>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

saxopanda
Genin
saxopanda
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler] Feliz por ser punido! JoXvx7K

https://www.narutorpgakatsuki.net/t74013-ficha-katsushiro https://www.narutorpgakatsuki.net/t74025-gestao-de-ficha-katsushiro

[Filler] Feliz por ser punido! - 29/11/2020, 19:40

Katsushiro não era uma criança levada, principalmente depois que entrou na academia ninja onde certo formato rígido e rigoroso de ensino era aplicado para formar futuros fortes ninjas que irão defender a vila e sair em missões quando crescessem um dia. Porém, certo dia cometeu uma travessura, era aula de ninjutsu, e iriam exatamente aprender o jutsu de transformação, Henge no jutsu. Katsushiro chegou mais cedo para a aula e também já havia outros alunos lá, transformou-se no professor que aplicaria a prova de Henge no Jutsu, diga-se de passagem que era um dos professores mais rígidos, ortodoxos, velhos e tradicionalistas da academia, e começou a imitá-lo na sala de aula, ele possuia uma longa barba, bengalas e uma corcunda, o kit completo para a diversão dos alunos, Katsushiro atuou ali como se ele estivesse aplicando a prova, todos riram e se divertiram, mas apenas por 5 minutos, que era o tempo que faltava para a aula começar, o jovem ninja não viu o tempo passar divertindo-se com os amigos imitando os trejeitos do velho professor.

De repente o professor entra na sala, já gritando. - Que  porcaria é essa?!?! Vocês estão achando que ser ninja é brincadeira? - O professor com dificuldade, já por causa da idade, começa a correr atrás de seu clone, e as gargalhadas aumentam e aumentam, até que como climax, quando o professor quase acerta Katsushiro transformado, o garoto pula janela a fora e foge por entre as vielas de Kumogakure. Não podia voltar para a academia ninja hoje mais, provavelmente o professor descobriria quem estava transformado de qualquer forma pela lista de chamada, mas era melhor deixar a poeira abaixar, o professor era bastante nervoso e quanto mais o tempo passasse sem ver Katsushiro, o garoto sabia que menor seria também sua punição.

Katsushiro também não podia voltar para o orfanato, se Maki-chan (a governanta) descobrisse que ele lá estava, e estava encabulando a aula da academia ninja, ela também o puniria, talvez não tão severamente quanto seu professor velhote, mas ainda sim Katsushiro não gostava de punições em geral, mesmo que sabia que talvez a merecesse.

Quando seu irmão mais velho de criação não estava na cidade, Byun, Katsushiro não tinha muitas outras coisas que gostava de fazer, mas uma dessas poucas coisas era ir para o campo de treinamento da cidade, e ficar lá passeando ao redor dele, com esperanças de se deparar com outros ninjas treinando, o do alto de uma montanha próxima, assisti-los a treinar. Hoje não era um desses dias, começou a chover e não achou ninguém lá. Mas chuva gelada o fazia tremer, pelo menos o tempo para as aulas da academia passou e ele já podia voltar para o orfanato sem levantar suspeitas.

Quando volta sua janta favorita estava sendo servida, sorvete, na cantina, uma segunda-feira de noite? Uma raridade, deve ser uma comemoração especial um aniversário, pensa o pequeno. Maki-chan o cumprimenta feliz e serve sorvete para ele assim que chega na cantina depois de um banho para lavar aquela água de chuva do corpo.

- Katsu-kun, você deu azar… um de seus professores acabou de passar aqui te procurando, disse que você foi muito bem no teste, tem pouco tempo que ele foi embora, que pena que vocês desencontraram, ele queria te parabenizar presencialmente – Maki-chan fala com o pequeno, era nova, porém muito responsável, e por isso era encarregada de cuidar das crianças e do orfanato.

- Ah… que bom! - O garotinho responde, forçando um sorriso falso, mas ela no mesmo momento percebeu que havia algo de errado, mas não decidiu indagar sobre, ela não era curiosa, se o professor ninja dele tava envolvido, era melhor deixar eles resolverem os problemas entre eles mesmo. Katsushiro na verdade estava desesperado, ter feito Ikuba-senpai vir até o orfanato, Katsushiro tinha certeza que o professor veio assassiná-lo - O que mais ele falou Maki-chan? - Indaga Katsushiro com a voz trêmula.

- Bom, ele falou que era pra eu te parabenizar e logo foi embora, ficou pouco, seus professores devem ser bastante atarefados, não? - Responde a jovem, com um olhar suspeito e atencioso.

- Sim, sim, sim, muito obrigado pelo sorvete Maki-chan, está ótimo. - Respondia enquanto servia-se pela terceira vez, soma de fome e nervosismo.

A noite passou sem outra confusão, e o garoto teve dificuldades para dormir devido à possibilidade do professor matá-lo enquanto dormia. Ah, a imaginação dos jovens é uma coisa engraçada. No dia seguinte o garoto tinha aula cedo, e até mesmo tinha esquecido dos eventos do dia anterior por causa do sono da manhã, só se lembrou no caminho e cada vez mais se arrependia de ter levantado, e de seu ato vicioso  do dia anterior de zoar o professor.

Ikuba-senpai, esperava-o na porta da academia ninja, o jovemzinho engole o seco e ignora o fato de que ele estava encarando-o, tenta passar pela porta sem falar nada, mas assim que cruza para fora do campo de visão do velho professor ele o chama.

- Katsushiro, me acompanhe. - Essa ordem de comando ressoou diversas vezes na cabeça do jovem, era a que ele mais temia para aquele momento, não podia fazer mais nada, estava frito, caminhavam sem nenhuma palavra ambos, Katsushiro conhecia o caminho por dentro dos corredores da academia, estavam indo direto para área da sala dos professores, provavelmente estavam indo para o gabinete de Ikuba-senpai. Ao chegarem lá o professor senta atrás de sua grande mesa, e indica para Katsushiro sentar logo a sua frente. Encaravam-se. Katsushiro quis desviar o olhar milhares de vezes naquele 5 minutos de silêncio absoluto, no entanto segurava, será que o professor quer que eu peça desculpa? Pensa o jovem, será que ele está se preparando para me matar? A cabeça de Katsushiro gerava milhares de possibilidades e cada uma que aparecia só servia para deixar o garoto mais confuso. Um sorriso começa a surgir na cara de seu professor, e cresce até virar uma gargalhada gostosa de se ouvir. Katsushiro não sabia como reagir e ficou estático, assustado com aquela cena, a gargalhada de um homem senil, pensava.

- Não precisa ficar assustado garotinha – Ibuka-senpai chamava todos seus alunos de garotinho, até os garotos – Um professor nunca briga com um aluno por esse aluno ter feito sua lição de casa, e aprendido o que ele ensinou, foi um belo Henge no Jutsu que você fez ontem, estava igualzinho a mim. -

Um sorriso começa a se delinear na face do jovem ninja, mas logo seu professor levanta a voz.

- Mas!… você ainda tem que ser punido não é mesmo? Foi bastante desrespeitoso o que você fez ontem – O sorriso desaparece de Katsushiro ouvindo essas palavras e assente cada palavra que o professor proferia, concordaria veementemente com qualquer coisa que ele pedisse. Enquanto fala o professor se levanta e começa a retirar pergaminhos velhos, empoeirados de sua prateleira e colocar em cima de sua mesa, cada um deles quando colocado levantava uma cortina de poeira que fazia o pequeno espirrar.

- Você vai fichar cada um desses pergaminhos, e além do fichamento uma resenha crítica sobre o conteúdo. - Katsushiro apenas assentia, assustado com a quantidade do pergaminho, e fica em choque com as próximas palavras do professor. - Tudo pra hoje, se não eu mesmo te expulso daqui! -

Agora sua raiva transparecia, realmente Ibuka-senpai era o ninja da faca de dois gumes, como sua velha alcunha ditava, nos tempos que ainda era um ninja ativo.

- Você tem até o fim do dia, quando o turno da academia acabar eu venho aqui pegar seus fichamentos para corrigí-los, você não precisa comparecer a aula hoje, se preocupe só com isso garotinha! - Essas foram as ultimas palavras antes de deixar o jovem ninja só em seu gabinete, Ibuka-senpai já estava atrasado para as classes que tinha de ministrar.

Katsushiro não demora, tira da sua mochila pergaminho, pena e tinta e começa os trabalhos, os pergaminhos eram tão velhos e empoeirados, teve dificuldade de manuseá-los pois estavam muito frágeis, um movimento errado e podia quebrá-los. Katsushiro estranhou principalmente o conteúdo, achou que seria velhos manuais para genins ensinando o básico do básico mais não, era um assunto totalmente novo e diferente para ele, os livros descreviam o corpo humano, assunto delicado para um garotinho, com uma linguagem muito técnica e rebuscada, era dificílimo acompanhar cada linha, depois de algumas horas se acostumando com aquela linguagem técnica ela se tornou mais fácil, e mais simples de compreender. As palavras difíceis tratavam-se na verdade coisas simples, e o assunto inédito, como qualquer outra coisa inédita, interessavam as crianças, e principalmente Katsushiro. Embora os pergaminhos pareciam muitos, muitos deles eram compostos majoritariamente de imagens que apresentavam didaticamente o conteúdo, mostravam o corpo humano e seu funcionamento sem nenhum pingo de pudor. As horas passaram rapidamente e Katsushiro levou 30 minutos a mais do horário previsto para o término das classes na academia para acabar sua tarefa de fichamento e resumo crítico dos pergaminhos. Estava preocupado, Ibuka-senpai nunca se atrasava e foi perguntar sobre seu paradeiro na academia. Deixou um bilhete para ele caso ele voltasse na sala e o garoto não estivesse lá “Terminei, estão encima da sua mesa”.

Assim que sai do gabinete de seu senpai o garoto escuta sua voz, bem longe, ao fundo, isto só porque o resto da academia estava bastante silenciosa, é claro, todos as crianças já tinham sido mandadas para casa. Foi seguindo a voz de seu tutor até parar na porta de uma das salas no andar de cima. Escutava o que lá dentro era dito, e reconheceu a maioria daquelas palavras técnicas que vinha lendo a tarde inteira sendo declaradas por seu professor, parecia que palestrava sobre a relação do chakra com cada órgão fundamental para o corpo humano, coração, fígado, intestino, cérebro, etc. Katsushiro não teria coragem de interrompê-lo, não porque seria falta de respeito, mas porque ele gostaria de escutar o que ele tinha para falar. No vão da porta conseguia ver os alunos que escutavam a aula, não conhecia ninguém ali, mas sabia que nenhum deles eram estudantes da academia, nenhum deles eram Genins, provavelmente ali estavam ninjas do nível Chunin para cima e Katsushiro se sentiu de alguma forma privilegiado por estar ali, espilhotando.

A aula continua por mais duas horas, sendo regida apenas pela voz de Ibuka-senpai, e num piscar de olhos já era bem tarde da noite, o estomago do garoto começava a roncar e possívelmente escutavam de dentro da sala de aula. Mas sorte que a aula estava por acabar. Katsushiro tenta disfarçar que estava na porta escutando na medida em que os ninjas iam saindo e indo embora, até que o professor vai até ele.

- Eu esqueci que tinha que dar aula para essas garotinhas hoje, não quis te deixar esperando Katsushiro… gostou do que ouviu? - Ibuka-senpai sabia reconhecer o brilho nos olhos de um aluno que quer adquirir conhecimento.

- Adorei! Você é incrível Ibuka-senpai, me desculpa por ontem, eu nunca deveria ter te desrespeitado! - Ambos sorriam, professor e aluno. - Tudo bem – Responde Ibuka-senpai e continua – Vou ler seus fichamentos e se tiverem sido bons o suficiente vou permitir que você assista essas aulas, mas escondido, ouviu-bem? Ninguém pode saber! Elas acontecem toda semana, nesse mesmo dia, assim que os gennins são mandados para casa. -

No fim de contas Ibuka-senpai adora alunos interessados, e deixou Katsushiro acompanhar suas palestras sobre anatomia até que ele se formasse da academia ninja. Katsushiro ficou bem feliz de ter sido punido daquela forma.


Considerações:

1927/1400 palavras
HP: 200/200 CH: 200/200 ST: 0/2
Objetivo: + 200 em Status (HP e Chakra +100 cada um) e aquisição da qualidade conhecimento anatômico (1).
Resumo/Detalhes: Recompensa de +100 dobrada para +200 devido ao Bonus do Mês do UP.

Jutsus utilizados e ativos:

Henge no Jutsu
Rank: E
Selos: Cachorro, Javali e Carneiro.
Descrição: Tendo em conta tudo o ninja missões são atribuídos a - coleta de inteligência, batalha, diversões - este é um ninjutsu de valor inestimável. Ele é geralmente usado para se transformar em outras pessoas do que a si mesmo, mas um também tem a capacidade de se transformar em animais, plantas e objetos inanimados, como até mesmo armas. Isto dá esta técnica uma grande quantidade de usos. A transformação de um shinobi habilidoso será exatamente como o artigo genuíno, por isso vai ser impossível dizer os dois separados. Por outro lado, a transformação realizada por uma pessoa inexperiente terá discrepâncias óbvias. A técnica de transformação é considerada entre as mais difíceis de rank E, uma vez que requer emissão constante de chakra enquanto mentalmente manutenção da forma. Em cima disso, o usuário seria, muito provavelmente, interagindo com o ambiente. Isso coloca pressão mental sobre um ninja inexperientes.

Databook:


2 Ninjutsu
2 Taijutsu
1 Genjutsu
2 Inteligência
1 Armadilha e 1 Percepção de Armadilha a cada três turnos
1 Força
 8m & 8m/s. E +10 de Danos Adicionais
1 Velocidade
6m/s de velocidade de movimentação
0 Stamina
2 Posts de limite de cansaço
0 Selos
1s/s.

Qualidades, bonificações e defeitos

Instintos Anormais (3)
Tipo: Inato.
Descrição: Alguns personagem parecem poder predizer o que virá a seguir, eles literalmente antecipam-se seja através de uma análise psicológica ou até mesmo do ambiente, conseguindo assim escapar de situações adversas com maior facilidade.
Bonificações: Podem uma vez a cada dois turnos antecipar alguma ação sem receber punições, porém deve-se ainda assim explicar de modo plausível como antecipou.

Agilidade Aguçada (2)
Tipo: Inato.
Descrição: Muitos personagens nascem ou adquirem ao longo de suas vidas uma agilidade anormal perante outros, eles conseguem se esquivar com mais facilidade, bem como criar ataques e movimentações mais ligeiras em contraparte aos demais shinobis.
Bonificações: Acréscimo de 1 Ponto em Velocidade & capacidade de desviar por reflexo de movimentos com até dois pontos superiores, porém não é capaz de enxerga-los.

Molenga (1)
Tipo: Superável.
Descrição: Muitos personagens são considerados por muitos como molengas, pois diferente da maioria dos shinobis, eles não conseguem induzir sofrimento às pessoas, mesmo inimigas, sempre buscando um modo pacífico de enfrentar os problemas.
Influências: Não é capaz de faz mal a ninguém, mesmo inimigos, exceto se eles o fizerem primeiro.

Inabilidade Elemental (3)
Tipo: Fixo.
Descrição: Alguns personagens não conseguem de modo algum desenvolver habilidades elementais com seu chakra.
Influências: Incapazes de aprender e usar naturezas elementais.
-
Bahko
Jōnin
Bahko
Vilarejo Atual
Ícone : -x-

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73785-ficha-uzumaki-naomi https://www.narutorpgakatsuki.net/t73787-gf-naomi-uzumaki#568866

Re: [Filler] Feliz por ser punido! - 29/11/2020, 19:49

Ok

_______________________

-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.