>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Aru
Chūnin
Aru
Vilarejo Atual
Ícone : [ Filler ] Dance VEV2y1p

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73238-fp-hoki-aru https://www.narutorpgakatsuki.net/t73263-gf-aru-hoki

[ Filler ] Dance - Sab 7 Nov 2020 - 19:36

DanceA vida é uma peça de teatro que não permite ensaios.


Quando as crianças viram adultas a noção de como o tempo passou parece ser realmente chocante; Cameron tinha apenas onze anos quando iniciara sua vida shinobi adentrando ao famigerado grupo. Era ele quem respondia diretamente pelas ordens e missões de ranks menores exercidas tendendo a efetua-las de maneira solitária e quase sempre dando o melhor de si para completa-las. Mas nem todos o viam com bons olhos “Há homens mais dignos e experientes do que esse menino franzino?” Questionavam alguns de seus clientes desacreditados. Até mesmo dentro do próprio vilarejo haviam aqueles que eram contrários ao uso de jovens ninjas que tivessem como primeiras aventuras as missões, tal fato intensificado com os indivíduos que se apresentavam como menores de idade.

A mulher frente a si se expunha tal qual a maioria; sem esperança, julgando a capacidade do garoto de completar a tarefa, de ensina-la o que necessitava. Os fios longos e louros da desconhecida pendiam sobre a face corpulenta e oleosa, ela trazia em meio a estrutura roupas confortáveis e ligeiramente folgadas. No semblante o descontentamento e a raiva de sua coreógrafa por estar lesionada.

A brisa fria comumente do país da água entrava em contato com todos aqueles que ali se dispunham presentes. O aposento que atuavam era descrito como amplo e estranhamente desamparado, não existiam móveis guarnecendo o cômodo, apenas barras metálicas frias utilizadas habitualmente por bailarinas e espelhos gigantescos que ostentavam-se nas largas paredes de concreto.

Fora atribuído a uma tarefa singular e única; tratava-se do encargo de uma coreografia frente às súplicas de uma dançarina visivelmente machucada que não teria a capacidade de explanar qualquer movimento para com sua aluna e via a data da respectiva apresentação muito próxima ao período atual para que pudesse realizar uma desmarcação repentina da treinagem.
 
O genin sorriu para a senhora. Seria uma longa jornada, de fato, não era dos mais qualificados para o encargo tendo ciência dos escassos conhecimentos no que diz respeito a dança, se mostrava letrado apenas com o básico do oficio, que por sua vez aprendera observando as poucas peças de teatro as quais frequentara em insólitas procuras por lazer, planejava exercer algo simplório e banal, utilizando por intermédio de músicas populares que tinham seus passos divulgados.
 
Fechou os olhos, precisava pensar. Tinha entendimento no que concerne os passos, contudo, achava não possuir o equilíbrio necessário para estes. Abriu os olhos findando em uma ideia. Com um movimento único de mãos concentraria o chacra que continha sobre os pés de modo a facilitar a mobilidade e o controle destes, a prática ainda poderia ser vista como um treino para seu chacra. – Vamos começar. – Comentou Hõki. Estava vestido à caráter; trajava uma camisa azul pastel sem quaisquer detalhes, nas pernas uma legging preta apertava sua extensão, estava esta nitidamente justa sobre seu corpo, já sobre os pés sapatos brancos e descritos como utilizados por dançarinos se evidenciavam.

A melodia preenchia o espaço desprovido de utensílios, a batida era suave, encantadora e envolvente, o rapaz analisava-a inicialmente ainda sem exercer quaisquer movimentos, sentia-a através de sua compleição física enquanto conjecturava como conceber uma dinâmica dançante que funcionasse corretamente e não se assimilasse a algo totalmente amador.

Com o fim do toque ele pigarreou suavemente. – Iniciaremos com um En dehors. – Comentou fitando-a intensamente e posicionando seus membros, identificara uma notável oscilação sobre estes passando então a aumentar gradativamente a quantidade de energia que os envolvia até que atingisse uma completa harmonização. – Depois um Brisé volé. – Complementou exercendo as ações citadas para que ela absorvesse os atos; este necessitava um tanto mais de cuidado já que seu corpo deveria ficar totalmente equilibrado pelo dedão carecendo de ainda mais chacra no dito. Arfava de modo audível, a atividade requeria um esforço frequente. – E então um Adagio. – Jogou sua perna no ar. Com essa última palavra teria acabado tudo o que conhecia de balé o que significava que teria que improvisar os próximos passos. – A batida se mostrará mais forte a partir desse momento. Você irá pôr a mão na cintura e levantar a outra dando “tchau” de costas, isso cinco vezes. – Articulou. Sua epiderme estava coberta por uma fina camada de suor eu se estendia e ensopava em pontos específicos.

– Deixará que seus braços agora já abaixados vão e voltem dez vezes e subitamente saltará para a frente olhando para a plateia. – Instruiu fazendo o dito para ela. – Por fim irá mandar um beijo e virará a face. – Falou deixando que uma feição um tanto debochada preenchesse a sua enquanto fazia o ato, atuando da maneira que queria que a cliente realizasse. – É isso pode dar certo. – Murmurou a loura mais animada do que outrora e visivelmente impressionada com as aptidões daquele que lhe ministrava.

– Me siga quando se sentir pronta. – Falou permitindo que a música voltasse a percorrer o quarto. – E cinco, seis, sete e oito. – Gritou começando a operação, dançando pelo salão. A atividade perdurara por todo aquele dia debandando até a noite, a mulher não demorara para pegar o jeito e conseguir movimentar-se como desejado, as ações eram simples, mas funcionavam bem quando em conjunto. O menino se encontrava perceptivelmente cansado com a operação, tivera que repeti-la imensuráveis vezes para que não somente a desconhecida pegasse a motilidade, mas também os aprimorasse a cada nova sequência, isso somada ao chacra que concentrava frequentemente trouxera o esgotamento.

Pousou as costas da mão direita suavemente sobre a testa retirando o excesso dos líquidos que jaziam sobre esta. Estava deitado sobre o piso do salão buscando recuperar o fôlego que lhe faltava. Sobre o âmago detectava uma agitação singular, tratava-se do fluxo de sua energia que envolvia-o e circundava-o tendendo a uma quantidade maior a de outrora, a nova somatória possivelmente se explicava devido as atividades que foram inclusas naquela data, principalmente no que concerne o constante controle da dita.

Se vira feliz com a nova quantia, muito embora, seu corpo gritava em dores devido ao esforço. Respirou fundo quando tomado em coragem e passou a dirigir-se para sua própria residência em busca de um descanso completo entremeio o colchão e edredom, o que obteve sem muita demora.



Bolsa de armas [16/20]:

☼ 19 Kibaku funda [05]
☼ 08 kunais [08]
☼ 03 Shurikens [03]
☼ 01 Tubo de bolhas [00]

Jutsus utilizados:

[ Filler ] Dance XAsxWaR
Ki Nobori no Shugyō
Rank: E
Descrição: Ki Nobori no Shugyō é um método de treinamento utilizado para obter mais habilidades com controle de chakra. Esta formação envolve focalizar uma quantia fixa de chakra para o fundo do seus pés, e usar isso para subir em uma árvore sem utilizar as mãos. Se o fluxo de chakra é muito fraco, o usuário perderá sua posição na árvore e cair. Se ele for muito forte, o utilizador irá ser empurrada para longe da árvore, fazendo com que a árvore se quebre em torno do ponto de contacto com o utilizador.

Considerações:

☼ O post possui 1017 palavras.
☼ Filler para mais 100 pontos de chacra.
☼ Basicamente fiz o filler como se fosse uma "missão" onde no final após concentrar tanto chacra acabou liberando uma quantia maior deste.
Ficha.

Vida: 300/300
Chacra: 475/475
Stamina: 00/04
Roupas

-
Doroy
Genin
Doroy
Vilarejo Atual
Ícone : [ Filler ] Dance CjdvaXH

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73435-ficha-yoroy https://www.narutorpgakatsuki.net/t73442-gf-yoroy#564969

Re: [ Filler ] Dance - Dom 8 Nov 2020 - 10:13

@

_______________________

Ficha - Banco - G.F
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.