>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 70DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Primavera

Doroy
Genin
Doroy
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler de desenvolvimento] Adeus CjdvaXH

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73435-ficha-yoroy https://www.narutorpgakatsuki.net/t73442-gf-yoroy#564969

[Filler de desenvolvimento] Adeus - em Seg 19 Out - 22:33


[Filler de desenvolvimento] Adeus E80IITm

"Adeus"

[Filler de desenvolvimento] Adeus 2hjJfso

Faltava somente algumas semanas para que eu me graduasse. Tantos anos vivendo a mesma vida naquele apartamento com meu colega haviam me feito acostumar com a rotina e o sentimento de que tudo estava em seu lugar, mas eu sabia que em algumas semanas tudo isso iria mudar. Eu sempre fui visto como o aluno da academia, e Fuyuki o cara que saía todo dia em missões. Ele ser 2 anos mais velho também ajudava nessa percepção de superioridade que tinha dele, mas logo isso mudaria. Não sabia dizer se estava feliz com isso, evolução é natural, e uma hora ou outra as coisas precisam mudar, mas nem sempre nos sentimos confortáveis com isso, esse era meu caso.
Quando cheguei em casa da academia naquela noite, fui recebido por Fuyuki com um abraço.

- Desculpa, quero aproveitar para abraçar o pequeno Yoroy enquanto posso. Logo você não vai ser só mais uma criança - Fuyuki ficou alguns segundo olhando para mim, deixando o silêncio nos abraçar. - O que estou fazendo? Você deve estar pronto para entrar, vamos! - Pegou na minha mão e me guiou para dentro da casa.

Seu toque era tão suave, tão quente, me fazia sentir seguro. Será que isso se perderia também? Será que isso também ia mudar?
Quando entrei mais a fundo na casa vi que na cozinha tinha um grande peru.

- Fuyuki! Foi você que fez? - Perguntei animado.
- Claro! Você mais do que merece. -

Cheguei mais perto para observar melhor e percebi que ele tinha feito um grande banquete para nós dois. Com certeza aquilo devia ter lhe dado muito trabalho.
Abracei Fuyuki calorosamente e permaneci dessa forma por alguns segundos até ouvir sua voz.

- Bom... Vá se arrumar para comermos, tome um banho, o dia deve ter sido difícil. -

Olhei para ele com um sorriso e fiz que sim com a cabeça, me retirando do aposento e subindo as escadas em direção ao banheiro para me banhar.
Saindo do banho, desci as escadas e me deparei com Fuyuki sentado à mesa, os dois pratos já dispostos em seus lugares.

- Finalmente. Vamos comemorar! -
- O que exatamente estamos comemorando? - Perguntei prendendo o riso.
- Hmm... Não me faça perguntas difíceis. Estamos vivos, temos um ao outro, você vai se graduar. Tem algo pra não comemorar? - Disse Fuyuki balançando o garfo no ar.

Concordei com o olhar e então começamos a comer.
Conversamos sobre muitas coisas nesse meio tempo. Rimos, refletimos, comemos, falamos sobre coisas sérias, coisas banais, um perguntou como foi o dia do outro. Me perguntava se eu ficaria muito ocupado. Fuyuki trabalhava bastante, e se eu também ficasse abarrotado e nós dois não no víssemos mais? E se momentos como esse começassem a ficar raros? Eu não queria que isso acontecesse, acho que não havia medo maior em minha alma do que um mundo onde momentos como esse não existissem mais. Eu estava sentado à mesa, iluminada somente pela luz da lâmpada que ficava no teto, conversando com a pessoa que mais amava. Nem me lembrava mais de que um dia já havia me sentido vazio. A visão de Fuyuki na minha frente me confortava, me fazia sentir feliz por estar vivo. Ele havia me salvo da maior escuridão que eu já havia enfrentado até então. Agora me via cercado de luz, e tudo isso começou no dia em que eu o conheci. Pensei tudo isso de última hora, e foi isso misturado aos estranhos sentimentos que tinha desenvolvido por ele nos últimos tempos que me fizeram fazer o que fiz:

- Aiai... Tô de bucho cheio. Quer assistir um filme? - Disse Fuyuki se levantando da cadeira.
- Ei... Fuyuki... - Disse sério, me levantando também.
- Hum? Por que ficou tão sério do na... - Interrompi sua fala levando minha boca de encontro com a sua.

Fiquei surpreso ao ver que o beijo era recíproco. Eu estava nervoso como não havia ficado em um bom tempo, mas depois de um tempo tudo ficou tão leve... Eu não era mais um jovem traumatizado que perdera tudo no ataque de um monstro. Eu era feliz, tinha tudo que eu queria bem na minha frente, meu porto seguro agora estava em meus braços. Não precisava de mais nada.

Naquela noite, Fuyuki e eu não revezamos para ver quem dormiria no chão e quem dormiria na cama (sim, nós nunca compramos outra cama). Ao invés disso, deitamo-nos juntos, era assim que imaginei que seria daquele dia em diante.
Mas, embora tenhamos dormidos juntos, eu acordei sozinho. Fuyuki parecia ter saído mais cedo naquele dia.

- Talvez ele só não quis me acordar - Disse para mim mesmo enquanto descia para tomar café e me arrumar para ir para a academia.
O dia na academia foi bastante normal, nada fora do comum. Quando saí de lá, voltei para casa somente para me deparar com Fuyuki deitado no sofá.
Entrei animado e o cumprimentei com um beijo. Ele retribuiu, mas estava diferente, sua expressão animada tinha desaparecido do rosto, seu jeito brincalhão tinha sido trocado pela seriedade. Eram coisas sutis, mas que eu consegui perceber por morar com ele tantos anos. Preferi não comentar nada, dei-lhe seu espaço e fui dormir quando deu a hora.
O problema é que esse comportamento começou a se tornar um padrão, e estava ficando cada dia pior. Chegou em um ponto em que não era mais algo que eu podia ignorar, sendo assim, naquela noite, comecei a preparar em minha mente o discurso que daria quando o vise em casa. Claramente ele estava se sentido estranho pelo fato de eu também ser um homem. Queria convencê-lo de que nada daquilo importava de verdade, queria lembrá-lo do que realmente importava.

"Fuyuki, eu sei que isso é no mínimo incomum, eu sei que você deve estar bastante confuso. Eu creio que isso é normal, mas eu te amo, e não existe nenhum padrão de relacionamento que seja mais importante pra mim do que esse fato, você iluminou minha vida desde o primeiro momento que passou por aquela porta. Por favor, volte a ser a pessoa por quem me apaixonei"

Pelo menos era isso que planejava dizer para ele. Sendo assim, cruzei as ruas já escuras da vila da pedra em direção a nossa casa. Chegando lá, meu coração estava acelerado. Abri a porta devagar e entrei.

Quando entrei em casa nesse dia, não me deparei com um peru na mesa de jantar, com um filme na televisão, nem com o homem que eu amava me esperando em frente a porta. Não... Entrando na casa percebi que a única coisa que me esperava era um pequeno pedaço de papel sobre a mesa onde havíamos jantado. Nele estava escrito apenas uma palavra:

"Adeus"


Fala ; Pensamento


Chakra: 300/300
Vida: 225/225
Cansaço: 00/02
Meiton: Kyūketsukō: 00/03
Considerações:
- Aparência Aqui
- Todas as ações foram tentativas.
Equipamento:
Kunai x5
Shuriken x9
Kibaku Fuda x 8
Kemuridama x4
Jutsus Usados:
Yoroy:

Databook:
[Filler de desenvolvimento] Adeus 2666.png?v=2.2[03] Ninjutsu
[Filler de desenvolvimento] Adeus 2666.png?v=2.2 [01] Taijutsu
[Filler de desenvolvimento] Adeus 2666.png?v=2.2 [00] Genjutsu
[Filler de desenvolvimento] Adeus 2666.png?v=2.2 [03] Inteligência
[Filler de desenvolvimento] Adeus 2666.png?v=2.2 [00] Força
[Filler de desenvolvimento] Adeus 2666.png?v=2.2 [02] Velocidade
[Filler de desenvolvimento] Adeus 2666.png?v=2.2 [00] Stamina
[Filler de desenvolvimento] Adeus 2666.png?v=2.2 [01] Selos


[Filler de desenvolvimento] Adeus 2666.png?v=2.2 [00] Regeneração
[Filler de desenvolvimento] Adeus 2666.png?v=2.2 [00] Recuperação
[Filler de desenvolvimento] Adeus 2666.png?v=2.2 [00] Sensoriamento
[Filler de desenvolvimento] Adeus 2666.png?v=2.2 [00] Shurikenjutsu
[Filler de desenvolvimento] Adeus 2666.png?v=2.2 [00] Cura
[Filler de desenvolvimento] Adeus 2666.png?v=2.2 [00] Absorção
[Filler de desenvolvimento] Adeus 2666.png?v=2.2 [00] Ninshu
[Filler de desenvolvimento] Adeus 2666.png?v=2.2 [00] Combate
[Filler de desenvolvimento] Adeus 2666.png?v=2.2 [00] Ilusão
Qualidades\Defeitos:
Qualidades:

✓ Comedor de Chakra (0)
✓ Grande Controle de Chakra (2)
✓ Grande Determinação (2)

Defeitos:

x: Código de Honra: Arena (1)
x: Inabilidade em Genjutsu (3)
Estilo de luta:


_______________________

Ficha - Banco - G.F
-
Bahko
Chūnin
Bahko
Vilarejo Atual
Ícone : -x-

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73785-ficha-uzumaki-naomi https://www.narutorpgakatsuki.net/t73787-gf-naomi-uzumaki#568866

Re: [Filler de desenvolvimento] Adeus - em Ter 20 Out - 13:12

Ok. Na próxima vez coloque o número de palavras para ajudar o avaliador.

_______________________




|Ficha|GF|Banco|
-


Edição de Natal por Loola e Senko.