>
Naruto RPGAkatsukiNão é o único, simplesmente o melhor!
Arco 11:
Reino de Lilith: PesadeloAno: 71DG
Após uma dura jornada, Shaka finalmente caiu e teve a maldição retirada de seu coração. No entanto, os problemas trazidos pela família Hattori não se extinguiram. Shion revelou ter ajudado a libertar Lilith, uma monarca da dimensão infernal, que agora está possuindo o corpo de Hyuga Katsura e libertando uma horda de seres infernais contra este mundo. O mundo corre risco de ser consumido pela maldade dessa criatura, mas não se o plano de Shion der certo: forçar Lilith a causar um evento chamado de O Grande Eclipse, onde as portas de todos os mundos e dimensões ficarão abertas, e assim permitir a ele ir ao submundo resgatar sua amada Katsura Grey para finalmente selar Lilith.
Sumário
Mapa
Staff
Discord
Facebook
Contos
Estação: Inverno
Últimos assuntos

Lessa
Juunidaime Raikage
Lessa
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler Time Skip] Breakout C7awdqW

https://www.narutorpgakatsuki.net/t73259-f-myrah-suneater#562957 https://www.narutorpgakatsuki.net/t73260-gf-myrah#562967

[Filler Time Skip] Breakout - 25/4/2020, 12:14

Girls Just Wanna Have Fun

[Filler Time Skip] Breakout Ann_takamaki

O tempo é de todas as formas possíveis, seu melhor amigo.

O quanto Mikan viveu para poder dizer que “viveu” realmente? Ora, uma adolescente, recém formada Chuunin, não podia se gabar tanto do que havia vivido, mas do quanto precisava viver. Desde aquele exame, tudo ao redor da garota a guiava para um futuro a qual era ficar mais forte… Seguir sua vida como kunoichi na pretensão de cuidar e proteger sua casa, seu lar, sua vila. Alguns podiam ver na face o quanto Mikan havia “crescido” pelas experiências que havia passado, todas as coisas que havia aprendida e todo o mal enfrentado por ela naqueles dias. Agora deveria focar mais em si, em treinar e aprender mais e mais sobre sua força e habilidades de seu clã e as elementais quais ela tinha afinidade. Os treinos dali não eram tão mais pesado como antes, sua resistência havia - de alguma forma - melhorado, talvez pela maior força de vontade que a Yamanaka tinha por agora.

A face pálida mostrava em Mikan a vontade de ser mais do que esperavam de uma garota Yamanaka, um clã tradicional da vila oculta da folha. E ela entendia de tradição, e como… Seus pais não a deixaria se esquecer, todo o quanto o seu clã em conjunto com os Nara e Akimichi poderiam ser extremamente forte e escreverem seus nomes na história do Ino-Shika-Cho.

Mikan nem mesmo tinha Ino na frente do nome, sendo filha de quem era, tais coisas que a fazia conflitar com os pais, que soltava raios toda vez que tentava ter uma conversa decente. De qualquer forma, aquela manhã, ela tinha coisa mais interessante a se fazer, como ir até a missão que ela havia sido convocada como sensor.

Mas quando lhe passaram a missão e o que deveriam fazer, Mikan de cara duvidou de que aquilo poderia mesmo ser definido com aquele rank, tendo apenas que lidar com uma ladra na biblioteca, a garota olhou em volta e quase riu, mas resguardou-se usando das habilidades de seu clã principalmente para sensoriar seus movimentos, encontrar sua localização e com a ajuda de outros eles iam a deter.

Realmente as coisas ficaram mais complicadas do que o esperado, pois aquela missão envolvia o roubo de pergaminhos secretos, e não era apenas “uma” pessoa que estava naquela organização de roubos, era uma facção inteira de usuários de raiton. A batalha foi árdua, Mikan teve pouco reforço e quase usou todo seu chakra, sua resistência não era tanta como ela esperava, o que lhe rendeu dois dias no hospital após o fim daquilo. Foi uma grande experiência e serviu de aprendizado para ela entender que não deveria pré julgar uma missão rank a, ela tinha que treinar mais e colocou tal coisa como uma meta: dar o melhor de si para cumprir mais missões desde nível e conseguir subir mais a dificuldade.

Pois ela sabia, as coisas não seriam fáceis caso ela realmente fosse seguir com aquele sonho.

Foi preciso muito tempo, as coisas iam de mal a pior, a convivência de Mikan com seus pais só ia se tornando mais distante a ponto de não chegar a os ver nunca, nenhum dia, nem mesmo para treinamentos de habilidades do seu clã, que era o que ela costumava fazer.

Dias, semanas e até meses iam se passando e com o estudo e treinos, a vida da garota se tornava cada dia mais cansado e exaustivo, a ponto dela quase não ter tempo para si e apenas para o que deveria fazer para se tornar forte. E foi em uma tarde de outono que aconteceu aquele chamado, a missão era em uma vila vizinha, ela o recebeu enquanto fazia sua malhação matinal.

Saudades de quando nós íamos escolher nossas missões. — dizia limpando o rosto com uma toalha ao sair de cima da bicicleta ergométrica.
Está reclamando demais, eu queria ter uma convocação assim...  Kunoichi sensor… — brincou a amiga que mantinha-se firme no treino.

Mikan olhou de canto de olho e pegou a bolsa saindo enquanto dava adeus com uma mão para a morena.

Seguiu para casa inicialmente para um banho, trocou-se e por fim pegou todos os itens que fazia parte da sua bolsa ninja e foi em direção ao local descrito no pergaminho recebido. Naquele momento olhou ao redor, sentia falta de rapaz em específico, e mesmo que tivesse recebendo suas cartas, o contato ainda era algo que lhe causava nostalgia. Queria que ele voltasse logo, queria o ver de novo, sentia falta de Renji Shigaraki.

Quando deu por si estava a frente do portão da vila da folha, suspirou e se reuniu ao ninja que havia lhe chamado, ele lhe passou as recomendações, contou toda uma história, conversou com ela; perguntando sobre suas experiências e habilidades e depois de alguns longos minutos eles partiram em viagem ao vilarejo vizinho.

A missão em específico tratava-se de uma criatura misteriosa e perigosa que estava perdido, desde que ele sempre havia vivido em cativeiro, ele encontrava-se completamente desnorteado e com medo de todos que tentavam se aproximar, era um felino perigoso, pois já havia avançado em muitos aldeões durante o período de fuga. Entregaram a ela alguns senbons que foram mergulhados em calmantes para atirar no animal. Aldeões diziam que ele estava com fome, pois toda vez que aparecia estava sempre em direção de alimentos, e mesmo que oferecessem a ele, ainda se mostrava hostil, o que presumia-se que ele poderia estar traumatizado com algo ou pior.

Depois de algumas horas de investigação, encontraram o local onde ele estava se escondendo, a captura foi intensa, e Mikan acabou ganhando um arranhão do felino. Inicialmente ela achou que era apenas algo que não teria problema e voltaram para a aldeia entregando a criatura para os responsáveis. Missão cumprida, foi o que pensou.

Foram dias difíceis depois dali, aquele “pequeno” arranhão lhe causou uma contaminação por estar envenenado, Mikan ficou internada no hospital por um mês até acharem que haviam retirado todo o veneno. Enquanto ela se recuperava, sua mãe todos os dias implorava para a garota deixá-la cuidar de sua filha, a mãe sentia-se muito mal e queria por tudo que Mikan a deixasse ser novamente sua mãe. A dificuldade da kunoichi aceitar aquele pedido era por conta do histórico da relação das duas, que apesar de tentarem viver pacificamente, sempre havia alguma frustração que impedia as duas de conviverem, em sua maioria por causa do tradicionalismo dos Yamanaka e quererem impor isso em Mikan.

A adolescente gostava de sua liberdade, de fazer suas escolhas ao seu bel prazer, de ser suficiente para enfrentar sua vida sem precisar dos pais lhe puxando para debaixo de uma vida de regras e tradições quais ela não estava confortável. Mikan queria mais que aquilo, por conta disso que ela havia se desentendido com os pais e saído de casa.

Mas a situação agora era completamente diferente, ela precisaria ficar de repouso e ir ao hospital de tempos em tempo, para verificar se todo o veneno havia saído de seu organismo. Ela deixou-se dar uma chance aos pais, ficaria em sua casa depois de 2 anos vivendo na casa de uma parente sua. Seu quarto estava igual, sua mãe ainda lembrava de sua refeição preferida, seu pai ainda mantinha a mesma rotina noturna e tudo aquilo era nostálgico, sentimentos bons de sua infância que apesar de tudo, ela não conseguia esquecer. Começou a se habituar novamente ao lugar, fazendo as pazes com as figuras paternas e lidando com a forte infecção que parecia não querer ir embora.

Talvez fosse a doença que fazia ela começar a tornar-se mais dependendo dos pais novamente, mas ela não achava a aproximação de toda ruim, pois o tempo distante ensinou lições para ambos os lados e eles compartilhavam isso juntos, e aos poucos se tornavam a família Yamanaka de novo.

Seu pai a auxiliava nos exercícios para não se deixar enfraquecer e a doença lhe derrubar ao final, sua mãe estava mais próxima, ensinando-a coisas comuns de casa e algumas coisas do clã, além de plantas da floricultura. Mikan podia dizer que conhecia todos os tipos de plantas, espécies e locais onde estavam e sobreviveriam melhor, cuidados e afins. Ela simplesmente adorava esse convívio e tudo que estava aprendendo de novo ao voltar para casa, lhe deixando com a sensação de que ela não precisava mais ter medo, pois ela não era mais uma criança a ser moldada, mas já estava uma jovem apta a tomar suas próprias decisões.

Depois de exatos seis meses, o corpo de Mikan já não sentia mais relacionado à infecção causado pelo felino. Estava realmente sã e os exames eram claros.

Finalmente… — dizia aliviada olhando para a folha do resultado. Seus pais estavam ali e o olhar temeroso de sua mãe para que agora ela fosse embora lhe cativou — Mãe, eu não vou embora. — completou e os três - pai, filha e mãe - se abraçaram.

Uma cena emocionante para aquele trio, pois há muito tempo essa relação entre os três havia sido extinguida, mas novamente eles estavam ali, firmes como uma família forte.

× × × × × ×

O QUE ACONTECEU COM VOCÊ? — claramente aquele grito foi capaz de assustar os pássaros que se penduravam nos fios ali perto. Mikan espantou-se mais pelo susto que a prima havia causado.

O que!? — foi sua reação.
Seu cabelo, está loiro… — os gritos da prima já haviam cessado.
Ah, isso. Bom, como eu estava doente, acabei deixando eles sem tintura, eles voltaram pra cor original.
Sério, muito diferente mesmo, mas eu adorei os cachos.
Isso é descuido mesmo. — Mikan riu, ela realmente não tinha mais tanto interesse em deixar os fios alongados e por isso seu cabelo tomava uma forma mais ondulada.

De qualquer forma, Mikan claramente mantinha um visual totalmente diferente de quando era genin, talvez pelo fato dela agora ter um novo rank, ela precisava-se mostrar mais madura, apesar de que a mudança era tanta para apenas um rank. O fato é que a jovem Yamanaka estava satisfeita de todas as formas, fosse o cabelo, fosse o rank chunin, tudo aquilo era emocionante.

Mas agora a garota se via apta a encarar mais uma missão, pois depois dos longos seis meses parada, tudo que ela mais queria era voltar a ativa, fosse treinar e encarar missões das mais difíceis mesmo, parecia um desafio que fazia para si mesma. E uma forma de crescer mais, como ela pretendia antes da infecção, agora ela tinha uma nova possibilidade, mas foi pedido de seu pai que ela agora fizesse algo que não exigisse tanto esforço inicialmente, pois não sabia dizer como seu corpo reagiria à grandes esforços. Mesmo com o resultado de que ela estava 100% bem, nunca era demais tomar cuidado e ela concordava com isso.

De qualquer forma aceitou uma missão nos arredores da vila da folha, ladrões de campos de plantações que haviam consumido o local depois que ele havia sido isolado por conta do medo de guerras passadas. Agora, os trabalhadores queriam voltar ao trabalho, mas precisavam retirar aquela gente dali, e pra isso ela aceitou a missão. Bem, era aparentemente simples e não exigia tanto esforço que ela julgava ser exagerado, sendo assim, ela só precisava investigar, descobrir o chefe e por um fim àqueles roubos. Não é necessário contar como ela fez, pois Mikan como sensora e Yamanaka, não poderia ter passado por uma confusão muito grave, entrar no local sorrateiramente, desviar a atenção deles e mexer com suas mentes era - claramente - o ponto forte da garota. Ao fim, quando os tirou do lugar, acabou por espalhar informações para todos que aquele lugar havia sido recuperado para que futuros contratempos não viessem a acontecer com pessoas que não estavam ali na hora do ocorrido.

E ela mostrou-se realmente sã, a kunoichi estava realmente de volta a ativa com tudo que tinha direito, até mesmo cabelos loiros, assinatura de seu clã.

Dias se passaram, o frio do inverno havia sido enfrentado e a entrada da primavera determinava sua estação preferida e junto com ela a carga de trabalho das floriculturas só aumentavam, com de sua família não seria diferente. Mikan tinha certo conhecimento em jardinagem por conta dos anos que trabalhou com sua mãe, então ela fora uma das convocadas para espalhar o clima da primavera por toda a vila, com flores espalhadas e bem cuidadas em volta. Bom, pelo menos isso era uma tentativa de aliviar as pressões do clima causado pelos acontecimentos passados e também por agora o clima ser outro, desde que eles tinham um novo Hokage.

Mikan passeava pelos jardins com um sorvete em mãos quando foi abordada pelo pai.

Mi-chan, venha em uma missão comigo.
Que? — disse afastando-se um pouco para trás.
Quero que venha nessa missão comigo. — repetiu.
Mas por que? Faça suas coisas sozinho, ora.
Precisarei da sua ajuda.
Minha ajuda?  — perguntou curiosa.
Sim.

A garota não demorou mostrar interesse naquilo, pois o pai nunca havia a chamado para algo daquela forma. O que a fez pensar que deveria ser algo de real importância. Não ouviu muitos detalhes do que se tratava, mas pegou as coisas necessárias para a missão e seguiu o pai. Os dois andaram durante um dia inteiro até chegar em uma floresta.

Vamos acampar por aqui.
Ótimo, minhas pernas já não estavam aguentando mais. — disse alongando-se e colocando as coisas de lado.

Montaram uma barraca e o pai preparou o jantar.

Olha, eu espero que eu não tenha sido enganada para fazer um acampamento pai e filha.
Mikan. — o chamado do pai foi incomum, o que a fez o fitar diretamente — Soube que você está tendo problemas.
Problemas? Eu estou ótima. — questionou arqueando uma sobrancelha.
Foco! — o mais velho olhou ao redor
Mas o que está acontecendo? — a garota estava distraída o suficiente para conseguir ver o animal se aproximando.

O susto foi imenso na garota, desde a última vez que viu algum animal da floresta. Um lobo invadiu o pequeno acampamento salivando, claramente com fome. Ele parecia pronto para atacar sem piedade por comida, mas o pai soube reagir devidamente lhe oferecendo comida e quando se viu já estavam jantando todos juntos.

O… Que está… Acontecendo? — ela questionou novamente, mas dessa vez olhando ao redor com medo de uma nova surpresa e inquieta com tudo aquilo.
Vamos falar do seu problema.
Pai, eu não tenho “problema” algum. — respondeu

Mas dessa vez seu sensor estava claramente ativo, um grupo de “selvagens” se aproximavam e o animal que estavam agora em sua posse tremia encolhido. Ela armou-se, junto com o pai e se colocaram costa a costa um do outro.

Quantas pessoas você já matou, Mikan?
Matar? Eu nunca… Matei ninguém… Não sei se… — neste momento Mikan pensou que realmente ela nunca havia feito isso, e era certamente mole em relação a isso.
Este é o seu problema. Mikan, ouça. Essas pessoas, são criminosos já condenados, eles vivem pelo tráfico, fugitivos de grande periculosidade. — a partir dessa fala, o pai já se comunicava pelo Shindenshi.
Pai… — chamou e um deles se aproximou com uma kunai em sua garganta.

O pai a resgatou e houve um combate corpo a corpo ali qual Mikan não sabia como resolver, ela só rebatia e se defendia, pois nunca sequer fora boa de combate direto. O medo assolava a Yamanaka e o suor já escorria em sua face pelo esforço, sua respiração apreensiva e o depois de alguns abatidos, seu pai fora pego e o animal avançou para proteger a figura paterna. Tudo aquilo era tão confuso, a jovem estava com medo.

“Isso não pode ser um teste… Não é um teste” pensava encarando o pai que sangrava e era enforcado. Mikan suspirou e avançou, seus pensamentos já haviam se perdido, e com uma kunai usou tudo que sabia - o conhecimento quase nulo de taijutsu - e resgatou o pai junto com o lobo de anteriormente e o trio se livrou dos criminosos.

Antes de fugirem, Mikan ainda matou um e seu pai alguns, mas esse era o menor dos problemas, a fuga rendeu uma flecha envenenada no lobo resgatado pelos Yamanaka. Seu corpo foi em direção ao animal, que tremia e chorava. Seu pai lidava com o restante, enquanto ela segurava o lobo em seu colo, com a mesma reação e com um sentimento ruim por saber como era lidar com aquele tipo de coisa. Mikan chorava e seu pai se aproximou pegando-o em seu colo, com olhar perdido.

Pa...Pai… Ele…
Ele não vai aguentar. Sinto muito, Mikan.
Por favor, pai…
A ONG está muito longe… Mikan, você precisa o matar.

Seus olhos se arregalaram e ela tremia mais forte só com a palavra de matar.

Já chega! Isso não é um teste! Ele está morrendo…
Mikan, quando eu te chamei para isso, eu estava longe de prever os acontecimentos que vivemos aqui. Eu previ apenas três pessoas, mas fomos cercados.
Eu… Eu não posso…
Você… Mais do que ninguém sabe o quanto ele está sofrendo…
Eu sei… Mas ainda assim…

Acabou como o previsto, ela tinha que fazer aquilo pelo bem do animal, que certamente sofreria muito antes de morrer oficialmente, e não havia como eles o levarem, todos estavam muito machucados.

Depois daquilo, a tristeza permaneceu alguns dias em Mikan, mas logo ela superou e se candidatou dias depois para uma missão de “vingança”, onde iria os encontrar e os matar sozinha. Seu pai era contra, mas ela estava determinada e só conseguiu dormir devidamente depois que matou todos aqueles que fizeram mal a eles naquele dia.
HP: 525/525 • CH: 525/525 ST: 00/05  
Palavras: 2.972




Consid.:
Filler de 2 anos:
4 Missões Rank B 2.000 palavras
Superação do Defeito "Molenga" +500 palavras

_______________________

Myrah Suneater

fichagestãobanco
-
Luishturella999
Jōnin
Luishturella999
Vilarejo Atual
Ícone : [Filler Time Skip] Breakout 100x100

https://www.narutorpgakatsuki.net/t70499-f-p-squall-sarutobi#532365 https://www.narutorpgakatsuki.net/t69839p30-gestao-de-ficha-squall-saruhatake

Re: [Filler Time Skip] Breakout - 25/4/2020, 14:02

@

Adicione uma pequena cicatriz por conta do arranhão que sofreu, nada grande, não precisa ser o defeito, apenas interpretativa para a história e visual da char, onde o arranhão foi feito.

-


Edição de Aniversario por Shion e Senko.