Naruto RPG Akatsuki
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.
Bem-Vindo
Naruto rpgakatsuki
tópicos recentes
Inverno
O fim da guerra trouxe a paz, junto com a oportunidade das vilas prosperarem e crescerem. O Nascer do Sol se aproxima trazendo uma nova leva de Kages que querem expandir seu território. A primeira reunião dos Senhores Feudais está marcada, onde irão debater o futuro de Otogakure, atual colônia de Kumogakure e palco da última Grande Guerra.
11 DG
ShionFundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
AngeAnge, mais conhecida como Angell, é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
SenkoSenko, também jogador de RPG narrativo desde 2011, conheceu o Akatsuki em 2017, mas começou a jogar para valer em 2020, destacando-se pela sua prestatividade e suas habilidades em design e programação. É responsável por ajudar na criação de novos sistemas e regras além de fazer a manutenção do tema do fórum.
BlueJay#0529
BahkoBahko joga fóruns narrativos desde 2010. Após ficar muito tempo sem jogar, voltou em 2020 onde encontrou o Akatsuki. Desde então, vem auxiliando o fórum como Narrador, Moderador e Administrador. Fora do fórum, é estudante de Engenharia Elétrica.
fransudo#7724
RavesJogador ativo desde 2020, Raves entrou pro Akatsuki RPG e desde então vem contribuindo para o engajamento interno do fórum. Atualmente, é o principal responsável pela organização geral, além da criação, revisão e adequação de regras e sistemas, auxiliando como pode nas demais áreas. Particularmente, é um grande apreciador de enredos e está constantemente pensando no futuro.
Revescream#5421

Ícone
Shion
http://narutorpgakatsuki.net


Prisão
Injustiça


Angell era escoltada até a prisão por Light e mais dois ANBUs, um era um homem mais velho e o outro parecia ser apenas um garoto, Light parecia bastante irritado enquanto guiava Angell. No caminho as pessoas olhavam para aquilo e comentavam. – Viram só, a Hokage estava envolvida com o tal Shaka. - - Nossa, uma facada na família. – Light ficava mais irritado com os comentários. – Vamos Angell, não de ouvido a eles.

Na prisão o diretor aguardava Angell, uma ala foi completamente esvaziada para recebê-la, o diretor era um homem que já trabalhava há bastante tempo ali, suspeita que ele esteja envolvido em corrupções e ninguém nunca conseguiu provar. Light entrou junto a Angell, ao olhar para aquela cela ele não deixou de serrar os punhos um pouco, entrou com Angell na cela se abaixou segurando as mãos dela. – Majestade, eu vou conversar com seu pai, ele só está de cabeça quente. – Ele se retirou. – Me desculpe..., mas essas celas anulam chakra, terei que fechá-la. – Com aperto no coração Light enfim fechou a porta que encarceraria Angell.

O diretor se aproximou. – Você vai divertir muito aqui Hokage, eu e os rapazes vamos cuidar de você muito bem. – Foram as últimas palavras do homem, Light acertou um socou tão forte no rosto do homem que quebrou seu nariz. – Eu vou deixar algo bem claro para vocês, se um único fio de cabelo de Angell cair no chão, se ela sofrer, se você olhar estranho ou pelo menos pensar em fazer qualquer coisa com ela, eu te coloco em uma prisão de gelo dos pés ate o pescoço, que descobrir quanto tempo um homem demora para morrer congelado? – Light ameaçava o homem, ele não aceitava nada do que estava acontecendo, mas tinha que seguir ordens, o diretor com as mãos no nariz sangrando tentou reagir, Light o derrubou novamente com uma joelhada no estomago, ele retirou um pano de seu bolso e jogou no rosto do homem. – Limpe seu rosto, parece que você sujou com algo. – Ele se retirou da sala, e o diretor se levantou assustado e saiu da sala deixando Angell apenas com os ANBU, o mais velho deu uma ordem para o mais novo. – JK, fique em posição de guarda pela direita. – O mais novo se posicionou a direita da cela e aguardava novas ordens, Light foi tentar ver se Shion está mais calmo.

Considerações:
>Angell pode se movimentar pela cela, tem uma cama, uma mesa com livros e uma cadeira, tem um espelho e uma sala privativa com banheiro.


_______________________

[Prisão] Injustiça Scre1755
[Prisão] Injustiça Ui7615FOlá, eu sou o Shion.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
Shion
Shion
Administrador
Vilarejo Atual
Hattori

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Angell
https://www.narutorpgakatsuki.net/t70412-ficha-angell-hyuuga-hattori https://www.narutorpgakatsuki.net/t69243-gestao-da-ficha-angell-hyuuga-hattori

Angell Hyuuga Hattori
[ HP: 3500/3500 | CH: 8300/8300 | CN: 000/400 | ST: 01/22 ]
[ Byakugou no In: 500/500 | Souzou Saisei: 00/08 ]
[ Hachibi: 5000/5000 ]


“Angell!” – Gyuuki vociferou mais uma vez.

Mas nem mesmo para conversar mentalmente com ele a azulada tinha forças agora. Seu único olho, retornado à coloração natural também azul, foi se opacando ainda mais que até então, enquanto sua boca enfim voltava a se fechar, com seus lábios assumindo uma curvatura capaz de evidenciar amargura.

“Angell!” – ele insistia.

Mas, como se sequer pudesse ouvi-lo, da mesma forma que parecia não conseguir ouvir seu irmão, que tinha se aproximado para lhe escoltar junto a Light até a prisão, ela se viu incapaz de esboçar qualquer reação.

“Angell!” – e insistia.

Mas, ao longo do caminho, conforme caminhava a passos sofridamente lentos, a azulada foi abaixando mais e mais sua cabeça, querendo esconder seu rosto do alcance da visão de quem quer que passasse minimamente próximo de si.

“Angell!” – e insistia...

Mas ela já havia aceitado a sentença de seu pai, e, mesmo com Light lhe acompanhando até o último instante, abaixando à sua frente, segurando-lhe as duas mãos e lhe dizendo algumas palavras – ...que deviam ser reconfortantes? –, sequer sabia mais como poderia retribuir todas aquelas tentativas de contato consigo.

“Angell!” – insistia...

...até Light se retirar e finalmente aprisionar a azulada.

Ela arriscou dar uma olhada lenta e despretensiosa, claramente desanimada, na cela em que havia sido deixada. ...e tão logo percebeu que estava de volta a seu ponto de partida pessoal: sozinha, sem quaisquer sombras da companhia ou da proximidade de Shion, de Everything, de Floco de Neve, de Gyuuki, de Ayako, de Hakurei, de Light; desamparada, perdida no mar de estranhos conhecidos que eram tanto a Folha quanto todo o restante de seu mundo ninja ou mesmo do outro mundo.

Dizemos... Light ainda arrumava lá umas brigas do lado de fora de sua cela, e ela tinha a impressão nítida até demais de ter sido acompanhada até aquele mesmíssimo momento por Ayako, mas... ali dentro, apartada de tudo e todos, estava só e somente a azulada. E ela não conseguia ter o discernimento de saber se ter esse tipo de sentimento seria – ou já estava sendo, ou ainda viria a ser dali uns dias, uns meses, uns anos... – injusto para com eles todos. Tudo estava tão confuso...

...e ela não acreditava que conseguiria se recompor agora.

“Och världen brann...”, ela comentou mentalmente consigo mesma. “För kriget det kan förgöra en man. Jag ger mitt liv för mitt fosterland. Så se mig som den en make, en vän, fader och son, som aldrig kommer hem.”


“But it’s the only thing that I have.”


Informações:
Considerações:
Hitai-Ate da Folha cobrindo o buraco do olho direito.
Selos de chakra: Fuuinjutsu: Kai no ombro direito.
Marca Hattori na palma da mão direita.
Marca do Hiraishin de Takane no pulso esquerdo.
Barrier Tags: Uma (1x) dobrada em forma de tsuru como brinco em cada orelha.
Recuperação de chakra: 830 (10% [10 pontos em “recuperação”] de 8300).
Primeiro turno de descanso.
Pet:
Habilidades usadas:
Bolsa 1 (13/20 espaços):
Kunai: 4 (4 espaços)
Kunai marcada com Hiraishin (de Takane): 1 (1 espaço)
Kemuridama: 2 (2 espaços)
Zouketsugan: 4 (1 espaço)
Hyourougan: 4 (1 espaço)
Makimono (P): 1 (1 espaço)
“Polvo Frito”: 2 (2 espaços)
“Sushi Doce”: 1 (1 espaço)
Equipamentos e itens:
Angell
Angell
Lenda Ninja | Sannin
Vilarejo Atual
[Prisão] Injustiça Dwqqy2b

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
TK
https://www.narutorpgakatsuki.net/t70607-f-yuki-ayako https://www.narutorpgakatsuki.net/t69070-m-f-tk

[Prisão] Injustiça Ecr8OHu



Caminhar rumo à prisão, acompanhando sua irmã, a Hokage por direito e também herdeira do trono Hattori, soava como uma piada de mal gosto — ter sido o pai de ambos, Hattori Shion, a ordernar sua prisão era ainda menos apetitoso. Ele não recebeu nenhuma resposta da irmã quando saíram do local do acidente. Light também não. Angell andava em silêncio, sendo escoltada e aceitando aquele destino terrível para uma heroina. Ayako não olhava tanto para ela quanto gostaria, pois, de alguma forma, acabava pensando em como aquilo aconteceu. Em como tentara avisar sobre Shaka não ser um bom aliado. De certo modo, por mais que sentisse uma dor enorme no coração ao vê-la caindo, ele também sentia uma coceira querendo lhe dizer: "eu avisei". Talvez ele não fosse tão carinhoso quanto demonstrava ou apenas tivesse um ego gigantesco que não o deixava apenas aceitar que ela cometera um erro, independente de tê-la avisado ou não. Com isto, pensou no que Hitsugi certa vez lhe disse, sobre ele ter semelhanças com o pai. Mas se isso significava ser parecido com um homem que manda prender a própria filha como se não fosse nada apenas por ter falhado na missão de matar um inimigo, ele preferia ser apenas um Ninguém.

Pessoas que ouviram boatos começavam a julgá-la. É sempre mais fácil colocar em cheque a moral de uma pessoa ao invés de tentar entendê-la. Até mesmo ele, cheio de pensamentos mesquinhos como "eu avisei", entendia que ela tinha errado por causa do desespero em ter o pai de volta. Um pai que Ayako não conhecia; um homem amoroso, capaz de fazê-la sorrir, de dar esperança à Hinka, de fazer centenas de pessoas lutarem por ele. Shion que o garoto conhecia era apenas uma figura sombria em sua mente; um homem com poderes incríveis e uma personalidade asquerosa, ingrata. Ele não era o homem que Ayako esperava conhecer após tantos sacrifícios.

Chegados na frente da cela, Light tentou acalmá-la, mas tudo que Ayako viu no semblante azulado da irmã foi... nada. Vazio. Um vazio que ele conhecia muito bem, embora talvez não na mesma intensidade. Parado na frente da cela, observando como ela olhava seu novo espaço, ele ouviu o diretor falando absurdos e se virou quase tão depressa quanto Light antes de ele ameaçá-lo. Ayako franziu o cenho, sentindo um suave toque de ira envolvendo sua pupila. A raiva estava se tornando um problema cada vez mais frequente para ele. Light e o diretor saíram, deixando somente os ANBUs e ele. Ayako suspirou e voltou-se a olhar na direção da sua irmã.

— Angell..., eu não sei o que ele estava pensando ao fazer isso, mas, se ele não ordenar sua soltura, eu prometo que darei um jeito, entendeu? — Ayako se aproximou das barras, mas não tocou nelas, sabia que seria afetado. — Você precisa de alguma coisa? Qualquer coisa, só me diga. — Insistiu, com medo de ela ter caído num vazio profundo demais.


Hattori Ayako: HP: 2300/2300 | CH: 2475/2475 | ST: 00/10 | V: 00ms/18ms | F: 00/03.
Gobi: CH: 3500/3500

Consid.:
Aparência: Yukio Okumura com essa roupa, curativo no olho esquerdo, bandana da vila na testa e esses brincos.
Roleplay: RP.

Bolsa de Armas escreveu:Hip-Pouch (Lado Direito) [18/20]
✲ Kunai: 07/07 [07]
✲ Fios de Aço: 04/04m. [01]
✲ Kibaku Fuda: 08/08 [02]
✲ Shuriken: 08/08 [08]

Hip-Pouch (Lado Esquerdo) [18/20]
✲ Kunai: 06/06 [06]
✲ Fios de Aço: 09/09m. [02]
✲ Kibaku Fuda: 12/12 [03]
✲ Shuriken: 07/07 [07]
Jutsus Usados:
--

_______________________

[Prisão] Injustiça Q9DYRBI
TK
TK
Jōnin
Vilarejo Atual
[Prisão] Injustiça RZlFJ4c

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Hakurei
https://www.narutorpgakatsuki.net/t71640-f-yuki-hakurei https://www.narutorpgakatsuki.net/t71872-gf-hakurei



Hakurei



















[Dragão Vermelho] -
[Lullaby]
Junto da Hokage o irmão mais novo dela a acompanhou, deveria ser muita coisa para o garoto em tão pouco tempo, mas era assim a vida dos Hattoris, um clã sempre em guerra, membro a pós membro.

Na sala Light retornou, ele estava algemado e parecia irritado, foi levado ate a mesma cela de Angell, após a cela ter sido fechada o diretor veio com um sorriso no rosto. – Vejam só rapazes, o certinho também foi detido, mas o que aconteceu para alguém como você ter sido preso? – Light permanecia sentado virou o rosto para o homem. – Apenas defendi o que acredito e o que acredito esta a minha frente. – Disse sorrindo olhando para a azulada. – Agora eu quero ver você me ameaçar como fez antes, preso nessa cela você é só um cachorrinho. – Light cruzou as pernas. – Grande YerLed, você era o líder desse lugar, você era o homem responsável por fazer a justiça e as leis valerem aqui, mas desde que se juntou a um Kage como Hipatia, ajudou criminosos, desviou recursos, você era pra ter sido um homem de honra e veja o que se tornou, um corrupto mesquinho e acha que tem direito de falar algo de mim? O mundo ainda vai saber quem você realmente é, pense nisso. – YerLed o diretor, saiu assustado da sala, Light se virou para Angell. – Ele está completamente insano... Ele vai atacar Kumo, eu renunciei meu cargo, Hattori Shion não é mais o homem que conheci, sinto muito em trazer só más notícias. – Ele olhou para Ayako. – As coisas agora são com você Ayako. -

O destino é algo inesperado, já faz quase um ano eu era apenas um Gennin tentando me provar para a garota que amo e veja agora onde estou, estou na porta da cela dela impedindo que ela saia, mas não sei porque eu estou sentindo essa sensação esquisita, eu vi o pai dela, ele disse coisas horríveis, colocou nas costas dela vários e vários crimes, mas eu conheço a Hokage, ela fez tanto por essa vila, cara e agora o que eu faço? Olhei para meu superior, ele me repreendeu e voltei o olhar pra frente como estava antes. Meu corpo continua esquisito, meu corpo não parava de tremer, eu sei o que tenho que fazer. Fiz um selo e murmurei uma canção. - So just close your eyes. – Acreditei que Angell reconheceria minha voz e então complementei. - Oh, honey here comes a lullaby. Your very own lullaby. – Liberei um genjutsu sonoro pela sala, todos exceto Angell foram afetados e para eles nada mudaria na sala tudo estava normal com Angell da mesma forma que estava antes.

Bem, tomei uma decisão corajosa, coloquei meu oficial superior em um genjutsu, provavelmente se tudo de errado serei executado, mas tudo bem por ela vale a pena. Me aproximei da cela comecei a falar com ela. – Angell-Sama, faz muito tempo. – Retirei minha máscara mostrando meu rosto. – Eu vim aqui te salvar. – Não sei bem como ela reagiria, mas continuaria insistindo. – Eu não acredito que você seja responsável por aquelas coisas, e o mais importante eu não fiz um juramente para seu pai, eu fiz um juramente para você, eu jurei que te protegeria com a minha vida. – Passei minha mão pela barra e sentir um peso enorme, provavelmente era os selos que anulavam o uso de chakra, mas eu aguentei, eu precisava aguentar por ela. – Vamos sair daqui, eu te ajudo a fugir, vamos para bem longe daqui, podemos começar uma vida nova, longe de tudo isso. – Eu queria ajudar ela a sair daquele lugar, queria ir para o mais longe possível com ela, mas eu não sabia se ela ainda nutria algo por mim depois de tanto tempo. O que me surpreendeu foi que Light que estava preso também ficou fora do genjutsu e nos disse algo. – Se você fugir vai esta apenas provando que seu pai esta certo, Hakurei, por mais nobre que seja sua atitude você só vai esta expondo Angell a mais problemas e ainda tem um fator maior, ela esta marcada com o chakra de Shion, ele a encontraria em qualquer lugar do mundo. – Cara eu nunca fiquei tão frustrado em minha vida como fiquei após ouvir as palavras do Senhor Light.



To be continued...


Considerações:
>.
Clique aqui para ver a aparência.






_______________________

[Prisão] Injustiça 4463383b0f1a43befd33d22d1ac9187a
Hakurei
Hakurei
ANBU
Vilarejo Atual
[Prisão] Injustiça Gray-Fullbuster-image-gray-fullbuster-36318994-160-171

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Angell
https://www.narutorpgakatsuki.net/t70412-ficha-angell-hyuuga-hattori https://www.narutorpgakatsuki.net/t69243-gestao-da-ficha-angell-hyuuga-hattori

Angell Hyuuga Hattori
[ HP: 3500/3500 | CH: 8300/8300 | CN: 000/400 | ST: 00/22 ]
[ Byakugou no In: 500/500 | Souzou Saisei: 00/08 ]
[ Hachibi: 5000/5000 ]


Light tinha se retirado, mas Ayako permaneceu ali consigo. Distante... sim, do outro lado das grades de sua cela, mas, ainda assim, junto de si. E voltava a lhe dizer umas palavras de reconforto, meio que harmoniosas com as últimas do próprio Light. Angell elevou um pouco seu único olho, foi se virando de frente para o corredor em que seu irmão estava, entre os dois ANBUs que deviam fazer sua guarda a partir daquele momento, e meneou negativamente com a cabeça, de forma tão discreta, tão contida, que talvez sequer fosse ser passível de percepção. ...por mais que isso também já não parecesse mais importar a ela, considerando a situação em que estava.

Como se essa mínima tentativa de Angell de voltar a interagir com o mundo ao seu redor tivesse se prolongado por minutos incontáveis, Light retornou ainda antes de quaisquer novos acontecimentos. ...mas também como um prisioneiro, que, agora, dividiria aquela cela com a própria azulada. Mesmo com seu processamento ralentado, ela se atentou a tudo que Light tinha a dizer tanto de novo ao diretor da prisão quanto a si mesma... e se lembrou vagamente de já ter ouvido aquele nome de kage em algum lugar, mas abdicou por completo do foco nesse assunto para tentar entender melhor por que Light também estava sendo preso. ...sendo que, ao que parecia, tinha a ver consigo mais uma vez. Mas por que era sempre sua culpa? Não era para ela ser uma parte da cura, ao invés de uma parte da doença? Era como se... as oportunidades estivessem uma a uma se perdendo e, então, tornando-se maldições que iam surgindo incessantemente em meio a seus mares de lágrimas, visto que apenas paredes que se fechavam contra si de forma claustrofóbica e relógios que tiquetaqueavam em seus ouvidos com mais e mais lentidão lhe ofereciam morada em meio àquela confusão que nunca acabava. Por que Light continuava lutando pela azulada? Por que Ayako se dispunha a continuar lutando pela azulada? Quem mais compactuava com essa loucura?, Gyuuki?, Everything?, Floco de Neve?, Hakurei?, a vila toda?, o mundo todo?, o outro mundo? Por quê?

Ainda antes de começar a procurar por alguma resposta cabível, ela ouviu uma voz além da sua própria murmurando o que lhe lembrava a letra de alguma música, e isso fora de sua cabeça ao invés de dentro. ...mas não era lá uma obra da mesma banda que marcou sua primeira caminhada (des)pretensiosa com Hakurei pelas ruas da Folha? Ela se voltou na direção da dita voz e se deparou com um dos ANBUs que faziam sua guarda. Viu-o se aproximar mais das grades de sua cela e retirar a máscara, revelando o rosto que sempre significaria seu porto-seguro; ouviu-o lhe chamando com a mesma voz doce e melodiosa de costume, apesar das palavras ousadas... e finalmente sentiu as chamas da esperança se reacenderem dentro de seu coração, quase lhe fazendo ceder à ânsia de seguir aqueles planos de Hakurei sem nem pensar uma segunda vez.

Sim... quase; logo Light se fez ouvir de novo, dando a ambos ótimos motivos para não se precipitarem. Angell olhou de relance para a marca Hattori em sua palma direita... mas, ainda assim, aproximou-se mais das grades de sua cela e estendeu sua mão esquerda na direção de Hakurei, querendo tocá-lo no rosto.

“Men vem saknar mig?”, e mentalizou. “Men vem sörjer mig?” Sentia-se culpada, e não só por ele, mas por Light, por Ayako e por todos os que ainda deviam estar lutando por... por aquela causa perdida que ela havia se tornado.


“But it’s the only thing that I have.”


Informações:
Considerações:
Hitai-Ate da Folha cobrindo o buraco do olho direito.
Selos de chakra: Fuuinjutsu: Kai no ombro direito.
Marca Hattori na palma da mão direita.
Marca do Hiraishin de Takane no pulso esquerdo.
Barrier Tags: Uma (1x) dobrada em forma de tsuru como brinco em cada orelha.
Segundo turno de descanso.
Pet:
Habilidades usadas:
Bolsa 1 (13/20 espaços):
Kunai: 4 (4 espaços)
Kunai marcada com Hiraishin (de Takane): 1 (1 espaço)
Kemuridama: 2 (2 espaços)
Zouketsugan: 4 (1 espaço)
Hyourougan: 4 (1 espaço)
Makimono (P): 1 (1 espaço)
“Polvo Frito”: 2 (2 espaços)
“Sushi Doce”: 1 (1 espaço)
Equipamentos e itens:
Angell
Angell
Lenda Ninja | Sannin
Vilarejo Atual
[Prisão] Injustiça Dwqqy2b

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Shion
http://narutorpgakatsuki.net



Shion




















[A História de um Hattori] -
[Não sou ele]

Shion saiu com tanto ódio daquele local, tão desolado, mas não fazia ideia do que viria mais a frente, a população o olhava esquisito, as pessoas que há muito tempo o olhava com orgulho agora o olhava com raiva, olhava com desprezo. – BONITO! - - Ela é só uma garota! - - Você que deveria estar preso! - - Solte a verdadeira Hokage! - - Sai daqui! - - SAI DE KONOHA! - - MONSTRO! - - MONSTRO! - - MONSTRO! – Ele começou a andar mais rápido enquanto passava por toda aquela corrente de ódio. Enquanto ele corria parecia que nunca chegava a lugar algum, mais a frente ele viu o rosto de uma mulher que ele tanto odiava. – Azshara! – Shion sentiu o tempo parar enquanto aquela imagem caminhava pra ele. – Filho... – Shion ficou olhando assustado para aquela mulher. – Não vai me dá... – Shion apontou o dedo para ela. – Se chegar mais perto eu te mato mais rápido do que da última vez. -  - Um abraço. – Ela finalizou ironizando. – Aposto que sim, eu vi o que você fez agora com seus “amigos”. – Ele virou de costas. – Eu vou embora. - - Ei ei ei, espera aí, eu só quero conversar. – Nos olhos de Shion um ódio profundo por aquela mulher. – Dois minutos... - - Lembra daquele jantar que tivemos com o reino da Sakura, você adorou aquele lugar. - - Claro que sim, eu fiquei livre por horas, foi bom não ter que ficar do seu lado. - - Sei que não fui uma boa mãe, mas nunca tive chance de me despedir do seu pai. - - Não teve tempo para se despedir do Senhor Daelin? Foi por sua causa que ele morreu. - - Vou te dizer uma coisa Shion, esse mundo é uma merda, você não pode confiar em ninguém além de si mesmo, ou você nada ou afunda, e no caso do seu pai ele preferiu afundar. - - Você não tem o direito nem de dizer o nome dele. – Shion apontava o dedo no rosto dela enquanto a intimidava, ela bateu a mão no dedo dele. – Aaah eu amava Daelin, mas ele não era durão como você. É por isso que você ainda está aqui e ele está morto. - - E você mandava a gente fazer tudo que você queria, a gente se machucava sempre enquanto você ficava sentada colhendo as glorias. – Azshara com todo seu sarcasmo e soberba. – Talvez eu tenha forçado um pouquinho a mão, mas olha pra você. – Ela dava um soquinho no peito de Shion que rebatia com raiva. – NÃO ENCOSTA NÃO PORRA! - - NÃO TEM MEDO DE NADA! Não, é o cara mais durão que eu conheço. – Ela batia no peito dele rindo. – Muito mais do que eu fui... Então de nada seu ingrato. – Shion ficava encarando aquela mulher, sentia um arrepio em seu corpo só de ouvir ela falando. Shion voltava a andar ignorando-a. – Foi sua filha que escolheu ajudar Shaka e você não aguentou perder mais um e a jogou na cadeia, foi você que a abandonou, é você que a estar ferindo, não eu. – Shion se virou agarrando aquela mulher pela garganta. – VOCÊ É UM MONSTRO! - - Só um monstro reconheceria outro. - - TE MATAR MAIS UMA VEZ NÃO SERÁ PROBLEMA ALGUM. – Shion piscou os olhos e o Mangekyou estava ativo ele liberou chamas negras no corpo da mulher, mas ao ver novamente ele estava queimando as pessoas da vila, as pessoas começavam a gritar. – ASSASSINO! MONSTRO! SOME DA NOSSA VILA – Ele enfurecia e começava a olhar para cada um daqueles rostos incinerando todas aquelas pessoas, ele gritava em ódio total enquanto massacrava as pessoas da vila, ele piscou os olhos uma vez mais e estava tudo normal e Azshara atrás dele. – Viu, ele nunca teria coragem de fazer o que você fez, você é minha maior criação.

Saindo daquela visão de perda de controle ele continuou caminhando rumo a cadeia de Konoha, a frente estava o homem que mudou tudo na vida dele, Sarutobi Shion. – Então é assim que vai ser as coisas? Adota minha filha e agora a descarta como lixo? - - Olha quem fala. – Shion atravessou aquela visão e entrou na delegacia, chegou na sala se deparou com um menino conversando com Angell enquanto ela tocava o rosto dele, Shion chegou na sala e o clima parecia ficar pesado, Light o encarou. – Quantos rostos nessa sala... – Ele se aproximou do garoto da ANBU. – O famoso Hakurei... – O garoto se assustava, ele sabia quem era aquele homem, ele ate pensou em reagir, Shion se aproximou bem perto da cela olhou para o garoto de lado. – Nem tente nenhuma besteira garoto, nem em cem anos você teria chances. – Hakurei tremeu aquele momento e se afastou, Shion olhou para todos os presentes e notou que o superior da ANBU ainda dormia. – Tudo bem... tudo bem... Já que todos estão aqui vou contar uma história para vocês. – Ele foi ate o canto da sala onde tinha uma cadeira de ferro e veio arrastando-a com um som irritante, até deixar frente a frente a sela de Angell, ele se sentou cruzou as pernas, juntou seus dedos, olhou para cada um dos presentes uma vez mais. – Bem... vamos começar.

O Hattori começou a contar uma história do nascimento de Angell. – Durante seu nascimento houve algumas complicações em seu parto, sua mãe morreu enquanto lhe deu a luz, Sarutobi Shion, ele foi dito nas historias ser um homem muito bom, um homem gentil e muito esperançoso, mas naquele dia ele sentiu ódio, sentiu raiva de você, ele a abandonou e fugiu.– Shion olhou para Ayako. – Um pai que abandona os filhos? Bem os Hyuuga não aceitaram aquele muito bem, primeiro já tiveram o problema com sua mãe casando-se com um Sarutobi, segundo dando à luz a uma mestiça, são muitos erros para um clã orgulhoso aceitar. – Ele voltou seu olhar diretamente para Angell. – Eles enviaram homens atrás de Sarutobi Shion, ele foi encontrado dias depois em um bar completamente sujo e entregue as bebidas. – Shion fechou os olhos um pouco e sorriu. – Nunca mais encontraram o corpo dele, não sabem se ele esta vivo ou morto, mas sabemos bem o que aconteceu com ele. – Após o fim da história Shion se levantou foi até próximo a cela. – Eu contei isso para você para algo ficar claro para nós dois. Eu não sou ele, eu não abandono meus filhos, vocês dois vão apodrecer aqui. – Shion deu as costas e se retirou da sala. – Ayako, pense bem em suas próximas escolhas. – Shion saiu daquele lugar sem nem olhar para trás.


To be continued...




Considerações:
>.
Clique aqui para ver a aparência.






_______________________

[Prisão] Injustiça Scre1755
[Prisão] Injustiça Ui7615FOlá, eu sou o Shion.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
Shion
Shion
Administrador
Vilarejo Atual
Hattori

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
TK
https://www.narutorpgakatsuki.net/t70607-f-yuki-ayako https://www.narutorpgakatsuki.net/t69070-m-f-tk

[Prisão] Injustiça Ecr8OHu



Foi tudo muito depressa. Light mal havia saído, já estava de volta. Dessa vez no papel de prisioneiro. Ayako não entendeu. Parecia ilógico pensar que Shion havia mandado prender até mesmo um companheiro de tantos anos. Light acusava o líder dos Hattoris de insanidade e, com aquela palavra em mente, o garoto começou a perguntar a si mesmo se os danos mentais causados em Suna não foram ignorados de certo modo. Como um ninja médico, ele sempre tinha o impulso de analisar o físico; assim como a maioria. Mas o que parecia estar danificado em Shion não estava visível. Era sua mente, sua alma. "As coisas agora são com você, Ayako", Light colocou de uma forma que o fez sentir um grande peso nos ombros. Olhou sua irmã, esperando alguma reação, mas ela continuava... calada. Aquilo começava a lhe incomodar demais.

Um dos membros da ANBU cantarolou algo, uma mania muito semelhante a de Angell. Ayako virou-se, notando o selo realizado pelo mesmo, e notou como seu chakra tinha uma leve alteração, o que o levou a conseguir se safar dos efeitos maiores através de um Kai rápido e preciso. Conseguia notar esses detalhes ínfimos pelo seu grande controle de chakra e alta capacidade perceptiva. Estranhou ainda mais, mas quando o ANBU tirou a máscara, tudo fez sentido. Hakurei, seu amigo de longa data. Foi mais uma surpresa. Ele sugeria uma fuga, como um casal de amantes dos livros mais românticos que Ayako lia. Light, que àquela altura não devia ser capaz de evitar ilusões, tomou a frente na conversa. Ayako olhou sua irmã que ainda não falava coisa alguma, mas tocava em Hakurei. Ele soltou um suspiro, percebendo que aquela batalha começava a se perder.

O clima melancólico da sala logo se transformou com a chegada do motivo de todos estarem naquele lugar: Shion. Com sua presença imponente, ele foi jogando ameaças intensas. Ayako deu espaço para ele, encarando-o com raiva. Achava errado como o pai estava agindo, por mais que entendesse a lógica dele por trás de culpá-la pelas ações de Shaka; entendia, mas não conseguia evitar de colocar o coração no peso de suas decisões. Ele puxou uma cadeira com um som irritante, fazendo os ouvidos doerem. Sentou-se e começou a contar uma história sobre a mulher do outro lado das grades. O outro Shion havia abandonado Angell, aquela informação causou um rebuliço em Ayako, que virou alvo do olhar do pai. Ele terminou a história jogando mais peso em cima do garoto que apenas assistiu o homem deixando o local, mordiscando o lábio. Assim que ele saiu totalmente, ele encarou Hakurei, Light e Angell.

— Light-san, pelo que você disse, ele está diferente. Há alguma possibilidade de esse não ser o verdadeiro Shion? — Ayako conjecturou e, indiferente a resposta, ele continuaria sua linha de raciocínio. — Não me refiro necessariamente a outro clone como o Kazakage, mas..., há algo de diferente nele, não há? Danos psicológicos incompreensíveis. Seja como for, este não é o Shion que todos conheceram. — Ayako respirou fundo, juntando os dados. — Sendo assim, não deve demorar até a prisão de Angell e a retomada do poder pelas mãos dele se tornarem um grande problema social na vila. Claro, o Daimyo não irá se importar tanto com uma figura como ele liderando, mas e o povo? E os ninjas? Se não fizermos nada... você acha que é possível que comece uma guerra civil? — Ayako questionou seriamente, encarando Light. Ele esperava que a respota fosse negativa; ele torcia para que as coisas achassem resoluções melhores.

Hattori Ayako: HP: 2300/2300 | CH: 2475/2475 | ST: 00/10 | V: 00ms/18ms | F: 00/03.
Gobi: CH: 3500/3500

Consid.:
Aparência: Yukio Okumura com essa roupa, curativo no olho esquerdo, bandana da vila na testa e esses brincos.
Roleplay: RP.

Bolsa de Armas escreveu:Hip-Pouch (Lado Direito) [18/20]
✲ Kunai: 07/07 [07]
✲ Fios de Aço: 04/04m. [01]
✲ Kibaku Fuda: 08/08 [02]
✲ Shuriken: 08/08 [08]

Hip-Pouch (Lado Esquerdo) [18/20]
✲ Kunai: 06/06 [06]
✲ Fios de Aço: 09/09m. [02]
✲ Kibaku Fuda: 12/12 [03]
✲ Shuriken: 07/07 [07]
Jutsus Usados:
--

_______________________

[Prisão] Injustiça Q9DYRBI
TK
TK
Jōnin
Vilarejo Atual
[Prisão] Injustiça RZlFJ4c

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Angell
https://www.narutorpgakatsuki.net/t70412-ficha-angell-hyuuga-hattori https://www.narutorpgakatsuki.net/t69243-gestao-da-ficha-angell-hyuuga-hattori

Angell Hyuuga Hattori
[ HP: 3500/3500 | CH: 8300/8300 | CN: 000/400 | ST: 00/22 ]
[ Byakugou no In: 500/500 | Souzou Saisei: 00/08 ]
[ Hachibi: 5000/5000 ]


Porém, mal a azulada sentiu a maciez da pele de Hakurei com as pontas de seus dedos e já foi surpreendida pela presença sufocante – capaz de lembrá-la de Shaka de novo – de seu pai, que, conforme se aproximava e alternava o olhar entre cada um dos presentes – acordados ou não –, dirigia-se com ameaças, em tom de superioridade e deboche, para Hakurei. A azulada, também claramente assustada, retraía sua mão esquerda outra vez, enquanto escondia sua palma destra dos olhos de seu pai. Deu uns passos receosos para trás, afastando-se das barras de sua cela, dando a entender que recuaria até a parede ao fundo... mas parou de novo bem no meio do caminho, por precisar, de repente, tampar seus ouvidos para tentar diminuir o incômodo causado pelo arrastar da cadeira de ferro pelo chão do corredor. Mal percebeu, mas chegou a encolher um pouco seu corpo todo, arqueando-o para frente, mais uma vez. Porém, agora, voltava a se soltar – por mais que continuasse receosa demais para desenvolver qualquer novo movimento –, e levava seu único olho de encontro ao rosto de seu pai.

Em um primeiro momento, não entendeu bem o que ele tinha em mente ao lhe contar a história das reações de seu “outro” pai e sua “outra” mãe ao verdadeiro desastre que foi seu nascimento. (Na verdade, sequer teve muito culhão para acreditar na história... mas também não estava mais em posição de desconfiar de qualquer constatação de seu pai.) Porém, conforme ia ouvindo o que ele tinha a lhe dizer, pareceu ir entendendo... alguns detalhes escondidos nas entrelinhas. E, no fim, no instante em que ele demonstrou que concluiria o raciocínio, teve certeza de que, sim, tinha entendido. Já tinha notado como, desde o acidente no monumento dos hokages, seu pa-... Shion havia riscado a família de seu nome, consequentemente, riscando seu nome da família também. Por mais que ele dissesse que não abandona os filhos, estava renegando a azulada da mesmíssima forma que o “outro” pai tinha feito na história recém-contada. ...sendo que era por isso mesmo que “não era ele”. E, como se nada disso o incomodasse de verdade, ele simplesmente... se retirou, sem sequer voltar a olhar para a azulada.

Mais uma vez, a boca dela se entreabriu, mas não emitiu qualquer mínimo ruído. Muito pelo contrário; só o corpo dela ainda reagia... e com as mesmas lentidão e desesperança que demonstrava desde o momento em que suas forças se esvaíram, graças à entrega da azulada à sua derrota: aos poucos, ela foi estendendo seu braço esquerdo, cuja mão se entreabria, na direção que Shion seguia, como se quisesse – apesar de não ter quaisquer condições de ao menos tentar – alcançá-lo. Enquanto isso, Ayako dizia algumas besteiras – e outras verdades – a Light, e, novamente, a azulada se limitava a ouvi-los começarem o que poderia se tornar uma discussão muito perigosa. A Folha muito provavelmente se rebelaria, sim... por mais que a causa de Angell já tivesse se perdido. Mas o daimyou não devia se manter alheio... não quando Angell era não apenas a salvadora da filha daquele monarca, como também uma amiga relativamente próxima de ambos. Quanto a Shion... podia até não ser mais o mesmo de alguns anos atrás, mas ainda era o verdadeiro Shion Hattori; ela tinha plena consciência disso.


“But it’s the only thing that I have.”


Informações:
Considerações:
Hitai-Ate da Folha cobrindo o buraco do olho direito.
Selos de chakra: Fuuinjutsu: Kai no ombro direito.
Marca Hattori na palma da mão direita.
Marca do Hiraishin de Takane no pulso esquerdo.
Barrier Tags: Uma (1x) dobrada em forma de tsuru como brinco em cada orelha.
Pet:
Habilidades usadas:
Bolsa 1 (13/20 espaços):
Kunai: 4 (4 espaços)
Kunai marcada com Hiraishin (de Takane): 1 (1 espaço)
Kemuridama: 2 (2 espaços)
Zouketsugan: 4 (1 espaço)
Hyourougan: 4 (1 espaço)
Makimono (P): 1 (1 espaço)
“Polvo Frito”: 2 (2 espaços)
“Sushi Doce”: 1 (1 espaço)
Equipamentos e itens:
Angell
Angell
Lenda Ninja | Sannin
Vilarejo Atual
[Prisão] Injustiça Dwqqy2b

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Shion
http://narutorpgakatsuki.net


Prisão
Injustiça


Após todo o reboliço, Light enfim se acalmou e ouviu as perguntas de Ayako. – É ele, embora mais frio, este é Hattori Shion. – Ele olhava para Angell e retornava à atenção para Ayako. – Não sei o que aconteceu em Suna, mas ele carrega muita raiva dentro de si, podem me contar o que exatamente aconteceu? E com detalhes. – Light respirou fundo. – Angell tem grande influência política, seu nome esta acima de todas as sombras, a população logo vai perceber o que tem de errado e exigir respostas, torço de verdade para alguém não irritar ele ainda mais. -

Considerações:
>



_______________________

[Prisão] Injustiça Scre1755
[Prisão] Injustiça Ui7615FOlá, eu sou o Shion.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
Shion
Shion
Administrador
Vilarejo Atual
Hattori

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Shion
http://narutorpgakatsuki.net
[Prisão] Injustiça C124d20b18f2d1a02db7390bc5e78b1b



Shion




















[A História de um Hattori] -
[Despertar]

Ele acordou, se viu no seu antigo quarto quanto vivia com os Greys, olhou para suas coisas, estava bastante confuso com tudo que acontecia. Desceu as escadas ainda mais confuso e se deparou com Daelin Grey sentado. – Pai? – Ele sorriu para Shion o cumprimentando. – Bom ver você, Shion. – Logo ele mudou sua expressão. – Mas, eu não sou Daelin. - - Não é? Não. – Shion continuava tão confuso quanto antes. – E tudo isso... Não é real? – Ele se aproximou um pouco. – Como se sente estando aqui de volta? – Shion estava com os olhos meio trêmulos, parecia guardar lagrimas por rever todo aquele lugar novamente. – Eu me sinto péssimo. - - Achamos que se sentiria mais à vontade com alguém familiar... e num lugar que conhece. - - Nós? Quem é “nós”, exatamente? - - Isso é um pouco difícil de explicar. -   Ele apontou para uma cadeira. – Sente-se, Filho. – Shion olhou confuso, meio negativo, mas Daelin disse uma vez mais. – Sente-se. – Shion se sentou, olhava para as coisas ao redor, fotos, moveis, tudo era nostálgico. – Quanto você sabe sobre Chakra? – - É a fonte do meu poder. O que me torna o que eu sou. – Sorrindo ele disse. – Sim. E Não. – Ele explicava sobre parte da origem do chakra. – Quando partículas subatômicas saíram do Big Bang... pra formarem a realidade como você conhece... nós estávamos lá. Quando o último próton se desintegrar, para de vibrar... e lançar o universo em uma morte de calor... estaremos lá também. – Shion arregalou os olhos assustado. – Estou falando com a própria criação? – Daelin apenas fez um sinal de positivo. – É como dizer que estou falando com a gravidade ou a luz... – Daelin sorria com o entendimento de Shion, embora o Hattori ficasse ainda mais assustado. Ele se levantou confuso, Daelin tentava acalmá-lo. – Você precisa de um minuto. Não tem problema se precisar. É muita coisa para assimilar. - - Está dizendo que estou falando com a fonte do meu poder... que por coincidência se parece com meu pai adotivo? Que viagem... – Daelin sorria debochando. – Praticamente inventamos “viagem”. - - Não sei por que me trouxe aqui, mas precisa me mandar de volta. Minha família está em perigo, preciso derrotar Shaka. -  Shion viu uma sombra passando por ele, ele se assustou. – Você viu isso? - - Você não vai voltar. Não até... - - Até o quê? – Daelin apontou para aquele vulto. – Até você pegar aquilo. – Shion saiu da casa e foi atrás daquele vulto.

Cansado de correr ele se viu agora em um jardim, ele se curvava um pouco com as mãos no joelho recuperando o folego. Olhava ao redor e via Katsura parada o olhando. – Katsura!? - - Estamos contentes por ter conseguido, Shion. - - Não é ela... É só você de novo. – Ela apontou para o banco. – Sente-se, Shion. Sente-se. – Katsura se aproximou e se sentou. – Você está sempre de pé. – Meio sem interesse em aquela conversa, Shion resolveu se sentar. – Você se lembra desse lugar? Onde demos o primeiro beijo. - - Sim, é claro. Só que não era você. – Dizia ele um pouco chateado. – Achamos que acharia esse lugar e nossa aparência menos irritante. – Ele sorria debochando daquela situação desagradável. – No entanto, parece chateado. – Ele se virava para ela. – Meus amigos, minha vila... todo o meu mundo está em perigo. Shaka está descontrolado com o poder que roubo... e você está me mantendo aqui. - - Você recebeu um presente raro e precioso. E você o rejeito. - - Não, eu não rejeitei. Eu entreguei minha força para salvar a vida de alguém. Para ser um herói. Eu quase me matei tentando conseguir de volta quando me trouxe até aqui, seja lá onde isso for. – Ele estava bastante irritado com tudo que acontecia. – Não queríamos isso. - - Olhe, se preferia ter dado esses poderes a outra pessoa por que você me deu? - - Porque você é ele, Shion. – - Eu não entendo, se eu sou ele, por que está fazendo isso comigo? Por que tenho que pegar essa coisa antes de me deixar ir? Por favor, eu farei o que quiser. Deixe-me voltar agora para poder ajudar meus amigos. – Diante dos dois se abriu uma fenda. – O que é isso? – Ela se levantou junto a ele. – São seus amigos, eles querem que você volte. - - Posso? - - É claro – Disse ela sorrindo. – Mas se voltar, será sem sua força. – Shion olhou para aquela fenda e viu Opus estendendo a mão para ele. – Pegue a minha mão! Vamos, pegue a minha mão! – Ele se virou de costas para Opus e se voltou para a criação. – A escolha é sua, Shion. – Opus continuava olhando-o querendo ajudar, mas Shion não estava pronto para ir. – Shion! – Opus gritou uma vez mais, Shion voltou perseguir o vulto e a fenda se fechou novamente.

Cansado uma vez mais de perseguir aquilo, agora ele se via em um cemitério. Um homem de costas o aguardava, Shion já cansado. – Quem está fingindo ser agora? – O homem se virava, era Hattori Hanzo, Shion já de saco cheio. – Não tenho tempo para isso. - - Claro que tem Shion. Você tem todo o tempo do universo. Literalmente. - - Não tenho. – Ele caminhou irritado para cima daquele ser. – Como pode ficar aí me julgando e me acusando de rejeitar meu dom. Tem alguma ideia de tudo que fiz desde que os recebi? Quantas pessoas ajudei com o poder que você me deu? O que eu sacrifiquei? – Ele desabafava, estava cansado já de tudo isso. – É claro que sabemos, você salvou incontáveis vidas. – Ele se virou e caminhou para que Shion o acompanhasse. – E agora, você é a única coisa entre seu mundo e um mal inenarrável. E mesmo com isso tudo, você nunca esteve aqui. – Seguindo-o Shion chegou a um tumulo, era o tumulo de sua mãe, ele nunca teve coragem de olhar para ele. Olhar para aquilo derrubou aquele orgulhoso Hattori, ele se abaixou enquanto olhava o tumulo, colocou a mão na boca enquanto via o escrito “Amada Esposa e Mãe, Mavis Vermillion.” – Por que me trouxe aqui? - - A morte da sua mãe aconteceu com você, Shion. Tornou você a pessoa que é, mas você aceitou? Aceitou mesmo perdê-la? Talvez seja por isso que você não conseguia vir aqui. Porque isso tornaria real. – Aos poucos ele começava a derramar lagrimas. – Eu sei que é real. Todos os dias, eu sei. Eu tive uma chance de salvá-la, você viu o que eu escolhi. - - E está em paz com essa decisão? - - Em paz. Como alguém pode ficar em paz deixando a mãe morrer? Decidindo que a própria vida era mais valiosa do que a dela? – Hanzo se abaixou consolando Shion que chorava, ele botou a mão no ombro dele. – Acha mesmo que sua mãe ia querer que você morresse por ela? E todos que você salvou como resultado dessa decisão e eles? As vidas deles têm valor também? - - Não tenho que ouvir isso, tenho que ir pra casa. – Ele se levantou vendo aquele vulto novamente e correu atrás dele.

Ele chegou na sua antiga casa, e já se irritou ao ver quem o aguardava, sua mãe Mavis. – Mãe? – Com aquele sorriso gentil de sempre ela o cumprimentava. – Oi, Shion. - - Você não é minha mãe. Por que está fazendo isso comigo? – Ele já estava cansado de todo aquele sofrimento. – Não estamos fazendo nada com você, querido. Só está cansado demais. Sente-se, Shion. Sente-se. – Ele caminhou ate ela e se sentou meio de cabeça baixa. – Você tinha razão o tempo todo. Eu não aceitei. Nem por um segundo. Acho que nunca vou aceitar. – Ele colocou sua mão na mesa, meio triste, ela agarrou a mão dele, tentando reconfortá-lo. – Meu menino lindo, tem que achar um jeito. – Ele já completamente acabado. – Como? - - Eu não sei, mas sei disso, o que se tornou é maravilhoso, um milagre inclusive... – Ouvir isso de sua mãe fazia ele se derramar em lagrimas enquanto olhava para ela. – Mas não vai fazer coisas ruins pararem de acontecer com você. Nem Shion pode correr mais do que as tragédias do universo, tem que aceitar isso. E aí você pode verdadeiramente correr livre. – Ele balançou a cabeça concordando. – Eu sei. Sinto saudade dela. Sinto tanta saudade de você. – Mavis se abaixou segurando as mãos dele e o olhando orgulhosa nos olhos dele. – E se eu disser que ela está orgulhosa de você? E do homem que você se tornou? - - Quem está me dizendo isso? A Criação ou a minha mãe? – Ela colocou a mão no rosto dele o reconfortando. – Ambas. – Ia passando o dedo no rosto dele limpando as lagrimas, se levantou um pouco e beijou a testa dele o encorajando.

Por fim ele estava sentado em um sofá com sua mãe, ela mostrava um livro antigo para ele. – Sempre foi seu favorito. – Ela abriu o livro e começou a ler. – Era uma vez um dinossauro que morava com a mãe. Um dia, disse à mãe: ‘Eu queria ser especial como os outros. Se eu fosse um T-rex, poderia mastigar com dentes ferozes.’ – Shion sorriu e começou a recitar o livro. – ‘Mas se fosse um T-rex’, disse a mãe ‘como você me abraçaria com seus bracinhos pequenos?’ – Mavis sorria para ele, ele continua recitando. – ‘Eu queria ser um Apatossauro’, disse o pequeno dinossauro. Para que com meu pescoço longo, pudesse ver acima das árvores. Mas se você fosse um Apatossauro, disse a mãe ‘como você me ouviria quando digo que o amo? O que o torna tão especial, Maiassauro’, disse a mãe ‘não são seus dentes ferozes, pescoço longo nem bico pontudo. O que torna você especial é que todos os dinossauros diferentes nesse mundo enorme você tem a mãe que é certa para você. E que o amará para sempre.’ – Mavis disse junto a ele. – E que o amará para sempre. – Os dois sorriram um para o outro, ela fez um gesto de positivo com a cabeça. – Você está pronto. – Ele se levantou, seu olhar firme de antes retornou, estava confiante de tudo. O vulto passou e ele retornou diante de Shion, o Hattori o agarrou, ao olhar o vulto era ele mesmo, era o próprio Hattori Shion com sua força renovada. A fenda se abriu uma vez mais, dessa vez Angell estava lá com sua mão erguida. – Pai, Volte para mim. – Shion olhou para sua mãe uma última vez. – Sabe o que tem que fazer, filho. – Shion estendeu sua mão para Angell.

Ele voltou ao mundo real, estava diferente, estava com um ar diferente e ao observar ele estava na prisão, frente a todos, ele não sabe como chegou ali, mas algo estava diferente dentro dele, ele olhava firme para cela de Angell. – Me desculpe, mas acho que finalmente eu sair de minha prisão. – Shion abriu a cela libertando todos. – Pessoal, me desculpe, me desculpe por tudo que aconteceu. – Ele abraçou forte Angell, o abraço mais forte e carinhoso que ele conseguiu dá. – Me desculpa por fazer você passar por tudo isso. – Ele olhou para Ayako. – Filho, vem cá, deixa eu dá um abraço em você. – Aquele homem era completamente diferente daquele Shion de antes, ele passou por uma provação interna em sua cabeça, mas finalmente ele se libertou das sequelas de Suna.


To be continued...




Considerações:
>.
[color=#ff0000][i][color=#001554][i][b][color=#001554][i][b]
[b]氷
Clique aqui para ver a aparência.






_______________________

[Prisão] Injustiça Scre1755
[Prisão] Injustiça Ui7615FOlá, eu sou o Shion.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
Shion
Shion
Administrador
Vilarejo Atual
Hattori

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Angell
https://www.narutorpgakatsuki.net/t70412-ficha-angell-hyuuga-hattori https://www.narutorpgakatsuki.net/t69243-gestao-da-ficha-angell-hyuuga-hattori

Angell Hyuuga Hattori
[ HP: 3500/3500 | CH: 8300/8300 | CN: 000/400 | ST: 00/22 ]
[ Byakugou no In: 500/500 | Souzou Saisei: 00/08 ]
[ Hachibi: 5000/5000 ]


Angell permaneceu quieta – tanto de corpo quanto de fala – apesar de ouvir Light pedir explicações detalhadas sobre o que havia acontecido a Shion na Areia. ...até porque nem teria sido necessário Light lhe dizer que Shion estava mais frio ou carregava raiva demais dentro do peito agora; ela já havia percebido desde o acidente, que, ao passo que lhe ia ralentando mais e mais os pensamentos e movimentos, também empalidecia sua forma de enxergar o mundo ao seu redor, tornando o distanciamento de Shion quase palpável, já que não era só a cela em que estava, mas também o corredor lá fora e todos os rostos presentes, que pareciam desbotar bem aos pouquinhos, como quando uma camada azul-acinzentada de gelo do inverno vai cobrindo tudo sobre o que cai.

Porém, de repente, sem qualquer aviso e contrariando todos os sinais que havia deixado anteriormente, Shion retornou à prisão da Folha e voltou a encarar a cela de Angell, que, diga-se de passagem, continuava com seu braço esquerdo estendido – agora, em direção ao nada – e sua boca entreaberta – agora, como se quisesse expressar incredulidade no lugar do ímpeto ao protesto. O único olho restante dela recaiu sobre o rosto de Shion de novo, enquanto ele ia se desculpando, abrindo a cela e... abraçando a azulada. Ela ainda demorou a processar mais aquelas tantas informações, mas, devagar, rodeou o corpo de Shion com seus dois braços, retribuindo o gesto dele e sentindo o calor daquele carinho todo, que, de pouquinho em pouquinho, ia derretendo o gelo que havia desbotado tudo ao seu redor e, então, recolorindo seu mundo inteiro.

E só então Angell percebeu: era aquele o abraço pelo qual ela estivera esperando desde o fim do Chuunin Shiken sediado pelo Redemoinho; era aquela a demonstração pura do carinho do qual ela estivera precisando desde que descobriu que seu pai andava preso e sofrendo nas mãos da Areia; era aquele o momento pelo qual ela lutou incansavelmente do início ao fim da empreitada contra a Areia. Seus lábios se fecharam, pressionando-se um contra o outro com força. Seus braços apertaram seu corpo contra o corpo de Shion com urgência. Seu único olho lacrimejou com insistência. Ela se encolheu nos braços de seu pai – seu papai –, aproveitando a sensação simplesmente indescritível que era poder estar verdadeiramente junto com ele mais uma vez.

– Pourtant quelqu’un m’a dit que tu m’aimais encore; – e enfim murmurou algo. – c’est quelqu’un qui m’a dit que tu m’aimais encore. ...serait-ce possible alors?


“But it’s the only thing that I have.”


Informações:
Considerações:
Hitai-Ate da Folha cobrindo o buraco do olho direito.
Selos de chakra: Fuuinjutsu: Kai no ombro direito.
Marca Hattori na palma da mão direita.
Marca do Hiraishin de Takane no pulso esquerdo.
Barrier Tags: Uma (1x) dobrada em forma de tsuru como brinco em cada orelha.
Pet:
Habilidades usadas:
Bolsa 1 (13/20 espaços):
Kunai: 4 (4 espaços)
Kunai marcada com Hiraishin (de Takane): 1 (1 espaço)
Kemuridama: 2 (2 espaços)
Zouketsugan: 4 (1 espaço)
Hyourougan: 4 (1 espaço)
Makimono (P): 1 (1 espaço)
“Polvo Frito”: 2 (2 espaços)
“Sushi Doce”: 1 (1 espaço)
Equipamentos e itens:
Angell
Angell
Lenda Ninja | Sannin
Vilarejo Atual
[Prisão] Injustiça Dwqqy2b

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
TK
https://www.narutorpgakatsuki.net/t70607-f-yuki-ayako https://www.narutorpgakatsuki.net/t69070-m-f-tk




Ayako não tinha as melhores respostas às dúvidas de Light. Estava no Cerco, porém, grande parte dos envolvimentos diretos com os anos de refém de Shion foram experimentados por Angell. A irmã, no entanto, seguia em seu silêncio perturbador. Indiferente aos sentimentos conflitantes dentro dela, o irmão queria sacudi-la até ela voltar a abrir a boca..., então algo ocorreu que com certeza a faria sair daquele estado de paralisia: Shion surgiu na prisão. Tão repentino quanto sua decisão de prender Angell, ele apareceu com uma expressão diferente encarando a filha. Ayako virou-se para ela que estava com a mão esticada, como se tivesse sido ela a trazer o pai numa técnica de invocação. Shion pediu desculpas, abriu a cela e abraçou a filha. Ayako acabou abrindo um sorriso sutil. Pelo menos assim a moça não se sentiria mais tão dentro do Inferno, ele imaginava. Viu como ela reagiu àquele carinho, algo que ela precisava há anos. Há mais de dois anos. O motivo de ela ter se aliado à Shaka, de ter enfrentado uma vila inteira, um demônio, uma cientista insana..., tudo aquilo foi exatamente por aquele braço. Então... ela finalmente deixou sua doce voz escapulir por entre seus lábios.

"Filho, vem cá, deixa eu dá um abraço em você", Shion disse olhando para o garoto. Sem jeito, ele olhou na direção de Light, que emitiu outro semblante suavizado pelos fatos, e então avançou na direção da família. Ele fez aquilo que sempre quis; a cena imaginada tantas e tantas vezes. Ayako correu até o pai e sua irmã, e os abraçou, colocando entre seus braços todo seu frágil amor.

Hattori Ayako: HP: 2300/2300 | CH: 2475/2475 | ST: 00/10 | V: 00ms/18ms | F: 00/03.
Gobi: CH: 3500/3500

Consid.:
Aparência: Yukio Okumura com essa roupa, curativo no olho esquerdo, bandana da vila na testa e esses brincos.
Roleplay: RP.

Bolsa de Armas escreveu:Hip-Pouch (Lado Direito) [18/20]
✲ Kunai: 07/07 [07]
✲ Fios de Aço: 04/04m. [01]
✲ Kibaku Fuda: 08/08 [02]
✲ Shuriken: 08/08 [08]

Hip-Pouch (Lado Esquerdo) [18/20]
✲ Kunai: 06/06 [06]
✲ Fios de Aço: 09/09m. [02]
✲ Kibaku Fuda: 12/12 [03]
✲ Shuriken: 07/07 [07]
Jutsus Usados:
--

_______________________

[Prisão] Injustiça Q9DYRBI
TK
TK
Jōnin
Vilarejo Atual
[Prisão] Injustiça RZlFJ4c

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Shion
http://narutorpgakatsuki.net
[Prisão] Injustiça C124d20b18f2d1a02db7390bc5e78b1b



Shion




















[A História de um Hattori] -
[Heróis de Suna]

Aquele momento mudou tudo, para alguns era esquisito aquela mudança repentina de humor, mas para quem já conhece a explicação é simples “São Hattoris”. Hattoris são assim, as vezes o problema as vezes a solução, mas era assim que as coisas funcionavam, pode ser esquisito para você, mas para eles isso era amor.

Acompanhando de seus dois filhos, Ayako sendo abraçado pelo braço esquerdo, Angell pelo braço direito, eles saíram pela porta da frente e logo foram surpreendidos por uma população da folha olhando para tudo aquilo tentando entender, as coisas estavam bem esquisitas na folha, Shion olhou para aqueles rostos com duvidas sorriu e pegou Angell pela cintura e colocou no seu pescoço deixando ela no alto, ergueu o braço direito de Ayako com sua mão esquerda e falou alto para todos ouvirem. – Eu sei que disse algumas besteiras mais cedo, mas estava um pouco confuso, acho que dormi por dois anos da sérios problemas na cabeça, mas por que essas caras? Não vão agradecer aos salvadores de Sunagakure? MEUS FILHOS! RAINHA ANGELL HYUUGA HATTORI E MEU PEQUENO PRÍNCIPE HATTORI AYAKO! – Ainda tudo era confuso para eles, mas um homem no meio da multidão começou puxar as palmas, junto dele outros e foi crescendo, aos poucos toda a folha enaltecia os verdadeiros Heróis de Suna, embora a vila não merecesse foram nós os Hattoris, nós os verdadeiros Heróis do mundo ninja, se hoje Suna foi destruída a culpa foi inteiramente dela, nunca provoque os Hattoris. Bem vindos a nova Era, a era dos heróis retornou.

Shion caminhou com seus filhos, sendo ovacionados pela folha, Light retornou suas atividades junto a Hitsugi eles tinham muito a fazer para reparar os danos a vila. Shion levou seus garotos para casa, o dia foi cheio de surpresas e emoções.

To be continued...


Considerações:
>.
Clique aqui para ver a aparência.






_______________________

[Prisão] Injustiça Scre1755
[Prisão] Injustiça Ui7615FOlá, eu sou o Shion.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
Shion
Shion
Administrador
Vilarejo Atual
Hattori

Ir para o topo Ir para baixo

Ícone
Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos