:: Mundo Ninja :: Mapa Mundi :: Sunagakure no Sato :: Centro da Vila
12 Anos Online
Atividades Recentes
Principais Novidades
Alvorecer
Arco 04
Ano 16 DG
Inverno
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 1udpIjj

Shion
Administrador
Shion
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 1udpIjj

[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Seg 10 Ago - 1:40

Relembrando a primeira mensagem :


Cerco a Sunagakure
2:00

O time Hinka agora liderado por Erwin, enfim estava dentro da vila, ao chagarem notarão que o objetivo estava a 1km a frente, ate chegar ao local vários desafios viria a seguir. Suna estava rodeada de guardas passando pela cidade, próximo a eles cerca de 30m a algumas ruas eles ouviam uma grande gritaria e conversa, eles estavam batendo de porta em porta retirando as pessoas de suas casas e as instruindo irem para um abrigo, proteger o povo de Suna era prioridade do Kazekage, mas... Lutar se preocupando se seus ataques atingiria casas seria pior, então o mais correto seria tirar toda a população da linha de ataque.

Assim que saírem da serpente vocês vão notar algumas particularidades em estar dentro de Suna a mais notável é que o corpo de vocês estão bastante pesados, como dito antes por Akahs, Suna contem armas diminuem o poder dos invasores, enquanto elas não forem inativas notem que o poder de vocês diminuiu pela metade.

Erwin utilizou de sua técnica para ficar invisível e fazer o mesmo pelo seu time, mas ao efetuar isso e graças as defesas de Suna, essa técnica so conseguiu atingir um deles pegando apenas o garoto de Konoha, a força e o chakra usado por Erwin não foram suficientes para efetuar a técnica em todos, os demais estavam completamente visíveis, o som da serpente saindo pela vila foi ouvida pelos moradores próximos e estão indo verificar o que é, cuidado, enfrentem ou fujam.

Para quem vem do Sul ou Norte, o objetivo estava a 4km, o encontro de vocês com os demais times irá demorar um pouco devido à distância.


Considerações:



_______________________

[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 Scre1755
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 Ui7615FOlá, Convidado, eu sou o Shion.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Conheça o Guia Shinobi e aprenda um pouco mais sobre o RPG!
Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!

[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 150px-Uzushiogakure_Symbol.svg

Nero.
Jōnin
Nero.
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 150px-Uzushiogakure_Symbol.svg

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Sab 15 Ago - 1:23







XVI.


Jiro voltou seus olhos para as garras em sua luva banhadas em sangue e as recolheu, fazendo com que seu adorno não parecesse mais que ordinário. O movimento combinado com seus dois parceiros teve o sucesso esperado, aliando a técnica incrível de Fuyuki, o jutsu eficaz de Sagoh e os estranhos olhos brancos de ambos os garotos. Não esperou os ventos da noite levarem o fumo de sua distração inicial e deixou Pina ditar a direção aos sussurros de para onde se recolheram seus dois aliados.
  Se apresentou com passos calmos o levando na direção dos cinco que se escondiam na sombra de um prédio qualquer. Desfez sua técnica de transformação naquele instante, revelando os trajes da aliança e tornando a deixar apenas seus olhos azuis expostos. Os três reféns estavam agora seguros e isso era tudo o que importava.
  Esquadrinhava-os buscando manchas de sangue empapando o traje negro ou algum sinal de fraqueza ou desespero nos olhares quando um deles, o que parecia mais experiente, mirou fixamente no vão de sua máscara. Ele tinha os olhos arregalados, mas não estavam temerosos, o homem parecia confuso.
  — O líder de Oto está morto. — o outro disse. Então, estamos em busca de um esquadrão sem líder. — Ele esteve em batalha contra o Kazekage e foi morto por um único golpe.
  A explicação não fora mais reconfortante, mas no mesmo instante questionou as ações da falecida Sombra do Som.
  — É no mínimo imprudente se lançar em combate com seus poderes reprimidos. — ele externou em voz baixa para todo o grupo, voltando sua atenção para os companheiros mais antigos. — Excelente trabalho, muito obrigado.
  Escorou o corpo na parede e mirou o vazio por alguns instantes. Sua atenção fixou-se numa casa qualquer a alguns metros adiante, avistando uma espécie de plataforma flutuante conduzindo um grupo de ninjas para dentro, todos com os negros vestes da aliança. Podem ser quem procuramos.
  Seu corpo descolou da pedra, ele olhou para os cinco aliados.
  — Acho que vi mais alguns de nós por perto, me sigam. — e nada mais disse, tomando a dianteira e mais uma vez confiando sua segurança aos olhos de Ren e Sagoh. Tinha plena confiança de que eles avisariam com antecedência se estivesse se aproximando de inimigos ou algum tipo de armadilha.
  Foi o primeiro a adentrar uma casa sem iluminação. Seus olhos aos poucos se ajustaram à escuridão e caminhou ali dentro sem dizer uma palavra. Os olhos vermelhos de Pina brilhavam e ele não a sentiu estremecer em seus ombros. São aliados, ele não questionava a dragonesa e nem tampouco seus fiéis companheiros. Esperou que os outros cinco estivessem dentro de casa e que fechassem a porta. Se pôs em meio a todos lá sentados, podia ouvir suas respirações ofegantes abafadas sob as máscaras.
  — Somos o time do Mizukage, me chamo Sarutobi Jiro, do Redemoinho. — ele iniciou, em tom de voz baixo, mas audível. — Desligamos os sensores que detectavam qualquer presença de chakra que cruzasse os portões da Areia e acabamos de resgatar três reféns. — apontou na direção de Sagoh e Fuyuki, olhando cada um deles nos olhos, buscando seus sentimentos, buscando enxergar além do que seus corpos mostravam. Serão tão confiáveis quanto Sagoh? — Os olhos destes dois nos salvaram na tarefa anterior e depois recebemos ordens de nos unirmos ao time do Leste, responsável por desligar a barreira que limita nossos poderes...
  Ele fez uma pausa.
  Não há forma sutil de dizer isto.
  Sentou-se e cruzou as pernas no meio de todos.
  — A Sombra do Som está morta, era ele o líder de vocês?


HP: 4000/4000 // CH: 8050/8050 // CN: 200/400 // ST: 00/07



Bolsa de Equipamentos Personalizada:
Armas:
Usados & Ativos:
Considerações:
Resumo:

_______________________

f // g.f // b // t // i // m.i
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 W1d991V

LastJoke
Tokubetsu Jonin
LastJoke
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 W1d991V

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Sab 15 Ago - 5:48

Evento
Sturmhond


No fim a estratégia pareceu funcionar bastante bem. A distração criada por Jiro foi o suficiente para dar a Fuyuki o intervalo que ele precisava para resgatar os aliados do meio da confusão, enquanto Sagoh permanecia na retaguarda, com a importante missão de ajudá-los, caso as coisas não saíssem bem como o desejado. Felizmente, porém, tudo correu bem e estavam todos reunidos em segurança antes que os inimigos se dessem conta do que havia acontecido. Ou ao menos era o que Ren imaginava. “Agora apenas precisamos permanecer ocultos, e não deixar que eles percebam quem foi que os enganou, para começo de conversa.” Não queria estar no caminho daqueles ninjas, quando eles finalmente notassem o ocorrido.

Em seguida eles notaram outro grupo de ninjas aliados nas proximidades, indo na direção de uma casa. Jiro pediu para que todos o seguissem, e com passos silenciosos, atento aos seus arredores e sempre informando o grupo sobre o que seus olhos viam, o menino seguiu adiante junto do corajoso líder do esquadrão.

O menino ainda achava difícil acreditar que todo o peso e fraqueza que sentia em seu corpo, tornando sua pele e ossos em algo totalmente alienígena para si próprio era fruto de uma tecnologia. Que tipo de mente poderia ser capaz de criar algo assim? Seria uma máquina ou fruto das habilidades sanguíneas de algum gênio? Seja lá qual fosse a resposta para essa pergunta, Ren temia a resposta e como finalmente viria a descobrir.

A missão deles não era simples. Tinham que desativar o limitador de seus poderes o quanto antes, mas no fim Ren nem ao menos sabia para onde deveriam ir. Não haviam lhe dado informações detalhadas sobre a localização do alvo, apenas para onde deveriam seguir, e que seriam o apoio de outro time já encarregado por essa tarefa.

“Apenas espero que esses sejam os caras, e que eles tenham mais informações que nós.” Ao entrar na casa, desativaria seu disfarce, deixando claro que também fazia parte do grupo aliado. Deixaria Jiro e Sagoh falar, ao menos por enquanto, e manteria seus olhos vigilantes nos arredores, pronto para avisar todos de qualquer aproximação suspeita.




—X—




Status:
HP: 687/687
CH: 1162/1162
BI: 500

Stamina: 00/05

Resumo das Ações: Byakugan ativo. Seguir Jiro até a casa com cautela. Desfazer disfarce. Ficar de vigia.

Nota: Status reduzidos pela metade devido a influência da tecnologia de Suna, considerar o mesmo para o restante.

Palavras: 358.

Informações:

3
Cão da Tempestade • Storm Hound • Arashi no Ryōken

_______________________

[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 Dani10

Allen
Genin
Allen
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 Dani10

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Sab 15 Ago - 14:19




HP: 950/950 CH: 900/1200ST: 02/04
Vel: 14m/s Tinta: 770ml / 800ml

Bolsa de Armas (38/100):
**Mascara de Afrodite** (01)
**Kunai com Marca do Fuyuki** (01)
Kunais: 10[1]
Shurikens: 05[1]
Kibaku Fuuda: 18[1 a cada 4]
Senbons: 10[1 a cada 2]
Kemuridama:04[1]
Perg. Grande:01[3 a cada 1]
Tinta: 800 ml [2 espaços]
Flack Jacket:(02/03)
Perg. Pequeno:02[1]



Tudo ocorreu como o planejado e os aliados foram salvos. Fuyuki, Sago e Jiro agora se dirigiam para o local onde encontrariam com o grupo de aliads que eles procuravam. Jiro os estava guiando e Ssagoh tal como o restante caminhavam com cautela e sempre atento aos arredores caso algo acontecesse, ou alguém aparecesse para interceptá-los. - Tempo depois eles ja estavam no local. Jiro se sentou e começou a passar as informações; Fuyuki estava atento a tudo e parecia vigiar o perímetro com seu doujutsu. Sagoh resolveu que ja era hora de se livrar de seu disfarce e desfez o Henge e voltou a máscara para dentro de sua hip-pouch, revelando asism sua verdadeira aparencia. Desativou seu doujutsu e se sentou encostado em uma parede... Todo aquele aparato tecnologico (possivelmente), estava cansadno Sagoh de uma maneira terrivel. O Peso de seu corpo era tamanho que se fosse outra pesssoa (um civil destreinado) estaria com dificuldades para respirar e se locomover.

Agora era hora para o jovem Hyuga descansar um pouco o seu corpo até que precisassem agir novamente, logo ele recostou a cabeça e de maneira inerte, sem se mecher ou realizar muitos movimentos bruscos, passou a observar todo o grupo, ouvindo atentamente tudo o que tinham para dizer. Seus olhos vagaram de rosto em rossto; ele tentava encontrar uma pessoa e torcia para ele estar bem e ser um daqueles mascarados diante de seus olhos.

Observações.:
Considerações.:


[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 9zSthXZ

Makkokun
Chūnin
Makkokun
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 9zSthXZ

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Sab 15 Ago - 15:53



Tatsumi Takeshi
Sunagakure Chunin

A estratégia defensiva de Takeshi havia dado certo, com sua barreira ele foi capaz de parar os ataques que vinham em sua direção, além de também ter ajudado outros ninjas que estavam consigo a se defender, contudo, logo depois os inimigos saíram de cena, acatando as ordens de alguém.

Takeshi no começo não entendeu o porquê daquilo, entretanto, logo depois dos ninjas inimigos saírem do local, uma mulher de capuz apareceu, caminhando na direção deles, ao se aproximar, ela retirou o capuz, encarando Takeshi e os outros ninjas que estavam ali, olhando de cima para baixo em cada um deles, em seguida perguntando o paradeiro de uma pessoa muito conhecida em Sunagakure. “ Takura? Aquela cientista? O que ela quer com uma mulher como aquela? A única coisa que a Takura fez foi reerguer a vila. “. Pensava o garoto observando a mulher se aproximar ainda mais, agora, ela já estava entre ele e os outros ninjas, Takeshi não entendia o que aquela mulher era, mas ele percebeu que ela era extremamente perigosa, ela emanava uma presença que deixava o ar pesado, como se indiretamente estivesse o sufocando um pouco somente por estar ali, aquela pessoa a sua frente realmente era algo assustador, ao ponto de uma energia roxa emanar de seu corpo, o garoto nem ao menos sabia se aquilo era chakra, se fosse, era algo bem diferente do seu e de qualquer coisa que já havia visto anteriormente. " Quem é essa mulher? Não, na verdade a pergunta certa seria o que diabos é essa mulher. “. O chunin não sabia direito o que fazer, aquela pessoa que havia feito a pergunta a ele e aos outros ninjas não era normal, e ele não fazia ideia do que ela poderia fazer com eles, nem mesmo quando no passado enfrentou um religioso alucinado que era literalmente imortal, ele chegou a temer dessa maneira por sua vida.

Agora Takeshi teria de tomar uma decisão, e rápido, a aterrorizante mulher havia feito pergunta a todos que estavam ali, sobre Takura, a cientista que mudou Sunagakure, e o garoto sentia que se não desse uma resposta convincente poderia estar cavando sua própria cova. A pergunta da mulher era sobre a localização da cientista, justamente a informação que Takeshi não possuía, e ele também duvidava que alguém ali soubesse, contudo, mesmo se tivesse a informação que a mulher queria, o garoto não sabia se ele cederia esta informação ou não, afinal estaria traindo sua vila e ainda colocando em risco uma pessoa extremamente importante na vida de todos que moravam em Sunagakure, a mulher que mudou a vila de patamar. — A-acredito eu que ninguém aqui vá conseguir lhe informar isso, todos somos ninjas de nível baixo, esse tipo de informação não é dado para pessoas como nós, ainda mais que viemos para a batalha sem nenhum preparo a não ser as ordens de defender a vila. – Falava de maneira honesta, honesta até demais para Takeshi, contudo, teria de ter cuidado com as palavras. — Mas, se me permite a pergunta, por que a Takura? – Tomou a iniciativa de também perguntar, não entendia o porquê do interesse em uma cientista e não no Kazekage, poderia estar cometendo um erro, passando dos limites, mas ainda assim, era curioso isso.

Informações:

Tatsumi Takeshi; HP 750/1000; CH 775/1100; Colar 250/250; ST 01/07;
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 73318106e2edc17140311913c4ae2bdb

Akihito
Tokubetsu Jonin
Akihito
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 73318106e2edc17140311913c4ae2bdb

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Sab 15 Ago - 16:41

[Cerco à Sunagakure] Time Hinka Erwin

Porto Seguro

A resposta de Taiyou mostrava que pelo menos alguém do time tinha concordado com o que eu havia dito, mas antes mesmo dos outros poderem se pronunciar, Taiyou lançou a braba um movimento inesperado, realizando um jutsu que, se me recordava bem dos selos, parecia ser o mesmo usado por Tatsumaru há instantes atrás. De repente, me vi puxado pela língua de uma grande salamandra. Eu não tive nem tempo pra reação, ainda mais com aquele peso que eu sentia graças à atmosfera de Suna. Não demorou muito que para que estivéssemos de volta à superfície. Assim que a grande salamandra abriu sua boca, comecei a respirar fundo, tentando sorver grandes goles de ar. Foi só então que me dei conta que aquela dificuldade que eu estava sentindo para respirar devia-se ao fato de estarmos muito fundo no subsolo, e não aos efeitos debilitantes das tecnologias de Sunagakure, como eu havia pensado. No fim das contas, Taiyou parecia ter acabado de salvar todo mundo de uma possível morte por hipóxia. A animação de sua última fala, no entanto, me fez indagar-me se esse tinha sido o proposito dele desde o início ou se ele estava apenas voltando a ser aquele Taiyou cômico e hiperativo que eu havia conhecido no acampamento.

Já recomposto e de fôlego recuperado, me pus de pé pra ouvir as palavras de Erwin. Ele começou pedindo desculpas por ter nos colocado naquela situação, mas logo foi interrompido, pois atirou-se no chão, demonstrando sentir uma fadiga extrema. Aparentemente, tanto poder tinha um preço...
— Erwin-san, você está bem?! — perguntei, tentando não fazer muito barulho, mas ainda assim demonstrando preocupação. Tentei ajudá-lo a levantar, mesmo não possuindo tanta força assim — pois estava fisicamente enfraquecido. Erwin logo mostrou-se recomposto. Não sabia se ele realmente estava bem ou se apenas não queria deixar sua dor transparecer. De todo modo, não toquei no assunto.

O Ninja de Kumo então apontou para uma casa abandonada a alguns metros de distância de nós, propondo que nos abrigássemos lá. Concordei com a ideia e logo retornei à plataforma de areia, reassumindo o posicionado dantes combinado.
Embora tivesse concordado com a ideia de nos abrigarmos, tinha plena certeza de que entrar às cegas naquele casebre seria muito arriscado. Eu então olhei pra trás, tentando ver se o tigre invocado por Tatsumaru ainda estava conosco. Até onde tinha entendido, aquela incrível criatura parecia dominar algum tipo de habilidade sensorial, o que nos era de grande valia. Se o tigre ainda estivesse lá, e se ele detectasse alguma movimentação estranha, saberíamos de antemão.

Por fim, voltei meus olhos — ainda banhados de um vermelho carmesim — para frente, dando também algumas olhadelas para os lados. Agora que estávamos na superfície, poderíamos ser facilmente detectados, então seria preciso ter ainda mais cautela.



466 palavras
475/475 HP || 487/487 Chakra || 00/04Stamina
Considerações:
Informações:
Template by @wyalves
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 100x100

Satoru
Jonin | ANBU
Satoru
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 100x100

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Sab 15 Ago - 18:42


Em busca do conhecimento
Planejando o futuro




HP: 2600/2600
CH: 4150/4150
ST: 00/07

Com perfeição Ban conseguiu executar todos os quinze inimigos com apenas um movimento da sua espada divina. De fato, se ela era considerada uma técnica para combater seres divinos, então deveria no mínimo conseguir eliminar seres humanos facilmente. Com perfeição sua ação foi concluída, e a espada fez jus à sua descrição. Com esta técnica já desfeita e já próximo dos três ninjas da aliança, Ban socorreria enquanto ouvia deles mesmo que o Kazekage com apenas um golpe assassinou o líder de Oto, e que Akahs deu a ordem para todos lutarem para matar. - ué, mas eu já estou fazendo isso... será que antes não era para fazer? Pensaria Ban, ativando seu Kanchi para conseguir localizar possíveis ameaças ou mesmo seus aliados ao qual ele estava seguindo para servir de reforço.

Seria então que o loiro notaria a presença de Mikan - apenas se ela entrar na área de alcance da técnica, óbvio. Ficaria Ban de frente para a garota e diria, enquanto se mantinha atento aos arredores e também aos três possíveis aliados. - Você está bem? Como foi no norte? Cadê o Akahs? Se calaria, e após obter a resposta, continuaria a falar: - Estou ainda seguindo em direção da equipe do leste, e acabei encontrando os três aliados capturados pela equipe inimiga. Consegue usar sua habilidade de sensoriamento para levar a gente até eles? Dito isso Ban voltaria seu olhar para os três aliados, dialogando com os mesmos em seguida. - Vocês três irão conosco até a equipe do leste. Sabem onde eles estão? Isso vai facilitar. Se não souberem então tudo bem, a Mikan nos guiará.

Terminado de falar o loiro seguiria rumo em direção ao portão do leste em busca dos aliados. Agora teria ele três diferentes meios de localizar os aliados. Sua habilidade sensora em conjunto da sua habilidade de rastreamento, ou os próprios três aliados que ele resgatou, ou Mikan, com sua habilidade sensora muito útil para a aliança. Seja qual for o meio.




OBSERVAÇÕES:

Template do Kaay
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 Xoj9u7k

Senko'
Godaime Mizukage
Senko'
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 Xoj9u7k

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Sab 15 Ago - 18:46

Quem é essa mulher?
HP: 1100 | 1100CH: 1000 | 1000ST: 0 | 5

Depois do pico de adrenalina causado pelo ataque, Senko já estava pronto para contra-atacar. O garoto não gostava de causar mal a ninguém, mas não conseguia aceitar o rumo das atitudes desses invasores. Mas a sua coragem transformou-se rapidamente em profundo medo. Olhando atrás da barreira, na direção de onde vieram as armas, viu uma figura que emanava um chakra absurdamente amedrontador. A voz que os abordava vinha de uma mulher encapuzada que, por um momento, despertou muito mais do que medo no pequeno genin de Suna.

“Ela...? Ela que levou Ichiro?!” Indagava. Senko não sabia, mas Hinka não tinha nada a ver com o episódio. Seu irmão ia lhe matar naquela noite, mas um encapuzado impediu o assassinato. O garoto vinha sentindo algumas dores de cabeça e, por vezes, não conseguia raciocinar direito, então relacionou as aparências. Não tinha nada a ver, mas aquilo plantou uma dúvida na sua cabeça e trouxe mais desconfiança. E, além disso, ela era uma invasora e aparentemente muito poderosa.

Ao ouvir as palavras de Takeshi, sentiu também na obrigação de se defender e defender o grupo. Takeshi tinha sido honesto, definitivamente eles não sabiam onde Takura estava. E se soubessem, os jovens ninjas denunciariam a responsável pela prosperidade da vila? Acredito que não, mas o que eu acho não importa. O que realmente importava era extrair informações dessa mulher e... não aumentar o número de baixas. O jovem Matsuda tentou usar seu último pingo de coragem para intervir na conversa.

Quase que se escondendo do lado da perna de Takeshi, Senko esperou que o chunin terminasse e perguntou timidamente para a invasora, sentindo seu corpo formigar e o suor gelado rolar pela pele. — Q-quem é você? O que você quer da gente?

Considerações:
(c)
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Sab 15 Ago - 20:08



Topazu Kirameki


HP:800/800 | CH:625/650 | ST: 0/5 | Velocidade: 14m/s

“É agora” – Pensou Topazu, quando percebeu que os ataques haviam parado. Pulou a direita da barreira de terra e se preparou para arremessar suas kunais ‘recheadas’, mas hesitou no momento que a mulher estranha apareceu e os outros inimigos foram embora. Pela maneira que eles obedeceram a ela de imediato, ficava claro que a encapuzada era alguma espécie de líder deles, e que não tinha interesse em lutar naquele momento. A situação tinha ficado estranha, mas não poderia deixar sua guarda baixa, segurando as kunais na mão direita e mantendo-se na defensiva.
Quando ela tirou o capuz, revelou sua beleza escondida, e confirmou que ela não era ninguém quem o garoto conhecia. “Quem é ela?”. Logo que chegou mais perto, o ar ficou pesado e sua aura se mostrou intimidadora, mesmo que sua aparência não encaixasse. Topazu não tinha habilidades de rastreamento de chakra nem nada parecido, mas aquele poder era de um nível tão superior aos dele que isso não era necessário. Seu olhar conseguiu quebrar a inexpressividade do jovem por um segundo, e ele se deixou aberto ao mostrar seu medo.
Não demorou muito para divulgar para eles seu objetivo: Takura. Foi uma surpresa ela não estar atrás do kazekage ou alguém mais elevado, e o garoto não fazia ideia o porquê do interesse com a cientista. Qualquer que fosse, aquela mulher claramente estava perguntando para as pessoas erradas, pois tanto Topazu quanto os outros não faziam ideia de onde ela estava. Takeshi foi o primeiro a responder e a indagar o motivo da pergunta, e Senko também se mostrou corajoso ao abrir a boca para aquela mulher assustadora, mesmo que não tivesse coragem nenhuma em suas reações.
“Então os invasores não estão atrás do kazekage e não querem tomar a vila por poder, mas eles querem a Takura. Pelo o que eu sei, ela é uma das cientistas mais brilhantes da vila, e ajudou muitas pessoas. Eu já havia notado que sua expertise e suas criações eram estranhas, mas por que ir atrás....” No meio do pensamento, se lembrou do que sua tia falou sobre o pronunciamento do kazekage, e que ele havia citado Takura. “É claro! Ela que criou a arma, e eles querem saber como destruir essa abominação gigante.”. Ainda não conseguiu descobrir por completo o motivo de todo esse confronto, mas aos poucos as coisas faziam um pouco mais sentido.
Infelizmente, não saberia qual seria a reação da mulher para a resposta dos garotos, então tinha que se preparar para o pior. Aproveitaria da conversa para tentar guardar suas kunais na bolsa, e pegaria algo que talvez fosse mais efetivo: Bombas de fumaça. Tentaria tomar todo o cuidado para não se deixar ser pego e, caso a mulher avançasse, estaria com uma carta na manga para atrapalhar o ataque. “Contra um oponente tão poderoso, um ataque direto seria suicídio”.



Considerações:

[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 URkFDZ9

Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 URkFDZ9

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Dom 16 Ago - 2:58


MONOGATARI SHOUJO AYUMU☆MAGICA
HP 800/800 | CH 877/900 | ST 00/04 | Sakin 2970/3000
Palavras: 432.
E aquele pequenino ser desprovido de altura estava agachado, atrás da pequenina parede de pó de ouro, com um gato em seu ombro, já planejando o suporte que teria de dar para aqueles outros cinco companheiros. Poderia até que ser uma luta acirrada, mas confiava que aquela berserker enfurecida a base de ódio e sangue desse a vitória, mas... Uma nova figura adentrara na vida daquele ser cabeçudo, e aparentemente não era qualquer figura.

Quem era? Não sabia, porém, apenas falando uma frase uma voz feminina não somente parou, mas afastou todos os inimigos. Espera... Eles simplesmente se foram? ... É... Lascou... A mulher se aproximou e olhou diretamente para Ayumu, enquanto Ayumu olhava de volta sem saber o que diabos fazer, e uma pergunta a mulher fez. Aonde estava Takura? Essa era a pergunta.

Ayumu olhava ela pela parede de pó de ouro e ficou em volta daquele sexteto do barulho tamanho família. Existia como ficar tudo mais estranho? Sim, ficou tudo mais estranho quando a pequenina percebeu que aquela mulher desconhecida emitia uma luz roxa, uma estranha áurea roxa. O que aquele pequenino ser sentia? Um receio muito grande do que diabos seria aquilo, era de fácil percepção para qualquer um que Ayumu sentia medo daquilo que era desconhecido.

Sem saber o que fazer, se corresse o bicho pegava, se ficasse o bicho comia, a menina estava em um dilema impossível de ser respondido. Era claramente um inimigo que estava à sua frente, mas que tinha cessado uma luta... E mesmo assim perguntava algo que a menina não sabia.

O que ela responderia quando ela não sabe o que responder? Mentir? Lutar? Tentar conversar normalmente? Será que aquela mulher deixaria Ayumu e seus companheiros em paz? Eram tantas dúvidas e tão pouco tempo, e aquela áurea lá... O que Ayumu fez?

Nada.

Fora então, que o trevoso tomou a iniciativa e começou a falar, e de fato, a resposta do trevoso era muito boa, por isso ele era o grande líder e a grande referência. Falar que todos eram ninjas de nível baixo e sem total preparo, na cabeça da anã poderia ser uma grande estratégia para enganar o inimigo, mas o plano em si que o trevoso estava tramando ela não saberia.

A pequenina olharia, sem fazer nada, esperando o desenrolar daquilo tudo. Em seu pensamento, se aquela mulher quisesse uma luta, já teria começado desde já e não teria mandado os outros pararem. Entretanto, poderia sim ocorrer alguma luta, e caso isso de fato viesse ocorrer ela utilizaria daquela parede de pó de ouro já posta para proteção.

Considerações:
( 〃▽〃)
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 VMNipg0

Bending
Chūnin
Bending
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 VMNipg0

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Dom 16 Ago - 4:32

[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 Tumblr_n4ujdaNQsj1qzjtx0o2_250
HP: 1500/1500 — CH: 1700/1800 — ST: 00/06 (-1)

O-obrigado. — respondeu ofegante, tanto pelos elogios recebidos como pelo fato do ninja de Kumogakure não ter se irritado com a rebeldia de suas ações.

Sentia-se, definitivamente, com sorte naquele momento, considerando que não haviam localizado sua saída da terra, apesar do enorme tamanho da salamandra. Sorriu e formou um selo rápido, dissipando o animal e permitindo que a furtividade voltasse a ser preservada. Em seguida, retirou a máscara e a segurou firme nas mãos, aproveitando aquele curto espaço de tempo para respirar melhor. O corpo já era pesado, mas quase ter morrido por falta de ar prejudicava ainda mais sua tentativa de absorver oxigênio. Ficou feliz, então, quando viu a plataforma de areia surgindo a sua frente. Sem demora, decidiu subir nela e deitar-se momentaneamente, descansando da fuga anterior.

Quando chegaram na casa, desceu e sentou-se no chão, mas logo se voltou aos colegas. — Se precisarem de cura, é só me ch- — dizia, até escutar a aproximação de pessoas desconhecidas. Tateando a bolsa ninja, retirou uma kunai, atento a qualquer movimento estranho. Para sua surpresa e agrado, eram ninjas da Aliança. Conseguiu chegar a essa conclusão por conta de suas vestimentas, mesmo que não conseguisse enxergar nenhum rosto específico. Sabia que não reconheceria ninguém mesmo, então pouco se preocupou. — Jiro Sarutobi, é? Sou Taiyou, da Folha. — murmurou, tomando cuidado para que ninguém além deles escutasse. Se fossem mesmo se aglomerar, precisavam ter ainda mais cautela.

Sinto lhe dizer, mas ainda não fizemos muito progresso. Houve certos... uh, imprevistos. — disse, com a mão direita atrás da cabeça. — Se pretendem nos ajudar, imagino que sejam bem-vindos, desde que não comprometam a missão. — afirmou, buscando a aprovação de seu líder com o olhar. O que veio adiante, contudo, não era algo tão bem-vindo assim. Por um instante, abriu a boca, cochado com a informação. Não conhecia o Otokage, mas somente alguém forte podia chegar em uma posição como aquela. Como será que tinha vindo a falecer? E por que diabos tinha se separado do grupo? Imaginou que as respostas seriam ainda mais complicadas, então não fez esforço em perguntá-las.

Meus pêsames. — colocou a mão no ombro do colega de Otogakure, buscando consolá-lo. Se quisessem continuar, teriam que superar aquilo rápido, então quanto antes ele ficasse bem, melhor.

Informações Gerais:

_______________________

[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 Tumblr_p39mi0qFGp1x2mcf9o1_540
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 LE7jCRx

Klee
Genin
Klee
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 LE7jCRx

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Dom 16 Ago - 16:38

 

HP: 900/900 × CH: 1.287/1.287 × ST: 00/07 × CN: 000/400
A garota estava ali com o intuito de encontrar Ban primeiramente, para enfim ir até o time enviado do acampamento, ou quem quer que tivesse restado dali - e ela esperava que todos estivessem bem -. Sua habilidade detectava muita movimentação e ela esgueirava-se para não ser descoberta até chegar no companheiro, que o reconheceu pela voz ao se aproximarem um do outro.

A jovem observou que ele vinha na companhia de alguns e os comentários eram peculiares, lhe roubando um arquear de suas sobrancelhas. “Então as coisas estão realmente correndo para esse tipo de desfecho…” concluiu ao ouvir sobre a morte de um dos líderes de vila que tinha se unido naquela Aliança.

A pergunta do loiro a tirou dos devaneios — Estou bem. — iniciou respondendo sobre seu estado, mesmo que dentro de si estivesse quebrada emocionalmente e não pudesse gritar aquela dor que a sufocava — Akash teve que cuidar de outras coisas por enquanto, acho que nos encontrará novamente depois. — respondeu, ignorando completamente a pergunta do Norte, pois se evitasse pensar, ela conseguiria lidar melhor com aquele fardo. Era sua culpa.

Seu pedido foi atendido após um aceno positivo, não sabia dizer ao certo se haviam aliados por perto, afinal, não era de seu conhecimento os componentes convocados pelo Leste, então, ela apenas continuaria avançando por aquele lado até que seu Kagura Shingan detectasse alguma assinatura de chakra amigável.

Mesmo que eu seu íntimo soubesse que seriam necessários alguns sacrifícios, ouvir da boca de outros que - por conta disso - Shaka havia dado sinal de ataque, amargurava-lhe bastante, pois, como a Hokage havia determinado antes e ela concordava, aquela deveria ser apenas uma missão de resgate e não uma guerra propriamente dita. Um gosto amargo emergiu dentro de seus lábios, pois a partir dali, ela só poderia contar quantas mortes iam ser necessárias para chegar ao destino final. Eles poderiam mesmo ser chamados apenas de sacrifícios? Mikan não queria deixar que a maldade tomasse conta de si, e, para isso, deveria exercer com perfeição o seu papel de Oráculo.


Considerações:


[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 AKatsuki2

ShinkaFubuki
Genin
ShinkaFubuki
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 AKatsuki2

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Dom 16 Ago - 18:07


Desconhecida

288 palavras



Shinka se levantava depois da defesa bem sucedida de Topazu, carregando seu fantoche nas costas e se preparando para um contra ataque direto, porém parando ao ouvir uma voz feminina, ela parou aos invasores apenas com uma ordem, fazendo eles se retirarem do lugar, mesmo tendo nós salvado de uma possível conflito, ainda era claramente fora da vila, uma invasora, antes do titereiro poder pensar em falar qualquer coisa, a mulher decide começar a fazer perguntas, perguntando sobre a grande Takura, a cientista que mudou a vila para sempre, o genin não sabia onde estava a genial Takura e muito menos oque a invasora queria com a cientista, mas certamente era algo ruim, dando pequenos passos para trás ao ver aquela aura roxa, era certamente uma ninja poderosa, não conseguindo falar nada do paradeiro de Takura para a mulher mesmo se soubesse, porém ao mesmo tempo sabendo a possivel consequência de não ter a informação que ela queria, olhando para o resto do seu time, todos tendo reações parecidas a sua...

Até que o lider do grupo começa a mandar a real para a estranha mulher, perguntando sobre o que o marionetista estava a pensar, as motivações desta criatura invasora, a resposta e pergunta causava uma tensão que podia ser cortada com uma faca, Shinka temia a reação da mulher, sabendo que em combate ela provavelmente iria vencer a todos, porém mesmo assim deixava seu dedos perto de seu boneco, podendo o colocar na luta mais rapidamente assim, pensando em pular para trás e ficar a distância caso a mulher venha para cima de si e de seu grupo, sabendo que em um combate seria muito fragil e cairia rapidamente, preferindo ficar em uma segura distância da desconhecida 

Let's rip and tear until it is done


HP: 200 / 200 | CHA: 200 / 200  | ST: 02 / 02
Considerações:
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Dom 16 Ago - 18:33


Guerra!
Verdades duras


E
scaparam por muito pouco, mas o esquadrão seguia firme, ou quase. Tatsumaru sentia seu coração palpitar acelerado, seu corpo tomado pela adrenalina daquele momento que passou, o fazendo vibrar. Quando viu Erwin de joelhos, o Senju teve a ciência de que cada componente do grupo se fazia importante, visto que a falha do cientista fora reparada por ele mesmo e, principalmente, por um garoto inexperiente, porém repleto da tão famigerada Vontade do Fogo, Tayou.

- Você nos salvou, Tayou. - disse ele, ofegante. – Obrigado! –

Virando-se para Erwin, o jovem Tatsumaru resolveu lhe tecer algumas palavras. Diferente de antes, dessa vez o tom não seria nada amigável. Não seria uma súplica pedindo cautela, como antes, e sim um aviso.

- Não quero dividir o grupo, então já adianto que minhas palavras não carregam rancor... que isso fique resolvido aqui e agora. Erwin-senpai, o esquadrão foi confiado a você, a sua liderança. Você  que se vangloria tanto por sua inteligência avançada, suas habilidades exemplares, o domínio de vários elementos e todo aquele blábláblá que estamos cansados de ouvir... acabou sendo salvo por duas crianças. Você não falhou por causa do seu “processamento rápido”, falhou por sua arrogância. Sua prepotência e confiança em excesso quase nos afundou, literalmente, enquanto a vontade de Tayou nos deu uma chance. Chance essa que ele aproveitou bem, para salvar a mim, o grupo e o seu próprio traseiro. – disse o Senju, aquele tom era novidade até então.

Pegando um pouco de ar, o pequeno Tatsumaru se abaixa logo a frente de Erwin, olhando-o fixamente nos olhos.

—Não nos subestime mais, Erwin. Você não é uma babá que cuidará de tudo sem a colaboração dos demais. Se estamos aqui é porque somos dignos, assim como você. Então sem essa de “deixar a defesa para mim". Vamos coordenar nossas ações como uma equipe! Só assim terminaremos vivos.- Continuou.

O garoto se levanta esticando as costas, já caminhando para a direção da casa abandonada.

— E por favor, não leve para o pessoal. Vamos terminar isso juntos! – Finalizou o garoto, esboçando um singelo sorriso e exalando um suspiro de alívio por ter dito aquilo que antes permanecia guardado.

Tatsumaru caminhou com Tadashi, Mandarin e os outros, rumo à construção logo à frente. O velho tigre ainda se mantinha alerta, com sua habilidade Sensorial sempre pronta para avisar-lhe de alguma aproximação. Caso Ewrin tenha sucesso em sua plataforma flutuante, o Senju saltaria para a mesma a fim de seguir viagem junto com o grupo.

Chegando na casa, o garoto liberaria Tadashi e faria o possível para descansar e poupar suas energias, se recostando em um canto qualquer e refletindo sobre tudo o que passou até ali.




HP: 2500/2500 (nerf = 1250/1250); CH:5000/5000 (nerf = 2500/2500); CN: 00/400 (nerf = 00/200); ST: 02/08

AVANTE!

Equipamentos:

Pet:

Databook:

Jutsus:

Considerações:
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Dom 16 Ago - 22:18


Monogatari Series: Kaguya Aelin  
palavras: 302
As barreiras erguidas por Takeshi e Topazu foram suficientes para conter os ataques dos invasores. Antes que o sexteto pudesse contra-atacar, uma nova figura se fez presente no local. “Quem diabos era aquela mulher? Ela acha que pode contra seis de nós?” — Questionava-se.  Ela perguntava por Takura, a saudosa cientista responsável pelo evidente crescimento de Sunagakure. “Eles estão invadindo a vila por causa da Cientista?” — Entretanto, no momento que ela se aproximou, ficando cercada pelos shinobis da Areia, a resposta para o seu segundo questionamento interno era evidente. Uma aura roxa emanava pelo seu corpo, algo que Aelin nunca havia visto antes. Muito menos sentido. Só a aura daquela mulher já a faziam sentir um medo e um receio de tentar alguma coisa ali. Nem mesmo quando enfrentou o jashinista em uma de suas missões presenciara algo igual. Mordeu os lábios, tentando controlar o medo através da dor. Não poderei deixar tal sentimentos transparecer aos seus colegas.

Takeshi, como de costume, tomou a iniciativa do grupo e respondeu à invasora alegando não saber sobre o paradeiro da cientista. Assim como, também, tentou adquirir informações sobre o motivo da invasão. Ele estava certo, não tinha muito o que os defensores pudessem fazer naquele momento. Pelo menos, Aelin não via outra alternativa. Só podia confiar no chuunin. Se tinha algo que ela sabia que era uma das qualidades do jovem, era o fato dele ser desenrolado com as palavras. Foi assim que ele a deu uma brecha para que conseguisse decapitar o jashinista na missão em que se graduaram. A kunoichi, então, preocupou-se em se recompor e manter a guarda levantada para que, se necessário, tentasse esquivar de algum possível ataque.

Em caso a palavra da estranha fosse direcionada à ela, apenas confirmaria o que foi dito pelo seu companheiro. Afinal, era a verdade.

HP 950/950 | CH 1241/1275 +50 | ST 00/06 -1

Informações:
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 1udpIjj

Shion
Administrador
Shion
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 1udpIjj

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Seg 17 Ago - 1:19


Cerco a Sunagakure
2:30

Time Erwin e Nero
Os times que descansava se encontraram e as primeiras bombas foram dadas, a morte do Líder de Oto foi comunicado, infelizmente o ninja de Oto não se importou nem um pouco com tal informação, até mesmo parece que ele nem mesmo ouviu, pelo visto arrogância e frieza era algo comum no país do Som, seria esse o motivo da morte do Líder de Oto? O garoto usuário de Mokuton confrontou seu líder, tomou uma atitude forte, seu líder tomou uma decisão errada no último instante e quase matou todos eles. Os demais aproveitaram o momento apenas para descansar. Ao olharem pela janela já vão poder ver um grande Kanji escrito Laboratório em um prédio grande e branco, ali estava o objetivo de vocês, pouco menos de 600m, após vocês descansarem poderão se aproximar mais 400metros e ai começam os problemas, nas ruas do laboratório esta lotado de guardas andando em grupos de 5 pessoas, são no total 5 grupos, nas sombras algumas criaturas ficam à espreita, ainda não é possível identificarem, se aproximem, tomem cuidado com o uso de chakra e novas informações serão dadas.

Time Ban e Mikan
Um velho encontro aconteceu, Ban e Mikan juntos novamente, Ban até convidou os ninjas para o acompanhar, mas eles já tinham novas ordens, agradeceu pelo salvamento e se afastaram do grupo, deram as informações importantes para vocês. – Senhor, Hinka-Sama está lutando sozinha, acho que vocês deveriam ajudá-la. – A direção e local onde Hinka estaria foi dado a vocês, seria interessante dá uma força pra ela.

Time Suna
Diante deles o terro de Hinka mesmo com seu poder reduzido era mais que suficiente para matar um bando de crianças, insatisfeita com as respostas executar um bando de crianças não seria mal algum  para a mulher, retirou de suas costas duas laminas pequenas, olhou para Shinka e sorriu, caso Shinka olhasse na direção da mulher ele veria a mulher arrancando sua cabeça, era uma técnica de intimidação. A mulher enfim avançou em direção de Shinka apontando a arma na direção dele, ao executar o golpe um som calmo e leve lançou a mulher contra a parede. – Shinra Tensei – O corpo de Hinka arrastando pelo chão tentou se levantar com muita dificuldade, olhou na direção de onde veio o golpe e viu a figura do homem que a feriu, ela se assustou, as dúvidas vieram com tudo. – Mas... você? Você deveria estar do nosso lado, você está com a gente o que aconteceu? O que ela fez com você? – O homem se aproximou dos meninos e sorriu este era o Kazekage. – Olá meninos, tudo bem com vocês? Ela não feriu vocês né? – Ele então voltou seu olhar para Hinka. – Ainda batendo em crianças Hinka? – A mulher sem forças tentava se levantar com dificuldades, o homem esticava sua mão na direção. - Bansho Ten'in – Hinka foi atraída para mão dele, ele a agarrou pela garganta, ela tentava reagir mas era completamente subjugada diante do poder dele, ele acertava uma joelhada no estomago dela com tanta força, tanta precisão que um som do impacto estremeceu todo o local empurrando os garotos alguns centímetros para trás, Hinka abria a boca com o impacto, sangue voava  de sua boca enquanto caia de joelhos vomitando, caindo bastante sangue dela nas botas do Kazekage, ele acertava um chute no rosto dela, pressionava um ponto no centro do peito dela anulando completamente o chakra dela. – Garotos, acabei de anular o chakra dela, eu tenho muito o que fazer, vou amarrar nossa amiga Hinka, leve-a para ser interrogada, ela está totalmente inofensiva agora o golpe que eu acertei nela não vai deixá-la lutar por pelo menos uma semana. – O Kazekage amarrou Hinka com linhas de chakras especiais ela não poderia reagir ou lutar, ele levantou o corpo dela que nem conseguiu ficar de pé e caia de joelhos novamente ainda tossindo e fraquejando, ele olhava para ela. – Olha, eu lembro que você era mais resistente, talvez eu tenha exagerado um pouco. – Ele então se virava para os ninjas de Suna. – Então preciso de dois de vocês para ajudar ela a ficar de pé, leve-a arrastando se quiserem, ela deve te muito o que falar sobre esta invasão, se Hinka está envolvida acredito que Shaka esteja aqui também, não é? – Ele olhava para ela, dava um tapinha nas costas dela e sorria. – Tudo bem, não precisa me dizer eu o encontro. – O Kazekage fazia um sinal de joia para os meninos e desaparecia com uma técnica desconhecida. – Bom trabalho. – Agora vocês têm a missão de levar Hinka para se interrogada, levem-na para a delegacia lá vão tentar extrair algumas verdades dela, não se preocupem ela não poderá atacar vocês.


Considerações:


_______________________

[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 Scre1755
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 Ui7615FOlá, Convidado, eu sou o Shion.
Vim te trazer alguns conselhos que facilitarão o seu jogo aqui no Naruto RPG Akatsuki:

Admineiros Conheça o Guia Shinobi e aprenda um pouco mais sobre o RPG!
Admineiros Leia o nosso Sistema de Conduta e mantenha a paz tanto no seu ON quanto no seu OFF.
Admineiros Conheça o Akatsuki Shop!
Admineiros Fique atento às Notícias do nosso fórum!
Admineiros Em caso de dúvidas, visite a área de Dúvidas ou o tópico de Dúvidas Rápidas.
Admineiros Acesse a área de Sugestões para expor as suas ideias e incrementar o jogo de todo mundo!
Admineiros Entre no nosso servidor do Discord e socialize!
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 9zSthXZ

Makkokun
Chūnin
Makkokun
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 9zSthXZ

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Seg 17 Ago - 17:57



Tatsumi Takeshi
Sunagakure Chunin

Por alguns segundos o chunin conseguiu visualizar um desastre acontecer a sua frente quando aquela mulher partiu para cima deles com uma intenção assassina assustadora, ela não havia ficado satisfeita com as respostas e tinha ido em direção ao garoto Shinka de uma maneira tão rápida que Takeshi nem ao menos havia conseguido ver seus movimentos, contudo, o que acontecera logo depois foi mais surpreendente ainda, antes que a mulher pudesse matar qualquer um deles ela foi arremessada para longe em uma parede, no começo Takeshi não fazia ideia do que tinha feito isso com a mulher, mas ao olhar para a direção de que ela foi atirada, o garoto de olhos heterocromáticos pôde ver quem havia feito aquilo, era ninguém mais, ninguém menos que o próprio líder de Sunagakure, que depois de ter jogado a maluca longe, se aproximou dele e dos outros perguntando se estavam bem, o garoto ficou tão surpreso com o que acabou de acontecer que conseguiu responder simplesmente balançando a cabeça para os lados, demonstrando que não haviam sido feridos, entretanto, a fala daquela mulher que o Kazekage chamou de Hinka, também chamara a atenção do rapaz. “ O que essa maluca está falando? O que ela quer dizer com o Kazekage do lado deles? Como isso seria possível sendo que ele está espancando ela nesse mesmo momento? Apesar que eles parecem se conhecer. “. Pensava o garoto observando seu líder em batalha, os poderes da Sombra do Vento eram assustadores, ele não sabia como, mas o homem possuía um poder que era algum tipo de repulsão e atração extremamente poderosos, que não deram chances a qualquer intenção de contra-ataque que Hinka tivesse, além de possuir uma força absurda também, fazendo até mesmo chão estremecer com seus golpes.

Depois que a luta acabou, se é que podia chamar aquilo de luta, pois foi algo extremamente unilateral, o Kazekage se voltou a eles novamente, os instruindo para levar a já derrotada e amarrada Hinka para a delegacia de Sunagakure, o Kage tinha amarrado a mulher com algum tipo de linha de chakra que parecia ser muito resistente, contudo, enquanto fazia isso, mais uma vez o líder da Areia se voltou a mulher com uma certa intimidade, eles realmente pareciam se conhecer pensou Takeshi, logo depois de terminar de falar com a mulher, o Kazekage desapareceu, e agora quem estava encarregado de Hinka eram eles. — Eu realmente espero que essas linhas de chakra sejam tão fortes quanto quem criou elas... bom, o Kazekage nos deu uma ordem então iremos cumpri-la, acho que seria melhor que os que possuem mais força bruta carregassem essa mulher, Aelin e Topazu, acho que vocês dois são os que mais se encaixam para essa função, enquanto isso eu e os outros iremos escolta-los os cercando, eu andando atrás de vocês, alguém vai na frente, enquanto os outros dois que restarem, um fica na esquerda e outra na direita, o que acham? – Falava para os companheiros a ideia que havia tido para levar Hinka até a delegacia, era possível que fossem abordados por inimigos no caminho até lá, então seria melhor adotar algum tipo de formação. Se todos ali presentes aceitassem a ideia de Takeshi, o garoto seguiria atrás deles até a delegacia para cobrir a retaguarda do grupo.

Informações:

Tatsumi Takeshi; HP 750/1000; CH 775/1100; Colar 250/250; ST 01/07;
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 8e54bf24474c86b68496ba784ed7878a

'Schrödinger
'Schrödinger
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 8e54bf24474c86b68496ba784ed7878a

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Seg 17 Ago - 19:30










Erwin Schrödinger - The Scientist
“8 Elementos - Um Batalhão”





Erwin sabia que cada um deles era forte da sua própria maneira, então era claro que ele acreditava que eles iriam ter as suas próprias opiniões, era claro que Erwin esperava que eles continuassem a fazer isso, ele apenas estava ali para proteger-lhes e esperar que eles o fossem proteger, quando Akihito olhou por ele, decidiu preocupar com a condição de Erwin, ele conseguiu recuperar-se de forma rápida e corresponder com as palavras dele. — Eu estou bem, Akihito, meu corpo é esta se acostumando ao que eu fiz a ele. — Antes que pudesse ao menos, explicar a Taiyou, porquê ele não precisava agradecer, por ser inteligente, e não acreditar que seu líder era perfeita, Tatsumaru decidiu desafia-lo com palavras grandes e duras, desafiando seu próprio instinto, Erwin aproximou-se dele, olhando para seus olhos, apesar de haver uma diferença de altura, com um tom calmo, pesado e responsável, falando de igual para igual, ele respondeu o Senju que pensava estar determinadamente certo — Penso que você seja capaz de concluir suas palavras depois do que eu direi. Se quer enfraquecer minha liderança, por ser o maior ser, pense duas vezes. Eu citei todas minhas habilidades, para que vocês pudessem adaptar-se a elas, eu disse que eu iria estar encarregue da defesa, porquê eu acreditei que vocês seriam capazes, de não só me proteger, e também serem capazes ser as armas, a lança, espada e arco, deste esquadrão. Quando você decidiu usar seu animal, eu acreditei em suas orientações. Eu nunca disse que vocês não podiam pensar por si mesmos. Se tiver coisas para dizer-me, melhor chamar-me em silêncio, na próxima vez não serei tão gentil com minhas palavras. — Erwin pegou num ombro dele, numa forma de dizer, que essa seria a última vez que aquilo poderia acontecer. Era fácil interpretar mal, ele como líder deveria ser capaz, de levar até as críticas mais duras e muitas vezes ignorar o seu próprio ego. Erwin acreditava que eles seriam capazes de pensar na sua maneira, e o Senju basicamente estava reclamando, como uma criança, que não tinha permissão para fazer algo, que ele tinha obrigação de fazer... Proteger todos eles.


[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 Original


Atacar Erwin, naquela terra, até parecia um brincadeira. Não demorou para reconhecer os uniformes, e Taiyou começou a conversa, que Erwin de facto aprovou. Erwin então levantou-se, com uma espécie de bola comprida pelo seu lado e respondeu o homem — Vejo que vocês conseguiriam concluir sua missão com sucesso. O líder Otogakure está morto e a segunda líder, a Raikage, desapareceu, deixando o cargo comigo. Prazer, Jiro. Sou Erwin, de Kumo. O cientista. — Erwin deu sua mão temporariamente para o homem, em forma de respeito, ainda assim sendo bastante profissional com a morte do líder de Oto, virou-se por breves momentos, para liberar algumas palavras para Akihito, segurando-o no ombro — Você será capaz de superar isto, Akihito. — Erwin então ouviu palavras a serem comunicadas pela rádio, e fez a questão de liberar outras palavras, pelo mesmo meio de comunicação. Assim, Erwin virou-se para Jiro novamente, e decidiu liberar algumas informações, enquanto movimentava-se para janela, esperando que Jiro também o seguisse — Olhe para ali, aquele prédio grande e branco, com o Kanji de Laboratório, é o objetivo deste nosso grupo agora, já estamos a quase meio quilometro de lá. Após descansaremos, vamos nos aproximar um pouco para lá. Os ninjas com a habilidade sensoriamento, poderão informar quantos problemas teremos. Não ataquem sem os ninjas sensoriais falarem. —  Assim que eles tivessem descansado, Erwin iria começar a aproximar-se, usando as sombras, pelo menos, 400m, e esperar informações sobre os membros que tinham a capacidade de sensoriamento.

HP: 1650/1650 | CH: 2795/2825 | ST: 03/08 | Samehada: 500/500 | Colar De Hator: 250/250 | Clone: Inativo | Clone 2: Inativo | Clone 3: Inativo | Clone 4: Inativo | Índice Selvagem: Inativo

Minhas FalasFalas de Surtr.


Considere:


Shinobi de Kumogakure no Sato || Cientista || Rank Militar: Kinkaku Butai | ANBU

_______________________

[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 ?imw=512&imh=288&ima=fit&impolicy=Letterbox&imcolor=%23000000&letterbox=true
O sistema me usa e eu uso o sistema.
King Of The Dead - B.B
One Who Has Triumphed Over Adversity
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 Xoj9u7k

Senko'
Godaime Mizukage
Senko'
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 Xoj9u7k

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Seg 17 Ago - 20:24

Recebendo uma ajudinha
HP: 1100 | 1100CH: 1000 | 1000ST: 0 | 5

“Não!” o jovem Matsuda alcançava sua bolsa de armas em desespero enquanto via a encapuzada apontando uma lâmina na direção de Shinka, mas foi interrompido por uma ajuda excepcional. — Kazekage-sama! — disse, suspirando aliviado, vendo a Sombra do Vento proteger de maneira heroica o grupo de jovens. “Se não fosse por ele, estaríamos mortos em numa meia dúzia de segundos”. De fato, o título de Kage pertencia ao homem mais forte da vila, ao herói dos pequenos sunenses. Senko ficou maravilhado e inspirado ao testemunhar seu poder.

Contudo, algo deixou o Genin com uma pulga atrás da orelha. Assim que o Kazekage a jogou contra a parede, a invasora começou a dizer que o líder da vila deveria estar do lado dos invasores. “Eles se conhecem?” indagou, ao ouvir o Kazekage chamá-la pelo nome. — Então... o nome dela é Hinka? — aproximou-se da invasora, olhando para seus companheiros. Antes de receber qualquer resposta, prestou atenção nas palavras do líder do pelotão. Takeshi propôs uma formação para proteger Aelin e Topazu, que seriam os responsáveis por carregar Hinka até a delegacia.

— Ok! Eu fico na direita! Pode confiar em mim. — disse animado, levantando a cabeça e estufando o peito, ficando em posição de sentido.

Enquanto esperava os outros ninjas se organizarem, Senko continuou a pensar nas palavras da Sombra do Vento. “Ok, o nome dela é Hinka, sim... Mas quem é esse Shaka? E o Kazekage-sama identificou os invasores tão rápido! Ele é tão incrível!”.

Considerações:
(c)
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Seg 17 Ago - 23:29



Topazu Kirameki


HP:800/800 | CH:625/650 | ST: 0/5 | Velocidade: 14m/s

A aura da desconhecida não era a única coisa assustadora que ela tinha, como também mostrou aos jovens uma velocidade inumana em sua tentativa de ataque a Shinka. Seu movimento foi tão rápido que Topazu não conseguiu seguir com o plano das bombas de fumaça, já que no momento que pensou em mexer suas mãos para arremessar as armas a oponente já estava cara a cara com o pequeno genin. Este estaria morto naquela hora se o kazekage não tivesse chegado para interferir, superando a velocidade e força da desconhecida por uma margem bem grande.
O garoto se sentiu uma formiga ao lado de dois titãs naquele momento, e talvez só havia chegado tão perto da morte no dia em que viu Okina no céu de Suna, pouco antes de causar a destruição da vila inteira. Mesmo sabendo que o kazekage estava com a situação sobre controle, não conseguia sentir qualquer tipo de alívio, e nem sabia o que pensar sobre o que estava acontecendo. A única coisa que tirou daquela luta foi o tamanho do poder do kazekage, que até então era um mistério para o jovem.
“Se ele não estivesse aqui, se ele não tivesse chegado a tempo, Shinka estaria morto agora, e seria minha culpa.”. Em uma situação normal Topazu estaria agradecendo aos espíritos pela proteção, que teria sido entregue por meio do líder da vila, mas seu foco estava na sua falta de força e habilidade para conseguir proteger seus aliados. Se antes de iniciar os combates estava animado com a aparição de Takibi em suas meditações, e da chance de mostrar do que era capaz para os protetores, sua empolgação caiu por terra com tudo que acabara de ocorrer. “Como eu vou mostrar minhas habilidades se eu não tenho nenhuma para mostrar?"
A luta acabou rapidamente e o kazekage saíra como vitorioso, encarregando ao grupo a tarefa de encaminhar a tal de ‘Hinka’ para a delegacia da vila. Takeshi pedia para Topazu ajudar a levar a mulher, o que ele sabia ser uma decisão inteligente, mas infelizmente não podia concordar, pois sentia que as trevas em sua cabeça iam retornar para atormenta-lo.
-Eu.... Eu peço mil perdões Takeshi, mas não estou b...bem para fazer isso. – A humilhação em ter de falar aquilo só o deixava ainda mais nervoso.
A maldição sempre chegava nos momentos mais importunos, e isso já era tão ‘comum’ que, junto da tristeza que afligia seu coração, sentia também uma raiva profunda de não conseguir fazer nada para para-la. “Desculpe pai, desculpe mãe, mas eu sou fraco...”. Quando o grupo começasse a se mover de novo, tentaria acompanhar, mas se deixaria aberto para qualquer ataque surpresa que pudesse acontecer no caminho. Caso conseguissem chegar na delegacia, ficaria fora dela e se distanciaria um pouco do grupo, para conseguir aguentar o peso dos seus pensamentos em paz.


Considerações:

[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 73318106e2edc17140311913c4ae2bdb

Akihito
Tokubetsu Jonin
Akihito
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 73318106e2edc17140311913c4ae2bdb

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Ter 18 Ago - 3:07

[Cerco à Sunagakure] Laboratório e Defesas

Empatia



Após o curto embate verbal entre Erwin e Tatsumaru, nos dirigimos à casa abandonada, localizada alguns quilômetros à nossa frente. Chegando lá, fomos surpreendidos por um grupo de ninjas que já se encontravam no local. Felizmente, logo os identificamos como ninjas da aliança, componentes do time do Mizukage. Dentre eles, eu conhecia apenas um, pois este havia atraído minha atenção no acampamento. Como era mesmo o nome dele... Fubuki? Ao que parecia, aquele seria um momento de descanso, de calmaria em meio à tempestade, mas as novas trazidas por Jiro mudaram tudo...

"A Sombra do Som está morta". Ao ouvir isso, meu coração estremeceu, minha respiração tornou-se lenta por alguns segundos, e meus olhos, fixados nos do Sarutobi, se quer piscavam. Se alguém me olhasse, não veria esboço algum de reação; isso por que, dentro de mim, dentro de meu ser, nada mais eu via ao meu redor, senão um enorme vazio, como se trevas e uma densa escuridão tivessem me cercado. Eu não conseguia mais sentir o chão abaixo de mim. Aos poucos, as vozes dos que me circundavam se esvaiam, dando lugar a um longínquo e agudo zumbido — tal qual o pós-efeito de uma explosão próxima ao ouvido.

— Não... Não é possível... Não pode ser... É mentira! — gritava eu, sem nem perceber que tais palavras se limitavam à minha mente. Naquele momento, senti como se estivesse em uma das minhas próprias ilusões. Lágrimas logo começaram a escorrer de meu rosto, externando minha dor e sofrimento.
De repente, quando senti uma mão tocar em meu ombro, o véu da realidade se rasgou para mim, trazendo-me de volta àquele casebre abandonado. Era Taiyou, que me falava palavras de conforto. O peso de sua mão em meu ombro parecia para mim como um fardo de toneladas, de forma que minhas pernas estremeceram, fraquejaram, e eu fui ao chão. De joelhos e chorando em um intenso silêncio, não conseguia aceitar aquela situação. Embora minha vontade fosse de gritar a minha angústia aos sete ventos, resolvi contê-la dentro de mim, pois o pouco de sanidade que me restava fazia-me perceber que aquilo só poria em risco mais pessoas do que eu já tinha posto.

— Como pôde? Porque? Porque de novo? Porque comigo? — murmurava em baixo som para mim mesmo, com uma voz trêmula.
Um filme passou em minha mente. Lembranças de um passado que eu pensava ter superado. Lembranças da lenta e dolorosa morte daqueles que eu amava e não pude proteger... lembranças de minha mãe!
Desde aquele dia... desde aquele fatídico dia, eu jurei pra mim mesmo que não permitiria que ninguém que eu amo ou admiro sofreria de novo, jurei proteger e ajudar aqueles que necessitavam, tal qual minha mãe fizera. Aquela era a minha principal — e talvez única — motivação como um shinobi. Mas eu havia falhado!
— Porque essa maldição? — me perguntei em murmúrios, remetendo-me à indagação que um dia havia feito, frente ao túmulo de minha mãe.

Eu não conhecia L-sama em seus pormenores, mas o já tinha em alta estima. O admirava como um líder e como um mentor, como um exemplo a ser seguido, alcançado e eventualmente superado. Nele eu via o reflexo do que eu interpretava como a Força do Som: o desejo de continuar lutando para proteger aquilo e aqueles a quem se ama; a vontade de superar qualquer desafio ou barreira; e a força de caráter para se erguer e se manter firme em prol dos seus ideais! Não via isso apenas nele, mas em todos que pareciam haver herdado essa Força desde seu nascimento e criação. Mamãe, Papai, Diyoza-kun, Kiseki-chan, e até mesmo Athros-sensei... Todos eles!
— Porque essa maldição? — mais uma vez me indaguei. Parecia que todos que se aproximavam de mim tinham um destino trágico.

Como poderia retornar à vila depois desse meu fracasso? Eu jurei protegê-lo por minha vida, mas era ele quem estava morto, não eu; eu jurei segui-lo até o fim, mas o deixei ir; eu jurei seguir os meus instintos, mas eles haviam falhado!
No entanto... O que eu, um mero chūnin, poderia fazer?
— NÃO! Era meu dever! Minha obrigação! — pensei, rangendo os dentes e me contendo para não socar o chão da casa, em negação às justificativas que eu dava aos meus próprios erros.
Neste momento, dos meus marejados olhos carmesins, lágrimas de sangue começaram a escorrer, algo comum para possuidores do Ketsuryūgan, mas que normalmente acontecia apenas após o uso intenso do doujutsu. Era a segunda ou terceira vez em toda minha vida que isso me ocorria em uma situação adversa de intenso choque emocional. As lágrimas escarlates que pingavam de meu queixo tremebundo escorriam entre meus dedos, me fazendo perceber que minhas mãos estavam tão sujas com aquela morte como as da pessoa que a havia consumado. Aliás... Como aquilo foi acontecer? Lawliet Hawk, o Juiz do Submundo, A Primeira Sombra do Som, um dos shinobis mais poderosos de sua geração. Quem seria capaz de sobrepujá-lo? Agora, além de uma profunda tristeza e desgosto e além de um forte furor, sentia também um horrendo temor!

Foi então que, em meu outro ombro, senti o toque de outra mão. Era Erwin quem desta vez tentava me ajudar a superar tudo aquilo. Eu valorizava muito a solidariedade que eles tentavam demonstrar, mas apenas palavras não pareciam suficientes para me tirar daquele poço. De alguma forma, porém, encontrei forças para me levantar, para romper aquele abismo. De alguma forma, senti que uma fagulha da Força do Som — algo que talvez não passasse de um devaneio meu — ainda cintilava dentro de mim, como uma ponte entre abismos: mesmo o medo de atravessá-la me fazia sentir-me mais vivo!
— Vida... Viver... Sim...
Mesmo com minhas convicções parecendo cair ao meu redor, algo me segurava pelos braços e me fazia levantar. Talvez fosse o desejo instintivo de viver, ou talvez fosse a vontade de tornar a minha insignificante vida em algo pelo que valesse a pena lutar, para que o sacrifício daqueles anteriores a mim não fosse em vão.

Após uma última olhada para o rosto de Taiyou-kun e Erwin-san, enxuguei com meu antebraço direito as lágrimas sangrentas que pintavam de rubro meu rosto, não me preocupando com as manchas que isso iria deixar. Com um forte suspiro, me levantei. Com minha mão esquerda, pressionei com força a direita, fazendo arder a cicatriz que nela estava. Aproximei meu punho direito, cerrado, de meu rosto, encostando o anel dourado — que havia herdado de minha mãe — em minha boca. Após alguns segundos com os olhos fechados, fazendo o que mais parecia uma prece pela alma de alguém que se partia, abri meus olhos, já com um semblante mais sério, e disse com voz firme:
— Vamos em frente... Custe o que custar!



1135 palavras
475/475 HP || 487/487 Chakra || 00/04Stamina
Considerações:
Informações:
Template by @wyalves

[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 URkFDZ9

Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 URkFDZ9

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Ter 18 Ago - 3:11


MONOGATARI SHOUJO AYUMU☆MAGICA
HP 800/800 | CH 877/900 | ST 00/04 | Sakin 2970/3000
Palavras: 599.
O plano aparentemente tinha falhado. Aquela mulher que parecia ser amistosa, tinha mudado completamente sua feição para algo bastante intimidador e partiu em cima daquela recém-conhecida. Sem ter tempo de reação aquele pequenino ser, já estava prevendo um desastre em iminência ocorrer, provavelmente aquele seria o seu fim, até que... Uma presença nova estava aparecendo.

O que era a morte, acabou se tornando seis vidas salvas. Incrivelmente a mulher fora lançada para a parede. E quem fora o herói que salvara Ayumu? Nada mais, nada menos, do que o grande Kazekage, o ser mais forte de toda a vila, que Ayumu sempre teve um grande respeito e carinho, mas naquele momento, o que ela sentia era: gratidão.

Ela nunca fora tão próxima do grande líder, e não conseguia mensurar o poder dele assim como o quão atarefado ele era, mesmo assim, ela jamais pensaria que tal homem iria aparecer ali, e salvar a todos, sem nada em troca. Talvez ele estivesse cuidando de todos da vila ao longe, certamente. Ele era... Louvável.

O Kazekage então falou, e Ayumu apenas olhava sem nem piscar, como se tivesse vendo o herói. Será que realmente ele de fato o herói? Ela algumas vezes tinha se questionado acerca disso, porém, nunca partiu para perguntar ou questionar acerca desse assunto, as suas buscas nunca foram nas grandes forças atuais, e sim para quem poderia se tornar o herói. Ela sempre pensou que o herói iria aparecer, mas...

Será que tal herói já não tinha aparecido?

Ela olhava como se ele fosse um Deus, não... Era mais que um Deus, era o lendário herói, mas como tirar a certeza acerca disso? Somente perguntando, infelizmente tempo não tinha. O salvador então começou a falar com a mulher, dando o nome de Hinka para ela, eram conhecidos, e então a mulher fora atraída para o salvador e ele deu um grandioso golpe, digno do herói, e a mulher começou a cuspir sangue no chão.

O líder então disse que tinha anulado o chakra dela, queria que ela fosse interrogada e disse que ela estava inofensiva. Ele amarrou-a, de um jeito que provavelmente só o herói fizesse. Ayumu queria perguntar, queria, mas não sabia como reagir e não fazia nada. Ele então pediu para levar ela... O homem perguntou para a mulher sobre uma outra pessoa que era realmente importante, o Kazekage iria atrás de Shaka, então, esse homem deveria ser realmente bastante perigoso. Ele fez um sinal de jóia e sumiu... Deixando a anã deslumbrada com tamanho misticismo e poder.

Infelizmente, ela não conseguiu fazer o que tanto sonhava, acabou não perguntando se ele era realmente o herói, ela não sabia, porém, ela realmente queria que fosse ele, a figura que iria dar para todos aquilo que poucos conseguem.

— Um dia o grande herói irá aparecer... — Disse aquela frase que falava com certa frequência, enquanto olhava reflexiva.

E será que ele já não tinha acabado de aparecer?

E não poderia perder tento sendo tapada, aquele pequenino ser desprovido de altura, tinha ordens do Kazekage e do seu companheiro, para levar a mulher para a delegacia. A sua companheira estaria levando a mulher, já o Punk não, Ayumu não teria forças e nem aquele menino pequeno.

— Ei menina, ajuda aí! — Dizia apontando para Shinka.

Esperaria que a menina ajudasse, pois a anã queria acompanhar e ajudar no suporte do grupo. Ela acompanharia observando se teria algum inimigo próximo. Estava tudo um caos, então estar sempre em alerta era crucial, e com Hina, a gata, em seus ombros, teria uma possível grande ajuda que somente os felinos conseguiriam perceber.

Considerações:
( 〃▽〃)
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 AKatsuki2

ShinkaFubuki
Genin
ShinkaFubuki
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 AKatsuki2

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Ter 18 Ago - 19:59


Encontro com a morte

451 palavras



O genin já estava preparado, a estrategia era simples, não parecia que algo poderia dar errado, mas pelo contrário, a mulher saca duas lâminas, era realmente o que Shinka temia,  a mulher não tomaria um ''não sabemos'' como resposta, avançando em sua direção, mais rapido que todos poderiam acompanhar, especialmente o inexperiente marionetista, sua vida inteira até aquele momento passava pelos seus olhos, todos seus sonhos e futuro iria ser eliminado naquele momento, porém antes de tomar o golpe e sua alma levada para o além, um som calmo é falado, Shinka não conseguiu ouvir direito o que era, tudo que consegue ver era a sua assassina, sendo não só interrompida, porém jogada para longe, como se tivesse algum campo repulsivo ao seu redor, a invasora falava com o homem, essencialmente o chamando de traidor, se perguntando o que aconteceu com o tal homem, o mesmo vai para perto de nós, era o herói da vila, o poderoso Kazekage, mostrando habilidades desconhecidas e estranhas, claramente mostrava se importar com seus cidadões, perguntado sobre o bem estar de seu grupo, logo em seguida olhando para a invasora novamente, revelando seu nome, ''Hinka'',  Shinka observava surpreso e com medo dos poderes que o Kazekage demonstrava, com o comando de sua voz, a invasora era puxada para sua mão, sendo pega pela garganta e tomando um chute no estomago, criando uma onda de ar que empurra o titeteiro para trás, a luta dos dois estava mais para um massacre de Hinka, o lider da vila simplesmente chuta o rosto da mulher e com um golpe, anula seu chakra por completo, a amarrando em linhas de chakra, o Kazekage parecia conhecer Hinka de outros tempos, porém não era da conta do genin perguntar sobre isso, o Kazekage então dá uma nova missão para os 6 ninjas, levar a capturada para ser interrogada, desaparecendo logo em seguida

Então por fim, o lider do grupo começava a falar e dar as ordens, Shinka ainda estava ruim, tanto por ter sido mais um peso para ser salvo, quanto por quase ter perdido sua cabeça, observando o resto do grupo, o grandalhão Topazu não podia levar a Hinka, então apenas sobrava outras 3 pessoas, antes de Shinka falar algo, a anã aponta em sua direção, sugerindo para ele levar a mulher, ignorando o fato da pequena kunoichi ainda pensar que ele é uma menina, pensando que é melhor deixar algo assim para depois, acenando com a cabeça para ela ao concordar com a ideia, o genin faz sua marionete se prender ao seu corpo e assim parte para levar a mulher, mesmo que seja bastante desconfortavel segurar e tecnicamente ajudar uma pessoa que tentou o matar a pouco tempo.

Hinka na cadeia


HP: 200 / 200 | CHA: 200 / 200  | ST: 02 / 02
Considerações:
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 VMNipg0

Bending
Chūnin
Bending
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 VMNipg0

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Qua 19 Ago - 1:30

[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 Tumblr_n4ujdaNQsj1qzjtx0o2_250
HP: 1500/1500 — CH: 1700/1800 — ST: 00/06

Sem que pudesse fazer muito a respeito, percebeu que o grupo estava sendo tornado cada vez mais caótico, um fato que resultava em um misto de sentimentos contraditórios. Por um lado, era de sua natureza prezar por atitudes fora do padrão, que desafiassem a ordem vigente. Do outro, tinha noção de que era algo muito perigoso para se fazer em meio a uma guerra como aquela. Dado a tais constatações, decidiu permanecer calado diante da discussão entre os ninjas de Iwagakure e Kumogakure. Somente teceria um único comentário, no intuito de claramente evitar novos dramas e finalizar o assunto. — Os dois foram salvos por mim, então tanto faz. — exibiu-se, com um sorriso bastante cretino.

Em seguida, abandonou ambos e voltou sua atenção ao garoto de Otogakure. Seu toque anterior, por mais que buscasse atingir um consolo amigável, fez ele cair no chão. Era melhor, sem sombra de dúvidas, deixá-lo superar aquilo sozinho. Caso contrário, poderia fazer com que seu emocional piorasse. O que mais lhe surpreendeu, contudo, foram as lágrimas de sangue e o belo olhar escarlate que agora se manifestavam. Engoliu em seco, curioso sobre aquilo, mas compreendia que ficar fazendo perguntas não seria adequado naquele momento. — Certo. — proferiu, tornando a dialogar com o líder da outra equipe. — Se já terminaram de descansar, acredito que podemos partir para o objetivo.

Informações Gerais:

_______________________

[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 Tumblr_p39mi0qFGp1x2mcf9o1_540
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Qua 19 Ago - 3:08


Monogatari Series: Kaguya Aelin  
palavras: 400
A mulher não aparentou muito contente com as respostas dadas pelos “Sunenses”. Logo, decidiu partir para cima dos shinobis, mais especificamente do garoto da marionete. Aelin só teve tempo de arregalar os olhos e lamentar pela morte do jovem. Talvez, fosse o dia de sorte deles. Ela não viu uma cabeça rolando e um montante de sangue jorrando. Muito Pelo contrário. Antes que ela pudesse executar o golpe, foi jogada contra uma parede. Mais uma vez, a Kaguya arregalou os olhos. “Como?” — Pensou, primeiramente. Ao olhar para o lado uma figura conhecida apareceu. Claro. Não podia ser outro. Ele mesmo, a maior figura da vila e àquele que os motivara a estar ali. O Kazekage. “Mas... Que papo torto é esse? Eles se conhecem? Então, por que...?" — O pensamento fora interrompido por mais uma poderosa sequência de golpes de seu Líder. A invasora que outrora facilmente aniquilaria o sexteto, caiu sem chances de reação. “Incrível... Então esse é o nível de um kage?” — Olhava, admirada. A Sombra, então, amarrou-a e designou uma nova missão ao grupo: transportar a, agora, prisioneira.

Antes que pudesse se livrar, o trevoso já havia sugerido que ela a carregasse. Aelin revirou os olhos e bufou. Mas apenas seguiu com o combinado. Encarou a mulher e se aproximou, segurando-a de forma que tentasse evitar que ela escapasse, mas ainda conseguisse ficar em pé.  Olhou para o garoto dos piercings e esse, por algum motivo que ela não entendeu, recusou-se a ajudar. Mais uma vez a kunoichi bufou. “Que saco, parece que vou ter que fazer isso sozinha.” — Resmungou.

— Tanto homem nesse lugar e eles deixam o trabalho para uma dama. Pode isso, amiga? — Falava com a prisioneira, emitindo um tom irônico para com seus colegas. Contudo, antes que pudesse fazer qualquer coisa, a anã sugeriu para que o genin de cabelos brancos a ajudasse e, assim, ele o fez. — Ufa... Ao menos um. — Indagou. Assim que todos estivem preparados, prosseguiria andando com ou arrastando Hinka, tentando não baixar a guarda. Embora confiasse no poder do Kazekage, não sabia nada sobre àquela mulher e o que ela era capaz de fazer. Então, tentaria não dar chance ao azar, ainda mais estando tão próxima dela. — Aliás, Hinka-sama... — Deu uma ênfase ao sufixo “sama”. — Esse é seu nome, certo? Não pude deixar de notar, você e o Kazekage se conhecem? — Queria entender os questionamentos que se fez instantes atrás.

HP 950/950 | CH 1275/1275 +50 | ST 00/06

Informações:
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 100x100

Satoru
Jonin | ANBU
Satoru
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 100x100

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Qua 19 Ago - 4:13


Em busca do conhecimento
Planejando o futuro




HP: 1300/1300
CH: 2075/2075
ST: 00/04

Depois que o grupo se reuniu e Ban terminou de salvar os três aliados, os mesmos mostraram ter já uma missão, e precisavam seguir adiante. No entanto, antes de irem deram uma informação à dupla. Hinka estava lutando sozinha. - Quem é Hinka? Pensou Ban que, mesmo não sofrendo de amnésia, também não se lembrava dela, entretanto, pelo fato de ser da aliança e o trio falar dela com ênfase, deu a entender ser alguém importante. Claro, evidente de ser importante ou não, só pelo fato de ser da aliança já era um bom motivo para Ban seguir e ajudá-la.

- Certo, vamos ajudar ela então! Diria Ban, logo em seguida analisando o local e em seguida seguindo em direção a onde a moça estava ou pelo menos deveria estar, conforme o trio afirmou. Antes de iniciar seu movimento dialogaria Ban com Mikan, pedindo pela ajuda da garota. - Vamos também? Acho que seu sensoriamento pode ser útil para evitar sermos pegos desprevenidos. Conversaria num tom em que apenas os dois pudessem ouvir, sempre bem atentos. Independente de a resposta da moça ser positiva ou negativa, após ouvir Ban seguiria em direção de Hinka.

Por sorte estava de madrugada em Suna, que somados com sua vestimenta escura, sua habilidade de rastreamento e sua experiência, resultaria num movimento oculto e com muita cautela, podendo a dupla chegar até o local destinado sempre bem atentos e sem serem notados. O alvo de apoio era Hinka, logo, caso ao chegarem não encontrassem a moça, Ban tentaria encontrar possíveis rastros de sua localização, podendo seguir logo em seguida em busca da mesma. No primeiro instante Ban não queria se aproximar da mulher, apenas analisar o que estava ocorrendo de longe, portanto, caso encontrar, Ban tentaria manter distância e oculto ficaria analisando para entender o que estava acontecendo antes de agir.




OBSERVAÇÕES:

Template do Kaay
Convidado
Convidado
Anonymous
Vilarejo Atual

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Qua 19 Ago - 22:14


Guerra!
Farpas


T
atsumaru chegou à casa com os demais do esquadrão. O clima com Erwin ia de mal a pior, visto que o Senju não respondera a réplica do cientista e guardou para si aquele “aviso" em tom de ameaça. Aquilo era remoído em seu íntimo e fazia sua garganta arder, mas o garoto deixou para lá. Aparentemente, Erwin não entendeu do que se tratava a conversa, levando o sentido para outra direção. Tatsumaru não teve intenção de enfraquecer a sua liderança, apenas pediu para que o líder agisse como um líder de fato. A forma como Erwin lidou com a crítica deixou algo claro para o Senju:

” Seu ego inflado é mais importante que a missão... definitivamente, não vou falhar e muito menos morrer por causa desse idiota egocêntrico. Como esse sujeito sobreviveu nesse mundo até aqui? Eu o conheço a poucas horas e já quero matá-lo. Não... deixa disso, não posso me distrair do real objetivo e provavelmente nunca mais verei esse patife quando tudo acabar. Você não vai nos atrapalhar, Erwin.“ pensou ele

Tatsumaru interagiu de forma distante com os outros presentes na casa, mesmo com quem ele já conhecia, apenas acenando e desejando-lhes boa sorte em suas tarefas. Aparentemente o garoto estava envolto em preocupação e sua mente ia longe, pensando em tudo que passou agora a pouco e imaginando como seria daqui para frente. Secretamente o jovem clamava pela vida e sucesso de todos os seus companheiros.

Voltando-se para a missão, agora devidamente descansado e checando novamente seus equipamentos, Tatsumaru se levantou e se pôs à disposição. O jovem manteria sua postura, seguiria novamente o cientista rumo ao objetivo, assim como ele, movendo-se furtivamente pelas sombras e aguardando pacientemente por informações dos ninjas sensoriais.

No início do caminho, Tatsumaru não se segurou e sussurrou algumas palavras para Erwin.

- Não se preocupe Erwin, eu não quero enfraquecer a sua liderança. Você já faz isso muito bem sozinho... E aliás, da próxima vez que quiser me intimidar, pense duas vezes você. Então, pense bem! e use a sua tal inteligência “caviar"... esta que eu nunca vi, nem comi e só ouço falar. – Tatsumaru estava visivelmente irritado, o que lhe fazia agir daquela forma.

- Hihihi - Mandarin abafou uma risada ao ouvir aquilo.

- Agora vamos à missão. Outra hora resolveremos isso... aguardo suas ordens, capitão. – Esta última frase, ao contrário da última, não teve nenhum tom se ironia empregado.

Tatsumaru Senju seguia com seu time, sempre atento aos arredores. Já Mandarin, este seguia em sua gola e cuspia no chão toda vez que olhava para o rosto do cientista.




HP: 2500/2500 (nerf = 1250/1250); CH:5000/5000 (nerf = 2500/2500); CN: 00/400 (nerf = 00/200); ST: 00/08

AVANTE!

Equipamentos:

Pet:

Databook:

Jutsus:

Considerações:
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 LE7jCRx

Klee
Genin
Klee
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 LE7jCRx

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Qua 19 Ago - 23:21

 

HP: 900/900 × CH: 1.287/1.287 × ST: 00/07 × CN: 000/400
A Yamanaka teve êxito na jornada até o Leste, agora estava acompanhada de Ban, o ninja de Iwagakure qual estava ao lado dela na primeira formação.

Ao se unirem, os demais que acompanhavam o rapaz tiveram que se afastar alegando terem novas ordens, ela apenas acenou sem problemas e desejava boa sorte no que fossem suas novas tarefas, mas não antes deles darem uma informação importante. Eles reportaram ao loiro, talvez por ser o mais experiente, desde que ele estava em um nível acima de patente que ela. Mikan apenas manteve-se atenta as informações, tentando lembrar-se da mulher no acampamento, sua aparência não estava clara na mente da garota, apenas sabia que ela era líder de uma das grandes vilas aliadas, sendo assim, eles deveriam se apressar para tentar evitar que o pior acontecesse. Esperaria por  novos comandos do rapaz, respeitando-o como um Jonin.

Okay, vamos até lá. — assentiu em resposta ao uso de seu sensor, mesmo que ela notasse claramente que havia algo errado com seu alcance, não entendendo o motivo inicialmente, mas evitou questionar Ban, pois poderia ser algo apenas de si.

Ao determinar o rumo e seguir em frente ao local dito pelos aliados, Mikan o acompanhou cautelosamente, espreitando-se nas sombras noturnas para não detectarem a sua silhueta, e também, pelo fato dos trajes não aliviarem os julgamentos de serem eles os invasores. Era certo que a vila já sabia daquela invasão até aquele ponto, tendo em vista o que presenciara ao Norte.

Manteve-se junto ao rapaz, analisando primeiro a situação apresentada antes de tomar qualquer iniciativa impulsiva.


Considerações:


[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 150px-Uzushiogakure_Symbol.svg

Nero.
Jōnin
Nero.
Vilarejo Atual
[Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Página 2 150px-Uzushiogakure_Symbol.svg

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado Qui 20 Ago - 3:14







XVII.


Erwin de Kumo, sua mão direita se encontrava com a do homem de olhos castanhos, o mirando de baixo para cima tamanha a diferença de alturas. Um aperto firme e breve entre os líderes remanescentes que se uniam para, quiçá, a missão que poderá definir se a aliança sairá vitoriosa ou se estarão se lançando à própria cova. Se desvencilhou do cumprimento e observou com olhos frios a toda comoção provocada pela notícia da morte da Sombra do Som.
  Deviam ser bem próximos, deu pouca importância ao jovem rapaz que derramava lágrimas de sangue e caminhou para próximo do homem que liderava o grupo agora. Não pretendia manter-se com as rédeas do comando em suas mãos por mais tempo, apenas até que conduzisse seus dois parceiros em segurança ao novo destino. Mas não deixarei de olhar por estes dois. Lembrou-se do quão importantes foram durante suas tarefas na guerra até aqui e enfim percebeu que uma parte de si, inconscientemente, já havia criado afeto pelos garotos de olhos brancos.
  Deu de ombros. Sabia que não era hora de devaneios, ainda tinham uma missão a cumprir e, enfim, permitir que a aliança entrasse em guerra de igual para igual. Certificou-se de que ninguém estaria próximo o suficiente para ouvi-lo e percebeu sua pequena dragonesa arrumar-se sobre seu ombro direito. Estava à vontade em meio a todos aqueles ninjas, ele então sabia que estava de fato cercado de homens de confiança.
  — Perdemos a Sombra do Som por sua arrogância. — disse em voz baixa para que apenas Erwin, ao seu lado, ouvisse. — Precisamos concluir nossa missão o quanto antes para que a Aliança possa entrar na guerra e lutar com todas as forças.
  O homem da Nuvem apontou o objetivo e, ao fim do breve descanso, liderou o time em sua marcha para o Laboratório. Todos sob os trajes negros como a noite, banhados por feixes de prata que invadiam pelos estreitos becos escuros por onde o grupo se esgueirava como ratos em fuga. Sinalizava a todo momento para seus parceiros de olhos brancos, pedindo proximidade. Quanto mais próximos os mantivesse, mais informações sobre os arredores teria e poderia repassar à Erwin.
  O novo time seguia olhando cada passo que dava.
  Pina aproximou-se de seu ouvido.
  — Jiro-san, tem muita gente. — o sussurro invadiu.
  — Quantos? — ele indagou, cochichando.
  — Vinte e cinco.
  Ele sentiu a pequena estremecer, mas seu semblante coberto pela máscara manteve-se calmo. Era de se esperar que fosse uma área vigiada, dados todos os cuidados que os inimigos da Areia tiveram, resguardar aquele com mais homens era o mínimo.
  Pelas sombras, aproximou-se do homem da Nuvem e pediu que seus companheiros o acompanhassem com um acenar da mão direita. Ajustou-se próximo a Erwin, não abandonando as sombras tampouco provocando ruídos.
  — Vinte e cinco homens guardam o perímetro. — ele informou ao outro e apontou para Sagoh e Fuyuki. — Estes dois poderão detalhar melhor o terreno para nós antes de agirmos.


HP: 4000/4000 // CH: 8050/8050 // CN: 200/400 // ST: 00/07



Bolsa de Equipamentos Personalizada:
Armas:
Usados & Ativos:
Considerações:
Resumo:

_______________________

f // g.f // b // t // i // m.i
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Cerco a Sunagakure] 02:00 Leste (Laboratórios e Defesas) - Publicado

Resposta Rápida

Área para respostas curtas

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte