma família, aparentemente jovem. Um rapaz provavelmente nos seus vinte e poucos anos, uma moça de idade similar e uma garota de cabelos castanhos que parecia ter não mais que quatro anos. Eles sorriam na foto, que por ter caído virada para baixo estava livre do pó que cobria todo o resto. Ali chorou ainda mais, sentindo a perda que sentia tomar uma forma mais definida.

Quando parou e suas lágrimas secaram mais uma vez viu a casa ao seu redor. Esquecida e abandonada, em nada condizia com o lar da família cuja perda ele lamentava. Seu estado de abandono, marcado pelo pó que tudo cobria, lhe parecia quase um insulto aos que partiram.

“Kage Bunshin no Jutsu”

Colocou o retrato de volta no lugar. Encontrou uma vassoura encostada atrás da porta e tirou o pó da sala. Juntamente com seus clones Ran deu seu máximo para retornar a casa ao seu estado natural, limpando, organizando e tentando desfazer o dano que havia sido feito. A janela quebrada estava além da sua capacidade de consertar, mas ainda podia fechar as cortinas e, enquanto o vento não as levantava, o lugar parecia quase habitado. Não sabia o que tinha acontecido ali, se alguém no mundo sentiria falta deles, não sabia sequer se havia uma lápide para algum deles. Esse era o seu monumento. Uma casa que havia visto suas vidas passarem, onde haviam sido felizes, onde haviam chorado, e para a qual nunca retornariam. Essa era sua oferta aos que se foram. Prometera silenciosamente que seu gesto não seria em vão. Não cabia a ele prometer que o que aconteceu com eles nunca mais aconteceria com ninguém, não tinha nenhum poder pra prometer isso, mas jurara ali que enquanto vivesse eles não seriam esquecidos. Sem saber nada sobre eles, exceto conhecer seu sorriso num dia alegre, Ran se retirou, levando-os na memória.

Ao sair os sons do acampamento improvisado o despertaram daquela cena mórbida. Poderia andar por aí e encontrar mais casas, mais pessoas esquecidas, talvez pudesse tentar consertar elas, mas sabia que isso não traria nenhum deles de volta. Decidiu ali que a sua melhor maneira de honrar os mortos nesse momento era servir os vivos. Ele e seus clones se dirigiram ao acampamento, onde se dividiram e dedicaram as próximas horas a se fazerem tão úteis quanto possível. Carregaram mantimentos, auxiliaram os médicos, levaram mensagens e ajudaram a limpar e cozinhar. Ignoraram o cansaço, levados pelo propósito comum de servir, e ajudaram por horas onde quer que pudessem. Ao fim de seu esforço encontraram novamente diante da fogueira no centro. Cada um deles parecia mais feliz e mais cansado que quando haviam começado. Ran desfez a técnica e absorveu para si o que tinham aprendido. Tinham ajudado, aliviado a carga de muitos pelo acampamento. Tinham visto a dor, o sofrimento da guerra, o pesar dos que se perderam, mas também havia visto os sorrisos sinceros dos reencontros. Amigos, irmãos, pessoas que arriscaram nunca mais se encontrarem viam seus medos se provarem infundados no seu reencontro, e Ran se viu aliviado com eles. Sabia que ainda havia muito por vir, que muitos daqueles sorrisos se converteriam em lágrimas antes que tudo acabasse, mas por hora se deleitaria neles enquanto a fadiga múltipla se instaurava. Sentou-se a beira da fogueira com um prato quente, olhando para o arroz que havia ajudado a preparar e só soubera a pouco, e ali se permitiu um pouco mais de esperança do que antes.




HP: 925/925 | CH: 887/925 | ST: 01/05

CONSIDERAÇÕES:
[Filler - Status] Um monumento ao que se foi Ba3293b0d1e3d0e8dff4a8030bec76a2

Revouv
Tokubetsu Jonin
Revouv
Vilarejo Atual
[Filler - Status] Um monumento ao que se foi Ba3293b0d1e3d0e8dff4a8030bec76a2

Re: [Filler - Status] Um monumento ao que se foi - Publicado Sex 14 Maio - 23:04

Aprovado @levitico10.

_______________________


Yukikitsune Kaonashi


FICHA  |  GF  |  BANCO