>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno
Últimos assuntos

Kai JK
Tokubetsu Jonin
Kai JK
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] Canelas Roxas KzQvu2X

https://www.narutorpgakatsuki.net/t74449-ficha-de-personagem-kai-lee#575550 https://www.narutorpgakatsuki.net/t74468-gf-kai-lee#575725

[Filler] Canelas Roxas - Sab 30 Jan 2021 - 9:25

HP: 275/275 | CH: 275/275 | STA: 00/04



  O período que passei na academia ninja foi um momento conturbado. Não pelo fato de estar na academia em si, mas sim por todos os acontecimentos em minha vida. O que me motivava cada vez mais a seguir em frente era a ideia de ser um ninja poderoso. Ao final do dia, se quisessem me encontrar, bastava ir até o campo de treinamento de Kumogakure. Era certo que estaria lá, sempre treinando meu taijutsu, resistência corporal e, não menos importante, meu controle sobre o chakra.

  Numa determinada semana, logo no início das minhas aulas na academia ninja, estava treinando pela noite com um boneco de madeira, aplicando vários golpes, misturando socos e chutes, até que num movimento errado, acerto o boneco com a canela. Mas não foi um acerto qualquer, foi em cheio, forte! - Porra!! Que dor...! - Exclamei alto, caindo sentado ao chão enquanto levava minhas mãos até o local atingido, esfregando-o na tentativa de aliviar a dor. Mantive a cabeça baixa por uns instantes, mas logo levantei-a e acabei avistando algo inusitado: A parte do boneco que foi atingida pela minha canela estava mais desgastada do que os outros lugares. Naquele momento, percebi que o golpe era uma ofensiva eficiente contra inimigos. O azar era que infelizmente acabava sendo ofensiva contra mim, também. Refleti ali por alguns segundos, logo pondo-me a levantar. Com a dor já amenizada, começo a encostar minha canela contra o boneco de madeira em movimentos repetidos, de modo bem lento no início, mas aumentando a velocidade e intensidade conforme fosse repetindo os movimentos. Conseguia perceber que talvez fosse possível aplicar esses golpes em batalhas reais, a barreira era apenas conseguir fazer isso de modo que não me machucasse.

  Como sempre autodidata, eu não procurei ajuda e tentei criar meus próprios métodos. Durante toda a semana, continuei focado nesse processo, aplicando leves caneladas no boneco de treinamento. Havia me acostumado com a dor, criado certa resistência, mas ainda não era o suficiente para começar a aplicar estes golpes em batalhas reais. Um erro e eu poderia até acabar com a perna quebrada. ~ Esta será uma tarefa difícil... Mas eu consigo, é um golpe com muito potencial para dar certo. Talvez eu consiga utilizar o fluxo de chakra no meu corpo para ter êxito... ~ Ficava refletindo sobre como poderia alcançar o meu objetivo, até que resolvi tentar elevar meu fluxo de chakra nas pernas. Não se trataria de utilizar eles, mas talvez a sua boa circulação na área atingida pudesse amenizar a dor e até mesmo o impacto sofrido.

  Eu estava tão fixado em aumentar a eficácia do golpe que havia tornado comum o hábito de bater levemente com a canela em alguns lugares próximos a qualquer momento do dia. Certa noite, durante a janta, fiquei a bater a canela na perna da mesa repetidamente, sem mesmo perceber que estava fazendo isso enquanto comia.

- Kai! Pare com isso, está fazendo a mesa tremer.
- Desculpa, mãe...


  Surpreendido por estar com a mente longe, parava de fazer aquele movimento por alguns instantes ao ouvir minha mãe me repreender, mas logo voltava a realizar os mesmos movimentos automaticamente. De fato havia se tornado um costume durante o período de treinamento. Após um tempo em meio a devaneios, olho novamente para a minha mãe, esta que estaria com uma expressão de confusão, mantendo uma sobrancelha arqueada. Percebendo que estava novamente fazendo o mesmo ato, ponho-me a cessar e desta vez tentar me controlar para não voltar a fazer o movimento enquanto mantinha no rosto uma expressão tímida, meio "sem graça".

  Na academia ninja o mesmo ocorria. Durante as aulas, em determinados momentos eu ficava a golpear levemente as pernas das mesas. Nos intervalos, não podia ver uma pilastra, quina de parede, piquete de ferro... Qualquer coisa sólida nesse tipo sem me por a golpeá-los também. Fui até mesmo repreendido algumas vezes por professores, estes que apesar de me repreenderem, pareciam estar compreendendo de onde essa mania vinha; ainda mais vendo as marcas em minhas pernas quando em determinados dias eu ia de bermuda à academia.

  Chegando ao final da semana, meus golpes já eram firmes e com resultados consistentes, assim como a minha resistência à dor já havia aumentado também. Claro que não era ainda nenhuma perfeição, havia ainda muito o que treinar, mas este era o início de algo grandioso, um estilo de luta criado por mim mesmo que estaria por vir. Chegando ao campo de treinamento mais uma vez, preparava-me para mais uma noite de golpes contra o boneco de treino. Era perceptível a minha evolução, golpeava ferozmente o alvo com a canela sem sentir mais dores fortes, apenas leves incômodos ignoráveis. Ainda não sabia ao certo se foi apenas o costume do contato no local, o aumento de resistência por meio de "calejamento" ou mesmo o constante fluxo de chakra que eu estava fazendo circular pelas pernas, mas de qualquer forma, o progresso foi certo. Após cerca de duas horas de treino, já cansado, apoio-me com as mãos aos joelhos respirando forte, mantendo o olhar sobre as canelas e vendo as marcas deixadas. Aquilo me orgulhava enormemente, foi fruto de um grande esforço de uma semana inteira. Com o treinamento do dia finalizado, sento-me e tiro da mochila algumas faixas curativas, começando a enrolá-las em cada perna, separadamente. ~ Tenho me desgastado muito essa semana. Melhor cuidar destes ferimentos para poder continuar a treinar. Irei aperfeiçoar esta técnica e um dia fazer dela a minha marca registrada como shinobi de Kumogakure! ~ Pensava enquanto terminava de enrolar os curativos, logo levantando-me e pegando a mochila. Ponho-me a caminho de casa para um descanso. Com certeza continuaria por treinar aquele método por muitos e muitos meses.



- Fala de terceiros |- Fala | ~ Pensamento

Informações:
Objetivo: +50 de HP & +50 de CH
Palavras: 1014
Atributos:Força e Velocidade 1 ponto abaixo do máximo
Desgastes: X
Técnicas e Habilidades:
-
Skywalker
Tokubetsu Jonin
Skywalker
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] Canelas Roxas PgOp5pA

https://www.narutorpgakatsuki.net/t74225-fp-kagaya-ubayashiki#573000

Re: [Filler] Canelas Roxas - Sab 30 Jan 2021 - 13:20


_______________________

[Filler] Canelas Roxas 45702fb5c853c82aa8b42f91bf4917c86d880225
"Eu quem sou o rei, e o resto que se ajoelhe!"

Ficha | R.D. | CJ | Banco | GF
| MOD AG | Inventário AG || [História] — Blood Moon
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.