>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Primavera
Últimos assuntos

Ir em baixo

Indra
Juuichidaime Hokage
Indra
Vilarejo Atual
Ícone : [Opinião] John Walker não é um bostão (Contem Spoilers) Tumblr10

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73475-fp-sarutobi-kaden https://www.narutorpgakatsuki.net/t73468-gestao-sarutobi-kaden

[Opinião] John Walker não é um bostão (Contem Spoilers) -



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Quem viu o último episódio de Falcão e o Soldado Invernal deve ter ficado, no mínimo, espantado com aquela cena final onde o novo Capitão América, John Walker, tem um ataque de fúria e usa o escudo pra matar o cara lá dos Apátridas. Fora o fato do cara que morreu ter o Capitão América (o Steve Rogers) como um ídolo, essa cena tem um grande peso, principalmente na cena final, onde mostra o escudo manchado do sangue do cara que venerava o antigo Capitão. A web ficou revoltada com esse novo capitão, afinal o que eles mais fazem é se revoltar -rs. Mas deixando toda essa fúria da internet de lado, eu gostaria de ponderar algumas coisas que muitos deixaram passando despercebido na hora de tacar fúria no John Walker. Não que eu esteja defendendo ou admirando o que ele fez no final do episódio, mas vamos aos fatos:

01) Steve Rogers e John Walker se tornaram o Capitão América de maneiras completamente diferentes: Steve era um magricelo que queria fazer de tudo para lutar pelo seu país na Segunda Guerra Mundial, e sempre teve valores morais muito elevados. Ele foi escolhido para o projeto Super Soldado não porque era o mais forte ou mais letal, mas exatamente porque era um homem de caráter e bondade. O problema é que deu merda e o Steve foi reduzido a um garoto-propaganda para os soldados americanos, só que ele passou por cima disso e se tornou um herói de verdade, um verdadeiro símbolo do patriotismo americano.

Já o John Walker foi escolhido justamente depois da “aposentadoria” do Capitão América. O governo americano acabou escolhendo não alguém parecido com o Steve em caráter e personalidade, mas por ser o melhor soldado (o mais forte, o mais rápido e o mais letal), além do estereótipo de homem branco. Não que o John Walker seja um grande FDP, mas dá pra ver nitidamente que ele está se esforçando além do limite para continuar um legado que parece quase impossível de ser alcançado, e ainda é visto como indigno pelos caras mais próximos ao Steve Rogers, dando pra ver isso nitidamente nos episódios 2 e 3, justamente por causa da postura dele.

02) Ser o novo Capitão América é uma grande pressão: Sam Wilson recebeu o escudo de vibranium do PRÓPRIO STEVE ROGERS, que desejava que ele fosse o Capitão América. O cara simplesmente achou que não daria conta de carregar aquele fardo em suas costas, tanto que quando ele pegou o escudo em Ultimato, Sam disse “parece que esse escudo pertence a outra pessoa”. Imagina quantas coisas devem ter passado pela cabeça do Sam? “Será que eu sou tão bom quanto o Steve?”, “Será que o povo vai aceitar um Capitão América negro?”, “O que vai acontecer se eu falhar?”.

Se o cara escolhido pelo antigo dono do escudo achava que ele não era digno, imagina alguém que simplesmente foi chamado pra ser o novo Capitão América sem receber a benção do antigo? O cara nunca esteve cara a cara com o Steve Rogers, nunca trocou uma ideia com ele, só o viu pela televisão. Ser o sucessor de alguém é muita pressão, e dá pra ver isso em vários animes, séries e filme: Boruto, que decide não seguir os passos do pai, o Peter Parker, que tem que continuar o legado do Homem de Ferro enquanto constrói o próprio, o Adonis Creed, que basicamente se recusa a usar o sobrenome do pai no começo da carreira pra não ser associado ao maior boxeador de todos os tempos (no Rockyverso).

Um exemplo, em Rocky V, é o Tommy Gunn. O cara foi treinado pelo próprio Rocky, e acabou vencendo muitas lutas, mas era sempre visto como uma sombra do verdadeiro campeão. Na realidade, Tommy nunca esteve em um grande combate como o Rocky, que tinha enfrentado o Apollo Creed (duas vezes), o Clubber Lang e o Ivan Drago.

Até agora, o John Walker não acertou uma como Capitão América, enquanto que o Steve, nas primeiras aventuras, libertou centenas de soldados americanos das mãos dos nazistas sozinho. A pressão acabou aumentando sobre ele, e sem os valores do verdadeiro Capitão América, isso acabou o levando a fazer merda. Depois de ser questionado e diminuído pelos caras que talvez teriam a maior autoridade para abençoá-lo como o novo Capitão América (Sam e Bucky), o John acabou tendo o ego ferido.

03) O soro do super-soldado: Lemar Hopkins, ou Battlestar, acabou falando uma coisa muito importante sobre o soro super-soldado: “esse soro só potencializa o que realmente somos” (algo desse tipo). O Steve, com aquela carcacinha de adolescente pipeiro, pulou em cima de uma granada – sem saber que era falsa – só pra salvar os soldados marombados e super bem-treinados, que fugiram da raia. Ainda não sabemos muita coisa sobre a vida do John Walker, mas na mesma conversa, ele diz que ganhou Três Medalhas de Honra por ter feito “coisas” no Afeganistão, como uma compensação.

No momento em que John Walker achou o soro do Super-soldado, ele tinha falhado outra vez em capturar a Karli Morgenthau. Ele não chegou a usar na hora, mas guardou para si, e depois ainda tomou uma surra das Dora Milaje. O cara não conseguiu dar uma porrada sequer nas guerreiras, e saiu da batalha não apenas derrotado, mas humilhado. No final, ele ainda diz para o Lemar “elas nem eram super-soldados”. Depois ele consultou o amigo, que dizia que tomaria o soro, e ele acabou tomando, trazendo a tona todo esse lado violento e até um pouco insano, mas isso depois que o seu amigo foi morto por um dos Apátridas.

Conclusão: Na minha opinião, John Walker está a quilômetros de distância de ser o novo Capitão América, principalmente por ainda não ter a mesma fibra moral do Steve Rogers. É óbvio que é muito fácil odiar o cara, afinal ele está no lugar do Steve e só está fazendo cagada, e todo mundo quer que o Sam Wilson (ou o Bucky) carreguem o escudo e o legado do Capitão América. Mas o John também não é totalmente mau, afinal ele não se apoderou de nada na sacanagem, e sim foi escolhido por conta das suas aptidões físicas e carreira militar. John Walker precisa ser, como os coachs falam, mentoreado por alguém com capacidade de enxergar o melhor lado dele, e Sam Wilson pode fazer isso... E depois pegar o escudo pra si, e fazer o John Walker se tornar outro herói, porque de Capitão América não dá não.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

_______________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Shion
Shion
Nossa que analise maravilhosa Indra
Ange
Ange
Steve é o único Capitão América que eu aceito!!!
Kinui
Kinui
Eu só odeio ele por não saber controlar sua impulsividade. ELE NÃO AJUDA NA DIPLOMACIA CARALHO e agora deu totalmente a força pros Flag Smashers matando uma pessoa cruelmente em praça pública
Akihito
Akihito
Eu acho que a tendência agora é que ele seja cada vez mais vilanizado. Como dito, o soro "potencializa o que realmente somos", isto inclui o aspecto psicológico. Uma das coisas que fez o Steve Rogers ser tão bem sucedido como Super Soldado foi a sua de manter a mente sã, mesmo após a ingestão do soro, esse, porém, não é o caso do John Walker. O cara já demonstrava grandes sinais de que não seria capaz de aguentar a mesma barra que o Steve, mesmo antes do soro. Agora eu acredito que o soro vai mexer cada vez mais com a cabeça dele, deixando-o cada vez mais inconsequente.

Sendo assim, imagino que há dois caminhos para o Walker:
1 - Ele vai acabar morrendo pelas coisas que irá fazer, tendo uma possível redenção na sua morte; ou
2 - Ele conseguirá de alguma maneira superar este efeito do soro acabará passando pro lado dos mocinhos.

O fato óbvio aqui é que esse cara não será o Capitão América por muito mais tempo.
Indra
Indra
Tem uma coisa que o último episódio acabou reforçando muito e traz uma grande diferença entre o Steve Rogers e o John Walker. Enquanto o Steve era um maluco franzino, que foi um dos escolhidos justamente para o projeto Super-Soldado (e nem era um dos favoritos, só do doutor lá que esqueci o nome), o John foi treinado de forma para ser, literalmente, uma arma viva, para tomar decisões no calor da batalha e eliminar o inimigo. Ele reforçou isso quando foi julgado, afirmando "Vocês me criaram".

Enquanto o Steve Rogers foi descartado depois que o projeto deu merda, mas o seu senso de justiça e patriotismo falou mais alto, as vozes que ecoam na cabeça do John Walker são outras. O cara tem uma pressão enorme pra substituir o Capitão América, é gente criticando ele, é gente colocando o cara nas alturas, é foda demais. Pra mim, ele não vai ser o grande vilão, ainda mais com a teoria dizendo que a Sharon Carter é a Mercadora do Poder, e que ela é uma Skrull.
Akihito
Akihito
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.], considerando o fim de Homem-Aranha: Longe de Casa e WandaVision, onde há aparições de Skrulls, e considerando também que o terreno obviamente está sendo preparado para uma "Invasão Secreta", essa teoria aí da Sharon ser uma Skrull é bem plausível.

Além disso, eu também mudei meu posicionamento sobre o Walker ser o grande vilão. Pelo final do episódio anterior, dá pra imaginar que ele vai fazer alguma merda grande aí, mas ele não é exatamente o cara que você consegue odiar de graça, ele não foi criado dessa forma, justamente por conta desses pontos que você citou. O background do personagem foi estabelecido de forma que você consegue até entender os transtornos dele e por conta disso, relevar algumas situações. Claro, ele pra mim tá longe de ser um mocinho, mas também concordo que ele não encaixaria mais como o grande vilão da série. A não ser que o próximo episódio (que já será o último, btw) tenha um puta de um plot twist...
Tails
Tails
Nos quadrinhos, ele transita entre herói e anti-herói, sempre mantendo essa pegada mais bruta que a série tá demonstrado mesmo. O codinome dele é Agente Americano, o que faz completo sentido já que ele é a verdadeira personificação dos EUA -- espiona, invade, mata, só quer liberdade para o próprio povo, e depois age como a véia do buraco quando é pego no pulo.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Conteúdo patrocinado


 

Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Edição de Aniversario por Shion e Senko.