:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Kumogakure no Sato :: Centro da vila
12 Anos Online
Alvorecer
Arco 04
Ano 16 DG
Inverno
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

[Rank D] O Colecionador de Relógios - Publicado 30/10/2020, 19:59


Senju Keiji
HP: 2000 | 2000 • CH: 2350 | 2350 • ST: 00 | 07 • CN 000 | 400
Já era final da tarde quando Keiji chegou à humilde residência dos Shiruba. Os primeiros traços da chegada da nova estação já começavam a ficar mais evidentes: as folhas das árvores ganhavam uma tonalidade alaranjada ou amarronzada e a temperatura, pela hora, estava mais baixa que no último mês.  Porém, ainda não era algo que incomodasse o jovem investigador.

Apesar de humildes, Shiruba Fausuto, chefe da família, era conhecido por ser um grande colecionador de relógios. Sua coleção estava avaliada em uma fortuna. A investigação conduzia pelo Senju era relacionada a ela, a qual tivera alguns relógios furtados.

Fausuto foi quem atendeu o chamado do chunin à porta. Era um homem baixinho e muito gordo, tanto que os botões da camisa social mal se fechavam; ainda, vestia-se com uma calça jeans e um sapato social preto; além, claro, do belo relógio no pulso esquerdo.

— Boa tarde, você deve ser o investigador que mandaram, certo? — Perguntou.

— Isso, Senju Keiji.

— Entre! — Convidou-o gentilmente. À medida que caminhavam pelo corredor da residência até a sala onde ficavam os relógios, um cheio de queimado começou a tomar conta do local e uma fumaça negra a sair pelas portas de um dos cômodos. Fausuto apertou o passo e a abriu. — TÁ PEGANDO FOGO BICHO. — Era na cozinha, mais especificamente o fogão que se encontrava em chamas. O homem correu até a pia para encher um balde de água e tentar apagar as chamas. Após minutos de desespero, nos quais Keiji apenas observou, tudo parecia estar sob controle. — Eu me esqueci que estava fazendo janta e acabei indo atender a porta sem desligar o fogo. — Explicou-se.

Então, foram até o local do furto. Era uma sala repleta de relógios, todos dentro de caixas de vidro e trancados com um cadeado reforçado. Entretanto, três desses vidros, em diferentes pontos da sala, estavam quebrados e vazios, justamente onde os três relógios mais caros da coleção do Shiruba ficavam. A expressão de angustia do colecionador era nítida. Keiji teve compaixão, afinal, sabia como ele se sentia. Dedicou-se, então, a vasculhar toda a sala em busca de pistas e, horas depois, já na calada da noite, encontrou um pedaço de pano marrom preso ao lado de fora da janela. “Foi por aqui que eles fugiram?”, questionou-se, pegando-o.

O Senju saiu da casa às presas em direção ao Departamento de Investigações buscar um dos cães farejadores. Tinha em mãos, talvez, a melhor das pistas. O animalzinho era pequeno, mas com um porte atlético; tinha focinho alongado; e seus pelos eram caramelo, com exceção das manchas brancas logo abaixo do peito.  Retornando a residência dos Shiruba, entregou o pedaço de pano para o cão cheirar. Após alguns segundos, a criatura correu direção às ruas do vilarejo, puxando o investigador que segurava sua coleira.

Cinco quadras depois, eles se viram em frente à um casebre de madeira que, sabe-se lá como, ainda conseguia se manter em pé, mesmo com todo o aparente desgaste de suas paredes.  O cão agitou-se, demonstrando a presença do odor que perseguia vindo de dentro da residência. Sem perder tempo, Keiji a invadiu, encontrando três homens com vestes negras e um capuz levantado até metade da testa.

— Se tentarem correr, será pior. — Alertou, fazendo um selo de mão. Amedrontados por terem sido descobertos, os ladrões não conseguiram se mover. Não seria possível, seus pés já estavam enraizados pela manipulação do jovem. O caso estava solucionado, sendo o seu primeiro caso real (e não uma velha com alzheimer). Após levar o trio à delegacia, o Senju voltou a residência dos Shiruba para entregar os relógios recuperados.

— OLOCO MEU! — Fausuto exclamou, alegre.

-
OPEN:



Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Rank D] O Colecionador de Relógios - Publicado 30/10/2020, 22:40

Tudo certinho. Aprovado