:: Área de Mudanças :: Centro de Melhorias :: Treinamentos de Fillers
Alvorecer
Arco 04
Ano 17 DG
Verão
A queda do pastor cobrou um preço altíssimo do mundo ninja: o golpe final trouxe ao mundo um tempo de dor e sofrimento; fome e pobreza retornaram às ruas, a violência triplicou, os antigos heróis caíram ou ficaram desacreditados. Mas, um pouco perto do amanhecer, a Hydra, que até então se mantivera em silêncio, mostrou-se das sombras, trazendo oportunidades de emprego e uma esperança para salvar o mundo dessa mais nova calamidade. Líderes ninja não tiveram escolha senão se arriscarem em tratados suspeitos para conseguir manter firmes seus lares e seus soldados. No entanto, os reais planos da Hydra ainda continuam sendo um grande mistério.
... clique aqui para saber mais informações
Shion
Fundador do RPG Akatsuki, Shion é responsável por manter o bom funcionamento de todas as áreas do fórum há mais de 10 anos. Completamente apaixonado por RPG e escrever, hoje é o principal responsável pelo desenvolvimento de toda a trama desse universo baseado na arte de Kishimoto.
Shion#7417
Angell
Angell é jogadora de RPG narrativo desde 2011. Conheceu e se juntou à comunidade do Akatsuki em fevereiro de 2019, e se tornou parte da administração em outubro do mesmo ano. Hoje, é responsável por desenvolver, balancear, adequar e revisar as regras do sistema, equilibrando-as entre a série e o fórum, além de auxiliar na manutenção das demais áreas deste. Fora do Akatsuki, apaixonada por leitura e escrita, apesar de amante da música, é bacharela e licenciada em Letras.
Angell#3815
Indra
Oblivion é jogador do NRPGA desde 2019, mas é jogador de RPG a mais de dez anos. Começou como narrador em 2019, passando um período fora e voltando em 2020, onde subiu para Moderador, cargo que permaneceu por mais de um ano, ficando responsável principalmente pela Modificação de Inventários, até se tornar Administrador. Fora do RPG, gosta de futebol, escrever histórias e atualmente busca terminar sua faculdade de Contabilidade.
Indra#6662
Biskath
BisKath é jogador do NRPGA desde julho de 2020, tendo encontrado o RPG por meio de pesquisas e começado a jogar nele, sem pausas desde então. É jogador de RPG desde 2013, mas o Akatsuki foi o primeiro de Naruto em que se aventurou. Apenas começou como moderador em abril de 2022, se dedicando as funções da moderação até se tornar administrador em julho do mesmo ano, auxiliando também na avaliação da área de criações. Fora do fórum cursa desenho, pois tem interesse em artes de forma geral..
BisKath#0666
XXXXX
XXXXX
Discord#1234

[Filler - Troca de Clã] - Entre linhas e irmãos. JnMZD5E

sabazin
Tokubetsu Jonin
sabazin
Vilarejo Atual
[Filler - Troca de Clã] - Entre linhas e irmãos. JnMZD5E

[Filler - Troca de Clã] - Entre linhas e irmãos. - Publicado Qui 2 Jul - 16:37



Entre linhas e irmãos
Filler - Troca de clã


Akihiro - HP: (700/700) Chakra: (1850/1850) ST: (00/05)
Baldur - HP: (700/700) Chakra: (1850/1850) ST: (00/05)



Mais um dia se iniciava na aclamada Vila da Pedra, era bem cedo e a brisa fria da manhã chegava causar arrepios nos pescoços de nosso heróis. Os dois caminhavam curiosos e decididos a encontrar o pai deles após receber uma convocação do mesmo. A curiosidade vinha pois seu pai, Belmur, era muito ausente devido a suas pesquisas e os irmãos faziam tudo que podiam para ficar perto do mesmo quando tinham oportunidade.

Akihiro e Baldur, me encontrem no nosso ponto de encontro nº 7 pela manhã. Descansem bem durante a noite anterior pois nossa atividade será cansativa.

Seu pai, um pesquisador excêntrico da vila da Pedra, acreditava veemente que estava sendo perseguido por inimigos de outras vila então sempre tomava cuidado onde e quais circunstâncias encontrar com sua família. O ponto de encontro nº7 era uma caverna nos arredores da vila camuflada por diversas camadas de vegetação, devidamente plantadas pra crescer e tampar o local.

- Será que finalmente ele vai nos mostrar qual é a sua nova pesquisa?
- Pouco provável... nosso pai morreria protegendo seus segredos até mesmo de nós que somos seu sangue.
- Espero que seja um monstro enorme que vai proteger a vila.
- Você e seus costumes envolvendo força e resolver problemas ainda vai nos levar ao túmulo.

Caminhando floresta adentro as duas cabeças continuavam discutindo sobre as possibilidades do encontro com Belmur. Até a chegada a frente da caverna, o sol já esquentava o rosto dos garotos e aquecia seus corpos. De longe podiam ver uma alta figura oculta por um manto e capuz. Para os meninos, a figura de seu pai era indistinguível, o mesmo ao avistar os garotos adentrou a caverna antes mesmo de se aproximarem.

[Belmur] - Finalmente nos encontramos novamente, seus sacos de problemas.  A entrada dos garotos na caverna era surpreendida pela voz de seu pai ecoando pela caverna e um forte abraço do homem nos dois garotos.

- É ótimo revê-lo pai.
- Achei que tinha morrido seu velho doido. Brincava Baldur dando tapas nas costas do pai.

Alguns minutos se passavam enquanto os garotos matavam o sentimento de saudade dentro deles. Belmur por sua vez contava algumas histórias resumidas sobre o que fizera fora da Vila e ouvia algumas dos garotos sobre a nova vida Shinobi ao qual adentraram.

- Pai. Estamos curiosos demais. Aconteceu algo? Akihiro não aguentava mais a expectativa e perguntava diretamente ao seu pai quais eram as intenções daquele encontro.

Expressando uma feição de que não conseguiria mais esconder o que iria propor aos garotos, o homem se sentava no chão e colocava os meninos em sua frente, preparando-os para uma história.

Entre discursos, pergaminhos e algumas escritas em couro. Seu pai ilustrava a eles a história do início da técnica Sōma no Kō e toda a rede de pessoas que também a possuem até o ponto onde Akihiro/Baldur afloraram nessa enorme árvore gêmea.


Belmur contava a história sobre dois irmãos, gênios revolucionários, que no passado tentaram quebrar o status quo maligno ao qual sua vila pairava. Após guerras e mais guerras um dos irmãos fora capturado por um inimigo poderoso que após muita experimentação enviou o corpo inconsciente de volta ao irmão liberto com uma carta.

Os experimentos que fiz em seu irmão foram bem sucedidos.
Todos os dias ele morrerá um pouco, até o momento que você observe-o desaparecer por completo sem poder fazer nada.

Todos os ninjas médicos que os irmãos conheciam foram consultados. Todos os jutsus de cura usados. Todas as possibilidades exauridas. E todos os dias, um pouco mais de seu irmão se desintegrava a sua frente enquanto o mesmo se sentia impotente. Em uma tentativa desesperada de salvar seu irmão, o mesmo tentava usar de seu corpo para curar as partes que estavam faltando. O novo jutsu não saiu como planejado. Seu irmão agora era obrigado a morar em seu corpo para evitar o decaimento de suas células devido ao experimento de seu inimigo.

Esse era o inicio da grande árvores ali apresentada em um grande pergaminho, ilustrando o inicio até Akihiro/Baldur de todos os utilizadores do Sōma no Kō.


[Belmur] - Nós não entendemos realmente como acontece. Pois não é uma linhagem sanguínea, más a maldição/habilidade dos irmãos aparece durante a gestação quando um dos irmãos sofre algum problema, fazendo o outro absorve-lo e se revela durante a infância com o despertar do gêmeo interno.

Belmur então desenrolava outro grande pergaminho com outra árvore totalmente diferente com desenhos de dunas de areia e grandes bonecos estranhos ligados por linhas. Ao alinhar as duas árvores, os galhos se interligavam bem no local onde Akihiro/Baldur estavam na Árvore Sōma no Kō. Os irmãos olhavam confusos pra tudo aquilo e seu pai continuava com mais histórias.

[Belmur] - Acalmem-se, eu explicarei tudo em alguns minutos. No passado de sua mãe, alguém da família dela migrou da Vila de Sunagakure para cá, esse integrante da família possuía algumas técnicas originadas de lá passadas entre um pequeno grupo seleto de ninjas. Essas habilidades envolviam gerar fios de chakra e controlar bonecos no fervor da batalha para destruir seus inimigos.

Belmur colocava a mão na testa e fazia uma expressão que misturava arrependimento e a sensação de dever cumprido.

[Belmur] - Já que estamos colocando todas as informações na mesa. Sua mãe já ensinou essas técnicas para vocês, junto de todo o processo para criação desses bonecos de guerra, porém eu suprimi a memória disso tudo devido ao despertar de Baldur, visando não sobrecarregar vocês até se acostumarem um com o outro e conseguirem viver em menos desarmonia.

Os dois irmão colocavam as mãos ao mesmo tempo na testa totalmente surpreendidos por aquela quantidade de informações absurdas sobre suas origens e vidas.

- Eu sei fazer fios?
- A gente constrói bonequinhas de guerra?
- Descendemos de Suna?
- A gente já construiu algum?
- Akihiro é um boneco?

O pai ignorava a inundação de dúvidas que as duas cabeças faziam ao mesmo tempo sem parar e continuava falando esperando que os dois o respeitassem e continuassem ouvindo.

[Belmur] - Tempo se passou, eu e sua mãe acreditamos que é hora de retomar o treinamento com Kugutsu. Espero que estejam preparados para lidar com tudo que vai acontecer com vocês a partir de agora.

-Sennō Sōsa no Jutsu

Spoiler:

Os irmãos sentiam uma agulhada no fundo de sua cabeça, a dor era forte o suficiente para caírem no chão e por alguns segundos os dois ficaram gemendo de dor, se mesclando e separando no chão da caverna. Com o cancelamento do jutsu, a agulha de chakra que aprisionava memórias deixava de existir.

... A história da técnica calmamente explicada por sua mãe, tentando frisar todos o métodos de aproveitamento para as linhas de chakra...
... Seu aprendizado árduo, visando manter um posicionamento entre as marionetes, usando-as de escudo e também como estilo de luta...
... Nossa primeira luta usando marionetes em meio a floresta, combatendo animais selvagens e tentando coordenar as marionetes ao mesmo tempo que me coordeno entre os ataques rápidos das criaturas...
... O golpe do machado na nossa primeira árvore derrubada para se criar uma marionete pra nós, ofício que fora ensinado cuidadosamente por nossa caprichosa mãe...
... Joe... Joe foi o nome que escolhemos pra nossa primeira marionete...
... Noites e noites de planejamento, estratégias e sonhos com as inúmeras técnicas que iriamos desenvolver...
... Dezenas de folhas com desenhos, cálculos e planos para as próximas marionetes que almejo construir...
... Meses e meses de memórias suprimidas que agora emergiam rapidamente ...

Enquanto os irmãos se acalmavam e tentavam recuperar a postura, seu pai acalmava-os.

[Belmur] - Mais memórias irão aparecer com o tempo. Peço perdão pelo que fiz minhas crianças, foi o melhor que pude fazer devido a minha ausência constante.

- Nós sabemos um jutsu irmão. - Nós sabemos muitas coisas. - Eu sei construir marionetes. - Nós sabemos criar linhas de chakra. - Isso é tão legal. - Essa dor de cabeça não diminui.

Os dois balbuciavam inúmeras afirmações bizarras até momentos atrás enquanto suas mentes ferviam com novos conhecimentos borbulhando pra fora. Aquilo tudo parecia um sonho ou um pesadelo. Efêmero e infinito. Os dois tentavam se concentrar para responder o pedido de perdão do pai em meio a tudo.

- Pai... nós entendemos... não o culpamos.
- Não eramos fortes. Agora somos. E vamos continuar nos fortalecendo.

Belmur entendia cada um deles pelo jeito de conversar único e continuava com mais informações já que aparentemente o choque de realidade a pouco não teria quebrado os seus filhos.

[Belmur] - Agora que passamos brevemente por um problema, temo que devemos avançar para o próximo. Apesar de ausente eu ou sua mãe sempre estamos acompanhando as ações de vocês dois e temendo situações futuras que irão despencar aqui em Iwa e também no mundo, eu e sua mãe acreditamos que o melhor que podemos fazer por vocês dois é prepará-los para as inúmeras maldades que estão por vir.

Sons vinham da entrada da caverna, o vento forte que batia pela entrada trazia a fragrância de jasmim característica das plantas que sua mãe cultiva em casa junto com tantas outras plantas medicinais. Ao se aproximar a passos curtos, a imagem só confirmava o que os garotos já tinham identificado pelo faro. VidKa a mãe dos garotos estava ali. Apesar do clima amoroso que essa família tinha e pelo saudosismo da reunião familiar completa que raramente acontece, os irmãos sabiam que quando os dois estavam no mesmo local, algo horrível aconteceu ou ainda acontecerá.

VidKa - Olá Draca e Sela. Um sorriso amoroso seguido de um abraço apertado acalmava os garotos.

A mãe dos garotos, uma bióloga e botânica, tinha costume de associar as pessoas próximas com plantas que ela acredita se referir a estes indivíduos. Akihiro ou para ela Sela, derivado do nome Selaginella lepidophylla, a conhecida planta da ressurreição, capaz de sobreviver no calor extremo e "voltar a vida" com um mínimo de umidade. Baldur por sua vez, o qual se refere como Draca, abreviação de Dracaena cinnabari, famosa por ser a árvore sangue de dragão devido a sua seiva vermelha. Uma planta considerada forte e única em seu próprio jeito.

VidKa - O próximo problema a resolver é essa inocência que vocês possuem....



Considerações:


Post 01/01
[Filler - Troca de Clã] - Entre linhas e irmãos. W1d991V

LastJoke
Tokubetsu Jonin
LastJoke
Vilarejo Atual
[Filler - Troca de Clã] - Entre linhas e irmãos. W1d991V

Re: [Filler - Troca de Clã] - Entre linhas e irmãos. - Publicado Sex 3 Jul - 1:38

@Aprovado, amei o filler. xD

_______________________