>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno

Indra
Juuichidaime Hokage
Indra
Vilarejo Atual
Ícone : |Filler| - If Rain is What You Want Tumblr10

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73475-fp-sarutobi-kaden https://www.narutorpgakatsuki.net/t73468-gestao-sarutobi-kaden

|Filler| - If Rain is What You Want - 12/10/2020, 20:25

SARUTOBI KADEN ── SARUTOBI ICHIZOKU;  ROLEPLAY ─── OO/OO
CH: 25OO/25OO ▵ HP: 22OO/22OO ▵ FOR: OO/O4 ▵ VEL: OO/O5 ▵ ST: OO/O6

   - Pai. – Kaden chamou pelo seu progenitor enquanto puxava o isqueiro do bolso, acendendo o seu cigarro na varanda da casa dos seus pais. Ele estava vindo com uma garrafa de cerveja na mão, andando devagar. - Houve, em algum momento, algum dia que não choveu nesta vila? – o jovem Jounin perguntou calmamente, observando as grossas gotas de chuva caindo do céu. Uma visão espetacular, na qual Kaden já estava acostumado. Confessava sempre para si mesmo que gostava de dias como aqueles, pois podia refletir mais sobre a vida. - Não desde que eu vim morar aqui. – respondeu o velho Sarutobi, sentando-se em uma cadeira de balançar, notando o cigarro na boca do filho. - Sua mãe passou 5 anos da vida dela tentando me fazer parar de fumar. No final da minha carreira, haviam momentos em que eu terminava as minhas batalhas totalmente ofegantes, tudo por causa desses malditos cigarros. Só Deus sabe onde eu estaria hoje se continuasse as duas coisas. – sussurrou, bebendo um pouco da cerveja. O shinobi aposentado, agora professor da Academia, analisava Kaden de cima a baixo, vendo o mesmo refletindo. - Você é jovem e cheio de vida, mas as vezes parece um velho, e se continuar assim, não vai durar muito tempo em combates… E nem com outras coisas, se é que me entende. – persuadia o filho a largar o cigarro, mas Kaden continuava puxando a nicotina para dentro do seu corpo, soltando uma fumaça cinza que se misturava as gotas de chuva que caiam na parte descoberta da casa.

   - Qual a diferença entre morrer agora e morrer daqui a 10 anos? Pessoas morrem todos os dias, principalmente na nossa profissão. – respondeu o Jounin, olhando para o cigarro em sua mão e, talvez pela influência do pai, afastou-o da sua boca. - Não diga besteiras, Kaden! Sua vida vale muito para nós. Você é o meu filho, e não quero ver você tendo os mesmos problemas que eu. – o velho Hiroshi tomou mais cerveja, demonstrando preocupação com o filho. - Você é o nosso único filho. Se você morrer, quem cuidará de dois velhos senis que nem eu e a sua mãe? – ele começou a rir, quando de repente um pote de plástico voou da cozinha  e acertou a sua testa com força, fazendo com que Kaden desse uma leve risada. - Sua preocupação me comove, pai. – falou com ironia, quando olhou para trás e viu a sua mãe com a mesma cara que fazia quando ele estava fazendo alguma coisa errada. A vontade de fumar era grande, mas não decepcionar a sua mãe tinha maior peso. Imediatamente Kaden amassou o cigarro em sua mão esquerda, jogando o mesmo no chão, quando a sua mãe levantou a sobrancelha destra. O Jounin bufou e catou o cigarro, o jogando no lixo.

   - Você está cumprindo bem o seu dever como shinobi, meu filho. Logo os superiores de Ame irão reconhecer os seus feitos. – prometeu Hiroshi, tomando o resto da cerveja que estava em sua garrafa. - Não é isso que anda me preocupando, pai. – respondeu Kaden, sentando-se ao lado do pai, olhando para a chuva caindo. - Sinto que não estou me esforçando o suficiente para evoluir, mas ao mesmo tempo, as missões para qual eu vou parecem ser… Fáceis demais. Sinto que um dia isso pode mudar, e se eu continuar confiando nas minhas poucas habilidades, acabarei sendo morto. – comentou o jovem Sarutobi, cruzando os braços e pegando o seu isqueiro, brincando com o mesmo, fazendo-o acender e apagar. - Se você quer poder, precisa treinar, meu filho, aprender novas habilidades e preparar-se para o pior. Vamos fazer o seguinte: amanhã eu e você iremos até um lugar, e lá você irá conhecer alguém que te ensinará algo que poderá usar para o resto da vida. É um conhecimento um pouco obscuro, então não deve sair comentando por aí. – Hiroshi propôs, até que Kaden deu uma pequena risada sarcástica. - Como se eu tivesse grandes amigos para comentar sobre. – sussurrou, até que o sorriso se desfez.

   De repente, tudo ficou cinza em sua cabeça. A lembrança dos seus melhores amigos sendo puxados pelas pernas pelos seus inimigos enquanto imploravam para que Kaden e o seu sensei os salvasse apareceu em sua mente. Quando o Sarutobi avançou para salvá-los, meia-duzia de ninjas entraram no seu caminho. O Jounin pode ouvir as lâminas dos inimigos penetrando nas carnes do seu melhor amigo e do grande amor da sua vida, enquanto ele implorava para que os seus  inimigos tivessem misericórdia, uma rara demonstração de fraqueza na qual o seu mestre não podia tolerar.

   - Kaden! – berrou Hiroshi, tirando o seu filho das memórias sombrias do seu passado. O mancebo piscou algumas vezes, tirando umas mechas de cabelo dos seus olhos, puxando o ar e o soltando rapidamente. - Deveria recomeçar, meu filho. Se continuar vivendo no passado, ele irá impedi-lo de vislumbrar um futuro melhor. Mais do que isso, irá impedi-lo de viver o presente. – aconselhou o pai, sempre sábio, sempre querendo o melhor para o seu herdeiro. Sabia bem que o mundo shinobi poderia proporcionar grandes níveis de sofrimento para aqueles que não estavam preparados para lidar com tragédias e perdas. Como Kaden, ele também tinha a sua própria carga, mas não deixava isso abalar a sua vida. O mais novo se levantou bruscamente da cadeira, olhando para frente e fechando duas vezes os punhos, não para agredir ninguém, mas para relaxar o corpo.




   - Eu vou dar uma volta pela vila. Devo voltar para o jantar de hoje, como prometido. – Kaden sussurrou, cobrindo o seu rosto com a capuz do manto, e andando na chuva. Já estava acostumado a passar algumas horas do seu dia na casa dos pais, mesmo sendo independente financeiramente. A verdade era que os seus pais não conseguiam viver sem o filho, e eles eram os únicos para quem Kaden não se fechava. Ele deu um salto e passou por cima da cerca que rodeava a casa dos seus velhos, e então começou a caminhar pelas ruas de Amegakure. Por mais que tivesse feito algumas missões em nome da vila, seu nome era pouco conhecido na vila, o que para ele não era tão ruim. Sabiam que ele era um Jounin e nada mais além disso. - Tantas desilusões nesse mundo sombrio... – pensava Kaden, continuando com os seus passos lentos, porém firmes. - Quanto sofrimento, quantas injustiças. – olhava para algumas casas simplórias, pessoas andando de cabeças baixas, sempre melancólicas.

   Ele escalou um prédio usando as habilidades básicas em Ninjutsu, concentrando chakra em seus pés e chegando até o topo do edifício, olhando para toda a cidade chuvosa. Um misto de diversos sentimentos tomava conta do seu corpo, a ponto dele questionar o motivo da sua própria existência. Vivia para descobrir mais sobre si, mas estava faltando alguma coisa? O futuro parecia tão incerto que a qualquer momento ele poderia mudar. - Quem sou eu? – questionou Kaden, tomando uma atitude que para muitos era insensata, mas os jovens moradores da chuva já estavam acostumado com tal coisa: ele removeu o capuz que protegia a sua cabeça e permitiu que aquelas gotas infindáveis de chuva caíssem sobre o seu rosto, molhando-o de imediato. Fosse a falta do seu cigarro, mas os seus pensamentos começavam a ficar turvos e as suas mãos tremiam um pouco pela agonia.

   - Qual é o meu propósito? Existe algum propósito para mim nesse mundo? – perguntou mais uma vez. Perdido, sem ter com quem conversar sobre o assunto – não queria preocupar os pais com os seus devaneios – Kaden se colocava a pensar sozinho, sentindo falta do seu cigarro. Até mesmo coçou o bolso e percebeu que tinha alguns em mãos, mas não queria decepcionar a sua mãe. Ele puxou o mesmo e, usando o seu chakra elemental primordial, queimou o cigarro e o fez sumir das suas mãos, vendo uma fumaça preta subir para cima, sendo a nicotina contida nos palitos evaporando. - As coisas que colocamos em nossos corpos e que nos matam. – sussurrou, tentando filosofar. Pensava tanto no cigarro quanto nas emoções sombrias do seu passado. Talvez devesse honrar aqueles que perdeu de uma maneira diferente.

   Duas horas depois de caminhar por Amegakure no Sato, Kaden voltou para casa. Já estava anoitecendo e a sua mãe estava preparando o jantar. Ele entrou pela porta da cozinha e levou uma bronca por causa do rosto e o cabelo molhado, sendo intimado a tomar um banho, mesmo não morando mais ali, para não pegar um resfriado – coisa que parecia ser praticamente impossível para quem morava em Amegakure. Depois que higienizou-se, ele sentou-se ao lado do pai no sofá, que via o jornal da noite. - Sobre o que senhor conversou comigo mais cedo… A que hora devemos nos encontrar? – questionou, interessado em saber que tipo de poder ele falava.


Informações Gerais:

Sobre o Post:

Resumo: Filler + Superação de Defeito (Vício em Cigarro)
Palavras: 1472
Aparência: Vincent Valentine
Vestimenta: Manto negro cobrindo o corpo inteiro.

Qualidades:

INATAS:
Habilidade em Ninjutsu (OO)
Grande Controle de Chakra (O2)
Agilidade Aguçada (O2)

TREINÁVEIS:
Inteligência Avançada (O3)
Conhecimento Científico (O2)
Hábil em Selos (O1)
Conhecimento Anatômico (O1)

BUFFs do Personagem:

[O5] Velocidade: 22m/s.
[O4] Força: Personagens com força colossal. Conseguem carregar muito peso, além disso, seus danos podem destruir materiais muito resistentes, assim como seus corpos resistem muito mais. As armas disparadas alcançam distâncias maiores, alcançando também maior velocidade. Esse personagens costumam ter uma aparência robusta de músculos.
Agilidade Aguçada: Permite esquivar-se de movimentos com até 2 pontos a mais do que o usuário, mas sem poder perceber.
Grande Controle de Chakra: 25% de redução em jutsus.
Habilidade em Ninjutsu (Inata): Redução de 1O pontos + 2OO em Dano
[O6] Regeneração: 132 de HP
[O6] Recuperação: 15O de Chakra
[1O] Ninshuu: +2OO de dano

Bolsas 63/63:

◉ [O6] Kunais
◉ [O6] Shurikens
◉ [O5] Kemuridama
◉ [12] Kibaku Fuuda (12 x 0,25: 3 Slots)

Jutsus/Equipamentos Usados:

--.

_______________________

|Filler| - If Rain is What You Want Tumblr_pl035uEflG1uocgm5o2_500

-
Takane
Jōnin
Takane
Vilarejo Atual
Ícone : |Filler| - If Rain is What You Want 9cf60763dc0395bb6231cfada13244c8

https://www.narutorpgakatsuki.net/t68749-ficha-takane-guang?highlight=Takane+Guang#513285 https://www.narutorpgakatsuki.net/t68767-m-f-takane-guang

Re: |Filler| - If Rain is What You Want - 13/10/2020, 00:28

ok

_______________________

|Filler| - If Rain is What You Want Untitled-2
Que se inicie o caos pois a rocha continuara firme!
Template
-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.