>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 70DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Primavera
Últimos assuntos

Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
Ícone : [Cena] Apuros URkFDZ9

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73424-ficha-yuki-kana https://www.narutorpgakatsuki.net/t72312-gf-oshiro-ayumu

[Cena] Apuros - em 25/11/2020, 17:17


Narrador: Lollipoppy

Ressaca

@Hikaro

Era um fim de tarde como qualquer outro em Uzushiogakure no Sato. Com a grande presença da população que desarmava as tendas das feiras e fechava as pequenas lojas daquela cidade neblinada. O vento constante advindo das brisas oceânicas próximas estava ali tão forte e presente, junto das fortes ondas que estavam naquele dia mais enfurecidas. Era a ressaca, que vinha de tantos motivos, os tempos sempre passavam, vindo novos elementos, novos desdobramentos, mas porque tudo sempre parecia mais o mesmo?! Não importava se estavam no presente, no passado, no futuro, era sempre o mesmo, assim como a idêntica ressaca que lamentava e lamentava, e mesmo com o tempo a passar ela lamentava.

As pessoas confusas e enfurecidas perambulavam por entre as pequenas vielas e pontes de tal cidade, levando consigo nenhum lenço, e nenhum tipo de documento, apenas as coisas mais importantes que tinham: a cara e a coragem. Elas falavam?! E como falavam, receosas de tal fúria pudesse trazer de consequência, silenciadas muitas vezes e apenas olhando melancolicamente para o que ocorria com o mesmo olhar passado. E entre um desses que olhava estava bem ali, em cima de um telhado de uma das habitações baixas e recentes de Uzushiogakure no Sato, aquela figura tão conhecida.

Aquela alta e franzina figura, de cabelos tão grandes e sem cor, de fios tão finos que pareciam que com apenas um toque se quebraria. Branco, com aquele olhar tão penetrante quanto a ressaca, mas tão dissimulado que não dava para saber o que aqueles olhos esbranquiçados pensavam. O rosto com aquelas marcas escarlates famosas de tinta na região da bochecha, junto da marca de lua crescente, sendo tal marca azulada. Sim, somente poderia ser ele, junto daquelas vestes tão singulares, um quimono de seda, esbranquiçado, que qualquer um dentre a vila sabia de quem se tratava: Renjiro.

Ele olhava para longe, mas não dava para ter total noção para o quê ele olhava, apenas poderia dizer que Grace Jyu conseguiria ver tal homem e reconhece-lo, afinal, aquele era um dos jōnins mais conhecidos da vila, e também um dos menos queridos, sendo chamado por muitos como Renjiro, o desvirtuoso. Porque isso era como ele era chamado?! O ninja amante dos doces não sabia, apenas sabia de sua aparência, nome e que ele era temido por quase todos, quiçá a vila inteira.

O homem de cabelos brancos se moveu, desaparecendo do telhado e se perdendo da vista de Grace, que não conseguiria acompanhar com os olhos, e nem teria tempo para isso, afinal, em sua direção andava um homem de cabelos esverdeados e lisos, penteados para baixo.

Era um homem com uma expressão um pouco mais séria, sendo bastante fria, e mesmo assim continha um pouco de uma estranha felicidade. Sua pele extremamente pálida não era natural, sendo fruto de maquiagem, junto de uma marca de gota verde abaixo do seu olho esquerdo. Ele vestia uma roupa extravagante, eram roupas finas, e muito bem arrumadas, uma calça acinzentada, junto de uma blusa social de manga longa branca, e por cima de tal blusa estava um colete avermelhado, que acabava parecendo um fraque. Ele continha a bandana da vila, sendo o tecido da bandana de coloração esverdeada, e era amarrada em seu pescoço.


— Grace Viole...?! — Ele falava como se estivesse perguntando, estranhando um pouco o nome diferente. — Deve ser você, bom temos trabalho, não é?! — E seu sorriso se abria, tão largo quanto sua melancolia. O homem de olhos róseas, pegava um pergaminho e segurava próximo a mão do genin. — Uma missão urgentíssima, afinal, se eu estou aqui, é porque é urgente, não é mesmo?!

Caso o ninja de Uzushiogakure pegasse o pergaminho ele notaria que estaria lacrado, com uma mensagem endereçada ao seu nome, e que realmente era algo urgente.


Jyu Viole Grace,

Um de nossos genins acabou por fugir no início dessa tarde. Pelo que fora declarado pela nossa equipe de inteligência, acaba se tratando de Mashoko Feit. Ele possui informações valiosas para nossa vila, e estamos ao máximo recrutando ninjas para ir atrás desse desertor e leva-lo para a ANBU, com ou sem vida!


O homem de cabelos esverdeados ainda estaria ali, mas sem nada para fazer, afinal seu trabalho já estava feito. Ele apenas olharia o menino ler a mensagem, e diria.

— Portão Oeste, se for por lá, será que chega a tempo?! — Lançaria a pergunta e iria embora, deixando o genin a sós, sem em momento nenhum contar seu nome, mas aquele homem estava certo, afinal aquele era Souta, o responsável pelas missões mais importantes, sucessor de Son.

Caso Jyu fosse para o Portão Oeste rapidamente, ele veria vários ninjas ali já saindo da vila apressados, sendo um sinal de ir. A névoa como sempre presente atrapalharia sim a visão do menino de cabelos longos, porém, por sua sorte ele encontraria pistas... E aí que viria um dilema, ele veria passos, sendo passos indo para três caminhos: caminho da esquerda, caminho da frente, caminho da direita.

Os passos da esquerda eram mais antigos, quase desaparecendo, e eram do tamanho de uma pessoa normal. Eles estavam escondidos por entre folhas, mas olhando minuciosamente dava sim para ver que alguém tinha passado por ali. Os passos da frente eram bem mais recentes, fortes e penetrantes, bastante visíveis, mesmo com tal névoa. Já os passos da direita, parecia que tinham algumas horas, mas eram mais recentes que os da esquerda. Eles também estavam camuflados por folhas e um pouco de areia, mas um olhar mais minuscioso daria para enxergar.

Três caminhos, três rotas, três destinhos... Para onde Jyu Viole Grace iria?!


Considerações:
Vamos iniciar nossos trabalhos, será uma Missão Rank-C junto de Desenvolvimento de Atributo Secundário: Regeneração, ou seja 2 turnos de 200 palavras e 1 turno de 400 palavras! Boa sorte, bom turno e espero que qualquer dúvida, pode me chamar Discord!

Em Spoilers colocarei a Missão!

Missão Rank-C:
O Desertor
Descrição:
Um genin saiu de Uzushiogakure no Sato, carregando muitos segredos consigo, sendo jutsus, informações, localização da vila e muitos outros detalhes importantes. Ele saiu da vila sem a autorização ou permissão do Mizukage, logo ele acaba se tornando um desertor. Sua missão é encontra-lo e trazê-lo para ANBU, com ou sem vida. Vá rápido.
Post 1/3
-
Hikaro
Chūnin
Hikaro
Vilarejo Atual
Ícone : Hey There!

https://www.narutorpgakatsuki.net/t72129-ficha-jyu-viole-grace?nid=4#550308 https://www.narutorpgakatsuki.net/t72151-gf-jyu-viole-grace

Re: [Cena] Apuros - em 25/11/2020, 22:17



jyu viole grace

Em busca do Desertor!!

⌠CH⌡ 1600/1600 ⌠HP⌡ 1250/1250⌠Stamina⌡ 000/005 Palavras: 1183  


Aos poucos, aquele dia ia chegando ao seu fim. O sol descia no horizonte com sua calma e resplandecer tímido, como se não quisesse se despedir do céu ainda. Em contraste com aquela cena normalmente deslumbrante, dentro da vila era totalmente afoita e acelerada. Pessoas andavam rapidamente de um lado para o outro, fechando suas lojas e comércios, apressadas de tal forma que parecia beirar o pânico.

Encostado em uma parede qualquer, Jyu via tudo aquilo com sua calma característica. Em sua mão, os restos mortais de uma maçã, que estava a comer com uma certa tranquilidade. Não parecia se importar com o vento, que parecia dominar o poder dos mares, transformando aquele final de tarde em uma tarde de ressaca, violenta e indomável, assim como imaginava ser o seu futuro.

Deixou com que as pessoas passassem por si, sem prestar atenção no que elas diziam. Estava perdido em seus próprios pensamentos, seus próprios sonhos e devaneios. Seus olhos observavam tudo e, ao mesmo tempo, não viam nada. Olhava as pessoas sem ao menos as notar, observava o caminhar desesperado, sem nem ao menos imaginar onde iam com tanta pressa...

Pelo menos, até seus olhos se depararem com alguém que até mesmo ele, um completo desligado das notícias da vila, já tinha ouvido falar. Renjiro, o desvirtuoso. De cima do telhado, sua figura esguia parecia extremamente delicada, quase como uma escultura. Seus cabelos brancos, esvoaçantes no vento, pareciam brilhar de um branco puro e mágico, que, emoldurados pelo quimono de seda pura, deixou o gennin momentaneamente maravilhado.

Como uma pessoa tão infame na boca das pessoas da vila poderia parecer tão mágico e distante?

Tão rápido quanto o vira, ele desapareceu em frente a seus olhos. Fosse para onde ele tivesse ido naquele momento, levara com ele a cena hipnotizante, fazendo Jyu voltar de seu torpor. Por um instante, como se finalmente tivesse percebido que estava em seu próprio mundo, se surpreendeu com outro ser tão singular quanto o jonin caminhando em sua direção.

Era um homem totalmente do que já havia visto. Sua expressão possuía uma frieza profunda, mas em seus lábios, uma felicidade obscura era possível de ser sentida. Como um mágico, vestia roupas um tanto quanto chiques, como se tivesse se arrumado para alguma ocasião especial.

Sua face, repleta de um misterioso pó branco, marcava o desenho de uma gota esverdeada embaixo de seu olho esquerdo. Apesar de ver a bandana da vila sob o colete que usava, Viole não pode deixar de sentir um calafrio. Aquele homem lhe transmitia uma sensação ainda pior da de Renjiro. E aquilo só podia significar uma coisa: ele era perigoso.Apesar de sua sensação, não sentiu nenhum ar ameaçador quando ele se aproximou.

[Souta]- Grace Viole...?! – era praticamente uma pergunta, o que fez o garoto arquear sua sobrancelha direita. Ele havia errado seu nome... - Deve ser você, bom temos trabalho, não é?!

Trabalho? Provavelmente mais alguma missão na academia ninja, assim como fizera nas últimas missões. Desanimado, apenas acenara afirmativamente, vendo o sorriso ambíguo, repleto de melancolia e uma alegria fria tomar conta da face do rapaz a sua frente.

[Souta]- Uma missão urgentíssima, afinal, se eu estou aqui, é porque é urgente, não é mesmo?! – e fez o garoto sorrir levemente daquilo. Fosse quem fosse, o gennin sabia que se tratava de alguém com uma posição bem maior que a sua na vila e, portanto, ele não ousaria deixa-lo irritado consigo.

Pegando o pergaminho, viu o selo da vila, percebendo se tratar de uma missão oficial. Ao lado, o seu nome, transcrito delicadamente em uma grafia esbelta e suave. Fosse quem fosse o novo Mizukage, pelo menos tinha uma letra mais bonita que sua antiga sensei...


Pergaminho escreveu:Jyu Viole Grace,

Um de nossos genins acabou por fugir no início dessa tarde. Pelo que fora declarado pela nossa equipe de inteligência, acaba se tratando de Mashoko Feit. Ele possui informações valiosas para nossa vila, e estamos ao máximo recrutando ninjas para ir atrás desse desertor e leva-lo para a ANBU, com ou sem vida!


Era disso que se tratava então.. Um gennin havia fugido da vila, bem debaixo do nariz do Mizukage. Mashoko Feit. Nunca ouvido aquele nome, mas decidiu deixar o nome de lado. Aquilo não era uma missão de fofocas, afinal...

[Souta]- Portão Oeste, se for por lá, será que chega a tempo?!  - o homem lhe dava uma dica, fazendo o menino o olhar de novo, enquanto ele já parecia ir longe.

Aproveitando aquela deixa, o garoto guardou o pergaminho e correu para o portão. Apesar de não saber por onde começar a procurar, aquela era uma dica que ele poderia deixar passar. Sabia que não poderia contar apenas com a sorte e faria de tudo para finalizar aquilo o mais rápido possível.

Quando chegou ao portão, a quantidade de ninjas que estava saindo dali deixou o garoto extasiado. Pelo visto, ele não seria o único indo atrás do desertor, o que, pensando bem, era algo um tanto quanto racional. Segredos importantes da vila em mãos de um gennin que fugiu? Seria estranho mandar um único outro gennin atrás dele...

Amarrando firmemente os seus cabelos para que não caíssem em seus olhos, decidiu não correr para qualquer lugar a esmo. Caminhou com uma certa tranquilidade, observando minimamente o que quer que conseguisse enxergar com a densa neblina provocada por aquela estranha e fria ressaca.

Quando deu por si, observando calmamente o chão, deu um sorriso. Conseguia vislumbrar pegadas no chão, o que indicava que estava na trilha certa. E aquilo, por si só, era uma boa notícia. Entretanto, as pegadas se misturavam, mostrando ser de 3 tempos e, portanto, de três indivíduos diferentes. Ou seriam clones, para despistar o caminhar de sua busca?

Abaixando-se, analisou cuidadosamente cada pegada e cada caminho. Percebeu que as pegadas que seguiam para um caminho a esquerda eram mais antigas, parecendo pertencer a uma pessoa de tamanho médio. Um adulto, talvez?

Para uma missão urgente, este não me parece ser o caminho a seguir...” – pensou, seguindo a premissa de que aquela fuga não foi uma fuga antiga, afinal, não seria uma situação de emergência se este fosse o caso.

Parou para analisar as pegadas que seguiam em frente, sorrindo. Eram pegadas frescas, que o fazia pensar sobre os shinobi que saíram antes dele. Era um risco seguir por ali, pois ninguém que parecia ter planejado uma fuga deixaria um rastro tão visível assim.

Por fim, parou ao lado das pegadas que seguiam pelo caminho da direita, dando um sorriso. Eram mais antigas que a do caminho do centro, a julgar pela forma que se encontravam e, ao mesmo tempo, eram bem mais novas que a do outro caminho. Mas, o que realmente chamou a sua atenção, foi o fato de alguém ter tentado disfarçar suas pegadas com algumas folhas e areias.

Se levantou e, cautelosamente, começou a seguir por aquele caminho, que sabia, em seu íntimo se tratar do caminho correto. E, decidindo o seu destino e jogando aos quatro ventos a sua sorte, deu o primeiro passo em direção ao que acreditava ser o certo...


((Considerações Finais)):

@Lollipoppy Espero que goste rsrs Tentei narrar o mais completo possível...

_______________________

-
Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
Ícone : [Cena] Apuros URkFDZ9

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73424-ficha-yuki-kana https://www.narutorpgakatsuki.net/t72312-gf-oshiro-ayumu

Re: [Cena] Apuros - em 26/11/2020, 18:40


Narrador: Lollipoppy

Queima Roupa

@Hikaro

A decisão rapidamente fora tomada, e podemos dizer que sabiamente também, afinal o tempo e tamanho era algo que mostrava qual era a resposta certa para tal dilema. E indo na direção da direita, o jovem de cabelos longos acabava se deparando com uma trilha aparentemente mais tranquila.

Árvores e mais árvores robustas perante tal poderosa névoa característica do país, e uma relva baixa, com algumas flores mortas advindas do tristonho outono, ou do apático inverno?! Pequenos animais de pequeno porte, além de alguns frutos que deveriam ter caído de tais árvores, porém, estavam verdes até demais para uma queda. Não possuía nenhum barulho naquela região, apenas dos fortes ventos batendo nas folhas e nas árvores, chacoalhando tudo que estava por ali.

As pegadas que estavam por ali, se encerravam, demonstrando que ou era ali o local, ou Jyu se precipitou. Sangue, odor, ou qualquer coisa do tipo para ajudar em pistas, lá não estava. O forte vento continuava a bater, demonstrando que o tempo se passava rapidamente, até que passos davam para serem ouvidos.

Passos? Sim, estavam bastante próximos, questão de nem dezena de metros, e se aproximavam rapidamente. O genin de Uzushiogakure no Sato poderia sim tentar olhar quem era, mas como estava as suas costas, deveria olhar rapidamente. Algo até que simples para o menino de cabelos longos, mas... Das árvores uma kunai era lançada na direção de Jyu, que tinha como destino sua cabeça, e ia rapidamente a dez metros por segundo, e estava a nem dois metros de distância. Algo a queima-roupa, e poderia acabar se tornando fatal.


Considerações:
Uma Missão Rank-C junto de Desenvolvimento de Atributo Secundário: Regeneração, ou seja 2 turnos de 200 palavras e 1 turno de 400 palavras! Boa sorte, bom turno e espero que qualquer dúvida, pode me chamar Discord!

Em Spoilers colocarei a Missão!

Missão Rank-C:
O Desertor
Descrição:
Um genin saiu de Uzushiogakure no Sato, carregando muitos segredos consigo, sendo jutsus, informações, localização da vila e muitos outros detalhes importantes. Ele saiu da vila sem a autorização ou permissão do Mizukage, logo ele acaba se tornando um desertor. Sua missão é encontra-lo e trazê-lo para ANBU, com ou sem vida. Vá rápido.
Post 2/3
-
Hikaro
Chūnin
Hikaro
Vilarejo Atual
Ícone : Hey There!

https://www.narutorpgakatsuki.net/t72129-ficha-jyu-viole-grace?nid=4#550308 https://www.narutorpgakatsuki.net/t72151-gf-jyu-viole-grace

Re: [Cena] Apuros - em 26/11/2020, 21:01



jyu viole grace

Em busca do Desertor!!

⌠CH⌡ 1550/1600 ⌠HP⌡ 1250/1250⌠Stamina⌡ 001/005 Palavras: 724  


Sua escolha havia sido feita. Seus passos seguiam cautelosos, seus olhos, a cada instante, procurando alguma outra dica que poderia trazer ao paradeiro de seu objetivo. Imerso em meio da extensa névoa, o garoto começava aos poucos perceber a mudança no cenário em que se encontrava. As árvores pareciam ganhar uma proporção ainda maior do que a pouco tempo atrás, cerceadas por uma relva baixa, totalmente dominada pela umidade daquele dia estranho.

Conforme forçava a sua vista para ultrapassar os entraves do nevoeiro, o garoto conseguia reparar algumas pequenas plantas que jaziam mortas por ali. Com um sorriso triste, imaginou como deveria ser uma planta, dependendo praticamente da sorte para viver cada vez mais, sendo uma mera coadjuvante no próprio clima do mundo.

A morte daquelas pequenas plantas poderiam indicar o começo de um inverno rigoroso, ou, talvez, apenas a passagem do doce e acobreado outono, onde a doçura e as cores vibrantes do verão já não mais dominam o cenário. Seja como for, o fato foi que aquelas pequenas plantas não eram capazes ou fortes o suficiente para sobreviver naqueles períodos nefastos.

Foi isso que sempre foi ensinado. A lei da Selva. A lei da sobrevivência. A lei que o forte impõe ao fraco. Uma lei imutável que ninguém poderia modificar, nem mesmo o shinobi mais poderoso do mundo. Sempre haveriam de pagar o preço.

Deixando de lado estes estranhos pensamentos, o garoto voltou a sua atenção no ambiente a sua frente, notando, pela primeira vez, que não haviam apenas as pequenas flores mortas naquela relva baixa e úmida. O que chamou efetivamente sua atenção eram as pequenas frutas verdes que estavam caídas no chão. Aquilo não parecia... natural.

Continuou a caminhar, agora mais devagar, tentando ouvir e ver através das árvores. Se xingou mentalmente por conseguir ouvir somente o som do vento cortante passar por entre os galhos das árvores, por passar em seu corpo e fazer suas roupas longas balançarem levemente. Apertou os punhos, se xingando por não ter feito a mesma coisa que fizera quando fora procurar o chunnin sequestrador de mulheres...

Olhou para o chão novamente, tentando entender o que via a sua frente. As pegadas haviam finalmente desaparecido. Ele havia se equivocado. Ou será que aquele era o local correto e estava sendo enganado por conta daquela neblina?

Estava quase a ponto de desistir quando seus ouvidos captaram um leve som de passos. Sim, passos... Passos humanos e não um mero caminhar de animal selvagem à procura de sua presa. Suas experiências no pântano que havia encontrado Hama lhe dizia aquilo com uma certeza que nem mesmo ele entendia.

Parou por um instante, tentando definir sua direção. Respirou profundamente quando percebeu que aqueles passos estavam a poucos metros atrás de si. Talvez nem mesmo a uma dezena de metros. E aquilo, definitivamente, não era algo bom. Quando estava prestes a se virar, conseguiu ver uma kunai vindo de uma das árvores em sua direção, rápida, na altura de sua cabeça. Que diabos?

Vendo-se sem opções, o gennin raciocinou rapidamente sobre o que faria. Forçando as suas pernas o máximo que podia, sabendo que a kunai estava se aproximando cada vez mais rápido de sua cabeça, o garoto  flexionou suas pernas, jogando-se para o lado, de forma que a kunai passasse por cima de sua cabeça. Enquanto fazia isso, suas mãos se uniam em forma de concha, comprimindo rapidamente o vento a sua volta e soltando, enquanto testava na prática a eficiência do primeiro jutsu que criara: o Kami no oto - Keikoku (Ruído divino - Advertência). Seja a sua frente ou as suas costas, sabia que ambos deveriam ser atingidos por aquela pressão. Ou, ao menos, era o que esperava...

No instante em que soltou suas mãos, criando a enorme torrente de vento próprio do jutsu, sabia que estava seguro por pelo menos um instante. Aquilo deveria ao menos desestabilizar o seu oponente desconhecido. Se erguendo, sacou uma de suas kunais e avançou, partindo, pela primeira vez em sua vida, em um combate mais próximo.

Seu objetivo era se aproximar o máximo possível de seu algoz e arremessar a kunai na altura de sua perna, impedindo a sua mobilização. Não tinha muita experiência em combate naquele estilo, mas estando mais próximo de seu oponente, ao menos conseguiria ver as suas ações e contra-atacar com o jutsu mais apropriado...


((Considerações Finais)):

@Lollipoppy Tentei fazer algo um pouco mais completo, mas não quis fazer nenhuma defesa específica além do jutsu, já que a experiência de combate do personagem é muito fraca (essa é a segunda vez que ele tem uma luta, se é que a primeira conta, pela forma unilateral que ocorreu rsrs)...

Segue descrição do jutsu e cálculo de gastos:

Nome: Kami no oto - Keikoku (Ruído divino - Advertência)
Rank: A
Requerimentos: Afinidade Elemental: Fuuton, Habilidade em Ninjutsu, Ninjutsu 4, Inteligência 3
Alcance: 2m por ponto de ninjutsu, aumentando 5 metros para cada rodada de compressão.
Selos:
Duração: 1 rodada
Descrição: Primeira "canção" elaborada por Jyu Viole Grace. Para ativar a canção de advertência, Jyu fecha as suas mãos em uma pose única, acumulando e prensando o elemento vento em sua mão. Ao abrir suas mãos, o garoto libera todo o vento compressado, causando um ruído extremamente agudo que pode incomodar o alvo. Junto com o alto ruído, a pressão do vento pode jogar o alvo longe, causando danos contundentes.

Gasto de Chakra: 1600 - 50 (100 Kami no Oto -50% Perito Elemental: Fuuton) = 1550

_______________________

-
Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
Ícone : [Cena] Apuros URkFDZ9

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73424-ficha-yuki-kana https://www.narutorpgakatsuki.net/t72312-gf-oshiro-ayumu

Re: [Cena] Apuros - em 27/11/2020, 09:53


Narrador: Lollipoppy

Olha a onda!

@Hikaro

Sendo um ataque queima-roupa, o menino de cabelos longos conseguiu ter sucesso se posicionando para o lado. A velocidade da kunai poderia até pegar de supetão, mas aqueles dois metros de distância, e o fato de o menino conseguir ter a mesma velocidade do que aquela arma branca abaram ajudando em sua esquiva, que acabou acarretando na arma passando próximo da cabeça de Jyu.

Não somente isso, o jovem ninja de Uzushiogakure utilizou de um gesto manual para usar um jutsu, e com o desconhecido ele tinha uma ótima vantagem. Canalizando os ventos com o
Kami no oto - Keikoku, o menino de cabelos castanhos acabou liberando um fluxo de ar que ia na direção das árvores, aonde deveria estar seu inimigo, e estava. O adversário caía de lá, despencando alguns metros e revelando que era uma pessoa bem diferente do que poderia imaginar: era uma criança na faixa de dez anos de altura. Criança ou não, Jyu estava com uma kunai na mão e a arremessava, só que por causa da distância que estavam e a força, a criança conseguiu atirar outra kunai na direção da que vinha, parando-a.

Aqueles passos que antes estavam atrás de Jyu acabaram indo para o lado do garoto e revelando ser alguém que ele já conhecia de algum tempo, não era alguém que ele já tinha conversado, e sim Renjiro o famoso ninja que estava ali próximo não olhando para o jovem e sim para a criança. Renjiro com um olhar sério via o pequenino colocar as mãos para frente e depois as juntar.

Um vórtice em espiral fortíssimo se formava, composto por água, ele subia e subia, até que explodia no topo, e depois ia na direção de Jyu. Seria uma ofensiva, que estava a oito metros do ninja de Uzushiogakure, Renjiro olhava para aquilo, enquanto retirava uma espada de fio fino, mas não parecia que iria agir, pelo menos não por enquanto.


Considerações:
Uma Missão Rank-C junto de Desenvolvimento de Atributo Secundário: Regeneração, ou seja 2 turnos de 200 palavras e 1 turno de 400 palavras!

Em teoria é 3 turnos, mas talvez tenha um 4° turno aqui, o jutsu eu colocarei em Spoilers e sua ação nesse turno foi ótima, a utilização da descrição das ações, junto de tentativas acabou sendo eficaz. No caso do Jutsu seu, é custom, então eu não sei se ele é algo mais em área ou de área mais focada, pela descrição, achei que fosse mais focado, por isso foi somente na direção do alvo...

Como é algo tiro-curto uma missão Rank-C, a luta em si é tiro curto também kkkk, mas vai dar certo!

Boa sorte, bom turno e espero que qualquer dúvida, pode me chamar Discord!

Jutsus Utilizados:
Suiton: Suishōha
Rank:
A
Requerimentos: Afinidade ou Perícia Elemental.
Descrição: O usuário cria um vórtice em espiral de água que começa a explodir a partir do topo na forma de uma onda. Usando movimentos da mão, o usuário pode controlar a direção da onda.
Missão Rank-C:
O Desertor
Descrição:
Um genin saiu de Uzushiogakure no Sato, carregando muitos segredos consigo, sendo jutsus, informações, localização da vila e muitos outros detalhes importantes. Ele saiu da vila sem a autorização ou permissão do Mizukage, logo ele acaba se tornando um desertor. Sua missão é encontra-lo e trazê-lo para ANBU, com ou sem vida. Vá rápido.
Post 3/3
-
Hikaro
Chūnin
Hikaro
Vilarejo Atual
Ícone : Hey There!

https://www.narutorpgakatsuki.net/t72129-ficha-jyu-viole-grace?nid=4#550308 https://www.narutorpgakatsuki.net/t72151-gf-jyu-viole-grace

Re: [Cena] Apuros - em 27/11/2020, 21:26



jyu viole grace

Em busca do Desertor!!

⌠CH⌡ 1497/1600 ⌠HP⌡ 1250/1250⌠Stamina⌡ 002/005 Palavras: 534 


Um sorriso passou em sua face quando a kunai ultrapassou acima de sua cabeça, fazendo com que o garoto se sentisse aliviado ao conseguir desviar daquele ataque. De certa forma, apesar de não ser o mais rápido dos shinobi, ele conseguiu se manter vivo.

Quando usou o seu jutsu, canalizando o vento em uma única direção ao invés de deixa-la explodir para todos os lados, conseguiu se sentir orgulhoso. Instintivamente, havia imaginado uma nova forma de usar o seu jutsu defensivo de uma forma ofensiva e isso, por si só, era um avanço que ele nem sequer imaginava...

Se ergueu, levando a kunai consigo. A arremessou sem jeito, fazendo-o ter ciência de que essa era uma área que ele tinha muito a melhorar. Apesar disso, viu-a seguir perfeitamente na altura do peito do garoto, imaginando se aquilo seria o suficiente para acabar com a batalha em que se encontrava. Todavia, seu oponente era um shinobi, assim como ele, o que não foi levado em consideração por Jyu.

A kunai foi rebatida facilmente por outra kunai. Viole parou ao ver aquilo. Que idiota ele tinha sido! É claro que ele não ficaria parado apenas esperando a arma o atingir. Ao mesmo tempo, o gennin sentiu um leve arrepio em sua pele. Os passos que vinham atrás de si, estavam se aproximando cada vez mais, até finalmente parar ao seu lado.

Engoliu em seco, ao ver que ao seu lado, estava o infame jounnin da vila, que vira antes mesmo de receber a sua missão. Virou para o desertor, tentando se concentrar, imaginando o que viria a seguir. Ao ver o sinal de mão empregado pelo garoto, imaginou que aquilo não acabaria ali. Ele não desistiria nem mesmo perante a presença de um shinobi de alto nível como Renjiro.

Em um instante, um enorme vórtex de água começa a emergir, deixando Jyu impressionado. Pelo visto, teria que dar tudo de si para conter aquilo. Pensou em falar algo, mas suas mão estavam se movendo depressa, a fim de conter aquele estranho jutsu aquático.

[Jyu]- Kuchiyose: Rashōmon ! – invocara o mais rápido que conseguia, tencionando invocar o enorme portão do inferno para se proteger, ao menos, do primeiro impacto do jutsu. Mas, desta vez, ele não pararia por ali. Podia errar uma vez, mas jamais persistiria no erro...

No instante em que o portão começasse se erguer do chão, saltaria em cima de seu topo, usando o Ki Nobori no Shugyō para se manter em cima do mesmo, enquanto suas mão faziam selos rapidamente. Seu próximo passo era outro jutsu de sua autoria, o Fuuton: Kaze Shuriken no Jutsu.

Assim que as shurikens de vento fossem criadas, as controlaria para atacar aquele garoto, usando o máximo de velocidade que conseguisse usar no jutsu. Mesmo com seu controle máximo, ainda executou mais alguns selos, executando outro jutsu, desta vez, usando-o como um controle de movimentos do garoto: o jutsu Wind Release: Air Bullets.

Sua intenção era dificultar os movimentos do garoto, impedindo sua fuga com o último jutsu enquanto que com as shurikens o atacaria em seus pontos de mobilidade, como pernas, pescoço, ombro e cotovelo.

Só esperava que, desta vez, as coisas tudo acabasse o quanto antes...


((Considerações Finais)):

@Lollipoppy foi mal a pouca qualidade do texto, não estou em um dia muito bom e como amanhã vou viajar, acabei preferindo postar assim mesmo...

Segue descrição do jutsu e cálculo de gastos:

Wind Release: Air Bullets
Rank: C
Requerimentos: Nenhum.
Descrição: Esta técnica dispara múltiplas balas de ar na vítima com velocidade intensa. As balas também têm grande poder, o suficiente para subjugar todo um grupo de shinobis.

Nome: Fuuton - Kaze Shuriken no Jutsu
Rank: A
Requerimentos: Perito Elemental: Fuuton, Habilidade em Ninjutsu
Alcance: 35 metros de raio
Selos: 6
Duração: 1 turno
Descrição: Utilizando seu chakra, o usuário consegue criar dentro da área de alcance, um total de 10 shurikens feitas inteiramente de vento. Essas shurikens possuem um zumbido parecido com as de abelhas, pois giram rapidamente em seu próprio eixo.Dentro do limite de alcance do jutsu, tendo o usuário como centro, o mesmo possui controle das mesmas. Ao sair do limite de controle, a mesma se dissipa.


Rashōmon
Rank: B
Requerimentos: Ninjutsu Rank S e Quest As Grandes Muralhas
Descrição: Esta técnica faz surgir um grande e ameaçador portão que possui a face de um demônio esculpido. O portão é muito sólido, o que o torna uma boa defesa contra ataques físicos. Quanto mais forte for o ataque desferido contra o portão, maior o dano que o atacante sofrerá quando tentar ultrapassá-lo e falhar. Sakon e Ukon chegam a elogiar Kiba e Akamaru por terem sido capazes de amassar o portão, que, de acordo com eles, é a defesa mais poderosa de Orochimaru.

No anime o portão também possui capacidade ofensiva, sendo ele capaz de lançar lâminas contra os oponentes, no entanto, o portão apresenta uma fraqueza, sendo essa sua base: ataques que comprometam a base do portão podem causar seu colapso.

Ki Nobori no Shugyō
Rank: E
Descrição: Ki Nobori no Shugyō é um método de treinamento utilizado para obter mais habilidades com controle de chakra. Esta formação envolve focalizar uma quantia fixa de chakra para o fundo do seus pés, e usar isso para subir em uma árvore sem utilizar as mãos. Se o fluxo de chakra é muito fraco, o usuário perderá sua posição na árvore e cair. Se ele for muito forte, o utilizador irá ser empurrada para longe da árvore, fazendo com que a árvore se quebre em torno do ponto de contacto com o utilizador.

Recuperação de 160 de Chakra por atributo secundário Recuperação (10 pontos)
Gasto de Chakra: 1550 + 160 = 1600 - 40 (50 Rashomon -10 Hab. Nin.)- 63 ((100 Kaze Shuriken - 50% Perito Elemental) + (25 Air Bullets - 50% Perito Elemental) = 1497

_______________________

-
Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
Ícone : [Cena] Apuros URkFDZ9

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73424-ficha-yuki-kana https://www.narutorpgakatsuki.net/t72312-gf-oshiro-ayumu

Re: [Cena] Apuros - em 29/11/2020, 16:02


Narrador: Lollipoppy

Decisão!

@Hikaro

Renjiro apenas olhava o garoto de cabelos longos invocar um monstruoso portão, seria uma defesa bastante forte por sinal que bateria de frente com o jutsu utilizado. Não somente isso, o ninja de Uzushiogakure no Sato acabou indo para cima do portão, e isso foi algo bastante positivo para si, afinal, daquela altura de quinze metros o menino acabaria tendo uma visão mais ampla e objetiva do seu inimigo.

A grande onda batia, enquanto o menino fazia seus ventos, uma coisa que parecia ser marca registrada, afinal canalizando os ares ele acabou fazendo shurikens, e não somente isso, com uma outra técnica o garoto acabou lançando-os rapidamente e fortemente, nos membros superiores e inferiores da criança, abrindo feridas e machucando-a fortemente. Acabou?! Aparentemente sim, afinal a criança não era tão forte assim, e acabaria por ter sua locomoção anulada, sendo alvo fácil para Jyu.

O observador branco fitava aquela cena, e virada de costas deixando tal local. Parecia que ali não precisava de interferência de seus dedos, afinal, estava tudo resolvido pelo que parecia. Ele se afastava em passos rápidos até que sumiu, deixando o ninja de Uzushio sozinho com o outro genin fujão vivo e consciente. Matar?! Deixar vivo?! Bom, ambas as opções eram possíveis.

Caso o menino matasse a criança, provavelmente não teria dificuldade, visto que a criança parecia não ter como fugir ou desviar de um avanço. Após a morte, dependendo de como estivesse o corpo, daria para carregar até a vila, aonde estaria uma mulher próxima ao portão para reconhecer o corpo e dar seu aval.

Uma mulher?! Sim, de porte médio, e um vestido escarlate que ia até os joelhos, com uma pele branca que nem a névoa, cabelos lisos e curtos, que iam nem até o pescoço, sendo tais cabelos negros. Ela não estava mascarada, mas parecia ser um nome importante.

Não se identificaria, mas fitaria e pegaria o corpo, saindo da cena finalizando a missão.

Caso o menino desejasse levar a criança viva, a criança não teria muito o que fazer. E lá na vila teria uma mulher que deveria ser a responsável pela conclusão da missão. Ela era séria, e não falaria nada, mas olharia firmemente quando desse com os olhos para Jyu e a criança. Seu vestido escarlate que dava até os joelhos, junto de sua pele alva e seus modernos cabelos curtos negros chamavam um pouco a atenção.

Quem era?! Não dava para saber, mesmo ela estando com o rosto a mostra. Ela pegaria a criança e sumiria por entre as vielas de Uzushiogakure no Sato, finalizando a missão.


Considerações:
Uma Missão Rank-C junto de Desenvolvimento de Atributo Secundário: Regeneração, ou seja 2 turnos de 200 palavras e 1 turno de 400 palavras! Boa sorte, bom turno e espero que qualquer dúvida, pode me chamar Discord!

Quero que nesse turno em específico, você foque no Atributo Secundário Regeneração, abordando o tema! Agradeço!

Em Spoilers colocarei a Missão!

Missão Rank-C:
O Desertor
Descrição:
Um genin saiu de Uzushiogakure no Sato, carregando muitos segredos consigo, sendo jutsus, informações, localização da vila e muitos outros detalhes importantes. Ele saiu da vila sem a autorização ou permissão do Mizukage, logo ele acaba se tornando um desertor. Sua missão é encontra-lo e trazê-lo para ANBU, com ou sem vida. Vá rápido.
Post FIM
-
Hikaro
Chūnin
Hikaro
Vilarejo Atual
Ícone : Hey There!

https://www.narutorpgakatsuki.net/t72129-ficha-jyu-viole-grace?nid=4#550308 https://www.narutorpgakatsuki.net/t72151-gf-jyu-viole-grace

Re: [Cena] Apuros - em 30/11/2020, 22:26



jyu viole grace

Em busca do Desertor!!

⌠CH⌡ 1600/1600 ⌠HP⌡ 1250/1250⌠Stamina⌡ 003/005 Palavras: 636 


Do alto do portão, a visão era absolutamente linda. Qualquer pessoa que estivesse lá, veria, mesmo sob a forte neblina provocada pela ressaca do mar na região, o topo das árvores, assim como a doce visão da vila, a poucos minutos de distância. Para Jyu, no entanto, a visão daquele pobre gennin que havia fugido era deplorável.

Seu jutsu de shurikens de vento atingiu corretamente nos lugares onde queria. Ele estava impossibilitado de fugir, tinha certeza daquilo! Ainda com o jutsu ativo, desceu o portão até se aproximar de seu oponente. Sacou uma kunai, se aproximando do garoto.

A simples visão do terror que entrou na face do garoto foi o suficiente para que Viole parasse, olhando-o de alto a baixo. Queria mostrar para o gennin a sua frente o erro que ele havia cometido quando fugiu da vila. Queria mostrar os perigos e as consequências das escolhas dos shinobi neste mundo distorcido e cheio de intempéries.

Mas não conseguiu. Guardou a kunai, pegando-o pelos braços e jogando-o como um animal em suas costas. Iria leva-lo vivo. Para que aprendesse o que era superação. Para mostrar que as coisas poderiam ser diferentes, dependendo somente de suas próprias escolhas.

Com o peso extra em suas costas, o gennin sentiu seus músculos reclamarem. Se xingou mentalmente por não ter como o prender para poder arrastá-lo ou qualquer coisa do gênero.  Deu o primeiro passo, sentindo suas pernas reclamarem do peso extra, certo de que força não era algo que estivesse acostumado a usar...

Mais um passo. Mais outro. Sentia seu corpo tremer devido o esforço e não aguentou. Jogou o corpo do garoto para o chão, que logo quis se arrastar para longe. Rolando os olhos para cima, pegou-o pelos ombros e começou a arrastá-lo, lutando contra o menino que se batia, como que querendo sair dali.

A cada arranque do garoto, Jyu o arrastava dois passos para trás, segurando com força as suas roupas, até se irritar e, com o máximo de força que tinha, atacar a sua nuca, desacordando-o. Com o menino desacordado, arrastá-lo ficou bem mais fácil, mas o que o gennin de Uzushiogakure aprenderia é que nada era tão fácil quanto parecia...

Os primeiros cem metros fora relativamente tranquilo. Arrastava o menino com empolgação, certo e que chegaria rapidamente na vila. Nos cem metros seguintes, seus braços começaram a pesar, sentindo seus músculos reclamarem do esforço físico a que não estava acostumado. E nos próximos metros, seus braços ardiam, assim como as suas costas doíam, reclamando de cada passo dado.

Entretanto, sabia que não poderia parar. Mordendo seus próprios dentes com força, continuou, sentindo a cada passo, o peso do garoto que arrastava ficar cada vez mais pesado. Sentia seus olhos arderem, com vontade de chorar pelo esforço, mas não faria aquilo, afinal, ele era um shinobi e, como tal, não iria perder nenhum passo.

Mesmo sentindo os seus braços arderem como se mil agulhas de fogo estivessem perfurando eles, continuou, cada vez mais devagar. Tentou circular o chakra em seus braços, para diminuir aquela sensação mas não conseguia se concentrar daquela forma.

Quando o portão da vila ficou visível, parou por um momento, soltando o corpo do garoto de qualquer jeito no chão. Concentrou-se em seu próprio corpo, respirando profundamente, tentando sentir seus braços, já amortecidos pelo esforço.

Balançou-os, fazendo o sangue começar a circular novamente com naturalidade. Sentia, aos poucos, a sensação de força voltar aos braços cansados e a respiração voltar ao normal passado alguns poucos minutos. Com as energias renovadas, voltou a empurrá-lo, ultrapassando rapidamente os últimos 50 metros que o separava do portão.

Assim que chegou, viu uma mulher de cabelos negros e vestido vermelho, olhando o corpo do garoto, dando-o como morto. No instante em que pegou o corpo, Hikaro suspirou de alívio. Finalmente, aquela missão havia acabado...


((Considerações Finais)):

@Lollipoppy foi mal a pouca qualidade do texto, cansadaço da viagem ainda...

Segue descrição do jutsu e cálculo de gastos:

Ki Nobori no Shugyō
Rank: E
Descrição: Ki Nobori no Shugyō é um método de treinamento utilizado para obter mais habilidades com controle de chakra. Esta formação envolve focalizar uma quantia fixa de chakra para o fundo do seus pés, e usar isso para subir em uma árvore sem utilizar as mãos. Se o fluxo de chakra é muito fraco, o usuário perderá sua posição na árvore e cair. Se ele for muito forte, o utilizador irá ser empurrada para longe da árvore, fazendo com que a árvore se quebre em torno do ponto de contacto com o utilizador.

Recuperação de 160 de Chakra por atributo secundário Recuperação (10 pontos)

_______________________

-
Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
Ícone : [Cena] Apuros URkFDZ9

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73424-ficha-yuki-kana https://www.narutorpgakatsuki.net/t72312-gf-oshiro-ayumu

Re: [Cena] Apuros - em 1/12/2020, 12:44

@Hikaro Missão Rank-C junto de Desenvolvimento de Atributo Secundário: Regeneração Aprovado!
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Cena] Apuros -

-


Edição de Natal por Loola e Senko.