>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, mas simplesmente o melhor!
Arco 10:
RemanescentesAno: 69DG
Hanatarō olha para a vila do topo do prédio do Departamento de Pesquisa. Há dois anos era uma salinha no fim do laboratório geral da vila, agora tinha seu próprio prédio tão alto quanto o próprio escritório do Kazekage. Hanatarō sorri vendo as pessoas andando felizes na nova vila construída graças aos avanços científicos realizados com a inteligência de Takura, sua mentora. Antes, ele só via uma vila pobre, com construções de areia frágeis, com um horizonte desértico, dependendo de outras vilas, inclusive de Konoha, para conseguir sobreviver, mas agora... Sunagakure estava grandiosa novamente e tinha comprado sua independência. As construções ainda tinham porções de areia, mas eram forjadas em metais nobres, em ouro, em prata, criando grandes casas e prédios. As lojas estavam cheias de especiarias únicas, pois o trabalho de encontrar certos ingredientes se tornou muito mais prático desde que a vegetação voltou a florescer nos arredores da vila; onde antes era só deserto agora possuía vielas de relva, florestas, rios e uma fauna cheia de roedores, mamíferos e carnívoros.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Primavera

Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
Ícone : [Graduação] — A Rosa Negra S6sO2B9

https://www.narutorpgakatsuki.net/t72306-fp-oshiro-ayumu https://www.narutorpgakatsuki.net/t72312-gf-oshiro-ayumu

[Graduação] — A Rosa Negra - em Dom 19 Jul - 23:35


Narrador: Lollipoppy

Ramalhete de Flores

@Jung Yukiko

Música

Apenas o silêncio e a tão comum profunda névoa faziam companhia para aquela tão pálida e triste figura que solitariamente estava ali, ajoelhada. Em sua mão direita segurava um ramalhete cujas rosas estavam tão belas e impecáveis, aparentando que foram cuidadosamente postas e embrulhadas, e postas de uma maneira aonde avistava-se onze rosas, sendo dez rosas vermelhas e lá no centro uma única e destacada rosa negra. Então aquele pálido ser, estava colocando-as, lenta e cuidadosamente, sob o solo gélido e cheio de vida, enquanto os olhos continuavam a fitar aquele tão visto e conhecido lápide, falando sutilmente o que a boca não conseguia expressar.

Um homem bastante alto e franzino, de uma pele pálida e cabelos de fios lisos e médios tão brancos e mal penteados que estavam bagunçados e aparentavam que ele não cortava tinha alguns meses. O entorno de seus olhos possuía algumas marcas tingidas de coloração vermelha que destacavam um pouco seus pequenos olhos esverdeados. Já suas vestes apenas demonstravam que aquele homem era um ninja de Uzushiogakure no Sato, pois estava trajando uma blusa negra, junto de calções negros, uma bandana de Uzushiogakure no Sato em sua testa, e um colete acinzentado que possuía como detalhe um pequeno símbolo do clã Hyuuga nas costas do colete.

Tal homem que encarava aquela lápide, gentilmente a acariciou enquanto conferia se ela estava limpa como tinha deixado, e se levantou. Lentamente foi indo embora, iria para o grande portão, mas não antes de realmente deixar aquele local, olhou novamente para a lápide uma última vez, dando o seu adeus.



“Aquele que amamos não se ausenta,
se traduz em eterna saudade."
"Hyuuga Yuki”.


* * *


O que seria o sucesso? Talvez fosse obter um êxito, algum acontecimento favorável, ou até obter consequência positiva. Sucesso é uma palavra que sempre remete a pensamentos positivos, e mesmo tendo inúmeros significados, nunca se coloca sucesso como sinônimo de fracasso, mas existem algumas vezes que o fracasso consegue ser melhor do que o sucesso. Quantas e quantas pessoas perambulavam pelos quatro cantos do mundo procurando algum sentido, algum sucesso, algum sonho? Quantos ninjas vagavam em difíceis missões, enfrentado adversidades além do imaginado, apenas para obter o sucesso? Existem casos em que se deve olhar para o que fora renunciado, para depois julgar o sucesso obtido.

Naquela gélida noite de Uzushiogakure no Sato, a névoa não apenas estava para deixar os cidadãos em suas casas, também estava para deixar um recado para um gentil habitante de sua cidade. Não se sabe quando, mas daquela vez não fora um mensageiro que trouxera aquela mensagem, nem mesmo um carteiro, e sim aquele animal que estava bem ali deitado na janela olhando com seus penetrantes olhos azuis vesgos para a menina protetora de cabelos curtos.

Um gato siamês, de pelos acinzentados e patas, focinho e rabo de coloração marrom-escura. Ele olhava fixamente para a menina, parecendo que ela era whiskas sachê, só que nem era isso. Ele estava com uma bolsa pequenina em suas costas, que continha um pergaminho escrito por alguém que possuía uma letra cursiva tão bonita, que seria reprovado em medicina caso tentasse só pela letra, caso ela pegasse, veria que tal pergaminho teria uma mensagem direcionada a ela.



“Cara Jung Yukiko,

Venha urgentemente. Isso é uma missão de extrema importância! Se direcione até o Portão Norte, e ande reto até me encontrar!

Son.”


A vila estava quase deserta, apenas um ou outro cidadão que andava em passos rápidos para sua casa para se proteger do frio. Dos portões ninguém estava chegando ou saindo, mas a vigilância estava no mesmo nível de sempre. A jovem de cabelos azuis não teria uma caminhada difícil mesmo com a densa névoa, pois a trilha que existia no Portão Norte era bastante simples, com uma relva baixa com muitas e muitas rosas.

Um quilômetro depois daria para enxergar as costas de uma figura que estava em cima de uma grande rocha. Era um homem, alto, e magro que tinha cabelos brancos de fios lisos médios, mas estavam mal penteados e tão bagunçados. Vestindo indumentárias negras e por cima um colete acinzentado com um pequeno símbolo do clã Hyuuga no meio das costas do colete. Ela notaria facilmente que ele estava esperando por alguém, e veria marcas vermelhas no contorno dos olhos, que eram de íris pequenas e esverdeadas. Sua bandana? Bom, não estava na testa, curiosamente estava na sua mão.


Considerações:
- Bom dia,

Está aqui o início de sua graduação. Como dito anteriormente, peço desculpas pela demora, mas tinha dito que até às 02:00 iria sair. O planejado são 10 turnos, pode ser um pouco mais caso o enredo se arraste, ou infelizmente um pouco menos caso ocorra alguma fatalidade. Por hora, digo novamente o meu "boa sorte".

Dúvidas, pode mandar no Discord! Bom turno!
Post 1/10
-
Jung Yukiko
Chūnin
Jung Yukiko
Vilarejo Atual
Ícone : [Graduação] — A Rosa Negra Tumblr_nvz4z1bg2t1ugye8so2_250

https://www.narutorpgakatsuki.net/t71819-ficha-jung-yukiko https://www.narutorpgakatsuki.net/t71827-gf-jung-yukiko

Re: [Graduação] — A Rosa Negra - em Ter 21 Jul - 18:28

Uma fria noite de inverno caia pela vila, poucas pessoas se arriscavam a sequer ficar pelas ruas, Yukiko seria uma delas, apesar de gostar de ficar pelo telhado de sua casa vendo o dia passar, apenas estaria abrigada em seu quarto, ao invés da luz forte que podia lhe iluminar, preferiu usar uma simples luz da vela para sentada em sua cama ler alguns de seus romances preferidos, não tinha expectativa de fazer qualquer trabalho naquela noite, pelo contrário, em breve iria dormir. Estranhamente um gato siamês a observava de sua janela, seu olhar era fixo e estranhou um pouco a garota, ela não queria deixar um animal indefeso na fria noite e estava pronta para pega-lo, até que viu a bolsa em suas costas. “O que diabos é isso?”. Rapidamente abriu sua janela e confiscou a bolsinha, nela havia um pergaminho e uma solicitação urgente de sua presença para uma missão de extrema importância, solicitada por um homem ou mulher chamado Son.
-AH, MERDA
A voz da chunin ecoou e ela logo pegou sua roupa usada em missões, sua bandana colocou em seu braço, pegou sua bolsa ninja e guardou seu leque em suas costas como sempre faz e por fim se despediu do gato o levando até longe de sua casa, após trancar tudo direitinho correu até o portão norte de sua vila. “Não sei o que diabos está acontecendo, mas preciso ser rápida”. A Hyuga já havia sido chamado para uma missão de urgência, ocorreu quando seu kage e superiores estavam protegendo a vila numa batalha, mas ainda era difícil manter a calma em pedidos urgentes. Mesmo bem eufórica percebeu belas rosas fazendo sua trilha até o local marcado, com certeza alguém já lhe esperava no local, apesar de seu foco seu outro, reparou que as rosas eram extremamente belas, num melhor momento poderia aprecia-las ainda mais. Após um tempo caminhando logo chegaria ao portão, de primeira já iria reparar um rapaz em cima de uma rocha, sua aparência era peculiar e parecia esperar alguém, o que mais lhe chamaria atenção seria o colete com um símbolo de seu clã. Isso o faria alguém confiável? Não necessariamente, mas com certeza intrigaria a garota.
-Son? Você me solicitou aqui?
Sua voz sairia com alguma insegurança, porém seria alta o bastante para que o homem lhe ouvisse, após fechar a boca recuaria um pouco e apenas esperaria a resposta do indivíduo de aparência peculiar


Considerações:


Objetivo:

Quest: A Missão Especial

Atributos:

Força: 2/3
Velocidade: 3/4
Inteligência: 03 (1 armadilha percebida/colocada a cada três turnos)

Itens:
Armas:

Kyodai Sensu
Rank: B
Valor: 50 Akatsuki Golds.
Habilidades: Poderá criar até duas rajadas de vento com custo e força de rank-B a cada turno.
Descrição: O Kyodai Sensu (巨大 扇子, Kyodai Sensu) exercido por Temari é um gigantesco fã de guerra japonês que tem três círculos roxos ao longo de seu corpo de metal que ela chama de "estrelas" (星, hoshi, TV inglesa: luas). A força das rajadas de vento que ela cria é indicada por quantas estrelas são mostradas (uma sendo a mais fraca, sendo as mais fortes). O próprio fã também pode ser usado como um clube ou para bloquear ataques. Também parece ser capaz de desviar kunai e shuriken quando aberto e pode ser alojado no chão.

Bolsa:

2 Fuuma Shuriken
6 Shuriken
6 Kunai

Bonificação:


Habilidade em Taijutsu: redução dos custos de taijutsu que envolvam chakra em vinte pontos.
Habilidade em Ninjutsu: redução de dez pontos de chakra em qualquer ninjutsu que utilize chakra puro (exclui-se então elementais).
Agilidade Aguçada: Capacidade de desviar por reflexo de movimentos com até dois pontos superiores, porém não é capaz de enxerga-los.
Grande Controle de Chakra: Redução de todos os consumos de Chakra em 25%; arredonda-se em números quebrados para o maior valor.
Perito Elemental (2): Chamado de "Primeira Perícia Elemental", reduz os custos do elemento escolhido em 50%


Inabilidade Armamentista
Brincalhão
Honra: Arena
Fobia: Acluofobia



Jutsus usados:

Ativos:



Usados:



Aparência:

[Graduação] — A Rosa Negra 15918015



HP: 1000/1000  Chakra: 1125/1125  Stamina: 00/05
Posts: 1/10

-
Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
Ícone : [Graduação] — A Rosa Negra S6sO2B9

https://www.narutorpgakatsuki.net/t72306-fp-oshiro-ayumu https://www.narutorpgakatsuki.net/t72312-gf-oshiro-ayumu

Re: [Graduação] — A Rosa Negra - em Qui 23 Jul - 18:03


Narrador: Lollipoppy

Novas Sementes

@Jung Yukiko

Música

A névoa espessa era cortada por aquela luz esverdeada mais uma vez. Um longo e gentil verde que passava por entre a névoa avante em um ritmo acelerado. Era algo emergente, não tão conhecido, mas aquela névoa já estava se habituando tinha um tempo que acabara sendo algo até que usual. Rápido, veloz e silencioso até que parou de frente a uma rocha tão comum, porém, sabia que tinha algo ali.

— Son? Você me solicitou aqui?

Ele perguntou, com bastante insegurança olhando para as rochas, e esperava uma resposta, mas apenas percebera o som de passos se arrastando por cima da grande pedra e o barulho do vento que cortava alguém que estava ali. Ele recuou um pouco, ainda esperando pela resposta, entretanto, fora a figura que avançou rapidamente até que parou bem à sua frente.

— Eisen... Oba... O tão famoso Red Vision de Uzushiogakure no Sato. — Aquela voz então citara seu nome, mas porque Son estava falando daquela maneira? Uma maneira tão formal e uma voz tão séria e que... Continha um pouco de... Medo? — Sim solicitei!

Aquele homem, Son, um homem bastante alto e franzino da pele tão pálida e cabelos de fios lisos e curtos tão brancos e tão bem penteados que exalavam um cheiro de calmaria. O entorno de seus olhos possuía marcas tingidas de vermelho que destacavam seus olhos esverdeados, e suas vestes impecáveis! Oh, como eram impecáveis, trajado de uma blusa negra e calções negros, com um colete acinzentado que continha somente um pequenino símbolo de Uzushiogakure no sato nas costas, e uma bandana na testa. Tal homem, sem ao menos explicar o motivo, apenas retirou do bolso uma outra bandana da vila e, sem nenhum motivo aparente, amarrou-a no braço de Eisen oba, para o seu espanto do mesmo.

— Son???

Oba não entendia os motivos, nem o porquê, mas apenas Son que olhava para aquela bandana com olhos orgulhosos, receosos e felizes. Fora então que o ninja se afastara de Oba e o fitou por longos e silenciosos segundos. Son via um jovem de aparência andrógina, tão bela e suave se baixa estatura e composição fina e bem detalhada que parecia que Deus tinha feito pacientemente e cuidadosamente. Branca... Tão branca como a névoa, que era... Linda... Trajada por roupas simples e confortáveis que envolviam todo seu corpo, e uma manta, da mesma cor e tecido, que envolvia tudo, e uma bandana de Uzushiogakure no Sato em sua testa. Seu rosto era tão afilado, sem cicatrizes e tinha olhos tão penetrantes... Tão suaves, de íris esverdeadas que acalmavam todos apenas de olhar. Já os cabelos... Oh, que cabelos... Tão finos, tão lisos, tão perfeitos... Longos, que chegavam até o chão, mas muito bem tratados, pareciam serem feitos por Deus, e tão... Verdes e brilhosos, que chamavam a atenção de longe. O que Son via era um ser lindo, elegante... Seria um ser perfeito?

— Fizera tanto tempo que você virou Chūnin, que fico bastante feliz! Você é como uma flor, Oba, uma flor que deverá ser bem cuidada e bem tratada, para chegar um momento que desabroche. Cada dia que passa, cada mês que passa, cada missão que passa, você deve sentir que esse momento está ficando mais próximo. E eis aqui o motivo pelo o qual você está aqui! — Dizia retirando um pergaminho de um dos bolsos do colete. — Infelizmente, você não poderá ver o conteúdo da missão, pois ela é diferente das missões anteriores que fizera. Existem algumas regras, e se lembre bem delas! — O ninja de colete então colocou o pergaminho em um dos bolsos do calção. — Primeiro, todos os detalhes que saberá, serão dados por mim, antes da missão se iniciar! Segundo, sua missão só será concluída com sucesso, caso no final da missão você esteja trajado com essa bandana que fora colocada em seu braço e com o colete que irá receber! Terceiro, você deixará atualmente seu cargo de Chūnin e irá começar essa missão como um Tokubetsu Jōnin. Entretanto, caso falhe nessa missão, você irá retornar ao seu cargo de Chūnin! Quarto, assim que iniciarmos, você será o líder! Alguma dúvida? — Son terminava os seus detalhes e retirava aquele colete que estava utilizando e entregara para Oba.

— Então eu posso retirar essa minha bandana da minha testa? — Oba perguntou sem entender, porque teria que utilizar duas bandanas?

— Não! — E a missão começou.


* * *


Música

A jovem chūnin eufórica então com insegurança lançara aos ventos a sua pergunta, e obtivera como resposta a imagem do homem se virando, para a observar em cima daquela grande rocha. Era curioso, aqueles olhos melancólicos estavam tão tristonhos, mas não deram tempo de quaisquer reações, pois com um salto ele avançou rapidamente parando a centímetros da garota.

— Jung... Yukiko... — Lentamente ele começara a falar. — Minha querida Yukiko... Minha querida... Yukiko... — Sua voz tinha uma entonação como se estivesse bastante deprimida, e mesmo sendo alguém desconhecido, esse desconhecido parecia conhecer a menina, ou tratava como se conhecesse.

O que era tudo aquilo? Aquela reação toda, era tão exagerada, mas a forma que fora feita não parecia que ele queria algo da menininha dos cabelos curtos. O homem então pegou mais firme aquela bandana de Uzushiogakure no Sato que tinha em sua mão e, estranhamente e sem motivos aparentes, amarrou tal bandana no braço direito da benevolente ninja. Ela poderia gostar? Sim! Poderia desgostar? Sim! Independente da reação de Jung, o homem apenas colocara. Em seguida, fora a vez dele de se afastar alguns passos, e com aquele seu olhar penoso até demais, começar a fitar a frágil garota. Olhando sua grande cicatriz, e sua marca em sua testa. A menina poderia ter várias reações possíveis, mas o que os olhos de Son viam coisas que talvez ela não pudesse entender.

— Sim sou Son, e você é a jovem Chūnin de Uzushiogakure no Sato, Jung Yukiko... Aquela que quando nossa vila estivera em guerra com uma vila vizinha fora nomeada à mão pelo nosso querido Sandaime Mizukage, o grande Uzumaki Squall, para uma batalha de vida ou morte, e conseguiu com sucesso finalizar essa missão e trazer a paz! — Ele então citara um dos grandes feitos daquela menina, que era jovem, emergente e não tão conhecida, mas que aquela névoa já estava começando a se habituar a um tempo com a presença e o calor que Jung emitia ao longo de sua vida, e que estava ficando tão usual a sua presença. — Você é como uma flor, Jung... Uma flor que deverá ser bem cuidada e bem tratada, para chegar o momento que... — Ele começara a falar, mas dava algumas pausas como se parecesse que tinha receio de algo. — O momento que desabroche. Cada missão que passa e ao longo do tempo, é notório sua evolução... E você sente que uma hora, você irá desabrochar! E eis aqui... O motivo pelo qual está aqui... — Ele então receosamente, e com tanto medo de algo, colocara a mão em um dos bolsos do colete e depois de alguns segundos tirou um pergaminho. Sua demora fora tão longa. O que tinha nisso tudo? — Infelizmente, você não poderá ver o conteúdo dessa missão, pois... — Ele parou, ele tinha medo de algo. — Pois ela é diferente de das missões anteriores que fez! E antes de começar existem algumas regras, se lembre muito bem delas!

O homem então começou a abrir o zíper do seu colete. E respirava profundamente, tentando se acalmar. Ele guardou em um dos bolsos do seu calção negro o pergaminho, e direcionou seu olhar para a menina das duas bandanas.

— Primeiro! Todos os detalhes que saberá, serão dados por mim, antes da missão se iniciar! — Ele, então, em um tom triste, mas sério, começou a falar. — Segundo! Sua missão só será concluída com sucesso, caso no final da missão você esteja trajada com ambas as bandanas que possui atualmente nos respectivos lugares iniciais, e com o colete que irá receber! Terceiro! Você será instantaneamente promovida para Tokubetsu Jōnin no início da missão e fará essa missão com tal cargo, mas caso falhe ao final, você retornará ao seu cargo de Chūnin! E por último, antes de dar todos os detalhes da missão... Enfim... Quarto! Assim que iniciarmos você será a líder encarregada! Alguma dúvida sobre as regras?

Eram muitas informações e muitas regras, mesmo não tendo dado nenhum detalhe sobre a missão em si. O homem retirara o seu colete e, com as mãos estendidas segurando-o, esperava que a chūnin pegasse e vestisse para só depois dar de fato os detalhes da missão. Era um colete de tamanho médio, aparentemente muito bem cuidado e cheirava a... Tranquilidade? Era um cheiro diferente que não dava para saber qual fragrância era, mas acalmava. O homem esperaria as dúvidas e o que fosse que a menina falasse, para depois simplesmente olhar em seus olhos e finalmente dizer o que era a missão.

— Uzushiogakure no Sato foi reportada que ao final dessa tarde, a jōnin Aijō Ishi foi raptada por Nukenins. — Sentindo um receio da reação da menina, ele pausou rapidamente e voltou a falar. — Isso foi confirmado, mas infelizmente não temos tantas informações de quantos são, nem o que querem com isso. Não sabemos aonde estão atualmente, mas fomos informados da possível região do paradeiro desses Nukenins. — Ele fitou o Norte, e voltou a fitar a menina. — É duas horas de viagem, ao norte! Finalizando... Por motivos da ausência do Sandaime Mizukage, temos que ser precisos e bem efetivos! Não podemos vacilar e trazer Aijō Ishi viva para a vila, pois ela é uma das ninjas médicas de maior referência e seria uma perca tremenda! — Ele pausou novamente, e olhou seriamente com seus olhos tristes. — Uma missão de resgate! Posso dar como missão iniciada, não é?!

Com seu olhar melancólico, ele lançou sua pergunta final, esperando a resposta da mais nova Tokubetsu Jōnin.

Considerações:
- Bom dia,

Tome bastante cuidado e atenção. Quaisquer dúvidas pode me contactar via PM, ou via Discord! Boa sorte e bom turno!
Post 2/10
-
Jung Yukiko
Chūnin
Jung Yukiko
Vilarejo Atual
Ícone : [Graduação] — A Rosa Negra Tumblr_nvz4z1bg2t1ugye8so2_250

https://www.narutorpgakatsuki.net/t71819-ficha-jung-yukiko https://www.narutorpgakatsuki.net/t71827-gf-jung-yukiko

Re: [Graduação] — A Rosa Negra - em Sex 24 Jul - 19:30

O homem quase que instantaneamente virou-se para a garota e se aproximou dela, sua triste expressão a deixava um tanto receosa, quase sem palavras, queria falar algo, porém foi interrompida antes mesmo de abrir a boca. O rapaz falava coisas estranhas, a chamava de querida e mostrava um certo... Carinho, talvez? Era difícil para ela explicar, mas a garota se encontraria num impasse entre confiar ou não naquele indivíduo. Sequer reclamou da bandana colocada em seu braço direito, apenas seguiu ouvindo e tentando entender as ações daquele homem. Mais uma vez tentou achar forças para falar, porém não conseguia, apenas focou-se nas regras que lhe foram informadas, apesar de muitas não eram difíceis, o mais estranho foi não possuir informações sobre a missão.
-Senhor... Son... Uma missão assim não é comum, normalmente me informam bem sobre as missões e me dão um pergaminho, mas... Acho que aceito mesmo assim.
Tudo era estranho, ainda mais pela graduação repentina, Yukiko sequer pensava em virar toku por enquanto, mas se sentia lisonjeada pela confiança, embora não conseguisse demonstrar, a única coisa em sua cabeça eram duvidas sobre aquele estranho encontro. Mais uma vez Son continuou a falar, dessa vez explicando a situação, enfim a Hyuga soube qual era sua missão e seus olhos cresceram ao receber tantas informações. “Salvar uma Jounin? Eu não esperava nunca algo assim... Irei precisar ser cuidadosa”. Apesar de mais intrigas em sua mente esperou enfim o misterioso ninja terminar tudo para enfim reagir ao que lhe foi apresentado. A primeira coisa que fez foi pegar aquele colete e vestir o mesmo, sua mente estava tão ocupada que mal o percebeu na mão de quem lhe passou a missão, o cheiro era estranhamente agradável, dava vontade de nunca tirar novamente. Em seguida respirou fundo e respondeu firmemente
-Sim, essa missão acaba de iniciar! Porém, tenho uma dúvida... Líder, correto? Então irei participar com outros shinobis? Não vejo ninguém por aqui, irei encontra-los no meio do caminho?- Fez uma breve pausa e antes que tivesse sua resposta voltou a falar -Ah, não se preocupe com quantidade, eu sou boa em enfrentar vários de uma vez só, digamos que eu tenho métodos de fazer isso- Enquanto falava era possível ver sua mão acariciando seu leque que ficava guardado com cuidado em suas costas, não era difícil entender que aquela arma a ajudava nesse tipo de combate.
Ao fim da resposta de Son, a mais nova tokubetsu iria avançar na direção que lhe foi informado o paradeiro de quem deveria salvar, mais uma missão onde envolvia salvar alguém, desse jeito logo se tornaria uma espécie de salvadora. Como o caminho era um pouco longo e podia ser perigoso ativou sem receio seu Byakugan para que evitasse ser pega de surpresa. A missão enfim havia começado e não tinha mínima vontade de falhar.

Considerações:


Objetivo:

Quest: A Missão Especial

Atributos:

Força: 2/3
Velocidade: 3/4
Inteligência: 03 (1 armadilha percebida/colocada a cada três turnos)

Itens:
Armas:

Kyodai Sensu
Rank: B
Valor: 50 Akatsuki Golds.
Habilidades: Poderá criar até duas rajadas de vento com custo e força de rank-B a cada turno.
Descrição: O Kyodai Sensu (巨大 扇子, Kyodai Sensu) exercido por Temari é um gigantesco fã de guerra japonês que tem três círculos roxos ao longo de seu corpo de metal que ela chama de "estrelas" (星, hoshi, TV inglesa: luas). A força das rajadas de vento que ela cria é indicada por quantas estrelas são mostradas (uma sendo a mais fraca, sendo as mais fortes). O próprio fã também pode ser usado como um clube ou para bloquear ataques. Também parece ser capaz de desviar kunai e shuriken quando aberto e pode ser alojado no chão.

Bolsa:

2 Fuuma Shuriken
6 Shuriken
6 Kunai

Bonificação:


Habilidade em Taijutsu: redução dos custos de taijutsu que envolvam chakra em vinte pontos.
Habilidade em Ninjutsu: redução de dez pontos de chakra em qualquer ninjutsu que utilize chakra puro (exclui-se então elementais).
Agilidade Aguçada: Capacidade de desviar por reflexo de movimentos com até dois pontos superiores, porém não é capaz de enxerga-los.
Grande Controle de Chakra: Redução de todos os consumos de Chakra em 25%; arredonda-se em números quebrados para o maior valor.
Perito Elemental (2): Chamado de "Primeira Perícia Elemental", reduz os custos do elemento escolhido em 50%
Leitura dos Movimentos: O Byakugan ainda é capaz de fazer uma leitura dos movimentos alheios, porém o personagem não é capaz de acompanhar caso não tenha uma velocidade próxima, essa leitura é de 1 ponto maior do que o estabelecido pela regra de velocidade.
Visão: 359º e 6,1 km



Inabilidade Armamentista
Brincalhão
Honra: Arena
Fobia: Acluofobia



Jutsus usados:

Ativos:


[Graduação] — A Rosa Negra Giphy
Byakugan
Descrição: O Byakugan (白眼; Literalmente significa "branco do olho") é o dōjutsu kekkei genkai do clã Hyuga. É um dos Três Grandes Dōjutsu (大三 瞳 术, Daisan Dōjutsu), juntamente com o Sharingan e o Rinnegan. Aqueles que herdam o sangue deste clã quase inexpressivo, tem olhos brancos. Quando o Byakugan é ativado, as pupilas do usuário se tornam mais distintas, e as veias se elevam perto dos olhos. Parece também que ao contrário dos outros dois grandes dōjutsu, todos os membros do clã possuem e podem usar a kekkei genkai desde o nascimento, em oposição à necessidade de despertar ou mais, não herdá-lo em tudo.

As Habilidades do Byakugan deixa-o muito cobiçado por outras aldeias, como evidenciado por Kumogakure que tentou roubá-lo, um evento que levou até o que é conhecido como a "Questão dos Hyūga". Ao de Kirigakure foi capaz de obter um único Byakugan de um Hyūga que ele derrotou, e utiliza grandes forças para protegê-lo. Ao mesmo tempo, Danzō Shimura tentou igualmente recuperar ou destruí-lo. Ao contrário de um Sharingan transplantado, um Byakugan transplantado pode ser ativado e desativado a vontade.

Usados:



Aparência:

[Graduação] — A Rosa Negra 15918013



HP: 1000/1000  Chakra: 1120/1125 (-5 ativação do Byakugan)  Stamina: 00/05
Posts: 2/10

-
Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
Ícone : [Graduação] — A Rosa Negra S6sO2B9

https://www.narutorpgakatsuki.net/t72306-fp-oshiro-ayumu https://www.narutorpgakatsuki.net/t72312-gf-oshiro-ayumu

Re: [Graduação] — A Rosa Negra - em Sab 25 Jul - 5:28


Narrador: Lollipoppy

O Pedido das Rosas

@Jung Yukiko

Música

A visão estava um pouco turva, algumas formas já não eram tão reconhecíveis assim, e as vozes pareciam cada vez mais estarem fracas... Entretanto, mesmo fracas, ainda eram reconhecíveis os autores daquelas vozes, era impossível não se lembrar.

— SON-SENSEI, VAI FICAR TUDO BEM! — Uma voz feminina era escutada, bem ali próximo de seu rosto, a sua feição estava bagunçada, mas o homem conseguia se lembrar daquele rosto moreno de olhos tão gentis e que continha um dos sorrisos mais bonitos da vila.

— O QUE FAREMOS OBA?! DESISTIMOS?! — A segunda voz falava, era masculina, mais alto e mais forte que a primeira, e estava mais longe, estava preocupada e nervosa, mas o homem não conseguia ver aonde o dono da voz estrava.

Choros e lamentos pairavam pelo ar. Até que mesmo com a visão turvada, e aquilo parecendo ser seus últimos momentos, tal homem conseguira se levantar, fazendo as três vozes cessarem, e passos de duas pessoas se aproximarem.


— Chino... Mei... Tomokazu... Dewa... e Eisen... Oba... — E segurando os punhos o homem ficara em pé, para a surpresa de todos conscientes daquele local.

— SENSEI — A voz de Dewa parecia não acreditar no que estava presenciando. — VOCÊ NÃO...

— Vocês fizeram um... Ótimo trabalho. — E parecendo ganhar forças, o homem começou a ter sua vista aos poucos normalizada. — Voltem para...

— Não! — A terceira e famosa voz então ecoara firmemente, com um olhar firme, autoritário e gentil. — Você não compreende a situação! São muitos inimigos, olhe seu estado! Olhe o estado dela! — Ele apontava para um corpo de uma mulher de cabelos longos azulados que estava desmaiado, mas o sangue ainda fluía por seu corpo e saída do seu corpo ficando a cada minuto mais próximo da morte. — O único que consegue salvar ela, é você! Assim como os únicos que conseguem derrotar os inimigos, somos nós! PELO BEM DE TODOS, VÁ! VÁ E DEIXE A GENTE! QUANDO A GENTE ACABAR, NOS ENCONTRAREMOS EM UZU! CONFIE NA GENTE! SON SENSEI!

Normalmente, ele negaria aquilo, pois ele que era o líder, mas aquela voz tinha razão. Só tinha uma pessoa que poderia salvá-la, aquela preciosa mulher. Mesmo assim, a missão viria em prioridade, mas aquele olhar tão confiante, tão perfeito, como se soubesse do sucesso que teriam, Son que ficara tantos anos cuidando daqueles três, da mais nova e forte safra da vila, deveria confiar neles, pelo menos uma vez. Não é mesmo, Oba?

O homem andara em direção aquele corpo, daquela mulher e fechara o zíper do colete dela, que estava aberto. A pegou em seus braços, e reunindo forças, se virou vendo uma última e clara vez aquele trio.

Na esquerda tinha Chino Mei, uma adolescente de 17 anos, de grandes e longos cabelos rosados tão chamativos, assim como sua grande cicatriz que tinha em seu rosto, que contrastavam com seu belo sorriso. Uma mulher alta, de um corpo definido, com uma bunda e peitos para lá de sensuais, mas tinha em sua determinação de ser um dos maiores espadachins da névoa e em sua boca suja, como grandes características. E tendo a sua cicatriz como o pilar de um apelido bastante conhecido: Chino Mei, a cicatriz.

Na direita estava o tão desastrado Tomokazu Dewa. O mais velho dos três, tinha 19 anos, e era um moreno alto dos cabelos achocolatados. Não sabia se portar, não sabia comunicar com os outros normalmente, mas tinha um grande coração. E tinha fama por suas defesas, sendo muito conhecido como Tomokazu Dewa, a grande muralha.

Já no centro, tinha aquele menino dos longos cabelos esverdeados que se portava como líder do grupo: Eisen Oba. Chamado por alguns de Red Vision de Uzushiogakure no Sato, o que para primeira vista era completamente estranho, afinal ele tinha olhos e cabelos esverdeados, e era completamente cego, mas em suas vinte marionetes ruivas de túnicas avermelhadas ele conseguia ser capaz de fazer e até de enxergar o inimaginável.

O sorriso determinado de Mei, o gentil olhar de Dewa, e a confiante postura de Oba. O que Son tinha que fazer, era estar à altura deles, e salvá-la.


— Boa sorte, Mei-shoujo, Dewa-shōnen e Oba-shōnen! — deu seu adeus.


* * *

Música

Uma missão de resgate, sem muitas informações. Uma graduação inédita e sem nenhum motivo aparente, e também sem muitas informações. Eram tantas coisas que a menina poderia perguntar, tantas dúvidas, tantos detalhes, tantas ações, era tanto “tanto” que quando menos percebera aquele homem, autointitulado Son, olhava para a mais nova Tokubetsu Jōnin esperando por uma resposta, seus olhos melancólicos a fitavam como se esperassem apenas uma resposta em específico, e assim quando ela começara a dar sua resposta, a expressão do homem nitidamente ficara a mesma, mas uma lágrima suavemente caía, sem nenhum motivo aparente.

Em nenhum momento ela reclamara ou negara algo, apenas aceitava. E sua missão iniciava, mas tinha ainda uma grande dúvida no ar: se ela era líder e não tinha mais ninguém ali, porque ele intitulara ela como líder?! A menina dos cabelos azulados questionara isso, e dera um comentário sobre a quantidade de inimigos tão otimista, e tão cheio de esperança, que pela primeira vez ela conseguira tirar, daquela face de olhos melancólicos, um sorriso. Um sorriso que não combinava nenhum pouco com aqueles olhos que cada vez mais pareciam tristes. E, de todas as respostas que poderia cogitar em obter, o que ela recebera fora um... Abraço?

Estranho, e completamente fora do comum. Inesperado. Qual seria a palavra correta para essa situação?! Não sei. O homem fortemente abraçava a menina dos cabelos curtos, foram poucos segundos, mas para alguém poderia ser uma eternidade.
— Boa sorte, Jung-shoujo! — Son falara baixo, mas em bom som para a menina escutar. Shoujo? Sim, fora essa precisamente essa palavra dita, porque, não se sabia, e não teve tempo de perguntar. Do mesmo jeito rápido que o abraço começara, ele terminara, com o homem agora com toda sua feição novamente triste, como se quisesse dizer algo, e disse. — Sua equipe já está aqui nesse local, e tenho certeza que consegue ver e entender de quem é líder. — Uma resposta nada direta, mas facilmente entendível.

— Duas horas ao norte estará Gurētoabisu! — Olhou para o norte novamente, o que fosse Gurētoabisu ou o que era, não importa qual seja a pergunta, ela uma palavra que nunca se tinha ouvido falar. — Ikou!

Como seria a viagem? Tranquila inicialmente. Aquela fria e tão espessa névoa ainda era presente, o solo tinha uma trilha inicialmente e ambos os lados era possível notar uma relva baixa com alguns pequenos animais e várias flores e vaga-lumes. Pessoas? Não, apenas a menina com o colete que cheirava a calmaria e o tristonho homem de cabelos brancos que estava logo atrás, e que em momento nenhum aparentava ter um pingo de suor em seu rosto. O Byakugan fora bastante útil, principalmente para enxergar os próximos passos que viriam. Deixando as alterações do terreno simples, e tendo uma visão privilegiada sob a névoa.

Até que depois de duas horas, a viagem continuava, mas era notável que a névoa começava a ficar ainda mais forte. Aquela trilha existente, fazia meia hora que tinha deixado de existir, sendo que aquela relva aos poucos começava a desaparecer, até o ponto que tinha desaparecido por completo, e o que restava era um solo pobre de vida, apenas composto por rochas e um chão tão seco e rachado, que parecia que nunca tinha visto chuva em sua vida. O tempo passava e nada. Duas horas e meia e nada. Até que... Ambos ainda estavam vagando e vagando, mas seus olhos notaram algo que começava a ser diferente: uma montanha, uma imensa montanha envolta por neve e névoa, e quanto mais aproximava os olhos na montanha, era possível observar coisas peculiares: uma escadaria e um portão.

Era uma escadaria de cento e cinquenta metros de largura, sendo que era composta por três mil trezentos e trinta e três degraus, sendo todos milimetricamente calculados e tendo quinze centímetros de altura, e uma profundidade de um metro – sendo a profundidade a parte a ser pisada. Eram todos compostos por pedras, sendo que estavam cheios de areia e poeira, e alguns degraus estavam aparentemente degastados por erosão. Essa escadaria, trabalhada na rocha, fazia com que quanto mais subisse, mais longe do nível do mar estaria. Chegando até a marca de quinhentos metros de altitude.

Essa escadaria levaria até onde teria duas gigantes portas que compunham um colossal portão de ouro maciço repleto de detalhes muito bem esculpidos que mostravam imagens de figuras humanoides, só que, com uma coroa na cabeça, e lá em cima, bem lá em cima, acima do topo da porta tinha em detalhes uma palavra que era tão desconhecida, mas a menina poderia se lembrar. No ouro tinha: “Bem-vindo a Gurētoabisu, se for amigo diga olá!”.

Essa colossal porta possuía cem metros de altura, e cada porta tinha o comprimento de vinte e cinco metros, dando um comprimento total de cinquenta metros. Ela estava aberta, e era notório o que poderia ser visto: um salão, um gigantesco salão que tinha uma extensão imensa. Eram, das grandes portas, dois quilômetros para a parede da direita, dois quilômetros para a parede da esquerda, dez quilômetros até o teto e cinco quilômetros até a parede oposta na entrada. Ele tinha vários pilares cilíndricos gigantescos que estavam dispostos em cinco fileiras, cada uma contendo cinquenta metros, o que totalizava noventa e nove pilares por fileira, e sustentavam podo aquele colossal salão. Cada pilar possuía na altura dos dez metros, quatro tochas, todas acessas, que deixavam aquele salão sem janelas com um pouco de luminosidade.

Era tudo magnífico, entretanto, tinha uma coisa que o seu Byakugan veria em especial. Lá no centro desse colossal salão dourado, estava um gigantesco trono de trinta metros de altura, todo feito de ouro, um tecido vermelho no banco e tinha detalhes lindos de várias pedras que Jung nunca conseguira ver alguma vez na vida de tão raras que era. Só que... Uma figura estava sentada em tal trono.

Era uma figura feminina. Uma mulher já madura, com aparência de ter trinta e cinco anos, ou um pouco mais, mas seus negros cabelos mostravam que ainda não tinha envelhecido o bastante. Mesmo o Byakugan não dando a precisão milimétrica de sua altura, seu corpo até que combinava com aquele salão, ela era altíssima, talvez tivesse por baixo, um metro e noventa centímetros, e além de alta, possuía bastante curvas, tendo uma bunda que se destacava bastante e seios para lá de bastante fartos. Era um corpão, que ganhava bastante destaque, e duplo, por causa de suas roupas. Ela se vestia a tão famosa roupa que toda freira utiliza, um hábito que era uma túnica lisa negra, com alguns detalhes brancos, túnica a qual estranhamente ia apenas até a metade das coxas, e suas pernas todas estavam vestidas por uma meia-calça negra tendendo ao transparente. Seu rosto, de pele clara, com olhos amendoados, tinha uma grande touca como um detalhe.

Aquela mulher estava sentada no trono, com uma grande espada de mais de cento e oitenta centímetros de comprimento, que estava embainhada próximo a sua mão esquerda. Amiga ou não, era totalmente desconhecida, essa mulher apenas olhava em direção às grandes portas. E... teve um detalhe em sua descrição que deixei para o final, mas é de suma importância... Sua touca possuía um hitai-ate, que mostrava claramente o símbolo de Iwagakure no Sato, só que, estava entalhado um longo risco horizontal sobre o símbolo.


Considerações:
- Bom dia,

Espero que não tenha nenhum possível erro, estou levemente cansado, e pode ter ocorrido, mas amanhã darei uma última revisão e comunicarei caso encontrei quaisquer erro. Fora um pouco longo, e com bastante coisa, espero que esteja tudo a sua altura e compreensível. Para finalizar, dou sempre meu "Boa sorte", tome bastante cuidado, e faça um bom turno!

Dúvidas, críticas, sugestões, me contactar via PM ou via Discord!
Post 3/10
-
Jung Yukiko
Chūnin
Jung Yukiko
Vilarejo Atual
Ícone : [Graduação] — A Rosa Negra Tumblr_nvz4z1bg2t1ugye8so2_250

https://www.narutorpgakatsuki.net/t71819-ficha-jung-yukiko https://www.narutorpgakatsuki.net/t71827-gf-jung-yukiko

Re: [Graduação] — A Rosa Negra - em Dom 26 Jul - 22:49

A resposta de Yukiko foi... Correta? Não se sabe ao certo, o tal Son sorriu ao ouvi-la, porém sua expressão ainda se mantivera triste e um forte abraço ele deu na garota.
-Ei... Eu... Ainda sou muito jovem, sabe? Mas obrigada...
Ele logo a largou e enfim explicou sobre ser a missão, mais especificamente sobre ser a “líder”, ainda era tudo muito subjetivo e estranho, mas dava pra entender os pontos principais do que deveria fazer. Uma palavra estranha foi pronunciada, a toku apenas supôs que era um local, algo que nunca havia sido citado em suas aulas de academia ou treinos com seu próprio clã, de qualquer forma parecia ser onde ela deveria ir.
A viagem logo começou a foi bastante tranquila, nenhuma ameaça como bandido ou algo assim, apenas Yukiko e aquele estranho homem que acabara de conhecer. “Não esperava que ele viesse comigo, mas talvez ele seja útil, se pôde me promover deve ter algum poder, eu estou... Segura? Ainda assim acho melhor manter-me atenta, já fui traída antes e não vou deixar acontecer de novo”. A mudança de terreno pegou a menina desprevenida, o local mal parecia ainda ser Uzu, a névoa era forte, mas aquele solo não era normal e o mais impressionante, seu Byakugan já avistava uma grande montanha com portões e principalmente um salão dourado, num dos portões continha aquele estranho nome, provavelmente era o local onde deveriam ir. Um pouco receosa se virou para o rapaz de nome Son
-Aquele distante montanha... É onde devemos ir? Eu consigo ver aquele nome estranho que você citou e alguém lá dentro. É uma mulher
A garota começou a pensar um pouquinho, na toca da mulher possuía uma marca de alguma vila, não lembrava bem qual, porém lembrou-se de ver em suas aulas de academia.
-Ela parece ser da vila... Da rocha? Não, isso não soa bem... Da montanha? Pedra? Algo assim! E possui um risco... Isso não é coisa de renegado? Son, o que diabos é aquele local? É ali onde iremos salvar a tal shinobi médica?
A Hyuga nunca se sentiu com tantas dúvidas em sua mente, aquela mulher parecia imponente e uma pessoa poderosa, anteriormente o rapaz citou que seus liderados estariam aí, mas um renegado? Algo parecia errado. Dependendo da resposta de Son a shinobi seguiria o caminho normalmente e subiria aquela montanha, ao chegar no portão diria o óbvio
-Olá, eu sou uma amiga...
A tensão tomaria conta de seu peito e esperaria para ver o que daria sua atitude ousada. Caso Son informasse que aquela mulher é uma inimiga, obviamente evitaria avançar tão afrontosamente e pensaria num plano de ataque sigiloso. Não conseguir ler a situação intimidava a kunoichi e por isso não desejava tomar nenhuma ação burra que levasse a missão ao fracasso

Considerações:


Objetivo:

Quest: A Missão Especial

Atributos:

Força: 2/3
Velocidade: 3/4
Inteligência: 03 (1 armadilha percebida/colocada a cada três turnos)

Itens:
Armas:

Kyodai Sensu
Rank: B
Valor: 50 Akatsuki Golds.
Habilidades: Poderá criar até duas rajadas de vento com custo e força de rank-B a cada turno.
Descrição: O Kyodai Sensu (巨大 扇子, Kyodai Sensu) exercido por Temari é um gigantesco fã de guerra japonês que tem três círculos roxos ao longo de seu corpo de metal que ela chama de "estrelas" (星, hoshi, TV inglesa: luas). A força das rajadas de vento que ela cria é indicada por quantas estrelas são mostradas (uma sendo a mais fraca, sendo as mais fortes). O próprio fã também pode ser usado como um clube ou para bloquear ataques. Também parece ser capaz de desviar kunai e shuriken quando aberto e pode ser alojado no chão.

Bolsa:

2 Fuuma Shuriken
6 Shuriken
6 Kunai

Bonificação:


Habilidade em Taijutsu: redução dos custos de taijutsu que envolvam chakra em vinte pontos.
Habilidade em Ninjutsu: redução de dez pontos de chakra em qualquer ninjutsu que utilize chakra puro (exclui-se então elementais).
Agilidade Aguçada: Capacidade de desviar por reflexo de movimentos com até dois pontos superiores, porém não é capaz de enxerga-los.
Grande Controle de Chakra: Redução de todos os consumos de Chakra em 25%; arredonda-se em números quebrados para o maior valor.
Perito Elemental (2): Chamado de "Primeira Perícia Elemental", reduz os custos do elemento escolhido em 50%
Leitura dos Movimentos: O Byakugan ainda é capaz de fazer uma leitura dos movimentos alheios, porém o personagem não é capaz de acompanhar caso não tenha uma velocidade próxima, essa leitura é de 1 ponto maior do que o estabelecido pela regra de velocidade.
Visão: 359º e 6,1 km



Inabilidade Armamentista
Brincalhão
Honra: Arena
Fobia: Acluofobia



Jutsus usados:

Ativos:


[Graduação] — A Rosa Negra Giphy
Byakugan
Descrição: O Byakugan (白眼; Literalmente significa "branco do olho") é o dōjutsu kekkei genkai do clã Hyuga. É um dos Três Grandes Dōjutsu (大三 瞳 术, Daisan Dōjutsu), juntamente com o Sharingan e o Rinnegan. Aqueles que herdam o sangue deste clã quase inexpressivo, tem olhos brancos. Quando o Byakugan é ativado, as pupilas do usuário se tornam mais distintas, e as veias se elevam perto dos olhos. Parece também que ao contrário dos outros dois grandes dōjutsu, todos os membros do clã possuem e podem usar a kekkei genkai desde o nascimento, em oposição à necessidade de despertar ou mais, não herdá-lo em tudo.

As Habilidades do Byakugan deixa-o muito cobiçado por outras aldeias, como evidenciado por Kumogakure que tentou roubá-lo, um evento que levou até o que é conhecido como a "Questão dos Hyūga". Ao de Kirigakure foi capaz de obter um único Byakugan de um Hyūga que ele derrotou, e utiliza grandes forças para protegê-lo. Ao mesmo tempo, Danzō Shimura tentou igualmente recuperar ou destruí-lo. Ao contrário de um Sharingan transplantado, um Byakugan transplantado pode ser ativado e desativado a vontade.

Usados:



Aparência:

[Graduação] — A Rosa Negra 15918013



HP: 1000/1000  Chakra: 1120/1125  Stamina: 00/05
Posts: 3/10

-
Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
Ícone : [Graduação] — A Rosa Negra S6sO2B9

https://www.narutorpgakatsuki.net/t72306-fp-oshiro-ayumu https://www.narutorpgakatsuki.net/t72312-gf-oshiro-ayumu

Re: [Graduação] — A Rosa Negra - em Seg 27 Jul - 5:05


Narrador: Lollipoppy

A Rosa E o Beija-flor

@Jung Yukiko

Música

Aquela pacífica e tranquila viagem estava silenciosa até demais. Tinha uma gritante mudança de relevo e vegetação, mas estava tudo tão silencioso quanto a névoa, apenas barulhos corporais da menina que apareciam durante a movimentação de seu corpo, mas Son era tão quieto quanto aquela névoa. De fato, ele era silencioso até demais, nem seus passos, nem sua respiração eram audíveis, e até quando a menininha começou a dizer o que avistava ele não esboçava nenhum som, e nenhuma reação de espanto.

Uma grandíssima montanha distante, Jung questionara se aquele de fato era o caminho, e estranhamente o complemente de sua pergunta tinha a resposta, o qual Son não ligara e nem fazia tanta questão de responder, mas o final de sua fala, finalmente fez com que seus olhos que estavam tristonhos, começassem a esboçar dúvida. Jung questionara se aquele de fato era o caminho, sendo que estranhamente o complemento de sua pergunta já dava sua resposta, mas a parte final de sua fala, fez com que seus olhos que eram tristonhos começassem a esboçar dúvida. Até que a menina de cabelos curtos começara a não ter certeza no que estava falando... O homem não tinha certeza se ela falava sobre Gakegakure no Sato ou se era Iwagakure no Sato, mas o risco, sim, disso ele tinha certeza. A menina parecia estar confusa, e por poucas informações aparentava não confiar tanto assim naquele que era liderado por ela, questionou se ali era de fato o local certo, mesmo ela lendo o mesmo nome, porém, não tinha menor ideia de onde iria pisar os pés.


— A maior vila de Mizu no Kuni, a gigantesca mina de Gurētoabisu. Fundada a séculos atrás, por um povo nômade de Kaminari no Kuni. — Depois de horas, a boca do homem começara a falar, mas sua voz estava ainda cansada, pelo excesso de tempo que ficou sem ser estimulada. — Eles vieram para cá e encontraram essa imensa montanha, e uma incalculável riqueza dentro dela. E começaram a escavar, fundando Gurētoabisu, e quanto mais escavavam mais riquezas encontravam... Só que a ganância deles era insaciável, até que no auge dessa vila, a ganância deles cavaram a morte de Gurētoabisu... — Ele então fitou a grande escadaria. — Não fora apenas ouro que encontraram, também metais pesados que acabam envenenando e matando quem for muito fundo... E dizem boatos que eles escavaram tanto até encontrarem... — Ele então olhou para a menina. — Apenas lendas, hoje em dia ninguém ousa pisar nisso, nem podem afinal, seja por lei, ou por segurança, quem fica lá morre... Enfim, o que você tem que fazer deve estar lá dentro, só espero que não cheguemos tarde e que não esteja tão fundo... Cuidado, tome cuidado. — No final ele alertou, e deu ênfase no alerta.

Eram tantas informações daquela vila tão desconhecida, mas de fato, era lá. Ambos subiram a escadaria e depois de tantos e tantos degraus acabaram chegando na colossal entrada, que tinha grafado nas paredes, acima das portas: “Bem-vindo a Gurētoabisu, se for amigo diga olá!”. Uma frase bem sugestiva, de fato, a menina estava em um terreno desconhecido, e a dois quilômetros e meio, estava um trono com uma figura que deveria ser um renegado. Era tão sugestivo, era tão óbvio, que a menina apenas respondeu o óbvio, para estranhamento de Son.

Aquele ambiente completamente fechado, cheio de pilares de ouro, tendo o teto de ouro, piso de ouro, e paredes de ouro, era um ambiente propício para um fenômeno que a menina de visão aguçada não conseguiria ver, mas ouvir. Ela não gritou, apenas deu uma gentil fala baixa que fez com que o som entrasse no saguão, e começasse a refletir por entre os pilares e as paredes, chegando a todos os cantos daquele colossal cômodo, inclusive até o centro.


Olá, eu sou uma amiga.


Olá, eu sou uma amiga.


Olá, eu sou uma amiga.


Olá, eu sou uma amiga.


Os ecos não eram altos, eram mais baixos que sua voz, mas certamente aquela mulher teria escutado, e não era achismo, a adolescente de cabelos curtos estava vendo com seus próprios olhos. Medo do que ocorreria? Sim, muitos teriam, e se perguntariam o que ocorreria a seguir.

A mulher que estava sentada no gingantíssimo trono, já olhava em direção a entrada, porém, com esse barulho a sua atenção mais que dobrou, entretanto, seu semblante que estava desanimado, mudou para... Um semblante feliz?


— Olá! — Então uma resposta viria do centro, também com ecos. Era uma voz doce, e bastante amistosa. — Um amigo sempre é bem-vindo, por favor, entre! — A voz fazia um convite.

A dona da voz estava dois quilômetros e meio, porém, por causa do Byakugan, Jung estava vendo alguns detalhes desimportantes, alguns pervertidos, e alguns até importantes, dependia muito do seu foco. A mulher era bastante grande, se antes pensava que tinha um metro e noventa, agora parecia que a métrica estava próxima de dois metros, e o corpo daquela mulher era realmente volumoso, mas bem duro e encorpado. Quanto mais corpo mais difícil de ser sexy e mais trabalho, porém, aquela mulher realmente tinha um corpão. Enfim, ela avistava, só pela posição que a mulher estava sentada no trono, sendo uma posição aonde as pernas estavam cruzadas e mão esquerda posta no joelho, que aquela freira estava impondo uma certa autoridade. Entretanto, mesmo impondo isso, seu corpo estava relaxado até demais, seu corpo em momento nenhum tinha se aproximado da espada, e ela claramente estava feliz. Além disso, estava vendo que dois quilômetros e meio depois, estava uma porta, idêntica a da entrada, com mesmo formato, composição, e também estava aberto, só que... Ela estava vendo uma escadaria sem fim, e totalmente escuro, eram muitos e muitos degraus, o que ela procurava, claramente estava além de sua visão.

Caso Jung entrasse no saguão e fosse em direção a mulher, seus olhos veriam nitidamente, que a freira olharia para Son com um olhar de decepção, porém, a freira olhava para Jung com extrema felicidade, e quanto mais se aproximasse, mais ela fitaria Jung. E Jung perceberia que claramente a mulher inflava mais o busto, e mexeu as pernas cruzando-as novamente, mas alternando qual perna estava em cima, e, propositalmente ou não, acabaria mostrando mais as suas coxas. E caso Jung quisesse, daria para ter notado, durante a cruzada de pernas, que a mulher estava de uma fio-dental escarlate bastante sugestiva. O que a mulher queria com isso? Difícil responder, mas sua posição que ficaria relaxada, seu sorriso amigável, suas coxas mais a mostra, seus seios mais elevados, e suas mãos longe da espada, poderiam dizer algo.

Ela também notaria que tudo naquele salão fazia bastante som, seus passos seriam barulhentos, e até o Son, que era silencioso começaria a fazer ruídos. Ele que tinha passos silenciosos daria passos baixos, mas audíveis.


— Estou bastante feliz! Meu nome é Moe Oshiro! Qual o nome de vocês? E o que querem em Gurētoabisu? — A mulher faria essa pergunta, quando a ninja de Uzushiogakure no Sato atingisse uma distância próxima de cinquenta metros, e perguntaria descruzando e cruzando as pernas novamente. Intencionalmente ou não, mais lento, e resultando em um pouco mais de suas coxas a mostras e um olhar sugestivo para Yukiko.

Considerações:
- Bom dia,

Boa sorte, bom turno!

Dúvidas, críticas, sugestões, me contactar via PM ou via Discord!
Post 4/10
-
Jung Yukiko
Chūnin
Jung Yukiko
Vilarejo Atual
Ícone : [Graduação] — A Rosa Negra Tumblr_nvz4z1bg2t1ugye8so2_250

https://www.narutorpgakatsuki.net/t71819-ficha-jung-yukiko https://www.narutorpgakatsuki.net/t71827-gf-jung-yukiko

Re: [Graduação] — A Rosa Negra - em Ter 28 Jul - 0:13

Os primeiros questionamentos de Yukiko foram ignorados com sucesso, aborrecendo a jovem, ela estava pronta para insistir novamente, até que aquele estranho homem enfim a responde. Sua voz estava claramente péssima, deveria ser por estar tanto tempo sem fala
-Então você não ficou mudo, olha só
O tom da Hyuga não foi muito modesto, não chegou a ser ofensivo, porém tinha um ar de ironia. Pelo menos as informações foram úteis, nunca imaginaria que aquilo fosse um local tão importante, ficou curiosa sobre a lenda, mas decidiu ignorar por enquanto. Enfim chegaram ao portão e as palavras da menina, embora óbvias, funcionaram, em reposta veio uma outra voz, estranhamente era doce e não demonstrava ameaça, assustando um pouco a Toku. “Bem, aquele desgraçado da última graduação também era assim e me traiu do mesmo jeito, não posso confiar cegamente em ninguém”. Após completar seu pensamento virou para Son e tentando fazer um tom de liderança tentou traçar um rápido e simples plano.
-Bem, essa tal Jounin está lá dentro, então nosso trabalho é ir até lá independente do risco de morte. Porém, antes de tudo, aquela mulher que parece ser um renegado é suspeita, se for necessário enfrenta-la deixe que eu faço isso e você entra na mina atrás do nosso objetivo, se tiver mais gente por lá eu mando uma invocação minha contigo, infelizmente meu Byakugan não consegue ver o que está lá dentro, então não posso te dar uma direção exata. Como sou a líder espero que siga o que eu disse- A garota ainda não tinha finalizado, mas antes de finalizar sua fala parou um pouco para respirar. Enfim, com seu rosto corado continuou -Essa... Meliante tem um corpo volumoso, não ouse cair nas artimanhas dela. Já estamos demorando um pouco e não quero que ela desconfie de nada, vamos tentar ser cautelosos.
A kunoichi realmente entrou no local e sua teoria parecia real, a mulher agia de forma estranha, dava a impressão que tentava seduzir ambos, mesmo Yukiko cairia nisso, porém em missões sua concentração é de ouro. O que mais lhe intrigava era o rápido olhar de decepção que ela deu para Son, atiçando os pensamentos da garota. “Eles... Se conhecem? Bem, terei que ficar atenta, se for necessário invocarei Kamatari”
-Olá, Moe~ Meu nome é Jung, estou aqui com meu companheiro porque aparentemente temos uma propriedade perdida nessas áreas, temo que essa propriedade possa ter vindo parar aqui em Gure... Gureto... Aqui nesse local. Se possível queremos dar uma rápida olhada. Ah! E sem querer me intrometer, você poderia se cobrir um pouco mais?
A resposta da garota foi a mais direta possível, mesmo numa missão ela não perdia sua pose, Son talvez não conhecesse, mas aquela jovem era conhecida pelo jeito leve de agir até em frente a autoridades como seu kage, mais do que nunca contava que sua simpatia convenceria aquela pervertida. Enquanto tentava ser simpática, ainda usava seu Byakugan para ver se achava algo interessante pelo local, algo que levasse a jounin perdida, talvez.

Considerações:


Objetivo:

Quest: A Missão Especial

Atributos:

Força: 2/3
Velocidade: 3/4
Inteligência: 03 (1 armadilha percebida/colocada a cada três turnos)

Itens:
Armas:

Kyodai Sensu
Rank: B
Valor: 50 Akatsuki Golds.
Habilidades: Poderá criar até duas rajadas de vento com custo e força de rank-B a cada turno.
Descrição: O Kyodai Sensu (巨大 扇子, Kyodai Sensu) exercido por Temari é um gigantesco fã de guerra japonês que tem três círculos roxos ao longo de seu corpo de metal que ela chama de "estrelas" (星, hoshi, TV inglesa: luas). A força das rajadas de vento que ela cria é indicada por quantas estrelas são mostradas (uma sendo a mais fraca, sendo as mais fortes). O próprio fã também pode ser usado como um clube ou para bloquear ataques. Também parece ser capaz de desviar kunai e shuriken quando aberto e pode ser alojado no chão.

Bolsa:

2 Fuuma Shuriken
6 Shuriken
6 Kunai

Bonificação:


Habilidade em Taijutsu: redução dos custos de taijutsu que envolvam chakra em vinte pontos.
Habilidade em Ninjutsu: redução de dez pontos de chakra em qualquer ninjutsu que utilize chakra puro (exclui-se então elementais).
Agilidade Aguçada: Capacidade de desviar por reflexo de movimentos com até dois pontos superiores, porém não é capaz de enxerga-los.
Grande Controle de Chakra: Redução de todos os consumos de Chakra em 25%; arredonda-se em números quebrados para o maior valor.
Perito Elemental (2): Chamado de "Primeira Perícia Elemental", reduz os custos do elemento escolhido em 50%
Leitura dos Movimentos: O Byakugan ainda é capaz de fazer uma leitura dos movimentos alheios, porém o personagem não é capaz de acompanhar caso não tenha uma velocidade próxima, essa leitura é de 1 ponto maior do que o estabelecido pela regra de velocidade.
Visão: 359º e 6,1 km



Inabilidade Armamentista
Brincalhão
Honra: Arena
Fobia: Acluofobia



Jutsus usados:

Ativos:


[Graduação] — A Rosa Negra Giphy
Byakugan
Descrição: O Byakugan (白眼; Literalmente significa "branco do olho") é o dōjutsu kekkei genkai do clã Hyuga. É um dos Três Grandes Dōjutsu (大三 瞳 术, Daisan Dōjutsu), juntamente com o Sharingan e o Rinnegan. Aqueles que herdam o sangue deste clã quase inexpressivo, tem olhos brancos. Quando o Byakugan é ativado, as pupilas do usuário se tornam mais distintas, e as veias se elevam perto dos olhos. Parece também que ao contrário dos outros dois grandes dōjutsu, todos os membros do clã possuem e podem usar a kekkei genkai desde o nascimento, em oposição à necessidade de despertar ou mais, não herdá-lo em tudo.

As Habilidades do Byakugan deixa-o muito cobiçado por outras aldeias, como evidenciado por Kumogakure que tentou roubá-lo, um evento que levou até o que é conhecido como a "Questão dos Hyūga". Ao de Kirigakure foi capaz de obter um único Byakugan de um Hyūga que ele derrotou, e utiliza grandes forças para protegê-lo. Ao mesmo tempo, Danzō Shimura tentou igualmente recuperar ou destruí-lo. Ao contrário de um Sharingan transplantado, um Byakugan transplantado pode ser ativado e desativado a vontade.

Usados:



Aparência:

[Graduação] — A Rosa Negra 15918013



HP: 1000/1000  Chakra: 1120/1125  Stamina: 00/05
Posts: 4/10

-
Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
Ícone : [Graduação] — A Rosa Negra S6sO2B9

https://www.narutorpgakatsuki.net/t72306-fp-oshiro-ayumu https://www.narutorpgakatsuki.net/t72312-gf-oshiro-ayumu

Re: [Graduação] — A Rosa Negra - em Ter 28 Jul - 18:26


Narrador: Lollipoppy

O Canto do Beija-flor

@Jung Yukiko


Música

A Tokubetsu Jōnin então optara por aceitar o convite proposto por aquela voz tão doce e convidativa, porém, não era besta nem nada e acabou utilizando de sua liderança para ditar o plano que poderiam utilizar. O risco de morte era incalculável, aquele terreno era desconhecido e estavam indo na direção de uma renegada, se teria luta ou não, também era difícil, contudo, um líder sempre que tinha que calcular todos os riscos e planejar um plano para o... sucesso, não é?! Caso ocorresse alguma luta ela que iria se responsabilizar por isso e o homem iria fazer o resgate, ele olhou... Como se quisesse dizer algo... Ele olhou... O que ele queria dizer? Então ele disse...

— OK! — Uma baixa e rápida resposta. A menina corou, ele não entendeu, até que ela começou a falar sobre as curvas daquela mulher e Son fechara os olhos em fez uma tentativa de sorriso, mas em vão. — Meu coração já está enterrado.

Ambos entraram no saguão, era até que um caminho tão dourado, tudo era tão reluzente que era tão... Feio esteticamente? A menina dos olhos que enxergam tudo, o homem dos olhos tristonhos, ambos começaram a andar e aquele imenso trono agora era visto não somente por Jung, mas por Son também. A freira olhava para Son com uma nítida desaprovação grande, mas quando seus olhos bateram em Jung, por um instante, eles brilharam. Seu rosto corou um pouco e ela começou a mostrar seus dotes, esperando por alguma reação da recém-chegada de cabelos curtos. Era uma forma inesperada, porém, aquela freira se apresentara e dera as boas-vindas da forma mais simpática possível, esperando pela resposta daqueles que se diziam amigos... E teve sua resposta... Uma resposta direta e suave, e com um leve pedido no fim. A menina dos cabelos azulados ainda utilizara esse tempo para observar o que estava ao seu alcance, e veria o mesmo que tinha enxergado anteriormente, uma grande porta idêntica a da entrada, só que não tinha aquela frase. Após ela uma completa escuridão, não possuía nenhuma iluminação, apenas uma grande escadaria que estava em um corredor de cinquenta metros de largura e cem metros de altura. Escadaria sem fim?! Não, a escadaria era extensa, mas depois de de percorrida, levaria até um grande salão, que estava totalmente escuro.

Esse salão, parecia um salão de jantar. A visão da menina alcançava o salão, mas era o limite. Ele era imenso, talvez tivesse o mesmo tamanho daquele saguão e não tinha nada demais ali, pelo menos que ela conseguia enxergar. Apenas via o início de grandiosas mesas de jantar, que comportavam várias pessoas, mas também estavam no seu limite de alcance de visão. Deveria chegar até a metade do salão, o que daria por baixo, mais dois quilômetros e meio às cegas, naquele escuro.

Moe Oshiro ouvia a resposta, com seus olhos curiosos e acariciando o seu queixo em uma posição mais reflexiva, ela até dera uma risada baixa quando ouvia a menina dos olhos brancos errando o nome daquele local, mas a última pergunta a deixara totalmente sem jeito, fazendo-a se reposicionar no trono, cobrindo novamente as coxas, desinflando seu busto, e deixando suas mãos em cima das coxas.


— Ah! Perdão! — Uma renegada pedindo perdão... — Hyūga Jung, nome bonito! Então, é normal errar o nome, pode chamar de Grande Abismo! Seja bem-vinda e você... — Ela direcionou o olhar para Son, mas o olhar perdera o brilho, era estranho.

— Estou acompanhando ela. Sou Hyūga... Hyūga Son, prazer! — Hyūga?! Que não tinha marca na testa, mas não era notado nas festas da família principal...

Seu sorriso simpático e doce sumira instantaneamente quando escutara a palavra “Son”, mas ainda estava calma, apenas sutilmente aproximando uma das mãos na espada. Ela então fitava Jung novamente, dando atenção as estranhas bandanas. Porque alguém em sã consciência teria duas?!



— Entendo! Vocês possuem uma propriedade perdida aqui?! Está me dizendo que algo de vocês de direito se encontra nas minhas terras?! Se for isso, temos duas hipóteses... — Ela subiu a mão direita fechada, somente com seu indicador exposto, fazendo o “número 1”. — Alguma coisa ou objeto material entrou em minhas terras, de posse de vocês. Sendo esse o caso, é claro que pode sim ir buscar! Mas... Posso dar minha palavra que encontrarão nada desse tipo, porque nada entrou aqui nos últimos anos. — Ela falava séria, e subiu outro dedo fazendo o “número 2”. — Alguém entrou em minhas terras, acho que esse seria o caso que fala, não é?! Seria... Hum... — Ela refletia até demais. — Um cruel renegado sequestrou uma tão querida ninja de Uzushiogakure no Sato. Algo tão cruel e imperdoável!!! A vila e o Mizukage não poderiam ficar parados, e para isso mandaram sua força máxima: Son, talvez?! É uma história bonita, não é, minha "amiga"?! — Ela bradava, fingindo emoção, mas o que ela falara era na mosca?! A mulher então arremessara a espada embainhada para cima em um movimento sutil, só que de bastante força. — Amigos são bem-vindos aqui. Traidores não são! Deem meia volta, e garanto que poderão sair tranquilamente e depois terão a sua “propriedade”, dou a minha palavra, se bem que mentirosos não devem confiar na palavra de ninguém! Vocês tem até a espada cair. Então, VÃO EMBORA, AGORA!

A cinquenta metros da dupla, Moe Oshiro dera sua resposta final, e nem esperaria uma resposta verbal, só queria que aqueles dois se fossem logo por onde voltaram. Ela estava em pé no trono, com um olhar de pura raiva e nojo. Ela esperaria até sua espada tocar o solo, sua espada já tinha chegado na altura máxima de 4 quilômetros e meio, mas já iria começar a cair, e cairia em cerca de 5 segundos após ela terminar suas falas.

Considerações:
- Bom dia,

A estada está a 4 quilômetros e meio de altura, já chegou no pico de altura enquanto falava, e começaria a descer. Ela cairia no mesmo ponto de onde fora lançada em cerca de 5 segundos após a freira falar "VÃO EMBORA, AGORA!".

~Edit:

Como conversado antes, adicionando certas informações!

Boa sorte, bom turno!

Dúvidas, críticas, sugestões, me contactar via PM ou via Discord!
Post 5/10
-
Jung Yukiko
Chūnin
Jung Yukiko
Vilarejo Atual
Ícone : [Graduação] — A Rosa Negra Tumblr_nvz4z1bg2t1ugye8so2_250

https://www.narutorpgakatsuki.net/t71819-ficha-jung-yukiko https://www.narutorpgakatsuki.net/t71827-gf-jung-yukiko

Re: [Graduação] — A Rosa Negra - em Qua 29 Jul - 19:18

Aparentemente o plano de Yukiko estava dando certo, a mulher agia com um tom de amizade e foi bem carismática com ela, ainda parecia dar leves encaras com desgosto no homem ao seu lado, mas tentou ignorar mais uma vez. Seu Byakugan conseguia ver o local abaixo de onde estavam, uma estranha mesa de jantar e algumas pessoas, seria perigoso mandar Son sozinho, então planejava ir com ele. Ironicamente o tom da mulher mudou um pouco ao ouvir o nome do rapaz, sua expressão demonstrava estar refletindo, com certeza isso seria um problema. “Isso... Vai dar merda, acho que precisarei entrar em combate”. As hipóteses da renegada eram certeiras, aquela mulher pervertida parecia conseguir ler a mente de ambos, com certeza era alguém inteligente. Seu decreto foi dado enquanto jogava sua espada para cima, Yukiko tinha pouco tempo para pensar no que fazer, dar meia volta não é uma opção. “Droga, vou ter que manda-lo sozinho, se ele for da família principal deve conhecer técnicas como rotação para lidar com vários inimigos!”. Sem demora a menina avançaria a passos rápidos diminuindo sua distância perante a espada, ficando aproximadamente a 20 metros, tudo em míseros 2 segundos, em seguida apontaria seu dedo indicador direito para a arma banca e antes que pudesse tocar o chão, ficaria presa no ar, não seria difícil supor que a Hyuga estava manipulando o vento para criar um leve correnteza que a impedisse de cair.
-TEM GENTE LÁ EMBAIXO, MAS NÃO AVISTO NOSSA PROPRIEDADE! CORRA QUE EU SEGURO ELA!
A ordem da Toku seria bem direta, em sua cabeça já imaginava que a freira não gostaria nada de sua atitude, por tanto se preparava para enfrenta-la. Assim que Son seguisse sua ordem, dispersaria a ventania enfim deixando o contato com o chão acontecer. Com um sorriso irônico encararia a freira
-Parece que demorou mais que o esperado para sua espada cair, não? Imagino que era um tipo de tempo limite para sairmos daqui. Mas pode pega-la, não tenho medo de armas, até porque eu também possuo uma bem eficiente. Realmente não devemos confiar em mentirosos, ainda mais renegados como você! Se possível queria saber onde diabos está nossa shinobi, se não falar de bom grado seria obrigada a usar força para isso- Pararia de falar por um tempo para respirar e levaria sua mão direita a suas costas, de lá iria retirar seu grande leque, que abriria sem medo algum. -Sabe, Moe-Chan, eu até que gostei de você e não queria resolver na violência, mas as vezes não tem jeito mesmo. Me pergunto quanto chakra você tem, me pergunto quão rápida você é e acima de tudo, me pergunto se você admira ou teme a lua.
Com aquela estranha frase Yukiko enfim fecharia sua boca, seu leve olhar seria substituído por uma expressão séria e desafiadora, sabia muito bem do risco de enfrentar uma renegada sozinha, porém precisava encarar o enorme risco pelo bem de sua vila.

Considerações:


Objetivo:

Quest: A Missão Especial

Atributos:

Força: 2/3
Velocidade: 3/4
Inteligência: 03 (1 armadilha percebida/colocada a cada três turnos)

Itens:
Armas:

Kyodai Sensu
Rank: B
Valor: 50 Akatsuki Golds.
Habilidades: Poderá criar até duas rajadas de vento com custo e força de rank-B a cada turno.
Descrição: O Kyodai Sensu (巨大 扇子, Kyodai Sensu) exercido por Temari é um gigantesco fã de guerra japonês que tem três círculos roxos ao longo de seu corpo de metal que ela chama de "estrelas" (星, hoshi, TV inglesa: luas). A força das rajadas de vento que ela cria é indicada por quantas estrelas são mostradas (uma sendo a mais fraca, sendo as mais fortes). O próprio fã também pode ser usado como um clube ou para bloquear ataques. Também parece ser capaz de desviar kunai e shuriken quando aberto e pode ser alojado no chão.

Bolsa:

2 Fuuma Shuriken
6 Shuriken
6 Kunai

Bonificação:


Habilidade em Taijutsu: redução dos custos de taijutsu que envolvam chakra em vinte pontos.
Habilidade em Ninjutsu: redução de dez pontos de chakra em qualquer ninjutsu que utilize chakra puro (exclui-se então elementais).
Agilidade Aguçada: Capacidade de desviar por reflexo de movimentos com até dois pontos superiores, porém não é capaz de enxerga-los.
Grande Controle de Chakra: Redução de todos os consumos de Chakra em 25%; arredonda-se em números quebrados para o maior valor.
Perito Elemental (2): Chamado de "Primeira Perícia Elemental", reduz os custos do elemento escolhido em 50%
Leitura dos Movimentos: O Byakugan ainda é capaz de fazer uma leitura dos movimentos alheios, porém o personagem não é capaz de acompanhar caso não tenha uma velocidade próxima, essa leitura é de 1 ponto maior do que o estabelecido pela regra de velocidade.
Visão: 359º e 6,1 km



Inabilidade Armamentista
Brincalhão
Honra: Arena
Fobia: Acluofobia



Jutsus usados:

Ativos:


[Graduação] — A Rosa Negra Giphy
Byakugan
Descrição: O Byakugan (白眼; Literalmente significa "branco do olho") é o dōjutsu kekkei genkai do clã Hyuga. É um dos Três Grandes Dōjutsu (大三 瞳 术, Daisan Dōjutsu), juntamente com o Sharingan e o Rinnegan. Aqueles que herdam o sangue deste clã quase inexpressivo, tem olhos brancos. Quando o Byakugan é ativado, as pupilas do usuário se tornam mais distintas, e as veias se elevam perto dos olhos. Parece também que ao contrário dos outros dois grandes dōjutsu, todos os membros do clã possuem e podem usar a kekkei genkai desde o nascimento, em oposição à necessidade de despertar ou mais, não herdá-lo em tudo.

As Habilidades do Byakugan deixa-o muito cobiçado por outras aldeias, como evidenciado por Kumogakure que tentou roubá-lo, um evento que levou até o que é conhecido como a "Questão dos Hyūga". Ao de Kirigakure foi capaz de obter um único Byakugan de um Hyūga que ele derrotou, e utiliza grandes forças para protegê-lo. Ao mesmo tempo, Danzō Shimura tentou igualmente recuperar ou destruí-lo. Ao contrário de um Sharingan transplantado, um Byakugan transplantado pode ser ativado e desativado a vontade.

Usados:



Aparência:

[Graduação] — A Rosa Negra 15918013



HP: 1000/1000  Chakra: 1115/1125 (-10 da manipulação elemental rank D, que com a redução da pericia se torna -5)  Stamina: 00/05
Posts: 5/10
OFF¹: Já que técnicas de Rank C são suficientes para salvar um ninja de uma queda, como o Fūton: Toppa, imagino que algo de rank D consiga parar a queda de uma leve espada
OFF²: Como no próximo turno deve começar um combate irei começar a colocar os gastos e explicações da minha lógica como a de cima nas considerações

-
Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
Ícone : [Graduação] — A Rosa Negra S6sO2B9

https://www.narutorpgakatsuki.net/t72306-fp-oshiro-ayumu https://www.narutorpgakatsuki.net/t72312-gf-oshiro-ayumu

Re: [Graduação] — A Rosa Negra - em Qui 30 Jul - 0:32


Narrador: Lollipoppy

Espinhos

@Jung Yukiko

Música

Tempo... A espada subia. Tempo... A espada subia e chegava ao seu ápice. Tempo... Aquela mulher renegada era tão inteligente, que estranho, ela lia mentes? Quem afinal era aquela mulher? Tempo... A espada caía. Era tudo em uma fração de tempo tão rápido, tudo precisava de uma resposta e Jung não tinha um prazo ilimitado para pensar e tomar uma decisão. Tempo... Será que tinha tempo? E rapidamente ele tomara a sua decisão: ela avançou. Seria uma decisão boa ou uma decisão ruim, só o tempo poderia responder.

Son olhava com puro desespero para aquilo. Se a menina já estava andando para frente, ela já teria tomado sua decisão, então não precisava esperar a espada cair, ela estaria praticamente se suicidando. Só que, Moe ficou apenas parada. O homem via a menina parar a espada a vinte metros da mulher, só que Moe ficou apenas parada olhando, porque? O que tinha de estranho que ele não conseguia entender? Jung Yukiko então dera sua ordem final, mandando Son ir, que ela lutaria contra aquela renegada. O homem não pensou, apenas reagiu, aquela era a ordem.

Fora então que os olhos daquela menina, que via tanta coisa, começavam a ver coisas extremamente absurdas. Son não era rápido, era extremamente veloz, a um ponto que ela acompanhava seus movimentos, mas nunca chegaria perto de sua velocidade. Son ia pela esquerda do trono, seguindo em frente, sem entender o porque aquela mulher estava parada, será que aquela mulher cumpriria sua palavra como dissera antes? Bizarro. Ele dera uma última olhada em Jung, e em míseros milésimos de segundos fitara aquela inimiga, que estava sorrindo? Tinha algo de estranho. Son, apenas correra saindo da vista de Moe.

A espada caiu, Son corria, a freira apenas olhava para Jung, sorrindo. Sua expressão era a mesma, só que durante o discurso de Jung o sorriso instantaneamente desapareceu, e aquele doce olhar de desprezo que ela tinha para a menina dos cabelos curtos, viraram olhar de nojo. A menina pegara seu leque. Son corria, naquele momento ele já estava distante, a um quilômetro e cem metros, seguro.

Aqueles olhos brancos que viam e enxergavam tudo, conseguiam ver o que tinha ocorrido em sequência, mas, talvez, não entenderiam o que estava acontecendo. As pernas daquela mulher viraram uma cauda de cobra, e ela saltou para a direita do trono, e saltou novamente para um pilar, utilizando como impulso para ir na direção de Son. O pilar simplesmente, rachara. A partir desse momento, os movimentos estavam rápido a um ponto que eram quase não acompanháveis para os olhos da menina de leque.

Nesse instante, a Tokubetsu Jōnin poderia ir atrás da sua inimiga. Demoraria trinta segundos para a mulher ter o velocista na distância de trinta metros, e como se fosse uma lança, atiraria sua espada na direção de Son, focando seu coração. Absurdo.

Son claramente notaria, até porque aquele impulso que rachou o pilar fizera um barulho que soou e acordou toda a mina. A perfuração seria fatal, ainda bem que Son era veloz e até tentaria se esquivar, com “sucesso”. O que deveria atingir seu coração atingira a região das costelas, mais precisamente no lado direito de suas costas. Um golpe aquela velocidade faria ele simplesmente perder o controle e cair de face no chão dourado. Ela chegaria e retiraria a espada com bastante facilidade e chutaria o homem para um pilar à direita.


— Desde quando uma pessoa é propriedade? Sabe me responder, ninjas de Uzushio?! — Perguntaria.

Jung Yukiko poderia tentar acompanhar, desde quando a mulher saltara do pilar. Não impediria, mas diminuiria a distância para um quilômetro. A mulher está a uma distância de quilômetro setecentos e sessenta metros do trono e de novecentos e quarentas metros do próximo portão. Son estaria em um pilar a duzentos metros da renegada, mas estava já se levantando. Seria muita coisa para notar, caso a menina de cabelos azulados se aproximasse de fato, tomaria mais alcance de visão sobre o segundo salão, talvez visse alguma sombra surgindo, quem sabe.

Considerações:
- Bom dia,

Todas as ações ocorreram, esse espaço de 40 segundos de corrida, você pode sim dizer que correu ou fez algo para diminuir a distância, mas Son está golpeado e no pilar se levantando. As informações de distância estão na mestragem. Boa sorte, qualquer dúvidas, pode perguntar!

Dúvidas, críticas, sugestões, me contactar via PM ou via Discord!
Post 6/10
-
Jung Yukiko
Chūnin
Jung Yukiko
Vilarejo Atual
Ícone : [Graduação] — A Rosa Negra Tumblr_nvz4z1bg2t1ugye8so2_250

https://www.narutorpgakatsuki.net/t71819-ficha-jung-yukiko https://www.narutorpgakatsuki.net/t71827-gf-jung-yukiko

Re: [Graduação] — A Rosa Negra - em Sex 31 Jul - 23:33

Son havia seguido sem questionar a ordem da menina, a mulher estranhamente estaria parada em frente a ela, em sua cabeça se perguntava se realmente poderiam explorar o local sem tantos problemas, mas com certeza era um pensamento otimista demais. A velocidade do rapaz era incrível, com certeza superava Yukiko e possivelmente nem com seu selo conseguiria acompanhar, mas estranhamente a mulher ainda não se mexia. “Que merda essa desgraçada está pensando? Bem, irei ficar atenta!”. No final a toku estava correta em se manter atenta, num rápido movimento a renegada pulou num pilar e se impulsionou para ir em direção a Son, já seria algo estranha tamanha velocidade, porém o mais impressionante era ter visto suas pernas se transformando numa... Calda de cobra? Que porra estava acontecendo ali? A kunoichi ficou paralisada por um tempo, mas logo voltou a guardar seu leque e avançou na mesma direção que a estranha pervertida, não conseguiria acompanha-la mesmo se usasse sua velocidade máxima, porém daria seu melhor. “AH MERDA!”. Essa exclamação surgiu na cabeça da Hyuga assim que viu a espada sedo arremessada contra Son, por sorte eu companheiro esquivou, mas ainda o acertou, a situação estava ficando horrível e Jung precisava pensar bem antes de agir.
--
Ao se aproximar um pouco mais enxergaria seu companheiro ser chutado pela mulher-cobra, assim como conseguiria ouvir seu questionamento. Irritada tentaria se aproximar ainda mais, seu objetivo era ficar logo ao lado de Son e com certo ódio responderia
-Me responda você, senhorita renegada! Não leve o que eu digo tão literalmente, mas dessa vez eu te recomendo entender da forma mais literal possível! Eu juro que você irá pagar, não pretendo te deixar viva! Nem sequer sobrará nada de seu corpo!
O selo na parte de trás de seu pescoço estaria pulsando como nunca, apesar de já ter controle sobre ele, a maldição em seu corpo queria se espalhar, seu olhar demonstrava puro ódio, apesar de pouco saber sobre o homem de nome Son, apesar de achar ele estranho, não queria ver alguém que parece gostar tanto dela tão machucado. Em meio ao ódio seu Byakugan captaria algo a mais, agora enxergava melhor o segundo salão, algo estava nele, parecia uma sombra. “Um aliado? Merda, essa desgraçada não está sozinha, mas Son está claramente machucado, não posso deixa-lo se ferir ainda mais.”
O braços da menina fariam um belo movimento exalando suavidade, a precisão seria tanta que chegaria a impressionar os olhos de qualquer um, em seguida pararia numa pose, uma que talvez não fosse reconhecida por qualquer um, mas alguém de seu clã conheceria bem, era a pose usada normalmente pelos Hyuga, mais especificamente a pose utilizada para uma técnica passada de pai para filho na família principal. Ali era o ponto limite, Yukiko estaria dando um cheque direto na renegada, muito em breve ela atacaria.
-Não espere um corte ou uma perfuração como fez em Son, mas garanto que a dor será ainda maior!

Considerações:


Objetivo:

Quest: A Missão Especial

Atributos:

Força: 2/3
Velocidade: 3/4
Inteligência: 03 (1 armadilha percebida/colocada a cada três turnos)

Itens:
Armas:

Kyodai Sensu
Rank: B
Valor: 50 Akatsuki Golds.
Habilidades: Poderá criar até duas rajadas de vento com custo e força de rank-B a cada turno.
Descrição: O Kyodai Sensu (巨大 扇子, Kyodai Sensu) exercido por Temari é um gigantesco fã de guerra japonês que tem três círculos roxos ao longo de seu corpo de metal que ela chama de "estrelas" (星, hoshi, TV inglesa: luas). A força das rajadas de vento que ela cria é indicada por quantas estrelas são mostradas (uma sendo a mais fraca, sendo as mais fortes). O próprio fã também pode ser usado como um clube ou para bloquear ataques. Também parece ser capaz de desviar kunai e shuriken quando aberto e pode ser alojado no chão.

Bolsa:

2 Fuuma Shuriken
6 Shuriken
6 Kunai

Bonificação:


Habilidade em Taijutsu: redução dos custos de taijutsu que envolvam chakra em vinte pontos.
Habilidade em Ninjutsu: redução de dez pontos de chakra em qualquer ninjutsu que utilize chakra puro (exclui-se então elementais).
Agilidade Aguçada: Capacidade de desviar por reflexo de movimentos com até dois pontos superiores, porém não é capaz de enxerga-los.
Grande Controle de Chakra: Redução de todos os consumos de Chakra em 25%; arredonda-se em números quebrados para o maior valor.
Perito Elemental (2): Chamado de "Primeira Perícia Elemental", reduz os custos do elemento escolhido em 50%
Leitura dos Movimentos: O Byakugan ainda é capaz de fazer uma leitura dos movimentos alheios, porém o personagem não é capaz de acompanhar caso não tenha uma velocidade próxima, essa leitura é de 1 ponto maior do que o estabelecido pela regra de velocidade.
Visão: 359º e 6,1 km



Inabilidade Armamentista
Brincalhão
Honra: Arena
Fobia: Acluofobia



Jutsus usados:

Ativos:


[Graduação] — A Rosa Negra Giphy
Byakugan
Descrição: O Byakugan (白眼; Literalmente significa "branco do olho") é o dōjutsu kekkei genkai do clã Hyuga. É um dos Três Grandes Dōjutsu (大三 瞳 术, Daisan Dōjutsu), juntamente com o Sharingan e o Rinnegan. Aqueles que herdam o sangue deste clã quase inexpressivo, tem olhos brancos. Quando o Byakugan é ativado, as pupilas do usuário se tornam mais distintas, e as veias se elevam perto dos olhos. Parece também que ao contrário dos outros dois grandes dōjutsu, todos os membros do clã possuem e podem usar a kekkei genkai desde o nascimento, em oposição à necessidade de despertar ou mais, não herdá-lo em tudo.

As Habilidades do Byakugan deixa-o muito cobiçado por outras aldeias, como evidenciado por Kumogakure que tentou roubá-lo, um evento que levou até o que é conhecido como a "Questão dos Hyūga". Ao de Kirigakure foi capaz de obter um único Byakugan de um Hyūga que ele derrotou, e utiliza grandes forças para protegê-lo. Ao mesmo tempo, Danzō Shimura tentou igualmente recuperar ou destruí-lo. Ao contrário de um Sharingan transplantado, um Byakugan transplantado pode ser ativado e desativado a vontade.

Usados:



Gasto de Chakra:

1120 - 13 = 1107
Fiz a mudança de gasto de rank D para C como acertamos pelo discord, o gasto padrão de algo rank C seria 25, como a perícia elemental reduz todos gastos em 50%, se torna 12,5, que é aproximado para 13 de chakra

Aparência:

[Graduação] — A Rosa Negra 15918013



HP: 1000/1000  Chakra: 1107/1125  Stamina: 00/05
Posts: 6/10

-
Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
Ícone : [Graduação] — A Rosa Negra S6sO2B9

https://www.narutorpgakatsuki.net/t72306-fp-oshiro-ayumu https://www.narutorpgakatsuki.net/t72312-gf-oshiro-ayumu

Re: [Graduação] — A Rosa Negra - em Sab 1 Ago - 5:30


Narrador: Lollipoppy

Lírio

@Jung Yukiko

Música

— Pode entrar, Senju Son.

Uma voz andrógina ressoava pela tão famosa porta que era do cômodo mais importante de Uzushiogakure no Sato. Um quarto pequeno, cadeiras simples, uma mesa muito bonita, era tudo bem minimalista como o grande gabinete do Mizukage era. Senju Son abria a porta, e entrava naquele lugar se curvando mostrando respeito.

— Boa noite, Cap.

Ele então voltava à pose normal e olhava para aquela pessoa que estava na cadeira do Mizukage. Homem? Mulher? Não sabia, era uma figura pequenina andrógina, bastante franzina que vestia um quimono anil, de detalhes branco, que envolvia todo o corpo e era fechado por uma fita negra. Seus braços finos estavam cobertos por luvas, que envolviam não apenas as mãos, mas todo o braço, já suas pernas estavam escondidas por uma meia-calça negra. E tinha sob sua face uma máscara branca que só possuía dois buracos para os olhos, e o detalhe de pequeninas sobrancelhas pintadas de negro na máscara, junto de orelhas de gato.

— Acho que sua noite não está boa, Son. — Aquela figura que deveria ser Cap falava colocando na mesa uma papelada com várias informações. — O que você acha que ocorrerá com você depois disso?

Ele então olhava tinha então várias fotos e informações sobre pessoas que ele conhecia muito bem, aqueles que estavam em missão nos últimos dias.

— Chino Mei, morta em combate. Tomokazu Dewa morto em combate. Eisen Oba morto em combate. E... Hyuuga Yuki morta em combate. — Ela se levantava da cadeira. — Uma missão fora dada, você fugiu, sabe disso e quatros ninjas morreram, três ninjas de futuros brilhantes. Quando mais Uzushio precisou, você fugiu. Você abandonou! Você negou... A única coisa que sobrou em perfeito estado foi o colete de Hyuuga Yuki, creio que ficará com ele, não é?! — Ela então apontara para o homem. — E depois disso tudo, penso que virará um renegado, não é?!

O homem nada falou, apenas ficou vendo a situação.

— O grande Senju Son. O Senhor Feudal queria porque queria a sua cabeça, mesmo você sendo cogitado o próximo Mizukage, o seu abandono na maior missão da vila, matando e abandonando os melhores ninjas, não tem perdão, mas você deixará de ser ninja. Iremos apagar todos os seus dados e você será o simples carteiro da vila. Irá entregar as missões que a vila ordena e assim será sua vida, mas claro caso queira ser desertor, fique a vontade.

Son não entendia, sua cara de estranhamento era notória, ele até iria começar a discutir, porém, quando Cap retirou sua máscara ele não conseguiu dizer nenhum som.

— Acho que isso responde todas suas perguntas, meu querido Son. Fora difícil, você está vendo.

E ela colocara a máscara novamente.


* * *

Música

Ninja renegado seria o ninja que deixa sua aldeia sem a intenção de voltar, além de cortar os laços com a sua vila, sendo que muitas vezes os motivos variam entre cometer atos criminosos ou conseguir outros tipos de ganhos pessoais. Orgulhosos?! Sim, e curiosamente muitos ainda vestem os protetores de testa, mas seria mais para mostrar o grande risco entalhado sobre o símbolo. Assassinos, estupradores, pessoas que matam dezenas, centenas, até na casa do milhar. Pessoas que roubam, a maior escória da sociedade, são os renegados, mas... Porque uma pessoa desse jeito, agia daquela forma que estava sendo mostrada, e ficara extremamente furiosa sobre propriedade?

Isso não teria tempo para ser pensado, pois, a mulher estava a um quilômetro de distância, em sua mão uma espada com sangue daquele que correra por ordens da Tokubetsu Jōnin, e o dono daquele sangue estava encostado em um dos pilares daquele saguão. Situação crítica? Não, a menina aproximaria daquele acabara de lutar para si, o desconhecido que parecia ter algo a mais, só que ela ainda não entendia o que poderia ser e o porquê aquele homem agia assim. Quanto mais ela se aproximava de Son, mais a renegada ficava parada acompanhando com os olhos, porém não era apenas a menina dos cabelos curtos que se aproximava, aquela sombra também...

Jung chegou em Son, que estava consciente, e ficou ao seu lado. Estava no solo, com seu rosto sereno e tranquilo, mas seria mais para não preocupar a menina das duas bandanas, só que fora em vão. Um pouco de sangue saía de sua boca, ainda bem que não era nada tão crítico. Enfim, a menina já estava com ódio e com um peso imenso em suas costas, a sua frente estava Moe Oshiro, e já quase no saguão estava a figura que ela conseguia ver perfeitamente, uma outra aliada?!

Uma mulher de estatura mediana, deveria ter um metro e sessenta e cinco de altura, e era bastante franzina. Sua pele branca dava mais destaque aos seus longos e lisos cabelos brancos em tom prateados, e os olhos azulados que estavam cheios de lágrimas, como se o mar estivesse em ressaca. Vestia uma blusa social branca de mangas longas com botões, uma saia amarronzada e por cima da blusa uma manta bege. E em seu braço direito, o que confirmava se era aliada ou não... Uma bandana de Uzushiogakure no Sato, com um risco entalhado sobre o símbolo. No fim, seria dois contra um?! Era essa a situação, a menina recuaria? Não, ela abriria seu leque olhando para aquela mulher que a pouco tempo possuía uma cauda de cobra.

Son apenas veria a sua inimiga fitar tudo sem mover nenhum dedo, e sua aliada ameaçar a inimiga, até que...


— Porque você está aqui, Ana? — A freira perguntou fitando Jung, mas sua pergunta não era para a menina. — Tudo lá se resolveu?

Então Son, Yukiko e Moe veriam uma figura bem ali no grande portão.

— Ainda não. O que ocorreu aqui? Porque tem ninjas de Uzushio... — A mulher respondia com sua voz doce e questionadora, mas entrou em pânico quando reconheceu Son. — PORQUE UZUSHIO MANDOU ELE PARA CÁ? E PORQUE TU NÃO ME AVISOU?

A reação da recém-chegada era bastante exagerada, e Son parecia ser extremamente famoso. Irônico, todos conhecerem ele na hora, menos a menina que liderava ele.

— Não sei, armaram? Acho que foi isso, não vejo motivo. — Moe respondia se questionando. — Esse Son, você disse que ele era forte, tem certeza que é? Só corre. — Ela apontava para o homem caído.

— ELE É SOMENTE O CARA MAIS FORTE DA VILA! ERA PRA ELE SER O ATUAL MIZUKAGE! ELE É MAIS FORTE QUE O PRÓPRIO UZUMAKI SQUALL!!! — A mulher estava com raiva. — E VOCÊ, LUTANDO AÍ, NEM USANDO TODO SEU PODER! QUER MATAR A GENTE PORRA?

— Não quis fazer muito barulho, não queria te preocupar e nem preocupar Aijō-sama. Tentei afastar, não deu, somente sobrou a luta.

— SE ELES ESTÃO AQUI TEM MAIS GENTE VINDO! TEMOS QUE ACABAR COM ISSO LOGO.

— Bom... Provavelmente, ou confiam muito em Son e não tem mais. — Ela respondia, olhando a furiosa ninja de duas bandanas. — Não importa, temos que fazer o que tem de ser feito, não é?!

Uma pessoa recém-chegada e uma conversa bastante inesperada. Isso não mudava o que ocorreria, Jung Yukiko, Son, Ana e Moe sabiam. Pelo menos esse tempo até que fora bom para os ninjas de Uzushiogakure no Sato, pois a menina de cabelos curtos veria Son se levantar com seu sangramento presente, mas estava bem melhor tanto que andava sem menores problemas.

Recuperado? Pode se dizer que sim. Entretanto tinhaum detalhe que seu Byakugan notaria, um não, alguns detalhes, sendo normais e esquisitos. Tanto Son quanto Ana, estavam com o chakra pulsando fortemente em suas cabeças.


— Você quer ir contra a freira... — Ele já estava obedecendo o pedido até que ocorreu uma coisa estranha até demais: Oshiro Moe, aquela freira, colocou os dedos no sangue que estava na espada, e levou o sangue até a boca. E bruscamente, sua pele ficara negra com manchas brancas, parecendo um esqueleto.

Então, Son avançou. Avançou não, sumiu. A menina que tudo conseguia ver, não enxergava mais o seu aliado de tão veloz que era, nenhum mísero sinal. Apenas via aquela freira negra ganhar cauda novamente e ir em direção a primeira entrada, deixando a menina furiosa com aquela recém-chegada. O que Jung Yukiko faria? Lutaria contra a recém-chegada, ou correria até a entrada aonde estariam lutando Son e Moe? Não tinha muito tempo para pensar, pois, aquela mulher dos cabelos cinzas a fitava e estava pronta para uma ofensiva.



Considerações:
- Bom dia,

Boa sorte, qualquer dúvidas, pode perguntar!

Dúvidas, críticas, sugestões, me contactar via PM ou via Discord!
Post 7/10
-
Jung Yukiko
Chūnin
Jung Yukiko
Vilarejo Atual
Ícone : [Graduação] — A Rosa Negra Tumblr_nvz4z1bg2t1ugye8so2_250

https://www.narutorpgakatsuki.net/t71819-ficha-jung-yukiko https://www.narutorpgakatsuki.net/t71827-gf-jung-yukiko

Re: [Graduação] — A Rosa Negra - em Ter 4 Ago - 15:50

Realmente uma figura se aproximara do local, era uma mulher de aparência peculiar, de certa forma muito bela, também possuía uma bandana com risco, dessa vez era uma vila que a garota conhecia muito bem, sua própria vila, Uzushiogakure. “Merda, mais uma renegada! Irei cuidar de duas sozinhas, que se foda tudo isso!”. Yukiko já estava pronta para atacar, porém foi interrompida pela conversa de ambas, algo surpreendente foi dito, Son não era apenas conhecido, ele era aparentemente poderoso, mais forte que o atual kage... Talvez fosse um exagero, porém ainda impressionava a menina, ela conhece Squall e sabe perfeitamente que ele parece alguém poderoso, imaginar algo acima a fazia ver seu pequeno tamanho perante isso. Estranhamente Son levantou sem problemas, assim como a freira se transformou mudando sua aparência para algo estranhamente assustador, ambos logo começaram um embate, Jung mal pode ver seus movimentos, mais uma vez aquela maldita estava a ignorando para enfrentar o homem que tanto a protegia, mais uma vez alguém estava em risco sem ela nada poder fazer. Irritada? Com certeza, na verdade ainda mais que antes, a Hyuga parecia a ponto de explodir
-JÁ CHEGA!!
Um grito ecoaria no salão, até a mais inocente criança conseguiria perceber a fúria da Tokubetsu, seu selo pulsaria como nunca havia sentido antes, chegaria ao ponto de sangrar no local onde foi feita a marca, mas dessa vez Yukiko não o controlaria como costuma fazer, muito pelo contrário, deixaria que o mesmo se espalhasse por todo seu corpo.
-Você será a primeira!
A delicada e simples shinobi não mais existia, ali estaria uma figura de pele marrom, seu cabelo teria se tornado longo e o mais estranho: a presença de cinco chifres em sua cabeça, formando algo que se assemelha muito a uma coroa, não seria visível normalmente, mas seu chakra se tornaria roxo, uma cor extremamente violenta, assim como sua expressão se tornara digna de uma vilã de anime.
A menina logo avançaria contra a recém chegada, demoraria alguns vários segundos para se aproximar, mas não hesitaria em momento algum, seria um ataque de frente sem medo algum, assim que ficasse de frente a ela, daria um impulso para o lado e usando seu punho gentil fingiria tentar acerta-la, nenhum golpe teria o intuito de dar dano, apenas dar a falsa sensação de fraqueza. Após alguns golpes trocados, daria um forte impulso para trás e enfim revelaria seu plano de ataque: em cada uma de suas mãos se formaria uma poderosa esfera de chakra, duas poderosas bolas azuis, mais conhecidas como Rasengan
-MORRA!
Mais uma vez a kunoichi avançaria contra sua oponente, as duas esferas seriam miradas diretamente em seu tronco, caso acertasse logo iria usar seu Byakugan para ver a situação de seu companheiro, não queria vê-lo morrer sem que pudesse fazer nada. “Não garanto que matei ela usando isso, mas não posso perder tempo!”

Considerações:


Objetivo:

Quest: A Missão Especial

Atributos:

Força: 3/3 (5/5 com o selo)
Velocidade: 4/4 (5/5 com o selo e 6/6 em seus braços graças ao estilo de luta)
Inteligência: 03 (1 armadilha percebida/colocada a cada três turnos)

Itens:
Armas:

Kyodai Sensu
Rank: B
Valor: 50 Akatsuki Golds.
Habilidades: Poderá criar até duas rajadas de vento com custo e força de rank-B a cada turno.
Descrição: O Kyodai Sensu (巨大 扇子, Kyodai Sensu) exercido por Temari é um gigantesco fã de guerra japonês que tem três círculos roxos ao longo de seu corpo de metal que ela chama de "estrelas" (星, hoshi, TV inglesa: luas). A força das rajadas de vento que ela cria é indicada por quantas estrelas são mostradas (uma sendo a mais fraca, sendo as mais fortes). O próprio fã também pode ser usado como um clube ou para bloquear ataques. Também parece ser capaz de desviar kunai e shuriken quando aberto e pode ser alojado no chão.

Bolsa:

2 Fuuma Shuriken
6 Shuriken
6 Kunai

Bonificação:


Habilidade em Taijutsu: redução dos custos de taijutsu que envolvam chakra em vinte pontos.
Habilidade em Ninjutsu: redução de dez pontos de chakra em qualquer ninjutsu que utilize chakra puro (exclui-se então elementais).
Agilidade Aguçada: Capacidade de desviar por reflexo de movimentos com até dois pontos superiores, porém não é capaz de enxerga-los.
Grande Controle de Chakra: Redução de todos os consumos de Chakra em 25%; arredonda-se em números quebrados para o maior valor.
Perito Elemental (2): Chamado de "Primeira Perícia Elemental", reduz os custos do elemento escolhido em 50%
Leitura dos Movimentos: O Byakugan ainda é capaz de fazer uma leitura dos movimentos alheios, porém o personagem não é capaz de acompanhar caso não tenha uma velocidade próxima, essa leitura é de 1 ponto maior do que o estabelecido pela regra de velocidade.
Visão: 359º e 6,1 km
Tsuki no Juin (Selo da Lua)
Nível 2: +300CH, +2FOR, +1VEL.
Transformação Total: Quando o segundo nível de seu selo é ativo, seu cabelo cresce mais, cresce cinco chifres estranhamente colocados na cabeça, ligeiramente parecido com uma coroa, e sua pele fica marrom escura.
Aumento de poder: Todas as técnicas usadas no período de transformação aumentam a força dos jutsus, no entanto, o nível 1 aumentara o poder dos jutsus em 100 pontos, o nível 2 aumentara o poder dos jutsus em 150 pontos (não acumulativo com o primeiro nível) e o segundo nível dos selos Tengu e Chi aumentarão em 200 pontos o poder dos jutsus (não acumulativo)



Inabilidade Armamentista
Brincalhão
Honra: Arena
Fobia: Acluofobia
Juinjutsu nível 2: 10%HP, para cada turno ativo



Jutsus usados:

Ativos:

Byakugan:


[Graduação] — A Rosa Negra Giphy
Byakugan
Descrição: O Byakugan (白眼; Literalmente significa "branco do olho") é o dōjutsu kekkei genkai do clã Hyuga. É um dos Três Grandes Dōjutsu (大三 瞳 术, Daisan Dōjutsu), juntamente com o Sharingan e o Rinnegan. Aqueles que herdam o sangue deste clã quase inexpressivo, tem olhos brancos. Quando o Byakugan é ativado, as pupilas do usuário se tornam mais distintas, e as veias se elevam perto dos olhos. Parece também que ao contrário dos outros dois grandes dōjutsu, todos os membros do clã possuem e podem usar a kekkei genkai desde o nascimento, em oposição à necessidade de despertar ou mais, não herdá-lo em tudo.

As Habilidades do Byakugan deixa-o muito cobiçado por outras aldeias, como evidenciado por Kumogakure que tentou roubá-lo, um evento que levou até o que é conhecido como a "Questão dos Hyūga". Ao de Kirigakure foi capaz de obter um único Byakugan de um Hyūga que ele derrotou, e utiliza grandes forças para protegê-lo. Ao mesmo tempo, Danzō Shimura tentou igualmente recuperar ou destruí-lo. Ao contrário de um Sharingan transplantado, um Byakugan transplantado pode ser ativado e desativado a vontade.

Juken:


[Graduação] — A Rosa Negra 702002538_orig
Jūken
Descrição: O Punho Suave (柔拳, Jūken) ou Arte do Punho Suave (柔拳法, Jūkenpō) é uma forma de combate à palma da mão usado por membros do Clã Hyūga. Ele provoca danos internos através do ataque ao Sistema de Circulação de Chakra do corpo, posteriormente, ferindo os órgãos que estão intimamente ligados com a área da rede que tenha sido atingido. Para fazer isso, o usuário cirurgicamente injeta uma certa quantidade de seu próprio chakra no oponente via sistema de chakra, causando danos aos órgãos adjacentes, devido à sua proximidade com o sistema circulatório de chakra. Mesmo o menor toque pode causar danos internos graves, daí o nome do punho "suave". Fechando o tenketsu, o usuário do punho suave pode controlar o fluxo de chakra, criando uma confusão na rede de chakra do adversário. Esses pontos especiais, 361 no total, são interceptações na rede circulatória do chakra, assim, pode-se, à força, abri-los ou fechá-los da maneira que o usuário do Punho Suave quiser, assim, é uma poderosa opção tática para ter. O usuário pode aumentar o fluxo de chakra no corpo do oponente, ou interrompê-lo por completo, impedindo-os de usar técnicas, como visto na luta de Neji com Hinata durante os Exames Chūnin, e durante seu combate com Kidōmaru.

Neji Hyūga observou que qualquer substância feita de chakra pode ser destruída por esta técnica. Como visto em sua luta com Kidōmaru, é feito por vazamento de chakra a partir das aberturas de chakra nas mãos e moldando-o em uma forma de agulha para cortar através do chakra. No entanto não se sabe se esta técnica pode ser feito por qualquer usuário Punho Suave ou apenas aqueles que podem ver o tenketsu.

Como o sistema de circulação do chakra é invisível a olho nu, o Byakugan é necessário para este estilo ser utilizado de forma eficaz. Desde que o Byakugan é exclusivo para o Clã Hyūga, ele se tornou o seu estilo de assinatura de combate. A capacidade de infligir traumas internos é grave, com força externa mínima, combinada com a manipulação da rede de chakra, faz com que o Punho Suave seja o estilo de Taijutsu mais respeitável ​​e temível conhecido em Konohagakure. Em contraste com isto, a técnica também pode ser usada para fins complementares, tais como ajudar companheiros no campo de batalha. Isso foi exibido por Hinata durante a Quarta Guerra Mundial Shinobi, quando ela usou a técnica para corrigir a articulação do ombro deslocado de Naruto.

Juinjutsu:

[Graduação] — A Rosa Negra 300?cb=20121119135603&path-prefix=pt-br
Juinjutsu
Requerimentos: 3 Stamina & Quest: Selo Amaldiçoado.
Descrição: Os Orochimaru no Juinjutsu (大蛇丸の呪印術, lit. Juinjutsu de Orochimaru) criam selos amaldiçoados criados e utilizados por Orochimaru.

Quando ativado, o selo amaldiçoado libera o próprio chakra do senjutsu de Orochimaru no corpo do usuário, garantindo melhorias comparáveis ​​ao Modo Sábio. O selo corrói o chakra do próprio usuário para sustentar seu estado ativado, como Anko Mitarashi observou, com consequências possivelmente fatais. Enquanto o usuário tem chakra suficiente para sustentar o estado, ele ou ela, em seguida, obtém chakra adicional para executar as habilidades que de outra forma teria sido incapaz, devido à exaustão. No entanto, este chakra adicional é separado e distinto do próprio chakra do usuário, alterando a sua assinatura chakra. O uso prolongado do selo amaldiçoado pode corroer o corpo e a mente do usuário devido ao chakra de Orochimaru estar presente, tornando-o mais suscetível à sua influência.

Nem todos os indivíduos são compatíveis com estes selos amaldiçoados, com a incompatibilidade resultando em morte. Orochimaru teve em média uma taxa de sucesso de dez por cento ao aplicar estes selos com base em sua primeira experiência com dez indivíduos do teste, dos quais Anko foi a única sobrevivente. Mesmo que o indivíduo sobreviva à aplicação inicial, o seu corpo não vai facilmente ser capaz de controlar o poder do selo, resultando em dor intensa. Quando o usuário é incapaz de controlar ou não suprimir seu selo amaldiçoado, pode forçosamente ativar e começar a drenar seu chakra sempre que eles tentam manipulá-lo. Para compensar isso, Orochimaru desenvolveu a Pílula do Despertar da Mente, uma droga que força selo amaldiçoado do usuário avançar para o seu segundo estado, apesar de fazê-lo resultará na morte do usuário. A Formação dos Quatro Nevoeiros Pretos e o Método de Selamento Escuro são usados ​​para evitar o processo de matar o usuário, colocando-o em um estado de morte temporária. O poder do selo amaldiçoado pode sincronizar com o corpo normal do usuário através de uma utilização prolongada, aumentando exponencialmente as capacidades do seu estado normal.

Os selos têm dois níveis diferentes, e os tipos de transformações diferem de selo para selo. Quando inativo, o selo é simplesmente uma marca preta no corpo do usuário. Após a ativação, as marcas no selo brilham e replicam, espalhando-se sobre o corpo do usuário. Isto é conhecido como o primeiro nível (状態1, Jōtai Ichi; Literalmente significa "Estado 1") do selo. O grau em que isto ocorre está dependente do utilizador, e o grau em que se espalha é proporcionado para o efeito geral que tem. Normalmente, o portador do selo também experimenta ligeiras dores durante a ativação deste nível.

O segundo nível (状態2, Jōtai Ni; Literalmente significa "Estado 2") do selo faz com que as marcas pretas envolvam completamente o usuário, seguido por muitas alterações não naturais para seu corpo. Uma vez transformado, as características comuns incluem olhos com íris amarelas e esclera preta, cor da pele alterada, e um cabelo mais longo. Quando neste estado, o selo também corrói a mente e a personalidade de seus usuários, levando-os à loucura, se usado por muito tempo. Ele também leva uma diferença em seu corpo, uma vez que ele está sendo transformado pelo selo. Usuários qualificados do selo amaldiçoado são capazes de realizar transformações parciais, em que as alterações acima mencionadas podem ser limitados a partes específicas do corpo.

Considerando a habilidade de Jūgo sendo conhecida como Transformação Sábia, as transformações induzidas por estes selos são chamados de "Transformação do Selo Amaldiçoado" (呪印化, Juinka)

Usados:


[Graduação] — A Rosa Negra UnripeLeftJay-size_restricted
Rasenrengan
Rank: A
Requerimentos: Rasengan
Descrição: O utilizador cria dois Rasengan, um em cada uma de suas mãos. O usuário pode então atacar dois alvos de uma só vez, ou atacar o mesmo alvo com ambos os Rasengan.

Gasto de Chakra:

1125 - 75 = 1050
Primeiro o chakra foi recuperado graças ao selo amaldiçoado, em seguida foi usado um Jutsu rank A com custo de 100, graças ao GCC se torna 75

Aparência:

[Graduação] — A Rosa Negra 15918013



HP: 900/1000  Chakra: 1050/1125  Stamina: 01/05
Posts: 7/10
OFF: Toda ação de combate foi feita como tentativa, podendo ser ignorada, esquivada etc dependendo da narração

-
Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
Ícone : [Graduação] — A Rosa Negra S6sO2B9

https://www.narutorpgakatsuki.net/t72306-fp-oshiro-ayumu https://www.narutorpgakatsuki.net/t72312-gf-oshiro-ayumu

Re: [Graduação] — A Rosa Negra - em Qua 5 Ago - 22:02


Narrador: Lollipoppy

A Rosa Demoníaca

@Jung Yukiko

Música

— Acorda dorminhoco!

E era com a luz do sol indo em direção ao rosto que Senju Son acordava naquela manhã em Uzushiogakure no Sato. Ele tentava se proteger, dos tão cruéis raios solares, mas fora em vão: estava quase acordado.

Seus olhos ainda estavam cansados, e demorara um tempo para ver aquela figura que tinha feito o desprazer de acordá-lo. Uma mulher branca, baixinha, de cabelos azulados lisos de fios tão longos que chegavam até a cintura. Seu rosto era afilado, que tentava destacar os seus grandes olhos esverdeados, mas o que tinha de destaque mesmo era uma grande marca estampada em sua testa. Ela vestia uma lingerie roxa com detalhes de flores vermelhas, uma roupa que era bastante cavada e tinha até um fio-dental, algo bem ousado, mas aquela mulher não estava acordando alguém qualquer, no seu dedo anelar tinha um anela que mostrava que estava acordando o seu marido.


— Vai acordar não?! — Então ela chutou as bolas do homem. Essa aí pode ser na vida real, em RPG de Naruto, em filme, em outra dimensão, um golpe desse crítico acordaria definitivamente.

— PORRA.

Ele estava caído de dor no chão enquanto a mulher pulava em cima dele.

— ESSE É O PODER FEMININO! SÓ PORQUE VAI VIRAR O LÍDER DA VILA, TEM QUE SABER O SEU LUGAR! NÃO É... Hyūga Son...? — Ela empolgada mostrava quem mandava ali.

— Senju! Senju Son!

— O GRANDE SENJU QUE NÃO USA NINJUTSU NEM GENJUTSU! SÓ TEM SENJU POR SER PARTE DE PAI, MAS PUXOU TODA A PARTE DA MÃE. MOSTRA AÍ A MADEIRA!!! — Ela zoou o marido.

— Ok, tu vai ver a madeira!

Ele já estava abrindo a calça quando ela começou a rir, e foi até a porta.

— Eu não gostava do meu clã... Dessa marca toda... Sempre achei horrível... Um dia você esquecerá essa história de Senju, e será Hyūga Son...

— Meu Deus Yuki, de novo essa história?

— Nunca achei que alguém acharia essa marca tão bonita, não sou a mulher mais bonita do mundo, nem da família principal do meu clã, nunca fui forte e o destino me deu você... — Ela começava a refletir. — Temos que começar a ter filhos, para que a gente passe uns anos como família, antes que vire o grande Kage e não tenha nem tempo de cuidar da sua mulher! Se for menino seria Sonnano, parecido com o seu. — Ela ria. — Se for menina, então seria Yukiko... O que acha?

Ele apenas sorria, e olhava o corpão que aquela mulher tinha. Filhos? Ele teria muito tempo da vida para isso, um dia viria Sonnano ou Yukiko, talvez ambos e mais meninos, eles teriam uma vida pacífica e feliz, lá em Uzushiogakure no Sato. O ninja sem ninjutsu e genjutsu, mas com orgulho do clã Senju, a ninja hyūga que ganhara muito orgulho de seu clã graças ao seu marido, e sempre estampava em suas missões o símbolo de seu clã, o que seriam dessas crianças? Só Deus sabia.

Era o que ele pensava.



* * *

Música

Raiva, essa seria a palavra-chave que poderia resumir Jung Yukiko naquele momento. Ela gritou, ecoando por todo o salão, mas nada mudou com apenas o grito, em nenhum momento nenhum daqueles dois se aproximara. E enquanto jurava Ana de morte, seu corpo fora tomado por um tom de pele marrom escuro, o cabelo que sempre fora curto, estava maior e ela ganhara chifres, era algo bastante medonho de se ver. Era a segunda pessoa daquele saguão que tinha uma aparência animalesca. O que seria aquilo? Uma vilã de anime, uma pessoa endiabrada, ou seria o próprio diabo? Na verdade, nenhuma das opções, a forma poderia mudar, mas continuaria sempre sendo Yukiko Jung, a hyūga de Uzushiogakure no Sato.

Correria para ajudar Son? Lutaria por si? Pediria ajuda? Eram tantas opções, ela decidira cumprir o que tinha jurado. Ela correra para lutar contra Ana, estava distante e via que a mulher ficava parado, mas o interior do seu corpo estava explodindo. O seu chakra que estava somente em sua cabeça começou a se espalhar, descendo da cabeça e aparentemente criando uma nova fonte explosiva na medula espinhal não parava, próximo a essa fonte explosiva, mais uma fonte explosiva aparecera, e para finalizar, no abdômen uma nova fonte explosiva de chakra também fora criada. Aquela pele branca como a neve mudara da água pro vinho, estava avermelhada.

Então a bela morena de cornos fora resolver isso na mão, utilizando dos seus punhos gentis, queria usar uma distração e dava claramente para perceber que Ana estava na defensiva, os golpes que Ana davam tinham nada de força, e os golpes que a hyūga dava aparentavam nem arranhar, e a escarlate era bastante rápida, chegando a pontos que a corna começava a não enxergar, mas contando com sua agilidade e seus reflexos, até que estava indo bem. A escarlate era mais rápida, era mais forte, só que fora enganada facilmente pelo plano da ninja. Yukiko saltou com dois rasengans, um em cada mão. Uma distância queima a roupa, uma técnica que Ana aparentava não conhecer, dano direto. A ninja escarlate tomou todo o dano indo para as paredes, vitória?

E então... Ela se virou para olhar o que diabos estava ocorrendo, o que vira era algo... Monstruoso? Aquilo deveria ser duas pessoas, uma de pele avermelhada, com muitos cortes, porém, era a pele em si avermelhada e estava sem o braço direito, o mais estranho era que estava exalando uma áurea verde de puro chakra?! Não, era suor. Já a outra figura era aquela negra de marcas brancas, também toda ensanguentada com vários cortes pelo corpo todo, e sem também o braço direito, e no chão estava...


— VÁ SE FODER!

A mulher não estava morta, estava sim muito danificada com o corpo ensanguentado e vários cortes, mas estava de pé e correndo para cima de Yukiko. Se virar para olhar o seu companheiro, abriu uma brecha imensa, imensa... A mulher correra na direção da chifruda, com olhos de raiva, e sumiu. Aonde estava? Os olhos da fofa corna não conseguiam dar a resposta, até que os reflexos dos seus braços mostravam que viria algo pela direita, e viria.

Seria algo indefensável, porém, Ana estava no ar armando seu chute, quando Ana parou por alguns milésimos de segundos. Um novo ponto de explosão de chakra apareceu no estômago, junto de outro ponto um pouco abaixo do anterior, que liberava um pouco de uma áurea verde.

Fora questão de milésimos, o chute já estava armado para sair e sairia batendo de frente nas costelas do lado direito da chifruda morenona. Mesmo assim, esse tempo, daria uma brecha, mesmo que muito curta para uma reação, pois quando a escarlate parou por milésimos, estavam no ar.

O que ela faria?! Isso somente a minha amada morena de chifres poderia me responder. A única coisa que ela realmente não poderia ver naquele estado, era que, naquele saguão dominado pela escuridão, mais uma figura andava, em direção a escadaria.



Considerações:
- Boa noite,

~Yukiko perdeu nesse turno 5 de HP devido a essa luta. Pode usar redutor nisso.

Vamos indo para os finalmentes, 7° portão aberto, boa sorte!

Dúvidas, críticas, sugestões, me contactar via PM ou via Discord!
Post 8/10
-
Jung Yukiko
Chūnin
Jung Yukiko
Vilarejo Atual
Ícone : [Graduação] — A Rosa Negra Tumblr_nvz4z1bg2t1ugye8so2_250

https://www.narutorpgakatsuki.net/t71819-ficha-jung-yukiko https://www.narutorpgakatsuki.net/t71827-gf-jung-yukiko

Re: [Graduação] — A Rosa Negra - em Seg 10 Ago - 18:59

A tática da garota deu perfeitamente certo, os rasengans acertaram sua adversária em cheio, seria mais uma vitória fácil? Não, era muito otimismo pensar que acabaria tão fácil, óbvio que precisaria se esforçar muito mais, afinal, isso é uma missão de graduação. A distração da garota, que ainda se preocupava com o rapaz que lhe tratava com tanto carinho daria brecha para ser atacada, sua displicência poderia lhe custar a vida nesse momento. Ana, sua atual adversária liberou uma estranha aura verde, para muitos podia parecer uma estranha aura de chakra, mas Yukiko sabia que não era por dois motivos: seu Byakugan consegue detectar algo que é feito de chakra e esse não era o caso, assim como já havia enfrentado alguém que usou a mesma técnica, porém num nível abaixo. Rapidamente a renegada estaria acima da garota, mais aura seria liberada, dando um pequeno espaço para Jung pode agir, esses poucos milésimos seriam essenciais para luta, pois poderia voltar sua atenção para o golpe que seria desferido. O chute acertaria em cheio sua costela, não tentaria defender, muito pelo contrário, deixaria o impacto acontecer e se focaria em se manter no mesmo local, evitando recuar com o golpe, em seguida aproveitaria a curta distância e usando seu Juken tentaria acertar essa mesma perna que lhe atingiu, não visaria dar dano direto, mas sim dificultar seus movimentos com seu punho suave, depois quase que instantaneamente concentraria chakra em suas mãos, dois leões surgiriam, um em cada mão, seu último movimento seria visualizar o tão famoso circulo de 8 trigramas, qualquer um que conhecesse o clã Hyuga saberia o que estaria por vir. Num rápido movimento e se aproveitando da possível dificuldade de movimentos de quem jurou matar, a Tokubetsu tentaria acertar dois precisos golpes, esses golpes seriam seguidos por mais outros dois, que por sua vez dariam lugar para outros quatro, aumentando para oito, depois dezesseis e por fim os últimos trinta e dois golpes totalizando sessenta e quatro golpes, a poderosa técnica passada de pai para filho na família principal de seu clã acabara de ser usada por uma integrante da família secundária. Ao fim de sua tentativa de ataque, a shinobi desfaria os leões em suas mãos e respiraria um pouco. “Senhora Baô, senhor Yum, vocês não fazem ideia do quanto suas técnicas foram úteis para mim”. Mesmo que sua tentativa de ataque desse certo, a menina ainda tentaria manter seu foco na Ana, essa desgraçada já teria se mostrado resistente o suficiente para não ser subestimada, caso conseguisse um tempo para isso, Yukiko ainda tentaria ver o que estaria acontecendo no salão, talvez conseguisse ver a estranha sombra que se aproximava.

Considerações:


Objetivo:

Quest: A Missão Especial

Atributos:

Força: 3/3 (5/5 com o selo e 6/6 enquanto usava os Jūho Sōshiken)
Velocidade: 4/4 (5/5 com o selo e 6/6 em seus braços graças ao estilo de luta)
Inteligência: 03 (1 armadilha percebida/colocada a cada três turnos)

Itens:
Armas:

Kyodai Sensu
Rank: B
Valor: 50 Akatsuki Golds.
Habilidades: Poderá criar até duas rajadas de vento com custo e força de rank-B a cada turno.
Descrição: O Kyodai Sensu (巨大 扇子, Kyodai Sensu) exercido por Temari é um gigantesco fã de guerra japonês que tem três círculos roxos ao longo de seu corpo de metal que ela chama de "estrelas" (星, hoshi, TV inglesa: luas). A força das rajadas de vento que ela cria é indicada por quantas estrelas são mostradas (uma sendo a mais fraca, sendo as mais fortes). O próprio fã também pode ser usado como um clube ou para bloquear ataques. Também parece ser capaz de desviar kunai e shuriken quando aberto e pode ser alojado no chão.

Bolsa:

2 Fuuma Shuriken
6 Shuriken
6 Kunai

Bonificação:


Habilidade em Taijutsu: redução dos custos de taijutsu que envolvam chakra em vinte pontos.
Habilidade em Ninjutsu: redução de dez pontos de chakra em qualquer ninjutsu que utilize chakra puro (exclui-se então elementais).
Agilidade Aguçada: Capacidade de desviar por reflexo de movimentos com até dois pontos superiores, porém não é capaz de enxerga-los.
Grande Controle de Chakra: Redução de todos os consumos de Chakra em 25%; arredonda-se em números quebrados para o maior valor.
Perito Elemental (2): Chamado de "Primeira Perícia Elemental", reduz os custos do elemento escolhido em 50%
Leitura dos Movimentos: O Byakugan ainda é capaz de fazer uma leitura dos movimentos alheios, porém o personagem não é capaz de acompanhar caso não tenha uma velocidade próxima, essa leitura é de 1 ponto maior do que o estabelecido pela regra de velocidade.
Visão: 359º e 6,1 km
Tsuki no Juin (Selo da Lua)
Nível 2: +300CH, +2FOR, +1VEL.
Transformação Total: Quando o segundo nível de seu selo é ativo, seu cabelo cresce mais, cresce cinco chifres estranhamente colocados na cabeça, ligeiramente parecido com uma coroa, e sua pele fica marrom escura.
Aumento de poder: Todas as técnicas usadas no período de transformação aumentam a força dos jutsus, no entanto, o nível 1 aumentara o poder dos jutsus em 100 pontos, o nível 2 aumentara o poder dos jutsus em 150 pontos (não acumulativo com o primeiro nível) e o segundo nível dos selos Tengu e Chi aumentarão em 200 pontos o poder dos jutsus (não acumulativo)



Inabilidade Armamentista
Brincalhão
Honra: Arena
Fobia: Acluofobia
Juinjutsu nível 2: 10%HP, para cada turno ativo



Jutsus:

Ativos:

Byakugan:


[Graduação] — A Rosa Negra Giphy
Byakugan
Descrição: O Byakugan (白眼; Literalmente significa "branco do olho") é o dōjutsu kekkei genkai do clã Hyuga. É um dos Três Grandes Dōjutsu (大三 瞳 术, Daisan Dōjutsu), juntamente com o Sharingan e o Rinnegan. Aqueles que herdam o sangue deste clã quase inexpressivo, tem olhos brancos. Quando o Byakugan é ativado, as pupilas do usuário se tornam mais distintas, e as veias se elevam perto dos olhos. Parece também que ao contrário dos outros dois grandes dōjutsu, todos os membros do clã possuem e podem usar a kekkei genkai desde o nascimento, em oposição à necessidade de despertar ou mais, não herdá-lo em tudo.

As Habilidades do Byakugan deixa-o muito cobiçado por outras aldeias, como evidenciado por Kumogakure que tentou roubá-lo, um evento que levou até o que é conhecido como a "Questão dos Hyūga". Ao de Kirigakure foi capaz de obter um único Byakugan de um Hyūga que ele derrotou, e utiliza grandes forças para protegê-lo. Ao mesmo tempo, Danzō Shimura tentou igualmente recuperar ou destruí-lo. Ao contrário de um Sharingan transplantado, um Byakugan transplantado pode ser ativado e desativado a vontade.

Juken:


[Graduação] — A Rosa Negra 702002538_orig
Jūken
Descrição: O Punho Suave (柔拳, Jūken) ou Arte do Punho Suave (柔拳法, Jūkenpō) é uma forma de combate à palma da mão usado por membros do Clã Hyūga. Ele provoca danos internos através do ataque ao Sistema de Circulação de Chakra do corpo, posteriormente, ferindo os órgãos que estão intimamente ligados com a área da rede que tenha sido atingido. Para fazer isso, o usuário cirurgicamente injeta uma certa quantidade de seu próprio chakra no oponente via sistema de chakra, causando danos aos órgãos adjacentes, devido à sua proximidade com o sistema circulatório de chakra. Mesmo o menor toque pode causar danos internos graves, daí o nome do punho "suave". Fechando o tenketsu, o usuário do punho suave pode controlar o fluxo de chakra, criando uma confusão na rede de chakra do adversário. Esses pontos especiais, 361 no total, são interceptações na rede circulatória do chakra, assim, pode-se, à força, abri-los ou fechá-los da maneira que o usuário do Punho Suave quiser, assim, é uma poderosa opção tática para ter. O usuário pode aumentar o fluxo de chakra no corpo do oponente, ou interrompê-lo por completo, impedindo-os de usar técnicas, como visto na luta de Neji com Hinata durante os Exames Chūnin, e durante seu combate com Kidōmaru.

Neji Hyūga observou que qualquer substância feita de chakra pode ser destruída por esta técnica. Como visto em sua luta com Kidōmaru, é feito por vazamento de chakra a partir das aberturas de chakra nas mãos e moldando-o em uma forma de agulha para cortar através do chakra. No entanto não se sabe se esta técnica pode ser feito por qualquer usuário Punho Suave ou apenas aqueles que podem ver o tenketsu.

Como o sistema de circulação do chakra é invisível a olho nu, o Byakugan é necessário para este estilo ser utilizado de forma eficaz. Desde que o Byakugan é exclusivo para o Clã Hyūga, ele se tornou o seu estilo de assinatura de combate. A capacidade de infligir traumas internos é grave, com força externa mínima, combinada com a manipulação da rede de chakra, faz com que o Punho Suave seja o estilo de Taijutsu mais respeitável ​​e temível conhecido em Konohagakure. Em contraste com isto, a técnica também pode ser usada para fins complementares, tais como ajudar companheiros no campo de batalha. Isso foi exibido por Hinata durante a Quarta Guerra Mundial Shinobi, quando ela usou a técnica para corrigir a articulação do ombro deslocado de Naruto.

Juinjutsu:

[Graduação] — A Rosa Negra 300?cb=20121119135603&path-prefix=pt-br
Juinjutsu
Requerimentos: 3 Stamina & Quest: Selo Amaldiçoado.
Descrição: Os Orochimaru no Juinjutsu (大蛇丸の呪印術, lit. Juinjutsu de Orochimaru) criam selos amaldiçoados criados e utilizados por Orochimaru.

Quando ativado, o selo amaldiçoado libera o próprio chakra do senjutsu de Orochimaru no corpo do usuário, garantindo melhorias comparáveis ​​ao Modo Sábio. O selo corrói o chakra do próprio usuário para sustentar seu estado ativado, como Anko Mitarashi observou, com consequências possivelmente fatais. Enquanto o usuário tem chakra suficiente para sustentar o estado, ele ou ela, em seguida, obtém chakra adicional para executar as habilidades que de outra forma teria sido incapaz, devido à exaustão. No entanto, este chakra adicional é separado e distinto do próprio chakra do usuário, alterando a sua assinatura chakra. O uso prolongado do selo amaldiçoado pode corroer o corpo e a mente do usuário devido ao chakra de Orochimaru estar presente, tornando-o mais suscetível à sua influência.

Nem todos os indivíduos são compatíveis com estes selos amaldiçoados, com a incompatibilidade resultando em morte. Orochimaru teve em média uma taxa de sucesso de dez por cento ao aplicar estes selos com base em sua primeira experiência com dez indivíduos do teste, dos quais Anko foi a única sobrevivente. Mesmo que o indivíduo sobreviva à aplicação inicial, o seu corpo não vai facilmente ser capaz de controlar o poder do selo, resultando em dor intensa. Quando o usuário é incapaz de controlar ou não suprimir seu selo amaldiçoado, pode forçosamente ativar e começar a drenar seu chakra sempre que eles tentam manipulá-lo. Para compensar isso, Orochimaru desenvolveu a Pílula do Despertar da Mente, uma droga que força selo amaldiçoado do usuário avançar para o seu segundo estado, apesar de fazê-lo resultará na morte do usuário. A Formação dos Quatro Nevoeiros Pretos e o Método de Selamento Escuro são usados ​​para evitar o processo de matar o usuário, colocando-o em um estado de morte temporária. O poder do selo amaldiçoado pode sincronizar com o corpo normal do usuário através de uma utilização prolongada, aumentando exponencialmente as capacidades do seu estado normal.

Os selos têm dois níveis diferentes, e os tipos de transformações diferem de selo para selo. Quando inativo, o selo é simplesmente uma marca preta no corpo do usuário. Após a ativação, as marcas no selo brilham e replicam, espalhando-se sobre o corpo do usuário. Isto é conhecido como o primeiro nível (状態1, Jōtai Ichi; Literalmente significa "Estado 1") do selo. O grau em que isto ocorre está dependente do utilizador, e o grau em que se espalha é proporcionado para o efeito geral que tem. Normalmente, o portador do selo também experimenta ligeiras dores durante a ativação deste nível.

O segundo nível (状態2, Jōtai Ni; Literalmente significa "Estado 2") do selo faz com que as marcas pretas envolvam completamente o usuário, seguido por muitas alterações não naturais para seu corpo. Uma vez transformado, as características comuns incluem olhos com íris amarelas e esclera preta, cor da pele alterada, e um cabelo mais longo. Quando neste estado, o selo também corrói a mente e a personalidade de seus usuários, levando-os à loucura, se usado por muito tempo. Ele também leva uma diferença em seu corpo, uma vez que ele está sendo transformado pelo selo. Usuários qualificados do selo amaldiçoado são capazes de realizar transformações parciais, em que as alterações acima mencionadas podem ser limitados a partes específicas do corpo.

Considerando a habilidade de Jūgo sendo conhecida como Transformação Sábia, as transformações induzidas por estes selos são chamados de "Transformação do Selo Amaldiçoado" (呪印化, Juinka)

Usados:


[Graduação] — A Rosa Negra Giphy
Jūho Sōshiken
Rank: A
Requerimentos: Ser Hyuuga.
Descrição: O usuário faz duas grandes mortalhas de chakra em forma de leão em torno de suas mãos, então ataca o oponente com elas. Apesar de todo o seu poder não ter sido mostrado no mangá, no anime, foi mostrado que esta técnica tem poder suficiente para destruir as hastes chakra de Pain, bem como momentaneamente atordoar o alvo depois de pousar o ataque.


[Graduação] — A Rosa Negra ArtisticUnconsciousDwarfrabbit-size_restricted
Hakke Rokujūyon Shō
Rank: A
Requerimentos: Ser Hyuuga.
Descrição: É uma técnica perigosa que é adequadamente transmitida de pai para apenas um único filho dentro do clã Hyūga. É uma manobra do estilo de luta Punho Gentil. Com o campo de visão do Byakugan perto de 360°, o usuário visualiza um círculo de Oito Trigramas. Então o inimigo dentro desse círculo é atingido com uma série de golpes violentos. Ao atingir sessenta e quatro do tenketsu todo Sistema de Circulação de Chakra do oponente, o seu fluxo de chakra, é interrompido, tornando-o incapaz de sequer ficar em pé.

Detalhes extras:

Jūken: Todos os danos provocados pelos golpes do Jūken são reduzidos pela metade, mas em contraparte removem dez pontos de chakra do adversário a cada acerto. Utilizando o estilo de luta, os braços do personagem recebem um adicional de um ponto em velocidade. Caso, através de técnicas, o usuário feche todos os tenketsus do inimigo, este virá a morte.
Hakke Rokujūyon Shō: O dano da técnica é reduzido pela metade, mas em contraparte recebe o mesmo bônus do Jūken, portanto, ao fim da técnica, ela poderá retirar 640 pontos de chakra do alvo, impossibilitando-o de utilizar o próprio chakra durante um turno.
Jūho Sōshiken: A técnica dobra o chakra retirado ao utilizar o Jūken e adiciona um ponto em força durante o período ativo.

Perda/recuperação de status:

Gasto de Chakra:

1050 - 150 = 900
Dois Jutsus de rank A, cada um custando 100, porém sofrendo redução graças ao GCC se tornando 75 cada, dando um total de 150 chakra gasto num só tunro

Perda de HP:

900 - 100 = 800
10% (100) de HP a cada turno do selo amaldiçoado. O 5 de HP do chute foi reduzido pelo valor de força, logo se tornou 0.

Aparência:

[Graduação] — A Rosa Negra 15918013



HP: 800/1000  Chakra: 900/1125  Stamina: 02/05  Juinjutsu nível 2: 2/3
Posts: 8/10
OFF: Toda ação de combate foi feita como tentativa, podendo ser ignorada, esquivada etc dependendo da narração
OFF²: O Juken foi usado como Neji fez com a Hinata no exame chunin, ao acertar alguns golpes dificulta a movimentação do local onde foi acertado

-
Lollipoppy
Chūnin
Lollipoppy
Vilarejo Atual
Ícone : [Graduação] — A Rosa Negra S6sO2B9

https://www.narutorpgakatsuki.net/t72306-fp-oshiro-ayumu https://www.narutorpgakatsuki.net/t72312-gf-oshiro-ayumu

Re: [Graduação] — A Rosa Negra - Ontem à(s) 18:25


Narrador: Lollipoppy

A Rosa De Jade

@Jung Yukiko

Música

E nos arredores de Uzushiogakure no Sato, um grito entre a névoa era escutado de uma média distância.

— COMO ASSIM? — O grito era bastante alto. — O QUE QUEREM DE ISHI?

Uma pequenina figura com a expressão de puro medo. Era Aijō Ishi, a famosa enfermeira da vila oculta do redemoinho. Tendo 1,46 de altura, bastante magra e fina, com uma pele branca, parecendo que tinham colocado talco ou alguma maquiagem. Sua cabeça era grande, assim como seus olhos que possuíam íris rósea. Já seus cabelos, finos lisos e muito bem penteados, tinham a mesma cor. Já suas roupas era um vestidinho rósea de mangas curtas bem bonitinhas e um grande avental branco, sapatinhos róseos bem delicadinhos, e em sua cabeça estava um chapeuzinho com um “+” azulado no centro do chapéu. Para finalizar em seu braço esquerdo, estava a bandana da vila.  

Ela não entendia, estava um pouco com medo, pouco? Pouco nada, bastante, medo daquelas duas que estavam à sua frente. Quem eram? Não sabia.

Uma mulher alta, bastante alta e de aparência de trinta e muitos anos, cujos cabelos negros eram bastante penteados, e por cima de sua cabeça estava uma touca. Sua expressão era meio triste, meio séria. E tinha uma roupa de freira, um hábito que era mais uma túnica lisa negra, com detalhes em branco, porém, a túnica ia estranhamente apenas até a metade das coxas, mesmo assim, as pernas não estavam nuas, pois lá existia uma meia-calça negra quase transparente. O seu rosto era afilado, sua pele era branca e os olhos eram amendoados, e possuía uma espada, só que estava embainhada para a graça de Ishi.

Já a outra mulher tinha estatura mediana, e bastante franzina. Sua pele branca demais destacava os seus longos e lisos cabelos brancos em tom prateados, com os olhos azulados que estavam cheios de lágrimas. Suas roupas eram uma blusa social branca de botões, com mangas longas, uma saia amarronzada e por cima da blusa uma manta bege.

Duas pessoas normais, entretanto, o detalhe do traço entalhado em suas bandanas era bastante perceptível para Ishi. Duas renegadas, bem ali, nos arredores da vila, querendo ela.


— SAIAM! JÁ VOU AVISANDO! ISHI NÃO DÁ DUAS CHANCES! — Mentiu, ela sempre dava, uma, duas, três, infinitas chances.

Porque ela era ninja? Esse seria um grande mistério, principalmente o seu alto nível, ela claramente não queria lutar e claramente estava com medo, era isso que um ninja daquela patente tinha que demonstrar? Ishi tentou retirar uma kunai de sua bolsa, mas... Não existiam armas ali, acabou retirando luvas esterilizadas. Xeque-mate?

Então a renegada de cabelos prateados se ajoelhou. Ishi tentava entender aquilo, mas não conseguia compreender. Em seguida, a freira também se ajoelhou.


— Quem são vocês? O que querem? — Ishi, se perdeu.


* * *
Música

Um chute com milésimos de segundos para alguma reação, desviar para esquerda, para a direita, para trás, contra golpear, eram tantas as opções, que Jung Yukiko resolveu fazer a coisa mais arriscada de sua vida, mesmo sabendo que sua vida que estava em jogo naquela ação: Jung Yukiko simplesmente aceitou. Simplesmente... Aceitou...

Ela já tinha conhecimentos sobre a técnica, mesmo tendo a noção de que seus conhecimentos eram acerca de alguém com menos técnica, ela resolveu aceitar o golpe para finalizar o oponente, que já estava bastante ferido, só que... Jung Yukiko... Simplesmente...


Voou...

Não era que o chute era forte até demais, não existia palavras para descrever a força absurda daquilo, e com a menina sem desviar, ocorreu que a menina de chifres parecia uma boneca de pano leve demais. Fora bastante rápido, e ainda bem que alçou os céus sem bater em nenhum pilar. A ninja de pele escura estava completamente incapaz de fazer algo naquele meio, e antes poderia ver tudo, agora via nada. Seu inimigo, aonde estava? Não conseguia enxergar. Son e Oshiro Momo ela até que poderia ver o que estava ocorrendo, mas como? Naquele estado ela desviar sua atenção era morte, a única coisa que percebia era que os gritos de Momo tinham sumido, assim como o som de Son.

Não tinha tempo para olhar, e talvez mal para respirar, como se tivesse a velocidade da luz, do nada aquela de áurea verde estava nos céus rente com a face da garota de olhos brancos, e começou a dar socos que pegavam fogo por causa do atrito e da velocidade em que eram feitos, todos em cima da menina que poderia tentar bloquear, mas teria bastante dificuldades diante disso.


— Asakujaku

Por fim, o último soco colocou a menina de chifres de volta para o chão, dando uma queda de quinze metros. Morta? Não, estava bastante debilitada, assim como Ana. Conseguiria ter forças para lutar, visto que só tinha cortes médios na altura do busto de dos braços, porém, nenhum osso em si quebrado. Contudo, estava com o busto e os braços doloridos a ponto de incomodar.

Aonde estava Son? Nenhum sinal, nem da freira. Ou ambos estavam mortos, ou estavam fora daquele saguão, mas a preocupação maior seria Ana. A de cabelos brancos estava com os músculos bastante desgastados, assim como seu corpo, mas ela parecia não parar.


— MORREU? — Gritava. — Parece que não, então é hora de acabar com essa brincadeira!

Ana já estava começando a avançar quando um grito surgiu, vindo de mais dentro do abismo.

— SAAAAAAAAFFFFFFFFFEEEEEEEEEEEE!

Uma voz de uma criança ecoava por todo salão. Era uma voz doce, mas claramente estava bastante desgastada e sem forças, mas conseguia gritar.

— A OPERAÇÃO FOI UM SUCESSO!

Ana parou.

E lá no segundo grande portão, de onde surgira Ana, estava uma pequenina figura, mais um inimigo provavelmente para Jung Yukiko se preocupar, pois é, parecia que a missão acabava ali, sem sucesso. Era uma pequenina, de no máximo 1,50 de altura, de corpo bastante fino e bastante magro, de cabelos rósea medianos muito bem penteados, grandes olhos de íris também róseas, e uma pele tão branca que parecia talco, em suas mãos, existiam luvas que estavam encharcadas de sangue. Talvez se fosse condições normais, nossa meiga ninja de chifres conseguiria cheirar tutti-frutti vindo dessa nova figura, mas estava distante demais para conseguir sentir isso.

As roupas, era um vestidinho rósea de mangas curtas bem bonitinhas e um grande avental que deveria ser branco, porém, estava cheio de manchas de sangue. Além disso, sapatinhos róseos bem delicadinhos, e... Em sua cabeça estava um chapeuzinho com um “+” azulado no centro do chapéu.  Seria essa Aijō Ishi? Para finalizar, em seu braço esquerdo estava uma bandana rosa com o símbolo de Uzushiogakure no Sato, então, é... Era.


— Sucesso?

Ana que sempre estava com raiva, do nada, parou e seu tom se acalmou.

— SIM! ISHI É MUITO BOA, MAS TONTON AJUDOU DEMAIS! — A enfermeira gritava feliz.

— Fush Fush Fuah!

E atrás da enfermeira, um animalzinho estava lá, era bastante delicado de pele rosa com bege, bastante fofo, com olhos azulados. Era bípede, sendo que tinha 1,30 de altura e em seus braços continha uma criança... Uma criança pequenina, uma menininha de cinco ou seis anos, franzina de pele clara e cabelos prateados, muito parecia com Ana. Entretanto, a criança estava desmaiada e com as roupas encharcadas de sangue.

— O-obriga...

— O QUE ESTÁ OCORRENDO? — Fora que finalmente, a enfermeira percebeu Jung Yukiko debilitada e que naquele saguão estava ocorrendo algo.

— Uzushiogakure no Sato... Vieram matar a mim, Momo e Sona. — Os focos de Ana voltaram então para Jung. — Fique aí temos que proteger você! Não se preocupe!

— MAS... — A enfermeira tentou retrucar. Se eram de Uzushiogakure, eram aliados, foi o que a de cabelos rosa pensou, porém, sem tempo, Ana já tinha tomado sua decisão.

Ana começou a correr em direção da de chifres, que nesse meio tempo poderia sim ter se levantado, e tentado olhar para mais detalhes. O que veria? Para perto da entrada veria dois braços decepados, muito sangue e um estranho círculo com um triângulo. Momo junto de sua espada e Son não estavam ali, e não eram alcançados mais pela visão.

— CONHEÇA A FLOR DE JADE!

E ela sumiu, para aonde estaria? É esse era o fim, até que um grito surgiu de fora, de alguém que a menina com chifres não conseguia captar.

— YUKKKKIIIIIIIIIIIIIIIIIIII! EU ESTOU INDO!

Era um grito de Son, era dele, mas...

Quem era Yuki?

Talvez fosse Yukiko, mas tempo teria? A mulher já tinha sumido, daria seu último golpe para matar minha amada líder. Entretanto, ainda existia uma última cara que a de chifres possuía, ou será que aquele era realmente o seu fim?


Considerações:
- Boa noite,

~Yukiko
[-650 HP] Pode utilizar redutores!
[-10 HP/Turno] Devido aos cortes médios! Sem redutores!

Considere que a enfermeira está a 3900 metros. SIm, nesse turno, você foi para próximo do portão inicial!

Dúvidas, críticas, sugestões, me contactar via PM ou via Discord!

Boa sorte!
Post 9/10
-
Conteúdo patrocinado
Vilarejo Atual

Re: [Graduação] — A Rosa Negra -

-


Layout por @Akeido Skins, @Loola Resources e Naru.