:: Área de Mudanças :: Centro de Melhorias :: Treinamentos de Fillers
Alvorecer
Arco 04
Ano 17 DG
Verão
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

[Filler Troca de Clã] Suneater's Tale LE7jCRx

Klee
Genin
Klee
Vilarejo Atual
[Filler Troca de Clã] Suneater's Tale LE7jCRx

[Filler Troca de Clã] Suneater's Tale - Publicado 23/10/2020, 08:57


[Filler Troca de Clã] Suneater's Tale KindheartedResponsibleAphid-small

Único.

Era notável o cansaço na face da Suneater, os trabalhos do gabinete exigiam da garota muita responsabilidade, atenção e agilidade por assim dizer. Não estava acostumada em ser kage, afinal, ela ainda tinha pouca idade para o quanto toda a vila esperava dela. Cada canto de Kumo via algo diferente representado pela kunoichi, enquanto a garota apenas acumulava mais e mais carga e expectativas em suas costas.

O que aquela tarde reservava é o que seria surpreendente, afinal, ao adentrar no condomínio que morava com seu pai e Boa, ouviu um balbuciar diferente, havia alguém em casa. O que já era estranho, pois eles nunca recebiam visitas, seus pais não eram tão populares e quem quer que quisesse conversar com a jovem era só ir no gabinete de Raikage que a via ali lendo relatórios e mais relatórios.

Decidiu deixar os passos leves para não fazer barulho e atrapalhar quem quer que fosse, seu pai parecia conhecer o senhor e não queria incomodar se fosse algum amiga.

— Olha só... Myrah. — a voz chamou sua atenção quando ela não conseguiu evitar passar pelo corredor aberto da sala, (ela não rastejaria, e nem usaria métodos ninjas, obviamente). Ao virar a face, sentado na poltrona estava seu pai e no sofá maior um senhor que Myrah tinha lembranças tão vagas que eram quase nulas.

— Boa tarde. Não pretendo incomodar, continuem. — disse com um gesto tradicional de se curvar e o pai da garota riu para o homem e voltou a ela.

— Precisamos conversar, Myrah. — o pai murmurou e suspirou

— Aconteceu alguma coisa? — ela adentrou enfim ao ambiente, agora preocupada com o que poderia ser aquela visita de fato.

— Eu compreendo que você não me reconhece, é tudo culpa do seu pai que não vai me visitar, sabendo ele o quanto vir até aqui dói minhas costas.

— Ando bastante ocupado. — justificou.

Enquanto a garota olhava de um lado ao outro os dois discutirem sem entender bem, quem exatamente era aquele senhor. Mas ao final daquilo, o mais velho apenas bebeu o chá que parecia ter sido preparado recentemente e a fitou, ambos se voltaram a garota.

— Sou seu avô.

Aquela revelação claramente deixou a Suneater constrangida, afinal, ela havia acabado de fazer de dezoito anos e era a primeira vez que via aquele homem. Não queria julgar seu pai irresponsável, sabia que ele era realmente ocupado até mesmo para consigo, mas não custava nada ele dizer que ela tinha parentes vivos.

Myrah gostaria de saber que tinha avós como uma criança “normal”.

O homem não esperou reação, levantou do sofá e abraçou a garota de mau jeito, talvez ele também tivesse problemas de relacionamento como o pai da garota.

— Eu nem sei o que dizer… Eu… — ela realmente estava sem chão, o que fez a jovem sentar-se no puffy que havia ali, juntando-se a conversa.

— Você me verá mais vezes, minha querida. Eu estou de mudança pra Nuvem, tenho algumas coisas complicadas para resolver por aqui. — em meio à sua fala, brevemente ficou sério como se tivesse entrado em devaneio. — Seu pai com certeza não falou sobre mim também, muito menos sobre nossa linhagem.

— Linhagem? — questionou a garota, arqueando uma sobrancelha.

— Pai! — o homem levantou-se intrigado, parecia realmente ser contra aquela conversa e Myrah não entendia cada vez o que estava acontecendo, afinal, nunca viu o homem agir daquela forma.

Mas o avô levantou a muleta e o empurrou de volta à poltrona sentado.

— Takasugi sempre foi muito teimoso. — disse com um sorriso assustador para o homem que parecia inquieto — De qualquer forma, eu vim finalizar uma guerra entre clãs que já está no limite do ridículo. As crianças de hoje em dia não sabem manter padrões.

— Guerra? Veio para uma guerra? — a garota questionou apreensiva.

— Oh, não se preocupe, minha neta. Você é a nova Raikage, esqueci que tenho que tomar cuidado com os termos. Mas… — ele afastou uma folha para perto da kunoichi — Eu vim oferecer um tratado de paz, em benefícios para ambos os lados.

Myrah pegou a folha para ver do que se tratava e viu o nome de dois clãs distintos, Uzumaki e Yamanaka.

— Uzumaki?

— É aí que entra a verdade que seu pai idiota não lhe disse, você tem sangue Uzumaki, não Yamanaka. Para começo de conversa Mariah nem Yamanaka era.

Os olhos da Suneater iam aos poucos se arregalando com as revelações, em um misto de ansiedade e desespero dentro de si, ela precisava de respostas e foi quando ficou o pai que suspirou, fitando o chão. Em seguida ele tomou a vez chamando a atenção para si.

— Myrah. Quando eu conheci sua mãe, eu estava sendo perseguido por algumas pessoas, ela me salvou. Eu já sabia dessa “guerra” de adultos que estava tendo entre as famílias, imóveis, terrenos, gados e fortuna, mas eu não me importava em herdar a fazenda de ovelhas de meu pai, eu só queria aproveitar meus dias com ela. Ambos nos afastamos de tudo, mas Messi era insistente. — o monólogo do pai de iniciou.

— Messi era o única que considerava Mariah da família, o rapaz sempre foi tão esforçado, mas ele era ingênuo demais. — o avô fez o comentário.

— Messi me detestava, e por causa disso, ele vivia tentando fazer a cabeça de Mariah contra mim. Vivíamos brigando por conta disso e quando ela engravidou ele se viu impedido de continuar com os jogos psicológicos. Mas Mariah morreu e ele se culpou por ter estragado a vida dela. — o olhar do pai da garota parecia entristecido.

— Por isso ele se aproximou de mim? — questionou, Myrah era sincera demais para esconder o que pensava.

— Ele me afastou de você, mas não por maldade. Messi queria que você fosse feliz, ele queria compensar passando contigo todo os momentos bons que ele perdeu estragando a juventude da irmã.

— Mas mesmo assim você não gosta dele, otou-san.

O comentário de Myrah fez os olhos dourados do pai se desviar e o avô da garota riu.

— Mas… O que você quis dizer com “Messi era o único que considerava Mariah da família”? — a kunoichi deu continuidade a discussão.

— Sua mãe foi adotada, ela não tinha sangue do clã Yamanaka, ela não vinha de qualquer linhagem sanguínea tradicional. O que se sabe é que Mariah era uma garota que tinha sido deixada na porta da grande casa dos Yamanaka, eles iam dar ela, mas acabaram se encantando pela criança. Todos cuidavam muito bem dela, mas Messi era o mais apegado à irmã por causa do gosto dela por laranjeiras. — o pai respondeu.

— Gosto peculiar. — comentou, lembrando que ela mesma também tinha gostos esquisitos, talvez um traço herdado de seu nascimento.

O que agora estava sendo digerido naquela sala, onde já dava para ver que a noite havia caído sem que ele tivesse visto pela distração da conversa, era que aparentemente tudo que ela havia aprendido até ali com Messi não era sua verdadeira faceta. Ela não tinha traços sanguíneos Yamanaka, então…

— Sou uma Uzumaki, então? Não de linhagem pura como achei que não fosse Yamanaka por não saber o seu clã, otou-san. De qualquer forma, está me dizendo então que dentro de mim corre sangue Uzumaki?

Ambos, avô e pai concordaram. E a jovem olhou para um local fixo, lembrando de um Uzumaki em particular, curiosa para conversar com ele de novo e agora com conteúdos plausíveis para se iniciar algum diálogo.

— Sobre a minha fazenda de ovelhas, Takasugi, você tem que herdar ela de qualquer forma. — o avô voltou a discutir com o pai da garota sobre a posse do lugar.

— Já disse, eu sou cientista pai, não fazendeiro. Venda-a, coloque no leilão, tenho certeza que existem pessoas muito mais interessadas neste tipo de coisa que eu. Eu vivo trancado em um laboratório, não sei o que fazer com um ovelha…

Enquanto isso, a Suneater se levantou, sua mente ainda tentava organizar todas as informações que havia acabado de receber, tentando fazer com que elas se encaixassem em toda sua trajetória de vida.

Mesmo que em tempos atrás o pai tivesse pedido a ela para não ir atrás do homem, agora, mais do que nunca, se viu na responsabilidade de encontrar-se com o homem e ouvir o lado dele da história, afinal, foi ao lado de Messi que Myrah viveu grande parte de sua vida, se não os melhores. Mas porquê todo mundo se escondia atrás de mentiras? Porque eles preferiam omitir a verdadeira história sobre sua linhagem sanguínea? Por qual motivo?

O corpo da garota estava pesado, além do dia intenso de trabalho no gabinete, ainda chegou em casa com revelações bombásticas sobre o passado de seus pais. Agora, ela precisava aprender a lidar com essa nova realidade, mas por hora, a garota de cabelos esverdeados só queria descansar, entrar no mundo dos sonhos e deixar seu corpo aproveitar aquele momento enquanto podia.

Afinal, não se pode prever o futuro, não é mesmo?


HP: 2.000 | 2.000ㅤ•ㅤCH: 2.775 | 2.775ㅤ•ㅤCN: 000 | 400ㅤ•ㅤST: 00 | 07

Considerações:

[Filler Troca de Clã] Suneater's Tale ND9yMgc
[Filler Troca de Clã] Suneater's Tale 9cf60763dc0395bb6231cfada13244c8

Takane
Jōnin
Takane
Vilarejo Atual
[Filler Troca de Clã] Suneater's Tale 9cf60763dc0395bb6231cfada13244c8

Re: [Filler Troca de Clã] Suneater's Tale - Publicado 23/10/2020, 13:06

ok

_______________________

[Filler Troca de Clã] Suneater's Tale Untitled-2
Que se inicie o caos pois a rocha continuara firme!
Template