Naruto RPG Akatsuki
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Bem-Vindo
tópicos recentes
Verão
O fim da guerra trouxe a paz, junto com a oportunidade das vilas prosperarem e crescerem. O Nascer do Sol se aproxima trazendo uma nova leva de Kages que querem expandir seu território. A primeira reunião dos Senhores Feudais está marcada, onde irão debater o futuro de Otogakure, atual colônia de Kumogakure e palco da última Grande Guerra.
12 DG
ShionFundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
AngellAngell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Sr.LSr.L apelido recebido pelos players do fórum, devido ao seu sobrenome Sinhorelli, joga em fóruns narrativos desde 2010. Encontrou o Akatsuki no final de 2020, mas manteve-se ativo no início de 2021. Desde então se empenhou como player e se sentiu na obrigação de ajudar os demais e hoje auxilia o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do forum, trabalha e possui formações acadêmicas, voltadas a área de gestão de pessoas.
Sinhorelli#1549
OblivionOblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
SalvatoreSalvatore é parte da comunidade de RPG narrativo desde meados de 2013. Conheceu o Akatsuki nessa época, mas começou a fazer parte como jogador ativamente em 2021, sempre com muita dedicação e compromisso com o fórum. Hoje, atua no fórum como narrador e administrador, focado nas partes administrativas do ON. Fora do fórum se considera um amante de futebol, adora cozinhar pratos exóticos e é estudante de Engenharia Civil.
Salvatore#1234

Página 1 de 1
Ícone
Senko'
https://www.narutorpgakatsuki.net/t72492-fp-senko-matsuda https://www.narutorpgakatsuki.net/t72516-gf-senko-matsuda


A Hora do Crepúsculo
Inferno

Encontrava-me sentado num trono de pedra. O Divino ser lia um livro grosso, de capa marrom e de páginas amareladas; parecia ser uma velha enciclopédia, mas não… não era um livro qualquer. As palavras se mexiam e se misturavam, formando imagens reais de todo o mundo ninja. Não havia nenhum lugar desta terra que não fosse possível alcançar por meio daquele livro. Desde o início, acompanhei toda a trajetória dos dois. — Hikari Opus e Hattori Shion atravessaram o Portão do Inferno. Esperei tanto por esse momento, fiz tantos planos, pensei em todos os possíveis diálogos, planejei a morte da dupla por uma eternidade! Lúcifer não poderia estar mais animado ao sentir a presença deles em seu palácio. — Dizia como se estivesse lendo as palavras de um conto. Ao seu redor, as mais belas mulheres o rodeavam, ouvindo a belíssima história da morte de Hattori Shion. — Eles subiram as escadas e saíram da visão do grupo que assegurava a passagem deles para o Nono e Último Círculo do Inferno. Eles estavam vindo ao nosso encontro, desesperados, queriam encontrar Katsura de uma vez por todas. Coitados…

Enquanto Lúcifer narrava, Shion e Opus caminhavam em direção ao chakra que o Hattori havia sentido quando usou suas técnicas sensoriais na bifurcação da caverna. Cada vez mais frequente, cada vez mais alto, Shion ouviria a voz de Katsura chamando pelo seu nome. — Shion? SHION! POR FAVOR! — começaria a chorar, era uma voz de desespero, como se aqueles dois fossem a última esperança de sua pobre vida.

O ponto mais profundo do Inferno era bem diferente do que a maioria da humanidade imaginava. Fogo? Lava? Pessoas queimando e gritando? Não. É o completo oposto. Cocito, um grandioso lago congelado, formado pelas lágrimas dos transgressores que desaguaram no último círculo tomava boa parte do lugar. Era frio, cheio de estalactites de gelo. As almas que habitavam o nono círculo eram ainda piores que as do oitavo. Era o lar da traição. O que era pior do que a traição? Já imaginou a profunda depressão de fazer de tudo por alguém para depois ser apunhalado pelas costas? Uma aliança requer uma troca, requer sacrifício, requer servidão e gratidão de ambos os lados. Aqueles que traem a confiança de um ente querido, da pátria ou de um amigo sofrem eternamente no mais profundo grau do Inferno, o lar do dissimulado, Lúcifer.

Então eles correram. Era como se o ambiente contribuísse para a localização dos dois. A cada meia dúzia de passos, Shion ouviria a voz da mulher que jurou resgatar. Mais forte. Só ouviria o som da sua respiração e a voz da Grey. Opus olhou para Shion e expressou um olhar de preocupação, mas preferiu não dizer nada. Os sapos apoiados em cima da armadura reluzente, entretanto, quebraram o silêncio. — Está tudo bem?

E enfim chegaram… mas não encontram Katsura.

[A Hora do Crepúsculo] Inferno. MiserableImpishCassowary-size_restricted

— Shion! Shion! Oh não! Shion! — Dizia, sacaneando as vozes que eu enviei para perturbar a mente do Hattori. — Aí aí… Há muito tempo que Ele queria falar com essas Lendas Ninjas, Hattori Shion e Hikari Opus… — Ele fechou o livro e colocou-o embaixo do braço. Mantinha os olhos fechados e com um sorriso confiante — Sou o Rei do Submundo, Lúcifer. Mas conhecer o Seu grandioso nome não vos vai salvar. — O Rei abriu os olhos, deleitando-se com o sangue que viria a derramar. — Porque nenhum de vocês vai viver para ver o amanhã… muito menos verão o rosto de Katsura Grey.

Sua Majestade se levantou do trono e andou lentamente até uma lareira que aquecia o local. As mulheres que habitavam o ambiente desapareceram em fumaça. Do lado da lareira, uma mesa com uma garrafa de vidro e três copos rasos. Lúcifer tomou a garrafa em mãos e encheu os três copos até a metade. — Lilith é incrível, não é? Finalmente estou livre… Lúcifer gosta da sua casa, mas as vezes é preciso dar umas voltas, não? Claro, eu não poderia deixar de agradecer a vocês também, afinal, mesmo que Lilith tenha os conduzido duma forma extraordinária, nada seria possível sem a ajuda de vocês! — exibiu um sorriso cínico. — Um brinde! Pela morte de Katsura e pela minha liberdade! — Ergueu o copo, propondo uma comemoração.

Considerações gerais:
> Pode ter liberdade de narrar os acontecimentos e a conversa até a chegada ao trono de Lúcifer. Quase todas as vozes que clamavam pelo seu nome eram feitas por Lúcifer esse tempo todo. Pode conversar ou atacar, como preferir.
> Qualquer dúvida, meu pv está aberto.


Senko'
Senko'
Godaime Mizukage
Vilarejo Atual
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Xoj9u7k

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Shion
http://narutorpgakatsuki.net

[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Da7lua8-e46583ab-480c-4596-bc81-bac5f437818c.gif?token=eyJ0eXAiOiJKV1QiLCJhbGciOiJIUzI1NiJ9.eyJzdWIiOiJ1cm46YXBwOiIsImlzcyI6InVybjphcHA6Iiwib2JqIjpbW3sicGF0aCI6IlwvZlwvMGEyOTA3NTItZDdlYi00NWUzLWFhMzEtOGU3MWI1NDRjZGUwXC9kYTdsdWE4LWU0NjU4M2FiLTQ4MGMtNDU5Ni1iYzgxLWJhYzVmNDM3ODE4Yy5naWYifV1dLCJhdWQiOlsidXJuOnNlcnZpY2U6ZmlsZS5kb3dubG9hZCJdfQ



Shion



















[A História de um Hattori] -
[A Hora do Crepúsculo]
Shion
Atravessar aquele grande portão foi mais difícil do que os dois pensavam, o inferno recebia almas todos os dias, mas a passagem de dois vivos no inferno era algo novo, ou quase novo. Ao Shion chegar tocando seus pés no chão ele libertou seu grande lobo de volta para casa, Opus caiu sobre um dos joelhos e se levantou em seguida, os dois estavam sobre uma espécie de torre, olhavam para o redor de tudo aquilo, Opus curioso comentou algo. – Estranho... – Shion se virou para ele. – O que é estranho? - - Esse lugar, eu esperava mais gritos, fogos, correntes, mas não tem nada demais. – Shion debochou. – Estamos na entrada, vai ver a intenção é essa.

Desceram a torre e começaram a caminhar por uma espécie de ponte que estava acima de um rio de lava, já fazia minutos que eles caminhavam, os dois até conversavam qualquer coisa para passar o tempo. – Sabe o que eu preciso reformar? A sala de jantar, se eu derrubar aquela parede leste vai dar um ótimo espaço pra Katsura trabalhar e pintar, eu coloco uma porta antirruído e ela nem vai ouvir as crianças correndo, o que você acha? – Opus opinava. – Vocês sempre comem na cozinha mesmo. - - É, ninguém come na sala de jantar.

Os dois chegaram ao fim da ponte e enfim tiveram companhia, algumas criaturas demoníacas estavam no final devorando algo, os dois se olharam e em seguida olhavam para os monstros, Opus tomou a frente. – Bom dia, ou noite ou tarde sei lá... Amigos demônios, poderia nos dá algumas informações? – Os demônios se olharam e grunhiram para Opus, Shion tocou no ombro dele, balançou a cabeça em negação. – Você realmente é um idiota... – Shion repreendia Opus pela idiotice de tentar conseguir informação das criaturas com o diálogo, ele se aproximou. – Deixa eu mostrar como se faz. – Shion ofereceu sua mão direita para a primeira criatura. – Vocês viram por aqui uma mulher ruiva, mais ou menos 1,60m? – Opus cruzou os braços e pensou. – Do que ele falava mesmo...  – O braço de Shion brilhou e as criaturas correram para longe, Opus correu atrás deles. – ESPEREM! – Ele virou para Shion o repreendendo. – Você os afugentou... -  Shion continuava parado olhando para seu braço. – Não... foi isso aqui. – Mostrando seu pulso esquerdo, uma marca da fênix brilhava. Ele esticou seu braço, quando colocava na direção leste o brilho ficava mais fraco, para o sul ficava ainda mais forte. – Temos um mapa pelo visto. – Disse o Hattori sorrindo para Opus.

Logo ele percebeu que em seu pulso direito uma marca de lobo, quando ele mirou o braço para trás ela ficava mais forte o que indicava onde o colar que ele deixou com Angell estava, obviamente se eles fossem para trás e retornasse o caminho a marca do lobo ficaria mais forte, se fossem para o outro a da fênix ficaria mais forte. – Vamos! – Shion mantinha seu braço apontando para frente e agora o usando de bussola.

No caminho Opus perguntou curioso. – A garotinha, qual seu lance com ela? – Shion continuava olhando seu braço para se concentrar, mas conseguia responder Opus. – Como assim? – Opus continuava. – Esse lance de filha, qual motivo disso? – Shion suspirou. – Eu e o pai dela somos a mesma pessoa de certa forma, aqui ele foi um médico do clã Sarutobi, sabe quando a gente chegou aqui, aqueles caras dos macacos, ele era de um clã daquele, a mãe que inclusive é a hospedeira da Lilith tem a aparência da Katsura, meio obvio o porquê adotei a garota né? – Opus deu um empurrãozinho nas costas dele. – Não acho que seja só por isso. - - Como assim? - - O jeito que você olha pra ela, que ela olha pra você, tem mais aí, você não adotou uma garota so porque ficou com pena da órfã. – Shion sorriu. – Por que você adotou o Erik? – Opus parou, pensou um pouco e o respondeu. – Ele era engraçado, sempre quando eu visitava o santuário eu percebia nele um jovem promissor. – Shion olhou para ele e sorriu. – Isso aí. – Opus colocou a mão no queixo pensando. – Ok entendi, mas o que motivou tudo isso? – Shion suspirou novamente. – Se eu não responder não vai me deixar em paz mesmo ne. Vamos lá. Quando você e Katsura bem... se foram... eu desistir, eu pensei em só encerrar minha vida ali, mas quando pensei em fazer eu sentir alguém me chamando, era ela, eu salvei ela e um bando de baldados. Dias depois eu fui encurralado por uns mercenários de Shaka, levei eles pra outra dimensão, mas eles estavam espertos e me arrancaram de lá, fiz uma saída de emergência e acabei topando com ela na floresta, lutei tentando proteger a garota, na época eu não sabia que ele seria capaz de se defender sozinha, se eu soubesse as coisas teriam sido diferente, no fim eu me ferrei pra valer, ela me curou, quando acordei e olhei nos olhos dela eu vi a Katsura, eu sentir aquele mesmo calor que so sinto perto da Katsura e bem... minha relação com a Hope sempre foi distante, achei que seria uma boa hora para recomeçar com uma filha. – Opus enfim deixou Shion em paz e os dois seguiram viagem, claro sem antes Opus zoar. – ENTÃO VOCÊ FOI SALVO POR UMA GAROTINHA? HAHAHA – - DAMARE!


Aquele lugar quente enfim ficou para trás e os dois começaram a chegar em um local completamente congelado. – Acho que isso é onde ele está. – Dizia Shion.
Pareciam está chegando, mas Opus estava muito comunicativo. – Estamos quase lá e me vem uma dúvida agora, quando tudo isso acabar o que você pretende fazer? – Foi a primeira vez que Shion parou e abaixou seu braço para pensar um pouco. – Acho que se a gente resolver tudo que precisa ser resolvido, Lúcifer, Lilith e claro Katsura, acho que é o fim da linha, hora de pendurar a chuteira, aposentar e sabe tentar ter uma vida normal, longe de batalhas. – Opus sorriu pra ele. – Pretende ficar sem fazer nada? – Ele sorriu. – Ah, eu acho que seria professor, história, sempre me dei bem com crianças. – Opus gargalhou alto sobre Shion ser professor. – E você Opus o que gostaria de fazer no fim disso tudo? – Opus também pensou, mudou um pouco sua expressão alegre, o tom na forma que ele falava mudou tudo. – Sabe, eu nunca chorei pelo meu pai, ele se foi e eu simplesmente só seguir em frente. Mas diz ai o que você lembra do seu pai? – Shion olhou pra Opus no fundo dos olhos dessa vez, um olhar penetrante e diferente, sua voz ficou mais calma, ficou mais tranquilo. – Sabe eu tive dois pais, mas Hanzo... o lance é que eu não me lembro de nada do meu pai verdadeiro, eu não lembro dele gritando, não lembro dele rindo, pra falar a verdade eu nem lembro como meu pai era, eu não lembro dele, ele... estava sempre ausente. – Opus também o olhou fundo nos olhos. – Você é diferente dele Shion, é só olhar pra suas crianças. – Shion com um sorriso tímido de lado. – Como assim? – Opus complementou. – Eu gosto das suas crianças, e não gosto de você, o que significa que a criação delas foram boas. – Shion acertou um soco no peito dele, que começou a sorrir de tudo isso. Shion então voltou a falar sobre pais. – Meu pai, Daelin, ele fazia uma grande festa todo domingo após a missa, pra vizinhança toda. Quem não fosse a igreja não comia. Todos os dias ele estava lá sentado no seu trono, dando ordens, guiando, no fim da tarde ele estava comigo me treinando, me ensinando sobre a vida. Todas as noites ele estava na cozinha com a Katsura, ajudando no dever de casa e mesmo depois que ela ia dormir ele ficava acordado um pouco mais, pra aprender a próxima matéria pra ajudá-la no dia seguinte. Eu me lembro muito dele, me lembro de tudo. –  Shion novamente queria falar algo com Opus. – Sabe... faz um tempo que eu estou querendo te falar algo. – Opus percebeu a forma que Shion estava. – Fala... – Shion se preparava para falar, buscava palavras e forças, mas sentiu uma voz chamando, ele gritou. – KATSURA!!!

Opus e Shion procuraram de onde veio aquela voz e apenas se guiaram pelo chakra para chegar aonde tinham que chegar, enfim no reino gélido os dois estavam diante do poderoso Lúcifer, o ser era despojado e os provocava, contava sobre os planos, eles perceberam que foram enganados pela voz de Lúcifer, ele ainda os provocava com um brinde.

Os sapos perguntavam. – Eu sinto a força daquilo, é algo celestial, eu sinto algo grande, o que vamos fazer? – Shion encarava aquele ser, olhava pra Opus que também parecia preocupado, mas então Shion resolveu falar apenas aos companheiros. – Devemos lutar. – Opus já o interrompeu e falando alto. – Você sempre fugiu de uma boa briga. – Shion virou pra ele. – Não fugir não. – - Fugiu. – Todos na sala olhavam para Shion e Opus a cada fala. – Fugiu. - - Não fugir. - - Fugiu sim e sabe disso. - - Não fugir, difamação e calunia. – Lúcifer bebeu o líquido. – Os dois decidiram o que vão fazer ou vão ficar discutindo igual duas crianças? –

Shion e Opus um olharam para o outro, sorriram uma última vez e tocaram os punhos, Shion virou para seus companheiros no ombro. – Me desculpe, mas é hora de ir. – Ele fez um selo e os dois sapos desapareceram. Lúcifer viu aquilo e os questionou. –  Então vão lutar? Vocês acham que tem alguma força para enfrentar o Rei? – Shion sorriu pra ele. – A única coisa que eu sei é que hoje não vamos morrer. – Lúcifer sorria de lado. –  Katsura é o que vocês buscam não é mesmo? – Shion mudou sua expressão. – Ela está viva? – Lúcifer balançou sua mão mostrando uma fenda em uma sala onde Katsura estava presa, ela estava sentada em um canto da sala com as pernas a frente do corpo e seus braços abraçando suas pernas, sua cabeça estava baixa, seus olhos tristes e vermelhos de lagrimas, a sala completamente imunda, o corpo da Grey ferido, seu cabelo totalmente bagunçado, suas unhas sujas e escuras, seus pés calejados e cansados, a situação dela era desumana demais. – As vezes eu ficava entediado a torturava um pouquinho, eu e Katsura nos divertimos MUUITO! -

Opus e Shion viram aquilo, não demorou muito para a explosão de raiva acontecer, Shion usou seu pé esquerdo na frente do seu corpo para apoiar, lançou seus cotovelos para trás e os empurrou para frente com as mãos aberta e gritando. – STARDUST REVOLUTION!
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. 5f9dc471ee87136a77c38f74bc7c923a08afa192_hq
Uma chuva de poeira estelar foi em direção de Lúcifer, mas a fúria do Hattori não parava, ele juntou suas duas mãos para cima e rugiu uma vez mais. – AURORA EXECUTION!
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. 66FB13DAEC4E8A51B922CAAF0695C0E0A971150D
Da frente de seus punhos uma torrente de frio foi na direção do Rei.

Opus ao mesmo tempo combava junto ao Hattori, seu ombro se mexeu e uma sequência de feixes de luz cortava o ar e ia cortando tudo pela frente tentando acertar o rei. – RELÂMPAGO DE PLASMA!
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. 0d99c91c615c1dfebdc4c36c552c2ea9db4b4287_00

O leão furioso mudava sua posição e socava em direção de Lúcifer lançando centenas de dragões furiosos tentando despedaçar o corpo do rei. – CÓLERA DO CEM DRAGÕES!!!
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. 7AE68FCC01711BF242CCFF9F1D32BC496921B0A0


O Hattori e o Hikari, dois antigos cavaleiros liberaram sua fúria em direção ao Rei, a confirmação que Katsura estava vira era tudo que eles precisavam, agora só precisavam derrotar o obstáculo a sua frente.

To be continued...


Considerações:
Todos esses ataques tem Rank S
Usei os gif de descrição
.
Clique aqui para ver a aparência.






_______________________

[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Scre1755
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Ui7615FOlá, eu sou o Shion.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
Shion
Shion
Administrador
Vilarejo Atual
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. R181sJV

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Senko'
https://www.narutorpgakatsuki.net/t72492-fp-senko-matsuda https://www.narutorpgakatsuki.net/t72516-gf-senko-matsuda


A Hora do Crepúsculo
Inferno

O mais caro whisky foi recusado pela dupla. Pobres seres, poderiam ter o último drinque de suas pífias existências enquanto comemoravam a volta do Rei, mas resolveram lutar. Lutar é o que faremos, então.

Ao ouvir sobre a tortura que Katsura foi submetida, Hattori Shion mostrou toda a sua raiva. Afinal, nada poderia tocar o seu precioso poço de esperança e beleza, ele depositou nela tudo o que a humanidade mais precisava. Ele, mais do que ninguém, conhecia o poder que reside dentro do corpo daquela imunda, mas... que triste, nunca haverão de se reencontrar.

Os ataques não paravam. O mais poderoso chakra poderia ser sentido, acertando Lúcifer em cheio. Incessante, furioso, descarregando toda a sua frustração. Não só Shion, mas Hikari Opus também. Os dois parceiros. Juntos. Eles quase faziam com que o ambiente entrasse em colapso. Não é nem preciso ressaltar que o trono desmoronou, a lareira foi reduzida a pó e os copos com a bebida... bem, a poeira do vidro juntou-se a poeira cósmica que assolava tudo em sua frente.

— Você acha que acertou ele? — Opus deu um toquinho na armadura de Shion. Ele já exibia um sorriso e estava pronto para fazer uma piadinha, mas...

Da grande fumaça e estrago que tomou conta do lugar, a silhueta de Lúcifer fazia seu caminho entre os escombros. O Poderoso lia o seu livro, recitando algumas palavras de sua narrativa. Fechou-o e disse, num tom cínico. — Shion! Chegamos na minha parte preferida dessa divina comédia, sua filha vai morrer nas mãos do meu novo fantoche, o Tatsuo, enquanto você busca pela Katsura. Não é maravilhoso? Chegamos ao clímax! E o melhor é que... não vai valer a pena, vou torturá-la ainda mais amanhã de manhã! — Forçava um tom alegre, queria provocá-lo.

Sua movimentação foi incrível. Lúficer rompeu uma barreira que nem os feixes de luz de Opus alcançavam, era algo muito além do que a física poderia explicar. Apareceu na frente do paladino e, com um único soco na região do maxilar, amassou uma pequena porção da celestial armadura que cobria parte de sua face e o jogou violentamente contra uma das paredes do palácio. Era a vez do Hattori. Lúcifer apareceu pelas costas de Shion, chutando-o e o arremessando de cara contra o chão. O Divino pegou o homem pelos cabelos e socou a cara dele repetidas vezes contra a fria pedra do palácio até que ficasse atordoado, mas não inconsciente, não... queria que ele ouvisse.

— Foi lindo o jeito que Katsura chorou de dor ontem... Quando eu a arrastei pelos cabelos, fiz o sangue dela pintar o chão daquele calabouço, quando a joguei nos restos mortais dos corpos putrefatos... é maravilhoso ouvir o sofrimento dela. O que você vai fazer? Vocês não são nada aqui. O poder de Lúcifer é muito maior que o vosso!

O Rei do Submundo pigarreou e cuspiu da cabeça de Shion, chutando-o na parte da barriga. Shion voou alguns metros e parou em uma das paredes do palácio. Sua armadura já estava amassada. — Vocês são tão frágeis, tão... fracos. Por um segundo tive pena. O bom é que posso descontar minha energia em quem realmente aguenta. Bater na Katsura é incrível. Mesmo acorrentada, aquela depravada aguenta uns bons socos na cara, no estômago... só não é bom quando ela vomita, talvez eu tenha chegado perto do limite... talvez uma hora seguida? Uma hora e vinte minutos? Por aí... Enfim, só um momento, Sr. Shion e Sr. Opus, vou ver se eles já estão mortos.

Foi então que Lúcifer se distraiu, abrindo o livro mais uma vez. O sentimento de impotência poderia enorme, mas os dois tinham uma chance de pelo menos causar algum dano ao Satã.

Considerações gerais:
> Pode ter liberdade de narrar os acontecimentos e a conversa. Lúcifer está de costa para vocês lendo o livro. 
> Qualquer dúvida, meu pv está aberto.


Senko'
Senko'
Godaime Mizukage
Vilarejo Atual
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Xoj9u7k

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Shion
http://narutorpgakatsuki.net

[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Original



Shion



















[A História de um Hattori] -
[A Hora do Crepúsculo]
Os golpes de ambos embora tivessem feito grande impacto na sala não tiveram qualquer efeito sobre a divindade, inclusive ele debochava dos dois, começou provocando Shion com respeito a sua pequena, o Hattori começou a sorrir, sorriso esse que deixou Lúcifer desconfortável. – Por que está sorrindo? – Opus também olhou para Shion. – Qual a graça Hattori? – Shion colocou a mão na barriga para enfim parar de rir. – Quando ouvimos uma boa piada a gente precisa rir, você realmente acha que falar de Angell me deixaria irritado? No passado talvez pudesse ter algum efeito, mas agora... Agora eu conheço a força da minha filha, seu escravo já está derrotado, se esforce mais.

Tais palavras irritou Lúcifer que enfim atacou, ele derrubou primeiro Opus, mas em seguida o próximo foi Shion, ele começou a socar o rosto de Shion, tanto que o Hattori apagou rapidamente, ao apagar ele se viu anos no passado, seus cabelos ainda estavam negros, seus olhos se abriram e ele estava naquele porto, de frente ela, Azshara Grey, Azshara estava transformada em demônio, sua verdadeira forma.
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. World-of-Warcraft-Rainha-Azshara-Warbringers

Shion foi o primeiro a ser derrubado, Katsura, Opus e Katarina continuavam a lutar, Shion foi lançado para o mar, chegou a apagar um momento. O corpo do Hattori afundava na água, mas ele começou a ouvir uma voz familiar. – Shion... Shion... – O Hattori entreabriu seus olhos um pouco. – Pai... – Pensando ter ouvido a voz de Daelin Grey, a voz falava com ele uma vez mais. – Você fugiu porque queria ver se existia mais coisas, bom veja você mesmo. – Os olhos do Hattori viram seu pai Hanzo e seu amigo Honhenheim trabalhando em uma arma, a poderosa matadora de Deuses, novamente a voz de Daelin falou com ele. – Lembre-se disso... Nunca aceite o mundo como ele parecer ser, ouse vê-lo como ele poderia ser. – Shion escutava a voz de Katsura e Opus o chamando, seus olhos abriram novamente e ele estava na beira da areia da praia com os dois o tirando do mar, Shion se levantou. – Existe uma arma, uma arma feita por Hattoris e Hikaris, eu acho que consigo trazê-la, mas vocês precisam me ganhar tempo, todo tempo que conseguirem. – Opus olhou pra ele. – Tem certeza de que isso vai funcionar? Meu pai nunca me disse nada sobre isso. – Shion se levantou segurando na mão de ambos. – Por favor, confiem em mim. -  Os olhos confiantes do Hattori ascenderam o coração dos dois, Katsura tomou a frente invocando uma armadura negra. – Espero que esteja certo, Shion. – Os dois foram pra cima de Azshara enquanto Shion trazia a arma. – Eu também... -
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Tumblr_inline_njc8rk6qM21swraxx


Shion estendeu sua mão direita para frente rumo ao mar, com a mão esquerda ele segurou seu antebraço para manter ele firme, ele começou a gritar com um rugido, seus cabelos e rosto começaram a levantar uma chama azul. – Oh espada sagrada, eu sou Hattori Shion, eu a invoco, eu preciso de você. – O mar se abriu e do fundo dele a espada se levantou e veio de encontro a mão de Shion, ao tocar no cabo ele se sentiu levado a um local rodeado de lobos e Hattoris, vozes falavam com ele. – Qual a sua jura? Qual motivo de utilizar nossa arma mais sagrada. – Shion ficou espantado com tudo aquilo, mas com uma voz tímida ele respondeu o questionamento. – Meus amigos... eu quero proteger eles, Azshara vai matar todos eles e irá soltar o inferno no mundo. – A espada brilhou nas mãos de Shion ele sentiu as forças nascerem e crescerem, ele gritou para seus amigos. – KATSURA, OPUS, KATARINA, SAIAM DA FRENTE! – Quando eles olharam para trás o mar se levantava a vontade de Shion – HATTORI OUGI! -  Um gigantesco lobo de gelo era criado a partir da água, Katsura tirou todos do caminho, o Lobo acertou em cheio Azshara causando bastante dano nela, não o suficiente para derrotá-la, mas o suficiente para deter ela um pouco. Ela se levantou furiosa balançando seus tentáculos. – Você é só uma coisa que eu achei no mato, não vai me derrotar apenas porque conseguiu uma arma nova. – Shion rugiu e se moveu entre os destroços de gelo, rápido o suficiente para que Azshara mal conseguisse o enxergar, acertando um corte no braço dela, ele repediu esse movimento sem parar e foi cortando todo o corpo dela arrancando a transformação da Deusa demônio. Azshara terminou em sua forma real, Shion estava a pouco mais de 30m dela, mas ofegante, Azshara ergueu uma mão invisível que começou a apertar o corpo dele, começando a partir aos poucos, mas Katsura jogou seu feitiço no corpo de Shion aumentando sua força e resistência, Opus levantou seu martelo e a luz concedeu mais velocidade a Shion, ele quebrou a mão de força da mulher e avançou em direção dela com a espada em suas mãos brilhando, seu corpo coberto por uma aura vermelha e dourada, eram as forças de Opus e Katsura, os dois gritaram. – SHION! AGOOORAAA!! – Shion saltou e um dragão azul de fogo apareceu ao redor da espada, ele a girou entre sua mão e conjurou seu ataque final. – Ryuujin no Ken Wo Kuurae!!! – O Hattori perfurou o peito de Azshara atravessando seu coração, ele retirou a espada a balançando limpando o sangue, em seguida a passou sobre seu braço retirando o que sobrou e guardou na bainha. Azshara ia sentindo sua vida indo aos poucos, caindo no chão sangrando, Shion a segurou nos braços, ele estava ofegante e nervoso, olhou bem nos olhos entreaberto da mulher e disse para ela. – Eu vou destruir tudo e todo mundo desse seu clã. – Azshara sorriu pra ele enquanto escorria seu sangue da boca. – Assim todo mundo vai poder ver o monstro que você é, assim ninguém nunca mais vai amar você. – Shion aproximava a voz do ouvido dela e sussurrava. –  Eu não preciso que todos me amem, eu não preciso de mais ninguém. – Ele largou o corpo da mulher no chão e saltou voando fugindo daquele lugar.

O Hattori despertou ainda nas mãos de Lúcifer, Lúcifer o provocava dessa vez falando o que ele fez com Katsura, curtia a forma que ele a torturava, ele continuava socando e ferindo o Hattori, o que ele não sabia era que aquele homem aguentava apanhar. Seu corpo foi lançado contra uma das paredes, sua armadura estava amassada, seu corpo estava ferido, sangrando talvez ate com alguns ossos quebrados que se recuperava aos poucos.


Shion se levantou mais uma vez, acabou deixando um pouco de sangue sair de sua boca, mas ele se reerguia cansado, mas ainda afim de lutar, Opus continua no chão e falava. – Não Shion, corra, ele é muito poderoso. Não podemos no igualar a ele. – Shion recuperava o folego, mas estava um pouco ofegante. – Ainda sinto a alma de Light, Hitsugi, eu consigo sentir daqui a Angell está lutando junto a Hope, ela está tentando proteger todos, eu não a vejo fraquejando, eu vejo aqueles jovens fazendo o possível para manter aquela porta aberta. Somos fracos e talvez não podemos fazer nada contra o poder dele, mas ainda assim podemos nos sentir orgulhos por sermos teimosos e nunca nos dá por vencidos. – Lúcifer viu aqueles dois homens se levantando, se reerguendo uma vez mais. – O que? Como é possível? Mesmo com seus corpos feridos, suas forças continuam crescendo.

Shion deu a mão para Opus se levantar. – Vamos indo. – Lúcifer se irritou ao ver os dois caminhando em direção dele. – O que? Vocês realmente acham que podem me derrotar? ISSO NUNCA ACONTECERÁ! – Ele liberou uma onda de chakra que jogou os dois para trás, não os derrubando, mas fazendo eles serem um pouco empurrados, Opus lançou seu martelo em direção de Lúcifer, O Anjo tentou parar o martelo tentando segurar em seu cabo, mas foi arrastado para longe com o martelo, ele tentou erguer o martelo, mas não conseguia de forma alguma, Opus debochou. – Esquece, esse martelo apenas aqueles que forem dignos conseguem erguer, ele tem o peso de uma estrela. – Opus puxou seu martelo de volta a sua mão e gritou. – AGORA SHION! – Shion avançou contra Lúcifer tocando suas duas mãos nas cabeça dele. – Obrigado por me deixar entrar. – Shion levou Lúcifer para dentro de sua própria mente, os dois estavam um de frente para o outro, Shion caminhou enfurecido em direção de Lúcifer. – Você quer o que eu tenho? Que sentir o que eu sinto? BEM VINDO A MEU MUNDO! – Novamente tocou a cabeça da divindade que caiu de joelhos com todas aquelas cabeças, aquelas mentes, aquelas pessoas, tudo aquilo assustou Lúcifer. Shion aproveitou se acertou um soco nele arrancando sangue do rosto daquela criatura. – VOCÊ ESTÁ EM MINHA CASA AGORA. – Lúcifer estava com dificuldades de se adaptar ali, Shion aproveitava isso para espancar a criatura. A mente de Shion tomou forma da casa dele e Angell em Konoha, ele espancava o anjo naquela casa, socava sem parar o rosto dele, quando ele ia da o golpe final Lúcifer segurou a mão de Shion e sorriu pra ele. – Precisará de uma casa maior. – Lúcifer começou a crescer naquele mundo amassando a mão de Shion, subjugando o Hattori em seu próprio reino. Lúcifer atingiu a altura de um humanoide gigante, cerca de 5m de altura, pressionando o corpo do Hattori no chão e tomando conta da mente.


Lúcifer agarrou Shion e o jogou contra as paredes, e ao mesmo tempo, acaba com ele em sua mente, Shion estava sentindo o dobro do impacto, sentia que estava acabando, e acabou falando com seu corpo como se conversasse com alguém. –  Ajude-me. – Lagrimas saia dos olhos dele, sua mente estava sendo despedaçada por Lúcifer, em sua mente ele se arrastava completamente quebrado e estendia sua mão para uma porta de entrada na casa. –  Katsura... Ajude-me. – O gigante Lúcifer acertava um soco nas costas dele partindo os ossos da copia em sua mente. Lúcifer sussurrou no ouvido dele, enquanto pressionava o corpo do Hattori contra o chão. – Acabou, Shion. É o seu fim. Você é meu agora. -  O corpo verdadeiro fechava os olhos e deixava mais lagrimas derramarem, e mesmo em soluços continuava falando. – Você jamais vencerá. - - E por que não? – Shion abriu os olhos olhando para a porta em ambos os corpos. – Porque você está sozinho. E eu não. -  A porta se abriu e a silhueta de uma mulher veio andando, ela caminhou lentamente como um fio de esperança entrando na sala da casa e ao mesmo tempo na sala de Lúcifer, Shion entrou na mente de Lúcifer para pegar a informação onde ela estava, Opus a recebeu e libertou Katsura.

Katsura estava diante de Lúcifer em ambas as salas, imponente, com seus machucados curados, Lúcifer olhou para aquele olhar feroz da Grey, saiu de cima de Shion e focou em caminhar até a mulher, Shion em seu corpo verdadeiro sentiu ela e comentou. –  Liberte-o. Liberte seu poder, Katsura. – A sala ficou completamente muda com o respirar da Grey, ela estava acima de um andar em uma escada, seus olhos fixos no Rei do Submundo, sua respiração aumentava um pouco mais, era o único som ouvido na sala além dos passos lentos. Shion insistia. – Não tema. – Ela olhou para Shion, ainda estava um pouco assustada, mas voltou a olhar para Lúcifer.  Uma última respirada, e começou a caminhar lentamente em direção a Lúcifer, o anjo começou a caminhar em direção de Katsura, estava curioso com o que ela poderia fazer. Quando Katsura chegou no primeiro degrau da escada, seus pés não desceram, ela continuou a caminhar em linha reta como se andasse sobre o ar, ela dominou totalmente aquela realidade em ambos os locais, parou acima de Lúcifer o encarando. Shion a olhou e gritou. –  LIBERTE SEU PODER! LIBERTE-O, KATSURA! KATSURA, LIBERTE-O! – O Rugido da fênix, criando asas nas costas de Katsura, despedaçou completamente a mente de Lúcifer na mente de Shion os libertando de lá, lá fora o crescimento do poder foi tanto que começou a despedaçar as roupas de Lúcifer e seu corpo aos poucos, embora ele continuava a se reconstruir, Shion sentiu suas forças voltando graças ao poder de Katsura, ele se levantou ficando a direita da Grey, Opus a esquerda, os três começaram a atacar o anjo caído, liberando suas forças máximas, tanta força que o anjo não resistiu e foi completamente desintegrado pela força dos 3.

O Anjo desapareceu, a Grey enfim abaixou suas asas, Shion e Opus abaixaram suas armas, Katsura e Shion se olharam um pouco, os dois correram um na direção do outro se abraçando forte, Shion tremia os braços, tremia sua voz ao falar com ela, ele esperou muito tempo para aquele abraço, ele não sabia como reagir, não sabia o que fazer, ele só quis ficar ali um pouco mais, sentindo o calor do corpo da sua amada um pouco mais. Tempo depois Opus comentou. – Olha eu estou feliz pelos os dois, mas nenhum de vocês parou pra pensar que foi meio... fácil... – Os dois não ligaram continuavam ali se curtindo um pouco mais.

To be continued...


Considerações:

.
Clique aqui para ver a aparência.






_______________________

[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Scre1755
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Ui7615FOlá, eu sou o Shion.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
Shion
Shion
Administrador
Vilarejo Atual
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. R181sJV

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Senko'
https://www.narutorpgakatsuki.net/t72492-fp-senko-matsuda https://www.narutorpgakatsuki.net/t72516-gf-senko-matsuda


A Hora do Crepúsculo
Inferno

Na nossa ótica própria ótica, sempre somos os heróis. Sempre fazemos o certo, tomamos as melhores decisões e confiamos naquilo que fomos treinados para fazer. Foi o que Shion fez. Levou Lúcifer e seu imenso poder para dentro de sua mente e começou a revidar, destilando todo o seu ódio por meio de socos imaginários que, por incrível que pareça, atravessavam a barreira de sua mente e infligiam danos reais ao Rei do Submundo.

Mas não era o suficiente, e nunca seria. Lúcifer demorou para se adaptar, mas a sobrevivência do mais forte se fez evidente. Nada e nem ninguém era páreo para seu poder. Ou… era? Somente Katsura seria capaz de derrotá-lo. E assim seja! A fênix ressurgiu e salvou-os das garras do Demônio. Suas máculas já haviam sumido, não estava mais suja e nem ferida. Tão simples quanto isso. Pera… sério?

A inteligência do Paladino havia lhe suscitado a dúvida que Katsura e Shion deveriam ter, mas não tiveram. Claro, não era prudente julgá-los, precisavam de todo o tempo (e se fosse possível, privacidade, também) do mundo para colocar a conversa em dia e matar as saudades. Só não deram ouvidos ao comentário de Opus. Conveniente, eu diria.

— Ok pombinhos, bonito o abraço, momento emocionante, se isso fosse uma peça de teatro estaria tocando uma musiquinha e o público estaria aplaudindo — Ele sorria para os dois, mas chamava a atenção para missão. — Mas é melhor irmos andando, estão esperando por nós do outro lado do portão. — Piscou para eles e virou as costas, começando a caminhada de volta para a entrada do Nono Círculo do Inferno.

Hikari Opus, Katsura Grey e Hattori Shion. Lado a lado. Era uma cena incrível. Qualquer um que testemunhasse aquele momento viveria a sua vida como se tivesse visto uma bênção cair dos céus. Era quase como um símbolo de esperança num mundo assombrado por Lilith. Eles já poderiam ver o portão de longe, aberto, e começariam a descer as escadas. Porém… O portão se fechou abruptamente enquanto os três desciam. — O QUE?! NÃO! Shion?! O que aconteceu?! — Shion poderia sentir os arrepios que desciam pela sua coluna, o suor frio escorrendo pela sua pele. — Estamos… presos?!

— Do que vocês estão falando? Como assim presos? — Katsura estava confusa, ela não sabia das condições que o Caronte havia explicado ao grupo. Não houve resposta, os dois estavam em choque. Se o portão estava fechado, significava que algo de mau aconteceu com o grupo. A Grey permanecia boquiaberta, tentando compreender a situação.

— Katsura, você consegue tirar a gente daqui? Consegue forçar o portão?! — Opus apontava para a estrutura de pedra.

Mesmo um pouco assustada, Katsura atentou ao pedido do Paladino, afinal, não havia outra opção até então. Ela fechou os olhos, concentrando todo o seu poder e chakra na brecha entre as portas. O chakra era tão puro e grandioso que causava até uma pressão em Opus e Shion, pequenas pedras levitavam e as veias em sua face apareciam. Forçando ao máximo a porta, ela gritou, externando todo o seu esforço para abrir o portão.

Nada.

Os três se olhavam, Hikari e Opus entendiam muito bem o que aquilo significava. — Bom, calma, achamos outra saída.

— Não há outra saída…

Depois da fala de Shion, os três ouviram uma risada histérica de uma voz feminina. — HAHAAHAHAHAHH! — logo abaixo de seus pés, um portal negro se abriu e eles caíram na escuridão e bateram contra o chão de um outro lugar. Era inexplicável, mas sentiam algo no seu peito. Batimentos cardíacos acelerados, uma falta de ar, uma angústia. Só havia silêncio e um zumbido por conta do impacto.

— Olá, Shion… Olá… Olá, Opus, olá Katsura…— Em meio a escuridão, um holofote foi ligado e mostrou a figura de Lilith. Ela caminhou até os três jogados no chão e colocou uma cadeira de metal simples em sua frente e se sentou. — Sabe, Shion, se meu pai estivesse aqui, ele diria, mesmo tendo coletado inúmeras almas durante todos esses anos, que você é o tipo de alma que ele iria viria até aqui para coletar pessoalmente.

Na sala escura, outra uma luz se acendeu, mostrando um televisor antigo. — Eu tenho um presentinho para vocês, podem ir lá ver. Vocês vão adorar. — De repente, surgiram grossas paredes em volta de Lilith, isolando-a dos três. Apenas era possível vê-la através de uma pequena escotilha. — Se serve de consolo, eu os fiz adormecer e eles morreram dormindo… — Mais luzes se acenderam e eles puderam ver os corpos de quatro dos seis ninjas que mantinham o portão aberto. Pela raiva, Shion juntou as mãos e soltou um feixe de poeira cósmica na direção daquelas paredes, mas a proteção não sofreu nem um dano sequer. — Todo esse show… nossa vinda pra cá… Você matou esses ninjas inocentes só para nos trazer até aqui?! — gritou, chegando mais perto de Lilith. Ela deu uma risada discreta, mas levantou-se e mudou o tom, falando baixinho com Shion numa voz sombria.  — Eu não pensei em mais nada por mais de um ano. Eu estudei você, eu segui você, mas agora que você está aqui na minha frente, só agora pude reparar… — Lilith se aproximou da escotilha e encarou Shion. — Tem um pouco de cinza no azul dos seus cabelos. É bom achar mais um defeito.

Opus permanecia logo ao lado do televisor, ainda desligado.

Considerações gerais:
> Pode ter liberdade de narrar os acontecimentos até o fim da fala de Lilith. Depois continuamos a cena.
> Qualquer dúvida, meu pv está aberto.


Senko'
Senko'
Godaime Mizukage
Vilarejo Atual
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Xoj9u7k

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Shion
http://narutorpgakatsuki.net

[A Hora do Crepúsculo] Inferno. DentalFreshKilldeer-small



Shion



















[A História de um Hattori] -
[A Hora do Crepúsculo]
Esperança, para muitos uma palavra, para poucos é aquilo que faz acreditar que tudo vai melhorar, por mais de uma década Hattori Shion esperou, esperou tanto que ele mesmo havia perdido as esperanças e desistiu, mas algo acendeu seu coração e mostrou pra ele, o mundo ainda não acabou. A primeira vez que ele teve contato com a esperança foi quando ele ainda era um simples garoto que sonhava, ele estava triste e sozinho, seus pais, tios, todos familiares conhecidos estavam mortos, em suas costas caiu o peso de uma culpa, mas então apareceu ela, Azshara, aquela mulher viu naquele garotinho triste possibilidades, ela viu aquele rosto desamparado e triste, viu o sofrimento, ela mostrou para ele naquele dia algo simples sobre heroísmo. Azshara retirou sua grande manta que a protegia da chuva forte daquela noite, enrolou ao redor do corpo do garoto para agasalhar ele daquele frio inesperado, segurou firme nas mãos dele, sorriu e disse. “Tá tudo bem, vai ficar tudo bem, eu vou cuidar de você”. Aquele garoto sorriu naquela noite, aquele dia ele aprendeu algo, “Um herói pode ser qualquer pessoa, até mesmo alguém que faz um gesto simples como colocar um casaco em um garoto para que ele saiba que o mundo ainda não acabou.” Azshara foi uma heroína pra Shion, quando perguntamos o porque ele fez o que fez por ela, é não entender o que é esta sozinho, aquela mulher por mais monstruosa que seja, era o mundo dele, ela era tudo pra ele, ela se tornou seu porto seguro, infelizmente confiar e acreditar nas pessoas tem seu preço, Azshara se aproveitou do garoto, o manipulou e o fez fazer coisas terríveis, coisas essas que perpetuam até hoje em sua cabeça.

[A Hora do Crepúsculo] Inferno. WUc9bAA
A armadura desapareceu, o Hattori enrolou sua amada com sua manta a protegendo, ela o abraçou forte, chorava nos ombros dele, gritava com ele em meio as lagrimas. – Eu falei... Eu falei tanto... Me esquece, mas você está aqui, você veio. – Shion a abraçava forte e ignorava o que Opus dizia naquele momento. – Se imprudente e impulsivo, eu sempre fui assim. – Katsura repousou seu rosto um pouco mais no ombro dele, e em seguida olhou pra Opus. – Você também, vocês dois são mesmo uns idiotas, mas obrigada. – Opus sorria pra ela. – Na verdade a culpa é do idiota, ele não sabe fazer nada sem você está por perto, os créditos do plano é todo dele. –  Katsura ainda segurava a mão de Shion enquanto conversava com Opus, Shion estava meio que de costas apenas ouvindo, Katsura então sorriu. – Sério, ele fez tudo isso?  – Shion permanecia quieto e foi surpreendido com um beijo na bochecha enquanto ainda estava de costas, a primeira reação dele foi arregalar os olhos assustado, mas suas bochechas logo se avermelharam, ele não sabia o que fazer.
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. A6diGme
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. WXEH3UA
Ele virou pra ela. –  Por que fez isso? – Ela sorriu de volta. – Só achei que você merecia. – Os dois se olharam com aquele olhar convidativo, Katsura segurou no rosto do Hattori e começou a trazer mais próximo do rosto dela, ambos fecharam os olhos, mas foram surpreendidos com Opus pigarreando. – Temos que sair daqui, depois os dois VÃO PRA UM QUARTO! – Katsura deu com os ombros e só deixou pra lá.

Na presença de Katsura, Shion falava mais do que o normal, gaguejava, se perdia nos assuntos, mas estava bastante comunicativo. –  Chegando lá, eu pretendo te mostrar tudo, quero mostrar a casa, quero mostrar a vila, quero mostrar as pessoas.  – Katsura continuava seguindo ele, segurando a mão direita dele com suas duas pequenas mãos e apenas ouvindo e observando e claro sempre falando na medida do possível e sorrindo do que ela achava grassa. –  Ah, você precisa conhecer a nossa filha.  – Ela se assustou. – Nossa filha? A Hope?  - - Não, nós, que dizer eu, adotei uma garotinha. - - Ham? Como assim. - - Quando você a vir você vai entender.  - - Tudo bem...  – E sorriu, ele olhou pra ela confuso. – Qual a graça?  - - Você.  - -  O que tem eu? - - Por fora você ta diferente, mas por dentro parece aquele garotinho por quem me apaixonei. – Seu rosto se avermelhou novamente, mas ele não entendeu bem o que ela tinha pra dizer ou estava distraído demais para entender.

O braço dele os guiavam até a porta, eles estavam na esperança de retornar para casa, mas toda essa esperança se foi ao perceber que aquela porta jamais abriria, Shion olhou para Katsura e o olhar dele dizia tudo, Opus apertou firme o cabo do seu martelo, mas foram surpreendidos, foram levados para um lugar diferente de tudo, viram homens mortos, Lilith provocou Shion, falou dos olhos dele e então mostrou um pequeno televisor, nenhum deles sabia o que viria ali mas os olhos dos três se atentaram o que viria naquela tela.

As imagens se iniciaram e Opus foi o primeiro a reconhecer. – Ué, é a casa do meu pai. – Shion e Katsura se olharam, sabiam o que viria. As imagens mostravam o pai de Opus em sua casa, estava sentado na mesa desenhando algo, uma runa ou trabalhando em algum projeto, ele teve sua casa invadida por um homem utilizando uma roupa preta, a roupa continha um gorro que escondia seus cabelos e uma máscara escondendo o rosto. Os dois entraram em combate, o velho Honhenheim era bom, mas o homem era melhor, ele derrubava o velho, mas ele bateu sua mão no chão criando feixes de luz, feixes esses que arrancaram a máscara do homem expondo seu rosto.
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. B734544401b1c587999a3a3baf33ac2f128434f8_hq
O rosto daquele homem arregalou os olhos do velho Hikari, era seu afilhado Hattori Shion. Ele olhou fundo nos olhos do garoto, viu um corpo sem alma, viu um rosto sem qualquer empatia, o velho tentou falar com ele. – Shion, o que você acha que está fazendo? – Os olhos do Hattori piscaram mostrando o Sharingan e colocando o velho em um genjutsu, ele colocou seu braço ao redor do pescoço do homem e o estrangulou o matando ali, por fim ele ajeitou tudo e fez parecer um simples infarto, ele já estava velho e de coração fraco, não checou as câmeras e se retirou da casa.

Opus fechou os olhos um momento vendo aquelas imagens, olhou de lado para Shion, mas Katsura tentou interferir. – Opus... – Ele olhou pra ela. – Você sabia disso? - - Não sabia que tinha sido ele.  - - NÃO VEM DE ENROLAÇÃO COMIGO KATSURA, VOCÊ SABIA? – Katsura olhou nos olhos de Opus e o respondeu. – Sabia...  – Opus sorriu sem graça, seus olhos brilharam em lagrimas, abaixou a cabeça e acertou o martelo no peito da Grey a jogando para longe entre as paredes, Shion estava completamente imóvel olhando pra Opus, ele não conseguia reagir ou responder, apenas ficou em silencio. Opus brilhou seu corpo em luz e tentou acertar a cabeça do Hattori com seu martelo, mas foi puxado pela magia de Katsura o trazendo para trás, ela tentava segurar o Hikari enfurecido, mas gritava pra Shion. – SAI DAQUI! SAI DAQUI AGORA, ELE NÃO VAI PARAR. – Opus ergueu seu martelo criando um círculo de luz abaixo as pernas de Katsura a jogando para cima, ele arremessou duas lâminas de Hikariton que prenderam as pernas e braços da Grey na parede. Opus voltou para cima de Shion que permanecia em imóvel se perdendo entre seus pensamentos, acordou com o primeiro soco do Hikari acertando no rosto dele o acordando para a realidade, Opus o agarrou pelo martelo abaixo do queixo dele o arrastando até a parede o amassando, Shion grunhiu de dor, mas Opus o perguntou algo. – Você pelo menos se lembra dele? – Shion olhou para ele. –  Eu me lembro de todos eles, todos os dias.  – Opus afastou o martelo e bateu novamente acertando o peito dele fazendo o Hattori jorrar sangue pela boca, ele acertou o martelo por baixo o levantando abaixo do queixo o jogando no chão, Opus ergueu o martelo brilhando com as duas mãos e daria o golpe final na cabeça de Shion quando foi atacado por uma repulsão vermelha da Katsura. – Para com isso Opus, não era ele Opus, minha mãe controlava a mente dele. – Opus se levantou batendo o martelo no chão causando uma pequena tontura em ambos. – PROVE! – Shion e Katsura se apoiaram um no outro pra se equilibrar, Opus voou até os dois acertando um chute duplo em ambos jogando eles para longe, avançou contra Shion o pegando pelos cabelos o jogando no chão novamente, ele puxou seu martelo e o ergueu para novamente acertar a cabeça de Shion e da o golpe final, Katsura abriu os braços criando uma esfera de energia vermelha acertando o peito de Opus e o prendendo na parede. – Para com isso Opus, nós somos amigos. – Opus gritava enquanto buscava forças na luz para quebrar aquela magia. – É por sermos amigos que você ainda está viva. – Ele levantou a mão e um forte feixe de luz caiu no local destruindo completamente os jogando para longe dali em uma outra sala. Shion caiu ao lado do martelo de Opus, tentou o erguer, usou toda força que tinha naquele momento, mas o martelo nem se mexeu, Opus puxou o martelo que trouxe o Hattori junto com ele, graças a velocidade Opus acumulou chakra Hikariton nas mãos acertando um soco poderoso na boca de Shion derrubando o Hattori uma vez mais no chão, Katsura se levantou mais uma vez. – Você não vai parar... eu não quero ter que lutar com você.  – Opus chutou Shion para longe. – Se continuar do lado dele, vai morrer junto com ele, eu estou cansado de você, estou cansado dele, estou cansado de toda essa merda que esse psicopata causou, tudo isso, sua prisão, sua tortura, tudo isso é culpa dele, eu o joguei na cadeia ele iria apodrecer lá onde não poderia ferir mais ninguém, mas você me fez tirar ele de lá, você é tão culpada quanto ele. – Opus olhou para baixo vendo o corpo desacordado de Shion, se enfurecia, chorava de raiva. – Desde que eu o conheci... tudo que eu gostava... desapareceu. Arruinado, virando merda... morto... Desde que me juntei ao grande Hattori Shion. Eu nunca me senti mais sozinho. Eu não tenho nada! Ninguém! Certo? Tudo acabou! Mas o que isso importa contanto que vocês tenham o que querem.
Opus acendeu seu martelo novamente. – Se continuar entre mim e ele eu juro que minha paciência com você acaba. -

To be continued...


Considerações:

.
Clique aqui para ver a aparência.






_______________________

[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Scre1755
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Ui7615FOlá, eu sou o Shion.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
Shion
Shion
Administrador
Vilarejo Atual
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. R181sJV

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Opus
http://narutorpgakatsuki.net

Hikari Van Opus

Hikari Van Hohenheim, pai de Hikari Van Opus. O homem que foi morto pelas mãos genocidas de Hattori Shion. Não havia nenhuma célula no corpo de Opus que não estivesse completamente tomada pelo ódio descomunal que o Paladino sentia ao conhecer a verdade a respeito da morte do seu pai. Era Shion, sempre foi ele. Por todos esses anos, Opus havia vivido uma mentira suportada por Katsura. Ele olhava para ela a lacrimejar, abanando a cabeça em negação, Opus não conseguia acreditar no que a Grey tinha acabado de dizer. Ele sempre quis saber o que de fato tinha acontecido com o pai e, por incrível que pareça, o inimigo era seu amigo mais próximo.

Suas lágrimas brotavam da mais pura cólera.

— Opus… isso não vai mudar o que aconteceu. — Katsura ainda argumentava com o Paladino. Ela defendia Shion e tentava suportava o pilar daquela amizade que estava prestes a cair… ou melhor, já havia sucumbido.

_ Eu não me importo… ele matou meu pai. — Opus investiu contra Katsura num clarão intenso, jogando-a contra a parede com a ajuda do seu martelo. Acertou-a três vezes com grande força e era impressionante como a fênix se mantinha de pé. Depois do terceiro impacto, ela esquivou-se e surgiu atrás de Opus, prendendo-o num mata-leão. O Paladino levou as mãos até as costas, puxando Katsura pelos cabelos e jogando-a diretamente contra o chão. Voltou a socá-la. Três, quatro, cinco vezes. Ele só queria fazer com que ela desmaiasse para voltar ao que realmente interessava: matar o Hattori.

Shion acordou e ainda um pouco atordoado, só via o corpo da mulher que amava sendo atacado pelo amigo. A sua armadura fez-se presente mais uma vez e ele foi pra cima de Opus. — KATSURA! JUNTOS! — gritou, coordenando um ataque depois de chutar Opus para o lado. Ele ficou no meio dos dois, defendendo-se e contra-atacando socos e pontapés da dupla ao mesmo tempo. Ele queria isolar Shion. Quando uma janela de oportunidade apareceu, Opus soltou um espesso feixe de Hikariton contra Katsura, arremessando a Grey para longe e voltou a sua atenção para o Hattori.

O seu foco era extremo. Ambos eram ninjas lendários, mas Opus queria matar. A sede por vingança era seu combustível para espancar Shion. Dois socos no abdômen, amortecidos pela armadura, e um gancho certeiro na mandíbula. Puxou o seu martelo e se preparou para soltar mais um feixe de Hikariton, mas Shion foi rápido o suficiente para desviar o seu braço para cima e jogar Opus contra a parede. Com uma mão, segurava o braço direito de Opus e com a outra prensava sua cara na parede. _ VOCÊ DEVERIA ESTAR APODRECENDO NA PRISÃO! DESGRAÇADO! — Opus gritou e fez um movimento inesperado com o martelo, se soltando e acertando Shion com toda sua força. Um clarão insuportável saiu de seu martelo, pulverizando a armadura de Shion e o jogando com toda a força contra a parede oposta. A parede cedeu em cima do Hattori e, pelo o abalo na estrutura, as outras paredes foram tombadas da mesma forma. Eles estavam em algum lado do mundo ninja.

Opus caminhou lentamente até Shion, mas Katsura voltou e se pôs na frente do Hattori. — Eu o amo e, acima de tudo, ele é meu amigo. — Com um olhar cansado, ela cuspia sangue para o lado.

_ Eu também era. — Opus acertou-a duma só vez com o martelo, fazendo-a cair de novo. Katsura não ia desistir, ela ia continuar lutando. Não foi torturada por Lúcifer por todo esse tempo para desistir agora. Ela se pôs de joelhos e lentamente foi se levantando. — Eu posso fazer isso o dia todo, Opus. 

Ao fundo, Lilith só sorria. Tudo o que ela sempre quis estava acontecendo e ela estava assistindo de camarote. Devagar, Shion foi abrindo os olhos e viu Opus de costas para ele, segurando o seu martelo com força e o fazendo brilhar. Se olhasse ao seu redor, perceberia que a paisagem não lhe era estranha: estava em Iwagakure no Sato.

Considerações:

RP. Os ninjas se encontram em Iwagakure no Sato. Opus está de costas para Shion, pronto pra dar uma martelada na Katsura e voltar para matar Shion.

_______________________

[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Tumblr_lwb15m8oS01qf3spqo1_500
Ficha
"...o que importa é a vontade de nunca desistir!"
Opus
Opus
Vilarejo Atual
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. 100x100

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Katsura

GREY KATSURA
Titânia


Shion parecia confuso. Ele quase não reagia; era como se quisesse receber cada golpe de Opus em uma tentativa de expiar ao menos um pouco de sua culpa. Enquanto isso, porém, Katsura continuava de pé, enfrentando o Hikari e protegendo seu amado. Mas Opus não parava; continuava atacando, liberando cada vez mais de sua fúria, tentando acertar Shion de qualquer jeito. ...o que não surtia efeito, já que a Grey era poderosa demais. E ainda assim ela tentava convencê-lo a parar, mas palavra nenhuma chegava aos ouvidos do paladino da luz enfurecido. Nem mesmo os danos que ele sofria surtiam efeito; Opus tinha o sol a seu favor, e abusava da vividez do mesmo para se curar quão rápido podia.

Os golpes devastadores enfim expuseram o local em que o trio estava: antes abaixo de Iwagakure, agora aquela batalha destrutiva havia criado uma nova superfície, deixando os Heróis do Tempo ao alcance dos olhos assustados dos moradores da vila.

– Opus, há inocentes aqui! – Katsura gritou.

– Essas pessoas não significam nada para mim! – mas Opus rebateu. – O meu juramento de honra não foi feito nestas terras; foi feito em minha terra, sob os olhos do meu Deus!

Ele chocou seu martelo contra o chão, abrindo um rombo que percorreu ruas e mais ruas, desmoronou casas e feriu pessoas. Katsura olhou para Shion, que continuava tão abalado quanto praticamente inerte quanto ao que ouvia.

– Shion! – e o chamou. – Se não vai lutar, ajude as pessoas em perigo.

E enfim o Hattori despertou. ...e se deparou com aquelas pessoas assustadas e feridas. Opus já investia contra elas outra vez, mas Shion se lançou na frente, segurando o máximo de golpes que conseguia. Porém, o impacto dos mesmos continuava devastador; mesmo protegendo as pessoas da batalha direta, Shion não conseguia conter os efeitos do poder destrutivo do paladino da luz. Em um dado momento, o Hattori teve em seus braços uma garotinha que perdia a vida aos poucos. E então ele soube quanto de ajuda extra – e de um médico – precisaria.

– Shaka! – ele gritou em direção aos céus – Estamos em Iwagakure! Há feridos aqui; traga toda a ajuda médica que estiver ao seu alcance. Isso é uma ordem!

Mentalmente, implorava para que Shaka tivesse mesmo ouvido seu pedido. Aquelas pessoas inocentes não podiam pagar pelos seus erros.

Enquanto isso, em plena batalha, Katsura mais uma vez tentava conversar com Opus:

– Opus, me escute, por favor. A culpa pela morte do seu pai não foi de Shion.

Ela se levantou e apoiou sua mão direita na cintura para forçá-la, ajeitando sua postura. Tinha sentido o último golpe de Opus.

– Do que você está falando? – ...que só rangia os dentes.

– Um Grey precisa ter seu sangue injetado no corpo da vítima para poder controlá-la. – ela começou a explicar. – Eu dei meu sangue para Shion quando ele ainda era só um garoto e salvei a vida dele. ...mas minha família usou isso para se aproveitar dele. Fomos nós que matamos seu pai.

Opus pareceu estagnar por um instante. Não havia mais palavras, muito menos havia emoções. Ele lançou seu martelo para o alto e espalmou sua mão no chão.

– Supernova Titânica! – e gritou.

O martelo, ao cair, causou um clarão de luz, que se expandiu para ir consumindo tudo pelo que passava. Sim, tudo que a luz tocava se tornava nada.

...mas Katsura ainda tinha um último recurso.

– Kansou. – ela anunciou. – Kongou no Yoroi.

Uma armadura gigantesca, que tinha em seus braços as duas metades de um escudo poderosíssimo, se materializou em um piscar de olhos no corpo da Grey. Ela juntou os braços, apresentando o escudo em sua totalidade, e o colocou no caminho da luz que ainda se expandia. Conseguiu segurar boa parte da destruição para Iwagakure. Mas o golpe do Hikari ainda era mais poderoso, e arrebentou completamente a armadura de Katsura, lançando-a para trás.

Ela caiu nos braços de Shion. Seu corpo parecia sujo e fragilizado, mas, quando Shion o olhou mais atentamente, viu entre os dedos de sua própria mão um pequeno corte feito no braço direito dela. Ele viu sangue. Sangue de Katsura, derramado pelo ataque de Opus. Só de tocá-lo, a mão do Hattori estremeceu. Ele mal conseguia parar de olhar para as gotículas avermelhadas em seus dedos, mas ainda precisava visualizar a situação de Opus depois daquele ato repugnante; encarando o Hikari, vendo-o de pé a pouco mais de 20 metros, flagrou-o empunhando seu martelo novamente. De relance, também viu os habitantes de Iwa, amedrontados com aquele embate.

Ar frio escapou da boca do Hattori.

– Shion. – Katsura o chamou de novo, tocando-o no rosto. – Acalme-se. Isso não precisa terminar em uma luta.

Mas o ar frio escapou outra vez, mais intenso, em meio a uma expiração mais forte. Os olhos do Hattori brilharam, e os cabelos dele se ergueram como chamas azuis.

– Sempre termina em uma luta. – ele sentenciou.

E retirou a mão de Katsura do seu rosto e a deixou de pé no chão, entre os moradores de Iwagakure.

– A ajuda já está vindo. – ele tornou. – Protejam esta mulher até lá.

Shion se levantou e caminhou até Opus, não conseguindo evitar formar um caminho de gelo por onde passava, caminho este que foi interrompido no meio pelo poder da energia de Opus. Ambos agora estavam frente a frente. Shion entrou em modo de batalha. Opus apoiou seu martelo no ombro.

– Então você finalmente vai parar de se esconder atrás da sua mulher e vai me enfrentar? – o Hikari provocou.

E Shion respondeu primeiro com a manifestação dos tomoes do Sharingan rotacionando pelo azul de seus olhos até se tornarem, de um lado, o Rinnegan, e, do outro, o Olho da Fênix de Daelin.

– O seu problema é comigo, Opus, só comigo. – até dizer alguma coisa. – Essas pessoas não têm nada a ver com isso. Mas o seu erro não foi só envolver inocentes em algo pessoal... não... você fez Katsura sangrar.

Ele emanou uma de suas mais poderosas intenções assassinas.

...mas Opus revidou, já apertando seu punho no martelo.

– Eu vou esmagar a sua cabeça. – e vociferou. – E, logo em seguida, eu vou esmagar a cabeça dela. Existe um lugar especial no inferno para vocês dois. A luz está do meu lado!

Os dois guerreiros se encaravam ferozmente. A tensão só aumentava; uma pressão intensa pelo choque de ambas as energias crescia, deixando o ar pesado e dificultando a respiração. Aquela luta seria perigosa demais.


Considerações:

_______________________

[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Scre1755
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. MYS6JN2Olá, eu sou o Katsura.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
Katsura
Katsura
Vilarejo Atual
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Tumblr_ociiidFEuN1vwzb3go1_250

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Bahko
https://www.narutorpgakatsuki.net/t73785-ficha-uzumaki-naomi https://www.narutorpgakatsuki.net/t73787-gf-naomi-uzumaki#568866


Uzumaki Naomi

Hora do Crepúsculo

Foi tudo muito súbito. Um segundo estando no inferno e no outro, no inferno na Terra, literalmente. Saindo do portal, Naomi viu sua vila, seu lar, sendo despedaçado. Com os olhos extremamente abertos, encarou a destruição que se espalhava ao redor da vila. Lugares por onde andou, treinou, brigou, tudo sendo despedaçado entre uma luta daqueles que ela estava auxiliando até pouco tempo atrás e inclusive se sentiu mal por ter falhado na missão. De um lado, estava Shion trazendo um frio congelante e do outro, Opus com um martelo de batalha enorme abaixo do sol forte que sempre tomou conta da Vila da Pedra. O ar parecia estar extremamente espesso, trazendo uma certa dificuldade para a respiração de todos ao redor devido ao poder devastador.

Automaticamente, Naomi foi em direção aos feridos mantendo-se o mais distante o possível da luta e fez o chakra Raiton se espalhar por todas as células do corpo. Sentindo o poder crescer, logo mais um domo de chakra foi criado e chakra começou a ser enviado para os feridos, conforme fosse necessário. -Tragam os mais feridos, irei cuidar deles primeiro.- Disse a chunnin, demonstrando o poder médico existente. "O que esses dois estão fazendo ao trazer inocentes no meio da luta deles? Como vieram parar aqui? Fomos até o inferno para eles simplesmente voltarem sem avisar e destruir a minha vila?" Pensou rapidamente, mas sem deixar de se concentrar. Ainda impactada com tudo o que estava acontecendo e pelo número de feridos, é melhor se concentrar para não se descuidar. Além do mais, não se sabe quantos mais terão que receber tratamento médico. -ANGELL, DÊ UM JEITO NELES!- Gritou para a atual Maior Ninja Médica do Mundo.

Considerações:
304 palavras. +75 de CH e +50 de HP do Chakra Osutsuki(AG Geada). Não descontei o chakra do ninjutsu médico por não saber quantos feridos estão no local. Naomi se manteve o mais distante o possível da luta entre os dois, mas ainda o possível para poder ver o que estava acontecendo.
Jutsus Usados:
Hīringureizu
Rank: B
Requerimentos: Iryou Ninjutsu, Grande Controle de Chakra, Conhecimentos Anatômicos, Habilidade em Ninjutsu e Raiton: Ōbādoraibu
Descrição: Esse estilo de luta é a junção do estudo entre o ninjutsu médico e conhecimentos anatômicos junto do grande controle de chakra, habilidade em ninjutsu e afinidade/perícia do elemento Raio, fazendo com que  o usuário consiga enviar pequenas descargas de energia para as células que formam os músculos junto ao chakra medicinal, conseguindo assim aumentar a velocidade em que as células são criadas e prolongando a regeneração das mesmas. Além de conseguir regenerar as células, a eletricidade entra nas mesmas fazendo com que elas recebam mais energia, aumentando a velocidade do usuário.
Duração: Até 3 turnos.
Custo: 50 de CH para ativar, 25 para manter.
Bonificações: +2 velocidade.

Raitoninguhīrudōmu
Rank: A
Requerimentos: Estilo de Luta: Hīringureizu
Alcance: 30 metros
Selos: Macaco, Coelho, Dragão, Cavalo, Pássaro, Boi
Duração: Stamina do Usuário
Descrição: A partir do estilo de luta Hīringureizu, o usuário realiza os selos de mão necessários e cria um domo com 30 metros de raio e 3 metros de altura tendo o usuário como ponto de referência do centro, podendo se mover enquanto utiliza o jutsu. Dentro desse domo, o usuário pode direcionar raios com uma tensão muito alta e corrente baixa que entra nas células de quem estiver no alcance do jutsu, fazendo com que as células se regenerem numa velocidade mais alta.
Obs: Para cada pessoa curada dentro do domo é o custo de um um rank A, ou seja, o custo de chakra é proporcional ao número de pessoas curadas. 20 de CH por turno ativado.
Bolsa de Armas 1(Perna direita):
+6 Kunai [6]
+10 ‎Fio de aço - 2 de [2]
+5 Shuriken [5]
+6 ‎Senbon - 3 de [3]
+2 ‎‎Hikaridama [2]
+2 Kemuridama [2]
Bolsa de Armas 2(Lombar):
Pílula de Cura do Ajudante
Rank: E
Quantidade: 1
Descrição: Uma mistura de ervas que conseguem regenerar algumas células condensadas em uma pílula.
Bonificações: Cura(5%do HP)
Qualidades e Defeitos:
-Grandes Reservas de Chakra
-Grande Vitalidade
-Grande Controle de Chakra
-Habilidade em Ninjutsu
-Conhecimentos Anatômicos
-Inteligência Avançada
-Perícia em Fuuinjutsu
Defeitos: -Código de Honra: Humanitário
-Egocêntrico(superado)
Databook:
Ninjutsu:6
Inteligência: 5
Força: 1
Velocidade: 4
Stamina: 5
Selos: 3
Recuperação:10
Cura: 10
Ninshuu: 2

HP: 1875/1875 CH: 2188+75+317-100-50=2430/3175 ST:02/07



_______________________

[A Hora do Crepúsculo] Inferno. 363d9efe6164d517e2bff7a891188d58
Bahko
Bahko
Shodaime Tsuchikage | Heroína
Vilarejo Atual
-x-

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Angell'
https://www.narutorpgakatsuki.net/t70412-ficha-angell-hyuuga-hattori https://www.narutorpgakatsuki.net/t69243-gestao-da-ficha-angell-hyuuga-hattori

Angell Hyuuga Hattori
[ HP: 3500/3500 | CH: 4255/9700 | CN: 000/400 | ST: 06/22 ]
[ Byakugou no In: 000/500 | Byakugou no Jutsu: 01/08 ]
[ Hachibi: 5000/5000 ]


O sorriso da azulada tornou a se desfazer rapidamente quando ela, sua correspondente e a kunoichi da Pedra saíram pelo portal; sim, seu pai estava na vila, são, salvo e vivo, mas exalando uma pressão tão marcante quanto a de Opus, sendo que ambos estavam frente a frente, ao que tudo indicava, prestes a se enfrentarem em um embate sério. Só aquele ar pesado já foi suficiente para alarmar Angell a ponto de fazê-la mais uma vez ativar seu Tenseigan e puxar a essência da terra logo abaixo de seus pés para cobrir seu corpo todo com aquela boa e velha armadura resistente.

Nesse meio tempo, a kunoichi da Pedra já agia. Ela nem precisaria dizer à azulada que os feridos precisavam de um jeito, mas, já que havia dito... Angell se afastou alguns metros, deixando aquele primeiro ponto aos cuidados da outra. Em sua própria área, já expandiu seu chakra medicinal por, inicialmente, 100 metros. Também aumentou drasticamente o peso de seu corpo, focando-se em torná-lo mais forte, ao passo que concentrou chakra em seus braços e em suas mãos, para poder remover escombros de prédios e até ruas de cima de vítimas que seu Tenseigan conseguia encontrar.

Ainda assim, Angell se mantinha atenta ao que acontecia – e ainda devia vir a acontecer – ao seu redor. Tentava entender melhor o que, exatamente, tinha acontecido entre seu pai e Opus para que as coisas terminassem... daquela forma, mas, ao menos à sua vista, não havia nada que pudesse lhe explicar a situação. Ao mesmo tempo, ela se preparava para intervir, fosse em favor de Shion, fosse para proteger os habitantes da Pedra. Havia muitas variáveis em jogo – como, convenhamos, sempre há –, mas a azulada tentava ao menos se antecipar quanto às mais prováveis.


“But it’s the only thing that I have.”


Informações:
Considerações:
Vindo daqui.
Selos de chakra: Fuuinjutsu: Kai no ombro direito.
Marca Hattori na palma da mão direita.
Barrier Tags: Uma (1x) dobrada em forma de tsuru como brinco em cada orelha.
Alcance do Tenseigan: 8,5km de raio.
Recuperação de chakra: 970 (10% [10 pontos em “recuperação”] de 9700).
Gastos: 5 (da ativação do Tenseigan) +50 (100 -50% [da perícia em doton] do Iwa no Yoroi) +1000 (do Dai Chiyu Kekkai) +100 (200 -50% [da perícia em doton] do Doton: Choukajuugan no Jutsu) +150 (do Kongouken) = 1305.
Força: 4 (máxima base) +2 (do Doton: Choukajuugan no Jutsu) +3 (do Kongouken) = 9.
Força do Iwa no Yoroi: 240 (rank-A) +100 (bônus natural) +200 (maestria em doton) +200 (especialidade em ninjutsu) +200 (6 pontos em “ninjutsu” e Habilidade em Ninjutsu inata) +200 (10 pontos em “ninshuu”) = 1140.
Cura realizada: 1750 (1000 +75% [10 pontos em “cura”]) no total.

Só esclarecendo: A forma de uso do Kongouken foi a segunda.
Pet:
Habilidades usadas:
Tenseigan (doujutsu)
Requerimentos: Transplante do Byakugan Otsutsuki em um membro do Clã Hyuuga ou evolução do Byakugan Hyuuga através da infusão do chakra de um Otsutsuki.
Descrição: O Tenseigan (転生眼; literalmente, significa "Olho da Reencarnação") é um poderoso doujutsu, caracterizado por uma pupila azul rodeada por uma íris azul e branca, semelhante a uma flor. É considerado uma evolução exclusiva do Byakugan. Através dele, é possível utilizas as famosas Gudoudama em uma variação distinta da convencional.
Iwa no Yoroi (defensivo)
Rank:
A
Requerimentos: Perícia Elemental: Doton & Chakra Flow.
Descrição: O usuário flui o chakra da terra através de seu corpo, absorvendo as propriedades da terra ao redor deles para formar uma armadura que é transparente e só é visível quando a luz é refletida. A armadura é mostrada para ser capaz de se defender de todas as formas de trauma contuso. Ao mesmo tempo, aumenta a força do usuário, permitindo que ele atinja ataques poderosos e liberte-se de restrições. Como essa técnica funciona por propriedades terrestres constantemente absorvidas, ela não requer chakra extra depois de iniciada, mas ainda precisa de uma quantidade suficiente de pedra para ser executada.
Dai Chiyu Kekkai (passivo)
Rank:
S.
Classificação: Ninjutsu, iryou-ninjutsu.
Requerimentos: Iryou-ninjutsu, profissão: médica, Grande Controle de Chakra, Habilidade em Ninjutsu e Chiyu Kekkai.
Selos: --.
Alcance: Variável.
Duração: Até 4 turnos.
Descrição: Trata-se de uma melhoria do Chiyu Kekkai, que, em adição ao efeito de “cura em área” da técnica-mãe, proporciona o aumento da resistência física dos alvos curados, graças à indução que o chakra medicinal do usuário faz em seus músculos para enrijecê-los durante o tempo que a técnica permanecer ativa.
Vale lembrar que, assim como a técnica-mãe, o Kekkai: Tengai Houjin, o Chiyu Kekkai permite ao usuário criar uma barreira esférica – e expansível ao comando – ao seu redor. Porém, a finalidade do Chiyu Kekkai é a cura ao invés da detecção, ou seja, o chakra utilizado para a criação e a manutenção da barreira é medicinal, e os alvos, ao entrarem na área de atuação da técnica, são revitalizados ao invés de detectados. Isso possibilita não somente o efeito de “cura em área”, como também permite que os alvos continuem se movendo livremente enquanto recebem tal efeito, desde que não saiam da área de alcance do Chiyu Kekkai.
Observações: A ativação da técnica demanda 6 pontos de chakra por metro expandido; sua manutenção demanda 100 pontos por turno ativo.
A vitalidade restaurada é equivalente ao chakra usado para cada alvo, mesmo que dois ou mais alvos sejam curados simultaneamente.
O Dai Chiyu Kekkai segue seu usuário conforme ele se move.
O Kekkai: Tengai Houjin, não pode ser utilizado enquanto o Dai Chiyu Kekkai estiver ativo.
A técnica proporciona um aumento de 1 ponto na Força dos alvos durante o tempo que permanecer ativa.
Doton: Choukajuugan no Jutsu (passivo)
Rank:
S
Requerimentos: Mestre Elemental.
Descrição: Uma versão mais avançada da versão do Doton: Kajuugan no Jutsu, na qual o usuário aumenta drasticamente o peso de seu alvo, mas em uma extensão muito maior que a habilidade original. Sob certas circunstâncias, a técnica pode ser usada para aumentar a força por trás dos ataques.
Kongouken (estilo de luta)
Requerimentos:
Iryou Ninjutsu, 3 Força & 3 Taijutsu.
Descrição: O usuário concentra chakra em suas mãos ou pés usando o controle chakra preciso e liberando-o de uma vez, aumentando sua força física centenas de vezes. Com isso, o usuário é capaz de realizar proezas como lançar seus alvos por muitos metros, com um simples peteleco ou criar fissuras com um movimento único com dedo no chão. Um adversário atingido ataques como esse pode sofrer danos que vão desde ossos quebrados, órgãos danificados, ou até mesmo a morte.
Regra: Terá três formas de uso:
1. Consumindo 50CH para ativar, concederá +2 Força ao personagem tendo duração equivalente a Stamina.
2. Consumindo 150CH para ativar, concederá +3 Força ao personagem, consumindo dois turnos de Stamina a cada turno*.
3. Consumindo 300CH para ativar, concederá +4 Força ao personagem, precisando do Byakugou no In ativo, terá duração máxima de três turnos, porém, ainda consumirá dois turnos de Stamina a cada turno*.

*Quando a técnica de regeneração Souzou Saisei ou suas variantes estiverem ativas, o consumo em dobro de stamina é anulado.
Bolsa 1 (16/20 espaços):
Kunai: 5 (5 espaços)
Kemuridama: 3 (3 espaços)
Hikaridama: 2 (2 espaços)
Zouketsugan: 4 (1 espaço)
Hyourougan: 4 (1 espaço)
Makimono (P): 1 (1 espaço)
“Polvo Frito”: 2 (2 espaços)
“Sushi Doce”: 1 (1 espaço)
“Saco de Doces”: 1 (sem peso)
Bolsa 2 (20/20 espaços):
Kunai: 4 (4 espaços)
Kemuridama: 2 (2 espaços)
Zouketsugan: 16 (4 espaços)
Hyourougan: 16 (4 espaços)
Barrier Tag: 6 (2 espaços)
Kibaku Fuuda: 16 (4 espaços)
Equipamentos e itens:
Angell'
Angell'
Lenda Ninja | Sannin
Vilarejo Atual
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Dwqqy2b

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Shion
http://narutorpgakatsuki.net

[A Hora do Crepúsculo] Inferno. FDZVF2r



Shion



















[A História de um Hattori] -
[A Hora do Crepúsculo]
Eles chegaram, a ajuda que Shion solicitou chegou, Angell, Naomi de Iwa, todos estavam presentes ajudando no que podiam. Shion virou o rosto para Angell, olhou sua garotinha nos olhos rapidamente, infelizmente ele não conseguiu esboçar um sorriso no rosto, aquela situação por mais alegre que estivesse de alguma forma, Katsura estava bem, suas filhas estavam bem, ele estava prestes a uma derradeira batalha com seu melhor amigo, seu irmão de criação, o coração de Shion estava em agonia.

No entanto no lado que Angell estava Katsura viu aquela garotinha de cabelos azuis chegando e sorriu. – Hope!? – Mas a verdadeira Hope apareceu olhando para Katsura. – Mamãe, o que está acontecendo? Por que o tio Opus e o papai estão brigando? Por que eu sinto esse ar tão pesado? – Katsura enfim estava conseguindo se levantar, suas feridas já estavam curadas. – Hope querida, tem muita coisa que você ainda não sabe, e tem muita coisa que ainda vai ser revelado, por enquanto proteja os demais. – Ela se virou para a pequena. – Acredito que você é a garotinha que ele adotou, achou que sou sua mãe. – Disse Katsura com um sorriso simpático para a pequena Angell, ela deu atenção para a outra ruiva que também curava. – Você é dessa vila eu presumo, me desculpe, meu marido e o amigo dele são sempre bagunceiros.

No embate Shion retornava sua atenção para Opus, tentava argumentar com o Hikari enfurecido. – Se você abaixar o martelo agora Opus poderemos considerar tudo isso uma simples brincadeira, não fizemos nada que não possa ser revertido ainda, ninguém morreu, algumas pessoas se feriram, alguns pedidos de desculpas é o suficiente para resolvermos isso, mas tem que ser agora. – Opus apertou sua mão no cabo do martelo. – Não seja rude... – Ele apontou um martelo em direção de Shion lançando uma sequência de raios, os ataques foram detidos no ar por uma barreira invisível, Shion abriu suas mãos liberando toda aquela energia evaporando no ar. –  Lutar aqui é perigoso demais. – Opus atacava mais uma vez com uma rajada de raios, Shion os segurava novamente com sua barreira invisível. – Vai se arrepender Opus, será testemunha de técnicas nunca vista antes. – Opus pensou em reagir, mas Shion se jogou o arrastando para longe dali para manter os demais seguros.

Os dois caíram sobre as montanhas, Opus caiu com as costas no chão do último ataque de Shion, ele se levantou colocando sua mão nas costas se ajeitando, Shion ficou parado firme de frente pra ele, os dois pararam um momento se olhando novamente, a tensão no ar só crescia naquelas alturas nas montanhas. – Opus você sabe o que vai acontecer aqui... quer mesmo resolver essa situação lutando? - - Eu não ligo... – Shion fez um gesto que arrancou um espanto de Opus, ele estendeu sua mão direita para o Hikari. – O que significa isso? - - Quando isso começar não teremos outra oportunidade para dizer obrigado, para agradecer pelos bons momentos, então quero fazer isso agora, quero agradecer por tudo que fez por mim, pela minha família, pelos meus companheiros, quero agradecer pelo grande amigo que você foi, foi uma honra servir a seu lado. – Foi a primeira vez que Shion deixou Opus sem reação, O Hikari abaixou o martelo e apertou a mão do Hattori, os dois amigos se cumprimentaram uma última vez, um deu as costas para o outro tomando uma distância de 10m para enfim iniciar a batalha.

Junto ao povo de Iwa Katsura fechou os olhos, suspirou, juntou as duas mãos rezando. – Vai começar... – Hope fez o mesmo gesto da mãe. – Cuidado pai, cuidado tio.

[A Hora do Crepúsculo] Inferno. ElasticHauntingCaimanlizard-size_restricted
Não tinha como adiar mais aquela luta, Shion fez o primeiro movimento batendo suas duas mãos invocando cajados em suas costas, ele bateu um no chão que chamou todos os outros 4 fincando os 5 no chão, ele segurou firme o primeiro, disse algumas palavras magicas ativando sua técnica. –  Matenrou! – Abaixo dos pés do Hikari um círculo roxo apareceu, Opus se sentiu encurralado e foi lançado para cima, ao olhar para baixo toda aquele local uma área de mais de 100km foi destruída com um único ataque, mas não foi só isso o ataque, ele olhou para o céu e viu uma fumaça roxa escura, dela duas mãos rasgaram a fumaça saindo um gigantesco demônio de dentro, o corpo do Hikari foi preso por marcas negras o prendendo, o demônio esticou o braço para agarrar o Hikari, tirando suas forças do sol o Hikari gritou com seu corpo brilhando com raios aos céus despedaçando aquilo completamente e revelando que tudo não passava de uma ilusão.
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. 1205d27ac9edf4003630eca7eab47173e274494d_hq
No ar pequenos pedaços daquela realidade que Shion criou terminava de desaparecer com Opus rindo. – Shion, eu já te derrotei três vezes, acha que ilusões ainda funciona comigo? – Shion mantinha sua expressão seria encarando o Hikari. –  Impressionante, mas percebeu um pouco tarde demais. Durma! Gojuumahoujin Mikagura! – Círculos de todos os elementos começaram a se materializar acima da cabeça de Opus o prendendo novamente, o Hikari sorriu com isso. – Acho que você que não viu sua real situação. – Um círculo dourado de raiton apareceu abaixo das pernas de Shion lhe causando um poderoso dano elétrico, Opus recebeu uma descarga de todos os elementos.

Foi uma sequência de ataques poderosos, mas os dois sabiam que aquilo era só um aquecimento. Opus cansou de se aquecer e o avisou. – Acho que já analisou o que tinha para analisar, vamos lutar a sério agora. – Shion com seu semblante de sempre quando lutava a sério o alertava. – Opus... muita coisa mudou. – Opus enfim largou o martelo e começou a concentrar energia ao redor do seu corpo, sua pele foi tomada por marcas brancas, seus cabelos se arrepiaram. – Ainda tenho minhas habilidades de Dragon Slayer. – Ele entrou em modo de batalha e preparava para atacar Shion com seu golpe poderoso, com sua energia focada em um único ponto que era seu punho ele conjurou seu ataque e avançou contra Shion. – Metsuryu Ougi, HOLY NOVA! – A devastadora técnica do Hikari destruiu tudo que estava em seu caminho, a frente onde ele acertou o soco que era Shion apenas um brilho branco de luz cegante, o local onde eles estavam ficou completamente destruído, o Hikari sorriu confiante da vitória, mas da poeira a silhueta do Hattori de pé com uma única mão segurando o punho do Hikari, Opus arregalou os olhos sem acreditar, aquela sua técnica é de fazer estrago, ele nunca viu alguém continuar de pé diante daquele ataque, mas Shion estava sem nenhum arranhão e ainda mais nem parecia se esforçar. – Impossível... ninguém nunca conseguiu conter esse ataque. – Shion continuava com aquele olhar intimidador para o Hikari, já o Hikari pela primeira vez sentiu medo.

Shion apertou o punho de Opus que começou a sentir dor, Shion puxou Opus para sua direção e acertou um chute no rosto do Hikari o jogando contra as montanhas causando grande impacto ao corpo do Hikari. Diante dos escombros ele se levantou. – Mas como? – Shion se aproximou dele. – Opus, é certo que perdi para você, mas nos últimos anos em que esteve morto achou mesmo que fiquei só me lamentando por você e pela Katsura? Eu treinei, eu me aprimorei, eu estudei a origem do chakra, eu me tornei um com essa nova forma de poder, este é meu mundo agora, vai precisar de pelo menos 100 anos para você me alcançar. – Opus puxou o martelo para sua mão novamente, se ergueu enquanto se curava.

Os dois se olhavam novamente, o leão da luz Hikari e o Lobo de gelo Hattori se olhavam, se desafiavam, Opus não se daria por vencido ele continuaria. A luz que cobriu seu corpo ficou mais forte, ele rugiu e avançou contra Shion, disparava feixes de luz, socos, golpes com o martelo, todos acertavam o corpo do Hattori, mas ele continuava de pé, continuavam não se ferindo, Opus se irritava mais e mais por não conseguir ferir seu adversário, mas ele insistia, batia, gritava, retirava forças de todos os lugares mas nada feria o corpo de Shion, por fim ele foi detido pelo Hattori bloqueando um dos seus socos, Shion bateu sua mão direita no cotovelo do Opus deixando sua guarda aberta e finalizou acertando com a ponta do seu dedo no centro do peito de Opus, fazendo o Hikari cair de joelhos no chão.

Enquanto isso em Iwa, os moradores se assustavam, mesmo a quilômetros de distância daquele embate era possível sentir os tremores, ver os clarões de luz, sentir ainda aquela pressão da batalha. Katsura recuperada olhou para suas filhas. – Eu vou para lá, terminem de cuidar dos moradores. – Hope queria ajudar, mas o encontro no inferno consumiu muito dela, ao tentar se mover ela sentiu suas pernas fraquejar e caiu cansada.

De volta ao combate Shion explicava Opus o porquê ele não conseguiria feri-lo, Shion passou sua mão no seu rosto mostrando uma camada de doton. – Essa técnica eu a vi usando tantas vezes, mas tanto que ela virou a marca registrada dela, Angell a Sobrevivente foi assim que apelidei, mas eu acho que ta mais para Angell a intocável, Iwa no Yoroi. – Shion todo esse tempo esteve protegido por uma das técnicas mais famosas de Angell Hattori, técnica poderosa o suficiente para resistir até mesmo a poderosa Totsuka, agora de alguma forma Angell o protegia. Shion deu um sorriso. –  Sabe, o que vou mostrar agora eu tinha preparado para ensinar a ela, mas se ela é curiosa como o pai nesse momento ela está me vendo não é mesmo? Angell. – Todo o chakra doton que protegia Shion se concentrou em seu punho direito, ele agarrou Opus por um pedaço de sua armadura destruída no pescoço, o levantou e com toda força daquela armadura ele a arrebentou no rosto do Hikari, a armadura foi inteiramente despedaçada nas mãos de Shion, mas o rosto de Opus recebeu um impacto tão grande, que o Hikari caiu no chão com sua boca completamente arrebentada, um grande corte em sua sobrancelha deixando bastante sangue sair, ele cuspiu no chão todo aquele sangue acumulado em sua boca, passava a mão no rosto como uma forma de tentar diminuir a dor do ataque.

Opus viu que dessa vez estava tendo dificuldades em se curar, o ataque foi forte demais, ele ainda estava meio tonto e com dificuldades de manter seu olho esquerdo aberto, mas mesmo com a visão turva ele viu Shion caminhar em sua direção, segurou a mão direita dele e congelou seu braço direito completamente. – Chega Opus, você não pode me vencer, se continuar me atacando vai perder o braço, desista disso Opus, desista desse desejo venenoso de vingança. – Shion o olhou nos olhos segurando no rosto dele. – e volte pra casa. – Receber a clemencia do Hattori fez Opus ficar enfurecido, seu poder se elevou, mesmo com o braço congelado ele o levantou e acertou um soco reto no rosto de Shion, o braço de Opus foi completamente despedaçado por causa do gelo, mas o golpe conseguiu quebrar o nariz do Hattori o jogando para trás acertando suas costas entre as montanhas.

Opus estava de pé, ofegante pelo cansaço, seu braço direito totalmente destruído, ele só tinha o esquerdo agora. Levantou seu braço esquerdo trazendo para sua mão o martelo, aguardando Shion se levantar, em meio aos escombros onde Shion foi lançado, sons de gotículas de sangue pingando no chão, da poeira a silhueta dele andando, abaixo do seu nariz sangue escorrendo e descendo até sua boca, Shion parou levou seus dedos até seu rosto o tocou e olhou para seu sangue, ele botou a mão no seu nariz e viu que ele foi quebrado, olhou para o lado olhou para o outro. – A parte da conversa já terminou. – Um chakra roxo emanou ao redor do corpo do Hattori, marcas alaranjadas apareçam ao redor dos seus olhos, o chakra começou a tomar forma de uma silhueta, um esqueleto de chakra apareceu, cada vez mais aquilo foi crescendo se tornando um humanoide gigante de chakra puro, acima dele estava Shion no centro da testa daquela criatura, tão grande que ate mesmo de Iwa era possível ver aquele humanoide, Opus parecia um simples verme comparado com aquilo, Shion retirou de suas costas um arco, e ao fazer isso o humanoide fez a mesma ação, o Hattori mirou para abaixo e o Humanoide também, Opus era o alvo, ao puxar a corda de chakra do arco todo o ar atrás do Humanoide foi limpo, as nuvens desapareçam. Opus estava na mira e o arco preparado, Shion disparou a flecha na direção do Hikari, só de soltar a flecha as pedras no chão começaram a subir, a paisagem começava a se tornar um simples nada, Opus apenas viu aquele gigantesco ataque, caiu de joelhos e fechou seus olhos aceitando seu fim.

Enquanto a flecha voava em direção de Opus, Shion pensou um pouco, lembrou dos tempos bons e divertido que já teve com seu amigo, lembrou das brigas, das missões juntos, pensamentos esses que fizeram ele fechar os olhos e abaixar a mão, a flecha desapareceu no ar cancelado o ataque, o humanoide desapareceu e Shion voltou a tocar seus pés no chão de frente ao Hikari. – Opus, nós éramos amigos, brincamos juntos, crescemos juntos. – Opus olhou para ele. – Eu lembro de uma sombra, vivendo a sombra de sua grandeza – Katsura enfim chegou ao local de batalha, Opus a viu e lançou seu martelo em direção dela, Shion tentou segurar, mas foi puxado junto ao martelo, ele não tinha o que era preciso para levantar aquele martelo, Katsura desviou do ataque e conseguiu transportar Shion para próximo dela, ele olhou pra ela e a questionou. – O que faz aqui? - - Não posso deixar vocês dois se matarem. - - Opus não vai parar, eu já tentei. - - Tente mais. – Shion sorriu debochando. – Existe uma teoria em física quântica que diz que o tempo é imutável, é como um rio, você atira uma pedra nele, cria uma ondulação, mas a corrente sempre se corrige, não importa o que faça o rio continua fluindo sempre na mesma direção. - - O que quer dizer? - - Eu estou dizendo, e se essa batalha for inevitável? E se não existe forma de um Hattori fazer a coisa certa, e ser os Greys são predestinados a esmagar todos nos, e se isso é simplesmente quem nós somos? – Katsura ouviu as palavras de Shion, botou a mão no ombro dele chamando a atenção para ela, ela sorriu para ele. – Só porque alguém tropeça e perde o caminho não significa que se perdeu pra sempre, não acredito nessa sua teoria Shion e não posso acreditar que isso seja quem nós somos. – Shion sorriu pra ela. – Onde aprendeu isso? - - Meu pai. – Shion deixou escapulir um sorriso sem graça. – Falecido há mais de 2 séculos e ainda tem coisa para me ensinar.

De pé Shion tentaria novamente, isso é se Opus permitisse, o Hikari parou de tentar atacar Shion e se concentrou em Katsura, ela defendia esquivava, mas ele era forte, mesmo com um braço ele ainda continuava dando trabalho. Apertou seu martelo e jogou nos pés de Shion criando uma prisão de luz prendendo o Hattori, agora só restava a Grey para ele cuidar, com a prisão ativada Opus puxou seu martelo novamente. – Eu serei rápido Katsura – ele levantou o martelo e disse algumas palavras. – Que a luz me conceda um último milagre. – O Sol enviou uma grande luz que ele absorveu com o martelo e lançou em direção de Katsura, a Grey tentar conter com suas mãos, mas elas estavam sendo feridas, ela puxou as mãos invocando seu cajado, apontou na direção de Opus fazendo ele parar de atacar um pouco. O Cajado de Katsura tinha habilidades de controle mental, mas se a pessoa tiver um espírito forte ela resistiria e a vontade de vingança de Opus dizia isso bem, ele resistiu aos encantos acertou o martelo no peito de Katsura a lançando no chão, disse algumas palavras de encantamento. – JULGAMENTO! – A Grey estava no chão, Opus juntou forças e ergueu o martelo para da o golpe final, ao abaixar o martelo a grande explosão da prisão de luz, Shion se disparou entre Opus e Katsura, ele gritou, acertando um soco no martelo, mas ele não tinha forças para levantar aquilo, o peso era de uma estrela, ele gritava, em seu rosto veias saltavam, mas ele não desistia, continuava com seu punho a frente do martelo de Opus tentando impedir de ele acertar a cabeça de Katsura, gritou uma vez mais e Opus sentiu uma certa resistência ao tentar abaixar o martelo. – Você não tem forças para isso? Como? – Shion estava com o rosto vermelho usando toda a força que tinha, rangia os dentes, e adicionou a outra mão entre o martelo de Opus tentando empurrar ele para trás, por um momento Opus viu o martelo parando, viu Shion o empurrando para trás aos poucos, Katsura botou sua mão no pé de Shion fundindo sua força a dele aumentando ainda mais, Opus não acreditava no que estava acontecendo, os pés do Hattori afundavam no chão, mas ele conseguia aos poucos fazer o martelo de Opus recuar. Shion gritou novamente e Opus viu mesmo que pequeno, uma pequena rachadura em seu martelo, o chakra cresceu vindo do Hattori e então o martelo foi jogado para longe, Opus recebeu todo aquele golpe no estomago e foi lançado para trás, ele se levantou espantado com aquilo. – Você não é digno, você não conseguiria, como você segurou meu martelo? – Shion não queria conversa, avançou e puxou o martelo no chão e acertou o peito de Opus o derrubando no chão, não era dignidade que fez Shion levantar o martelo, foi apenas força bruta e vontade, a vontade fez ele fazer o impossível.

O punho de Shion estava ferido e sangrando, seu rosto avermelhado, suas veias ainda erguidas, isso era raiva. Lilith se levantava de sua cadeira onde assistia tudo. –  Então o Hattori ta preparado para matar o Hikari? Vamos ver até onde isso vai, quero adicionar um presente ao jogo. – Shion avançou na direção de Opus e nem percebeu que ao puxar sua Katana não era a que ele trouxe e sim a Matadora de Deuses, Lilith a acrescentou no combate para deixar as coisas ainda mais interessante, Shion puxou sua arma e acertou um golpe diagonal no peito do Hikari dilacerando sua armadura, Opus caiu no chão novamente, Shion subiu em cima do corpo dele e começou a socar e fazer cortes no Hikari com sua arma, Katsura se levantou tentando acalmar as coisas. – Shion... – Ele continuava socando o rosto de Opus. – Shion... – Shion gritava e continuava batendo mais e mais, o Hikari nem conseguia mais se mexer, apenas continuava recebendo os golpes do lobo enfurecido. – Shion! – Ele puxava a espada segurava com as duas mãos e preparava para perfurar o coração de Opus, ele a abaixou com força total. – SHIIIOOOONNN! – A Grey gritou alto, a espada bateu ao lado da cabeça de Opus perfurando o chão e entrando completamente na terra, Shion olhou assustado para Opus, olhou para Katsura que estava espantada com a perda de controle que Shion teve. Ele olhou para Opus, se acalmou e o agarrou pelo pescoço. – Está sentindo não está? – Opus com apenas um dos olhos semiaberto, olhou para Shion ouvindo o que ele dizia. – O que todos nos sentimos dia após dia, a própria mortalidade. Não se preocupe vai sobreviver, quero que se lembre do seguinte, quero que se lembre de ficar fora do meu caminho, agora e para sempre, nos seus momentos mais íntimos, quero que se lembre do homem que derrotou você. – Shion largou o corpo de Opus e caiu de joelhos no chão ofegante ao lado do Hikari enfraquecido.

Shion não tinha forças e caiu, com seu rosto completamente ferido, seu corpo todo sujo de sangue, Katsura caminhou até ele lhe deu o ombro para que ele apoiasse e se levantasse, Shion segurou a Matadora de Deuses e a retirou do chão, Opus ofegante começou a falar. – A espada não pertence a você. – Shion e Katsura começaram a caminhar para ir embora. – Você não a merece, meu pai fez essa espada. – Shion e Katsura se olharam, ele fechou os olhos e largou a espada ao lado de Opus a abandonando, os dois saíram mancando em direção de Angell e Hope para enfim irem embora.

A batalha terminou, o Hikari foi derrotado, a amizade deles terminou ali, nenhum dos três sabia como seria o futuro, mas agora tudo que cada um deles queria e principalmente os Hattoris, era retornar para casa e descansar.

Katsura trouxe Shion apoiando em seu ombro próximo onde estava suas filhas, Hope se assustou ao ver o estado do seu pai e sua mãe, ela correu e gritou. –  Angell cure-os rápido. – Shion levantou a mão e fez um gesto de não com a cabeça. – Não, agora não, eu só quero ir pra casa, para a folha. – Tanto Shion e Katsura estavam visivelmente abalados, cansados, muito machucados, mas Hope estava curiosa. – O que aconteceu? – Shion tentou sorrir para aliviar as coisas. –  Vocês deviam ver o outro cara.  – Ele olhou para Angell, mas no rosto dele a vergonha por estar naquele estado na frente da filha, Angell costumava ver seu pai como um herói, mas naquele momento ele estava fraco e completamente acabado, sua mãe que ela finalmente a conheceu pessoalmente, tão ferida quanto o pai, e ainda tinha o mistério para saber o que aconteceu, mas Hope resolveu respeitar a decisão dos dois, abriu um portal e aguardou Angell para eles irem embora.

Shion olhou para os moradores de Iwa. – Nós desculpem por isso. – Ele fazia uma expressão de dor. – Eu juro que vou pagar por tudo que foi destruído, só me da alguns dias.  -

To be continued...


Considerações:

.
Clique aqui para ver a aparência.






_______________________

[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Scre1755
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Ui7615FOlá, eu sou o Shion.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
Shion
Shion
Administrador
Vilarejo Atual
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. R181sJV

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Opus
http://narutorpgakatsuki.net

Hikari Van Opus

Ele realmente deixou-a lá. Quando Opus disse aquilo, era movido apenas pelo ódio e pela vingança, não permitiria que o Hattori possuísse a Matadora de Deuses. No fundo ele sabia o real propósito que seu pai tinha para aquela poderosíssima arma, mas estava certo de que Shion não havia honrado o legado de Van Hohenheim. Não há perdão para o Hattori, nunca haveria de ser perdoado por Opus. Shion matou seu pai. Porém, ao ver a espada caindo no chão, quase que em câmera lenta, o Paladino sentiu algo diferente dentro de si. Era quase que um arrependimento, mas... não era exatamente isso. Parecia um luto, sentiu que a amizade entre os dois, que já apresentava sinais de falência desde que soube a verdade, de fato havia morrido ali. Shion fez o que Opus queria, ele largou a espada por nunca a ter merecido, era o certo a se fazer. Não era isso, Opus? Não era o que você queria?

O som do mais glorioso metal batia no chão e ecoava na mente do ninja estirado no chão. Opus se apoiou e tentou sentar-se, ainda muito machucado e com a cara inchada, vendo os ninjas partirem para casa. Abriu a boca como se fosse dizer alguma coisa para Shion, mas desistiu...

— Uau! — minutos depois, ouviu-se palmas e a voz sedutora de Lilith, que se aproximava do Paladino, comentou a respeito do combate.  — Os habitantes de Iwa devem ter adorado esse combate! Foi incrível! — Ela fez um biquinho sínico e uma voz de choro. — É uma pena que ninguém morreu, não é? — zombava de Opus.

__O que você quer...? Veio me matar? Termine logo com isso, já morri uma vez, tanto faz morrer de novo... - O Hikari tossia, com dificuldades para falar. Obviamente, falou da boca pra fora, ele nunca deixaria seu corpo descansar até ter acertar as contas com o desgraçado do Shion.

— Te matar... aí aí hahaah — Ela tentava conter a risada como se ele tivesse contado uma piada. — Hikari Opus, o mais engraçadinho do trio... eu não quero te matar.

__Então o quê?

— Vou te deixar aí, jogado, até morrer. Mas eu não vou te matar. — Ela deu as costas e começou a andar para longe de Opus.

O Hikari começou a tentar levantar no desespero para ir atrás dela, mas quando se colocava de joelhos caia novamente. No fim, mesmo com apenas um braço ele literalmente rastejava até Lilith com tudo o que lhe restava. __ESPERE, ESPERE! Não vá!

— Hm? Me chamou? — Lilith olhou para trás se fazendo de desentendida. — Que foi? Ontem queria me matar, mas agora pede para eu ficar?

Ele engolia parte da saliva misturada com sangue que quase o fazia engasgar. __Preciso de vingança... Isso não pode ficar assim. ELE TEM QUE PAGAR, ELE MERECE A MORTE! - apelava à Lilith. Opus estava tão cego pelo ódio que estava disposto a se aliar à maior ameaça deste mundo só para ter a cabeça de Shion presa numa estaca. Nada daquilo traria seu pai de volta, mas o Paladino iria até o fim, fazendo justiça com as próprias mãos.

— Não... não, Opus. — Ela foi até ele, agachou-se e virou seu rosto de um lado para o outro pelo queixo, analisando. — Devemos perdoar os nossos inimigos.

__PERDOAR? COMO ASS... — Sim, temos de perdoar os nossos inimigos... — exibiu um sorriso malicioso. — Mas não antes deles serem enforcados. — Lilith o ajudou a levantar. — Do que você precisa? Podemos fazer uma troca... Matar Shion seria um prazer.

__Tudo o que eu te peço é um corpo mais jovem... só isso. Aquele desgraçado nunca iria conseguir fazer o que ele fez aqui, mas pra sorte dele... ele não envelheceu como eu.

— Difícil... __Por favor... só preciso disso. Dê-me um corpo jovem, deixe-me lutar contra esse lixo sozinho e ele terá seu fim. — Opus caminha até a Matadora de Deuses e a recolhe do chão. __Se eu conseguisse usar isso... mas só funciona com Hattoris.

— Bom... traga-me um braço de um Hattori que eu resolvo o resto. — Seus olhos diabólicos fitavam o Paladino, bolando um plano perfeito. — De preferência de alguém que já tenha usado a espada...

Uma nova aliança se formava.


Considerações:

RP. Opus se aliou à Lilith.

_______________________

[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Tumblr_lwb15m8oS01qf3spqo1_500
Ficha
"...o que importa é a vontade de nunca desistir!"
Opus
Opus
Vilarejo Atual
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. 100x100

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Bahko
https://www.narutorpgakatsuki.net/t73785-ficha-uzumaki-naomi https://www.narutorpgakatsuki.net/t73787-gf-naomi-uzumaki#568866


Uzumaki Naomi

Hora do Crepúsculo

A vila da Pedra foi despedaçada. A pedra virou pó. Sempre foi um lema interno da vila que o tempo passa e a Pedra sobrevive, enquanto o resto vira pó. Aparentemente não é verdade. Os olhos de Naomi se encheram de lágrimas, vendo toda a destruição que foi causada, caiu de joelhos. Não havia mais nada que pudesse ser feito, todo o estrago havia afetado a vila inteira. Faltou força para que conseguisse levantar, com o desespero tomando conta da mesma. -Minha vila... Minha amada vila... É o seu fim....- Falou olhando para o chão.

Gotas começaram a rolar pelo rosto da chunnin, indo até o chão. "Não consigo acreditar. Quando saí para a missão, estava tudo certo. Onde eu errei? Treinei, lutei, salvei vidas, fui até o Inferno para cumprir meu dever. Para minha vila ser destruída como se fosse uma brincadeira." Demorou para ter forças e levantar, mas quando conseguiu, começou a procurar a família pela vila. Agora mais do que nunca, precisava de alguém para a consolar e dizer que tudo iria ficar bem. Ainda estava completamente desacreditada com tudo e como aconteceu.

Considerações:
200 palavras. +75 de CH e +50 de HP do Chakra Osutsuki(AG Geada).
Jutsus Usados:

Bolsa de Armas 1(Perna direita):
+6 Kunai [6]
+10 ‎Fio de aço - 2 de [2]
+5 Shuriken [5]
+6 ‎Senbon - 3 de [3]
+2 ‎‎Hikaridama [2]
+2 Kemuridama [2]
Bolsa de Armas 2(Lombar):
Pílula de Cura do Ajudante
Rank: E
Quantidade: 1
Descrição: Uma mistura de ervas que conseguem regenerar algumas células condensadas em uma pílula.
Bonificações: Cura(5%do HP)
Qualidades e Defeitos:
-Grandes Reservas de Chakra
-Grande Vitalidade
-Grande Controle de Chakra
-Habilidade em Ninjutsu
-Conhecimentos Anatômicos
-Inteligência Avançada
-Perícia em Fuuinjutsu
Defeitos: -Código de Honra: Humanitário
-Egocêntrico(superado)
Databook:
Ninjutsu:6
Inteligência: 5
Força: 1
Velocidade: 4
Stamina: 5
Selos: 3
Recuperação:10
Cura: 10
Ninshuu: 2

HP: 1875/1875 CH: 2430+317+75=2822/3175 ST:01/07



_______________________

[A Hora do Crepúsculo] Inferno. 363d9efe6164d517e2bff7a891188d58
Bahko
Bahko
Shodaime Tsuchikage | Heroína
Vilarejo Atual
-x-

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Angell'
https://www.narutorpgakatsuki.net/t70412-ficha-angell-hyuuga-hattori https://www.narutorpgakatsuki.net/t69243-gestao-da-ficha-angell-hyuuga-hattori

Angell Hyuuga Hattori
[ HP: 3500/3500 | CH: 3225/9700 | CN: 000/400 | ST: 08/22 ]
[ Byakugou no In: 000/500 | Byakugou no Jutsu: 01/08 ]
[ Hachibi: 5000/5000 ]


Foi apenas quando sua correspondente respondeu ao chamado de Katsura que a azulada a percebeu em cena; além de já estar bastante ocupada socorrendo os habitantes da Pedra, ela ainda se mantinha atenta a seu pai, que lhe olhava diretamente nos olhos, mas não demonstrava qualquer boa reação. Sorriu pequeno para Katsura, levemente incomodada com o fato de nem ao menos ser reconhecida, por mais que tivesse passado os últimos anos em contato direto com o espírito de sua mãe, e não gostando muito da forma com que sua relação com seu pai foi referida, mas, ainda assim, tentando ser compreensiva e simpática e, ao mesmo tempo, querendo não se deixar distrair para continuar cuidando direito dos moradores da Pedra e zelando por Shion.

Mesmo de longe, a azulada o acompanhava, graças a seu Tenseigan. Apesar de conhecer relativamente bem a força de seu pai, não se lembrava de já tê-lo visto batalhando sem contenção contra um amigo. E, apesar de conhecer muitas das histórias de Opus, nunca o havia visto lutar pessoalmente. No início, Shion parecia controlar a situação, chegando a se gabar por já pertencer ao mundo da azulada – como ainda não era o caso de Opus – e poder utilizar artimanhas do mesmo da forma como ela própria o fazia, por ter andado a observando ao longo do tempo. Ela corou com o enaltecimento que recebeu de longe e virou um pouco seu rosto para o lado ao ter a certeza de que seu pai se exibia para si – sobretudo – por saber que estava sendo observado, mas continuou focada nele com sua visão privilegiada. Inclusive, quase nem aprendeu a variação de finalidade que ele dava à armadura com tanto encabulamento... Porém, o confronto continuava, e Shion e Opus só se mostravam cada vez mais ferozes com o passar dos segundos. Nem mesmo a presença de Katsura conseguiu fazê-los diminuir o ritmo; na verdade, pareceu foi um gatilho para fazê-los o aumentarem. Ao menos, no fim, ela pôde – não descartando as dificuldades, claro – conter o descontrole de Shion.

...e, então, ela o levou de volta para perto das filhas de ambos. Angell estava pronta para redirecionar parte do chakra medicinal que espalhava por todo o interior de sua barreira curativa a eles, como sua correspondente o havia pedido, mas foi impedida pelos dizeres de seu pai. Apesar da atmosfera pesada – quase fúnebre – e dos olhares abatidos, Hope foi a primeira a ceder aos desejos dele e de novo abriu um portal para tirá-los todos dali. A azulada, porém, não se daria por vencida assim tão facilmente; mesmo que não fosse confrontar seu pai na presença dos habitantes da Pedra – ou de qualquer pessoa que não pertencesse à família Hattori –, precisaria ter uma conversinha com ele do outro lado do portal. ...logo que o atravessasse, diga-se de passagem.


“But it’s the only thing that I have.”


Informações:
Considerações:
Selos de chakra: Fuuinjutsu: Kai no ombro direito.
Marca Hattori na palma da mão direita.
Barrier Tags: Uma (1x) dobrada em forma de tsuru como brinco em cada orelha.
Alcance do Tenseigan: 8,5km de raio.
Recuperação de chakra: 970 (10% [10 pontos em “recuperação”] de 9700).
Gastos: 2000 (do Dai Chiyu Kekkai).
Força: 4 (máxima base) +2 (do Doton: Choukajuugan no Jutsu) +3 (do Kongouken) = 9.
Força do Iwa no Yoroi: 240 (rank-A) +100 (bônus natural) +200 (maestria em doton) +200 (especialidade em ninjutsu) +200 (6 pontos em “ninjutsu” e Habilidade em Ninjutsu inata) +200 (10 pontos em “ninshuu”) = 1140.
Cura realizada: 3500 (2000 +75% [10 pontos em “cura”]) no total.

Só esclarecendo: A forma de uso do Kongouken foi a segunda. Pode não ter ficado muito claro, mas a personagem entrou no portal junto de Hope, Katsura e Shion (e isso vai ser melhor explorado no meu próximo filler de timeskip) ao fim do post.
Pet:
Habilidades usadas:
Tenseigan (ativo)
Requerimentos: Transplante do Byakugan Otsutsuki em um membro do Clã Hyuuga ou evolução do Byakugan Hyuuga através da infusão do chakra de um Otsutsuki.
Descrição: O Tenseigan (転生眼; literalmente, significa "Olho da Reencarnação") é um poderoso doujutsu, caracterizado por uma pupila azul rodeada por uma íris azul e branca, semelhante a uma flor. É considerado uma evolução exclusiva do Byakugan. Através dele, é possível utilizas as famosas Gudoudama em uma variação distinta da convencional.
Iwa no Yoroi (ativo)
Rank:
A
Requerimentos: Perícia Elemental: Doton & Chakra Flow.
Descrição: O usuário flui o chakra da terra através de seu corpo, absorvendo as propriedades da terra ao redor deles para formar uma armadura que é transparente e só é visível quando a luz é refletida. A armadura é mostrada para ser capaz de se defender de todas as formas de trauma contuso. Ao mesmo tempo, aumenta a força do usuário, permitindo que ele atinja ataques poderosos e liberte-se de restrições. Como essa técnica funciona por propriedades terrestres constantemente absorvidas, ela não requer chakra extra depois de iniciada, mas ainda precisa de uma quantidade suficiente de pedra para ser executada.
Dai Chiyu Kekkai (atiivo)
Rank:
S.
Classificação: Ninjutsu, iryou-ninjutsu.
Requerimentos: Iryou-ninjutsu, profissão: médica, Grande Controle de Chakra, Habilidade em Ninjutsu e Chiyu Kekkai.
Selos: --.
Alcance: Variável.
Duração: Até 4 turnos.
Descrição: Trata-se de uma melhoria do Chiyu Kekkai, que, em adição ao efeito de “cura em área” da técnica-mãe, proporciona o aumento da resistência física dos alvos curados, graças à indução que o chakra medicinal do usuário faz em seus músculos para enrijecê-los durante o tempo que a técnica permanecer ativa.
Vale lembrar que, assim como a técnica-mãe, o Kekkai: Tengai Houjin, o Chiyu Kekkai permite ao usuário criar uma barreira esférica – e expansível ao comando – ao seu redor. Porém, a finalidade do Chiyu Kekkai é a cura ao invés da detecção, ou seja, o chakra utilizado para a criação e a manutenção da barreira é medicinal, e os alvos, ao entrarem na área de atuação da técnica, são revitalizados ao invés de detectados. Isso possibilita não somente o efeito de “cura em área”, como também permite que os alvos continuem se movendo livremente enquanto recebem tal efeito, desde que não saiam da área de alcance do Chiyu Kekkai.
Observações: A ativação da técnica demanda 6 pontos de chakra por metro expandido; sua manutenção demanda 100 pontos por turno ativo.
A vitalidade restaurada é equivalente ao chakra usado para cada alvo, mesmo que dois ou mais alvos sejam curados simultaneamente.
O Dai Chiyu Kekkai segue seu usuário conforme ele se move.
O Kekkai: Tengai Houjin, não pode ser utilizado enquanto o Dai Chiyu Kekkai estiver ativo.
A técnica proporciona um aumento de 1 ponto na Força dos alvos durante o tempo que permanecer ativa.
Doton: Choukajuugan no Jutsu (ativo)
Rank:
S
Requerimentos: Mestre Elemental.
Descrição: Uma versão mais avançada da versão do Doton: Kajuugan no Jutsu, na qual o usuário aumenta drasticamente o peso de seu alvo, mas em uma extensão muito maior que a habilidade original. Sob certas circunstâncias, a técnica pode ser usada para aumentar a força por trás dos ataques.
Kongouken (ativo)
Requerimentos:
Iryou Ninjutsu, 3 Força & 3 Taijutsu.
Descrição: O usuário concentra chakra em suas mãos ou pés usando o controle chakra preciso e liberando-o de uma vez, aumentando sua força física centenas de vezes. Com isso, o usuário é capaz de realizar proezas como lançar seus alvos por muitos metros, com um simples peteleco ou criar fissuras com um movimento único com dedo no chão. Um adversário atingido ataques como esse pode sofrer danos que vão desde ossos quebrados, órgãos danificados, ou até mesmo a morte.
Regra: Terá três formas de uso:
1. Consumindo 50CH para ativar, concederá +2 Força ao personagem tendo duração equivalente a Stamina.
2. Consumindo 150CH para ativar, concederá +3 Força ao personagem, consumindo dois turnos de Stamina a cada turno*.
3. Consumindo 300CH para ativar, concederá +4 Força ao personagem, precisando do Byakugou no In ativo, terá duração máxima de três turnos, porém, ainda consumirá dois turnos de Stamina a cada turno*.

*Quando a técnica de regeneração Souzou Saisei ou suas variantes estiverem ativas, o consumo em dobro de stamina é anulado.
Bolsa 1 (16/20 espaços):
Kunai: 5 (5 espaços)
Kemuridama: 3 (3 espaços)
Hikaridama: 2 (2 espaços)
Zouketsugan: 4 (1 espaço)
Hyourougan: 4 (1 espaço)
Makimono (P): 1 (1 espaço)
“Polvo Frito”: 2 (2 espaços)
“Sushi Doce”: 1 (1 espaço)
“Saco de Doces”: 1 (sem peso)
Bolsa 2 (20/20 espaços):
Kunai: 4 (4 espaços)
Kemuridama: 2 (2 espaços)
Zouketsugan: 16 (4 espaços)
Hyourougan: 16 (4 espaços)
Barrier Tag: 6 (2 espaços)
Kibaku Fuuda: 16 (4 espaços)
Equipamentos e itens:
Angell'
Angell'
Lenda Ninja | Sannin
Vilarejo Atual
[A Hora do Crepúsculo] Inferno. Dwqqy2b

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos