>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 10:
RemanescentesAno: 69DG
Hanatarō olha para a vila do topo do prédio do Departamento de Pesquisa. Há dois anos era uma salinha no fim do laboratório geral da vila, agora tinha seu próprio prédio tão alto quanto o próprio escritório do Kazekage. Hanatarō sorri vendo as pessoas andando felizes na nova vila construída graças aos avanços científicos realizados com a inteligência de Takura, sua mentora. Antes, ele só via uma vila pobre, com construções de areia frágeis, com um horizonte desértico, dependendo de outras vilas, inclusive de Konoha, para conseguir sobreviver, mas agora... Sunagakure estava grandiosa novamente e tinha comprado sua independência. As construções ainda tinham porções de areia, mas eram forjadas em metais nobres, em ouro, em prata, criando grandes casas e prédios. As lojas estavam cheias de especiarias únicas, pois o trabalho de encontrar certos ingredientes se tornou muito mais prático desde que a vegetação voltou a florescer nos arredores da vila; onde antes era só deserto agora possuía vielas de relva, florestas, rios e uma fauna cheia de roedores, mamíferos e carnívoros.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Primavera
Últimos assuntos

Skywalker
Genin
Skywalker
Vilarejo Atual
Ícone : [Cena] - O Artesão e Suas Obras Unknown

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73039-fp-daishkan-kamuy#560425

[Cena] - O Artesão e Suas Obras - em 6/9/2020, 19:08


Narrador: Skywalker

O Artesão e Suas Obras

@Blackfeather'

Amaterasu foi abordado por um homem desconhecido no caminho de volta para sua casa. O homem o qual lhe abordara era bastante alto e utilizava roupas cinzas e uma máscara que relembrava...Talvez um lobo. Você não fazia ideia de quem ele era, e antes mesmo que pudesse dizer algo, o mesmo deixou uma carta em suas mãos e desapareceu num piscar de olhos. Ao abrir a carta, encontraria a seguinte missão:

Carta escreveu:
Escolta 2: O Artesão e suas Obras
Descrição:
Um Artesão muito famoso, por fazer Obras-primas realmente lindas e caras, foi recentemente roubado, e agora quer a escolta de Ninjas da nossa Vila! Você irá fazer esta missão, protegendo o Artesão custe o que custar! Lembre-se esta missão pode virar Rank B ou até mesmo A!

Além disso, no verso da folha, está indicando que o Artesão o aguarda nos portões da vila e que ele deve se apressar pois o horário está tardio e tanto ele como você podem acabar enfrentando problemas na estrada. O vilarejo o qual o artesão deseja ir é bem próximo da região, uma caminhada de no máximo 1 hora e meia, mas segundo ele, é bastante perigosa. Caso Amaterasu chegue pontualmente em 25 minutos aos portões da vila, o artesão irá se apresentar e então a escoltará será iniciada, vagando rumo a leste. Deve-se lembrar de que o artesão é alguém muito famoso e valioso, e que você deve protegê-lo, custe o que custar!

Considerações:

- Narre o que fez

- Min de 200 palavras p/post ( Um em específico terá 400 palavras )

- Reclamações? Dúvidas? Só chamar MP ou Via Discord!
Post 1/3

_______________________

[Cena] - O Artesão e Suas Obras 1CDDAC2FEAAD0B9EC7A16EB29F279FEA1F7F4E9D
"O que não nos mata nos deixa mais estranhos"
Ficha | CJ | Banco | GF
-
Blackfeather'
Genin
Blackfeather'
Vilarejo Atual
Ícone : [Cena] - O Artesão e Suas Obras 100x100

https://www.narutorpgakatsuki.net/t72982-fp-amaterasu https://www.narutorpgakatsuki.net/t73004-gf-blackfeather#560002

Re: [Cena] - O Artesão e Suas Obras - em 6/9/2020, 21:18

Amaterasu
O pequeno passou o dia fora de casa, se sentia bem assim, se é que se pode dizer isso. O ar ameno que dançava pela vila nos fins das tardes era maravilhoso, fazia qualquer ser humano valorizar o calor e o fogo, por mais que não fizesse tanto frio assim. É surpreendente, entretanto, que Amaterasu andasse tão despreocupado por toda a aldeia. A sequência de missões bem sucedidas que havia realizado o encheu de uma satisfação artificial e superficial, sua boca sorria, sua alma não, estava irrequieta, afinal, na última missão, na anterior a ela e nas muitas que ainda tinha que completar teria que no fim assassinar um outro ser humano. — Qual o valor da vida humana? — olhou para o horizonte e sentiu o sol aquecer seu rosto, sua bochecha corou. Ah! Como são maravilhosas as sensações! O estar vivo! Não é mesmo? Talvez não para aquele garotinho atormentado, seu espírito vagava errante por entre os mais diversos infernos, mas foi desperto pela interrupção de uma figura que ele não possuía qualquer conhecimento. Um ser mascarado, que pelo disfarce sequer poderia ser nomeado como humano.

— Quem é você... — disse, assumindo uma posição ofensiva, rechaçada com a entrega de um pergaminho com o lacre indicando uma missão oficial da aldeia. — Uma missão... — mas antes que pudesse completar a pergunta mais uma vez foi interrompido pelo homem que sumiu, como se não fosse feito de carne e osso, mas dos mais finos dos grãos. Amaterasu leu a missão, seus olhos se encheram de alegria, ora, deveria proteger uma pessoa, escoltá-la possivelmente para os braços de sua amada família!

Leu mais uma vez e partiu em direção ao portão da vila, seus passos a medida que se aproximava do ponto de partida se tornavam mais robóticos, menos sincero, sua felicidade, se questionava, não poderia ser porque ele estava com vontade de matar? Não era porque se alguém interviesse poderia matar o desgraçado e, afinal, quem choraria por um bandido não é mesmo? Os bandidos valem alguma coisa? São humanos? — São, sim senhor, e eles também tem família e sentem dor. — disse o menino numa altura que poderia ser ouvida por qualquer um, estava pronto para partir, mas principalmente preparado para não matar ninguém, não, não naquela tarde, não com aquela companhia, lutaria, obviamente se fosse necessário, mas construiu em si um otimismo de que tudo correria bem e a única coisa que ele deveria fazer era garantir a segurança de uma companhia extremamente tediosa.

@Skywalker


Informações:
Considerações:
~420 palavras
Armas Básicas:
• Aljava nas costas com 20 Flechas, o arco está posicionado rente a mão direita, dessa maneira.
Bolsa de Armas (Perna Dir.):
10 Shuriken
20m Fio de Aço
4 Kibaku Funda

Bolsa de Armas (Perna Esq.):
5 Kunai
3 Shuriken
4 ‎Senbon
4 Kemuridama
2 ‎‎Hikaridama
4 Ampola Vazia
10 ‎Fio de aço
4 Kibaku Fuuda
Buffs e Debuffs:

Buffs:

Poder Oculto Inativo
Efeitos: Acréscimo de 300HP&CH (momento da ativação) e 1Ponto em todos os atributos durante três turnos.
Grande Durabilidade
Efeitos: Aumento do limite de tempo sem cansaço em um turno.
Perícia em Shurikenjutsu
Efeitos: Pode-se lançar armas com 5 metros adicionais, criar manobras, e a velocidade das armas básicas aumentam em +2 m/s.
Debuffs:

Suicida
Efeitos: Procuram sempre formas de morrer, ou seja, avançam em investidas suicidas constantemente (como armas que ao invés de desviar, joga-se contra ela)
Depressivo (1/3)
Efeitos: A cada três turnos, precisa lidar com a desmotivação e ânsia de desistência não podendo usar nenhuma ofensiva.
Jutsus Usados:

Ofensivos (0/2):
Defensivos (0/3):
Coringa (0/1):
Invocação (0/1):
Preparo (0/1):
Passivos (0/2):
Ativos (0/∞)

HP:600/600 • CK: 725/725 • ST: 0/4

[url=http://graphics-dreams.forumeiros.com/u4:
▲[/url]

_______________________

Live 'til the day that you die ...
-
Skywalker
Genin
Skywalker
Vilarejo Atual
Ícone : [Cena] - O Artesão e Suas Obras Unknown

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73039-fp-daishkan-kamuy#560425

Re: [Cena] - O Artesão e Suas Obras - em 6/9/2020, 22:54


Narrador: Skywalker

O Artesão e Suas Obras

@Blackfeather'

O Artesão era um homem de cabelos brancos e estatura mediana, vestia roupas civis comuns e estava com uma grande mochila nas costas a qual ele utilizava para transportar suas mercadorias. Ele aparentemente era mudo e não conseguia se expressar muito bem por linguagem de sinais, o que dificultava o entendimento de Amaterasu quando o velho fazia alguns sinais aleatórios. Em meio ao caminho, a floresta a qual adentraram e a trilha por qual estão seguindo aparentemente vai ficando mais escura e o ar parece se tornar mais pesado. Vários pássaros sobrevoam a região - Corvos, na maioria. Amaterasu já deve ter ouvido falar que eles representam o azar ou até mesmo a morte na maioria das vezes...Seria esse um mau presságio? Após o mato ao redor se tornar alto, barulhos podem ser ouvidos dentre a mata e o genin de Iwagakure no Sato automaticamente entra em alerta. Ele sabia que algo estava errado, mas não sabia quando e onde o inimigo poderia aparecer. Os barulhos estranhos continuam e o garoto não faz ideia do que fazer..É então que detrás da mata, um homem armado com duas Tõken emerge das folhagens com ambas as espadas desembainhadas e prontas para cortar o pescoço do jovem na forma de um "X", na intenção de decepá-lo. O que o pequeno irá fazer diante desta situação?

Considerações:

- Narre o que fez

- Min de 400 palavras neste post.

- Reclamações? Dúvidas? Só chamar MP ou Via Discord!
Post 2/3

_______________________

[Cena] - O Artesão e Suas Obras 1CDDAC2FEAAD0B9EC7A16EB29F279FEA1F7F4E9D
"O que não nos mata nos deixa mais estranhos"
Ficha | CJ | Banco | GF
-
Blackfeather'
Genin
Blackfeather'
Vilarejo Atual
Ícone : [Cena] - O Artesão e Suas Obras 100x100

https://www.narutorpgakatsuki.net/t72982-fp-amaterasu https://www.narutorpgakatsuki.net/t73004-gf-blackfeather#560002

Re: [Cena] - O Artesão e Suas Obras - em 7/9/2020, 08:39

Amaterasu
A aparência do homem era muito diferente daquilo que Amaterasu esperava. Entretanto se sentiu aliviado, a simplicidade das vestes também poderia indicar uma simplicidade de espírito, afinal, apenas os homens fúteis e orgulhosos se vestem com pomposidade, como se para compensar algum defeito de caráter, pelo menos era o que o menino pensava.

Cumprimentou o homem e este respondeu com o corpo. O pequeno ficou confuso, mais ao mesmo tempo admirado pelo fato de que seu protegido era mudo. Sorriu inocentemente com essa descoberta, afinal, como poderia um homem mudo ser um vendedor tão importante, quando a sociedade diz que um vendedor deve ter uma singular oratória? Era claro! A humanidade em si não se deixa limitar pelas dificuldades, ela impõe soluções, longe é claro, de entregar uma visão possibilista ou meritocrática, o menino estava apenas refletindo que aquele homem, em sua particularidade, era um herói, alguém importante o suficiente para representar algo a mais na construção do menino como homem.

Óbvio que a comunicação entre os dois era difícil, mas mesmo assim, quando dois humanos querem interagir, não existem barreiras ou limitações, por isso, Amaterasu achou aquela situação por demais divertida, no fundo viu que a necessidade de se entender o outro vai além da linguagem. — Talvez essa seja a maior força da humanidade, ser bom o bastante pra superar as suas próprias barreiras — continuou seu caminho refletindo sobre isso, como ele próprio poderia superar aquelas barreiras.

Seus pensamentos sobre o tema foram logo se dissipando a medida que a viagem prosseguia. Sentiu um calafrio, a trilha que cortava a floresta se tornava escura, como se a densidade da floresta estivesse aumentando. Sentiu o coração palpitar com uma leve ansiedade. O ar pesado parecia entrar em seus pulmões e expandí-los como se fossem, maldosamente, preencher todo seu corpo de um terrível medo ou uma tristeza profunda. Deixou-se vagar silenciosamente, como se sua alma estivesse despreza, pronta para agir por conta própria longe de seu corpo. Corvos voavam pelo céu, o menino olhou para eles, mas pareciam apressados demais para uma conversa.

O menino não é o tipo de pessoa supersticiosa, ao contrário, via nas situações mais particulares uma oportunidade para aprender sobre algo e conseguir alguma coisa. Mas naquele momento não pode sentir se não a preocupação pelo que viria a seguir. Indicou para o homem se aproximar dele e se afastar de zonas da trilha que fosse difícil identificar um possível inimigo. A ideia, obviamente, não era nada genial, se afastar de cantos obscuros na realidade é uma tática básica de qualquer Shinobi que se preze.

— Acho melhor... — pensava, enquanto teve tempo de enrolar papel bomba em duas kunai, quando ouviu um barulho vindo do interior da mata. A tensão correu seu corpo como um rio após uma tempestade. Olhou para seu protegido e tentou transpassar traquilidade, mas visivelmente não era bom com isso, não tinha habilidade para acalmar e nem para lidar com situações que exigisse o controle das emoções de outrem. — Não tem como eu tomar a iniciativa sem saber a posição do inimigo, mas tenho que me precaver de uma emboscada — mentalizou, estava ali pra isso, não era essa a previsão que fez?

Os barulhos se tornavam cada vez mais audíveis, o que fazia a ansiedade do menino atingir outro patamar. Seu coração que palpitava com cada vez mais velocidade se encheu de preocupação justificada, independente do que surgisse de qualquer uma daquelas centenas de arbustos, ele teria que matar, eliminaria a existência desse ser da terra ou seu protegido seria eliminado, era uma vida por outra e, se perguntava aflito, qual era o saldo? Positivo? Estava fazendo juízo de valor a uma vida humana com base em quê? Dinheiro? Ou a tal da legítima defesa? Não entendia muito bem, estava ligeiramente perturbado e só queria entender como lidar com a situação, com um problema que agora não era mais só dele, mas de todos os possíveis envolvidos.

— Independente do que acontecer não devo usar meu poder total — pensou. A possibilidade de que o uso daquela habilidade do seu clã fosse ser necessária irritou ainda mais a criança, poderia matar não simplesmente um futuro inimigo, mas também o homem que deveria proteger! Tudo isso desmoronou quando do arbusto surgiu um homem com duas espadas na mão, Amaterasu já estava com sua não direita transformada, sua esclera negra e os olhos como a cor de mel. Posicionou a mão acima de seu peito, rente ao seu rosto e pescoço na tentativa de bloquear o ataque inimigo. Depois, tentaria cravar uma kunai com papel bomba na coxa direita do inimigo e se afastaria com toda sua velocidade, usando os furos de chakra que surgiriam em suas costas para ganhar mais movimento, distanciando junto consigo o vendedor, que carregaria com a mão direita, voltando ao solo numa distância de aproximadamente vinte e cinco metros do centro da possível explosão.

@Skywalker


Informações:
Considerações:
~820 palavras
• Basicamente usei a proteção C Parcial para defender o ataque, tentei cravar uma kunai com explosivo e usei o Jet Booster Jump para tentar afastar.
• A velocidade foi de 5 pontos e a força 3
Armas Básicas:
• Aljava nas costas com 20 Flechas, o arco está posicionado rente a mão direita, dessa maneira.
Bolsa de Armas (Perna Dir.):
10 Shuriken
20m Fio de Aço
4 Kibaku Funda

Bolsa de Armas (Perna Esq.):
4 Kunai
3 Shuriken
4 ‎Senbon
4 Kemuridama
2 ‎‎Hikaridama
4 Ampola Vazia
10 ‎Fio de aço
3 Kibaku Fuuda
Buffs e Debuffs:

Buffs:

Poder Oculto Inativo
Efeitos: Acréscimo de 300HP&CH (momento da ativação) e 1Ponto em todos os atributos durante três turnos.
Grande Durabilidade
Efeitos: Aumento do limite de tempo sem cansaço em um turno.
Perícia em Shurikenjutsu
Efeitos: Pode-se lançar armas com 5 metros adicionais, criar manobras, e a velocidade das armas básicas aumentam em +2 m/s.
Debuffs:

Suicida
Efeitos: Procuram sempre formas de morrer, ou seja, avançam em investidas suicidas constantemente (como armas que ao invés de desviar, joga-se contra ela)
Depressivo (2/3)
Efeitos: A cada três turnos, precisa lidar com a desmotivação e ânsia de desistência não podendo usar nenhuma ofensiva.
Jutsus Usados:

Ofensivos (0/2):
Defensivos (0/3):
Coringa (0/1):
Invocação (0/1):
Preparo (0/1):
Passivos (2/2):
Senninka
Descrição: O Senninka é o resultado de uma Kekkei Genkai sem nome portada pelo clã de Juugo. Essa Kekkei Genkai permite aos seus usuários absorverem passivamente chakra Sennin, o que dá a eles habilidades físicas amplificadas. Esse jutsu faz com que o seu usuário passe por uma transformação que permite a ele a modificação livre de seu corpo, criando apêndices-armas e a habilidade de consumir outros corpos.

Jet Booster Jump
Rank: C
Requerimentos: —
Descrição: Utilizando de seu Senninka, o usuário aproveita da capacidade da modificação corporal para então criar diversos buracos em suas costas, esses buracos começam a canalizar chakra e então liberam-no como uma explosão, dando ao usuário a habilidade de fazer saltos extremamente longos e até mesmo manobrar no ar, como um pseudo-voo. Essa técnica também pode ser usada para aumentar a velocidade do usuário correndo.
Ativos (0/∞):

HP:600/600 • CK: 1000/1025 • ST: 1/4

_______________________

Live 'til the day that you die ...
-
Skywalker
Genin
Skywalker
Vilarejo Atual
Ícone : [Cena] - O Artesão e Suas Obras Unknown

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73039-fp-daishkan-kamuy#560425

Re: [Cena] - O Artesão e Suas Obras - em 7/9/2020, 13:01


Narrador: Skywalker

O Artesão e Suas OBras

@Blackfeather'

De fato, ele poderia facilmente perder o controle naquela situação. Quanto mais se pensava nas possibilidades ( principalmente de falha ), a mente do garoto parecia girar e entrar num looping infinito de teorias que duravam nada mais do que talvez alguns segundos na vida real. Logo tudo isso fora abruptamente interrompido pelo avanço do homem. Como um instinto assassino, o jovem transformara sua mão direito no modo Senninka e bloqueou com perfeição o ataque cruzado iminente do assassino, que se surpreendeu com a velocidade do rapaz. Após um isso, com um hábil movimento, cravara uma kunai com uma kibaku fuda na coxa direita do oponente, que caiu de joelhas enquanto tentava retirar o objeto - Mas sem sucesso. Com um único selo e Amaterasu já se afastando junto ao vendedor, uma explosão ocorreu. Talvez fosse melhor não retornar ao local da morte do bandido, os restos de seu corpo certamente estariam grotescos, deformados e possivelmente carbonizados e totalmente mutilados. Por isso, o garoto preferiu contornar a região e voltar à esta rota só um pouco mais para frente. Dentro de 20 minutos, ambos alcançaram o vilarejo natal do vendedor, que mesmo sem poder falar, agradeceu ao garoto de sua maneira. A Missão havia sido concluída.

Considerações:

- Narre o que fez.

- Min de 200 palavras no último post. ( Missão concluída )

- "+1 Combate" aprovado.

- Reclamações? Dúvidas? Só chamar MP ou Via Discord! Beijos do Skywalker! S2
Post 3/3

_______________________

[Cena] - O Artesão e Suas Obras 1CDDAC2FEAAD0B9EC7A16EB29F279FEA1F7F4E9D
"O que não nos mata nos deixa mais estranhos"
Ficha | CJ | Banco | GF
-
Blackfeather'
Genin
Blackfeather'
Vilarejo Atual
Ícone : [Cena] - O Artesão e Suas Obras 100x100

https://www.narutorpgakatsuki.net/t72982-fp-amaterasu https://www.narutorpgakatsuki.net/t73004-gf-blackfeather#560002

Re: [Cena] - O Artesão e Suas Obras - em 7/9/2020, 16:26

Amaterasu
Explosões seguidas do mais absoluto silêncio, depois o rompimento desse silêncio por pássaros de todos os tipos, se fosse descrever aquele momento, o pequeno diria isso, tenho certeza. A violência e a capacidade de agir tão rápido, quase por instinto, o surpreendeu, mas preferiu guardar para si. Não podia permitir mostrar aquela terrível perturbação para outra pessoa, principalmente para um cliente, sim, um cliente.

Amaterasu havia matado aquele homem porque o outro homem tinha lhe pagado mais, isso ele não tinha dúvida, deixando crescer dentro de sua alma uma raiva anterior, algo que parecia surgir em momentos como aquele. Preferiu não ver o corpo estilhaçado, nem sujeitar ao seu cliente uma coisa tão horrível quanto aquela.

— A explosão deve ter feito o corpo em pedaços, não restou nadinha dele, nada, nem mesmo para parentes. — pensou — será que é errado querer saber o nome do inimigo? — Não tinha, obviamente, respostas para aquelas perguntas, estava sozinho, contornando a estrada, tomando um caminho mais longo e tudo para evitar enxergar a decadência do corpo, ou melhor, seu verdadeiro e grotesco aspecto. — Chegamos. — disse para o homem com um sorriso, durante todo o percurso o silêncio teria sido a companhia de ambos, o menino também não conseguia imaginar o medo que aquele homem sentiu, ou talvez, acostumado com o mundo do mercado, ele tenha se acostumado com a violência?

— É aqui que nos separamos, adeus — cumprimentou o homem que correspondeu, sem dizer nada é claro. Saiu dali e foi embora, em direção ao horizonte, para sua vila e pra qualquer lugar onde conseguisse completar sua saga.


Informações:
Considerações:
~200 palavras
Armas Básicas:
• Aljava nas costas com 20 Flechas, o arco está posicionado rente a mão direita, dessa maneira.
Bolsa de Armas (Perna Dir.):
10 Shuriken
20m Fio de Aço
4 Kibaku Funda

Bolsa de Armas (Perna Esq.):
5 Kunai
3 Shuriken
4 ‎Senbon
4 Kemuridama
2 ‎‎Hikaridama
4 Ampola Vazia
10 ‎Fio de aço
4 Kibaku Fuuda
Buffs e Debuffs:

Buffs:

Poder Oculto Inativo
Efeitos: Acréscimo de 300HP&CH (momento da ativação) e 1Ponto em todos os atributos durante três turnos.
Grande Durabilidade
Efeitos: Aumento do limite de tempo sem cansaço em um turno.
Perícia em Shurikenjutsu
Efeitos: Pode-se lançar armas com 5 metros adicionais, criar manobras, e a velocidade das armas básicas aumentam em +2 m/s.
Debuffs:

Suicida
Efeitos: Procuram sempre formas de morrer, ou seja, avançam em investidas suicidas constantemente (como armas que ao invés de desviar, joga-se contra ela)
Depressivo (3/3)
Efeitos: A cada três turnos, precisa lidar com a desmotivação e ânsia de desistência não podendo usar nenhuma ofensiva.
Jutsus Usados:

Ofensivos (0/2):
Defensivos (0/3):
Coringa (0/1):
Invocação (0/1):
Preparo (0/1):
Passivos (0/2):
Ativos (0/∞):

HP:600/600 • CK: 725/725 • ST: 0/4

_______________________

Live 'til the day that you die ...
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Cena] - O Artesão e Suas Obras -

-


Layout por @Akeido Themes, @Loola Resources e Naru.